GP de Portugal – 17ªEtapa – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 3

Em Algarve, aconteceu a penúltima corrida do Mundial de Motovelocidade, ainda com disputa de título na Moto 2 e Moto 3. Na categoria inferior que começou as atividades com a Moto 3.

Ninguém foi para a pista no Q1 de imediato. Os primeiros a entrarem foram os dois pilotos da Avintia (Antonelli e Tatay). Com 2 minutos completados, somente Stefano Nepa não estava na pista.

Jeremy Alcoba foi para a liderança após sua primeira volta de 1:48.675, seguindo de Kelso da CIP Green, Lorenzo Ferron da SIC 58 e Daniel Holgado da Tech 3 completavam os 4 primeiros colocados. O Japonês Yuki Kunii fez duas voltas muito boas e passou a se colocar na segunda posição, sendo que a segunda volta foi menos de 1 décimos mais lento que Alcoba que continuava na frente.

Alberto Surra sobe para terceiro a menos de 7 minutos do final. Antonelli, Tataey, Nepa e Rossi foram para a pista para tentarem entrar na briga pelas vagas ao Q2. Nos minutos finais, Antonelli fez o 4ºtempo e entrou na zona de classificação, mas isso depois de ver Jeremy Alcoba melhorar seu tempo e colocar meio segundo a frente de Kunii e Surra. Ricardo Rossi pulou da 12ª para a 6ªposição, foi insuficiente para o piloto da Owlride passar para o Q2.

Alcoba que sobrou, Kunii, Surra e Antonelli passaram para a fase final de classificação.

Resultado do Q1:

pospilotoEquipeMotoTempo
152Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’48.127
292Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’48.679
367Alberto SurraRivacold Snipers TeamHonda1’48.786
423Niccolò AntonelliAvintia VR46KTM1’48.851
566Joel KelsoCIP Green PowerKTM1’48.990
654Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’49.042
796Daniel HolgadoRed Bull KTM Tech 3KTM1’49.074
882Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’49.085
920Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’49.127
106Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’49.179
1119Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’49.192
1299Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’49.213
1327Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’50.196

Os primeiros a entrarem na pista foram Pedro Acosta, Jaume Masia, Ayumi Sasaki e Adrian Fernández. Os outros 14 pilotos entraram quase 1 minuto depois para começaram a decidir quem será o pole position.

A 11 minutos do final, O Japonês Ayumi Sasaki faz a marca de 1:47.895, ficando na frente de Acosta e dos demais. Na tentativa de volta, Tatsuki Suzuki vai ao chão e abandona o Q2 prematuramente. Sasaki é superado pelo tcheco Filip Salac da PruestelGP, a 10 minutos do final da sessão.

Sasaki e Acosta melhoraram suas marcas, mas não conseguiram superar Salac a 9 minutos e 10 segundos do final. 40 segundos depois, John McPhee pula para 3ªposição superando Pedro Acosta. Enquanto isso, Dennis Foggia estava na 9ªposição.

A 6 minutos do final, a classificação dos 12 primeiros era essa: Salac, Sasaki, McPhee, Acosta, Alcoba, Guevara, Artigas, Binder, Foggia, Migno, Garcia e Surra.

Os 2 pilotos da KTM e Ayumi Sasaki da Tech 3 voltaram juntos a 5:10 do final, o pelotão saiu 1 minuto depois para a rodada final da classificação.

A 1:45 do final, Jaume Masia faz uma bela volta e pula da 15ª para a 4ªposição, Acosta teria uma última chance de melhorar sua volta, mas ele perde a volta assim que vai para fora da pista.

A 20 segundos do final, Sergio Garcia vai para a liderança após fazer 1:47.274, Masia consegue subir para a segunda posição. Dennis Foggia em sua volta final superou Masia e tomou a segunda posição, mas logo em seguida McPhee da Petronas e o surpreendente Adrián Fernández da Husqvarna jogaram o vice-líder do campeonato para fora da primeira fila.

De volta após uma lesão, Sergio Garcia conquistou a pole position, com direito ao recorde oficial do circuito de Alvarge. O piloto da Gas Gas vai ter a companhia de John McPhee da Petronas em excelente classificação e Adrian Fernández, o irmão de Raúl Fernández obteve sua melhor classificação da sua curta carreira na Moto 3.

Dennis Foggia não pode reclamar da vida, ele larga bem a frente de Pedro Acosta. O piloto da Leopard Racing abre a segunda fila, na 4ªposição. Já o líder do campeonato, vai largar na 14ªposição. Foi muito grande o prejuízo de Acosta em relação a Foggia, que poderia até mesmo assumir a liderança do Mundial ao final da prova. Jaume Masia da KTM Ajo e Xavier Artigas da Leopard Racing.

Grid de Largada:

pospilotoEquipeMotoTempo
111Sergio GarciaMuchoNeumatico GASGAS Aspar TeamGASGAS1’47.274
217John MCPheePetronas Sprinta RacingHonda1’47.291
331Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’47.404
47Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’47.517
55Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’47.570
643Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’47.586
740Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda1’47.712
823Niccolò AntonelliAvintia VR46KTM1’47.774
912Filip SalacCarXpert PruestelGPKTM1’47.811
1071Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’47.817
1152Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’47.829
1228Izan GuevaraMuchoNeumatico GASGAS Aspar TeamGASGAS1’47.835
1355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’47.900
1437Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM1’47.986
1567Alberto SurraRivacold Snipers TeamHonda1’48.096
1616Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’48.270
1792Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’48.682
1824Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaSem Tempo
1966Joel KelsoCIP Green PowerKTM1’48.990
2054Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’49.042
2196Daniel HolgadoRed Bull KTM Tech 3KTM1’49.074
2282Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’49.085
2320Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’49.127
246Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’49.179
2519Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’49.192
2699Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’49.213
2727Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’50.196

Domingo foi o dia em que se definiu o Mundial da Moto 3. Em um belo dia de sol, com uma bela vantagem de Foggia no grid de largada.

Na largada, Sergio Garcia se manteve na liderança seguido de Adrian Fernández e John McPhee. O piloto da Husqvarna passou o escocês nas primeiras curvas. Dennis Foggia estava na 5ªposição e Pedro Acosta na 12ªposição no final da primeira volta.

No começo da 2ªVolta, Dennis Foggia pega o vácuo dos pilotos da frente e passa para a liderança, em um lance genial, Pedro Acosta  acaba subindo da 12ª para a 7ªposição.

Foggia tentou quebrar o vácuo e fugir dos demais pilotos, essa fuga durou por 2 voltas, depois disso, o pelotão anulou a sua fuga. Nessa altura da corrida, Pedro Acosta já tinha subido para a 4ªposição após ter superado Adrian Fernández que começaria a ficar mais para trás.

No começo da 5ªVolta, Xavier Artigas supera Darryn Binder e conquista a segunda posição. Foggia, Artigas, Binder e Acosta conseguem fugir do segundo pelotão. John McPhee vai para o chão ao final da volta. Na volta seguinte, Acosta disputa posição com Artigas e após ficarem lado a lado por 2 curvas, o piloto da KTM Ajo assume a 3ªposição e consegue sustentar a posição ganha.

Na 7ªVolta, Binder é pressionado por Acosta e acaba por apertar Foggia na liderança, com Artigas em 4º. Com as brigas, o pelotão colou nos 4 primeiros colocados e acabou com a fuga deles. Na 9ªVolta, Acosta supera Darryn Binder e passa a ser o 2ºcolocado. Os postulantes ao título brigariam pela liderança a partir daquele momento.

Na 10ªVolta, Acosta passou Foggia, mas levou o troco do piloto da Leopard Racing. Binder se aproveitou e passou Acosta, mas no final da volta foi superado pelo líder do campeonato. Na volta seguinte, Masia e Antonelli superaram Darryn Binder que caiu para a 5ªposição.

Foggia, Acosta, Masia, Binder, Garcia, Antonelli, Alcoba, Migno, Sasaki e Artigas eram os 10 primeiros na metade do GP de Portugal.

Na 13ªVolta, Masia e Acosta superaram Foggia na curva 3 e 4, na curva seguinte, Pedro Acosta assume a liderança. Nesse momento, Acosta seria o campeão, mas ainda tinha uma boa parte da corrida pela frente. Na volta seguinte, Masia superou Acosta. Curvas depois, o próprio Acosta olha para trás e perde tempo e posições. Quem se dá bem era Sergio Garcia que foi para 2º, Foggia caiu para 3º, Migno e Binder completavam os 5 primeiros e Pedro Acosta teria que começar de novo sua recuperação.

A 7 voltas do final, Dennis Foggia consegue voltar a liderança, Sergio Garcia superou Darryn Binder e foi para segunda posição, mas o sul-africano da Petronas recuperou a posição. Masia, Migno e Acosta completavam os 6 primeiros colocados.

No começo da volta 16, Garcia é superado por Masia e Acosta. Na curva 5, Garcia na ânsia de recuperar posições tenta passar os dois pilotos da equipe Ajo e acaba errando a trajetória e levando Masia a errar também e foi nessa brecha que Acosta recuperou a posição no pódio.

Empolgado, Acosta passou Binder e tentou passar Foggia, mas o fracasso nessa tentativa fez com que Binder recuperasse a 2ªposição. Na volta 17, Acosta brigou quase o tempo inteiro com o sul-africano e acabou voltando a 2ªposição e a pressionar Foggia. Enquanto isso, Migno vinha em 4º, seguindo de Garcia, Masia e Antonelli.

A 3 voltas do final, Acosta passa Masia e volta a liderança. Na curva 5, Masia vai ao chão e deixa a briga pela vitória. A luta de Foggia nas voltas finais era passar Acosta ou ver o estreante de 17 anos conquistar o título. O piloto da Leopard Racing fez de tudo para passar Acosta, esse esforço deu resultado e no final da penúltima volta, Foggia conseguiu voltar a liderança.

Dennis Foggia abre a volta final na frente, mas na curva 2, Acosta passou Foggia e instantes depois, como um maluco, o sul-africano Darryn Binder acabou derrubando Foggia e Sergio Garcia. Um piloto que vai pular da Moto 3 para a MotoGP faz essa manobra desastrosa e patética como essa… que acabou por definir o campeonato.

Pedro Acosta levou sua moto até a vitória mais importante da carreira. Uma vitória que leva o jovem de 17 anos ao título do Mundial de Motovelocidade. Ninguém apostava no começo do ano que iriamos ver o piloto espanhol conquistando o campeonato.

Os italianos Andrea Migno da Snipers e Niccolò Antonelli da Avintia aproveitaram muito bem do incidente na volta final e completaram o pódio.  Sem chamar muito a atenção, Jeremy  Alcoba levou a moto da Gresini a um bom resultado, que foi a 4ªposição. Izan Guevara da Gas Gas e Ayumu Sasaki completaram os 6 primeiros colocados.

Romano Fenati fez uma corrida decente e acabou o dia na 7ªposição. Xavier Artigas da Leopard Racing, Tatsuki Suzuki da SIC58 e Filip Salac da PruestelGP completaram as 10 primeiras posições.

O Portal Sportszone parabeniza a Pedro Acosta por um campeonato tão surpreendente e por um talento tão meteórico que aparece logo no primeiro ano já conquista um campeonato tão importante como a Moto 3.

Resultado final do GP de Portugal
Algarve – 21 Voltas – Moto 3

pospilotoEquipeMotoTempo
137Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM38’04.339
216Andrea MignoRivacold Snipers TeamHondaa 0.354
323Niccolò AntonelliAvintia VR46KTMa 0.880
452Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 1.768
528Izan GuevaraMuchoNeumatico GASGAS Aspar TeamGASGASa 1.839
671Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 1.874
755Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 1.972
843Xavier ArtigasLeopard RacingHondaa 2.333
924Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 3.423
1012Filip SalacCarXpert PruestelGPKTMa 6.591
1131Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 6.940
1299Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTMa 9.392
1396Daniel HolgadoRed Bull KTM Tech 3KTMa 9.930
1466Joel KelsoCIP Green PowerKTMa 9.996
1567Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondaa 10.416
1682Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 11.650
1720Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 11.695
1854Riccardo RossiBOE OwlrideKTMa 11.736
195Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTMa 13.616
2092Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 30.001
216Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTMa 30.183
2219Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHondaa 30.249
27Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 8 Voltas
7Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 1 Volta
11Sergio GargiaMuchoNeumatico GASGAS Aspar TeamGASGASa 1 Volta
17John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 17 Voltas
40Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaDesclassificado

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Emilia-Romagna – 16ªEtapa – Mundial da Motovelocidade 2021 – MotoGP

Os favoritos ao título, Francesco Bagnaia e Fabio Quartararo estavam na repescagem, ambos tinham que buscar a classificação para o Q2 e ambos eram os principais favoritos a essas duas vagas.

Na primeira passagem, melhor para Quartararo com o tempo de 1:37.593 superando Iker Lecuona que vinha em 2º e Francesco Bagnaia na 3ªposição.

Com 5 minutos e 10 minutos de Q1, Iker Lecuona volta à liderança e se mostrava um intruso à altura para atrapalhar os planos do líder e vice-líder do Mundial. Bagnaia foi com tudo e acabou passando a liderança, com 1:36.105, logo depois foi Fabio Quartararo para passa a segunda posição e Rins passa para a terceira posição.

A 8:30 do final, Iker Lecuona vai para a ponta de novo e continuava a se intrometer na disputa de Quartarato e Bagnaia. Logo, o piloto principal da Ducati fez 1:35.604 a 8 minutos do final, voltando a liderança do Q1. Alex Marquez foi para 3º e Marevick Viñales fez uma boa volta com sua Aprilla ao marcar o 5ºtempo. A 7:15, Quartararo pula para a segunda posição. 1 minuto depois, Francesco Bagnaia se consolida na frente ao fazer 1:35.236.

Quartararo perdeu a segunda posição para Alex Marquez, mas recupera essa posição a 5 minutos e 40 segundos do final, o francês em nova volta recupera a segunda posição e fica a 63 milésimos de Bagnaia. Até esse momento estavam classificando os favoritos.

Porém, tudo iria mudar, a menos de 5 minutos do final. Enquanto que Bagnaia vai para a casa do 1 minuto e 34 segundos, o piloto da Yamaha é superado por Alex Marquez da LCR e Iker Lecuona da Tech 3 e na sua nova volta rápida acaba ficando atrás do irmão de Marc Marquez, na terceira posição.

Enquanto Bagnaia vinha melhorando ainda mais seu tempo, Brad Binder, Michele Pirro e Joan Mir foram para o chão. A 1 minuto do final, Rins toma a segunda posição de Alex Marquez e Fabio Quartararo passa para 3º a 58 milésimos. O francês tinha uma última tentativa para se classificar, mas acaba não conseguindo nada, fica apenas na 3ªposição. Foi Iker Lecuona que ficou com a segunda vaga e foi com Francesco Bagnaia ao Q2. O piloto da Ducati dominou a sessão de repescagem.

Alex Rins ficou em 4ºlugar, a Suzuki parece ter largado de vez a temporada de 2021 e esta focada para a moto do ano que vem, seguido de Alex Marquez e de Takaagi Nakagami.

Resultado do Q1:

pospilotoEquipeMotoTempo
163Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’33.393
227Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’34.099
342Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’34.418
473Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’34.454
520Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’34.476
623Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’35.236
730Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’35.641
836Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’35.683
912Maverick ViñalesAprilia Racing Team GresiniAprilia1’35.835
1033Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’36.478
114Andrea DoviziosoPetronas Yamaha SRTYamaha1’36.639
1251Michele PirroDucati Lenovo TeamDucati1’37.880
1346Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’38.261
1432Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniApriliaSem Tempo

Bagnaia tinha uma boa chance de largar bem a frente de Quartararo para tirar uma parte considerável da vantagem de 52 pontos que o francês tinha de vantagem na liderança do Mundial. Todo mundo saiu para a pista de imediato, com exceção dos dois pilotos da Pramac.

Logo na sua primeira tentativa, Marc Marquez quase foi ao chão, mas recuperou o controle e se salvou de uma queda. A 11 minutos do final, Francesco Bagnaia fez 1:34.167 e assumiu a liderança do Q2, com muita vontade de adiar a decisão para Portugal e Comunidade Valenciana.

Lecuona faz uma bela marca de 1:34.309 ficando na segunda posição até aquele momento. Bagnaia baixou mais ainda sua marca a 9:25 do final ao fazer 1:33.045. Seu companheiro, Jack Miller fez o 3ºtempo.

A 8 minutos do final, Bagnaia e Miller foram para os boxes. Enquanto isso, Luca Marini passou para 3ªposição. A 6 minutos do final, Danilo Petrucci a caminho de disputar o Dakar 2022 faz o 2ºmelhor tempo, ultrapassando seu companheiro de equipe (Lecuona), que vinha em volta rápida novamente.

A 4:45 do final, Pol Espargaró e Miguel Oliveira pulam para as 2ª e 3ªposições respectivamente, pouco tempo depois, Marquez faz o terceiro tempo, superando o piloto da KTM e logo depois, a 4:15 do final, Miller supera Pol, Marquez e Oliveira e foi para a segunda posição.

A Ducati tinha a dobradinha na primeira fila, era tudo que Bagnaia queria, ser pole e ter seu companheiro de equipe protegendo ele na ponta. Pol Espargaró era o maior perigo, vinha em 3º completando a primeira fila. Marquez vinha em 4º, seguido de Oliveira, Petrucci, Lecuona, Marini, Morbidelli, Zarco, Aleix e Martin.

A 3:13 do final, Oliveira toma o quarto lugar de Marquez. Luca Marini passa da 8ª para 5ªposição e também supera o formiga atômica. A 2:40 do final, Miller se aproxima no tempo e fica a 25 milésimos de Bagnaia.

Danilo Petrucci e Iker Lecuona foram para o chão e perderam a chance de conseguirem melhores tempos. Miguel Oliveira foi para 3º a 1:40 do final da sessão. Marc Marquez acabou indo para o chão. No final, Luca Marini fez uma estupenda volta e acabou tomando a 3ªposição de Miguel Oliveira. Uma inédita primeira fila para o piloto da Avintia.

A pole ficou mesmo com Francesco Bagnaia que não precisou de muito tempo e de muitas voltas para conquistar essa pole. O Sábado acabou sendo um dia perfeito para ele e para a Ducati. Jack Miller em 2º e Luca Marini em 3º tinham motos da fábrica italiana.

O primeiro piloto não-Ducati era Pol Espargaró com sua Honda, tomando posição de Miguel Oliveira na reta final e ficando com a 4ªposição. Franco Morbidelli fecha a segunda fila com a primeira Yamaha do grid.

Marc Marquez com a Honda e os pilotos da Tech 3, Iker Lecuona e Danilo Petrucci vão formar a 3ªfila. Fechando os 12 primeiros colocados, os pilotos Johann Zarco da Pramac, Aleix Espargaró da Aprilla e Jorge Martin da Pramac.

Grid de Largada:

pospilotoEquipeMotoTempo
163Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’33.045
243Jack MillerDucati Lenovo TeamDucati1’33.070
310Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’33.130
444Pol EspargaróRepsol Honda TeamHonda1’33.313
588Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’33.439
621Franco MorbidelliMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’33.526
793Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’33.850
827Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’33.893
99Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’34.140
105Johann ZarcoPramac RacingDucati1’34.687
1141Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniAprilia1’34.963
1289Jorge MartinPramac RacingDucati2’24.631
1342Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’34.418
1473Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’34.454
1520Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’34.476
1623Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’35.236
1730Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’35.641
1836Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’35.683
1912Maverick ViñalesAprilia Racing Team GresiniAprilia1’35.835
2033Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’36.478
214Andrea DoviziosoPetronas Yamaha SRTYamaha1’36.639
2251Michele PirroDucati Lenovo TeamDucati1’37.880
2346Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’38.261
2432Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniApriliaSem Tempo

Domingo em Misano, com tempo seco e um cenário ideal para a Ducati. Todos os pilotos da marca iriam trabalhar para Francesco Bagnaia. Se isso iria dar certo, só depois das 27 voltas completadas.

O pole position Francesco Bagnaia larga bem e tem a liderança assegurada, Jack Miller chegou a se colocar do lado do em 2º protege o companheiro de equipe. Miguel Oliveira vinha em 3º, Marc Marquez em 4º, Pol Espargaró em 5º e depois, Morbidelli, Marini que não foi bem na largada, Lecuona, Aleix Espargaró e Petrucci.

Quartararo caiu 2 posições, indo para 17º, fez uma largada precavida, sem correr riscos que nessa altura pareciam ser desnecessários. No decorrer da primeira volta, o francês ganhou 3 posições, pulando para a 14ªposição.

Bagnaia tenta abrir vantagem sobre Miller, o australiano que tinha como missão segurar os adversários do italiano que estivessem a fim de impedir que o piloto da Ducati vencesse a prova. Tudo para tirar parte da enorme vantagem que Quartararo vinha na liderança do campeonato.

Ao começar a 3ªVolta, Danilo Petrucci derruba Joan Mir e ambos deixaram a corrida. A corrida de Mir já tinha ido para o saco, ele tomou punição de dupla volta longa por ter queimado a largada. Bagnaia não consegue abrir de Jack Miller e de Marc Marquez, os dois estavam bem perto e ligeiramente mais rápidos que o líder da prova. No final da 4ªVolta, Miller vai ao chão e abandona. A última barreira da Ducati foi detida e Marquez estava livre para atacar Peppo.

Bagnaia lidera, com Marquez em 2º, Pol Espargaró em 3º seguido por Miguel Oliveira e Franco Morbidelli ao final da 5ªvolta. Fabio Quartararo já vinha na 11ªposição, logo atrás de Iker Lecuona. Aleix, Marini, Martin, Rins estavam na frente do piloto da Tech 3.

Marquez passa a atacar Bagnaia em duelo pela ponta e para a definição ou não do Mundial. Após 7 voltas, Quartararo já vinha na 10ªposição. Era boa a recuperação do piloto da Yamaha até aquele momento.

Na 10ªVolta, Quartararo passou Martin, assumindo a 9ªposição e estava a 4 décimos de Alex Rins. Enquanto isso, Marquez estava colado em Bagnaia. Enquanto isso, Alex Marquez com problemas abandona a prova. Logo depois, Iker Lecuona acabou indo ao chão na curva 1.

Pol vinha fazendo uma bela corrida, na terceira posição, mantendo uma vantagem boa para Miguel Oliveira. Franco Morbidelli começava a ficar mais para trás, com dificuldades para manter a posição e acabou não conseguindo, o ítalo-brasileiro perdeu posição para Aleix Espargaró. Jorge Martin foi para o chão na entrava da 13ªvolta, deixando a corrida.

Na mesma volta, Rins passou Marini e ficou na alça de mira do Quartararo. Morbidelli vinha em 6º, segurando muito o ritmo de Rins, Marini e Quartararo, até quando não deu mais, em poucas curvas, Rins, Quartararo, Marini e Zarco superaram Franco que foi só ladeia abaixo. Ao final da 15ªvolta, o líder do campeonato já estava na 7ªposição.

Bagnaia se sustentava na frente de Marquez a 10 voltas do final, enquanto que Quartararo passou Rins assumindo a 6ªposição e partiu para cima de Aleix Espargaró. Apesar da resistência, o piloto da Aprilla não foi páreo a ficar a frente do piloto da Yamaha. Com isso, Fábio Quartararo passou a ser o 5ºcolocado. Naquela altura da prova, parecia que seria o máximo que o piloto francês iria alcançar…

… Porém, a corrida ainda não tinha terminado. Bagnaia vinha firme e forte na liderança, mesmo com toda a pressão de Marquez, já abrindo alguma vantagem sobre o formiga atômica.

Eis que veio o final da volta 23, foi na curva 15 que Francesco Bagnaia foi para o chão. O campeonato nesse momento acabava naquele momento. Quartararo passou para a 3ªposição, já que Miguel Oliveira foi para o chão. As voltas finais eram apenas para o novo campeão do mundo levar sua moto a bandeirada. Na última volta, em uma recuperação incrível, Enea Bastianini foi pra cima do francês e acabou subindo para a 3ªposição.

Marc Marquez conquista a 3ªvitória na temporada, fazendo um final muito bom de campeonato. A Honda teve um dia incrível, com dobradinha da equipe principal, já que Pol Espargaró acabou o dia na segunda posição. O primeiro pódio de Pol na Honda e na temporada.

Enea Bastianini teve mais um brilhante dia, 3ºlugar e o segundo pódio na temporada, com uma moto inferior as melhores Ducati, sem dúvida o italiano é o melhor estreante da temporada, apesar dos grandes resultados que Jorge Martin vem conseguindo, mas Bastianini é mais constante que Martin no ano inteiro.

Fabio Quartararo com o 4ºlugar acabou conquistando o título de Campeão do Mundo pela primeira vez na carreira. O primeiro francês a ser campeão na principal categoria do Mundial. Uma corrida correta, com uma bela recuperação e subindo volta após volta, sem atropelos, com frieza e consistência durante todas as voltas em Misano. Um título merecidíssimo.

Johann Zarco salva um 5ºlugar para a Pramac após ter superado Alex Rins nas últimas voltas, o piloto da Suzuki ficou na 6ªposição. Aleix Espargaró e Marevick Viñales levaram as duas motos da Aprilla a 7ª e 8ªposições respectivamente, a entrada de Viñales na equipe italiana sem dúvida foi benéfica para a fábrica.

Luca Marini da Avintia e Valentino Rossi da Petronas completou os 10 primeiros colocados. O brilho do meio irmão do doutor teve seu brilho no sábado, mas na corrida acabou ficando para trás.

Em 11º, Brad Binder ficou longe de qualquer disputa ao largar dos boxes e ter sido punido com a volta longa. Michele Pirro fez seus pontinhos com a 12ªposição. Andrea Dovizioso também se manteve na pista e ficou na 13ªposição. Franco Morbidelli começou bem, mas caiu demais a partir da metade da corrida e ficou em 14º e um persistente Takaagi Nakagami que se levantou de uma queda e salvou um ponto para a LCR Honda.

Resultado final da 16ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
MotoGP  – 27 Voltas – GP de Misano

pospilotoEquipeMotoTempo
193Marc MárquezRepsol Honda TeamHonda41’52.830
244Pol EspargaróRepsol Honda TeamHondaa 4.859
323Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucatia 12.013
420Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 12.775
55Johann ZarcoPramac RacingDucatia 16.458
642Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 17.669
741Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 18.468
812Maverick ViñalesAprilia Racing Team GresiniApriliaa 18.607
910Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucatia 25.417
1046Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamahaa 27.735
1133Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 27.879
1251Michele PirroDucati Lenovo TeamDucatia 28.137
134Andrea DoviziosoPetronas Yamaha SRTYamahaa 41.413
1421Franco MorbidelliMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 42.830
1530Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 1’22.462
63Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati5 voltas
88Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM5 voltas
89Jorge MartínPramac RacingDucati15 voltas
27Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM17 voltas
73Álex MárquezLCR Honda CASTROLHonda18 voltas
43Jack MillerDucati Lenovo TeamDucati24 voltas
9Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM25 voltas
36Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki25 voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Emilia-Romagna – 16ªEtapa – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 2

Com a melhor pista do dia de sábado tem inicio a classificação. A repescagem teria nomes de peso como de Marco Bezzecchi, 3ºlugar do campeonato, Jorge Navarro, Fabio di Giannantonio, Tony Arbolino e Marcel Schrotter. Na NTS, Hafizh Syarhin acabou se retirando da equipe. O substituto será o italiano Tommaso Macron.

Bezzecchi foi o primeiro a marcar volta (1:40.068) a 11 minutos e 30 do final da sessão, mas acabou superado por Jorge Navarro e depois por Tony Arbolino a 10:55 do final da sessão. A partir dai, começou a ter várias quedas. A primeira das quedas foi com Nicolò Bulega da Gresini, seguido de Marco Bezzecchi. Os dois pilotos da Dynavolt caíram, primeiro com Tony Arbolino e depois Marcel Schrotter a menos de 9 minutos do final da sessão.

Os classificados para o Q2 eram Jorge Navarro, Bo Bendsneyder, Tony Arbolino e Fabio di Giannantonio naquele momento da sessão. Os dois pilotos da NTS foram para o chão a 8 minutos e meio do final.

Jorge Navarro continuava em pé e melhorando seu tempo, a 8 minutos do final marcando 1:37.499 e se consolidando na liderança. Enquanto isso as quedas vinham se sucedendo. O certo era que a sessão fosse interrompida, estava perigoso demais para continuar, mas não devem nem ter pensado nessa possibilidade.

Navarro vinha mais a vontade na pista, com 1:37.198 a 6 minutos do final estava bem a frente de Cameron Beaubier, Fabio di Giannantonio e Hector Garzó. Os ainda intactos Bendsneyder, Arenas e Baldassarri tentavam entrar na zona de classificação.

O piloto da SAG conseguiu pular para a 4ªposição a 4 minutos do final, mas por pouco tempo, pois Garzó fez uma volta melhor e saiu da 5ª para a segunda posição, com 3 minutos do final do Q1. Nos últimos momentos da sessão, Bo Bendsneyder foi para 2º, mas foi superado por Albert Arenas e Hector Garzó. O Holandês conseguiu sustentar a última vaga para o Q2.

Jorge Navarro ficou com o melhor tempo, seguido de Arenas, Garzó e Bendsneyder. Fabio di Giannantonio ficou em uma decepcionante 6ªposição, seguido de Marcel Schrotter e atrás de Cameron Beaubier.

Resultado do Q1:

pospilotoEquipeMotoTempo
19Jorge Navarroa EGO Speed UpBoscoscuro1’37.198
275Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuro1’37.543
340Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’37.584
464Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’37.878
56Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’38.097
621Fabio di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’38.122
723Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’38.366
87Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’38.748
970Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’39.543
1072Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’40.068
1110Tommaso MarconNTS RW Racing GPNTS1’43.096
11Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2KalexSem Tempo
14Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexSem Tempo
16Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexSem Tempo
24Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV AgustaSem Tempo
27Mattia CasadeiItaltrans Racing TeamKalexSem Tempo

O cenário do Q2 ainda era de uma pista complicada para Remy Gardner e Raúl Fernández, os dois candidatos ao título da Moto 2.
Gardner começou bem ao marcar 1:39.535, seguido por Thomas Luthi que fez uma bela volta. Stefano Manzi, Augusto Fernandez e Somkiat Chantra completando os 5 primeiros colocados a 11:10 do final. Segundos depois, Bendsneyder e Raúl subiram para 2º e 3ºlugares 15 segundos depois.

Jorge Navarro foi para a ponta com 1:36.683 a 9:40 do final, Augusto Fernandez foi para segundo, logo superado por Raúl Fernández. Sam Lowes foi para 4ªposição. A 9 minutos do final, Remy Gardner foi para os boxes, ele vinha na 11ªposição. Na metade da sessão, Lowes subiu para segunda posição.

Enquanto Gardner tentava partir para a pista, Xavi Vierge e depois de segundos, Jake Dixon cai a poucos metros do companheiro de equipe. A pista estava bem crítica ainda. A menos de 5 minutos do final, Augusto Fernandez passa Sam Lowes e vai para a segunda posição, mas a mais de 3 décimos de Navarro. Celestino Vietti foi para a 4ªposição, mas assim que começa uma nova volta ele vai para o chão na curva 1 e sai do treino. Stefano Manzi e Ai Ogura também caíram segundos depois.

Aron Canet foi para a 3ªposição a 3 minutos do final. Raúl Fernández foi ao chão a menos de 3 minutos do final, era a chance para Remy Gardner superar o seu arquirrival na disputa pelo campeonato. Sam Lowes passou a liderança a 1 minuto do final, com uma volta avassaladora de 1:36.551. Jorge Navarro foi para a sua última volta rápida e chegou 4 milésimos acima do piloto da Marc VDS.

Sam Lowes conquistou a pole position para a segunda rodada em Misano, em situações bem adversas no circuito italiano. Jorge Navarro por muito pouco não levou sua Boscoscuro a uma pole position, liderando desde do começo da sessão e conseguindo se manter nessa posição até o final, quando é superado pelo piloto da Marc VDS. Augusto Fernandez da Marc VDS completa a primeira fila.

Aron Canet larga em 4ºlugar, abrindo a segunda fila que terá dois pilotos que geralmente não só frequentadores das primeiras posições: Celestino Vietti da VR46 e Marcos Ramirez da American Racing. Stefano Manzi da Pons, Thomas Luthi da SAG e Albert Arenas da Aspar Martinez foram a 3ªFila.

Entre os postulantes ao título da moto 2, Raúl Fernández não foi bem, vai largar apenas na 10ªposição, mas Remy Gardner foi pior ainda, na sua última volta o australiano acabou se classificando na 14ªposição, atrás de Somkiat Chantra, Bo Bendsneyder e Fermim Aldeguer.

Grid de largada:

pospilotoEquipeMotoTempo
122Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex1’36.510
29Jorge Navarroa EGO Speed UpBoscoscuro1’36.555
337Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex1’36.744
444Aron CanetAspar Team Moto2Boscoscuro1’36.950
513Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’37.100
642Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’37.300
762Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’37.511
875Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuro1’37.558
925Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex1’37.602
1035Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’37.686
1112Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’37.695
1264Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’37.767
1354Fermín Aldeguera EGO Speed UpBoscoscuro1’37.780
1487Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex1’37.825
1540Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’37.904
1697Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’38.482
1796Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’38.556
1879Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’39.683
196Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’38.097
2021Fabio di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’38.122
2123Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’38.366
227Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’38.748
2370Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’39.543
2472Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’40.068
2510Tommaso MarconNTS RW Racing GPNTS1’43.096
2611Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2KalexSem Tempo
2714Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexSem Tempo
2816Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexSem Tempo
2924Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV AgustaSem Tempo
3027Mattia CasadeiItaltrans Racing TeamKalexSem Tempo

Antes da largada, Augusto Fernandez foi punido com a volta longa, isso por ter atrapalhado a Aron Canet no Warm up. Tommaso Macron foi largar dos boxes.

Sam Lowes que largou na pole, foi bem na largada e se manteve na ponta, Seu companheiro Augusto Fernandez chegou a passar a segunda posição, mas logo foi superado por Aron Canet e Jorge Navarro, caindo para a 4ªposição. Somkiat Chantra vinha na 5ªposição. Raúl
Fernández estava em 7º, ganhando 3 posições na largada, Remy Gardner vinha na 13ªposição no término da primeira volta.

Na segunda volta, Augusto Fernandez paga a punição e volta muito lá atrás na classificação da prova. Na terceira volta, Raúl Fernández já estava na 4ªposição após superar Marcos Ramirez, Celestino Vietti e Somkiat Chantra. O ritmo do piloto espanhol da KTM Ajo era alucinante. Gardner vinha se recuperando, mas mais lentamente, na 11ªposição. Na metade da 4ªVolta, Canet passou a liderança e Navarro passou para a segunda posição.

Gardner passou a ser o 10º no começo da 4ªVolta e passou Vierge na curva 9. Na mesma curva, Navarro passou Canet e foi para a liderança. Canet e Navarro se enroscaram na curva 14, isso permitiu que Lowes voltasse a ponta, Canet em 2º e Raúl Fernández passou para 3º após superar Navarro. O Campeonato estaria empatado naquele momento, mas Gardner acabou levando mais uma posição, passou Ramirez e foi para a 8ªposição.

Na 6ªVolta, Raúl supera Canet e assume a segunda posição, isso após largar da 10ªposição. Lowes, Raúl, Canet, Vietti, Navarro, Manzi, Chantra, Gardner, Augusto Fernandez e Garzo eram os 10 primeiros colocados.

Ao final da 7ªvolta, Gardner acabou se precipitando e derrubando Chantra que fazia um belo final de semana. O lance foi colocado sobre investigação e poderia dá em uma punição para o australiano. Enquanto isso, Augusto Fernandez foi para cima de Gardner. A situação ficava mais complicada para Remy, ao ponto que Raúl Fernández pressionava Lowes na disputa pela ponta da corrida. Cameron Beaubier acabou caindo no final da 9ªVolta.

Na 11ªVolta, Navarro supera Celestino Vietti e passa a 4ªposição. Lowes segurava como podia Rául Fernández, Canet vinha chegando nessa disputa. Enquanto isso, Remy Gardner errou a curva 9 e permitiu que Augusto Fernandez passasse para 7ªposição. A situação estava incrivelmente favorável para Raúl nessa altura da prova e do campeonato.

Hector Garzó vai mais uma vez para o chão, sem dúvida á decepção de 2021. Raúl Fernández vai para a ponta na após superar Sam Lowes na curva 9 da 14ªvolta. Tudo parecia se encaminhar para mais uma vitória do jovem piloto de 20 anos de idade e tudo remava contra Remy Gardner, que sofreu a punição da volta longa, por ter derrubado Chantra no final da 7ªvolta

… Porém, uma volta depois, perto da entrada da curva 9, Raúl Fernández sofre um tombo feio e abandona a prova e o cenário do campeonato volta a ficar a favor do filho de Wayne Gardner. Sam Lowes volta a liderança, seguido de Aron Canet, Jorge Navarro, Celestino Vietti e Augusto Fernandez.

Garnder vinha em 7º, mas precisava cumprir a punição, o que ele fez a 10 voltas do final e ainda voltava em 7º, mas com Marco Bezzecchi (que largou em 24º) por perto e com um rendimento muito bom, vai para cima do líder do campeonato. Em um espaço muito curto, Xavi Vierge e Tony Arbolino foram para o chão.

Canet passou para a ponta superando Lowes. O britânico errou a curva e deu a chance para o espanhol passar a frente. Era a chance de Canet conquistar a primeira vitória na Moto 2. Mais atrás, Bezzecchi supera Gardner e passa a ser 7ºcolocado, isso após largar da 24ªposição. A 5,5 voltas do final, Sam Lowes teve um desequilíbrio e isso fez com que Canet abrisse quase 1 segundo do piloto da Marc VDS.

Augusto Fernandez estava a um passo do pódio, pressionando Celestino Vietti da VR46, a ultrapassagem foi na curva 9 e o piloto da Marc VDS assume a 3ªposição, mas Vietti não estava disposto a desistir tão facilmente e tenta o troco. Navarro era pressionado por Manzi, briga pela 5ªposição.

A 4 voltas do final, Lowes faz uma brilhante manobra e passa por fora a Aron Canet, assumindo a liderança. No final da antepenúltima volta, Marco Bezzecchi que fez uma grande corrida de recuperação acabou indo para o chão. Com isso, Remy Gardner recuperou a 7ªposição.

Sam Lowes abriu vantagem para Canet e levou a moto da Marc VDS até a bandeirada. Após 13 corridas, o piloto britânico voltava a vencer na Moto 2. Augusto Fernandez aproveita a pane seca de Aron Canet nos últimos metros para ficar na segunda posição. Dobradinha da Marc VDS em Misano. Aron Canet completou o pódio após ficar por algum tempo na liderança, chegando a sonhar até mesmo com a vitória.

Celestino Vietti conquistou seu melhor resultado na Moto 2, com uma brilhante 4ªposição, faltando pouco para conquistar o pódio. Jorge Navarro chegou a liderar a prova, mas acabou perdendo um pouco de terreno e ficou brigando pela 5ªposição com Stefano Manzi. Nessa disputa, ele se saiu vitorioso ficando com essa posição. Enquanto isso, Manzi fez seu melhor resultado no ano, bem melhor que Hector Garzó em 2021, se é que ser melhor que Garzó não é representar muita coisa.

Remy Gardner fez uma corrida ruim, mas saiu de Misano com o 7ºlugar e com uma vantagem maior na liderança do campeonato, com 50 pontos em jogo e 18 pontos a frente de Raúl Fernández. Fabio di Giannantonio teve um fim de semana discretíssimo, ficando na 8ªposição. Ai Ogura da Honda Asia Team e Marcos Ramirez da American Racing fecharam o Top 10.

Albert Arenas da Aspar Martinez, Bo Bendsneyder da SAG, Jake Dixon da Petronas, Thomas Luthi da SAG e Marcel Schrotter da Dynavolt completaram a zona de pontuação.

Resultado final da 16ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto 2 – 25 Voltas – GP da Emilia-Romagna – Misano

pospilotoEquipeMotoTempo
122Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex40’25.180
237Augusto FernándezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 1.233
344Arón CanetAspar Team Moto2Boscoscuroa 1.400
413Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalexa 2.554
59Jorge Navarroa EGO Speed UpBoscoscuroa 4.243
662Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 5.198
787Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 14.261
821Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 15.868
979Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 18.905
1042Marcos RamírezAmerican RacingKalexa 19.069
1175Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuroa 19.675
1264Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 24.309
1396Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 26.777
1412Thomas LüthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 34.699
1523Marcel SchrötterLiqui Moly Intact GPKalexa 36.240
1654Fermín Aldeguera EGO Speed UpBoscoscuroa 37.590
1770Barry BaltusNTS RW Racing GPNTSa 37.899
1811Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 37.966
1924Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 50.787
207Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 1:02.974
72Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex3 voltas
97Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex9 voltas
14Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex9 voltas
27Mattia CasadeiItaltrans Racing TeamKalex10 voltas
25Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex11 voltas
40Héctor GarzóFlexbox HP40Kalex13 voltas
10Tommaso MarconNTS RW Racing GPNTS16 voltas
6Cameron BeaubierAmerican RacingKalex17 voltas
35Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex19 voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Emilia-Romagna – 16ªEtapa – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 3

Pista molhada na sessão de classificação da Moto 3, mas sem chuva, com possibilidades de a pista começar a secar. Dois pilotos estavam fazendo sua estreia na segunda prova de Misano. O colombiano David Alonso que substitui Sergio Garcia na Gas Gas e o Indonésio Mario Aji, convidado da Honda Asia Team. Esse Indonésio deu um belo cartão de visitas com 4 minutos de sessão, marcando o melhor tempo. Até quando Jaume Masia superou o tempo de Aji e assumiu a liderança na primeira volta dos pilotos da repescagem.

A 9 minutos do final, Tatsuki Suzuki passa a liderar, com a marca de 1:52.737. Esse tempo seria melhorado volta após volta. 20 segundos depois, Masia baixa seu tempo para 1:51.769 e volta a liderança, mas a liderança do piloto da Ajo só dura 20 segundos, já que Niccolò Antonelli foi para a liderança com 1:51.704. Os classificados eram: Antonelli, Masia, Suzuki e Aji.

A pista continuava a melhorar cada vez mais e por consequência, os tempos baixavam mais e mais. Ricardo Rossi chega a marcar o melhor tempo, mas Masia e depois, Antonelli com 1:50.978 trucidou a concorrência, colocando 6 décimos de frente para Masia. Rossi vinha em 3º, Fenati em 4º e Migno na 5ªposição.

A 5:10 do final, Migno entra de vez na disputa ao marcar o 2ºtempo, Já Mario Aji continuava a surpreender ao fazer o 3ºtempo e continuava a incomodar os principais pilotos do Q1.
Antonelli baixa mais ainda seu tempo para 1:49.798, John McPhee passa para a 3ªposição enquanto que Tatsuki Suzuki cai a menos de 5 minutos do final.

A menos de 2 minutos do final, todo mundo começava a jogar as suas últimas fichas. Ryusei Yamanaka faz a 2ªmelhor marca a 1:30 do final.

A 1 minuto do final, Antonelli faz 1:49.344 e termina a sessão com o primeiro tempo, Na última volta, Ricardo Rossi faz a segunda melhor marca. Romano Fenati chegou a fazer o 3ºtempo, mas foi jogado para a 5ªposição após ter sido superado por John McPhee e Jaume Masia, os dois últimos classificados para o Q2. Mario Aji ficou com a 9ªmarca e David Alonso com a Gas Gas ficou na 11ªposição.

Resultado do Q1:

pospilotoEquipeMotoTempo
123Niccolò AntonelliAvintia VR46KTM1’48.828
254Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’50.053
317John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’50.260
45Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’50.503
555Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’50.522
66Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’50.590
799Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’50.662
816Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’50.819
964Mario AjiHonda Team AsiaHonda1’51.163
1024Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’51.280
1180David AlonsoGAVIOTA GASGAS Aspar TeamGASGAS1’52.013
1252Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’52.084
1327Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’52.230
1473Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’53.602

Com uma pista um pouco melhor, começava o Q2. As atenções estavam voltadas para Pedro Acosta e Dennis Foggia, os dois postulantes ao título da Moto 3.

Stefano Nepa e Ayumi Sasaki marcaram os primeiros tempos do Q2. Com 4 minutos e 30 segundos de sessão, Alberto Surra da Snipers era o líder, seguido de Pedro Acosta. Vindo do Q1, Niccolò Antonelli passou a liderar a 10 minutos do final, marcando 1:50.306. O piloto da Leopard Racing Dennis Foggia não começou bem o Q2, fez apenas a 13ªmarca.

Stefano Nepa e Ayumi Sasaki marcaram o 2º e 3ºtempo nas suas segundas tentativas de volta rápida. O mesmo caso do Q1, a pista melhora à medida que os pilotos iram completando suas voltas rápidas.

A 8 minutos do final, Niccolò Antonelli continuava muito na frente dos demais. Se pensa que o piloto da Avintia parou, ele continuou melhorando seu tempo em 4 milésimos a 6:20 do final. A 5 minutos do final, Filip Salac vai para 2º e Alberto Surra faz uma boa marca e vai para 4ªposição.

A 4:30 do final, Antonelli faz 1:48.729 e colocou mais de 1.5 segundos a frente de Stefano Nepa que estava na segunda posição. Entre os postulantes ao título, Pedro Acosta pula para 3ºlugar a 3 minutos do final, enquanto que Dennis Foggia não conseguia sair da 18ªposição a 2:20 do final do Q2.

Ninguém tirou a pole de Niccolò Antonelli da Avintia, o dominador do Q1 e Q2, sem dar qualquer chance para seus adversários. O italiano colocou 611 milésimos de frente para o Tcheco Filip Salac da PruestelGP e Ricardo Rossi da Owlride, os dois outros pilotos que vão formar a primeira fila.

Na segunda fila, largam o espanhol Izan Guevara da Gas Gas em 4º, Pedro Acosta na 5ªposição, em situação muito melhor que a situação de Dennis Foggia da Leopard Racing, que larga da 14ªposição. Jaume Masia, companheiro de Acosta na Red Bull KTM Ajo completa a segunda fila.

Alberto Surra em uma bela sessão leva a sua Honda da equipe Rivacold na 7ªposição. Stefano Nepa da Owlride e Xavier Artigas da Leopard Racing completam a 3ªfila. Ayumi Sasaki vai largar na 10ªposição. Seu companheiro de equipe Deniz Oncü foi suspenso por ter provocado um acidente gravíssimo no GP dos Estados Unidos. O substituto era o espanhol Daniel Holgado que larga na 18ªposição.

Grid de Largada:

pospilotoEquipeMotoTempo
123Niccolò AntonelliAvintia VR46KTM1’48.563
212Filip SalacCarXpert PruestelGPKTM1’49.174
354Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’49.280
428Izan GuevaraGAVIOTA GASGAS Aspar TeamGASGAS1’49.495
537Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM1’49.582
65Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’49.633
767Alberto SurraRivacold Snipers TeamHonda1’49.677
882Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’49.697
943Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’50.211
1071Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’50.352
1131Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’50.609
1217John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’50.695
1392Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’50.746
147Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’50.988
1519Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’51.004
1640Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda1’51.025
1720Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’51.349
1896Daniel HolgadoRed Bull KTM Tech 3KTM1’51.726
1955Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’50.522
206Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’50.590
2199Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’50.662
2216Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’50.819
2364Mario AjiHonda Team AsiaHonda1’51.163
2424Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’51.280
2580David AlonsoGAVIOTA GASGAS Aspar TeamGASGAS1’52.013
2652Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’52.084
2727Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’52.230
2873Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’53.602

O domingo foi totalmente diferente do sábado, ao invés do tempo encoberto e pista molhada, acabou tendo pista seca e sol. Foi uma reviravolta no tempo e também tivemos uma reviravolta na corrida que iria impactar no campeonato.

Niccolo Antonelli larga bem e manteve a liderança, seguido de Ricardo Rossi, Izar Guevara, Salac, Nepa, Masia, Surra e Acosta. Essa situação não duraria muito tempo, na verdade só durou algumas curvas. Já que Guevara e Nepa passaram por Rossi no meio da primeira volta. Foggia vinha na 15ªposição.

Antonelli termina a primeira volta na frente, com Guevara e Nepa na cola. Enquanto que Rossi começava a cair na classificação. Já Nepa, pelo contraio, ele passou Guevara na curva 11 e na reta oposta passou Antonelli e assumiu a liderança pela primeira vez na carreira no final da 2ªvolta.

Pedro Acosta estava na 6ªposição e Dennis Foggia vinha na 14ªposição. Nepa continua na frente até a metade da 4ªvolta, foi quando Antonelli recupera a liderança na curva 9. Nepa, Masia, Guevara e Salac vinham no primeiro pelotão e a meio segundo do segundo pelotão. Salac passou Guevara e assumiu a 4ªposição. Acosta se aproximou do grupo e superou o piloto da Gas Gas para ganhar a 5ªposição.

No começo da 5ªVolta, Jaume Masia supera Stefano Nepa, assumindo a 2ªposição (depois o piloto da Owlride recuperaria essa segunda posição). Enquanto isso, Dennis Foggia passou Ricardo Rossi e já vinha na 13ªposição. No começo da Reta oposta, Filip Salac acaba errando e caindo para a 7ªposição. Lá atrás, Ricardo Rossi foi para o chão após se enroscar com John McPhee, mas o escocês não teve culpa nenhuma.

Dennis Foggia vinha subindo na classificação, já estava na 10ªposição e encaminhando para entrar no primeiro pelotão. Lá na frente, Antonelli faz todo o possível para continuar na frente diante do pelotão (Masia, Nepa, Acosta, Guevara, Artigas e Sasaki). 8ªvolta, na curva 6, Nepa volta a segunda posição, mas Masia volta curvas depois a segunda posição. Guevara passou Acosta, passando a ser o 4ºcolocado.

John McPhee cai e abandona a prova na 9ªVolta, Mario Aji e David Alonso vinham na 25ª e 26ªposições. Izar Guevara passou Stefano Nepa e passou a pressionar Niccoó Antonelli, Acosta vinha em 4º, bem próximo dos 3 primeiros. Foggia já vinha na 9ªposição após passar Migno e Salac.

Antonelli ganhou um folego com a Briga entre Guevara, Nepa e Acosta pela segunda posição. Acosta vinha com pneus duros enquanto que todo o resto esta com pneus mais macios. Na 12ªvolta, Acosta passa a segunda posição e passa a atacar Nepa, mas é superado por Darryn Binder na curva 5 e perde a 3ªposição.

Porém, curvas depois, Antonelli erra, perde velocidade e Acosta toma a liderança deixando todo o resto para trás. Era tudo que o piloto da KTM Ajo queria, dá um passo muito importante para o campeonato. Porém, a prova ainda tínhamos metade da corrida a percorrer. No começo da 13ªvolta, Acosta é superado por Guevara, Nepa e Masia, caindo para a 4ªposição.

Em busca da recuperação, Acosta perde mais posições, e acaba por cair para a quinta posição. Mais impressionante é Dennis Foggia pular para a 3ªposição. Em 1 volta, tudo acabou mudando, agora era o piloto da Leopard Racing que tinha a vantagem.

Masia toma a ponta de Guevara. Na curva 12 e 13, Foggia toma a segunda posição e na entrada da 15ªVolta, Foggia passa Masia e passa a liderar em Mizano, em uma das mais impressionantes reviravoltas já vistas nos últimos anos. Acosta estava em 5º, com Nepa pressionando demais o líder do campeonato. Curvas depois, o piloto da Olwride tomou o 5ºlugar de Acosta, que vivia o mais difícil e complicado momento da prova e do campeonato. Antonelli , Sasaki, Salac e Artigas completou os 10 primeiros colocados.

A 6 voltas do final, Izar Guevara foi ao chão na curva 9, mas conseguiu volta e ainda na zona de pontuação, por incrível que pareça. A disputa ficava entre Foggia e Masia. Darryn Binder em 3º já vinha ficando para trás. Acosta conseguiu recuperar a 4ªposição de Nepa, que acabou se desequilibrando e perdendo velocidade na sua moto. Antonelli vinha em 6º, liderando o pelotão intermediário com Sasaki, Fenati, Salac e Artigas.

A 4 voltas do final, Nepa volta superar Acosta, passando a 4ªposição. Dennis Foggia e Jaume Masia estavam brigando pela vitória a menos de 3 voltas do final, uma ultrapassagem de Masia seria fundamental para Pedro Acosta que seu companheiro de equipe tomasse a vitória do piloto da Leopard Racing.

Dennis Foggia manteve-se firme até a bandeirada, vencendo após largar na 14ªposição. Uma brilhante vitória do cada vez mais e mais ameaçador adversário para Pedro Acosta na disputa do campeonato.

Jaume Masia acabou ficando na segunda posição e não pode ajudar Pedro Acosta na disputa pelo título. Foi o próprio líder do campeonato que teve que se ajudar na parte final de prova. Na última volta, Acosta passou Nepa e Darryn Binder e salvou um lugar no pódio. Apesar do bom resultado, pela primeira vez desde das primeiras etapas do Mundial, a posição de Acosta nunca esteve tão vulnerável, com 21 pontos a frente de Foggia que esta em brilhante arrancada nessa segunda metade de temporada.

Binder com a Petronas e Nepa (Seu melhor resultado na Moto 3) completa as 5 primeiras posições.  Niccolò Antonelli liderou por um bom tempo, mas depois do erro na 12ªvolta, acabou ficando para o segundo pelotão e fechou a prova numa modesta 6ªposição. Completando os 10 primeiros colocados:  Romano Fenati da Husqvarna, Ayumi Sasaki da Tech 3, Xavier Artigas da Leopard Racing e Filip Salac da PruestelGP.

Resultado final da 16ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto 3 – 23 Voltas – GP da Emilia-Romagna – Misano

pospilotoEquipeMotoTempo
17Dennis FoggiaLeopard RacingHonda39’33.170
25Jaume MasiàRed Bull KTM AjoKTMa 0.292
337Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMa 4.686
440Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaa 4.797
582Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 4.853
623Niccolò AntonelliAvintia VR46KTMa 5.052
755Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 5.335
871Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 6.642
943Xavier ArtigasLeopard RacingHondaa 6.736
1012Filip SalačCarXpert PruestelGPKTMa 6.800
116Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTMa 10.535
1228Izan GuevaraGAVIOTA GASGAS Aspar TeamGASGASa 17.811
1331Adrián FernándezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 18.050
1452Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 18.260
1519Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHondaa 19.264
1667Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondaa 20.217
1727Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 24.704
1873Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 24.902
1920Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 24.976
2096Daniel HolgadoRed Bull KTM Tech 3KTMa 25.323
2164Mario AjiHonda Team AsiaHondaa 46.495
2280David AlonsoGAVIOTA GASGAS Aspar TeamGASGASa 1’25.207
92Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda3 voltas
16Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda11 voltas
99Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM11 voltas
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda13 voltas
17John McPheePetronas Sprinta RacingHonda15 voltas
54Riccardo RossiBOE OwlrideKTM18 voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP dos Estados Unidos – 17ªEtapa do Mundial de Formula 1 – 2021

Max Verstappen conquistou uma importante vitória em Austin. Numa pista em que a Mercedes era considerava favorita a vitória. O holandês teve como aliado a ótima tática de paradas que acabou neutralizando a reação de Lewis Hamilton na parte final da prova.

Hamilton foi agressivo na largada e foi para a liderança, superando Verstappen. Perez vinha em 3º com Leclerc, Ricciardo, Sainz jr., Norris, Tsunoda, Bottas e Gasly. Na primeira curva, Latifi toca em Stroll que roda e o próprio piloto da Williams acaba também se prejudicando. Esteban Ocon toca em Antonio Giovinazzi e quebrou parte do bico do seu carro. Os três tiveram que antecipar suas paradas.

Bottas foi para cima de Tsunoda na segunda volta, mas o japonês resistiu ao ataque. Na volta seguinte, Gasly passou Bottas e tomou a 9ªposição. Nas primeiras voltas, Hamilton e Verstappen se distanciam dos demais pilotos, em um duelo entre os dois, pela vitória e pelo título.

A distância entre Lewis e Max ficava em 1 segundo. Na 11ªVolta, Verstappen vai para os boxes e volta em 5ºlugar, logo atrás de Ricciardo que era superado na reta oposta. Na volta seguinte, o piloto da Mclaren vai para os boxes assim com Carlos Sainz jr. Na volta 13 pararam Perez e Norris.

Lewis Hamilton demorou 3 voltas para fazer a sua primeira parada. Resultado foi que Verstappen assumiu a liderança, com mais de 5 segundos a frente de Hamilton. Os últimos a fazerem a parada foram Bottas na 16ªvolta, Vettel na 17ªVolta e Stroll na 19ªVolta.

Enquanto isso rolou um pega pra capar entre os veteranos Kimi Raikkonen e Fernando Alonso. Apesar do piloto da Alpine ter jogado duro, o homem de gelo acabou superando Alonso e levando a 13ªposição. Alonso reclamou que Raikkonen tinha passado ele por fora, mas os comissários não investigaram o caso, pelo simples motivo de que Alonso não teria deixado espaço para seu adversário na curva 1.

Na 19ªVolta, Bottas passou Tsunoda e passou a ser o 8ºcolocado. A partir dai o finlandês começou a entrar na corrida. Pouco depois, Alonso brigava com Giovinazzi que tinha passado o espanhol. O piloto da Alpine passou do ponto da curva ao tentar a ultrapassagem e mesmo levando vantagem ao usar a parte de fora da pista, Alonso não recuou e foi para frente do piloto da Alfa Romeo. Porém, Alonso teve que devolver a posição para Giovinazzi ou iria ser punido.

Lá na frente, Verstappen abria 5 segundos de frente para Hamilton, 13 segundos a frente de Perez e mais de 25 segundos de frente para Leclerc que vinha fazendo uma grande corrida, com ótima vantagem para Ricciardo, Sainz jr. e Norris. Em 8º, Bottas tinha 13 segundos para tirar de Norris. Tsunoda vinha em 9º, era o único piloto da Alpha Tauri da prova. Alonso voltou a disputar posição com Giovinazzi e acabou superando o piloto italiano, dessa vez a ultrapassagem foi dentro da regra, ganhando a 11ªposição. Logo atrás, Vettel passou Russell por fora, ganhando a 13ªposição.

Na 26ªVolta, Hamilton se aproxima de Verstappen, a diferença caiu para 2.9 segundos. Isso fez com que o líder da prova acabou reagindo e a vantagem subiu para 3.3 segundos. Nessa mesma volta, tivemos um rápido Safety Car Virtual para retirarem detritos da pista.

Giovinazzi e Alonso fazem a segunda parada na 29ªvolta, já passada a metade da corrida. Verstappen partiu para a segunda parada na 30ªVolta, Hamilton passa a liderança novamente. Sainz jr. parou na mesma volta, mas a Ferrari trabalha mal de novo com o espanhol, já esta ficando chato o trabalho dos boxes atrapalhar de novo a corrida de Sainz jr.

Perez, Ricciardo e Norris pararam na 31ªvolta. Hamilton vinha 16.6 segundos a frente de Verstappen. Leclerc era o 3º, mas teria que fazer a parada, assim como Bottas em 5º também precisava fazer uma nova parada.

Verstappen estava virando 1 segundo mais rápido que Lewis que tentava prolongar a vida dos pneus, buscando uma tática diferente para dar o bote a Verstappen, mas Lewis vai para a parada na 38ªvolta e coloca os mesmos pneus duros. Bottas parou 2 voltas antes e voltou na 7ªposição, superando Lando Norris.

A partir da 39ªVolta, Lewis Hamilton começou sua caçada para buscar Max Verstappen, mas teria que tirar 8 segundos sobre o piloto da Red Bull. Na 41ªVolta, Hamilton faz a melhor volta da prova com 1:38.485, tirando mais de 1 segundo da Vantagem que Verstappen tinha nessa volta. Enquanto isso, Esteban Ocon foi para os boxes, problemas de motor retiraram o francês da Alpine da prova.

Na 43ªVolta, Ricciardo e Sainz jr. tocam roda em no terço final do circuito. Ricciardo leva vantagem e manteve a 5ªposição. Bottas chegava cada vez mais nos dois pilotos, buscando essa posição.

Hamilton continuava a tirar vantagem para Verstappen, na 48ªVolta a vantagem era de 2.3 segundos e essa vantagem caiu para 1.8 segundos. Bottas passou a pressionar Sainz jr. em um belo duelo pela 6ªposição. Mais atrás, Kimi Raikkonen quando estava em 10º acabou saindo fora da pista e jogando fora a chance de marcar um ponto que seria importante para a Alfa Romeo. Vettel assumiu a 10ªposição, diga-se de passagem em uma bela recuperação.

Hamilton tentou chegar a menos de 1 segundo do Verstappen, mas nas voltas finais, o piloto da Red Bull usou a asa móvel e abriu o bastante para conquistar a 8ªvitória na temporada, uma importante vitória em uma pista que era favorável para uma vitória da Mercedes. Max Verstappen abre 12 pontos de vantagem para Lewis Hamilton que ficou em 2ºlugar e com a volta mais rápida. Os dois postulantes ao título proporcionaram uma disputa de alto nível durante as 56 voltas no Circuito das Américas.

Sergio Perez teve um dia bem difícil, sem beber Água durante todas as 56 voltas e ainda assim resistiu até o fim e conquistou seu segundo pódio seguido. Pouco tempo depois, Charles Leclerc em excelente corrida chegou na 4ªposição, sendo dominador da corrida entre os carros da Ferrari e Mclaren o tempo todo, sem dar chance nenhum para ninguém desse pelotão.

Daniel Ricciardo em uma bela corrida acabou sendo o destaque da Mclaren. Principalmente ao se defender bem do ataque fortíssimo do Carlos Sainz jr. para obter a 5ªposição. Já o piloto espanhol acabou prejudicado pela parada ruim da Ferrari e acabou sendo vencido por Bottas na penúltima volta, ficando na 7ªposição. Já o piloto finlandês teve dificuldades para passar Gasly e Tsunoda no primeiro terço, a partir que se livrou do japonês, passou a andar mais rápido e conseguiu passar Norris e Sainz jr. e ficou em uma razoável 6ªposição.

Lando Norris acabou em 8ºlugar, numa atuação discreta. Os pilotos que completaram a zona de pontuação: Yuki Tsunoda da Alpha Tauri e Sebastian Vettel da Aston Martin, esses dois fizeram excelentes corridas, o japonês andou bem o final de semana inteiro, já o tetracampeão do mundo fez uma incrível prova de recuperação, largando das últimas posições para a zona de pontuação.

Antonio Giovinazzi bateu de novo na trave na tentativa de marcar pontos, o italiano ficou na 11ªposição, se aproveitando do erro de Raikkonen no final. O homem de Gelo perdeu a chance de conquistar a pontuação na 10ªposição, com a rodada, acabou o dia na 13ªposição, atrás de Lance Stroll da Aston Martin.

George Russell e Nicholas Latifi da Williams ficaram na 14ª e 15ªposições, com destaque maior para o piloto inglês. Mick Schumacher e Nikita Mazepin foram os últimos colocados, Com um detalhe, Schumacher colocou mais de 80 segundos de frente para o piloto russo.

No dia 7 de Novembro, teremos a etapa mexicana, a 18ªetapa do Mundial de Formula 1.

Resultado final do GP dos Estados Unidos
17ªEtapa do Mundial de Formula 1
Circuito das Américas – 56 Voltas

pospilotoequipechassismotornºVoltasTempo
133Max VerstappenRed Bull Racing HondaRB16BHonda RA621H561:34:36.552
244Lewis HamiltonMercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W12Mercedes-AMG F1 M1256a 1.333s
311Sergio PerezRed Bull Racing HondaRB16BHonda RA621H56a 42.223s
416Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF21Ferrari 065/656a 52.246s
53Daniel RicciardoMcLaren F1 TeamMCL35MMercedes-AMG F1 M1256a 1:16.854s
677Valtteri BottasMercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W12Mercedes-AMG F1 M1256a 1:20.128s
755Carlos SainzScuderia Ferrari Mission WinnowSF21Ferrari 065/656a 1:23.545s
84Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL35MMercedes-AMG F1 M1256a 1:24.395s
922Yuki TsunodaScuderia AlphaTauri HondaAT02Honda RA621H55a 1 volta
105Sebastian VettelAston Martin Cognizant F1 TeamAMR21Mercedes-AMG F1 M1255a 1 volta
1199Antonio GiovinazziAlfa Romeo Racing OrlenC41Ferrari 065/655a 1 volta
1218Lance StrollAston Martin Cognizant F1 TeamAMR21Mercedes-AMG F1 M1255a 1 volta
137Kimi RäikkönenAlfa Romeo Racing OrlenC41Ferrari 065/655a 1 volta
1463George RussellWilliams RacingFW43BMercedes-AMG F1 M1255a 1 volta
156Nicholas LatifiWilliams RacingFW43BMercedes-AMG F1 M1255a 1 volta
1647Mick SchumacherUralkali Haas F1 TeamVF-21Ferrari 065/654a 2 voltas
179Nikita MazepinUralkali Haas F1 TeamVF-21Ferrari 065/654a 2 voltas
14Fernando AlonsoAlpine F1 TeamA521Renault E-Tech 20B49Asa Traseira
31Esteban OconAlpine F1 TeamA521Renault E-Tech 20B40Mecânico
10Pierre GaslyScuderia AlphaTauri HondaAT02Honda RA621H14Suspensão

Melhor volta de cada piloto – Lewis Hamilton ganhou um ponto por ter feito a melhor volta da prova

pospilotoequipechassismotorTemponº da Volta
144Lewis HamiltonMercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W12Mercedes-AMG F1 M121:38.48541
233Max VerstappenRed Bull Racing HondaRB16BHonda RA621H1:39.09652
316Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF21Ferrari 065/61:39.30341
411Sergio PerezRed Bull Racing HondaRB16BHonda RA621H1:39.56632
514Fernando AlonsoAlpine F1 TeamA521Renault E-Tech 20B1:40.06746
677Valtteri BottasMercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W12Mercedes-AMG F1 M121:40.14741
74Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL35MMercedes-AMG F1 M121:40.22841
83Daniel RicciardoMcLaren F1 TeamMCL35MMercedes-AMG F1 M121:40.34543
955Carlos SainzScuderia Ferrari Mission WinnowSF21Ferrari 065/61:40.37740
105Sebastian VettelAston Martin Cognizant F1 TeamAMR21Mercedes-AMG F1 M121:40.48140
1163George RussellWilliams RacingFW43BMercedes-AMG F1 M121:41.12036
1299Antonio GiovinazziAlfa Romeo Racing OrlenC41Ferrari 065/61:41.14544
1322Yuki TsunodaScuderia AlphaTauri HondaAT02Honda RA621H1:41.15147
1418Lance StrollAston Martin Cognizant F1 TeamAMR21Mercedes-AMG F1 M121:41.18936
157Kimi RäikkönenAlfa Romeo Racing OrlenC41Ferrari 065/61:41.34043
1647Mick SchumacherUralkali Haas F1 TeamVF-21Ferrari 065/61:41.39536
176Nicholas LatifiWilliams RacingFW43BMercedes-AMG F1 M121:41.81846
1810Pierre GaslyScuderia AlphaTauri HondaAT02Honda RA621H1:42.01512
1931Esteban OconAlpine F1 TeamA521Renault E-Tech 20B1:42.19428
209Nikita MazepinUralkali Haas F1 TeamVF-21Ferrari 065/61:42.88642

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Red Bull/Mclaren/Aston Martn/Alpine/Ferrari/Alpha Tauri/Alfa Romeo/Haas/Williams