GP da Holanda – Moto 2 – Mundial de Motovelocidade 2022

Quer uma categoria que esta entregando emoção de sobra em 2022? A Moto 2 entrega o que você quer, principalmente no final de semana do GP da Holanda onde os melhores pilotos do campeonato deram o seu máximo e superaram dificuldades. A briga pelo título após a corrida realizada deixou a disputa pelo título mais embolada ainda.

Duas ausências muito importantes para o GP da Holanda: Vindo de bons resultados, Pedro Acosta teve uma queda durante um treino com uma moto de motocross, resultado disso foi uma fratura no fêmur e a ausência dessa prova. Aron Canet não correu pelo constante sangramento em seu nariz.

Começando pela repescagem no Q1, onde os favoritos seriam Jorge Navarro e Fermin Aldeguer. Logo nos primeiros segundos de sessão, um drama para o piloto da Speed UP, Aldeguer teve problemas mecânicos com sua moto e o jovem espanhol teve que levar sua moto para os boxes e acabou precisando de ajuda. Graças a sua persistência, Fermin Aldeguer voltou para a pista aos 3:10 de sessão.

Pouco depois, os primeiros tempos foram marcados. Alessandro Zacconi (1:37.903) e Manuel Gonzalez (1:37.905) fizeram boas marcas, mas foram engolidos pelo ótimo tempo de Jorge Navarro da Pons, marcando 1:37.670. Pior para Zaccone, seu tempo acabou sendo cancelado, perdendo a sua segunda posição. Gonzalez assumiu a segunda posição, Marcos Ramirez e Lorenzo Dalla Porta completavam a zona de classificação. Seguidos de Alcoba, van Goodbergh, Antonelli e Toneda.

Os tempos melhoraram na segunda volta, a menos de 10 minutos do final da sessão, Jorge Navarro detonou mais uma vez os cronômetros com 1:37.285. Um tempo que já poderia ser o suficiente para o piloto da Pons garantir a vaga para o Q2. Marcos Ramirez marcou o segundo tempo (1:37.759), com quase meio segundo atrás do líder da sessão. Lorenzo Dalla Porta e Manuel Gonzalez vinham na 3ª e 4ªposições.

A 8:30 do final, Fermin Aldeguer fez a primeira volta que não foi nada animadora, uma fraca 11ªposição. 15 segundos depois, Zaccone e Baltus passaram para a 2ª e a 3ªposição, deixando Dalla Porta na bolha e Manuel Gonzalez ficou de fora do Q2 por 5 segundos, a volta de 1:37.503 recolocou na 3ªposição e jogou Dalla Porta para fora da zona de classificação.

Jorge Navarro tinha tudo para fazer um tempo ainda melhor, mas foi atrapalhado por pilotos que andavam lento pelo último setor, algo que o irritou muito. A 5:15 do final, Fermin Aldeguer que vinha na 9ªposição fez uma volta brilhante e passou para a segunda posição, com o tempo de 1:37.366, a 1 décimo de Navarro, mas a volta foi cancelada e obrigou o piloto da Speed UP a fazer mais uma volta rápida que o recolocou a segunda posição com 1:37.389 quando faltava 3:30 do final do Q1.

20 segundos depois, Navarro melhora ainda mais seu tempo (1:37.149), mostrando que não tinha adversários na repescagem. Zaccone e Dalla Porta passaram o tempo de Aldeguer e jogaram o piloto da Speed UP para a bolha. Barry Baltus tentou até o final entrar na zona de classificação. Ao final de tudo, com o cronometro zerado e após 2 voltas, a luta do piloto belga valeu a pena, passando a ser o 4ºcolocado ao superar Fermin Aldeguer.

Jorge Navarro que fechou sua participação com chave de ouro ao marcar 1:36.912 foi o mais rápido, seguido de Alessando Zaccone da Gresini, Manuel Gonzalez da Yamaha VR46 e Barry Baltus da RW Racing. Enquanto isso, Aldeguer não só perdeu a vaga para o Q2 como perdeu a 5ªposição para Lorenzo Dalla Porta da Italtrans.

Resultado do Q1:

pos piloto equipe moto tempo
1 9 Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex 1’36.912
2 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 1’37.266
3 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 1’37.275
4 7 Barry Baltus RW Racing GP Kalex 1’37.288
5 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 1’37.342
6 54 Fermín Aldeguer MB Conveyors Speed Up Boscoscuro 1’37.389
7 84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex 1’37.742
8 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta 1’37.759
9 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 1’37.761
10 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 1’38.058
11 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta 1’38.150
12 55 Alex Toledo Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 1’38.251
13 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 1’38.509
14 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 1’38.861

Ao chegar na decisão da pole position, quase todos os favoritos estavam na disputa, entre eles, Celestino Vietti, Ai Ogura e Augusto Fernandez, os 3 primeiros colocados do campeonato. Barry Baltus e Alonso Lopez foram os dois primeiros a partirem para a pista, com poucos segundos de sessão. Logo, os outros pilotos foram para a pista.

Baltus foi mais rápido que Alonso Lopez em sua primeira volta, com 3:30 de sessão. Os dois foram superados por Jorge Navarro (1:36.860) que ainda estava embalado pela ótima classificação no Q1. O piloto da casa, Bo Bendsneyder marcou o segundo tempo e a torcida já ficou bem animada. Com 4:20 de sessão, Jake Dixon e Albert Arenas, os dois pilotos da Aspar Martinez marcaram bons 3º e 4ºtempos respectivamente.

Com um pouco mais de 1 terço de Sessão concluída (9:50 por completar), Alonso Lopez subiu para a 3ªposição. Jorge Navarro melhorou sua volta em 24 milésimos (1:36.836) e Bo Bendsneyder passou a ficar a 83 milésimos do Navarro, em um espaço de 20 segundos. Lopez, Dixon e Arenas completam os 5 primeiros lugares. Dos postulantes ao título, Celestino Vietti vinha em 6º, Ai Ogura vinha em 10º e Augusto Fernandez vinha na 14ªposição.

A 8:15 do final, Celestino Vietti cai na curva 3 e complica muito a sua participação no treino. Quase ao mesmo tempo, Marcel Schrotter melhora sua marca e ganha 5 posições, passando a ser o 8ºcolocado.

Com metade da sessão percorrida (7:15 para o termino do Q2), Ai Ogura anda forte e faz uma excelente volta e pula para a 3ªposição, colocando a moto da Honda Asia Team na primeira fila. Navarro e Bendsneyder continuavam imexíveis nas 2 primeiras posições. Esse quadro só se modificou a 5:30 do final com a excelente volta de Sam Lowes da Marc VDS que assumiu a liderança com 1:36.767 e da ótima volta de Joe Roberts da Italtrans passando a ser o terceiro colocado.

Com 5 minutos de Q2 pela frente, Sam Lowes, Jorge Navarro e Joe Roberts estavam compondo a primeira fila. Bo Bendsneyder estava abrindo a segunda fila, seguido de Ogura e de Alonso Lopez. Dixon, Arenas, Vietti e Schrotter completavam o Top 10, seguido de Augusto Fernandez.

Albert Arenas foi para uma grande volta, disposto a voltar as primeiras posições, o espanhol conseguiu não só isso como passou a 1ªposição a um pouco mais de 2 minutos do final da sessão, com o tempo de 1:36.747, apenas 20 milésimos a frente de Sam Lowes.

Todos a caça de Arenas a partir daquele momento. A 1 minuto do final, Augusto Fernandez melhorou 4 posições a sua classificação. A 35 segundos do final do Q2, Ogura volta a 3ªposição depois de uma excelente volta.

A pole parecia estar nas mãos de Arenas, mas quem tirou a pole do campeão da Moto 3 em 2020 foi Jake Dixon, seu companheiro de equipe marcou 1:37.736 e conquistou sua segunda pole da carreira, não só isso, a Aspar Martinez consegue a dobradinha com Arenas que não ficou feliz com a perda da pole position.

Haveria uma boa chance tanto de Dixon como de Arenas de brigarem pela vitória em Assen. Porém, os dois teriam que se cuidar com Sam Lowes, o piloto experiente da Marc VDS completa a primeira fila e poderia usar a sua experiência para levar vantagem sobre Dixon e Arenas.

Ai Ogura fez uma bela classificação, conseguindo uma importante 4ªposição no grid de largada, na frente de Celestino Vietti e Augusto Fernandez, seus adversários na disputa do título. Alonso Lopez fez uma bela volta no final da sessão e conquistou seu lugar na 2ªfila com o 5ºlugar. Jorge Navarro em uma impecável repescagem e uma bela classificação em 6ºlugar vai fechar a 2ªfila.

O Norte-americano Joe Roberts larga em 7º, seguido do holandês Bo Bendsneyder que teve toda a torcida a favor dele em Assen. O piloto da casa espera pelo menos um bom resultado. Vindo de vitória na Alemanha, Augusto Fernandez largar em uma nada empolgante 9ªposição. Ou seja, o piloto da equipe Ajo precisava remar para brigar pela vitória na Holanda. Marcel Schrotter da IntactGP, Celestino Vietti da VR46 e Filip Salac da Gresini completam os 12 primeiros colocados. Vietti, o líder do campeonato estava vendo a sua liderança seriamente ameaçada, principalmente pelo japonês Ai Ogura.

Grid de Largada:

pos piloto equipe moto tempo
1 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex 1’36.736
2 75 Albert Arenas Inde GASGAS Aspar Team Kalex 1’36.747
3 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex 1’36.767
4 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’36.787
5 21 Alonso Lopez MB Conveyors Speed Up Boscoscuro 1’36.842
6 9 Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex 1’36.860
7 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 1’36.884
8 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 1’36.919
9 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex 1’36.967
10 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 1’37.028
11 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex 1’37.085
12 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex 1’37.124
13 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex 1’37.165
14 7 Barry Baltus RW Racing GP Kalex 1’37.283
15 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 1’37.365
16 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’37.444
17 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 1’37.452
18 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex 1’37.532
19 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 1’37.342
20 54 Fermín Aldeguer MB Conveyors Speed Up Boscoscuro 1’37.389
21 84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex 1’37.742
22 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta 1’37.759
23 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 1’37.761
24 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 1’38.058
25 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta 1’38.150
26 55 Alex Toledo Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 1’38.251
27 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 1’38.509
28 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 1’38.861

No domingo, tivemos uma corridaça na Moto 2, com várias alternativas e disputa pela vitória intensa. Vitória de Augusto Fernandez e grandes corridas de recuperação de Ai Ogura e Celestino Vietti e de outros pilotos que não completaram a corrida devida a quedas ou que não tiveram desempenho para lutarem até o fim pela vitória.

Os dois pilotos da Gas Gas largaram muito bem e mantiveram as 2 primeiras posições (Dixon na frente de Arenas). Sam Lowes erra a curva 1, sai da pista e cai para as últimas posições. Alonso Lopez que tinha passado para a terceira posição passou Arenas e assumiu a segunda posição na curva 5 (onde iria acontecer a maioria dos melhores momentos da corrida). O espanhol foi para cima de Jake Dixon e em poucas curvas (3 para ser exato) Alonso Lopez passou o piloto britânico e foi para a liderança. Um excelente começo de corrida do piloto da Speed UP. Arenas caiu para a 3ªposição e estava sendo seguido por Ogura, Schrotter, Navarro, Fernandez, Roberts, Arbolino e Bendsneyder. Barry Baltus teria de cumprir uma punição de volta longa por pilotagem irresponsável.

Na 2ªVolta, Marcel Schrotter passou para 4º após superar Ai Ogura. E ao mesmo tempo, Augusto Fernandez passou para a 6ªposição. Na curva 11, Ai Ogura perdeu a curva e caiu para a 9ªposição, no começo da 3ªvolta, o japonês comete um outro erro e sai do traçado. O Resultado foi desastroso, pois o piloto da Honda Asia Team caiu para a 17ªposição e teria um longo caminho para a uma prova de recuperação.

Alonso Lopez chega a abrir meio segundos para os dois pilotos da Aspar Martinez e para a Marcel Schrotter, os 3 disputando a segunda posição. Augusto Fernandez vinha em 5º, chegando nessa turma. Lá atrás, Sam Lowes caiu quando vinha na 26ªposição, um começo péssimo de corrida que termina em uma 4ªvolta. Ou seja, a frase não é boa mesmo para o piloto inglês.

No final da 4ªVolta, Schrotter supera Arenas, sobe para 3º e vai para a caça de Jake Dixon, enquanto que Augusto Fernandez foi para a caça de Albert Arenas e quase de imediato passou o piloto espanhol. Arenas tentou o troco e até conseguiu na curva 9, recuperando a 4ªposição. na frente deles, Schrotter pula para a segunda posição após passar Jake Dixon.

Alonso Lopez continuava mantendo os 5 décimos de vantagem para Marcel Schrotter, com Dixon e Arenas segurando Fernandez e Bendsneyder. Arbolino, Beaubier (que marcou a volta mais rápida), Roberts e Vietti completavam os 10 primeiros colocados. Ogura vinha na batalha para levar a 14ªposição que estava nas mãos de Manuel Gonzalez da Yamaha VR46.

Na 7ªvolta, Schrotter chegou em Alonso Lopez, mas enquanto rolada a briga pela primeira posição, Rolava a briga pela terceira posição. No final dessa volta, Arenas supera Dixon e assume o terceiro lugar. O piloto da casa, Bo Bendsneyder passou Augusto Fernandez, subindo para a 5ªposição. Muito bom para o piloto holandês em sua casa, mas Augusto Fernandez deu o troco na curva 5 (8ªvolta) e recuperou a posição perdida.

Marcel Schrotter fez uma ultrapassagem sensacional em cima de Alonso Lopez, entre a curva 6 e 7 e assumiu a liderança. O piloto alemão tinha a esperança e até mesmo a possibilidade de conquistar a tão sonhada primeira vitória da carreira, mas a prova ainda estava no começo do segundo terço e Schrotter estava com Lopez, Arenas, Dixon, Fernandez, Bendsneyder, Beaubier e Arbolino colados, praticamente sem diferença nenhuma. Celestino Vietti que vinha na 9ªposição, estava a quase 2 segundos desse grupo.

Na 9ªVolta, Fernandez passa a ser o 4ºcolocado após supera Jake Dixon que fica mais para Bo Bendsneyder da SAG. Na volta seguinte, Arenas e Fernandez superam Alonso Lopez de uma vez, ainda que o piloto da Speed UP tenha dado o troco no piloto da equipe Ajo, essa resistência não durou mais que algumas curvas, Fernandez voltou a se colocar na frente de Alonso Lopes. Já Fermin Aldeguer sofre a punição da volta longa por cortar a chicane, ao cumprir essa punição caiu para a 16ªposição.

Schrotter continuava na liderança, até que na 12ªvolta, o alemão caiu na curva 5. O Alemão viu mais uma chance de vencer sua primeira corrida cair por terra. A liderança passou a ser de Albert Arenas, mas uma liderança frágil, muito ameaçado por Augusto Fernandez que estava vendo mais uma vez a vitória perto de suas mãos. Ao final da 12ªVolta, Alonso Lopez surpreendeu Fernandez e voltou a segunda posição. O piloto da Speed UP era um duro adversário a ser superado.

Os 4 primeiros (Arenas, Lopez, Fernandez e Dixon) abriram um pouco de vantagem para Bendsneyder,Arbolino e Beaubier brigavam pelo 5ºlugar. Um pouco mais atrás, Celestino Vietti e Ai Ogura vinham chegando nessa turma.

A 10 voltas do final, Augusto Fernandez recupera a segunda posição sobre Lopez e voltou a pressionar Albert Arenas. Enquanto havia o duelo pela ponta, um outro importante duelo era travado entre Celestino Vietti e Ai Ogura, não só pela 8ªposição como uma posição, um ponto importante para os dois na disputa. Nesse duelo direto, Ogura levou a melhor e ganhou a 8ªposição. Na volta seguinte, Alonso Lopez sai da pista e cai da 6ªposição, logo a frente de Ogura e Vietti.

Fernandez estava estudando Arenas, queria o momento certo para superar o piloto espanhol, mas teria de ter muito cuidado para evitar uma ultrapassagem de Dixon e Bendsneyder, colados no piloto da equipe Ajo.

Quando faltavam 8 voltas do final, na curva 5, Augusto Fernandez passou Arenas e assumiu a liderança. Bo Bendsneyder passou Jake Dixon e passou ao 3ºlugar. Era muito real a possibilidade de um primeiro pódio do holandês e diante da sua torcida. Cameron Beaubier tenta se aproveitar para entrar na luta pelo pódio, Ogura vinha em 6º e Vietti ainda estava atrás de Alonso Lopez.

Na 18ªVolta, Cameron Beaubier passou Dixon e Bendsneyder numa manobra genial, na reta dos boxes, ela foi tão genial que a ultrapassagem de Vietti sobre Alonso (que deu ao piloto da VR46 o 7ºlugar) passou desapercebida. Na curva 5, Dixon que passou Bendsneyder antes passou a Beaubier e voltou a estar em posição de pódio. Já o piloto da SAG começou a ser pressionado por Ogura, uma brilhante corrida de recuperação do piloto japonês e que se tornaria ainda mais brilhante com a ultrapassagem sobre Bendsneyder e a ida a 5ªposição. Vietti, seu rival na disputa do título também superou o piloto holandês a menos de 6 voltas do final.

A 5 voltas do final, Fernandez vinha na frente, mas pressionado por Arenas e com Dixon, Beaubier e Ogura com esperanças de pódio e até mesmo de vitória. Um pouco mais atrás vinham Vietti, Beaubier e Alonso Lopez. Em 9ºlugar, Tony Arbolino já vinha longe dessa disputa. A zona de pontos estava sendo completada por Roberts, Salac, Gonzalez, Aldeguer, Navarro e Chantra.

No final da 20ªvolta, Dixon passa Arenas e leva o segundo lugar, Ogura se aproveitou e também passou o piloto da Aspar Martinez e subiu para a terceira posição. No começo da 21ªvolta (Curva 1) Cameron Beaubier foi para o chão, mais uma vez quando vinha perto de posição de pódio. Sorte para Vietti que lutava com Bendsneyder pela 5ªposição, mas já a 2 segundos atrás dos 4 primeiros colocados.

Faltando 3 voltas do final, Ogura supera Dixon e passa a ser o segundo colocado. Que corridaça de recuperação para o piloto da Honda Asia Team. No final, Vietti chega na briga pelo pódio que estava sendo disputada entre os dois pilotos da Aspar Martinez. Dixon e Arenas trocaram ultrapassagens na antepenúltima volta.

Quando faltava 1 volta e meia do final, Albert Arenas vai ao chão e perde a chance de conquistar o seu melhor resultado na Moto 2. Vietti pula para 4º, mas tinha que segurar Bo Bendsneyder, buscando um folego final para pelo menos pegar a posição do italiano. Na volta final, Dixon tenta recuperar o segundo lugar, mas Ogura estava com um controle mínimo da sua posição.

Após 24 voltas de uma brilhante corrida em Assen, a vitória ficou com Augusto Fernandez, sua terceira vitória na temporada, após sair da 9ªposição para galgar posições durante a corrida, fazendo uma corrida de cabeça, com ultrapassagens certas e sem se precipitar em nenhum momento da prova. Uma vitória merecidíssma de Fernandez, vivendo seu melhor momento na carreira, brigando pelo título da Moto 2 dessa temporada.

Ai Ogura fez uma sensacional corrida, largou na frente, mas dois problemas o jogaram para a 17ªposição. O que poderia ter sido uma prova desastrosa virou uma corrida consagradora, Ogura teve uma soberba recuperação, terminando a corrida na segunda posição. Mesmo sem a vitória, o japonês obteve possivelmente sua melhor corrida da carreira. Em 3ºlugar, fechando o pódio, o inglês Jake Dixon que largou na pole, foi muito bem na corrida, faltou um pouco mais de desempenho e experiência para lutar até o final pela vitória.

Celestino Vietti também fez uma bela corrida de recuperação, com muita calma e mesmo sem uma moto excelente, conseguiu evoluir bastante até o final e conquistou a 4ªposição, segurando o holandês Bo Bendsneyder da SAG, o holandês repete seu melhor resultado da carreira com a 5ªposição, chegando a algum momento a flertar com o pódio na sua casa. Mesmo sem esse pódio, tenho certeza de que os torcedores holandês saíram de Assen orgulhosos da exibição do seu piloto.

Alonso Lopez começou na frente, lutou, batalhou bastante na frente, mas um erro o jogou pra fora dessa disputa, mas pelo menos o piloto da Speed UP ficou em pé até o final e conquistou a 6ªposição. Tony Arbolino chegou em 7º, mas não brilhou em nenhum momento da corrida, fez uma corrida burocrática, pra chegar na zona de pontuação.

Joe Roberts, muito longe da disputa das primeiras posições  acabou ficando com a 8ªposição, seguido de Manuel Gonzalez da Yamaha VR46 e de Filip Salac da Gresini, dois pilotos que fizeram boas corridas. Para Salac foi seu melhor resultado de corrida na temporada (Já que o tcheco tem um 3ºlugar no Grid de largada no Qatar).

Fermin Aldeguer da Speed UP, Jorge Navarro da Pons (Que diga de passagem teve um desempenho bem decepcionante), Somkiat Chantra (Longe dos seus melhores desempenhos) da Honda Asia Team, Jeremy Alcoba da IntactGP e Barry Baltus da RW Racing completaram a zona de pontuação.

Saindo das férias, o campeonato de pilotos da Moto 2 tem Celestino Vietti na liderança com 146 pontos, 3 vitórias, Augusto Fernandez com os mesmos 146 pontos e 3 vitórias. O piloto da VR46 esta na frente por causa de um segundo lugar no GP da Indonésia. 1 ponto atrás, Ai Ogura vem na terceira posição. Os 3 primeiros colocados vão para as férias como os principais nomes do campeonato e se continuarem nessa forma, mostrando o seu melhor, teremos um final incrível na disputa do título. Aron Canet ficou longe da briga (30 pontos atrás de Vietti e Fernandez e 29 pontos atrás de Ogura), vai precisar de um dia de sorte para entrar nessa briga.
Dia 7 de Agosto, teremos a retomada do campeonato no fantástico circuito de Silverstone, com o GP da Inglaterra.

Resultado Final da 11ªetapa do Mundial de Motovelocidade – Temporada 2022
GP da Holanda – Assen – 24 Voltas – Moto 2

pos piloto equipe moto tempo
1 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex 39’07.1330
2 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 0.660
3 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 0.725
4 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex a 0.758
5 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 1.485
6 21 Alonso Lopez MB Conveyors Speed Up Boscoscuro a 5.417
7 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 5.553
8 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex a 7.396
9 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 7.589
10 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex a 7.691
11 54 Fermín Aldeguer MB Conveyors Speed Up Boscoscuro a 9.322
12 9 Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex a 15.028
13 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 17.443
14 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex a 19.188
15 7 Barry Baltus RW Racing GP Kalex a 19.256
16 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex a 19.898
17 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 28.669
18 84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex a 28.787
19 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex a 44.544
20 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 44.612
21 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 50.836
22 55 Alex Toledo Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 51.009
28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex a 2 voltas – Acidente
75 Albert Arenas Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 2 voltas – Acidente
6 Cameron Beaubier American Racing Kalex a 4 voltas – Acidente
61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex a 11 voltas – Abandonou
23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex a 13 voltas – Acidente
22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 21 voltas – Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Alemanha – Moto 2 – Mundial de Motovelocidade 2022

A categoria Intermediária teria mais uma vez Celestino Vietti na repescagem. O líder do campeonato teria mais uma vez que disputar uma das 4 vagas para o Q2. O que seria complicado para Vietti é que tinha muitos pilotos da parte de cima da tabela nessa fase, era o caso de Tony Arbolino, Jake Dixon, Jorge Navarro, Somkiat Chantra e do piloto da casa, Marcel Schrotter da IntactGP. Chega a ser uma surpresa que Schrotter não tivesse garantido seu lugar para o Q2 sem ter precisado de repescagem.

Na primeira volta, com 3 minutos e 10 segundos de sessão já percorridas, Tony Arbolino foi o mais rápido (1:24.149), ficando nessa posição por 40 segundos, até que Celestino Vietti coloca os cronômetros abaixo e marca o melhor tempo, já na casa do 1 minuto e 23 segundos (1:23.786). Barry Baltus, Jake Dixon e Jorge Navarro fizeram boas voltas e passaram a 3ª, 4ª e 5ªposição, logo atrás de Arbolino. Marcel Schrotter completava os 6 primeiros colocados.

Com um pouco mais de terço da sessão percorrido (5:15 dos 15 minutos do Q1), Jake Dixon marcou 1:24.013 e acabou pulando para a segunda posição. Naquele momento Barry Baltus passou a ficar na bolha e acabou perdendo essa posição para Marcel Schrotter 40 segundos depois, o piloto alemão marcou o tempo de 1:24.168.

Tony Arbolino por muito pouco não foi para o chão na curva 1. O piloto da Marc VDS perderia a 3ªposição para Schrotter que marcou mais uma bela volta. Com metade da sessão, Vietti, Dixon, Schrotter e Arbolino estavam levando as vagas para o Q2, mas com Baltus, Navarro e Chantra de olho nessas vagas. Nessa altura da classificação, uma parte dos pilotos foram para os boxes e uma outra parte continuavam na pista com a esperança de melhorarem seus tempos. Porém, os tempos paravam de melhorar em um determinado momento da sessão.

Nos 3 minutos finais, muitos pilotos voltaram para a pista com a esperança de melhorarem seus tempos. Outros pilotos como Jake Dixon ficaram nos boxes, acreditando que o Q1 já estava definido. A conclusão é que praticamente não houve mudanças até o encerramento da repescagem. Apenas Schrotter melhorou um pouco seu tempo e o norte-americano Sean Dylan Kelly ganhou uma posição e passou a ser o 9ºcolocado.

Celestino Vietti da VR46 ficou em primeiro, seguido de Dixon da Aspar Martinez, Schrotter da IntactGP e Tony Arbolino da Marc VDS. A torcida alemã ficou feliz pelo seu representante ter conseguido passar para a fase final da classificação.

Resultado do Q1:

pos piloto equipe moto tempo
1 13  Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’23.7860
2 96  Jake Dixon GASGAS Aspar Team Kalex 01’24.0130
3 23  Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 01’24.0440
4 14  Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex 01’24.1490
5 7  Barry Baltus RW Racing GP Kalex 01’24.1890
6 9  Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex 01’24.2710
7 35  Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 01’24.4920
8 42  Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta 01’24.5260
9 4  Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 01’24.8290
10 84  Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex 01’24.9380
11 24  Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta 01’25.0690
12 61  Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 01’25.1790
13 28  Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’25.2050
14 81  Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’25.4900
15 55  Alex Toledo Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’25.5520
16 52  Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 01’25.5720

Logo que o cronometro foi disparado, praticamente todo mundo foi para a pista, com exceção de Joe Roberts que saiu um pouco depois. Nos treinos livres, o tcheco Filip Salac da Gresini foi o mais rápido, mas não se imaginaria que ele fosse o favorito a pole position.

Os primeiros tempos foram marcados com 3 minutos de sessão. Celestino Vietti saiu na frente com 1:24.175, seguido de Filip Salac, mas depois foi superado pelos dois pilotos da Aspar Martinez, com Albert Arenas na frente com 1:23.765 e Jake Dixon na segunda posição. Também superando Vietti, Aron Canet passou para a 3ªposição.

Com vontade de fazer um bom papel em sua casa, Aos 4:30 de sessão, Marcel Schrotter fez uma bela volta de 1:23.913 passando a ser o 3ºcolocado, e por consequência entrando na 1ªfila. Tony Arbolino foi para a 5ªposição. Com 1/3 de sessão percorrida, Joe Roberts dá um belo pulo, da 15ª para a 6ªposição após uma boa volta.

Na metade da sessão, Albert Arenas ver nas suas mãos a possibilidade de conquistar a primeira pole na categoria intermediária, seguido de Jake Dixon, seu companheiro de equipe na Aspar Martinez e de Marcel Schrotter da IntactGP. Canet, Arbolino, Roberts, Vietti, Lowes, Ogura e Salac completavam os 10 primeiros lugares.

A 7 minutos do final, Vietti e Aldeguer voltam para a pista. Lá estava Bo Bendsneyder que por mais esforço não conseguia passar da 11ªposição. Sam Lowes também já estava na pista de novo. Seu companheiro de equipe, Tony Arbolino voltaria para a luta a 6 minutos do final do Q2.

Sam Lowes foi baixar a sua volta e foi uma brilhante volta do piloto britânico, que o levou a liderança da sessão a 4:40 do término da classificação. A partir dai, começou a caça ao tempo de 1:23.493 do piloto da Marc VDS. A se destacar Augusto Fernandez que em duas voltas pulou da 16ª para a 6ªposição e depois para a 3ªposição, puxando o tapete de Dixon na primeira fila.

Com o cronometro zerado, Sam Lowes conquistou a pole position, a primeira na temporada e a chance de buscar um grande resultado. O inglês estava a 6 provas sem conseguir completar um GP. Albert Arenas chega ao seu melhor resultado de grid de largada, por muito pouco o espanhol não conseguiu sua primeira pole position na Moto 2. Augusto Fernandez que vem em ascensão no campeonato vai completar a primeira fila.

Jake Dixon da Aspar Martinez abre a segunda fila, largando na 4ªposição. O dono da casa, Marcel Schrotter teve um grande dia, partiu da repescagem, passou por ela e no Q2 não decepcionou a torcida, conseguiu uma belíssima 5ªposição no grid de largada. Aron Canet da Pons fecha a 2ªfila.

Tony Arbolino não teve o mesmo destaque de Lowes e vai largar na 7ªposição. Outro vindo do Q1. Celestino Vietti vai largar 6 posições a frente de Ai Ogura, seu mais próximo adversário na disputa do Mundial, o piloto da VR46 vai largar na 8ªposição. Joe Roberts com uma participação vai largar em 9º. Fechando os 12 primeiros, a quarta fila é composta por Cameron Beaubier da American Racing, Pedro Acosta da Ajo e Fermin Aldeguer da Speed UP.

Grid de Largada:

pos piloto equipe moto tempo
1 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex 01’23.4930
2 75 Albert Arenas GASGAS Aspar Team Kalex 01’23.7650
3 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex 01’23.8250
4 96 Jake Dixon GASGAS Aspar Team Kalex 01’23.8970
5 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 01’23.9130
6 40 Aron Canet Flexbox HP40 Kalex 01’23.9730
7 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex 01’24.0910
8 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’24.1300
9 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 01’24.1340
10 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex 01’24.2220
11 51 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex 01’24.2680
12 21 Alonso Lopez MB Conveyors Speed Up Boscoscuro 01’24.3140
13 54 Fermín Aldeguer MB Conveyors Speed Up Boscoscuro 01’24.3150
14 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 01’24.3180
15 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 01’24.3340
16 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex 01’24.3440
17 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’24.6430
18 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’24.7100
19 7  Barry Baltus RW Racing GP Kalex 01’24.1890
20 9  Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex 01’24.2710
21 35  Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 01’24.4920
22 42  Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta 01’24.5260
23 4  Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 01’24.8290
24 84  Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex 01’24.9380
25 24  Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta 01’25.0690
26 61  Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 01’25.1790
27 28  Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’25.2050
28 81  Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’25.4900
29 55  Alex Toledo Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’25.5520
30 52  Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 01’25.5720

A corrida da categoria intermediária acabou sendo a melhor do domingo, O GP da Alemanha começou com Sam Lowes na frente e que acabou com a vitória de Augusto Fernandez, o piloto da equipe Ajo entra de vez na disputa do título. Canet e Ogura não foram muito bem e Vietti acabou indo para o chão. Os 4 pilotos estão separados por apenas 17 pontos.

Diferente do habitual Sam Lowes larga muito bem e segura a liderança. Marcel Schrotter pula muito bem e passa da 4ª para a segunda posição. Augusto Fernandez manteve o 3ºlugar, Arenas caiu para 4º, Joe Roberts e Jake Dixon completavam os 6 primeiros colocados. Acosta, Arbolino, Aldeguer e Vietti completavam a classificação dos 10 primeiros colocados.

Sam Lowes primeiramente e depois Marcel Schrotter tentaram abrir da concorrência. Disposto a fazer uma grande corrida Albert Arenas passou Augusto Fernandez e passou a ser o 3ºcolocado. Começando a 3ªvolta, Pedro Acosta vinha muito bem, já tinha passado Jake Dixon e nessa volta passa Joe Roberts e sobe para a 5ªposição.

Arenas começou a segurar todo mundo, enquanto que Schrotter passou a pressionar Lowes. O Alemão com a esperança de vencer pela primeira vez na moto 2, diante da sua torcida.

Na 4ªVolta, Fernandez passou Arenas e dessa forma começou a sua arrancada rumo a liderança e a vitória. O piloto da KTM Ajo foi pra luta em cima de Schrotter. Ao chegar na 5ªVolta, Fernandez passou Schrotter na curva 4 passando a segunda posição. Foi questão de uma volta para Augusto Fernandez chegar em Sam Lowes, pressionar e logo depois, na mesma curva 4 conseguir a ultrapassagem que lhe deu a primeira posição. Lowes perderia a segunda posição para Marcel Schrotter nas curvas seguintes. Por outro lado, Jorge Navarro vai ao chão na curva 13, o espanhol foi o primeiro a deixar a corrida.

No final da 6ªVolta, Pedro Acosta passou Albert Arenas e subiu para a 4ªposição. Os pilotos que estão brigando pelo título, Aron Canet vinha em melhor situação, na 6ªposição. Já Ogura em 11º e Vietti em 13º vinham em situação bem complicada

Ao chegar na 8ªvolta, Pedro Acosta supera Marcel Schrotter (Que tinha sido superado por Sam Lowes anteriormente) e assume a 3ªposição. Uma grande corrida de recuperação do campeão da Moto 3 do ano passado. Arenas chegou a ficar na frente do piloto da IntactGP, mas Schrotter estava por dentro na curva 1 e segurou a 4ªposição. Enquanto isso, Augusto Fernandez já abria 1.8 segundos de Lowes. Em outras palavras, era uma passeio do piloto espanhol sobre o resto da turma.

Enquanto isso, Celestino Vietti vinha mal, estava ameaçado de perder a 12ª para Jake Dixon (Que também não vinha muito bem), Manuel Gonzalez e Cameron Beaubier.

Pedro Acosta se livrou de Marcel Schrotter e passou a pressionar Sam Lowes, o jovem queria o segundo lugar. Já o alemão, passou a ser pressionado por Albert Arenas que visava a sua 4ªposição. Canet vinha em 6º, mas já estava na alça de mira dos dois pilotos da Speed UP com Fermin Aldeguer na frente de Alonso Lopez e ambos com bom desempenho.

A corrida estava chegando na 13ªvolta e o desespero de Vietti continuava, o piloto da VR46 perdeu posições para Dixon e Gonzalez. A Sorte é que Canet e Ogura não estavam brigando pela vitória.

Acosta pressionava Lowes, mas não precisou de muito esforço, já que na 15ªvolta, o piloto britânico erra na curva 1 e o Pedro Acosta passou a 2ºposição, formando a dobradinha dos pilotos da equipe Ajo. O erro de Lowes alimentou as esperanças de Schrotter de tomar o pódio do piloto da Marc VDS.

Mais atrás, Canet não foi páreo para os dois pilotos da Speed UP, tanto Fermin Aldeguer como Alonso Lopez superaram o piloto da Pons. Ai Ogura aproveitou e também passou Canet. O japonês assumiu a 8ªposição. A 8 voltas do final,  Aldeguer em brilhante corrida chegou em Albert Arenas, o chassi da Boscouscuro mostrando finalmente as qualidades de menor desgaste de pneus.

Lá Atrás, Vietti conseguiu esboçar uma recuperação, ganhando algumas posições, mas tudo foi para o espaço a 7 voltas do final, quando o líder do campeonato acabou indo para o chão na curva 1. A corrida terminava para Celestino Vietti como acabava para a VR46, já que Niccolò Antonelli já tinha abandonado a corrida nas primeiras voltas. Esse abandono deixava a disputa do campeonato mais aberto do que nunca.

Nas voltas finais, a briga passou a ser para Sam Lowes tentar recuperar a 2ºposição que estava em posse de Pedro Acosta que estava com uma advertência por passar do limite da pista. Augusto Fernandez já estava com 8.3 segundos de frente para seu mais próximo adversário (Acosta) que lutava para manter a segunda posição.

A menos de 3 voltas do final, já na parte final da 25ªvolta, Lowes acaba passando Acosta, mas quando parecia que o britânico levaria a melhor nesse confronto, o campeão da Moto 3 de 2021 acabou dando o troco na reta. Acosta voltou para a segunda posição. No final da penúltima volta, os dois trocaram ultrapassagens entre eles.

Na volta final, Schrotter tentou um último ataque em cima de Lowes, buscando ainda um lugar no pódio em sua casa. Lowes acabou com essa ameaça e foi para um último ataque em cima de Acosta.

Augusto Fernandez conquistou a 2ªvitória na temporada, entrando em definitivo na disputa do Mundial de Pilotos. Fernandez largou na 3ªposição e passou a liderança a partir da 6ªvolta, foi a partir dai que o piloto da Equipe Ajo passou a dominar a corrida e acabou na frente, com 7.7 segundos de frente para Pedro Acosta, seu companheiro de equipe que segurou a pressão de Sam Lowes. Mais uma ótima corrida para Acosta, o que demonstra que já esta adaptado a categoria intermediária.

Após 6 corridas sem ter cruzado a linha de chegada, Sam Lowes finalmente tem um grande resultado, um terceiro lugar, andando bem e competitivo apesar de alguns erros que lhe custaram a segunda posição. O britânico tem um respiro depois de tantos momentos ruins que ele viveu nesse ano.

Marcel Schrotter teve um grande final de semana, lutou muito e chegou a figurar na segunda posição, mas faltou pouco para o piloto alemão subisse ao pódio em sua casa. O 4ºlugar acabou doendo para o piloto da IntactGP, principalmente quando se chega a meio segundo do 3ºcolocado. Logo atrás, o jovem Fermin Aldeguer com a 5ªposição obteve seu melhor resultado em corridas, usando muito bem seu equipamento, o chassis Boscoscuro que gasta menos borracha que os Chassis da Kalex o levou a uma bela evolução durante a corrida, mesmo que no final tivesse levado 3 segundos de punição por ter passado do limite da písta.

Albert Arenas teve um desempenho formidável na classificação, mas na corrida não teve o mesmo desenho e acabou ficando em uma boa 6ªposição, muito a frente de Jake Dixon que ficou em uma decepcionante 11ªposição. Alonso Lopez também teve um bom resultado com o 7ºlugar. Parece que a Speed UP acertou em ter dispensado Fenati para promover Alonso para a titularidade na equipe.

Respectivamente em 8º e 9º, Ai Ogura e Aron Canet fizeram corridas discretas, sem muito destaque e não aproveitando muito bem a chance dada por Vietti para se aproximarem da disputa do campeonato. Tony Arbolino completou o Top 10, sem fazer qualquer sombra para Sam Lowes.

Jake Dixon não largou bem e foi ficando para trás e só salvou a 11ªposição. O britânico da Aspar Martinez foi seguido de Manuel Gonzalez da Yamaha VR46, Joe Roberts da Italtrans (começou muito bem, mas foi caindo de rendimento no decorrer da corrida), Cameron Beaubier da American Racing e Somkiat Chantra da Honda Asia Team.

Resultado Final da 10ªetapa do Mundial de Motovelocidade – Temporada 2022
GP da Alemanha – Sachsenring – 28 Voltas – Moto 2

pos piloto equipe moto tempo
1 37  Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex 39’44.0190
2 51  Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex a 7.704
3 22  Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 7.844
4 23  Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex a 7.959
5 54  Fermín Aldeguer MB Conveyors Speed Up Boscoscuro a 11.169
6 75  Albert Arenas GASGAS Aspar Team Kalex a 11.635
7 21  Alonso Lopez MB Conveyors Speed Up Boscoscuro a 12.805
8 79  Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 13.639
9 40  Aron Canet Flexbox HP40 Kalex a 13.764
10 14  Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 13.800
11 96  Jake Dixon GASGAS Aspar Team Kalex a 18.553
12 18  Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 18.661
13 16  Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex a 21.789
14 6  Cameron Beaubier American Racing Kalex a 23.127
15 35  Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 26.420
16 64  Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 28.606
17 4  Sean Dylan Kelly American Racing Kalex a 39.217
18 84  Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex a 46.429
19 61  Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex a 46.785
20 52  Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex a 47.302
21 55  Alex Toledo Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 56.066
13  Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex a 7 Voltas – Acidente
81  Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 8 Voltas – Acidente
42  Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 9 Voltas – Abandonou
12  Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex a 10 Voltas – Acidente
7  Barry Baltus RW Racing GP Kalex a 11 Voltas – Acidente
19  Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex a 18 Voltas – Acidente
28  Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex a 18 Voltas – Dor no Ombro
24  Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 21 Voltas – Superaquecimento
9  Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex a 25 Voltas – Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da França – Mundial de Motovelocidade 2021 – Corrida da Moto 2

Raúl Fernández conseguiu sua segunda vitória na categoria, o piloto da KTM mesmo perdendo a ponta no começo acabou mantendo a calma e recuperando a liderança, a partir dai, o espanhol levou com primazia sua moto até a bandeirada. Foi uma corrida cheia de quedas, Sam Lowes foi um dos pilotos que foram ao chão e ficou mais distante da briga pelo título. Remy Gardner e Marco Bezzecchi completaram o pódio.

Na largada, Bezzecchi foi melhor que Fernández e tomou a frente. Joe Roberts manteve a 3ªposição, Canet que vinha em 4º acabou caindo na curva 9, deixando uma corrida que poderia ter muito boa para ele. Bezzecchi e Fernández abrem vantagem dos demais pilotos. Na segunda volta, Augusto Fernandez que superou Roberts e vinha em uma ótima terceira posição acabou indo ao chão na curva 11, Joe Roberts retornou a essa posição, com Garzó, Bendsneyder, Baldassarri, Vierge, Lowes e Gardner.

Em uma tentativa de ultrapassagem imprudente, Sam Lowes acabou derrubando Xavi Vierge e atrapalhando Lorenzo Baldassarri (que volta nas últimas posições) tanto o piloto da Marc VDS como o piloto da Petronas abandona na 4ªvolta. Na volta seguinte, Joe Roberts foi para o chão na curva 9.

Diante dessas quedas, Raúl Fernández superou Marco Bezzecchi e voltou para a ponta. Bo Bendsneyder vinha em uma ótima terceira posição, Remy Gardner e Tony Arbolino vinham logo atrás do piloto holandês da SAG.  Hector Garzó vinha na 6ªposição e estava na frente de Fabio di Giannantonio, mas na 7ªvolta, di Giannantonio provoca a queda de Garzó que abandona a prova.

Esse acidente leva Fabio di Giannantonio a levar a punição da volta longa, essa punição levaria o piloto da Gresini na 11ªposição, mas di Giannantonio cometeu um erro ao cumprir a punição. Resultado é que ele teve de fazer novamente a volta longa. Depois de tudo isso, o piloto da Gresini caiu para a 14ªposição atrás de Thomas Luthi.

Lá na frente, Fernández começava a abrir vantagem sobre Bezzecchi que liderava a disputa da 2ª a 5ªposição, Bendsneyder segurava o quanto podia a 3ªposição dos ataques de Gardner e Arbolino (Piloto que largou da 19ªposição e que estava já colocado em 5ºlugar). Em sexto vinha Cameron Beaubier, mas já vinha a mais de 10 segundos atrás e com Ogura, Schrotter, Dalla Porta e Chantra atrás dele completando os 10 primeiros colocados.

No final da 16ªVolta, Gardner passou Bendsneyder e sobe para 3ªposição. Curvas depois foi a vez de Arbolino superar o piloto da SAG e ganhar a 4ªposição.

Raúl Fernández vinha com a corrida sob controle lá na frente, com 1.3 segundos a frente de Bezzecchi que tinha Gardner na sua cola, o australiano queria a segunda posição. Diante da pressão, o piloto da VR46 não resistiu, acabou errando a curva 8 e perdendo a posição para o líder do campeonato.

Nas ultimas voltas, Beaubier acabou caindo e perdendo a chance de conquistar seu melhor resultado na Moto 2. Nas voltas finais, muita disputa pela 6ªposição para trás. A se destacar a ótima recuperação de Fabio di Giannatonio e de Simone Corsi que ganharam posições.

Raúl Fernández abriu mais de 2 segundos de frente para Remy Gardner. Com tranquilidade, o piloto espanhol acabou conquistando a 2ªvitória na temporada e na Moto 2 e ficando a 1 ponto da liderança do campeonato. Liderança essa continua nas mãos de Gardner que ficou na segunda posição, dobradinha da Red Bull Ajo em Le Mans. Marco Bezzecchi completou o pódio, levando a VR46 em mais uma boa corrida.

Tony Arbolino fez uma grande corrida de recuperação, ganhando 15 posições para chegar a uma ótima 4ªposição, seu melhor resultado na sua curta trajetória na Moto 2 e um dos melhores resultados da Dynavolt nos últimos anos. Bo Bendsneyder se segurou na frente, apesar de não conseguir o pódio acabou levando a moto da SAG para a uma ótima 5ªposição. o melhor resultado do piloto Holandês na Moto 2.

Bem longe, O Alemão Marcel Schrotter da Dynavolt foi o melhor do resto da turma, chegando na 6ªposição, na frente de Ai Ogura que ficou até o finalzinho na 6ªposição, o japonês acaba colocado na 7ªposição.

Fabio di Giannantonio e Simone Corsi se recuperaram na reta final, chegando na 8ª e 9ªposições respectivamente. O piloto da Gresini tomou praticamente 2 punições de volta longa, já o outro leva a MV Agusta ao melhor resultado da temporada. O Espanhol Jorge Navarro completa os 10 primeiros colocados.

Lorenzo Dalla Porta da Italtrans, Somkiat Chantra da Honda Asia Team, Nicolò Bulega da Gresini, Marcos Ramirez da American Racing e Albert Arenas da Aspar Martinez chegou a zona de pontuação.

Resultado final do GP da França
Mundial de Motovelocidade – Moto 2 – 25 Voltas

pospilotoequipemototempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex40’46.101
287Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 1.490
372Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 4.599
414Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 7.503
564Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 11.887
623Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalexa 27.829
779Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 27.975
821Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 28.112
924Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 28.204
109Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 28.432
1119Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 28.989
1235Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 28.749
1311Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 29.316
1442Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 31.605
1575Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuroa 32.080
1655Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 32.571
1770Barry BaltusNTS RW Racing GPNTSa 33.309
187Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 39.036
1996Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 41.069
2013Celestino Vietti RamusSKY Racing Team VR46Kalexa 45.599
2110Tommaso MarconMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 1’19.160
6Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 5 voltas
12Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 11 voltas
40Hector GarzoFlexbox HP40Kalexa 19 voltas
16Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 21 voltas
97Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 22 voltas
22Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 22 voltas
62Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 23 voltas
2Alonso LópezMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 23 voltas
37Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 24 voltas
44Arón CanetInde Aspar TeamBoscoscuroa 25 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Mundial de Motovelocidade -GP do Qatar – 1ªEtapa – Moto 2

Resultado dos três treinos livres – Os 14 primeiros foram classificados direto para o Q2 na sessão se Classificação. Os demais pilotos foram para o Q1.

pospilotoequipemotoMelhor Tempo
122Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex1’58.959
272Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’59.063
316Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’59.272
497Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’59.296
587Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex1’59.320
664Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’59.422
711Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’59.443
825Raul FernandezRed Bull KTM AjoKalex1’59.481
996Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’59.546
109Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpBoscoscuro1’59.556
1123Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’59.567
1214Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’59.790
1312Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’59.809
1444Aron CanetInde Aspar TeamBoscoscuro1’59.844
157Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’59.846
1621Fabio di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’59.876
1742Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’59.886
1819Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’59.946
1913Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex2’00.096
2024Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta2’00.100
2175Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuro2’00.104
2235Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex2’00.118
2362Stefano ManziFlexbox HP40Kalex2’00.168
246Cameron BeaubierAmerican RacingKalex2’00.188
2579Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex2’00.198
2640Hector GarzoFlexbox HP40Kalex2’00.334
2737Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex2’00.373
285Yari MontellaMB Conveyors Speed UpBoscoscuro2’00.419
2970Barry BatusNTS RW Racing GPNTS2’00.689
3055Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS2’01.765

Diferente dos pilotos da Moto 3, os pilotos que estavam na repescagem foram para a pista assim que o cronometro foi disparado. Exceto Baltus que ficou de fora da prova por causa de uma lesão em seu braço.

Na primeira volta, a 10 minutos e 20 segundos do final, Hector Garzó, Lorenzo Dalla Porta e Celestino Vietti fizeram suas voltas e ficaram bem próximos no tempo, separados por apenas 34 milésimos nas 3 primeiras posições. Esse tempo durou por 40 segundos, até que Fabio di Giannatonio da Gresini passou para a liderança com 1:59.952, o italiano foi o primeiro a baixar a sua volta do tempo dos 2 minutos. Garzó, Dalla Porta e Vietti vinham sendo os outros classificados.

Ai Ogura que fechou sua primeira volta na 6ªposição fez uma segunda volta bem melhor, com 1:59.498 o japonês que estreia na categoria intermediária passou para a liderança, Enquanto Ramirez foi para a 2ªposição, Simone Corsi com sua MV Agusta foi para o chão, ele ficaria de fora da corrida por causa desse acidente. A 7:45 do final da sessão, Di Giannantonio volta a liderança, com tempo 8 milésimos mais rápido que Ogura.

Di Giannantonio era o piloto mais rápido da repescagem, Vietti tentou uma 3ªtentativa e até conseguiu a 1ªposição, mas lá foi Fabio di Giannantonio fazer 1:59.354 a 5 minutos e 45 segundos do final. Ogura e Ramirez vinham sendo os outros dois classificados. A 5 minutos do final, O próprio Marcos Ramirez foi para o chão e colocou sua classificação para o Q2 em risco.

Somkiat Chantra acabou tirando Ramirez da zona de classificação, com uma ótima volta se colocou na 3ªposição a 4 minutos do final. A partir dai os tempos pararam de cair e parecia que a disputa pelas vagas no Q2 estava acabada, mas eis que Lorenzo Dalla Porta consegue uma bela volta e subiu da 6ª para a 4ªposição. Azar para Ogura que perdeu seu lugar de classificação. Augusto Fernandez e Cameron Beaubier melhoraram seus tempos subindo para 7º e 8ºlugares respectivamente.

Fabio di Giannantonio da Gresini, Celestino Vietti da VR46, Somkiat Chantra da Honda Asia Team e Lorenzo Dalla Porta da Italtrans foram classificados para a fase final da classificação. Ai Ogura teve um bom desempenho, mas ficou de fora da zona de classificação por 46 milésimos.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemotoTempo
121Fabio di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’59.354
213Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’59.411
335Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’59.446
419Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’59.452
579Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’59.498
642Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’59.638
737Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex1’59.667
86Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’59.673
975Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuro1’59.710
1062Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’59.819
1140Hector GarzoFlexbox HP40Kalex2’00.015
127Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta2’00.135
135Yari MontellaMB Conveyors Speed UpBoscoscuro2’00.173
1455Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS2’00.644
1524Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta2’02.566

Logo que começou a contagem regressiva do Q2, Thomas Luthi foi o primeiro piloto a entrar na pista, seguido de Gardner e Navarro. Diferente da Moto 3, os pilotos do Q2 não saíram em bando, eles saíram em grupos de 2 ou de 3 pilotos.

Luthi fez a primeira volta e logo acabou superado por Remy Gardner e Jorge Navarro. A situação do Suíço ficou pior com a ótima volta do Holandês Bo Bendsneyder (da mesma equipe SAG) e passou para a liderança que foi temporária. Bastou Sam Lowes fazer 1:59.447 para tomar a liderança, mas sua volta foi anulada e o inglês teve de buscar novamente o tempo.

Nesse meio tempo, Remy Gardner e Raúl Fernández foram para as duas primeiras posições, Jorge Navarro da Speed UP subiu para 3º, mas a festa deles acabou e Lowes detonou e fez 1:58.798, colocando mais de 4 décimos a frente de Jake Dixon que fez o segundo tempo.

O piloto britânico da Marc VDS praticamente ficou com a pole nas mãos, seu tempo seria inalcançável até o final da sessão. Raúl Fernández e Remy Gardner lutaram para tentar alcançar a pole, acabaram melhorando seus tempos, mas ficaram com o 2º e 3ºlugares, mas Gardner teve sua volta anulada, Bezzecchi da VR46 herda a 3ªposição. Depois do cronometro zerado, o holandês Bo Bendsneyder tomou o lugar de Marco Bezzecchi na 1ªFila.

Sam Lowes alcança a pole position na 1ªEtapa do Mundial de Motovelocidade, com todo o merecimento pois foi o mais rápido na parte final da sessão e é um dos candidatos ao título da temporada 2021. O estreante Raúl Fernández da KTM Ajo e Bo Bendsneyder da SAG de Eduardo Pelarez completam a primeira fila. Marco Bezzecchi da VR46 abre a segunda fila sendo o piloto principal da equipe de Valentino Rossi. Os não menos rápidos Joe Roberts da Italtrans e Remy Gardner da KTM Ajo completam a segunda fila.

Jake Dixon andou muito rápido, mas só larga na 7ªposição, completam os 10 primeiros colocados: Fabio di Giannantonio da Gresini, Jorge Navarro da Speed UP e Celestino Vietti da VR46.

Grid de Largada:

pospilotoequipemotoTempo
122Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex1’58.726
225Raul FernandezRed Bull KTM AjoKalex1’58.866
364Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’58.959
472Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’59.052
516Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’59.168
687Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex1’59.197
796Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’59.203
821Fabio di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’59.241
99Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpBoscoscuro1’59.420
1013Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’59.439
1111Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’59.454
1244Aron CanetInde Aspar TeamBoscoscuro1’59.477
1323Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’59.487
1419Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’59.531
1597Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’59.620
1635Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’59.899
1712Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’59.908
1814Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’59.925
1979Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’59.498
2042Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’59.638
2137Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex1’59.667
226Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’59.673
2375Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuro1’59.710
2462Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’59.819
2540Hector GarzoFlexbox HP40Kalex2’00.015
267Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta2’00.135
275Yari MontellaMB Conveyors Speed UpBoscoscuro2’00.173
2855Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS2’00.644
2924Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta2’02.566

já a noite em Losail, a Moto 2 teve uma bela corrida e com certo domínio de Lowes que acabou conquistando a vitória com certa facilidade.

Na largada, Lowes não vai bem como de costume não fazer largadas boas, a liderança é disputada entre Bendsneyder e Bezzecchi e acaba com o piloto da VR46 assumindo a liderança.

Lowes que caiu para a 3ªposição, logo superou Bendsneyder da SAG e passou a segunda posição. Enquanto que o piloto Holandês vai ficando para Raúl Fernández e Jake Dixon, o piloto britânico vai a caça de Marco Bezzecchi e não demora muito para Lowes tirar a diferença para o líder. A ultrapassagem aconteceu na terceira volta, Lowes superou Bezzecchi e assumiu a ponta.

Enquanto isso, Bo Bendsneyder era superado por Raúl Fernández e depois por Jake Dixon, tudo isso na reta dos boxes. Raúl Fernández chegou em Marco Bezzecchi e na entrada da 4ªVolta acabou tomando a 2ªposição do piloto italiano. Ao mesmo tempo que Remy Gardner tomava a 5ªposição de Bendsneyder, que perderia posição para Fabio di Giannantonio curvas depois. A Moto da SAG não estava a altura de permanecer nas primeiras posições.

Fabio di Giannantonio acabou dando uma exagerada na metade da 5ªVolta, perdendo 2 posições (Caindo de 6ª para 8ªposição). Lá na frente, Lowes abriu 0.8 segundos para Raúl Fernández e quase 1.6 segundos para Marco Bezzecchi da VR46.

A disputa do momento era entre Jake Dixon e Remy Gardner pela 4ªposição. A partir desse momento o filho de Wayne Gardner começou sua marcha para a frente na prova. Na 7ªvolta, Gardner passou Dixon e partiu para cima de Marco Bezzecchi de imediato. Na volta seguinte, Gardner supera Bezzecchi e sobe para 3ªposição.

Na 9ªVolta, Gardner nem perdeu tempo para passar Fernández (Seu companheiro de equipe) passando para a 2ªposição em apenas 3 voltas. Mais atrás, Dixon perdeu a 5ªposição para Joe Roberts e passou a ser pressionado por Fabio di Giannantonio da Gresini.  Antes de entrar na 10ªVolta, o piloto italiano não só superou Dixon como superou Roberts subindo para a 5ªposição. Hector Garzó caiu nessa volta e abandonou a prova.

Lowes vinha com 1.4 segundos para Gardner, que tenta chegar no experiente piloto britânico da Marc VDS. Os dois tinham se livrado de Raúl Fernández, Marco Bezzecchi, Fabio di Giannantonio. Mais atrás, Bo Bendsneyder sofria para manter a 8ªposição da pressão de Marcel Schrotter e Jorge Navarro. Na parte intermediária liderada por Thomas Luthi, o norte-americano Cameron Beaubier acabou se precipitando e meio que empurrando Somkiat Chantra e fez ambos perderem posições.

No mesmo meio de pelotão, Xavi Vierge ao tentar passar Aron Canet por fora acaba indo para o chão, o lance acabou indo para investigação dos comissários e acabou não tendo punição para Canet. Na minha opinião foi lance de corrida mesmo, Vierge caiu sem influência do piloto da Aspar Martinez.

Sam Lowes abre 1.8 segundos a poucas voltas do final, a vitória estava nas suas mãos mesmo com todo o esforço de Gardner. A disputa ficou pela 3ªposição e Raúl Fernández estava com muitas dificuldades para manter a posição. A 3 voltas do final, Bezzecchi e Di Giannantonio superaram o piloto da Ajo e passaram a brigar pelo pódio. Na volta final, o piloto da Gresini supera o piloto da VR46 e leva a 3ªposição.

Sam Lowes vai tranquilo para a vitória na abertura do campeonato, em exibição quase perfeita, sendo a largada o único senão e mesmo assim é um senão pequeno para todo o resto que o britânico fez no final de semana. Remy Gardner estreia muito bem na equipe Red Bull Ajo e termina a prova na segunda posição.

O pódio acabou ficando com Fabio di Giannantonio da equipe Gresini Racing do saudoso Fausto Gresini, um grande resultado para eles. Marco Bezzecchi levou a VR46 para um honroso 4ºlugar, a frente de Raúl Fernández da equipe Ajo, uma bela estreia na Moto 2. Joe Roberts leva a moto da boa equipe Italtrans a 6ªposição, ficando a frente do britânico Jake Dixon da Petronas.

Bo Bendsneyder não obteve um bom desempenho na corrida, a moto da SAG não deu condições do Holandês de brigar pelas primeiras posições, Bo ficou na 9ªposição, superado no final pelo Alemão Marcel Schrotter. O Espanhol Jorge Navarro completou os 10 primeiros colocados.

O estreante Cameron Beaubier chegou na 11ªposição com a moto da American Racing. Vietti, Canet, Augusto Fernandez e Luthi completaram a zona de pontuação.

Resultado final da 1ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP do Qatar – 20 Voltas – Moto 2

pospilotoequipemotoTempo
122Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex40’03.123
287Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 2.260
321Fabio di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 5.228
472Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 5.241
525Raul FernandezRed Bull KTM AjoKalexa 6.145
616Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 6.786
796Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 8.721
823Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalexa 10.911
964Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 12.493
109Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 16.800
116Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 17.147
1213Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalexa 17.289
1344Aron CanetInde Aspar TeamBoscoscuroa 17.527
1437Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 17.540
1512Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 17.816
1614Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 18.211
1779Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 19.143
1819Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 19.220
1962Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 25.806
205Yari MontellaMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 30.664
2175Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuroa 30.708
2211Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 32.760
35Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 1 Volta
97Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 6 Voltas
40Hector GarzoFlexbox HP40Kalexa 11 Voltas
55Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 11 Voltas
7Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 14 Voltas
42Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 20 Voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 2 – GP da Comunidade Valenciana

Moto 2, A Sessão de Classificação começa com a pista em boas condições, sem que nenhum dos favoritos ao título tenha dado o mole de estar na disputa pela repescagem. Com 3 minutos e meio de classificação, Thomas Luthi foi para a liderança, mas logo acabou superado por Canet, Gardner e Martin. A 11 minutos do final, Baldassarri marca o melhor tempo, com 1:35.506.

A 10 minutos do final, enquanto Chantra e DallaPorta foram para os boxes, Corsi e Luthi marcaram os melhores tempos na segunda volta deles, ambos foram superados por Tetsuta Nagashima da KTM Ajo e a 9:30 do final, Baldassarri voltou a liderança com 1:35.122. Naquele momento, Tetsuta Nakashima, Simone Corsi e Jorge Martin completavam a zona de classificação.

A 8:15 do final, Gardner passa para a ponta com 1:34.878. Augusto Fernandez subiu para a terceira posição. A 6 minutos e 33 segundos do final, Jorge Martin supera o filho de Wayne Gardner por apenas 70 milésimos. Apesar da liderança está nas mãos do piloto da KTM, a repescagem estava longe de terminar.

Augusto Fernandez sobe para 3º, tirando Baldassarri na zona de classificação. O piloto italiano reagiu e marcou o 3ºtempo, tirando Canet da classificação.

Thomas Luthi que vinha mais atrás acerta uma volta e assume a 3ªposição a 3:35 do final, superando Baldassarri. A 1:30 do final, Canet passa para 4º, mas a alegria do piloto da Aspar Martinez durou pouco, já que Baldassarri foi para a ponta com 1:34.804, 4 milésimos a frente de Jorge Martin. Gardner e Corsi vinham com as 2 outras vagas para o Q2.

Na Reta final, Corsi e Luthi conseguiram melhorar seus tempos e ficaram em 3º e 4ºlugares, Remy Gardner levou a pior, ficou em 5º e se despediu da classificação. Baldassarri foi o mais rápido, seguido de Martin, Corsi e Luthi. Os quatro primeiros se juntam aos 14 pré-classificados para o Q2.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
17Lorenzo BaldassarriFlexbox HP 40Kalex1’34.804
288Jorge MartínRed Bull KTM AjoKalex1’34.808
324Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’34.810
412Thomas LuthiLiqui Moly Intact GPKalex1’34.849
587Remy GardnerOnexox TKKR SAG TeamKalex1’34.878
644Aròn CanetInde Aspar Team Moto2Speed Up1’34.927
737Augusto FernándezEG 0,0 Marc VDSKalex1’35.148
857Edgar PonsFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’35.176
945Tetsuta NagashimaRed Bull KTM AjoKalex1’35.179
1019Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’35.226
1135Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’35.286
1255Hafizh SyahrinInde Aspar Team Moto2Speed Up1’35.540
1327Fabio Di GiannantonioIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’35.969
1499Kasma KasmayudinOnexox TKKR SAG TeamKalex1’36.168
1574Piotr BiesiekirskiNTS RW Racing GPNTS1’36.515

A decisão do Q2 começou com vários pilotos andando rápido, surpreendente, Bo Bendsneyder da NTS faz o primeiro tempo, com Fabio di Giannantonio da Speed UP em 2º e Hector Garzó em terceiro.

O piloto da Pons vive um momento crescente no campeonato, em sua segunda volta, supera Bendsneyder e assume a liderança com 1:34.754. A 9:35 do final, di Giannantonio superou Garzo e assumiu a ponta com 1:34.707. Em 6ºlugar, Enea Bastianini vinha em grande volta, mas acabou atrapalhado e perdendo a chance de melhorar sua volta.

Stefano Manzi chega a fazer o 8ºtempo, mas acaba superado por Marco Bezzecchi que passa a posição. Luca Marini vinha em 10ºlugar e Sam Lowes não saia da última posição. Ele vinha com dores fortíssimas na mão, que o impedia um melhor desempenho dele.

A 6:30 do final, Marcel Schrotter faz brilhante volta e passa para a segunda posição, Segundos depois, Stefano Manzi leva a MV Agusta para a liderança da classificação. Schrotter tentou dar o troco, mas acabou perdendo tempo no final e deixou a liderança escapar diante de seus dedos.

Na briga pelo título, Luca Marini acabou dando um belo salto, a sua volta rápida fez ele passar da 12ª para a 5ªposição.

A 3 minutos e 15 segundos do final, Hector Garzó superou Manzi e assumiu a liderança. Marco Bezzecchi passou para segundo, Jorge Martin para 3º e Fabio Di Giannantonio em 4º. Todos eles jogaram Manzi para a 5ªposição. Enea Bastianini tenta de tudo, mas não passa da 10ªposição.

A segundos do final, Manzi marcou 1:34.418. A Marca do piloto da MV Agusta não foi mais alcançada por mais nenhum piloto. Era a primeira vez que o piloto italiano vai largar na ponta de uma corrida na moto 2. Hector Garzo da Pons fica com a 2ªposição, seu melhor grid de largada da sua carreira. Marco Bezzecchi que ainda sonha com o título fecha a primeira fila.

Na segunda fila, vão largar Fabio di Giannantonio da Speed UP, Jorge Martin na sua penúltima corrida na Moto 2 (Ano que vem vai correr na MotoGP) e Marcos Ramirez  da American Racing que chegou a flertar com a primeira fila. Na terceira fila vai ser formada por Marcel Schrotter da Intact GP, Lorenzo Baldassarri da Pons e Bo Bendsneyder da NTS. Os postulantes ao título não foram bem, Luca Marini larga em 10º, Enea Bastianini larga em 12º e Sam Lowes com a mão machucada não foi além da 18ªposição.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
162Stefano ManziMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’34.418
240Héctor GarzóFlexbox HP 40Kalex1’34.431
372Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’34.494
421Fabio Di GiannantonioMB Conveyors Speed UpSpeed Up1’34.524
588Jorge MartínRed Bull KTM AjoKalex1’34.647
642Marcos RamírezTennor American RacingKalex1’34.705
723Marcel SchrötterLiqui Moly Intact GPKalex1’34.730
87Lorenzo BaldassarriFlexbox HP 40Kalex1’34.757
964Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTS1’34.769
1010Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalex1’34.798
1124Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’34.802
1233Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalex1’34.826
1397Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’34.864
1411Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’34.899
159Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpSpeed Up1’34.949
1616Joe RobertsTennor American RacingKalex1’34.966
1712Thomas LuthiLiqui Moly Intact GPKalex1’35.140
1822Sam LowesEG 0,0 Marc VDSKalex1’35.413
1987Remy GardnerOnexox TKKR SAG TeamKalex1’34.878
2044Aròn CanetInde Aspar Team Moto2Speed Up1’34.927
2137Augusto FernándezEG 0,0 Marc VDSKalex1’35.148
2257Edgar PonsFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’35.176
2345Tetsuta NagashimaRed Bull KTM AjoKalex1’35.179
2419Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’35.226
2535Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’35.286
2655Hafizh SyahrinInde Aspar Team Moto2Speed Up1’35.540
2727Fabio Di GiannantonioIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’35.969
2899Kasma KasmayudinOnexox TKKR SAG TeamKalex1’36.168
2974Piotr BiesiekirskiNTS RW Racing GPNTS1’36.515

Apesar da pole de Stefano Manzi, a corrida foi uma outra história e bem disputada, A vitória foi de Jorge Martin e a disputa pelo título, Enea Bastianini ficou muito próximo do campeonato.

Na largada, Martin em brilhante largada pula de 5º para a liderança, com Manzi caindo para segundo, Di Giannantonio, Bezzecchi, Schrotter, Marini, Garzó, Ramirez, Bendsneyder e Bastianini completava os 10 primeiros colocados. No final da primeira volta, Bastinini briga com Ramirez pela 9ªposição.

Na segunda volta, Fabio di Giannantonio supera Manzi e ganha a segunda posição. Enquanto isso, Sam Lowes vinha na 22ªposição.

No final da 4ªVolta, Marco Bezzecchi aproveitou a bobeada de Fabio di Giannantonio para ganhar a segunda posição.  No final da volta seguinte, Bezzecchi superou Martin e assumiu a liderança. Estava dando tudo certo para o piloto da VR46 que tirava 25 pontos de diferença para Lowes e mais de 15 pontos da desvantagem que tinha para Bastianini, que naquele momento ocupava a 8ªposição. Logo atrás de Luca Marini da VR46. Marcos Ramirez acabou indo ao chão e abandonando a prova na volta 7.

Bezzecchi continuava na ponta. Fabio di Giannantonio acabou superando Jorge Martin e passou a ser o segundo colocado. Stefano Manzi já tinha ficado mais para trás, Hector Garzó superou o piloto da MV Agusta na 9ªvolta, passando para a 4ªposição.

Garzó acabou chegando em Jorge Martin, que tentou superar di Giannantonio, mas acabou sendo vencido pelo piloto da Pons. Garzó assumiu a terceira posição. Na 10ªVolta, Stefano Manzi foi ao chão e abandonou a prova. Schrotter, Marini e Bastianini subiram 1 posição (Estavam em 5º, 6º e 7º respectivamente). Marini e Bastianini brigavam pela 6ªposição. Lowes vinha em 19º, com 11 voltas completadas.

Bezzecchi tinha uma vantagem bem pequena para Di Giannantonio e Garzó. Jorge Martin ficou um pouco mais longe em 4º. Bo Bendsneyder em 9º vinha fazendo uma excelente corrida (atrás de Schrotter, Marini, Bastianini e Navarro). Completavam a zona de pontuação: Remy Gardner, Baldassarri, Canet, Vierge, Bulega e Nagashima. Sam Lowes superou Luthi, passando para a 18ªposição.

Navarro ganhou a 7ªposição sobre Bastianini, mas isso não durou muito tempo, a 8 voltas do final, o piloto espanhol foi para o chão ao tentar passar Luca Marini.

Fabio di Giannantonio foi pra cima de Marco Bezzecchi, o piloto da Speed UP via a grande chance de vencer pela primeira vez na Moto 2. A 5 voltas e meio do final, o piloto italiano superou o piloto da VR46 e passou para a liderança. Porém, Bezzeecchi voltou a ponta se aproveitando do erro de Di Giannantonio. Logo atrás, Martin supera Garzó e assume a 3ªposição. Lá atrás, Lowes se aproveita da queda de Canet para entrar na zona de pontuação.

Na parte final da penúltima volta, Di Giannantonio passou Bezzecchi de novo e assumiu de vez a ponta. Martin, Garzo, Schrotter e Martin se aproximaram da disputa. Parecia que o piloto da Speed UP iria vencer pela primeira vez na categoria intermediária, mas na curva 7, Di Giannantonio cai e deixa a vitória escapar diante dos dedos.

Bezzecchi volta a ponta, mas era pressionado por Jorge Martin, que tinha passado Garzó antes e na curva 12, o piloto da KTM Ajo supera Bezzecchi e Garzó também superou o piloto da Vr46.

Jorge Martin fatura mais uma vitória na moto 2, da 4ªposição para a vitória a poucas voltas do final, digamos que essa foi uma vitória improvável que aconteceu. Hector Garzó chegou ao seu melhor resultado da carreira, um merecidíssimo 2ºlugar, chegando a frente de Marco Bezzecchi da VR46, que deixou a vitória escapar diante dos dedos.

Marcel Schrotter em grande exibição supera Luca Marini, terminando a disputa na 4ªposição. Enquanto que Marini chegava em 5ºlugar, 1 posição a frente de Enea Bastianini, o líder do campeonato vai para Portimão com 14 pontos de distância para Sam Lowes (Que ficou na 14ªposição), 18 pontos a frente de Marini e 23 pontos a frente de Marco Bezzecchi. Bastianini chegando em 4ºlugar, conquista o título independente do resultado dos seus adversário na luta pelo campeonato.

A se Destacar o ótimo resultado de Bo Bensdneyder da NTS, em 8ºlugar, tirando tudo dessa moto japonesa. Nesse domingo tempos a decisão do Mundial de Motovelocidade na categoria intermediária, o GP de Portimão será o palco dessa decisão, que muito provavelmente vai cair nas mãos de Enea Bastianini da Italtrans.

Fotos:

Resultado Final
14ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 2

posPilotoEquipeMotoTempo
188Jorge MartínRed Bull KTM AjoKalex40’02.225
240Héctor GarzóFlexbox HP 40Kalexa 0.072
372Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 0.204
423Marcel SchrötterLiqui Moly Intact GPKalexa 0.689
510Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalexa 0.812
633Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalexa 2.329
787Remy GardnerOnexox TKKR SAG TeamKalexa 8.973
864Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTSa 9.720
911Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 11.596
107Lorenzo BaldassarriFlexbox HP 40Kalexa 11.836
1116Joe RobertsTennor American RacingKalexa 12.369
1245Tetsuta NagashimaRed Bull KTM AjoKalexa 13.041
1397Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 13.495
1422Sam LowesEG 0,0 Marc VDSKalexa 15.345
1537Augusto FernándezEG 0,0 Marc VDSKalexa 15.577
1612Thomas LuthiLiqui Moly Intact GPKalexa 18.954
1724Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 26.947
1835Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 36.336
1955Hafizh SyahrinInde Aspar Team Moto2Speed Upa 42.068
2099Kasma KasmayudinOnexox TKKR SAG TeamKalexa 46.792
2174Piotr BiesiekirskiNTS RW Racing GPNTSa 50.162
21Fabio Di GiannantonioMB Conveyors Speed UpSpeed Upa 1 volta
57Edgar PonsFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 2 voltas
44Aròn CanetInde Aspar Team Moto2Speed Upa 4 voltas
9Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpSpeed Upa 8 voltas
19Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 11 voltas
62Stefano ManziMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 15 voltas
27Fabio Di GiannantonioIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 17 voltas
42Marcos RamírezTennor American RacingKalexa 19 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP