GP da Inglaterra – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 3 – 12ªetapa

Etapa da Inglaterra, realizada no dia 29 de Agosto foi dominada por Romano Fenati, pole no sábado e vitória no domingo para o mais experiente piloto do grid da categoria.

Sábado, sessão de classificação: O líder do campeonato Pedro Acosta e o vice-líder Sergio Garcia estavam disputando a repescagem, junto de outros 11 pilotos. Após a volta de aquecimento, Izan Guevara sentiu que a moto não estava bem acertada e acabou voltando aos boxes, tentaria um acerto melhor do que tinha. Os outros foram para o pega pra capar.

Gabriel Rodrigo assumiu a liderança a 10 minutos e 25 segundos do final, com 2:12.439. A liderança do argentino durou uns 10 segundos, o Tcheco Filip Salac subiu para a ponta, com 118 milésimos de vantagem para Rodrigo. Alberto Surra da Snipers e Adrian Fernández da Husqvarna completavam os 4 primeiros colocados. Pedro Acosta vinha na 5ªposição.

Kaito Toba e Sergio Garcia voltaram para os boxes na volta seguinte. A 9:20 do final, Ryusei Yamanaka acabou indo para o chão após sair do traçado na curva 8. O piloto da PrustelGP voltou para a batalha.

A 8:10 do final, Rodrigo melhora sua marca para 2:11.713 e volta a liderança. Quem entra na zona de classificação foi Carlos Tatay da Avintia ao fazer o 2ºtempo. Salac da PruestelGP caiu para 3º e Adrian Fernández entrou na bolha. De olho nessa vaga estava Surra, Acosta, Kunii, Yamanaka, Artigas e Kofler. Os dois pilotos da Gas Gas e Kaito Toba ainda não tinham feito volta rápida.

Os pilotos da Gas Gas entraram na metade da sessão. Na sua primeira tentativa, Guevara faz uma bela volta e já se posiciona  na 4ªposição. O mesmo não dá para dizer de Garcia. Vice-líder do campeonato acabou indo ao chão na sua primeira tentativa. A sorte é que Acosta também não vinha nada bem na sessão, fora dos 4 primeiros.

Não tivemos mudanças na zona de classificação. Gabriel Rodrigo da Gresini, Carlos Tatay da Avintia, Filip Salac da PruestelGP e Izar Guevara da Gas Gas passaram para o Q2. Pedro Acosta ficou na 8ªposição e Sergio Garcia na 10ªposição.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
12Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Honda2’11.713
299Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM2’12.125
312Filip SalačCarXpert PruestelGPKTM2’12.321
428Izan GuevaraValresa GASGAS Aspar TeamGASGAS2’12.362
531Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna2’12.439
66Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM2’12.625
767Alberto SurraRivacold Snipers TeamHonda2’12.695
837Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM2’12.708
992Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda2’12.921
1011Sergio GarcíaValresa GASGAS Aspar TeamGASGAS2’13.017
1143Xavier ArtigasLeopard RacingHonda2’13.186
1227Kaito TobaCIP Green PowerKTM2’13.236
1373Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM2’13.952

Assim que disparou o cronometro, todo mundo foi para a pista, em busca da pole position. 5 pilotos não foram para a primeira volta. Antonelli, Binder, Suzuki, Fellon e McPhee tentaram um acerto melhor de carro.

Izar Guevara foi o primeiro a fechar volta, com 2:13.210 a 10 minutos e 22 segundos do termino do Q2. Esse tempo acabou sendo trucidado por Deniz Oncü da Tech 3, embalado com o pódio na etapa passada. Porém, Gabriel Rodrigo detona a concorrência, com 2:11.588, colocando quase meio segundo de frente para seu companheiro de equipe, Jeremy Alcoba estava em 2º. Andrea Migno, Dennis Foggia e Deniz Oncü completavam os 5 primeiros colocados.

Enquanto isso, Fenati e Fellon voltaram para a pista após um acerto melhor de suas motos, Ao terminarem a volta, passaram de novo aos boxes, mas não era pra fazer algum ajuste, era para sair do pelotão. Essa situação de pegar o pelotão e de pegar o vácuo é algo muito complicado na Moto 3.

Rodrigo baixa seu tempo, com 2:11.308 a 5 minutos do final. Porém, a concorrência chegou perto, Ricardo Rossi da Owlride subiu para segunda posição, com 2:11.522. Niccolò Antonelli e Filip Salac marcaram bons tempos e subiram para 3ª e 4ªposições. Alcoba, Foggia, Migno, Oncü eram os 8 primeiros.

Fenati não conseguia marcar o tempo bom e Lorenzo Ferron acabou caindo na curva 17. Segundos depois, foi a vez de Sasaki de encontrar o chão.

A 2 minutos do final, 5 pilotos teriam apenas uma chance de marcar um tempo, entre eles estava Romano Fenati que não tinha se achado. O tempo estava fechado em Silverstone, mas Fenati abriu os horizontes com sua brilhante volta de 2:11.325, passando para a liderança e conquistando a pole position que estava encaminhando para Gabriel Rodrigo. O piloto argentino acabou amargando a segunda posição. Completando a primeira fila, o italiano Ricardo Rossi da Owlride, que lá conquistou pódio na temporada de 2021.

A segunda fila será formada por Andrea Migno da Snipers, que fez uma bela volta nos segundos finais e acabou subindo para a 4ªposição. Niccolò Antonelli voltou ao grid com uma ótima 5ªposição no grid de largada. Outro que fez um ótimo trabalho foi o tcheco Filip Salac, levando a moto da PruestelGP até a 6ªposição, fechando a fila de número 2.

Jeremy Alcoba da Gresini, Dennis Foggia da Leopard Racing, Deniz Oncü da Tech 3 e Jaume Masia da KTM Ajo completavam as 10 primeiras posições.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
155Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna2’11.325
22Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Honda2’11.368
354Riccardo RossiBOE OwlrideKTM2’11.522
416Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda2’11.590
523Niccolo AntonelliAvintia VR46KTM2’11.715
612Filip SalačCarXpert PruestelGPKTM2’11.803
752Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda2’11.850
87Dennis FoggiaLeopard RacingHonda2’11.885
953Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM2’12.391
105Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM2’12.512
1128Izan GuevaraValresa GASGAS Aspar TeamGASGAS2’12.535
1282Stefano NepaBOE OwlrideKTM2’12.591
1324Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda2’12.705
1499Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM2’12.927
1517John McPheePetronas Sprinta RacingHonda2’13.074
1640Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda2’13.643
1771Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM2’14.265
1820Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaSem Tempo
1931Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna2’12.439
206Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM2’12.625
2167Alberto SurraRivacold Snipers TeamHonda2’12.695
2237Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM2’12.708
2392Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda2’12.921
2411Sergio GarcíaValresa GASGAS Aspar TeamGASGAS2’13.017
2543Xavier ArtigasLeopard RacingHonda2’13.186
2627Kaito TobaCIP Green PowerKTM2’13.236
2773Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM2’13.952

Igualmente como aconteceu no sábado, o tempo estava nublado, o típico clima na Inglaterra para a corrida de 17 voltas da Moto 3.

Fenati teve de duelar na largada com Gabriel Rodrigo para manter a liderança da prova. O Argentino começou a ficar para trás. Niccolò Antonelli fez excelente largada, passando da 5ª para a 2ªposição. Migno, Rossi, Rodrigo e Oncü eram os 6 primeiros colocados.

Niccolò Antonelli da Avintia partiu para cima de Fenati a partir do final da 1ªvolta, essa briga iria se estender por praticamente toda a corrida. Após 2 voltas, Fenati, Antonelli e Migno começaram a fugir do restante do pelotão. Ricardo Rossi vinha em 4º, mas já com dificuldades de acompanhar os lideres.

O segundo pelotão tinha como os líderes, Darryn Binder, Dennis Foggia e Jaume Masia. Enquanto isso, Pedro Acosta e Sergio Garcia disputavam a 11ªposição após largarem das últimas filas do grid.

Na 4ªVolta, Ricardo Rossi foi engolido pelo segundo pelotão. Sua moto não tinha rendimento para lutar pelas primeiras posições. Enquanto isso, Kaito Toba acabou indo ao chão, mais um dia normal na trajetória de altos e baixos do piloto Japonês.

Após 5 voltas, Fenati, Antonelli e Migno continuavam brigando pela liderança. Até que na volta seguinte, Migno tem problemas e abandona a prova lamentavelmente, vinha numa ótima terceira posição. Dennis Foggia da Leopard Racing assume a 3ªposição, liderando o segundo pelotão formado por Darryn Binder da Petronas, Tatsuki Suzuki da Sic58, Jaume Masia da KTM Ajo, Izar Guevara da Gas Gas, Denis Oncü da tech 3 e Ricardo Rossi da Owlride. Todos eles a mais de 3 segundos atrás de Fenati e Antonelli.

Ao final da 7ªVolta, Sergio Garcia vinha em 10º e Pedro Acosta vinha com um pouco mais de dificuldade, na 14ªposição. Ao começar a 8ªVolta, Dennis Foggia e Izar Guevara armam uma fuga, mas Tatsuki Suzuki e Darryn Binder não deixavam os dois fugirem.

A 8 voltas do final, continuava Fenati na frente e Antonelli tentando passar o piloto da equipe de Max Biaggi. Os dois livraram grande vantagem sobre os demais competidores. O pódio estava sendo disputado por Foggia, Guevara, Binder, Suzuki e Masia. Deniz Oncü e Ricardo Rossi saíram desse bloco e passaram a brigar pela 8ªposição.

A 4 voltas do final, Foggia e Guevara começam a fugir de Binder, Masia e Suzuki. Lá na frente, Fenati começou a abrir vantagem sobre Niccolò Antonelli, a vitória estava se encaminhando para o piloto da Husqvarna.

Izar Guevara pressiona Dennis Foggia, buscando o primeiro pódio da carreira. Na metade da volta final, o novato supera o piloto da Leopard Racing e se encaminhava para o pódio, mas nas curvas finais, Foggia deu o troco e voltou a 3ªposição.

Romano Fenati conquistou com autoridade sua primeira vitória na temporada e a 13ªvitória na moto 3. Um final de semana que foi impecável para o piloto da Husqvarna, com pole no sábado e vitória no domingo. Niccolò Antonelli foi um adversário a altura de Fenati, mas acabou perdendo a vitória nas voltas finais e acabou ficando na segunda posição, seu melhor resultado em uma boa temporada do piloto da Avintia.

Dennis Foggia conquistou o 6ºpódio na temporada, repetindo o 3ºlugar do GP da Áustria, depois de vencer um duelo com o jovem Izar Guevara. O novato conquistou seu melhor resultado na carreira, com uma brilhante 4ªposição.

Tatsuki Suzuki superou no final os seus adversários pela 5ªposição. O piloto da SIC58 acabou ficando a frente de Jaume Masia da KTM Ajo e de Darryn Binder da Petronas. Na disputa pela 8ªposição, o turco Denis Oncü levou a melhor sobre Ricardo Rossi (Ele fez a sua segunda pontuação na temporada de 2021).

Lá atrás, Carlos Tatay terminou o dia na 10ªposição. Já os dois líderes do campeonato não tiveram um feliz final de semana. Mesmo assim, Pedro Acosta ainda salvou a 11ªposição e 5 pontos. Já Sergio Garcia saiu da Inglaterra com a 16ªposição e com os bolsos vazios.

Resultado final da 12ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Inglaterra – Silverstone – 17 Voltas – Moto 3

pospilotoequipemototempo
155Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna37’26.974
223Niccolò AntonelliAvintia VR46KTMa 1.679
37Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 2.107
428Izan GuevaraValresa GASGAS Aspar TeamGASGASa 2.154
524Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 7.475
65Jaume MasiáRed Bull KTM AjoKTMa 7.541
740Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaa 7.559
853Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 14.523
954Riccardo RossiBOE OwlrideKTMa 14.541
1099Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTMa 20.503
1137Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMa 21.898
1217John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 21.859
1371Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 22.028
1412Filip SalačCarXpert PruestelGPKTMa 22.107
152Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 22.157
1611Sergio GarcíaValresa GASGAS Aspar TeamGASGASa 22.444
1782Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 22.331
1843Xavier ArtigasLeopard RacingHondaa 22.580
1931Adrián FernándezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 25.215
2067Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondaa 27.518
2152Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 32.821
2220Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 33.015
236Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTMa 33.310
2492Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 52.820
2573Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 52.858
16Andrea MignoRivacold Snipers TeamHondaa 12 voltas
27Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 14 voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Áustria – Mundial da Motovelocidade 2021 – MotoGP – 11ªetapa

A etapa da Áustria, no mesmo circuito de Spielberg só teria 20 pilotos no grid. Já que Lorenzo Savadori não pode correr, teve de fazer uma cirurgia no joelho. Dani Pedrosa não correu pela KTM nesse final de semana.

A principal ausência foi do espanhol Marevick Viñales foi por causa de uma punição imposta pela Yamaha para o piloto. Viñales foi acusado de operação irregular do equipamento, por forçar por diversas vezes o motor da moto nas últimas voltas do GP da Estíria. Dias depois, a Yamaha rompeu o contrato com o piloto espanhol. A situação entre a equipe e Marevick estava praticamente insustentável.

Com 10 pilotos na repescagem, o cronometro foi disparado e 8 dos 10 competidores foram para a pista de imediato. Alex Rins entrou 1 minuto depois.

Os pilotos partiram para fazerem as primeiras marcas, com exceção de Danilo Petrucci que teve sua volta cancelada. Quem começou na frente é o vencedor do GP da Estíria, Jorge Martin com 1:23.556, sobrando muito em relação a Alex Marquez da LCR Honda em segundo tempo com 1:24.243.

Começava ai a caçada ao tempo de Martin. A 10:10, Alex Marquez entra na casa do 1 minuto e 23 segundos (1:23.885), mas fica a 3 décimos do líder do Q1. Valentino Rossi e Miguel Oliveira foram para 3º e 4ºlugares. A 9:30 do final, Alex Rins da Suzuki marcou 1:23.874 e por milésimos assumiu a segunda posição.

A 8:45 do final, Enea Bastianini da Avintia, que colocou o estreante na 2ªposição. 10 segundos depois, Martin baixa sua marca, com 1:23.396, consolidando a frente. Alex Rins foi para segundo, com 1:23.781. A diferença entre o piloto da Suzuki e o piloto da Avintia era de apenas 9 milésimos a 8 minutos do final da sessão. Oliveira, Alex Marquez, Rossi, Marini, Lecuona, Petrucci e Crutchlow completavam os 10 primeiros colocados.

A Turma teria que buscar Martin e Rins para classificarem. Principalmente o piloto da Pramac que parecia imbatível em Spielberg.

Rins melhora sua marca a 1:35 do final, com 1:23.596. Miguel Oliveira supera Alex Marquez (que tinha feito uma boa volta antes do Português). Começava ai a disputa da 2ªvaga. A primeira já era de Jorge Martin, o espanhol marcou 1:23.317 e assegurou a liderança e o lugar no Q2.

A Decisão da 2ªvaga só foi no final da sessão. Nessa briga foi Miguel Oliveira que levou a melhor. O português fez 1:23.365 e ficou na 2ªposição. Jorge Martin foi o mais rápido, com direito a baixar o melhor tempo para 1:23.197. Alex Rins acabou ficando mais uma vez de fora do Q2, ficando na 3ªposição na repescagem e na 13ªposição no grid de largada.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
189Jorge MartinPramac RacingDucati1’23.197
288Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.365
342Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’23.470
473Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’23.535
523Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’23.790
627Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’23.825
710Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’23.834
846Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’23.939
99Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’24.405
1035Cal CrutchlowPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.509

Os primeiros a entrarem na pista foram Joan Mir e Marc Marquez, os dois últimos campeões do mundo. Os 12 pilotos estavam na pista com 2 minutos de sessão, com os primeiros já fazendo as primeiras voltas rápidas.

Essas primeiras voltas, Brd Binder chegou a fazer o melhor tempo, até que Johann Zarco faz 1:23.984 e assumiu a liderança nos primeiros 4 minutos de decisão. Aleix Espargaró, o único representante da Aprilla vinha em 3º. Quartararo não foi bem na primeira volta, parando na 8ªposição.

Na volta seguinte, Mir chega a fazer uma bela volta, tomando a ponta com 1:23.688, mas o piloto da Suzuki foi superado por 4 pilotos. Por Marc Marquez com 1:23.431, Aleix Espargaró a 38 milésimos do formiga Atômica em2º, Jack Miller em 3º e Brad Binder em 4º.

Porém, todos foram suplantados por Jorge Martin, o vencedor da prova passada estava impossível e queria fazer mais uma vez a festa em solo austríaco. Zarco passou para 2ª, a 3 décimos do companheiro de equipe.

Fabio Quartararo resolveu acabar com a brincadeira, com 9:30 do final, o francês que lidera o campeonato marcou 1:22.677, tomando a liderança de uma maneira até fácil demais. Após essas voltas, a maioria dos pilotos vai para os boxes. Quartararo ficou mais uma volta, mas não conseguiu melhorar sua volta não.

Após a metade do treino: Quartararo, Martin e Zarco estavam compondo a primeira fila, Marc Marquez vinha na 4ªposição com a Honda Repsol, Aleix Espargaró colocando a Aprilla em 5º, Depois vinha Miller, Binder, Mir, Pol Espargaró, Nakagami e Oliveira.

Francesco Bagnaia não teve nenhuma das suas voltas validadas, passou do limite da pista. Mir faz uma grande volta e sobe para a 3ªposição a 4 minutos e 30 segundos do final. Francesco Bagnaia precisava marcar um tempo e foi isso que o piloto da Ducati fez, a 3:35 do final, Peppo fez 3ºtempo.

Quartararo parecia seguro na pole position e esse quadro se manteve até os últimos momentos. Foi exatamente nesse último momento que Jorge Martin marcou 1:22.643 e acabou levando a pole position assim como na semana anterior. O piloto da Pramac poderia esperar sim disputar a vitória no domingo. Fabio Quartararo vai ser um fortíssimo adversário, largando na segunda posição. Francesco Bagnaia completa a primeira fila, levando a Ducati oficial a terceira posição.

Johann Zarco abre a segunda fila. Marc Marquez com a Honda e Jack Miller da Ducati melhoraram suas últimas voltas e foram recompensados com lugares na segunda fila, na 5ª e 6ªposições respectivamente.

Na terceira fila, Joan Mir com a sua Suzuki, Aleix Espargaró como o único soldado no exercito italiano da Aprilla e Miguel Oliveira com a KTM. O outro piloto da KTM principal, Brad Binder abre a quarta fila que terá o espanhol Pol Espargaró da Honda Repsol e Takaagi Nakagami da LCR Honda.

Grid de largada:

pospilotoequipemototempo
189Jorge MartinPramac RacingDucati1’22.643
220Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’22.677
363Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’23.063
45Johann ZarcoPramac RacingDucati1’23.120
593Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’23.227
643Jack MillerDucati Lenovo TeamDucati1’23.320
736Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’23.378
841Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniAprilia1’23.423
988Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.499
1033Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.568
1144Pol EspargaroRepsol Honda TeamHonda1’23.738
1230Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’23.990
1342Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’23.470
1473Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’23.535
1523Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’23.790
1627Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’23.825
1710Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’23.834
1846Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’23.939
199Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’24.405
2035Cal CrutchlowPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.509

A categoria rainha teve uma corrida bem disputada, mas a chuva foi um fator para embolar tudo. O sul-africano Brad Binder acreditou que poderia desafiar a chuva e acabou dando certo, o gueopardo sul-africano conquistou sua segunda vitória na MotoGP.

Jorge Martin largou bem e manteve a liderança, Bagnaia vinha em segundo. Na primeira curva, alguns pilotos foram para fora do traçado da pista, mas sem acidentes. Poucas curvas depois, mudança de posições na liderança, Francesco Bagnaia superou o piloto da Pramac e assumiu a ponta da prova.

Martin começou a tentar manter a segunda posição. Marc Marquez vinha em 4º, seguido de Miller, Quartararo, Mir, Binder, Aleix Espargaró e Iker Lecuona (que ganhou  6 posições na primeira volta) completando os Top 10.

Marquez brigava contra as Ducatis da  equipe Pramac, era uma briga muito difícil para o Formiga atômica, mas Marquez não se intimidou, passou Martin primeiro e depois, passou o francês Johann Zarco, assumindo a segunda posição na 3ªvolta.

Martin esboça reação a partir da 4ªvolta, sua primeira vitima foi Johann Zarco. 4 curvas depois, foi a vez de Marquez ser superado pelo vencedor da etapa anterior, que estava se sentindo muito a vontade no circuito de Spielberg.

O líder do campeonato, Fabio Quartararo passou Johann Zarco na marra e assumiu a 4ªposição. O piloto da Yamaha junto de Marquez eram os intrusos no grupo dos pilotos da Ducati. Bagnaia em 1º, Martin em 3º, Zarco em 5º e Miller na 6ºposição.

Na 6ªVolta, Jorge Martin supera Marquez e volta a segunda posição. Enquanto isso, Brad Binder disputou e conquistou a 7ªposição. Logo, Martin foi pra cima e Bagnaia, mas isso custou ao espanhol a perda de posição para Marquez e Quartararo, caindo para a 4ªposição.

No começo da 7ªVolta, Marquez errou alguma coisa e tomou passada de Fabio Quartararo. O francês era o segundo colocado e foi a caça de Peppo. Na 8ªVolta, o piloto da Yamaha superou o piloto da Pramac na curva 5, o adversário tentou dar o troco de imediato, mas Quartararo manteve a dianteira. Porém na reta, Bagnaia retorna a ponta, usando a potência da sua Ducati. Na curva 1, Quartararo e Aleix Espargaró saíram da pista, mas não tiveram grandes prejuízos.

Com 9 voltas completadas: Bagnaia (Ducati) na frente, seguido de Quartararo (Yamaha), Marquez (Honda), Martin e Zarco (Pramac) nas 5 primeiras posições. Jack Miller da Ducati e Joan Mir da Suzuki estão duelando pela 6ªposição.

Na 12ªVolta, Mir superou Miller e assumiu a 6ªposição. Ao mesmo tempo, Marquez parte para a pressão em cima de Quartararo. Essa briga valendo a segunda posição estava deixando Francesco Bagnaia tranquilo para tocar o barco na liderança. Os três primeiros abriram vantagem sobre os dois pilotos da Pramac que precisavam ter cuidado com Joan Mir que vinha se aproximando dos dois.

Enquanto os 3 primeiros vinham duelando pela ponta. Brad Binder vinha desafiando Jack Miller, buscando a 7ªposição, no começo da 18ªvolta, o sul-africano conseguiu a ultrapassagem, mas o piloto australiano acabou recuperando a posição, usando a maior potência da sua Ducati.

Enquanto Bagnaia, Quartararo e Marquez continuavam o pega pela vitória, o francês Johann Zarco vai para o chão a 10 voltas do final. Ficou ruim para o francês da Pramac que tenta entrar na disputa pelo título.

A chuva começava a cair na 20ªVolta, Quartararo acaba errando na curva 3, Marquez aproveita a situação e passa a ser 2ºcolocado. O Formiga atômica vai com tudo para lutar pela vitória com Francesco Bagnaia, o piloto da Ducati queria conquistar sua primeira vitória. O pega entre os dois. A 7 voltas do final, Marquez chegou a tomar a ponta, mas Bagnaia recuperou a ponta. Já Quartararo vinha mais afastado em 3º, sendo mais precavido. Isso acabou não acontecendo com Miguel Oliveira que caiu e deixou a prova na 23ªvolta. O português que comemorou a primeira vitória na MotoGP vai querer esquecer essas duas corridas em Spielberg, nada deu certo para ele.

A 5 Voltas do final, Miller e Rins vão para os boxes para trocarem de moto. Era a aposta dos dois pilotos que estavam vendo a chuva apertar. A pergunta era para saber se valia a pena fazer essa troca a 4 voltas do final.

No final da 25ªVolta, Marquez, Bagnaia, Martin, Quartararo e Mir partiram para a troca de motos. Binder e Aleix Espargaró continuaram na pista. As fichas foram colocadas na mesa e iria depender da chuva para sabemos quem estava certo.

Foi nessa hora que Binder começou a abrir um temporal de Aleix Espargaró e passou a ficar com a corrida nas mãos. Na penúltima volta, Marquez vai para o chão e volta muito, mas muito lá atrás.

Na última volta, a chuva apertou demais. A missão de manter a moto na pista não era nada fácil para Brad Binder. Porém, o sul-africano não poderia voltar atrás, então ele foi superando curva após curva até chegar na linha de chegada e concretizar a sua segunda vitória no Mundial de motovelocidade. O gueopardo sul-africano vinha em uma corrida para uma boa 7ªposição, mas com tudo que ele fez no final acabou merecendo demais essa vitória, na casa da KTM e do patrocinador principal.

Francesco Bagnaia acabou passando todos os pilotos que apostaram em ficar na pista no final, mas acabou mais uma vez vendo a vitória escapar das suas mãos, ficando na segunda posição. O pódio é completado por Jorge Martin que vai guardar seus bons desempenhos nesses finais de semana, principalmente a exibição da primeira corrida na Áustria, sua primeira vitória na MotoGP.

Joan Mir teve mais um bom final de semana, levando sua Suzuki para a 4ªposição. Esses resultados colocam o campeão de 2020 na vice-liderança do mundial, empatado com Francesco Bagnaia, com 134 pontos, mas os dois estão a 47 pontos atrás de Fabio Quartararo. O líder do campeonato terminou a corrida na 7ªposição. Mesmo com esse resultado, o francês ainda saiu no lucro e com uma confortável vantagem no mundial.

A frente de Quartararo, chegaram em 5ºlugar o italiano Luca Marini, que alcançou seu melhor resultado na MotoGP. Igualmente com o espanhol Iker Lecuona, que ficou na 6ªposição.

Valentino Rossi chegou a ficar no pódio, mas acabou perdendo posições no final, terminando o dia na 8ªposição. Alex Marquez da LCR Honda e Aleix Espargaró da Aprilla completaram as 10 primeiras posições.

Jack Miller teve um resultado desastroso com a 11ªposição, a corrida do australiano já não era Top e com a tática que fez ela acabou com perdas para o piloto da Ducati. Danilo Petrucci ficou em 12º, salvando alguns pontos para a Tech 3. Takaagi Nakagami acabou com uma apagada 13ªposição. Alex Rins acabou bem mal, na 14ªposição. Os primeiros pilotos a trocarem as suas motos se deram muito mal.

Marc Marquez brigou pela vitória a maior parte do tempo, mas a chuva acabou sendo cruel para o formiga atômica, após a queda, o espanhol teve que se esforçar muito para salvar o último lugar na zona de pontuação.

No começo da prova, Enea Bastianini (que vinha razoavelmente bem) perdeu a carenagem da sua moto e acabou abandonando no começo da prova. Um fato curioso e até de certo modo, bizarro para a MotoGP em 2021.

Resultado final da 11ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Áustria – Spielberg – 28 Voltas – MotoGP

pospilotoequipemototempo
133Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM40’43.928
263Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucatia 12.991
389Jorge MartinPramac RacingDucatia 14.570
436Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 15.623
510Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucatia 17.831
627Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTMa 17.952
720Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 19.650
846Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamahaa 20.150
973Alex MarquezLCR Honda CASTROLHondaa 20.692
1041Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniApriliaa 21.270
1143Jack MillerDucati Lenovo TeamDucatia 28.144
129Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTMa 28.193
1330Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 28.603
1442Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 33.642
1593Marc MarquezRepsol Honda TeamHondaa 38.459
1644Pol EspargaroRepsol Honda TeamHondaa 43.384
1735Cal CrutchlowPetronas Yamaha SRTYamahaa 55.950
88Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTMa 6 voltas
5Johann ZarcoPramac RacingDucatia 10 voltas
23Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucatia 22 voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Áustria – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 2 – 11ªetapa

Etapa realizada no dia 15 de Agosto e que deixou o campeonato mais aberto entre os dois pilotos da KTM Ajo. Q1: Sem esperar muito, todos os 17 pilotos da repescagem foram para a pista, alguns esperaram alguns segundos para entrar. Esse foi o caso de Albert Arenas da Aspar Martinez.

Após a primeira volta, o malaio Hafizh Syarhin surpreendeu, não pela capacidade do piloto malaio, mas muito mais pela frágil moto da NTS. O malaio com o tempo de 1:29.483 liderou até que Stefano Manzi marcou o tempo de 1:29.428 e passou a liderar aos 3:40 de sessão. O próprio Syarhin, Jake Dixon e Hector Garzó vinham completando os 4 primeiros lugares.

A 10:15 do final, Vierge chega a se colocar na segunda posição, mas é superado por Fabio di Giannantonio com 1:29.452 e Hector Garzó com 1:29.457, O piloto da Petronas é jogado para o 4ºlugar e Shayrin é jogado para fora da zona de classificação.

A 8:25 do final, di Giannantonio chega a primeira posição com 1;29.237, uma liderança que durou segundos porque Manzi da Pons com 1:29.164 e Dixon da Petronas com 1:29,217 superaram o piloto da Gresini. Joe Roberts era o 4º naquele momento, visando essa última posição de classificado para o Q2 estavam Garzó em 5º, Arenas em 6º, Vierge em 7º. Sharyin, Bulega e Beaubier completavam as 10 primeiras posições.

Na metade da sessão, Bulega faz uma boa volta e pula da 9ª para a 5ªposição. A 6:40 do final, Arenas marca 1:29.375 e sobe para a 4ªposição, se classificando no limite. Vierge chega a ameaçar a posição do piloto da Aspar Martinez (Fazendo o 5ºtempo), mas é Bulega que toma a 4ªposição que estava Arenas. A diferença entre os dois era de apenas 10 milésimos.

Arenas tentou recuperar a 4ªposição, mas tudo que conseguiu foi ter ido ao chão na curva 6 a 4 minutos do final da sessão. Os tempos praticamente não melhoraram nos últimos minutos de Q1, no que ajudou a definir a classificação de Stefano Manzi da Pons, Jake Dixon da Petronas, Fabio di Giannantonio e Nicolò Bulega da Gresini. Arenas, Vierge e outros acabaram terminando seu dia no Q1 mesmo.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
162Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’29.164
296Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’29.182
321Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’29.237
411Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’29.365
575Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuro1’29.375
697Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’29.393
716Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’29.409
840Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’29.457
914Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’29.470
1055Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’29.483
116Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’29.504
1264Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’29.507
1324Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’29.694
145Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuro1’29.786
157Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’29.815
1670Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’29.841
1729Taiga HadaPertamina Mandalika SAG TeluruKalex1’30.327

Para a disputa da pole, tivemos uma bela de uma reviravolta e um piloto que voltou a ser pole, isso após algumas corridas com resultados complicados.

Marcel Schrotter é o primeiro a entrar na pista no Q2, seguido de perto por Celestino Vietti e Remy Gardner, líder do campeonato. O vice-líder Raúl Fernández (Que vai disputar a MotoGP pela Tech 3) entrou 50 segundos depois.

Apesar de Schrotter ter sido o primeiro a abrir volta, as atenções estavam voltadas para Remy Gardner. O Australiano não decepciona e faz 1:29.509 a 11:35 do final da sessão, se colocando na frente e seguido por Vietti e Schrotter, os dois, superados 20 segundos depois por Aron Canet (1:29.532) e Augusto Fernandez (1:29.594). Os 3 primeiros estavam separados por menos de 1 décimo de segundo. Porém, Fernández acabou tendo sua volta cancelada.

Na segunda tentativa, Schrotter reage e faz 1:29,659 subindo para a 3ªposição. Em um período muito curto, a pole muda de mãos por 3 vezes. Ao começar por Gardner melhorando sua marca para 1:29.433, mas Canet com 1:29.015 e Fernandez com 1:29.030 passaram o rodo no líder do campeonato a menos de 10 minutos do final.

A pole muda de mãos e passa a ser de Ai Ogura. O Japonês tem a honra de ser o primeiro piloto a fazer tempo na casa do 1 minuto e 28 segundos, mas sua liderança dura 10 segundos. Foi  quando Sam Lowes da Marc VDS faz 1:28.879 e supera o piloto da Honda Asia Team por 23 milésimos. Gardner que era líder no minuto anterior, agora estava apenas na 8ªposição.

A 8 minutos do final, a vingança de Ai Ogura, o japonês passa a frente de Sam Lowes com a marca de 1:28.802, colocando 24 milésimos de frente para o piloto britânico. Canet vinha em 3º, seguido de Augusto Fernandez, Somkia Chantra que parece que se deu muito bem com Spielberg e Lorenzo Dalla Porta que também fazia uma grande classificação. Luthi da SAG, Dixon da Petronas, Navarro da Speed UP e Ramirez da American Racing completam os Top 10.

Marco Bezzecchi foi ao chão e provocou uma bandeira amarela na curva 9, isso impediu que os pilotos melhorassem suas marcas. Alguns pilotos foram para os boxes, outros pilotos como Remy Gardner ficaram na pista para buscarem melhores voltas.

Celestino Vietti deu um pulo enorme após marca boa volta, subindo da 16ª para a 6ªposição. A 3 minutos e 40 segundos do final, Remy Gardner que vinha fora dos 10 primeiros colocados subiu e subiu muito, foi para a 3ªposição, com 1:29.003. Com Bezzecchi em 15º e Raúl Fernández em 16º, parecia que tudo estava dando muito certo para Remy.

A 2:25 do fim da sessão, Augusto Fernandez melhora bem seu tempo e sobe para a segunda posição, ficando entre Ogura e Lowes. Raúl Fernández que vinha bem sumido da sessão acabou subindo para a 7ªposição.

A 20 segundos do final, Lowes marca o tempo de 1:28.659 e ai, ninguém mais conseguiu superar o piloto da Marc VDS, que comemora de novo uma pole position na temporada, o britânico que se reencontrar com as vitórias nessa temporada. No apagar das luzes, Raúl Fernández tira uma volta incrível da cartola (1:28.727) e conquista a segunda posição. Isso inverte toda a vantagem que Gardner tinha a minutos do final da sessão. Ai Ogura completa a primeira fila. O japonês vinha na pole até os últimos segundos da sessão.

Na segunda fila, vão largar Augusto Fernandez da Marc VDS, um frustrado Remy Gardner na 5ªposição e Aron Canet, levando a Boscoscuro as primeiras posições no grid. O Tailandês Somkiat Chantra vai abrir a 3ªfila, com uma ótima apresentação e sempre na parte da frente. Celestino Vietti larga em 8º e pelo menos nessa sessão, acabou sendo o protagonista da VR46.

Lorenzo Dalla Porta com a moto da Italtrans e Thomas Luthi da SAG não vinham se destacando no mundial, mas conseguiram belos desempenhos e vão largar na 9ª e 10ªposições. Marcel Schrotter da Dynavolt e Marcos Ramirez da American Racing completam a 4ªfila.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
122Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex1’28.659
225Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex1’28.727
379Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’28.802
437Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex1’28.811
587Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex1’28.961
644Arón CanetAspar Team Moto2Boscoscuro1’29.015
735Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’29.059
813Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’29.199
919Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’29.220
1012Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’29.283
1123Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’29.333
1242Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’29.355
1396Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’29.359
149Jorge NavarroLightech Speed UpBoscoscuro1’29.380
1521Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’29.450
1672Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’29.488
1762Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’29.563
1811Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’29.624
1975Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuro1’29.375
2097Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’29.393
2116Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’29.409
2240Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’29.457
2314Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’29.470
2455Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’29.483
256Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’29.504
2664Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’29.507
2724Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’29.694
285Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuro1’29.786
297Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’29.815
3070Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’29.841
3129Taiga HadaPertamina Mandalika SAG TeluruKalex1’30.327

Na largada, Lowes consegue manter a liderança. Na 1ªCurva, Jorge Navarro e Stefano Manzi foram para chão e praticamente abandonaram a prova.

Ao fim da primeira volta, Lowes lidera com Rául Fernández em 2º, Ogura em 3º e Augusto Fernandez em 4º. Canet, Chantra e Dalla Porta vinham logo a seguir. No final da segunda volta, Albert Arenas abandona.

