4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Espanha – Moto 3

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’43.710 Q2
2 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’44.679 Q2
3 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’44.762 Q2
4 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’44.892 Q2
5 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’45.122 Q2
6 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’45.158 Q2
7 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’45.163 Q2
8 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’45.178 Q2
9 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’45.197 Q2
10 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’45.297 Q2
11 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’45.333 Q2
12 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’45.474 Q2
13 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’45.493 Q2
14 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’45.566 Q2
15 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’45.595 R
16 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’45.779 R
17 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’45.825 R
18 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’45.903 R
19 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’45.931 R
20 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’45.967 R
21 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’46.168 R
22 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’46.242 R
23 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’46.317 R
24 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’46.708 R
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’47.391 R
26 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1:58.301 R

Q2 – Classificados direto para o Q2
R – Disputam a repescagem

Em questão de poucos segundos todos os 12 postulantes as 4 vagas para o Q2 foram para a pista, com exceção de Xabi Zurutuza que saiu com 2 minutos de sessão. Os pilotos da Leopard Racing eram os principais candidatos a 2 dessas 4 vagas para o Q2.

Luca Lunetta foi para o chão na sua primeira tentativa e Adrían Fernández erra na curva 6 e tem sua volta arruinada. Com 4 minutos de sessão, o suíço Noah Dettwiler Da CIP Green marcou o melhor tempo com 1:51.039 ficando a frente de Matteo Bertelle e Tairo Furusato. Nicola Carraro da MTA marcou o segundo melhor tempo, mas teve sua volta rápida cancelada por exceder o limite da pista.

Com quase 6 minutos de sessão, Adrían Fernández pula para a ponta (1:49.554), mas logo foi superado em quase meio segundo por Nicola Carraro que marcou o tempo de 1:49.083. Filippo Farioli da SIC58 e Matteo Bertelle da Snipers completavam o Top 4, os pilotos da Leopard Racing ainda não tinham dado as caras na disputa.

Na terceira volta rápida, Nicola Carraro marca 1:48.064 e coloca meio segundo sobre Matteo Bertelle da Snipers que passou a segunda posição. Os dois pilotos da Leopard Racing apareceram com Piqueras na terceira posição e Adrián Fernández na bolha. Filippo Farioli acabou caindo para a 5ªposição seguido de Dettwiler, Furusato, Zurutuza, Whatley, Buasri, Lunetta e Vicente Peréz que substitui Jose Antonio Rueda.

A 5:30 do final, Tairo Furusato melhora seu tempo e sobe para a quinta posição, ao mesmo tempo em que Xabi Zurutuza vai para o chão. Quase 2 minutos depois, Adrían Fernández subiu para a segunda posição. Tairo Furusato foi para a quarta posição, mas segundos depois, Angel Piqueras subiu para 3ªposição e tirou o piloto japonês da zona de classificação.

No final da sessão, Matteo Bertelle pulou para a 3ªposição, mas o piloto da Snipers acabou ficando de fora do Q2 porque Angel Piqueras da Leopard Racing que estava fora da zona de classificação e acabou fazendo o melhor tempo da sessão (1:47.823) seguido de Filippo Farioli que passou a ser o terceiro colocado.

Piqueras, Carraro, Farioli e Adrían Fernández passaram para o Q2 deixando Bertelle, Lunetta e Furusato e mais 5 pilotos de fora do Q2 e com suas posições definidas entre a 19ª e a 26ªposição.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.823
2 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’48.064
3 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.249
4 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’48.296
5 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’48.406
6 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.579
7 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.651
8 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’49.203
9 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’49.228
10 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’49.523
11 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.340
12 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’51.460

Logo que começou o Q2, os dois pilotos da CF moto Aspar Martinez, David Alonso e Joel Esteban foram os primeiros a entrarem na pista. O piloto colombiano era o grande favorito a pole position já que vinha sendo o mais rápido das últimas 8 sessões de treinos e vencedor de 2 das 3 primeiras corridas da temporada.

O líder do campeonato, Daniel Holgado acabou caindo em um acidente violento. O piloto da Tech 3 Gas Gas não pode voltar para a sessão e teria de largar na 18ªposição.

Com quase 4 minutos de sessão, David Alonso marca 1:47.696 só sendo superado pelo espanhol David Muñoz da Boé que marcou o tempo de 1:47.553 que assumiu a liderança da sessão. Adrían Fernández, Joel Esteban e Filippo Farioli completa os 5 primeiros colocados.

O colombiano David Alonso em volta muito rápida marca 1:46.431, sobrando na turma na liderança em relação a concorrência. David Muñoz vinha em segundo com o tempo de 1:47.028. Piqueras vinha em excelente terceira posição com Adrían Fernández em 4º e Nicola Carraro em 5º, esses três vinham da repescagem.

Muitos dos pilotos foram para os boxes após 2 tentativas de volta, não foi o caso de Ryusei Yamanaka que partiu para a terceira volta rápida para marcar o 3ºtempo (1:47.028) a 7:15 do final da sessão. 30 segundos depois, Collin Veijer acabou com o domínio de David Alonso e assumiu a liderança com o tempo de 1:46.234. Ryusei Yamanaka manteve a terceira posição e Joel Kelso foi para a quarta posição.

A 5 minutos do final da sessão, o australiano Jacob Roulstone sofreu um forte acidente, a moto caiu sobre ele e o australiano também não pode voltar para a sessão. Que dia complicado para a Tech 3 que teve seus dois pilotos impossibilitados de disputarem boas posições no Grid de largada.

Já de volta a pista, David Alonso arrebentou com os cronômetros a 2:20 do final da sessão, com a marca de 1:42.232 o piloto colombiano voltou a liderança da sessão. Restando 1:25 do final da sessão, Stefano Nepa subiu para a 4ªposição, a mais de 2 segundos atrás de Alonso. A 1 minuto do final, Joel Kelso pulou para 3ªposição e Ryusei Yamanaka pulou para a 5ªposição.

David Alonso consolidou de vez a liderança e conquistou a pole com o tempo de 1:44.954 marcado a 40 segundos do final em um domínio quase que absoluto do piloto colombiano da CF Moto Aspar Martinez que larga na frente em busca da liderança do Mundial. David Muñoz conseguiu se aproximar de Alonso no final da sessão com o tempo de 1:45.174 e vai largar na segunda posição buscando sua primeira vitória na carreira no Mundial. O holandês Collin Veijer da Husqvarna completa a primeira fila. Muñoz e Veijer foram os únicos a ficarem na liderança além de David Alonso.

Joel Kelso da Boé larga na 4ªposição abrindo a segunda fila e se consolidando como um piloto de ponta na moto 3. Ryusei Yamanaka da MT Helmets buscando aproveitar o bom resultado em Austin vai partir da 5ªposição e Angel Piqueras em excelente classificação vai ficar a segunda fila.

Ivan Ortolá com a outra moto da MT Helmets larga em 7º, liderando a terceira fila que terá o estreante Joel Esteban da CF Moto Aspar Martinez e Tatsuki Suzuki da Husqvarna. A quarta fila será composta por Nicola Carraro e Stefano Nepa da MTA e Adrían Fernández da Leopard Racing.

Grid de Largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’44.954
2 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’45.174
3 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’46.013
4 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’46.053
5 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’46.152
6 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’46.477
7 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’46.495
8 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’46.600
9 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’46.797
10 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’46.963
11 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.018
12 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.152
13 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’47.182
14 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’47.366
15 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’47.561
16 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’47.603
17 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP Sem Tempo
18 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP Sem Tempo
19 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’48.406
20 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.579
21 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.651
22 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’49.203
23 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’49.228
24 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’49.523
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.340
26 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’51.460

Abrindo o domingo em Jerez tivemos a corrida da Moto 3 que teve a queda do favorito a vitória e um duelo pela vitória nas voltas finais entre Collin Veijer e David Muñoz.

Na largada, David Muñoz pula melhor e sai na frente de David Alonso que fica na segunda posição. Joel Esteban faz grande largada pulando da 8ª para a 3ªposição, mas logo o japonês Ryusei Yamanaka ultrapassou Esteban e tomou a terceira posição.

Ainda na primeira volta, Alonso passou Muñoz e voltou para a ponta e parecia que iriamos ter mais um passeio do piloto colombiano, mas esse suposto passeio acabou na curva 13, foi lá onde David Alonso caiu e foi para o chão, voltando a corrida a 13 segundos atrás de David Muñoz que passou a liderar a prova seguido de Collin Veijer, Ivan Ortolá, Ryusei Yamanaka, Joel Kelso, Joel Esteban, Tatsuki Suzuki, Stefano Nepa, Nicola Carraró e Angel Piqueras nas 10 primeiras posições.

No final da segunda volta, Collin Veijer supera David Muñoz e passa a liderança em Jerez. Ainda tinha pontos que estavam com pontos molhados, se bem que não foi um grande problemas nessa categoria. Na terceira volta, Ivan Ortolá conquista a segunda posição sobre David Muñoz na rápida curva 5.

Rapidamente se formou o primeiro pelotão da prova liderado por Veijer e seguido de Ortolá, Muñoz, Yamanaka, Esteban e Kelso. Os 6 abriram vantagem sobre Nicola Carraró, líder do segundo pelotão. Daniel Holgado estava nesse grupo em uma corrida de recuperação vinha na 9ªposição atrás de Stefano Nepa.

Tatsuki Suzuki tem problemas em sua moto e foi obrigado a ir para os boxes. O piloto japonês voltou uma volta atrás dos lideres. Na 4ªVolta, David Muñoz passa Ortolá e recupera a segunda posição.

Após 5 voltas, Collin Veijer estava segurando a liderança das pressões de David Muñoz e Ivan Ortolá enquanto que Yamanaka, Esteban e Kelso vinham um pouco mais atrás, só aguardando o que iria acontecer nesse duelo pela ponta. No segundo pelotão, Nepa e Holgado passaram por Nicola Carraró e passaram a disputar a 7ªposição.

Na 7ªVolta, Ivan Ortolá passa David Muñoz e volta a ser o 2ºcolocado. Já lá atrás, David Alonso estava em corrida de recuperação e já se posicionava na 20ªposição logo após ultrapassar Luca Lunetta na curva 6. Nas voltas seguintes, Joel Kelso e Joel Esteban se afastaram do pelotão deixando a disputa pela vitória entre Veijer, Muñoz, Ortolá e Yamanaka.

As posições na frente se mantiveram até Ortolá é superado por Muñoz e acaba saindo da trajetória na curva 6 perdendo a terceira posição para Yamanaka, seu companheiro de equipe da MT Helmets que estava buscando o primeiro pódio no Mundial. Curvas depois, Ortolá recuperou a terceira posição.

Na 12ªVolta, Ortolá passou Muñoz voltando à segunda posição. A luta pela vitória era entre os 4 (Veijer, Ortolá, Muñoz e Yamanaka) os dois fugiram de Joel Esteban e Joel Kelso que passaram a lutar pela 5ªposição. Mais atrás, Daniel Holgado batalhava pela 7ªposição.

Na volta 13, David Muñoz aproveita o espaço que Ivan Ortolá deixa na curva 6 e retorna a 2ªposição. Mais atrás, Daniel Holgado passou Stefano Nepa assumindo a 7ªposição, mas estava bem longe de Esteban e Kelso estando o piloto da Tech 3 meio que condenado a ficar na 7ªposição. Lá atrás David Alonso chegou no 3ºpelotão e com muita paciência, se aproveitando das espalhadas dos seus adversários e do seu melhor equipamento o piloto da CF Moto Aspar Martinez conseguiu as ultrapassagens e passou para a 12ªposição, de onde em condições normais não iria ir mais a diante já que o mais próximo adversário vinha a 8 segundos atrás faltando 5 voltas do final da prova.

A 4 voltas do final, David Muñoz partiu para o ataque em cima de Collin Veijer em busca da primeira vitória na categoria. Apesar dos ataques do piloto da Boé, a velocidade da moto de Veijer na reta garantia o piloto holandês na liderança. A 3 voltas do final, Ivan Ortolá cola no David Muñoz e luta para voltar a segunda posição, mas Muñoz não só se livrou do piloto da MT Helmets como também voltou a se aproximar de Veijer.

Na volta final, Muñoz atacou Veijer de todas as maneiras, mas o piloto holandês segurou a pressão e acabou conquistando sua segunda vitória no Mundial de Motovelocidade e a primeira vitória na temporada. Collin Veijer largou na 3ªposição e se aproveitando da queda de Alonso e com a ultrapassagem em Muñoz na segunda volta além de uma pilotagem impecável acabou obtendo esse triunfo.

David Muñoz da Boé chegou na segunda posição, o espanhol teve um ótimo final de semana e talvez tenha essa a corrida onde ele ficou mais perto da primeira vitória no Mundial de Motovelocidade que já faz por merecer ela. O pódio foi completado por Ivan Ortolá da MT Helmets, o vencedor da prova no ano passado não conseguiu repetir o resultado do ano passado, mas consegue o seu segundo pódio na temporada de 2024. Ryusei Yamanaka novamente chega na 4ªposição e repete o resultado de Austin, ficando perto de um primeiro pódio da carreira.

Mais para trás, Joel Kelso e Joel Esteban perderam terreno para o segundo pelotão e passaram a ver a 5ª e 6ªposições em risco. Na curva final, Joel Esteban que vinha na 5ªposição acabou caindo na curva 13 e o resultado é que a 5ªposição ficou nas mãos do Australiano Joel Kelso da Boé Motorsports que teve seus dois pilotos classificados entre os 5 primeiros colocados.

O primeiro piloto com moto Honda foi Adrían Fernández da Leopard Racing que finalmente consegue um resultado decente ficando na 6ªposição. Daniel Holgado que chegou a ter dúvidas de sua participação na corrida acabou obtendo uma boa recuperação, terminando o dia na 7ªposição o piloto da Tech 3 sai no lucro por continuar na liderança do Mundial com 74 pontos colocando 6 pontos de frente para David Alonso que completou a corrida na 11ªposição.

Nicola Carraró, Stefano Nepa da MTA e Angel Piqueras da Leopard Racing fecharam o Top 10 em Jerez. David Alonso poderia ter vencido sua terceira corrida na temporada e ter tomado a liderança do Mundial. Tudo estava favorecendo ele, mas a queda colocou tudo a perder para o Colombiano que ainda conseguiu salvar alguns pontos com a 11ªposição. Alonso tem a melhor moto da temporada, mas precisa confirmar esse favoritismo com melhores resultados que seus rivais na luta pelo título.

Completaram a zona de pontuação: Jacob Roulstone da Tech 3, Filippo Farioli da SIC58 e Matteo Bertelle e David Almansa (Que fez sua primeira corrida na temporada) da Snipers.

Resultado final da 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Espanha – Jerez de la Fronteira – 19 Voltas – Moto 3

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 33’29.725
2 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 0.045
3 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.871
4 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 4.849
5 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 10.178
6 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 10.353
7 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 10.400
8 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 10.647
9 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 11.400
10 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 14.885
11 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto a 19.152
12 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 19.921
13 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 20.423
14 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 20.541
15 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 20.662
16 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 22.382
17 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 22.882
18 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 23.186
19 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 25.549
20 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 32.270
21 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 32.483
22 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 45.346
23 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 45.842
24 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 46.845
25 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1 volta
78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 1 volta

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Husqvarna/Boé Motorsports/MT Helmets/Leopard Racing/Tech 3/MTA/CF Moto/SIC58/Snipers/Ajo/Honda Asia Team/CIP Green/MLav/

2ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP de Portugal – Moto 3

Abrindo a temporada europeia a Moto 3 teve na montanha russa de Algarve mais um final de semana de muita disputa, um novato Jose Antonio Rueda fez a pole e buscou a vitória, mas teve pela frente grandes adversários. Entre eles um que conseguiu vencer o piloto da Ajo nesse final de semana disputado.

Resultado dos Treinos Livres:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.175 Q2
2 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’47.202 Q2
3 99  José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’47.322 Q2
4 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.683 Q2
5 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’47.690 Q2
6 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’47.753 Q2
7 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’47.839 Q2
8 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.855 Q2
9 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1:47.881 Q2
10 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’47.938 Q2
11 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.986 Q2
12 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’48.112 Q2
13 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.147 Q2
14 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’48.254 Q2
15 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.261 R
16 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’48.327 R
17 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.408 R
18 21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’48.534 R
19 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1:48.644 R
20 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.805 R
21 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’48.984 R
22 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’48.990 R
23 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’49.389 R
24 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’49.471 R
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’49.658 R
26 71 Hamad al Sahouti  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’52.287 R

Q2: Classificados direto para o Q2
R: Disputam a repescagem

12 pilotos disputam a repescagem, o piloto Qatari Hamad al Sahouti lutou muito para ficar abaixo do limite dos 105% do tempo do primeiro tempo dos treinos livres e acabou conseguindo. Pilotando pela Snipers, Al Sahouti esta substituindo a David Almansa que sofreu lesão durante os treinos do GP do Qatar.

Vicente Perez que substitui Xabi Zurutuza que vai começar a correr a partir do Grande Prêmio dos Estados Unidos (A próxima depois da etapa Portuguesa) foi um dos primeiros pilotos a entrarem na pista. Com 4 vagas em disputa, Suzuki, Piqueras, Farioli e Furusato seriam os candidatos a essas vagas.

Na tentativa de fazer uma boa volta, o italiano Luca Lunetta e jogado da moto e sofre um acidente violento e perigoso já que o piloto caiu no meio da pista e poderia ter sido atropelado.

Com 5 minutos de sessão, Vicente Perez era o líder seguido de Filippo Farioli, Tairo Furusato, Joshua Whatley e Angel Piqueras.

Na segunda tentativa, com 7 minutos de Q1, Angel Piqueras marcou o tempo de 1:48.359, mas acaba sendo escalado pelo pelotão. O japonês Ryusei Yamanaka da MT Helmets assumiu a ponta com 1:47.949 seguido de Nicola Carraro da MTA Angeluss (1:48.104) e Filippo Farioli da SIC58 (1:48.340). Os três superaram Piqueras da Leopard que ficou na bolha. Furusato e Whatley vinham na 5ª e 6ªposições.

Com 5:45 de sessão pela frente, Tatsuki Suzuki melhorou seu tempo, mas só foi o suficiente para passar da 7ª para a 5ªposição, 22 milésimos de Angel Piqueras.A 5 minutos do final, Yamanaka, Carraro, Farioli e Piqueras estavam classificados. Suzuki em 5º tentava ainda entrar na zona de classificação, mas sem sucesso.

Todo mundo foi para os boxes a menos de 2 minutos do final da sessão. Com o tempo tão curto, a grande maioria dos pilotos não conseguiu abrir a volta, com exceção de Vicente Perez e Tatsuki Suzuki. Na tentativa final, foi o Perez que conseguiu uma vaga para o Q2 e com isso, Angel Piqueras da Leopard Racing acabou caindo fora da classificação tendo que largar em uma incomoda 19ªposição com Suzuki em 20º e Furusato em 21º além dos outros pilotos até a 26ªposição que já tinham suas posições definidas. Já Ryusei Yamanaka, Nicola Carraro, Filippo Farioli e Vicente Perez avançaram para o Q2.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’47.979
2 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’48.104
3 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.256
4 21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’48.342
5 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’48.359
6 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.381
7 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.439
8 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’48.498
9 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.313
10 71 Hamad al Sahouti  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’51.625
55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP Sem Tempo
58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW Sem Tempo

Sem perder tempo e aprendendo a lição, os pilotos foram para a pista de imediato. As atenções estavam voltadas para David Alonso, o líder do campeonato, Daniel Holgado, Vice-líder do campeonato, Jose Antonio Rueda da Ajo, Ivan Ortola da MT Helmets e para Joel Kelso da Boe que foi o mais rápido das sessões de treinos livres.

Com quase 4 minutos de sessão, Kelso marcou 1:47.483, uma boa marca, mas que acabou sendo superado por Rueda que marcou 1:47.294 e por Matteo Bertelle da Snipers. Com 4:20 de sessão, David Alonso superou todo mundo ao marcar 1:47.190 e foi para a liderança deixando Rueda, Bertelle, Kelso e Adrián Fernández para trás.

Com 5:40 de Q2, Daniel Holgado chegou a liderar a sessão com 1:47.113, mas logo foi superado pelo Jose Antonio Rueda que baixou da casa do 1 minuto e 47 segundos (Rueda marcou 1:46.895) e David Alonso que foi para segundo ao marcar 1:46.898. Collin Veijer melhorou e foi para a quarta posição. Bertelle, Kelso, Adrián Fernández, Ortolá, Rossi e Roulstone completava os 10 primeiros colocados. Os pilotos foram para os boxes com exceção de Kelso, Farioli e Muñoz que continuavam na pista.

A 4 minutos do final, a turma que estava nos boxes voltou para a pista. Um minuto depois a pole muda de mãos e passa a ficar com Joel Kelso  que marcou o tempo de 1:46.438 abrindo 4 décimos em cima de Rueda e de Alonso. Filippo Farioli passou para a 4ªposição.

A menos de 2 minutos do final, enquanto Rueda, Alonso e Holgado buscavam entrar na disputa da pole, o espanhol Adrián Fernández acabou indo para o chão na curva 8 e acabou perdendo a chance de melhorar o seu tempo.

A 45 segundos do final, David Alonso pula para segundo com 1:46.558 e Ivan Ortolá foi para a 4ªposição. Com o cronometro zerado, Alonso melhorou seu tempo, mas fica a 59 milésimos de Kelso que estava se encaminhando para a pole…

… Mas ainda tinha Jose Antonio Rueda para completar a volta, e que volta que o piloto da Ajo realizou para levar a pole position com o tempo de 1:46.379. Pela primeira vez que o piloto espanhol vai largar na primeira posição esta em busca de uma grande exibição para se redimir do erro que cometeu no GP do Qatar, quem sabe conquistar sua primeira vitória no mundial de Motovelocidade.

Joel Kelso ficou muito perto da primeira pole da carreira, piloto australiano da Boe Motorsports vai sair na segunda posição, na frente do colombiano David Alonso da CF Moto Aspar que vai completar a primeira fila. O líder do campeonato busca a segunda vitória na temporada, mas terá adversários fortíssimos para evitar essa vitória.

Daniel Holgado da Tech 3 parte da 4ªposição e lidera a segunda fila, disposto a vencer após ter deixado a vitória escapar na última curva do GP do Qatar. Riccardo Rossi da CIP Green que começou bem a temporada e Collin Veijer da Husqvarna fecham a segunda fila.

Ivan Ortolá sai na 7ªposição com a sua moto da MT Helmets seguido de Filippo Farioli da SIC58, o melhor piloto da Honda no Grid, em uma clara demonstração de superioridade as motos KTM e suas filiadas em relação às motos japonesas. Scott Odgen da MLav fecha a terceira fila na 9ªposição. Stefano Nepa da MTA Angeluss, Joel Esteban da CF Moto Aspar e Matteo Bertelle da Snipers compõe a 4ªFila.

Grid de Largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99  José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’46.379
2 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’46.438
3 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’46.497
4 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’46.547
5 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’46.817
6 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’46.874
7 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’46.949
8 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’47.030
9 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’47.173
10 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.207
11 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’47.336
12 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’47.366
13 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’47.394
14 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’47.463
15 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.500
16 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.694
17 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’47.871
18 21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’47.999
19 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’48.359
20 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’48.381
21 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.439
22 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’48.498
23 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.313
24 71 Hamad al Sahouti  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’51.625
25 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP Sem Tempo
26 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW Sem Tempo

A corrida da Moto 3 marcou o inicio da programação das corridas em Algarve e foi uma bela corrida e uma bela disputa pela primeira posição.

Jose Antonio Rueda largou bem segurou a liderança seguido por David Alonso, Daniel Holgado, Riccardo Rossi, Joel Kelso, Ivan Ortolá nas 6 primeiras posições. Na metade da primeira volta, Ryusei Yamanaka derruba Angel Piqueras e ambos abandonaram a prova.

 

Na segunda volta, Alonso Lopez passou Daniel Holgado subindo para a segunda posição. Um piloto que largou muito bem era Joel Esteban que pulou da 11ª para a 6ªposição. Na 3ªVolta, David Alonso errou e acabou caindo da segunda para a sétima posição, o colombiano foi ultrapassado por Holgado, Rossi, Kelso, Esteban e Ortolá.

Na 4ªVolta, Luca Lunetta foi para o chão e curiosamente caiu na curva 5, na mesma curva onde caiu na sessão de classificação.

Rueda abriu meio segundo sobre seus adversários que eram liderados por Daniel Holgado. Nas curvas, Holgado e os demais se aproximavam, mas das curvas 14 até a entrada da curva 1 da volta seguinte a vantagem era toda do piloto da equipe Ajo que só com isso garantia a liderança ficasse nas mãos dele.

Chegando na 6ªVolta, os 6 primeiros colocados: Rueda, Holgado, Alonso, Ortolá, Rossi e Kelso estavam fugindo na frente, abrindo vantagem sobre Collin Veijer que ultrapassou David Muñoz para passar a ser o 7ªcolocado. Na curva 10, David Alonso aproveitou a balançada de Holgado para retornar a 2ªposição. Na volta seguinte, na mesma curva 10, Holgado tentou passar Alonso, mas teve de se cuidar para não perder a 3ªposição sobre Ortolá. Na 8ªVolta, Daniel Holgado recupera a segunda posição sobre Alonso, o colombiano que conseguiu segurar os ataques de Ortolá com a moto da MT Helmets.

Na 9ªVolta, David Alonso teve que evitar a batida na traseira em Holgado e com isso acabou por recuar 2 posições, para Ortolá e para Rossi, em poucas curvas o piloto da CF Moto recuperou a posição sobre Rossi.

A 9 voltas do final, Jose Antonio Rueda continuava na liderança seguido de Holgado, Ortolá, Alonso, Rossi, Veijer e Kelso eram os 7 pilotos que disputavam pela vitória.

Na 10ªVolta, David Alonso passou Daniel Holgado (que perdeu posição para Ortolá) e pulou para a segunda posição. Não satisfeito o colombiano foi para cima de Rueda e conseguiu a ultrapassagem no final da 10ªvolta assumindo a liderança. Daniel Holgado foi no embalo e também passou pelo piloto da Ajo, Rueda caiu para a terceira posição e parecia que os seus pneus começavam a deixar o pole position na mão. Ortolá, Veijer e Kelso vinham completando as 6 primeiras posições. Mais atrás, Joel Esteban e Stefano Nepa disputavam a 7ªposição. Riccardo Rossi que vinha nas primeiras posições cometeu um erro e caiu para a 11ªposição.

Rueda consegue voltar à disputa pela liderança. na volta 13 o piloto da Ajo foi para cima de Holgado. Nas curvas 14 e 15, Rueda passou Holgado e voltou a segunda posição, mas na reta, Holgado com a sua GasGas da Tech 3 recuperou a segunda posição.

Na 14ªVolta, o holandês Collin Veijer ultrapassou Ivan Ortolá assumindo a 4ªposição (na curva 10). David Alonso errou e Daniel Holgado passou na reta e voltou para a liderança. Já o colombiano passou a ser pressionado por Rueda. Nisso, Veijer, Ortolá e Kelso se aproximou do primeiro pelotão. A 4 voltas do final, Riccardo Rossi caiu e abandonou a corrida.

A final da 16ªVolta, nas curvas 14 e 15, Rueda faz uma grande ultrapassagem sobre David Alonso e pula para a segunda posição. Na curva 1 da antepenúltima volta, David Alonso volta a 2ªposição. Logo atrás, Joel Kelso passou Collin Veijer e subiu para a 4ªposição e Ortolá caiu para a 6ªposição.

No final da 17ªvolta, Ivan Ortolá reagiu e passou Veijer e recuperou a 5ªposição. O piloto da MT Helmets começava uma reação fantástica que culminou na dupla ultrapassagem em cima de Joel Kelso e de David Alonso e passou da 5ª para a terceira posição.

Na reta final, Holgado e Rueda abriram dos demais e brigaram pela vitória. Já Ortolá, Alonso, Veijer e Kelso lutavam pela última posição no pódio. Nos momentos finais, Veijer passou Alonso e subiu para a 4ªposição.

Nos momentos finais, Jose Antonio Rueda buscou a ultrapassagem sobre Daniel Holgado. A sua derradeira tentativa foi na curva 14, a mesma manobra que fez o jovem piloto da Ajo passar David Alonso, mas diferente do confronto com o piloto colombiano, Daniel Holgado se defendeu bem do último ataque e recebeu a bandeirada na frente. Daniel Holgado venceu pela 4ªvez no Mundial de Motovelocidade, sua primeira vitória na temporada 2024. Os resultados fazem do piloto da GasGas Tech 3 o líder do Mundial com 45 pontos.

Jose Antonio Rueda liderou a 1ªmetade da corrida e esteve perto da primeira vitória na categoria, o piloto da Ajo chega na segunda posição e deu mostras de que pode liderar a sua equipe nessa temporada. O pódio foi completado por Ivan Ortolá da MT Helmets, o primeiro pódio dele em sua nova equipe em uma boa exibição.

David Alonso conseguiu recuperar a 4ªposição, mas acabou perdendo a liderança do Mundial para Holgado. O piloto colombiano tentou vencer a prova, mas não conseguiu chegar sequer ao pódio. O piloto da CF Moto ficou atrás de 3 rivais na luta pelo título e isso acaba não sendo um grande resultado, apesar de ter corrido bem em Alvarge.

Collin Veijer acabou não só perdendo posição para Alonso como também perdeu a 5ªposição para o australiano Joel Kelso que fez uma bela participação no final de semana, o piloto da Boe Motorsports brigou nas primeiras posições o tempo todo e demonstrou que pode fazer uma grande temporada com uma moto mais competitiva. Já o piloto holandês ficou na 6ªposição e apesar de ter se esforçado para chegar na disputa das primeiras posições, dá para dizer que Veijer e a Husqvarna estão um pouco abaixo das expectativas que foram geradas nesse começo de temporada.

No segundo pelotão da prova, o italiano Stefano Nepa levou a melhor e acabou chegando na 7ªposição com a moto da MTA Angeluss. O estreante Joel Esteban da CF Moto Aspar chegou na 8ªposição fazendo uma boa apresentação na corrida, com uma bela largada e disputando posição com o Nepa pelo título de melhor do segundo pelotão. David Muñoz deixa a desejar e chegar apenas na 9ªposição. O piloto que fez boas temporadas na Boé em 2022 e 2023 esta longe dos melhores dias, ficando atrás de Joel Kelso, seu companheiro de equipe.

Adrián Fernández completou o Top 10 do GP de Portugal e foi o melhor piloto da Honda na classificação. Uma mostra clara de superioridade da KTM e suas filiadas em relação a Honda que esta sem desenvolvimento se dedicando a melhorar sua moto na Categoria Rainha. O estreante Jacob Roulstone da Tech 3 GasGas mais uma vez concluiu uma corrida na zona de pontuação na 11ªposição.

Matteo Bertelle da Snipers chegou na 12ªposição, seguido de Tatsuki Suzuki da IntactGP, Vicente Perez da Ajo e de Scott Odgen da MLav.

Resultado final da 2ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024
GP de Portugal – Algarve – Moto 3 – 19 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 34’09.038
2 99  José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.044
3 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.820
4 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto a 2.218
5 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 2.246
6 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 2.263
7 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 4.499
8 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 5.430
9 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 16.018
10 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 16.143
11 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 16.213
12 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 16.757
13 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 20.682
14 21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 20.776
15 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 21.163
16 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 21.172
17 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 23.285
18 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 32.751
19 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 38.600
20 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 42.061
21 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 53.651
22 71 Hamad al Sahouti  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 1’10.193
23 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1’25.798
54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 5 voltas
6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 19 voltas
36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 19 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Tech 3/Ajo/Mt Helmets/CF Moto Aspar/Boé/Husqvarna/MTA/Leopard/Snipers/MLav/CIP/Honda Asia Team/

1ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP do Qatar – Moto 3

Abertura de campeonato em Losail, com a estreia dos pneus Pirelli e com nova formação de pilotos para 2024. A se lamentar o baixo grid da categoria, apenas 26 pilotos vão correr a temporada inteira. Pior ainda que David Almansa teve uma fratura no Braço nos treinos livres de sexta-feira e foi considerado inapto para a sua primeira corrida na estreia dele em uma temporada completa.

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99  José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’03.465 Q2
2 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 2’03.521 Q2
3 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 2’03.524 Q2
4 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 2’03.606 Q2
5 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 2’03.669 Q2
6 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’03.775 Q2
7 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 2’03.795 Q2
8 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 2’03.862 Q2
9 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 2’04.019 Q2
10 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’04.150 Q2
11 21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’04.279 Q2
12 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 2’04.282 Q2
13 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 2’04.399 Q2
14 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 2’04.417 Q2
15 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’04.478 R
16 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’04.539 R
17 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 2’04.604 R
18 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 2’04.669 R
19 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 2’04.806 R
20 22  David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’04.848 R
21 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’04.868 R
22 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 2’05.162 R
23 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’05.212 R
24 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 2’05.385 R
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’05.767 R
26 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 2’06.458 R

Q2: Classificados direto para o Q2
R: Disputam o Q1

No começo da sessão, o estreante Ángel Piqueras da Leopard Racing fez um bom tempo de 2:03,892 e ficou na liderança com 5 minutos de sessão alcançadas. 1 minuto e meio depois, o italiano Filippo Farioli com a moto da SIC58 passou a frente com o tempo de 2:03.541 deixando Piqueras para segundo. Luca Lunetta (estreante e companheiro de equipe de Farioli) e Tairo Furusato da Honda Asia Team completavam a zona de classificação para o Q2.

Por incrível que pareça, Farioli, Piqueras, Lunetta e Furusato continuaram no Top 4 até o fechamento do Q1 e se classificaram para o Q2. Tatsuki Suzuki tentou por 4 vezes entrar na zona de classificação, mas não conseguiu, o japonês que estreia na Husqvarna ficou na 5ªposição e iria largar na 19ªposição.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’03.541
2 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 2’03.892
3 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’04.129
4 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’04.355
5 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’04.468
6 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 2’04.716
7 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 2’04.858
8 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 2’05.163
9 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 2’05.355
10 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’05.634
11 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 2’05.738

Já na fase final da sessão de classificação, a maioria foi de imediato para a pista, sem perderem tempo. Já Collin Veijer da Husqvarna e Ángel Piqueras da Leopard Racing saíram um pouco mais atrás, com uns 30 segundos de sessão percorridos.

Adrian Fernández, piloto principal da Leopard Racing marcou um bom tempo de 2:03.539 que foi dizimado pela devastadora volta de Ivan Ortolá que marcou 2:02.541 colocando quase 1 segundo (0.998 segundos) de vantagem para Adrián Fernández que vinha em 2º. Surpresa era a terceira posição de Luca Lunetta da SIC58. David Alonso da Aspar CFMoto, Matteo Bertelle da Snipers e Stefano Nepa da MTA Angeluss completava o Top 6.

Ortolá acabou perdendo o protetor de freio que poderia ter furado um pneu de um ou mais pilotos. Certamente colocariam um novo protetor assim que voltasse para os boxes.

Com 6:30 de sessão, Jose Antonio Rueda da Ajo com 2:03.036, David Alonso da Aspar CF Moto com 2:03.059 e Daniel Holgado da Tech 3 passaram para a 2ª, 3ª e 4ªposições. respectivamente. Farioli, Vicente Perez, Kelso, Adrián Fernández, Lunetta e Jacob Roulstone completavam o Top 10 na metade da sessão.

Collin Veijer foi para a pista para marcar suas voltas rápidas. A primeira dele o levou a 12ªposição (na metade da sessão). Na volta seguinte, o piloto holandês deu um bom pulo passando para a 6ªposição. E na sua melhor volta, Veijer foi para a 5ªposição, tempo marcado a 1:10 do final. Ryusei Yamanaka tinha feito uma boa volta pulando para a 7ªposição.

A menos de 4 minutos do final, todo mundo que estava nos boxes voltou para uma última tentativa de volta.

Com o cronometro zerado, Daniel Holgado fez uma estupenda volta de 2:02.276 e acabou levando a primeira posição e com a pole position para a corrida do domingo, desbancando a Ivan Ortolá que parecia esta com seu lugar garantido na frente, mas que acabou ficando com a segunda posição no Grid de largada, tudo porque confiou demais no tempo espetacular marcado na sua primeira tentativa nos primeiros minutos de sessão.

Daniel Holgado da Tech 3, Ivan Ortolá da MT Helmets e Jose Antonio Rueda da Ajo foram a primeira fila do Grid de largada e são certamente 3 dos candidatos ao título nessa temporada. Na segunda fila, tem dois pilotos da Honda: Adrián Fernández da Leopard Racing e Matteo Bertelle da Snipers que alcançaram a 4ª e 5ªposições com o australiano Joel Kelso da Boe em 6º, fechando a segunda fila.

Estreando na CIP Green, Riccardo Rossi abre a 3ªfila que terá David Alonso da Aspar CF Moto e Vicente Perez da Ajo a completando na 8ª e 9ªposições. Collin Veijer só conseguiu a 10ªposição no Grid de largada, se esperava um pouco mais do piloto holandês que abre a 4ªfila que terá também o italiano Filippo Farioli e o espanhol Ángel Piqueras.

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 2’02.276
2 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 2’02.541
3 99  José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’02.596
4 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 2’02.632
5 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’02.672
6 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 2’02.691
7 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 2’03.020
8 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 2’03.059
9 21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’03.166
10 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’03.249
11 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’03.327
12 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 2’03.370
13 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 2’03.389
14 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’03.390
15 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 2’03.462
16 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 2’03.551
17 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 2’03.760
18 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’04.071
19 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’04.468
20 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 2’04.716
21 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 2’04.858
22 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 2’05.163
23 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 2’05.355
24 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’05.634
25 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 2’05.738

Abrindo os trabalhos do Domingo, na reta final da tarde em Losail tivemos a primeira etapa da Moto 3, com novos pneus, mas com a mesma dinâmica de corrida e com a decisão acontecendo os metros finais da primeira etapa do Mundial.

Antes da Largada, David Muñoz da Boe deixa a moto Morrer e foi obrigado a largar dos boxes, o piloto chegou a peitar a decisão, mas teve de ir para o pit lane para largar de lá mesmo.

Daniel Holgado larga bem e fica na ponta com Ortolá e Rueda mantendo a 2ª e 3ªposições. Adrián Fernández, Riccardo Rossi (que pulou da 7ª para a 5ªposição) e David Alonso (pula de 8ª para a 6ªposição) completam o Top 6.

Nas primeiras curvas, Jose Antonio Rueda passou Ivan Ortolá passando a segunda posição, o piloto da Ajo não satisfeito foi para cima de Holgado que segura a ponta. No final da 1ªVolta, Adrián Fernández passou Ivan Ortolá e passou para terceiro, na reta, o piloto da Leopard Racing chegou a segunda posição, mas logo em seguida, Rueda voltou a se colocar na frente de Fernández e passa a lutar pela ponta com Holgado. Já Adrián Fernández caiu para a 5ªposição após ser superado por Ortolá e David Alonso.

Ainda pela 2ªVolta, Rueda chega a passar Holgado na curva 10, mas toma o troco do piloto da Tech 3. Os dois lutaram pela ponta até que ao começar a terceira volta (Curva 1), Rueda cai e leva Ivan Ortolá junto com ele. O piloto da Ajo abandona, já o piloto da MT Helmets consegue voltar rapidamente para a pista, voltando na última posição.

Holgado se deu bem, ficou mais sossegado na ponta, mas não por muito tempo já que David Alonso, Adrián Fernández, Joel Kelso, Collin Veijer e Riccardo Rossi vinham logo atrás, Apesar disso, as posições nas 5 primeiras posições ficam inalteradas na 4ªvolta.

Mais atrás, Vicente Perez chega a passar Riccardo Rossi para ganhar a 6ªposição, mas toma ultrapassagem do próprio Rossi e de Tairo Furusato caindo para a 8ªposição. Aliás, Furusato começava a se destacar.

Na volta 5, Collin Veijer supera Joel Kelso e passa para a 4ªposição. Furusato passa por Rossi e sobe para a 6ªposição.  Na Curva 12, Matteo Bertelle e Filippo Farioli se chocam e sofrem um acidente feio, mas sem consequências mais graves para os dois pilotos.

Apesar de uma briga acirrada, não teve mudanças de posição até a 7ªvolta, foi quando Tairo Furusato vai para a 5ªposição e leva junto Riccardo Rossi que vai para a 6ªposição, deixando Kelso na 7ªposição. Nessa altura da prova, 11 pilotos estavam no pelotão da frente: Holgado, Alonso, Adrián Fernández, Veijer, Furusato, Rossi, Kelson, Suzuki, Nepa, Yamanaka e Perez. No final da volta, Furusato passou para a 4ªposição após superar Collin Veijer.

Na entrada da 8ªvolta, Furusato faz uma grande manobra, passa Adrián Fernández e David Alonso de uma vez passando para ser o adversário principal de Daniel Holgado. Furusato foi pra cima de Holgado e chegou a passar o piloto da Tech 3 e ficou na ponta por algumas curvas até Holgado retornar a liderança.

Riccardo Rossi chega a 3ªposição na curva 16 após passar Adrián Fernández que usa o vácuo para recuperar a posição em cima do piloto da CIP na entrada da 9ªvolta. Mas logo o italiano Riccardo Rossi voltou a terceira posição, chegou a passar Furusato, mas tomou o troco de imediato e logo depois tomou passada de Alonso e Fernández caindo para a 5ªposição.

Na metade da 11ªVolta (Curva 10) Furusato escapa e perde posições e cai para a 4ªposição, Alonso e Fernández passam para a 2ª e 3ªposições.

A 4 voltas do final, Holgado estava firme e forte na liderança, desde da largada (só perdendo a ponta por momentos para Rueda). Mesmo com a pressão da turma que estava logo atrás dele. Holgado, Alonso, Fernández e Furusato tentam uma fuga sobre os demais pilotos do restante do pelotão da frente, um pouco mais atrás, Rossi e Nepa tentavam alcançar os 4 e acabam conseguindo chegar aos primeiros colocados.

Furusato fez outra grande manobra, passando para segunda posição após ultrapassar Adrián Fernández e David Alonso pela segunda vez e parte para o ataque sobre Holgado. Fernández é superado por Riccardo Rossi e cai para a 5ªposição.

A 2 voltas do final, várias mudanças por posições: Na reta, Furusato chegou a tomar a ponta de Daniel Holgado. Na curva 1, David Alonso foi para a ponta passando o japonês por fora. Nessa briga, Holgado aproveitou para recuperar a ponta da prova. Ryusei Yamanaka que vinha de uma corrida bem decente acabou caindo entre a curva 4 e 5. O clima esquenta na reta final da prova.

Ao final da penúltima volta (Curva 16) Riccardo Rossi passou Tairo Furusato passando a segunda posição, mas na reta, o piloto da Honda Asia Team recupera a segunda posição e vai em busca da vitória.

Na curva 5, Vicente Perez e Adrián Fernández vão ao chão, enquanto isso, David Alonso passou Riccardo Rossi e também passou Furusato e foi para cima de Daniel Holgado que se defendeu muito bem de praticamente todos os ataques do seus adversário.

Porém, David Alonso arriscou tudo na última curva e acabou dando certo a tentativa de ultrapassagem, uma certeira ultrapassagem na curva 16 que deu ao piloto colombiano a sua 5ªvitória no Mundial. Foi mais uma grande corrida da categoria menor e uma exibição espetacular de David Alonso que sai na frente na busca pelo título da Moto 3.

Daniel Holgado fez praticamente uma corrida perfeita, liderou o tempo todo a corrida, mas na curva final foi superado por David Alonso e acabou por perder uma vitória que seria muito merecida após ter comandado o pelotão da frente por 95% da prova. O pódio foi completado por Tairo Furusato da Honda Asia Team em uma apresentação sensacional, partindo da 18ªposição para a 3ªposição e para o seu segundo pódio no Mundial. O piloto japonês promete uma boa temporada em 2024.

Riccardo Rossi fez uma grande corrida na estreia na CIP Green, até surpreendente pelo desempenho fraco da equipe em 2023 ficando na 4ªposição. Collin Veijer da Husqvarna não teve grandes momentos na prova, mas acabou em uma importante 5ªposição, se esperava um pouquinho mais do holandês. Stefano Nepa da MTA Angeluss fecha o Top 6 com competência.

Tatsuki Suzuki não teve um grande final de semana, mas acabou na 7ªposição, numa corrida em que muitos candidatos a vitória caíram esses 9 pontos acabaram sendo bem vindos ao mais experiente piloto da Moto 3. Joel Kelso chegou a flertar com posições na frente, mas perdeu posições e acabou ficando na 8ªposição, com dificuldades para se manter no primeiro pelotão.

Ivan Ortolá da MT Helmets se recuperou da queda no começo da prova e acabou conquistando a 9ªposição. Um resultado heroico visto o que aconteceu no começo da corrida. Esses 7 pontos podem fazer toda a diferença no campeonato. O australiano Jacob Roulstone da Tech 3 fechou o Top 10. Joel Esteban da Aspar, Angel Piqueras da Leopard, Scott Odgen da MLav, Nicola Carraro da MTA Angeluss e Luca Lunetta da SIC58 completaram a zona de pontuação.

Resultado Final da 1ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP do Qatar – Losail – Moto 3 – 16 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 33’19.778
2 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 0.041
3 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 0.143
4 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 0.186
5 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.338
6 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 0.416
7 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1.144
8 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 9.465
9 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 10.019
10 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 10.626
11 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 10.827
12 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 10.933
13 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 12.928
14 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 12.946
15 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 13.527
16 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 15.953
17 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 28.926
18 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 29.126
19 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 34.620
21  Vicente Pérez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 1 volta
31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 1 volta
6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 2 voltas
7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 12 voltas
18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 12 voltas
99  José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 14 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: CF Moto Aspar, Tech 3, Honda Asia Team, CIP Green, Intact GP, MTA Angeluss, Boe, MT Helmets, Leopard Racing, MLav Racing, SIC58, Ajo, Snipers

GP da Comunidade Valenciana – Mundial de Motovelocidade 2023 – 20ªEtapa da Moto 3

Com o título de Jaume Masia garantido a luta passava a ser pelo vice-campeonato entre Ayumu Sasaki que tinha 243 pontos e David Alonso que estava 18 pontos atrás. Daniel Holgado e Deniz Öncü dividem a 4ªposição com 212 pontos, ambos ainda poderiam terminar a temporada na 3ªposição.

Resultado dos Treinos Livres Combinados:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’38.569
2 71 Ayumu Sasaki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’38.623
3 96 Daniel Holgado  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’38.669
4 21 Vicente Perez  BOE Motorsports KTM RC250GP 1’38.733
5 6 Ryusei Yamanaka  Valresa GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’38.889
6 7 Filippo Farioli  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’38.897
7 48 Ivan Ortolá  Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’38.899
8 44 David Muñoz  BOE Motorsports KTM RC250GP 1’38.924
9 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’38.931
10 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’38.972
11 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’38.987
12 82 Stefano Nepa  Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’39.090
13 31 Adrian Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’39.127
14 5 Jaume Masia  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’39.157
15 99 José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’39.176
16 80 David Alonso Valresa GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’39.200
17 38 David Salvador  CIP Green Power KTM RC250GP 1’39.344
18 20 Lorenzo Fellon  CIP Green Power KTM RC250GP 1’39.380
19 18 Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’39.399
20 55 Romano Fenati  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’39.401
21 72 Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’39.418
22 54 Riccardo Rossi  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’39.554
23 27 Kaito Toba  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’39.684
24 43 Xavier Artigas  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’39.686
25 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’40.183
26 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’40.328
27 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’40.546
28 69 Marcos Ruda  Finetwork Intact GP Husqvarna FR250GP 1’40.974

Classificados para o Q2:

Piloto Equipe Moto Modelo
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
71 Ayumu Sasaki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
96 Daniel Holgado  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
21 Vicente Perez  BOE Motorsports KTM RC250GP
6 Ryusei Yamanaka  Valresa GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
7 Filippo Farioli  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
48 Ivan Ortolá  Angeluss MTA Team KTM RC250GP
44 David Muñoz  BOE Motorsports KTM RC250GP
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
82 Stefano Nepa  Angeluss MTA Team KTM RC250GP
31 Adrian Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW
5 Jaume Masia  Leopard Racing Honda NSF250RW

Disputam a repescagem:

Piloto Equipe Moto Modelo
99 José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
80 David Alonso Valresa GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
38 David Salvador  CIP Green Power KTM RC250GP
20 Lorenzo Fellon  CIP Green Power KTM RC250GP
18 Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
55 Romano Fenati  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
72 Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW
54 Riccardo Rossi  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
27 Kaito Toba  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
43 Xavier Artigas  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
69 Marcos Ruda  Finetwork Intact GP Husqvarna FR250GP

O Grid da Moto 3 para a etapa final da categoria de entrada estava esvaziado. Joshua Whatney não corre por lesão sofrida no final de semana do GP do Qatar. 14 pilotos disputavam as últimas 4 vagas para a fase final da classificação. David Alonso que não conseguiu a classificação direta era o grande favorito a uma dessas 4 vagas.

O piloto colombiano da Gas Gas marca o primeiro tempo da sessão com 1:40.022, mas acaba sendo superado por Taiyo Furusato (1:49.063) por Lorenzo Fellon da CIP Green, Ricciardo Rossi da SIC58 e Xavier Artigas da CFMoto que se retira da Moto 3 por causa de problemas financeiros, deixando Alonso na 5ªposição.

Com 5:15 de Q1 percorridos, David Alonso melhora seu tempo e chega a 3ªposição, mas é devolvido por 5ªposição após ser superado por Artigas que marcou o segundo tempo e por Jose Antonio Rueda que marcou o 4ºtempo.

Ao final da primeira parte da sessão, Tairo Furusato continuava na liderança, seguido de Artigas, Fellon e Rueda que também estavam indo para a fase final da classificação. David Alonso vinha na 5ªposição, seguido de Kaito Toba, David Salvador, Ricciardo Rossi, Ruda que é convidado para essa corrida, Mario Aji e Bertelle. Romano Fenati em sua última corrida na Moto 3 não tinha tempo marcado. Scott Odgen não participaria da prova por causa de lesão ocorrida em um dos treinos livres, decretando assim o fim de temporada da Visiontrack. Outro que estava fora por lesão era Damok Azman da MT Helmets.

David Alonso volta para a pista junto de David Salvador a 6:20 do final. Os outros foram saindo aos poucos até que Xavier Artigas e Joel Kelso foram os últimos a saírem a 4:40 do final.

Pegando o vácuo de Matteo Bertelle, Romano Fenati pula para a terceira posição a 3:40 do final da sessão. David Salvador pula para a 4ªposição. A 3 minutos do final, David Alonso marca o tempo de 1:39.070 e sai do sufoco indo para a segunda posição. Outro que subiu foi Riccardo Rossi que marcou o 3ºtempo com 1:39.141. Fenati, Salvador e Fellon saíram da zona de classificação.

A 2 minutos do final, Matteo Bertelle usa do vácuo de Fenati para supera-lo com o tempo de 1:39.199 contra o tempo de 1:39.263 do seu companheiro de equipe que foi superado em termos de velocidade nessa temporada. Kaito Toba e Jose Antonio Rueda melhoraram, mas não passam da 6ª e 7ªposições respectivamente.

Jose Antonio Rueda, Moto3, Valencia MotoGP, 25 November 2023

Com o cronometro zerado, o espanhol Jose Antonio Rueda pulou da 7ª para a 1ªposição com o tempo de 1:38.929. O piloto da Ajo Motorspórts passou para o Q2 junto de David Alonso que pulou para segundo com o tempo de 1:39.041 na sua volta final, de Taiyo Furusato da Honda Asia Team e por Ricciardo Rossi da SIC58 (que vem do melhor resultado na temporada). Matteo Bertelle e Romano Fenati ficaram de fora do Q2 por pouco, vão largar na 19ª e 20ªposições.

Resultado do Q1:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 99 José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’38.929
2 80 David Alonso Valresa GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’39.041
3 72 Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’39.063
4 54 Riccardo Rossi  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’39.141
5 18 Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’39.199
6 55 Romano Fenati  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’39.236
7 27 Kaito Toba  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’39.290
8 43 Xavier Artigas  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’39.413
9 38 David Salvador  CIP Green Power KTM RC250GP 1’39.512
10 20 Lorenzo Fellon  CIP Green Power KTM RC250GP 1’39.536
11 69 Marcos Ruda  Finetwork Intact GP Husqvarna FR250GP 1’40.490
12 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’40.505

Assim que disparou o cronometro, 16 dos 18 pilotos saíram de imediato. Apenas Denis Oncü e Ayumu Sasaki acabaram saindo um pouco depois. Após uma volta completada, alguns pilotos voltaram para os boxes, insatisfeitos com o acerto de suas motos.

Dos pilotos que ficaram para marcar a primeira volta, Rueda foi o mais rápido com 1:38.852 seguido de Masia e Adrian Fernández, ambos pilotos da Leopard Racing aos 3:30 de sessão. Com quase 4 minutos de sessão, um mordido Ayumu Sasaki pula para a ponta com 1:38.528. seu companheiro de equipe, Collin Veijer marca o terceiro tempo.

Com 4:20 de Q2 percorridos, os pilotos que foram para os boxes voltaram para a pista. Deniz Öncü pula para a 4ªposição (1:38.998) com 5:30 de sessão. Com um pouco mais de 1 terço de sessão. As dez primeiras posições eram de Sasaki (Husqvarna), Rueda (Ajo), Veijer (Husqvarna), Öncü (Ajo), Masia (Leopard), Adrian Fernández (Leopard), Alonso (Gas Gas), Furusato (Honda), Yamanaka (Gas Gas) e Kelso (CF Moto).

Na metade da sessão (7:45 do final do Q2), Veijer assume a segunda posição com 1:38.548 (ficando a 20 milésimos de Sasaki) formando a dobradinha da Husqvarna. Enquanto que Daniel Holgado vai para o chão na curva 11. 45 segundos depois, Ivan Ortolá passa para terceira posição e David Muñoz para a 5ªposição. São dois pilotos jovens e com muito talento que devem ser protagonistas da categoria na próxima temporada.

A 6 minutos do final, Collin Veijer marca 1:38.311 e pula para a liderança. O piloto holandês que cresceu muito na segunda metade da temporada vinha em busca da pole position. Sasaki acabou rebaixando para a segunda posição, apesar de melhorar seu tempo (1:38.359). OS dois pilotos da Husqvarna colocaram 4 décimos em cima dos seus adversários. O que era muito tempo para uma pista curta como é Ricardo Torno.

Os outros 16 pilotos lutam para tirar Veijer e Sasaki das 2 primeiras posições. A 4:05 do final, Vicente Perez que se saiu bem substituindo a Ana Carrasco marcou o 9ºtempo. 40 segundos depois, Joel Kelso foi para a terceira posição após marcar 1:38.630. Curiosamente o australiano será piloto da Boe, na mesma moto que Perez estava correndo nesse final de semana.

A 2:20 do final, David Alonso marca 1:38.703 e pula para a 4ªposição. Jaume Masia com o título na mão marcou o sexto tempo com 1:38.838. A 1:35 do final, Deniz Öncü marca o terceiro tempo e se aproxima de Veijer e Sasaki com o tempo de 1:38.363. No final da sessão, Ryusei Yamanaka e Filippo Farioli foram para o chão na curva 14 e com o cronometro zerado, Rueda subiu para a 7ªposição.

Domínio dos pilotos da Husqvarna e pole position para o holandês Collin Veijer após 3 voltas muito boas, sendo a última a melhor delas, colocando grande vantagem sobre a concorrência e superando seu companheiro Ayumu Sasaki que vai largar do seu lado na primeira fila. O piloto japonês busca encerrar a temporada e sua passagem na moto 3 com vitória, algo que não conseguiu nessa temporada. Deniz Öncü foi o único piloto a ficar perto do pilotos da Husqvarna no tempo de classificação e vai completar a primeira fila, largando na 3ªposição.

Em ótimo final de semana, Joel Kelso da CF Moto larga na 4ªposição e comanda a segunda fila do Grid que vai ter os jovens e rápidos David Alonso da Gas Gas e Ivan Ortolá, um piloto que apontou das suas em Losail quando foi considerado culpado em jogar Diogo Moreira para o chão, o piloto da Angeluss larga na 6ªposição.

Jose Antonio Rueda da Ajo após uma boa temporada de estreia na Moto 3 vai largar na 7ªposição, a frente de Jaume Masia, já campeão e com sua passagem rumo a Moto 2 pela equipe SAG, o piloto da Leopard Racing deve fazer uma corrida sem pressão. David Muñoz da Boe fecha a terceira fila.

Ryusei Yamanaka com a Gas Gas (Um casamento que não deu certo com essa equipe), Stefano Nepa da Angeluss e Adrian Fernández da Leopard Racing formam a 4ªfila.

Grid de largada:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’38.311
2 71 Ayumu Sasaki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’38.359
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’38.363
4 66 Joel Kelso  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’38.630
5 80 David Alonso Valresa GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’38.703
6 48 Ivan Ortolá  Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’38.753
7 99 José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’38.784
8 5 Jaume Masia  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’38.838
9 44 David Muñoz  BOE Motorsports KTM RC250GP 1’38.979
10 6 Ryusei Yamanaka  Valresa GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’39.014
11 82 Stefano Nepa  Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’39.095
12 31 Adrian Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’39.143
13 21 Vicente Perez  BOE Motorsports KTM RC250GP 1’39.148
14 7 Filippo Farioli  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’39.152
15 54 Riccardo Rossi  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’39.159
16 72 Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’39.209
17 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’39.402
18 96 Daniel Holgado  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP Sem Tempo – Q2
19 18 Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’39.199
20 55 Romano Fenati  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’39.236
21 27 Kaito Toba  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’39.290
22 43 Xavier Artigas  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’39.413
23 38 David Salvador  CIP Green Power KTM RC250GP 1’39.512
24 20 Lorenzo Fellon  CIP Green Power KTM RC250GP 1’39.536
25 69 Marcos Ruda  Finetwork Intact GP Husqvarna FR250GP 1’40.490
26 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’40.505

Abrindo a programação da última corrida da temporada, a moto 3 teria uma disputa pelo vice-campeonato e 3ªposições do Mundial e também teria os pilotos lutando para encerrar a temporada da melhor maneira possível.

Ayumu Sasaki passou Collin Veijer na largada assumindo a liderança, o japonês estava comprometido em tentar a vitória de qualquer jeito, mas o piloto holandês não estava disposto a deixar seu companheiro vencer e acabou por recupera a liderança, Denis Öncü e Joel Kelso vinham logo a seguir. Na segunda curva, Xavier Artigas acabou por derrubar Diogo Moreira e Vicente Perez, além de atrapalhar bastante Daniel Holgado que acabou perdendo posições. Artigas tomou punição de dupla volta longa por ter sido considerado culpado pelo incidente (Por sinal, mais do que justa essa punição).

Deniz Öncü vai para o confronto contra Ayumu Sasaki e chega a passar o piloto da Husqvarna que recupera a 2ªposição logo a seguir. Os dois continuam a brigar pela segunda posição. Enquanto isso, David Alonso estava marcando a melhor volta da prova e passou a pressionar Joel Kelso e Ivan Ortolá que estavam na 4ª e 5ªposições respectivamente.

Deniz Oncu, Moto3 race, Valencia MotoGP, 26 November 2023

Chegando na 4ªvolta, o colombiano David Alonso passa Ivan Ortolá e depois força a barra para passar Joel Kelso na curva 11 e conquistar a 4ªposição. O primeiro pelotão é formado por Veijer, Sasaki, Öncü, Alonso, Ortolá, Kelso e Rueda. David Muñoz e Jaume Masia estavam tentando chegar no primeiro pelotão e a partir da 10ªposição em diante era formado o pilotão intermediário.

Ivan Ortolá passou Joel Kelso e ganhou a 5ªposição enquanto que Jaume Masia passa a ser o 8ºcolocado após ultrapassagem sobre David Muñoz. Daniel Holgado caiu para as últimas posições na 9ªvolta da prova.

No final da mesma 9ªvolta, Deniz Öncü aproveita a brecha deixada por Sasaki e faz a ultrapassagem voltando para a segunda posição. David Alonso chegou a tomar posição do piloto da Husqvarna, mas acabou tomando o troco no começo da 10ªvolta.

Na 11ªVolta, Sasaki recuperou a segunda posição após ultrapassagem sobre Öncü. Por enquanto Veijer liderava a prova com Sasaki, Öncü, Alonso, Ortolá, Kelso, Rueda, Masia, Muñoz e Furusato completando os 10 primeiros lugares.

Na 12ªVolta, Ivan Ortolá passou para a 4ªposição e Jose Antonio Rueda passou para a 6ªposição, Alonso e Oncü foram superados nessas ultrapassagens respectivamente. Lá Atrás, Muñoz e Masia foram engolidos pelo pelotão intermediário.

David Alonso conseguiu recuperar a posição perdida sobre Ivan Ortolá, tão logo acabou chegando em cima de Deniz Öncü, no final da 13ªvolta, o piloto da Gas Gas acaba jogando duro, tocando em Öncü e realizando a ultrapassagem que levava David Alonso a 3ªposição. Ivan Ortolá aproveitou para passar o piloto turco e voltar a ficar na 4ªposição.

David Alonso chega em Ayumu Sasaki e consegue a ultrapassagem assumindo a 2ªposição no final da 14ªvolta. Apesar da Husqvarna ser uma moto mais rápida que a Gas Gas, o piloto colombiano segurou o ataque do piloto japonês. A 5 voltas do final, Sasaki recuperou a segunda posição na curva 1. Ainda nessa volta, na curva 11, Collin Veijer acaba errando e cai para a 4ªposição. Ayumu Sasaki passa a liderar a corrida com Ivan Ortolá da Angeluss em segundo ganhando posição de David Alonso que manteve a 3ªposição. Só esses 4 pilotos lutam pela vitória já que Deniz Öncü, Jose Antonio Rueda e Joel Kelso se afastaram do pelotão.

A 3 voltas do final, David Alonso supera Ivan Ortolá, mas toma o troco do piloto da Angeluss. Collin Veijer e Deniz Öncü voltam a ficar perto do pelotão da frente. No final da 18ªVolta, David Alonso e Collin Veijer passaram por Ivan Ortolá que acabou caindo de 2ª para 4ª. Tudo isso era lucro para Ayumu Sasaki que estava abrindo vantagem na ponta.

Na última volta, David Alonso passou a pressionar Ayumu Sasaki enquanto que Ivan Ortolá supera Collin Veijer e volta a ficar em posição de pódio.

Ayumu Sasaki manteve a ponta até a bandeirada. O japonês fecha sua participação na Moto 3 com vitória em Valência e confirma o vice-campeonato na Moto 3. Sasaki consegue conquistar a vitória na temporada após ela ter escapado por várias oportunidades na última volta.

David Alonso fez grande corrida e acabou ficando com a 2ªposição e fecha com chave de ouro sua primeira temporada na Moto 3, espetacular ver um colombiano conseguir todos esses expressivos resultados. Como Alonso vai ficar na moto 3 em 2024 sem duvida será um dos candidatos ao título na próxima temporada. Ivan Ortolá fecha a temporada na 3ªposição e termina seus dois anos na Angeluss conquistando mais um pódio. Para a próxima temporada, Ortolá vai correr pela MT Helmets querendo crescer ainda mais seu desempenho.

Collin Veijer liderou a maior parte da prova, mas acabou cometendo um erro que acabou comprometendo sua corrida e o deixando fora do pódio, na 4ªposição. Deniz Öncü buscou a vitória, mas não conseguiu lutar de fato por ela e acabou fechando o Top 5. O Turco também se despediu da categoria nesse final de semana.

Jose Antonio Rueda da Ajo Motorsport terminou a prova na 6ªposição e fechou uma boa primeira temporada, seguido de Joel Kelso da CF Moto ficando na 7ªposição, um bom resultado para o piloto e para a equipe que não vai ficar na categoria por causa de problemas financeiros, já o australiano vai correr pela Boe.

Daniel Holgado ficou na 8ªposição em Valencia. O piloto da Tech 3 que teve um ótimo inicio de campeonato acabou perdendo rendimento nas últimas etapas e fechou a temporada na 5ªposição. David Muñoz da Boe chega na 9ªposição e Ryusei Yamanaka que decepcionou com a mesma moto de David Alonso fechou o Top 10.

Tairo Furusato terminou em 11º e fechou o ano em alta e com potencial para andar na frente em 2024. Filippo Farioli fechou na 12º e esta fora da categoria em 2023, não teve desempenho bom o bastante para conseguir vaga em outra equipe e a tech 3 não ficou satisfeita com seu desempenho que foi ruim.

O Campeão do Mundo Jaume Masia fez uma corrida sem brilho na 13ªposição. Vai para a SAG levando com ele a taça de campeão do Mundo da moto 3. Adrian Fernández, companheiro de Masia na Leopard Racing e Stefano Nepa da Angeluss completaram a zona de pontuação.

Resultado final da última etapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Comunidade Valenciana – Ricardo Torno – Moto 3 – 20 Voltas

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 71 Ayumu Sasaki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 33’03.409
2 80 David Alonso Valresa GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 0.082
3 48 Ivan Ortolá  Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 0.128
4 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.266
5 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.384
6 99 José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 3.589
7 66 Joel Kelso  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 4.623
8 96 Daniel Holgado  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 6.105
9 44 David Muñoz  BOE Motorsports KTM RC250GP a 6.305
10 6 Ryusei Yamanaka  Valresa GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 6.907
11 72 Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 9.166
12 7 Filippo Farioli  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 9.663
13 5 Jaume Masia  Leopard Racing Honda NSF250RW a 10.446
14 31 Adrian Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 10.556
15 82 Stefano Nepa  Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 11.462
16 55 Romano Fenati  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 13.966
17 54 Riccardo Rossi  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 14.000
18 18 Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 25.472
19 43 Xavier Artigas  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 28.354
20 27 Kaito Toba  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 28.420
21 38 David Salvador  CIP Green Power KTM RC250GP a 33.908
22 69 Marcos Ruda  Finetwork Intact GP Husqvarna FR250GP a 36.632
23 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 36.785
20 Lorenzo Fellon  CIP Green Power KTM RC250GP a 18 voltas
21 Vicente Perez  BOE Motorsports KTM RC250GP a 20 voltas
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 20 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Husqvarna/Gas Gas/Angeluss/Ajo/CF Moto/Tech 3/Honda Asia Team/Leopard Racing

GP do Qatar – Mundial de Motovelocidade 2023 – 19ªEtapa da Moto 3

Resultado dos Treinos Livres Combinados:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’05.843
2 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’06.049
3 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’06.067
4 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’06.282
5 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 2’06.318
6 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’06.570
7 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 2’06.587
8 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’06.635
9 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’06.689
10 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’06.703
11 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’06.718
12 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’06.754
13 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’06.815
14 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.926
15 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’07.131
16 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’07.198
17 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’07.355
18 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.366
19 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’07.382
20 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’07.475
21 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’07.511
22 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’07.591
23 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’07.754
24 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’07.830
25 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’08.020
26 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’08.239
27 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 2’08.412
28 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’08.480

Classificados para o Q2:

Piloto Equipe Moto Modelo
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW
55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP
43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW

Estão na repescagem:

Piloto Equipe Moto Modelo
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP
6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW
27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP
31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW
7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP

Na noite de Losail, os pilotos da Moto 3 foram para a sessão de classificação do GP do Qatar.

Filippi Farioli e Taiyo Furusato foram os primeiros a entrarem na pista. Já os demais demoraram mais de 2 minutos para saírem dos boxes. Tudo isso porque eles queriam era pegar o vácuo de um piloto rápido.

Com 4:20 de sessão, Farioli marcou 2:07.298 e Furusato com 2:08.353 foram dois pilotos que não ficaram de palhaçada em parar a moto com o vácuo. Aos 5 minutos de sessão, o espanhol Adrian Fernández pulou para a ponta, usando o vácuo de Yamanaka (que marcou o terceiro tempo).

A 8:30 do final da sessão, Farioli melhora seu tempo para 2:06.860, mas Matteo Bertelle (2:06.342) e David Muñoz (2:06.761) superaram o piloto da Tech 3 e passaram as 2 primeiras posições. O malaio Azman passou a ser o quarto colocado deixando Adrian Fernández fora da zona de classificação na 5ªposição. Rossi, Whatley, Toba, Yamanaka, Furusato, Salvador e Fellon vinham logo a seguir. Mario Aji não marcou tempo e Stefano Nepa nem tinha ido para a pista.

Enquanto muitos pilotos foram para os boxes, os pilotos da CIP Green buscaram tempos melhores, Lorenzo Fellon foi para a 8ªposição e David Salvador subiu para a 10ªposição. A 5:45 do final, Adrian Fernández melhora seu tempo e pula para a 4ªposição deixando Azman para fora da zona de classificação.

A 3 minutos do final, todo mundo vai para uma última tentativa de volta. Nisso 7 pilotos ficaram esperando um piloto rápido partir para obter o vácuo para conseguir tempo. Essa praticamente precisa ser combatida já a partir da temporada que vem, pois isso acaba avacalhando as classificações do Mundial de Motovelocidade.

Taiyo Furusato e Filippo Farioli tiveram uma atitude correta de marcarem seus tempos. Com o cronometro zerado, Farioli é recompensado com o melhor tempo com 2:05.960 e  Furusato foi para segundo com 2:06.326. Bertelle e Muñoz completavam a zona de classificação, mas na tentativa final, Muñoz é superado por Adrian Fernández que pulou para a segunda posição com 2:06.106, Matteo Bertelle conseguiu ainda salvar sua vaga para o Q2 ao marcar o 4ºtempo. David Muñoz não só ficou de fora do Q2 como também perder posições para Ricciardo Rossi, Joshua Whatley e Stefano Nepa (que na sua única volta acabou ficando com a 7ªposição) caindo para a 8ªposição. O piloto da Boe terá muito trabalho para se recuperar na prova.

Filippo Farioli da Tech 3, Adrian Fernández da Leopard Racing, Taiyo Furusato da Honda Asia Team e Matteo Bertelle da Snipers seguiram para a fase final da classificação.

Resultado do Q1:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’05.960
2 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 2’06.106
3 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’06.326
4 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’06.342
5 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’06.459
6 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.578
7 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’06.727
8 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’06.761
9 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’07.074
10 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’07.368
11 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’07.386
12 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.573
13 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.808
14 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’09.449

Uma classificação Fundamental para Jaume Masia e Ayumu Sasaki, os dois concorrentes ao título da temporada de 2023 da Moto 3. Vários pilotos saíram nos primeiros segundos de sessão. Sasaki saiu com quase 1 minuto de sessão junto de Collin Veijer, seu companheiro de equipe e “suposto aliado” na luta pelo título já que Veijer venceu o GP da Malásia quando o mais sensato da parte dele seria ceder a vitória para Sasaki que teria 5 pontos a mais na classificação do Mundial.

Com 4:30 de sessão, os primeiros tempos são marcados e o italiano Matteo Bertelle saiu na frente com o tempo de 2:05.253 seguido de Ivan Ortolá e Jaume Masia no Top 3. Diogo Moreira marcou o 4ºtempo, a frente de Romano Fenati e Vicente Perez. Ayumu Sasaki marca o 4ºtempo com 5 minutos de sessão e fica exatamente atrás de Masia.

Na segunda tentativa de volta, Masia marca 2:05.476 e Sasaki marca 2:05.579, mas ambos perderam posições, para Deniz Oncü que marcou 2:05.374 a 7:50 do final (Pulando para a 2ªposição) e para Diogo Moreira (pulando para a 3ªposição). Masia e Sasaki se mantiveram na 4ª e 5ªposições. A liderança continuava nas mãos de Matteo Bertelle.

A menos de 6 minutos do final, Deniz Oncü passou a liderança, chegando a casa dos 2 minutos e 4 segundos (o turco fez o tempo de 2:04.894). Collin Veijer passou para a 5ªposição. 2 minutos depois, Ayumu Sasaki pula para a segunda posição ao marcar 2:05.066. Com tudo isso, Masia cai para a 5ªposição.

A 2:15 do final, Daniel Holgado com 2:04.742 e logo atrás, Diogo Moreira com 2:04.745 passaram por cima de Oncü e assumiram as 2 primeiras posições. Enquanto isso, Ayumu Sasaki foi para os boxes. Na parte final da sessão, Scott Odgen acabou indo para o chão.

Os momentos finais, Romano Fenati e Joel Kelso pularam para a 6ª e 7ªposições. Alguns outros pilotos superaram Masia que foi parar mais para trás no Grid de largada.

Daniel Holgado conquistou a pole position para o GP do Qatar. O piloto da Tech 3 ainda tem chances matemáticas de título e precisava da vitória e de uma combinação de resultados que o fizesse ter uma chance de disputar o título na corrida de Valencia. Enquanto isso, Diogo Moreira larga na segunda posição e busca mais uma vitória, já sem a pressão de disputar o título. Deniz Oncü completa a primeira fila, largando na terceira posição. O piloto da Ajo Motorsport tem uma remotíssima chance de título.

Na luta pelo título do Mundial, Ayumu Sasaki da Husqvarna levou a melhor sobre Jaume Masia da Leopard Racing e vai largar na 4ªposição, abrindo a segunda fila do Grid de largada em Losail. Já Masia vai largar apenas na 10ªposição, abrindo a 4ªfila.

Entre Sasaki e Masia estão o holandês Collin Veijer que tem a missão de ajudar Sasaki na briga com o Masia. Na 6ªposição, Romano Fenati fecha a segunda fila em sua penúltima corrida na Moto 3. Joel Kelso que vem sendo rápido em classificações mas sem grandes resultados em corrida vai abrir a terceira fila que terá a companhia de Matteo Bertelle da Snipers que liderou a primeira parte do Q2, mas depois acabou ficando na 8ªposição sem conseguir melhorar seu tempo inicial.

Ivan Ortola da Angeluss completa a terceira fila, logo a frente de Jaume Masia que terá trabalho para chegar a frente de Ayumu Sasaki nessa corrida. Filippo Farioli da Tech 3 e Vicente Perez da BOE completam a 4ªfila.

Grid de largada:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’04.742
2 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’04.745
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’04.894
4 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’05.066
5 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’05.204
6 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’05.207
7 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’05.250
8 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’05.253
9 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’05.423
10 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 2’05.476
11 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’05.685
12 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 2’05.779
13 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’06.141
14 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 2’06.187
15 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’06.404
16 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.474
17 72 Taiyo Furusatp Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’06.534
18 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’06.690
19 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’06.459
20 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.578
21 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’06.727
22 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’06.761
23 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’07.074
24 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’07.368
25 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’07.386
26 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.573
27 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.808
28 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’09.449

Domingo em Losail seria ou de decisão do campeonato a favor de Jaume Masia ou Ayumu Sasaki, Daniel Holgado e David Alonso conseguiriam levar a decisão do título para Valencia.

Antes mesmo da largada, Filippo Farioli e Mario Aji teriam de cumprir uma volta longa por condução irresponsável. Isso em nada mudava em relação a disputa do título já que Farioli e Aji largavam lá atrás.

Na largada, Deniz Oncü pulou da 3ª para a 1ªposição deixando Daniel Holgado, Ayumu Sasaki, Diogo Moreira e Joel Kelso para trás. Enquanto isso, Jaume Masia larga no meio do bolo e busca ganhar posições.

No decorrer da 1ªVolta, Diogo Moreira assumiu a liderança com Daniel Holgado em 2º que passaram Deniz Oncü. No final da primeira volta, Daniel Holgado passa Diogo Moreira e termina a primeira volta na liderança. Na entrada da segunda fila, Denis Oncü tem a informação de ter queimado a largada tomando dupla volta de punição. Isso poderia acabar arrebentando seu final de semana.

Sasaki assumiu a liderança na 2ªvolta com Moreira, Holgado,, Alonso e Masia que já vinha na 5ªposição. O piloto da Husqvarna ficou na frente até na entrada da terceira volta, quando Diogo Moreira volta a liderar a prova e Jaume Masia passar a ser o segundo colocado, mas Ayumu Sasaki acabou passando ambos e voltou a ponta com Masia e Alonso logo atrás.

Na metade da 3ªvolta surge a primeira polêmica da corrida, Foi quando Jaume Masia vai para cima de Ayumu Sasaki e acaba tocando e jogando seu rival para fora da pista. Com tudo isso, Masia e Sasaki perderam posições e a liderança caiu no colo de Daniel Holgado da Tech 3 que ainda sonhava com o título. Ivan Ortolá passou a ser o segundo colocado e Diogo Moreira da MT Helmets na terceira posição. Jaume Masia caiu para a 5ªposição e Ayumu Sasaki cai para a 8ªposição.

Na entrada da 4ªVolta, Moreira volta a liderar a prova usando o vácuo dos seus adversários, mas duas curvas depois, Holgado passou o piloto brasileiro e voltou a liderar a corrida com Moreira e David Alonso nas 3 primeiras posições. Masia e Sasaki voltaram a ficar juntos na 4ª e 5ªposições. Joel Kelso da CF Moto vinha no bolo, na 6ªposição e na frente de Veijer, Muñoz e Riccardo Rossi. Filippo Farioli que não estava tendo um bom final de semana acabou indo para o chão na curva 4 e foi o primeiro a abandonar a corrida.

Holgado segura a ponta na 5ªvolta. Dois 16 pilotos que estavam no primeiro pelotão estavam Masia e Sasaki na 3ª e 4ªposições só atrás de Holgado e Ortolá que lideravam a prova.

Na 6ªVolta, Ivan Ortolá passa Daniel Holgado e assume pela primeira vez a liderança no Qatar, Dennis Foggia aproveita para passar Holgado também e sobe para a segunda posição, por sua vez, Sasaki ficou em 4º, logo atrás de Holgado. Na mesma volta, Jose Antonio Rueda tomou punição de dupla volta longa por condução irresponsável.

Ayumu Sasaki reagiu a partir do final da 6ªvolta quando passou Jaume Masia e apesar de tomar o troco do piloto da Leopard Racing o piloto nipônico usou a potência da sua Husqvarna e passou para a ponta no começo da 7ªvolta seguido de perto de Masia da Leopard e de Muñoz da Boe. Ivan Ortolá caiu para a 5ªposição, ficando atrás de David Alonso. Daniel Holgado em 6º e Diogo Moreira recuaram bem na classificação após liderarem por alguns momentos a corrida.

Masia foi para cima novamente na curva 6 e acabou espalhando novamente em cima de Sasaki, pela segunda vez na mesma corrida. Era a hora dos comissários de darem uma advertência no mínimo se não para punir o piloto da Leopard com uma volta longa. Com esse incidente, David Muñoz assumiu a liderança, mas Ivan Ortolá tomou a ponta curvas depois. O piloto da Angeluss queria uma terceira vitória na sua penúltima volta pela equipe por onde correu por 2 felizes temporadas (Ortolá corre pela MT helmets em 2024).

Porém, Ortolá espalhou na curva 12 perdendo várias posições, mas não satisfeito acabou duas curvas depois jogando Diogo Moreira para o chão, o piloto brasileiro chegou a voltar a prova, mas já sem possibilidades de obter um bom resultado. Já Ivan Ortolá não saiu impune, acabou punido com a dupla volta longa, isso acabou comprometendo de vez a corrida do piloto da Angeluss que estava indo muito bem.

Na 8ªVolta, Daniel Holgado voltou a liderar a prova e tentou abrir vantagem em cima de Sasaki, David Alonso, Jaume Masia e David Muñoz. Na 9ªVolta, Sasaki passou Holgado e voltou para a ponta, mas quando chegou na reta dos boxes, o piloto da Husqvarna foi engolido por Daniel Holgado que voltou a liderança com Masia passou para segundo e Sasaki caiu para a 3ªposição. David Alonso e David Muñoz completavam os 5 primeiros colocados. Depois vinham, Collin Veijer, Adrian Fernández, Ricciardo Rossi, Joel Kelso, Tairo Furusato, Deniz Oncü, Vicente Perez, Romano Fenati, Matteo Bertelle e Kaito Toba nas 15 primeiras posições.

Na 11ªVolta, Holgado esta na liderança, mas tudo muda, pois Sasaki passa Holgado e vai para a ponta novamente. Masia, Alonso e Veijer lutando pela 4ªposição. Na curva 6, Holgado volta a ponta e tenta abrir vantagem de Sasaki que acaba perdendo a segunda posição para Masia, mas que algumas curvas depois acaba tomando ultrapassagem para Sasaki. Com 5 voltas para o final, a corrida estava longe de ser definida.

Sasaki trava duelo com Holgado para tomar a ponta e levar a decisão para Valencia, Já Masia tentativa ainda fechar a disputa mesmo em Losail. Até aquele momento, tudo iria ser decidido em solo espanhol.

Sasaki acabou tomando passada de Masia na metade da 12ªvolta e caiu para a terceira posição. Na reta final da volta, David Muñoz e Tairo Furusato acabaram indo para fora da pista e perderam a chance de lutarem pelas primeiras posições.

Faltando 4 voltas do final, Masia passa Holgado e pula para a liderança deixando o piloto da Tech 3 entre ele e Sasaki que fica na 3ªposição até que na curva 4 o piloto Japonês toma uma atitude e vai para a segunda posição e parte novamente para o ataque em cima de Masia e vai para a ponta na curva 12, Masia luta e volta a frente na curva seguinte. Ricciardo Rossi, novo personagem na luta pela vitória assume a terceira posição após ultrapassar Daniel Holgado.

3 Voltas para o final, Masia é superado por Sasaki na reta, mas na curva, Masia voltou a ponta enquanto que Sasaki cai para a quinta posição. Holgado, Rossi e Alonso vinham na frente do piloto da Husqvarna.

No momento decisivo da corrida, na curva 6, Sasaki escapa e acaba caindo para a 9ªposição. Os resultados davam o campeonato para Jaume Masia que vinha na liderança. Sasaki se complicou demais no primeiro terço da 14ªvolta e teria que lutar para pelo menos tentar levar a decisão para Valencia, mas já seria difícil Já que Masia, Holgado, Rossi, Alonso e Deniz Oncü que se recuperou brilhantemente na corrida após a punição da volta longa e vinha na 5ªposição.

Masia suporta a pressão de Holgado e mantem a liderança enquanto que Sasaki estava apenas na 9ªposição. E assim foi durante toda a volta. Quando começou a volta final, Masia era pressionado por Rossi e Alonso, mas ambos acabaram cedendo posição para Daniel Holgado que volta a segunda posição. Ayumu Sasaki vai para a 6ªposição após superar Vicente Perez. O japonês precisava ser o 4ºcolocado para não deixar Masia ser o campeão.

Na curva 6, David Alonso passa Deniz Oncü e assume a segunda posição. No final Oncü volta a segunda posição. Sasaki toma a 5ªposição, mas estava longe do 4ºcolocado.

Masia aguenta a pressão, conquista a vitória em Losail e com o 6ºlugar de Ayumu Sasaki, o piloto da Leopard Racing conquista o título da Moto 3. Após ter tido uma batalha contra o imenso domínio dos pilotos da KTM e suas filiadas do Grupo KTM que dominavam o grid e tinham motos melhores que as motos japonesas. Masia chegou aos 271 pontos e abriu 28 pontos de vantagem para Ayumu Sasaki que não poderia de forma nenhuma alcançar o piloto da Leopard Racing. Masia festejou muito a conquista de título após 19 corridas, 4 vitórias, 10 pódios e 6 pódios. Uma grande campanha do piloto espanhol.

O pódio foi completado por David Alonso, o melhor novato da temporada foi o segundo colocado na corrida, mais uma grande corrida do piloto colombiano. Deniz Oncü depois de cumprir a punição após queimar a largada acabou realizando uma recuperação fantástica, principalmente nas voltas finais quando acabou alcançando o 3ºlugar. Se não tivesse queimado a largada era muito possível que o turco pudesse vencer a prova.

Riccardo Rossi obteve uma ótima quarta posição, o piloto da SIC58 chegou a ter posição de pódio nas últimas voltas, mas acabou perdendo esse posicionamento. Vicente Perez fez uma ótima corrida de recuperação e acabou vencendo um duelo com Ayumu Sasaki nos últimos metros para ficar na 5ªposição, seu melhor resultado na carreira.

Ayumu Sasaki perdeu posições a três voltas do final e não conseguiu recuperar posições o suficiente para conseguir adiar essa decisão para Valencia. O 6ºlugar do piloto da Husqvarna foi fatal para que Masia pudesse comemorar o título da temporada.

Matteo Bertelli da Snipers levou sua moto da Honda para a 7ªposição, seguido de Kaito Toba que mais uma vez obteve resultado na zona de pontuação. Daniel Holgado acabou despencando de posição no final da prova e acabou caindo para a 9ªposição, um frustrante resultado para o piloto da Tech 3 que estava a maior parte da prova lutando pela vitória. Collin Veijer fechou o Top 10.

Dois pontos a falar dessa corrida: Jaume Masia teria que ter sido penalizado na segunda empurrada em cima de Ayumu Sasaki. Claro que isso pode não ter decidido o campeonato, mas se o Masia é punido, a história poderia ser outra a favor do piloto da Husqvarna.

Outro ponto a falar são os 5 pontos que Veijer acabou tomando de Sasaki na Malásia pesou para o título ser decidido em Losail. Se o holandês deixasse a vitória ficar com seu companheiro de equipe a vantagem de Masia só seria de 23 pontos. Portanto Sasaki teria uma chance de lutar pelo título em Valencia. A vitória de Veijer foi ótima para o novato, mas acabou fazendo falta na hora que Sasaki precisava.

O Portal Sportszone parabeniza a Jaume Masia pelo título do Mundial de Motovelocidade, categoria Moto 3.

Resultado final da 19ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP do Qatar – Losail – Moto 3 – 16 Voltas

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia  Leopard Racing Honda NSF250RW 33’50.694
2 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 0.068
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.163
4 54 Riccardo Rossi  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 0.285
5 21 Vicente Perez  BOE Motorsports KTM RC250GP a 1.553
6 71 Ayumu Sasaki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1.566
7 18 Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 1.725
8 27 Kaito Toba  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1.846
9 96 Daniel Holgado  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 1.943
10 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 2.019
11 55 Romano Fenati  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 3.634
12 44 David Muñoz  BOE Motorsports KTM RC250GP a 4.003
13 66 Joel Kelso  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 4.060
14 72 Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 4.166
15 48 Ivan Ortolá  Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 4.228
16 99 José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 4.707
17 31 Adrian Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 5.139
18 82 Stefano Nepa  Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 5.221
19 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 5.589
20 43 Xavier Artigas  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 7.934
21 6 Ryusei Yamanaka  Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 8.140
22 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 22.445
23 38 David Salvador  CIP Green Power KTM RC250GP a 22.622
24 20 Lorenzo Fellon  CIP Green Power KTM RC250GP a 33.718
25 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 34.010
26 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 41.722
7 Filippo Farioli  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 13 voltas
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW não correu

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Leopard/Gas Gas/Ajo/SIC58/Boe/Husqvarna/Snipers/Tech 3/CF Moto/Honda Asia Team/Angeluss/MT Helmets