7ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Itália – Moto 3

O GP da Itália na Moto 3 foi mais uma vez dominado pelo colombiano David Alonso, o piloto da CF Moto dá mostras que seu domínio continua avassalador. Alonso conquistou a 5ªvitória em 7 corridas realizadas nessa temporada. Melhor de tudo foi ver Daniel Holgado, seu maior adversário na luta pelo Mundial ter ido muito mal. Nesse final de semana em Mugello marca o primeiro pódio da carreira de Ryusei Yamanaka no Mundial de Motovelocidade.

Resultado dos treinos livres – Tempos combinados

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’53.926 Q2
2 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’54.646 Q2
3 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’54.715 Q2
4 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’54.845 Q2
5 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’54.914 Q2
6 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’54.969 Q2
7 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’55.154 Q2
8 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’55.208 Q2
9 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’55.235 Q2
10 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’55.363 Q2
11 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’55.412 Q2
12 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’55.466 Q2
13 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’55.489 Q2
14 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’55.668 Q2
15 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’55.681 R
16 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’55.692 R
17 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’55.842 R
18 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’55.931 R
19 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’56.056 R
20 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’56.219 R
21 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’56.261 R
22 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’56.406 R
23 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’56.549 R
24 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’57.281 R
25 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’57.294 R
26 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’58.283 R

Q2: Classificados direto para o Q2:
R: Disputam a repescagem

Para a repescagem, mas uma vez David Muñoz estava no Q1 e novamente teria a obrigação de passar para o Q2. Assim como Joel Kelso que também estava na repescagem. Outros dois pilotos que teriam favoritismo são Ángel Piqueras da Leopard Racing e Joel Esteban da CFMoto.

Com menos de 1 minuto de sessão, todos os pilotos já tinham saído para a pista. Depois de uma volta, David Muñoz voltou para os boxes e não marcou tempo. Já os outros pilotos partiram para a volta rápida. O primeiro a marcar tempo foi Filippo Farioli da SIC58 marcando o tempo de 1:58.155 com um pouco mais de 4 minutos de sessão. O tempo de Farioli foi superado primeiro por Joel Kelso (1:57.819) e depois foi superado por vários outros pilotos, sendo Nicola Carraro da MTA o mais rápido com a marca de 1:56.946 seguido de Scott Odgen da MLav, Joel Esteban da CFMoto e Ángel Piqueras da Leopard Racing. Joel Kelso e Filippo Farioli caíram para a 5ª e 6ªposições com quase 5 minutos de sessão.

Com quase 7 minutos de sessão, Matteo Bertelle e Joshua Whatley passaram para a 5ª e 6ªposições respetivamente. Com metade da sessão, Carraro, Odgen, Esteban e Piqueras estavam se classificando.

A 6:20 do final, David Muñoz e Joel Kelso saíram para a pista em busca da classificação. O restante ficou nos boxes até o que o resto do pelotão saiu dois minutos depois, justamente quando os pilotos da Boé estavam em suas voltas rápidas. Mesmo assim, os dois pilotos fizeram ótimas parciais e acabaram subindo para as duas primeiras posições, com Muñoz em primeiro com 1:56.045 e Kelso em 2º com 1:56.165 a 2:15 do final do Q1.

Todo mundo foi para cima para buscar o tempo dos pilotos da Boé que estavam com a mão na classificação. A 20 segundos do final, Ángel Piqueras pula para a terceira posição, mas logo é superado por Joel Esteban da CFMoto. Porém, nem Esteban e nem Piqueras comemoraram a classificação, isso por que Scott Odgen fez excelente volta de 1:55.667 marcando o primeiro tempo e Filippo Farioli arrumou uma quarta posição que acabou por tirar Esteban e Piqueras do Q2. Odgen, Muñoz, Kelso e Farioli seguiram para o Q2.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’55.667
2 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’56.045
3 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’56.165
4 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’56.613
5 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’56.856
6 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’56.921
7 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’56.946
8 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’57.058
9 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’57.114
10 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’57.148
11 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’57.834
12 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’58.214

Com David Alonso na pista todos tinham como objetivo superar o piloto da CF Moto, mas com um piloto que liderou 19 das 21 sessões de treinos livres, líder do campeonato e favorito a pole e a vitória em Mugello.

Com um pouco mais de 1 minuto, todos os 18 pilotos já estavam na pista. Visto que David Alonso era o piloto mais rápido do Grid, Ivan Ortolá foi atrás para pegar a referência do seu adversário.

Com 4 minutos de sessão, Ivan Ortolá marca 1:55.048, tempo marcado muito por ter pego a referência e o vácuo de David Alonso que tinha marcando 1:55.223. Taiyo Furusato passou a terceira posição, mas foi logo superado por Jose Antonio Rueda da Ajo Motorsports.

1 minuto depois, Collin Veijer da Husqvarna marcou 1:54.982 e assume a liderança da sessão, sendo o primeiro a romper a casa do 1 minuto e 55 segundos. David Alonso fez uma volta lenta e voltou para os boxes, como foi o caso de muitos pilotos.

Já outros pilotos buscaram nova volta rápida, foi o caso de Jose Antonio Rueda que melhorou seu tempo, sem sair da 4ªposição. Tatsuki Suzuki marcou o 11ªtempo a 8 minutos do final. Collin Veijer vinha com o melhor tempo seguido de Ivan Ortolá e David Alonso na primeira fila. Jose Antonio Rueda, Taiyo Furusato, Stefano Nepa, Daniel Holgado, Luca Lunetta, Ryusei Yamanaka e David Muñoz completam o Top 10.

A 6 minutos do final, David Alonso volta para a pista junto de Ortolá e Furusato. Os demais saíram a 5:30 do final da sessão e um terceiro Grupo saiu a 5 minutos do final da sessão. A um pouco menos de 3 minutos e 30 segundos do final, Ortolá e Alonso melhoraram suas marcas e mais uma vez o piloto da MT Helmets que marcou o tempo de 1:54.441 contra o tempo de 1:54.792 de David Alonso que precisava tirar Ortolá da sua cola e fazer um tempo superior ao tempo de seu perseguidor.

A 1:35 do final, Alonso em nova volta melhora sua marca (1:54.645), mas ainda não era o suficiente para tirar a pole de Ortolá. Collin Veijer não conseguiu melhorar seu tempo e acabou indo para o chão a 1 minuto do final, mas conseguiu voltar à pista e evitar que uma bandeira amarela atrapalhasse os pilotos de tentarem melhorar seus tempos no minuto final de sessão.

Em sua bala de prata, David Alonso fez a volta que definiu a pole para as suas mãos após uma grande volta de 1:54.194. O colombiano vai mais uma vez vai largar na ponta sendo mais uma vez favoritismo a vitória no domingo. Apesar de não conseguir chegar a pole position, Ivan Largando na segunda posição, Ivan Ortolá teve uma ótima estratégia para tentar surpreender David Alonso e por muito pouco o piloto da MT Helmets não acabou ficando com a pole position. Jose Antonio Rueda acabou no final da sessão fazendo uma volta com potência de pole position, nas perdeu tempo no final da sessão o que determinou ao piloto da Ajo ficar apenas na 3ªposição, fechando a primeira fila.

A queda de Collin Veijer no final da sessão custou caro, o piloto da Husqvarna que vinha com a pole na mão a menos de 4 minutos do final não conseguiu melhorar seu tempo e além da queda ainda viu Alonso, Ortola e Rueda superarem sua marca. O piloto Holandês com isso terá de largar na 4ªposição. Daniel Holgado em treino discretíssimo conseguiu melhorar na parte final da sessão e subiu para a 5ªposição. Aproveitando a ótima corrida na Catalunha, Luca Lunetta foi o melhor piloto com a moto da Honda e vai largar na 6ªposição, completando a segunda fila.

Jacob Roulstone obteve mais uma boa posição de largada, vai largar na 7ªposição seguido de Taiyo Furusato que esta disposto a conseguir um bom resultado para a Honda Asia Team e  de Joel Kelso da Boé Motorsports, o australiano veio do Q1 para fechar a terceira fila. Riccardo Rossi da CIP Green, Xabi Xurutuza da Ajo e Stefano Nepa da MTA vão compor a 4ªfila.

Grid de Largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’54.194
2 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’54.441
3 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’54.797
4 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’54.906
5 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’55.112
6 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’55.136
7 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’55.209
8 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’55.251
9 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’55.464
10 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’55.492
11 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’55.590
12 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’55.654
13 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’55.760
14 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’55.850
15 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’55.900
16 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’55.966
17 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’56.270
18 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’57.101
19 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’56.856
20 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’56.921
21 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’56.946
22 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’57.058
23 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’57.114
24 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’57.148
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’57.834
26 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’58.214

Como de costume, a categoria de entrada (Moto 3) abre os trabalhos em Mugello. Todos tinham a missão de evitar a 5ªvitória para David Alonso. Dois pilotos foram punidos com dupla volta longa por terem atrapalhado pilotos nos treinos livres: Filippo Farioli e Joel Esteban.

Usando uma primeira marcha mais longa, David Alonso largou muito bem e segurou Ivan Ortolá que foi muito bem na largada. Taiyo Furusato fez grande largada pulando da 8ª para a 3ªposição, seguido de Collin Veijer, Jacob Roulstone, David Muñoz que partiu da 14ª para a 6ªposição, ganhando 8 posições. Já Jose Antonio Rueda e Luca Lunetta perderam 7 posições e caíram da 10ª para a 13ªposição.

Na segunda volta, Rueda recuperava posições sendo que na metade da mesma segunda volta, o piloto da Ajo passou David Muñoz subindo para a 6ªposição. Na frente, David Alonso e Ivan Ortolá lutam pela liderança e Taiyo Furusato e Collin Veijer lutam pela terceira posição.

Lá atrás, um acidente envolvendo Xabi Zurutuza e Filippo Farioli acabou por interromper a prova para o atendimento de Zurutuza que foi atingindo pela moto de Farioli. O piloto foi transportado para uma ambulância consciente.

Os pilotos voltaram para os boxes enquanto esperavam o termino do atendimento de Zurutuza e limpeza da pista. A corrida foi diminuída para apenas 11 voltas para se adequar a programação que iria atrasar com essa paralisação. A Moto 2 teria também sua corrida reduzida.

O Grid de largada foi determinada pela volta de número 3:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 5’52.882
2 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.099
3 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.193
4 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 0.286
5 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 1.906
6 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 2.146
7 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 2.258
8 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 3.085
9 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 3.184
10 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 3.515
11 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 3.554
12 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 4.835
13 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 4.880
14 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 4.971
15 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 5.070
16 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 6.843
17 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 8.067
18 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 8.069
19 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 8.445
20 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 9.678
21 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 10.048
22 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 10.088
23 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 11.241
24 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 11.829
25 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1 Volta
x 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 1 Volta

Na saída dos boxes, Collin Veijer ver sua moto morrer, mas o problema é rapidamente resolvido pela equipe e o piloto vai para o grid antes do boxes fecharem.

Na segunda largada, David Alonso mais uma vez largou bem e manteve a liderança muito pelo beneficio de ter feito uma primeira marcar mais longa, mas com Ortolá na sua cola e Collin Veijer tentando algo por fora. Na curva 1, Daniel Holgado acabou provocando a queda de Jose Antonio Rueda e Stefano Nepa. Rueda conseguiu voltar a prova na última posição. Na curva 10, Tatsuki Suzuki acabou indo para o chão.

Ao final da primeira volta: Taiyo Furusato passou Collin Veijer ganhando a 3ªposição ficando somente atrás de Alonso e Ortolá. David Muñoz e Daniel Holgado completavam o Top 6, mas na reta dos boxes, Collin Veijer e Taiyo Furusato passaram por David Alonso e Ivan Ortolá passando as duas primeiras posições. Logo atrás, Ryusei Yamanaka passou Roulstone e Holgado (Os dois pilotos da Tech 3) subindo para a 6ªposição.

Durante a segunda volta, Furusato passa Collin Veijer que acaba dando o troco ao final da segunda volta. Na gigante reta de Mugello, David Alonso recupera a ponta no começo da 3ªvolta, seguido de Veijer, Muñoz na 3ªposição, Ortolá, Furusato e Yamanaka que entra no primeiro pelotão. Já Daniel Holgado foi considerado culpado pelo incidente no começo da prova e foi punido com dupla volta longa o que comprometeria de vez sua corrida.

Holgado cumpriu a primeira volta longa caindo para a 14ªposição. Na 5ªvolta, o piloto principal da Tech 3 cumpriu a segunda volta longa caindo para a 17ªposição. Na metade da 5ªVolta, Veijer e Furusato passaram para as 2 primeiras posições pela segunda vez após superarem David Alonso.

Mas na volta seguinte, David Alonso retorna a liderança com Veijer voltando a 2ªposição e Furusato caindo para 4ªposição, atrás de David Muñoz que vem superando as deficiências da moto KTM da equipe Boé. Ivan Ortolá e Ryusei Yamanaka continuavam na 5ª e 6ªposições. No segundo pelotão, o líder era Luca Lunetta da SIC58 seguido de Joel Kelso, Adrían Fernández e Matteo Bertelli.

Na volta 7, Collin Veijer volta a liderar a prova, mas na entrada da 8ªvolta o pelotão engoliu o piloto holandês que caiu para a 6ªposição. David Alonso novamente é o líder seguido de Yamanaka que vinha em ótima corrida de recuperação, Furusato, Ortolá, Muñoz e Veijer. Lá atrás, Jose Antonio Rueda em grande recuperação acabava por entrar na zona de pontuação.

Ryusei Yamanaka segura como pode os ataques de Ivan Ortolá, mas na abertura da penúltima volta acaba perdendo posição para Veijer e Ortolá caindo para a 4ªposição. Já David Alonso abriu meio segundo de vantagem para seus adversários. Na volta final, Veijer tenta um último ataque em cima de David Alonso. Na curva 12, Ivan Ortolá que vinha com o pódio consolidado acabou indo ao chão, o espanhol teve a sorte de levantar rápido e que sua moto estivesse funcionando ainda para voltar a prova na 6ªposição.

David Alonso conquista sua 5ªVitória na temporada, um domínio imenso do piloto da CFMoto que agora esta conduzindo em relação ao Mundial de pilotos onde Alonso esta com 37 pontos a frente de Daniel Holgado, seu mais próximo adversário que foi muito mal na corrida e acabou ficando na 14ªposição (Marcando apenas 2 pontos em Mugello). Alonso tem mais de um Grande Prêmio de folga na liderança do Mundial e não parece que tenha alguém com o mesmo desempenho avassalador para deter esse domínio em um futuro próximo.

Collin Veijer da Husqvarna teve uma moto muito rápida, mas não foi o suficiente para deter David Alonso e acabou ficando mesmo com a segunda posição que o ajuda a se aproximar de Holgado na disputa da vice-liderança do Mundial.

Ryusei Yamanaka conseguiu seu primeiro pódio na sua 82ªcorrida pela Moto 3 e pelo Mundial. Um Pódio merecido que estava sendo buscado e batalhado para o piloto japonês que volta a correr pela MT Helmets nessa temporada e que esta mostrando um grande desempenho. Houve muita festa na equipe pelo sucesso de seu piloto que subiu no pódio pela primeira vez na carreira. Taiyo Furusato fez um grande final de semana e de longe foi o melhor piloto da Honda ao completar a prova na 4ªposição, interrompendo uma série de resultados ruins que ele estava colecionando desde do pódio na abertura do campeonato em Losail.

David Muñoz teve um desempenho muito bom, se recuperou bem da posição que tinha no grid de largada para conquistar uma respeitável 5ªposição. Ivan Ortolá fez um grande final de semana que acabou sendo meio que ofuscado pela queda na volta final que não foi o bastante para fazer o piloto da MT Helmets desistir, pelo contraio, Ortolá voltou a prova e a completou na 6ªposição.

No segundo pelotão, Luca Lunetta da SIC58 acabou levando a melhor conquistando mais um bom resultado ao fechar a prova na 7ªposição. Adrían Fernández da Leopard Racing acabou em uma exibição discreta fechando a prova na 8ªposição, seguido Jacob Roulstone da Tech 3 obteve mais um bom resultado no Top 10 e de Matteo Bertelle que com pintura especial na corrida acabou na 10ªposição.

Completaram a zona de pontuação: Angel Piqueras da Leopard Racing, Joel Kelso da Boé com uma frustrante 12ªposição, Riccardo Rossi da CIP Green que volta a pontuar após 5 corridas em branco, Daniel Holgado da Tech 3 que ver David Alonso se distanciar na liderança do Mundial e Jose Antonio Rueda que salvou um ponto com a 15ªposição.

Resultado final da 7ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Itália – Mugello – Moto 3 – 11 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 21’17.796
2 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.142
3 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 1.253
4 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 1.700
5 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 5.399
6 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 12.556
7 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 13.839
8 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 13.971
9 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 14.099
10 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 14.106
11 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 14.299
12 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 14.335
13 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 16.899
14 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 22.031
15 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 22.091
16 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 22.122
17 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 22.205
18 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 22.259
19 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 25.656
20 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 25.857
21 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 33.633
22 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 37.688
23 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 53.010
82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 11 voltas
24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 11 voltas
85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP abandonou na 1ªcorrida

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: CFMoto/Husqvarna/MT Helmets/Honda Asia Team/Boé Motorsports/SIC58/Leopard Racing/Tech 3/Snipers/CIP Green/Ajo/MTA/MLav/

6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Catalunha – Moto 3

Nas sessões de treinos livres acabaram espelhando o retrato do Mundial onde David Alonso é o mais rápido piloto do Grid da Moto 3 mais uma vez se classificando na frente. Seguido de Jose Antonio Rueda da Ajo, de Iván Ortolá da MT Helmets, de Collin Veijer da Husqvarna e de Riccardo Rossi da CIP Green, sendo esse último e Stefano Nepa da MTA os dois intrusos nas 6 primeiras posições. Daniel Holgado da Tech 3 classificou com a 7ªmelhor marca da sessão. Os melhores pilotos com moto da Honda foram Taiyo Furusato e Adrían Fernández que marcaram a 8ª e 9ªmelhores marcas. Os dois 5 classificados foram Joel Kelso da Boé, Ángel Piqueras da Leopard Racing, Joel Esteban da CFMoto, Ryusei Yamanaka da MT Helmets e David Almansa da Snipers.

Resultado dos treinos livres com os tempos combinados:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’46.111 Q2
2 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’46.781 Q2
3 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’46.893 Q2
4 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’46.921 Q2
5 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’47.003 Q2
6 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.004 Q2
7 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.136 Q2
8 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’47.138 Q2
9 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.169 Q2
10 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.255 Q2
11 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.277 Q2
12 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’47.282 Q2
13 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’47.446 Q2
14 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’47.458 Q2
15 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’47.467 R
16 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’47.472 R
17 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’47.487 R
18 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.536 R
19 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’47.610 R
20 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.619 R
21 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’47.671 R
22 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.675 R
23 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’47.756 R
24 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’48.571 R
25 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’48.655 R
26 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.952 R
27 93 Arbi Aditama  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’49.254 R

Q2: Classificados Direto para o Q2
R: Disputam a Repescagem

Os principais candidatos a conquistar as vagas para o Q2 são os dois pilotos da SIC58 que foram muito bem na primeira sessão de treinos livres. David Muñoz da Boé que tinha equipamento e talento para estar no Q2 de forma direta e o australiano Jacob Roulstone da Tech 3 que vem desempenhando um desempenho muito bom nessas suas primeiras corridas como piloto do Mundial de Motovelocidade.

Com 3:45 de sessão, David Muñoz marcou 1:50.171, mas esse tempo foi superado por Jacob Roulstone que marcou 1:49.018, 30 segundos depois. Com quase 5 minutos de sessão, Scott Odgen baixa o tempo para a casa do 1 minuto e 48 segundos (1:48.557) e vai para a ponta deixando Roulstone em 2º e Filippo Farioli na 3ªposição.

Com quase 6 minutos de sessão, Nicola Carraro foi para a 4ªposição, mas a alegria do piloto da MTA durou muito pouco já que Luca Lunetta marcou uma bela volta de 1:48.706 e pulou para a segunda posição. A 8 minutos do final, Scott Odgen, Luca Lunetta, Jacob Roulstone e Filippo Farioli. 3 dos 4 favoritos estavam passando para o Q2 naquele momento. Zurutuza, Carraro, Bertelle, Buasri, Dettwiler, Muñoz e Aditama que estava fazendo sua segunda corrida no Mundial de Motovelocidade tinham marcado tempos. Joshua Whatley e Tatsuki Suzuki ainda não tinham marcado tempos.

A 7 minutos do final, Roulstone da Tech 3 marca o melhor tempo (1:48.296) e pula para a ponta. 30 segundos depois, Filippo Farioli marca o terceiro tempo. Os 4 pilotos da frente não mudaram, só as posições se modificaram com Roulstone na frente seguido de Odgen, Farioli e Lunetta na bolha, completando a zona de classificação.

A 2:40 do final do Q1, Luca Lunetta salta da quarta para a primeira posição após marcar o tempo de 1:48.192 usando o vácuo de um desesperado David Muñoz.

No encerrar do cronometro, Matteo Bertelle da Snipers (1:47.766) e David Muñoz da Boé (1:47.873) passaram para as 2 primeiras posições e conseguiram passar para o Q2. Luca Lunetta da SIC58 e Jacob Roulstone da Tech 3 seguraram as outras duas vagas para a fase final da classificação. Dos favoritos, apenas Filippo Farioli ficou de fora com a 6ªposição na sessão e a 20ªposição no Grid de Largada. Scott Odgen que tinha parciais ótimas para tirar Roulstone do Q2 acabou caindo na curva 10 e jogando essa chance escapar.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’47.766
2 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.873
3 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.192
4 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’48.296
5 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’48.557
6 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.683
7 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.752
8 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.799
9 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’48.876
10 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’49.204
11 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’49.220
12 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’49.406
13 93 Arbi Aditama  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.528

Os primeiros a saírem para a pista no Q2 foram os dois pilotos da Boé (Joel Kelso e David Muñoz). Alguns pilotos começaram a sair dos boxes com 45 segundos de sessão, mas outros ficaram esperando mais um pouco, entre eles estavam 3 dos favoritos a pole position, David Alonso, Jose Antonio Rueda e Ivan Ortolá.

Aos 3:50 de Q2, David Muñoz marca 1:48.348 e fica quase 2 décimos a frente de Joel Kelso. David Alonso saiu com 4 minutos de sessão.

Com quase 4 minutos e 30 segundos (4:25), Ryusei Yamanaka baixa a marca da pole para 1:47.747 com Furusato, Holgado e Roulstone logo a seguir. O piloto da MT Helmets fica na liderança por quase 2 minutos até que Daniel Holgado marcou o tempo de 1:47.608 pulou da 3ªposição para a liderança do treino. Outro que melhorou foi Ángel Piqueras da Leopard Racing que passou a ser o 3ºcolocado.

A 7:20 do final, Iván Ortolá marca o terceiro tempo, ficando na primeira fila por 15 segundos já que Collin Veijer com sua Husqvarna assumiu a ponta após volta voadora de 1:47.089. O piloto holandês colocou quase meio segundo em cima de Daniel Holgado. Luca Lunetta em final de semana inspirado subia para a terceira posição após uma excelente volta.

A 5:40 do final, David Alonso aparece na sessão e marca o segundo melhor tempo (1:47.299) ficando atrás apenas de Veijer. A poucos minutos do final da sessão: Collin Veijer, David Alonso e Daniel Holgado comandariam a primeira fila e depois, Luca Lunetta, Ryusei Yamanaka e Iván Ortolá formando a segunda fila. O Top 10 era completado por Ángel Piqueras, Taiyo Furusato, Stefano Nepa e Adrían Fernández.

Praticamente todo mundo vai para a pista a menos de 2 minutos e meio do final (2:!5) para uma única e decisiva volta rápida. Na última volta, enquanto Daniel Holgado e Riccardo Rossi foi para o chão, o piloto da MT Helmets Iván Ortolá teve uma volta inspirada e com a marca de 1:46.749 para conquistar a pole position o GP da Catalunha. Após 43 GPs, Ortolá vai largar na 1ªposição no Mundial de Motovelocidade.

No final, algumas voltas foram canceladas e as posições na parte da frente tiveram alterações. Collin Veijer que teve nas suas mãos a pole position vai largar na segunda posição  após uma belíssima sessão de classificação do piloto da Husqvarna e Jose Antonio Rueda da Ajo completa a primeira fila, mostrando que o piloto espanhol já esta totalmente recuperado da operação de apendicite que o afastou de 2 corridas (EUA e Jerez).

Taiyo Furusato conquistou seu melhor grid de largada da carreira com a 4ªposição, sendo o melhor piloto da Honda no Grid da Catalunha, mas o japonês não tinha motivos para comemorar esse resultado, pois acabou punido em dupla volta longa por atrapalhar pilotos nos Treinos Livres. Ryusei Yamanaka confirmou um bom dia para a MT Helmets ao conseguir a 5ªposição no Grid de largada. David Alonso que teria uma terceira posição no Grid de largada acabou com sua volta final cancelada. Isso jogou o piloto colombiano para a 6ªposição fechando a segunda fila.

O espanhol David Muñoz vindo da repescagem para a 7ªposição, Adrían Fernández da Leopard Racing e o líder do campeonato Daniel Holgado da Tech 3 vão formar a terceira fila. Holgado vai ter trabalho para manter a liderança do Mundial. Luca Lunetta da SIC58, Stefano Nepa da MTA e Matteo Bertelle da Snipers compõem a quarta fila.

Grid de Largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’46.749
2 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’46.768
3 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’47.011
4 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’47.137
5 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’47.178
6 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’47.299
7 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.395
8 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.468
9 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.549
10 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’47.563
11 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.564
12 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’47.621
13 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.645
14 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.989
15 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’48.039
16 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’48.054
17 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’48.249
18 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP Sem Tempo Q2
19 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’48.557
20 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.683
21 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.752
22 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.799
23 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’48.876
24 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’49.204
25 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’49.220
26 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’49.406
27 93 Arbi Aditama  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.528

O domingo começou com mais uma corrida da categoria menor com bons pegas e com uma nova vitória de David Alonso, a 4ª na temporada e a 8ª na carreira assumindo de vez a liderança do Mundial. Por sinal, já fazia por merecer a liderança do Mundial.

Iván Ortolá largou bem e conseguiu manter a liderança após essa largada com Daniel Holgado pulando da 9ª para a 2ªposição em brilhante largada do piloto da Tech 3. Collin Veijer, David Muñoz e Taiyo Furusato completavam o Top 5, sendo que Muñoz pagaria uma volta longa e Furusato pagaria dupla volta longa.

Iván Ortolá tenta abrir vantagem sobre a concorrência e até consegue no começo da prova, mas essa vantagem não dura muito tempo e a turma se aproxima do piloto da MT Helmets. Enquando isso, Collin Veijer assumiu a segunda posição seguido de Muñoz e Furusato que disputaram a 3ªposição e o piloto da Honda Asia Team levou a vantagem.

Na terceira volta, Furusato e Muñoz foram cumprir a punição depois dessa volta de punição, Furusato caiu para a 13ªposição e Muñoz caiu para a 15ªposição. Furusato ainda precisava cumprir mais uma volta longa. Lá em cima, Collin Veijer assumiu a liderança com David Alonso passando Daniel Holgado assumindo a 2ªposição.

Collin Veijer continua na liderança na 4ªvolta, com Alonso, Ortolá, Holgado e um impressionante Lunetta na 5ªposição. David Almansa da Snipers caiu e foi o primeiro piloto a abandonar a prova. Na entrada da 5ªVolta, Daniel Holgado assume a liderança com Luca Lunetta passando a segunda posição após usar o vácuo dos pilotos na sua frente deixando Collin Veijer, David Alonso e Iván Ortolá para trás.

Na 6ªVolta, Taiyo Furusato compre a segunda volta longa. Ao mesmo tempo em que Joel Kelso acabou indo para o chão e ficou a poucos metros de onde o japonês estava cumprindo a segunda parte da sua punição, mas a corrida do Japonês não duraria muito já que Furusato acabou indo para o chão na curva 4 da mesma volta.

Na 7ªVolta, Holgado continuava na ponta com Ortolá, Veijer, Muñoz, Rueda, Lunetta, Alonso, Esteban, Yamanaka e Roulstone nas 10 primeiras posições com Piqueras, Adrían Fernández, Farioli, Nepa e Suzuki. Esses 15 primeiros estavam no 1ºpelotão.

Na 8ªVolta, a liderança muda de mãos e passa a ser de Iván Ortolá com Collin Veijer na segunda posição, os dois deixando Daniel Holgado na 3ªposição. Rueda e Alonso completa o Top 5 com David Muñoz na 6ªposição, já recuperado da punição da volta longa.

Na 9ªVolta, a liderança muda de mãos mais uma vez e passa a ser do holandês Collin Veijer que deixou Iván Ortolá para trás. David Alonso passa para a terceira posição. Ángel Piqueras, Xabi Zurutuza e Noah Dettwiler foram advertidos por excederem o limite de pista. Na volta seguinte, Ortolá dá o troco em cima de Veijer e recupera a ponta com David Alonso em 3º, Jose Antonio Rueda em 4º e Daniel Holgado em 5º.

Ao entrar na 11ªvolta, Veijer e Alonso ultrapassam Ortolá e passam a ser os dois primeiros colocados. Curvas depois (Curva 5), Ortolá perderia a terceira posição para Daniel Holgado que na curva 10 ultrapassou o colombiano David Alonso para ganhar a 2ªposição.

Na 12ªVolta, Holgado e Alonso passaram Veijer e na curva 1 foi a vez de David Alonso passar Daniel Holgado que acabou caindo para a 4ªposição já que Ortolá e Veijer aproveitaram e também passaram o piloto da Tech 3. A partir dessa volta, houve uma separação de dois grupos, o Grupo da frente liderado por David Alonso que era seguido por Ivan Ortolá, Collin Veijer, Daniel Holgado, Luca Lunetta, Jose Antonio Rueda e David Muñoz. Os 7 primeiros abriram vantagem sobre o segundo pelotão.

A 4 voltas do final, a briga pela vitória se afuninaria ainda mais, Alonso, Ortolá, Veijer e Holgado abrem vantagem para Rueda, Muñoz e Lunetta que na reta final fica longe de Rueda e Muñoz que lutavam pela 5ªposição.

David Alonso abriu 3 décimos de vantagem para Ortolá e Veijer. Holgado começou a ficar mais para Muñoz e Rueda nas últimas voltas.

Enquanto David Alonso era pressionado por Ortolá e Veijer, Holgado era superado por Rueda que acabou se aproximando do primeiro pelotão. Na volta final, Alonso abriu vantagem, Ortolá foi para cima do colombiano que fechou a porta. Já Rueda passou Veijer na curva 4 e tomou a 3ªposição e o lugar no pódio do piloto holandês.

David Alonso conquistou mais uma vitória nessa temporada. O colombiano venceu pela 4ªvez na temporada e pela 8ªvez na Carreira. Mais importante que isso foi David Alonso assumir a liderança do Mundial com 118 pontos, abrindo 14 pontos de vantagem para Daniel Holgado que perdeu posições nas voltas finais e acabou ficando na 6ªposição.

Largando pela primeira vez na pole position, Iván Ortolá não conseguiu superar David Alonso e acabou na segunda posição, apesar de ter feito uma ótima apresentação e ter lutado o tempo todo pela liderança. O pódio foi completado por Jose Antonio Rueda que volta a frequentar o pódio desde do segundo lugar no GP de Portugal. Rueda teve um sensacional final de corrida e acabou tomando o lugar do pódio que estava nas mãos de Collin Veijer que terminou o dia sem o pódio na quarta posição apesar de ter lutado pela vitória até as últimas voltas.

David Muñoz conseguiu fazer uma boa corrida após ter cumprido da punição da volta longa. O piloto da Boé obteve a 5ªposição após ter superado Daniel Holgado. Por falar no piloto da Tech 3, Holgado chegou a lutar pela liderança a maior parte do tempo, mas acabou perdendo rendimento no final e acabou ficando apenas na 6ªposição e dessa forma perdeu a liderança do Mundial para David Alonso.

Luca Lunetta fez um grande final de semana, sem dúvida seu melhor no Mundial de Motovelocidade, com um bom grid de largada e lutando pelas primeiras posições em boa parte da prova. O piloto italiano perdeu terreno no final, mas conseguiu administrar muito bem seu final de prova e acabou o dia na 7ªposição, seu melhor resultado na moto 3 e foi o melhor piloto da Honda na prova.

Jacob Roulstone da Tech 3 chegou mais uma vez bem colocado na 8ªposição seguido de Filippo Farioli da SIC58 e de Adrían Fernández da Leopard Racing que completaram o Top 10 do GP da Catalunha. Fecharam a zona de pontuação: Ryusei Yamanaka da MT Helmets, Ángel Piqueras da Leopard Racing, Stefano Nepa da MTA, Joel Esteban da CFMoto e Tatsuki Suzuki da Husqvarna.

Resultado Final da 6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – Montmeló – Moto 3 – 18 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 32’25.084
2 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.242
3 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.513
4 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.560
5 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 1.648
6 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 3.390
7 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 4.791
8 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 7.248
9 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 7.449
10 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 7.485
11 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 8.058
12 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 8.104
13 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 8.147
14 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 8.160
15 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 20.335
16 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 21.297
17 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 21.359
18 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 21.418
19 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 22.327
20 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 40.533
21 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 40.552
22 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 40.600
23 93 Arbi Aditama  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 46.685
22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 6 voltas
72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 13 voltas
66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 13 voltas
54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 13 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: CFMoto/Mt Helmets/Ajo/Husqvarna/Boe Motorsports/Tech 3/SIC58/Leopard Racing/MTA/MLav/Snipers/CIP Green/Honda Asia Team/

 

5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da França – Moto 3

Antes de tudo, queremos demonstrar toda a nossa solidariedade com as vitimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A maior tragédia ambiental que já existiu no país necessita de ações contundentes, para a reconstrução de todo um estado com a consciência ambiental e que não se viole mais a natureza que tanto é mal tratada e que agora esta reagindo fora do nosso controle.

   

Deixamos aqui algumas das campanhas que estão sendo realizadas para arrecadar recursos para as vitimas das enchentes. E só para encerrar, elogiar o trabalho da imprensa séria desse país pela cobertura (Globo News e ICL Notícias entre outros canais de imprensa) feita dessa tragédia. Elogiar as ações do governo federal que está verdadeiramente preocupado em ajudar o Rio Grande do Sul a se reerguer, ao exercito, bombeiros, entidades, cidadãos comuns, famosos que estão ajudando no resgaste de todas as vitimas.

Para encerrar, NÃO ACREDITEM EM FAKE NEWS! QUEM FAZ FAKE NEWS RELACIONADOS AS ENCHENTES DO RIO GRANDE DO SUL COMO UM TODO PARA NÓS ESTA FAZENDO UMA ATITUDE DE CRIMINOSO, POIS ESTA ATRAPALHANDO O RESGATE E ESTA ATRAPALHANDO AS CAMPANHAS DE SOLIDARIEDADE QUE O BRASIL INTEIRO ESTA AJUDANDO, UNIDO EM UMA CORRENTE DO BEM, ONDE O MAL JAMAIS IRA VENCER!

Resultado dos tempos combinados de classificação:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’40.121 Q2
2 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’40.523 Q2
3 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’40.597 Q2
4 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’40.620 Q2
5 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’40.875 Q2
6 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’40.892 Q2
7 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’40.935 Q2
8 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’40.954 Q2
9 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’41.024 Q2
10 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’41.095 Q2
11 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’41.123 Q2
12 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’41.158 Q2
13 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’41.056 Q2
14 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’41.174 Q2
15 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.239 R
16 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’41.245 R
17 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’41.250 R
18 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’41.308 R
19 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’41.376 R
20 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.397 R
21 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’41.413 R
22 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.475 R
23 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.665 R
24 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’41.884 R
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.862 R
26 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’43.039 R

Q2: Classificados para o Q2
R: Disputam a repescagem

Começando a sessão da repescagem, todos os 12 pilotos saíram para a pista em questão de apenas 1 minuto de Q1. Jacob Roulstone da Tech 3, Stefano Nepa e Nicola Carraró da MTA e Tatsuki Suzuki da Husqvarna eram os principais candidatos para as 4 vagas para o Q2.

Com 3:40 de sessão, David Almansa da Snipers com 1:42.380 superou Stefano Nepa em mais de 4 décimos na sua primeira tentativa de volta. 20 segundos depois, o australiano Roulstone foi para a segunda posição. Com 4:15 de sessão, os pilotos da SIC58 passaram a ser os dois primeiros lugares com Lunetta na primeira posição (1:42.282) e Farioli na segunda posição (1:42.310). Enquanto isso, Scott Odgen da MLav e Tatsuki Suzuki da Husqvarna.

Com 5:25 de sessão, David Almansa marcou bom tempo e subiu da 5ª para a 3ªposição. 15 segundos depois, Jacob Roulstone toma a ponta passando para a casa do 1 minuto e 41 segundos (1:41.905). pouco tempo depois, Nicola Carraro marcou 1:41.892 passando a liderar a sessão, com 13 milésimos a frente de Roulstone e depois vinham Filippo Farioli e Luca Lunetta da SIC58, todos eles separados por apenas 39 milésimos de segundo. David Almansa estava em 5º, a mais de 4 décimos dos 4 primeiros colocados.

A 7:35 do final do Q1, Roulstone volta a liderança com o tempo de 1:41.844. Logo depois, Carraro superou Roulstone após marcar 1:41.770, mas segundos depois o piloto da MTA foi para o chão na curva 4. Luca Lunetta acabou subindo para a segunda posição. A 6:15 do final, Scott Odgen e Tatsuki Suzuki marcaram seus primeiros tempos e foram para a 5ª e 6ªposições. A 6 minutos do final: Carraro, Lunetta, Roulstone e Farioli estavam garantindo lugar no Q2. Odgen, Suzuki, Almansa, Nepa, Bertelle, Dettwiler, Whatley e Buasri completavam a classificação.

A 4:35 do final, Scott Odgen usando o vácuo de Tatsuki Suzuki acabou pulando para a ponta com 1:41.726. 2 minutos depois, Jacob Roulstone marcou 1:41.370 e garantiu seu lugar no Q2.

A 1:15 do final, Scott Odgen e Tatsuki Suzuki foram para a 2ª e 3ªposições respectivamente. Odgen inteligentemente pegou o vácuo do piloto da Husqvarna e acabou se beneficiando.

Com o tempo encerrado, Matteo Bertelle chegou a marcar o 4ªtempo, mas acabou ficando de fora do Q2 graças a bela volta de Luca Lunetta que usou do vácuo de Filippo Farioli para conquistar a segunda posição.

Jacob Roulstone da Tech 3, Luca Lunetta da SIC58, Scott Odgen da MLav e Tatsuki Suzuki da Husqvarna classificaram para o Q2. Os pilotos da MTA falharam na sua missão de confirmarem o favoritismo.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’41.370
2 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.574
3 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’41.635
4 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’41.694
5 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.746
6 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’41.755
7 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.771
8 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.902
9 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’42.008
10 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’42.466
11 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’42.495
12 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.670

A decisão da pole position da categoria de entrada do Mundial de Motovelocidade teve os favoritos se sobressaindo no final. Riccardo Rossi, Daniel Holgado, David Muñoz e Jacob Roulstone foram os primeiros a saírem para a pista e foram os primeiros a marcarem volta, com 4 minutos de sessão. O melhor deles foi Roulstone com o tempo de 1:41.257 seguido de Holgado, Rossi e Muñoz.

1 minuto depois, Jose Antonio Rueda foi pra  ponta com um ótima volta de 1:40.828. Adrían Fernández da Leopard Racing chegou a marcar o segundo tempo, mas 20 segundos depois, David Alonso da CF Moto tomou a segunda posição com 1:40.933. Ivao Ortolá e Ryusei Yamanaka foram para a 5ª e 6ªposições.

Com quase 6 minutos de sessão (5:50), Daniel Holgado passou para a 6 posição. Com 8:20 para o Final do Q2, Adrían Fernández pulou para a 3ªposição. A quase 8 minutos do final, Alonso passou para a liderança com 1:40.794. A primeira posição é lugar que o colombiano já estava ficando muito acostumado na categoria menor já o piloto da CF Moto lidera praticamente todas as sessões de treinamento. Ivan Ortolá melhorou na sua segunda volta, pulando para a 3ªposição.

Já na metade da Sessão, Ángel Piqueras e Collin Veijer vinham muito rápido pela pista. Enquanto que Piqueras acabou sendo atrapalhado e não conseguindo concluir sua volta, Já Collin Veijer conseguiu fazer uma volta limpa e acabou tomando a liderança das mãos de Alonso após marcar 1:40.793, 1 milésimo mais rápido a favor do piloto holandês em cima do piloto colombiano.

A 5 minutos do final, enquanto os pilotos estavam se preparando para voltarem para a pista a classificação dos 10 primeiros: Collin Veijer, David Alonso, Ivan Ortolá, Adrían Fernández, David Muñoz, Ángel Piqueras, Ryusei Yamanaka, Daniel Holgado e Jacob Roulstone. O pole, Collin Veijer saiu para a 2:30 do final da sessão. 10 segundos depois, Joel Kelso marca 1:40.878, subindo para a 5ªposição, 85 milésimos atrás de David Alonso.

A 1 minuto do final, Jose Antonio Rueda que estava fora do Top 10 marcou 1:40.426 e acabou pulando para a liderança que durou poucos segundos. Isso porque Daniel Holgado superou o tempo de Rueda ao marcar 1:40.366. David Alonso marcou o terceiro tempo, todos eles superaram Collin Veijer com certa folga.

A definição de quem seria o pole só foi feita nos momentos finais, foi quando o colombiano David Alonso marcou 1:40.114 superando em 11 milésimos o espanhol Daniel Holgado que marcou 1:40.125. Alonso conquistou a 3ªpole na temporada e a 3ªpole seguida. É impressionante o quanto David Alonso esta com o controle da situação sempre e o quanto o piloto da CF Moto tira desempenho de sua moto facilmente. Tá na cara que David Alonso é o homem a ser batido. Porém, Daniel Holgado larga na segunda posição e tinha a liderança do Mundial, algo que o piloto da Tech 3 esta conseguindo graças a uma regularidade um pouco maior do que a regularidade do piloto colombiano. Jose Antonio Rueda após ausência de duas corrida por causa de uma cirurgia de apendicite acabou reaparecendo muito bem e vai fechar a primeira fila, participando muito bem na disputa da pole position.

Na Reta final, Adrían Fernández da Leopard Racing conseguiu uma boa volta no final da sessão e vai partir do Grid de largada em Le Mans na 4ªposição, abrindo a segunda fila sendo o melhor piloto da Honda. Collin Veijer tinha a pole na mão, mas acabou perdendo posições no final da sessão e acabou tendo de se contentar com a 5ªposição no grid de largada. Ivan Ortolá da MT Helmets fecha a segunda fila.

Joel Kelso e David Muñoz da Boé Motorsports vão largar na 7ª e 8ªposições liderando a 3ªfilça que será completada por Ángel Piqueras da Leopard Racing. Ryusei Yamanaka da MT Helmets lidera a 4ªfila que será completada por Jacob Roulstone da Tech 3 e por Scott Odgen da MLav.

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’40.114
2 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’40.125
3 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’40.426
4 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’40.777
5 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’40.793
6 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’40.860
7 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’40.878
8 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’41.025
9 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’41.040
10 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’41.056
11 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’41.092
12 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’41.135
13 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’41.160
14 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’41.204
15 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.221
16 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’41.365
17 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’41.382
18 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP Desclassificado Q2
19 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.746
20 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’41.755
21 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.771
22 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.902
23 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’42.008
24 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’42.466
25 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’42.495
26 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.670

Xurutuza foi desclassificado por ter sido pesado abaixo do peso mínimo permitido.

Primeira corrida do dia ficou por conta dos pilotos da Moto 3, mais uma corrida com grandes disputas e com muitos pilotos brigando pela liderança, mas o vencedor foi David Alonso que utilizou a tática da paciência e não da velocidade para vencer pela terceira vez na temporada. Adrían Fernández e Joshua Whatley teriam de pagar dupla volta longa por causa de punições.

Apesar da boa largada de David Alonso a liderança da prova não ficou nas mãos do piloto colombiano e sim passou a ser de Daniel Holgado que superou Alonso na curva 3 e 4. Alonso caiu para a segunda posição e David Muñoz largou muito bem passando da 8ª para a 4ªposição. Não satisfeito, Muñoz passou Rueda na curva 5 e passou Alonso na curva 9 para assumir a segunda posição. Enquanto isso, Rueda acabou caindo para a 6ªposição após ser ultrapassado por Muñoz e Adrían Fernández.

Muñoz cola em Holgado no começo da segunda volta enquanto que David Alonso fica na espera. No final da segunda volta, Adrían Fernández passa David Alonso que acaba perdendo posições para Viejer caindo para a 4ªposição. Na terceira volta, Adrían Fernández pagou a primeira volta longa e caiu da 2ª para a 16ªposição.

Na volta 4, Ángel Piqueras aparece na corrida, ultrapassa Ivan Ortolá assumindo a 5ªposição, ficando atrás de Holgado, Muñoz, Veijer e Alonso. Na curva 9, Piqueras passou Alonso e levou o troco do piloto da CF Moto, os dois lutaram pela 4ªposição por algumas curvas até que o piloto colombiano conseguiu manter a posição. Adrían Fernández cumpriu a segunda volta longa e caiu para a 21ªposição, 4.5 segundos atrás de Holgado.

Após 5 voltas, Holgado mantem a liderança com Muñoz, Veijer e Alonso na perseguição. Piqueras vinha na 5ªposição, pressionado por Ortolá. No 6ªVolta, Piqueras segura a 5ªposição sobre o ataque de Ivan Ortolá nas curvas 3 e 4. Rossi e Rueda. Kelso e Roulstone completam o Top 10.

Na 7ªVolta, David Muñoz tenta se manter na segunda posição com uma moto que não rendia bem nas retas. Enquanto isso, David Almansa e Xabi Zurutuza foram punidos com volta longa por cortarem as curvas 3 e 4. Na volta seguinte (8ªVolta), David Alonso foi superado por Riccardo Rossi e Ivan Ortolá.

Rossi foi para cima de Muñoz e conseguiu a ultrapassagem que lhe valeu a 4ªposição, mas na curva seguinte, Muñoz acabou tocando em Rossi que acabou indo para o chão. O piloto da CIP Green foi obrigado a abandonar a corrida. Esse incidente foi analisado pelos comissários o que levou Muñoz da Boé a ser punido com a dupla volta longa.

Na 9ªVolta, Collin Veijer ultrapassa Daniel Holgado e vai para a ponta do GP francês. Mais atrás, o japonês Tairo Furusato é punido com volta longa por cortar as curvas 3 e 4. Lá na frente, Holgado chegou a perder posição para Muñoz, mas dá o troco em cima do piloto que tinha que pagar punição de volta longa. Na 11ªVolta, Holgado voltou à liderança e Muñoz foi para a segunda posição.

David Muñoz passou Daniel Holgado e foi para a liderança na curva 6 e logo depois pagou a primeira volta longa caindo para a 17ªposição. Holgado voltou a ponta seguido de Veijer, Alonso, Ortolá, Piqueras, Yamanaka, Roulstone, Rueda, Esteban e Suzuki no Top 10. Adrían Fernández em corrida de recuperação já estava na 11ªposição.

A menos de 8 voltas do final, disputa pela vitória estava se afunilando já que Holgado, Veijer, Alonso e Ortolá tentavam a se distanciar de Yamanaka, Piqueras, Roulstone e Esteban. Na 13ªVolta, Holgado erra, deixa uma brecha e Viejer recupera a liderança. Mais atrás, Joel Esteban passa Ángel Piqueras passando para a 6ªposição.

Na 15ªVolta, Holgado e Veijer se tocaram e o piloto da Tech 3 levou a melhor e voltou a liderança, já o piloto da Husqvarna se segurou na pista e manteve a segunda posição. David Alonso estava na 3ªposição, seguido de Ortolá, Esteban, Yamanaka e Piqueras, No final da volta 15, David Muñoz caiu e abandonou a prova. Matteo Bertelle abandona com problemas mecânicos.

A 4 voltas do final, Ivan Ortolá passa David Alonso e sobe para a terceira posição. Curvas depois, Alonso dá o troco em Ortolá retornando a terceira posição.

Na 18ªVolta, Veijer foi para a ponta em cima de Holgado, os dois lutam pela liderança, mas David Alonso foi para cima dos dois e na curva 9 faz uma dupla ultrapassagem sensacional e passou da terceira posição para a liderança.

Porém, a luta pela vitória ainda não tinha terminado, No começo da penúltima volta, Daniel Holgado recuperou a liderança Collin Veijer em 3º seguido de Ortolá da MT Helmets. Joel Esteban errou e Ryusei Yamanaka supera o piloto da CF Moto passando a 6ªposição.

Daniel Holgado começou a volta final na frente de David Alonso, mas o piloto colombiano acabou por superar o piloto da Tech 3 antes da curva 3 , abriu vantagem resistiu a um último ataque de Holgado na curva 9 e na 12 e acabou cruzando na frente e vencendo a sua 3ªvitória na temporada e a 7ªvitória na carreira do piloto colombiano da CF Moto. Alonso fica apenas 1 ponto atrás de Daniel Holgado que lutou até os últimos metros para vencer, mas acabou ficando com a segunda posição que o ainda faz segurar a ponta do Mundial.

Collin Veijer da Husqvarna completou o pódio após ótimo final de semana do piloto holandês que agora é o terceiro colocado do Mundial. Joel Esteban fez uma grande corrida de recuperação, partindo da 16ªposição para completar a prova na 4ªposição. Chegando na 5ªposição, Ivan Ortolá da MT Helmets obteve mais um resultado entre os primeiros lugares, mas não lutou pela vitória de fato.

Adrían Fernández após pagar dupla volta longa fez uma brilhante corrida de recuperação para conquistar a 6ªposição em uma de suas melhores corridas no Mundial de Motovelocidade, sendo o espanhol da Leopard Racing o melhor piloto com moto Honda nesse final de semana.

Ryusei Yamanaka chegou na 7ªposição sendo consistente o tempo inteiro no Top 10. Após duas corridas de ausência, o espanhol Jose Antonio Rueda teve uma boa sessão de classificação, mas a corrida já não foi tão bem assim chegando na 8ªposição e salvando o final de semana da Ajo Motorsports. Tatsuki Suzuki ficou na 9ªposição, muito apagado em relação ao Collin Veijer e Ángel Piqueras fez uma boa corrida, mas perdeu terreno no final e acabou ficando na 10ªposição.

Luca Lunetta na 11ªposição conseguiu seu melhor resultado nesse ano de estreia no Mundial. Jacob Roulstone da Tech 3, Joel Kelso da Boé, Taiyo Furusato da Honda Asia Team e David Almansa da Snipers fecharam a zona de pontuação.

Resultado final da 5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – Moto 3 – 20 voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 34’00.058
2 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 0.105
3 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.242
4 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 0.476
5 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.612
6 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 0.797
7 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.958
8 99 Jose Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 1.035
9 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1.101
10 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 2.163
11 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 6.715
12 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 6.903
13 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 7.217
14 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 10.776
15 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 11.350
16 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 13.275
17 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 16.200
18 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 27.941
19 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 28.799
20 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 34.168
21 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 47.787
64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 4 voltas
18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 5 voltas
19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 10 voltas
54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 13 voltas
7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 19 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: CF Moto/Tech 3/Husqvarna/Mt Helmets/Leopard/Ajo/SIC58/Boe Motorsports/Honda Team Asia/Snipers/MTA/Cip Green/Mlav/

 

4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Espanha – Moto 3

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’43.710 Q2
2 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’44.679 Q2
3 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’44.762 Q2
4 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’44.892 Q2
5 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’45.122 Q2
6 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’45.158 Q2
7 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’45.163 Q2
8 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’45.178 Q2
9 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’45.197 Q2
10 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’45.297 Q2
11 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’45.333 Q2
12 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’45.474 Q2
13 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’45.493 Q2
14 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’45.566 Q2
15 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’45.595 R
16 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’45.779 R
17 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’45.825 R
18 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’45.903 R
19 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’45.931 R
20 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’45.967 R
21 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’46.168 R
22 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’46.242 R
23 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’46.317 R
24 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’46.708 R
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’47.391 R
26 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1:58.301 R

Q2 – Classificados direto para o Q2
R – Disputam a repescagem

Em questão de poucos segundos todos os 12 postulantes as 4 vagas para o Q2 foram para a pista, com exceção de Xabi Zurutuza que saiu com 2 minutos de sessão. Os pilotos da Leopard Racing eram os principais candidatos a 2 dessas 4 vagas para o Q2.

Luca Lunetta foi para o chão na sua primeira tentativa e Adrían Fernández erra na curva 6 e tem sua volta arruinada. Com 4 minutos de sessão, o suíço Noah Dettwiler Da CIP Green marcou o melhor tempo com 1:51.039 ficando a frente de Matteo Bertelle e Tairo Furusato. Nicola Carraro da MTA marcou o segundo melhor tempo, mas teve sua volta rápida cancelada por exceder o limite da pista.

Com quase 6 minutos de sessão, Adrían Fernández pula para a ponta (1:49.554), mas logo foi superado em quase meio segundo por Nicola Carraro que marcou o tempo de 1:49.083. Filippo Farioli da SIC58 e Matteo Bertelle da Snipers completavam o Top 4, os pilotos da Leopard Racing ainda não tinham dado as caras na disputa.

Na terceira volta rápida, Nicola Carraro marca 1:48.064 e coloca meio segundo sobre Matteo Bertelle da Snipers que passou a segunda posição. Os dois pilotos da Leopard Racing apareceram com Piqueras na terceira posição e Adrián Fernández na bolha. Filippo Farioli acabou caindo para a 5ªposição seguido de Dettwiler, Furusato, Zurutuza, Whatley, Buasri, Lunetta e Vicente Peréz que substitui Jose Antonio Rueda.

A 5:30 do final, Tairo Furusato melhora seu tempo e sobe para a quinta posição, ao mesmo tempo em que Xabi Zurutuza vai para o chão. Quase 2 minutos depois, Adrían Fernández subiu para a segunda posição. Tairo Furusato foi para a quarta posição, mas segundos depois, Angel Piqueras subiu para 3ªposição e tirou o piloto japonês da zona de classificação.

No final da sessão, Matteo Bertelle pulou para a 3ªposição, mas o piloto da Snipers acabou ficando de fora do Q2 porque Angel Piqueras da Leopard Racing que estava fora da zona de classificação e acabou fazendo o melhor tempo da sessão (1:47.823) seguido de Filippo Farioli que passou a ser o terceiro colocado.

Piqueras, Carraro, Farioli e Adrían Fernández passaram para o Q2 deixando Bertelle, Lunetta e Furusato e mais 5 pilotos de fora do Q2 e com suas posições definidas entre a 19ª e a 26ªposição.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.823
2 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’48.064
3 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.249
4 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’48.296
5 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’48.406
6 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.579
7 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.651
8 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’49.203
9 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’49.228
10 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’49.523
11 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.340
12 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’51.460

Logo que começou o Q2, os dois pilotos da CF moto Aspar Martinez, David Alonso e Joel Esteban foram os primeiros a entrarem na pista. O piloto colombiano era o grande favorito a pole position já que vinha sendo o mais rápido das últimas 8 sessões de treinos e vencedor de 2 das 3 primeiras corridas da temporada.

O líder do campeonato, Daniel Holgado acabou caindo em um acidente violento. O piloto da Tech 3 Gas Gas não pode voltar para a sessão e teria de largar na 18ªposição.

Com quase 4 minutos de sessão, David Alonso marca 1:47.696 só sendo superado pelo espanhol David Muñoz da Boé que marcou o tempo de 1:47.553 que assumiu a liderança da sessão. Adrían Fernández, Joel Esteban e Filippo Farioli completa os 5 primeiros colocados.

O colombiano David Alonso em volta muito rápida marca 1:46.431, sobrando na turma na liderança em relação a concorrência. David Muñoz vinha em segundo com o tempo de 1:47.028. Piqueras vinha em excelente terceira posição com Adrían Fernández em 4º e Nicola Carraro em 5º, esses três vinham da repescagem.

Muitos dos pilotos foram para os boxes após 2 tentativas de volta, não foi o caso de Ryusei Yamanaka que partiu para a terceira volta rápida para marcar o 3ºtempo (1:47.028) a 7:15 do final da sessão. 30 segundos depois, Collin Veijer acabou com o domínio de David Alonso e assumiu a liderança com o tempo de 1:46.234. Ryusei Yamanaka manteve a terceira posição e Joel Kelso foi para a quarta posição.

A 5 minutos do final da sessão, o australiano Jacob Roulstone sofreu um forte acidente, a moto caiu sobre ele e o australiano também não pode voltar para a sessão. Que dia complicado para a Tech 3 que teve seus dois pilotos impossibilitados de disputarem boas posições no Grid de largada.

Já de volta a pista, David Alonso arrebentou com os cronômetros a 2:20 do final da sessão, com a marca de 1:42.232 o piloto colombiano voltou a liderança da sessão. Restando 1:25 do final da sessão, Stefano Nepa subiu para a 4ªposição, a mais de 2 segundos atrás de Alonso. A 1 minuto do final, Joel Kelso pulou para 3ªposição e Ryusei Yamanaka pulou para a 5ªposição.

David Alonso consolidou de vez a liderança e conquistou a pole com o tempo de 1:44.954 marcado a 40 segundos do final em um domínio quase que absoluto do piloto colombiano da CF Moto Aspar Martinez que larga na frente em busca da liderança do Mundial. David Muñoz conseguiu se aproximar de Alonso no final da sessão com o tempo de 1:45.174 e vai largar na segunda posição buscando sua primeira vitória na carreira no Mundial. O holandês Collin Veijer da Husqvarna completa a primeira fila. Muñoz e Veijer foram os únicos a ficarem na liderança além de David Alonso.

Joel Kelso da Boé larga na 4ªposição abrindo a segunda fila e se consolidando como um piloto de ponta na moto 3. Ryusei Yamanaka da MT Helmets buscando aproveitar o bom resultado em Austin vai partir da 5ªposição e Angel Piqueras em excelente classificação vai ficar a segunda fila.

Ivan Ortolá com a outra moto da MT Helmets larga em 7º, liderando a terceira fila que terá o estreante Joel Esteban da CF Moto Aspar Martinez e Tatsuki Suzuki da Husqvarna. A quarta fila será composta por Nicola Carraro e Stefano Nepa da MTA e Adrían Fernández da Leopard Racing.

Grid de Largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’44.954
2 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’45.174
3 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’46.013
4 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’46.053
5 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’46.152
6 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’46.477
7 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’46.495
8 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’46.600
9 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’46.797
10 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’46.963
11 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.018
12 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.152
13 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’47.182
14 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’47.366
15 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’47.561
16 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’47.603
17 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP Sem Tempo
18 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP Sem Tempo
19 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’48.406
20 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.579
21 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.651
22 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’49.203
23 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’49.228
24 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’49.523
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.340
26 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’51.460

Abrindo o domingo em Jerez tivemos a corrida da Moto 3 que teve a queda do favorito a vitória e um duelo pela vitória nas voltas finais entre Collin Veijer e David Muñoz.

Na largada, David Muñoz pula melhor e sai na frente de David Alonso que fica na segunda posição. Joel Esteban faz grande largada pulando da 8ª para a 3ªposição, mas logo o japonês Ryusei Yamanaka ultrapassou Esteban e tomou a terceira posição.

Ainda na primeira volta, Alonso passou Muñoz e voltou para a ponta e parecia que iriamos ter mais um passeio do piloto colombiano, mas esse suposto passeio acabou na curva 13, foi lá onde David Alonso caiu e foi para o chão, voltando a corrida a 13 segundos atrás de David Muñoz que passou a liderar a prova seguido de Collin Veijer, Ivan Ortolá, Ryusei Yamanaka, Joel Kelso, Joel Esteban, Tatsuki Suzuki, Stefano Nepa, Nicola Carraró e Angel Piqueras nas 10 primeiras posições.

No final da segunda volta, Collin Veijer supera David Muñoz e passa a liderança em Jerez. Ainda tinha pontos que estavam com pontos molhados, se bem que não foi um grande problemas nessa categoria. Na terceira volta, Ivan Ortolá conquista a segunda posição sobre David Muñoz na rápida curva 5.

Rapidamente se formou o primeiro pelotão da prova liderado por Veijer e seguido de Ortolá, Muñoz, Yamanaka, Esteban e Kelso. Os 6 abriram vantagem sobre Nicola Carraró, líder do segundo pelotão. Daniel Holgado estava nesse grupo em uma corrida de recuperação vinha na 9ªposição atrás de Stefano Nepa.

Tatsuki Suzuki tem problemas em sua moto e foi obrigado a ir para os boxes. O piloto japonês voltou uma volta atrás dos lideres. Na 4ªVolta, David Muñoz passa Ortolá e recupera a segunda posição.

Após 5 voltas, Collin Veijer estava segurando a liderança das pressões de David Muñoz e Ivan Ortolá enquanto que Yamanaka, Esteban e Kelso vinham um pouco mais atrás, só aguardando o que iria acontecer nesse duelo pela ponta. No segundo pelotão, Nepa e Holgado passaram por Nicola Carraró e passaram a disputar a 7ªposição.

Na 7ªVolta, Ivan Ortolá passa David Muñoz e volta a ser o 2ºcolocado. Já lá atrás, David Alonso estava em corrida de recuperação e já se posicionava na 20ªposição logo após ultrapassar Luca Lunetta na curva 6. Nas voltas seguintes, Joel Kelso e Joel Esteban se afastaram do pelotão deixando a disputa pela vitória entre Veijer, Muñoz, Ortolá e Yamanaka.

As posições na frente se mantiveram até Ortolá é superado por Muñoz e acaba saindo da trajetória na curva 6 perdendo a terceira posição para Yamanaka, seu companheiro de equipe da MT Helmets que estava buscando o primeiro pódio no Mundial. Curvas depois, Ortolá recuperou a terceira posição.

Na 12ªVolta, Ortolá passou Muñoz voltando à segunda posição. A luta pela vitória era entre os 4 (Veijer, Ortolá, Muñoz e Yamanaka) os dois fugiram de Joel Esteban e Joel Kelso que passaram a lutar pela 5ªposição. Mais atrás, Daniel Holgado batalhava pela 7ªposição.

Na volta 13, David Muñoz aproveita o espaço que Ivan Ortolá deixa na curva 6 e retorna a 2ªposição. Mais atrás, Daniel Holgado passou Stefano Nepa assumindo a 7ªposição, mas estava bem longe de Esteban e Kelso estando o piloto da Tech 3 meio que condenado a ficar na 7ªposição. Lá atrás David Alonso chegou no 3ºpelotão e com muita paciência, se aproveitando das espalhadas dos seus adversários e do seu melhor equipamento o piloto da CF Moto Aspar Martinez conseguiu as ultrapassagens e passou para a 12ªposição, de onde em condições normais não iria ir mais a diante já que o mais próximo adversário vinha a 8 segundos atrás faltando 5 voltas do final da prova.

A 4 voltas do final, David Muñoz partiu para o ataque em cima de Collin Veijer em busca da primeira vitória na categoria. Apesar dos ataques do piloto da Boé, a velocidade da moto de Veijer na reta garantia o piloto holandês na liderança. A 3 voltas do final, Ivan Ortolá cola no David Muñoz e luta para voltar a segunda posição, mas Muñoz não só se livrou do piloto da MT Helmets como também voltou a se aproximar de Veijer.

Na volta final, Muñoz atacou Veijer de todas as maneiras, mas o piloto holandês segurou a pressão e acabou conquistando sua segunda vitória no Mundial de Motovelocidade e a primeira vitória na temporada. Collin Veijer largou na 3ªposição e se aproveitando da queda de Alonso e com a ultrapassagem em Muñoz na segunda volta além de uma pilotagem impecável acabou obtendo esse triunfo.

David Muñoz da Boé chegou na segunda posição, o espanhol teve um ótimo final de semana e talvez tenha essa a corrida onde ele ficou mais perto da primeira vitória no Mundial de Motovelocidade que já faz por merecer ela. O pódio foi completado por Ivan Ortolá da MT Helmets, o vencedor da prova no ano passado não conseguiu repetir o resultado do ano passado, mas consegue o seu segundo pódio na temporada de 2024. Ryusei Yamanaka novamente chega na 4ªposição e repete o resultado de Austin, ficando perto de um primeiro pódio da carreira.

Mais para trás, Joel Kelso e Joel Esteban perderam terreno para o segundo pelotão e passaram a ver a 5ª e 6ªposições em risco. Na curva final, Joel Esteban que vinha na 5ªposição acabou caindo na curva 13 e o resultado é que a 5ªposição ficou nas mãos do Australiano Joel Kelso da Boé Motorsports que teve seus dois pilotos classificados entre os 5 primeiros colocados.

O primeiro piloto com moto Honda foi Adrían Fernández da Leopard Racing que finalmente consegue um resultado decente ficando na 6ªposição. Daniel Holgado que chegou a ter dúvidas de sua participação na corrida acabou obtendo uma boa recuperação, terminando o dia na 7ªposição o piloto da Tech 3 sai no lucro por continuar na liderança do Mundial com 74 pontos colocando 6 pontos de frente para David Alonso que completou a corrida na 11ªposição.

Nicola Carraró, Stefano Nepa da MTA e Angel Piqueras da Leopard Racing fecharam o Top 10 em Jerez. David Alonso poderia ter vencido sua terceira corrida na temporada e ter tomado a liderança do Mundial. Tudo estava favorecendo ele, mas a queda colocou tudo a perder para o Colombiano que ainda conseguiu salvar alguns pontos com a 11ªposição. Alonso tem a melhor moto da temporada, mas precisa confirmar esse favoritismo com melhores resultados que seus rivais na luta pelo título.

Completaram a zona de pontuação: Jacob Roulstone da Tech 3, Filippo Farioli da SIC58 e Matteo Bertelle e David Almansa (Que fez sua primeira corrida na temporada) da Snipers.

Resultado final da 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Espanha – Jerez de la Fronteira – 19 Voltas – Moto 3

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 33’29.725
2 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 0.045
3 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.871
4 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 4.849
5 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 10.178
6 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 10.353
7 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 10.400
8 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 10.647
9 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 11.400
10 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 14.885
11 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto a 19.152
12 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 19.921
13 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 20.423
14 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 20.541
15 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 20.662
16 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 22.382
17 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 22.882
18 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 23.186
19 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 25.549
20 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 32.270
21 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 32.483
22 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 45.346
23 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 45.842
24 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 46.845
25 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1 volta
78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 1 volta

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Husqvarna/Boé Motorsports/MT Helmets/Leopard Racing/Tech 3/MTA/CF Moto/SIC58/Snipers/Ajo/Honda Asia Team/CIP Green/MLav/

2ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP de Portugal – Moto 3

Abrindo a temporada europeia a Moto 3 teve na montanha russa de Algarve mais um final de semana de muita disputa, um novato Jose Antonio Rueda fez a pole e buscou a vitória, mas teve pela frente grandes adversários. Entre eles um que conseguiu vencer o piloto da Ajo nesse final de semana disputado.

Resultado dos Treinos Livres:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.175 Q2
2 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’47.202 Q2
3 99  José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’47.322 Q2
4 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.683 Q2
5 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’47.690 Q2
6 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’47.753 Q2
7 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’47.839 Q2
8 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.855 Q2
9 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1:47.881 Q2
10 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’47.938 Q2
11 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.986 Q2
12 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’48.112 Q2
13 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.147 Q2
14 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’48.254 Q2
15 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.261 R
16 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’48.327 R
17 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.408 R
18 21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’48.534 R
19 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1:48.644 R
20 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.805 R
21 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’48.984 R
22 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’48.990 R
23 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’49.389 R
24 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’49.471 R
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’49.658 R
26 71 Hamad al Sahouti  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’52.287 R

Q2: Classificados direto para o Q2
R: Disputam a repescagem

12 pilotos disputam a repescagem, o piloto Qatari Hamad al Sahouti lutou muito para ficar abaixo do limite dos 105% do tempo do primeiro tempo dos treinos livres e acabou conseguindo. Pilotando pela Snipers, Al Sahouti esta substituindo a David Almansa que sofreu lesão durante os treinos do GP do Qatar.

Vicente Perez que substitui Xabi Zurutuza que vai começar a correr a partir do Grande Prêmio dos Estados Unidos (A próxima depois da etapa Portuguesa) foi um dos primeiros pilotos a entrarem na pista. Com 4 vagas em disputa, Suzuki, Piqueras, Farioli e Furusato seriam os candidatos a essas vagas.

Na tentativa de fazer uma boa volta, o italiano Luca Lunetta e jogado da moto e sofre um acidente violento e perigoso já que o piloto caiu no meio da pista e poderia ter sido atropelado.

Com 5 minutos de sessão, Vicente Perez era o líder seguido de Filippo Farioli, Tairo Furusato, Joshua Whatley e Angel Piqueras.

Na segunda tentativa, com 7 minutos de Q1, Angel Piqueras marcou o tempo de 1:48.359, mas acaba sendo escalado pelo pelotão. O japonês Ryusei Yamanaka da MT Helmets assumiu a ponta com 1:47.949 seguido de Nicola Carraro da MTA Angeluss (1:48.104) e Filippo Farioli da SIC58 (1:48.340). Os três superaram Piqueras da Leopard que ficou na bolha. Furusato e Whatley vinham na 5ª e 6ªposições.

Com 5:45 de sessão pela frente, Tatsuki Suzuki melhorou seu tempo, mas só foi o suficiente para passar da 7ª para a 5ªposição, 22 milésimos de Angel Piqueras.A 5 minutos do final, Yamanaka, Carraro, Farioli e Piqueras estavam classificados. Suzuki em 5º tentava ainda entrar na zona de classificação, mas sem sucesso.

Todo mundo foi para os boxes a menos de 2 minutos do final da sessão. Com o tempo tão curto, a grande maioria dos pilotos não conseguiu abrir a volta, com exceção de Vicente Perez e Tatsuki Suzuki. Na tentativa final, foi o Perez que conseguiu uma vaga para o Q2 e com isso, Angel Piqueras da Leopard Racing acabou caindo fora da classificação tendo que largar em uma incomoda 19ªposição com Suzuki em 20º e Furusato em 21º além dos outros pilotos até a 26ªposição que já tinham suas posições definidas. Já Ryusei Yamanaka, Nicola Carraro, Filippo Farioli e Vicente Perez avançaram para o Q2.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’47.979
2 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’48.104
3 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.256
4 21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’48.342
5 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’48.359
6 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.381
7 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.439
8 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’48.498
9 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.313
10 71 Hamad al Sahouti  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’51.625
55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP Sem Tempo
58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW Sem Tempo

Sem perder tempo e aprendendo a lição, os pilotos foram para a pista de imediato. As atenções estavam voltadas para David Alonso, o líder do campeonato, Daniel Holgado, Vice-líder do campeonato, Jose Antonio Rueda da Ajo, Ivan Ortola da MT Helmets e para Joel Kelso da Boe que foi o mais rápido das sessões de treinos livres.

Com quase 4 minutos de sessão, Kelso marcou 1:47.483, uma boa marca, mas que acabou sendo superado por Rueda que marcou 1:47.294 e por Matteo Bertelle da Snipers. Com 4:20 de sessão, David Alonso superou todo mundo ao marcar 1:47.190 e foi para a liderança deixando Rueda, Bertelle, Kelso e Adrián Fernández para trás.

Com 5:40 de Q2, Daniel Holgado chegou a liderar a sessão com 1:47.113, mas logo foi superado pelo Jose Antonio Rueda que baixou da casa do 1 minuto e 47 segundos (Rueda marcou 1:46.895) e David Alonso que foi para segundo ao marcar 1:46.898. Collin Veijer melhorou e foi para a quarta posição. Bertelle, Kelso, Adrián Fernández, Ortolá, Rossi e Roulstone completava os 10 primeiros colocados. Os pilotos foram para os boxes com exceção de Kelso, Farioli e Muñoz que continuavam na pista.

A 4 minutos do final, a turma que estava nos boxes voltou para a pista. Um minuto depois a pole muda de mãos e passa a ficar com Joel Kelso  que marcou o tempo de 1:46.438 abrindo 4 décimos em cima de Rueda e de Alonso. Filippo Farioli passou para a 4ªposição.

A menos de 2 minutos do final, enquanto Rueda, Alonso e Holgado buscavam entrar na disputa da pole, o espanhol Adrián Fernández acabou indo para o chão na curva 8 e acabou perdendo a chance de melhorar o seu tempo.

A 45 segundos do final, David Alonso pula para segundo com 1:46.558 e Ivan Ortolá foi para a 4ªposição. Com o cronometro zerado, Alonso melhorou seu tempo, mas fica a 59 milésimos de Kelso que estava se encaminhando para a pole…

… Mas ainda tinha Jose Antonio Rueda para completar a volta, e que volta que o piloto da Ajo realizou para levar a pole position com o tempo de 1:46.379. Pela primeira vez que o piloto espanhol vai largar na primeira posição esta em busca de uma grande exibição para se redimir do erro que cometeu no GP do Qatar, quem sabe conquistar sua primeira vitória no mundial de Motovelocidade.

Joel Kelso ficou muito perto da primeira pole da carreira, piloto australiano da Boe Motorsports vai sair na segunda posição, na frente do colombiano David Alonso da CF Moto Aspar que vai completar a primeira fila. O líder do campeonato busca a segunda vitória na temporada, mas terá adversários fortíssimos para evitar essa vitória.

Daniel Holgado da Tech 3 parte da 4ªposição e lidera a segunda fila, disposto a vencer após ter deixado a vitória escapar na última curva do GP do Qatar. Riccardo Rossi da CIP Green que começou bem a temporada e Collin Veijer da Husqvarna fecham a segunda fila.

Ivan Ortolá sai na 7ªposição com a sua moto da MT Helmets seguido de Filippo Farioli da SIC58, o melhor piloto da Honda no Grid, em uma clara demonstração de superioridade as motos KTM e suas filiadas em relação às motos japonesas. Scott Odgen da MLav fecha a terceira fila na 9ªposição. Stefano Nepa da MTA Angeluss, Joel Esteban da CF Moto Aspar e Matteo Bertelle da Snipers compõe a 4ªFila.

Grid de Largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99  José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’46.379
2 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’46.438
3 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’46.497
4 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’46.547
5 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’46.817
6 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’46.874
7 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’46.949
8 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’47.030
9 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’47.173
10 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.207
11 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’47.336
12 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’47.366
13 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.394
14 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.463
15 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.500
16 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.694
17 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’47.871
18 21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’47.999
19 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’48.359
20 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.381
21 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.439
22 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’48.498
23 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.313
24 71 Hamad al Sahouti  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’51.625
25 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP Sem Tempo
26 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW Sem Tempo

A corrida da Moto 3 marcou o inicio da programação das corridas em Algarve e foi uma bela corrida e uma bela disputa pela primeira posição.

Jose Antonio Rueda largou bem segurou a liderança seguido por David Alonso, Daniel Holgado, Riccardo Rossi, Joel Kelso, Ivan Ortolá nas 6 primeiras posições. Na metade da primeira volta, Ryusei Yamanaka derruba Angel Piqueras e ambos abandonaram a prova.

 

Na segunda volta, Alonso Lopez passou Daniel Holgado subindo para a segunda posição. Um piloto que largou muito bem era Joel Esteban que pulou da 11ª para a 6ªposição. Na 3ªVolta, David Alonso errou e acabou caindo da segunda para a sétima posição, o colombiano foi ultrapassado por Holgado, Rossi, Kelso, Esteban e Ortolá.

Na 4ªVolta, Luca Lunetta foi para o chão e curiosamente caiu na curva 5, na mesma curva onde caiu na sessão de classificação.

Rueda abriu meio segundo sobre seus adversários que eram liderados por Daniel Holgado. Nas curvas, Holgado e os demais se aproximavam, mas das curvas 14 até a entrada da curva 1 da volta seguinte a vantagem era toda do piloto da equipe Ajo que só com isso garantia a liderança ficasse nas mãos dele.

Chegando na 6ªVolta, os 6 primeiros colocados: Rueda, Holgado, Alonso, Ortolá, Rossi e Kelso estavam fugindo na frente, abrindo vantagem sobre Collin Veijer que ultrapassou David Muñoz para passar a ser o 7ªcolocado. Na curva 10, David Alonso aproveitou a balançada de Holgado para retornar a 2ªposição. Na volta seguinte, na mesma curva 10, Holgado tentou passar Alonso, mas teve de se cuidar para não perder a 3ªposição sobre Ortolá. Na 8ªVolta, Daniel Holgado recupera a segunda posição sobre Alonso, o colombiano que conseguiu segurar os ataques de Ortolá com a moto da MT Helmets.

Na 9ªVolta, David Alonso teve que evitar a batida na traseira em Holgado e com isso acabou por recuar 2 posições, para Ortolá e para Rossi, em poucas curvas o piloto da CF Moto recuperou a posição sobre Rossi.

A 9 voltas do final, Jose Antonio Rueda continuava na liderança seguido de Holgado, Ortolá, Alonso, Rossi, Veijer e Kelso eram os 7 pilotos que disputavam pela vitória.

Na 10ªVolta, David Alonso passou Daniel Holgado (que perdeu posição para Ortolá) e pulou para a segunda posição. Não satisfeito o colombiano foi para cima de Rueda e conseguiu a ultrapassagem no final da 10ªvolta assumindo a liderança. Daniel Holgado foi no embalo e também passou pelo piloto da Ajo, Rueda caiu para a terceira posição e parecia que os seus pneus começavam a deixar o pole position na mão. Ortolá, Veijer e Kelso vinham completando as 6 primeiras posições. Mais atrás, Joel Esteban e Stefano Nepa disputavam a 7ªposição. Riccardo Rossi que vinha nas primeiras posições cometeu um erro e caiu para a 11ªposição.

Rueda consegue voltar à disputa pela liderança. na volta 13 o piloto da Ajo foi para cima de Holgado. Nas curvas 14 e 15, Rueda passou Holgado e voltou a segunda posição, mas na reta, Holgado com a sua GasGas da Tech 3 recuperou a segunda posição.

Na 14ªVolta, o holandês Collin Veijer ultrapassou Ivan Ortolá assumindo a 4ªposição (na curva 10). David Alonso errou e Daniel Holgado passou na reta e voltou para a liderança. Já o colombiano passou a ser pressionado por Rueda. Nisso, Veijer, Ortolá e Kelso se aproximou do primeiro pelotão. A 4 voltas do final, Riccardo Rossi caiu e abandonou a corrida.

A final da 16ªVolta, nas curvas 14 e 15, Rueda faz uma grande ultrapassagem sobre David Alonso e pula para a segunda posição. Na curva 1 da antepenúltima volta, David Alonso volta a 2ªposição. Logo atrás, Joel Kelso passou Collin Veijer e subiu para a 4ªposição e Ortolá caiu para a 6ªposição.

No final da 17ªvolta, Ivan Ortolá reagiu e passou Veijer e recuperou a 5ªposição. O piloto da MT Helmets começava uma reação fantástica que culminou na dupla ultrapassagem em cima de Joel Kelso e de David Alonso e passou da 5ª para a terceira posição.

Na reta final, Holgado e Rueda abriram dos demais e brigaram pela vitória. Já Ortolá, Alonso, Veijer e Kelso lutavam pela última posição no pódio. Nos momentos finais, Veijer passou Alonso e subiu para a 4ªposição.

Nos momentos finais, Jose Antonio Rueda buscou a ultrapassagem sobre Daniel Holgado. A sua derradeira tentativa foi na curva 14, a mesma manobra que fez o jovem piloto da Ajo passar David Alonso, mas diferente do confronto com o piloto colombiano, Daniel Holgado se defendeu bem do último ataque e recebeu a bandeirada na frente. Daniel Holgado venceu pela 4ªvez no Mundial de Motovelocidade, sua primeira vitória na temporada 2024. Os resultados fazem do piloto da GasGas Tech 3 o líder do Mundial com 45 pontos.

Jose Antonio Rueda liderou a 1ªmetade da corrida e esteve perto da primeira vitória na categoria, o piloto da Ajo chega na segunda posição e deu mostras de que pode liderar a sua equipe nessa temporada. O pódio foi completado por Ivan Ortolá da MT Helmets, o primeiro pódio dele em sua nova equipe em uma boa exibição.

David Alonso conseguiu recuperar a 4ªposição, mas acabou perdendo a liderança do Mundial para Holgado. O piloto colombiano tentou vencer a prova, mas não conseguiu chegar sequer ao pódio. O piloto da CF Moto ficou atrás de 3 rivais na luta pelo título e isso acaba não sendo um grande resultado, apesar de ter corrido bem em Alvarge.

Collin Veijer acabou não só perdendo posição para Alonso como também perdeu a 5ªposição para o australiano Joel Kelso que fez uma bela participação no final de semana, o piloto da Boe Motorsports brigou nas primeiras posições o tempo todo e demonstrou que pode fazer uma grande temporada com uma moto mais competitiva. Já o piloto holandês ficou na 6ªposição e apesar de ter se esforçado para chegar na disputa das primeiras posições, dá para dizer que Veijer e a Husqvarna estão um pouco abaixo das expectativas que foram geradas nesse começo de temporada.

No segundo pelotão da prova, o italiano Stefano Nepa levou a melhor e acabou chegando na 7ªposição com a moto da MTA Angeluss. O estreante Joel Esteban da CF Moto Aspar chegou na 8ªposição fazendo uma boa apresentação na corrida, com uma bela largada e disputando posição com o Nepa pelo título de melhor do segundo pelotão. David Muñoz deixa a desejar e chegar apenas na 9ªposição. O piloto que fez boas temporadas na Boé em 2022 e 2023 esta longe dos melhores dias, ficando atrás de Joel Kelso, seu companheiro de equipe.

Adrián Fernández completou o Top 10 do GP de Portugal e foi o melhor piloto da Honda na classificação. Uma mostra clara de superioridade da KTM e suas filiadas em relação a Honda que esta sem desenvolvimento se dedicando a melhorar sua moto na Categoria Rainha. O estreante Jacob Roulstone da Tech 3 GasGas mais uma vez concluiu uma corrida na zona de pontuação na 11ªposição.

Matteo Bertelle da Snipers chegou na 12ªposição, seguido de Tatsuki Suzuki da IntactGP, Vicente Perez da Ajo e de Scott Odgen da MLav.

Resultado final da 2ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024
GP de Portugal – Algarve – Moto 3 – 19 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 34’09.038
2 99  José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.044
3 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.820
4 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto a 2.218
5 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 2.246
6 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 2.263
7 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 4.499
8 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 5.430
9 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 16.018
10 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 16.143
11 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 16.213
12 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 16.757
13 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 20.682
14 21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 20.776
15 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 21.163
16 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 21.172
17 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 23.285
18 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 32.751
19 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 38.600
20 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 42.061
21 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 53.651
22 71 Hamad al Sahouti  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 1’10.193
23 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1’25.798
54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 5 voltas
6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 19 voltas
36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 19 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Tech 3/Ajo/Mt Helmets/CF Moto Aspar/Boé/Husqvarna/MTA/Leopard/Snipers/MLav/CIP/Honda Asia Team/