GP da Catalunha – Mundial da Motovelocidade 2021 – MotoGP – 7ªetapa

A Maioria das apostas eram a favor de Fabio Quartararo, mas dessa vez não deu para piloto francês e a vitória terminou nas mãos do Português Miguel Oliveira da KTM, a 3ªvitória na MotoGP e a 4ªVitória da marca da sua história. Numa corrida muito disputada entre o piloto da KTM e da Yamaha que acabou com vantagem para a moto Austríaca.

Na volta para alinhar para o Grid, Jorge Martin vai ao chão e teve de largar no pit lane, prejuízo para o piloto da Pramac que voltou nesse final de semana após 4 corridas de ausência.

O momento crucial para Quartararo e para a Yamaha era a largada e nessa largada, o francês até se saiu bem, mas na entrada da primeira curva, Miller e Oliveira passaram a frente e assumiram as duas primeiras posições. Quartararo em 3º, Mir que vinha e 6º subiu duas posições após passar Zarco e Viñares e passou a ser o 4º. Quem fez excelente largada foi Marc Marquez, pulando da 15ª para a 9ªposição. Ao contraio do Formiga Atômica, Franco Morbidelli largou mal e caiu da 5ª para a 13ªposição.

Na segunda volta, Miller alonga muito a curva 3 e permite a Miguel Oliveira assumir a ponta pela primeira vez, Quartararo se empolgou e foi pra cima de Miller, mas acaba cedendo posições para Mir e Aleix Espargaró, caindo para a 5ªposição. A missão do líder do campeonato seria um pouco mais difícil do que ele achou.

Na parte final da 3ªvolta, Marquez passa Viñales na marra e segue a subir na classificação, assumindo a 7ªposição. Aleix Espargaró chega a ocupar a terceira posição na 4ªVolta, mas Mir consegue recuperar a posição, a partir dai o piloto da Aprilla iria começar a perder posições. Já seu irmão Pol Espargaró é o primeiro a encontrar o chão na curva 5.

Aleix foi superado por Quartararo que foi para 4º. A partir dai, o piloto da Aprilla perdeu posição para Marquez e Zarco quase que ao mesmo tempo. Curvas depois, Zarco em uma bela manobra passou o formiga atômica e foi para 5º, deixando o piloto da Honda a lutar por posição com Aleix.

Jack Miller acaba perdendo rendimento e por consequência perdendo posições para Mir e Quartararo, os dois passam a duelar pela 2ªposição. No começo da 7ªvolta, Quartararo supera Mir e assume a segunda posição. A Partir dai, começa a perseguição do piloto francês sobre Miguel Oliveira da KTM que abriu 1.2 segundos de vantagem na ponta.

Na 8ªVolta, Marc Marquez que vinha fazendo uma corrida tão boa acaba indo para o chão e abandona a terceira corrida seguida. Um ano difícil para a equipe Honda que tinha Nakagami e Alex Marquez como seus únicos representantes na prova.

Fabio Quartararo foi tirando a diferença para Miguel Oliveira e estava com Joan Mir colado, Miller e Zarco vinham 1 segundo atrás, na briga pela 4ªposição. Aleix Espargaró e Marevick Viñales brigavam pela 6ªposição, Francesco Bagnaia e Brad Binder disputavam a 8ªposição. Takaagi Nakagami foi punido com a volta longa, mas acabou tendo de pagar de novo a punição por ter errado a primeira passada, isso jogou o Japonês para a última posição. Aleix Espargaró acabou indo ao chão e abandonando no final da 11ªVolta.

Na 12ªVolta, Quartararo foi pra cima de Oliveira e na curva 5 a ultrapassagem acontece e o francês assume a liderança pela primeira vez após a largada.

A partir dai, parecia que Quartararo iria embora rumar para mais uma vitória, mas Miguel Oliveira não desistiu da briga e acabou voltando a brigar com o Francês. Na 14ªVolta, Oliveira passou Quartararo e voltou para a ponta, Mir ainda estava próximo dos dois primeiros, mas começou a ficar mais para Zarco e Miller.

O piloto da Pramac tinha passado Miller não tomou nenhum conhecimento de Mir, na reta a Suzuki não é páreo para a enorme potência da Ducati e a 9 voltas do final, Zarco assumiu a 3ªposição. Na volta seguinte, foi à vez de Miller superar o campeão de 2020. O fato é que Mir já não tinha mais moto pra acompanhar os ponteiros e teria que se preocupar com Marevick Viñales que estava na sua cola.

Já Rossi vai para o chão na 17ªVolta e abandona a corrida, mais um final de semana complicado para o Doutor. Na volta seguinte, Iker Lecuona caiu num final de semana que estava sendo bom, a Tech 3 abandona já que Danilo Petrucci foi ao chão no começo de corrida.

Miguel Oliveira continuava na frente, resistindo a Quartararo que aos poucos começa a não atacar mais o piloto Lusitano. Johann Zarco começou a ver a chance de chegar ao líder do campeonato e disputar a 2ªposição, mas com Miller na sua cola querendo brigar pelo pódio.

A 3 voltas do final, Zarco supera Quartararo e assume a segunda posição. Pior para o francês foi ele ter vasado a chicane das curvas 1 e 2. Isso provocaria uma punição ao piloto no final da prova. No final da volta, Quartararo tirou a proteção de peito que todos os pilotos colocam para proteger a parte do peito. Isso poderia levar o francês a uma possível desclassificação.

Na volta final, Zarco tenta um ataque pra cima de Oliveira. Mesmo com todo o esforço do francês, o piloto da KTM tinha vantagem suficiente para levar sua moto a uma grande vitória. Miguel Oliveira que usou pneus duros acertou na escolha e conquistou sua primeira vitória na temporada e a 3ª na sua trajetória na categoria principal. Embalado pela 2ªposição na prova de Mugello e com um bom ritmo de prova, o Português conseguiu um grande resultado.

Johann Zarco pela 8ªvez bate na trave e fica muito perto da primeira vitória. O ponto positivo do 2ºlugar, o piloto da Pramac consegue reduzir a desvantagem para o líder Fabio Quartararo, de 24 para 17 pontos. Por falar no piloto da Yamaha, ele até chegou a frente de Jack Miller, mas com a punição de 3 segundos, o seu lugar no pódio passou para o piloto australiano.

Com a punição, Quartararo caiu para a 4ªposição, mas manteve a liderança do Mundial (Caso não seja punido por causa da ausência da proteção de peito) com ainda uma vantagem confortável para Zarco. O piloto da Yamaha tem uma moto muito boa, mas Ducati e KTM tem motos competitivas a ponto de dificultarem a busca do primeiro título no Mundial.

Joan Mir segurou Marevick Viñales e ficou com a 5ªposição, apesar da sua consistência parece que a Suzuki tem que melhorar sua moto, pois a constância que o levou a ser campeão em 2020 já não esta bastando nessa temporada, mesmo assim honrou a equipe que só teve ele como piloto, Rins que não pode correr garante que volta em Sachsenring daqui a 15 dias. Viñales largou mal e teve que se recuperar para ficar na 6ªposição.

Francesco Bagnaia com a Ducati levou a melhor na disputa pela 7ªposição contra Brad Binder da KTM, mesmo assim, foi pouco as posições que ambos conseguiram se comparar com os desempenhos de Oliveira pela KTM e de Miller pela Ducati, ainda que ambos tivessem feito um bom duelo por uma posição decente.

Franco Morbidelli teve uma largada ruim, e não conseguiu ir além da 9ªposição, com sua velha Yamaha de 2 anos atrás (versão 2019). Enea Bastianini se redimiu da patética apresentação em Mugello e completou as 10 primeiras posições.

Alex Marquez levou a Honda mais bem colocada, na 11ªposição, nem de longe no apogeu quando seu irmão Marc Marquez conquistava vitórias e títulos até 2019. Luca Marini acabou o dia em 12º, na frente de Takaagi Nakagami num dia desastroso, Jorge Martin com a Pramac reserva e Lorenzo Savadori que salvou um ponto para a Aprilla.

Daqui a 15 dias teremos o GP da Alemanha, a 8ªetapa do Mundial de Motovelocidade onde Quartararo é o grande nome do campeonato, mas que a sua liderança esta sendo cobiçada cada vez mais pelos seus adversários na luta pelo Mundial de 2021.

Resultado final da 7ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – MotoGP – 24 Voltas

pospilotoequipemototempo
188Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM40’21.749
25Johann ZarcoPramac RacingDucatia 0.175
343Jack MillerDucati Lenovo TeamDucatia 1.990
420Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 4.815
536Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 5.325
612Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 6.281
763Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucatia 8.175
833Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 8.378
921Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 15.652
1023Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucatia 19.297
1173Alex MarquezLCR Honda CASTROLHondaa 21.650
1210Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucatia 22.533
1330Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 27.833
1489Jorge MartinPramac RacingDucatia 29.075
1532Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniApriliaa 40.291
27Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTMa 8 voltas
46Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamahaa 9 voltas
41Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 14 voltas
93Marc MarquezRepsol Honda TeamHondaa 17 voltas
9Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTMa 19 voltas
44Pol EspargaróRepsol Honda TeamHondaa 20 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Deixe uma resposta