GP da Índia – Mundial de Motovelocidade 2023 – Classificação e Corrida Sprint da MotoGP

Em uma sessão muito disputada que acabou vendo os 3 primeiros colocados tomando conta na primeira fila com os dois pilotos da Honda Repsol como as boas e agradáveis surpresas nesse final de semana.

O primeiro a sair dos boxes para a repescagem foi o italiano Fabio di Giannantonio que estava em um bom final de semana. O resto foi atrás do piloto da Gresini quase que de imediato.

Com quase 3:40 de sessão, Fabio di Giannantonio marca 1:45.494 e ficou na liderança da sessão mesmo com todo o resto do pelotão marcando volta 20 a 30 segundos depois. Brad Binder foi para segundo, Augusto Fernandez foi para 3º, Raúl Fernández foi para 4º e Alex Marquez chegou a ocupar a 5ªposição, mas foi superado por Miguel Oliveira que marcou o 5º tempo quando estava perto dos 5 minutos de sessão.

Fabio di Giannantonio melhorou sua marca na segunda volta (1:45.266), mas acabou sendo engolido pela concorrência. Com quase 6 minutos de sessão (5:45), Brad Binder assumiu a liderança com 1:44.761 seguido de Raúl Fernández (1:44.999) que estava a 37 milésimos a frente do ítalo-brasileiro Franco Morbidelli da Yamaha.

A 7 minutos do final, os pilotos foram para os boxes, Binder estava em 1º com Raúl Fernández em segundo. OS dois estavam indo para o Q2. Morbidelli, Augusto Fernandez, Alex Marquez, Fabio di Giannantonio, Oliveira, Miller, Pol Espargaró, Nakagami, Bradl e Pirro.

A 5:20 do final, Os pilotos saíram para a parte final da repescagem. Aí apareceram os dois pilotos da Gresini que melhoraram suas marcas e passaram as duas primeiras posições, com Alex Marquez em 1º (1:44.619) e Fabio di Giannantonio na sequência (1:44.719). Porém, Raúl Fernández veio com tudo e marcou o melhor tempo após marcar 1:44.410.

Pior ficou para Brad Binder que caiu da 1ª para a 4ªposição passou a ficar no desespero, A 1:40 do final, o sul-africano tentou voltar a zona de classificação, mas ficou a a 241 milésimos de Raúl Fernández.

Pouco depois, Fabio di Giannantonio melhorou seu tempo e ficou a 10 milésimos de Alex Marquez que estava melhorando o tempo, mas acabou tomando uma queda feia no final.

Alex Marquez deu sorte porque a bandeira amarela impediu que os pilotos marcassem tempos melhores. O piloto da Gresini classificou junto de Raúl Fernández que foi o mais rápido da sessão. Fabio di Giannantonio ficou a 1 centésimo do companheiro de equipe que se lesionou e fraturou 3 costelas e ficara de fora da corrida no domingo. Para Brad Binder não estava sendo legal seu final de semana, iria largar na 14ªposição. Um detalhe, ele é o melhor piloto de KTM no grid de largada.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 1’44.410
2 73 Alex Marquez Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 1’44.519
3 49 Fabio di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 1’44.529
4 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’44.651
5 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V 1’44.735
6 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’45.030
7 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 1’45.037
8 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 1’45.066
9 88 Miguel Oliveira CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 1’45.375
10 44 Pol Espargaró GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 1’45.452
11 6 Stefan Bradl LCR Honda CASTROL Honda RC213V 1’45.517
12 51 Michele Pirro Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 1’46.147

3 minutos antes de começar o Q2, Aleix Espargaró saiu dos boxes e só percebeu que ainda iria ser aberto o pitlane em alguns minutos. Ou seja, a Aprilla mandou o piloto para a pista antes da hora. Pior que isso, a Moto de Aleix acabou morrendo e a equipe teve que empurrar e levar a moto para os boxes. Uma cena cômica e que mostrou um total desconhecimento da Aprilla.

Com o tempo disparado, os pilotos começaram a sair para a pista. Os primeiros a saírem foram Luca Marini, Marco Bezzecchi e Raúl Fernández. Seriam 11 pilotos decidindo quem seria o pole position.

Com quase 4 minutos de sessão, Marco Bezzecchi fez um bom tempo de 1:44.733. 20 segundos depois, Marini marcou 1:44.659 superando seu companheiro de equipe, mas Jorge Martin da Pramac superou os dois pilotos da equipe de Valentino Rossi depois de marcar o tempo de 1:44.521. Na segunda tentativa de volta, Marc Marquez acabou indo ao chão na curva 3.

Com um pouco menos de 9:20 do final da sessão, Marco Bezzecchi superou Jorge Martin após marcar 1:49.401. 30 segundos depois, Jorge Martin usou o vácuo de Aleix Espargaró para voltar a liderança com 1:44.153. A 7:10 do final, Fabio Quartararo tira tudo da sua Yamaha para obter o 5ºtempo. Zarco pulou para sexta posição a 6:40 do final.

Na metade da sessão, com os pilotos indo para os boxes a primeira fila seria formada por Jorge Martin, Marco Bezzecchi e Luca Marini. Seguido de Marevick Viñales, Fabio Quatararo, Johann Zarco, Peppo Bagnaia, Raúl Fernández, Marc Marquez, Aleix Espargaró e Joan Mir.

A 6 minutos do final, os pilotos voltaram para a pista para a reta final de classificação.

A menos de 3 minutos do final, Peppo Bagnaia marcou 1:44.374 e subiu para a segunda posição. Mir foi quem mais se aproveitou do vácuo passando para a 4ªposição após ótima volta, Marc Marquez subiu para a 7ªposição.

Pouco depois de uns 10 segundos, Marco Bezzecchi marcou 1:43.947 e foi para a ponta e deixando Martin na segunda posição. Luca Marini subiu para a terceira posição, dessa forma colocando duas motos da VR46 na primeira fila.

Peppo Bagnaia precisava melhorar o tempo para recuperar posição na primeira fila e acabou conseguindo, ao restarem 1 minuto do final o líder do campeonato marca 1:44.203 recuperando a terceira posição. Mir e Marquez subiram para a 5ª e 6ªposições.

Jorge Martin fez uma última tentativa de recuperar a pole, mas acabou ficando a 43 milésimos de Marco Bezzecchi que dessa forma conquistou a pole position para a Corrida Curta e para a corrida do Domingo. O piloto da VR46 tenta voltar a briga pelo título e para isso um grande resultado era fundamental para o objetivo do piloto italiano. Porém, não iria ser nada fácil para Bezzecchi, pois na primeira fila largam o vice-líder do campeonato Jorge Martin da Pramac em 2º e o líder do campeonato e defensor do título, Peppo Bagnaia da Ducati que esta disposto a manter a liderança do campeonato, mesmo sem estar 100% fisicamente.

Completando o quarteto da Ducati, Luca Marini abre a segunda fila com a outra moto da VR46, mostrando que a equipe esta muito bem em território indiano. Por incrível que pareça, os dois pilotos da Honda Repsol estiveram muito bem e principalmente Joan Mir na 5ªposição é uma enorme surpresa já que seu ano tem sido um desastre total em seu ano de estreia na Honda, ficando na frente de Marc Marquez, O “Formiga Atômica” pode esta fazendo suas últimas corridas pela Honda já que os boatos que ligam ele para a Gresini aumentam a cada dia nos bastidores da MotoGP.

Johann Zarco subiu no final e pulou para a 7ªposição, o piloto da Pramac é seguido de Fabio Quartararo com sua Yamaha. A dupla de franceses junto de Marevick Viñales da Aprilla (9ºcolocado) compõem a 3ªfila. Aleix Espargaró da Aprilla e Raúl Fernández da RNF Racing fecham a lista dos pilotos que fizeram o Q2. Naquela altura, Alex Marquez já tinha sido vetado da corrida curta.

Grid de largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 72 Marco Bezzecchi Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 1’43.947
2 89 Jorge Martin Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 1’43.990
3 1 Francesco Bagnaia Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 1’44.203
4 10 Luca Marini Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 1’44.215
5 36 Joan Mir Repsol Honda Team Honda RC213V 1’44.454
6 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda RC213V 1’44.469
7 5 Johann Zarco Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 1’44.515
8 20 Fabio Quartararo Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 1’44.724
9 12 Maverick Viñales Aprilia Racing Aprilia RS-GP 1’44.741
10 41 Aleix Espargaró Aprilia Racing Aprilia RS-GP 1’44.750
11 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 1’45.194
12 49 Fabio di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 1’44.529
13 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’44.651
14 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V 1’44.735
15 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’45.030
16 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 1’45.037
17 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 1’45.066
18 88 Miguel Oliveira CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP 1’45.375
19 44 Pol Espargaró GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 1’45.452
20 6 Stefan Bradl LCR Honda CASTROL Honda RC213V 1’45.517
21 51 Michele Pirro Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 1’46.147

Após muito atraso devido a chuva, mais de 1 hora para ser exato foi realizada a corrida curta do sábado, isso já as 5 da tarde na Índia, mas ainda tinha tempo suficiente para a realização de uma corrida de 11 voltas de duração. Antes disso, foi confirmado que Alex Marquez não participaria da corrida Sprint e da corrida do Domingo por ter quebrado 3 ossos da costela e também foi confirmado que o irmão de Marc Marquez vai ficar de fora do GP do Japão.

Na largada, Jorge Martin pula melhor que Bezzecchi e assumiu a liderança. Ao entrar na primeira curva, Luca Marini que tinha largado bem acabou batendo na traseira do companheiro de equipe e caiu, Bezzecchi passou reto e caiu para a 18ªposição. Um pouco mais atrás, Stefan Bradl e Pol Espargaró caíram, parece que o piloto da Honda é que bateu no piloto da Gas Gas e ambos foram para o chão. Augusto Fernandez acabou se envolvendo nesse acidente e caiu para a parte de trás.

Após as primeiras curvas, Martin estava abrindo vantagem na liderança sobre Peppo Bagnaia. Joam Mir foi para 3º e Marc Marquez para 4º, ambos aproveitaram o incidente dos pilotos da VR46 para ganharem 2 posições cada um. Quem fez grande largada foi Brad Binder que pulou da 14ª para a 5ªposição. Na segunda volta, Martin já vinha 1.3 segundos de frente para Bagnaia que comandava o Grupo com Marquez, Mir e Binder. Marc Marquez passou Joan Mir no final da primeira volta e assumiu a terceira posição. Mais atrás, Miguel Oliveira teve de ceder uma posição por ter passado um adversário sobre o seu adversário.

Joan Mir cai na 4ªvolta (Curva 3) e abandona a corrida em que o piloto da Honda tinha sua melhor chance de bom resultado na temporada.

Nessa altura da prova, Marco Bezzecchi já estava na 10ªposição já pressionando Raúl Fernández. Ao final da volta 5, Bezzecchi passa para a 9ªposição após superar Raúl Fernandez. No começo da 6ªvolta (Curva 3), Johann Zarco foi para o chão. O francês até conseguiu voltar rapidamente, mas acabou indo para os boxes e abandonando a prova. Ao final da 6ªVolta, Bezzecchi já esta na 7ªposição após superar Maverick Viñales.

 

A 4 voltas do final, Brad Binder chega perto de Marc Marquez visando um lugar no pódio. Isso faz com que o Formiga Atômica acelere o ritmo consiga para conseguir se livrar do piloto da KTM. Na parte final da 8ªVolta, Marco Bezzecchi passa Jack Miller, em uma manobra sensacional para ganhar a 6ªposição. Por outro lado, Aleix Espargaró que não estava fazendo uma boa corrida acabou indo ao chão e deixando a prova.

A 2 voltas do final, Marc Marquez conseguiu abrir vantagem sobre Brad Binder e se livrou da pressão do piloto da KTM. Logo atrás, Fabio Quartararo estava sendo pressionado pelo Marco Bezzecchi. Na volta final, com mais potência na reta, Bezzecchi passou Quartararo no final da reta oposta subindo para a 5ªposição.

Sem nenhuma dificuldade, Jorge Martin conquistou a vitória na corrida curta tirando mais 3 pontos da vantagem ainda confortável  que Peppo Bagnaia tem na liderança do Mundial que passa a ser de 33 pontos entre os dois. Por falar no líder do campeonato, Peppo Bagnaia fez o que estava em seu alcance com a segunda posição ao final do sábado, mesmo com seus problemas físicos por causa do acidente na Catalunha.

Marc Marquez fez as fases com o pódio, chegou na terceira posição e alcançou seu segundo pódio na temporada, muito importante o resultado para levantar a moral da Honda nessa temporada tão complicada da fábrica japonesa. Brad Binder fez uma brilhante largada que ajudou muito o sul-africano a terminar a prova na 4ªposição.

Marco Bezzecchi foi o grande nome da corrida, acabou prejudicado no acidente que tirou Marini da corrida e foi obrigado a passar reto, caindo para a 18ªposição teve que fazer uma estupenda corrida de recuperação para ganhar 13 posições e conquistar uma importante 5ªposição na corrida curta do sábado. Fabio Quartararo fez uma boa corrida chegando na 6ªposição, mas não teve um resultado tão expressivo como Marquez teve.

Jack Miller fez grande largada e se recuperou da bisonha classificação no grid e alcançou a 7ªposição na bandeirada. A Aprilla não foi nem sobra das últimas corridas, mas Marevick Viñales e Raúl Fernández conquistaram as últimas posições na zona de pontuação deixando Augusto Fernandez na 10ªposição. A Largada para a 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade ira acontecer a partir das 7 da manhã (horário de Brasília). As 4 da manhã teremos a largada da Moto 3 e as 5:15 a largada da Moto 2.

Resultado final da 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Índia – Buddh – MotoGP – Corrida Sprint – 11 voltas

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 89 Jorge Martin Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 19’18.836
2 1 Francesco Bagnaia Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 a 1.389
3 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda RC213V a 2.405
4 33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 2.904
5 72 Marco Bezzecchi Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 3.266
6 20 Fabio Quartararo Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 4.327
7 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 7.172
8 12 Maverick Viñales Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 8.798
9 25 Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP a 10.530
10 49 Fabio di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 a 10.826
11 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 a 11.456
12 88 Miguel Oliveira CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP a 15.415
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V a 17.437
14 51 Michele Pirro Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 a 23.714
15 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 36.468
41 Aleix Espargaró Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 4 voltas
5 Johann Zarco Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 a 5 voltas
36 Joan Mir Repsol Honda Team Honda RC213V a  8 voltas
10 Luca Marini Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 11 voltas
44 Pol Espargaró GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 a 11 voltas
6 Stefan Bradl LCR Honda CASTROL Honda RC213V a 11 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: VR46/RNF/Pramac/Honda/Ducati/Gresini

 

Deixe um comentário