Portal Sportszone » Blog Archives

Tag Archives: Ricardo Patrese

F1 Formula 1 Formula 1 - 1987 Fotos História

Corridas Históricas – GP da Áustria de 1987 – Formula 1

Published by:

Grid de Largada:

1 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’23.357
2 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’23.459
3 Gerhard Berger (Ferrari) 1’24.213
4 Thierry Boutsen (Benetton/Ford) 1’24.348
5 Teo Fabi (Benetton/Ford) 1’25.054
6 Michele Alboreto (Ferrari) 1’25.077
7 Ayrton Senna (Lotus/Honda) 1’25.492
8 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’25.766
9 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’26.170
10 Andrea de Cesaris (Brabham/BMW) 1’27.672
11 Derek Warwick (Arrows/Megatron) 1’27.762
12 Eddie Cheever (Arrows/Megatron) 1’28.370
13 Satoru Nakajima (Lotus/Honda) 1’28.786
14 Stefan Johansson (McLaren/TAG) 1’29.003
15 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’29.435
16 René Arnoux (Ligier/Megatron) 1’29.733
17 Martin Brundle (Zakspeed) 1’29.893
18 Piercarlo Ghinzani (Ligier/Megatron) 1’30.682
19 Adrián Campos (Minardi/Motori Moderni) 1’30.797
20 Christian Danner (Zakspeed) 1’31.015
21 Alex Caffi (Osella/Alfa Romeo) 1’32.313
22 Philippe Alliot (Lola/Ford) 1’33.741
23 Ivan Capelli (March/Ford) 1’34.199
24 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’34.619
25 Philippe Streiff (Tyrrell/Ford) 1’35.338
26 Pascal Fabre (AGS/Ford) 1’40.633


Mansell vence em Osterreichring e conquista 15 pontos em um dia na Áustria

Em um campeonato chegando na sua parte decisiva Nelson Piquet era o líder do campeonato com 2 vitórias e 1 Segundo lugar nas últimas 3 corridas e com 2 abandonos de Mansell. Ou seja o Momento do piloto de 35 anos estava melhor do que do leão. A prova que vamos comentar a seguir foi uma das mais confusas da história da categoria a começar por Stefan Johansson com a Mclaren atropelando um servo durante os treinos livres do GP da Áustria, Senna também atropelou um animal que foi um Rato que entrou na pista e claro que comprometeu o trabalho do piloto da Lotus.

Piquet largaria na pole com Mansell em segundo, A Williams sobrou nos treinos tanto é que o 3ºlugar no Grid de largada o Austríaco Gerhard Berger ficou a 0.8 segundos do pole, Completando os 6 primeiros colocados vinham Boutsen e Fabi da Equipe Benetton e Alboreto com a Ferrari, Senna vai largar em 7ºlugar e as Mclarens foram a decepção com Alain Prost largando em 9ºlugar e Stefan Johansson ficou pior ainda largando do 14ºlugar.

Na primeira largada hum grande acidente envolveu vários carros na largada no que acabou acarretando na interrupção da prova. Os dois pilotos da Tyrrell tiveram seus carros mais danificados, Piercarlo Ghinzani também foi envolvido nesse acidente quem começou esse acidente foi o Martin Brundle que bateu no final da reta dos boxes.

Resultado disso foi que os pilotos foram novamente para o Grid de largada para a segunda largada e fizeram todo esse procedimento o que demorou por cerca de meia hora pelo menos.
na Segunda largada e o carro de Nigel Mansell ficou lento e foi ultrapassado por todos os pilotos até o meio do pelotão e dai um dos pilotos Brabham fechou para uma Arrows e dai a Mclaren acabou Batendo e numa reação em cadeia vários pilotos bateram e com isso provocaram um dos acidentes mais impressionantes dos anos 80 da Formula 1 inutilizando vários pilotos o que provocou a anulação dessa segunda largada, Alguns pilotos que se acidentaram pela segunda vez ficaram sem carro para fazer uma terceira largada no que significaria que ele não poderiam disputar o GP da Áustria devido aos vários danos em seus carros (Exemplo disso foi Phillipe Streiff da Tyrrell perderam 3 carros com essa brincadeira o piloto Francês não foi para a terceira largada)

Austrian1987 (16)

Depois de que retiraram todos os carros acidentados o grid foi remontado e depois de mais de 1 hora de atraso foi dada uma terceira volta de apresentação e iriam para uma terceira largada.
Essa 3º largada valeu com apenas 25 pilotos no grid de largada já que Streiff ficou de fora sem condições de correr (Não teve carro para isso depois dos dois acidentes na largada) Alain Prost acabou não conseguindo partir na volta de apresentação e que largou da entrada dos boxes e Alboreto foi para os boxes depois da volta de apresentação.

Finalmente falando dessa largada manteve-se na liderança Nelson Piquet com Thierry Boutsen e Gerhard Berger escalando o Inglês Nigel Mansell que caiu para o 4ºlugar, Senna largou muito mal caindo para o 18ºlugar ao final da primeira volta atrás de Alain Prost que estava em 17ºlugar no final da primeira volta.

Adrian Campos chegou a ocupar o 10ºlugar com a Minardi- Motori Moderni e Capelli com a March-Ford em 11ºlugar. Boutsen partiu para o ataque em cima de Piquet de forma surpreendente até porque não tinha naquele momento o Ford Turbo que era menos potente que o Honda Turbo e o carro da Williams era o melhor conjunto do ano, Berger vinha um pouco atrás em 3º e Mansell iria para o ataque para cima do piloto Austríaco.

Aos poucos Piquet contornou essa situação e conseguiu abrir um pouco de vantagem para Boutsen que teria de se preocupar com Mansell que no começo da 4ªVolta passou Berger e assumiu o terceiro lugar, Mas se dependesse de Boutsen a vida dos pilotos da Williams não seria fácil já que ele continuava a andar tão forte como Piquet e continuava a sua perseguição enquanto que Stefan Johansson que fez uma parada na segunda volta acabou tendo de ir de novo para os boxes possivelmente por furo de pneu para colocar novos pneus e praticamente ficar com q 2 voltas dos lideres.

Abandonos já eram 4 na corrida (Alex Caffi na primeira volta com problemas elétricos com o seu Osella, Alessandro Nannini na segunda volta com a quebra do Motori Moderni e seu companheiro de equipe Adrian Campos com problemas no Distribuidor acabou abandonando uma corrida em que seu começo era promissor. Classificação na volta 5: 1. Nelson Piquet 7:40.246, 2. Thierry Boutsen (a 1.075), 3. Nigel Mansell (a 2.584), 4. Gerhard Berger (a 4.988), 5. Teo Fabi (a 5.694), 6. Ricardo Patrese (a 11.147)

Na 6ªVolta o Turbo do Ferrari de Gerhard Berger quebra e deixa o piloto da Casa na mão para a tristeza da torcida que esperava muito um grande resultado do time principalmente com o carro da Escuderia Italiana melhorando na segunda metade do campeonato, O Brasileiro Ayrton Senna vinha em belíssima recuperação na corrida já se colocando em 8ºlugar superando ao Japonês Satoru Nakajima que acabou tendo um furo de seu pneu traseiro Esquerdo perdendo muito tempo e ficando a 2 voltas dos líderes.

Piquet fugiu de Boutsen que começaria a receber pressão de Mansell o que algo que não se esperava já que na teoria era para a Williams-Honda despachar todos os carros. Mas não era simplesmente o Carro da Benetton-Ford mas também pelo grande desempenho de Boutsen já que o Teo Fabi estava em 4ºlugar estava a mais de 4 segundos do Mansell.

Ayrton Senna foi para cima de Andrea de Cesaris e de Derek Warwick buscando o 6ºlugar para entrar na zona de pontuação, Outro que também vinha fazendo uma bela corrida de recuperação é Alain Prost que já estava em 10ºlugar.

Piquet começou a passar os primeiros retardatários que estavam em condições normais como Phillipe Alliot e Ivan Capelli que estavam com seus motores aspirados, Na 13ªVolta Senna já estava na 6ªposição ultrapassando a Derek Warwick da Arrows e na volta anterior passou Andrea de Cesaris que acabou perdendo posição para Michele Alboreto que passou para o 7ºlugar em uma incrível recuperação para quem largou dos boxes.

Mansell foi definitivamente para frente de Boutsen que estava muito perto de Piquet que recorria aos retardatários para manter uma vantagem mínima, Nessa volta 14 quem acabou levando a pior foi Mansell que perdeu tempo nessas ultrapassagens. Na volta seguinte o Belga Thierry Boutsen foi para os boxes perdendo muito tempo com a troca de pneus caindo para o 11ºlugar ao voltar para a pista deixando a luta pela liderança da corrida entre Piquet e Mansell que estava a 0.891, Teo Fabi com a Benetton assumiu o 3ºlugar a 7.291 segundos com Patrese (36.147), Alboreto (38.157) que estava em 5ºlugar e Senna a 41.650 completando os 6 primeiros colocados após 16 voltas com a corrida chegando em seu primeiro terço e com o ritmo de corrida que estava sendo imposto será que eles iriam com esses pneus até o final da prova.

Boutsen em 11ºlugar lutava para manter na mesma volta do líder aproveitando todo o seu equipamento que estava muito bom mesmo a ponto de disputar até vitória com as Williams, 40 segundos atrás o Italiano Michele Alboreto já estava na frente de Ricardo Patrese ocupando o 4ºlugar enquanto que o piloto da Brabham teria de defender o 5ºlugar do Brasileiro Ayrton Senna com a Lotus. Mansell finalmente chegou em definitivo para cima de Piquet e se aproveitando dos retardatários como Satoru Nakajima o Leão assumiu a liderança (Diga-se de passagem o Japonês não fez nenhum movimento questionável nesse caso), Logo depois disso Piquet fez uma parada nos boxes para colocar pneus novos para tentar ganhar tempo para cima de Mansell que agora tinha tranquilidade na frente com os pneus mais desgastados (20 Voltas completadas com esse jogo de pneus) contra pneus 0 do Piquet.

Ayrton Senna passou na 21ªVolta Patrese assumindo de novo a 5ªposição , Fabi foi para os boxes e a Benetton pisou feio na bola na parada do piloto italiano assim como na parada de Boutsen fazendo com que Fabi caindo para o 7ºlugar atrás do Prost que estava na zona de pontuação mas por pouco tempo pois Prost foi para os boxes fazer a parada com a Mclaren fazendo uma parada exemplar de 7 segundos nos boxes. Mansell na volta 25 foi para os boxes fazer sua parada nos boxes e voltou na liderança com Piquet em segundo lugar o que poderia representar uma necessária vitória para o Inglês depois de 2 GPs aonde ele acabou quebrando e deixando a prova com 2 vitórias do seu companheiro de Equipe.

Alboreto na volta 25 (Parada em 9.09 Segundos), Patrese na volta 26 e Senna na volta 27 (com uma parada de 9.5 segundos) foram os últimos dos primeiros colocados a pararem nos boxes. Após essas paradas a classificação era a seguinte 1. Mansell, 2. Piquet a mais de 7 segundos atrás do Leão, 3. Teo Fabi, 4. Alboreto que estava fazendo uma corrida estupenda, 5. Prost, 6. Senna, 7. Boutsen, 8.Patrese, 9. Warwick e 10. Cheever.

O leão na volta 26 fez a melhor volta da corrida com 1:28.710 – Velocidade média de impressionantes 240.973 Km/h (149.733 Milhas por Hora), Na corrida dos aspirados a liderança era de Ivan Capelli com Phillipe Alliot estando perto do piloto da March enquanto que os líderes buscavam colocar volta neles, Por incrível que pareça a prova até a volta 28 estava com 21 pilotos na prova e entre eles vinha Stefan Johansson que estava nos boxes com mais uma parada demorada com o time resolvendo problemas em seu carro já que não era normal um piloto da Mclaren se posicionasse na 18ªposição na frente apenas de Palmer, Nakajima e Pascal Fabri com a lentíssima AGS.

Classificação após 29 Voltas completadas: 1. Mansell (44.12.379), 2. Piquet (a 9.709), 3. Fabi (a 52.746), 4. Alboreto (a 53.268), 5. Prost (a 55.018), 6. Senna (58.000)

Alain Prost estava vindo para cima de Alboreto que pressionava a Fabi para disputar o 3ºlugar e o professor fez em poucas curvas 2 ultrapassagens engolindo o piloto da Ferrari e o piloto da Benetton assumindo o 3ºlugar após largar do fim da fila depois do último piloto largar e passar pelos boxes, Uma corrida incrível do piloto francês que estava com 27 vitórias igualado com Jackie Stewart como o maior vencedor de corridas da Formula 1. Na 32ªVolta o piloto Norte-Americano Eddie Cheever abandonou a corrida. Fabi teve problemas depois da ultrapassagem de Prost já que ele tomou na mesma volta ultrapassagem sobre o Alboreto e no começo da volta 33 acabou perdendo também posição para o piloto da Lotus Ayrton Senna caindo para o 6ºlugar.

Na volta 35 Ayrton Senna foi para a segunda parada nos boxes por ter quebrado o bico do seu carro fazendo com que ele caísse para o 9ºlugar. Enquanto isso estava ficando ridiculamente fácil para o Leão que já tinha aberto 23.268 segundos para Nelson Piquet que estava em 2ºlugar e vendo que estava praticamente impossível a vitória salvo se Mansell tivesse alguma pane seca ou problemas em seu carro. Derek Warwick com a Outra Arrows deixa a corrida com problemas em seu motor Megatron (BMW) assim como Andrea de Cesaris que também deixava a prova com o turbo do seu carro quebrado.

Mansell continuava na liderança com Piquet muito atrás e dai era 1 semana para Prost, Alboreto, Fabi, Boutsen, Patrese, Ghinzani com a Ligier em 8º, Senna e Danner levando a Zakspeed a uma boa 10ªPosição. O 7ºcolocado Ricardo Patrese estava para tomar uma volta do líder Nigel Mansell com o bom carro da Brabham e com o forte motor BMW a 14 voltas do final. Significa que Mansell sobrava na turma com 30 segundos na frente de Nelson Piquet que já dava como fardas contadas de que o 2ºlugar não seria um mal negócio para ele manter a liderança do campeonato, Ao contraio disso o Brasileiro Ayrton Senna estava desesperado para tentar salvar algum ponto indo para cima da Ligier-Megatron do Piercarlo Ghinzani no que o piloto da Lotus conseguiu a ultrapassagem na 41ªVolta.

Mansell_Austria87

A corrida começaria a mudar e muito nas voltas finais: Enquanto que Alain Prost tocava tranquilo em 3ºlugar acabou que Michele Alboreto que depois de uma grande corrida acaba com problemas no Exaustor do seu Ferrari quando vinha em 4ºlugar, Só que Prost teria problemas já que Teo Fabi estava voando baixo para cima dele buscando o 3ºlugar e com muito mais desempenho para o piloto da Benetton e vinha por perto o Belga Thierry Boutsen.
Mansell colocou uma volta em Prost de uma maneira muito fácil no que dava a impressão de que o Mclaren-TAG Porsche tinha problemas e perderia rendimento, Já Patrese com problemas de motor deixou a corrida quando iria assumir o 6ºlugar que passou a ser de Ayrton Senna, Prost foi alvo fácil para Fabi que tomou o terceiro lugar do professor que lutou para manter o 4ºlugar que estava sendo visado pelo Belga Thierry Boutsen que chegou a estar em 11ºlugar em um momento da corrida, Na Volta 46 o outro piloto da Benetton passou Prost assumindo essa posição.

Parecia que existia um mundo que tinha as Williams na frente e a Benetton como o segundo time da corrida tamanho foi o desempenho dos dois carros da equipe Italiana no que foi inesperado já que superou a Ferrari que teve os dois carros que deixaram os pilotos na mão, a Lotus que tinha Senna em 6ºlugar e a Mclaren que tinha Prost em 5ºlugar e que se arrastava na pista dando a chance de Senna buscar mais um pontinho na corrida, e tinha também Johansson que também recuperou algumas posições e no final disputou posição com Ghinzani conquistando essa ultrapassagem a 2 voltas do final assumindo o 7ºlugar.

Mansell tinha 48 segundos sobre Piquet, Uma vitória acachapante que se confirmou ao cruzar a linha de chegada com mais de 55 segundos na frente de Nelson Piquet que tomou um vareio do Leão nesse dia mesmo sendo o único a terminar na mesma volta do líder, Teo Fabi conquistou o 3ºlugar em uma corrida muito forte de recuperação e com um carro fortissimo como estava a Benetton nesse dia tanto é que Thierry Boutsen conquistou o 4ºlugar só ficando atrás dos carros da Williams, Completando a zona de pontuação o Brasileiro Ayrton Senna que tomou o 5ºlugar que estava nas mãos de Alain Prost, Fechando os 10 primeiros tivemos Johansson que teve muitos problemas na corrida, Ghinzani com uma boa corrida com sua Ligier, Christian Danner com a Zakspeed e Rene Arnoux com a outra Ligier, Nos aspirados a vitória ficou com Ivan Capelli que superou a Phillipe Alliot.

Depois da corrida Mansell que tinha ganho 9 pontos pela vitória conquistou mais 6 pontos, Só que na cabeça ganhando um Galo após bater no portal que levava acesso ao pódio, Ou seja em uma corrida de 2 largada com acidentes e vários carros destruídos com animais passando pela pista e até provocando acidentes o final só poderia ser desse jeito mesmo, Piquet com 54 estava ainda tranquilo como líder do campeonato com 43 de Senna, 39 de Mansell e 31 de Prost com 6 corrida por correr na temporada de 1987.

Resultado Final do GP da Áustria de 1987

Fotos:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap/Formel1mic

F1 Formula 1 Formula 1 - 1992 Fotos TV Vídeos

Corridas Históricas – GP da África do Sul de 1992

Published by:

Grid de Largada:

1 Nigel Mansell (Williams/Renault) 1’15.486
2 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’16.227
3 Gerhard Berger (McLaren/Honda) 1’16.672
4 Riccardo Patrese (Williams/Renault) 1’16.989
5 Jean Alesi (Ferrari) 1’17.208
6 Michael Schumacher (Benetton/Ford) 1’17.635
7 Karl Wendlinger (March/Ilmor) 1’18.115
8 Martin Brundle (Benetton/Ford) 1’18.327
9 Ivan Capelli (Ferrari) 1’18.387
10 Andrea de Cesaris (Tyrrell/Ilmor) 1’18.544
11 Johnny Herbert (Lotus/Ford) 1’18.626
12 Olivier Grouillard (Tyrrell/Ilmor) 1’18.749
13 Érik Comas (Ligier/Renault) 1’19.200
14 Thierry Boutsen (Ligier/Renault) 1’19.296
15 Gabriele Tarquini (Fondmetal/Ford) 1’19.305
16 Aguri Suzuki (Footwork/Mugen-Honda) 1’19.532
17 Michele Alboreto (Footwork/Mugen-Honda) 1’19.571
18 Ukyo Katayama (Venturi/Lamborghini) 1’19.621
19 Gianni Morbidelli (Minardi/Lamborghini) 1’19.636
20 Christian Fittipaldi (Minardi/Lamborghini) 1’19.641
21 Mika Häkkinen (Lotus/Ford) 1’19.672
22 Bertrand Gachot (Venturi/Lamborghini) 1’20.039
23 Maurício Gugelmin (Jordan/Yamaha) 1’20.120
24 J J Lehto (Dallara/Ferrari) 1’20.126
25 Pierluigi Martini (Dallara/Ferrari) 1’20.203
26 Eric van de Poele (Brabham/Judd) 1’20.488

Não Classificaram para a corrida:

Paul Belmondo (March/Ilmor) 1’20.580
Andrea Chiesa (Fondmetal/Ford) 1’21.209
Stefano Modena (Jordan/Yamaha) 1’21.494
Giovanna Amati (Brabham/Judd) 1’24.405

Hrw9y8re

Com mágico Williams FW14 Mansell de ponta a ponta samba sobre a concorrência e conquista vitória na Abertura da temporada em Kyalami!

Em um domingo de Carnaval no Brasil (Algo inédito na história da Formula 1) Tivemos a Abertura da temporada de 1992 de Formula 1 (a 43ªTemporada da História da Formula 1) , Isso minutos depois de ter encerrado o desfile das escolas de samba de São Paulo e ainda com Império da Tijuca e Império Serrano para passar pelo Grupo de Acesso no Rio de Janeiro. 7 anos depois de ausência a África do Sul voltava ao cenário da Formula 1 para sediarem uma prova do campeonato mundial.

Sggz5wm3

Pelo que se via no Grid, A disputa pelo título iria ficar mais uma vez entre Mclaren e Williams com a primeira fila com Nigel Mansell em 1º colocando 6 décimos em Senna que largaria em 2º. Na Segunda fila largavam Gerhard Berger com a Mclaren e Ricardo Patrese com a Williams. Os jovens Jean Alesi com a Ferrari e Michael Schumacher com a Benetton largariam na Terceira Fila. Um surpreendente Karl Wendlinger com a March sem dinheiro e com um chassi revisado em 7º na frente de Marin Brundle com a Fortissima Benetton-Ford, fechavam os 10 primeiros os pilotos Ivan Capelli estreando na Ferrari e Andrea de Cesaris com a Tyrrell com motor Ilmor.

Na Largada Mansell manteve a 1ªposiçãoum trabalho impressionante de Ricardo Patrese que pulou de 4º para a segunda posição na largada ao contraio de Gerhard Berger que caiu de 3º para o 6 ºlugar chegando a tomar um calor enorme de Karl Wenglinder com a March. Senna que perdeu o 2ºlugar estava pressionando Patrese em busca do 2ºlugar que era a sua posição de largada. Andrea de Cesaris e Martin Brundle acabaram rodando no começo do terço final da primeira volta e ficaram lá para trás. De Cesaris voltou a corrida. Brundle acabou deixando a prova possivelmente o carro teve problemas.
Enquanto isso Patrese era pressionado por Ayrton Senna que não queria ver Mansell fugir. Patrese estava bem mais lento que Senna e isso fazia Alesi e Schumacher começarem a chegar nessa disputa, Berger estava em 6ºlugar mais afastado com Capelli em 7ºlugar.

8bkrvz7x

Na 4ªVolta Senna se afastou de Patrese e começava a sofreu pressão de Alesi com a Ferrari e de Schumacher com a Benetton, Era assustador pois a Mclaren era a campeã de 1991 e estava usando o chassi de 91 nas primeiras 2 corridas da temporada e ainda tinha o poderoso motor Honda V12 o que poderia apenas dar uma desvantagem para a Williams, Mas o começo não estava bom para a Mclaren.
Berger começava a chegar em Alesi e Schumacher o que poderia dar algum respiro para Senna que já estava com 11.210 segundos atrás de Mansell. Alesi era pressionado por Schumacher na disputa pelo 4ºlugar, A Ferrari estava tentando capitanear a Equipe Italiana depois da Saída do Prost após ele falar que o Carro de Enzo Ferrari era um Caminhão.

Enquanto isso Mansell com 1:20:406 com Média de 190.77 km (118.54 Milhas) fez a melhor volta da corrida, O Leão liderava a corrida com tranquilidade.
No meio do pelotão tínhamos uma boa disputa de posições liderado por Johnny Herbert com a Lotus que vinha bem em 8ºlugar com o Bom motor Ford (Os mesmos motores da Benetton) depois vinham as Ligier-Renault de Eric Comas e de Thierry Boutsen que passaram sobre Wendlinger com o defasado March-Ilmor e depois vinha os Footwork com os Motores Mugen que estreavam na Formula 1.
Classificação após 11 voltas: 1. Mansell (15:08:371), 2. Patrese (a 10.569), 3. Senna (a 16.848), 4. Alesi (19.087) 5. Schumacher (a 19.864), 6. Berger ( a 22.630), 7. Capelli (a 23.446), 8. Herbert (a 26.917), 9. Comas (a 27.716), 10. Boutsen (a 28.484), 11. Wendlinger (29.584), 12. Suzuki (a 31.882). Bertrand Gachot se acidentou na 9ªVolta e acabou deixando a corrida com a Venturi-Lamborghini.

08jub8en

Na 12ªVolta Senna conseguiu um respiro, Já Alesi sofria pressão sobre Michael Schumacher disputando o 4ºlugar em uma disputa entre 2 jovens e arrojados pilotos que estavam dispostos a tudo para conseguirem melhores desempenhos que os seus carros permitissem. Karl Wendlinger com problemas de superaquecimento de seu carro acabou deixando a corrida, Mesmo com um carro bem ultrapassado foi um grande desempenho do jovem Austríaco que estava disputando seu 3ºGP na Formula 1.

Após 15 Voltas a Classificação era: Mansell (26:31.536), Patrese (a 12.428), Senna (a 20.331), Alesi (a 23.872), Schumacher (a 24.118), Berger (a 26.243), Capelli (a 26.707), Herbert (a 29.888), Comas (a 32.215), Boutsen (a 32.868), Suzuki (a 38.158), Alboreto (a 40.218), Christian Fittipaldi estava em 16º com a Minardi-Lamborghini e Maurício Gugelmin em 19º com sua Jordan-Yamaha que começava o ano cheio de problemas.

Enquanto isso Mansell continuava o seu passeio enorme em Kyalami até sobre o Patrese que nem se quer conseguia fazer cocegas no Leão que baixava a melhor volta da corrida para 1:19.955 (Média de 191,85 Km – 119.21 Milhas , Em 3ºlugar vinha Senna que já conseguia se afastar de Alesi e Schumacher disputando o 4ºlugar e de Berger e Capelli disputando o 6ºlugar, Logo depois vinha Johnny Herbert ainda com um Chassi Antigo da Lotus que tinha mais dinheiro para a temporada para tentar se reerguer na formula 1, Logo a seguir vinha Comas e Boutsen com a Ligier, um deles poderia estar fazendo sua última corrida pela equipe pois Alain Prost estava ainda resolvendo algumas questões para assinar contrato com a equipe Francesa para correr em 1992 após a demissão na Ferrari ao final de 1991.

Iyrbsrfi

Alesi, Schumacher, Berger e Capelli estavam muito próximos apesar de estarem disputando posições diferentes em duelos na 4º e 6ºposição. Senna começava a diferença para a Patrese isso após 20 voltas de corrida.
Senna passou Eric van de Poele que conseguiu levar a Brabham com o motor Judd para o grid de largada (Mal sabia que esse seria o último ano da tradicional equipe na Formula 1) já levando 1 volta dos lideres, Apesar disso ele estava na frente de Pierluigi Martini com a Dallara-Ferrari. Berger na 22ªVolta se aproximou de vez para cima de Alesi e Schumacher numa disputa pelo 4ºlugar. Na Volta seguinte com problemas de Motor o piloto Gabriele Tarquini com a Fondmetal que fez um trabalho bom nos treinos largando em 15ºlugar com os Ford-Cosworth oficiais como da Benetton e Lotus.

C17aymrw

Alesi, Schumacher, Berger e Capelli estavam todos juntos disputando o 4ºlugar que era sem dúvida a disputa da corrida. Classificação após 25 Voltas: 1. Mansell (34:02.427), 2. Patrese (a 19.3), 3. Senna (a 28.2), 4. Alesi (a 35.4), 5. Schumacher (a 36.0), 6. Berger (a 36.7).

Mansell na 27ªVolta continuava tranquilamente na liderança, virando mais uma vez a volta mais rápida da prova com 1:19.890 – Média de 192.01 Km/h – 119.31 Milhas na 26ªVolta.

Alesi, Schumacher, Berger e Capelli formaram a disputa pelo 4ºlugar até a volta 28, Foi quando o Motor Ferrari de Capelli não resistiu e o italiano teve de deixar a prova deixando a disputa com os outros três que representavam a Ferrari, Benetton e Mclaren. Na frente Mansell virava meio segundo melhor que Patrese que virava o mesmo tempo de Ayrton Senna o que se tirava a conclusão de que a Williams-Renault era muito mais carro que a Mclaren-Honda e que Mansell era muito mais rápido do que Patrese. No meio do Pelotão o Italiano Andrea de Cesaris com o seu Tyrrell-Ilmor vinha muito forte para cima dos dois carros da Ligier. Com um melhor chassi, A Tyrrell tentava se redimir do fraco ano de 1991 quando tinha um Motor Honda que acabou não rendendo o esperado por ser um motor mais pesado do que se esperava. (O Honda que a Tyrrell recebeu em 1991 era o Honda V10 de 1990 da Mclaren.

0hpvqhsx

Mansell continuava na frente e bem na frente de seus adversários Ricardo Patrese que via a sua diferença para Ayrton Senna diminuir podendo ter uma disputa pelo segundo lugar. O leão já estava para dar uma volta em cima de Jyrki Jarvi Letho em 14ºlugar,de Michele Alboreto com a Footwork –Mugen Honda em 13ºlugar e de Olivier Grouillard com a Tyrrell-Ilmor em 12ºlugar. A Prova chegava na sua metade de prova com Senna começando a avistar a Ricardo Patrese que estava colocando volta em Maurício Gugelmin que foi para a Jordan com a ilusão de que o carro fosse competitivo mas mal sabia que o carro junto com o Motor Yamaha V12 era um bomba tanto é que o seu companheiro de equipe não conseguiu um lugar entre os 26 pilotos no Grid de largada. (Em outras palavras eles foram desclassificados do Desfile de Domingo, ou seja a corrida!)

Lgs66nqu

De Cesaris continuava a sua perseguição para cima de Boutsen pelo 10ºlugar enquanto isso o estreante Ukyo Katayama com a Venturi que sobrou acabou rodando e perdendo algum tempo na corrida. Classificação após 37 Voltas de corrida: 1. Mansell (50:12.501), 2. Patrese (a 25.441), 3. Senna (a 29.344), 4. Alesi (a 36.108), 5. Schumacher (a 37.095), 6. Berger (a 41.320)

Mas essa tabela iria mudar já que Schumacher conseguiria ultrapassar Jean Alesi na volta 39 para assumir o 4ºlugar, Para Alesi a corrida não iria durar mais do que duas voltas, Na volta 41 o motor Ferrari dele deixa o francês na Mão após bela defesa de posição sobre Schumacher que agora tinha o 4ºposto nas mãos dele. Já Senna chegou em Patrese que tinha uma vantagem de um pouco mais de 1 segundo sobre o tricampeão do mundo e campeão da temporada passada com o antigo Mclaren-Honda V12.

Bvtttnyv

O Motor Ilmor também deixaria Andrea de Cesaris na mão na volta 41 após ele ter assumido o 9ºlugar com a sua Tyrrell. A Partir da segunda parte de prova iriamos ter bem mais abandonos do que no começo. A Classificação após 41 Voltas era essa: 1. Mansell, Patrese, Senna, Schumacher, Berger, Herbert, Comas, Boutsen, Suzuki e Grouillard. Christian Fittipaldi estava em 13ºlugar na frente de Mika Hakkinen e Mauricio Gugelmin em 15ºlugar.

Mansell baixava mais ainda a melhor volta para 1:19:108 – Média de 193.91 Km – 120.45 Milhas. Patrese manteria a sua diferença de 1 segundo e meio para Ayrton Senna que estava andando no limite do Mclaren enquanto que Patrese não mostrava nem de longe um desempenho semelhante a Nigel Mansell. O Mais curioso da corrida é que não tínhamos parada nos boxes até agora e pelo tempo nublado e temperatura moderada era possível mesmo que ninguém fosse fazer parada. Christian Fittipaldi com sua Minardi-Lamborghini deixava a corrida na 44ªvolta após uma corrida boa de estreia na Formula 1 com um carro limitado nas mãos.

Mansell tinha mais de 25 segundos na frente de Patrese que estava com Senna a menos de 2 segundos de distância. Schumacher, Berger e Herbert completavam a zona de pontuação. Mansell baixou a melhor volta da corrida para a casa do 1:18 fazendo 1:18:736 média de 194,82 km – Média 121,05 Milhas, Sobrava o leão na prova, Só uma quebra ou acidente tirava a vitória na abertura do campeonato, Letho também deixaria a corrida quando vinha em uma razoável 11ªposição na frente de Alboreto que acabou herdando a sua posição na prova.

Nmrznvlk

Senna vinha tentando chegar de vez em Patrese para disputar o segundo lugar. O Brasileiro teria dificuldades para passar o Veterano com a Fortíssima Williams FW14 com o Fortíssimo motor Renault V10, Agora sem dúvida Senna tentaria se aproveitar dos retardatários para tentar tomar posição de Patrese. Classificação após 50 Voltas: 1. Mansell (1:07:32), 2. Patrese (a 24.950), 3. Senna (a 27.867), 4. Schumacher (a 44.200), 5. Berger (a 50.717), 6. Herbert (a 1:17.782) depois vinham Comas, Boutsen, Suzuki e Grouillard.

Mansell já colocaria 1 volta para cima de Johnny Herbert com a Lotus na volta 52. Na mesma volta Olivier Grouillard Passou Suzuki e assumiu a 9ªposição, A pista de Kyalami não dava muita chance para ultrapassagens infelizmente apesar de boas disputas de posição durante a prova como Schumacher vs Alesi e Berger vs Capelli. Mansell baixou mais uma vez a volta mais rápida da prova com 1:18.724 – Média 194,95 Km – 121.08 Milhas e já começava a administrar a sua enorme diferença de mais de 20 segundos para Patrese que estava suando para segurar o segundo lugar. Mas na volta seguinte Mansell destruiu essa marca colocando 1:17.914 como a melhor volta da prova com 196 Km de Média – 122.33 Milhas. Impressionava era o desgaste pequeno de pneus o que fazia que ninguém fosse fazer uma parada nos boxes.

C0ydozv1

Na Volta 56 apenas Mansell, Patrese, Senna, Schumacher e Berger estavam na mesma volta dos Lideres, do Herbert para trás já tinha tomado volta dos lideres. O Motor Lamborghini de Gianni Morbidelli foi para os ares deixando o italiano na mão fazendo com que a Minardi deixasse a prova já que Christian Fittipaldi tinha abandonado a corrida.

O piloto Alemão Michael Schumacher estava consolidado em 4ºlugar sem ser ameaçado por Gerhard Berger que também não tinha ameaça nenhuma sobre Johnny Herbert que levava a Lotus para um promissor 6ºlugar que fazia a equipe tradicional de Colin Chapman possa renascer na categoria já que nos últimos anos a Lotus viveu anos terríveis. Com 14 voltas para o final da corrida Senna tentaria um ataque para cima de Patrese na disputa pelo 2ºlugar, Já Mansell com 26 segundos a vitória estava nas mãos.

Co0zdbkm

Classificação após 60 Voltas: 1. Mansell (1:20:44.377), 2.Patrese (a 25.428), 3. Senna (a 30.038), 4, Schumacher (a 50.358), 5. Berger (1:02.973), 6. Herbert (a 1 Volta). A Corrida chegava ao final da corrida e Patrese estava conseguindo segurar o segundo lugar, Senna por mais que tivesse tentado chegar em cima do piloto da Williams. Thierry Boutsen Teve problemas de Motor na 61ªVolta deixando a prova quando ocupava uma decente 8ªposição, Duas voltas depois era o Francês Olivier Grouillard que deixava a prova com a Tyrrell-Ilmor com a quebra da Embreagem de seu carro. Com isso tudo Suzuki assumia o 8ºlugar na frente de seu companheiro na Footwork Michele Alboreto, completavam os pilotos que ainda estavam na prova Mika Hakkinen, Mauricio Gugelmin, Ukyo Katayama e Eric van de Poele.

Mansell teve um domingo perfeito, Liderou toda a corrida, Mas para fechar com chave de ouro essa prova o Leão quebrou os cronômetros baixando a melhor volta para 1:17.578 na volta 70. Num Domingo de Carnaval aonde o Império Serrano fechava a sua participação na Marques de Sapucaí pelo Grupo de Acesso Nigel Mansell com uma exibição nota 10 em todos os quesitos comemorou a vitória em Kyalami, De ponta a ponta . Patrese bem longe do desempenho de Mansell em 2º e Senna com a Mclaren ainda não sendo o chassi de 1992 fechou o pódio o que comprovou que a Williams estava na frente das outras equipes para a temporada que começava. Schumacher, Berger e Herbert de Lotus completaram a Zona de pontuação. Essa foi a única vez que a Formula 1 realizou um Grande Prêmio em pleno Carnaval Brasileiro. Foi no dia 1º de Março de 1992, Pena que a corrida foi muito monótona e sem muitas ultrapassagens.

Yhomcecn

Resultado Final do GP da África do Sul de 1992

Fotos:

 

View post on imgur.com

Vídeo da corrida:

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Bestlap/ Formel1mic
Vídeo: MrViniciusf11995

F1 Formula 1 Formula 1 - 1990 Fotos História

Corridas Históricas: GP do Japão de 1990

Published by:

Iag6s7fo

Lista de Inscritos:

1. Alain Prost (Ferrari F1-90-2 – Ferrari 3.5 V12 – Goodyear)
2. Nigel Mansell (Ferrari F1-90-2 – Ferrari 3.5 V12 – Goodyear)
3. Satoru Nakajima (Tyrrell 019 – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Pirelli)
4. Jean Alesi (Tyrrell 019 – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Pirelli)
5. Thierry Boutsen (Williams FW13B – Renault 3.5 V10 – Goodyear)
6. Riccardo Patrese (Williams FW13B – Renault 3.5 V10 – Goodyear)
7. David Brabham (Brabham BT59 – Judd 3.5 V8 – Pirelli)
8. Stefano Modena (Brabham BT59 – Judd 3.5 V8 – Pirelli)
9. Michele Alboreto (Arrows A11B – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Goodyear)
10. Alex Caffi (Arrows A11B – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Goodyear)
11. Derek Warwick (Lotus 102 – Lamborghini 3.5 V12 – Goodyear)
12. Johnny Herbert (Lotus 102 – Lamborghini 3.5 V12 – Goodyear)
14. Olivier Grouillard (Osella FA1ME – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Pirelli)
15. Mauricio Gugelmin (Leyton House CG901 – Judd 3.5 V8 – Goodyear)
16. Ivan Capelli (Leyton House CG901 – Judd 3.5 V8 – Goodyear)
17. Gabriele Tarquini (AGS JH25 – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Goodyear)
18. Yannick Dalmas (AGS JH25 – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Goodyear)
19. Roberto Moreno (Benetton B190 – Ford HB 3.5 V8 – Goodyear)
20. Nélson Piquet (Benetton B190 – Ford HB 3.5 V8 – Goodyear)
21. Emanuele Pirro (Dallara BMS – 190-Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Pirelli)
22. Andrea de Cesaris (Dallara BMS – 190-Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Pirelli)
23. Pierluigi Martini (Minardi M190 – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Pirelli)
24. Gianni Morbidelli (Minardi M190 – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Pirelli)
25. Nicola Larini (Ligier JS33C – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Goodyear)
26. Philippe Alliot (Ligier JS33C – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Goodyear)
27. Ayrton Senna (McLaren MP4/5B – Honda 3.5 V10 – Goodyear)
28. Gerhard Berger (McLaren MP4/5B – Honda 3.5 V10 – Goodyear)
29. Éric Bernard (Lola LC90 – Lamborghini 3.5 V12 – Goodyear)
30. Aguri Suzuki (Lola LC90 – Lamborghini 3.5 V12 – Goodyear)
31. Bertrand Gachot (Coloni C3C – Ford Cosworth DFR 3.5 V8 – Goodyear)

Treino Oficial do GP do Japão de 1990

Depois de 14 corridas Ayrton Senna, 78 pontos e Alain Prost com 69 Pontos teriam 2 corridas pela Frente para decidirem o mundial de 1990. A Classificação do GP do Japão seria a primeira etapa de uma das decisões mais controversas e rápidas da Formula 1.

Ao começar os treinos de Sábado Senna tinha o 3ºtempo, 1:38.828, Prost com 1:38.684 era o 2ºcolocado, Berger era o primeiro com 1:38.374, Mansell e Boutsen completavam a lista dos 5 primeiros colocados, Nakajima em 10ºlugar e Suzuki em 11º, Alesi tinha feito o 6ºtempo, mas acabou batendo forte e acabou por não participar dos treinos de Sábado.

Começava o Treino eram 30 pilotos tentando 26 vagas no Grid de largada. De cara a Larrousse de Suzuki foi para a pista tentar melhorar seu tempo que já era muito boa, em sua primeira volta Suzuki fez 1:41.703. Aos poucos outros carros foram para o Grid como Pirro com a sua Dallara,

Nakajima já estava também se preparando para entrar na pista, o Treino começava a esquentar para que as estrelas da corrida (Senna e Prost) entrasse na pista o Asfalto já estaria ideal para eles virarem os melhores tempos.

Nakajima também abriu sua volta com a Tyrrell-Ford e ele fez 1:41.114 a 1 milésimo do melhor tempo que ele tinha feito sexta-feira, com isso a Classificação estava assim:
1. Berger (1:38.374), 2.Prost (1:38.684) 3.Senna (1:38.828), 4.Mansell (1:38.969), 5. Boutsen (1:39.577) 6. Alesi (1:40.052), Nakajima estava em 10ºlugar. Claro que depois de uma volta os pilotos voltavam lentos para os boxes.

O primeiro dos grandes que iriam para a pista era Nigel Mansell com a Ferrari, Enquanto isso a Pirelli lixava seus pneus para que os pilotos que usavam o seu composto de borracha tentassem uma melhor classificação. Mansell veloz como sempre completava a sua primeira volta em 1:38.742 que o deixava em 3ºlugar, na Frente de Ayrton Senna.

Com 20 minutos de Treino a pista já estava cheia de carros e Finalmente Ayrton Senna foi para a pista melhorar seu tempo. O líder do Campeonato, um ídolo para os japoneses estava tentando tomar a pole de seu companheiro de equipe, o Austríaco Gerhard Berger. Já David Brabham parava fora da pista com o Brabham-Judd.

Enquanto isso Senna abria a sua volta, Com o seu Mclaren-Honda ele acelera o máximo e Faz 1:37.541 praticamente 8 décimos mais rápido que o Tempo de seu companheiro de equipe Gerhard Berger, Com isso Senna assumia a primeira posição e a Mclaren-Honda fazia dobradinha no grid na primeira Fila.

Classificação era Senna, Berger, Prost, Mansell, Boutsen e Alesi. Quem não estava nada Feliz com isso era a Ferrari e Alain Prost que iria a pista tentar roubar a ponta de Senna, Praticamente com metade do treino já feito Todo mundo já tinha entrado na pista.

Thierry Boutsen completava a sua volta e só por curiosidade, na reta que leva para a chicane antes da linha de Chegada Boutsen alcançava 292 km/h, Senna na melhor volta dele fazia 301 Km/h E no final da volta Boutsen fazia 1:38.545, Quando entrava para a pista Alain Prost com sua Ferrari, O Adversário De Senna pelo campeonato.

Um minuto depois Berger também foi para a pista melhorar seu tempo, até quem sabe tomar a pole de Senna o Tempo é bem próximo, mas com 1:38.118 Berger ratificava apenas a segunda posição, mas tinha que aguardar Alain Prost em sua volta voadora, Ele tinha menos potência mais um chassi melhor, Prost fazia 1:38.180 e ficava a centésimos atrás de Berger e continuava em 3ºlugar.
Classificação : 1. Senna (1:37.541), 2.Berger (1:38.118), 3. Prost 1:38.180, 4. Mansell 1:38.742, 5. Boutsen 1:39.565, 6. Alesi 1:40.052. Nakajima tentava melhorar seu tempo, ele estava em 12ºlugar. Mas só faz 1:41.513 e fica acima do tempo que ele tinha Já Aguri Suzuki tem melhor sorte nessa segunda tentativa fazendo o tempo de 1:40.887, Que leva Suzuki ao 9ºlugar. Nelson Piquet estava em 6ºlugar e acabou melhorando sua marca para 1:40.049, três décimos a frente de Jean Alesi, Boutsen melhorou sem tempo, Mas manteve o 5ºlugar. enquanto isso Nigel Mansell foi para a sua segunda tentativa.

G6cguxzw

Junto de Patrese que fez 1:40.664 com esse tempo Patrese estava longe dos 6 primeiros colocados. Mansell fazia uma volta de arrepiar e por pouco não tira a pole de Senna fazia 1:37.713, perto do 1:37.541 de Senna.

Classificação: Senna (1:37.541), Mansell (1:37.719), Berger (1:38.113), Prost (1:38.180), Boutsen (1:39.324), Piquet (1:40.049), Alesi (1:40.052) Depois vinham Moreno, Patrese e Suzuki completando os 10 primeiros colocados, Mas os últimos minutos a disputa final estava entre Senna e Prost pela pole. Prost precisava fazer uma grande volta e Senna tentar confirmar a Pole. Berger também estava na pista para tentar voltar a primeira fila. Vários pilotos tentavam melhorar seu tempo não só os da frente, Mas da turma do desespero que precisava garantir um lugar entre os 26 no Grid de Largada.

Covgvq48

Senna fazia a sua segunda tentativa e Prost Também era a batalha da pole Senna acelera forte e fazia 1:36.996, e Prost fazia 1:37.228, a primeira fila seria novamente deles dois. Mansell e Berger na segunda fila e Boutsen e Piquet na terceira. Com as vagas definidas do Grid (Não se classificaram: Grouillard, Tarquini, Dalmas e Gachot) O Grid ficava assim.

Grid de largada do GP do Japão de 1990:

1 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’36.996
2 Alain Prost (Ferrari) 1’37.228
3 Nigel Mansell (Ferrari) 1’37.719
4 Gerhard Berger (McLaren/Honda) 1’38.118
5 Thierry Boutsen (Williams/Renault) 1’39.324
6 Nelson Piquet (Benetton/Ford) 1’40.049
7 Riccardo Patrese (Williams/Renault) 1’40.355
8 Roberto Moreno (Benetton/Ford) 1’40.579
9 Aguri Suzuki (Lola/Lamborghini) 1’40.888
10 Pierluigi Martini (Minardi/Ford) 1’40.899
11 Derek Warwick (Lotus/Lamborghini) 1’41.024
12 Ivan Capelli (Leyton House/Judd) 1’41.033
13 Satoru Nakajima (Tyrrell/Ford) 1’41.078
14 Johnny Herbert (Lotus/Lamborghini) 1’41.588
15 Mauricio Gugelmin (Leyton House/Judd) 1’41.698
16 Éric Bernard (Lola/Lamborghini) 1’41.709
17 Nicola Larini (Ligier/Ford) 1’42.339
18 Emanuele Pirro (Dallara/Ford) 1’42.361
19 Gianni Morbidelli (Minardi/Ford) 1’42.364
20 Philippe Alliot (Ligier/Ford) 1’42.593
21 Stefano Modena (Brabham/Judd) 1’42.617
22 David Brabham (Brabham/Judd) 1’43.156
23 Alex Caffi (Arrows/Ford) 1’43.270
24 Michele Alboreto (Arrows/Ford) 1’43.304
25 Andrea de Cesaris (Dallara/Ford) 1’43.601

Não se Classificaram para a Corrida:

– Olivier Grouillard (Osella/Ford) 1’43.782
– Gabriele Tarquini (AGS/Ford) 1’44.281
– Yannick Dalmas (AGS/Ford) 1’44.410
– Bertrand Gachot (Coloni/Ford) 1’45.393

Não largou:

– Jean Alesi (Tyrrell/Ford) 1’40.052

Piquet volta a vencer depois de 3 anos na Formula 1, Moreno em sua estreia nos times grandes em 2º, Senna Campeão e Suzuki conquistando o 1ºpódio de um Japonês.

A Expectativa para a corrida era total, tendo na 1ªfila Ayrton Senna e Alain Prost, A decisão iria começar! eram 25 pilotos em busca da vitória ou do melhor resultado que fosse possível. Jean Alesi não pode largar com problemas no pescoço, e Olivier Grouillard não foi chamado para substituir Alesi no Grid. portanto só 25 carros no grid de largada.

Zwbnnw3p

Prost largava melhor e foi para a ponta, Mas Senna consegue reagir e parti para cima de Prost, disputar a liderança na primeira curva, Prost foi para Dentro, Mas Senna já estava por dentro. O resultado disso foi que Ambos se chocaram e forma para longe da pista Prost e Senna abandonam. Fim de campeonato, Para Senna era o Bicampeonato e a Vingança feita de tudo aquilo que aconteceu em 1989. Prost ainda esperava que fosse feita uma nova largada, Mas essa ordem de uma nova largada não aconteceu e Senna deu as costas para Prost. Com isso tudo Ayrton Senna com sua Mclaren-Honda era bicampeão do mundo.

Obsvuaw0

Logo no Começo da Segunda volta Berger que tinha a 1ªposição Roda e vai para a caixa de brita, abandonando no mesmo lugar que abandonaram Senna e Prost. com isso tudo Mansell assumiu a ponta, com Piquet e Moreno logo atrás do Inglês. A Tática de Mansell era trocar os pneus, a tática das Benetton eram usar o pneu tipo B, e tentar não parar. Outro que deixava a corrida era Stefano Modena que abandonou a corrida na primeira volta, Classificação após 2 Voltas: 1. Mansell (3:46.023), Piquet (a 1.170), Moreno (a 1.635), Boutsen (a 2.238), Patrese (a 3.043) e Warwick (a 4.280). logo depois vinham Suzuki e Herbert .

Duas substituições estavam sendo feitas nessa corrida, Johnny Herbert que estava de volta a Formula 1 com a equipe Lotus, ele substituía Martin Donnelly que sofria terrível acidente nos treinos do GP da Espanha de formula 1, E Roberto Pupo Moreno que estava na fraquíssima EuroBrun, e devido ao acidente de Helicóptero que acabou amputando uma das mãos de Alessandro Nannini, John Barnard que era o projetista da Benetton convidou Moreno para substituir Nannini. Finalmente o Brasileiro finalmente teria uma real chance de mostrar seu valor na formula 1.

David Brabham com a Sua Brabham-Judd abandonaria na 3ªVolta e Mauricio Gugelmin com sua frágil leyton House-Judd abandonar na volta 6, com problemas de Motor. a Classificação após 7 Voltas: Mansell (12.45.162), Piquet (a 2.218), Moreno (a 3.389), Boutsen (a 5.311), Patrese (a 6.488), Suzuki (a 12.333)

Uv5eevpw

Mesmo com o melhor carro que os Benetton e com pneus mais macios Mansell não conseguia abrir o tempo esperado pra cima das Benetton. Ivan Capelli iria para os Boxes, com problemas na outra Leyton House.

Quem fazia uma Grande corrida até aquele momento era Roberto Pupo Moreno que conseguia acompanhar o ritmo de Nelson Piquet, apesar da pouca experiência em corridas de Formula 1, já que ele só disputou 7 corridas, por que em várias ocasiões ele andava em times que não tinham condições de se classificar.

Outro que fazia uma grande corrida era Aguri Suzuki que já começava a tirar vantagem em cima dos carros da Williams, tanto de Patrese, tanto de Boutsen.

Andrea de Cesaris na volta 14 Rodava na 1ªcurva da pista e abandonava a corrida, era o 4º a abandonar naquele ponto da pista: Os outros três foram Senna, Prost e Berger. Nigel Mansell fazia volta mais rápida, 1:46.399, Classificação após 17 Voltas completadas: Mansell (30.34.172), Piquet (a 4.803), Moreno (a 6.943), Boutsen (a 11.409), Patrese (a 13.000) e Suzuki (a 15.743). Depois vinham Warwick, Herbert, Nakajima e Bernard completando os 10 primeiros colocados.

Outro que deixava a corrida era Gianni Morbidelli com a Minardi que também substituía Paolo Barilla que mostrou um trabalho bastante incompetente no time de Faenza, Morbidelli era o quinto piloto a ir pra caixa de brita da primeira curva, que se mostrava bastante problemática.

Boutsen foi o primeiro dos pilotos de ponta a fazer sua troca, mas Acabaram demorando na troca, um dos pneus deu problema e Boutsen perdeu muito tempo, a parada foi de 13.10, Boutsen estava com os Pneus tipo Bos mesmo das Benetton e de Patrese e isso poderia levar a tática da Benetton ao espaço.

Aos poucos os outros pilotos também foram para as paradas. Warwick foi na mesma volta que Boutsen aos boxes. e Logo Faria a melhor volta da corrida na volta 23 com o tempo de 1:46.042. isso devido a ter trocado os pneus, já que não era pelo motor Lamborghini e nem pelo carro da Lotus 102 que fizeram ele dar essa magnífica volta.

Mansell começava a apertar o ritmo de vez. A diferença dele para Piquet já estava em 8 segundos, Outro que fazia sua troca era Johnny Herbert que estava na 5ªposição na volta 24. Aguri Suzuki foi para os boxes também, e com uma boa troca da Larrousse Suzuki volta a corrida na frente de Boutsen em 5ºlugar. Nakajima também parou nos boxes e a Tyrrell fez uma inspirada troca nos boxes de 6.44 segundos.

Suyrbtqs

Nigel Mansell finalmente na volta 27 foi para os Boxes, e a Ferrari simplesmente fez uma excelente troca de pneus, 5.83, Mas essa Troca nos boxes de nada adiantaria, Mansell saiu lento dos boxes com a transmissão quebrada fazendo o leão deixar a prova em uma corrida aonde ele seria um principal candidato a vitória abandonaria a corrida.

Com tudo isso Nelson Piquet era o líder da corrida com Roberto Pupo Moreno em 2º, Aguri Suzuki Fazia a melhor volta da corrida: 1:45.564, na 27ªvolta. Enquanto isso Eric Bernard por pouco não provocava um acidente, ele tinha já problemas no seu motor.

Classificação após 27 Voltas: Piquet(48:29.022), Moreno (a 3.650), Patrese (a 10.687), Suzuki (a 34.925), Boutsen (a 38.005), Warwick (a 49.540). E Suzuki fazia outra vez a melhor volta da corrida: 1:44.976 na volta 28.

2tq4okid o

fazendo uma corrida monumental o Japonês Suzuki. Só na volta 30 os primeiros colocados começaram a pegar Retardatários, com a pista de Suzuka sendo grande e também pelo fato de muitos carros terem abandonado a corrida, com 13 carros na pista que se transformariam em 12 com o Abandono de Alboreto com a Arrows-Ford com problemas de motor.

Piquet demorou 2 voltas para passar Caffi que estava com os pneus trocados e Piquet precisava tomar cuidado, pois ele estava com os pneus usados desde do começo da corrida. Johnny Herbert que estava lutando pela zona de pontuação abandonaria com problemas de motor da Lotus-Lamborghini.

Nakajima em 7º estava na luta para passar Derek Warwick para entrar na zona de pontuação, essa briga valia a 6ªposição. e em uma belíssima ultrapassagem por Fora Satoru Nakajima ganha essa posição para deixar os japoneses mais felizes ainda. Com um piloto em 4º, outro em 6º e Ayrton Senna campeão do mundo pela segunda vez com os motores japoneses da Honda. E ficaria melhor já que o Italiano Ricardo Patrese foi para os boxes fazer troca de pneus. Com isso Suzuki assumia a 3ªposição.

3shtscbp

Patrese ficou ainda com o 4ºlugar e Boutsen em 5º. Apenas 11 carros na corrida. Warwick era o 7º, Larini em 8º, Martini em 9º, Caffi em 10º e Alliot em 11º. Piquet tinha 7 segundos na Frente de Moreno. Ambos estavam já administrando sua corrida já que Ambos tinham boa vantagem para Suzuki, Também eles teriam que levar com calma mas voltas finais já que os pneus deles estavam no fim praticamente.

Derek Warwick que vinha em 7º abandonava a corrida com problemas no Câmbio da sua Lotus, o time inglês deixava a corrida. Na Volta 40 Ricardo Patrese na tentativa de passar Suzuki e retornar ao Pódio fez 1:44.233, essa volta ficaria sendo a melhor volta da corrida.

Classificação após 40 Voltas trazia: Piquet, Moreno, Suzuki, Patrese, Boutsen, Nakajima, Larini, Martini, Caffi e Alliot, os dez pilotos que ainda continuavam na corrida. Mas todos eles já muito afastados uns dos outros, sem nenhuma briga pela frente, somente tentativas de Suzuki de se aproximar de Moreno, Mas era difícil. Os carros rendiam igual com uma mínima superioridade dos carros da Larrousse, Pelo fato de Suzuki ter pneus mais novos do que as Benetton que estavam administrando os pneus e a corrida.

Vxlsufoi

Nas Últimas voltas, as posições de todos na corrida já estavam bastante asseguradas, Ainda que Suzuki tentava alcançar Moreno, Mas estava longe a 13 segundos atrás do piloto Brasileiro, com tudo isso Suzuki não tinha nada mais a fazer. 10 carros que estavam chegando ao final eram só cruzar a linha de chegada.

No final de tudo, tudo era festa aos japoneses, Senna era Bicampeão mundial, Piquet voltava ao topo do pódio depois de 3 anos, Moreno conseguia seu ápice na Formula 1 com o segundo lugar e Aguri Suzuki levava o Japão para o pódio pela primeira vez em sua história na formula 1.

Uyf8c6oj

Para Senna além do titulo, ele conseguiu dar o troco no que aconteceu na mesma pista em 89, não se travava de trapaça ou de mandraquice, Senna só queria dar o troco de 89, Apenas o troco.

K7wn3eii

Resultado Final do GP do Japão de 1990

Fotos:

 

View post on imgur.com

Vídeo:

1ºDia de Treinamentos: TVNowShowSports

2ºDia de Treinamentos: MSChannel MS

Corrida: ThePizZaGeRmAnY

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic
Texto: Deivison da Conceição da Silva

F1 Formula 1 Formula 1 - 1989 Fotos História

Corridas Históricas: GP do Japão de 1989

Published by:

Xkhczmdg

Grid de largada:

1 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’38.041
2 Alain Prost (McLaren/Honda) 1’39.771
3 Gerhard Berger (Ferrari) 1’40.187
4 Nigel Mansell (Ferrari) 1’40.406
5 Riccardo Patrese (Williams/Renault) 1’40.936
6 Alessandro Nannini (Benetton/Ford) 1’41.103
7 Thierry Boutsen (Williams/Renault) 1’41.324
8 Philippe Alliot (Lola/Lamborghini) 1’41.336
9 Stefano Modena (Brabham/Judd) 1’41.458
10 Nicola Larini (Osella/Ford) 1’41.519
11 Nelson Piquet (Lotus/Judd) 1’41.802
12 Satoru Nakajima (Lotus/Judd) 1’41.988
13 Martin Brundle (Brabham/Judd) 1’42.182
14 Luis Perez-Sala (Minardi/Ford) 1’42.283
15 Alex Caffi (Dallara/Ford) 1’42.488
16 Andrea de Cesaris (Dallara/Ford) 1’42.581
17 Ivan Capelli (March/Judd) 1’42.672
18 Jean Alesi (Tyrrell/Ford) 1’42.709
19 Paolo Barilla (Minardi/Ford) 1’42.780
20 Mauricio Gugelmin (March/Judd) 1’42.880
21 Bernd Schneider (Zakspeed/Yamaha) 1’42.892
22 Emanuele Pirro (Benetton/Ford) 1’43.063
23 Olivier Grouillard (Ligier/Ford) 1’43.379
24 Eddie Cheever (Arrows/Ford) 1’43.511
25 Derek Warwick (Arrows/Ford) 1’43.599
26 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’43.757

Não Largaram:

René Arnoux (Ligier/Ford) 1’44.030
Michele Alboreto (Lola/Lamborghini) 1’44.063
Pierre-Henri Raphanel (Rial/Ford) 1’47.160
Bertrand Gachot (Rial/Ford) 1’47.295
Piercarlo Ghinzani (Osella/Ford) 1’44.313
Roberto Moreno (Coloni/Ford) 1’44.498
Stefan Johansson (Onyx/Ford) 1’44.582
Aguri Suzuki (Zakspeed/Yamaha) 1’44.780
Oscar Larrauri (Euro Brun/Judd) 1’45.446
J J Lehto (Onyx/Ford) 1’45.787
Gabriele Tarquini (AGS/Ford) 1’46.705
Yannick Dalmas (AGS/Ford) 1’48.306
Enrico Bertaggia (Coloni/Ford)

Em Decisão absurda Senna é Desclassificado, Prost é o Campeão de 1989 e Nannini conquista sua 1ªvitória na Formula 1

Suzuka, Japão. Mais uma vez a decisão do campeonato iria para lá e mais uma vez entre Senna e Prost dessa vez com a vantagem para Alain Prost que tinha 76 pontos, Mas já estava limitado pelos descartes e Ayrton Senna com 60 pontos que só poderia ser o campeão se conseguisse vencer as 2 últimas etapas do ano.

O Script do filme estava armado. Com os melhores carros a Mclaren dominou os treinos com Senna largando na pole position e Prost em 2º depois vindo as Ferrari de Berger e Mansell que tomaram 2 segundos das Mclaren na Classificação.

Bgcgg5lx

As Atenções estavam voltadas aos dois pilotos da Mclaren que acabaram por se desentender durante a temporada de 1989. Tanto que Alain Prost iria deixar a Mclaren e correr na Ferrari para 1990. Ambos estavam concentrados para largarem bem, mas na largada Prost pulou mais rápido que Senna e assumiu a ponta da corrida enquanto Senna se manteve na frente de Berger e assumia o 2ºlugar. Quem largou bem foi Alessandro Nannini que pulou de 6º para a 4º já quem perdeu posições foi Mansell que caiu de 4º para 6ºlugar. A Corrida acabou para as duas Minardi na primeira volta Paolo Barilla nem largou e Luis Perez-Sala se acidentou e abandonou a corrida.

Prost logo de inicio impõe ritmo fortíssimo tentando fazer Senna cair em sua armadilha, Senna já ciente disso não adotou essa estratégia de perseguir Prost no começo da corrida.

A Classificação após a primeira volta era: Prost (1:49.369), Senna (a 1.401), Berger (a 2.793), Nannini (a 3.834), Patrese (a 4.917) e Mansell (a 5.393). Na Segunda volta Bernd Schneider com a Zakspeed-Yamaha acabou fora da corrida com problemas de Câmbio (Seria a última vez que a Zakspeed participaria de um Grande Prêmio).

Prost estava impondo um ritmo de corrida fortíssimo fora da principal característica do Francês que era o rei da estratégia. O piloto que mais poupa o carro, Já Senna Andava no ritmo normal. Mansell passou Patrese antes de acabar a 2ªvolta da corrida e assumia o 5ºlugar e agora Mansell partiria pra cima de Nannini na briga pelo 4ºlugar.

Genhcyhu

Prost continuava seu ritmo fortíssimo, Mas Senna não se preocupava em ter o mesmo ritmo de Prost no começo da corrida, procurando poupar o seu carro e atacar na hora certa. Classificação após 5 voltas: Prost (8:55.296), Senna (a 3.815), Berger (a 6.219), Nannini (a 9.635), Mansell (a 12.831) e Patrese (16.242).

Senna já abria 2 segundos na frente de Berger sem ter problemas de se poupar no começo ao contraio de Prost que continuava seu ritmo forte. Lá atrás Nakajima tentava recuperar terreno após ter tido uma largada ruim. Prost fazia a melhor volta da corrida na volta 7 com 1:45.827 – Média de 199.310 km/h (123.845 Mph) Prost tinha 4.5 segundo na frente de Senna, Mas já começava a sentir o maior desgaste de pneus e logo Senna começaria a andar melhor do que Prost.

Na Volta 9 a Classificação era : Prost, Senna, Berger, Nannini, Mansell, Patrese, Boutsen, Alliot, Modena e Piquet.

Na Volta 9 Senna é finalmente mais rápido que Alain Prost. Era a partir daí que Senna começava a sua luta pela vitória. Alesi e Pirro acabaram por se enroscar no grampo e Nakajima ganhou as posições dos dois.

Na Volta 11 Prost e Senna fizeram 1:45.7 mas foi Prost que fez a volta mais rápida com 1:45.722 – Média: 199.508 km/h (123.968 Mph) a Vantagem de Prost era de 5 segundos sobre Senna, Berger estava longe já de Senna. Na volta 12 Senna fazia a melhor volta da corrida 1:45.359 passando dos 200 km de média horária (200.195 km/h).

Senna tentava se aproximar de Prost mas só conseguia tirar 1 décimo por volta. Mas Prost na volta 14 respondia fazendo a melhor volta da corrida 1:45.200 – Média de 200.498 Km/h (124.583 Mph) com isso a diferença deles era de 5 segundos, Berger estava a 12 segundos de Senna e consequentemente a 17 de Prost depois vinha Nannini e Mansell brigando pelo 4ºlugar. Na Volta 15 Senna deu o troco pra cima de Prost. 1:44.960 (200.956 km/h).

Logo Começaria a rodada de paradas para os boxes, Alliot passou reto depois da Degner. Senna na volta 17 tirava 6 décimos de Prost fazendo a diferença cair para 3.8 segundos. Na Volta 18 Mansell fazia sua troca de pneus.

Depois de 17 voltas completadas a classificação era: Prost (30:03.892), Senna (a 3.878), Berger (a 20.332), Nannini (a 24.766), Mansell (a 27.428) e Patrese (a 37.099)

As Mclaren começariam a ter tráfego de retardatários e Prost na volta 18 foi 7 décimos mais rápido do que Senna fazendo a vantagem voltar a casa dos 4 segundos. Prost começava a pegar os retardatários e eram logo três: Alesi, Chevver e Grouillard, E Prost acabou se complicou na ultrapassagem e com isso Senna diminuiu a diferença de 4.6 para 3.1 ao termino da volta 19. Senna também não deu sorte para passar os retardatários. Com isso na volta 20 Senna estava 4.3 segundos atrás de Prost. Na 20ªVolta Alessandro Nannini faz sua parada nos boxes.

Na volta 21 Alain Prost iria para os boxes para fazer a sua primeira troca, Um pit muito rápido que durou 7 segundos e 86 Centésimos. Senna assumia a liderança que era até esperado sendo que Senna não gastou tanto os pneus do que Prost que continuava a passar os retardatários como as duas Dallaras de Caffi e De Cesaris.

Boutsen e Alliot na volta 23 pararam para tocar os seus pneus, ao Final da volta 23 Senna foi para os boxes trocar seus pneus a Mclaren não trabalhou tão bem assim, o tempo foi 9.89 segundos perderam 2 segundos e 3 centésimos. A Classificação da corrida era após 24 voltas: Prost (42:47.274), Senna (4.673) , Berger (24.705), Nannini (28.542) , Mansell (29.617) e Patrese (32.490) . Piquet era o 7ºlugar e ainda não fez a sua primeira parada nos boxes.

Lzi8jvdq

Jonathan Palmer com a Tyrrell e Nicola Larini com a Osella abandonaram a corrida com 20 e 21 voltas respectivamente. (Palmer por problemas na Bomba de combustível e Larini com problemas nos freios)

Senna começava a se aproximar de Prost, sentindo que a hora de atacar Prost era agora. Patrese Trocou os pneus e com isso Nelson Piquet estava em 6ºlugar. Já estávamos na metade da corrida. A volta 25 de Ayrton Senna era a melhor volta da corrida com 1:43.904(202.998 km/h) chegando a 126 mph.

Prost e Senna negociam ultrapassagens sobre os retardatários. Senna fazia a volta mais rápida de novo com 1:43.496 (203.799 km/h) e Diminuía a distância para 3 segundos atrás de Alain Prost e acabou se livrando mais rápido de Warwick e Gugelmin que estavam tomando uma volta de Prost e Senna. Era a primeira vez que Senna começava a se aproximar de vez de Prost para a batalha.

Já Brundle não facilitou para nenhum dos dois (nem Prost, nem Senna tiveram facilidades para passar o Inglês) Na volta 29 Senna virava 2 décimos mais rápido que Prost e continuava a cair a diferença de Prost para Senna. Capelli com a sua March acabou sendo o 6ºpiloto a deixar a corrida com problemas de Suspensão. Na 30 voltas Modena foi o retardatário para ser passado, Ddessa vez nenhum dos dois teve problema e Senna virava 7 décimos mais rápido que Prost e a diferença caia para 2 segundos. Alesi era o retardatário na volta 31, Dessa vez Alesi atrapalha Senna, Mas assim mesmo Senna foi mais rápido que Prost e a diferença dele estava em 1.7 segundos.

Qxolcnaf

Motor de Grouillard na volta 31 pediu Água (quebrou) e abandonou a corrida. Piquet finalmente faz sua troca de pneus, foi o último dos pilotos a parar nos boxes para uma primeira troca. Classificação após 31 voltas: Prost (55:00.179), Senna (a 1.758), Berger (a 28.641), Nannini (a 36.006), Mansell (a 41.877) e Patrese (a 1:07.293).

Prost na volta 32 Consegue ser mais rápido nos centésimos do que Senna. Na Volta 33 Senna comete um erro e acabou e perdeu meio segundo e com isso a vantagem subiu para 2.2 segundos. Nelson Piquet na volta 34 começava a ser alvo de Prost e Senna para ser ultrapassado para levar uma volta dos dois pilotos da Mclaren.

Piquet abriu para Prost passar, Mas Senna teve dificuldade e com isso perdeu tempo e a diferença voltou a estar a casa dos 3 segundos a favor de Prost. Berger com problemas de câmbio abandonou a corrida e com isso Nannini assumiu o 3ºlugar da corrida com Mansell em 4º e Patrese e Boutsen em 5º e 6ºlugar. E Pirro e De Cesaris acabaram se chocando no hairpin e tudo foi culpa do Pirro que se chocou com De Cesaris que defendia sua posição de forma correta.

Senna tentava buscar de novo Prost e precisava ser rápido, O tempo estava acabando ou melhor as voltas estavam acabando (faltavam 16 voltas para o final), para Senna era agora ou nunca, para Prost era só se manter na frente que o Título era dele. Classificação após 36 Voltas: Prost (1:03.40.057), Senna (a 3.337), Nannini (a 46.947), Mansell (a 51.025), Patrese (a 1:17.159) e Boutsen (a 1:23.574).

Na Volta 37 Senna faz a volta mais rápida com 1:43.300 – Média de 204.185 km/h (126.875 Mph), Alliot quebra o motor Lamborghini na volta 36 e deixa a corrida após boa corrida. Jean Alesi também deixa a corrida com problemas de Câmbio. E a briga entre Prost e Senna. Nannini em Terceiro lugar estava a mais de 30 segundos atrás de Senna, mas com o Terceiro lugar administrável. 1:43.025 Senna faz a melhor volta da corrida na volta 38 e baixa a diferença para 2 segundos.

Na Volta 39 Senna baixa a diferença para 1.7 segundos. Enquanto isso Mansell fuma na Pista e com isso Mansell deveria abandonar a corrida, Mas o leão continuava na corrida achando que ainda dava para prosseguir.

No final da volta 40 Prost perde muito tempo atrás da Arrows e acaba Senna se aproximando definitivamente pra cima de Alain Prost e ambos iriam travar a batalha final em Suzuka. O Francês para matar o campeonato a favor dele enquanto Senna tenta levar o título para Adelaide. Nakajima na volta 39 deixou a corrida. (Seu motor Judd não aguentou o tranco da corrida) Mansell depois de muitas voltas fumando acabou parando com problemas com Problemas de Motor o V12 da Ferrari também não aguentou até o final, nisso Nannini se firmava em 3ºlugar que era o máximo que ele poderia conseguir com Prost e Senna na pista.

Yl8gi3mr

Senna buscava a Ultrapassagem, Mas Prost acabava Saindo mais forte na aceleração do que Senna. Nisso dava pra ver que Na reta não iria acontecer a ultrapassagem e que teria que ser numa curva e foi justamente na volta 45 em que Senna subindo a grande reta foi com ação em cima de Prost e quando Senna buscou a ultrapassagem pra cima de Prost na chicane o francês Alain Marie Pascal Prost Teve seu momento mais negro da sua carreira na Formula 1. O francês jogou o carro pra cima de Ayrton Senna, os dois batem, e ficam parados.

Z6ysjybe

Com isso o título era de Prost que estava satisfeito e deixava o carro por aí abandonando a corrida. Já Senna queria voltar e pediu para ser empurrado, com a ajuda necessária dos fiscais de pista acabou voltando ele foi conduzido para fora da Chicane e voltou a corrida com a Asa dianteira quebrada.

5pjuvhhf

Senna ele precisava ir aos boxes para trocar a Asa, mas sem ir rápido Senna acaba quebrando o bico e na Curva Degner passa reto. consegue voltar a pista e vai para os boxes. Nannini que tinha um terceiro lugar garantido e satisfeito por subir ao pódio acabou vendo a chance de vencer pela primeira vez na Formula 1. Nannini Passa depois de Senna ter de ir aos boxes tocar o bico dianteiro. Senna volta longe de Nannini e com 5 voltas para o final.

Nannini tinha uma boa distância sobre Senna e parecia que mesmo com Prost fora o Título ficaria com o Francês, Mas o problema de Prost e de Nannini era que tinha ainda Ayrton Senna na corrida.

Senna foi nas ultimas 5 voltas alucinado em cima de Nannini e mesmo com a suspensão danificada Senna tirava diferença sobre Nannini, na volta 49 a diferença era de 4.6 segundos e na volta 50 Senna se aproximava do jovem Italiano de uma forma impressionante, enquanto isso os comissários e os fiscais e homens da FIA estavam na Torre para avaliar se tinha ou não punição para Senna.

A 3 Voltas para o final da corrida Nannini na frente com Senna na sua cola, Nannini lutava pela primeira vitória na carreira e Senna lutava para vencer a corrida e levar o título para a Austrália. E a menos de 2 voltas para o final Senna passa Nannini na chicane, dessa vez sem incidente restando 2 voltas para o final Senna tinha passado Nannini de forma dramática e emocionante. E Nessas horas é que só mesmo Senna para conseguir isso.

Fplxcoit

Na pista Senna completou as duas últimas voltas na liderança e acabou cruzando na frente, numa das corridas mais emocionantes da história da Formula 1, Senna fez uma das maiores corridas em que um piloto poderia fazer na história de 39 anos de Formula 1 (67 nos dias de Hoje).

Com isso Senna levava a Disputa do título para a Austrália, Mas minutos depois os comissários de prova desclassificam Senna e deram a vitória a Alessandro Nannini. Com isso Prost conquistava o Tricampeonato. Balestre depois de um tempo ele confessava que acabou mandando punir Senna para dar o título para Prost.

Senna e a Mclaren criticaram de forma muito forte a Balestre. Com isso Balestre chegou a dar uma punição de 6 meses sem correr e de 100 mil dólares. E ainda ameaçou Tirar a Mclaren da Formula e de cassar a Superlicença de Senna caso Ron Dennis e Senna não se retratassem das palavras que eles falaram ao presidente da FISA (FIA).

O Caso é que Prost em seu momento mais sujo de sua carreira fantástica chegava ao seu tricampeonato e levava o número 1 para a Ferrari. Mas essa manobra teria uma consequência no ano seguinte. Senna não esqueceria jamais essa derrota política e iria querer a vingança. Nannini comemorava a sua primeira vitória da Carreira (Que acabaria sendo a única da carreira) Junto de Patrese e de Boutsen. Piquet que fez grande corrida com a Carroça da lotus-Judd em 4º, Brundle em 5º e Warwick em 6º Completaram a zona de pontuação.

Resultado final do GP do Japão de 1989

Fotos:

Vídeo da corrida: Motor Sports

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

F1 Formula 1 Formula 1 - 1993 Fotos História

GP da Europa de 1993

Published by:

Grid de Largada

1 Alain Prost (Williams/Renault) 1’10.458
2 Damon Hill (Williams/Renault) 1’10.762
3 Michael Schumacher (Benetton/Ford) 1’12.008
4 Ayrton Senna (McLaren/Ford) 1’12.107
5 Karl Wendlinger (Sauber) 1’12.738
6 Michael Andretti (McLaren/Ford) 1’12.739
7 J J Lehto (Sauber) 1’12.763
8 Gerhard Berger (Ferrari) 1’12.862
9 Jean Alesi (Ferrari) 1’12.980
10 Riccardo Patrese (Benetton/Ford) 1’12.982
11 Johnny Herbert (Lotus/Ford) 1’13.328
12 Rubens Barrichello (Jordan/Hart) 1’13.514
13 Alessandro Zanardi (Lotus/Ford) 1’13.560
14 Derek Warwick (Footwork/Mugen-Honda) 1’13.664
15 Philippe Alliot (Larrousse/Lamborghini) 1’13.665
16 Christian Fittipaldi (Minardi/Ford) 1’13.666
17 Erik Comas (Larrousse/Lamborghini) 1’13.970
18 Ukyo Katayama (Tyrrell/Yamaha) 1’14.121
19 Thierry Boutsen (Jordan/Hart) 1’14.246
20 Fabrizio Barbazza (Minardi/Ford) 1’14.274
21 Mark Blundell (Ligier/Renault) 1’14.301
22 Martin Brundle (Ligier/Renault) 1’14.306
23 Aguri Suzuki (Footwork/Mugen-Honda) 1’14.927
24 Michele Alboreto (Lola/Ferrari) 1’15.322
25 Andrea de Cesaris (Tyrrell/Yamaha) 1’15.417

Não Largou:

Luca Badoer (Lola/Ferrari) 1’15.641

Senna em Volta mágica vence em Donington em mais um dia de consagração do Mito

Dizem que você não se ganha uma corrida na primeira volta, mas nesse caso a vitória foi conquistada e construida na primeira volta, Senna que largava em Quarto lugar na largada é atacado pelo Michael Schumacher , enquanto isso Karl Wendlinger com sua Sauber-Ilmor assumia o 3ºlugar se aproveitando da preocupação de Schumacher em tentar atacar ele, Prost manteria a ponta com Hill em segundo. Na terceira Curva Senna passa Wendlinger, Na quinta pra sexta curva Senna passa por Hill e iria a caça de Prost, enquanto isso Andretti e Wendlinger se estranharam e foram para a abrita, abandonarem a corrida, na parte final da Pista Senna já assumia a ponta, com Prost em 2º, Hill em 3º e Rubens Barrichello que largou em 12º Já estava em 4º.

Senna já abria uma enormidade em cima das Williams. Classificação após 2 Voltas: Senna 3:03.725, Prost a 4.246, Hill a 5.241, Barrichello a 7.373, Alesi a 8.972 e Schumacher a 9.560. Senna com sua incrível Habilidade na Chuva estava já se impondo em 1º. Antes de Fechar a Segunda Volta Alboreto rodava na Reta dos boxes. Outro que merecia destaque era o Italiano Fabrizio Barbazza que estava em 10ºlugar até aquele momento da corrida, Até aquele presente momento tudo estava favorecendo Ayrton Senna, ele estava em primeiro do jeito que ele queria, Chovendo e o seu mais próximo seguidor era Alain Prost que era o inverso ao Senna na Chuva, ele não queria saber de Chuva e estava 6.422 atrás do Brasileiro, Brundle iria para os boxes, muito cedo para uma parada, já deveria esta com problemas.

Nas primeiras voltas Senna já encontrava retardatários como Katayama e Alboreto. Classificação após 7 voltas: Senna (10.27.491) Prost (a 5.340) Hill (a 7.546) Barrichello (a 14.315), Alesi (a 15.456), Schumacher (a 16.242), Berger (a 18.925), Herbert (a 25.568), Patrese (a 27.898), Barbazza (a 33.373), Alliot (a 42.768) e Zanardi (43.050) Brundle deixava a corrida na volta 7 por causa de uma rodada e ficou em uma posição perigosa.

Barrichello vinha em um ótimo 4ºlugar, atrás dele vinham perto Alesi de Ferrari e Schumacher de Benetton que tinham carros melhores do que a Jordan de 1993.

Ayrton Senna fazia a melhor volta da corrida, 1:27.843 uma média de 164,87 Km/h (102,45 Mph), Enquanto isso Johnny Herbert fazia a primeira parada nos boxes na volta 12.

Alain Prost na volta seguinte respondeu com 1:27.438 tomou a melhor volta da corrida de Ayrton Senna. 165,64 Km/h (102,92 Mph) E andando perto de Prost estava seu companheiro de equipe Damon Hill em 3ºlugar, Senna ultrapassava mais dois retardatários uma Footwork e uma Larrousse e tinha pela frente a Lotus de Zanardi tanto é que Prost diminuía a distância que tinha atrás de Senna; a Diferença era de 3.5 Segundos, Mas agora era os carros da Williams que pegariam os retardatários e Hill perto de Prost estava sim procurando passar o Francês, em meio a essa Briga Senna vinha abrindo dos dois e em duas voltas a distância dobrou de 3,5 para 6,8 segundos. Berger fazia sua troca de pneus, uma parada por sinal muito ruim mesmo, mais de 20 segundos parado para a troca de pneus e para completar motor dele morreu.

Prost fazia a melhor volta da corrida 1:26.912 – 166,64 Km/h (103.54 Mph) Classificação após 15 Voltas: Senna, Prost, Hill, Barrichello, Alesi, Schumacher são os 6 primeiros colocados.

A pista começava a ter trilho e com o tempo seco era tendência das Williams andarem bem mais do que a Mclaren com o motor Ford HB5 – Geração 7 contra os Renault RS V10 e os Ford HB5 – Geração 8, Alesi fez sua troca de pneus e Alboreto na volta 18 já tinha tomado 2 voltas de Ayrton Senna, Hill foi para a sua primeira parada, numa troca efetivamente rápida para o Piloto Britânico. Senna na volta 19 fez sua troca de pneus, o tempo foi bom sim 8.31 Segundos e permitiu que ele voltasse em 2ºlugar na corrida, Prost assumia a ponta da corrida, Mas ele teria que parar, a pista já estava com trilho seco e seus pneus já estavam desgastados demais sendo pneus de chuva.

Na volta 20 Prost foi para os boxes e fez sua 1ªparada para troca de pneus, e a Williams trabalhou muito bem com uma troca de 7.32 segundos mas não foi o bastante para voltar na frente de Ayrton Senna enquanto isso Damon Hill com 1:23.985 fazia a melhor volta da corrida (172.44 Km/h – 107.15 Mph). Agora com pneus de pista seca se esperava melhor ritmo de corrida dos pilotos da Williams. Berger abandonava a corrida com problemas de Suspensão. E na Volta seguinte Blundell também deixava a corrida com uma rodada, igual ao seu companheiro de Equipe Brundle que com o mesmo carro teve o mesmo destino voltas antes. Classificação após 20 voltas: Senna (29:45.973) Prost (5.140), Hill (6.910), Alesi (16.445), Barrichello (19.376) e Schumacher (20.495). Abandonaram a corrida até agora em 20 voltas: Wendlinger, Andretti, Brundle, Katayama, Lehto, Berger e Blundell.

Senna continuava líder da corrida e Prost iria aos boxes pela segunda vez, começava a chover de novo, enquanto isso Schumacher roda e fica na brita, com isso ele deixa a corrida, na volta 23 a classificação era Senna, Hill, Alesi, Barrichello, Prost e Herbert. Senna tinha 12.520 na frente de Damon Hill, começava a chover de novo, Hill foi aos boxes fazer a segunda parada para colocar os pneus de chuva, demorou 8 segundos para fazer a parada, Senna continuava em primeiro e com os pneus de pista seca na pista já parcialmente molhada de novo e com 20.317 na frente de Jean Alesi, enquanto isso Rubens Barrichello sofria pressão de Alain Prost, na briga pela 3ªposição, mas se aproveitando da ruim reputação de Prost na chuva Barrichello mesmo com um carro infinitamente inferior ao Francês ficava na frente. Mostrando que surgia mais um jovem talento Brasileiro na Formula 1.

Senna na volta 27 vai para a sua segunda parada, para colocar pneus de pista molhada, mais uma vez a Mclaren trabalhou rápido fazendo a parada em 6.42 segundos. De Cesaris e Alliot acabaram se envolvendo em uma rodada, por culpa do De Cesaris que rodou (não bateu, quem diria) mas voltou a corrida, já Philippe Alliot não, o número 19 não voltou para o campo de batalha.

Alesi faz sua segunda parada e mais uma vez a Ferrari trabalhou mal, 14 segundos para fazer essa troca. Senna tinha 14.734 de vantagem na Frente de Alain Prost que mesmo com o melhor carro não conseguia se aproximar de Senna. Hill era o Terceiro, mas muito longe de Prost e Rubens Barrichello estava em 4ºlugar e pressionando a Hill. Suzuki é outro a passear pela brita.

Classificação após 31 Voltas: Senna (45:56.176) Prost (11.522) Hill (27.156) Barrichello (28.716) Alesi (40.792) Herbert (1:00.930) Barbazza (1 Volta) Patrese (1 Volta) Fittipaldi (1 Volta) Warwick (1 Volta) Boutsen (1 Volta) Zanardi (1 Volta).

Mas na volta seguinte Barrichello passou Hill e assumia a 3ªposição, numa corrida magistral e a Williams se armou de novo aos boxes e de novo com Prost que fazia sua terceira parada em 7.12 segundos. na volta 33 para 34 Senna foi para os boxes para a 3ªtroca de pneus Mas dessa vez a Mclaren erra e Senna perde muito tempo na sua parada que durou quase 20 segundos e voltou atrás de Alain Prost, Também Hill fazia sua troca de pneus.

Prost estava a 6.834 segundos na Frente de Senna e finalmente depois de 34 voltas ele assumia a liderança da corrida. Alesi também perde tempo nos boxes na sua 3ºparada para troca de pneus e Senna e faz a melhor volta da corrida 1:22.545 (175.45 Km/h – 109.02 Mph) e depois 1:21.272 (178.28 Km/h – 110.,73 Mph) e de forma avassaladora Senna chegava em cima de Prost, Hill chegava em Barrichello para brigar pelo terceiro lugar na corrida. E Prost foi para os boxes fazer a 4ªtroca de pneus, Senna retornava a ponta da corrida isso na volta 39, Alesi deixava a corrida na volta 37 com problemas de Câmbio

Classificação após 39 voltas: Senna, Prost, Hill, Barrichello, Herbert e Patrese, os seis primeiros colocados. Senna tinha quase 16 segundos na Frente de Prost. Hill foi para os boxes na volta 42 com isso Barrichello passou para o Terceiro lugar, uma coisa que a Jordan nunca conseguiu em 1992 e em 1991 conseguiu em algumas corridas ainda por cima com o Motor Hart, era sem dúvida a primeira grande corrida de Barrichello na Formula 1. Senna continuava aumentando a distância em cima de Alain Prost que se via perdido na corrida, sem ter condições de passar Senna e estando no pior tipo de pista possível para o Francês.

Classificação após 45 Voltas: Senna (1:06:10.150) Prost (21.471), Barrichello (58.310) Hill (1:06.317), Herbert (1 Volta) Patrese (1 Volta).

Na volta 48 ai vem toda a lambança de Prost na Corrida, ele iria para mais uma parada, a 5ªparada na corrida seu motor morreu quando ele iria sair e perdeu muito tempo mais muito tempo mesmo e voltou em 4ºlugar, Passou Hill e depois 4 voltas depois ele fazia a 6ªparada nos boxes, ficava em 4ºlugar, Barrichello no momento era o segundo colocado na corrida, com uma Jordan que não passava perto de ser era competitivo. Já Hill iria para a tropa de pneus pela 4ªVez. Patrese sofria para ficar na Frente da Minardi de Fabrizio Barbazza, um patético desempenho do Italiano.

Senna estava a 1 minuto e 18 segundos na frente de Rubens Barrichello. Senna tinha uma volta na Frente de Prost e de Hill. Alias Hill na volta 55 passava a Terceira posição na corrida, a corrida chegava ao seu Quatro final. Senna com o tempo de 1:20.413 (180.11 Km/h – 111.81 Mph) fez a volta mais rápida da corrida e Dava uma volta em cima de Rubens Barrichello que estava em segundo lugar. logo depois Barrichello faz mais uma parada nos boxes.

De Cesaris acabou tendo problemas de Câmbio e abandonou a corrida restando 21 voltas. Senna fez uma das suas genialidades, ele foi para os boxes, mas não para trocar pneus, ele simplismente passou pelos boxes e voltou a pista, com isso ele fez a melhor volta da corrida. 1’18”029 – 185.608 Km/h, incrível enquanto isso Hill e Prost ultrapassaram Barrichello e assumiram o 2º e 3ºcolocados. A Classificação após 60 Voltas era: Senna, Hill (1 Volta), Prost (1 Volta) , Barrichello (1 Volta), Herbert (1 Volta) e Warwick (2 Voltas).

Outro piloto que fazia uma grande corrida era Derek Warwick que vinha em 6ºlugar na Frente de Riccardo Patrese com o Benetton enquanto que o Inglês não tinha nada mais do que o Medíocre Footwork-Mugen Honda de 1993, Alias desempenho absolutamente medíocre de Riccardo Patrese que não demonstrava nem 10% da Habilidade do carro da Benetton, uma vergonha e além do mais estava sendo pressionado pelo Italiano Fabrizio Barbazza com a Minardi-Ford que convenhamos também fazia grande corrida, Thierry Boutsen teve problemas com o acelerador abandonou a corrida na volta 61.

Classificação na Volta 67: Senna, Hill, Prost, Barrichello, Herbert, Warwick.

Senna acabou fazendo uma 5ªparada nos boxes com 11.52 segundos, nem precisava de uma parada muito rápida na volta 66, pois sua vantagem era enorme. Derek Warwick que vinha numa grande corrida abandonava com problemas de Câmbio, com isso Patrese era o 6ºcolocado, mas só para se ver o desempenho sofrível do Italiano Fabrizio Barbazza passou ele e ficou na frente de Patrese por uma volta (volta 69) mas Patrese recuperou na volta seguinte com a Rodada de Barbazza.

Enquanto Senna se encaminhava para o Final da corrida, Rubens Barrichello que estava em 3ºlugar e próximo de conquistar um pódio consagrador em sua 3ªcorrida na Formula 1 foi traído pelo câmbio de seu carro e deixou a corrida, Prost agradecia por que com tudo que houve com ele ele ainda teria um lugar no pódio em 3ºlugar, mas isso alimentou as esperanças de Herbert de colocar a Lotus no pódio, mas acabou Alain Prost mantendo o seu pódio após uma atuação decepcionante.

Mais decepcionante ainda foi Riccardo Patrese que acabou em 5ºlugar numa corrida em que ele deu uma sorte imensa em ter as quebras de Barrichello e Warwick pois ele mereceu ficar de Fora dos pontos, Barbazza completou a zona de pontuação após uma atuação muito boa de sua Minardi fechando em 6ºlugar e só não terminou em 5ºlugar por que rodou na parte final de corrida, Apesar da Rodada nas últimas voltas Herbert repetiu o 4ºlugar do Brasil para a Lotus-Ford. Senna foi soberano na pista de Donington, O Dominio do Brasileiro foi tanto que Somente Damon Hill terminou com Senna as 76 voltas da corrida, mas a 1:23.199 de desvantagem em cima do Brasileiro, todos os outros que terminaram a corrida tinham volta atrás de Senna, Prost e Herbert com 1 volta, Patrese e Barbazza com 2 voltas, para se ter a ideia o último colocado Michele Alboreto ficou a 6 voltas do vencedor.

Resultado Final do GP da Europa de 1993

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif