Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Catalunha – MotoGP – Classificação e Corrida Sprint

Em um dia fantástico para o Mundial de Motovelocidade, Aleix Espargaró teve um dia dos sonhos, o piloto da Aprilla conquistou a pole position na parte da manhã e se emocionou muito pela conquista. E para completar, uma Sprint Race imprevisível e incrivelmente disputada onde Aleix venceu a prova e completou o seu dia perfeito na Catalunha.

Na fase da repescagem (Q1), os favoritos a repescagem eram os dois pilotos da Gresini, principalmente Marc Marquez que fez grandes corridas de recuperação na França (Sprint Race e corrida no Domingo) partindo da 13ªposição.

Em sua primeira volta rápida com 3:25 de sessão, Marc Marquez marcou 1:39.142 enquanto que seu irmão Alex Marquez teve a primeira volta cancelada. Segundos depois, os pilotos da VR46 passaram a ser segundo e terceiro respectivamente sendo Fabio di Giannantonio a frente de Marco Bezzecchi. Com 4 minutos de sessão, Fabio Quartararo tomou a segunda posição, mas 15 segundos depois, Raúl Fernández da Trackhouse derruba o tempo do “Formiga Atômica” em 234 milésimos e vai para a ponta da sessão.

Com 5 minutos de sessão, Marc Marquez com 1:38.775 e Alex Marquez com 1:38.878 passaram a comandar as duas primeiras posições. Porém, Fabio Quartararo tirou Alex Marquez da segunda posição com 1:38.863 e com um pouco mais de 9 minutos do final da sessão, Raúl Fernández retorna a liderança com 1:38.750, 25 milésimos a frente de Marc Marquez.

Com metade da sessão concluída, os dois primeiros (Raúl Fernández e Marc Marquez) estariam avançando para o Q2, com Fabio Quartararo, Alex Marquez e Miguel Oliveira completando o Top 5 que estavam separados por apenas 180 milésimos. Fabio di Giannantonio, Bezzecchi, Zarco, Mir, Nakagami, Marini, Augusto Fernandez e Bradl completam a classificação do Q1.

Os primeiros a voltarem para a pista foram Bezzecchi, Nakagami e Raúl Fernández a menos de 6 minutos do final. A maioria voltou a pista com 4:30 do final.

A 2:40 do final, Raúl Fernández melhora seu tempo para 1:38.457 e amplia sua vantagem na liderança do Q1. 1 minuto depois, Miguel Oliveira passa para segundo com 1:38.551 e Quartararo passa a ser o terceiro. Marc Marquez não conseguiu melhorar seu tempo e caiu para a 4ªposição.

Marc Marquez foi para uma derradeira tentativa enquanto que Fabio di Giannantonio primeiro e depois Marco Bezzecchi a um minuto do final passaram para a 3ª e 4ªposições. A 35 segundos do final, Marc Marquez puxado pelo vácuo de Alex Marquez marcou 1:38.556 passando a segunda posição e entrando na zona de classificação.

Mas Marc Marquez acabaria por perder a posição para Fabio di Giannantonio que acabou em uma excelente volta de 1:38.208 passando para a 1ªposição e se classificado para o Q2. Raúl Fernández confirmou a segunda vaga para o Q2. Alex Marquez buscou passar para o Q2, mas tudo que conseguiu foi apenas superar seu irmão para ficar na 3ªposição. Marc Marquez largando da 14ªposição teria uma missão mais dura ainda do que na França para obter um grande resultado.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.208
2 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’38.453
3 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.530
4 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.536
5 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’38.551
6 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.662
7 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.705
8 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’38.978
9 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’39.120
10 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’39.156
11 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.524
12 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.621
13 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V 1’40.276

5 Motos da Ducati, 3 motos da Aprilia, 3 motos da KTM e 1 moto da Yamaha estavam na disputa pela pole position para a Sprint Race e para a corrida do domingo. As atenções estavam todas voltas para Aleix Espargaró que anunciou sua aposentadoria ao final da temporada e foi o mais rápido na sexta-feira e era um dos candidatos a pole na Catalunha.

