GP da Austrália – Mundial de Motovelocidade 2023 – 16ªEtapa da Moto 2

Resultado dos Treinos Livres:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 54 Fermín Aldeguer Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 1’32.128
2 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’32.578
3 40 Aron Canet Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 1’32.686
4 11 Sergio Garcia Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 1’32.708
5 37 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 1’32.825
6 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 1’32.979
7 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 1’32.991
8 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex Moto2 1’33.098
9 18 Manuel González Correos Prepago Yamaha VR46 Te Kalex Moto2 1’33.180
10 75 Albert Arenas Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 1’33.234
11 24 Marcos Ramirez OnlyFans American Racing Kalex Moto2 1’33.286
12 21 Alonso Lopez Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 1’33.413
13 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 1’33.450
14 15 Darryn Binder Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’33.456
15 7 Barry Baltus Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 1’33.514
16 84 Zonta vd Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 1’33.585
17 52 Jeremy Alcoba QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’33.592
18 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 1’33.631
19 28 Izan Guevara Inde GASGAS Aspar Team Kalex Moto2 1’33.696
20 3 Lukas Tulovic Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’33.827
21 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 1’33.865
22 13 Celestino Vietti Fantic Racing Kalex Moto2 1’33.972
23 71 Dennis Foggia Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’34.065
24 33 Rory Skinner OnlyFans American Racing Kalex Moto2 1’34.086
25 23 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 1’34.347
26 12 Filip Salac QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’34.387
27 67 Alberto Surra Forward Team Forward F2 1’34.659
28 9 Mattia Casadei Fantic Racing Kalex Moto2 1’34.809
29 17 Alex Escrig Forward Team Forward F2 1’34.999
30 5 Kohta Nozane Correos Prepago Yamaha VR46 Te Kalex Moto2 1’37.017

Classificados para o Q2:

Piloto Equipe Moto Modelo
54 Fermín Aldeguer Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23
16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex Moto2
40 Aron Canet Pons Wegow Los40 Kalex Moto2
11 Sergio Garcia Pons Wegow Los40 Kalex Moto2
37 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2
14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2
22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2
96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex Moto2
18 Manuel González Correos Prepago Yamaha VR46 Te Kalex Moto2
75 Albert Arenas Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2
24 Marcos Ramirez OnlyFans American Racing Kalex Moto2
21 Alonso Lopez Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23
35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2
15 Darryn Binder Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2

Disputam a Repescagem:

7 Barry Baltus Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2
84 Zonta vd Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2
52 Jeremy Alcoba QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2
79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2
28 Izan Guevara Inde GASGAS Aspar Team Kalex Moto2
3 Lukas Tulovic Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2
64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2
13 Celestino Vietti Fantic Racing Kalex Moto2
71 Dennis Foggia Italtrans Racing Team Kalex Moto2
33 Rory Skinner OnlyFans American Racing Kalex Moto2
23 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2
12 Filip Salac QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2
67 Alberto Surra Forward Team Forward F2
9 Mattia Casadei Fantic Racing Kalex Moto2
17 Alex Escrig Forward Team Forward F2
5 Kohta Nozane Correos Prepago Yamaha VR46 Te Kalex Moto2

Na categoria intermediária tivemos a volta de Celestino Vietti após ter ficado de fora por 3 corridas. Borja Goméz e demitido de vez da Fantic após não fazer absolutamente nada na temporada inteira.

Na repescagem foi um esforçado Alex Escrig que marcou o primeiro tempo da repescagem com 1:34.934 a 3:45 de Q1 percorridos. Esse tempo do piloto da Forward não dura muito. Com 4 minutos de sessão, Bo Bendsneyder marca 1:33.919 e vai para a ponta com Dennis Foggia em 2º, Kohta Nozane em 3º e Taira Hada na 4ªposição.

Com 5 minutos de sessão, o tcheco Filip Salac passa para a ponta com 1:32.943 colocando quase meio segundo (476 milésimos) de frente para Ai Ogura em 2º, Celestino Vietti que pulou para terceiro, 50 segundos depois Bo Bendsneyder passou para 3º e voltou para a zona de classificação.

Com 8:30 de repescagem pela frente, Barry Baltus com 1:33.084, Zonta VD Goodbergh e Celestino Vietti pularam para a 2ª, 3ª e 4ªposições deixando Ai Ogura e Bo Bendsneyder de fora da zona de classificação.

A 7 minutos do final, Celestino Vietti supera Zonta VD Goodbergh passando para a terceira posição. A partir dai os tempos praticamente pararam de melhorar seus tempos. Dennis Foggia subiu da 9ª para a 8ªposição a 2 minutos do final (piloto da Italtrans passou para a 7ªposição em sua última volta rápida). Os últimos segundos, Vietti subiu para a segunda posição, deixando Barry Baltus para trás.

Filip Salac da Gresini ficou na frente seguido de Vietti da Fantic e de Baltus e Zonta VD Goodbergh da RW Racing foram classificados para o Q2. Ai Ogura acabou ficando na 6ªposição, sendo superado por Jeremy Alcoba na reta final do Q1 e vai largar na 20ªposição.

Resultado do Q1:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 12 Filip Salac QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’32.943
2 13 Celestino Vietti Fantic Racing Kalex Moto2 1’33.052
3 7 Barry Baltus Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 1’33.084
4 84 Zonta vd Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 1’33.231
5 52 Jeremy Alcoba QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’33.297
6 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 1’33.340
7 71 Dennis Foggia Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’33.451
8 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 1’33.454
9 28 Izan Guevara Inde GASGAS Aspar Team Kalex Moto2 1’33.848
10 3 Lukas Tulovic Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’33.917
11 5 Kohta Nozane Correos Prepago Yamaha VR46 T Kalex Moto2 1’33.940
12 23 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 1’33.997
13 67 Alberto Surra Forward Team Forward F2 1’34.053
14 9 Mattia Casadei Fantic Racing Kalex Moto2 1’34.055
15 33 Rory Skinner OnlyFans American Racing Kalex Moto2 1’34.368
16 17 Alex Escrig Forward Team Forward F2 1’34.710

Os dois pilotos da Marc VDS (Lowes e Arbolino) e Marcos Ramirez da American Racing foram os pilotos que puxaram o pelotão já que os demais pilotos partiram para a pista logo depois. Acosta quer a pole para aumentar ainda mais sua posição de vantagem para Tony Arbolino que estava lutando contra o momento favorável do piloto da Ajo Motorsports.

Os primeiros tempos foram marcados com quase 3:30 de sessão. Aron Canet chegou a fazer o melhor tempo, ao completar sua primeira volta em 1:32.712, mas acabou sendo superado por Pedro Acosta que marcou 1:32.666. Marcos Ramirez estava na terceira posição, seguido de González, Baltus, Aldeguer, Roberts, Binder, Garcia e Lopez.

Enquanto alguns pilotos se encaminharam para os boxes, Pedro Acosta baixa seu tempo para 1:32.633. Albert Arenas, seu companheiro de equipe subiu para a 4ªposição, isso com mais de 5 minutos de Q2 passados. Segundos depois, Joe Roberts foi para a 3ªposição após marcar o bom tempo de 1:32.786. A 8:20 do final, o sul-africano Darryn Binder subiu para a 4ªposição e 35 segundos depois, Celestino Vietti dá um belo salto na classificação passando da 18ª para a 6ªposição.

Joe Roberts buscava melhorar seu tempo, a 7 minutos do final do Q2, o piloto da Italtrans melhora seu tempo para 1:32.771 e se aproxima de Canet. Porém, para Roberts era muito pouco, ele foi mirar o tempo de Pedro Acosta e que acabou conseguindo a 5:50 do final do Q2, ao marcar 1:32.584.

Mas essa liderança do piloto norte-americano durou menos de 30 segundos, já que Fermín Aldeguer foi com tudo para tomar a pole e acabou passando o rodo no tempo de Roberts, com 1:31.888. Seu companheiro Alonso Lopez ficou 7 décimos atrás e acabou sendo superado por Aron Canet que marcou o tempo de 1:32.230. Pedro Acosta que estava na pole position acabou caindo para a 5ªposição.

Na parte final da sessão ocorreram algumas quedas (como a queda de Sam Lowes a 1:30 do final) e poucas mudanças de posições, Sergio Garcia passando para a 7ªposição e Manuel González subiu da 13ª para a 10ªposição.

Com o tempo encerrado, Fermín Aldeguer da Speed UP conquistou a pole position com um espetacular tempo de 1:31.888, mais de 3 décimos a frente de Aron Canet da Pons e mais de meio segundo a frente de Alonso Lopez com a mesma moto da Boscoscuro da equipe Speed UP.  Aldeguer deu um show nesse sábado e terá Canet e Lopez completando a primeira fila.

Joe Roberts que chegou a liderar a sessão acabou ficando com a 4ªposição e vai abrir a segunda fila no Grid de Largada, logo a frente de Pedro Acosta (que liderou a sessão por um bom tempo na primeira metade da sessão) 5ºcolocado no Grid de largada, 3 posições a frente de Tony Arbolino que vai largar na 8ªposição, na terceira fila. Entre eles estão Jake Dixon da Aspar Martinez fechando a 2ªfila na 6ªposição e Sergio Garcia da Pons abrindo a 3ªfila na 7ªposição.

Darryn Binder larga na 9ªposição, fechando a terceira fila. Manuel González da Yamaha VR46, Marcos Ramirez da American Racing e Sam lowes da Marc VDS vão compor a 4ªfila.

Grid de Largada:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 54 Fermín Aldeguer Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 1’31.888
2 40 Aron Canet Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 1’32.230
3 21 Alonso Lopez Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 1’32.572
4 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’32.584
5 37 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 1’32.633
6 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex Moto2 1’32.679
7 11 Sergio Garcia Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 1’32.769
8 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 1’32.888
9 15 Darryn Binder Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’32.946
10 18 Manuel González Correos Prepago Yamaha VR46 T Kalex Moto2 1’32.954
11 24 Marcos Ramirez OnlyFans American Racing Kalex Moto2 1’33.052
12 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 1’33.070
13 13 Celestino Vietti Fantic Racing Kalex Moto2 1’33.296
14 75 Albert Arenas Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 1’33.339
15 7 Barry Baltus Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 1’33.363
16 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 1’33.370
17 84 Zonta vd Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 1’33.561
18 12 Filip Salac QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’33.628
19 52 Jeremy Alcoba QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 1’33.297
20 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 1’33.340
21 71 Dennis Foggia Italtrans Racing Team Kalex Moto2 1’33.451
22 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 1’33.454
23 28 Izan Guevara Inde GASGAS Aspar Team Kalex Moto2 1’33.848
24 3 Lukas Tulovic Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 1’33.917
25 5 Kohta Nozane Correos Prepago Yamaha VR46 T Kalex Moto2 1’33.940
26 23 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 1’33.997
27 67 Alberto Surra Forward Team Forward F2 1’34.053
28 9 Mattia Casadei Fantic Racing Kalex Moto2 1’34.055
29 33 Rory Skinner OnlyFans American Racing Kalex Moto2 1’34.368
30 17 Alex Escrig Forward Team Forward F2 1’34.710

Chegou o domingo e lá estava Phillip Island sobre chuva pesada e um tempo muito ruim, mas muito ruim mesmo. Pior até que as condições que a moto 3.

Pedro Acosta acabou indo ao chão na ida para o grid de largada, isso acabou fazendo com que o líder do campeonato pagasse caro, sua equipe teve de consertar sua moto e por isso que Acosta teve de largada da última posição.

Na largada, Canet larga muito bem e tomar a ponta de Aldeguer que se recupera e volta a liderar a prova após a segunda curva. Nosso Alonso Lopez se aproveitou e passou os dois para assumir a liderança, mas na curva 4, o próprio Alonso Lopez acabou indo para o chão e ficou em situação bastante perigosa. Apesar disso, o piloto da Speed UP conseguiu voltar para a corrida.

No final da primeira volta, o quadro da prova estava totalmente diferente com Sergio Garcia na Liderança e Filip Salac na segunda posição após largar da 18ªposição. Jake Dixon passou para terceiro, seguido de Tony Arbolino, Fermín Aldeguer e Albert Arenas. Lá atrás, Pedro Acosta vinha na 25ªposição.

As posições a partir da 3ªposição estava em mudança constante, Tony Arbolino estava sofrendo para manter a terceira posição sobre os ataques de Jake Dixon e Sam Lowes. Logo atrás, Fermín Aldeguer é pressionado por Barry Baltus na luta pela 6ªposição. Na terceira volta, Darryn Binder, Barry Baltus e Zonta VD Goodbergh foram para o chão. Pena para Baltus que vinha nas primeiras posições, com chances de obter um grande resultado.

Na 4ªVolta, Tony Arbolino ultrapassa Filip Salac e assume a segunda posição, pouco tempo depois, Sam Lowes passa Jake Dixon subindo para a 4ªposição. Mais a frente, Sergio Garcia e Filip Salac caíram e Tony Arbolino passou a liderar a corrida com Fermín Aldeguer em segundo, Aron Canet em 3º, Izan Guevara em impressionante 4ªposição, Somkiat Chantra em 5º e Jeremy Alcoba na 6ªposição. Já Dixon foi para o chão no começo da 5ªvolta (Curva 2). Enquanto isso, antes mesmo, Sam Lowes também foi para o chão. Pedro Acosta passou Para a 11ªposição.

Arbolino abriu 11 segundos sobre Fermín Aldeguer e Aron Canet. Já Jeremy Alcoba passou Izan Guevara pulando para a 4ªposição. Joe Roberts começou a ir para cima de Guevara em busca da 5ªposição. Mais atrás, Pedro Acosta passou Taira Haga e assumiu a 10ªposição.

No começo da 8ªVolta, Pedro Acosta passou Marcos Ramirez por fora para ganhar a 9ªposição. Excelente corrida de Acosta que teve de largar dos boxes.

Na 9ªVolta, Aron Canet foi para cima de Fermín Aldeguer e conseguiu a ultrapassagem que o levou para a 2ªposição.

Após 9 voltas de corrida, a direção de prova decidiu pela bandeira vermelha por causa das precárias condições de tempo. Mas a pista não melhorou e acabaram por decidir pelo encerramento da prova com metade dos pontos já que a corrida só teve 9 voltas das 23 voltas programadas.

Tony Arbolino acabou conquistando a vitória em Phillip Island e mesmo com uma pontuação pela metade consegue tirar um pouco da vantagem que Pedro Acosta tem na liderança do Mundial. Além disso, o piloto da Marc VDS mostrou toda a sua habilidade e categoria sobre situação adversa. Aron Canet da Pons conquistou a segunda posição no último momento da prova depois de superar Fermín Aldeguer da Speed UP que completou o pódio. Tanto Canet como Aldeguer conquistaram ótimos resultados, mas acabaram ficando a mais de 15 segundos do vencedor da prova.

Joe Roberts se recuperou muito bem na parte final da prova e acabou não só passando Izan Guevara como também passou a Jeremy Alcoba para ficar na 4ªposição. Por falar no piloto da Gresini, Alcoba obteve uma ótima classificação após fazer uma bela corrida de recuperação. Somkiat Chantra foi o 6ºcolocado, apesar de não aparecer muito na corrida acabou fazendo uma boa participação ficando a frente de Izan Guevara que ficou na 7ªposição, esse sim fez uma grande corrida sobre a chuva, mostrando que pode engrenar na temporada de 2024.

Bo Bendsneyder da SAG fechou a prova na 8ªposição e mais uma vez conseguiu pontuar. Pedro Acosta obteve uma brilhante corrida de recuperação, só precisando de 9 voltas para largar do fundo do pelotão até a 9ªposição. Se a corrida tivesse continuado certamente Acosta teria avançado mais. Mesmo vendo Arbolino vencer, Acosta com 56 pontos de vantagem na liderança já vai poder até mesmo fechar o campeonato no GP da Tailândia.

Marcos Ramirez da American Racing fechou o Top 10, seguido de Taira Haga que marca pontos pela segunda vez na temporada, Rory Skinner marcando seus primeiros pontos ao chegar na 12ªposição, Manuel González, Albert Arenas e Ai Ogura completaram a zona de pontuação.

Resultado final da 16ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Austrália – Phillip Island – Moto 2 – 9 Voltas

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 16’22.970
2 40 Arón Canet Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 a 15.088
3 54 Fermín Aldeguer Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 a 15.614
4 52 Jeremy Alcoba QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 a 1 volta
5 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex Moto2 a 1 volta
6 28 Izan Guevara Inde GASGAS Aspar Team Kalex Moto2 a 1 volta
7 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 a 1 volta
8 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 a 1 volta
9 37 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 a 1 volta
10 24 Marcos Ramírez OnlyFans American Racing Kalex Moto2 a 1 volta
11 23 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 a 1 volta
12 33 Rory Skinner OnlyFans American Racing Kalex Moto2 a 1 volta
13 18 Manuel González Correos Prepago Yamaha VR46 T Kalex Moto2 a 1 volta
14 75 Albert Arenas Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 a 1 volta
15 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 a 1 volta
16 5 Kohta Nozane Correos Prepago Yamaha VR46 T Kalex Moto2 a 1 volta
17 71 Dennis Foggia Italtrans Racing Team Kalex Moto2 a 1 volta
18 67 Alberto Surra Forward Team Forward F2 a 1 volta
19 17 Álex Escrig Forward Team Forward F2 a 1 volta
20 3 Lukas Tulovic Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 a 1 volta
NC 21 Alonso López Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 a 4 voltas
13 Celestino Vietti Fantic Racing Kalex Moto2 a 1 volta
9 Mattia Casadei Fantic Racing Kalex Moto2 a 5 voltas
96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex Moto2 a 5 voltas
22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 a 6 voltas
11 Sergio García Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 a 6 voltas
12 Filip Salač QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 a 6 voltas
7 Barry Baltus Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 a 7 voltas
84 Zonta van den Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 a 7 voltas
15 Darryn Binder Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 a 7 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Marc VDS/Speed UP/ Italtrans Racing/ Gresini/ Honda Asia Team/Aspar Martinez/SAG/Ajo Motorsports/American Racing/Yamaha VR46/

GP dos Estados Unidos – Mundial de Motovelocidade 2023 – 3ªEtapa da Moto 2

O final de semana da categoria intermediária no Texas ficou marcado pelo duelo entre Pedro Acosta da Ajo Motorsport e Tony Arbolino da Marc VDS. Uma briga que valeu a vitória e pela liderança do Mundial.

Sessão de Classificação:

No sábado, foi feita as sessões de classificação para formação do Grid de largada. A primeira fase contaria com 15 pilotos buscando 4 vagas para o Q2. Os postulantes a essas 4 vagas eram: Bo Bendsneyder, Somkiat Chantra, Alonso Lopez, Fermín Aldeguer, Lorenzo Dalla Porta, Sergio Garcia, Lucas Tulovic, Zonta van der Goodbergh, Marcos Ramirez, Rory Skinner, Sean Dylan Kelly, Borja Gomez, Izan Guevara, David Sanchez e Soichiro Minamimoto.

Os dois pilotos da Speed UP estarem na repescagem era uma surpresa pelo equipamento que eles tinham. Tanto Lopez como Aldeguer eram os grandes favoritos a passarem para o Q2. Um piloto se ausentou da classificação e da corrida: Darryn Binder foi considerado inapto por ter fraturado a mão no terceiro treino livre. Pelo outro lado da moeda, Izan Guevara, campeão da Moto 3 de 2022 finalmente estreava na categoria intermediária após ficar de fora das 2 primeiras corridas da temporada.

Os pilotos foram para a primeira volta rápida. O britânico Rory Skinner praticamente deu 360 graus e quase conseguiu salvar se de uma queda. Sem grandes danos em sua moto Skinner pode voltar a pista.

Zonta van der Goodberch foi o primeiro a marcar volta e ficou na frente até que Fermín Aldeguer e Lorenzo Dalla Porta superaram o piloto holandês em um primeiro momento. Depois disso, com 5 minutos de sessão, Somkiat Chantra foi para primeiro seguido de Bo Bendsneyder.

Fermín Aldeguer que estava na 4ªposição teve sua volta cancelada, mas não era motivo para o espanhol se desesperar e isso ficou demonstrado uma volta melhor, com a segunda marca, somente 1 milésimo atrás de Chantra a 8 minutos e 10 segundos do final. 20 segundos depois, Bo Bendsneyder passou a liderança ao marcar o tempo de 2:10.057. O holandês vinha 11 milésimos a frente de Chantra e 12 milésimos a frente de Aldeguer. Alonso Lopez fechava a zona de classificação, a 238 milésimos do líder.

Skinner e Dylan Kelly melhoraram suas voltas e subiram para a 8ª e 9ªposições com quase 6 minutos de sessão que restava.

Mas esses 6 minutos finais de nada mudaram na tabela de classificação. Bendsneyder da SAG, Chantra da Honda Asia Team, Aldeguer e Lopez da Speed UP classificaram para o Q2. Seguidos de Lorenzo Dalla Porta da SAG e Sergio Garcia da Pons (que foi ao chão na reta final do Q1). Izan Guevara pouco pode fazer, sem o preparo devido o campeão da Moto 3 do ano anterior não foi além da 13ªposição.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 02’10.045
2 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 02’10.056
3 54 Fermín Aldeguer Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 02’10.057
4 21 Alonso Lopez Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 02’10.283
5 19 Lorenzo Dalla Porta Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 02’10.643
6 11 Sergio Garcia Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 02’10.715
7 84 Zonta Van Den Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 02’10.863
8 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex Moto2 02’11.008
9 3 Lukas Tulovic Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 02’11.077
10 33 Rory Skinner American Racing Kalex Moto2 02’11.203
11 24 Marcos Ramirez Forward Team Forward F2 02’11.510
12 72 Borja Gomez Fantic Racing Kalex Moto2 02’11.530
13 28 Izan Guevara Asterius GASGAS Aspar M2 Kalex Moto2 02’11.873
14 98 David Sanchis Forward Team Forward F2 02’12.783
15 2 Soichiro Minamimoto Correos Prepago Yamaha VR46 MasterCamp Kalex Moto2 02’14.058

Sem perderem muito tempo, os 18 postulantes a pole position partiram para a pista. O tempo que estava ruim na parte da manhã estava começando a melhorar e a possibilidade de chuva cada vez se afastava mais e mais.

Sam Lowes foi para o chão na sua primeira tentativa de volta e comprometeu sua participação no Q2. Após a primeira tentativa de volta com mais de 4 minutos de sessão, Filip Salac se saiu melhor e assumiu a liderança com Vietti e Alonso Lopez sendo seus mais próximos perseguidores. O belga Barry Baltus que foi bem durante o final de semana foi para o chão, mas conseguiu voltar para a disputa.

Pedro Acosta faz o 4ºtempo com quase metade da sessão concluída, só ficando atrás de Salac, Vietti e Lopez. Fermín Aldeguer tentou uma melhora, mas não conseguiu passar da 9ªposição a 6:55 do termino do Q2.

A 5 minutos e 30 segundos do final, Bo Bendsneyder faz uma grande volta e pula para a terceira posição com 2:09.589, uma ótima participação do principal piloto da equipe SAG que fechava a primeira fila que teria Salac na pole e Vietti em 2º. Alonso Lopez, Manuel González, Canet, Arbolino, Dixon, Baltus e Alcoba completando as 10 primeiras posições.

A parte final da sessão foi movimentada, o espanhol Pedro Acosta fez uma brilhante volta e passou para a liderança com 2:09.452. Agora era aberta a temporada de caça ao piloto da Ajo Motorsport.

Tony Arbolino marcou o 6ºtempo a 3:05 do final do Q2. Em nova tentativa, Aron Canet também melhora seu tempo e toma a posição 6 das mãos de Arbolino. Ogura acaba caindo na parte final da sessão e fica muito longe das primeiras posições.

A 40 segundos do final, Celestino Vietti fez uma volta sensacional de 2:09.432 passando a ser o pole position. Não houve tempo para tirar o piloto da Fantic da primeira posição. A pole position ficou mesmo com Celestino Vietti, piloto italiano que terminou o ano em baixa e não começou o ano muito bem consegue um resultado bem positivo, mesmo sem uma moto competitiva nas mãos.

Na segunda posição, larga o espanhol Pedro Acosta, pego de surpresa com a volta fantástica de Vietti e o Tcheco Filip Salac que liderou a maior parte da sessão completa a primeira fila, mas um ótimo resultado da Gresini.

Bo Bendsneyder da SAG vai abrir a 2ªfila na 4ªposição. O holandês foi da repescagem para um resultado expressivo para o próprio piloto e para a equipe de Eduardo Pelarez. Em 5ºlugar no Grid de largada, Alonso Lopez foi outro que esteve no Q1 e obteve uma ótima classificação no Q2. Jake Dixon da Aspar Martinez fecha a segunda fila.

Aron Canet abre a terceira fila que terá o líder do campeonato, Tony Arbolino da Marc VDS e do novato e rápido Manuel González da Yamaha VR46. Jeremy Alcoba da Gresini, Fermin Aldeguer da Speed UP e Barry Baltus da RW Racing compõem a 4ªfila fechando a lista dos 12 primeiros colocados.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 13 Celestino Vietti Fantic Racing Kalex Moto2 02’09.432
2 37 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 02’09.452
3 12 Filip Salac QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 02’09.548
4 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 02’09.589
5 21 Alonso Lopez Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 02’09.751
6 96 Jake Dixon Asterius GASGAS Aspar M2 Kalex Moto2 02’09.752
7 40 Aron Canet Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 02’09.815
8 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 02’09.862
9 18 Manuel Gonzalez Correos Prepago Yamaha VR46 MasterCamp Kalex Moto2 02’09.927
10 52 Jeremy Alcoba QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 02’09.996
11 54 Fermín Aldeguer Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 02’10.153
12 7 Barry Baltus Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 02’10.157
13 75 Albert Arenas Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 02’10.411
14 71 Dennis Foggia Italtrans Racing Team Kalex Moto2 02’10.426
15 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 02’10.445
16 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex Moto2 02’10.546
17 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 02’11.033
18 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 Sem Tempo
19 19 Lorenzo Dalla Porta Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 02’10.643
20 11 Sergio Garcia Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 02’10.715
21 84 Zonta Van Den Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 02’10.863
22 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex Moto2 02’11.008
23 3 Lukas Tulovic Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 02’11.077
24 33 Rory Skinner American Racing Kalex Moto2 02’11.203
25 24 Marcos Ramirez Forward Team Forward F2 02’11.510
26 72 Borja Gomez Fantic Racing Kalex Moto2 02’11.530
27 28 Izan Guevara Asterius GASGAS Aspar M2 Kalex Moto2 02’11.873
28 98 David Sanchis Forward Team Forward F2 02’12.783
29 2 Soichiro Minamimoto Correos Prepago Yamaha VR46 MasterCamp Kalex Moto2 02’14.058

Em um tarde muito bonita no Circuito das Américas aconteceu a 3ªetapa do Mundial, na categoria intermediária. Foram 16 voltas que ficaram marcados pelo duelo entre Pedro Acosta e Tony Arbolino pela vitória e pela liderança do Mundial.

Antes da largada, em plena volta de apresentação, Jake Dixon foi para o chão e acabou nem largando, abandonando antes mesmo de largar.

Celestino Vietti avisou que não tinha ritmo de corrida para lutar pelas primeiras posições, Logo na largada, o piloto da Fantic acabou perdendo várias posições e viu a liderança passar para as mãos de Alonso Lopez que pulou da 5ª para a 1ªposição. Pedro Acosta manteve a segunda posição e era seguido de Tony Arbolino que deu um belo salto (da 8ª para a 3ªposição) na classificação, Salac, Canet e Vietti que caiu para a 6ªposição.

Acosta foi para cima de Lopez e acabou passando o piloto da Speed UP no final da reta oposta para pegar a liderança da prova. Na parte final da volta, Alonso Lopez tentou recuperar a ponta, mas acabou sendo ultrapassado por Tony Arbolino na curva 20 e acabou a primeira volta na terceira posição, atrás de Acosta que manteve a ponta e Arbolino que já estava na segunda posição.

Curvas depois, Arbolino foi superado por Lopez e Canet caindo para a 4ªposição. O piloto da Marc VDS teve de batalhar por grande parte da volta para reaver a 3ªposição após uma bela briga com Aron Canet. Acosta e Alonso Lopez se aproveitaram e abriram de Arbolino e Canet. Os dois pilotos da Gresini, Filip Salac e Jeremy Alcoba completaram as 6 primeiras posições.

Na 3ªVolta, Acosta erra a curva 12 e perde posições para Alonso Lopez que voltou a liderança, para Tony Arbolino e logo perdeu a 3ªposição para Aron Canet, mas por pouco tempo é que o piloto da Pons ficou na terceira posição já que Acosta conseguiu a ultrapassagem.

Após 4 voltas, Lopez continuava na frente seguido de Arbolino e de Acosta que vinha chegando novamente na disputa da liderança. Enquanto isso, não muito longe dos três primeiros vinham Canet, Salac, Alcoba, Baltus e Aldeguer. O pole position, Celestino Vietti vinha na 9ªposição.

Na 6ªVolta, Alcoba passou Salac e tomou a 5ªposição nessa batalha interna da Gresini. Pouco depois, Alonso Lopez não só perde a liderança para Acosta como também perdeu posições para Arbolino e Canet. O piloto da Speed UP começaria a perder rendimento assim como Filip Salac que começou a perder mais posições, o belga caiu para 7ªposição após ser superado por Barry Baltus.

Pedro Acosta vai para cima de Tony Arbolino a partir da 8ªVolta. A partir dai começava a disputa do Grande Prêmio dos Estados Unidos. Nessa mesma volta (Curva 9), a corrida terminava para Barry Baltus que teve um bom final de semana e poderia sim ter tido seu melhor resultado no Mundial de Motovelocidade.

Arbolino e Acosta já tinham abrido 2 segundos de Canet, Alcoba, Aldeguer, Salac e Alonso Lopez. A partir daquele momento, Acosta começou a primeiro estudar um ponto de ultrapassagem e depois começou a atacar o piloto da Marc VDS que estava se defendendo bem desses ataques, tanto é que Acosta chegou a perder tempo após ter um pequeno desequilíbrio, a 4 voltas do final.

Porém, Acosta não desistiu, recuperou terreno e voltou a atacar Arbolino. A ultrapassagem acontece no começo da antepenúltima volta, quando o piloto da Marc VDS Escapa na curva 1 e dá brecha para o piloto da Red Bull KTM Ajo passar a ser o líder. Depois disso parecia que Acosta iria abrir de Arbolino.

Porém, na curva 12, Acosta erra e Arbolino volta a ficar a frente e novamente Pedro Acosta fica no papel de caçador.

Acosta luta para superar Arbolino, essa batalha se estende até a última volta, na reta oposta, quando o piloto da equipe Ajo supera Tony Arbolino, assume a liderança e segura as pontas até a bandeirada.

Acosta conquista a quinta vitória na Moto 2, a segunda na temporada (O único piloto a vencer 2 corridas nessas 3 primeiras corridas da temporada). O piloto da Ajo Motorsport ainda não conseguiu recuperar a liderança do campeonato, mas a vantagem de Tony Arbolino caiu de 12 para 7 pontos. Uma grande vitória de Acosta, tanto pela corrida como para a disputa do título.

Tony Arbolino por muito pouco não conseguiu mais uma vitória, mas o segundo lugar não é de todo o ruim para o piloto italiano, pois ainda esta na liderança do Mundial e pelo desempenho que mostrou nessas primeiras provas dá para dizer que Arbolino com sua Kalex da Marc VDS é um dos favoritos ao título da temporada.

O último lugar do pódio foi muito, mas muito disputado e teve um final incrível e improvável. Vindo das posições intermediárias, o holandês Bo Bendsneyder acabou passando Filip Salac, Aron Canet, Jeremy Alcoba, Alonso Lopez e Fermín Aldeguer para conquistar o primeiro pódio na Moto 2, um resultado incrível do piloto da SAG, a equipe de Eduardo Pelarez ver seu investimento no seu piloto principal dá um resultado tão expressivo para uma equipe que não tem grandes recursos.

Jeremy Alcoba obteve a 4ªposição, seu melhor resultado desde de sua chegada na Moto 2, seguido do seu companheiro de equipe Filip Salac. Fermin Aldeguer e Alonso Lopez levaram as suas Boscoscuro para a 6ª e 7ª. Aron Canet acabou sendo o grande prejudicado dessa disputa, Piloto da Pons acabou se enroscando com um dos concorrentes e acabou ficando apenas na 8ªposição.

Chegando na 9ªposição, Celestino Vietti confirmou suas expectativas de não ter moto para ficar nas primeiras posições. A moto da Fantic ainda esta longe de lugar pelas primeiras posições, pelo menos o resultado e o final de semana mostra que psicologicamente Vietti esta recuperado. Manuel González completou o Top 10.

11ºColocado, Somkiat Chantra fez uma corrida apenas razoável, mas não só por culpa dele, mas também pela equipe que parece ter perdido um pouco a mão nesse começo de campeonato. Albert Arenas continua decepcionando com a moto da equipe Ajo, ficou apenas na 12ªposição. Sam Lowes na 13ªposição, Idem, também decepciona.

Dennis Foggia fez um bom final de semana e conseguiu seus 2 primeiros pontos na Categoria intermediária e Ai Ogura com todas as dificuldades físicas conquistou seu primeiro ponto na temporada.

Resultado final da 3ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP dos Estados Unidos – Circuito das Américas – 16 Voltas – Moto 2

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 37 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 34’42.8790
2 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 a 0.146
3 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 a 5.851
4 52 Jeremy Alcoba QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 a 6.049
5 12 Filip Salac QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 a 7.462
6 54 Fermín Aldeguer Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 a 7.668
7 21 Alonso Lopez Beta Tools SpeedUp Boscoscuro B-23 a 7.715
8 40 Aron Canet Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 a 8.078
9 13 Celestino Vietti Fantic Racing Kalex Moto2 a 11.114
10 18 Manuel Gonzalez Correos Prepago Yamaha VR46 MasterCamp Kalex Moto2 a 12.561
11 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 a 13.607
12 75 Albert Arenas Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 a 14.001
13 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 a 20.054
14 71 Dennis Foggia Italtrans Racing Team Kalex Moto2 a 22.990
15 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 a 28.820
16 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex Moto2 a 31.893
17 84 Zonta Van Den Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 a 34.734
18 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex Moto2 a 34.934
19 33 Rory Skinner American Racing Kalex Moto2 a 42.540
20 72 Borja Gomez Fantic Racing Kalex Moto2 a 49.973
21 28 Izan Guevara Asterius GASGAS Aspar M2 Kalex Moto2 a 51.470
22 98 David Sanchis Forward Team Forward F2 a 65.224
23 2 Soichiro Minamimoto Correos Prepago Yamaha VR46 MasterCamp Kalex Moto2 a 104.447
11 Sergio Garcia Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 a 7 voltas
24 Marcos Ramirez Forward Team Forward F2 a 8 voltas
7 Barry Baltus Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 a 9 voltas
19 Lorenzo Dalla Porta Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 a 13 voltas
3 Lukas Tulovic Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 a 16 voltas
96 Jake Dixon Asterius GASGAS Aspar M2 Kalex Moto2 Não Largou

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP de Portugal – Mundial de Motovelocidade 2023 – 1ªEtapa da Moto 2

Começou a temporada da categoria intermediária, com a etapa de Portugal, no circuito de Algarve. A temporada de 2023 será a mais longa de todas com 21 etapas, mas para a estreia do Mundial, 3 desfalques no grid da Moto 2. Sendo que dois deles são muito importantes: Ai Ogura, vice-campeão do Mundial da Moto 2 no ano passado e Izan Guevara, campeão da Moto 3 no ano passado sofreram lesões e não participaram do final de semana, além disso, nenhum dos dois vai correr o GP da Argentina. A Honda Asia Team não colocou substituto, já a Aspar Martinez colocou Jordi Torres para substituir Guevara. Já em Portugal, Alex Escrig acabou indo ao centro médico e foi considerado inapto para correr em Algarve. Seu substituto é o espanhol David Sanchis que já correu uma corrida da Moto 2 no ano passado.

A sessão de classificação começou com a repescagem, os pilotos Joe Roberts, Tony Arbolino, Darryn Binder,Jeremy Alcoba, Borja Gomez, Dennis Foggia, Zonta van der Goorbergh, Sean Dylan Kelly, Marcos Ramirez, Lorenzo Dalla Porta, Rory Skinner, Kohta Nozane, Jordi Torres e David Sanches disputam 4 vagas para o Q2. Lá na fase final, os pilotos Aron Canet, Filip Salac, Pedro Acosta, Alonso Lopez, Fermin Aldeguer, Barry Baltus, Manuel González, Jake Dixon, Sam Lowes, Celestino Vietti, Bo Bendsneyder, Sergio Garcia, Somkiat Chantra e Albert Arenas estavam espera.

Joe Roberts e Tony Arbolino eram os favoritos as 2 das 4 vagas para o Q2. Com 3 minutos e 40 segundos de sessão, os primeiros tempos foram marcados por Tony Arbolino e por Borja Gomez, piloto da Fantic que marcou um tempo melhor que o piloto da Marc VDS e assumiu a ponta com Arbolino, Darryn Binder e Zonta van der Goorbergh nas 4 primeiras posições.

A 9:20 do final, Darryn Binder que estreia na Moto 2 passou para a liderança ao marcar 1:43.386, Jeremy Alcoba foi para segundo a 26 milésimos atrás. 1 minuto e 35 segundos, Tony Arbolino sem marcar bobeira marcou 1:43.207 e passou a liderar a sessão de repescagem, Em nova volta, Alcoba superou Darryn Binder a assumiu a segunda posição. Binder e Gomez estavam levando as 2 outras vagas para o Q2.

Não satisfeito, Tony Arbolino baixou ainda mais seu tempo (1:42.965) e se consolidou na liderança. Dessa vez, o segundo colocado passou a ser do holandês Zonta van der Goorberch da RW Racing que ficou a 119 milésimos do piloto italiano. Com isso Darryn Binden foi para a bolha e Borja Gomez caiu para fora da zona de classificação.  Entre os substitutos, Jordi Torres vinha em 12º e David Sanches logo atrás. Kohta Nozane não tinha feito tempo ainda.

Na parte final da sessão, Joe Roberts e Lorenzo Dalla Porta tentaram entrar na zona de classificação. Os dois chegaram a melhorar, Roberts passou da sexta para a quinta posição e Dalla Porta melhorou o tempo, mas permaneceu na 7ªposição. A sessão terminou com Arbolino, Zonta van der Goorberch, Alcoba e Darryn Binder classificados para o Q2. Joe Roberts não começa bem a temporada, vai largar na 19ªposição.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 01’42.965
2 84 Zonta Van Den Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 01’43.084
3 52 Jeremy Alcoba QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 01’43.374
4 15 Darryn Binder Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 01’43.386
5 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex Moto2 01’43.462
6 72 Borja Gomez Fantic Racing Kalex Moto2 01’43.540
7 19 Lorenzo Dalla Porta Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 01’43.672
8 24 Marcos Ramirez Forward Team Forward F2 01’43.672
9 71 Dennis Foggia Italtrans Racing Team Kalex Moto2 01’43.906
10 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex Moto2 01’43.921
11 33 Rory Skinner American Racing Kalex Moto2 01’44.517
12 81 Jordi Torres Inde GASGAS Aspar M2 Kalex Moto2 01’45.632
13 98 David Sanchis Forward Team Forward F2 01’45.892

Após alguns minutos, o Q2 começa com vários dos 18 concorrentes a pole position saindo de imediato para a pista. Alguns outros pilotos como os dois pilotos da Speed UP, da Ajo Motorsport e da Gresini saíram com 1 minuto e meio de sessão.

Dos primeiros pilotos a marcarem volta (por volta de 4 minutos de sessão) O mais rápido foi o holandês Bo Bendsneyder com 1:42.948 seguido de Aron Canet, Celestino Vietti, Sam Lowes e Barry Baltus.

Com 4 minutos e 50 segundos de sessão, Pedro Acosta marca o tempo de 1:42.826 e assume a liderança do Q2, deixando Bendsneyder na segunda posição e Filip Salac marcou uma boa marca e foi para a terceira posição, se colocando na frente de Aron Canet que vinha na quarta posição.

Canet em sua segunda volta passa para a liderança com 1:42.574, isso a 5 minutos e 40 segundos de Sessão percorrida colocando mais de 2 décimos em cima de Pedro Acosta. Por falar no piloto da Ajo Motorsport, a sua segunda tentativa de volta foi cancelada, o mesmo caso aconteceu com Jake Dixon, ambos ao saírem da área da pista.

Manuel González subiu para a segunda posição ao marcar 1:42.728. Outros dois pilotos melhoraram seus tempos: Sam Lowes da Marc VDS marca o 5ºtempo, Darryn Binder marca o 6ºtempo e Celestino Vietti marca o 7ºtempo. Isso perto do 7 minutos do final da sessão.

A 6:40 do final, Filip Salac faz brilhante volta de 1:42.323, assumindo a liderança da sessão, o tcheco lidera de forma surpreendente o Q2. Em nova volta válida, Pedro Acosta marca 1:42.748 passando a ser o 4ºcolocado. Enquanto que Alonso Lopez acabou indo para o chão.

Com 4 minutos para o final, Salac estava conquistando a pole position com Canet e Manuel Gonzalez completando a primeira fila. Depois vinha Pedro Acosta, Jeremy Alcoba, Albert Arenas, Tony Arbolino, Bo Bendsneyder, Sam Lowes e Darryn Binder nas 10 primeiras posições.

A 3 minutos e meio do final, Somkiat Chantra (Único piloto da Honda Asia Team nesse final de semana) pula da 12ª para a 7ªposição.

Os pilotos tentam tirar Salac da primeira posição, mas até o final da sessão ninguém chegou nem perto de ameaçar o tempo de Salac. O piloto tcheco conquista sua primeira pole position na categoria intermediaria. Uma agradável surpresa no sábado de classificação. Completando a primeira fila vai ser completado por Aron Canet da Pons que esta em busca da primeira vitória na Moto 2 e de Pedro Acosta, o principal favorito a luta pelo título.

Quem abre a segunda fila é o italiano Celestino Vietti da Fantic, seguido do espanhol Manuel González da Yamaha VR46 (que conquista o melhor grid de largada na Moto 2) e Jeremy Alcoba que larga muito bem na 6ªposição.

Albert Arenas em sua estreia na Ajo Motorsport vai largar na 3ªfila, na 7ªposição. Os dois pilotos da Marc VDS, Tony Arbolino e Sam Lowes completam essa fila e fechando a lista dos 12 primeiros colocados estão largando Bo Bendsneyder, Darryn Binder e Jake Dixon.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 12 Filip Salac  QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 01’42.323
2 40 Aron Canet  Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 01’42.381
3 37 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 01’42.607
4 13 Celestino Vietti Fantic Racing Kalex Moto2 01’42.661
5 18 Manuel Gonzalez Correos Prepago Yamaha VR46 MasterCamp Kalex Moto2 01’42.728
6 52 Jeremy Alcoba QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 01’42.866
7 75 Albert Arenas Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 01’42.867
8 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 01’42.897
9 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 01’42.942
10 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 01’42.948
11 15 Darryn Binder Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 01’43.041
12 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar M2 Kalex Moto2 01’43.062
13 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 01’43.120
14 21 Alonso Lopez CAG SpeedUp Boscoscuro B-23 01’43.144
15 7 Barry Baltus Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 01’43.271
16 54 Fermín Aldeguer CAG SpeedUp Boscoscuro B-23 01’43.333
17 11 Sergio Garcia Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 01’43.374
18 84 Zonta Van Den Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 01’44.941
19 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex Moto2 01’43.462
20 72 Borja Gomez Fantic Racing Kalex Moto2 01’43.540
21 19 Lorenzo Dalla Porta Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 01’43.672
22 24 Marcos Ramirez Forward Team Forward F2 01’43.672
23 71 Dennis Foggia Italtrans Racing Team Kalex Moto2 01’43.906
24 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex Moto2 01’43.921
25 33 Rory Skinner American Racing Kalex Moto2 01’44.517
26 81 Jordi Torres Inde GASGAS Aspar M2 Kalex Moto2 01’45.632
27 98 David Sanchis Forward Team Forward F2 01’45.892

Após uma corrida muito disputada na Moto 3, a Moto 2 teria que manter o nível de competição. 29 pilotos disputariam o GP de Portugal. Um deles teria de pagar punição de dupla volta longa, era Celestino Vietti que ignorou uma bandeira preta e laranja antes da corrida.

Filip Salac não consegue manter a liderança logo após a largada, o piloto tcheco perdeu a ponta para Aron Canet que pulou melhor na largada. Acosta manteve a terceira posição com Vietti, Arenas, Alcoba, González e Bendsneyder, Arbolino e Binder completando as 10 primeiras posições.

No final da primeira volta, Salac consegue recuperar a ponta, mas na curva seguinte, o piloto da Pons recuperou a liderança. No começo da segunda volta, Bo Bendsneyder é tocado por Alonso Lopez na curva 1, vai ao chão e deixa a corrida.

Em meia volta, Pedro Acosta toma a 2ªposição das mãos de Salac e na curva 9, o piloto da equipe Ajo superou Aron Canet e assumiu a liderança. Depois disso, Acosta tentou abrir vantagem sobre Canet enquanto que Salac começou a ficar mais para trás.

Na curva 7 da terceira volta, Salac erra o traçado e acaba perdendo posições para Vietti, Gonzálaz e Arenas caindo para a 6ªposição. Mesmo em terceiro lugar, Celestino Vietti precisava pagar 2 voltas longas de punição e ele começa a pagar ela no final da 4ªvolta (a punição da volta longa ficava em uma das últimas curvas do circuito de Algarve). Dessa forma, Manuel Gonzalez herda a terceira posição com Arenas e Salac completando as 5 primeiras posições.

Borja Gomez foi punido com a dupla volta longa, mas esse já estava muito atrás na classificação. Lá na frente, Acosta tentou fugir de Canet, mas na 7ªvolta, o piloto da Pons começou a pressionar o piloto da Ajo Motorsport. A Partir dai, começa uma disputa pela vitória entre os dois pilotos. Na mesma volta, Tony Arbolino deixou Arenas e Salac para trás, subindo da 6ª para a 4ªposição.

Voltas depois foi a vez de González ser superado por Arbolino da Marc VDS que sobe para a terceira posição.

Chegando a metade da prova, as 10 primeiras posições são ocupadas por Acosta e Canet brigando pela liderança, Arbolino em 3º, González em 4º, Arenas brigando para manter a 5ªposição dos ataques de Salac. Alcoba, Darryn Binder, Dixon e Baltus fecham o Top 10. Completando a zona de pontuação estavam Chantra, Lowes, Vietti, Aldeguer e Lopez.

A 10 voltas do final, Salac ganha a 5ªposição ao superar Albert Arenas.  Mais atrás, Alcoba, Dixon e Binder lutam pela 7ªposição. Em um determinado lance, Jake Dixon passou Jeremy Alcoba ganhando a 7ªposição, mas poucas curvas depois, Se aproveitando da briga dos dois, o sul-africano Darryn Binder passa os dois e sobe da 9ª para a 7ªposição.

A 7 voltas do final, Darryn Binder (que estava fazendo um belo final de semana) vai ao chão, Apesar de ter voltado acaba ficando muito longe da zona de pontuação. Alonso Lopez cai a 5 voltas do final. O ano não começa bem para o piloto da Speed Up.

A batalha entre Acosta e Canet durou até 2 voltas antes do final, foi quando Acosta começou a abrir vantagem para Canet e levou sua moto até a bandeirada na frente, começando muito bem a sua busca pelo titulo da categoria intermediária.

A segunda posição ficou com Aron Canet que insistiu bastante, pressionou como pode, mas não conseguiu intimidar Acosta e acabou ficando mesmo com a segunda posição. O pódio foi completado pelo italiano Tony Arbolino da Marc VDS que largou em 7º e acabou evoluindo no decorrer da corrida de forma muito sólida.

Filip Salac em um belíssimo final de semana, com a pole position do sábado, seu grande momento do final de semana. Na corrida não teve moto para lutar pela vitória, mas manteve-se entre os primeiros lugares e conseguiu a 4ªposição, um resultado do fruto do trabalho do piloto e da Gresini que melhorou de rendimento em relação a temporada passada. Manuel González da VR46 ficou em 5ºlugar, foi superado por Salac, o que não tira o brilho do seu final de semana, sempre entre os primeiros colocados. Não tenho dúvida que o piloto espanhol será presença constante entre os primeiros colocados nessa temporada.

A batalha no final ficou pela 6ªposição e ela terminou com Jake Dixon como o ganhador dessa briga, o britânico largou em 12º e acabou evoluindo bem até conseguir uma importante posição. Sam Lowes recuperou posições no final da prova. O 7ºlugar não parece grandes coisas, mas pelo menos pode se visualizar uma temporada melhor para o britânico que teve um ano tão difícil em 2022.

Albert Arenas perdeu rendimento no final e completou a corrida de estreia na Ajo Motorsport em uma modesta 8ªposição. Somkiat Chantra acabou ganhando a 9ªposição após Jeremy Alcoba ter sido punido por sair do traçado da pista na volta final. O piloto da Gresini fechou o dia na 10ªposição.

A zona de pontuação é completada por Celestino Vietti da Fantic, Barry Baltus da RW Racing, Fermín Aldeguer da Speed Up, Joe Roberts da Italtrans e Sergio Garcia da Gas Gas Aspar Martinez. Darryn Binder recuperou posições no final, mas acabou ficando na 16ªposição, sem conseguir um lugar na zona de pontuação.

Resultado final da primeira etapa do Mundial de Motovelocidade
GP de Portugal – Algarve – 21 voltas – Moto 2

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 37 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 36’04.1930
2 40 Aron Canet Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 a 1.358
3 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 a 4.460
4 12 Filip Salac QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 a 7.110
5 18 Manuel Gonzalez Correos Prepago Yamaha VR46 MasterCamp Kalex Moto2 a 8.193
6 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar M2 Kalex Moto2 a 9.146
7 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex Moto2 a 9.649
8 75 Albert Arenas Red Bull KTM Ajo Kalex Moto2 a 12.270
9 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex Moto2 a 13.941
10 52 Jeremy Alcoba QJMOTOR Gresini Moto2 Kalex Moto2 a 13.840
11 13 Celestino Vietti Fantic Racing Kalex Moto2 a 14.086
12 7 Barry Baltus Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 a 14.515
13 54 Fermín Aldeguer CAG SpeedUp Boscoscuro B-23 a 15.445
14 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex Moto2 a 25.444
15 11 Sergio Garcia Pons Wegow Los40 Kalex Moto2 a 26.876
16 15 Darryn Binder Liqui Moly Husqvarna Intact GP Kalex Moto2 a 40.233
17 72 Borja Gomez Fantic Racing Kalex Moto2 a 41.710
18 71 Dennis Foggia Italtrans Racing Team Kalex Moto2 a 41.806
19 19 Lorenzo Dalla Porta Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 a 42.116
20 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex Moto2 a 42.141
21 24 Marcos Ramirez Forward Team Forward F2 a 44.802
22 33 Rory Skinner American Racing Kalex Moto2 a 45.630
23 81 Jordi Torres Inde GASGAS Aspar M2 Kalex Moto2 a 62.643
21 Alonso Lopez CAG SpeedUp Boscoscuro B-23 a 6 Voltas
84 Zonta Van Den Goorbergh Fieten Olie Racing GP Kalex Moto2 a 7 Voltas
98 David Sanchis Forward Team Forward F2 a 16 Voltas
64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex Moto2 a 20 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Comunidade Valenciana – Moto 2 – Mundial de Motovelocidade 2022

Em Valencia, tivemos uma bela corrida e uma decisão que não durou por muito tempo. A vitória ficou com Pedro Acosta e o título ficou para Augusto Fernandez em um dia de domínio total da equipe de Nikias Ajo.

O pole Alonso Lopez larga bem e permanece na liderança seguido de Pedro Acosta, Tony Arbolino e Ai Ogura nas 4 primeiras posições. Augusto Fernandez que largou em 3º acabou recuando para a 6ªposição. No final da primeira volta, Acosta chega a passar Lopez, mas erra a curva e a liderança muda de mãos para o italiano Tony Arbolino com Ai ogura em 2º após superar Alonso Lopez no final da segunda volta. Pedro Acosta caiu para a 4ªposição.

Na terceira volta, Pedro Acosta passa Alonso Lopez e sobe para a 3ªposição. Na metade da volta seguinte, O piloto principal da Speed UP vai para m chão e abandona a corrida. Com Lopez fora, Pedro Acosta tinha tudo para levar o campeonato de novatos.

Com 5 voltas completadas: Arbolino vinha pouco a frente de Ogura, Acosta, Fernandez e Beaubier (que vinha na sua última corrida na Moto 2) no primeiro pelotão. Canet, Aldeguer, Chantra, Vietti e Arenas completam os 10 primeiros colocados.

Beaubier foi para cima de Fernandez e chegou a ganhar a 4ªposição, mas acabou caindo na 6ªvolta e deixando a corrida e a Moto 2 sem ter conquistado nenhum pódio. Celestino Vietti caiu na 7ªvolta e encerra de forma melancólica a temporada que começou brilhantemente para o piloto italiano.

Na oitava volta, Ogura vinha na segunda posição e acabou indo ao chão em plena curva 8, um acidente bem complicado e que definiu o campeonato a favor de Augusto Fernandez que assumiu a terceira posição. Já sem o peso da disputa do título, Fernandez poderia lutar pela vitória.

Tony Arbolino passou a ser pressionado por Acosta e Fernandez no final da 11ªvolta. Acabou que Acosta passou pelo piloto da Marc VDS e no meio da 13ªvolta foi à vez de Fernandez superar Arbolino. A equipe Ajo passou a tomar o controle da corrida.

A partir dai os pilotos se espalharam na pista. Acosta, Ferandez e Arbolino estavam afastados um do outro nas 3 primeiras posições. Aron Canet em 4º, Fermín Aldeguer em 5º, Somkiat Chantra em 6º e Albert Arenas em 7º estavam com suas posições estabilizadas. A briga que existia naquele momento era entre Manuel Gonzalez, Mattia Pasini e Jeremy Alcoba pela 8ªposição.

Na 16ªVolta, Somkiat Chantra caiu na mesma curva 8 onde Ogura foi ao chão. Não foi o dia da equipe Honda Asia Team. Arenas ganha a 6ªposição após a queda do tailandês.

Enquanto Fernandez tentava a aproximação sobre Acosta. A 7 voltas do final, Jeremy Alcoba simplesmente empurra Mattia Pasini na curva 11 e o italiano que substitua Barry Baltus acabou se acidentando. Esse acidente fez com que o piloto da IntactGP tomasse a punição da volta longa. Pelo que Alcoba fez, ele deveria tomar punição de tempo acrescentado no final da prova. Esse acidente  poderia ter provocado sérias consequências para o piloto da RW Racing.

A 6 voltas do final, Canet que tentava chegar em Arbolino caiu. Com isso o piloto da Marc VDS garantiu de vez seu lugar no pódio.

Pedro Acosta segurou a liderança até a bandeirada e conquistou a terceira vitória na temporada. Com esse resultado, o campeão da Moto 3 em 2021 conquistou o título de novato do ano na categoria intermediária e chegando logo depois, Augusto Fernandez confirmou o título da Moto 2 com a 2ªposição na corrida. O piloto da equipe Ajo se despede da categoria com a taça na mão de forma merecida, sendo o piloto mais regular em 2022 com 4 vitórias, 9 pódios, 2 poles e 271,5 pontos em 20 corridas.

Tony Arbolino completou o pódio e fechou o ano em alta se candidatando como candidato ao Título da temporada de 2023. Fermín Aldeguer levou a sua Speed UP da equipe Boscoscuro ao 4ºlugar se beneficiando das quedas de alguns pilotos do pelotão da frente.

Albert Arenas da Aspar Martinez e Manuel Gonzalez da Yamaha VR46 Completaram as 6 primeiras posições com corridas muito competentes. Jake Dixon ficou longe dos primeiros colocados, mas acabou ficando na 7ªposição em uma corrida segura do piloto da Aspar Martinez. Jeremy Alcoba chegou na 8ªposição. Ficou bem barato a volta longa pelo que ele apontou na corrida, era para ter tido uma punição forte.

Senna Agius terminou o domingo na 9ªposição. O piloto Australiano fez uma excelente corrida e se mostra uma opção para a Marc VDS no futuro. Marcel Schrotter se despede da Moto 2 com a 10ªposição. Bo Bendsneyder fechou na 11ªposição e acabou sendo um dos dois pilotos que chegaram ao final de todas as corridas da temporada de 2023 (o outro piloto foi Deniz Oncü na Moto 3) mostrando uma incrível regularidade do piloto da equipe SAG.

Borja Gómez levou a moto da Pons a 12ªposição na sua segunda corrida na categoria intermediária. Os seus desempenhos fizeram a Fantic o contratasse Gómez e automaticamente chutasse o incompetente Niccolò Antonelli que não marcou um único ponto na temporada desse ano. Filip Salac da Gresini e Lorenzo Dalla Porta e Joe Roberts da Italtrans completaram a zona de pontuação.

O Portal Sportszone parabeniza ao espanhol Augusto Fernandez pelo título da temporada de 2022 do Mundial de Motovelocidade na categoria Moto 2.

Resultado Final da 20ªetapa do Mundial de Motovelocidade – Temporada 2022
GP da Comunidade Valenciana – Ricardo Torno – 25 Voltas – Moto 2

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 51  Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex 39’52.4130
2 37  Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex a 1.232
3 14  Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 10.163
4 54  Fermín Aldeguer Beta Tools Speed Up Boscoscuro a 14.407
5 75  Albert Arenas Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 18.904
6 18  Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 20.554
7 96  Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 21.244
8 52  Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex a 25.868
9 8  Senna Agius Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 33.763
10 23  Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex a 35.117
11 64  Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 35.598
12 72  Borja Gomez Flexbox HP40 Kalex a 36.336
13 12  Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex a 38.942
14 19  Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex a 41.710
15 16  Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex a 45.238
16 61  Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex a 51.827
17 81  Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 52.884
18 4  Sean Dylan Kelly American Racing Kalex a 53.109
19 17  Alex Escrig MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 55.179
20 42  Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 55.627
21 84  Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex a 63.904
22 29  Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 2 voltas
40  Aron Canet Flexbox HP40 Kalex a 6 voltas – Acidente
11  Mattia Pasini RW Racing GP Kalex a 7 voltas – Acidente
28  Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex a 11 voltas – Acidente
35  Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 11 voltas – Acidente
13  Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex a 18 voltas – Acidente
79  Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 18 voltas – Acidente
6  Cameron Beaubier American Racing Kalex a 20 voltas – Acidente
21  Alonso Lopez Beta Tools Speed Up Boscoscuro a 22 voltas – Acidente
24  Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 25 voltas  – Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Malásia – Moto 2 – Mundial de Motovelocidade 2022

Ai Ogura conquistou a pole position para o GP da Malásia, a sessão tanto no Q1 como no Q2 foram pouco movimentadas e praticamente decididas bem antes do final da sessão. O piloto da Honda Asia Team leva boa vantagem sobre Augusto Fernandez que vai largar na 6ªposição.

Começando pela repescagem onde mais uma vez estava Celestino Vietti que cai de desempenho mais e mais a cada corrida e busca acabar com a sua via crusis.

Na teoria, Vietti era o favorito a uma das 4 vagas do Q2, mas na prática tudo se mostrou bem diferente. Na primeira tentativa foi Joe Roberts da Italtrans que saiu na frente, seguido de Filip Salac da Gresini, Lorenzo Dalla Porta da Italtrans e Jeremy Alcoba da IntactGP. Vietti marcou apenas o 6ºtempo, atrás do norte-americano Sean-Dylan Kelly da American Racing.

Vietti tentou melhorar na segunda volta, chega a marcar o 5ºtempo, mas acaba superado, Pasmem, pelo Niccolò Antonelli que nada fez na temporada desse ano, mas dessa vez o italiano da VR46 passou para o 4ºlugar com 2:07.670. A 5 minutos do final, Antonelli acabou indo para o chão e passou a ter sua posição ameaçada.

Depois disso, não teve qualquer modificação entre os 4 primeiros colocados. Vietti acabou em 6º e foi eliminado. Os que seguem para o Q2 são Joe Roberts, Filip Salac, Lorenzo Dalla Porta e Niccolò Antonelli.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 02’07.062
2 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex 02’07.129
3 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 02’07.204
4 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 02’07.670
5 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 02’07.679
6 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex 02’07.711
7 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta 02’07.893
8 29 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 02’08.055
9 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 02’08.148
10 98 David Sanchis MV Agusta Forward Racing MV Agusta 02’08.350
11 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 02’08.440
12 72 Borja Gomez Flexbox HP40 Kalex 02’08.525
13 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 02’08.686
14 20 Azroy Anuar Petronas MIE Racing RW Kalex 02’08.738
15 99 Kasma Daniel Petronas MIE Racing RW Kalex 02’09.641

Momentos antes de começarem o Q2, muitos pilotos foram para a saída dos boxes e acabaram por partir assim que o cronometro foi disparado. Ai Ogura e Augusto Fernandez, os dois primeiros dos treinos livres brigariam pela pole position com outros 16 pilotos que eram figurantes diante dos dois postulantes ao título de 2022.

Na metade de sua primeira volta rápida, Filip Salac foi para o chão. Na primeira rodada, Tony Arbolino saiu na frente ao marcar 2:06.488 com 4:20 de sessão, seguido de Aron Canet e Alonso Lopez. Com 5 minutos de sessão, Dixon foi para quarto, seguido de Bo Bendsneyder, Acosta, Schrotter, Arenas, Roberts e Beaubier. Após um terço de sessão, os dois pilotos da Honda Asia Team (Ogura e Chantra), Manuel Gonzalez e Filip Salac (que tinha caído).

Dixon e Fernandez foram para a segunda tentativa de marcar volta. Os dois melhoraram seus tempos bem. Dixon foi para 3º e Fernandez foi para o 4ºtempo a 7:55 do final do Q2.

A 7:10 do final, começando a segunda metade da decisão da pole position, Ai Ogura supera Tony Arbolino com o tempo de 2:06.405 levando o Japonês para a pole position. Manuel Gonzalez faz uma bela marca e sobe para a 5ªposição.

A 5 minutos do final: Ogura, Arbolino e Canet estavam na primeira fila, Dixon, Gonzalez e Fernandez estavam na segunda fila, Acosta, Lopez, Bendsneyder e Chantra completam o Top 10. Somkiat Chantra conseguiu uma volta melhor e ganhou a 9ªposição de Bo Bendsneyder.

Arenas, Dixon, Fernandez e Schrotter saem dos boxes para a última tentativa. Mas não tivemos muitas mudanças por posições. Joe Roberts que estava na 12ª pulou para a 10ªposição a 25 segundos do final. Cameron Beaubier deu um belo salto em sua última volta e pulou da 15ª para a 8ªposição e Chantra melhorou um pouco mais seu tempo e foi para a 7ªposição.

Ai Ogura garantiu uma importantíssima pole position para o GP da Malásia, saindo na frente na corrida que pode dar o título ao piloto nipônico caso Ogura consiga a vitória e Fernandez acabar fora dos 12 primeiros colocados. A largada da Moto 2 vai começar as 2:15 da manhã da madrugada do domingo.

Junto de Ogura, quem vai compor a primeira fila é Tony Arbolino que cresceu na parte final da temporada e de Aron Canet que esta na sua busca da primeira vitória na categoria intermediária.

Jake Dixon da Aspar Martinez vai liderar a 2ªfila do grid de largada e vem em busca do 6ºpódio da temporada. Vindo de uma ótima 5ªposição na Austrália, Manuel Gonzalez da Yamaha VR46 vai partir da 5ªposição, sua melhor posição no grid de largada na sua temporada de estreia. Augusto Fernandez vai partir da 6ªposição e terá trabalho para buscar recuperar a liderança do Campeonato Mundial já que Ogura já sai 5 posições e 1 fila na sua frente.

Somkiat Chantra vai largar logo atrás de Fernandez e sua posição é muito importante para ajudar Ogura na disputa do título, mas Pedro Acosta larga em 8º, do lado de Chantra e pode servir de escudo para proteger Augusto Fernandez dos ataques do rápido piloto tailandês.

Cameron Beaubier parte da 9ªposição em sua penúltima corrida na Moto 2 e Alonso Lopez da Speed UP completa o Top 10 do Grid de largada.

Grid de Largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 02’06.405
2 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex 02’06.488
3 40 Aron Canet Flexbox HP40 Kalex 02’06.652
4 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex 02’06.701
5 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 02’06.705
6 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex 02’06.738
7 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 02’06.896
8 51 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex 02’06.934
9 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex 02’06.950
10 21 Alonso Lopez Beta Tools Speed Up Boscoscuro 02’06.952
11 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 02’07.011
12 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 02’07.096
13 75 Albert Arenas Inde GASGAS Aspar Team Kalex 02’07.181
14 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 02’07.203
15 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 02’07.281
16 54 Fermín Aldeguer Beta Tools Speed Up Boscoscuro 02’07.535
17 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 02’08.148
18 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex Sem Tempo
19 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 02’07.679
20 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex 02’07.711
21 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta 02’07.893
22 29 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 02’08.055
23 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 02’08.148
24 98 David Sanchis MV Agusta Forward Racing MV Agusta 02’08.350
25 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 02’08.440
26 72 Borja Gomez Flexbox HP40 Kalex 02’08.525
27 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 02’08.686
28 20 Azroy Anuar Petronas MIE Racing RW Kalex 02’08.738
29 27 Kasma Daniel Petronas MIE Racing RW Kalex 02’09.641

O GP da Malásia da Moto 2 teve uma corrida acirrada pela vitória e um final impressionante. A disputa do campeonato que poderia estar bem encaminhada para um dos dois pilotos acabou ficando mais perto de outro piloto. Em outras palavras, a prova em Sepang não definiu nada, mas pode ter sido fundamental para a decisão do campeonato a favor de Augusto Fernandez.

Na largada. Ogura e Arbolino disputaram a primeira posição e acabou o piloto da Marc VDS levando a melhor sobre o piloto da Honda Asia Team. Na curva 2, 4 pilotos foram para o chão: Somkiat Chantra, Pedro Acosta que atropelou o piloto Tailandês, David Sanches e Alessandro Zacconi. O incidente fez com que Aron Canet caísse para a 16ªposição.

Borja Gomez acabou queimando a largada e tomando 2 voltas longas de punição. Lá na frente, Arbolino abriu vantagem sobre Ogura. Alonso Lopez vinha em 3º, Manuel Gonzalez passou Jake Dixon e passou para a 4ªposição. Em 6ºlugar, Augusto Fernandez buscava superar o piloto britânico da Aspar Martinez

Ogura foi se aproximando de Arbolino no decorrer das primeiras voltas. Lopez, Gonzalez, Dixon e Fernandez já vinham se distanciando dos 2 primeiros colocados. Em 7º, Fermíni Aldeguer já vinha bem longe dos primeiros colocados e depois, Schrotter, Beaubier, Salac e Canet que estava se recuperando e vinha na 11ªposição no final da 5ªvolta. Logo depois, Schrotter tomou a sétima posição do piloto da Speed UP.

A cada volta que se passava, Ogura foi chegando e chegando em cima de Arbolino. Na 9ªVolta, Manuel Gonzalez da Yamaha VR46 supera Alonso Lopez e alcança a 3ªposição no que poderia ser o primeiro pódio da categoria intermediária.

Na metade da prova, As 6 primeiras posições eram de Arbolino, Ogura, Gonzalez, Lopez, Dixon e Fernandez. Schrotter, Beaubier, Salac e Aldeguer completavam os 10 primeiros colocados. Enquanto isso, Pedro Acosta caiu de novo quando estava na 20ªposição e deixou a corrida.

A 7 voltas e meia do final, Ogura se aproxima de Arbolino. No terceiro pelotão, Aron Canet se recuperando após passar Filip Salac assumindo a 9ªposição. Ogura chegou em Arbolino na 12ªvolta e na entrada da volta seguinte o piloto japonês supera Arbolino e assume a liderança.

A partir dai era de se esperar que Ogura abrisse para Arbolino, mas não foi isso que aconteceu, na 14ªVolta, Ogura espalhou na curva 1 e permitiu a retomada de Arbolino a liderança da corrida. Quase que ao mesmo tempo, já a mais de 6 segundos dos líderes, Alonso Lopez se recupera sobre Manuel Gonzalez e volta a terceira posição. Logo atrás, Augusto Fernandez tentou passar Dixon por fora, mas não obteve sucesso na tentativa.

Na penúltima volta, Gonzalez é superado por Dixon e por Fernandez que passa para a 5ªposição. O piloto da equipe Ajo teria de tentar tomar a posição de piloto da Aspar Martinez.

Na volta final, Ai Ogura estava já satisfeito com a segunda posição, mas viu a chance de passar Arbolino na última volta, na curva 9… Arbolino dá a chance para Ogura fazer a manobra que foi por dentro e passou, mas momentos depois acabou indo para o chão e deixando escapar a chance de abrir uma boa vantagem para Augusto Fernandez para a decisão em Valencia.

Tony Arbolino venceu pela terceira vez na temporada, se consolidando como um dos melhores pilotos da temporada de 2022 da Moto 2. Uma vitória que poderia ter sido perdida no final e foi devolvida para ele no final da corrida.

O pódio foi completado por Alonso Lopez da Speed UP e por Jake Dixon que segurou por toda a corrida a Augusto Fernandez e foi recompensado com o 6ºpódio da temporada. Já o piloto da Equipe Ajo fez uma corrida que poderia ter sido bem complicada, mas com a Queda de Ai Ogura acabou beneficiando Fernandez que acabou ficando com a 4ºposição e leva 9,5 pontos de vantagem para seu adversário para Valencia e com a vantagem de correr em casa que pode ser decisivo para a conquista do título da Moto 2.

Manuel Gonzalez chegou a ter posição do pódio, mas perdeu terreno no final e acabou ficando na 5ªposição. Completando os 6 primeiros colocado, bem longe dos primeiros colocado ficou o alemão Marcel Schrotter da IntactGP seguido de Cameron Beaubier da American Racing e de Aron Canet que obteve uma boa recuperação, mas que não lhe permitiu ir além da 8ªposição.

Jeremy Alcoba da IntactGP e Fermín Aldeguer da Speed UP completaram os 10 primeiros colocados. Os pilotos que completaram a zona de pontuação foram Filip Salac da Gresini, Lorenzo Dalla Porta da Italtrans, Albert Arenas da Aspar Martinez, Bo Bendsneyder e Tairo Haga da SAG.

Resultado Final da 19ªetapa do Mundial de Motovelocidade – Temporada 2022
GP da Malásia – Sepang – 18 Voltas – Moto 2

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex 38’25.2330
2 21 Alonso Lopez MB Conveyors Speed Up Boscoscuro a 11.411
3 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 11.802
4 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex a 13.206
5 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 14.770
6 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex a 17.166
7 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex a 20.222
8 40 Aron Canet Flexbox HP40 Kalex a 24.279
9 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex a 24.407
10 54 Fermín Aldeguer MB Conveyors Speed Up Boscoscuro a 24.482
11 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex a 30.636
12 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex a 33.595
13 75 Albert Arenas Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 34.448
14 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 34.927
15 29 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 43.757
16 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 44.940
17 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 45.182
18 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex a 48.818
19 27 Kasma Kasmayudin Petronas MIE Racing RW Kalex a 53.121
20 72 Borja Gomez Flexbox HP40 Kalex a 54.465
21 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex a 54.812
22 20 Azroy Anuar RW Racing GP Kalex a 55.685
79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 1 Voltas – acidente
61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex a 9 Voltas – abandonou
51 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex a 9 Voltas – acidente
16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex a 10 Voltas – Mecânico
13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex a 13 Voltas – acidente
35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 17 Voltas – acidente
98 David Sanchis MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 18 Voltas – Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP