Mundial de Motovelocidade 2024 – GP de Portugal – MotoGP – Classificação e Corrida Sprint

Dia de Sábado em Algarve teve uma classificação e uma corrida bem disputada e com resultados inesperados, mas não surpreendentes pelos desempenhos de Enea Bastianini e Marevick Viñales no circuito português.

Na sessão da repescagem, os favoritos as duas vagas no Q2 eram Pedro Acosta da Tech 3, Fabio di Giannantonio da VR46, Alex Marquez da Gresini e Aleix Espargaró da Aprilla.

A primeira marca da sessão foi marcada por Fabio di Giannatonio (com 3:25 de sessão) ficando 6 décimos mais lento que a marca que Alex Marquez faria segundos depois (1:38.422). 30 segundos depois, Pedro Acosta começou a mostrar suas garras e superou o piloto da Gresini com o tempo de 1:38.403, colocando 19 milésimos de frente para Alex Marquez. Miguel Oliveira, dono da casa vinha na terceira posição.

Com 1 terço de sessão (5:10 de Q1 percorridos), Alex Marquez retornou a liderança ao marcar 1:38.340. Porém, durou pouco essa liderança já que Pedro Acosta marcou 1:38.328 voltou a ponta a 12 milésimos do irmão de Marc Marquez. Aleix Espargaró marcou o terceiro tempo, a 1 décimo dos dois times que estavam se classificando para o Q2 naquele momento. Miguel Oliveira, Raúl Fernández, Johann Zarco, Fabio di Giannantonio, Franco Morbidelli, Augusto Fernandez, Joan Mir, Luca Marini e Takaagi Nakagami.

A 5:30 do final, os pilotos começaram a sair dos boxes para a reta final da sessão. 1 minuto depois, Aleix Espargaró, Fabio di Giannantonio e Alex Marquez saíram dos boxes para a pista.

A 2:30 do final, Miguel Oliveira se esforça bastante para levar a Aprilla da Trackhouse para a terceira posição, ficando pouco atrás da zona de classificação. A menos de 2 minutos do final, Pedro Acosta consolida de vez seu lutar no Q2 ao marcar o tempo de 1:38.065. Já Raúl Fernández tentou melhorar seu tempo, mas não passou da 4ªposição. A 1:10 do final, Alex Marquez recupera a liderança com o tempo de 1:38.060. Aleix Espargaró e Fabio di Giannantonio passaram para a 3ª e 4ªposições.

Apesar dos esforços dos outros competidores, Alex Marquez e Pedro Acosta impuseram um sarrafo bem alto para a concorrência, isso fez com que não tivéssemos mais mudanças na zona de classificação do Q2. Alex Marquez e Pedro Acosta seguiram para a fase final da classificação. Aleix Espargaró e Fabio di Giannantonio ficaram na 3ª e 4ªposições, de certo modo confirmando o favoritismo, mas ficando na 13ª e 14ªposições no Grid de Largada. Os pilotos da Honda ficaram nas 4 últimas posições mostrando toda a crise que se encontra a fábrica japonesa nesse começo de temporada.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.060
2 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’38.065
3 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’38.279
4 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.309
5 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’38.385
6 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’38.448
7 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’38.454
8 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’38.934
9 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’39.004
10 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.025
11 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’39.058
12 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.451

Assim que o cronometro é disparado, os pilotos começam a sair para a pista ou pelo menos a maioria dele já que Pedro Acosta e Alex Marquez não saíram no começo do Q2. Fabio Quartararo foi o último a deixar os boxes.

No final da primeira volta rápida, Marc Marquez acabou indo para o chão entre a curva 14 e 15. Essa queda prejudicou a volta de muitos pilotos que vinham atrás do Formiga Atômica. Dos pilotos que conseguiram marcar volta, Marevick Viñales foi o mais rápido seguido de Jack Miller e Peppo Bagnaia. No Setor 2, Brad Binder foi para o chão na sua segunda tentativa.

Com 1 terço de sessão percorridos (5:07 de Q2), Peppo Bagnaia foi para a liderança ao marcar 1:37.942, seguido de Jack Miller a 90 milésimos do piloto da Ducati. 20 segundos depois, Jorge Martin da Pramac supera Miller e ficando apenas 4 milésimos de Peppo Bagnaia.

Após 7 minutos de sessão, apenas 6 pilotos tinham marcado tempos: Peppo Bagnaia, Jack Miller, Maverick Viñales, Marco Bezzecchi, Fabio Quartararo e Alex Rins. O restante não tinha feito volta, Alex Marquez e Pedro Acosta não tinham se quer entrado na pista.

A 6 minutos e 20 segundos do final, Fabio Quartararo foi para a pista, começava os pilotos a voltarem para a pista para a reta final da classificação.

A 3 minutos do final, Jorge Martin pulou para a ponta com o tempo de 1:37.812. O  piloto da Pramac ficou na liderança por poucos segundos já que Enea Bastianini tratou de baixar a marca da pole para 1:37.706, deixando Martin em 2º e Peppo Bagnaia na terceira posição, Jack Miller caiu para 4º e Pedro Acosta em sua primeira volta foi para a 5ªposição com sua KTM da Tech 3.

A 65 segundos do final, Marco Bezzecchi pula da 7ª para a 5ªposição superando Pedro Acosta. Já os pilotos da Yamaha Fabio Quartararo e Alex Rins estavam fazendo o possível, eles subiram para a 8ª e 10ªposições respectivamente.

Com o cronometro zerado, Marc Marquez fez sua última tentativa e pulou da 11ª para a 8ªposição. Quem melhorou mesmo foi Marevick Viñales que fez uma brilhante volta, perfurando o domínio dos pilotos da Ducati na 2ªposição, a 82 milésimos de Enea Bastianini da Ducati, pole position para a prova curta do sábado e para a corrida do domingo. Enea esta em um processo de recuperação da temporada acidentada de 2023 onde ele perdeu praticamente metade da temporada e quando correu não teve condições físicas para desempenhar seu papel, mas agora em 2024 Bastianini tem as condições físicas para disputar até mesmo o título dessa temporada.

Marevick Viñales larga na segunda posição e busca a vitória na Aprilla para entrar no seleto Grupo de vencedores da categoria principal por 3 marcas diferentes, Viñales venceu de Suzuki, venceu de Yamaha e esta em busca de vitória com a Aprilla. No ano passado, Viñales ficou na segunda posição na prova do domingo.

Jorge Martin completa a primeira fila com a sua Ducati da equipe Pramac. O piloto espanhol espera ter sucesso na prova do domingo, mas também busca a 11ªvitória em corrida Sprint. Peppo Bagnaia, o líder do campeonato vai abrir a segunda fila, largando na 4ªposição.

Jack Miller é o primeiro piloto da KTM no Grid de largada, largando na 5ªposição após ficar nas primeiras posições no final de semana inteiro. Largando na 6ªposição, Marco Bezzecchi parece já ter se adaptado melhor a moto Ducati de 2023, o piloto da VR46 fecha a segunda fila.

Pedro Acosta buscou sua classificação no Q1 para o Q2 e acabou conquistando a 7ªposição no Grid de Largada, abrindo a 3ªfila que terá dois campeões Mundiais: Marc Marquez com a Ducati de 2023 da Gresini em 8º e Fabio Quartararo fazendo tudo que era possível com sua Yamaha na 9ªposição.

Brad Binder da KTM, Alex Rins com a Yamaha e Alex Marquez com a Ducati da Gresini fecham o Top 12. Binder não teve um bom treino, Rins fez o que dava para fazer com a Yamaha e Alex Marquez nem se quer conseguiu marcar um tempo.

Grid de largada para o GP de Portugal e Corrida Sprint:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’37.706
2 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’37.788
3 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’37.812
4 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’37.922
5 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’38.032
6 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.072
7 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’38.138
8 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.147
9 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.322
10 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’38.412
11 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.502
12 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 Sem Tempo- Q2
13 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’38.279
14 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.309
15 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’38.385
16 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’38.448
17 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’38.454
18 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’38.934
19 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’39.004
20 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.025
21 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’39.058
22 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.451

Fechando o dia na MotoGP, tivemos a segunda corrida curta que teve a vitória de Marevick Viñales que conquista sua primeira conquista pela fábrica Italiana, fruto de muito trabalho e de um erro de Peppo Bagnaia que tinha tudo para vencer a corrida do Sábado.

Pole position, Enea Bastianini não largou bem e perdeu posições. Marevick Viñales chegou a virar a primeira curva na frente, mas logo foi superado por Jack Miller que passou a liderar a partir da 2ªcurva com Peppo Bagnaia em 2º, Marevick Viñales em terceiro. Jorge Martin chegou a estar em 4º, mas foi superado por Bastianini e Marc Marquez e caiu para a sexta posição. No final da volta, Marc Marquez passou Enea Bastianini pulando para 4ªposição.

Na segunda metade da volta seguinte, o Formiga Atômica passou por Marevick Viñales e sobe mais uma posição na classificação. Ao final da 2ªvolta, Peppo Bagnaia faz bonita ultrapassagem sobre Jack Miller e pula para a ponta.

Na 3ªVolta, Marquez passou Jack Miller e pula para a segunda posição. Enquanto isso, Alex Rins foi para o chão e abandonou a prova. Ainda na mesma volta, Johann Zarco, Brad Binder e Fabio di Giannantonio foram para o chão. O piloto da LCR Honda ainda conseguiu voltar a prova, mas abandonaria a corrida voltas depois.

Após 4 voltas: Peppo Bagnaia vinha na frente seguindo de Marc Marquez, Viñales, Martin, Miller, Bastianini, Acosta, Aleix Espargaró, Fabio Quartararo e Raúl Fernández.

Na 5ªvolta, Marc Marquez erra e perder a segunda posição para Marevick Viñales que passa a tentar buscar Peppo Bagnaia. Jorge Martin passou a atacar Marc Marquez e mostrando seu melhor equipamento e sua velocidade, Martinator passou Formiga Atômica na curva 12 e alcançou lugar no pódio no final da 6ªvolta.

Peppo Bagnaia vinha mantendo 1 segundo de vantagem para Viñales que estava sendo atacado por Jorge Martin que buscava perder menos pontos possíveis para o líder do campeonato. O piloto da Ducati tinha a potência de sua moto, mas o piloto da Aprilla resistia bem aos ataques.

Na 9ªvolta, na entrada da curva 1, Peppo Bagnaia passa do ponto de frenagem, erra a curva 1 e cai da liderança para a 4ªposição. Com isso, Viñales era o líder e Jorge Martin passou a abrir fogo de vez para tentar a vitória.

Apesar dos ataques de Martin na reta, Viñales compensava tudo nas frenagens que faziam a diferença a favor do Top Gun. Marc Marquez estava em 3º, observando o que aconteceria nessa briga.

A disputa pela vitória acabou no final da penúltima volta, quando Martin perde tempo, Viñales abriu vantagem e Marc Marquez chegou no piloto da Pramac. Na última volta, o Formiga Atômica aproveitou a chance e a pequena brecha para passar Jorge Martin na curva 5, passando para a segunda posição.

A vitória na Corrida Sprint ficou mesmo com Marevick Viñales que soube aproveitar a chance que teve quando Peppo Bagnaia perdeu a vitória (por causa do erro na 9ªvolta) e se defendeu muito bem dos ataques de Jorge Martin que durou por boa parte da corrida curta de hoje. No final, Viñales venceu sua primeira corrida defendendo a Aprilla.

Marc Marquez fez excelente apresentação, tirando a pequena falha que teve que resultou na ultrapassagem de Viñales acabou ficando na segunda posição, conquistando o primeiro pódio no ano e a sua primeira medalha em corrida Sprint. Jorge Martin que buscava a sua 11ªvitória na corrida Sprint acabou ficando na frustrante 3ªposição, que não é tão frustrante porque Martinator tirou um ponto da vantagem que Peppo Bagnaia tinha na liderança quando começou esse final de semana.

Bagnaia se não tivesse errado, quase que certamente teria vencido a corrida curta de hoje. A quarta posição é frustrante para o bicampeão do Mundo, mas termina o sábado na liderança do Mundial com 37 pontos contra 35 pontos de Jorge Martin.

Jack Miller teve uma boa corrida, começou na frente, mas perdeu posições. Pelo menos não despencou na classificação e acabou o dia na 5ªposição. Já Enea Bastianini teve uma ótima classificação, mas a sua corrida no sábado foi ruim na largada e não teve condições de reação. Enea termina mal o sábado com a 6ªposição após largar na frente.

Pedro Acosta se recuperou após uma largada fraca e acabou na 7ªposição, a mesma posição de onde largou. Aleix Espargaró teve uma boa recuperação, da 13ª para a 8ªposição ao cruzar a linha de chegada. Fabio Quartararo lutou muito e acabou conquistando um ponto com a  9ªposição. Raúl Fernández chegou na 10ªposição e superou em 2 posições o português Miguel Oliveira que tem a moto do ano e o apoio da Torcida e mesmo assim perdeu para o companheiro de equipe que esta com equipamento defasado.

Amanhã teremos a partir das 8 da manhã a Moto 3, as 9 e 15 da manhã a Moto 2 e as 11 da manhã a MotoGP, todos horários de Brasília.

Resultado final da 2ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024
GP de Portugal – Algarve – MotoGP – Corrida Sprint – 12 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 19’49.636
2 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 1.039
3 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 1.122
4 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 4.155
5 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 4.329
6 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 4.384
7 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 5.088
8 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 6.161
9 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 7.501
10 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 8.484
11 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 9.529
12 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 10.519
13 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 11.458
14 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 14.035
15 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 14.853
16 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 16.049
17 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 16.398
18 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 24.907
5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 7 voltas
33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 9 voltas
49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 9 voltas
42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 10 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ducati/Tech 3/Aprilla/Gresini/Pramac

Mundial de Motovelocidade 2024 – GP do Qatar – MotoGP – Classificação e Corrida Sprint

Resultado do Treino de Classificação:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’51.108 Q2
2 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’51.118 Q2
3 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’51.217 Q2
4 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’51.238 Q2
5 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’51.356 Q2
6 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’51.372 Q2
7 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’51.425 Q2
8 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’51.454 Q2
9 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’51.469 Q2
10 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’51.487 Q2
11 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’51.519 R
12 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’51.578 R
13 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’51.931 R
14 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’52.088 R
15 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’52.216 R
16 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’52.313 R
17 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’52.321 R
18 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’52.547 R
19 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’52.924 R
20 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’52.935 R
21 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’53.423 R
22 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’53.536 R

Q2: Classificados direto para o Q2
R: Disputam a repescagem (Q1)

No Q1, os favoritos eram os dois pilotos da Trackhouse, o italiano Marco Bezzecchi da VR46 e australiano Jack Miller da KTM.

Os primeiros minutos, Miguel Oliveira com 1:51.971 e Jack Miller assumiram as duas primeiras posições. Porém, na volta seguinte, Raúl Fernández passou para a ponta após marcar 1:51.436  e Marco Bezzecchi passou a ser o segundo colocado, a mais de 4 décimos atrás do piloto espanhol da Trackhouse. OS dois deixaram Miguel Oliveira e Jack Miller em 3º e 4º. Joan Mir melhora seu tempo e pula para 5º, seguido de Fabio Quartararo. Rins, Zarco, Augusto Fernandez, Nakagami, Morbidelli e Marini completaram a classificação do Q1.

A 5:30 do final, todo mundo voltou para a pista para a reta final da repescagem. Alex Rins teve problemas na sua moto a 3 minutos do final e acabou saindo da disputa.

A 1:30 do final, Johann Zarco em grande volta foi para a segunda posição (1:51.537) ficando um pouco a frente de Miguel Oliveira que melhorou o tempo, mas ficou com o terceiro tempo. Pouco antes, Joan Mir foi para o chão.

Com o cronometro zerado, Jack Miller deu seu ultimo tiro para tentar a classificação e acabou dando certo, o australiano da KTM foi para segunda posição com 1:51.526, tomando por 11 milésimos a posição de Zarco que terá de se contentar em ter sido o melhor piloto dos eliminados, seguido de Oliveira e de Marco Bezzecchi que acabou tendo uma apresentação decepcionante nessa repescagem. Raúl Fernández foi o mais rápido e passou para o Q2 levando Miller com ele.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’51.436
2 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’51.526
3 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’51.537
4 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’51.565
5 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’51.864
6 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’51.918
7 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’52.026
8 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’52.204
9 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’52.228
10 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’52.327
11 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’52.952
12 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’52.980

Várias atrações vistas na luta pela primeira pole da temporada, Peppo Bagnaia, Jorge Martin, Marc Marquez e Pedro Acosta eram os maiores destaques, mas era Alex Marquez o homem a ser batido, foi o melhor do Treino que definiu a classificação direta para o Q2. Com moral, o irmão de Marc Marquez foi o primeiro a entrar na pista. Já os outros saíram aos poucos sendo que Raúl Fernández acabou sendo o último a sair dos boxes.

A primeira volta foi uma troca troca de pilotos na ponta, começando com Jack Miller passando depois para Marc Marquez, mas Jorge Martin acabou com a brincadeira ao marcar o tempo de 1:50.789, o primeiro piloto a marcar tempo na casa do 1 minuto e 50 segundos na MotoGP. Na primeira tentativa, Fabio di Giannantonio da VR46 pula para segundo 1:51.019 e Peppo Bagnaia pula para terceiro e deixava Marc Marquez e Jack Miller para a quarta e quinta posições. Enquanto a maioria foram para os boxes, Enea Bastianini foi para uma nova volta e acabou marcando o 5ºtempo a 8:15 do final da sessão.

Na metade da sessão: Jorge Martin da Pramac, Fabio di Giannantonio da VR46 e Peppo Bagnaia da Ducati formavam a primeira fila no Grid de largada, seguidos de Marc Marquez, Enea Bastianini, Jack Miller, Aleix Espargaró, Raúl Fernández, Pedro Acosta, Marevick Viñales, Brad Binder e Alex Marquez.

Bagnaia e di Giannantonio foram os primeiros a voltarem para a pista quando restavam 6 minutos e 10 segundos para o final da sessão. Os outros pilotos voltaram sem pressa, a 5, 4 minutos do final da sessão.

A 2:30 do final, Peppo Bagnaia fez uma bela volta (1:50.928) e pulou para a segunda posição. Quase 1 minuto depois, Aleix Espargaró fez uma brilhante volta e passou para 2ªposição. 30 segundos depois, enquanto Raúl Fernández acabou indo para o chão, Brad Binder pulava para a terceira posição.

Marc Marquez vinha em brilhante volta, pegando a referência de Bastianini, mas no final foi o piloto da Ducati que levou a melhor e pulou para a terceira posição. O Formiga Atômica marcou o 6ºtempo.

Com o cronometro zerado, Jorge Martin mesmo com uma grande volta cancelada acabou ficando com a pole position, o seu tempo marcado na primeira tentativa foi o suficiente para levar o piloto principal da Pramac para a primeira pole da temporada, de forma soberba e sem deixar chance para seus adversários. Martinator terá Aleix Espargaró com seus 34 anos levando a Aprilla a segunda posição no Grid de largada em excelente participação. A primeira fila será completada por Enea Bastianini que parece estar voltando aos trilhos após um acidentado ano de 2023.

Brad Binder da KTM vai abrir a segunda fila, O bicampeão do Mundo Peppo Bagnaia larga na 5ªposição com sua Ducati de 2024 que parece começar muito bem a temporada. Marc Marquez na sua primeira corrida na Gresini parte da 6ªposição.

Fabio di Giannantonio da VR46 larga na 7ªposição e busca continuar sua boa fase que vem desde da parte final da temporada passada. Pedro Acosta da Tech 3 Gas Gas larga na 8ªposição na sua primeira corrida na categoria principal e Alex Marquez teve uma frustrada 9ªposição após ter liderado o treino para a definição da classificação do Q1 e Q2. Marevick Viñales da Aprilla, Jack Miller da KTM e Raúl Fernández da Trackhouse completa os 12 primeiros colocados.

Grid de Largada – Corrida Sprint e GP do Qatar:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’50.789
2 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’50.872
3 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’50.875
4 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’50.913
5 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’50.928
6 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’50.961
7 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’51.019
8 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’51.130
9 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’51.266
10 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’51.306
11 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’51.340
12 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’51.521
13 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’51.537
14 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’51.565
15 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’51.864
16 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’51.918
17 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’52.026
18 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’52.204
19 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’52.228
20 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’52.327
21 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’52.952
22 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’52.980

Fechando a programação do dia, já de noite, tivemos as 11 voltas da corrida Sprint para a distribuição dos primeiros pontos na temporada.

Jorge Martin por largar na frente, por ter a melhor moto do Grid e por ter ganho 9 corridas Sprint era o favorito a vitória. Na largada, Martinator manteve a ponta seguido de Brad Binder que pulou da 4ª para a segunda posição. Enea Bastianini manteve a terceira posição, Aleix Espargaró recuou da 2ª para a 4ªposição, Peppo Bagnaia manteve o 5ºlugar. Jack Miller teve brilhante largada, pulando da 11ª para a 6ªposição. Marc Marquez chegou a tomar ultrapassagem de Fabio di Giannantonio, mas logo “O Formiga Atômica” recuperou a 7ªposição.

Jorge Martin e Brad Binder abriram vantagem para Aleix Espargaró, Peppo Bagnaia e Enea Bastianini. Aleix e Peppo superaram Enea e passaram para a 3ª e 4ªposições. Binder começou a ir para cima de Martin, mas não tinha o motor da Ducati e teria de tentar passar em outro lugar que não seja na reta, pelo contraio, Binder precisava se defender na reta.

Na 2ªVolta Marc Marquez passou Miller e assumiu a 6ªposição. Na volta seguinte, Di Giannantonio, Alex Marquez e Pedro Acosta (ao final da 3ªvolta) passaram pelo piloto da KTM que caiu para a 10ªposição. Na metade da 3ªVolta, um acidente perigoso de Fabio di Giannantonio que caiu no meio da pista e teve sorte por não ter sido atingido por ninguém que vinha atrás. Essa foi o único piloto que abandonou a prova.

Miguel Oliveira pagou uma volta longa provavelmente por ter cortado uma curva. Enquanto Peppo Bagnaia superou Aleix Espargaró e voltou a 3ªposição enquanto que Marc Marquez foi para o ataque em cima de Enea Bastianini que resistiu até espalhar no final da 5ªVolta (Curva 16), foi ai  que “O Formiga Atômica” achou uma brecha para passar o piloto da Ducati levando para a 5ªposição.

Marc Marquez chegou em Aleix Espargaró. Usando a força do motor Ducati, Marc Marquez passou Aleix Espargaró e subiu para a 4ªposição. Em sua primeira corrida na Gresini, Marc Marquez foi para cima de Peppo Bagnaia em busca do pódio.

Porém, Marc Marquez acabou espalhando na curva 13 (Reta final da 8ªVolta) e Aleix Espargaró aproveitou para recuperar a 4ªposição sobre o piloto da Gresini que começaria a perder rendimento pelo desgaste dos pneus.

Enquanto isso, Jorge Martin começou a abrir pequena vantagem de 6 décimos de vantagem para Brad Binder que estava ficando para trás por causa do desgaste dos pneus. Na 10ªvolta, Aleix Espargaró chegou a passar Peppo Bagnaia na curva 5, mas toma o troco do bicampeão do Mundo que volta a ser o terceiro colocado.

Aleix Espargaró continuou no ataque em cima de Peppo Bagnaia que aparentava desgaste dos pneus. No final da penúltima volta (curva 16), Aleix consegue a ultrapassagem sobre Peppo e leva a 3ªposição. Na reta, Aleix conseguiu segurar Peppo e se estabeleceu na 3ªposição.

Jorge Martin sem grandes sustos conquistou a primeira vitória na corrida Sprint nessa temporada, a 10ªvitória desde que começaram as corridas Sprint no sábado. O piloto da Pramac larga amanhã na liderança do Mundial com 12 pontos. Brad Binder com uma grande largada e buscando pressionar Martin a maior parte da corrida acabou levando o piloto da KTM a conquistar a segunda posição. O sul-africano só precisava de uma moto potente para conseguir superar Jorge Martin.

O pódio foi completado por Aleix Espargaró que fez uma grande corrida, principalmente no final onde teve mais rendimento por ter preservado melhor seus pneus, essa foi a chave para o piloto da Aprilla ter chegado na terceira posição. Peppo Bagnaia que defende novamente o título sofreu com o desgaste dos pneus no final e mesmo com um motor potente e com a melhor moto do Grid não foi capaz de segurar o pódio ficando na 4ªposição.

Marc Marquez teve uma boa estreia na Gresini, mas foi outro piloto que sofreu com o desgaste dos pneus ficando na 5ªposição. Enea Bastianini fechou o Top 6 sem conseguir lutar por posições mais a frente por desgaste de pneus.

Alex Marquez da Gresini foi o 7ºcolocado chegando perto dos 6 primeiros colocados na parte final da prova seguido de perto por Pedro Acosta da Tech 3, ótima estreia do campeão da Moto 2 do ano passado. Marevick Viñales da Aprilla fechou a zona de pontuação e Jack Miller que teve uma ótima largada acabou ficando na 10ªposição, praticamente voltando a posição de onde largou.

Amanhã Teremos a abertura da temporada, A MotoGP terá largada as 2 da Tarde, a Moto 3 terá largada a partir das 11 da manhã e a Moto 2 as 12:15, todos no horário de Brasília.

Resultado Final da 1ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP do Qatar – Losail – MotoGP – Corrida Sprint – 11 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 20’41.287
2 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 0.548
3 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 0.729
4 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 1.625
5 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 1.872
6 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 2.322
7 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 3.154
8 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 4.431
9 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 6.738
10 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 12.670
11 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 12.835
12 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 12.863
13 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 13.095
14 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 13.795
15 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 14.096
16 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 14.840
17 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 15.629
18 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 17.711
19 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 22.733
20 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 23.267
21 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 25.553
49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 9 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ducati/Pramac/VR46/Gresini/Honda/LCR/Aprilla/Trackhouse/Yamaha/KTM/Tech 3

GP da Índia – Mundial de Motovelocidade 2023 – Classificação e Corrida Sprint da MotoGP

Em uma sessão muito disputada que acabou vendo os 3 primeiros colocados tomando conta na primeira fila com os dois pilotos da Honda Repsol como as boas e agradáveis surpresas nesse final de semana.

O primeiro a sair dos boxes para a repescagem foi o italiano Fabio di Giannantonio que estava em um bom final de semana. O resto foi atrás do piloto da Gresini quase que de imediato.

Com quase 3:40 de sessão, Fabio di Giannantonio marca 1:45.494 e ficou na liderança da sessão mesmo com todo o resto do pelotão marcando volta 20 a 30 segundos depois. Brad Binder foi para segundo, Augusto Fernandez foi para 3º, Raúl Fernández foi para 4º e Alex Marquez chegou a ocupar a 5ªposição, mas foi superado por Miguel Oliveira que marcou o 5º tempo quando estava perto dos 5 minutos de sessão.

Fabio di Giannantonio melhorou sua marca na segunda volta (1:45.266), mas acabou sendo engolido pela concorrência. Com quase 6 minutos de sessão (5:45), Brad Binder assumiu a liderança com 1:44.761 seguido de Raúl Fernández (1:44.999) que estava a 37 milésimos a frente do ítalo-brasileiro Franco Morbidelli da Yamaha.

A 7 minutos do final, os pilotos foram para os boxes, Binder estava em 1º com Raúl Fernández em segundo. OS dois estavam indo para o Q2. Morbidelli, Augusto Fernandez, Alex Marquez, Fabio di Giannantonio, Oliveira, Miller, Pol Espargaró, Nakagami, Bradl e Pirro.

A 5:20 do final, Os pilotos saíram para a parte final da repescagem. Aí apareceram os dois pilotos da Gresini que melhoraram suas marcas e passaram as duas primeiras posições, com Alex Marquez em 1º (1:44.619) e Fabio di Giannantonio na sequência (1:44.719). Porém, Raúl Fernández veio com tudo e marcou o melhor tempo após marcar 1:44.410.

Pior ficou para Brad Binder que caiu da 1ª para a 4ªposição passou a ficar no desespero, A 1:40 do final, o sul-africano tentou voltar a zona de classificação, mas ficou a a 241 milésimos de Raúl Fernández.

Pouco depois, Fabio di Giannantonio melhorou seu tempo e ficou a 10 milésimos de Alex Marquez que estava melhorando o tempo, mas acabou tomando uma queda feia no final.

Alex Marquez deu sorte porque a bandeira amarela impediu que os pilotos marcassem tempos melhores. O piloto da Gresini classificou junto de Raúl Fernández que foi o mais rápido da sessão. Fabio di Giannantonio ficou a 1 centésimo do companheiro de equipe que se lesionou e fraturou 3 costelas e ficara de fora da corrida no domingo. Para Brad Binder não estava sendo legal seu final de semana, iria largar na 14ªposição. Um detalhe, ele é o melhor piloto de KTM no grid de largada.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 1’44.410
2 73 Alex Marquez Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 1’44.519
3 49 Fabio di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 1’44.529
4 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’44.651
5 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V 1’44.735
6 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’45.030
7 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 1’45.037
8 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 1’45.066
9 88 Miguel Oliveira CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 1’45.375
10 44 Pol Espargaró GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 1’45.452
11 6 Stefan Bradl LCR Honda CASTROL Honda RC213V 1’45.517
12 51 Michele Pirro Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 1’46.147

3 minutos antes de começar o Q2, Aleix Espargaró saiu dos boxes e só percebeu que ainda iria ser aberto o pitlane em alguns minutos. Ou seja, a Aprilla mandou o piloto para a pista antes da hora. Pior que isso, a Moto de Aleix acabou morrendo e a equipe teve que empurrar e levar a moto para os boxes. Uma cena cômica e que mostrou um total desconhecimento da Aprilla.

Com o tempo disparado, os pilotos começaram a sair para a pista. Os primeiros a saírem foram Luca Marini, Marco Bezzecchi e Raúl Fernández. Seriam 11 pilotos decidindo quem seria o pole position.

Com quase 4 minutos de sessão, Marco Bezzecchi fez um bom tempo de 1:44.733. 20 segundos depois, Marini marcou 1:44.659 superando seu companheiro de equipe, mas Jorge Martin da Pramac superou os dois pilotos da equipe de Valentino Rossi depois de marcar o tempo de 1:44.521. Na segunda tentativa de volta, Marc Marquez acabou indo ao chão na curva 3.

Com um pouco menos de 9:20 do final da sessão, Marco Bezzecchi superou Jorge Martin após marcar 1:49.401. 30 segundos depois, Jorge Martin usou o vácuo de Aleix Espargaró para voltar a liderança com 1:44.153. A 7:10 do final, Fabio Quartararo tira tudo da sua Yamaha para obter o 5ºtempo. Zarco pulou para sexta posição a 6:40 do final.

Na metade da sessão, com os pilotos indo para os boxes a primeira fila seria formada por Jorge Martin, Marco Bezzecchi e Luca Marini. Seguido de Marevick Viñales, Fabio Quatararo, Johann Zarco, Peppo Bagnaia, Raúl Fernández, Marc Marquez, Aleix Espargaró e Joan Mir.

A 6 minutos do final, os pilotos voltaram para a pista para a reta final de classificação.

A menos de 3 minutos do final, Peppo Bagnaia marcou 1:44.374 e subiu para a segunda posição. Mir foi quem mais se aproveitou do vácuo passando para a 4ªposição após ótima volta, Marc Marquez subiu para a 7ªposição.

Pouco depois de uns 10 segundos, Marco Bezzecchi marcou 1:43.947 e foi para a ponta e deixando Martin na segunda posição. Luca Marini subiu para a terceira posição, dessa forma colocando duas motos da VR46 na primeira fila.

Peppo Bagnaia precisava melhorar o tempo para recuperar posição na primeira fila e acabou conseguindo, ao restarem 1 minuto do final o líder do campeonato marca 1:44.203 recuperando a terceira posição. Mir e Marquez subiram para a 5ª e 6ªposições.

Jorge Martin fez uma última tentativa de recuperar a pole, mas acabou ficando a 43 milésimos de Marco Bezzecchi que dessa forma conquistou a pole position para a Corrida Curta e para a corrida do Domingo. O piloto da VR46 tenta voltar a briga pelo título e para isso um grande resultado era fundamental para o objetivo do piloto italiano. Porém, não iria ser nada fácil para Bezzecchi, pois na primeira fila largam o vice-líder do campeonato Jorge Martin da Pramac em 2º e o líder do campeonato e defensor do título, Peppo Bagnaia da Ducati que esta disposto a manter a liderança do campeonato, mesmo sem estar 100% fisicamente.

Completando o quarteto da Ducati, Luca Marini abre a segunda fila com a outra moto da VR46, mostrando que a equipe esta muito bem em território indiano. Por incrível que pareça, os dois pilotos da Honda Repsol estiveram muito bem e principalmente Joan Mir na 5ªposição é uma enorme surpresa já que seu ano tem sido um desastre total em seu ano de estreia na Honda, ficando na frente de Marc Marquez, O “Formiga Atômica” pode esta fazendo suas últimas corridas pela Honda já que os boatos que ligam ele para a Gresini aumentam a cada dia nos bastidores da MotoGP.

Johann Zarco subiu no final e pulou para a 7ªposição, o piloto da Pramac é seguido de Fabio Quartararo com sua Yamaha. A dupla de franceses junto de Marevick Viñales da Aprilla (9ºcolocado) compõem a 3ªfila. Aleix Espargaró da Aprilla e Raúl Fernández da RNF Racing fecham a lista dos pilotos que fizeram o Q2. Naquela altura, Alex Marquez já tinha sido vetado da corrida curta.

Grid de largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 72 Marco Bezzecchi Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 1’43.947
2 89 Jorge Martin Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 1’43.990
3 1 Francesco Bagnaia Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 1’44.203
4 10 Luca Marini Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 1’44.215
5 36 Joan Mir Repsol Honda Team Honda RC213V 1’44.454
6 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda RC213V 1’44.469
7 5 Johann Zarco Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 1’44.515
8 20 Fabio Quartararo Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 1’44.724
9 12 Maverick Viñales Aprilia Racing Aprilia RS-GP 1’44.741
10 41 Aleix Espargaró Aprilia Racing Aprilia RS-GP 1’44.750
11 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 1’45.194
12 49 Fabio di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 1’44.529
13 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’44.651
14 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V 1’44.735
15 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’45.030
16 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 1’45.037
17 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 1’45.066
18 88 Miguel Oliveira CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 1’45.375
19 44 Pol Espargaró GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 1’45.452
20 6 Stefan Bradl LCR Honda CASTROL Honda RC213V 1’45.517
21 51 Michele Pirro Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 1’46.147

Após muito atraso devido a chuva, mais de 1 hora para ser exato foi realizada a corrida curta do sábado, isso já as 5 da tarde na Índia, mas ainda tinha tempo suficiente para a realização de uma corrida de 11 voltas de duração. Antes disso, foi confirmado que Alex Marquez não participaria da corrida Sprint e da corrida do Domingo por ter quebrado 3 ossos da costela e também foi confirmado que o irmão de Marc Marquez vai ficar de fora do GP do Japão.

Na largada, Jorge Martin pula melhor que Bezzecchi e assumiu a liderança. Ao entrar na primeira curva, Luca Marini que tinha largado bem acabou batendo na traseira do companheiro de equipe e caiu, Bezzecchi passou reto e caiu para a 18ªposição. Um pouco mais atrás, Stefan Bradl e Pol Espargaró caíram, parece que o piloto da Honda é que bateu no piloto da Gas Gas e ambos foram para o chão. Augusto Fernandez acabou se envolvendo nesse acidente e caiu para a parte de trás.

Após as primeiras curvas, Martin estava abrindo vantagem na liderança sobre Peppo Bagnaia. Joam Mir foi para 3º e Marc Marquez para 4º, ambos aproveitaram o incidente dos pilotos da VR46 para ganharem 2 posições cada um. Quem fez grande largada foi Brad Binder que pulou da 14ª para a 5ªposição. Na segunda volta, Martin já vinha 1.3 segundos de frente para Bagnaia que comandava o Grupo com Marquez, Mir e Binder. Marc Marquez passou Joan Mir no final da primeira volta e assumiu a terceira posição. Mais atrás, Miguel Oliveira teve de ceder uma posição por ter passado um adversário sobre o seu adversário.

Joan Mir cai na 4ªvolta (Curva 3) e abandona a corrida em que o piloto da Honda tinha sua melhor chance de bom resultado na temporada.

Nessa altura da prova, Marco Bezzecchi já estava na 10ªposição já pressionando Raúl Fernández. Ao final da volta 5, Bezzecchi passa para a 9ªposição após superar Raúl Fernandez. No começo da 6ªvolta (Curva 3), Johann Zarco foi para o chão. O francês até conseguiu voltar rapidamente, mas acabou indo para os boxes e abandonando a prova. Ao final da 6ªVolta, Bezzecchi já esta na 7ªposição após superar Maverick Viñales.

 

A 4 voltas do final, Brad Binder chega perto de Marc Marquez visando um lugar no pódio. Isso faz com que o Formiga Atômica acelere o ritmo consiga para conseguir se livrar do piloto da KTM. Na parte final da 8ªVolta, Marco Bezzecchi passa Jack Miller, em uma manobra sensacional para ganhar a 6ªposição. Por outro lado, Aleix Espargaró que não estava fazendo uma boa corrida acabou indo ao chão e deixando a prova.

A 2 voltas do final, Marc Marquez conseguiu abrir vantagem sobre Brad Binder e se livrou da pressão do piloto da KTM. Logo atrás, Fabio Quartararo estava sendo pressionado pelo Marco Bezzecchi. Na volta final, com mais potência na reta, Bezzecchi passou Quartararo no final da reta oposta subindo para a 5ªposição.

Sem nenhuma dificuldade, Jorge Martin conquistou a vitória na corrida curta tirando mais 3 pontos da vantagem ainda confortável  que Peppo Bagnaia tem na liderança do Mundial que passa a ser de 33 pontos entre os dois. Por falar no líder do campeonato, Peppo Bagnaia fez o que estava em seu alcance com a segunda posição ao final do sábado, mesmo com seus problemas físicos por causa do acidente na Catalunha.

Marc Marquez fez as fases com o pódio, chegou na terceira posição e alcançou seu segundo pódio na temporada, muito importante o resultado para levantar a moral da Honda nessa temporada tão complicada da fábrica japonesa. Brad Binder fez uma brilhante largada que ajudou muito o sul-africano a terminar a prova na 4ªposição.

Marco Bezzecchi foi o grande nome da corrida, acabou prejudicado no acidente que tirou Marini da corrida e foi obrigado a passar reto, caindo para a 18ªposição teve que fazer uma estupenda corrida de recuperação para ganhar 13 posições e conquistar uma importante 5ªposição na corrida curta do sábado. Fabio Quartararo fez uma boa corrida chegando na 6ªposição, mas não teve um resultado tão expressivo como Marquez teve.

Jack Miller fez grande largada e se recuperou da bisonha classificação no grid e alcançou a 7ªposição na bandeirada. A Aprilla não foi nem sobra das últimas corridas, mas Marevick Viñales e Raúl Fernández conquistaram as últimas posições na zona de pontuação deixando Augusto Fernandez na 10ªposição. A Largada para a 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade ira acontecer a partir das 7 da manhã (horário de Brasília). As 4 da manhã teremos a largada da Moto 3 e as 5:15 a largada da Moto 2.

Resultado final da 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Índia – Buddh – MotoGP – Corrida Sprint – 11 voltas

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 89 Jorge Martin Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 19’18.836
2 1 Francesco Bagnaia Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 a 1.389
3 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda RC213V a 2.405
4 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 2.904
5 72 Marco Bezzecchi Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 3.266
6 20 Fabio Quartararo Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 4.327
7 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 7.172
8 12 Maverick Viñales Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 8.798
9 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP a 10.530
10 49 Fabio di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 a 10.826
11 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 a 11.456
12 88 Miguel Oliveira CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP a 15.415
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V a 17.437
14 51 Michele Pirro Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 a 23.714
15 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 36.468
41 Aleix Espargaró Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 4 voltas
5 Johann Zarco Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 a 5 voltas
36 Joan Mir Repsol Honda Team Honda RC213V a  8 voltas
10 Luca Marini Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 11 voltas
44 Pol Espargaró GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 a 11 voltas
6 Stefan Bradl LCR Honda CASTROL Honda RC213V a 11 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: VR46/RNF/Pramac/Honda/Ducati/Gresini

 

GP da Espanha – Mundial de Motovelocidade 2023 – Classificação e Corrida Sprint da MotoGP

Pela manha, tivemos uma classificação espetacular que resultou a definição do pole após o cronometro zerado e pela tarde uma boa corrida na Sprint Race, dentro das possibilidades do traçado do circuito de Jerez, que é de difícil ultrapassagem.

Começando pela sessão de classificação que já começou em alto nível com o Q1 envolvendo fortíssimos pilotos Marco Bezzecchi e Peppo Bagnaia, líder e vice-líder do Mundial e Alex Rins que venceu a prova passada, nos Estados Unidos,  além de Brad Binder da KTM e Fabio Quartararo com a Yamaha.

A sessão começa com o tempo encoberto em Jerez, com possibilidades de chuva. Todo mundo tratou de entrar para a pista logo para marcar tempo. Enea Bastianini abandonou o final de semana, o piloto italiano continua sentindo dores por conta da lesão que sofreu durante a corrida Sprint do GP de Portugal.

No primeiro momento, Bezzecchi foi para a liderança com 3:30 de sessão. Segundo depois, o italiano Fabio di Giannantonio supera o tempo do piloto da VR46 e toma a liderança por poucos segundos, já que Fabio Quartararo (vindo do pódio nos Estados Unidos) marcou 1:37.420 e passou a dianteira da sessão.

Com 5 minutos de sessão, Marco Bezzecchi retorna a liderança baixando seu tempo para a casa do 1 minuto e 36 segundos (1:36.886). Franco Morbidelli e Brad Binder baixam suas marcas e ficam na 2ª e 3ªposições. Ambos são superado por Quartararo a 9:25 do final da sessão, o piloto da Yamaha passa para segundo a 230 milésimos sobre Bezzecchi.

Ao chegamos a metade da sessão: Bezzecchi e Quaratararo estavam se classificando, seguido de Binder, Morbidelli, Bagnaia em 5º, Rins em 6º, Di Giannantonio, Raúl Fernández, Mir, Bradl, Augusto Fernandez, Folger e Lecuona.

Com a chuva chegando, todos começam a partir para a pista. Podendo cair a Água a qualquer momento qualquer segundo era importante, principalmente para quem estava fora da zona de classificação.

Restando 3:40 para o término da sessão, Bezzecchi melhora ainda mais sua marca. Parecia que o tempo de 1:36.777 seria o bastante para o piloto da VR46. Porém, tudo mudou a partir daquele instante…

Peppo Bagnaia fez uma ótima volta e uma excelente 4ªparcial e passou a liderança da sessão, mas ficou na frente por pouco tempo, já que Brad Binder marcou o tempo de 1:36.541. Com isso, Binder e Bagnaia estavam entrando no Q2 e Bezzecchi estava ficando de fora. O piloto da VR46 reagiu e melhorou sua volta passando para segundo, a 53 milésimos de Brad Binder.

Peppo Bagnaia precisava de uma volta rápida para garantir seu lugar no Q2 e conseguiu ao marcar o tempo de 1:36.498, tomando a ponta da sessão e classificando junto de Brad Binder. Bezzecchi voltou a ficar sem a vaga e foi para a última tentativa de passar Binder. O piloto da VR46 melhora, mas fica a centésimos do tempo da KTM.

Com isso, Peppo Bagnaia e Brad Binder classificam para o Q2. Marco Bezzecchi vai ter de partir da 13ªposição, tanto na corrida Sprint como na corrida do domingo. Franco Morbidelli ficou em 4ºlugar, seguido de Fabio di Giannantonio da Gresini e de Fabio Quartararo que vai partir da 16ªposição.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 1 Francesco Bagnaia Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 01’36.4930
2 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 01’36.5410
3 72 Marco Bezzecchi Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 01’36.5780
4 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 01’36.7930
5 49 Fabio Di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 01’36.9670
6 20 Fabio Quartararo Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 01’37.0720
7 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 01’37.1640
8 42 Alex Rins LCR Honda CASTROL Honda RC213V 01’37.2560
9 6 Stefan Bradl HRC Team Honda RC213V 01’37.2970
10 36 Joan Mir Repsol Honda Team Honda RC213V 01’37.3460
11 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 01’37.7530
12 94 Jonas Folger GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 01’38.4920
13 27 Iker Lecuona Repsol Honda Team Honda RC213V 01’38.5820

Logo após terminar o Q1, a chuva chegou em Jerez e parecia que iria bagunçar tudo. Apesar disso, 10 dos 12 pilotos partiram para a pista com os pneus de pista seca. Apenas Brad Binder e Alex Marquez partiram com os pneus de chuva, mas logo perceberam que a escolha foi errada e logo voltaram para os boxes colocarem borracha para a pista seca.

Nos primeiros minutos o destaque ficou para Jack Miller que estava sobrando na turma. Primeiro fazendo 1:43.003 e colocando mais de 7 décimos na maioria dos seus adversários após 4 minutos de sessão.

Ninguém conseguia chegar perto de Miller com sua KTM, até que Alex Marquez aos 6 minutos e 10 segundos de sessão detonou o tempo do australiano e passou para a liderança com 1:42.675. Na volta seguinte, o irmão de Marc Marquez aumentou o sarrafo ao marca 1:41.682.

Brad Binder e Fabio Quartararo são chamados para os boxes, enquanto que Luca Marini e Aleix Espargaró ficaram para marcar uma volta melhor e muito melhor. Marini fez 1:41.561 a 6:05 do final do Q2, 25 segundos depois veio Aleix Espargaró com sua Aprilla para tomar a ponta ao marcar 1:41.137. Mas segundos depois, Alex Marquez detonou a concorrência de novo e marcou 1:39.944 e volta a ficar com a pole nas suas mãos.

A menos de 4 minutos do final, enquanto Marini foi para os boxes, Aleix Espargaró retorna a liderança ao marcar 1:39.537. Logo depois, Alex Marquez responde com a marca de 1:39.262.

A 3:10 do final, Zarco marcou 1:38.259 passando a liderança, superando Jack Miller que marcou segundos antes o tempo de 1:38.302.

A 2 minutos do final, Alex Marquez sobe para a segunda posição, segundos antes Oliveira e Nakagami marcam boas marcas e se posicionam na 4ª e 5ªposições respectivamente.

Na reta final, a menos de 1 minuto e 30 segundos do final do Q2, Zarco voltou a ficar na frente com 1:37.616 um pouco a frente de Jack Miller que ficou a 47 milésimos do piloto da Pramac. A 40 segundos do final, Aleix Espargaró toma a liderança com 1:37.546, mas se pensa que foi o ponto final da sessão… não foi, ainda tinha os momentos finais.

Nesses momentos finais de sessão, Jack Miller recupera a liderança com 1:37.437, seguido de Jorge Martin e Brad Binder. Mas Aleix Espargaró ainda tinha uma volta para fazer e foi nessa volta em que o piloto da Aprilla foi soberbo, a excelente marca de 1:37.216 fez com que Aleix conquistasse a pole position para a corrida Sprint e para a corrida no Domingo e que alimente as esperanças de conquistar a segunda vitória da carreira e da Aprilla na categoria principal do Mundial de Motovelocidade.

Jack Miller da KTM vai largar em excelente segunda posição após uma excelente participação na sessão. Completando a 1ªfila, Jorge Martin apareceu na reta final da classificação e arrumou um ótimo tempo para ficar com a 3ªcolocação.

Na segunda fila largam Brad Binder de KTM que não teve tanto brilho como Miller, mas esta muito bem colocado, assim como esta muito bem colocado o italiano Peppo Bagnaia da Ducati, que passou por um Q1 muito difícil e fez uma classificação no Q2 bastante regular, vai largar na 5ªposição enquanto que Marco Bezzecchi só vai largar em 13º, se não cometer erros tem tudo para retomar a liderança do Mundial. Dani Pedrosa que esta correndo como convidado vai largar na 6ªposição. Uma ótima posição para um piloto que não esta em ritmo de corrida a mais de 4 anos.

Miguel Oliveira abre a terceira fila com sua Aprilla da equipe RNF, que pelo menos com piloto português teve uma grande evolução em relação ao ano passado. Johann Zarco que chegou a ficar na pole position acabou recuando para a 8ªposição e Luca Marini com a Ducati da VR46 completa a terceira fila.

Marevick Viñales ficou longe de Aleix Espargaró não só no grid de largada como no desempenho, já que enquanto um vai largar na pole, o outro só vai ocupar a 10ªposição no grid de largada. Takaagi Nakagami vai largar em 11º e Alex Marquez que ficou por muito tempo na liderança e com grande vantagem para seus adversários acabou ficando muito para trás na reta final e acaba por amargar a 12ªposição no Grid de largada.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 41 Aleix Espargaró Aprilia Racing Aprilia RS-GP 01’37.2160
2 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 01’37.4370
3 89 Jorge Martin Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 01’37.4580
4 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 01’37.5320
5 1 Francesco Bagnaia Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 01’37.5570
6 26 Dani Pedrosa Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 01’37.5830
7 88 Miguel Oliveira CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 01’37.5960
8 5 Johann Zarco Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 01’37.6160
9 10 Luca Marini Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 01’37.6660
10 12 Maverick Viñales Aprilia Racing Aprilia RS-GP 01’37.7650
11 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V 01’37.8760
12 73 Alex Marquez Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 01’37.9200
13 72 Marco Bezzecchi Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 01’36.5780
14 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 01’36.7930
15 49 Fabio Di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 01’36.9670
16 20 Fabio Quartararo Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 01’37.0720
17 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 01’37.1640
18 42 Alex Rins LCR Honda CASTROL Honda RC213V 01’37.2560
19 6 Stefan Bradl HRC Team Honda RC213V 01’37.2970
20 36 Joan Mir Repsol Honda Team Honda RC213V 01’37.3460
21 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 01’37.7530
22 94 Jonas Folger GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 01’38.4920
23 27 Iker Lecuona Repsol Honda Team Honda RC213V 01’38.5820

A 4ª Sprint Race da história do Mundial de Motovelocidade foi boa levando em conta toda a dificuldade de se ultrapassar em Jerez e não deixou de ter disputa pela vitória.

A primeira largada, Miller e Binder foram melhores que Aleix Espargaró e tomaram as duas primeiras posições. Na segunda curva, um acidente envolveu 5 pilotos: Franco Morbidelli, Alex Marquez, Marco Bezzecchi, Raúl Fernández e Augusto Fernandez. Felizmente nenhum deles teve lesão e todos puderam retornar aos boxes sem problemas. A bandeira vermelha foi dada e a largada foi cancelada. O que determinou foi uma nova largada e a corrida com 11 voltas.

Os pilotos voltaram para a pista para alinharem, fazerem a volta de apresentação e partirem para a segunda largada.

A segunda largada, Aleix Espargaró tenta melhorar sua largada, mas acaba saindo ainda pior e perde 4 posições. Brad Binder assumiu a liderança seguido de Miller, Martin e Bagnaia. Aleix Espargaró caiu para 5ªposição. Zarco, Oliveira, Pedrosa, Bezzecchi e Martin completavam as 10 primeiras posições.

No final da reta oposta, Martin supera Miller e assume a segunda posição, mas toma o troco do piloto da KTM. A partir desse ponto até o final da volta, Miller e Martin duelaram por essa posição e acabou que o piloto australiano levou a vantagem. Não só isso, Martin acabou sendo ultrapassado por Peppo Bagnaia e terminou a volta na 4ªposição. Aleix Espargaró lutava para manter a 5ªposição sobre os ataques de Miguel Oliveira, perante a essa disputa Dani Pedrosa chega nos dois e fica só na espera.

Ao final da 3ªVolta, Miller passou Binder e assume a liderança. Na 4ªVolta, Alex Marquez e Tagaaki Nakagami foram os primeiros pilotos a abandonarem a prova. Nessa altura da prova, vários pilotos estavam ficando advertidos. Após 5 voltas estava bem claro que Miller, Binder, Bagnaia, Martin, Espargaró, Oliveira e Pedrosa formavam o primeiro pelotão da prova.

Na curva 9 da 6ªvolta, Aleix Espargaró, pole position acabou indo ao chão. Com esse fato e com a ultrapassagem sobre o Luca Marini, Marco Bezzecchi entrou na zona de pontuação a se posicionar na 9ªposição.

Brad Binder partiu para o ataque a 4 voltas do final, o sul-africano tentou por duas vezes (Na 9ª e 10ªvolta) a ultrapassagem. A primeira ele passou no final da reta dos boxes, mas errou a curva e permitiu a Miller retornar a liderança. Na segunda vez, Binder passou na reta oposta, chegou a errar a curva. Porém, o guepardo sul-africano manteve-se na frente e começou a abrir de Miller que precisava se defender dos ataques de Peppo Bagnaia e Jorge Martin.

Na metade da volta final, Miller erra na curva Dani Pedrosa, foi essa deixa que Peppo precisou para passar o piloto da KTM e tomou a segunda posição.

Brad Binder levou sua KTM até a bandeirada e por 4 décimos de vantagem para Bagnaia, o sul-africano conquistou sua segunda vitória em corrida Sprint, em uma corrida muito precisa, pensada e brilhantemente pensada para atacar na hora certa Miller e levar a vitória e os 12 pontos a favor de sua conta no Mundial.

Peppo Bagnaia fez uma boa corrida e acabou conquistando uma importante 2ªposição, um resultado que faz o campeão da temporada passada diminuía a vantagem de Marco Bezzecchi (Que continua na liderança do Mundial) para apenas 3 pontos. Jack Miller segura o 3ºlugar, mas sem dúvida frustrou a KTM por não ter fechado a dobradinha no sábado. Jorge Martin acabou ficando na quarta posição, por muito pouco não conseguiu um lugarzinho no pódio da corrida curta do sábado.

Na 5ªposição, Miguel Oliveira fez mais uma excelente corrida e conseguiu segurar a posição sobre o espanhol Dani Pedrosa (que esta fazendo um excelente final de semana), 6ºcolocado na disputa de hoje. A pergunta que fica é: Será que Dani vai conseguir fazer uma corrida exemplar como fez a Sprint Race.

Marevick Viñales salvou 2 pontos com a 7ªposição passando Johann Zarco nos momentos finais da corrida. Longe da luta pelos primeiros lugares, Marco Bezzecchi da VR46 conseguiu chegar à zona de pontuação e salvou um ponto, importante, pois ainda permite a Bezzecchi continua na ponta do Mundial, mas vai precisar de muita coisa para sair de Jerez ainda na liderança do Mundial.

Resultado da 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Sprint Race – 11 Voltas – Jerez de La Fronteira – MotoGP

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 18’07.0550
2 1 Francesco Bagnaia Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 a 0.428
3 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 0.680
4 89 Jorge Martin Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 a 0.853
5 88 Miguel Oliveira CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP a 1.638
6 26 Dani Pedrosa Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 1.738
7 12 Maverick Viñales Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 3.248
8 5 Johann Zarco Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 a 3.380
9 72 Marco Bezzecchi Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 5.711
10 10 Luca Marini Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 7.015
11 49 Fabio Di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 a 7.174
12 20 Fabio Quartararó Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 7.467
13 42 Alex Rins LCR Honda CASTROL Honda RC213V a 9.867
14 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP a 11.550
15 6 Stefan Bradl HRC Team Honda RC213V a 15.455
16 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 15.849
17 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 a 15.969
18 27 Iker Lecuona Repsol Honda Team Honda RC213V a 25.356
19 94 Jonas Folger GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 a 25.530
36 Joan Mir Repsol Honda Team Honda RC213V a 4 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 6 Voltas
30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V a 8 Voltas
73 Alex Marquez Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 a 8 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Argentina – Mundial de Motovelocidade 2023 – Classificação e Corrida Sprint da MotoGP

Um dia em Termas de Rio Hondo que tivemos resultados impressionantes e imprevisíveis, tanto na luta pela pole position tanto pela corrida curva que tivemos agora a tarde. Alex Marquez da Gresini conquistou sua primeira pole na carreira e Brad Binder veio da 15ªposição para a vitória na corrida Sprint.

Na Parte da manhã, tivemos a classificação que valeu pela corrida da tarde e para a corrida de amanhã. 8 pilotos disputaram 2 vagas para a parte final da sessão. O que chama mais atenção é a presença de Fabio Quartararo na repescagem, o francês em um final de semana cheio de problemas e atrás de seu companheiro de equipe que conseguiu a vaga ao Q2 de forma direta.

Os pilotos partiram para a pista que ainda estava um pouco molhada e perigosa.  A prova disso foi que Quartararo saiu da pista e foi para a caixa de brita, somente com muita habilidade é que o piloto da Yamaha conseguiu voltar para a pista.

Com 4 minutos de sessão, os dois pilotos da Gresini já começaram a dar a suas cartas, com Alex Marquez com o primeiro tempo, seguido por Fabio di Giannantonio. A 10 minutos do final, Jack Miller pula para a 2ªposição em sua primeira volta rápida.

Um minuto depois, Marquez e Di Giannantonio melhoram suas marcas e voltam a formar a dobradinha da equipe do Saudoso Fausto Gresini.

A 8 minutos e meio do final da sessão, Fabio Quartararo faz uma grande volta e vai para a liderança com o tempo de 1:47.397. Alex Marquez fez uma volta melhor, com 1:47.412, 15 milésimos atrás do líder da sessão. Fabio di Giannantonio, Jack Miller, Brad Binder, Joan Mir, Augusto Fernandez e Raúl Fernández.

A 4 minutos do final, Raúl Fernandez faz boa volta e sai da última posição para entrar na 4ªposição. 30 segundos depois, Alex Marquez marcou a melhor volta da sessão, marcando o tempo de 1:47.317, superando Quartararo por 80 milésimos.

Quartararo melhorou 12 milésimos a 2:55 do final e passou a ficar a 68 milésimos do irmão de Marc Marquez. 45 segundos depois, Raúl Fernández pula para 3ªposição, 35 milésimos atrás de Quartararo e 1 décimo atrás de Alex Marquez. Os três iriam definir seus destinos na última volta cronometrada.

Alex Marquez tinha ótimas parciais, já com o cronometro zerado, mas no final de sua volta, ele se enrolou para ultrapassar Joan Mir e acabou indo ao chão na curva 13. Alex ainda voltou a pista, mas na metade da volta, o piloto da Gresini viu sua moto pegando fogo (Em consequência da queda) e foi obrigado a ir para os boxes para treinar com a moto reserva.

Alex Marquez ficou em primeiro seguido de Fabio Quartararo que fica com a segunda vaga. Raúl Fernández surpreendeu com a 3ªposição. Fabio di Giannantonio, Brad Binder, Jack Miller, Augusto Fernandez e Joan Mir completaram a lista dos 8 pilotos participantes da repescagem.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 73 Alex Marquez Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 01’47.317
2 20 Fabio Quartararo Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 1’47.385
3 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 01’47.420
4 49 Fabio Di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 01’47.456
5 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 01’47.511
6 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 01’47.671
7 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 01’48.420
8 36 Joan Mir Repsol Honda Team Honda RC213V 01’48.585

Ainda sobre pista molhada, começava o Q2. Em 50 segundos de sessão, todos os 12 competidores já estavam dentro da pista.

Logo com mais de 3 minutos de sessão, Franco Morbidelli faz a melhor volta do que Marevick Viñales e dá mostras de que esse final de semana vai ser da retomada na carreira que vinha afundando desde 2022. Chegando aos 4 minutos de Q2, Johann Zarco supera Morbidelli e assume a liderança com o tempo de 1:46.834.

Franco Morbidelli foi para uma nova volta, mas no final perdeu a trajetória da curva e não conseguiu melhorar sua marca. Viñales aproveitou e pulou para a segunda posição a menos de 9 minutos do final. Depois disso, os tempos praticamente não melhoraram. Na metade da sessão: Zarco, Viñales e Morbidelli estavam na primeira fila, seguidos por Quartararo, Martin, Alex Marquez, Bagnaia, Marini, Bezzecchi, Aleix Espargaró, Rins e Nakagami.

A 5:35 do final do Q2, Luca Marini salta da 8ª para a 5ªposição ao marca o tempo de 1:47.187. A menos de 5 minutos do final, Peppo Bagnaia volta a pista, já com os pneus de pista seca, assim como outros também arriscaram, mesmo com uma pista ainda com alguns pontos molhados.

Aleix Espargaró passou a liderança ao marcar 1:46.967, mas esse domínio do piloto da Aprilla durou alguns segundos já que Franco Morbidelli passou por cima do tempo de Aleix (Tempo de Franco foi 1:45.982).

Nos momentos finais da sessão, os tempos foram baixando. Alex Marquez fez o terceiro tempo a 50 segundos do final, Viñales também, os dois passaram para a segunda e terceira posição respectivamente.

Com o cronometro zerado, Alex Marquez faz brilhante volta de 1:43.881 e conquista a primeira pole da sua carreira. O piloto que era da Honda até o ano passado esta se dando muito bem com a equipe Gresini e com a Ducati do ano passado. O italiano Marco Bezzecchi chegou a ficar com a pole nas suas mãos ao marcar 1:44.053, mas acabou superado por Marquez e com isso vai largar na segunda posição. Francesco Bagnaia também melhora no final e vai largar em boa 3ªposição, fechando a primeira fila que é dominada pelas motos Ducati.

Franco Morbidelli em brilhante classificação chegou a ter a pole das mãos, com a melhora de Marquez, Bezzecchi e Bagnaia, o ítalo-brasileiro perdeu seu lugar na primeira fila, mas o resultado de Morbidelli foi muito positivo. Marevick Viñales com a Aprilla que pintava como favorita a pole e a vitória pelo domínio dos treinos livres, mas o favoritismo não se confirmou e Viñales vai largar na 5ªposição. Johann Zarco completa a segunda fila.

Luca Marini abre a terceira fila com sua moto Ducati da VR46, a fila será completada por Jorge Martin da Pramac e de Aleix Espargaró da Aprilla, que chegou a ficar na liderança, mas que no final acabou perdendo terreno e com isso, Aleix larga na 9ªposição.

Fabio Quartararo teve uma decepcionante participação na sessão de classificação, até conseguiu entrar no Q2, mas ficou longe de Morbidelli ao conseguir a 10ªposição no Grid de largada. Takaagi Nakagami e Alex Rins da LCR Honda fecham os 12 primeiros lugares.

Grid de largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 73 Alex Marquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 01’43.881
2 72 Marco Bezzecchi  Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 01’44.053
3 1 Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 01’44.739
4 21 Franco Morbidelli  Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 01’45.982
5 12 Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP 01’46.236
6 5 Johann Zarco  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 01’46.463
7 10 Luca Marini  Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 01’46.588
8 89 Jorge Martin  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 01’46.635
9 41 Aleix Espargaro  Aprilia Racing Aprilia RS-GP 01’46.878
10 20 Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 01’47.122
11 30 Takaaki Nakagami  LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V 01’48.209
12 42 Alex Rins  LCR Honda CASTROL Honda RC213V 01’48.694
13 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 01’47.420
14 49 Fabio Di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 01’47.456
15 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 01’47.511
16 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 01’47.671
17 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 01’48.420
18 36 Joan Mir Repsol Honda Team Honda RC213V 01’48.585

Chegando a atração principal do dia, a corrida Sprint de 12 voltas foi sensacional. Um piloto que veio lá de trás para conquistar a vitória no sábado.

Alex Marquez largou bem e conseguiu permanecer na liderança até a segunda metade de volta dos ataques de Franco Morbidelli, o piloto da Yamaha passou o irmão de Marc Marquez e assumiu a ponta. Ainda na primeira volta, Joan Mir caiu e abandonou a corrida muito cedo.

Na segunda volta, Morbidelli é o líder com Alex Marquez, Marini, Binder em ótima largada pulou da 15ª para a 4ªposição após a primeira volta. Bezzecchi, Bagnaia, Nakagami, Aleix Espargaró, Zarco e Martin são os 10 primeiros colocados na entrada da 2ªvolta.

Alex Marquez acabou perdendo tempo após uma derrapada e acabou caindo da 2ª para a 5ªposição. Morbidelli tentava ficar na frente, mesmo com toda a potência da Ducati de Luca Marini que acabou perdendo a segunda posição para Brad Binder, o piloto da KTM estava inspirado em sua corrida de recuperação. No final da 3ªVolta, após uma batalha que durou algumas curvas, Morbidelli foi superado por Brad Binder, novo líder da corrida curta.

Após 3 voltas, os 9 primeiros colocados: Binder, Morbidelli, Marini, Alex Marquez, Bagnaia, Bezzecchi, Aleix, Viñales e Martin estavam juntos e Quartararo em 10ª tentando chegar nesses 9 primeiros.

Bezzecchi tentava uma recuperação após uma largada ruim, o piloto da VR46 passou Bagnaia e foi para cima de Alex Marquez. Na 6ªVolta, diante dessa briga, Peppo Bagnaia se aproveitou e passou ambos e pulou da 6ª para a 4ªposição.

Binder começou a abrir vantagem sobre Morbidelli que era pressionado pelo Luca Marini. Bagnaia chega a ameaçar uma aproximação sobre o piloto da VR46, mas logo se afasta e começa a ser pressionado por Marco Bezzecchi que consegue a ultrapassagem sobre o campeão do Mundo na 8ªvolta.

Na 9ªVolta, Peppo Bagnaia é advertido por sair da pista. Na mesma volta, Aleix Espargaró vai para o chão e abandona a Sprint Racing.

Na 10ªVolta, Marini após uma bela disputa com Morbidelli toma a segunda posição das mãos do piloto da Yamaha. Curvas depois foi a vez de Bezzecchi passar Morbidelli. A VR46 tinha as duas motos no pódio. Não satisfeito, Bezzechi foi para cima de Marini e tomou a segunda posição do companheiro de equipe.

Na reta final de prova, Marco Bezzecchi fez uma tentativa de pressionar Brad Binder, mas o gueopardo sul-africano aguentou a pressão e conquistou uma vitória magnifica, partindo da 15ªposição para a vitória. Nem mesmo ele poderia esperar uma recuperação tão incrível como essa, numa corrida curta como são as Sprint.

A VR46 completou o pódio com Marco Bezzecchi na segunda posição e Luca Marini na terceira posição. Marini afirmou que não tem muita chance na prova de domingo, portanto ele arriscou mais para o sábado.

Franco Morbidelli foi pressionado por Bagnaia, Marquez e Viñales, mas conseguiu se segurar na frente dele e completou a corrida curva em excelente 4ªposição. No final da corrida, Alex Marquez superou Peppo Bagnaia e ganhou a 5ªposilção do piloto oficial da Ducati. O irmão de Marc Marquez encaixou bem na Ducati. Peppo Bagnaia fez uma corrida para pontuar, 6ºlugar  sem correr riscos desnecessários já que esta na liderança do Mundial com muita vantagem para Marevick Viñales que ficou em 7º, logo atrás de Peppo. Jorge Martin da Pramac e Fabio Quartararo da Yamaha completaram os 9 primeiros colocados.

Amanhã a largada do GP da Argentina do Mundial de Motovelocidade será as 11 horas com a Moto 3, as 12:15 com a Moto 2 e as 14:00 com a MotoGP, tudo na ESPN 4.

Resultado final da segunda etapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Argentina – Termas de Rio Hondo – Corrida Sprint – 12 Voltas

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 19’56.8730
2 72 Marco Bezzecchi Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 0.072
3 10 Luca Marini Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 0.877
4 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 2.354
5 73 Alex Marquez Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 a 2.462
6 1 Francesco Bagnaia Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 a 2.537
7 12 Maverick Viñales Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 2.643
8 89 Jorge Martin Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 a 3.754
9 20 Fabio Quartararo Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 4.856
10 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 5.143
11 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V a 5.574
12 49 Fabio Di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 a 6.965
13 5 Johann Zarco Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 a 7.568
14 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP a 7.725
15 42 Alex Rins LCR Honda CASTROL Honda RC213V a 8.687
16 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 a 9.040
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 4 voltas
36 Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 12 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP