GP da Holanda – Mundial da Motovelocidade 2021 – MotoGP – 9ªetapa

Em Assen, Fabio Quartararo conquistou a sua 4ªVitória na temporada e termina a primeira parte do campeonato com uma bela vantagem de 34 pontos para Johann Zarco, seu mais próximo adversário.

No sábado ocorreu a classificação. Na repescagem, os pilotos foram de cara para a pista, não deram o mole que muitos dos pilotos da Moto 3 deram no Q1. Johann Zarco e Francesco Bagnaia eram os dois grandes favoritos as vagas para o Q2.

Lorenzo Savadori começou na frente, mas era muito no começo e os principais candidatos as 2 primeiras posições não tinham feita sua voltas rápidas. Até que Francesco Bagnaia toma a ponta com 1:32.761, bem a frente de Savadori.

A 10 minutos do final, Martin pulou para 2º com 1:33.075. 15 segundos depois, Danilo Petrucci subiu para 3º. Zarco erra em sua volta e foi para os boxes. Na volta seguinte, Bagnaia baixa seu tempo e mantem a liderança, com 4 décimos de frente para Jorge Martin. Os dois pilotos da Tech 3, Iker Lecuona e Danilo Petrucci vinham em 3º e 4º respectivamente. Savadori, Marc Marquez, Binder, Gerloff, Bastianini, Marini, Zarco e Alex Marquez.

A 5 minutos do final, a grande maioria dos pilotos entravam para a 2ª e derradeira tentativa. O estreante Garrett Gerloff já estava na pista, aprendendo bastante sobre a moto da Yamaha Petronas.

A 1 minuto e 40 segundos do final, Danilo Petrucci marca o 2ºtempo, mas sua volta é cancelada e Iker Lecuona passou para 2ªposição com 1:32.724 e iria levar a segunda volta para o Q2.

Porém, Johann Zarco fez uma volta prefeita na última tentativa e acabou fazendo o melhor tempo da repescagem, com 1:32.541. Os favoritos passaram para a fase final da classificação. Em contra partida, Marc Marquez caiu a 40 segundos do final e acabou sua classificação nua desanimadora 10ªposição (Largando na 20ªposição).

Resultado do Q1:

pospilotoequipemotostempo
15Johann ZarcoPramac RacingDucati1’32.541
263Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’32.657
327Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’32.724
489Jorge MartinPramac RacingDucati1’32.850
532Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’33.258
673Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’33.288
710Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’33.321
89Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’33.378
923Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’33.404
1093Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’33.477
1133Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’33.597
1231Garrett GerloffPetronas Yamaha SRTYamaha1’33.739

Depois de alguns minutos, começa o Q2 e de imediato, a maioria dos pilotos partiram para a pista, os favoritos a pole eram Zarco, Bagnaia, Miller e Quartararo. Desses, os 3 últimos foram para a pista depois dos outros pilotos.

Um desacreditado e já desempregado da Yamaha, Marevick Viñales fez uma boa volta de 1:32.413, a 11:30 do final e ficou na liderança até Quartararo baixar sua marca em 76 milésimos (1:32.336) a 10:45 do final do Q2.  Zarco em 3º foi com tudo para melhorar sua posição, mas acabou mantendo a posição, Nakagami fez uma boa volta passando para 4ªposição, seguido de Aleix Espargaró.

A 9 minutos e meio do final, Jack Miller pula para 4ªposição e 15 segundos depois, Quartararo baixa o seu tempo para 1:31.922, melhorando sua situação para jantar mais uma pole na carreira. Seguido de Viñales, Zarco, Miller, Nakagami, Aleix Espargaró, Oliveira, Rins que fez uma boa volta a 8:20 do final, pulando para 8º, Bagnaia, Pol Espargaró, Rossi e Mir.

Todo mundo foi pra pista a fim de destronar Quartararo. Viñales, Pol e Mir foram os primeiros a partirem para uma segunda tentativa. Enquanto o piloto da Yamaha não conseguiu um bom tempo, Pol Espargaró deu um pulo e passou para 7ªposição.

Viñales parte para uma nova volta, foi nessa volta que Marevick acertou, uma brilhante volta de 1:31.814. Liderança para o espanhol e de quebra o novo recorde do circuito de Assen. Agora era Quartararo que precisava melhorar para chegar na pole a 2 minutos do final da classificação. Os tempos baixavam na reta final, Quartararo chega a melhorar, mas não consegue superar o tempo de Viñales.

No último minuto, Bagnaia sobe para 3º, mas é superado por Nakagami da LCR Honda a 15 segundos do final, com 1:32.314, mas as atenções estavam todas voltadas para a última tentativa do francês, só que ele falha e a pole fica mesmo nas mãos de Marevick Viñales.

O piloto que esta fora da Yamaha em 2022 superou as expectativas e sua má fase de resultados para largar na frente. O líder do campeonato, Fabio Quartararo completa a dobradinha da equipe oficial da Yamaha. A primeira fila vai ser completada pelo italiano Francesco Bagnaia, o piloto da Ducati marcou 1:32.116 e tomou 3ªposição, que estava nas mãos do japonês Takaagi Nakagami da LCR.

Aliás, Nakagami vai abrir a 2ªfila. Foi um bom treino, sendo ele o melhor piloto da Honda na classificação. Johann Zarco leva a Pramac a 5ªposição e Miguel Oliveira que vive uma ótima fase da sua carreira vai largar na 6ªposição.

Alex Rins fez o que era possível, mas que não pode lhe dar um resultado além da 7ªposição. Jack Miller decepcionou, não conseguiu um bom tempo e vai largar na 8ªposição, sem jamais ter brigado pela pole position. Aleix Espargaró fecha a terceira fila. Completando o grid de largada: Joan Mir da Suzuki, Pol Espargaró da Honda Repsol e Valentino Rossi da Yamaha Petronas.

Grid de largada:

pospilotoequipemotostempo
112Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’31.814
220Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’31.885
363Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’32.116
430Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’32.314
55Johann ZarcoPramac RacingDucati1’32.394
688Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’32.450
742Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’32.597
843Jack MillerDucati Lenovo TeamDucati1’32.609
941Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniAprilia1’32.666
1036Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’32.748
1144Pol EspargaroRepsol Honda TeamHonda1’32.830
1246Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’32.919
1327Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’32.724
1489Jorge MartinPramac RacingDucati1’32.850
1532Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’33.258
1673Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’33.288
1710Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’33.321
189Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’33.378
1923Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’33.404
2093Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’33.477
2133Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’33.597
2231Garrett GerloffPetronas Yamaha SRTYamaha1’33.739

A Yamaha domina o domingo, mas foi Fabio Quartararo a conquistar a vitória e de uma maneira fácil, apesar de sofrer um pouco no começo com Francesco Bagnaia. Depois disso acabou sendo um passeio do piloto francês que abre mais vantagem na ponta do campeonato.

Viñales que ela pole não largou bem, Quartararo vai bem melhor e assume a liderança, seguido de Bagnaia, Nakagami e Viñales que caiu da 1ª para a 4ªposição. Marc Marquez fez uma brilhante largada, ao ganhar 9 posições, subindo para a 11ªposição. Curvas depois, Francesco Bagnaia vai pra cima de Fabio Quartararo e acaba tomando a liderança.

Quartararo estava disposto a recuperar a liderança, nas mãos de Bagnaia. Nakagami seguia junto deles na 3ªposição. Enquanto isso, na metade da 2ªVolta, Rins acaba saindo da pista após se chocar com Johann Zarco, nessa o piloto da Suzuki se deu mal e caiu para a última posição.

Quartararo e Bagnaia travam um belo duelo pela liderança. No final da 5ªVolta, Quartararo volta a ponta, mas ao chegar na reta, o piloto da Ducati com mais potência voltava a se colocar na frente no começo da volta. Na curva 11, Quartararo supera Bagnaia, mas dessa vez, o piloto da Yamaha evita o troco do piloto italiano e começa a partir dai a abrir vantagem na frente. Enquanto isso, Joan Mir e Johann Zarco disputam a 5ªposição. Valentino Rossi acaba indo para o chão na 7ªVolta.

Takaagi Nakagami vinha fazendo uma ótima prova. Porém, era pressionado pelo espanhol Marevick Viñales, que tentava se recuperar da largada ruim. Algumas voltas depois, Francesco Bagnaia começou a ficar para Nakagami, Viñales, Zarco e Mir, na 10ªVolta.

Nakagami tinha a chance de subir ainda mais na classificação, mas a Honda parecia não ter potência para enfrentar a poderosa moto da Ducati, principalmente pela moto do Japonês ser um modelo 2019 contra o modelo 2021 da Desmosedici de Bagnaia.

Por duas vezes, Nakagami chegou a superar Bagnaia que acabou dando o troco de imediato, na 11ª e na 13ªvolta. Porém, Bagnaia tomou uma punição por exceder o limite da pista e teria de fazer uma volta longa. Quem saiu ganhando foi Marevick Viñales que acabou passando para segunda posição, após superar Nakagami e depois do piloto da Ducati pagar a punição. Já Jack Miller acabou indo para o chão na curva 5 da 15ªVolta, fim de prova para um dos primeiros colocados no campeonato.

Fabio Quartararo lidera com tranquilos 4 segundos de frente para Viñales. O francês estavam sobrando na disputa, Já Nakagami caiu na classificação, ao tentar recuperar posições, acaba errando na curva 1 da 16ªVolta. Resultado foi que o piloto da LCR Honda caiu para a 9ªposição. Tava na cara que o Japonês vinha andando acima do limite de sua moto.

Viñales estava ainda na alça de mira de Johann Zarco da Pramac. Mais atrás, Bagnaia supera Aleix Espargaró e ganha a 6ªposição, Marquez vinha em 8º, já estava no lucro por ter largado na 20ªposição.

Viñales acaba vantagem para Zarco que acaba sendo superado por Joan Mir e perdendo a 3ªposição para o piloto da Suzuki. A menos de 8 voltas do final, Iker Lecuona vai ao chão e abandona no meio da chicane, sua moto ficou em posição perigosa, mas ela foi retirada rapidamente.

A poucas voltas do final, Viñales vinham tirando vantagem para Quartararo, mas a vantagem do francês era consideravelmente grande e deu para Fabio Quartararo administrar a vantagem e conquistar a 4ªVitória na temporada e disparar ainda mais na liderança do campeonato, com 156 pontos contra os 122 pontos de Johann Zarco (Que ficou em 4º e acabou fora do pódio). A Yamaha mostrou que é a melhor e mais equilibrada moto do Grid, um equipamento que sabe dosar equilíbrio com potência mais que a Ducati, KTM e outras adversárias.

Viñales completa a dobradinha da equipe oficial da Yamaha ao chegar na segunda posição. O pódio foi completado por Joan Mir da Suzuki, que visivelmente não tem uma moto competitiva para disputar vitórias, apesar de todo o esforço do campeão do mundo de 2020 que acabou conquistando seu 3ºpódio da temporada.

Johann Zarco, vice-líder do campeonato não segurou o pódio e acabou o dia na 4ªposição. menos qual que acabou sendo a mais bem colocada Ducati do dia. Miguel Oliveira em boa corrida levou a KTM a 5ªposição. O português vem num momento de Ascenção na temporada.

Francesco Bagnaia pagou caro pela punição que sofreu, mas não teve condições de sair da sexta posição. Marc Marquez fez uma corrida heroica e acabou em 7º, superando no final o espanhol Aleix Espargaró da Aprilla. O Formiga Atômica largou da 20ªposição enquanto que Aleix fez o que era possível com seu equipamento. Takaagi Nakagami começou muito bem, mas não teve moto para ficar nas primeiras posições e acabou ficando longe dos primeiros colocados, o piloto da LCR Honda ficou em 9ºlugar. Pol Espargaró completa os 10 primeiros colocados numa atuação discreta.

Alex Rins se recuperou bem e salvou uma 11ªposição, foi um campeonato bem ruim para o companheiro de Mir até agora. Brad Binder ficou na 12ªposição, bem atrás de Miguel Oliveira. Assim como ficou Danilo Petrucci que acabou levando a Tech 3 a marcar alguns pontos com a 13ªposição. Alex Marquez da LCR Honda e Enea Bastianini da Avintia completava a zona de pontuação.

O Mundial de Motovelocidade vai para as férias de meio de temporada, a volta será no dia 8 de Agosto, no circuito de Spielberg para a primeira corrida da dupla jornada que vai acontecer na Áustria. Primeiro com o GP da Estíria e no domingo seguinte com o GP da Áustria.

Resultado final do GP da Holanda
MotoGP – 9ªEtapa – Assen – 26 Voltas

pospilotoequipemotostempo
120Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha40’35.031
212Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 2.757
336Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 5.760
45Johann ZarcoPramac RacingDucatia 6.130
588Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTMa 8.402
663Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucatia 10.035
793Marc MarquezRepsol Honda TeamHondaa 10.110
841Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniApriliaa 10.346
930Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 12.225
1044Pol EspargaroRepsol Honda TeamHondaa 18.565
1142Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 21.372
1233Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 21.676
139Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTMa 27.783
1473Alex MarquezLCR Honda CASTROLHondaa 29.772
1523Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucatia 32.785
1632Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniApriliaa 37.573
1731Garrett GerloffPetronas Yamaha SRTYamahaa 53.213
1810Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucatia 1’06.791
27Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTMa 8 voltas
43Jack Miller Ducati Lenovo TeamDucatia 8 voltas
89Jorge MartinPramac RacingDucatia 12 voltas
46Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamahaa 19 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Holanda – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 2 – 9ªetapa

Raúl Fernández deu a resposta, conquistou a pole no sábado e ganhou a etapa em Assen no domingo. Nada como um final de semana perfeito para recompensar a queda no GP da Alemanha.

Classificação no Sábado:

A disputa pelas 4 vagas para o Q2 começa com os pilotos da Petronas como favoritos a 2 das 4 vagas ao Q2. Outros principais candidatos são Aron Canet, Albert Arenas e Joe Roberts.

Na primeira volta, Canet que vinha de uma ótima corrida na Alemanha saiu na frente com 1:37.378, seguido de Bendsneyder da SAG, Bulega da Gresini e Baltus da NTS. Marcos Ramirez vinha na 5ªposição.

A 9 minutos do final, Simone Corsi marca 1:37.063 passando para a ponta seguido de Ramirez com a moto da American Racing, mas poucos segundos depois, Bo Bendsneyder com 1:36.775 e Aron Canet com 1:36.880 passaram as 2 primeiras posições. Jake Dixon supera Marcos Ramirez e assume a 4ªposição.

A luta continua na metade da repescagem, Alonso Lopez faz uma boa marca, mas acaba sendo superado por Bulega que ganha a 6ªposição do piloto da Speed UP. Na volta seguinte, Lopez melhorou um pouco mais seu tempo e passou a 5ªposição.

A 5:18 do final, Hector Garzó da Pons supera Jake Dixon e assume a 4ªposição ao marca 1:37.076. A classificação mudaria de novo a 2 minutos do final, com uma ótima volta de Marcos Ramirez (1:37.054). A 1:10 do final, Joe Roberts finalmente apareceu na disputa, ao fazer um tempo 13 milésimos mais rápido. O norte-americano da Italtrans passava para terceira posição.

Parecia que Roberts iria para o Q2, mas no final, Albert Arenas pula para 3º e Hector Garzó subiu para 4º, deixando Roberts fora da fase final da Classificação. Bendsneyder mais uma vez entra no Q2 e leva com ele Canet e Arenas da Aspar Martinez e Garzo da Pons.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemotostempo
164Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’36.775
244Arón CanetAspar Team Moto2Boscoscuro1’36.880
375Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuro1’36.919
440Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’37.012
516Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’37.041
642Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’37.054
724Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’37.063
896Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’37.171
962Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’37.181
1097Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’37.236
116Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’37.261
1211Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’37.281
132Alonso Lópeza EGO Speed UpBoscoscuro1’37.299
1470Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’37.926
1518Manuel GonzalezMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’38.141
1655Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’38.515

Os primeiros pilotos a entrarem na pista foram Marco Bezzecchi, Celestino Vietti, Remy Gardner e Lorenzo Dalla Porta. Era esperado que os dois pilotos da equipe Ajo disputassem entre si a pole position, mas a disputa poderia ter alguns outros pilotos incomodando Remy Gardner e Raúl Fernandez.

Gardner fez 1:37.361, mas acabou sendo superado primeiro por Bezzecchi e logo depois por Raúl Fernández que marcou 1:37.044 a 11:30 do final da sessão. 30 segundos depois, Sam Lowes marca o segundo melhor tempo (1:37.118). Aron Canet chegou a fazer o terceiro tempo, mas sua volta acabou sendo anulado.

Gardner tenta passar para a ponta ao marcar 1:36.930, mas Fernández dá um passo a frente e é bem superado por Raúl Fernández, com 1:36.567. Luthi chega a fazer o 3ºtempo a 10 minutos do final. Segundos depois, Sam Lowes marca bela volta e assume a segunda posição, Canet e Garzó subiram para 3ª e 4ªposições. Jorge Navarro passou para 5º, o que fez Remy Gardner cair para 7º e Thomas Luthi da SAG para 8ªposição.

O australiano se via muito atrás na classificação, só pioraria com a boa volta de Ai Ogura, pulando para 5ªposição. Augusto Fernandez melhorou um pouco e passou a ser o 8ºcolocado.

Gardner voltou à pista, para tentar pelo menos uma melhor posição, já que Raúl Fernández dominava o Q2. Depois de muito esforço, o líder do campeonato consegue marcar 1:36.542 e vai para a ponta, mas Fernández recuperou a ponta em definitivo, ao fazer a marca de 1:36.356 a 1 minuto do final da sessão.

Jorge Navarro foi para o chão no finalzinho. Augusto Fernadez consegue o terceiro tempo, mas a volta acaba sendo cancelado, que derruba o piloto da Marc VDS para 8ºlugar. Raúl Fernández conquistou uma pole position merecida, dominando totalmente o Q2. O espanhol chegou a colocar quase 4 décimos a frente do seu mais próximo perseguidor. No final da classificação, Remy Gardner salvou seu treino e larga em 2º, completando a dobradinha da equipe Ajo. O britânico Sam Lowes da Marc VDS completa a primeira fila.

Aron Canet da Aspar Martinez vai abrir a segunda fila, em uma ótima 4ªposição e buscando o 3ºpódio na temporada. Hector Garzó surpreendeu, com uma boa pilotagem, levou a moto da Pons a 5ªposição no grid de largada. Ai Ogura fecha a segunda fila.

Jorge Navarro é o primeiro a não usar a moto Kalex, levando a Boscoscuro a uma 7ªposição. Augusto Fernandez foi derrubado da primeira fila e jogado para a 8ªposição, no meio da terceira fila. Outro que foi surpresa foi Lorenzo Dalla Porta na 9ªposição. Tony Arbolino da Dynavolt, Celestino Vietti da VR46 e Thomas Luthi da SAG fechavam a lista dos 12 primeiros colocados.

Grid de Largada:

pospilotoequipemotostempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex1’36.356
287Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex1’36.542
322Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex1’36.686
444Arón CanetAspar Team Moto2Boscoscuro1’36.765
540Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’36.802
679Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’36.804
79Jorge NavarroEGO Speed UpBoscoscuro1’36.816
837Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex1’36.884
919Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’36.951
1014Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’37.007
1113Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’37.023
1212Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’37.079
1364Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’37.118
1423Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’37.147
1521Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’37.230
1675Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuro1’37.235
1772Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’37.249
1835Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’37.373
1916Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’37.041
2042Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’37.054
2124Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’37.063
2296Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’37.171
2362Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’37.181
2497Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’37.236
256Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’37.261
2611Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’37.281
272Alonso LópezEGO Speed UpBoscoscuro1’37.299
2870Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’37.926
2918Manuel GonzalezMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’38.141
3055Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’38.515

O domingo em Assen foi de domínio das duas melhores equipes da categoria intermediária, que disputaram a vitória na maior parte do tempo, melhor para os dois pilotos da equipe Ajo sobre os dois pilotos da Marc VDS.

Na largada, uma surpresa, Aron Canet assumiu a liderança após ótima largada, seguido de Lowes, Gardner e Fernández. A corrida durou muito para o italiano Lorenzo Dalla Porta que caiu na 5ªCurva e para Tony Arbolino que caiu algumas curvas depois.

No final da primeira volta, Lowes da Marc VDS ultrapassa Canet da Aspar Martinez e assume a liderança. Porém, Canet chega a voltar a figurar na liderança, mas por pouco tempo, o líder do campeonato Remy Gardner acabou passando para a liderança, Canet, Lowes, Ogura, Augusto Fernandez, Schrotter, Vierge (que largou da 23ªposição e fez uma brilhante largada), Di Giannatonio e Raúl Fernández que saiu da pista e caiu para a 9ªposição. Bo Bendsneyder e Thomas Luthi vinham atrás do piloto espanhol. Porém, o piloto Holandês da SAG tinha que pagar 2 voltas longas por ter queimado a largada, o que deixaria bem para trás na classificação.

No 2/3 da 3ªVolta, Joe Roberts foi ao chão, era o fim da corrida para a equipe Italtrans. Gardner abre vantagem sobre Lowes. Já Augusto Fernandez, Aron Canet e Ai Ogura disputavam a 3ªposição, logo atrás já vinha Raúl Fernández em 6º após superar Marcel Schrotter.

Na 5ªVolta, Raúl Fernández vai ao ataque em cima de Ai Ogura, apesar de toda a persistência do piloto nipônico, o espanhol avançou para a 5ªposição. Enquanto isso, no final da 5ªVolta, Remy Gardner e Sam Lowes travavam um duelo pela liderança, diante da briga, Augusto Fernandez se aproveitou da briga e passou ambos para tomar a liderança na 6ªvolta. Lowes passa para segundo e Gardner para 3º.

Na volta 7, Raúl Fernández sobe para a 4ªposição após superar Aron Canet. A partir dai, os pilotos da Marc VDS e da KTM Ajo passaram a disputar a vitória.

Na metade da 8ªVolta, Lowes ganha o duelo particular com Fernández e assume de novo a liderança. Remy Gardner supera Fernandez e assume a segunda posição. Raúl Fernández vinha se aproximando da disputa. Enquanto isso, Fabio di Giannantonio e Ai Ogura superam Aron Canet passando a 5ª e 6ªposições respectivamente. Bezzecchi, Schrotter e Navarro completavam a lista dos 10 primeiros colocados.

Na metade da corrida, Raúl Fernández chegou à disputa pela liderança, enquanto isso, Simone Corsi da MV Agusta e Marcos Ramirez da American Racing foram punidos com a volta longa por furarem a chicane, algo não mudaria em nada a já complicada corrida de ambos.  

Ao começar a 14ªVolta, Augusto Fernández supera Sam Lowes e retorna a liderança, Raúl Fernández supera Remy Gardner e pula para 3ªposição. Marco Bezzecchi que largou na 16ªposição estava em 6º e colado em Fabio di Giannantonio.

Na 16ªVolta, Raúl Fernández supera Sam Lowes e sobe para segunda posição e passa a mirar Augusto Fernandez na sua mira. O piloto da Marc VDS na frente, mas com o piloto da Ajo andando mais rápido e rendendo melhor. Fabio di Giannantonio cai na mesma 16ªvolta (Curva 9) e abandona, deixando o caminho livre para Marco Bezzecchi assumir a 5ªposição.

No começo da 18ªVolta, Raúl Fernández toma a liderança das mãos de Augusto Fernandez e começa a abrir vantagem a 6 voltas do término da prova. Enquanto que o piloto espanhol erra e permite a Lowes ganhar a segunda posição.

A três voltas do final, Augusto Fernandez e Remy Gardner superam Sam Lowes e passam a brigar pela segunda posição. O Filho de Wayne Gardner não esta disposto a ficar em 3º, na penúltima volta, ele consegue superar Fernandez da Marc VDS para ficar em 2º e para seu prejuízo em Assen fosse o mínimo possível.

Raúl Fernández levou sua moto com tranquilidade nas voltas finais e conquistou sua 3ªvitória na temporada, reagindo bem depois da queda no GP da Alemanha. Também acabou tendo uma recuperação na prova, pois Raúl chegou a ficar na 9ªposição após a 2ªvolta de corrida. Uma vitória que faz a diferença entre ele e o companheiro de equipe (Gardner) cair para 31 pontos.

Por falar no Australiano, Remy conseguiu acabar a prova na segunda posição e manteve uma vantagem segura na liderança do Mundial, ainda com uma boa vantagem sobre seu companheiro de equipe. É pelo que parece, a disputa do campeonato esta restrita a os pilotos da Red Bull KTM Ajo.  Augusto Fernandez completou o pódio, em uma bela corrida, onde até poderia ter vencido, mas no fim acabou perdendo posicionamento para Raúl e Remy. Sam Lowes chegou a liderar, teve chances de vencer assim como seu companheiro de equipe, mas acabou em 4º e saiu de Assen sem o pódio.

Marco Bezzecchi não teve um dia fácil, mas conseguiu uma bela corrida de recuperação, que fez ele ganhar 11 posições para conquistar a 5ªposição. Ai Ogura chegou em 6º, em mais uma boa exibição, se mostra se o segundo melhor novato do ano (Já que certamente Raúl Fernández deverá ser o novato do ano na Moto 2). Jorge Navarro em 7º, mostrando um desempenho melhor do que tinha demonstrado no começo da temporada, Marcel Schrotter tem mais um resultado decente ao chegar em 8º com a moto da Dynavolt.

Xavi Vierge da Petronas fez uma brilhante largada, mas acabou ficando nisso, só administrou o 9ºlugar, bem melhor que seu companheiro de equipe, o ineficiente Jake Dixon que nada fez em Assen. Celestino Vietti fechou os Top 10, nada mal para um piloto estreante na Moto 2.

Somkiat Chantra fez mais alguns pontos com a 11ªposição, Albert Arenas desempenhando um bom papel com a 12ªposição (Enquanto que Canet caiu a 5 voltas do final, outro piloto que ainda tem desempenhos inconstantes na Moto 2) Stefan Manzi fica em 13ª, deixando a desejar, assim como sua equipe deixa a desejar faz um bom tempo. Thomas Luthi fez seu melhor final de semana, mas ainda tem de melhorar para alcançar resultados melhores do que a 14ªposição. Bo Bendsneyder salvou um ponto no final, ao superar Cameron Beaubier e ficar com a 15ªposição.

Resultado final do GP da Holanda
Moto 2 – 9ªEtapa – Assen – 24 Voltas

pospilotoequipemotostempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex39’01.832
287Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 1.066
337Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 1.265
422Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 1.879
572Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 8.329
679Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 10.960
79Jorge Navarroa EGO Speed UpBoscoscuroa 13.993
897Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 16.052
923Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalexa 16.094
1013Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalexa 17.585
1135Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 18.286
1275Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuroa 18.812
1362Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 19.273
1412Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 19.649
1564Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 22.162
166Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 22.223
172Alonso Lópeza EGO Speed UpBoscoscuroa 25.569
1896Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 26.245
1911Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 27.323
2042Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 27.463
2124Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 27.638
2218Manuel GonzalezMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 35.908
2355Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 38.517
2470Barry BaltusNTS RW Racing GPNTSa 46.728
44Arón CanetAspar Team Moto2Boscoscuroa 5 voltas
21Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 9 voltas
16Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 17 voltas
19Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 24 voltas
14Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 24 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Holanda – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 3 – 9ªetapa

Moto 3, ainda com um grid esvaziado, com 27 pilotos foi realizada a última etapa da primeira metade do campeonato, em Assen, na catedral do motociclismo mundial.

Na classificação do Sábado, Pedro Acosta sofreu um acidente grave durante uma das sessões de treinos livres, não foi treinar e foi considerado inapto para correr. Sem o líder disparado do campeonato do combate, era a grande chance que os principais adversários tinham para tirar a diferença para o piloto da KTM. Já na Rivacold, Filip Salac foi dispensado para a entrada de Alberto Surra, um piloto protegido da VR46.

Classificação – Repescagem:

O primeiro piloto a entrar na sessão foi o espanhol Izar Guevara da Gas Gas, com 1 minuto e meio de sessão, a partir daquele momento, outros pilotos como Xavier Artigas foram para a pista em busca da classificação para o Q2. Com 2 minutos e 30 segundos de sessão, somente Stepano Nepa e Ricardo Rossi da equipe Owlride

A primeira marca foi de Guevara ao marcar 1:43.321. A marca foi triturada por Jaume Masia a menos de 10 minutos do final da sessão. O piloto da KTM Ajo fez 1:42.318, colocando 8 décimos em cima de Joel Kelso da CIP Green. Ryusei Yanamaka da PruestelGP e Izar Guevara da Gas Gas.

Xavier Artigas chega a superar Masia a 8:15 do final da sessão (tempo de 1:42.243), mas segundos depois, Masia baixa ainda mais sua marca (1:41:932) e não deixa dúvidas de quem era o dominador do Q1. Lorenzo Ferron da SIC58 marcou o terceiro tempo e Joel Kelso completava a zona de classificação. Enquanto isso, Adrian Fernández já tinha sua vida comprometida (O Mesmo caso aconteceu com Romano Fenati) já que ele teria que fazer duas voltas longas de punição, por pilotagem irresponsável. Alberto Surra acabou caindo na primeira volta e não marcando tempo, assim como os pilotos da Owlride não marcaram tempos. Na metade da sessão: Masia, Artigas, Fellon e Kelso estavam classificados. Depois vinham Kunii, Yamanaka, Fernández, Guevara, Matsuyama e Izdihar.

A 2:30 do final, Izar Guevara que marcou o 4ºtempo, a poucos minutos do final. Já a maioria dos outros pilotos saíram dos boxes, mas acabaram não abrindo suas voltas, o tempo acabou antes deles cruzarem a linha de chegada. Masia, Artigas, Fellon e Guevara passaram para o Q2.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemotostempo
15Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’41.932
243Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’42.040
320Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’42.854
428Izan GuevaraGaviota GASGAS Aspar TeamGASGAS1’42.895
566Joel KelsoCIP Green PowerKTM1’42.941
692Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.011
731Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’43.162
86Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’43.186
932Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHonda1’43.258
1019Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’44.320
54Riccardo RossiBOE OwlrideKTMsem tempo
67Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondasem tempo
82Stefano NepaBOE OwlrideKTMsem tempo

Romano Fenati foi um dos primeiros pilotos a saírem dos boxes, o piloto principal da Husqvarna teria que também cumprir a punição de 2 voltas longas. 4 pilotos não foram para a pista no começo da sessão: Dennis Foggia, Jeremy Alcoba, Kaito Toba e Lorenzo Fellon.

A 11:30 do final, Sergio Garcia faz uma bela volta de 1:42.356 e assume a liderança seguido de Niccolò Antonelli da Avintia e Tatsuki Suzuki da SIC58. A liderança do piloto da Gas Gas não dura muito, 20 segundos depois, John McPhee passa a frente com 1:42.043 e Gabriel Rodrigo da Gresini foi para segundo na sua primeira volta.

A 9 minutos e meio do final, Antonelli passa a ser o primeiro a baixa o tempo da casa do 1 minuto e 42 segundos, passando a liderança com a marca de 1:41.898. Masia passou para 3ª (1:42.071) e Darryn Binder para 4ª ao marcar 1:42.157. Gabriel Rodrigo vinha em grande volta (possivelmente para tomar a pole de Antonelli), mas acabou errando na penúltima curva. Com a volta cancelada, o argentino aproveita para ir aos boxes antes mesmo do término da mesma volta.

Kaito Toba passou a liderança a menos de 8 minutos do final, apenas 4 milésimos a frente de Jemery Alcoba da Gresini. Na volta seguinte, Alcoba toma a ponta marcando 1:41.808 a 6 minutos do final. Xavier Artigas da Leopard Racing subiu para a 4ªposição.

A 2 minutos e 15 segundos do final, Sergio Garcia supera a marca de Alcoba e leva a Gas Gas para a liderança (1:41.473). Nessa altura do campeonato, todos estavam na pista.

A 30 segundos do final, Romano Fenati marca 1:41.406 e passa a liderar a sessão. Quando o piloto da Husqvarna sonhava em largar na frente ai veio Jeremy Alcoba e marcou 1:41.194. Foi essa a marca que levou o piloto da Gresini a sua primeira pole position da carreira, superando e tirando a chance de Romano Fenati de conquistar mais uma pole na Moto 3, o piloto da Husqvarna vai largar em 2º e o italiano Dennis Foggia da Leopard Racing completa a primeira fila.

Sergio Garcia abre a segunda fila, levando a Gas Gas a uma boa posição no grid de largada. Aproveitando o bom momento depois da segunda posição na prova passada, Kaito Toba larga na 5ªposição. Gabriel Rodrigo da Gresini completa a segunda fila.

Niccoló Antonelli da Avintia abre a 3ªfila que vai ser composta por Darryn Binder da Petronas e Xavier Artigas da Leopard Racing. Jaume Masia da KTM Ajo completa os 10 primeiros colocados.

Grid de Largada:

pospilotoequipemotostempo
152Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’41.194
255Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’41.406
37Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’41.472
411Sergio GarcíaGaviota GASGAS Aspar TeamGASGAS1’41.473
527Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’41.479
62Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’41.534
723Niccolo AntonelliAvintia Esponsorama Moto3KTM1’41.667
840Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda1’41.755
943Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’41.878
105Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’42.003
1117John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’42.043
1224Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’42.056
1328Izan GuevaraGaviota GASGAS Aspar TeamGASGAS1’42.194
1420Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’42.388
1553Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’42.392
1622Elia BartoliniAvintia Esponsorama Moto3KTM1’42.526
1716Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’42.539
1837Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMsem tempo
1966Joel KelsoCIP Green PowerKTM1’42.941
2092Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.011
2131Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’43.162
226Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’43.186
2332Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHonda1’43.258
2419Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’44.320
2554Riccardo RossiBOE OwlrideKTMsem tempo
2667Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondasem tempo
2782Stefano NepaBOE OwlrideKTMsem tempo

No domingo tivemos uma bela corrida em Assen. O que foi surpreendente é que Pedro Acosta foi para a corrida, aprovado pelos médicos após ter sido vetada sua participação na corrida no dia passado, o líder do campeonato partiria da 18ªposição.

Ricardo Rossi largou dos boxes. Na largada, Romano Fenati passou Jeremy Alcoba e entrou na primeira curva na frente, seguido do próprio Alcoba. Sergio Garcia vinha em 3º, Gabriel Rodrigo em 4º e Jaume Masia em 5º. Mesmo com a liderança, Fenati iria ter de cumprir uma punição de 2 voltas longas e certamente iria cair para a parte de trás da tabela.

Sergio Garcia superou Jeremy Alcoba e sem querer esperar o piloto da Husqvarna cumprir a punição, partiu para cima de Fenati, mas é Dennis Foggia que aparece e toma a segunda posição de Garcia na 3ªVolta. Masia, Kunii, Kelso, Fellon, Izhidar e Matsuyama  tiveram que cumprir um ride Through por condição irresponsável no Q1.

Fenati cumpriu a primeira volta longa e Foggia assume a liderança, seguido de Garcia e Artigas, enquanto que Fenati cai para a 9ªposição. Darren Binder fez a melhor volta da prova e fica a milésimos do recorde que é de Aron Canet em 2019. Na volta seguinte, Stefano Nepa marcou o tempo de 1:41.632, novo recorde do circuito com sobras, apesar do piloto esta na 15ªposição.

Sergio Garcia assumia a liderança na 4ªVolta, seguido de Foggia, Binder e Artigas. Pedro Acosta vinha na 13ªposição, Fenati acabou fazendo a 2ªVolta longa, cumprindo por completo a punição, voltando na 14ªposição. Em Assen, ainda se permite que um piloto possa segurar a liderança, o vácuo não funciona muito ao contraio de outras pistas que tem retas longas.

No final da 6ªVolta, Dennis Foggia assume a liderança, Sergio Garcia acaba perdendo não só a ponta como perdeu também a segunda posição para Darryn Binder da Petronas. Suzuki vinha em 4º, seguido de Artigas, Alcoba, Rodrigo, Pedro Acosta e Romano Fenati. Os dois últimos em corridas de recuperação.

Garcia recuperou a segunda posição logo depois e tentou junto de Foggia uma fuga do Grupo, Binder e Suzuki disputavam a terceira posição.

Garcia e Foggia brigavam fortemente pela liderança nas voltas seguintes. No final da 9ªVolta, Foggia passa a liderança após Garcia liderar por alguns momentos, Binder passou o piloto da Gas Gas e passou para 2º. Tatsuki Suzuki vinha em 4º, Romano Fenati vinha em 5º após cumprir punição, com uma moto que rendia muito bem. Em contra partida, Jeremy Alcoba caiu para a 13ªposição.

Niccolò Antonelli e Andrea Migno acabou indo para o chão. Enquanto que o piloto da Avintia voltou rapidamente para a pista, o piloto da Snipers acabou perdendo muito tempo para voltar à corrida. Kaito Toba acabou tocado nesse incidente por trás, mas seguiu na prova sem problemas.

O primeiro pelotão foi reduzido para 9 pilotos a 10 voltas do final: Foggia, Binder, Suzuki, Garcia, Fenati, Artigas, McPhee, Rodrigo e Acosta. O líder do campeonato por pouco não acabou indo para o chão quando saiu do traçado. Fenati se aproveitou para passar a 3ªposição curvas depois.

Fenati passou Sergio Garcia na 13ªVolta e subiu para 2ª e teve a possibilidade de brigar pela liderança com Foggia. Na volta seguinte, por pouco que Fenati volta a liderar a prova, mas logo depois, Sergio Garcia volta à segunda posição. Já o companheiro de Romano Fenati, Adrian Fernández acabou indo ao chão e abandonou mais uma corrida.

Na 16ªVolta, Darryn Binder supera Romano Fenati e sobe para 3ªposição, enquanto que Foggia se sustentava na liderança. No meio da volta, Fenati retornava a 3ªposição e parte de novo para a briga com Garcia. Pedro Acosta passava a ser o 5ºcolocado, uma corrida incrível do piloto da Ajo, que sofreu um acidente gravíssimo e quase ficou de fora da corrida.

Na volta seguinte, Binder passa a 2ªposição, Garcia se dá mal nessa, toma passada e Fenati e teve que segurar para não perder posição para Acosta. Essas brigas foram propícias para Dennis Foggia abrir vantagem de 4 décimos para os seus principais concorrentes.

Porém, na 18ªVolta, Foggia volta a ser pressionado por Fenati, Binder e Garcia. Pedro Acosta brigava pelo 5ºlugar com Tatsuki Suzuki e John McPhee.

Com decisão, Fenati assume a liderança na metade 19ªVolta, mas isso durou pouco tempo, Foggia voltou a ponta no finalzinho da volta, Binder e Garcia jogaram o piloto da Husqvarna para a 4ªposição. Acosta, Suzuki e McPhee chegaram na turma da frente. Ao final da volta, Binder sai do traçado e cai para a 7ªposição.

Dennis Foggia não queria deixar dúvidas de que ele seria o vencedor. Na volta final, o piloto principal da Leopard Racing passou tranquilo a linha de chegada, conquistando sua segunda vitória no ano e mostrando ser capaz de ainda disputar o título, mesmo que o líder do campeonato esteja bem distante na soma de pontos do campeonato. Sergio Garcia fica na segunda posição e acaba tirando um pouco da imensa vantagem de Acosta na liderança do Mundial.

Romano Fenati fez uma brilhante corrida e poderia ter dado a Husqvarna a primeira vitória na temporada, mas a punição pode ter dado prejuízo o suficiente para impedir essa vitória.

Darryn Binder acabou punido com 3 posições no resultado final da prova e termina caindo para 7ªposição. Isso beneficiou Pedro Acosta, que de uma provável não participação da corrida no sábado para uma 4ªposição após largar na 18ªposição. Tatsuki Suzuki finalmente tem um importante resultado ao alcançar a 5ªposição na classificação final, John McPhee fica com a 6ªposição, logo a frente de Binder, seu companheiro de equipe.

Gabriel Rodrigo foi mais discreto em Assen, acabou ficando pelo caminho e terminou o dia na 8ªposição. Xavier Artigas da Leopard Racing e Jeremy Alcoba da Gresini completaram as 10 primeiras posições. A destacar a boa corrida de Stefano Nepa na 11ªposição e a recuperação de Niccolò Antonelli que caiu na metade da corrida, mas conseguiu voltar e ainda salvar uma 14ªposição.

Resultado final do GP da Holanda
Moto 3 – 9ªEtapa – Assen – 22 Voltas

pospilotoequipemotostempo
17Dennis FoggiaLeopard RacingHonda37’35.287
211Sergio GarcíaGaviota GASGAS Aspar TeamGASGASa 0.078
355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 0.207
437Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMa 1.352
524Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 1.445
617John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 1.510
740Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaa 1.338
82Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 9.095
943Xavier ArtigasLeopard RacingHondaa 9.140
1052Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 10.383
1182Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 13.503
1228Izan GuevaraGaviota GASGAS Aspar TeamGASGASa 13.555
1327Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 21.057
1423Niccolo AntonelliAvintia Esponsorama Moto3KTMa 22.090
1553Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 27.036
1622Elia BartoliniAvintia Esponsorama Moto3KTMa 35.745
176Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTMa 35.801
1854Riccardo RossiBOE OwlrideKTMa 35.811
1967Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondaa 35.879
205Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTMa 45.670
2120Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 1’03.492
2266Joel KelsoCIP Green PowerKTMa 1’03.552
2392Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 1’03.769
2419Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHondaa 1’03.979
2532Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHondaa 1’04.137
31Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna9 voltas
16Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda12 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Corridas Históricas – MotoGP – GP da Holanda de 2007

Mais de 91 mil pessoas estavam no circuito de Assen, para ver uma das maiores exibições de Valentino Rossi, que vindo lá de trás, acabou conquistando uma grande vitória em cima do líder do campeonato Casey Stoner, que seria o campeão do Mundo nessa mesma temporada.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTemponºVoltas
171Chris VermeulenRizla Suzuki MotoGPSuzuki1’48.55525
227Casey StonerDucati Marlboro TeamDucati1’48.57219
314Randy de PunietKawasaki Racing TeamKawasaki1’49.57928
433Marco MelandriHonda GresiniHonda1’49.67923
521John HopkinsRizla Suzuki MotoGPSuzuki1’49.68428
65Colin EdwardsCamel Yamaha TeamYamaha1’49.69124
713Anthony WestKawasaki Racing TeamKawasaki1’49.80727
866Alex HofmannPramac dAntinDucati1’49.92722
926Dani PedrosaRepsol Honda TeamHonda1’50.13225
1065Loris CapirossiDucati Marlboro TeamDucati1’50.16918
1146Valentino RossiYamaha Factory Racing TeamYamaha1’50.39223
124Alex BarrosPramac dAntinDucati1’50.40221
131Nicky HaydenRepsol Honda TeamHonda1’50.58126
1480Kurtis RobertsProton Team KRKR212V1’51.25925
1556Shinya NakanoKonica Minolta HondaHonda1’51.82726
167Carlos ChecaHonda LCRHonda1’53.27124
1750Sylvain GuintoliDunlop Yamaha Tech 3Yamaha1’54.25325
186Makoto TamadaDunlop Yamaha Tech 3Yamaha1’57.52521

Sob chuva a classificação de Sexta-feira teve o Australiano Chris Vermeulen marcando a pole position. O piloto da Suzuki venceu o GP da França com a pista molhada. Era um belo momento da Carreira para esse piloto. O líder do campeonato Casey Stoner larga em segundo. O Homem que conseguiu domar a nervosa Ducati estava com 165 pontos e 5 vitórias em 8 etapas. Completando a primeira fila, o francês Randy de Puniet da Kawasaki.

Na segunda fila, largava Marco Melandri da Honda Gresini, John Hopkins da Suzuki e Colin Edwards da Yamaha. O norte-americano vinha de um 2ºlugar na etapa passada. (Inglaterra) Completando os 10 primeiros colocados: Anthony West (Kawasaki), Alex Hofmann (Pramac Ducati), O terceiro lugar do campeonato Dani Pedrosa (Honda) e Loris Capirossi (Ducati).

Valentino Rossi, largaria do 11ºlugar, O vice-líder do campeonato, 26 pontos atrás de Stoner e 2 vitórias no ano estava longe das primeiras posições. A sua moto tinha um visual novo. Logo atrás vinha Alexandre Barros, com sua Pramac Ducati.

Diferente da Classificação. O Sábado em Assen estava sol e tempo seco. Para o Australiano da Suzuki não era muito bom. Stoner era o candidato à vitória.

Antes da volta de apresentação, Hoffman teve de ter sua moto religada pela equipe dele e dessa forma ele e os outros 17 pilotos seguiram para a volta de apresentação.

Quando se deu a largada, Stoner largou melhor e assumiu a liderança, Com os dois pilotos da Suzuki logo a seguir. Melandri e Eduards disputavam o 4ºlugar. Hayden fez uma incrível largada e pulou do 13º para a 6ºlugar. Pedrosa, Capirossi, Hoffmann e Rossi completavam os Top 10.

No fim da primeira volta, Rossi já tinha passado para o 9ºlugar e mais a frente, Hayden passou por fora Edwards e foi para o 5ºlugar. Stoner abria vantagem para Hopkins, que superou Vermeulen e assumiu o segundo lugar. Randy de Puniet largou bem mal e caiu do 3º para o 10ºlugar.

Hayden continuava a atacar brutalmente seus adversários, dessa era Marco Melandri, que foi superado no meio da segunda volta. O norte-americano que vinha mal no campeonato retirou o controle de tração da sua moto e o resultado é que Hayden era outro piloto e subiu para o 4ºlugar. Pedrosa estava acompanhando seu companheiro de equipe, superando Melandri e passando ao 5ºlugar.

Hayden partiu para cima de Vermuelen, em busca do 3ºlugar. Na reta oposta, o campeão do mundo supera o pole position e assume o terceiro lugar, após 3 voltas e meia, Hayden ganhava 10 posições. Hopkins fez a melhor volta da prova e tentava a aproximação em Stoner. A diferença entre os 2 era de 1.3 segundos.

O Australiano vinha perdendo terreno e posições (Perdeu o 4ºlugar para Dani Pedrosa). Ao contraio de Rossi, que superou seu companheiro de equipe Colin Edwards passando para o 6ºlugar. Hopkins vinha tentando chegar no Stoner, que estava tentando manter distância para o norte-americano da Suzuki. 2 segundos e meio depois, Hayden e Pedrosa vinham em 3º e 4ºlugares. Rossi já tinha superado Vermuelen e subiu para o 5ºlugar.

Após 6 voltas, Rossi vai para cima de Hayden e Pedrosa. O primeiro alvo era Pedrosa, O Doutor vinha com a melhor volta da prova e com um impressionante desempenho, virando mais rápido que Stoner. Na chicane antes dos boxes, Rossi passou Pedrosa e assumiu a quarta posição. Classificação após 7 Voltas: Stoner, Hopkins (a 1.057), 3. Hayden (a 3.293), 4. Rossi (a 3.794), 5. Pedrosa (a 4.082), 6. Vermeulen (a 5.987), 7. Edwards (a 6.274), 8. De Puniet (a 8.141), 9. Melandri (a 9.839), 10.Capirossi (a 10.034), 11. Hofmann (a 10.161), 12. Barros (a 10.227), 13. West (a 10.724), 14. Tamada (a 11.504), 15. Guintoli (a 13.038), 16. Checa (a 14.695).

Rossi pressionou Hayden e na curva 10, o Doutor superou o campeão do Mundo de 2006 e passou para o 3ºlugar. Agora o piloto da Yamaha teria 2.5 segundos para tirar de John Hopkins. Enquanto que Edwards superou Vermuelen e subiu para o 6ºlugar. Stoner não conseguia abrir vantagem sobre Hopkins. Mais atrás, Alex Barros disputava o 9ºlugar com o italiano Marco Melandri. Em bom momento na temporada, Barros superou o piloto da Gresini e passou para o 9ºlugar.

Rossi vinha fazendo volta mais rápida em sequência, tirando vantagem sobre Hopkins rapidamente. No final da 11ªVolta, O piloto da Yamaha chegou no piloto da Suzuki e sem muita cerimonia, na volta seguinte, antes da reta oposta, Rossi foi para a segunda posição. Uma brilhante corrida de Valentino Rossi. Enquanto isso, Randy de Puniet foi para o chão, deixando a corrida após largar da primeira fila. Ele acabou jogando sua moto para cima de Chris Vermeulen, que acabou caindo e depois voltando na última posição.

Classificação após 13 Voltas: Stoner, Rossi, Hopkins, Hayden, Pedrosa eram os 5 primeiros colocados. Rossi chegava em Stoner, querendo a vitória para se aproximar do líder do campeonato. Já Hopkins começava a ser pressionado pelos pilotos da Honda. Tanto Hayden como Pedrosa estavam mais rápidos que o piloto da Suzuki.

Rossi começava a atacar Stoner, seriam 12 voltas de muita disputa pela vitória. Na entrada da 14ªVolta, Hayden e Pedrosa superam de uma vez Hopkins e passam a serem os 3º e 4ºlugares respectivamente. Mais atrás, Melandri, West, Hoffmann e Checa disputaram o 8ºlugar.

Rossi atacava Stoner de todo o jeito. A 10 voltas do final, os 6 primeiros colocados eram: Stoner, Rossi, Hayden, Pedrosa, Hopkins e Edwards. Barros vinha em 7ºlugar, muito na frente de Melandri, West, Hoffmann e Checa. Tamada, Guintoli, Nakano, Capirossi completavam os 15 primeiros colocados.

Rossi continuava a pressionar Stoner, enquanto que Pedrosa pressionava Hayden na disputa dos pilotos da Honda pelo último lugar do pódio. O Pega no bloco de trás também era muito boa. Melandri, West, Hoffmann e Checa disputavam o 8ºlugar, 1 segundo depois, Tamada e Nakano disputavam o 12ºlugar, com Guintoli logo atrás dos dois.

A 5 Voltas do final, a Classificação era: 1. Stoner , 2. Rossi (a 0.165), 3. Hayden (a 2.367), 4. Pedrosa (a 4.096), 5. Hopkins (a 7.754), 6. Edwards (a 10.535), 7. Barros (a 26.383), 8. Hoffmann (a 34.107), 9. Melandri (a 34.913), 10. West (a 34.994), 11. Checa (a 36.698), 12. Nakano (a 36.829), 13. Tamada (a 39.082), 14. Guintoli (a 39.188).

Rossi continuava a pressionar Stoner. Sempre na curva da Chicane Rossi atacava e o piloto da Ducati continuava a defender posição. Hayden se consolidou na 3ªposição, abrindo boa vantagem sobre Pedrosa.

No final da 23ªvolta, Rossi vai para cima de Stoner e dessa vez, realiza a ultrapassagem sobre o Australiano e assumiu a liderança. A partir dai, Rossi começou a abrir enquanto Stoner preferiu salvar 20 pontos e manter a liderança do campeonato. Mais atrás, Anthony West superou Marco Melandri e assumiu o 9ºlugar.

Rossi acabou indo da 11ªposição para conquistar sua 3ªVitória na temporada, Numa atuação impecável do doutor, que ganhou a prova com uma pintura especial, fazendo promoção da carro da Fiat 500. Casey Stoner ficou com o segundo lugar e manteve a liderança do campeonato. O pódio foi completado pelo Nicky Hayden. Foi sua primeira grande atuação do Garoto de Kentucky na temporada de 2007, premiado com o 3º

lugar.

Dani Pedrosa levou a outra moto da Honda Repsol para o 4ºlugar. John Hopkins com a Suzuki e Colin Edwards com a Yamaha completaram os 6 primeiros colocados. Alex Barros e Alex Hoffmann chegaram ao 7º e 8ºlugar, bela corrida dos pilotos da Pramac Ducati. Anthony West, atuando muito bem chegou em 9ºlugar com a Kawasaki. Marco Melandri (que largou em 4ºlugar) fez uma corrida fraca e ficou em 10ºlugar.

Stoner vinha com 185 pontos contra 164 pontos de Rossi, 21 pontos separavam os 2, na briga pelo campeonato de 2007 do Mundial de Motovelocidade.

Resultado final do GP da Holanda do Mundial de Motovelocidade de 2007

posPilotoEquipeMotoTempo
146Valentino RossiYamaha Factory Racing TeamYamaha42’37.149
227Casey StonerDucati Marlboro TeamDucatia 1.909
31Nicky HaydenRepsol Honda TeamHondaa 6.077
426Dani PedrosaRepsol Honda TeamHondaa 10.465
521John HopkinsRizla Suzuki MotoGPSuzukia 13.138
65Colin EdwardsCamel Yamaha TeamYamahaa 15.139
74Alex BarrosPramac dAntinDucatia 36.075
866Alex HofmannPramac dAntinDucatia 41.768
913Anthony WestKawasaki Racing TeamKawasakia 43.605
1033Marco MelandriHonda GresiniHondaa 43.796
117Carlos ChecaHonda LCRHondaa 43.826
1256Shinya NakanoKonica Minolta HondaHondaa 47.896
136Makoto TamadaDunlop Yamaha Tech 3Yamahaa 54.068
1450Sylvain GuintoliDunlop Yamaha Tech 3Yamahaa 57.718
1580Kurtis RobertsProton Team KRKR212Va 1’28.637
1671Chris VermeulenRizla Suzuki MotoGPSuzukia 1’34.808
65Loris CapirossiDucati Marlboro TeamDucatia 9 Voltas
14Randy de PunietKawasaki Racing TeamKawasakia 15 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: MotoGP

Em Assen, Viñales conquista Vitória derrotando Marquez e Quartararo

Nos treinos livres de Sexta-feira o Espanhol Jorge Lorenzo sofreu um acidente muito grave. Acabou por faturar a 6ªVértebra Cervical que vai afastar o piloto da Honda por pelo menos 2 meses. Eram 11 pilotos por 2 vagas para o Q2.

Classificação do Sábado:

O Q1 teve um domínio impressionante de Alex Rins, Desde do começo do treino dava para ver a superioridade do piloto da Suzuki. Em sua primeira volta ele marcou 1:33.148, Aleix Espargaró foi para a segunda posição, Que não durou muito, O Português Miguel Oliveira com 1:33.807 superou o piloto da Aprilla. A 10 minutos e 20 segundos do final, Rins Sacramenta a sua classificação para o Q2, Com 1:32.797. Aleix Espargaró recuperou a segunda posição, A quase 9 décimos do piloto da Suzuki. Rossi vinha em 3ºlugar.

A 9 minutos e 40 segundos do final, Francesco Bagnaia superou Aleix e assumiu a segunda posição, Com 1:33.352, Mas ainda vinha bem longe de Rins. Rossi tentava melhorar seu tempo, Mas ele não conseguiu, Estava longe da Classificação, Em 5ºlugar.

Os pilotos deram a parada na metade da Classificação, A 5 minutos do final a maioria dos pilotos já tinham voltado para a pista, Valentino Rossi foi para a sua última tentativa as 3 minutos e 30 segundos do final.

Rossi foi para o tudo ou nada para tentar chegar ao 2ºlugar, Enquanto que Johann Zarco acabou indo para o chão ficando com o nada mesmo. Apesar de todos os esforços, O piloto da Yamaha acabou ficando em 3ºlugar, Com 1:33.336, A 115 milésimos acima do tempo de Aleix Espargaró.

No final da classificação, Pol Espargaró em grande volta conseguiu tirar Bagnaia da segunda posição. O Piloto da KTM se juntou a Alex Rins da Suzuki e entraram no Q2. Enquanto que Valentino Rossi acabou ficando eliminado e iria largar da 14ªposição.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
142Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’32.710
244Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTM1’33.170
363Francesco BagnaiaPramac RacingDucati1’33.221
446Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’33.466
541Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniAprilia1’33.547
617Karel AbrahamReale Avintia RacingDucati1’33.583
788Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTM1’33.706
85Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTM1’33.776
955Hafizh SyarhinRed Bull KTM Tech 3KTM1’33.869
1029Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniAprilia1’33.960
1153Tito RabatReale Avintia RacingDucati1’34.580

No Q2, Logo todos os pilotos foram para a pista, Liderados por Marquez e Pol Espargaró. Dovizioso, Quartararo e Viñales esperaram um pouco mais para entrarem na pista. Na sua primeira volta rápida Marquez marcou 1:32.857, Colocando 9 décimos de frente para o piloto da KTM.

Porém, A liderança da Formiga Atômica foi destruída com a ótima volta de Alex Rins, Com 11 minutos e 15 segundos o piloto da Suzuki marcou 1:32.461 colocando 4 décimos sobre o piloto da Honda. Na volta seguinte, Marquez marcou 1:32.731 e volta ao segundo lugar que foi tomado segundos antes pelo Francês Fabio Quartararo por 4 milésimos.

 A 9 minutos do Final, Quartararo com 1:32.514 e Viñales com 1:32.655 chegaram perto de Rins, Mas a liderança continuava nas mãos do piloto da Suzuki. Na metade da classificação, Marquez se via em 4ºlugar fora da primeira fila e Dovizioso em 12ºlugar. A 7 minutos e 50 segundos do final, Takaagi Nakagami subiu 1 posição indo para o 10ºlugar.

A 6 minutos do final da Classificação, Viñales vai para a pista tentar levar a pole position. Dovizioso e Marquez vão para a pista a menos de 5 minutos do final,  Rins vai para a pista a 4 minutos e 10 segundos do final para garantir a ponta.

Viñales em uma grande volta assumiu a liderança com 1:32.457, Apesar de ter Dovizioso e Marquez na sua frente. (Os dois não atrapalharam o piloto da Yamaha) Na volta seguinte, A Formiga Atômica errou a curva 1 e passou por fora da pista, perdendo automaticamente a volta.

A 1 minuto do final, Fabio Quartararo acabou fazendo uma brilhante volta, Com 3 das 4 parciais vermelhas acabou fazendo o tempo de 1:32.017 e tomou a liderança da classificação. Rins tentou recuperar a pole, Mas só melhorou seu tempo ficando com o 3ºlugar. Pior mesmo ficou para Marquez que acabou ficando em 4ºlugar e Andrea Dovizioso  que só conseguiu melhorar 1 posição e iria largar da 11ªposição.

Quartararo com sua Yamaha Petronas conquistou dessa forma a sua 3ªpole position em sua 8ªcorrida na MotoGP. Marevick Viñales com a Yamaha oficial e Alex Rins da Suzuki compõem a primeira fila do Grid de Largada. Marc Marquez abre a segunda fila e terá do seu lado duas surpresas agradáveis: Joan Mir em uma bela 5ªposição, No que mostra um bom desempenho da Suzuki nessa pista e Takaagi Nakagami que leva a Honda de 2018 a ficar numa boa 6ªposição, Na frente de Cal Crutchlow com a Honda de 2019 da LCR Honda.

Danilo Petrucci acabou sendo a melhor Ducati e vai largar em 8ºlugar, Franco Morbidelli ganhou a posição de Jack Miller na sua volta final completando a 3ªFila, Deixando o Australiano da Pramac, Dovizioso e Pol Espargaró completando a 4ªfila no Grid de Largada.

Fotos:

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
120Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamaha1’32.017
212Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’32.157
342Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’32.458
493Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’32.731
536Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’33.085
635Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHonda1’33.228
79Danilo PetrucciDucati TeamDucati1’33.282
830Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’33.295
921Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamaha1’33.314
1043Jack MillerPramac RacingDucati1’33.323
114Andrea DoviziosoDucati TeamDucati1’33.692
1244Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTM1’33.762
1363Francesco BagnaiaPramac RacingDucati1’33.221
1446Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’33.466
1541Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniAprilia1’33.547
1617Karel AbrahamReale Avintia RacingDucati1’33.583
1788Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTM1’33.706
185Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTM1’33.776
1955Hafizh SyarhinRed Bull KTM Tech 3KTM1’33.869
2029Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniAprilia1’33.960
2153Tito RabatReale Avintia RacingDucati1’34.580

Prova no Domingo:

Na Largada, Os dois pilotos da Suzuki fizeram uma largada maravilhosa, Rins passou para a liderança e Joan Mir vindo do 5ºlugar passou para o 2ºlugar, deixando Quartararo, Viñales e Marquez para trás. Dovizioso foi outro a largar muito bem, Subindo do 11º para o 6ºlugar. A ciclística melhora da Suzuki daria a possibilidade de Rins e de Mir de Ganhar a corrida, Mas tudo mudou na segunda volta.

Quartararo partiu para cima de Mir que era o segundo colocado. Até que Alex Rins acabou indo para o chão e Mir no final da volta sentiu a pressão de liderar a prova e acabou errando, Quartararo aproveitou e retornou a liderança da prova. Logo o jovem piloto da Suzuki foi ficando para trás, Perdendo posições para Marquez, Viñales e Dovizioso caindo para o 5ºlugar. Lá Atrás, Valentino Rossi sofria para passar o Japonês Takaagi Nakagami pela 10ªposição.

 Marquez vai para cima de Quartararo que estava com problemas quando chegava na reta oposta, Sua moto balançava demais, Viñales em terceiro vinha perto e Dovizioso tentava chegar nessa disputa. Na 4ªVolta, Rossi e Nakagami acabam indo para o Chão, Pior para o Japonês que sofreu alguns ferimentos, Mas nada de muito grave com o piloto da LCR Honda. Já Rossi vivia o seu pior momento da carreira.

Viñales não deixava Marquez sossegado, Se o piloto da Yamaha quisesse a vitória teria que acompanhar a formiga Atômica até que os seus pneus mais macios começassem a se desgastar, Isso fez com que Quartararo abrisse um pouco de vantagem para os dois.

Porém, na 9ªVolta, Viñales erra e deixa Marquez mais sossegado na terceira posição. Um pouco mais atrás, Joan Mir acaba sendo ultrapassado pelo Italiano Danilo Petrucci que assumiu a 5ªposição.

Marquez foi para cima de Quartararo e acabou na reta oposta passando o Francês assumindo a primeira posição, Parecia que a partir dai iria ser fácil para o piloto da Honda abrir vantagem, Mas a Formiga atômica erra na curva 7 e Quartararo volta a liderança da prova, Apesar da moto do piloto da Petronas balançar quando fosse para a reta oposta. Os dois primeiros mais Viñales vinham colados.

No final da 13ªVolta, Viñales passou Marquez e assumiu o segundo lugar. Enquanto que Dovizioso estava com dificuldades para segurar Petrucci, Seu companheiro de equipe estava disposto a fazer mais um bom resultado em cima de seu companheiro de equipe.

Viñales se aproveitando da trepidação da moto de Quartararo acabou passando para a liderança da prova. Marquez foi para cima do Francês e apesar dos esforços ele não conseguiu deter o piloto da Honda que passou a segunda posição. Na Verdade, Fabio Quartararo já não tinha mais pneu e moto para brigar pela vitória. Johann Zarco que vinha em uma corrida bastante honesta acabou deixando a corrida com problemas mecânicos.

Marquez foi para cima de Viñales, Era a briga pela vitória que se imaginava ver a uns 2 anos atrás e que não se repetiu pelo momento ruim da equipe e também de Viñales. A 9 Voltas do final, a formiga atômica se aproveita do erro do piloto da Yamaha e passou para a liderança. Parecia que a prova estava se definindo a favor de Marquez de novo, Mas Viñales se recupera e supera seu arquirrival para voltar a liderança.

Joan Mir começou a se recuperar, A poucas voltas do final o estreante passou por Petrucci e por Dovizioso subindo para o 4ºlugar, Já o vice-líder do campeonato perdeu posição para seu companheiro de equipe  ficando em 6ºlugar. Morbidelli superou Crutculow e vinha se aproximando dos 3, Mas poucas voltas depois, Mir foi superado pelos dois pilotos da Ducati e Dovizioso deu a volta por cima e superou também a Petrucci voltando para o 4ºlugar.

Lá na frente, Viñales começou a abrir vantagem sobre Marquez, O piloto da Honda vendo que a vitória ficou difícil percebeu que era melhor administrar o 2ºlugar. Enquanto isso, Petrucci não se dá por vencido e tenta superar Dovizioso, Até que ele consegue isso a 3 voltas do final, Mas Dovi se recupera a volta ao 4ºlugar. Joan Mir ao tentar voltar a briga com as Ducati acabou errando e cedendo posições para Morbidelli e para Crutchlow.

Após um belíssimo desempenho no final de semana inteiro, Marevick Viñales tratou de levar sua Yamaha para a primeira vitória em 2019, No que pode ser o começo de sua recuperação no campeonato. Marc Marquez mais uma vez saiu ganhando, Mesmo sem a vitória a formiga atômica acabou ficando em 2ºlugar e abre mais 7 pontos de frente para Andrea Dovizioso. Se quiser, Marquez pode se ausentar da prova do domingo que vem em Saschering que ainda vai ser o líder do campeonato.

Fabio Quartararo que mais uma vez chegou a pole position completou o pódio. Podemos dizer que a primeira vitória do piloto Francês esta se construindo passo a passo e não deve demorar muito. Já Andrea Dovizioso, teve muitas dificuldades em Assen, Mas acabou com o 4ºlugar no que pareceu ser o melhor que a Ducati poderia fazer. Continuando na vice-liderança do campeonato, Mas cada vez mais distante de Marquez.

Franco Morbidelli acabou na volta final tomando o 5ºlugar de Danilo Petrucci. O Ítalo-brasileiro obteve seu melhor resultado na MotoGP. Já o companheiro de Dovizioso teve de se contentar com o 6ºlugar. Cal Crutchlow fez uma prova discreta, Mas dessa vez ficou em pé e acabou o dia com um 7ºlugar. Joan Mir deve pegar essa prova de Assen para analisar o que não vai poder errar no futuro, Sua inexperiência influenciou muito no 8ºlugar que o espanhol obteve, Com uma Suzuki que poderia render bem nas mãos dele.

Jack Miller, que ganhou corrida em 2016 debaixo de tempo molhado acabou fazendo uma prova muito apagada e ficou em 9ºlugar. Completando os 10 primeiros colocados o Italiano Andrea Iannone, que acaba sendo uma surpresa boa devido a várias quedas que ele teve no começo de temporada, Foi sua melhor corrida na temporada.

Pol Espargaró com a KTM, Aleix Espargaró com a Aprilla, Miguel Oliveira com a Tech 3, Francesco Bagnaia com a Pramac e Hafizh Syarhin com a Tech 3 completaram a zona de pontuação. Eles 5 chegaram muito próximos em uma boa disputa pela parte de trás da corrida.

Domingo que vem tem o GP da Alemanha, Circuito de Sashenring. Marc Marquez tem o domínio dessa pista, Com vitórias desde de 2010 e venceu todas as provas desde de quando ele entrou na MotoGP em 2013. Será que a Formiga Atômica parte para mais uma vitória ou finalmente alguém vai quebrar essa sina? Saberemos nesse domingo.

Fotos:

Resultado final da 8ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto GP – GP da Holanda

posPilotoEquipeMotoTempo
112Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha40’55.415
293Marc MarquezRepsol Honda TeamHondaa 4.854
320Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 9.738
44Andrea DoviziosoDucati TeamDucatia 14.147
521Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 14.467
69Danilo PetrucciDucati TeamDucatia 14.794
735Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHondaa 18.361
836Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 24.268
943Jack MillerPramac RacingDucatia 26.496
1029Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniApriliaa 26.997
1144Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 28.732
1241Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 34.095
1388Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTMa 34.181
1463Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 34.249
1555Hafizh SyarhinRed Bull KTM Tech 3KTMa 34.494
1653Tito RabatReale Avintia RacingDucatia 48.357
1717Karel AbrahamReale Avintia RacingDucatia 1 Volta
x5Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTMa 10 Voltas
x30Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 22 Voltas
x46Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 22 Voltas
x42Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 24 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP