6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Catalunha – MotoGP

O GP da Catalunha foi marcado por muitas emoções nesse final de semana. Tivemos na manhã desse domingo uma sensacional disputa pela vitória entre Peppo Bagnaia e Jorge Martin. A vitória acabou com Peppo Bagnaia que acabou passando Jorge Martin nas últimas voltas. O piloto da Pramac largou da 7ªposição e continua na liderança do Mundial com certa folga. Marc Marquez novamente obteve ótima recuperação e completou o pódio.

Aleix Espargaró largou na pole, mas o controle de largada da Aprilia não permitiu que o piloto espanhol largasse bem. Peppo Bagnaia assume a liderança seguido de Pedro Acosta pulou da 5ª para a 2ªposição, Brad Binder em 3º, Jorge Martin ganhou 3 posições pulando da 7ª para a 4ªposição e Aleix Espargaró caiu da liderança para a 5ªposição. Na primeira curva, Alex Rins acabou passando reto e caindo para a última posição. Marevick Viñales também largou mal e caiu para a 19ªposição.

Antes do final da primeira volta, Jorge Martin passou Brad Binder passando a ser o terceiro colocado. Na segunda volta, Jack Miller dá uma escapada na curva 2, o bastante para Raúl Fernández tomar a 6ªposição do piloto da KTM. Marc Marquez vinha em 10º, pressionando Franco Morbidelli.

Pedro Acosta com sua opção de pneus mais arrojada foi a luta em cima de Peppo Bagnaia. Na 3ªVolta, o Tubarão em busca da primeira vitória acabou passando o piloto da Ducati na curva 10, mas tomou o troco na curva seguinte. Isso fez com que Jorge Martin chegasse nos dois primeiros colocados e que na curva 10 passasse Pedro Acosta passando a segunda posição. Na 4ªVolta, Jack Miller vai para o chão e abandona a corrida.

Na quinta volta, Raúl Fernández ultrapassa Aleix Espargaró e sobe para a 5ªposição no duelo de pilotos com moto Aprilia, sendo que Raúl esta com a moto de 2023 e estava em seu melhor final de semana na carreira na MotoGP.

Durante a 5ªVolta, Jorge Martin foi pra cima de Peppo Bagnaia e acabou passando para a liderança na mesma curva 10. Após 5 voltas, Jorge Martin estava na ponta com Peppo Bagnaia na mira de Pedro Acosta que queria mostrar serviço contra os favoritos ao título. Brad Binder vinha na 4ªposição com Raúl Fernández e Aleix Espargaró brigando pela 5ªposição. Um pouco mais atrás vinham Franco Morbidelli segurando Marc Marquez e Alex Marquez que superaram Enea Bastianini que caiu para a 10ªposição.

Na 6ªVolta, Pedro Acosta passou Peppo Bagnaia que não deu chances para o bicampeão do Mundo dar o troco. O piloto da Tech 3 não se contentaria com a segunda posição e foi a caça de Jorge Martin. Por outro lado, Augusto Fernandez, companheiro de equipe de Acosta acabou indo para o chão na mesma curva 10.

Acosta pressiona Martin pela liderança, os dois estavam na frente de Peppo Bagnaia que tinha ficado mais para Brad Binder da KTM. Ao começar a 8ªvolta, Aleix Espargaró supera Raúl Fernández recuperando a 5ªposição.

Peppo Bagnaia fugiu de Brad Binder que sofria pressão de Aleix Espargaró que foi para o ataque em cima do piloto da KTM. Peppo passou a ficar em posição de espera enquanto ver Martin e Acosta se digladiando pela liderança. Na 10ªVolta, Aleix Espargaró passa Brad Binder o final da reta ganhando a 4ªposição, Raúl Fernández aproveitou para também passar o piloto da KTM que passava a perder rendimento.

Acosta pressionava Jorge Martin, mas sua disputa com o piloto da Pramac acabaria com uma queda na curva 10. Pedro Acosta deixaria Martin mais sossegado na liderança com Peppo na segunda posição e Aleix Espargaró na terceira posição. Acosta voltou a prova na 20ªposição.

Binder passou a ser pressionado por Marquez e Morbidelli e não demora muito para o “Formiga Atômica” passasse de passagem ao guepardo sul-africano na curva 7 para ganhar a 5ªposição. Franco Morbidelli também ganharia a posição de Binder na mesma 12ªvolta onde Marc Marquez ganhou a posição de Binder.

Após 12 voltas completas, Martin liderava com 1 segundo de frente para Peppo Bagnaia que tinha se poupado por algumas voltas. Os dois abriram que 4 segundos de frente para Aleix Espargaró que vinha em terceiro, mas com Raúl Fernández não muito longe e com Marc Marquez começando a chegar nos dois pilotos da Aprilia.  Lá atrás, Enea Bastianini ao tentar passar Alex Marquez perdeu a tomada da curva 1 e acabou cortando a curva 2, por conta disso foi punido com a volta longa.

Peppo Bagnaia começava a tirar a vantagem que Jorge Martin volta após volta. A 8 voltas do final, após ignorar os avisos para cumprir a punição, a direção de corrida dobra a punição de Bastianini para dupla volta longa.

A 7 voltas do final da prova, Marc Marquez ultrapassa Raúl Fernández e pula para a 4ªposição em mais uma impressionante prova de recuperação. Franco Morbidelli acabou indo para o chão ao final da 18ªVolta.

Lá na frente, Peppo Bagnaia chegou em cima de Jorge Martin foi para cima do líder do campeonato e na 19ªVolta, na mesma curva 5 onde caiu na Sprint Race foi que Peppo ultrapassou Martin e assumiu a liderança. Mais atrás, Marc Marquez chegou em Aleix Espargaró na luta pelo pódio. A 3 voltas do final, O Formiga Atômica usa toda a potência de sua Ducati para tomar a terceira posição. Já Atrás, Pedro Acosta chegou na zona de pontuação e estava na 14ªposição, logo a frente de Takaagi Nakagami e Joan Mir que travavam um duelo pela última posição na zona de pontuação. Mais a frente, Enea Bastianini ignora a punição da dupla volta longa e poderia até mesmo ser desclassificado da prova.

Na última volta, Aleix Espargaró parte para um ataque final sobre Marc Marquez que estava sentindo o desgaste de seus pneus. Seu irmão Alex Marquez perdeu desempenho e estava na 7ªposição.

Peppo Bagnaia conquista sua terceira vitória na temporada e mais importante foi uma vitória em cima do Jorge Martin diante da torcida espanhola. Peppo fez uma apresentação poupando em determinada parte da corrida para um ataque certeiro no final da prova para levar a vitória na Catalunha.

Jorge Martin acabou fazendo uma grande largada e um grande começo de corrida, apesar de ter perdido a vitória nas voltas finais acabou tendo a cabeça para ficar na segunda posição e para manter uma confortável vantagem na liderança do Mundial, com 155 pontos contra 116 pontos de Francesco Bagnaia e 114 pontos de Marc Marquez.

Por falar em Marc Marquez, mais uma vez o Formiga Atômica fez uma grande corrida de recuperação, da 14ªposição no Grid de largada para mais uma brilhante 3ªposição, seu 5ºpódio seguido contando Sprint Race e corrida no Domingo. O piloto da Gresini ousou na sua tática de pneus, usando uma combinação que poderia ter dado errado acabou só sentindo esse desgaste nas últimas voltas, resistindo ao ataque final de Aleix Espargaró. Mais uma vez um pódio triplo da Ducati.

Aleix Espargaró teve um final de semana brilhante, com sexta-feira e sábado perfeito. Porém, a corrida foi outra história, uma largada não muito boa comprometeu suas chances de lutar pela vitória que no decorrer da corrida mostrou que a Aprilia não tinha equipamento para a vitória. Aleix tentou o pódio, mas saiu sem o pódio apesar de uma grande corrida e de um grande final de semana onde o próprio piloto anunciou que vai se encerrar a carreira na MotoGP dessa temporada.

Fabio di Giannantonio da VR46 fez uma corrida discreta, mas no final apareceu muito bem e acabou o dia na 5ªposição, foi mais um bom resultado para o piloto italiano. Raúl Fernández apesar de não ter obtido seu melhor resultado na MotoGP (piloto da Trackhouse terminou na 6ªposição) acabou realizando seu melhor final de semana na categoria principal. Raúl liderou a corrida Sprint até cair e na corrida chegou a andar perto do pódio, mas no fim acabou perdendo posição para Marquez e Di Giannantonio caindo para a 6ªposição. Alex Marquez não teve um desempenho tão bom como do Marc Marquez e acabou ficando na 7ªposição.

Brad Binder começou muito bem, mas começou a perder posições e ficar para trás terminando a prova na 8ªposição como o único piloto da KTM a receber a bandeirada. Enea Bastianini ignorou todas as punições que sofreu e cruzou a linha de chegada na 9ªposição, mas com a punição de 32 segundos sofrida depois do final da prova acabou jogando Enea na 18ªposição. Esse resultado e a atitude de ignorar a punição provavelmente é uma pá de cal em suas esperanças de ficar na equipe oficial da Ducati em 2025. Fabio Quartararo acabou conquistando a 9ªposição o que mostra melhora da Yamaha, mas que ainda precisa ter mais evolução para o piloto francês voltar a brigar pelas primeiras posições. Miguel Oliveira fechou o Top 10 em uma apresentação apenas decente, mas eclipsado pela grande performance de Raúl Fernández com a moto de 2023 em cima de Oliveira com a Moto de 2024.

Marco Bezzecchi fechou o dia na 11ªposição, bem atrás de Fabio di Giannantonio e bem pouco a frente de Marevick Viñales que não chegou nem mesmo no dedo miudinho do pé de Aleix Espargaró nesse final de semana.

Pedro Acosta conseguiu salvar 3 pontos ao terminar a prova na 13ªposição. Se não tivesse caído, o Tubarão iria lutar por posição no pódio, na pior das hipóteses. Takaagi Nakagami e Joan Mir lutaram pela 15ªposição na reta final da prova e nessa disputa acabou o piloto nipônico levando a melhor, mas com a Punição de Bastianini, Nakagami passou para 14º e Joan Mir acabou levando a última posição na zona de pontuação.

Semana que vem tem mais Mundial de Motovelocidade com o GP da Itália no tradicional Circuito de Mugello, na casa da Ducati e da Aprilia se espera mais um emocionante capítulo dessa temporada de 2024 da MotoGP e do Mundial de Motovelocidade como um todo.

Resultado Final da 6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – Montmeló – MotoGP – 24 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 40’11.726
2 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 1.740
3 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 10.491
4 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 10.543
5 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 15.441
6 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 15.916
7 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 16.882
8 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 18.578
9 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 20.477
10 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 20.889
11 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 21.023
12 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 22.137
13 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 31.967
14 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 32.987
15 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 33.132
16 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 34.554
17 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 36.689
18 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 50.615
19 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V a 55.295
20 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 1’03.428
21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 7 Voltas
37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 19 Voltas
43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 22 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ducati/Pramac/Gresini/Aprilia/VR46/Trackhouse/KTM/Yamaha/Tech 3/LCR/Honda

Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Catalunha – MotoGP – Classificação e Corrida Sprint

Em um dia fantástico para o Mundial de Motovelocidade, Aleix Espargaró teve um dia dos sonhos, o piloto da Aprilla conquistou a pole position na parte da manhã e se emocionou muito pela conquista. E para completar, uma Sprint Race imprevisível e incrivelmente disputada onde Aleix venceu a prova e completou o seu dia perfeito na Catalunha.

Na fase da repescagem (Q1), os favoritos a repescagem eram os dois pilotos da Gresini, principalmente Marc Marquez que fez grandes corridas de recuperação na França (Sprint Race e corrida no Domingo) partindo da 13ªposição.

Em sua primeira volta rápida com 3:25 de sessão, Marc Marquez marcou 1:39.142 enquanto que seu irmão Alex Marquez teve a primeira volta cancelada. Segundos depois, os pilotos da VR46 passaram a ser segundo e terceiro respectivamente sendo Fabio di Giannantonio a frente de Marco Bezzecchi. Com 4 minutos de sessão, Fabio Quartararo tomou a segunda posição, mas 15 segundos depois, Raúl Fernández da Trackhouse derruba o tempo do “Formiga Atômica” em 234 milésimos e vai para a ponta da sessão.

Com 5 minutos de sessão, Marc Marquez com 1:38.775 e Alex Marquez com 1:38.878 passaram a comandar as duas primeiras posições. Porém, Fabio Quartararo tirou Alex Marquez da segunda posição com 1:38.863 e com um pouco mais de 9 minutos do final da sessão, Raúl Fernández retorna a liderança com 1:38.750, 25 milésimos a frente de Marc Marquez.

Com metade da sessão concluída, os dois primeiros (Raúl Fernández e Marc Marquez) estariam avançando para o Q2, com Fabio Quartararo, Alex Marquez e Miguel Oliveira completando o Top 5 que estavam separados por apenas 180 milésimos. Fabio di Giannantonio, Bezzecchi, Zarco, Mir, Nakagami, Marini, Augusto Fernandez e Bradl completam a classificação do Q1.

Os primeiros a voltarem para a pista foram Bezzecchi, Nakagami e Raúl Fernández a menos de 6 minutos do final. A maioria voltou a pista com 4:30 do final.

A 2:40 do final, Raúl Fernández melhora seu tempo para 1:38.457 e amplia sua vantagem na liderança do Q1. 1 minuto depois, Miguel Oliveira passa para segundo com 1:38.551 e Quartararo passa a ser o terceiro. Marc Marquez não conseguiu melhorar seu tempo e caiu para a 4ªposição.

Marc Marquez foi para uma derradeira tentativa enquanto que Fabio di Giannantonio primeiro e depois Marco Bezzecchi a um minuto do final passaram para a 3ª e 4ªposições. A 35 segundos do final, Marc Marquez puxado pelo vácuo de Alex Marquez marcou 1:38.556 passando a segunda posição e entrando na zona de classificação.

Mas Marc Marquez acabaria por perder a posição para Fabio di Giannantonio que acabou em uma excelente volta de 1:38.208 passando para a 1ªposição e se classificado para o Q2. Raúl Fernández confirmou a segunda vaga para o Q2. Alex Marquez buscou passar para o Q2, mas tudo que conseguiu foi apenas superar seu irmão para ficar na 3ªposição. Marc Marquez largando da 14ªposição teria uma missão mais dura ainda do que na França para obter um grande resultado.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.208
2 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’38.453
3 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.530
4 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.536
5 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’38.551
6 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.662
7 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.705
8 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’38.978
9 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’39.120
10 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’39.156
11 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.524
12 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.621
13 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V 1’40.276

5 Motos da Ducati, 3 motos da Aprilia, 3 motos da KTM e 1 moto da Yamaha estavam na disputa pela pole position para a Sprint Race e para a corrida do domingo. As atenções estavam todas voltas para Aleix Espargaró que anunciou sua aposentadoria ao final da temporada e foi o mais rápido na sexta-feira e era um dos candidatos a pole na Catalunha.

Enea Bastianini, possível substituto de Aleix Espargaró na Aprilia marcou o primeiro tempo da sessão, mas era uma volta alta de 1:40.335 e foi superado por Brad Binder que também marcou uma volta alta de 1:40.144.

Com 4 minutos de sessão, Jorge Martin passa o trator na concorrência ao marcar o tempo de 1:38.401. Peppo Bagnaia passou a ser o segundo lugar e Franco Morbidelli para a terceira posição, isso com 4:3º de sessão.

Na segunda tentativa de volta, o aniversariante do final de semana Pedro Acosta passou a liderar com 1:38.369 com 5:20 de sessão. Martin foi para uma nova volta e não conseguiu superar o piloto da Tech 3, Martinator ficou 3 centésimos do líder.

A um pouco mais de 9 minutos do final, Peppo Bagnaia pula para a ponta após marcar o tempo de 1:38.221 deixando Acosta, Martin e Espargaró para trás. Depois vinham Di Giannantonio, Morbidelli, Bastianini, Binder, Viñales, Miller, Raúl Fernández e Rins. Naquela altura da sessão, todo mundo estava nos boxes.

Os primeiros a partirem para a pista de novo foram Raúl Fernández, Marco Bezzecchi e Pedro Acosta. Enquanto um grupo de pilotos estava buscando volta rápida, outro grupo ficou na espera até que saíram para a pista a 4:30 do final da sessão.

A 2:35 do final, Raúl Fernández aparece com sua Aprilia de 2023 e sobe para a 4ªposição. Poucos segundos depois, enquanto Brad Binder fazia uma grande volta passando para a segunda posição e Fabio di Giannantonio melhorava para a 4ªposição, os dois pilotos da Pramac, Jorge Martin e Franco Morbidelli acabaram indo para o chão na mesma curva 2, um desastre para a equipe que não tinha mais chances de conquistar a pole.

A 1 minuto do final, Aleix Espargaró passa a ser o segundo colocado, a poucos milésimos do tempo de Bagnaia. O piloto da Aprilia não se contentou com a segunda posição no Grid de largada e foi para a última, derradeira e certeira volta final para marcar o tempo de 1:38.190 e para levar a pole position em sua última corrida na Catalunha pelo Mundial de Motovelocidade. Aleix visivelmente emocionado saber da conquista em um final de semana que estava sendo incrível para ele por tudo que ocorreu até aquele momento.

Peppo Bagnaia parte da 2ªposição e em uma posição favorável com relação a Jorge Martin no grid de largada. O piloto da Ducati e bicampeão do Mundo precisava baixar a desvantagem que tem para Jorge Martin que lidera de forma tranquila o campeonato. Raúl Fernández da Trackhouse chegou a ter sua última e melhor volta anulada, mas o temo foi revalidado e o piloto espanhol conquista seu melhor grid da carreira ao largar na terceira posição.

Brad Binder que chegou a ser entrevistado como o terceiro colocado no Grid de largada acabou perdendo sua posição na primeira fila pela revalidação da volta da Raúl Fernández. O piloto da KTM vai liderar a 2ªfila que terá o espanhol Pedro Acosta da Tech 3 na 5ªposição e o italiano Fabio di Giannantonio da VR46 que vai largar da 6ªposição. Di Giannantonio e Raúl Fernández vieram do Q1 e foram muito bem no Q2 e vão largar em boas posições.

Jorge Martin não vai largar em uma posição muito favorável, o piloto da Pramac chegou a liderar a sessão, mas com a queda no final acabou ficando apenas com a 7ªposição no Grid de largada. Alex Rins fez ótima classificação e vai largar na 8ªposição, seu melhor resultado de grid com a Yamaha. Jack Miller da KTM completa a 3ªfila. Franco Morbidelli da Pramac, Enea Bastianini da Ducati e Marevick Viñales da Aprilia devem se sentir todos frustrados por terem apenas largarem da 4ªfila do Grid de largada.

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’38.190
2 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’38.221
3 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’38.261
4 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’38.334
5 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’38.369
6 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.400
7 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’38.401
8 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.692
9 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’38.763
10 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’38.778
11 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’38.860
12 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’38.972
13 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.530
14 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.536
15 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’38.551
16 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.662
17 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.705
18 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’38.978
19 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’39.120
20 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’39.156
21 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.524
22 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.621
23 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V 1’40.276

Depois das sessões de classificação da Moto 3 e Moto 2, o circuito de Montmeló na Catalunha viu possivelmente a mais incrível e louca corrida Sprint da história da MotoGP. Com três lideres caindo quando tinham a corrida nas suas mãos e que acabaram indo para o chão.

Aleix Espargaró que saiu na pole não largou muito bem e quem se aproveitou foi Peppo Bagnaia que pulou para a ponta. Logo atrás vinha Pedro Acosta que pulou da 5ª para a segunda posição. Raúl Fernández e Brad Binder mantiveram a 3ª e 4ªposições respectivamente e só depois vinha Aleix Espargaró já pressionado por Jorge Martin que passou da 7ª para a 6ªposição. Bastianini, Marc Marquez, Miller e Oliveira completavam os 10 primeiros colocados.

Ao final da primeira volta, Bagnaia, Acosta, Raúl Fernández e Binder abriram um pouco sobre Espargaró. Na entrada da curva 1, Pedro Acosta supera Peppo Bagnaia e assume a liderança no começo da segunda volta. Algumas curvas depois, Peppo deu o troco e voltou à liderança. Essa batalha pela ponta não tinha terminado por ai, pelo contraio, pois ela continuaria por mais algumas voltas…

… Na entrada da terceira volta, Acosta passa Peppo na mesma curva 1, ao tentar acompanhar o jovem piloto da Tech 3, Peppo erra e Raúl Fernández e Brad Binder acabaram ganhando posição sobre o piloto da Ducati que caia para a 4ªposição.

Na curva 5, Raúl Fernández jogou tudo para passar Pedro Acosta, nessa disputa houve toque entre os dois e o piloto da Trackhouse levou a melhor. O resultado dessa briga fez com que Acosta perdesse posição também para Brad Binder que pulou para a segunda posição.

Na 4ªVolta, Acosta passou Brad Binder e conseguiu recuperar a segunda posição, a meio segundo de Raúl Fernández que estava se sentindo muito a vontade na liderança, abrindo para 8 décimos sua vantagem para Acosta. Poderia ser o dia em que Raúl Fernández finalmente teria seu dia de Glória…

… Poderia, mas na curva 10, Raúl Fernández cai e seu sonho de uma primeira vitória na categoria Rainha foi-se para o chão junto do piloto. Pedro Acosta assumiu a liderança com Brad Binder em segundo, Peppo Bagnaia em 3º, Aleix Espargaró em 4º, Jorge Martin em 5º e Marc Marquez em 6º.

Brad Binder foi para cima de Pedro Acosta e passou a liderar a prova na 6ªvolta (Curva 1). O Sul-africano tinha uma chance de vencer a corrida, estava abrindo vantagem para Peppo Bagnaia que acabou ganhando a segunda posição após superar Pedro Acosta.

Mas na 7ªVolta, Binder acabou indo para o chão na curva 5 e perdendo uma grande chance de conquistar uma vitória importante para o piloto e para a KTM. A liderança cai no colo de Peppo Bagnaia seguido de Pedro Acosta, Aleix Espargaró, Marc Marquez e Jorge Martin. Marquez passou Martin na mesma sétima volta, o piloto da Gresini que largou na 14ªposição estava em 4ºlugar em impressionante prova de recuperação.

No começo da 8ªVolta, Aleix Espargaró em final de semana inspiradíssimo ultrapassa Pedro Acosta e começa a partir para cima de Peppo Bagnaia. Por outro lado, Pedro Acosta começa a ficar mais para Marc Marquez que estava sem uma das aletas aerodinâmicas na sua moto que já dava claros sinais de instabilidade.

Mais atrás, Johann Zarco caiu pela terceira vez nesse sábado. Ou seja, não foi o dia bom para o piloto francês. Na metade da 10ªVolta, Miguel Oliveira que vinha em uma boa corrida acabou caindo quando vinha na 7ªposição. 6 pilotos estavam advertidos: Francesco Bagnaia, Marc Marquez, Fabio di Giannantonio, Takaagi Nakagami, Alex Marquez e Joan Mir.

Na penúltima volta, Marc Marquez foi para cima de Pedro Acosta e com muita coragem e usando a potência da Ducati, o Formiga Atômica passou o Tubarão e subiu para a 3ªposição. Genial corrida do piloto da Gresini.

Peppo Bagnaia estava com a vitória nas suas mãos, mas na curva 5, Peppo Caiu e abandonou uma corrida onde tinha a vitória nas suas mãos.

A vitória acabou caindo nas mãos de Aleix Espargaró que conquistou a vitória na corrida Sprint, festa espanhola no circuito da Catalunha que ver um piloto que vai deixar as pistas ao final da temporada triunfar, com merecimento e correndo com muita garra. Aleix vive um final de semana dos sonhos, impecável até agora para o piloto da Aprilia.

Outro que fez uma estupenda corrida foi Marc Marquez, partindo da 14ªposição e chegando ao final na 2ªposição em mais uma espetacular recuperação do piloto da Gresini. Marc Marquez termina esse sábado na vice-liderança do Mundial. Pedro Acosta conquista mais um pódio na Sprint Race chegando a liderar por alguns momentos, mas o desgaste dos pneus acabaram por afastar o piloto da Tech 3 da disputa pela vitória, Acosta chegou a perder o pódio, mas recuperou essa 3ªposição com a queda de Bagnaia.

Jorge Martin fez uma corrida discreta e apagada, mas acabou se beneficiando da queda de Peppo Bagnaia e acabou conquistando a 4ªposição marcando 5 pontos importantes que o deixa muito confortável na liderança do Mundial.

Enea Bastianini fez uma corrida correta, largou bem e depois se aproveitou das quedas para chegar na 5ªposição. Fabio di Giannantonio da VR46 também fez uma prova correta e sem cometer erros acabou o dia com uma boa 6ªposição. Jack Miller salvou a 7ªposição para a equipe oficial da KTM, mas longe do desempenho de Pedro Acosta com a KTM de equipe satélite. Marevick Viñales chegou em 8º, mas nem chegou perto de Aleix Espargaró, teve um desempenho bem aquém do companheiro de equipe. Marco Bezzecchi completou a zona de pontuação da Sprint Race chegando a frente de Fabio Quartararo que ficou na 10ªposição. Na porta de entrar na zona de pontuação.

Amanhã, A partir das 6 da Manhã teremos a largada da Moto 3, As 7 e 15 da Manhã será a largada da Moto 2 e as 9 da manhã teremos a largada da MotoGP, a principal categoria do Mundial de Motovelocidade que a cada dia cresce mais em interesse e mais no coração do apaixonado por esporte a motor.

Resultado Final da 6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – Montmeló – MotoGP – Corrida Sprint – 12 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 20’01.478
2 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 0.892
3 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 1.169
4 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 2.147
5 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 2.980
6 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 4.623
7 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 8.084
8 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 8.245
9 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 8.643
10 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 9.241
11 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 9.537
12 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 13.045
13 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 13.199
14 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 13.378
15 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 16.438
16 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 18.000
17 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 25.262
18 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V a 33.751
1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 1 volta
88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 3 voltas
5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 5 voltas
33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 6 voltas
25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 8 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Aprilla/Gresini/Tech 3/Pramac/Ducati/VR46/KTM/Yamaha/LCR Honda/Honda/Trackhouse/

Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Catalunha – Atividades de Sexta-Feira

Quase 9 meses depois de uma brilhante vitória na Catalunha, o espanhol Aleix Espargaró volta ao cenário daquela vitória ainda recente, mas já saudosa para o piloto de 34 anos de idade anunciou na quinta-feira em uma conferência de imprensa sua aposentadoria das pistas para se dedicar a sua família.

Desde de sua estreia no Grande Prêmio da Comunidade Valenciana em 2004, Aleix disputou 325 corridas pelas categorias 125cc, 250cc e MotoGP. Seus principais títulos no Mundial foi o tricampeonato dos pilotos com motos CRT em 2012, 2013 e 2014.

Depois dessas conquistas em equipes menores, Aleix Espargaró passou a contar com equipamentos de Fábrica como foi no caso da Suzuki em 2015 e 2016 e pela Aprilia  desde de 2017. Aleix foi o capitão da fábrica italiana durante 8 temporadas e teve um equipamento que não conseguia ser competitivo nos 4 primeiros anos, em um período de muitas quebras e de poucos resultados positivos.

Em 2021, Aleix Espargaró conquistou o pódio no GP da Inglaterra com a terceira posição. Foi o primeiro pódio da história da Aprilia na MotoGP.

Em 2022, Aleix Espargaró conquistou a sua primeira vitória no Mundial de Motovelocidade e a primeira vitória da Aprilia na MotoGP que foi festejada por todos. Além disso, o espanhol teve uma grande temporada e chegou a disputar o título até as últimas etapas do campeonato chegando na 4ªposição, Atrás apenas de Peppo Bagnaia, Fabio Quartararo e Enea Bastianini.

Em 2023, Aleix Espargaró teve mais uma grande temporada conquistando 2 vitórias, uma na Inglaterra após superar Francesco Bagnaia em um grande duelo e uma na Catalunha onde liderou dobradinha da Aprilia com Marevick Viñales, piloto no qual foi indicado pelo próprio Aleix para ser seu companheiro de equipe a partir da metade da temporada de 2021.

Aleix Espargaró vai ter mais pelo menos mais 15 corridas para comandar a Aprilia que terá de procurar um novo piloto para a equipe para a temporada de 2025, possivelmente o substituto pode vim de um dos pilotos da Ducati.

Apesar de encerrar sua carreira ao final dessa temporada, Aleix Espargaró na sessão de definição dos 10 pilotos para o Q2 de forma direta mostrou que não é um piloto desmotivado e que só espera o dia em que vai pendurar o capacete e as luvas, pelo contraio, esta disposto a lutar por cada resultado. Ao marcar o tempo de 1:38.562 nos minutos finais da sessão, o piloto da Aprilia fechou a sexta-feira na frente, seguido de Brad Binder que teve duas quedas na curva 2 (na primeira parte da sessão) e obteve grande recuperação na reta final e Pedro Acosta da Tech 3 marcou o terceiro tempo.

Os outros pilotos classificados para o Q2 foram: Francesco Bagnaia da Ducati, Jack Miller da KTM, Jorge Martin da Pramac, Franco Morbidelli da Pramac, Enea Bastianini da Ducati, Alex Rins da Yamaha e Marevick Viñales da Aprilia. A boa surpresa foi Alex Rins colocar a Yamaha entre os 10 primeiros lugares com a garantia de que vai disputar a fase final de classificação. Marc Marquez e Alex Marquez da Gresini vão ter de disputar a repescagem, o mesmo acontece com Fabio Quartararo que evidenciou melhoras na Yamaha, mas que não foi o bastante para levar o francês ao Q2.

A grande notícia do dia foi a quase inacreditável primeira posição de Jorge Navarro com a Forward, o piloto espanhol corre na Catalunha como convidado nesse final de semana e mostrou um desempenho que nem de longe a Forward mostrou como equipe a muito tempo e como chassis que nunca mostrou. A surpresa foi tão grande que Alex Escrig e Xavier Artigas, pilotos titulares da Forward acabaram nas duas últimas posições (31ª e 32ªposições).

Outro que surpreendeu foi o espanhol Daniel Muñoz, substituto de Bo Bendsneyder que esta fazendo sua segunda corrida na Moto 2 acabou o dia em excelente 3ªposição com a moto da equipe SAG, apenas atrás de Navarro e de Joe Roberts da American Racing, o piloto norte-americano busca recuperar a liderança do campeonato. Manuel Gonzalez (Gresini), Fermín Aldeguer (SpeedUP), Aron Canet (Fantic), Filip Salac (Marc VDS), Sergio Garcia (MT Helmets), Alonso Lopez (SpeedUP), Tony Arbolino (Marc VDS), Albert Arenas (Gresini), Ai Ogura (MT Helmets), Senna Agius (IntactGP) e Izan Guevara (Aspar Martinez) estão na zona de classificação. Amanhã será definido quem serão os 14 pilotos a passarem para o Q2 direto na segunda sessão de treinos classificatórios. Mattia Pasini que é o outro convidado na Catalunha acabou ficando na 15ªposição com a equipe Ciatti e com chassi Boscoscuro.

Na Moto 3, David Alonso da CF Moto Aspar foi o mais rápido da sessão da tarde, seguido de Jose Antonio Rueda da Ajo, de Daniel Holgado da Tech 3, de Collin Veijer da Husqvarna e de Ivan Ortolá da MT Helmets. Os 5 pilotos mais cotados para disputarem o título da Moto 3. Holgado esta na liderança do Mundial, 1 ponto de vantagem a frente de David Alonso que é o piloto mais rápido da categoria nesse momento. Filippo Farioli e Luca Lunetta da SIC58 foram os melhores pilotos da Honda conquistando a 6ª e 7ªposições respectivamente. Completam a lista dos 14 primeiros: Jacob Roulstone (Tech 3), Stefano Nepa (MTA), Nicola Carraro (MTA), Taiyo Furusato (Honda Asia Team), Joel Esteban (CF Moto Aspar), David Muñoz (Boé) e Joel Kelso (Boé). Todos eles estariam classificados se a decisão fosse nessa sexta-feira.

Amanhã pela manhã teremos as definições dos classificados da Moto 2 e Moto 3 para o Q2 de forma direta. Depois teremos um treino livre da MotoGP, depois a repescagem (Q1) e a fase final (Q2) da classificação. Depois teremos a 1ªprova da motoE, A sessão de classificação das Moto 3 e 2 e a corrida Sprint da MotoGP respetivamente. A segunda prova da MotoE fecha a programação do Mundial de Motovelocidade nesse Sábado.

Resultado do 1ºtreino de Classificação – Moto 3

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’46.897
2 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’47.055
3 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.136
4 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’47.152
5 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’47.238
6 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’47.467
7 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’47.472
8 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.536
9 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.635
10 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.675
11 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’47.718
12 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’47.788
13 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.817
14 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.918
15 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’47.919
16 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’48.018
17 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’48.148
18 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.209
19 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’48.345
20 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’48.417
21 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’48.444
22 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’48.552
23 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’48.689
24 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’48.965
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’49.112
26 93 Arbi Aditama  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.661
31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW Sem tempo

Resultado do 1ºtreino de Classificação – Moto 2

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 9 Jorge Navarro  Klint Forward Factory Team Forward F2 1’42.807
2 16  Joe Roberts  OnlyFans American Racing Team Kalex Moto2 1’43.015
3 17 Daniel Muñoz  Pertamina Mandalika Gas Up Team Kalex Moto2 1’43.044
4 18  Manuel González  QJmotor Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’43.076
5 54  Fermín Aldeguer  Sync Speed Up Boscoscuro B-24 1’43.083
6 44 Aron Canet  Fantic Racing Kalex Moto2 1’43.102
7 12  Filip Salač  Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 1’43.225
8 3  Sergio García  MT Helmets – MSi Boscoscuro B-24 1’43.232
9 21  Alonso López  Sync Speed Up Boscoscuro B-24 1’43.302
10 14  Tony Arbolino  Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 1’43.355
11 75  Albert Arenas  QJmotor Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’43.477
12 79  Ai Ogura  MT Helmets – MSi Boscoscuro B-24 1’43.497
13 81  Senna Agius  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’43.506
14 28  Izan Guevara  CFMoto Aspar Team Kalex Moto2 1’43.567
15 19 Mattia Pasini Team Ciatti Boscoscuro Boscoscuro B-24 1’43.587
16 24  Marcos Ramírez  OnlyFans American Racing Team Kalex Moto2 1’43.617
17 96  Jake Dixon  CFMoto Aspar Team Kalex Moto2 1’43.664
18 84  Zonta van den Goorbergh  RW-Idrofoglia Racing GP Kalex Moto2 1’43.813
19 52  Jeremy Alcoba  Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex Moto2 1’43.826
20 7  Barry Baltus  RW-Idrofoglia Racing GP Kalex Moto2 1’43.860
21 35  Somkiat Chantra  Idemitsu Honda Team Asia Kalex Moto2 1’43.926
22 5  Jaume Masià  Pertamina Mandalika Gas Up Team Kalex Moto2 1’44.028
23 13 Celestino Vietti  Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 1’44.106
24 53  Deniz Öncü  Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 1’44.248
25 20  Xavi Cardelús  Fantic Racing Kalex Moto2 1’44.277
26 71  Dennis Foggia  Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’44.446
27 10  Diogo Moreira  Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’44.467
28 34 Mario Aji  Idemitsu Honda Team Asia Kalex Moto2 1’44.614
29 22 Ayumu Sasaki  Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex Moto2 1’44.677
30 15  Darryn Binder  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’44.720
31 11 Alex Escrig  Klint Forward Factory Team Forward F2 1’45.256
32 43  Xavier Artigas  Klint Forward Factory Team Forward F2 1’45.534

Treino para a classificação do sábado – MotoGP

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’38.562
2 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’38.634
3 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’38.665
4 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’38.695
5 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’38.702
6 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’38.793
7 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’38.831
8 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’39.017
9 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’39.043
10 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’39.058
11 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’39.113
12 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’39.153
13 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’39.350
14 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’39.352
15 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’39.382
16 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’39.420
17 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’39.479
18 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’39.504
19 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’39.558
20 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’40.028
21 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’40.256
22 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’40.318
6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V Sem Tempo

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Aprilia /Forward/CFMoto

5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da França – Moto 3

Antes de tudo, queremos demonstrar toda a nossa solidariedade com as vitimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A maior tragédia ambiental que já existiu no país necessita de ações contundentes, para a reconstrução de todo um estado com a consciência ambiental e que não se viole mais a natureza que tanto é mal tratada e que agora esta reagindo fora do nosso controle.

   

Deixamos aqui algumas das campanhas que estão sendo realizadas para arrecadar recursos para as vitimas das enchentes. E só para encerrar, elogiar o trabalho da imprensa séria desse país pela cobertura (Globo News e ICL Notícias entre outros canais de imprensa) feita dessa tragédia. Elogiar as ações do governo federal que está verdadeiramente preocupado em ajudar o Rio Grande do Sul a se reerguer, ao exercito, bombeiros, entidades, cidadãos comuns, famosos que estão ajudando no resgaste de todas as vitimas.

Para encerrar, NÃO ACREDITEM EM FAKE NEWS! QUEM FAZ FAKE NEWS RELACIONADOS AS ENCHENTES DO RIO GRANDE DO SUL COMO UM TODO PARA NÓS ESTA FAZENDO UMA ATITUDE DE CRIMINOSO, POIS ESTA ATRAPALHANDO O RESGATE E ESTA ATRAPALHANDO AS CAMPANHAS DE SOLIDARIEDADE QUE O BRASIL INTEIRO ESTA AJUDANDO, UNIDO EM UMA CORRENTE DO BEM, ONDE O MAL JAMAIS IRA VENCER!

Resultado dos tempos combinados de classificação:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’40.121 Q2
2 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’40.523 Q2
3 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’40.597 Q2
4 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’40.620 Q2
5 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’40.875 Q2
6 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’40.892 Q2
7 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’40.935 Q2
8 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’40.954 Q2
9 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’41.024 Q2
10 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’41.095 Q2
11 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’41.123 Q2
12 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’41.158 Q2
13 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’41.056 Q2
14 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’41.174 Q2
15 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.239 R
16 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’41.245 R
17 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’41.250 R
18 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’41.308 R
19 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’41.376 R
20 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.397 R
21 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’41.413 R
22 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.475 R
23 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.665 R
24 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’41.884 R
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.862 R
26 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’43.039 R

Q2: Classificados para o Q2
R: Disputam a repescagem

Começando a sessão da repescagem, todos os 12 pilotos saíram para a pista em questão de apenas 1 minuto de Q1. Jacob Roulstone da Tech 3, Stefano Nepa e Nicola Carraró da MTA e Tatsuki Suzuki da Husqvarna eram os principais candidatos para as 4 vagas para o Q2.

Com 3:40 de sessão, David Almansa da Snipers com 1:42.380 superou Stefano Nepa em mais de 4 décimos na sua primeira tentativa de volta. 20 segundos depois, o australiano Roulstone foi para a segunda posição. Com 4:15 de sessão, os pilotos da SIC58 passaram a ser os dois primeiros lugares com Lunetta na primeira posição (1:42.282) e Farioli na segunda posição (1:42.310). Enquanto isso, Scott Odgen da MLav e Tatsuki Suzuki da Husqvarna.

Com 5:25 de sessão, David Almansa marcou bom tempo e subiu da 5ª para a 3ªposição. 15 segundos depois, Jacob Roulstone toma a ponta passando para a casa do 1 minuto e 41 segundos (1:41.905). pouco tempo depois, Nicola Carraro marcou 1:41.892 passando a liderar a sessão, com 13 milésimos a frente de Roulstone e depois vinham Filippo Farioli e Luca Lunetta da SIC58, todos eles separados por apenas 39 milésimos de segundo. David Almansa estava em 5º, a mais de 4 décimos dos 4 primeiros colocados.

A 7:35 do final do Q1, Roulstone volta a liderança com o tempo de 1:41.844. Logo depois, Carraro superou Roulstone após marcar 1:41.770, mas segundos depois o piloto da MTA foi para o chão na curva 4. Luca Lunetta acabou subindo para a segunda posição. A 6:15 do final, Scott Odgen e Tatsuki Suzuki marcaram seus primeiros tempos e foram para a 5ª e 6ªposições. A 6 minutos do final: Carraro, Lunetta, Roulstone e Farioli estavam garantindo lugar no Q2. Odgen, Suzuki, Almansa, Nepa, Bertelle, Dettwiler, Whatley e Buasri completavam a classificação.

A 4:35 do final, Scott Odgen usando o vácuo de Tatsuki Suzuki acabou pulando para a ponta com 1:41.726. 2 minutos depois, Jacob Roulstone marcou 1:41.370 e garantiu seu lugar no Q2.

A 1:15 do final, Scott Odgen e Tatsuki Suzuki foram para a 2ª e 3ªposições respectivamente. Odgen inteligentemente pegou o vácuo do piloto da Husqvarna e acabou se beneficiando.

Com o tempo encerrado, Matteo Bertelle chegou a marcar o 4ªtempo, mas acabou ficando de fora do Q2 graças a bela volta de Luca Lunetta que usou do vácuo de Filippo Farioli para conquistar a segunda posição.

Jacob Roulstone da Tech 3, Luca Lunetta da SIC58, Scott Odgen da MLav e Tatsuki Suzuki da Husqvarna classificaram para o Q2. Os pilotos da MTA falharam na sua missão de confirmarem o favoritismo.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’41.370
2 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.574
3 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’41.635
4 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’41.694
5 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.746
6 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’41.755
7 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.771
8 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.902
9 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’42.008
10 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’42.466
11 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’42.495
12 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.670

A decisão da pole position da categoria de entrada do Mundial de Motovelocidade teve os favoritos se sobressaindo no final. Riccardo Rossi, Daniel Holgado, David Muñoz e Jacob Roulstone foram os primeiros a saírem para a pista e foram os primeiros a marcarem volta, com 4 minutos de sessão. O melhor deles foi Roulstone com o tempo de 1:41.257 seguido de Holgado, Rossi e Muñoz.

1 minuto depois, Jose Antonio Rueda foi pra  ponta com um ótima volta de 1:40.828. Adrían Fernández da Leopard Racing chegou a marcar o segundo tempo, mas 20 segundos depois, David Alonso da CF Moto tomou a segunda posição com 1:40.933. Ivao Ortolá e Ryusei Yamanaka foram para a 5ª e 6ªposições.

Com quase 6 minutos de sessão (5:50), Daniel Holgado passou para a 6 posição. Com 8:20 para o Final do Q2, Adrían Fernández pulou para a 3ªposição. A quase 8 minutos do final, Alonso passou para a liderança com 1:40.794. A primeira posição é lugar que o colombiano já estava ficando muito acostumado na categoria menor já o piloto da CF Moto lidera praticamente todas as sessões de treinamento. Ivan Ortolá melhorou na sua segunda volta, pulando para a 3ªposição.

Já na metade da Sessão, Ángel Piqueras e Collin Veijer vinham muito rápido pela pista. Enquanto que Piqueras acabou sendo atrapalhado e não conseguindo concluir sua volta, Já Collin Veijer conseguiu fazer uma volta limpa e acabou tomando a liderança das mãos de Alonso após marcar 1:40.793, 1 milésimo mais rápido a favor do piloto holandês em cima do piloto colombiano.

A 5 minutos do final, enquanto os pilotos estavam se preparando para voltarem para a pista a classificação dos 10 primeiros: Collin Veijer, David Alonso, Ivan Ortolá, Adrían Fernández, David Muñoz, Ángel Piqueras, Ryusei Yamanaka, Daniel Holgado e Jacob Roulstone. O pole, Collin Veijer saiu para a 2:30 do final da sessão. 10 segundos depois, Joel Kelso marca 1:40.878, subindo para a 5ªposição, 85 milésimos atrás de David Alonso.

A 1 minuto do final, Jose Antonio Rueda que estava fora do Top 10 marcou 1:40.426 e acabou pulando para a liderança que durou poucos segundos. Isso porque Daniel Holgado superou o tempo de Rueda ao marcar 1:40.366. David Alonso marcou o terceiro tempo, todos eles superaram Collin Veijer com certa folga.

A definição de quem seria o pole só foi feita nos momentos finais, foi quando o colombiano David Alonso marcou 1:40.114 superando em 11 milésimos o espanhol Daniel Holgado que marcou 1:40.125. Alonso conquistou a 3ªpole na temporada e a 3ªpole seguida. É impressionante o quanto David Alonso esta com o controle da situação sempre e o quanto o piloto da CF Moto tira desempenho de sua moto facilmente. Tá na cara que David Alonso é o homem a ser batido. Porém, Daniel Holgado larga na segunda posição e tinha a liderança do Mundial, algo que o piloto da Tech 3 esta conseguindo graças a uma regularidade um pouco maior do que a regularidade do piloto colombiano. Jose Antonio Rueda após ausência de duas corrida por causa de uma cirurgia de apendicite acabou reaparecendo muito bem e vai fechar a primeira fila, participando muito bem na disputa da pole position.

Na Reta final, Adrían Fernández da Leopard Racing conseguiu uma boa volta no final da sessão e vai partir do Grid de largada em Le Mans na 4ªposição, abrindo a segunda fila sendo o melhor piloto da Honda. Collin Veijer tinha a pole na mão, mas acabou perdendo posições no final da sessão e acabou tendo de se contentar com a 5ªposição no grid de largada. Ivan Ortolá da MT Helmets fecha a segunda fila.

Joel Kelso e David Muñoz da Boé Motorsports vão largar na 7ª e 8ªposições liderando a 3ªfilça que será completada por Ángel Piqueras da Leopard Racing. Ryusei Yamanaka da MT Helmets lidera a 4ªfila que será completada por Jacob Roulstone da Tech 3 e por Scott Odgen da MLav.

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’40.114
2 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’40.125
3 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’40.426
4 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’40.777
5 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’40.793
6 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’40.860
7 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’40.878
8 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’41.025
9 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’41.040
10 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’41.056
11 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’41.092
12 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’41.135
13 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’41.160
14 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’41.204
15 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.221
16 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’41.365
17 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’41.382
18 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP Desclassificado Q2
19 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.746
20 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’41.755
21 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.771
22 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.902
23 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’42.008
24 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’42.466
25 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’42.495
26 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.670

Xurutuza foi desclassificado por ter sido pesado abaixo do peso mínimo permitido.

Primeira corrida do dia ficou por conta dos pilotos da Moto 3, mais uma corrida com grandes disputas e com muitos pilotos brigando pela liderança, mas o vencedor foi David Alonso que utilizou a tática da paciência e não da velocidade para vencer pela terceira vez na temporada. Adrían Fernández e Joshua Whatley teriam de pagar dupla volta longa por causa de punições.

Apesar da boa largada de David Alonso a liderança da prova não ficou nas mãos do piloto colombiano e sim passou a ser de Daniel Holgado que superou Alonso na curva 3 e 4. Alonso caiu para a segunda posição e David Muñoz largou muito bem passando da 8ª para a 4ªposição. Não satisfeito, Muñoz passou Rueda na curva 5 e passou Alonso na curva 9 para assumir a segunda posição. Enquanto isso, Rueda acabou caindo para a 6ªposição após ser ultrapassado por Muñoz e Adrían Fernández.

Muñoz cola em Holgado no começo da segunda volta enquanto que David Alonso fica na espera. No final da segunda volta, Adrían Fernández passa David Alonso que acaba perdendo posições para Viejer caindo para a 4ªposição. Na terceira volta, Adrían Fernández pagou a primeira volta longa e caiu da 2ª para a 16ªposição.

Na volta 4, Ángel Piqueras aparece na corrida, ultrapassa Ivan Ortolá assumindo a 5ªposição, ficando atrás de Holgado, Muñoz, Veijer e Alonso. Na curva 9, Piqueras passou Alonso e levou o troco do piloto da CF Moto, os dois lutaram pela 4ªposição por algumas curvas até que o piloto colombiano conseguiu manter a posição. Adrían Fernández cumpriu a segunda volta longa e caiu para a 21ªposição, 4.5 segundos atrás de Holgado.

Após 5 voltas, Holgado mantem a liderança com Muñoz, Veijer e Alonso na perseguição. Piqueras vinha na 5ªposição, pressionado por Ortolá. No 6ªVolta, Piqueras segura a 5ªposição sobre o ataque de Ivan Ortolá nas curvas 3 e 4. Rossi e Rueda. Kelso e Roulstone completam o Top 10.

Na 7ªVolta, David Muñoz tenta se manter na segunda posição com uma moto que não rendia bem nas retas. Enquanto isso, David Almansa e Xabi Zurutuza foram punidos com volta longa por cortarem as curvas 3 e 4. Na volta seguinte (8ªVolta), David Alonso foi superado por Riccardo Rossi e Ivan Ortolá.

Rossi foi para cima de Muñoz e conseguiu a ultrapassagem que lhe valeu a 4ªposição, mas na curva seguinte, Muñoz acabou tocando em Rossi que acabou indo para o chão. O piloto da CIP Green foi obrigado a abandonar a corrida. Esse incidente foi analisado pelos comissários o que levou Muñoz da Boé a ser punido com a dupla volta longa.

Na 9ªVolta, Collin Veijer ultrapassa Daniel Holgado e vai para a ponta do GP francês. Mais atrás, o japonês Tairo Furusato é punido com volta longa por cortar as curvas 3 e 4. Lá na frente, Holgado chegou a perder posição para Muñoz, mas dá o troco em cima do piloto que tinha que pagar punição de volta longa. Na 11ªVolta, Holgado voltou à liderança e Muñoz foi para a segunda posição.

David Muñoz passou Daniel Holgado e foi para a liderança na curva 6 e logo depois pagou a primeira volta longa caindo para a 17ªposição. Holgado voltou a ponta seguido de Veijer, Alonso, Ortolá, Piqueras, Yamanaka, Roulstone, Rueda, Esteban e Suzuki no Top 10. Adrían Fernández em corrida de recuperação já estava na 11ªposição.

A menos de 8 voltas do final, disputa pela vitória estava se afunilando já que Holgado, Veijer, Alonso e Ortolá tentavam a se distanciar de Yamanaka, Piqueras, Roulstone e Esteban. Na 13ªVolta, Holgado erra, deixa uma brecha e Viejer recupera a liderança. Mais atrás, Joel Esteban passa Ángel Piqueras passando para a 6ªposição.

Na 15ªVolta, Holgado e Veijer se tocaram e o piloto da Tech 3 levou a melhor e voltou a liderança, já o piloto da Husqvarna se segurou na pista e manteve a segunda posição. David Alonso estava na 3ªposição, seguido de Ortolá, Esteban, Yamanaka e Piqueras, No final da volta 15, David Muñoz caiu e abandonou a prova. Matteo Bertelle abandona com problemas mecânicos.

A 4 voltas do final, Ivan Ortolá passa David Alonso e sobe para a terceira posição. Curvas depois, Alonso dá o troco em Ortolá retornando a terceira posição.

Na 18ªVolta, Veijer foi para a ponta em cima de Holgado, os dois lutam pela liderança, mas David Alonso foi para cima dos dois e na curva 9 faz uma dupla ultrapassagem sensacional e passou da terceira posição para a liderança.

Porém, a luta pela vitória ainda não tinha terminado, No começo da penúltima volta, Daniel Holgado recuperou a liderança Collin Veijer em 3º seguido de Ortolá da MT Helmets. Joel Esteban errou e Ryusei Yamanaka supera o piloto da CF Moto passando a 6ªposição.

Daniel Holgado começou a volta final na frente de David Alonso, mas o piloto colombiano acabou por superar o piloto da Tech 3 antes da curva 3 , abriu vantagem resistiu a um último ataque de Holgado na curva 9 e na 12 e acabou cruzando na frente e vencendo a sua 3ªvitória na temporada e a 7ªvitória na carreira do piloto colombiano da CF Moto. Alonso fica apenas 1 ponto atrás de Daniel Holgado que lutou até os últimos metros para vencer, mas acabou ficando com a segunda posição que o ainda faz segurar a ponta do Mundial.

Collin Veijer da Husqvarna completou o pódio após ótimo final de semana do piloto holandês que agora é o terceiro colocado do Mundial. Joel Esteban fez uma grande corrida de recuperação, partindo da 16ªposição para completar a prova na 4ªposição. Chegando na 5ªposição, Ivan Ortolá da MT Helmets obteve mais um resultado entre os primeiros lugares, mas não lutou pela vitória de fato.

Adrían Fernández após pagar dupla volta longa fez uma brilhante corrida de recuperação para conquistar a 6ªposição em uma de suas melhores corridas no Mundial de Motovelocidade, sendo o espanhol da Leopard Racing o melhor piloto com moto Honda nesse final de semana.

Ryusei Yamanaka chegou na 7ªposição sendo consistente o tempo inteiro no Top 10. Após duas corridas de ausência, o espanhol Jose Antonio Rueda teve uma boa sessão de classificação, mas a corrida já não foi tão bem assim chegando na 8ªposição e salvando o final de semana da Ajo Motorsports. Tatsuki Suzuki ficou na 9ªposição, muito apagado em relação ao Collin Veijer e Ángel Piqueras fez uma boa corrida, mas perdeu terreno no final e acabou ficando na 10ªposição.

Luca Lunetta na 11ªposição conseguiu seu melhor resultado nesse ano de estreia no Mundial. Jacob Roulstone da Tech 3, Joel Kelso da Boé, Taiyo Furusato da Honda Asia Team e David Almansa da Snipers fecharam a zona de pontuação.

Resultado final da 5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – Moto 3 – 20 voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 34’00.058
2 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 0.105
3 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.242
4 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 0.476
5 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.612
6 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 0.797
7 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.958
8 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 1.035
9 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1.101
10 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 2.163
11 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 6.715
12 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 6.903
13 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 7.217
14 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 10.776
15 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 11.350
16 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 13.275
17 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 16.200
18 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 27.941
19 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 28.799
20 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 34.168
21 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 47.787
64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 4 voltas
18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 5 voltas
19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 10 voltas
54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 13 voltas
7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 19 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: CF Moto/Tech 3/Husqvarna/Mt Helmets/Leopard/Ajo/SIC58/Boe Motorsports/Honda Team Asia/Snipers/MTA/Cip Green/Mlav/

 

5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da França – Moto 2

Antes de tudo, queremos demonstrar toda a nossa solidariedade com as vitimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A maior tragédia ambiental que já existiu no país necessita de ações contundentes, para a reconstrução de todo um estado com a consciência ambiental e que não se viole mais a natureza que tanto é mal tratada e que agora esta reagindo fora do nosso controle.

   

Deixamos aqui algumas das campanhas que estão sendo realizadas para arrecadar recursos para as vitimas das enchentes. E só para encerrar, elogiar o trabalho da imprensa séria desse país pela cobertura (Globo News e ICL Notícias entre outros canais de imprensa) feita dessa tragédia. Elogiar as ações do governo federal que está verdadeiramente preocupado em ajudar o Rio Grande do Sul a se reerguer, ao exercito, bombeiros, entidades, cidadãos comuns, famosos que estão ajudando no resgaste de todas as vitimas.

Para encerrar, NÃO ACREDITEM EM FAKE NEWS! QUEM FAZ FAKE NEWS RELACIONADOS AS ENCHENTES DO RIO GRANDE DO SUL COMO UM TODO PARA NÓS ESTA FAZENDO UMA ATITUTE DE CRIMINOSO, POIS ESTA ATRAPALHANDO O RESGATE E ESTA ATRAPALHANDO AS CAMPANHAS DE SOLIDARIEDADE QUE O BRASIL INTEIRO ESTA AJUDANDO, UNIDO EM UMA CORRENTE DO BEM, ONDE O MAL JAMAIS IRA VENCER!

Mario Aji, Bo Bendsneyder e Celestino Vietti por causa de lesões ficaram de fora do GP da França em Le Mans. A SAG acabou sendo substituído pelo espanhol Daniel Muñoz de 18 anos de idade, contratado pela SAG Muñoz foi campeão na Stock600 do Mundial Junior no ano passado.

Tempos combinados dos treinos livres:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 18  Manuel González  QJmotor Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’34.868 Q2
2 3  Sergio García  MT Helmets – MSi Boscoscuro B-24 1’35.095 Q2
3 52  Jeremy Alcoba  Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex Moto2 1’35.110 Q2
4 16  Joe Roberts  OnlyFans American Racing Team Kalex Moto2 1’35.222 Q2
5 35  Somkiat Chantra  Idemitsu Honda Team Asia Kalex Moto2 1’35.231 Q2
6 21  Alonso López  Sync Speed Up Boscoscuro B-24 1’35.240 Q2
7 12  Filip Salač  Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 1’35.308 Q2
8 24  Marcos Ramírez  OnlyFans American Racing Team Kalex Moto2 1’35.319 Q2
9 54  Fermín Aldeguer  Sync Speed Up Boscoscuro B-24 1’35.338 Q2
10 14  Tony Arbolino  Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 1’35.346 Q2
11 79  Ai Ogura  MT Helmets – MSi Boscoscuro B-24 1’35.356 Q2
12 96  Jake Dixon  CFMoto Aspar Team Kalex Moto2 1’35.456 Q2
13 75  Albert Arenas  QJmotor Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’35.496 Q2
14 7  Barry Baltus  RW-Idrofoglia Racing GP Kalex Moto2 1’35.524 Q2
15 84  Zonta van den Goorbergh  RW-Idrofoglia Racing GP Kalex Moto2 1’35.545 R
16 44 Aron Canet  Fantic Racing Kalex Moto2 1’35.657 R
17 28  Izan Guevara  CFMoto Aspar Team Kalex Moto2 1’35.694 R
18 5  Jaume Masià  Pertamina Mandalika Gas Up Team Kalex Moto2 1’35.734 R
19 81  Senna Agius  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’35.789 R
20 53  Deniz Öncü  Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 1’35.963 R
21 15  Darryn Binder  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’35.967 R
22 71  Dennis Foggia  Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’36.112 R
23 22 Ayumu Sasaki  Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex Moto2 1’36.441 R
24 17 Daniel Muñoz  Pertamina Mandalika Gas Up Team Kalex Moto2 1’36.568 R
25 10  Diogo Moreira  Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’36.633 R
26 20  Xavi Cardelús  Fantic Racing Kalex Moto2 1’36.936 R
27 9 Jorge Navarro  Klint Forward Factory Team Forward F2 1’37.087 R
28 43  Xavier Artigas  Klint Forward Factory Team Forward F2 1’37.147 R

Q2: Classificados direto para o Q2
R: Disputam a repescagem

Aron Canet vindo de um acidente que o deixou fora do GP da Espanha estava correndo em Le Mans no sacrifício, andando de muletas por causa de dores na perna. Com esse problema, Canet não conseguiu a classificação para o Q2 e teve de disputar a repescagem.

Com 4:15 de sessão, Canet marcou 1:35.817 e começou na frente de seus adversários. Darryn Binder esta em segundo, Jaume Masia em terceiro e Izan Guevara em 4º. 30 segundos depois, o holandês Zonta vd Goodbergh subiu para segundo após marcar 1:35.931.

Na segunda volta rápida, Canet marca 1:35.461 e coloca meio segundo em IZan Guevara que marcou o segundo tempo, 9 milésimos a frente de vd Goodbergh que voltou a segunda segundos depois. Na metade da sessão, Senna Agius da IntactGP subiu para a terceira posição. A 7 minutos do final, Zonta vd Goodbergh melhorou seu tempo e estava a 24 milésimos de Canet que continuava na liderança com a sua Kalex da equipe Fantic. Senna Agius e Izan Guevara eram os outros dois pilotos que estavam classificando nesse momento. Darryn Binder vinha em 5º, seguido de Masia, Moreira, Öncü, Daniel Muñoz fechando o Top 10.

A 4 minutos do final, a maior parte dos pilotos voltou para a pista enquanto que Deniz Öncü, Izan Guevara, Jaume Masia e Daniel Muñoz estavam na pista. A 2:40 do final, Öncü melhorou um pouco seu tempo e passou da 9ª para a 7ªposição. Diogo Moreira recuperou a 7ªposição a 30 segundos do final.

As posições na zona de classificação não se alteraram, Canet da Fantic, VD Goodbergh daRW Racing, Agius da IntactGP e Guevara da Aspar Martinez passaram para o Q2.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 84  Zonta van den Goorbergh  RW-Idrofoglia Racing GP Kalex Moto2 1’35.437
2 44 Aron Canet  Fantic Racing Kalex Moto2 1’35.461
3 81  Senna Agius  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’35.726
4 28  Izan Guevara  CFMoto Aspar Team Kalex Moto2 1’35.922
5 15  Darryn Binder  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’35.947
6 5  Jaume Masià  Pertamina Mandalika Gas Up Team Kalex Moto2 1’36.020
7 10  Diogo Moreira  Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’36.067
8 53  Deniz Öncü  Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 1’36.252
9 22 Ayumu Sasaki  Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex Moto2 1’36.443
10 17 Daniel Muñoz  Pertamina Mandalika Gas Up Team Kalex Moto2 1’36.476
11 20  Xavi Cardelús  Fantic Racing Kalex Moto2 1’36.622
12 9 Jorge Navarro  Klint Forward Factory Team Forward F2 1’37.215
13 71  Dennis Foggia  Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’37.236
14 43  Xavier Artigas  Klint Forward Factory Team Forward F2 1’37.498

Após alguns minutos de espera, cerca de 8 pilotos esperando o cronômetro disparar. Quando disparou, todos eles foram para a pista ao mesmo tempo. Em 90 segundos, os 18 concorrentes a pole estavam na pista.

Com 3:30 de sessão, Alonso Lopez da Speed UP (1:35.699) foi para a liderança seguido de Filip Salac da Marc VDS. Lopez foi superado por Manuel González 40 segundos depois, com o tempo de 1:35.684.

Na volta seguinte, Alonso Lopéz voltou a liderança com após marcar 1:35.614 com 5:10 de sessão. 20 segundos depois, Aron Canet passou para a segunda posição. Pouco tempo depois (15 segundos depois) Manuel González da Gresini retornou a liderança fazendo 1:35.497 enquanto que Izan Guevara subiu para a 3ªposição, parece que o campeão da Moto 3 de 2022 começava a demonstrar um bom desempenho na categoria intermediária. Já Marcos Ramirez foi para o chão e acabou não conseguindo voltar à disputa.

 

A 7:45, Manuel González baixou em 44 milésimos o seu tempo (1:35.453). Ao mesmo tempo, Jake Dixon acabou indo para o chão e Ai Ogura estava com problemas com a sua moto Boscoscuro da MT Helmets. Após metade da sessão, Manuel González estava com a pole na mão seguido de Alonso Lopez e Izan Guevara que completavam a primeira fila. Aron Canet, Sergio Garcia, Filip Salac, Jake Dixon, Joe Roberts, Fermín Aldeguer e Somkiat Chantra no Top 10.

A menos de 4 minutos do final, as posições foram se definido. A um pouco mais de 3 minutos (3:05) Sergio Garcia deu uma bela subida após marcar o tempo de 1:35.472 colocando a moto Boscoscuro da MT Helmets na segunda posição.

Porém, um pouco mais atrás, Aron Canet fez uma grande volta, mesmo com as dores e tudo jogando contra o piloto da Fantic realizou a volta em 1:35.037 passando para a liderança a 2:50 do final. 20 segundos depois, Joe Roberts da American Racing pula para segundo, 173 milésimos mais lento que Canet. A 1:30 do final, Sergio Garcia passou Manuel González assumindo a terceira posição ao marcar 1:35.248.

No final da sessão, Aron Canet foi para o chão. Apesar da queda, Canet caminhou com uma perna só, evitando usar a perna problemática. Além disso, no final da sessão Filip Salac caiu após tocar em Albert Arenas. As voltas de Arenas, Chantra e Aldeguer foram canceladas, pois foram marcados com bandeira amarela na pista.

Depois do tempo encerrado, Aron Canet acabou conquistando a terceira pole position nessa temporada. Piloto da Fantic se superou, vindo da repescagem, correndo com dor e ainda não recuperado do acidente que lhe tirou do GP da Espanha não foram o bastante para impedir Canet e sua moto da Fantic de ser o mais rápido nas duas fases da classificação. Canet teria uma missão difícil, aguentar uma corrida inteira e de 23 voltas em um circuito difícil que é o Le Mans Bugatti.

Joe Roberts da American Racing, líder do campeonato vai largar na segunda posição e o líder do campeonato Sergio Garcia da MT Helmets larga na terceira posição, os dois vão largar lado a lado completando a primeira fila e lutando pela vitória e pela liderança do Mundial.

Três espanhóis vão largar na segunda fila, Albert Arenas da Gresini na 4ªposição seguido de Alonso Lopez da Speed UP e Manuel González da Gresini que chegou a liderar por um bom tempo a sessão vai larga na 6ªposição.

Izan Guevara da Aspar Martinez larga na 7ªposição, obtendo sua melhor grid de largada na categoria intermediária. Senna Agius da IntactGP também conquistou seu melhor resultado em classificação, largando na 8ªposição. O tcheco Filip Salac da Marc VDS completa a 3ªfila que não é tão comum esses três pilotos largarem em uma mesma fila na parte de cima da tabela.

Tony Arbolino da Marc VDS em 10º, Jake Dixon da Aspar Martinez em 11º e Fermín Aldeguer da SpeedUP em 12º vão compor uma 4ªfila que merece respeito pelo talento desses três pilotos.

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 44 Aron Canet  Fantic Racing Kalex Moto2 1’35.037
2 16  Joe Roberts  OnlyFans American Racing Team Kalex Moto2 1’35.173
3 3  Sergio García  MT Helmets – MSi Boscoscuro B-24 1’35.248
4 75  Albert Arenas  QJmotor Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’35.377
5 21  Alonso López  Sync Speed Up Boscoscuro B-24 1’35.437
6 18  Manuel González  QJmotor Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’35.453
7 28  Izan Guevara  CFMoto Aspar Team Kalex Moto2 1’35.599
8 81  Senna Agius  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’35.610
9 12  Filip Salač  Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 1’35.653
10 14  Tony Arbolino  Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 1’35.775
11 96  Jake Dixon  CFMoto Aspar Team Kalex Moto2 1’35.808
12 54  Fermín Aldeguer  Sync Speed Up Boscoscuro B-24 1’35.834
13 35  Somkiat Chantra  Idemitsu Honda Team Asia Kalex Moto2 1’35.849
14 52  Jeremy Alcoba  Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex Moto2 1’35.849
15 84  Zonta van den Goorbergh  RW-Idrofoglia Racing GP Kalex Moto2 1’35.864
16 7  Barry Baltus  RW-Idrofoglia Racing GP Kalex Moto2 1’35.960
17 79  Ai Ogura  MT Helmets – MSi Boscoscuro B-24 1’36.088
18 24  Marcos Ramírez  OnlyFans American Racing Team Kalex Moto2 1’37.148
19 15  Darryn Binder  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’35.947
20 5  Jaume Masià  Pertamina Mandalika Gas Up Team Kalex Moto2 1’36.020
21 10  Diogo Moreira  Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’36.067
22 53  Deniz Öncü  Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 1’36.252
23 22 Ayumu Sasaki  Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex Moto2 1’36.443
24 17 Daniel Muñoz  Pertamina Mandalika Gas Up Team Kalex Moto2 1’36.476
25 20  Xavi Cardelús  Fantic Racing Kalex Moto2 1’36.622
26 9 Jorge Navarro  Klint Forward Factory Team Forward F2 1’37.215
27 71  Dennis Foggia  Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’37.236
28 43  Xavier Artigas  Klint Forward Factory Team Forward F2 1’37.498

O domingo na moto 2 seria de consagração para a Boscoscuro que teve não só o vencedor da etapa de Le Mans com Sergio Garcia que assumiu a liderança da prova nos primeiros metros para a vitória e a volta a liderança do Mundial. E com Ai Ogura fazendo uma brilhante recuperação, chegando na segunda posição após largar na 17ªposição e Alonso Lopez completou a trinca do chassis Boscoscuro.

Aron Canet largou na pole position, mas acabou largando mal, muito devido aos problemas físicos em sua perna esquerda que estava quebrada e perdeu várias posições, Já Sergio Garcia aproveitou para tomar a liderança com Manuel González chegando a ficar em segundo, mas acabou por perder a posição para Joe Roberts. Alonso Lopez assumiu a 4ªposição após passar Albert Arenas no decorrer da 1ªVolta. Izan Guevara, Senna Agius, Fermín Aldeguer, Aron Canet e Somkiat Chantra completavam o Top 10.

Começava a partir da 2ªVolta, mais uma recuperação de Canet que passou Aldeguer da Speed UP e Agius da IntactGP passando de 9ª para 7ª. Mais a frente, Alonso López supera Manu González após uma escapadinha do piloto da Gresini que caiu para 4º, logo a frente de Albert Arenas, seu companheiro de equipe. Os dois lutaram pela 4ªposição e teve até um toque de leve entre os dois, com vantagem para González. Barry Baltus cai no final da 3ªvolta.

Na 4ªvolta, Canet estava escalando rapidamente em sua impressionante recuperação, o piloto da Fantic assumiu a 5ªposição após superar Guevara e Arenas. Daniel Muñoz foi para o chão, mas conseguiu voltar a corrida até para aproveitar sua passagem nesse final de semana como substituto de Bo Bendsneyder.

Sergio Garcia abriu meio segundo de Joe Roberts que vinha muito pressionado por Alonso Lopez. Logo atrás, Aron Canet superou  Manuel González passando para a 4ªposição. Canet passou atacar Alonso Lopez na 6ªVolta, nessa mesma volta a RW Racing teve Zonta vd Goodbergh foi para o chão deixando a disputa por algum resultado (apesar do holandês ter voltado a prova). Na curva 14, Manuel González abandonou a corrida deixando a 4ªposição para Albert Arenas.

No final da 7ªVolta (Curva 12), Canet passou Alonso Lopez e no começo da 8ªVolta foi a vez de passar Joe Roberts na curva 3, mas na curva 4, Canet erra a trajetória, Roberts e Alonso chegam no piloto da Fantic. Alonso Lopez tenta o ataque sobre Canet que se segura na segunda posição. Enquanto que Alonso Lopez e Joe Roberts começaram a lutar pela terceira posição. Logo atrás, Albert Arenas da Gresini liderava o segundo pelotão na 5ªposição, seguido de Izan Guevara que vinha muito bem no final de semana, de Somkiat Chantra da Honda Asia Team e de Ai Ogura da MT Helmets que largou na 17ªposição e já estava na 8ªposição em um espaço de 7 voltas.

Chantra passa Guevara e ganha a 6ªposição e Fermín Aldeguer que vinha na 9ªposição chegou nesse segundo pelotão. Izan Guevara perderia posições para Ogura e Aldeguer na 8ªVolta caindo da 7ª para a 9ªposição. Na 9ªVolta, Chantra passa Arenas e sobe para a 5ªposição, no que estava sendo seu melhor final de semana na temporada.

Lá na frente a disputa entre Joe Roberts e Alonso Lopez pela terceira posição acabou sendo definida no final da 10ªvolta, quando o piloto da American Racing comete um erro e o piloto da Speed UP aproveitou para assumir a terceira posição.

Após 10 voltas, Sergio Garcia vinha 1.6 segundos a frente de Aron Canet que vinha com 1.3 segundos a frente de Alonso Lopez que completava o pódio nesse momento. Joe Roberts em 4º era seguido de Somkiat Chantra, Ai Ogura, Albert Arenas, Fermín Aldeguer, Izan Guevara e Tony Arbolino fechando o Top 10. Filip Salac, Senna Agius, Darryn Binder, Jeremy Alcoba e Jake Dixon completavam a zona de pontuação. Diogo Moreira que vinha na 18ªposição acabou indo aos boxes e deixando a disputa por pontos, o brasileiro voltou a corrida, mas só para ganhar mais hora de voo na Moto 2.

A 10 voltas do final (14ªvolta), Ai Ogura toma a 5ªposição de Somkiat Chantra. O japonês desde da largada já tinha ganho 12 posições. Logo atrás, Fermín Aldeguer passou Albert Arenas que ainda tentava recuperar a posição sobre o piloto da Speed UP. Mais atrás, Tony Arbolino ganhou a 9ªposição de Izan Guevara durante a 15ªvolta. A 7 voltas do final, Xavier Artigas vai ao chão e a moto da Forward Racing é totalmente destruída nesse acidente na curva 5. Se bem que a Forward não é lá essas coisas.

Enquanto Sergio Garcia esta com a vitória nas mãos, Aron Canet começava a perder sua vantagem para Alonso Lopez que começa a se encorajar a buscar a segunda posição. Logo atrás, Ai Ogura pressionou Joe Roberts e acabou por ganhar a 4ªposição no final da 18ªVolta (curva 13). Chantra que estava perto dos dois começou a pressionar Roberts e mais atrás, Tony Arbolino passou Albert Arenas subindo para a 8ªposição.

Alonso Lopez chegou de vez em Aron Canet a 3 voltas do final e não demorou muito para Lopez passar Canet (Na curva 9) para ganhar a 2ªposição. Tudo parecia resolvido, com Alonso Lopez com o 2ºlugar garantido e Canet já desgastado de equipamento e fisicamente tentando ficar em 3º, mas a 2 voltas do final, Alonso Lopez erra e faz Canet, Ogura, Roberts e Chantra se aproximarem e se abriu uma sensacional e dramática disputa pela segunda posição.

Nas voltas finais é que Ai Ogura se sobressaiu e acabou passando Canet primeiro (Curva 4) e depois a Alonso Lopez na curva 7, para assumir a segunda posição, formando dobradinha da MT Helmets na última volta. Aron Canet ao tentar brigar pela 4ªposição acabou saindo da pista na curva 8 e caiu para a 6ªposição.

Sergio Garcia da MT Helmets conquistou de maneira até tranquila a sua segunda vitória na temporada e na carreira na categoria intermediária. Após essa corrida impecável, Garcia recupera a liderança do campeonato após essas 5 primeiras corridas da temporada e já desponta como um dos grandes candidatos ao título nessa temporada.

Ai Ogura fez uma brilhante corrida de recuperação, da 17ªposição na largada para uma fantástica 2ªposição na linha de chegada. Essa foi a primeira dobradinha da MT Helmets no Mundial de Motovelocidade, incluindo a Moto 3 e isso no seu primeiro ano na categoria intermediária. Claro que os resultados são facilitados pela estrutura da Pons que a MT Helmets adquiriu e pelos chassis Boscoscuro que estão nesse momento dominando o campeonato, com 8 vitórias nas últimas 9 corridas.

Alonso Lopez da Speed UP Completou o pódio após intensa disputa com Joe Roberts que chegou a entrar na curva 14 na frente, mas acabou que Lopez foi mais rápido que Roberts e acabou por levar o pódio. Pela primeira vez é que 3 motos Boscoscuro complementam o pódio. É A primeira vez em muitos anos em que a Kalex não tem representantes entre os 3 primeiros colocados.

Joe Roberts da American Racing quase conseguiu arrancar um pódio nos metros finais e acabou na 4ªposição. O resultado deixa o piloto norte-americano na vice-liderança do Mundial com 82 pontos contra os 89 pontos de Sergio Garcia. Somkiat Chantra fez uma boa corrida de recuperação e conquistou uma importante 5ªposição.

Aron Canet fez um final de semana heroico com tudo que o piloto da Fantic fez, apesar da perna quebrada, Canet conquistou uma pole, se recuperou rapidamente de uma largada ruim (por causa da perna quebrada) e ficou até a poucas voltas no final na segunda posição. Nas voltas finais é que Canet sentiu o desgaste do equipamento e do seu físico acabaram por levar Canet a perder posições e terminar o dia na 6ªposição. Mesmo assim, o um desempenho para se aplaudir. Ao contraio de Fermín Aldeguer que destorou dos outros pilotos da Boscoscuro, uma corrida discreta que o levou a um resultado modesto que foi a 7ªposição.

Na 8ªposição, Tony Arbolino da Marc VDS fez uma corrida apenas razoável, ganhando algumas posições no decorrer da corrida. Albert Arenas, piloto da Gresini começou nas primeiras posições, mas perdeu terreno no decorrer da prova e acabou salvando apenas a 9ªposição. Izan Guevara fez um bom final de semana, começou entre os primeiros colocados, mas perdeu algumas posições no decorrer da corrida, mas ainda assim Guevara obteve um Top 10 muito justo pelo bom trabalho em Le Mans.

Jeremy Alcoba da Yamaha VR46 conquistou alguns pontos com a 11ªposição após atuação apenas correta, liderando o pelotão que contou com o tcheco Filip Salac da Marc VDS que ainda não engrenou com a nova equipe. Senna Agius também teve uma classificação melhor do que a corrida que ele teve, mas conseguiu se segurar nos pontos com a 13ªposição ficando na frente de Darryn Binder, seu companheiro de equipe na IntactGP. Um discreto Marcos Ramirez da American Racing completou a zona de pontuação, bem longe do desempenho de Joe Roberts (Companheiro de equipe na American Racing).

Resultado final da 5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – Moto 2 – 23 voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 3  Sergio García  MT Helmets – MSi Boscoscuro B-24 35’20.709
2 79  Ai Ogura  MT Helmets – MSi Boscoscuro B-24 a 3.174
3 21  Alonso López  Sync Speed Up Boscoscuro B-24 a 3.704
4 16  Joe Roberts  OnlyFans American Racing Team Kalex Moto2 a 3.764
5 35  Somkiat Chantra  Idemitsu Honda Team Asia Kalex Moto2 a 3.935
6 44 Aron Canet  Fantic Racing Kalex Moto2 a 4.511
7 54  Fermín Aldeguer  Sync Speed Up Boscoscuro B-24 a 4.811
8 14  Tony Arbolino  Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 a 6.811
9 75  Albert Arenas  QJmotor Gresini Moto2 Kalex Moto2 a 8.831
10 28  Izan Guevara  CFMoto Aspar Team Kalex Moto2 a 14.215
11 52  Jeremy Alcoba  Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex Moto2 a 17.795
12 12  Filip Salač  Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 a 18.044
13 81  Senna Agius  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 a 18.191
14 15  Darryn Binder  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 a 18.349
15 24  Marcos Ramírez  OnlyFans American Racing Team Kalex Moto2 a 19.686
16 5  Jaume Masià  Pertamina Mandalika Gas Up Team Kalex Moto2 a 21.460
17 96  Jake Dixon  CFMoto Aspar Team Kalex Moto2 a 26.939
18 53  Deniz Öncü  Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 a 30.633
19 71  Dennis Foggia  Italtrans Racing Team Kalex Moto2 a 30.804
20 9 Jorge Navarro  Klint Forward Factory Team Forward F2 a 37.741
21 20  Xavi Cardelús  Fantic Racing Kalex Moto2 a 37.994
22 22 Ayumu Sasaki  Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex Moto2 a 38.968
23 17 Daniel Muñoz  Pertamina Mandalika Gas Up Team Kalex Moto2 a 1 volta
24 18  Manuel González  QJmotor Gresini Moto2 Kalex Moto2 a 2 voltas
25 84  Zonta van den Goorbergh  RW-Idrofoglia Racing GP Kalex Moto2 a 2 voltas
26 10  Diogo Moreira  Italtrans Racing Team Kalex Moto2 a 3 voltas
43  Xavier Artigas  Klint Forward Factory Team Forward F2 a 7 voltas
7  Barry Baltus  RW-Idrofoglia Racing GP Kalex Moto2 a 20 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MT Helmets/Speed UP/American Racing/Honda Asia Team/Fantic/Marc VDS/Gresini/Aspar Martinez/Yamaha VR46/IntactGP/SAG/Ajo/Italtrans/Forward/RW Racing/