GP dos Estados Unidos – 15ªEtapa – Mundial da Motovelocidade 2021 – MotoGP

Em Austin, Marc Marquez mostrou casa perfeitamente com essa pista. Mesmo sem estar 100% fisicamente, o formiga atômica dominou a prova e conquistou a vitória no Circuito das Americas, desde quando assumiu a liderança na largada até a bandeirada só deu Marquez.

Na largada, Bagnaia não foi bem e caiu para 3ª. Marc Marquez pulou da 3ª para a liderança, Quartararo manteve a segunda posição. Rins, Martin, Mir, Nakagami e Zarco completavam os 8 primeiros lugares.

Bagnaia perdeu posição para Rins ainda na primeira volta, depois perdeu posição para Jorge Martin e disputava posição com o Japonês Takaagi Nakagami da LCR Honda. Para o vice-líder do campeonato, foi um alivio ver Nakagami ir para o chão na curva 12 da segunda volta. Pelo menos Peppo se livrou dessa, mas seu começo de corrida não era bom.

Rins vinha na frente, mas Jorge Martin estava na pressão, buscando a 3ªposição. Era Potência vs Agilidade. Nessa disputa, acabou a cavalaria da Ducati levando a melhor, Jorge Martin passou a ser o 3ºcolocado.

Em 7º, Joan Mir vinha pressionado por Brad Binder da KTM. O campeão do mundo do ano passado tentando manter alguma chance de campeonato, algo que Johann Zarco já não poderia fazer após a queda no começo da 5ªVolta.

Jack Miller foi com tudo pra cima de Francesco Bagnaia e acabou superando seu companheiro de equipe. O Australiano vinha com pneus mais duros e começando a ter um melhor desempenho.

Martin foi pra cima de Quartararo, isso fez com que Marquez começasse a abrir vantagem. Já Miller passou por Rins e assumiu a 4ªposição, já visando às posições de Martin e Quartararo.

Na metade da prova, Aleix Espargaró foi para o chão, foi um final de semana muito complicado para o único piloto da Aprilla, já que Marevick Viñales não esteve nesse final de semana, tudo em decorrência da morte do seu primo Dean Berta Viñales, durante uma prova do World Supersport 300.

Com 10 voltas completadas, Marquez abriu mais de 2 segundos para Quartararo. Seguido de Martin e Miller. Peppo Bagnaia passou Alex Rins e começou ai a sua recuperação em Austin. Mir superou Binder e voltou a 7ªposição (O piloto da Suzuki superou o piloto da KTM). Andrea Dovizioso vinha em boa corrida, na 12ªposição.

Jack Miller chegou a sonhar com o pódio, mas na 12ªVolta, Bagnaia chegou no australiano e a ultrapassagem não foi só inevitável como também uma ordem da Ducati. A partir dai, Miller foi ladeira abaixo, acabou superado por Alex Rins a 7ªvoltas do final, caindo para a 6ªposição.

A 4 voltas do final, Jorge Martin erra de proposito para deixar Bagnaia passar, o piloto da Pramac tomou punição da volta longa (Ele cumpre na última volta). Com isso, Peppo estava no pódio.

Marc Marquez foi para 4.3 segundos de vantagem. Sem ameaças e sem problemas físicos, o piloto da Honda conquistou sua segunda vitória na temporada, sua 7ªvitória no circuito das Americas. Realmente um brilhante retrospecto do Formiga Atômica nesse circuito.

Fabio Quartararo fez uma corrida pensando no campeonato, com a 2ªposição o francês pode ser campeão na próxima etapa. Na corrida de Misano. Para isso acontecer, basta Quartararo chegar à frente de Peppo Bagnaia para confirmar seu primeiro título de campeão do Mundo. Já o piloto da Ducati precisa de um milagre para ainda poder ser o campeão do Mundo.

Alex Rins acabou em uma ótima quarta posição, seguido de Jorge Martin que foi prejudicado pela ordem que recebeu da Ducati e pela punição. O piloto da Pramac tinha condições de conquistar o pódio.

Enea Bastianini veio no final e acabou conquistando a 6ªposição, vivendo o melhor momento na temporada, com a Ducati de 2019 que obteve grande desempenho em Austin. Jack Miller acabou prejudicado por uma manobra de Joan Mir e acabou ficando na 7ªposição. Para o piloto da Suzuki, a disputa pelo campeonato terminou com a 8ªposição. Com 79 pontos atrás de Quartararo, Mir já não pode mais alcançar o título.

Brad Binder com sua KTM e Pol Espargaró da Honda (Muito longe do desempenho de Marquez) completaram as 10 primeiras posições. Miguel Oliveira foi o 11ºcolocado, seguido de Alex Marquez da LCR e de Andrea Dovizioso da Petronas, que em sua segunda corrida já consegue entrar na zona de pontuação, em 13ªlugar.

Luca Marini da Avintia e Valentino Rossi da VR46 completaram a zona de pontuação. Dia 24 de outubro, em Mizano pode se definir o mundial a favor de Fabio Quartararo, com 52 pontos de frente para Francesco Bagnaia, o único piloto que ainda pode tirar o já encaminhado campeonato do Francês.

Fotos:

Resultado final do GP dos Estados Unidos
Moto 3 – Circuito das Americas – 20 voltas

pospilotoequipemototempo
193Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda41’41.435
220Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 4.679
363Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucatia 8.547
442Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 11.098
589Jorge MartinPramac RacingDucatia 11.752
623Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucatia 13.269
743Jack MillerDucati Lenovo TeamDucatia 14.722
836Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 13.406
933Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 15.832
1044Pol EspargaroRepsol Honda TeamHondaa 20.265
1188Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTMa 23.055
1273Alex MarquezLCR Honda CASTROLHondaa 24.743
134Andrea DoviziosoPetronas Yamaha SRTYamahaa 25.307
1410Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucatia 26.853
1546Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamahaa 28.055
1627Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTMa 30.989
1730Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 35.251
189Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTMa 42.239
1921Franco MorbidelliMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 49.854
41Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniApriliaa 12 voltas
5Johann ZarcoPramac RacingDucatia 15 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Deixe uma resposta