Enea Bastianini, possível substituto de Aleix Espargaró na Aprilia marcou o primeiro tempo da sessão, mas era uma volta alta de 1:40.335 e foi superado por Brad Binder que também marcou uma volta alta de 1:40.144.

Com 4 minutos de sessão, Jorge Martin passa o trator na concorrência ao marcar o tempo de 1:38.401. Peppo Bagnaia passou a ser o segundo lugar e Franco Morbidelli para a terceira posição, isso com 4:3º de sessão.

Na segunda tentativa de volta, o aniversariante do final de semana Pedro Acosta passou a liderar com 1:38.369 com 5:20 de sessão. Martin foi para uma nova volta e não conseguiu superar o piloto da Tech 3, Martinator ficou 3 centésimos do líder.

A um pouco mais de 9 minutos do final, Peppo Bagnaia pula para a ponta após marcar o tempo de 1:38.221 deixando Acosta, Martin e Espargaró para trás. Depois vinham Di Giannantonio, Morbidelli, Bastianini, Binder, Viñales, Miller, Raúl Fernández e Rins. Naquela altura da sessão, todo mundo estava nos boxes.

Os primeiros a partirem para a pista de novo foram Raúl Fernández, Marco Bezzecchi e Pedro Acosta. Enquanto um grupo de pilotos estava buscando volta rápida, outro grupo ficou na espera até que saíram para a pista a 4:30 do final da sessão.

A 2:35 do final, Raúl Fernández aparece com sua Aprilia de 2023 e sobe para a 4ªposição. Poucos segundos depois, enquanto Brad Binder fazia uma grande volta passando para a segunda posição e Fabio di Giannantonio melhorava para a 4ªposição, os dois pilotos da Pramac, Jorge Martin e Franco Morbidelli acabaram indo para o chão na mesma curva 2, um desastre para a equipe que não tinha mais chances de conquistar a pole.

A 1 minuto do final, Aleix Espargaró passa a ser o segundo colocado, a poucos milésimos do tempo de Bagnaia. O piloto da Aprilia não se contentou com a segunda posição no Grid de largada e foi para a última, derradeira e certeira volta final para marcar o tempo de 1:38.190 e para levar a pole position em sua última corrida na Catalunha pelo Mundial de Motovelocidade. Aleix visivelmente emocionado saber da conquista em um final de semana que estava sendo incrível para ele por tudo que ocorreu até aquele momento.

Peppo Bagnaia parte da 2ªposição e em uma posição favorável com relação a Jorge Martin no grid de largada. O piloto da Ducati e bicampeão do Mundo precisava baixar a desvantagem que tem para Jorge Martin que lidera de forma tranquila o campeonato. Raúl Fernández da Trackhouse chegou a ter sua última e melhor volta anulada, mas o temo foi revalidado e o piloto espanhol conquista seu melhor grid da carreira ao largar na terceira posição.

Brad Binder que chegou a ser entrevistado como o terceiro colocado no Grid de largada acabou perdendo sua posição na primeira fila pela revalidação da volta da Raúl Fernández. O piloto da KTM vai liderar a 2ªfila que terá o espanhol Pedro Acosta da Tech 3 na 5ªposição e o italiano Fabio di Giannantonio da VR46 que vai largar da 6ªposição. Di Giannantonio e Raúl Fernández vieram do Q1 e foram muito bem no Q2 e vão largar em boas posições.

Jorge Martin não vai largar em uma posição muito favorável, o piloto da Pramac chegou a liderar a sessão, mas com a queda no final acabou ficando apenas com a 7ªposição no Grid de largada. Alex Rins fez ótima classificação e vai largar na 8ªposição, seu melhor resultado de grid com a Yamaha. Jack Miller da KTM completa a 3ªfila. Franco Morbidelli da Pramac, Enea Bastianini da Ducati e Marevick Viñales da Aprilia devem se sentir todos frustrados por terem apenas largarem da 4ªfila do Grid de largada.

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’38.190
2 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’38.221
3 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’38.261
4 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’38.334
5 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’38.369
6 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.400
7 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’38.401
8 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.692
9 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’38.763
10 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’38.778
11 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’38.860
12 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’38.972
13 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.530
14 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.536
15 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’38.551
16 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.662
17 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.705
18 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’38.978
19 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’39.120
20 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’39.156
21 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.524
22 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.621
23 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V 1’40.276

Depois das sessões de classificação da Moto 3 e Moto 2, o circuito de Montmeló na Catalunha viu possivelmente a mais incrível e louca corrida Sprint da história da MotoGP. Com três lideres caindo quando tinham a corrida nas suas mãos e que acabaram indo para o chão.

Aleix Espargaró que saiu na pole não largou muito bem e quem se aproveitou foi Peppo Bagnaia que pulou para a ponta. Logo atrás vinha Pedro Acosta que pulou da 5ª para a segunda posição. Raúl Fernández e Brad Binder mantiveram a 3ª e 4ªposições respectivamente e só depois vinha Aleix Espargaró já pressionado por Jorge Martin que passou da 7ª para a 6ªposição. Bastianini, Marc Marquez, Miller e Oliveira completavam os 10 primeiros colocados.

Ao final da primeira volta, Bagnaia, Acosta, Raúl Fernández e Binder abriram um pouco sobre Espargaró. Na entrada da curva 1, Pedro Acosta supera Peppo Bagnaia e assume a liderança no começo da segunda volta. Algumas curvas depois, Peppo deu o troco e voltou à liderança. Essa batalha pela ponta não tinha terminado por ai, pelo contraio, pois ela continuaria por mais algumas voltas…

… Na entrada da terceira volta, Acosta passa Peppo na mesma curva 1, ao tentar acompanhar o jovem piloto da Tech 3, Peppo erra e Raúl Fernández e Brad Binder acabaram ganhando posição sobre o piloto da Ducati que caia para a 4ªposição.

Na curva 5, Raúl Fernández jogou tudo para passar Pedro Acosta, nessa disputa houve toque entre os dois e o piloto da Trackhouse levou a melhor. O resultado dessa briga fez com que Acosta perdesse posição também para Brad Binder que pulou para a segunda posição.

Na 4ªVolta, Acosta passou Brad Binder e conseguiu recuperar a segunda posição, a meio segundo de Raúl Fernández que estava se sentindo muito a vontade na liderança, abrindo para 8 décimos sua vantagem para Acosta. Poderia ser o dia em que Raúl Fernández finalmente teria seu dia de Glória…

… Poderia, mas na curva 10, Raúl Fernández cai e seu sonho de uma primeira vitória na categoria Rainha foi-se para o chão junto do piloto. Pedro Acosta assumiu a liderança com Brad Binder em segundo, Peppo Bagnaia em 3º, Aleix Espargaró em 4º, Jorge Martin em 5º e Marc Marquez em 6º.

Brad Binder foi para cima de Pedro Acosta e passou a liderar a prova na 6ªvolta (Curva 1). O Sul-africano tinha uma chance de vencer a corrida, estava abrindo vantagem para Peppo Bagnaia que acabou ganhando a segunda posição após superar Pedro Acosta.

Mas na 7ªVolta, Binder acabou indo para o chão na curva 5 e perdendo uma grande chance de conquistar uma vitória importante para o piloto e para a KTM. A liderança cai no colo de Peppo Bagnaia seguido de Pedro Acosta, Aleix Espargaró, Marc Marquez e Jorge Martin. Marquez passou Martin na mesma sétima volta, o piloto da Gresini que largou na 14ªposição estava em 4ºlugar em impressionante prova de recuperação.

No começo da 8ªVolta, Aleix Espargaró em final de semana inspiradíssimo ultrapassa Pedro Acosta e começa a partir para cima de Peppo Bagnaia. Por outro lado, Pedro Acosta começa a ficar mais para Marc Marquez que estava sem uma das aletas aerodinâmicas na sua moto que já dava claros sinais de instabilidade.

Mais atrás, Johann Zarco caiu pela terceira vez nesse sábado. Ou seja, não foi o dia bom para o piloto francês. Na metade da 10ªVolta, Miguel Oliveira que vinha em uma boa corrida acabou caindo quando vinha na 7ªposição. 6 pilotos estavam advertidos: Francesco Bagnaia, Marc Marquez, Fabio di Giannantonio, Takaagi Nakagami, Alex Marquez e Joan Mir.

Na penúltima volta, Marc Marquez foi para cima de Pedro Acosta e com muita coragem e usando a potência da Ducati, o Formiga Atômica passou o Tubarão e subiu para a 3ªposição. Genial corrida do piloto da Gresini.

Peppo Bagnaia estava com a vitória nas suas mãos, mas na curva 5, Peppo Caiu e abandonou uma corrida onde tinha a vitória nas suas mãos.

A vitória acabou caindo nas mãos de Aleix Espargaró que conquistou a vitória na corrida Sprint, festa espanhola no circuito da Catalunha que ver um piloto que vai deixar as pistas ao final da temporada triunfar, com merecimento e correndo com muita garra. Aleix vive um final de semana dos sonhos, impecável até agora para o piloto da Aprilia.

Outro que fez uma estupenda corrida foi Marc Marquez, partindo da 14ªposição e chegando ao final na 2ªposição em mais uma espetacular recuperação do piloto da Gresini. Marc Marquez termina esse sábado na vice-liderança do Mundial. Pedro Acosta conquista mais um pódio na Sprint Race chegando a liderar por alguns momentos, mas o desgaste dos pneus acabaram por afastar o piloto da Tech 3 da disputa pela vitória, Acosta chegou a perder o pódio, mas recuperou essa 3ªposição com a queda de Bagnaia.

Jorge Martin fez uma corrida discreta e apagada, mas acabou se beneficiando da queda de Peppo Bagnaia e acabou conquistando a 4ªposição marcando 5 pontos importantes que o deixa muito confortável na liderança do Mundial.

Enea Bastianini fez uma corrida correta, largou bem e depois se aproveitou das quedas para chegar na 5ªposição. Fabio di Giannantonio da VR46 também fez uma prova correta e sem cometer erros acabou o dia com uma boa 6ªposição. Jack Miller salvou a 7ªposição para a equipe oficial da KTM, mas longe do desempenho de Pedro Acosta com a KTM de equipe satélite. Marevick Viñales chegou em 8º, mas nem chegou perto de Aleix Espargaró, teve um desempenho bem aquém do companheiro de equipe. Marco Bezzecchi completou a zona de pontuação da Sprint Race chegando a frente de Fabio Quartararo que ficou na 10ªposição. Na porta de entrar na zona de pontuação.

Amanhã, A partir das 6 da Manhã teremos a largada da Moto 3, As 7 e 15 da Manhã será a largada da Moto 2 e as 9 da manhã teremos a largada da MotoGP, a principal categoria do Mundial de Motovelocidade que a cada dia cresce mais em interesse e mais no coração do apaixonado por esporte a motor.

Resultado Final da 6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – Montmeló – MotoGP – Corrida Sprint – 12 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 20’01.478
2 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 0.892
3 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 1.169
4 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 2.147
5 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 2.980
6 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 4.623
7 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 8.084
8 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 8.245
9 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 8.643
10 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 9.241
11 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 9.537
12 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 13.045
13 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 13.199
14 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 13.378
15 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 16.438
16 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 18.000
17 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 25.262
18 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V a 33.751
1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 1 volta
88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 3 voltas
5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 5 voltas
33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 6 voltas
25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 8 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Aprilla/Gresini/Tech 3/Pramac/Ducati/VR46/KTM/Yamaha/LCR Honda/Honda/Trackhouse/

Deixe um comentário