Chegando a 3ªVolta, Fernández partiu pra cima de Lowes e passou a liderar após ultrapassagem na curva 3. O britânico passou a ser pressionado por Ai Ogura. Enquanto isso, Marcel Schrotter supera Aron Canet e sobe para a 5ªcolocação. Chantra, Vietti, Bezzecchi e Gardner completava os 10 primeiros.

Ogura supera Lowes na 5ªvolta, o piloto da Honda Asia Team sobe para 2ªposição. Deixando os pilotos da Marc VDS para travarem um duelo pela terceira posição. Na Volta seguinte, Augusto Fernandez supera Sam Lowes e sobe para 3ªposição. Mais atrás, Marco Bezzecchi erra a curva 3 e acabou superado por Remy Gardner que passou a ser o 9ºcolocado.

Fernández da Equipe Ajo e Ogura da Honda Asia Team disputavam a ponta da prova, eles abriram um pouco de vantagem para Augusto Fernandez e Sam Lowes. Marcel Schrotter que vinha fazendo uma grande corrida, acabou indo ao chão na 9ªvolta. Com isso, Celestino Vietti e Somkiat Chantra passaram a disputar a 5ªposição. Canet vinha em 7º com sua Boscoscuro, Remy Gardner tentava chegar no espanhol das Aspart Martinez e completando os 10 primeiros: Marco Bezzecchi da VR46 e Thomas luthi da SAG

Vietti passou Chantra a 11ªvolta. Porém, o piloto tailandês não se entregava e continuava por perto do piloto da VR46. Na mesma volta, Barry Baltus acaba indo ao chão, abandona quando vinha em razoável posição com sua NTS.

Raúl Fernández e Ai Ogura vinham na frente dos pilotos da Marc VDS. A partir da 12ªVolta, Augusto Fernández tenta uma aproximação sobre os lideres. Os tempos deles eram praticamente iguais. Sam Lowes vinha um pouco mais atrás em 4º. Chantra e Vietti brigam pela 5ªposição. Remy Gardner superou Aron Canet e assumiu a 7ªposição, apesar do piloto da Aspar dar o troco na 15ªVolta, o líder do campeonato conseguiu tomar essa posição na volta seguinte. Marco Bezzecchi era pressionado por Thomas Luthi que estava fazendo seu melhor final de semana em 2021.

Marcos Ramirez da American Racing e Yari Montella da Speed UP foram ao chão e abandonaram.  Luthi superou Bezzecchi e assumiu  a 9ªposição, a menos de 10 voltas do final da prova.

A 6 voltas do final, Ai Ogura tentou brigar pela vitória com Raúl Fernández, mas o piloto da KTM tinha reservas para segurar a pressão e até abrir um pouco de vantagem em cima do Japonês. Enquanto isso, Augusto Fernandez ficava para trás e Sam Lowes tentava subir para o pódio.

Raúl Fernández conquistou a vitória na 2ªetapa em Spielberg. Em uma corrida onde só não foi de ponta a ponta, porque não foi o pole e só conseguiu a liderança a partir da 3ªvolta, dai por diante, o espanhol teve de correr com Ogura na sua cola, mas não cometeu erros e quando precisou, apertou o ritmo e mostrou que a prova estava sob controle.

Ai Ogura conseguiu o seu primeiro pódio na Moto 2, com uma grande exibição em todo o final de semana, assim como foi na semana passada, mas o resultado dessa prova foi mais feliz. Na disputa dos pilotos da Marc VDS, Augusto Fernandez levou a melhor sobre Sam Lowes e acabou levando o seu 3ºpódio seguido na 3ªposição. O pole position do GP da Áustria acabou o dia na 4ªposição e fora do pódio.

A disputa entre Vietti e Chantra terminou com o italiano na frente, mas por causa de uma infração, Vietti acabou cedendo a 5ªposição para Somkiat Chantra, com seu melhor resultado da carreira, numa grande corrida que ele fez e num grande final de semana que a equipe Honda Asia Team fez. O piloto da VR46 acabou o dia na 6ªposição, mas com uma exibição digna de aplausos.

Remy Gardner teve uma corrida bem complicada, tudo devida a uma largada ruim, chegando a cair para a 11ªposição. Dai ficou bem difícil uma recuperação. De fato, o australiano acabou o dia numa decepcionante 7ªposição. Aron Canet não teve uma grande apresentação ficando com uma modesta 8ªposição, perto do que foi no GP da Estíria, essa corrida foi modesta para o piloto da Aspar Martinez.

Thomas Luthi enfim fez uma boa corrida, com uma belíssima 9ªposição, o suíço alcança seu melhor resultado na temporada. Dias depois, revelou que vai deixar de pilotar para ser diretor esportivo da PruestelGP a partir da temporada que vem. Marco Bezzecchi acabou tendo um tombo enorme de uma semana para outra, indo de vitória na semana anterior para uma desapontadora 10ªposição.

Jake Dixon acabou o dia na 11ªposição, sem muito destaque para o piloto da Petronas. Fabio di Giannantonio da Gresini, Tony Arbolino da Dynavolt, Xavi Vierge da Petronas e Hector Garzó da Pons completaram a zona de pontuação.

Resultado final da 11ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Áustria – Spielberg – 25 Voltas – Moto 2

pospilotoequipemototempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex37’19.890
279Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 0.845
337Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 2.747
422Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 4.412
535Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 8.850
613Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalexa 8.782
787Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 13.657
844Arón CanetAspar Team Moto2Boscoscuroa 16.499
912Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 17.108
1072Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 19.588
1196Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 21.283
1221Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 21.703
1314Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 21.866
1497Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 27.146
1540Hector GarzoFlexbox HP40Kalexa 29.128
1616Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 33.058
1764Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 38.235
1855Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 38.357
1924Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 38.643
206Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 44.344
2129Taiga HadaPertamina Mandalika SAG TeluruKalexa 46.490
2211Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 47.560
2323Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalexa 1’05.584
2462Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 1’09.436
5Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuroa 10 voltas
42Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 12 voltas
70Barry BaltusNTS RW Racing GPNTSa 15 voltas
19Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 20 voltas
75Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuroa 24 voltas
9Jorge NavarroLightech Speed UpBoscoscuroa 25 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Áustria – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 3 – 11ªetapa

Depois da prova da semana passada, tivemos um grid um pouco mais esvaziado. Xavier Artigas teve que ficar isolado para se recuperar da Covid-19. Niccolò Antonelli teve de ser substituído pelo italiano Elia Bartolini que fazia a sua 5ªparticipação da temporada, dessa vez pela Avintia. 

A Sessão começa com 13 pilotos por 4 vagas para o Q2. Os primeiros pilotos a irem para a pista foram Yuki Kunii, Maximilian Kofler e Kaito Toba. Outros pilotos preferiam esperar mais um pouco. Esse foi o caso dos pilotos da Snipers, que junto de Adrián Fernandez acabaram indo para a pista com 2 minutos de sessão.

Das primeiras marcas, a melhor foi com o francês Lorenzo Fallon da Sic58, marcando o tempo de 1;36.784, seguido de Carlos Tatay, Andi Girald Izhidar e Kaito Toba a 11 minutos do final. Porém, segundos depois, os dois primeiros acabaram com suas voltas anuladas. Izhidar passou a ser o líder, mas isso iria durar muito…

… A 9:15 do final, Carlos Tatay passou para a ponta, com 1:36.482. o piloto da Avintia era seguido de David Salvador, Migno e Toba, deixando Fellon vinha na 5ªposição. A expectativa era para o tempo dos pilotos da Owlride, enquanto Fellon, Izdihar e Kunii foram para os boxes, Stefano Nepa marca o 4ºtempo.

A 6 minutos do final, Migno melhorou sua marca, mas manteve a 3ªposição. Ricardo Rossi marcou o 6ºmelhor tempo. Até aquele momento, Tatay, Salvador, Migno e Adrian Fernández que tomou a posição de Nepa passariam para o Q2.

A 4:25 do final, Toba voltou a fazer uma bela volta e subiu até a 2ªposição. Stefano Nepa foi para a 4ªposição e se colocou a frente de Andrea Migno que estava classificado minutos anteriores. Em busca de voltar à zona de classificação, Adrian Fernández tentou melhorar sua marca, mas não passou da 6ªposição. Pior que isso, o piloto da equipe de Max Biaggi foi ao chão na curva 1.

Ricardo Rossi teve que tirar o pé na sua penúltima tentativa, mas teria uma última volta e nela, ele não poderia errar. Resultado dessa pressão é que o piloto da Owlride não errou e acabou marcando o melhor tempo da repescagem, com 1:36.451. Carlos Tatay ficou na segunda posição. Os outros classificados foram Stefano Nepa da Owlride, equipe que levou os dois pilotos ao Q2 e Kaito Toba da CIP Green. Os pilotos da Snipers acabaram ficando de fora do Q2.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
154Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’36.451
299Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’36.472
382Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’36.476
427Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’36.568
538David SalvadorRivacold Snipers TeamHonda1’36.627
692Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’36.792
716Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’36.837
831Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’36.892
920Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’37.121
1073Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’37.359
1119Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’37.411
1222Elia BartoliniAvintia VR46KTM1’37.760

Já de inicio, a maioria dos pilotos foram para a pista assim que o cronometro foi disparado. Alguns pilotos como Darryn Binder e Dennis Foggia esperaram um pouco, só saíram dos boxes perto de 2 minutos de sessão.

Os pilotos da equipe Ajo depois de uma volta, acabaram voltando aos boxes em busca de um acerto melhor ou de consertar um acerto que não deu certo. Após os primeiros tempos marcados, Tatsuki Suzuki da Sic 58 era o líder com 1:35.921, seguido de Gabriel Rodrigo da Gresini, Ayumi Sasaki da Tech 3 e Deniz Oncü também da Tech 3. Para Rodrigo, nem adiantaria sua marca, ele teria de largar dos boxes por causa de pilotagem irresponsável no 3ºtreino livre, quando derrubou Ryusei Yamanaka. Não bastando isso, Rodrigo acabou derrubando Suzuki n 9:50 do final da sessão, mostrando desequilíbrio do piloto argentino.

Sasaki acabou sendo seu tempo cancelado, mas ele foi a luta e voltou a marcar uma boa volta, subindo de novo para a terceira posição. Kaito Toba fez uma boa volta a 8 minutos do final e subiu da 10ª para a 5ªposição.

A expectativa estava sobre os pilotos da Ajo, mas Acosta e Masia não fizeram bons tempos na sua primeira tentativa. Ao tentar uma volta rápida, Oncü se atrapalhou no final dela e saiu reclamando de todo mundo, de forma desnecessária, pois ainda tinha tempo para melhorar sua volta, que ainda dava a 4ªposição.

A 6:30 do final, Dennis Foggia marcou 1:36.233 e passa a terceira posição. 45 segundos depois, Pedro Acosta fez uma grande volta e passou para a segunda posição, com 1:36.207 e fica atrás apenas de Tatsuki Suzuki da SIC58. O piloto japonês teve de passar no hospital para um check-UP. Rodrigo em 3º iria largar dos boxes. A pole position ainda estava muito em aberta, até mesmo Suzuki poderia ser o pole, caso ninguém melhorasse o tempo de 1:35.921.

A 4:10 do final, Jaume Masia subiu para a 4ªposição, Nepa faz uma boa volta, mas a 15 milésimos atrás do piloto da KTM e se colocou na 6ªposição.

A 2 minutos e meio do final, Romano Fenati fez uma sensacional volta e acabou marcando o tempo de 1:35.850. Finalmente alguém superou o tempo de Suzuki. No final, os pilotos tentaram tirar Fenati da primeira posição, mas nenhum deles conseguiu alcançar o tempo do piloto de Max Biaggi.

A pole ficou mesmo com Romano Fenati que esta em um bom momento na temporada, vindo de pódio na etapa passada, o terceiro colocado do campeonato estava buscando sua primeira vitória na temporada. Mesmo com uma volta apenas e acidentado, Tatsuki Suzuki conseguiu uma importante 2ªposição. Se tivesse continuado, era bem provável que a pole ficasse com o piloto Japonês. Depois do término do tempo, Jeremy Alcoba fez uma brilhante volta e conquistou a 3ªposição, fechando a primeira fila.

Na segunda fila, é composta com o espanhol Jaume Masia da Ajo, seguido dos dois pilotos da Tech 3. Nessa disputa particular foi Deniz Oncü que levou vantagem sobre Ayumi Sasaki. O líder do campeonato Pedro Acosta larga na 7ªposição.

Gabriel Rodrigo que terminou o dia em 8ºlugar vai largar na última posição com a punição. Com isso Dennis Foggia da Leopard Racing herda a 8ªposição. Stefano Nepa da Owlride e Izan Guevara da Gas Gas completavam os 10 primeiros lugares. Sergio Garcia largaria da 13ªposição.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
155Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’35.850
224Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’35.921
352Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’36.060
45Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’36.093
553Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’36.104
671Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’36.169
737Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM1’36.207
87Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’36.233
982Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’36.241
1028Izan GuevaraSANTANDER Consumer GASGASGASGAS1’36.354
1154Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’36.369
1227Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’36.398
1311Sergio GarcíaSANTANDER Consumer GASGASGASGAS1’36.409
1417John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’36.455
1599Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’36.482
1612Filip SalačCarXpert PruestelGPKTM1’36.603
1740Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda1’36.722
1838David SalvadorRivacold Snipers TeamHonda1’36.627
1992Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’36.792
2016Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’36.837
2131Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’36.892
2220Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’37.121
2373Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’37.359
2419Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’37.411
2522Elia BartoliniAvintia VR46KTM1’37.760
262Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’36.224

A Moto 3 começou a programação de corridas no domingo, com um dia ensolarado e uma bela disputa pela vitória. Vendo do meio do grid, Sergio Garcia acabou superando os adversários e conquistando uma vitória muito importante para ele que ainda sonha com o título da Moto 3.

Romano Fenati na pole, largou bem e manteve a liderança, com Acosta, Sasaki e Suzuki. Na curva 4, Acosta supera Fenati e assume a liderança. No final da primeira volta, Andrea Migno e David Salvador se tocaram e foi o italiano que levou a pior e foi ao chão. Era fim de prova para Migno.

Fenati conseguiu voltar à frente de Acosta, mas segundos depois, o líder do campeonato recuperou a ponta da prova. A partir da 3ªvolta, o turco Deniz Oncü surge na briga com Fenati e Acosta pela 1ªposição. No final da volta 3, Fenati e Oncü superaram Acosta e passaram as 2 primeiras posições. Sergio Acosta já vinha em 4º com sua Gas Gas após largar da 13ªposição. Foggia, Masia, Sasaki, Alcoba, Suzuki e McPhee completavam a lista dos 10 primeiros colocados.

Ao começar a 5ªVolta, Deniz Oncü assumiu pela primeira vez a liderança. Ela durou até o final da volta, quando Romano Fenati passou para a liderança. Acosta aproveitou e superou o Turco da Tech 3 e passou a 2ªposição. Masia, Garcia e Foggia brigavam pela 4ªposição. Ao final da 6ªVolta, Sasaki vai ao chão e abandona a prova, chega a tocar em Darryn Binder e houve a observação sobre o incidente, mas inteligentemente os comissários não deram punição nenhuma, pois não teve nada de anormal na pilotagem do sul-africano.

Após o acidente, Oncü, Acosta, Fenati, Garcia, Masia e Foggia se distanciaram na frente, com Darryn Binder na 7ªposição.

Na 9ªVolta, o líder era Oncü, com Masia em 2º após superar Pedro Acosta.  Sergio Garcia em 4º, Romano Fenati caiu para 5ªposição e Dennis Foggia continuava na 6ªposição. Ao começar a 10ªvolta, Masia passou para a liderança e se manteve até a curva 8 para a 9, foi quando Romano Fenati faz uma ultrapassagem sensacional sobre os pilotos da equipe Ajo e de Oncü, por fora para assumir a liderança, numa fantástica manobra do piloto da Husqvarna.

Ao começar a 11ªVolta, Oncü e Acosta passam por Fenati e voltam a disputar a liderança. Enquanto isso, Carlos Tatay e Jeremy Alcoba tiveram que pagar a punição da volta longa, por terem passado dos limites da pista.

Chegando a metade da prova, continuava 6 pilotos no primeiro pelotão, com Oncü na frente. Com os dois pilotos da Petronas em 7º e 8º, tentando chegar no pelotão da frente. Izar Guevara  estava em 9º, mas já bem longe da disputa dos primeiros lugares.

A batalha da liderança estava mais focada entre Denis Oncü, Pedro Acosta e Romano Fenati que ficavam alternando a liderança entre eles. A 10 voltas do final, Oncü, Masia e Acosta faziam a trinca da KTM nas 3 primeiras posições, ao mesmo tempo que os pilotos da Petronas chegaram de vez no pelotão.

Enquanto o turco tentava abrir vantagem, o líder do campeonato, Pedro Acosta chega a passar para segundo, mas acaba tomando ultrapassagem de Masia e Fenati, caindo para 4ªposição. A 8 voltas do final, Acosta supera Fenati na curva 6 e volta a 3ªposição. Enquanto isso, Sergio Garcia da Gas Gas, Dennis Foggia da Leopard Racing e os pilotos da Petronas vinham só observando a briga dos 4 primeiros colocados.

A 6 voltas do final, Fenati tenta briga pela ponta com Oncü, mas o italiano é superado por Acosta, Masia e Garcia, caindo para a 5ªposição.

Nas voltas seguinte, Pedro Acosta e Sergio Garcia vinham disputando a 2ªposição, numa briga direta pela liderança do mundial. A 3 voltas do final, o piloto da Gas Gas não só supera Acosta como também passa Oncü e chega a liderança pela primeira vez. Logo Acosta e Oncü superam Garcia.

Na penúltima volta, Oncü e Acosta brigam pela vitória. Enquanto que Foggia finalmente aparece e briga pela terceira posição com Sergio Garcia. Porém o piloto da Gas Gas tinha o foco em Acosta e Oncü. O turco abriu a volta final na frente, Acosta tentou passar o turco, mas tomou passada de Sergio Garcia, que tão logo passou a segunda posição foi para cima de oncü…

… nas curvas finais, Sergio Garcia supera Deniz Oncü e leva sua moto até a bandeirada, conquistando a sua terceira vitória na temporada e diminuindo a diferença de Pedro Acosta na classificação do Mundial. Já o piloto turco conquista seu melhor resultado na Moto 3 e da sua carreira, mas certamente ficou bem frustrado por ter ficado tão perto de uma inédita vitória no Mundial.

Dennis Foggia arrancou no final um pódio, isso após ficar a corrida toda sem ter uma impressão de que iria chegar à disputa pela vitória. No final, o único piloto da Leopard Racing correspondeu e superou Pedro Acosta para ficar na 3ªposição. O líder do campeonato que lutou pela vitória a maior parte do tempo acaba ficando sem pódio, na 4ªposição, mas ainda tem uma boa folga na liderança do campeonato.

Romano Fenati com a Husqvarna e Jaume Masia com a KTM ajo disputaram as primeiras posições, mas acabaram na hora decisiva ficando fora da disputa da vitória. Na reta final de prova, os pilotos da Petronas e o espanhol Izan Guevara disputaram a 7ªposição. Foi o escocês John McPhee que levou a melhor sobre Guevara e Binder, 8º e 9ºlugares respectivamente. Kaito Toba da CIP Green completa os 10 primeiros colocados.

Resultado final da 11ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Áustria – Spielberg – 23 Voltas – Moto 3

pospilotoequipemototempo
111Sergio GarcíaSANTANDER Consumer GASGASGASGAS37’10.345
253Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 0.027
37Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 0.346
437Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMa 0.394
555Romano Fenati Sterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 0.462
65Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTMa 0.794
717John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 1.331
828Izan GuevaraSANTANDER Consumer GASGASGASGASa 1.440
940Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaa 2.399
1027Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 6.135
1124Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 6.602
1212Filip SalačCarXpert PruestelGPKTMa 14.716
1382Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 14.920
1452Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 21.668
1519Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHondaa 21.976
1699Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTMa 22.147
1720Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 22.161
1892Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 22.198
1954Riccardo RossiBOE OwlrideKTMa 22.363
202Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 24.454
2138David SalvadorRivacold Snipers TeamHondaa 24.706
2273Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 25.129
2322Elia BartoliniAvintia VR46KTMa 34.520
31Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 12 voltas
71Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 18 voltas
16Andrea MignoRivacold Snipers TeamHondaa 23 voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Estiria – Mundial da Motovelocidade 2021 – MotoGP – 10ªetapa

Etapa realizada no dia 8 de Agosto, no dia de encerramento das Olimpíadas de Tokyo. A etapa que deu a primeira vitória de Jorge Martin e a primeira vitória da Pramac na categoria principal.

A classificação teria 13 pilotos disputando 2 vagas para o Q2. Entre eles estava o espanhol Daniel Pedrosa, com a 3ªmoto da KTM, participando de um final de semana de GP, desde do GP da Comunidade Valenciana de 2018. A maiorias dos pilotos foram para pista, com todas as armas para a primeira volta.

Alex Rins já mostra as cartas nos primeiros minutos, marcando 1:24.246, tempo que ficou bem a frente dos demais pilotos. Na volta seguinte, Rins melhora seu tempo para 1;23.844 a 10:30 do final. Alex Marquez chega a fazer o segundo tempo. Porém, acabou superado pelo Gueopado sul-africano Brad Binder com 1:24.050 na segunda posição e Pòl Espargaró com 1:24.129 na 3ªposição.

A situação estava boa para Rins e Binder, mas tudo muda com a boa volta de Alex Marquez (1:23.968) a 9 minutos do final, que faz o piloto da LCR Honda voltar a segunda posição. 20 segundos depois, Miguel Oliveira destruiu os cronômetros e toma a ponta do Q1, após marcar 1:23.773.

Na metade da sessão, Oliveira e Rins vinham se classificando. Alex Marquez vinha em 3º, Binder em 4º, Daniel Pedrosa em sua volta vinha em boa 5ºposição. Pol Espargaró, Bastianini, Rossi, Marini, Crutchlow que substituía Morbidelli, Petrucci, Savadori e Lecuona. A 5 minutos do final, todo mundo voltou a batalha, buscando as vagas para o Q2, que estavam abertas.

Valentino Rossi melhorou, mas só foi suficiente para passar a 5ªposição, a 2 minutos e 40 segundos do final.

A 1 minuto e 40 segundos do final, Rins fez 1:23.781, ficando a 8 milésimos do tempo de Miguel Oliveira. Quem tinha uma ótima volta foi Dani Pedrosa, mas ela acabou sendo cancelada. Era por causa de o piloto passar do limite da pista.

No final, Miguel Oliveira marcou 1:23.552. parecia que o Português fincava seu lugar no Q2. Porém, Enea Bastianini com 1:23.510 e Alex Marquez com 1:23.547 (apenas 5 milésimos a frente de Miguel Oliveira) deixaram o piloto da KTM em 3º, mas quando Oliveira achava que o dia iria acabar por ai mesmo, acabou que a volta de Bastianini foi cancelada. Enquanto o piloto da Avintia caiu para a 10ªposição, Oliveira acabou levando a segunda vaga do Q2.

Alex Marquez foi o mais rápido da repescagem. Alex Rins acabou ficando na terceira posição. A Se destacar o bom desempenho de Daniel Pedrosa, fazendo uma 4ªposição e conseguindo largar na 14ªposição. Muito bom para quem estava sem disputar corridas na MotoGP a mais de 2 anos e meio.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
173Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’23.547
288Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.552
342Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’23.585
426Dani PedrosaRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.730
544Pol EspargaroRepsol Honda TeamHonda1’23.971
633Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’24.050
746Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.097
810Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’24.115
927Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’24.141
1023Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’24.245
1132Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’24.405
129Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’24.465
1335Cal CrutchlowPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.513

Logo que o tempo foi disparado, os pilotos partem para a pista, liderados por Aleix Espargaró e Joan Mir. Os pilotos da Pramac saíram para a pista 30 segundos depois. Francesco Bagnaia e Fabio Quartararo foram os últimos a saírem para a pista.

Mir fez a primeira volta da sessão, seu tempo de 1:24.272 foi superado primeiro por Jack Miller. A 11:20 do final, Marevick Viñales marca 1:23.902 contra 1:23.959 de Francesco Bagnaia.  A menos de 11 minutos do final, Fabio Quartararo quebrou os cronômetros, com 1:23.259 passa a liderança, muito na frente dos seus adversários.

A 10:30 do final, Jack Miller faz volta melhor (1:23.300) e se aproxima de Quartararo, Jorge Martin passou a ser o 3ºcolocado. Ao perceber que os adversários chegavam perto, o líder do campeonato melhorou sua marca na volta posterior, com 1:23.075, consolidando na liderança a 9:30 do final. Jorge Martin chegou a fazer uma boa volta que acabou cancelada.

Na metade do Q2, Quartararo da Yamaha, Miller da Ducati e Martin da Pramac formariam a primeira fila. Mir era o 4º seguido de Viñales, Aleix Espargaró, Marc Marquez, Nakagami, Zarco, Alex Marquez e Miguel Oliveira. O piloto português não tinha ido para a pista.

Aos poucos, os pilotos começaram a voltar para as últimas tentativas de tirar Quartararo da primeira fila. A 4 minutos do final, Bagnaia consegue tomar a pole para ele, com 1:23.038.

Esse tempo seria superado pelo espanhol Jorge Martin, o primeiro a romper a barreira do 1 minuto e 23 segundos, com 1:22.994 a 2 minutos e 25 segundos do final. Na reta final, Zarco passou para a 5ªposição, logo a frente de Takaagi Nakagami. Segundos depois, Mir superou os 2, subindo para a 5ªposição. Marc Marquez sobe da 10ª para a 7ªposição.

Fabio Quartararo buscou recuperar a pole position, no tempo acabou conseguindo a pole, com 1:22.958. Porém, essa volta acabou sendo cancelada e Jorge Martin pode comemorar a pole position. Após algumas corridas de fora e depois de voltar ter perdido um pouco o ritmo que obteve no começo do ano, o espanhol deu pistas de que estava voltando a esse ritmo. Francesco Bagnaia, vice-líder do campeonato larga em segundo com sua Ducati e Fabio Quartararo da Yamaha larga em 3º, fechando a primeira fila.

A segunda fila é aberta pelo australiano Jack Miller da Ducati, que precisava se reencontrar no campeonato.  Joan Mir leva a Suzuki a uma 5ªposição, muito acima das expectativas para uma moto não muito potente. Johann Zarco da Pramac completa a 2ªfila.

Aleix Espargaró abre a 3ªfila, com sua Aprilla fazendo mais do que era possível com a pior moto da MotoGP.  Completam a fila, Marc Marquez da Honda Repsol e Marevick Viñales da Yamaha. Na quarta fila terá Takaagi Nakagami e Alex Marquez da LCR Honda e Miguel Oliveira da KTM fechando a 4ªfila.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
189Jorge MartinPramac RacingDucati1’22.994
263Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’23.038
320Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’23.075
443Jack MillerDucati Lenovo TeamDucati1’23.300
536Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’23.322
65Johann ZarcoPramac RacingDucati1’23.376
741Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniAprilia1’23.448
893Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’23.489
912Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’23.508
1030Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’23.536
1173Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’23.841
1288Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.944
1342Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’23.585
1426Dani PedrosaRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.730
1544Pol EspargaroRepsol Honda TeamHonda1’23.971
1633Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’24.050
1746Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.097
1810Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’24.115
1927Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’24.141
2023Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’24.245
2132Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’24.405
229Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’24.465
2335Cal CrutchlowPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.513

O domingo consagraria um estreante na temporada. Com uma vitória incontestável e uma prova que teve um acidente impressionante, que fez a corrida parar por mais de meia-hora.

Na largada, Martin deu um pulo metros depois da largada, esse pulo comprometeu um pouco essa largada, perdendo a posição para Francesco Bagnaia. Nas curvas 2 e 3, Martin recupera a ponta, mas na curva seguinte, Francesco Bagnaia volta a liderança. Joan Mir, Fabio Quartararo, Marc Marquez e Marevick Viñales completavam os 6 primeiros.

Marquez passou Quartararo na marra, enquanto que Mir passa Martin no final da 1ªvolta, mas com a potência da sua moto, Jorge Martin volta à segunda posição. Na metade da 2ªVolta, Marquez tenta passar Mir e consegue, mas Quartararo decidiu entrar na briga e fazer linha de três na curva 6. Isso acabou mal para Marquez que acabou perdendo a trajetória da curva e caiu para a 6ªposição.

Tudo estava muito bom, mas na terceira volta, Dani Pedrosa caiu na curva 3 e sua moto foi atingida por Lorenzo Savadori. O Resultado foi que a moto do piloto da KTM explode e fica em chamas. A bandeira vermelha foi acionada e todo mundo foi para os boxes.

Savadori teve problemas físicos, o acidente acabou machucando a sua perna o suficiente para não permitir que ele continuasse na prova. Dani Pedrosa pode voltar para a nova corrida, que teria 27 voltas. As posições do grid de largada seriam as conquistadas na classificação do Sábado.

Mais de meia hora depois, os pilotos partem para a formação do Grid de largada, 1 minuto depois para a volta de apresentação. Marevick Viñales teve problemas para partir e acabou tendo de largar dos boxes. Após tudo isso, tivemos a nova relargada e Martin manteve a liderança, mas Miller logo tomou a liderança para ele na 3ªcurva, deixando Jorge Martin para segunda posição e Joan Mir na 3ªposição.

Mir foi pra luta e consegue superar Martin no final da segunda volta, mas quando chega na reta, a potência das motos da Ducati acaba suplantando a ciclística da Suzuki. Martin passa Mir na 3ªcurva da 3ªvolta.

Miller, Martin, Mir, Quartararo e Zarco formavam o primeiro pelotão. Alex Marquez e Takaagi Nakagami da LCR Honda estavam muito bem, na 6ª e 7ªposições. Ao mesmo tempo que existia uma grande briga que começava no Sul-Africano Brad Binder (8ªposição) até Enea Bastianini da Avinita (que vinha na 17ªposição). Na 5ªVolta, Aleix Espargaró abandona, sua moto deu problema e o piloto nada poderia fazer.

Nesse momento, Jorge Martin e Joan Mir tinham superado Jack Miller, os dois assumiram as 2 primeiras posições, enquanto que o australiano começou a ser pressionado por Fabio Quartararo e Johann Zarco. Na 7ªVolta, o líder do campeonato (Quartararo) supera o piloto da Ducati e assume a 3ªposição. Miller ainda tentou dar o troco e voltar a posição do pódio, mas o piloto da Yamaha recuperou a ponta na curva 6… Foi uma boa briga, mas Quartararo acabou levando a melhor.

Enquanto isso, Mir tentava passar Martin, mas não tinha potência suficiente para realizar essa ultrapassagem. Os dois tinham fugido de Quartararo, Miller e Zarco após 8 voltas de corrida. Um pouco mais atrás, Nakagami superou Alex Marquez na disputa particular da LCR e assumiu a 6ªposição. Alex Rins, Brad Binder e Miguel Oliveira completavam as 10 primeiras posições. Francesco Bagnaia vinha em uma decepcionante 11ªposição, seguido de Marc Marquez.

Marevick Viñales que já tinha problemas acaba tomando a punição da volta longa, sua prova que já estava ruim ficou ainda pior. A prova acabou para Miguel Oliveira, que teve problemas mecânicos na metade da prova.

Jorge Martin e Joan Mir continuavam na frente, disputando a liderança e a vitória. Enquanto isso, Quartararo continuava na frente de Miller. Esse quadro continuou até que a 10 voltas do final, Miller acabou indo para o chão e abandono a prova. O líder do campeonato estava mais tranquilo na 3ªposição. Enquanto que um dos candidatos ao título acabou caindo e perdendo a chance de tirar a boa vantagem de Quartararo na liderança do campeonato. Zarco também se aproveita, subindo para a 4ªposição. Nakagami chega a 5ªposição, com Rins, Binder, Marc Marquez, Alex Marquez e Bagnaia completavam os 10 primeiros colocados.

Nas voltas finais, Jorge Martin começa a abrir vantagem sobre Joan Mir, à vitória vinha se consolidando volta após volta. A 5 voltas do final, Martin abria 1.2 segundo sobre o campeão do mundo de 2020. Quartararo vinha tranquilo na terceira posição. Zarco, Nakagami vinham tranquilos na 4ª e 5ªposições. Brad Binder vinha próximo de Alex Rins, na busca pela 7ªposição.

Jorge Martin levou sua moto até o final da prova e conquistou a primeira vitória na MotoGP. Festa para a Pramac Racing que conquistou sua primeira vitória na sua história, desde da sua estreia na temporada de 2002. Festa para o piloto que começa a se consolidar na categoria e pela equipe que pode comemorar uma vitória que por tanto tempo tentada e por tantas vezes escapou por detalhes.

Em uma grande corrida, Joan Mir levou a Suzuki para uma improvável segunda posição. Para uma moto sem muita potência é sim um resultado invejável, mostrando a categoria de um campeão do mundo. Fabio Quartararo fez uma grande corrida e acabou conquistando uma importante 3ªposição, consolidando a sua liderança no campeonato.

Ao final da prova, Brad Binder teve um desempenho incrível, passando da 7ª para a 4ªposição nas voltas finais, após superar Rins primeiro, depois Johann Zarco e por último, Takaagi Nakagami. O Sul-africano acabou o dia em excelente 4ªposição, um bom resultado para a KTM na primeira prova de casa da equipe.

Takaagi Nakagami fez uma bela apresentação e chegou na 5ªposição, seu segundo melhor resultado na temporada de 2021. Johann Zarco caiu de posição na reta final e acabou o dia na 6ªposição, muito decepcionante para o francês foi ver seu companheiro de equipe vencer pela primeira vez, enquanto que Johann ainda não conseguiu essa vitória. Alex Rins fez uma boa corrida, mas longe do desempenho de Joan Mir, chegando na 7ªposição.

Os irmãos Marquez chegaram na 8ª e 9ªposição, com Marc na frente de Alex. Francesco Bagnaia da Pramac chegou a passar Alex, mas foi punido em 3 segundos e acabou o dia na 11ªposição, ficando atrás de Daniel Pedrosa, numa corrida muito boa, numa participação bem forte para um piloto que não corrida a 2 anos e meio.

Mesmo com a Punição da volta longa, Enea Bastianini acabou ficando em uma honrosa 12ªposição. Valentino Rossi lutou muito e acabou salvando a 13ªposição. Completaram a zona de pontuação:  Luca Marini da Avintia e Iker Lecuona da Tech 3.

A ressaltar a lamentável apresentação de Pol espargaró, que se quer marcou ponto no GP da Estiria, ficando na 16ªposição. Pior foi Marevick Viñales, que acabou na 19ªposição. Essa foi a última vez que o espanhol correu pela Yamaha. No relato da prova seguinte, você vai saber quais foram esses motivos.

Resultado final do GP da Estíria
11ªEtapa do Mundial de motovelocidade – MotoGP

pospilotoequipemototempo
189Jorge MartínPramac RacingDucati38’07.879
236Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 1.548
320Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 9.632
433Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 12.771
530Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 12.923
65Johann ZarcoPramac RacingDucatia 13.031
742Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 14.839
893Marc MárquezRepsol Honda TeamHondaa 17.953
973Álex MárquezLCR Honda CASTROLHondaa 19.059
1026Dani PedrosaRed Bull KTM Factory RacingKTMa 19.389
1163Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucatia 21.667
1223Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucatia 25.267
1346Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamahaa 26.282
1410Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucatia 27.492
1527Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTMa 31.076
1644Pol EspargaróRepsol Honda TeamHondaa 31.150
1735Cal CrutchlowPetronas Yamaha SRTYamahaa 40.408
189Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTMa 48.114
1912Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 1’03.149
43Jack MillerDucati Lenovo TeamDucatia 9 voltas
88Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTMa 13 voltas
41Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 23 voltas
32Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniApriliaNão largou na 2ªlargada

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP