GP da Espanha – Moto e – Mundial de Motovelocidade 2022

Primeira etapa da Moto e em Jerez. O campeonato de Motos Elétricas começa o ano com novidades. A partir de 2022, a categoria teria sua classificação dividida em 2 partes. O Q1 com os 10 últimos colocados na soma dos tempos dos treinos livres, disputando 2 vagas em 10 minutos de sessão.

Os 2 melhores do Q1 se juntam aos 8 melhores dos treinos livres para disputarem a pole position (Q2) em 10 minutos de sessão. Quem andar mais rápido será o pole position para as corridas do sábado e do domingo.

Niccolò Canepa foi o primeiro a entrar na pista e logo de cara fez o melhor tempo da sessão, com 1:49.119 a 6 minutos e 10 segundos do termino do Q1. Esse tempo não seria superado por mais ninguém na sessão. Lucas Tulovic teve sua primeira tentativa cancelada. Alex Escrig marcou o segundo tempo e Maria Herrera vinha logo atrás com o terceiro tempo.

A 4 minutos do final, Tulovic e Marc Alcoba marcaram bons tempos que deram a 4ª e 5ªposições respectivamente.

As vagas para o Q2 eram de Canepa e Escrig. Isso até que Kevin Zannoni foi para uma volta que prometia ser promissora e que acabou se concretizando a 25 segundos do final, o piloto da Ongetta tomou o segundo lugar ao fazer 1:49.286, mas Escrig também estava em volta rápida e acabou recuperando essa posição ao marca 1:49.204.

Zannoni ainda tentou uma última tentativa, mas não conseguiu retornar a segunda posição, pelo contraio, acabou perdendo a terceira posição para Lucas Tulovic na volta final. O Q2 terminou com Niccolò Canepa na frente, só precisando de 1 volta para assegurar seu lugar na fase final. Alex Escrig precisou batalhar para ficar com essa segunda vaga. Tulovic e Zannoni ficaram com a 3ª e 4ªposições e teriam de largar na 11ª e 12ªposições respectivamente.

Resultado do Q1:

pos piloto equipe moto tempo
1 7 Niccolo Canepa Withu GRT RNF MotoE Team Energica 01’49.119
2 17 Alex Escrig Tech 3 E-Racing Energica 01’49.204
3 3 Lukas Tulovic WithU GRT RNF MotoE Team Energica 01’49.280
4 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Energica 01’49.286
5 6 Maria Herrera Openbank Aspar Team Energica 01’49.406
6 34 Kevin Manfredi OCTO Pramac MotoE Energica 01’49.665
7 70 Marc Alcoba Openbank Aspar Team Energica 01’49.665
8 28 Yeray Ruiz Avintia Esponsorama Racing Energica 01’50.112
9 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Energica 01’50.153
10 12 Xavi Fores OCTO Pramac MotoE Energica 01’50.351

Os principais candidatos a pole entraram em cena na parte final da classificação. Eric Granado foi o mais rápido das sessões de treinos livres, mas o brasileiro não estava sozinho, ele tinha como adversários naturais: Jordi Torres, Dominique Aegerter, Mattia Casadei, Matteo Ferrari e Hector Garzó.

Logo na primeira volta Jordi Torrei e Mattia Casadei disputam posição na pista. A 6:10 do final da sessão, Miguel Pons da LCR (mesma equipe de Eric Granado) marca 1:48.372 e vai para a ponta, seguido de Garzó, Casadei, Ferrari e Okubo.

 

A 5 minutos do final, Eric marcou o 4ºtempo. Ao mesmo tempo em que Miguel Pons foi para o chão na curva 8. O piloto da LCR Honda agora tinha que torcer para ninguém superar o seu tempo. Bandeira amarela no segundo setor, isso fez com que a volta de Eric Granado, que daria a pole para o piloto brasileiro fosse anulado. Ou seja, esse incidente acabou involuntariamente favorecendo ao próprio Pons e prejudicando Granado.

Eric melhorou sua volta e manteve a 4ªposição. Nos minutos finais, Aegerter pulou da última para a 5ªposição em 2 voltas rápidas, mas não o bastante para lutar pelas primeiras posições.

No final, Miguel Pons garantiu a pole position para as duas corridas do final de semana. O piloto da LCR garantiu a ponta na sua primeira volta do Q2. Hector Garzó da Tech-3 e Mattia Casadei da Pons Racing completam a primeira fila das motos elétricas.

Melhor piloto dos treinos livres, Eric Granado vai largar na 4ªposição, abrindo a segunda fila. Dominique Aegerter da Dynavolt e Matteo Ferrari da Gresini completam a pesadíssima 2ªfila.

Jordi Torres da Pons, Hikari Okubo da Ajo, Niccolò Canepa da RNF e Alex Escrig da Tech3 completam os Top 10.

Grid de Largada:

pos piloto equipe moto tempo
1 71 Miquel Pons  LCR E-Team Energica 01’48.372
2 4 Hector Garzo  Tech3 E-racing Energica 01’48.435
3 27 Mattia Casadei  Pons Racing 40 Energica 01’48.609
4 51 Eric Granado  LCR E-Team Energica 01’48.693
5 77 Dominique Aegerter  Dynavolt Intact GP MotoE Energica 01’48.763
6 11 Matteo Ferrari  Felo Gresini MotoE Energica 01’48.783
7 40 Jordi Torres  Pons Racing 40 Energica 01’48.926
8 78 Hikari Okubo  Avant Ajo MotoE Energica 01’49.001
9 17 Alex Escrig  Tech3 E-racing Energica 01’49.413
10 7 Niccolo Canepa  WithU GRT RNF MotoE Team Energica 01’49.709
11 3 Lukas Tulovic WithU GRT RNF MotoE Team Energica 01’49.280
12 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Energica 01’49.286
13 6 Maria Herrera Openbank Aspar Team Energica 01’49.406
14 34 Kevin Manfredi OCTO Pramac MotoE Energica 01’49.665
15 70 Marc Alcoba Openbank Aspar Team Energica 01’49.665
16 28 Yeray Ruiz Avintia Esponsorama Racing Energica 01’50.112
17 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Energica 01’50.153
18 12 Xavi Fores OCTO Pramac MotoE Energica 01’50.351

A corrida do sábado e a corrida do domingo tiveram enredos diferentes, mas o final acabou sendo favorável para o Brasileiro Eric Granado da LCR, vencedor das 2 etapas em Jerez.

Na primeira largada, Garzo larga melhor que Pons e passa para a liderança. Antes da reta, Mattia Casadei passou Pons e na curva 6 passou Garzo e assumiu a liderança. Ao final da primeira volta, Casadei estava na frente, seguido de Garzo, Pons, Granado, Ferrari e Aegerter.

Os 3 primeiros começaram a se distanciar dos demais pilotos na segunda volta. Na volta seguinte, Garzo recupera a primeira posição passando Casadei. Ao final da volta, Granado chegou no pelotão e partiu para cima de  Miguel Pons, ao começo da 4ªVolta, Aegerter também chegava nesse pelotão da frente.

5ºVolta, na reta oposta, Casadei volta a ficar na liderança após superar Garzo, ao mesmo tempo em que Eric Granado passou Miguel Pons e passou a terceira posição. Naquele momento começava a arrancada do brasileiro para a vitória.

Na metade da 6ªVolta, Granado passou Garzo e partiu para cima de Casadei para conquistar a liderança. No final da volta, na curva 13, Eric passou Casadei e foi para a liderança. Já o piloto da Pons acabou indo para o chão, a poucos momentos depois. Miguel Pons passou a segunda posição, mas seria punido por pilotagem irresponsável (provavelmente se envolveu na queda de Casadei).

Na última volta, Eric abriu vantagem e partiu para a vitória na corrida do sábado após largar na 4ªposição e ter atacado na hora certa seus adversários. Dominique Aegerter fechou a corrida em segundo após largar da 5ªposição e Matteo Ferrari da Gresini completou o pódio após largar da 3ªposição. O pódio foi formado pelos pilotos que formaram a primeira fila. Hector Garzo acabou prejudicado pela manobra de Pons e acabou ficando com a 4ªposição. Jordi Torres fechou o Top 5.

Miguel Pons acabou tomando 3 segundos de punição e caiu da 3ª para a 8ªposição.

Resultado Final da 1ªetapa do Mundial de Motovelocidade – Temporada 2022
GP da Espanha – Jerez de la Fronteira – 8 Voltas – Moto 3

pos piloto equipe moto tempo
1 51 Eric Granado LCR E-Team Energica 14’36.9880
2 77 Dominique Aegerter Dynavolt Intact GP MotoE Energica a 0.696
3 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Energica a 1.005
4 4 Hector Garzo Tech3 E-racing Energica a 1.537
5 40 Jordi Torres Pons Racing 40 Energica a 1.697
6 78 Hikari Okubo Avant Ajo MotoE Energica a 2.345
7 17 Alex Escrig Tech3 E-racing Energica a 3.651
8 71 Miquel Pons LCR E-Team Energica a 3.986
9 70 Marc Alcoba Openbank Aspar Team Energica a 5.275
10 3 Lukas Tulovic WithU GRT RNF MotoE Team Energica a 5.334
11 7 Niccolo Canepa WithU GRT RNF MotoE Team Energica a 5.814
12 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Energica a 6.511
13 34 Kevin Manfredi Octo Pramac MotoE Energica a 9.621
14 12 Xavi Fores Octo Pramac MotoE Energica a 10.849
15 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Energica a 12.094
16 28 Yeray Ruiz Avintia Esponsorama Racing Energica a 22.491
17 27 Mattia Casadei Pons Racing 40 Energica a 1:32.262
72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Energica a 7 Voltas

Domingo, fechando os trabalhos do Mundial de Motovelocidade, A Moto e teve mais uma corrida eletrizante, até porque com 8 voltas e o piloto precisava fazer as decisões certas, pois não teria tempo para uma decisão errada.

A largada do domingo foi igualmente ruim para Miguel Pons, o companheiro de Eric Granado perde a liderança para Hector Garzo. Porém, na curva 5, Casadei passou a liderança, mas depois da reta oposta o jogo muda de figura e Dominique Aegerter passou a liderança, seguido de Miguel Pons, Hiraki Okubo, Hector Garzo, Eric Granado e Mattia Casadei.

Ao final da primeira volta, na curva 13, Pons passou Aegerter e começou um duelo particular dos dois pela vitória. Marc Alcoba acabou indo para o chão na mesma 13ªcurva. Eric Granado passou Okubo e Garzo antes da metade da 2ªvolta e se posiciona na 3ªposição.

A partir da 3ªVolta, Pons e Aegerter se reservam na liderança e Eric Granado ficava só na espera, acompanhando a disputa do companheiro de equipe e do rival na disputa pelo título.

Uma volta, Pons era superado por Aegerter, na volta posterior, era o suíço que cedia a posição para o piloto espanhol. Isso permaneceu até o final da penúltima volta. No começo da volta final, Aegerter passou Pons, mas acabou deixando brecha para Pons retornar a liderança e para Granado passar a segunda posição.

Eric não estava feliz com o segundo lugar, ele queria vencer a corrida de domingo, então foi para cima de Pons e assumiu a liderança na curva 6 e partiu até a bandeirada. Foi um final de semana 100% para Granado que venceu as 2 corridas do final de semana e assume a liderança do campeonato e também, o favoritismo ao título que ele persegue a 4 temporadas.

Miguel Pons completou a dobradinha da Pons e chegou na segunda posição e Mattia Casadei se recuperou bem da queda na primeira corrida e fechou o pódio no domingo. Dominique Aegerter, um perigoso adversário para Eric na disputa do título fechou o dia na 4ªposição, no final acabou perdendo o pódio, foi um resultado frustrante para quem lutou pela vitória. Hikari Okubo e Matteo Ferrari fecharam o Top 6.

Resultado Final da 2ªetapa do Mundial de Motovelocidade – Temporada 2022
GP da Espanha – Jerez de la Fronteira – 8 Voltas – Moto E

pos piloto equipe moto tempo
1 51 Eric Granado LCR E-Team Energica 14’36.3210
2 71 Miquel Pons LCR E-Team Energica a 0.217
3 27 Mattia Casadei Pons Racing 40 Energica a 0.394
4 77 Dominique Aegerter Dynavolt Intact GP MotoE Energica a 0.488
5 78 Hikari Okubo Avant Ajo MotoE Energica a 1.182
6 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Energica a 1.715
7 40 Jordi Torres Pons Racing 40 Energica a 2.701
8 17 Alex Escrig Tech3 E-racing Energica a 4.202
9 7 Niccolo Canepa WithU GRT RNF MotoE Team Energica a 5.471
10 34 Kevin Manfredi Octo Pramac MotoE Energica a 5.755
11 12 Xavi Fores Octo Pramac MotoE Energica a 7.061
12 3 Lukas Tulovic WithU GRT RNF MotoE Team Energica a 10.497
13 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Energica a 10.880
14 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Energica a 18.274
15 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Energica a 26.343
4 Hector Garzo Tech3 E-racing Energica a 4 voltas
28 Yeray Ruiz Avintia Esponsorama Racing Energica a 5 voltas
70 Marc Alcoba Openbank Aspar Team Energica a 8 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Eric Granado sobra e conquista vitória na etapa de abertura da moto e em 2020

Eric Granado sobrando na turma na etapa de abertura da 2ªTemporada da Moto E, em uma exibição maravilhosa no domingo. Só tivemos 17 pilotos em Jerez por que  Alessandro Zaccone fraturou o Femur e acabou não tendo condições para correr na estreia do campeonato das motos elétricas.

O Formato de classificação da classe não foi modificado, Cada piloto iria para a pista um de cada vez, Assim que um piloto abria sua volta rápida, o piloto seguinte precisava entrar na pista ou seria desclassificado e não teria direito de fazer a volta.

Jakub Kornfeil foi o primeiro a entrar na pista, Sua volta foi bem lenta e acabou sendo a pior volta de todas. Maria Herrera superou a volta em 1.3 segundos e o Andorrenho Xavier Cardelus fez a volta 33 milésimos mais rápido que a piloto da Aspar Martinez. Nenhum deles iria disputar de fato a pole, Muito menos Tommaso Marcon da Tech3 que marcou uma volta muito ruim, só ficando na penúltima posição no Grid de Largada.

Depois Casadei já melhorou bem a marca da pole com 1:49.374, O piloto da Sic58 foi superado logo depois por Alex de Angelis da Pramac em 243 milésimos. Joshua Hook e Mike di Meglio não foram capazes de superar o piloto de San Marino.

9ºpiloto a entrar na pista, o estreante  Alejandro Medina acabou marcando uma bela marca, sendo o primeiro a romper a barreira do 1 minuto e 49 segundos, com seu tempo de 1:48.996. Esse tempo foi superado pelo alemão Lucas Tulovic da Tech 3, com 1:48.811.

Depois disso, Jordi Torres, Xavier Simeon e Matteo Ferrari tentaram, mas não conseguiram tirar a 1ªposição do piloto Alemão. O campeão da Moto E no ano passado ficou com o segundo tempo com 1:48.945.

Um dos últimos pilotos a irem para a pista, Niccolo Canepa vinha muito bem, com marca para passar para a ponta, mas na curva 11 o piloto italiano caiu e o treino foi interrompido por uns 10 minutos.

Faltava apenas Aegerter e Granado fazerem suas voltas, o piloto Suíço da Dynavolt fez uma grande volta, mas não superou Tulovic que tinha a pole nas suas mãos. Sendo o mais rápido dos treinos livres, Eric Granado da Avintia foi para a pista com a missão de confirmar seu favoritismo.

O Brasileiro teve dificuldade até a metade de volta, mas dai por diante, Eric Granado foi mais rápido nas parciais finais e acabou conquistando a pole position com 1:48.620, confirmando o seu favoritismo para a classificação e se colocando como candidato a vitória. Tulovic, Aegerter, Ferrari e Medina completavam os 5 primeiros colocados.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
151 Eric Granado Avintia Esponsorama RacingEnergica1’48.620
235 Lukas Tulovic Tech3 E-RacingEnergica1’48.811
377 Dominique Aegerter Dynavolt Intact GPEnergica1’48.876
411 Matteo Ferrari Trentino Gresini MotoEEnergica1’48.945
555 Alejandro Medina Openbank Aspar TeamEnergica1’48.996
610 Xavier Siméon LCR E-TeamEnergica1’49.070
715 Alex de Angelis Octo Pramac MotoEEnergica1’49.131
840 Jordi Torres Pons Racing 40Energica1’49.293
966 Niki Tuuli Avant Ajo MotoEEnergica1’49.372
1027 Mattia Casadei Ongetta Sic58 Squadra CorseEnergica1’49.374
1163 Mike Di Meglio EG 0,0 Marc VDSEnergica1’49.650
1218 Xavier Cardelús Avintia Esponsorama RacingEnergica1’49.710
1316 Joshua Hook Octo Pramac MotoEEnergica1’49.722
146 María Herrera Openbank Aspar TeamEnergica1’49.743
1570 Tommaso Marcon Tech3 E-RacingEnergica1’50.110
1684 Jakub Kornfeil WithU MotorsportEnergica1’51.012
177 Niccolò Canepa LCR E-TeamEnergicaSem Tempo

Abrindo a programação de domingo, o Mundial de Motovelocidade e os telespectadores em casa acabaram vendo uma lavada de Eric Granado em cima da Concorrência. Na largada, Lucas Tulovic da Tech3 assumiu a ponta após largar melhor que o piloto Brasileiro, mas isso não durou muito tempo, na reta oposta, Granado superou Tulovic e assumiu a liderança e a partir dai começou o passeio do piloto da Avintia.

Em 2 voltas, Granado abriu praticamente mais de um segundo sobre os demais, A partir de Lucas Tulovic para trás, tivemos uma grande disputa pela segunda posição. Matteo Ferrari foi para cima de Tulovic nas 3 voltas restantes da curta corrida de 6 voltas das motos elétricas. Também mostrava que o desempenho da moto de Ferrari estava bem melhor, mas o piloto Alemão resistia a pressão bravamente.

A 2 voltas do final, Ferrari superou Tulovic e passou para a segunda posição, mas teria que tentar tirar quase 3 segundos de Granado, ou seja, uma missão praticamente impossível de se tirar essa vantagem até a bandeirada. Dominique Aegerter vinha se recuperando após uma largada ruim, passando de um a um seus adversários. No final, O piloto suíço superou Tulovic e assumiu a terceira posição. Já na disputa entre Jordi Torres e  Alejandro Medina acabou ambos passando do ponto e nisso, Mattia Casadei se aproveitou e ganhou suas posições.

Eric Granado completa final de semana impecável com a vitória, É a terceira vitória do piloto Brasileiro que se torna o maior vencedor da Moto E, se colocando como um sério candidato ao título da categoria.

O pódio foi completado pelo Campeão do ano passado Matteo Ferrari da Gresini e do Suíço Dominique Aegerter. Os dois sem dúvida serão fortes adversários para Granado na disputa pelo título, sendo que Ferrari quer repetir a dose e conquistar o bicampeonato. Lucas Tulovic teve uma boa estreia na categoria, mas sem ritmo suficiente para segurar seu lugar no pódio. O também italiano Mattia Casadei completou os 5 primeiros colocados.

A próxima etapa da Moto E acontece nesse domingo no mesmo circuito de Jerez de La Fronteira.

Fotos:

Resultado final da 1ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto E

posPilotoEquipeMotoTempo
151 Eric Granado Avintia Esponsorama RacingEnergica10’55.542
211 Matteo Ferrari Trentino Gresini MotoEEnergicaa 3.044
377 Dominique Aegerter Dynavolt Intact GPEnergicaa 3.299
435 Lukas Tulovic Tech3 E-RacingEnergicaa 3.517
527 Mattia Casadei Ongetta Sic58 Squadra CorseEnergicaa 4.082
640 Jordi Torres Pons Racing 40Energicaa 4.245
755 Alejandro Medina Openbank Aspar TeamEnergicaa 4.906
810 Xavier Siméon LCR E-TeamEnergicaa 5.475
916 Joshua Hook Octo Pramac MotoEEnergicaa 5.795
1063 Mike Di Meglio EG 0,0 Marc VDSEnergicaa 8.484
1166 Niki Tuuli Avant Ajo MotoEEnergicaa 8.791
1270 Tommaso Marcon Tech3 E-RacingEnergicaa 10.301
137 Niccolò Canepa LCR E-TeamEnergicaa 10.579
1418 Xavier Cardelús Avintia Esponsorama RacingEnergicaa 10.868
156 María Herrera Openbank Aspar TeamEnergicaa 14.311
1684 Jakub Kornfeil WithU MotorsportEnergicaa 21.385
1715 Alex de Angelis Octo Pramac MotoEEnergicaa 26.977

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP