GP da Áustria – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 3 – 11ªetapa

Depois da prova da semana passada, tivemos um grid um pouco mais esvaziado. Xavier Artigas teve que ficar isolado para se recuperar da Covid-19. Niccolò Antonelli teve de ser substituído pelo italiano Elia Bartolini que fazia a sua 5ªparticipação da temporada, dessa vez pela Avintia. 

A Sessão começa com 13 pilotos por 4 vagas para o Q2. Os primeiros pilotos a irem para a pista foram Yuki Kunii, Maximilian Kofler e Kaito Toba. Outros pilotos preferiam esperar mais um pouco. Esse foi o caso dos pilotos da Snipers, que junto de Adrián Fernandez acabaram indo para a pista com 2 minutos de sessão.

Das primeiras marcas, a melhor foi com o francês Lorenzo Fallon da Sic58, marcando o tempo de 1;36.784, seguido de Carlos Tatay, Andi Girald Izhidar e Kaito Toba a 11 minutos do final. Porém, segundos depois, os dois primeiros acabaram com suas voltas anuladas. Izhidar passou a ser o líder, mas isso iria durar muito…

… A 9:15 do final, Carlos Tatay passou para a ponta, com 1:36.482. o piloto da Avintia era seguido de David Salvador, Migno e Toba, deixando Fellon vinha na 5ªposição. A expectativa era para o tempo dos pilotos da Owlride, enquanto Fellon, Izdihar e Kunii foram para os boxes, Stefano Nepa marca o 4ºtempo.

A 6 minutos do final, Migno melhorou sua marca, mas manteve a 3ªposição. Ricardo Rossi marcou o 6ºmelhor tempo. Até aquele momento, Tatay, Salvador, Migno e Adrian Fernández que tomou a posição de Nepa passariam para o Q2.

A 4:25 do final, Toba voltou a fazer uma bela volta e subiu até a 2ªposição. Stefano Nepa foi para a 4ªposição e se colocou a frente de Andrea Migno que estava classificado minutos anteriores. Em busca de voltar à zona de classificação, Adrian Fernández tentou melhorar sua marca, mas não passou da 6ªposição. Pior que isso, o piloto da equipe de Max Biaggi foi ao chão na curva 1.

Ricardo Rossi teve que tirar o pé na sua penúltima tentativa, mas teria uma última volta e nela, ele não poderia errar. Resultado dessa pressão é que o piloto da Owlride não errou e acabou marcando o melhor tempo da repescagem, com 1:36.451. Carlos Tatay ficou na segunda posição. Os outros classificados foram Stefano Nepa da Owlride, equipe que levou os dois pilotos ao Q2 e Kaito Toba da CIP Green. Os pilotos da Snipers acabaram ficando de fora do Q2.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
154Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’36.451
299Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’36.472
382Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’36.476
427Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’36.568
538David SalvadorRivacold Snipers TeamHonda1’36.627
692Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’36.792
716Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’36.837
831Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’36.892
920Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’37.121
1073Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’37.359
1119Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’37.411
1222Elia BartoliniAvintia VR46KTM1’37.760

Já de inicio, a maioria dos pilotos foram para a pista assim que o cronometro foi disparado. Alguns pilotos como Darryn Binder e Dennis Foggia esperaram um pouco, só saíram dos boxes perto de 2 minutos de sessão.

Os pilotos da equipe Ajo depois de uma volta, acabaram voltando aos boxes em busca de um acerto melhor ou de consertar um acerto que não deu certo. Após os primeiros tempos marcados, Tatsuki Suzuki da Sic 58 era o líder com 1:35.921, seguido de Gabriel Rodrigo da Gresini, Ayumi Sasaki da Tech 3 e Deniz Oncü também da Tech 3. Para Rodrigo, nem adiantaria sua marca, ele teria de largar dos boxes por causa de pilotagem irresponsável no 3ºtreino livre, quando derrubou Ryusei Yamanaka. Não bastando isso, Rodrigo acabou derrubando Suzuki n 9:50 do final da sessão, mostrando desequilíbrio do piloto argentino.

Sasaki acabou sendo seu tempo cancelado, mas ele foi a luta e voltou a marcar uma boa volta, subindo de novo para a terceira posição. Kaito Toba fez uma boa volta a 8 minutos do final e subiu da 10ª para a 5ªposição.

A expectativa estava sobre os pilotos da Ajo, mas Acosta e Masia não fizeram bons tempos na sua primeira tentativa. Ao tentar uma volta rápida, Oncü se atrapalhou no final dela e saiu reclamando de todo mundo, de forma desnecessária, pois ainda tinha tempo para melhorar sua volta, que ainda dava a 4ªposição.

A 6:30 do final, Dennis Foggia marcou 1:36.233 e passa a terceira posição. 45 segundos depois, Pedro Acosta fez uma grande volta e passou para a segunda posição, com 1:36.207 e fica atrás apenas de Tatsuki Suzuki da SIC58. O piloto japonês teve de passar no hospital para um check-UP. Rodrigo em 3º iria largar dos boxes. A pole position ainda estava muito em aberta, até mesmo Suzuki poderia ser o pole, caso ninguém melhorasse o tempo de 1:35.921.

A 4:10 do final, Jaume Masia subiu para a 4ªposição, Nepa faz uma boa volta, mas a 15 milésimos atrás do piloto da KTM e se colocou na 6ªposição.

A 2 minutos e meio do final, Romano Fenati fez uma sensacional volta e acabou marcando o tempo de 1:35.850. Finalmente alguém superou o tempo de Suzuki. No final, os pilotos tentaram tirar Fenati da primeira posição, mas nenhum deles conseguiu alcançar o tempo do piloto de Max Biaggi.

A pole ficou mesmo com Romano Fenati que esta em um bom momento na temporada, vindo de pódio na etapa passada, o terceiro colocado do campeonato estava buscando sua primeira vitória na temporada. Mesmo com uma volta apenas e acidentado, Tatsuki Suzuki conseguiu uma importante 2ªposição. Se tivesse continuado, era bem provável que a pole ficasse com o piloto Japonês. Depois do término do tempo, Jeremy Alcoba fez uma brilhante volta e conquistou a 3ªposição, fechando a primeira fila.

Na segunda fila, é composta com o espanhol Jaume Masia da Ajo, seguido dos dois pilotos da Tech 3. Nessa disputa particular foi Deniz Oncü que levou vantagem sobre Ayumi Sasaki. O líder do campeonato Pedro Acosta larga na 7ªposição.

Gabriel Rodrigo que terminou o dia em 8ºlugar vai largar na última posição com a punição. Com isso Dennis Foggia da Leopard Racing herda a 8ªposição. Stefano Nepa da Owlride e Izan Guevara da Gas Gas completavam os 10 primeiros lugares. Sergio Garcia largaria da 13ªposição.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
155Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’35.850
224Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’35.921
352Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’36.060
45Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’36.093
553Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’36.104
671Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’36.169
737Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM1’36.207
87Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’36.233
982Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’36.241
1028Izan GuevaraSANTANDER Consumer GASGASGASGAS1’36.354
1154Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’36.369
1227Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’36.398
1311Sergio GarcíaSANTANDER Consumer GASGASGASGAS1’36.409
1417John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’36.455
1599Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’36.482
1612Filip SalačCarXpert PruestelGPKTM1’36.603
1740Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda1’36.722
1838David SalvadorRivacold Snipers TeamHonda1’36.627
1992Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’36.792
2016Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’36.837
2131Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’36.892
2220Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’37.121
2373Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’37.359
2419Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’37.411
2522Elia BartoliniAvintia VR46KTM1’37.760
262Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’36.224

A Moto 3 começou a programação de corridas no domingo, com um dia ensolarado e uma bela disputa pela vitória. Vendo do meio do grid, Sergio Garcia acabou superando os adversários e conquistando uma vitória muito importante para ele que ainda sonha com o título da Moto 3.

Romano Fenati na pole, largou bem e manteve a liderança, com Acosta, Sasaki e Suzuki. Na curva 4, Acosta supera Fenati e assume a liderança. No final da primeira volta, Andrea Migno e David Salvador se tocaram e foi o italiano que levou a pior e foi ao chão. Era fim de prova para Migno.

Fenati conseguiu voltar à frente de Acosta, mas segundos depois, o líder do campeonato recuperou a ponta da prova. A partir da 3ªvolta, o turco Deniz Oncü surge na briga com Fenati e Acosta pela 1ªposição. No final da volta 3, Fenati e Oncü superaram Acosta e passaram as 2 primeiras posições. Sergio Acosta já vinha em 4º com sua Gas Gas após largar da 13ªposição. Foggia, Masia, Sasaki, Alcoba, Suzuki e McPhee completavam a lista dos 10 primeiros colocados.

Ao começar a 5ªVolta, Deniz Oncü assumiu pela primeira vez a liderança. Ela durou até o final da volta, quando Romano Fenati passou para a liderança. Acosta aproveitou e superou o Turco da Tech 3 e passou a 2ªposição. Masia, Garcia e Foggia brigavam pela 4ªposição. Ao final da 6ªVolta, Sasaki vai ao chão e abandona a prova, chega a tocar em Darryn Binder e houve a observação sobre o incidente, mas inteligentemente os comissários não deram punição nenhuma, pois não teve nada de anormal na pilotagem do sul-africano.

Após o acidente, Oncü, Acosta, Fenati, Garcia, Masia e Foggia se distanciaram na frente, com Darryn Binder na 7ªposição.

Na 9ªVolta, o líder era Oncü, com Masia em 2º após superar Pedro Acosta.  Sergio Garcia em 4º, Romano Fenati caiu para 5ªposição e Dennis Foggia continuava na 6ªposição. Ao começar a 10ªvolta, Masia passou para a liderança e se manteve até a curva 8 para a 9, foi quando Romano Fenati faz uma ultrapassagem sensacional sobre os pilotos da equipe Ajo e de Oncü, por fora para assumir a liderança, numa fantástica manobra do piloto da Husqvarna.

Ao começar a 11ªVolta, Oncü e Acosta passam por Fenati e voltam a disputar a liderança. Enquanto isso, Carlos Tatay e Jeremy Alcoba tiveram que pagar a punição da volta longa, por terem passado dos limites da pista.

Chegando a metade da prova, continuava 6 pilotos no primeiro pelotão, com Oncü na frente. Com os dois pilotos da Petronas em 7º e 8º, tentando chegar no pelotão da frente. Izar Guevara  estava em 9º, mas já bem longe da disputa dos primeiros lugares.

A batalha da liderança estava mais focada entre Denis Oncü, Pedro Acosta e Romano Fenati que ficavam alternando a liderança entre eles. A 10 voltas do final, Oncü, Masia e Acosta faziam a trinca da KTM nas 3 primeiras posições, ao mesmo tempo que os pilotos da Petronas chegaram de vez no pelotão.

Enquanto o turco tentava abrir vantagem, o líder do campeonato, Pedro Acosta chega a passar para segundo, mas acaba tomando ultrapassagem de Masia e Fenati, caindo para 4ªposição. A 8 voltas do final, Acosta supera Fenati na curva 6 e volta a 3ªposição. Enquanto isso, Sergio Garcia da Gas Gas, Dennis Foggia da Leopard Racing e os pilotos da Petronas vinham só observando a briga dos 4 primeiros colocados.

A 6 voltas do final, Fenati tenta briga pela ponta com Oncü, mas o italiano é superado por Acosta, Masia e Garcia, caindo para a 5ªposição.

Nas voltas seguinte, Pedro Acosta e Sergio Garcia vinham disputando a 2ªposição, numa briga direta pela liderança do mundial. A 3 voltas do final, o piloto da Gas Gas não só supera Acosta como também passa Oncü e chega a liderança pela primeira vez. Logo Acosta e Oncü superam Garcia.

Na penúltima volta, Oncü e Acosta brigam pela vitória. Enquanto que Foggia finalmente aparece e briga pela terceira posição com Sergio Garcia. Porém o piloto da Gas Gas tinha o foco em Acosta e Oncü. O turco abriu a volta final na frente, Acosta tentou passar o turco, mas tomou passada de Sergio Garcia, que tão logo passou a segunda posição foi para cima de oncü…

… nas curvas finais, Sergio Garcia supera Deniz Oncü e leva sua moto até a bandeirada, conquistando a sua terceira vitória na temporada e diminuindo a diferença de Pedro Acosta na classificação do Mundial. Já o piloto turco conquista seu melhor resultado na Moto 3 e da sua carreira, mas certamente ficou bem frustrado por ter ficado tão perto de uma inédita vitória no Mundial.

Dennis Foggia arrancou no final um pódio, isso após ficar a corrida toda sem ter uma impressão de que iria chegar à disputa pela vitória. No final, o único piloto da Leopard Racing correspondeu e superou Pedro Acosta para ficar na 3ªposição. O líder do campeonato que lutou pela vitória a maior parte do tempo acaba ficando sem pódio, na 4ªposição, mas ainda tem uma boa folga na liderança do campeonato.

Romano Fenati com a Husqvarna e Jaume Masia com a KTM ajo disputaram as primeiras posições, mas acabaram na hora decisiva ficando fora da disputa da vitória. Na reta final de prova, os pilotos da Petronas e o espanhol Izan Guevara disputaram a 7ªposição. Foi o escocês John McPhee que levou a melhor sobre Guevara e Binder, 8º e 9ºlugares respectivamente. Kaito Toba da CIP Green completa os 10 primeiros colocados.

Resultado final da 11ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Áustria – Spielberg – 23 Voltas – Moto 3

pospilotoequipemototempo
111Sergio GarcíaSANTANDER Consumer GASGASGASGAS37’10.345
253Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 0.027
37Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 0.346
437Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMa 0.394
555Romano Fenati Sterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 0.462
65Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTMa 0.794
717John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 1.331
828Izan GuevaraSANTANDER Consumer GASGASGASGASa 1.440
940Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaa 2.399
1027Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 6.135
1124Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 6.602
1212Filip SalačCarXpert PruestelGPKTMa 14.716
1382Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 14.920
1452Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 21.668
1519Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHondaa 21.976
1699Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTMa 22.147
1720Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 22.161
1892Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 22.198
1954Riccardo RossiBOE OwlrideKTMa 22.363
202Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 24.454
2138David SalvadorRivacold Snipers TeamHondaa 24.706
2273Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 25.129
2322Elia BartoliniAvintia VR46KTMa 34.520
31Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 12 voltas
71Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 18 voltas
16Andrea MignoRivacold Snipers TeamHondaa 23 voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Estiria – Mundial da Motovelocidade 2021 – MotoGP – 10ªetapa

Etapa realizada no dia 8 de Agosto, no dia de encerramento das Olimpíadas de Tokyo. A etapa que deu a primeira vitória de Jorge Martin e a primeira vitória da Pramac na categoria principal.

A classificação teria 13 pilotos disputando 2 vagas para o Q2. Entre eles estava o espanhol Daniel Pedrosa, com a 3ªmoto da KTM, participando de um final de semana de GP, desde do GP da Comunidade Valenciana de 2018. A maiorias dos pilotos foram para pista, com todas as armas para a primeira volta.

Alex Rins já mostra as cartas nos primeiros minutos, marcando 1:24.246, tempo que ficou bem a frente dos demais pilotos. Na volta seguinte, Rins melhora seu tempo para 1;23.844 a 10:30 do final. Alex Marquez chega a fazer o segundo tempo. Porém, acabou superado pelo Gueopado sul-africano Brad Binder com 1:24.050 na segunda posição e Pòl Espargaró com 1:24.129 na 3ªposição.

A situação estava boa para Rins e Binder, mas tudo muda com a boa volta de Alex Marquez (1:23.968) a 9 minutos do final, que faz o piloto da LCR Honda voltar a segunda posição. 20 segundos depois, Miguel Oliveira destruiu os cronômetros e toma a ponta do Q1, após marcar 1:23.773.

Na metade da sessão, Oliveira e Rins vinham se classificando. Alex Marquez vinha em 3º, Binder em 4º, Daniel Pedrosa em sua volta vinha em boa 5ºposição. Pol Espargaró, Bastianini, Rossi, Marini, Crutchlow que substituía Morbidelli, Petrucci, Savadori e Lecuona. A 5 minutos do final, todo mundo voltou a batalha, buscando as vagas para o Q2, que estavam abertas.

Valentino Rossi melhorou, mas só foi suficiente para passar a 5ªposição, a 2 minutos e 40 segundos do final.

A 1 minuto e 40 segundos do final, Rins fez 1:23.781, ficando a 8 milésimos do tempo de Miguel Oliveira. Quem tinha uma ótima volta foi Dani Pedrosa, mas ela acabou sendo cancelada. Era por causa de o piloto passar do limite da pista.

No final, Miguel Oliveira marcou 1:23.552. parecia que o Português fincava seu lugar no Q2. Porém, Enea Bastianini com 1:23.510 e Alex Marquez com 1:23.547 (apenas 5 milésimos a frente de Miguel Oliveira) deixaram o piloto da KTM em 3º, mas quando Oliveira achava que o dia iria acabar por ai mesmo, acabou que a volta de Bastianini foi cancelada. Enquanto o piloto da Avintia caiu para a 10ªposição, Oliveira acabou levando a segunda vaga do Q2.

Alex Marquez foi o mais rápido da repescagem. Alex Rins acabou ficando na terceira posição. A Se destacar o bom desempenho de Daniel Pedrosa, fazendo uma 4ªposição e conseguindo largar na 14ªposição. Muito bom para quem estava sem disputar corridas na MotoGP a mais de 2 anos e meio.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
173Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’23.547
288Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.552
342Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’23.585
426Dani PedrosaRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.730
544Pol EspargaroRepsol Honda TeamHonda1’23.971
633Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’24.050
746Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.097
810Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’24.115
927Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’24.141
1023Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’24.245
1132Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’24.405
129Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’24.465
1335Cal CrutchlowPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.513

Logo que o tempo foi disparado, os pilotos partem para a pista, liderados por Aleix Espargaró e Joan Mir. Os pilotos da Pramac saíram para a pista 30 segundos depois. Francesco Bagnaia e Fabio Quartararo foram os últimos a saírem para a pista.

Mir fez a primeira volta da sessão, seu tempo de 1:24.272 foi superado primeiro por Jack Miller. A 11:20 do final, Marevick Viñales marca 1:23.902 contra 1:23.959 de Francesco Bagnaia.  A menos de 11 minutos do final, Fabio Quartararo quebrou os cronômetros, com 1:23.259 passa a liderança, muito na frente dos seus adversários.

A 10:30 do final, Jack Miller faz volta melhor (1:23.300) e se aproxima de Quartararo, Jorge Martin passou a ser o 3ºcolocado. Ao perceber que os adversários chegavam perto, o líder do campeonato melhorou sua marca na volta posterior, com 1:23.075, consolidando na liderança a 9:30 do final. Jorge Martin chegou a fazer uma boa volta que acabou cancelada.

Na metade do Q2, Quartararo da Yamaha, Miller da Ducati e Martin da Pramac formariam a primeira fila. Mir era o 4º seguido de Viñales, Aleix Espargaró, Marc Marquez, Nakagami, Zarco, Alex Marquez e Miguel Oliveira. O piloto português não tinha ido para a pista.

Aos poucos, os pilotos começaram a voltar para as últimas tentativas de tirar Quartararo da primeira fila. A 4 minutos do final, Bagnaia consegue tomar a pole para ele, com 1:23.038.

Esse tempo seria superado pelo espanhol Jorge Martin, o primeiro a romper a barreira do 1 minuto e 23 segundos, com 1:22.994 a 2 minutos e 25 segundos do final. Na reta final, Zarco passou para a 5ªposição, logo a frente de Takaagi Nakagami. Segundos depois, Mir superou os 2, subindo para a 5ªposição. Marc Marquez sobe da 10ª para a 7ªposição.

Fabio Quartararo buscou recuperar a pole position, no tempo acabou conseguindo a pole, com 1:22.958. Porém, essa volta acabou sendo cancelada e Jorge Martin pode comemorar a pole position. Após algumas corridas de fora e depois de voltar ter perdido um pouco o ritmo que obteve no começo do ano, o espanhol deu pistas de que estava voltando a esse ritmo. Francesco Bagnaia, vice-líder do campeonato larga em segundo com sua Ducati e Fabio Quartararo da Yamaha larga em 3º, fechando a primeira fila.

A segunda fila é aberta pelo australiano Jack Miller da Ducati, que precisava se reencontrar no campeonato.  Joan Mir leva a Suzuki a uma 5ªposição, muito acima das expectativas para uma moto não muito potente. Johann Zarco da Pramac completa a 2ªfila.

Aleix Espargaró abre a 3ªfila, com sua Aprilla fazendo mais do que era possível com a pior moto da MotoGP.  Completam a fila, Marc Marquez da Honda Repsol e Marevick Viñales da Yamaha. Na quarta fila terá Takaagi Nakagami e Alex Marquez da LCR Honda e Miguel Oliveira da KTM fechando a 4ªfila.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
189Jorge MartinPramac RacingDucati1’22.994
263Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’23.038
320Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’23.075
443Jack MillerDucati Lenovo TeamDucati1’23.300
536Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’23.322
65Johann ZarcoPramac RacingDucati1’23.376
741Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniAprilia1’23.448
893Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’23.489
912Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’23.508
1030Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’23.536
1173Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’23.841
1288Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.944
1342Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’23.585
1426Dani PedrosaRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.730
1544Pol EspargaroRepsol Honda TeamHonda1’23.971
1633Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’24.050
1746Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.097
1810Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’24.115
1927Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’24.141
2023Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’24.245
2132Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’24.405
229Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’24.465
2335Cal CrutchlowPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.513

O domingo consagraria um estreante na temporada. Com uma vitória incontestável e uma prova que teve um acidente impressionante, que fez a corrida parar por mais de meia-hora.

Na largada, Martin deu um pulo metros depois da largada, esse pulo comprometeu um pouco essa largada, perdendo a posição para Francesco Bagnaia. Nas curvas 2 e 3, Martin recupera a ponta, mas na curva seguinte, Francesco Bagnaia volta a liderança. Joan Mir, Fabio Quartararo, Marc Marquez e Marevick Viñales completavam os 6 primeiros.

Marquez passou Quartararo na marra, enquanto que Mir passa Martin no final da 1ªvolta, mas com a potência da sua moto, Jorge Martin volta à segunda posição. Na metade da 2ªVolta, Marquez tenta passar Mir e consegue, mas Quartararo decidiu entrar na briga e fazer linha de três na curva 6. Isso acabou mal para Marquez que acabou perdendo a trajetória da curva e caiu para a 6ªposição.

Tudo estava muito bom, mas na terceira volta, Dani Pedrosa caiu na curva 3 e sua moto foi atingida por Lorenzo Savadori. O Resultado foi que a moto do piloto da KTM explode e fica em chamas. A bandeira vermelha foi acionada e todo mundo foi para os boxes.

Savadori teve problemas físicos, o acidente acabou machucando a sua perna o suficiente para não permitir que ele continuasse na prova. Dani Pedrosa pode voltar para a nova corrida, que teria 27 voltas. As posições do grid de largada seriam as conquistadas na classificação do Sábado.

Mais de meia hora depois, os pilotos partem para a formação do Grid de largada, 1 minuto depois para a volta de apresentação. Marevick Viñales teve problemas para partir e acabou tendo de largar dos boxes. Após tudo isso, tivemos a nova relargada e Martin manteve a liderança, mas Miller logo tomou a liderança para ele na 3ªcurva, deixando Jorge Martin para segunda posição e Joan Mir na 3ªposição.

Mir foi pra luta e consegue superar Martin no final da segunda volta, mas quando chega na reta, a potência das motos da Ducati acaba suplantando a ciclística da Suzuki. Martin passa Mir na 3ªcurva da 3ªvolta.

Miller, Martin, Mir, Quartararo e Zarco formavam o primeiro pelotão. Alex Marquez e Takaagi Nakagami da LCR Honda estavam muito bem, na 6ª e 7ªposições. Ao mesmo tempo que existia uma grande briga que começava no Sul-Africano Brad Binder (8ªposição) até Enea Bastianini da Avinita (que vinha na 17ªposição). Na 5ªVolta, Aleix Espargaró abandona, sua moto deu problema e o piloto nada poderia fazer.

Nesse momento, Jorge Martin e Joan Mir tinham superado Jack Miller, os dois assumiram as 2 primeiras posições, enquanto que o australiano começou a ser pressionado por Fabio Quartararo e Johann Zarco. Na 7ªVolta, o líder do campeonato (Quartararo) supera o piloto da Ducati e assume a 3ªposição. Miller ainda tentou dar o troco e voltar a posição do pódio, mas o piloto da Yamaha recuperou a ponta na curva 6… Foi uma boa briga, mas Quartararo acabou levando a melhor.

Enquanto isso, Mir tentava passar Martin, mas não tinha potência suficiente para realizar essa ultrapassagem. Os dois tinham fugido de Quartararo, Miller e Zarco após 8 voltas de corrida. Um pouco mais atrás, Nakagami superou Alex Marquez na disputa particular da LCR e assumiu a 6ªposição. Alex Rins, Brad Binder e Miguel Oliveira completavam as 10 primeiras posições. Francesco Bagnaia vinha em uma decepcionante 11ªposição, seguido de Marc Marquez.

Marevick Viñales que já tinha problemas acaba tomando a punição da volta longa, sua prova que já estava ruim ficou ainda pior. A prova acabou para Miguel Oliveira, que teve problemas mecânicos na metade da prova.

Jorge Martin e Joan Mir continuavam na frente, disputando a liderança e a vitória. Enquanto isso, Quartararo continuava na frente de Miller. Esse quadro continuou até que a 10 voltas do final, Miller acabou indo para o chão e abandono a prova. O líder do campeonato estava mais tranquilo na 3ªposição. Enquanto que um dos candidatos ao título acabou caindo e perdendo a chance de tirar a boa vantagem de Quartararo na liderança do campeonato. Zarco também se aproveita, subindo para a 4ªposição. Nakagami chega a 5ªposição, com Rins, Binder, Marc Marquez, Alex Marquez e Bagnaia completavam os 10 primeiros colocados.

Nas voltas finais, Jorge Martin começa a abrir vantagem sobre Joan Mir, à vitória vinha se consolidando volta após volta. A 5 voltas do final, Martin abria 1.2 segundo sobre o campeão do mundo de 2020. Quartararo vinha tranquilo na terceira posição. Zarco, Nakagami vinham tranquilos na 4ª e 5ªposições. Brad Binder vinha próximo de Alex Rins, na busca pela 7ªposição.

Jorge Martin levou sua moto até o final da prova e conquistou a primeira vitória na MotoGP. Festa para a Pramac Racing que conquistou sua primeira vitória na sua história, desde da sua estreia na temporada de 2002. Festa para o piloto que começa a se consolidar na categoria e pela equipe que pode comemorar uma vitória que por tanto tempo tentada e por tantas vezes escapou por detalhes.

Em uma grande corrida, Joan Mir levou a Suzuki para uma improvável segunda posição. Para uma moto sem muita potência é sim um resultado invejável, mostrando a categoria de um campeão do mundo. Fabio Quartararo fez uma grande corrida e acabou conquistando uma importante 3ªposição, consolidando a sua liderança no campeonato.

Ao final da prova, Brad Binder teve um desempenho incrível, passando da 7ª para a 4ªposição nas voltas finais, após superar Rins primeiro, depois Johann Zarco e por último, Takaagi Nakagami. O Sul-africano acabou o dia em excelente 4ªposição, um bom resultado para a KTM na primeira prova de casa da equipe.

Takaagi Nakagami fez uma bela apresentação e chegou na 5ªposição, seu segundo melhor resultado na temporada de 2021. Johann Zarco caiu de posição na reta final e acabou o dia na 6ªposição, muito decepcionante para o francês foi ver seu companheiro de equipe vencer pela primeira vez, enquanto que Johann ainda não conseguiu essa vitória. Alex Rins fez uma boa corrida, mas longe do desempenho de Joan Mir, chegando na 7ªposição.

Os irmãos Marquez chegaram na 8ª e 9ªposição, com Marc na frente de Alex. Francesco Bagnaia da Pramac chegou a passar Alex, mas foi punido em 3 segundos e acabou o dia na 11ªposição, ficando atrás de Daniel Pedrosa, numa corrida muito boa, numa participação bem forte para um piloto que não corrida a 2 anos e meio.

Mesmo com a Punição da volta longa, Enea Bastianini acabou ficando em uma honrosa 12ªposição. Valentino Rossi lutou muito e acabou salvando a 13ªposição. Completaram a zona de pontuação:  Luca Marini da Avintia e Iker Lecuona da Tech 3.

A ressaltar a lamentável apresentação de Pol espargaró, que se quer marcou ponto no GP da Estiria, ficando na 16ªposição. Pior foi Marevick Viñales, que acabou na 19ªposição. Essa foi a última vez que o espanhol correu pela Yamaha. No relato da prova seguinte, você vai saber quais foram esses motivos.

Resultado final do GP da Estíria
11ªEtapa do Mundial de motovelocidade – MotoGP

pospilotoequipemototempo
189Jorge MartínPramac RacingDucati38’07.879
236Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 1.548
320Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 9.632
433Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 12.771
530Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 12.923
65Johann ZarcoPramac RacingDucatia 13.031
742Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 14.839
893Marc MárquezRepsol Honda TeamHondaa 17.953
973Álex MárquezLCR Honda CASTROLHondaa 19.059
1026Dani PedrosaRed Bull KTM Factory RacingKTMa 19.389
1163Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucatia 21.667
1223Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucatia 25.267
1346Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamahaa 26.282
1410Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucatia 27.492
1527Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTMa 31.076
1644Pol EspargaróRepsol Honda TeamHondaa 31.150
1735Cal CrutchlowPetronas Yamaha SRTYamahaa 40.408
189Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTMa 48.114
1912Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 1’03.149
43Jack MillerDucati Lenovo TeamDucatia 9 voltas
88Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTMa 13 voltas
41Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 23 voltas
32Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniApriliaNão largou na 2ªlargada

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Estiria – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 3 – 10ªetapa

Prova realizada no dia 8 de Agosto, no último dia das Olimpíadas de 2021. Sessão de Classificação: Nenhum dos pilotos partiu de cara para o começo da repescagem. Só depois de 1 minuto e que entrou os dois pilotos da Honda Asia Team (Izdihar e Kunii) para marcarem volta. Com 3 minutos e 20 segundos de sessão, o espanhol David Salvador entra na pista, substituindo a Alberto surra na equipe Snipers. Já Filip Salac reestreava na PruestelGP e estava no Q2. A 9:20 do final, Izhidar estava na liderança, seguindo de Kunii.

Quando a sessão estava chegando na sua metade, com 8 minutos para o final, todo mundo resolve entrar na pista. A sessão iria começar de verdade. Enquanto isso, Salvador passou a liderança com o tempo de 1:37.846.

Enquanto o estreante da Snipers voltava para os boxes, os pilotos dizimaram o tempo de Salvador. Tatsuki Suzuki faz 1:36.528 e assume a liderança. 10 segundos depois, Romano Fenati faz o segundo tempo. Ryusei Yamanaka e Dennis Foggia completavam os 4 primeiros.

A 2:45 do final, Artigas e Rodrigo fizeram boas marcas. Com pouco tempo pela frente, ninguém poderia marcar bobeira. Tanto é que Artigas da Leopard e Rodrigo da Gresini foram para outra volta rápida. Nela, o Argentino fez o segundo tempo com 1:36.605, Já Xavier Artigas melhorou para a 4ªposição. Fenati melhora a sua marca, mas fica mesmo na 3ªposição.

Muitos tentaram melhorar na última volta, mas somente Dennis Foggia conseguiu melhorar seu tempo. De fora do Q2 para a 1ªposição após fazer 1:36.526, se classificando para o Q2, junto de Tatsuki Suzuki, Gabriel Rodrigo e Romano Fenati. Sobrou para Xavier Artigas que ficou em 5º e teve seu treino encerrado naquele momento, junto de outros 10 concorrentes.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
17Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’36.526
224Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’36.528
32Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’36.605
455Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’36.618
543Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’36.742
699Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’36.818
76Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’36.872
892Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’36.882
920Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’36.953
1073Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’36.970
1127Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’37.317
1238David SalvadorRivacold Snipers TeamHonda1’37.366
1331Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’37.538
1419Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’37.713

De imediato, Sergio Garcia, Dennis Foggia e Izar Guevara foram para a pista, segundos depois  a maioria dos pilotos saíram para a disputa da pole position. Darryn Binder, John McPhee, Gabriel Rodrigo e Andrea Migno esperaram um pouco, até que os pilotos da Petronas foram para a pista, seguido dos outros dois pilotos.

Foggia fez 1:36.817, mas seu tempo é superado por Niccolò Antonelli da Avintia, com a marca de 1:36.728.

Izar Guevara e Dennis Foggia estavam mirando a pole position. A menos de 10 minutos do final, Guevara passa a liderar a disputa pela pole, a apenas 2 milésimos de Foggia.

Antonelli vinha muito rápido, tinha tudo para voltar a pole, mas acabou indo para o chão, justo na curva 10 e acaba deixando a sessão, no que poderia ser um grande dia para ele.

Na metade da sessão, Izar Guevara vinha com a pole nas mãos, seguido de Dennis Foggia, Darryn Binder da Petronas, Niccolò Antonelli que não iria mais treinar, John McPhee que subiu para 5ªposição em sua volta. Rodrigo, Garcia, Fenati, Oncü e Nepa eram os 10 primeiros colocados.

A classificação mudaria a 5:50 do final. Foi nessa hora que Pedro Acosta marcou 1:36.575 e tomou das mãos de Guevara a liderança da sessão. Seu companheiro de equipe, Jaume Masia não foi além da 11ªposição.

Vice-líder do campeonato, Sergio Garcia mirou o tempo de Acosta para superar seu grande rival na disputa pelo título. A 3:10 do final, o piloto principal da Gas Gas passa a frente com 1;36.512. Jaume Masia fez uma boa volta e pulou da 11ª para a 5ªposição.

Garcia não queria perder a pole de jeito nenhum e acabou baixando sua marca a 1 minuto e meio do final do Q2, com 1:36.477. Mas na volta seguinte, o piloto da Gas Gas foi para o chão e deixou uma brecha para alguém tirar ele da pole position, isso aconteceu nos instantes finais.

Deniz Oncü acabou marcando 1:36.453 e levou a pole position para ele. Um ótimo trabalho do turco da Tech 3, que faz uma temporada bem irregular. Em 2º, estava um frustrado Sergio Garcia da Gas Gas que tinha a pole em suas mãos, pelo menos partia na frente de Pedro Acosta. O líder do campeonato larga em 4º e abre a segunda fila. Entre eles, estava o Italiano Romano Fenati da Husqvarna que subiu para 3ªposição na reta final de classificação.

Izan Guevara levou a outra Gas Gas na 5ªposição, chegando a lutar pela pole position na primeira metade do Q2. O italiano Dennis Foggia completa a 2ªfila com sua moto da Leopard Racing, que acabou sendo a melhor Honda na classificação.

Jaume Masia abre a 3ªfila, na 7ªposição. Porém, mas vendo mais uma vez Acosta na sua frente. Completando os 10 primeiros colocados: Darryn Binder da Petronas, Jeremy Alcoba e Gabriel Rodrigo, ambos da Gresini que largariam na 9ªe 10ªposições.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
153Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’36.453
211Sergio GarcíaSANTANDER Consumer GASGASGASGAS1’36.477
355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’36.506
437Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM1’36.575
528Izan GuevaraSANTANDER Consumer GASGASGASGAS1’36.635
67Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’36.637
75Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’36.637
840Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda1’36.657
952Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’36.716
102Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’36.720
1123Niccolo AntonelliAvintia VR46KTM1’36.728
1217John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’36.743
1354Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’36.807
1424Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’36.819
1571Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’37.116
1616Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’37.296
1782Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’37.513
1812Filip SalačCarXpert PruestelGPKTMSem Tempo
1943Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’36.742
2099Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’36.818
216Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’36.872
2292Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’36.882
2320Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’36.953
2473Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’36.970
2527Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’37.317
2638David SalvadorRivacold Snipers TeamHonda1’37.366
2731Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’37.538
2819Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’37.713
Niccolò Antonelli e Carlos Tatay não participaram da corrida por causa de acidente
Xavier Artigas não participou da prova por ter sido infectado com a Covid-19

No começo do domingo, choveu em Spielberg e a prova de retornada do Mundial de Motovelocidade. Seria uma prova de fortes emoções, com uma pista úmida e com uma pequena trilha seca.

Deniz Oncü teve problemas e teve de partir da última posição no grid de largada, era horrível para o turco que tinha feito a pole position. Se o piloto da Tech 3, Garcia e Fenati estavam na primeira fila para disputar a liderança na largada. Nessa largada, Fenati leva a melhor e assumiu a liderança, seguido de Sergio Garcia, Pedro Acosta, Izar Guevara e Jaume Masia.

Ao final da primeira volta, Garcia recuperou a liderança. A se destacar a brilhante largada do Austríaco Maximilian Kofler, ganhando 15 posições em 1 volta e subindo para a 7ªposição. Yuki Kunii e Ryusei Yamanaka ganharam 11 posições nessa largada.

Pedro Acosta supera Fenati na 2ªVolta e sobe para segunda posição e vai para cima do Garcia, na volta seguinte, Acosta supera Garcia e ganha a liderança da prova. Os 2 líderes do campeonato vinham na frente, com Fenati vinha acompanhando eles em 3º. Masia, Sasaki, Kofler e Yamanaka disputavam a 4ªposição. Izan Guevara perdeu posições. Já Darryn Binder, John McPhee, Dennis Foggia e Gabriel Rodrigo vinham muito mal, nas últimas posições, muito por causa do acerto das motos. Deniz Oncü vinha tentando a recuperação, mas estava bem longe da ponta, na 24ªposição.

Sergio Garcia voltou a ponta, o piloto da Gas Gas e o piloto da KTM Ajo, Pedro Acosta abriram e passaram a disputar a vitória. Enquanto isso, Romano Fenati começou a ser pressionado por Masia, Sasaki e Kofler, a partir da 9ªvolta que passou a ser uma disputa pelo pódio. Nessa mesma volta, Yuki Kunii passou Ryusei Yamanaka e assumiu a 7ªposição.

Enquanto Garcia e Acosta brigando pela vitória, Darryn Binder vinha se recuperando. O sul-africano estava na 14ªposição e virando bons tempos, um pouco mais lento que os da ponta, mas bem mais rápido que a maioria dos que estavam na frente.

Na 13ªVolta, Acosta chega a passar Garcia no começo da volta, mas o piloto da Gas Gas recupera a ponta na curva 8 para a 9. Um pega maravilhoso entre os 2 principais pilotos na disputa pelo título. Enquanto isso, Masia superou Fenati e assumia a 3ªposição. Andi Farid Izdihar caiu duas vezes e acabou deixando a prova.

Outro piloto que foi ao chão foi o espanhol David Salvador a 10 voltas do final. Nessa altura do campeonato, Garcia e Acosta já abriram quase 10 segundos para o 3ºcolocado, o espanhol Jaume Masia. Fenati, Sakaki, Kofler (Que vinha fazendo sua melhor corrida na Moto 3), Kunii, Yamanaka, Adrian Fernández e Kaito Toba completavam os Top 10.

A 8 Voltas do final, Darryn Binder passou para a 10ªposição após superar Kaito Toba. Enquanto isso, Acosta tentava de todo o jeito superar Garcia. A 6 Voltas do final, o piloto da equipe ajo consegue a ultrapassagem, mas o piloto da Gas Gas deu o troco e voltou a frente.

Binder a 5 voltas do final passou Yamanaka da PruestelGP e Kunii da Honda Asia Team, na volta 20, passou Kofler da CIP Green e passou para a 6ªposição. Grande prova de recuperação do piloto Sul-africano. A 3 voltas do final, Fenati ataca Masia para tentar retornar ao pódio.

Nas voltas finais, Sergio Garcia e Pedro Acosta proporcionaram um final sensacional, os dois brigaram bravamente pela vitória. Na penúltima volta, Acosta passa Garcia, mas o piloto da Gas Gas usou a potência da sua moto e recuperou a ponta. Na volta final, os dois se tocam na curva 3.

O pega foi até o final da prova, na curva 9, Pedro Acosta passou Sergio Garcia, ao mesmo tempo, o piloto da Gas Gas foi para o chão. Acosta vence o duelo com seu rival e conquista a 5ªvitória na temporada e consolidou ainda mais a liderança no Mundial. O piloto da KTM Ajo deu ais um passo para o campeonato.

Sergio Garcia conseguiu ainda levantar sua moto e voltar para a pista e conseguiu terminar a prova na segunda posição. A sua vantagem para os outros era muito grande e permitiu ainda ao piloto da Gas Gas conquistar um grande resultado. O pódio acabou ficando com Romano Fenati, que conseguiu a ultrapassagem sobre Jaume Masia. Enquanto o piloto da Husqvarna comemorava o 3ºlugar, Masia lamentava a 4ªposição, a não ida ao pódio e mais uma vez ver Acosta vencendo. Não esta sendo nada fácil o ano do experiente piloto da equipe Ajo.

Ayumi Sasaki voltou muito bem após ficar de fora de algumas corrida, com uma prova consistente e uma boa 5ªposição. Darryn Binder fez uma corrida de recuperação para ser aplaudida, saindo lá de trás para terminar o dia na 6ªposição.

Ryusei Yamanaka fez uma boa corrida e ficou na 7ªposição. A PruestelGP se reencontrou após corridas ruins que começou no acidente fatal de Jason Dupasquier no GP da Itália. Filip Salac que voltou a equipe, fez um final de semana bem decente e acabou o dia na 11ªposição.

Yuki Kunii da Honda Asia Team chegou em 8ºlugar e Maximilian Kofler da CIP Green em 9ºlugar, conquistaram seus melhores resultados nas suas carreiras. O irmão de Raúl Fernández completou o Top 10. Foi a segunda pontuação de Adrian Fernández na temporada de 2021.

Resultado final do GP da Estíria
10ªEtapa do Mundial de motovelocidade – Moto 3

pospilotoequipemototempo
137Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM39’45.869
211Sergio GarcíaSANTANDER Consumer GASGASGASGASa 14.431
355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 15.410
45Jaume MasiáRed Bull KTM AjoKTMa 15.510
571Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 18.847
640Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaa 20.534
76Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTMa 30.080
892Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 30.174
973Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 30.245
1031Adrián FernándezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 36.355
1112Filip SalačCarXpert PruestelGPKTMa 36.437
1227Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 36.659
1317John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 36.665
1428Izan GuevaraSANTANDER Consumer GASGASGASGASa 37.514
1524Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 37.918
1620Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 47.645
1716Andrea MignoRivacold Snipers TeamHondaa 52.877
1852Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 53.006
1982Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 55.944
202Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 1’06.540
2153Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 1’12.291
227Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 1’22.638
2354Riccardo RossiBOE OwlrideKTMa 1’31.488
38David SalvadorRivacold Snipers TeamHondaa 9 voltas
19Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHondaa 11 voltas
99Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTMa 23 Voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Holanda – Mundial da Motovelocidade 2021 – MotoGP – 9ªetapa

Em Assen, Fabio Quartararo conquistou a sua 4ªVitória na temporada e termina a primeira parte do campeonato com uma bela vantagem de 34 pontos para Johann Zarco, seu mais próximo adversário.

No sábado ocorreu a classificação. Na repescagem, os pilotos foram de cara para a pista, não deram o mole que muitos dos pilotos da Moto 3 deram no Q1. Johann Zarco e Francesco Bagnaia eram os dois grandes favoritos as vagas para o Q2.

Lorenzo Savadori começou na frente, mas era muito no começo e os principais candidatos as 2 primeiras posições não tinham feita sua voltas rápidas. Até que Francesco Bagnaia toma a ponta com 1:32.761, bem a frente de Savadori.

A 10 minutos do final, Martin pulou para 2º com 1:33.075. 15 segundos depois, Danilo Petrucci subiu para 3º. Zarco erra em sua volta e foi para os boxes. Na volta seguinte, Bagnaia baixa seu tempo e mantem a liderança, com 4 décimos de frente para Jorge Martin. Os dois pilotos da Tech 3, Iker Lecuona e Danilo Petrucci vinham em 3º e 4º respectivamente. Savadori, Marc Marquez, Binder, Gerloff, Bastianini, Marini, Zarco e Alex Marquez.

A 5 minutos do final, a grande maioria dos pilotos entravam para a 2ª e derradeira tentativa. O estreante Garrett Gerloff já estava na pista, aprendendo bastante sobre a moto da Yamaha Petronas.

A 1 minuto e 40 segundos do final, Danilo Petrucci marca o 2ºtempo, mas sua volta é cancelada e Iker Lecuona passou para 2ªposição com 1:32.724 e iria levar a segunda volta para o Q2.

Porém, Johann Zarco fez uma volta prefeita na última tentativa e acabou fazendo o melhor tempo da repescagem, com 1:32.541. Os favoritos passaram para a fase final da classificação. Em contra partida, Marc Marquez caiu a 40 segundos do final e acabou sua classificação nua desanimadora 10ªposição (Largando na 20ªposição).

Resultado do Q1:

pospilotoequipemotostempo
15Johann ZarcoPramac RacingDucati1’32.541
263Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’32.657
327Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’32.724
489Jorge MartinPramac RacingDucati1’32.850
532Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’33.258
673Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’33.288
710Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’33.321
89Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’33.378
923Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’33.404
1093Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’33.477
1133Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’33.597
1231Garrett GerloffPetronas Yamaha SRTYamaha1’33.739

Depois de alguns minutos, começa o Q2 e de imediato, a maioria dos pilotos partiram para a pista, os favoritos a pole eram Zarco, Bagnaia, Miller e Quartararo. Desses, os 3 últimos foram para a pista depois dos outros pilotos.

Um desacreditado e já desempregado da Yamaha, Marevick Viñales fez uma boa volta de 1:32.413, a 11:30 do final e ficou na liderança até Quartararo baixar sua marca em 76 milésimos (1:32.336) a 10:45 do final do Q2.  Zarco em 3º foi com tudo para melhorar sua posição, mas acabou mantendo a posição, Nakagami fez uma boa volta passando para 4ªposição, seguido de Aleix Espargaró.

A 9 minutos e meio do final, Jack Miller pula para 4ªposição e 15 segundos depois, Quartararo baixa o seu tempo para 1:31.922, melhorando sua situação para jantar mais uma pole na carreira. Seguido de Viñales, Zarco, Miller, Nakagami, Aleix Espargaró, Oliveira, Rins que fez uma boa volta a 8:20 do final, pulando para 8º, Bagnaia, Pol Espargaró, Rossi e Mir.

Todo mundo foi pra pista a fim de destronar Quartararo. Viñales, Pol e Mir foram os primeiros a partirem para uma segunda tentativa. Enquanto o piloto da Yamaha não conseguiu um bom tempo, Pol Espargaró deu um pulo e passou para 7ªposição.

Viñales parte para uma nova volta, foi nessa volta que Marevick acertou, uma brilhante volta de 1:31.814. Liderança para o espanhol e de quebra o novo recorde do circuito de Assen. Agora era Quartararo que precisava melhorar para chegar na pole a 2 minutos do final da classificação. Os tempos baixavam na reta final, Quartararo chega a melhorar, mas não consegue superar o tempo de Viñales.

No último minuto, Bagnaia sobe para 3º, mas é superado por Nakagami da LCR Honda a 15 segundos do final, com 1:32.314, mas as atenções estavam todas voltadas para a última tentativa do francês, só que ele falha e a pole fica mesmo nas mãos de Marevick Viñales.

O piloto que esta fora da Yamaha em 2022 superou as expectativas e sua má fase de resultados para largar na frente. O líder do campeonato, Fabio Quartararo completa a dobradinha da equipe oficial da Yamaha. A primeira fila vai ser completada pelo italiano Francesco Bagnaia, o piloto da Ducati marcou 1:32.116 e tomou 3ªposição, que estava nas mãos do japonês Takaagi Nakagami da LCR.

Aliás, Nakagami vai abrir a 2ªfila. Foi um bom treino, sendo ele o melhor piloto da Honda na classificação. Johann Zarco leva a Pramac a 5ªposição e Miguel Oliveira que vive uma ótima fase da sua carreira vai largar na 6ªposição.

Alex Rins fez o que era possível, mas que não pode lhe dar um resultado além da 7ªposição. Jack Miller decepcionou, não conseguiu um bom tempo e vai largar na 8ªposição, sem jamais ter brigado pela pole position. Aleix Espargaró fecha a terceira fila. Completando o grid de largada: Joan Mir da Suzuki, Pol Espargaró da Honda Repsol e Valentino Rossi da Yamaha Petronas.

Grid de largada:

pospilotoequipemotostempo
112Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’31.814
220Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’31.885
363Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucati1’32.116
430Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’32.314
55Johann ZarcoPramac RacingDucati1’32.394
688Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTM1’32.450
742Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’32.597
843Jack MillerDucati Lenovo TeamDucati1’32.609
941Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniAprilia1’32.666
1036Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’32.748
1144Pol EspargaroRepsol Honda TeamHonda1’32.830
1246Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamaha1’32.919
1327Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTM1’32.724
1489Jorge MartinPramac RacingDucati1’32.850
1532Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’33.258
1673Alex MarquezLCR Honda CASTROLHonda1’33.288
1710Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucati1’33.321
189Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTM1’33.378
1923Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucati1’33.404
2093Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’33.477
2133Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’33.597
2231Garrett GerloffPetronas Yamaha SRTYamaha1’33.739

A Yamaha domina o domingo, mas foi Fabio Quartararo a conquistar a vitória e de uma maneira fácil, apesar de sofrer um pouco no começo com Francesco Bagnaia. Depois disso acabou sendo um passeio do piloto francês que abre mais vantagem na ponta do campeonato.

Viñales que ela pole não largou bem, Quartararo vai bem melhor e assume a liderança, seguido de Bagnaia, Nakagami e Viñales que caiu da 1ª para a 4ªposição. Marc Marquez fez uma brilhante largada, ao ganhar 9 posições, subindo para a 11ªposição. Curvas depois, Francesco Bagnaia vai pra cima de Fabio Quartararo e acaba tomando a liderança.

Quartararo estava disposto a recuperar a liderança, nas mãos de Bagnaia. Nakagami seguia junto deles na 3ªposição. Enquanto isso, na metade da 2ªVolta, Rins acaba saindo da pista após se chocar com Johann Zarco, nessa o piloto da Suzuki se deu mal e caiu para a última posição.

Quartararo e Bagnaia travam um belo duelo pela liderança. No final da 5ªVolta, Quartararo volta a ponta, mas ao chegar na reta, o piloto da Ducati com mais potência voltava a se colocar na frente no começo da volta. Na curva 11, Quartararo supera Bagnaia, mas dessa vez, o piloto da Yamaha evita o troco do piloto italiano e começa a partir dai a abrir vantagem na frente. Enquanto isso, Joan Mir e Johann Zarco disputam a 5ªposição. Valentino Rossi acaba indo para o chão na 7ªVolta.

Takaagi Nakagami vinha fazendo uma ótima prova. Porém, era pressionado pelo espanhol Marevick Viñales, que tentava se recuperar da largada ruim. Algumas voltas depois, Francesco Bagnaia começou a ficar para Nakagami, Viñales, Zarco e Mir, na 10ªVolta.

Nakagami tinha a chance de subir ainda mais na classificação, mas a Honda parecia não ter potência para enfrentar a poderosa moto da Ducati, principalmente pela moto do Japonês ser um modelo 2019 contra o modelo 2021 da Desmosedici de Bagnaia.

Por duas vezes, Nakagami chegou a superar Bagnaia que acabou dando o troco de imediato, na 11ª e na 13ªvolta. Porém, Bagnaia tomou uma punição por exceder o limite da pista e teria de fazer uma volta longa. Quem saiu ganhando foi Marevick Viñales que acabou passando para segunda posição, após superar Nakagami e depois do piloto da Ducati pagar a punição. Já Jack Miller acabou indo para o chão na curva 5 da 15ªVolta, fim de prova para um dos primeiros colocados no campeonato.

Fabio Quartararo lidera com tranquilos 4 segundos de frente para Viñales. O francês estavam sobrando na disputa, Já Nakagami caiu na classificação, ao tentar recuperar posições, acaba errando na curva 1 da 16ªVolta. Resultado foi que o piloto da LCR Honda caiu para a 9ªposição. Tava na cara que o Japonês vinha andando acima do limite de sua moto.

Viñales estava ainda na alça de mira de Johann Zarco da Pramac. Mais atrás, Bagnaia supera Aleix Espargaró e ganha a 6ªposição, Marquez vinha em 8º, já estava no lucro por ter largado na 20ªposição.

Viñales acaba vantagem para Zarco que acaba sendo superado por Joan Mir e perdendo a 3ªposição para o piloto da Suzuki. A menos de 8 voltas do final, Iker Lecuona vai ao chão e abandona no meio da chicane, sua moto ficou em posição perigosa, mas ela foi retirada rapidamente.

A poucas voltas do final, Viñales vinham tirando vantagem para Quartararo, mas a vantagem do francês era consideravelmente grande e deu para Fabio Quartararo administrar a vantagem e conquistar a 4ªVitória na temporada e disparar ainda mais na liderança do campeonato, com 156 pontos contra os 122 pontos de Johann Zarco (Que ficou em 4º e acabou fora do pódio). A Yamaha mostrou que é a melhor e mais equilibrada moto do Grid, um equipamento que sabe dosar equilíbrio com potência mais que a Ducati, KTM e outras adversárias.

Viñales completa a dobradinha da equipe oficial da Yamaha ao chegar na segunda posição. O pódio foi completado por Joan Mir da Suzuki, que visivelmente não tem uma moto competitiva para disputar vitórias, apesar de todo o esforço do campeão do mundo de 2020 que acabou conquistando seu 3ºpódio da temporada.

Johann Zarco, vice-líder do campeonato não segurou o pódio e acabou o dia na 4ªposição. menos qual que acabou sendo a mais bem colocada Ducati do dia. Miguel Oliveira em boa corrida levou a KTM a 5ªposição. O português vem num momento de Ascenção na temporada.

Francesco Bagnaia pagou caro pela punição que sofreu, mas não teve condições de sair da sexta posição. Marc Marquez fez uma corrida heroica e acabou em 7º, superando no final o espanhol Aleix Espargaró da Aprilla. O Formiga Atômica largou da 20ªposição enquanto que Aleix fez o que era possível com seu equipamento. Takaagi Nakagami começou muito bem, mas não teve moto para ficar nas primeiras posições e acabou ficando longe dos primeiros colocados, o piloto da LCR Honda ficou em 9ºlugar. Pol Espargaró completa os 10 primeiros colocados numa atuação discreta.

Alex Rins se recuperou bem e salvou uma 11ªposição, foi um campeonato bem ruim para o companheiro de Mir até agora. Brad Binder ficou na 12ªposição, bem atrás de Miguel Oliveira. Assim como ficou Danilo Petrucci que acabou levando a Tech 3 a marcar alguns pontos com a 13ªposição. Alex Marquez da LCR Honda e Enea Bastianini da Avintia completava a zona de pontuação.

O Mundial de Motovelocidade vai para as férias de meio de temporada, a volta será no dia 8 de Agosto, no circuito de Spielberg para a primeira corrida da dupla jornada que vai acontecer na Áustria. Primeiro com o GP da Estíria e no domingo seguinte com o GP da Áustria.

Resultado final do GP da Holanda
MotoGP – 9ªEtapa – Assen – 26 Voltas

pospilotoequipemotostempo
120Fabio QuartararoMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha40’35.031
212Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 2.757
336Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 5.760
45Johann ZarcoPramac RacingDucatia 6.130
588Miguel OliveiraRed Bull KTM Factory RacingKTMa 8.402
663Francesco BagnaiaDucati Lenovo TeamDucatia 10.035
793Marc MarquezRepsol Honda TeamHondaa 10.110
841Aleix EspargaroAprilia Racing Team GresiniApriliaa 10.346
930Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 12.225
1044Pol EspargaroRepsol Honda TeamHondaa 18.565
1142Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 21.372
1233Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 21.676
139Danilo PetrucciTech 3 KTM Factory RacingKTMa 27.783
1473Alex MarquezLCR Honda CASTROLHondaa 29.772
1523Enea BastianiniAvintia EsponsoramaDucatia 32.785
1632Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniApriliaa 37.573
1731Garrett GerloffPetronas Yamaha SRTYamahaa 53.213
1810Luca MariniSKY VR46 AvintiaDucatia 1’06.791
27Iker LecuonaTech 3 KTM Factory RacingKTMa 8 voltas
43Jack Miller Ducati Lenovo TeamDucatia 8 voltas
89Jorge MartinPramac RacingDucatia 12 voltas
46Valentino RossiPetronas Yamaha SRTYamahaa 19 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Holanda – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 3 – 9ªetapa

Moto 3, ainda com um grid esvaziado, com 27 pilotos foi realizada a última etapa da primeira metade do campeonato, em Assen, na catedral do motociclismo mundial.

Na classificação do Sábado, Pedro Acosta sofreu um acidente grave durante uma das sessões de treinos livres, não foi treinar e foi considerado inapto para correr. Sem o líder disparado do campeonato do combate, era a grande chance que os principais adversários tinham para tirar a diferença para o piloto da KTM. Já na Rivacold, Filip Salac foi dispensado para a entrada de Alberto Surra, um piloto protegido da VR46.

Classificação – Repescagem:

O primeiro piloto a entrar na sessão foi o espanhol Izar Guevara da Gas Gas, com 1 minuto e meio de sessão, a partir daquele momento, outros pilotos como Xavier Artigas foram para a pista em busca da classificação para o Q2. Com 2 minutos e 30 segundos de sessão, somente Stepano Nepa e Ricardo Rossi da equipe Owlride

A primeira marca foi de Guevara ao marcar 1:43.321. A marca foi triturada por Jaume Masia a menos de 10 minutos do final da sessão. O piloto da KTM Ajo fez 1:42.318, colocando 8 décimos em cima de Joel Kelso da CIP Green. Ryusei Yanamaka da PruestelGP e Izar Guevara da Gas Gas.

Xavier Artigas chega a superar Masia a 8:15 do final da sessão (tempo de 1:42.243), mas segundos depois, Masia baixa ainda mais sua marca (1:41:932) e não deixa dúvidas de quem era o dominador do Q1. Lorenzo Ferron da SIC58 marcou o terceiro tempo e Joel Kelso completava a zona de classificação. Enquanto isso, Adrian Fernández já tinha sua vida comprometida (O Mesmo caso aconteceu com Romano Fenati) já que ele teria que fazer duas voltas longas de punição, por pilotagem irresponsável. Alberto Surra acabou caindo na primeira volta e não marcando tempo, assim como os pilotos da Owlride não marcaram tempos. Na metade da sessão: Masia, Artigas, Fellon e Kelso estavam classificados. Depois vinham Kunii, Yamanaka, Fernández, Guevara, Matsuyama e Izdihar.

A 2:30 do final, Izar Guevara que marcou o 4ºtempo, a poucos minutos do final. Já a maioria dos outros pilotos saíram dos boxes, mas acabaram não abrindo suas voltas, o tempo acabou antes deles cruzarem a linha de chegada. Masia, Artigas, Fellon e Guevara passaram para o Q2.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemotostempo
15Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’41.932
243Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’42.040
320Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’42.854
428Izan GuevaraGaviota GASGAS Aspar TeamGASGAS1’42.895
566Joel KelsoCIP Green PowerKTM1’42.941
692Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.011
731Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’43.162
86Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’43.186
932Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHonda1’43.258
1019Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’44.320
54Riccardo RossiBOE OwlrideKTMsem tempo
67Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondasem tempo
82Stefano NepaBOE OwlrideKTMsem tempo

Romano Fenati foi um dos primeiros pilotos a saírem dos boxes, o piloto principal da Husqvarna teria que também cumprir a punição de 2 voltas longas. 4 pilotos não foram para a pista no começo da sessão: Dennis Foggia, Jeremy Alcoba, Kaito Toba e Lorenzo Fellon.

A 11:30 do final, Sergio Garcia faz uma bela volta de 1:42.356 e assume a liderança seguido de Niccolò Antonelli da Avintia e Tatsuki Suzuki da SIC58. A liderança do piloto da Gas Gas não dura muito, 20 segundos depois, John McPhee passa a frente com 1:42.043 e Gabriel Rodrigo da Gresini foi para segundo na sua primeira volta.

A 9 minutos e meio do final, Antonelli passa a ser o primeiro a baixa o tempo da casa do 1 minuto e 42 segundos, passando a liderança com a marca de 1:41.898. Masia passou para 3ª (1:42.071) e Darryn Binder para 4ª ao marcar 1:42.157. Gabriel Rodrigo vinha em grande volta (possivelmente para tomar a pole de Antonelli), mas acabou errando na penúltima curva. Com a volta cancelada, o argentino aproveita para ir aos boxes antes mesmo do término da mesma volta.

Kaito Toba passou a liderança a menos de 8 minutos do final, apenas 4 milésimos a frente de Jemery Alcoba da Gresini. Na volta seguinte, Alcoba toma a ponta marcando 1:41.808 a 6 minutos do final. Xavier Artigas da Leopard Racing subiu para a 4ªposição.

A 2 minutos e 15 segundos do final, Sergio Garcia supera a marca de Alcoba e leva a Gas Gas para a liderança (1:41.473). Nessa altura do campeonato, todos estavam na pista.

A 30 segundos do final, Romano Fenati marca 1:41.406 e passa a liderar a sessão. Quando o piloto da Husqvarna sonhava em largar na frente ai veio Jeremy Alcoba e marcou 1:41.194. Foi essa a marca que levou o piloto da Gresini a sua primeira pole position da carreira, superando e tirando a chance de Romano Fenati de conquistar mais uma pole na Moto 3, o piloto da Husqvarna vai largar em 2º e o italiano Dennis Foggia da Leopard Racing completa a primeira fila.

Sergio Garcia abre a segunda fila, levando a Gas Gas a uma boa posição no grid de largada. Aproveitando o bom momento depois da segunda posição na prova passada, Kaito Toba larga na 5ªposição. Gabriel Rodrigo da Gresini completa a segunda fila.

Niccoló Antonelli da Avintia abre a 3ªfila que vai ser composta por Darryn Binder da Petronas e Xavier Artigas da Leopard Racing. Jaume Masia da KTM Ajo completa os 10 primeiros colocados.

Grid de Largada:

pospilotoequipemotostempo
152Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’41.194
255Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’41.406
37Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’41.472
411Sergio GarcíaGaviota GASGAS Aspar TeamGASGAS1’41.473
527Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’41.479
62Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’41.534
723Niccolo AntonelliAvintia Esponsorama Moto3KTM1’41.667
840Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda1’41.755
943Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’41.878
105Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’42.003
1117John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’42.043
1224Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’42.056
1328Izan GuevaraGaviota GASGAS Aspar TeamGASGAS1’42.194
1420Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’42.388
1553Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’42.392
1622Elia BartoliniAvintia Esponsorama Moto3KTM1’42.526
1716Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’42.539
1837Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMsem tempo
1966Joel KelsoCIP Green PowerKTM1’42.941
2092Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.011
2131Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’43.162
226Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’43.186
2332Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHonda1’43.258
2419Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’44.320
2554Riccardo RossiBOE OwlrideKTMsem tempo
2667Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondasem tempo
2782Stefano NepaBOE OwlrideKTMsem tempo

No domingo tivemos uma bela corrida em Assen. O que foi surpreendente é que Pedro Acosta foi para a corrida, aprovado pelos médicos após ter sido vetada sua participação na corrida no dia passado, o líder do campeonato partiria da 18ªposição.

Ricardo Rossi largou dos boxes. Na largada, Romano Fenati passou Jeremy Alcoba e entrou na primeira curva na frente, seguido do próprio Alcoba. Sergio Garcia vinha em 3º, Gabriel Rodrigo em 4º e Jaume Masia em 5º. Mesmo com a liderança, Fenati iria ter de cumprir uma punição de 2 voltas longas e certamente iria cair para a parte de trás da tabela.

Sergio Garcia superou Jeremy Alcoba e sem querer esperar o piloto da Husqvarna cumprir a punição, partiu para cima de Fenati, mas é Dennis Foggia que aparece e toma a segunda posição de Garcia na 3ªVolta. Masia, Kunii, Kelso, Fellon, Izhidar e Matsuyama  tiveram que cumprir um ride Through por condição irresponsável no Q1.

Fenati cumpriu a primeira volta longa e Foggia assume a liderança, seguido de Garcia e Artigas, enquanto que Fenati cai para a 9ªposição. Darren Binder fez a melhor volta da prova e fica a milésimos do recorde que é de Aron Canet em 2019. Na volta seguinte, Stefano Nepa marcou o tempo de 1:41.632, novo recorde do circuito com sobras, apesar do piloto esta na 15ªposição.

Sergio Garcia assumia a liderança na 4ªVolta, seguido de Foggia, Binder e Artigas. Pedro Acosta vinha na 13ªposição, Fenati acabou fazendo a 2ªVolta longa, cumprindo por completo a punição, voltando na 14ªposição. Em Assen, ainda se permite que um piloto possa segurar a liderança, o vácuo não funciona muito ao contraio de outras pistas que tem retas longas.

No final da 6ªVolta, Dennis Foggia assume a liderança, Sergio Garcia acaba perdendo não só a ponta como perdeu também a segunda posição para Darryn Binder da Petronas. Suzuki vinha em 4º, seguido de Artigas, Alcoba, Rodrigo, Pedro Acosta e Romano Fenati. Os dois últimos em corridas de recuperação.

Garcia recuperou a segunda posição logo depois e tentou junto de Foggia uma fuga do Grupo, Binder e Suzuki disputavam a terceira posição.

Garcia e Foggia brigavam fortemente pela liderança nas voltas seguintes. No final da 9ªVolta, Foggia passa a liderança após Garcia liderar por alguns momentos, Binder passou o piloto da Gas Gas e passou para 2º. Tatsuki Suzuki vinha em 4º, Romano Fenati vinha em 5º após cumprir punição, com uma moto que rendia muito bem. Em contra partida, Jeremy Alcoba caiu para a 13ªposição.

Niccolò Antonelli e Andrea Migno acabou indo para o chão. Enquanto que o piloto da Avintia voltou rapidamente para a pista, o piloto da Snipers acabou perdendo muito tempo para voltar à corrida. Kaito Toba acabou tocado nesse incidente por trás, mas seguiu na prova sem problemas.

O primeiro pelotão foi reduzido para 9 pilotos a 10 voltas do final: Foggia, Binder, Suzuki, Garcia, Fenati, Artigas, McPhee, Rodrigo e Acosta. O líder do campeonato por pouco não acabou indo para o chão quando saiu do traçado. Fenati se aproveitou para passar a 3ªposição curvas depois.

Fenati passou Sergio Garcia na 13ªVolta e subiu para 2ª e teve a possibilidade de brigar pela liderança com Foggia. Na volta seguinte, por pouco que Fenati volta a liderar a prova, mas logo depois, Sergio Garcia volta à segunda posição. Já o companheiro de Romano Fenati, Adrian Fernández acabou indo ao chão e abandonou mais uma corrida.

Na 16ªVolta, Darryn Binder supera Romano Fenati e sobe para 3ªposição, enquanto que Foggia se sustentava na liderança. No meio da volta, Fenati retornava a 3ªposição e parte de novo para a briga com Garcia. Pedro Acosta passava a ser o 5ºcolocado, uma corrida incrível do piloto da Ajo, que sofreu um acidente gravíssimo e quase ficou de fora da corrida.

Na volta seguinte, Binder passa a 2ªposição, Garcia se dá mal nessa, toma passada e Fenati e teve que segurar para não perder posição para Acosta. Essas brigas foram propícias para Dennis Foggia abrir vantagem de 4 décimos para os seus principais concorrentes.

Porém, na 18ªVolta, Foggia volta a ser pressionado por Fenati, Binder e Garcia. Pedro Acosta brigava pelo 5ºlugar com Tatsuki Suzuki e John McPhee.

Com decisão, Fenati assume a liderança na metade 19ªVolta, mas isso durou pouco tempo, Foggia voltou a ponta no finalzinho da volta, Binder e Garcia jogaram o piloto da Husqvarna para a 4ªposição. Acosta, Suzuki e McPhee chegaram na turma da frente. Ao final da volta, Binder sai do traçado e cai para a 7ªposição.

Dennis Foggia não queria deixar dúvidas de que ele seria o vencedor. Na volta final, o piloto principal da Leopard Racing passou tranquilo a linha de chegada, conquistando sua segunda vitória no ano e mostrando ser capaz de ainda disputar o título, mesmo que o líder do campeonato esteja bem distante na soma de pontos do campeonato. Sergio Garcia fica na segunda posição e acaba tirando um pouco da imensa vantagem de Acosta na liderança do Mundial.

Romano Fenati fez uma brilhante corrida e poderia ter dado a Husqvarna a primeira vitória na temporada, mas a punição pode ter dado prejuízo o suficiente para impedir essa vitória.

Darryn Binder acabou punido com 3 posições no resultado final da prova e termina caindo para 7ªposição. Isso beneficiou Pedro Acosta, que de uma provável não participação da corrida no sábado para uma 4ªposição após largar na 18ªposição. Tatsuki Suzuki finalmente tem um importante resultado ao alcançar a 5ªposição na classificação final, John McPhee fica com a 6ªposição, logo a frente de Binder, seu companheiro de equipe.

Gabriel Rodrigo foi mais discreto em Assen, acabou ficando pelo caminho e terminou o dia na 8ªposição. Xavier Artigas da Leopard Racing e Jeremy Alcoba da Gresini completaram as 10 primeiras posições. A destacar a boa corrida de Stefano Nepa na 11ªposição e a recuperação de Niccolò Antonelli que caiu na metade da corrida, mas conseguiu voltar e ainda salvar uma 14ªposição.

Resultado final do GP da Holanda
Moto 3 – 9ªEtapa – Assen – 22 Voltas

pospilotoequipemotostempo
17Dennis FoggiaLeopard RacingHonda37’35.287
211Sergio GarcíaGaviota GASGAS Aspar TeamGASGASa 0.078
355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 0.207
437Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMa 1.352
524Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 1.445
617John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 1.510
740Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaa 1.338
82Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 9.095
943Xavier ArtigasLeopard RacingHondaa 9.140
1052Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 10.383
1182Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 13.503
1228Izan GuevaraGaviota GASGAS Aspar TeamGASGASa 13.555
1327Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 21.057
1423Niccolo AntonelliAvintia Esponsorama Moto3KTMa 22.090
1553Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 27.036
1622Elia BartoliniAvintia Esponsorama Moto3KTMa 35.745
176Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTMa 35.801
1854Riccardo RossiBOE OwlrideKTMa 35.811
1967Alberto SurraRivacold Snipers TeamHondaa 35.879
205Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTMa 45.670
2120Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 1’03.492
2266Joel KelsoCIP Green PowerKTMa 1’03.552
2392Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 1’03.769
2419Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHondaa 1’03.979
2532Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHondaa 1’04.137
31Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna9 voltas
16Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda12 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP