Mundial de Motovelocidade -GP de Portugal – 3ªEtapa – Moto 2

Com a liderança de Thomas Luthi, todo o pelotão saiu para o começo da repescagem para a primeira tentativa, o próprio piloto suíço da SAG voltou para os boxes, enquanto que o restante dos pilotos foram para a primeira volta.

Confirmando de que iria incomodar no final de semana, o tailandês Somtiak Chantra marcou o melhor tempo a 10:35 do final, superando o norte-americano Cameron Beautier da American Racing. Os outros classificados eram Celestino Vietti e Albert Arenas. Muitos outros pilotos não fizeram tempos pra valer, no caso de Jorge Navarro não iria fazer volta pra valer, o espanhol da Speed UP cai de forma violenta na curva 11 e acabou impossibilitado de continuar na sessão.

Beautier chegou a superar Chantra, mas o norte-americano foi superado por Xavi Vierge da Petronas com 1:43.865 e Marcel Schrotter da Dynavolt com 1:43.971, os 2 primeiros colocados naquele momentos foram os primeiros a passarem para casa do 1 minuto e 43 segundos. Na metade da sessão, Chantra dá o troco e pula da 4ª para a 1ªposição com o tempo de 1:43.712. Vierge melhorou seu tempo em 40 milésimos, insuficiente para recuperar a ponta.

Enquanto Baldassarri foi para o chão, Marcel Schrotter toma a ponta baixando a marca para 1:43.626 a 6 minutos e 20 segundos do final, mas isso não era o resultado definitivo, a classificação mudava de minuto a minuto.  5 minutos do final, e a liderança troca de mãos novamente e passa a ser de Albert Arenas (1:43.419) com Vierge em 2º e Schrotter em 3º que jogam Chantra para a bolha (em 4ºlugar). Manzi, Beautier, Baldassarri, Dalla Porta, Arbolino e Vietti.

A menos de 4 minutos do final, Cameron Beautier acabou passando para a 2ªposição com 1:34.482. Chantra caiu para 5º e teve uma das suas últimas tentativas canceladas. Na sua última tentativa de volta o tailandês foi com tudo para pular da eliminação para o primeiro lugar na repescagem. Juntamente dele se classificaram Albert Arenas, Cameron Beautier e Xavi Vierge. Marcel Schrotter ficou pelo caminho na 5ªposição.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemotoTempo
135 Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’43.318
275 Albert ArenasSolunion Aspar TeamBoscoscuro1’43.419
36 Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’43.482
497 Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’43.504
523 Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’43.523
662 Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’43.772
719 Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’43.778
812 Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’43.993
913 Celestino Vietti RamusSKY Racing Team VR46Kalex1’44.195
107 Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’44.269
1114 Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’44.462
1264 Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’44.773
1355 Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’44.908
1477Miquel PonsMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’46.176
1589 Fraser RogersNTS RW Racing GPNTS1’46.753
169 Jorge NavarroLightech Speed UpBoscoscuro1’49.000

Fase final da classificação, em 30 segundos a grande maioria dos pilotos entraram na pista em busca da pole position. Aos 4 minutos, os primeiros tempos foram marcados com destaque a Aron Canet que liderou o Q2 com 1:44.154 até que Sam Lowes fez sua volta de 1:43.916 e passou a liderar a 10:30 do final. Raul Fernández passou a ser o segundo e Canet recuou para 3º.

Os tempos iriam melhorar sem dúvida nenhuma. A prova disso, foi Remy Gardner que pulou para a liderança após fazer 1:44.032 a 9 minutos e 15 segundos do final, Vierge passa para 2º, Arenas para terceiro, Canet e Chantra completando os 5 primeiros colocados e todos eles melhorando bem suas voltas na segunda tentativa.

Porém, Lowes ao fazer a segunda volta acaba destroçando toda a concorrência, voltando a ponta com 1:42.918 a 8:45 do final. A partir dai, poucos tempos melhoraram e a pole do piloto da Marc VDS acabou sendo garantida. Lowes esta voando na temporada de 2021. Completando a primeira fila tiveram os pilotos Remy Gardner da Ajo e Xavi Vierge da Petronas, uma boa classificação do piloto espanhol.

Na segunda fila, o japonês Ai Ogura na 4ªposição, em mais uma grande classificação do estreante. Raúl Fernández em 5ºlugar com a Ajo que foi melhorando seu tempo na reta final, assim como Marco Bezzecchi da VR46 e Augusto Fernandez da Marc VDS conseguiram melhores tempos na reta final do Q2.

Albert Arenas vindo da repescagem já começa a andar em um nível mais próximo de Canet, largando na 8ªposição (na frente do Canet). Joe Roberts da Italtrans e Aron Canet da Aspar Martinez completam os 10 primeiros colocados.

Grid de Largada:

pospilotoequipemotoTempo
122 Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex1’42.901
287 Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex1’42.924
397 Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’43.075
479 Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’43.121
572 Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’43.170
637 Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex1’43.259
775 Albert ArenasSolunion Aspar TeamBoscoscuro1’43.304
816 Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’43.314
944 Arón CanetSolunion Aspar TeamBoscoscuro1’43.359
1025 Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex1’43.389
1135 Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’43.454
1240 Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’43.472
136 Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’43.475
1496 Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’43.664
1511 Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’43.676
1621 Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’43.744
1742 Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’43.841
185 Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuro1’44.003
1923 Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’43.523
2062 Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’43.772
2119 Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’43.778
2212 Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’43.993
2313 Celestino Vietti RamusSKY Racing Team VR46Kalex1’44.195
247 Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’44.269
2514 Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’44.462
2664 Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’44.773
2755 Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’44.908
2877Miquel PonsMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’46.176
2989 Fraser RogersNTS RW Racing GPNTS1’46.753
309 Jorge NavarroLightech Speed UpBoscoscuro1’49.000

O favorito Sam Lowes tinha tudo para vence pela terceira vez na temporada, mas tudo mudou em poucos segundos e a corrida acabou sendo bem disputada e emocionante, com um estreante conquistando sua primeira vitória na Moto 2.

Lowes não larga bem e acaba perdendo a liderança para Remy Gardner. Isso não seria problema se o piloto da Marc VDS não fosse tocado por trás o que levou a ele ser derrubado. O acidente impossibilitou de continuar na corrida. Com isso a prova fica bem aberta e Gardner era o líder, seguido de Bezzecchi, Vierge, Ogura, Roberts, Augusto Fernandez, Canet, Raúl Fernández, Chantra e Arenas nos 10 primeiros colocados. Joe Roberts acabou fazendo um belo começo de corrida, passando da 5ª para a 3ªposição após passar Augusto Fernandez e Xavi Vierge.

Na 3ªVolta, Bezzecchi passou Gardner e assumiu a liderança que durou poucas curvas, o piloto Australiano deu o troco e voltou a liderança. Na volta seguinte, Bezzecchi volta a liderança e Gardner não consegue dar o troco ficando com a 2ªposição, logo atrás, vinha Joe Roberts que acabou tomando a posição do piloto australiano. Enquanto isso, dois acidentes aconteceram. O primeiro deles foi entre Montella e Manzi e o segundo foi entre os pilotos da Honda Asia Team, provocado pelo Ai Ogura que levou ao chão também o Tailandês Somtiak Chantra.

Gardner acabou recuperando a segunda posição na volta 6. Já Joe Roberts perderia duas posições, para Aron Canet e para Raúl Fernández caindo para 5ªposição. Com todas essas brigas, Bezzecchi abriu 1.2 segundos à frente de Gardner, com Canet, Fernández, Roberts, Augusto Fernandez, Xavi Vierge, Beautier, Arenas e Dixon os  10 primeiros colocados. Sendo que só os 7 primeiros colocados estavam no primeiro pelotão, muito a frente dos demais.

Na 9ªVolta, Canet supera Gardner e assume a segunda posição e partiu para cima de Bezzecchi, enquanto que o piloto australiano acabou errando e caiu de 3º para 5º (Chega a voltar a 4ªposição, mas longe de Bezzecchi, Canet e Roberts). Ao final da 10ªVolta, Canet de forma impressionante passa para a liderança.

Na entrada da 11ªVolta (Reta), Roberts briga com Canet e Bezzecchi e ganha a ponta, mas sua liderança dura até a curva 5, pois o piloto da Aspar Martinez voltou para a liderança. 6 curvas depois, Roberts voltou a ponta. Com toda essa briga, os 3 primeiros colocados que estavam se destacando na frente acabaram vendo o restante do pelotão chegarem. A Classificação mudou totalmente, Robets era o líder, seguido de Aron Canet, Gardner, Fernández, Bezzecchi, Augusto Fernandez e Xavi Vierge nas 7 primeiras posições.

O piloto da Italtrans vinha se segurando na liderança dos ataques de Canet. Após algumas voltas, na 15ª para ser exato, Canet balança e quase vai ao chão na curva 1, mas quem errou a curva e perdeu posições foi Remy Gardner, caindo da 3ª para a 6ªposição. Raúl Fernández vinha em 4ºlugar, só atrás de Roberts, Canet e Bezzecchi. O espanhol da ajo chegou a errar na volta 17, mas manteve a posição.

Na 18ªvolta, Fernández começa a dar sua arrancada até a vitória ao ultrapassar Marco Bezzecchi. Quase que ao mesmo tempo, Canet passou Roberts e voltou para a liderança.

Na volta seguinte, Roberts era superado por Raúl Fernández que já estava na segunda posição. Na entrada da 20ªVolta, Fernández usa o vácuo para passar Canet e assumir a liderança a menos de 4 voltas do final.

Enquanto Raúl Fernández abre 7 décimos na frente, Canet, Roberts e Gardner brigavam pela segunda posição. Na última volta, Roberts parte para o ataque pra cima de Canet e até conseguiu passar pelo piloto da Aspar Martinez, mas levou o troco na curva 12 e ainda por cima, nas curvas finais, Remy Gardner ultrapassou Roberts na marra e tirou o norte-americano do pódio.

Raúl Fernández conquista a primeira vitória na Moto 2, com uma atuação que não parecia ser desempenho de vitória até a 7 voltas do final, a partir desse momento, o espanhol passou a andar como campeão e acabou com a vitória. Aron Canet levou o primeiro pódio da carreira na Moto 2, e o primeiro pódio da Boscoscuro em 2021. Remy Gardner completa o pódio e ainda por cima acaba saindo de Algarve na liderança do Mundial, com 56 pontos contra os 52 pontos de Raúl Fernández e de 50 pontos de Sam Lowes. O Australiano que nunca foi consistente na carreira toda fez seu 4 pódio seguido na Moto 2.

Joe Roberts que poderia ter ficado na segunda posição acabou de fora do pódio, mais ainda assim foi uma bela exibição do piloto da Italtrans. Augusto Fernandez da Marc VDS salva o dia da equipe com a 5ªposição, na frente de Marco Bezzecchi que liderou uma boa parte da prova, mas que no final acabou despencando para uma amarga e complicada 6ªposição. Xavi Vierge levou a Petronas a uma decente 7ªposição.

Bem longe do primeiro pelotão, Hector Garzo acabou sendo o melhor piloto do resto da turma, com a 8ªposição salvando o domingo da Pons. Cameron Beaubier fez um belíssimo final de semana e acabou com uma corrida boa e chegou a 9ªposição. O alemão Marcel Schrotter completou os top 10.

Fabio di Giannantonio fez um final de semana apagado e acabou em uma apagada 11ªposição. Lorenzo Dalla Porta da Italtrans (bem longe de Joe Roberts), Albert Arenas da Aspar Martinez, Lorenzo Baldassarri da Mv Agusta e Marcos Ramirez da American Racing completava a zona de pontuação.

Resultado final
Mundial de Motovelocidade -GP de Portugal – 3ªEtapa – Moto 2

pospilotoequipemotoTempo
125 Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex39’47.377
244 Arón CanetSolunion Aspar TeamBoscoscuroa 1.600
387 Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 1.968
416 Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 2.397
537 Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 5.622
672 Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 6.344
797 Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 7.360
840 Hector GarzoFlexbox HP40Kalexa 12.540
96 Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 14.989
1023 Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalexa 15.240
1121 Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 15.521
1219 Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 15.667
1375 Albert ArenasSolunion Aspar TeamBoscoscuroa 19.513
147 Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 23.147
1542 Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 23.494
1614 Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 23.639
1712 Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 27.470
1855 Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 56.999
1977Miquel PonsMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 1’00.417
2089 Fraser RogersNTS RW Racing GPNTSa 1’21.966
2135 Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 1’25.160
229 Jorge NavarroLightech Speed UpBoscoscuroa 3 voltas
96 Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 9 voltas
13 Celestino Vietti RamusSKY Racing Team VR46Kalexa 12 voltas
11 Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 12 voltas
64 Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 16 voltas
79 Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 19 voltas
5 Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuroa 20 voltas
62 Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 20 voltas
22 Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 23 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 em Algarve: Raúl Fernández sobra e vence, Arenas conquista o título da categoria inferior

Raúl Fernández dominou a última etapa do campeonato mundial de Motovelocidade na Moto 3. Uma vitória acachapante sobre os seus adversários. Porém, a disputa que interessava era a disputa do Mundial, Arenas passou sufoco no final, mas acabou dando tudo certo para o piloto da Aspar Martinez, o campeão da temporada, com 4 pontos de diferença para Tony Arbolino da Snipers e Ai Ogura da Honda Asia Team.

Na volta de apresentação, Gabriel Rodrigo da Gresini teve problemas em sua moto e teve de largar dos boxes. Na largada, Fernández larga bem e preserva a liderança. Tatsuki Suzuki passa para segundo, Ogura em 3º e Arenas em 4º. Sasaki, Alcoba, Oncü, Masia, Antonelli e Garcia completava os 10 primeiros colocados. Na segunda volta, Ogura e Arenas passaram por Suzuki e passam a ser 2º e 3ºcolocados. Nessa 2ªVolta, Tony Arbolino ganhou 10 posições na largada, subindo para 17ªposição.

Albert Arenas superou Ai Ogura e ganhou a segunda posição. Porém, Jaume Masia e Jeremy Alcoba penetram nessa disputa e superam e chegam a passar Ogura e Arenas, mas Masia e Foggia precisavam cumprir 2 voltas longas de punição (cumprida na 4ª e na 7ªvolta), que acabou jogando ambos para a parte de trás da classificação.

Jeremy Alcoba começa a aparecer, passa Arenas e assume a segunda posição no começo da 5ªvolta (Curva 3). O jovem piloto da Gresini se torna um adversário muito interessante, diante da disputa do título da Moto 3. Alcoba liderava o Grupo que esta bem atrás de Fernández, mais de 3 segundos de diferença sobre Alcoba, Arenas, Garcia, Sasaki, Oncü, Suzuki e Ogura, com 8 Voltas das 21 voltas previstas em Alvarge. Tony Arbolino já vinha na 9ªposição, liderando o 2ºpelotão.

Fernández começa a abrir absurdos 6 segundos de vantagem com 9 voltas completadas. Na volta 10, Sasaki chega a superar Arenas que acaba dando o troco em cima do piloto da Tech 3. Já Arbolino estava tentando tirar a diferença para o primeiro grupo, ao mesmo tempo que Dennis Foggia e Jaume Masia estavam dando um trabalho para o piloto da Snipers, mas o objetivo de chegar no primeiro pelotão estava sendo bem sucedido.

A 10 voltas do final, liderados por Foggia, Masia e Arbolino, o segundo pelotão chegou em parte do pelotão da frente. Alcoba, Arenas e Suzuki abriram uma folga de Sergio Garcia, Ayumi Sasaki, Ai Ogura e Deniz Oncü.

Suzuki passa Arenas no final da 14ªVolta, passando a ser 3ºcolocado, O piloto da Aspar Martinez passou a ser pressionado por Foggia e Masia. Enquanto isso, Tony Arbolino supera Ai Ogura, ganhando a 9ªposição. Curvas depois, Sasaki foi superado por Arbolino e Ogura.

Na volta 15, os pilotos da Leopard Racing superaram Arenas que vinha em nítida queda de rendimento, enquanto que Arbolino vinha subindo na classificação desde da largada. Na 16ªVolta, Foggia e Masia passaram por Alcoba e Suzuki e assumiram a 2ª e 3ªposições.

A 5 voltas e meia do final, Arbolino chega em Arenas e travam o duelo mais importante da corrida e um dos mais importantes para o campeonato. Com muito mais moto, o piloto da Snipers supera o líder do campeonato. Ogura já vinha em desespero maior a poucas voltas do final.

A 4 Voltas do final, Ogura quase foi ao chão e se fosse, levaria Arenas junto. A sorte de Arenas que perdeu posições é que Arbolino vinha em 6º, mas a 2 segundos de Foggia, Alcoba, Suzuki e Garcia. Jaume Masia acabou indo para o chão a menos de 4 voltas do final. Além disso, Darryn Binder vinha dando trabalho para Arbolino, brigando pela posição.

Raúl Fernández vinha 9 segundos a frente do Foggia. A corrida estava tranquila para o piloto da Red Bull Ajo. Tatsuki Suzuki que vinha brigando pelo pódio, caiu na penúltima volta. Arbolino sobe para 5ªposição. Arenas vai para 7ªposição e Ogura para a 9ªposição.

Na última volta, Arenas perde posições, caindo para 12ªposição e sai da pista. Era uma chance para Arbolino e Ogura de que algo mudasse.

Raúl Fernández conquista a vitória, com toda a facilidade do mundo, de ponta a ponta, como quase nunca acontece na Moto 3. Dennis Foggia sofrendo 2 punições de volta longa, chegando a ficar fora da zona de pontuação acabou fazendo uma incrível prova de recuperação, na segunda posição. Jeremy Alcoba completou o pódio, o primeiro da carreira do jovem piloto da Gresini. Sergio Garcia terminou muito bem a sua temporada, com a 4ªcolocação em Alvarge.

Albert Arenas acabou conquistando o título, mesmo terminando na 12ªposição acabou sendo o suficiente para vencer o Mundial da Moto 3, com 4 pontos de frente para Tony Arbolino e Ai Ogura, que empataram em pontos e nesse caso o piloto da Snipers ficou com o vice-campeonato e o Nipônico ficou com a 3ªposição. Arbolino ficou com a 5ªposição e Ogura ficou na 9ªposição.

O Portalsportszone parabeniza o título de Albert Arenas da Aspar Martinez. Pelo campeonato tão difícil e complicado como foi o campeonato desse ano.

Fotos:

Resultado final do GP de Portugal
Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – 21 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Em Portugal, Fernández conquista 6ªpole do ano, Ogura e Arenas largam na 2ªfila na decisão do campeonato

Raúl Fernández conquistou hoje a 6ªpole da carreira, o recordista de poles na temporada. Arenas e Ogura vão largar lado a lado na segunda fila. Tony Arbolino se deu mal e vai largar das últimas posições. Jeremy Alcoba da Gresini e Amuyi Sasaki da Tech 3 largam ao lado de Fernández na primeira fila em Portimão.

Ogura e Arbolino estavam na repescagem com outros 15 pilotos. Os adversários de Arenas precisavam ocupar as vagas para o Q2. Muitos pilotos precisavam pagar punição da volta longa: Lopez, Binder, Dupasquier, Kolfer, Kunii e Tatay. Já Masia, Foggia e Pawi iriam pagar 2 voltas longas. Tudo isso por condução perigosa no FP2.

O primeiro a fechar volta foi Ryusei Yamanaka da estrela Galícia. Tatsuki Suzuki superou facilmente seu compatriota com mais de 2 segundos à frente a 11 minutos do final. Enquanto isso, Ogura foi para os boxes para ajustes em sua moto. O tempo de Suzuki não é alcançável, até que Stefano Nepa com 1:42.989 e John MePhee na casa do 1:43.0 chegam perto da bela marca de Suzuki.

A 6 minutos e meio do final, Niccolò Antonelli passa para a liderança com 1:48.600. 11 milésimos atrás vinha Romano Fenati da Husqvarna, superando Suzuki que estava nos boxes naquele momento. Kolfer completava os 4 primeiros colocados.

Ogura tentou uma volta rápida de novo, mas acabou voltando pela segunda vez aos boxes a apenas 4 minutos do final. Ficava difícil a situação para o vice-líder do campeonato, mas para Arbolino a situação também não era boa, ele não vinha conseguindo boas marcas. Na sua melhor tentativa, acabou saindo da pista e perdendo essa volta.

A poucos minutos do final, Antonelli, Fenati, Kolfer e Lopez estavam classificados, mas Ogura estava disposto a entrar no Q2 e acabou conseguindo na 3ªposição, ficando atrás apenas de Darryn Binder com uma grande volta e Tatsuki Suzuki que confirmou o bom acerto da SIC58 que levou também Antonelli para o Q2. Já para Tony Arbolino foi terrível, não foi além da 13ªposição e só vai largar em 27º, muito longe da disputa do bloco da frente. A se mencionar o espanhol Adrian Fernandez que estreia na Moto 3 e já de cara, conseguiu a 6ªposição no Q1.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
140Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’47.635
224Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’47.934
379Ai OguraHonda Team AsiaHonda1’48.410
423Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’48.478
517John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’48.488
631Adrián FernándezRivacold Snipers TeamHonda1’48.548
789Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’48.592
882Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTM1’48.616
955Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’48.621
1073Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’48.704
1154Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’48.724
1221Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’48.923
1314Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda1’49.148
149Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’49.398
1599Carlos TatayReale Avintia Moto3KTM1’49.489
1650Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’49.667
176Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda1’49.847

3 minutos praticamente foram o tempo em que demoraram para os 18 pilotos entrarem na pista para a decisão da pole position. Os primeiros a marcarem volta foram Ayumi Sasaki e Raúl Fernández. Porém, era Alcoba com 1:48.790 e Rodrigo que marcaram os dois primeiros tempos, logo a frente de Masia, Antonelli e Arenas. Já Ogura acabou indo para os boxes, nem completando a primeira volta rápida.

Andrea Migno foi o primeiro piloto a cair na sessão de classificação. Depois disso, Rodrigo também foi para o chão algum tempo depois.

Raúl Fernández passou para a liderança com 1:48.051 a 6:10 do final, Arenas marcou o segundo tempo, Sasaki o terceiro tempo. A 4 minutos do final, Ogura foi para a pista, ele e outros 6 pilotos (Toba, Garcia, Baltus, Kunii, Binder e Suzuki) não tinham marcado voltas rápidas.

A menos de 2 minutos do final, vários pilotos saíram para a pista tentarem a última volta rápida, mas acabaram não conseguindo, quando cruzaram a linha, a bandeirada já estava sendo dada. Era fim de treino para Arenas e outros pilotos.

Ogura teria uma última volta rápida, essa volta rápida foi bem aproveitada e levou o piloto da Honda Asia team para a 5ªposição, superando Albert Arenas e se posicionando na segunda fila.

Raúl Fernández conquista a 6ªpole da temporada, o campeão de poles na Moto 3 em 2020 vai largar na frente, Jeremy Alcoba tem seu melhor posição de largada, partindo da segunda posição e o japonês Ayumi Sasaki completando a primeira fila com sua Tech 3.

A Segunda fila é composta por Tatsuki Suzuki da Sic58 e dos dois principais postulantes a disputa pelo título. Ai Ogura na 5ªposição e Albert Arenas na 6ªposição, já partem com grande vantagem em relação a Tony Arbolino que vai partir da 27ªposição.

Niccolò Antonelli abre a 3ªfila, mostrando que a SIC58 teve um bom acerto de moto para Portimão. Completando os 10 primeiros colocados ficaram Foggia e Masia da Leopard Racing e Gabriel Rodrigo da Gresini, mesmo com a queda que ele teve na metade do Q2.

As 8 da manhã de amanhã, teremos a decisão do Mundial de Motovelocidade na moto 3, Arenas e Ogura são os principais favoritos, mas com 22 Voltas, tudo pode acontecer na corrida.

Fotos:

Grid de Largada
GP de Portugal – Moto 3

posPilotoEquipeMotoTempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTM1’48.051
252Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda1’48.236
371Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’48.291
424Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’48.342
579Ai OguraHonda Team AsiaHonda1’48.366
675Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTM1’48.478
723Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’48.529
87Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’48.893
95Jaume MasiáLeopard RacingHonda1’48.910
102Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda1’48.920
1153Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’48.925
1211Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1’49.005
1370Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTM1’49.050
1413Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM1’49.538
1592Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’49.896
1616Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMSem Tempo
1727Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMSem Tempo
1840Darryn BinderCIP Green PowerKTMSem Tempo
1917John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’48.488
2031Adrián FernándezRivacold Snipers TeamHonda1’48.548
2189Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’48.592
2282Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTM1’48.616
2355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’48.621
2473Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’48.704
2554Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’48.724
2621Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’48.923
2714Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda1’49.148
289Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’49.398
2999Carlos TatayReale Avintia Moto3KTM1’49.489
3050Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’49.667
316Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda1’49.847

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 – GP da Europa – Raúl Fernández vence pela primeira vez. Arenas cai e briga pelo título fica mais acirrada

Sobre pista seca, a prova da Moto 3 foi dominada por Raúl Fernández, que se aproveitou de um grande acidente, que tirou Vietti, Lopez e Arenas de uma só vez, abriu uma boa vantagem e fez uma corrida tranquila e venceu pela primeira vez na carreira.

Na largada, John McPhee largou muito mal e cai para 9º, Celestino Vietti passou a lidera, com Alonso Lopez pulando de 6º para 2º. Arenas e Rossi completam os 4 primeiros colocados. No meio da primeira volta, Arenas chega a ocupar a segunda posição, mas acaba levando o troco de Lopez e Fernandez,  jogando o líder do campeonato a 4ªposição.

No começo da 2ªVolta, Vietti chega a ser superado por Fernandez e Lopez, mas o piloto da VR46 retornou a ponta. Porém, na curva 5, Vietti caiu e Alonso Lopez acabou indo para o chão. Nisso, Arenas teve sua moto atingida e acabou perdendo o rendimento. Apesar de não ter caído, era praticamente fim de corrida para o piloto da Aspar Martinez.

Com tudo isso, Raúl Fernández disparou na liderança, com quase 2 segundos de vantagem sobre Ricardo Rossi, que logo foi superado pelo Japonês Ai Ogura. Era a chance do japonês até assumir a liderança do campeonato, mas não seria tão fácil assim. Na 3ªVolta, Tony Arbolino superou Rossi e no final da mesma volta, superou Ogura e assumiu a segunda posição.

Após 4 voltas de corrida, Rossi ficou para trás, Arbolino, Binder, Ogura e Sergio Garcia se destacaram do resto do pelotão e começaram a se distanciar dessa turma do meio. Na 5ªVolta John McPhee foi ao chão e praticamente deu adeus as chances de título. Albert Arenas voltou a pista, mas com muitas voltas de atraso, sem nada para fazer na corrida.

Após 6 voltas, Fernandez vinha tranquilo na liderança, com 2.780 segundos a frente de Tony Arbolino e sua turma composta por Garcia, Binder, Ogura e um pouco mais atrás o espanhol da Avintia Carlos Tatay. Todos eles abriram boa vantagem para Kaito Toba, 7ºcolocado que liderava o 3ºgrupo.

Na volta 8, Sergio Garcia vai para cima de Tony Arbolino, os dois brigavam e Ogura e Binder ficavam só de olho nessa briga. Enquanto isso, Toba, Rodrigo, Rossi, Sasaki, Fenati, Migno, Suzuki e Salac brigavam pela 7ªposição. Rossi faz uma bela manobra, superado Kaito Toba e Gabriel Rodrigo passando para a liderança do pelotão, mas Rodrigo superou o piloto da RBE Skull na curva 1 da volta seguinte.

Jaume Masia foi ao chão e abandonou a prova, foi um péssimo final de semana do piloto da Leopard Racing. Alias, um péssimo final de semana da equipe no geral. Seu outro piloto que foi punido com a volta longa não cumpriu a punição nas 3 voltas seguintes e acabou tendo de pagar 2 voltas longas.

Ao começar a 11ªVolta, Ogura passou Garcia, ganhando a 3ªposição, enquanto que Romano Fenati teve de cumprir a volta longa por ter exceder o limite da pista. Na 13ªVolta, Arbolino, Ogura e Garcia disputavam a 2ªposição. Já Binder estava ficando para trás, Arenas ficou a frente dele mesmo sem ter o que fazer na corrida. Apesar disso, injusta a desclassificação do líder do campeonato, poderiam obrigar ele ir aos boxes, pois ele só atrapalhou a corrida do irmão de Brad Binder, não teve pilotagem irresponsável, se tivesse, teria que ter derrubado um piloto ou ter comprometido seriamente a prova de um dos favoritos e isso não aconteceu.

Tatsuki Suzuki foi ao chão também e deixou a corrida, outro piloto foi para o chão foi Dennis Foggia da Leopard Racing. Enquanto Fernández continuava muito na frente, 2.5 segundos depois vinham Arbolino, Garcia e Ogura brigando pelo 2ºlugar. Binder em 5º já vinha um pouco mais atrás e Carlos Tatay em 6º vinha mais atrás do sul-africano. Lá atrás, tinha um pega pra capar pela 7ªposição.

A 7 voltas do final, Niccolò Antonelli vai ao chão e abandona a prova. Enquanto que Ogura volta ao pódio após superar Sergio Garcia. Porém, o piloto da Estrella Galicia não desistiu e tentou recuperar posição. Ogura e Garcia ficaram lado a lado por várias curvas e nessa briga, o japonês levou vantagem sobre o espanhol. Na volta seguinte, foi a vez de Garcia retornar a 3ªposição.

Com essa briga toda, Arbolino conseguia diminuir a vantagem para Fernández que ainda era segura. A 3 voltas do final, as 2 outras posições do pódio estavam indefinidas. Garcia passou Ogura e partiu para cima de Arbolino, que chegou a ganhar um pouco de folego.

Porém, não foi o suficiente para evitar o ataque e posteriormente a ultrapassagem do piloto da Estrella Galícia, passando para 2ªposição, numa ultrapassagem brilhante na entrada da volta final. Ogura precisava do pódio e acabou conseguindo passar Arbolino e garantir a posição no pódio.

Raúl Fernández, o piloto que mais poles conquistou no ano conquistou sua primeira vitória na carreira na Moto 3. Uma grande vitória, a mais tranquila de um piloto no ano de disputas bem apertadas na categoria, Apesar de ser rápido, só agora Fernández começa a colher grandes resultados em 2020.

Sergio Garcia leva a Estrella Galícia ao 1ºpódio do ano, em 2ºlugar, numa corrida muito aguerrida. Ai Ogura foi um dos vencedores do final de semana, além em ficar em uma ótima terceira posição, o Japonês se aproxima de Arenas na disputa pelo título. Os dois primeiros colocados estão agora separados por 3 pontos de distância. Tony Arbolino que ficou por muito tempo em 2º, acabou perdendo o pódio na última volta e terminou a prova na 4ªposição.

Darryn Binder segurou no final os ataques de Carlos Tatay e terminou a prova na 5ªposição. O piloto da Avintia conquistou seu melhor resultado na Moto 3. O companheiro de equipe de Arenas foi muito bem, Stefano Nepa ganhou a disputa no pelotão intermediário e acabou a prova em 7ºlugar, Seguido de Jeremy Alcoba, Filip Salac e Ayumu Sasaki. Apesar de ter tomado 2 punições de volta longa, Romano Fenati conseguiu marcar pontos, em 13ºlugar.

Semana que vem tem mais corrida em Valência (Etapa da Comunidade Valenciana), Arenas pode ser campeão, mas é muito improvável que isso aconteça. A decisão da Moto 3 se encaminha para Portimão no dia 29 de Novembro.

Fotos:

Resultado final da 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 3
GP da Europa – Ricardo Torno – 23 voltas

posPilotoEquipeMotoTempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTM38’29.140
211Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 0.703
379Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 1.005
414Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHondaa 1.037
540Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 13.392
699Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMa 13.424
782Stefano NepaValresa Aspar Team Moto3KTMa 16.719
852Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Hondaa 16.824
912Filip SalacRivacold Snipers TeamHondaa 16.964
1071Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 17.088
1154Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 17.344
1216Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMa 17.467
1355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 17.589
1453Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 18.191
152Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 18.358
166Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 18.441
1792Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 19.128
1850Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 19.583
199Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 27.457
2070Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTMa 27.836
2173Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 31.328
2289Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHondaa 31.661
2313Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 1’20.533
23Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 7 voltas
27Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMa 7 voltas
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 10 voltas
7Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 10 voltas
5Jaume MasiáLeopard RacingHondaa 14 voltas
17John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 19 voltas
21Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 21 voltas
75Albert ArenasValresa Aspar Team Moto3KTMDesclassificado

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 em Le Mans, Vietti vence 2ª em 2020, Arenas vai a pódio e volta a liderança do campeonato

Na fase de repescagem, toda a turma foi para a pista, entre eles o japonês Tatsuki Suzuki que se ausentou da corrida passada por causa de uma lesão na sua mão, ocorrida na corrida de Misano pelo GP de Rimini.

Dennis Foggia que foi pódio na corrida passada fez o 1ºtempo, mas acabou superado por Niccolò Antonelli e Gabriel Rodrigo a 10 minutos e 50 segundos do final. Enquanto isso, Suzuki e Salac perderam suas voltas e Baitus acabou perdendo a curva 7.

Todo mundo partiu para melhorar seus tempos. Foggia consegue voltar a ponta a 9:30 do final, para segundos depois os dois pilotos da SIC58 superarem o tempo do piloto da Leopard Racing, Antonelli vinha na frente de Suzuki. Além dos 3, Kaito Toba era o 4ºclassificado para o Q2 até aquele momento. Filip Salac, Davide Pizzoli e Ryusei Yamanaka vinham logo atrás dos 4 primeiros.

A 7:25 do final da sessão, Gabriel Rodrigo que vinha em 9º acabou fazendo uma brilhante volta que levou o argentino da Gresini para a ponta da repescagem. Enquanto um grupo de pilotos foi para os boxes, um outro ficou na pista para tentar melhorar suas voltas, isso deu certo com Dennis Foggia que marcou o 2ºtempo a 6 minutos do final e com Yamanaka da Estrella Galícia e subiram para 3º e 4ºlugares respectivamente. Suzuki melhorou para 5º, Toba, Salac, Pizzoli, Lopez e Kunii completavam os 10 primeiros colocados.

Foggia queria de qualquer jeito a ponta, ele foi para a 4ªvolta seguida e acabou nessa volta fazendo a melhor volta daquele momento, a 2 minutos e 40 segundos do final. A 2 minutos do final, vários pilotos saíram da pista, bem em cima para marcarem volta rápida. No começo da volta final, Niccolò Antonelli e Gabriel Rodrigo caíram na Chicane e passaram a ter a classificação deles sobre risco.

Nos últimos momentos, Kaito Toba acabou com o tempo mais rápido da sessão, com 1:42.317, com Dennis Foggia em 2º, Ryusei Yamanaka subindo para 3º e Gabriel Rodrigo se salvando no gongo e ficando com a última vaga no Q2. Niccolò Antonelli acabou saindo da zona de classificação, juntamente com seu companheiro de equipe Tatsuki Suzuki, o japonês ficou em 6ºlugar na sessão da repescagem.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
127Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTM1’42.317
27Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’42.353
36Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda1’42.444
42Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda1’42.470
523Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’42.627
624Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’42.636
712Filip SalacRivacold Snipers TeamHonda1’42.796
89Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’43.023
921Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’43.117
1092Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.118
1152Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda1’43.226
1254Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’43.338
1353Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’43.623
1489Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’43.640
1550Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’43.660
1673Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’43.886
1770Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTM1’44.161

Ao contraio da repescagem, o começo da disputa pela pole começou com os pilotos indo aos poucos para a pista. Os últimos a saírem foram Carlos Tatay, Darryn Binder e Gabriel Rodrigo 2 minutos depois.

A primeira parte da fase final, muitos pilotos tiveram suas voltas anuladas, pelos menos 11 pilotos acabaram em um momento da classificação perderam suas voltas por ter saído do traçado permitido da pista, passado do limite da pista. Raul Fernandez marcou o melhor tempo com 11 minutos para o final, com uma volta valida de 1:42.349. Binder fez um bom 2ºtempo, seguido de Sasaki, Foggia, Arenas e Nepa.

A partir dai, a direção de prova anulou voltas de alguns pilotos. Faltando 4 minutos do final da sessão, apenas 7 pilotos tinham voltas validadas, Fernandez na liderança, seguido de Foggia, Binder, Vietti, Migno, Sasaki e Rodrigo. O Resto estava sem marcas, ao mesmo tempo que o grupão abria a volta rápida.

A 2:40 do final, Fenati faz uma bela marca e assume a ponta com 1:42.232. 30 segundos depois, Arenas toma a ponta do piloto da Husqvarna, com 1:42.143. Ai Ogura foi para o chão enquanto Fenati fechava a volta. No final da volta, Yamanaka caiu e Migno foi ao chão, sem conseguir desviar do piloto da Estrella Galicia.

A 10 segundos do final, Masia passa para a liderança com 1:41.816. Fernandez passa para segundo, deixando Arenas cair para terceiro. Já com o cronometro zerado, Raul Fernandez tenta tirar a pole position das mãos de Masia, mas só consegue melhorar seu tempo e ficar em 2º.

Nos últimos momentos da disputa, Albert Arenas foi para a liderança com 1:41.419. Só que o piloto da Aspar Martinez ficou com a pole por 10 segundos, Jaume Masia acabou marcando 1:41.399 e conquistou a pole position. Um grande final de classificação para compensar o alto número de quedas e a primeira parte cheia de punições.

Em busca de retomada da liderança do mundial, Albert Arenas larga em 2º e John McPhee da Petronas acabou levando a 3ªposição, o escocês fecha a primeira fila do grid. Na segunda fila vão largar os pilotos Raúl Fernández da KTM Ajo que fez um treino muito bom, Sergio Garcia da Estrella Galicia em 5º e o Argentino Gabriel Rodrigo fecha a régua da 2ªfila. Completam os Top 10: Tony Arbolino (Snipers), Ayumi Sasaki (Tech 3), Romano Fenati (Husqvarna) e Celestino Vietti (VR46).

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
15Jaume MasiáLeopard RacingHonda1’41.399
275Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTM1’41.419
317John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’41.846
425Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTM1’41.856
511Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1’41.920
62Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda1’41.947
714Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda1’41.962
871Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’41.982
955Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’42.190
1013Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM1’42.363
117Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’42.383
1240Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’42.539
1316Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTM1’42.544
1482Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTM1’42.597
1599Carlos TatayReale Avintia Moto3KTM1’43.112
1627Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTM1’43.305
176Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0HondaSem Tempo
1879Ai OguraHonda Team AsiaHondaSem Tempo
1923Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’42.627
2024Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’42.636
2112Filip SalacRivacold Snipers TeamHonda1’42.796
229Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’43.023
2321Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’43.117
2492Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.118
2552Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda1’43.226
2654Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’43.338
2753Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’43.623
2889Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’43.640
2950Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’43.660
3073Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’43.886
3170Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTM1’44.161

Primeira prova do longuíssimo dia do Mundial de Motovelocidade em Le Mans. A Moto 3 teve um dia tranquilo em relação ao tempo. Não choveu, no que ajudou muito na sempre disputada categoria.

Arenas tomou a ponta na largada após excelente largada. Arbolino vinha em 2º e Masia caiu da ponta para a 3ªposição. Fernández, Rodrigo, Vietti, Garcia, Migno, Sasaki e McPhee que fez uma péssima largada completava os 10 primeiros colocados.  No final da primeira volta, Masia toma o segundo lugar de Arbolino.

Os 6 primeiros colocados tentam uma fuga dos demais pilotos, mas logo essa fuga é neutralizado e o pelotão fica todo junto de novo. Antes da Chicane, Masia supera Arenas e volta a ficar na frente após a largada, Arenas perde mais 3 posições e cai para 5ªposição, atrás de Tony Arbolino, Gabriel Rodrigo e Celestino Vietti. Enquanto isso, Ai Ogura vinha em 24º, muito mal o começo de prova do líder do campeonato.

Na terceira volta, Fernandez e Binder disputam a 6ªposição.  Fernandez é superado não só pelo vencedor do GP da Catalunha como por Andrea Migno. Mais a frente, Arenas ganha a posição de Vietti, curvas depois, o piloto da VR46 é superado por Binder e com isso os dois pilotos da VR46 se encontram para disputa da 6ªposição.

Após muita luta, Albert Arenas consegue superar Gabriel Rodrigo, para ganhar a 3ªposição na 6ªVolta, ficando atrás de Masia e Arbolino. Já o piloto Argentino perdeu posição para Binder, caindo para a 5ªposição. O Sul-Africano embalado pelo resultado da corrida passada acabou passando Arenas e curvas depois passou a atacar Tony Arbolino, nas curvas 8 e 9, tanto Binder como Arenas superaram o piloto da Snipers e subiram para 2º e 3ºlugares respectivamente.

Ao final da volta 9, Alonso Lopez acabou derrubando Romano Fenati e o que ocasionou o abandono de ambos os pilotos da Husqvarna. Na volta seguinte, Tatsuki Suzuki caiu e deixou a corrida também.

Arenas passou Binder e passa a pressionar Masia. Os dois ficam um pouco a frente de Binder, Arbolino, Vietti e Sasaki. Na volta seguinte, Arenas, Binder e Arbolino superam Masia e a passam para as 3 primeiras posições. Vietti e Sasaki brigam pela 5ªposição. Completavam o pelotão na metade da corrida: Raúl Fernández, Gabriel Rodrigo, Andrea Migno, John McPhee, Jeremy Alcoba e Kaito Toba. Com os resultados, Arenas volta a liderança do campeonato. Ogura vinha na 16ªposição, fora da zona de pontuação.

Entre a 13ª e a 14ªVolta, Binder e Arbolino brigavam pela segunda posição. Davide Pizzoli foi para o chão durante essa briga.

Na volta 15, As 4 primeiras posições se inverteram. De Arenas, Binder, Arbolino e Masia passou a ser Masia, Arbolino, Binder e Arenas nas 4 primeiras posições. Vietti chegou em Arenas e acabou superando o piloto da Aspar Martinez subindo para 4ªposição.

A 6 voltas e meia do final, Arenas recupera a 4ªposição. No final da volta 16, Darryn Binder teve problemas em sua moto, obrigando o piloto da CIP Green a deixar a corrida. Na metade da volta 17, Arbolino supera Masia passando para a ponta novamente, mas isso foi por pouco tempo…

Ao começar a 18ªVolta, Masia e Arenas passaram por Arbolino passando para as duas primeiras posições, Arbolino, Vietti e Migno completavam as 5 primeiras posições. Nessa mesma volta, três pilotos do grupo da frente foram ao chão. Kaito Toba foi para o chão na curva 7 e Jeremy Alcoba acabou derrubando John McPhee na curva 10. Essas três quedas ajudaram Ai Ogura, que vinha reagindo na reta final de prova, na 10ªposição após superar Rossi e Garcia.

A 3 voltas do final, Arbolino passou Arenas e fica atrás de Masia. Na penúltima volta, Vietti começou a encaminhar a vitória passando para 3ªposição.

Na curva 10 da volta 21, Celestino Vietti passou da 3ªposição para a liderança, com Arenas, Arbolino e Masia que liderou a maior parte da corrida. O piloto da VR46 abriu uma pequena vantagem na volta final, isso foi fundamental para conquistar a sua segunda vitória na temporada de 2020. É o segundo piloto a obter mais de 1 vitória no ano na moto 3, só atrás de Albert Arenas com suas 3 vitórias.

Tony Arbolino superou Albert Arenas nas curvas finais passando para a 2ªposição, apesar de perder essa posição, Arenas retorna a liderança do Mundial com sua terceira posição conquistada em Le Mans. Apesar de liderar a maior parte da corrida, Jaume Masia ficou em 4ºlugar, de fora do pódio. Completando os 6 primeiros lugares o italiano Andrea Migno da VR46 e Ayumi Sasaki com o seu melhor resultado de 2020. Raúl Fernández fez mais uma corrida abaixo da sua classificação do sábado, apesar de ter regularidade de ter feito pontos em 9 das 10 corridas da moto 3 em 2020.

Gabriel Rodrigo da Gresini ficou na 8ªposição, outro que não correspondeu na corrida. Ai Ogura se recuperou da classificação do sábado e do começo da prova de domingo para ficar na 9ªposição, superando o espanhol Carlos Tatay nos últimos momentos da corrida.

A 5 provas do final da temporada, Arenas volta a liderança, 6 pontos a frente de Ogura, 16 atrás de Celestino Vietti e 20 pontos a frente de Tony Arbolino. Os 4 primeiros são os principais candidatos ao título. Nesse final de semana teremos a 1ªcorrida em Aragón, no Aragon Motorland que vai receber 2 etapas do Mundial de Motovelocidade. É agora que é dada a partida para a reta final da temporada de 2020, com 125 pontos em jogo.

Fotos:

Resultado final do GP da França
10ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – Temporada 2020

posPilotoEquipeMotoTempo
113Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM37’37.384
214Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHondaa 0.142
375Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTMa 0.198
45Jaume MasiáLeopard RacingHondaa 0.336
516Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMa 0.569
671Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 0.834
725Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTMa 1.361
82Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 1.625
979Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 15.003
1099Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMa 15.139
1111Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 15.269
1212Filip SalacRivacold Snipers TeamHondaa 15.381
137Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 15.574
1454Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 15.729
1582Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTMa 17.743
1670Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTMa 18.991
1750Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 19.173
186Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 25.148
1989Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHondaa 26.189
2092Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 26.360
2173Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 26.959
2253Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 30.306
23Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 4 Voltas
17John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 5 Voltas
52Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Hondaa 5 Voltas
27Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMa 5 Voltas
40Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 7 Voltas
9Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 10 Voltas
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 15 Voltas
55Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 16 Voltas
21Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 16 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP