Portal Sportszone » Blog Archives

Tag Archives: Dale Coyne Racing

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos IndyCar 2017

Indy Car – Round 10 em Road America: Dixon em genial corrida conquista primeira vitória do ano em cima da Penske Dominadora

Published by:

Grid de largada:

Pos Pilotos Equipe Chassi/Motor Tempo
1 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 1’41.3007
2 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 1’41.3611
3 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 1’41.6608
4 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 1’42.0385
5 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’42.9308
6 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 1’45.0464
7 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’42.7566
8 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 1’42.8614
9 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1’43.2105
10 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’43.3221
11 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1’43.7959
12 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 1’43.9786
13 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1’42.9039
14 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1’42.8875
15 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 1’43.0171
16 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’42.9077
17 Esteban Gutierrez Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1’43.1652
18 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1’42.9132
19 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1’43.8891
20 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 1’43.4111
21 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1’44.1579

Em uma das pistas mais tradicionais dos Estados Unidos é realizada a 10ªEtapa da Formula Indy no circuito de Elhkart Lake no Road America. em um grande campeonato. Nos treinos a Penske dominou totalmente.

Hélio Castroneves largou na pole position com Will Power em 2ºlugar. Na segunda Fila largam Josef Newgarden e Simon Pagenaud completando o domínio da Penske nos treinos. Scott Dixon largava em 5º com o carro da Chip Ganassi que tinha Max Chilton em 7º e Charlie Kimball em 10º bem colocados. Quem estava muito mal era Tony Kannan que iria larga na 16ªposição bem longe dos seus companheiros de equipe.

Helinho manteve a liderança na largada com Newgarden pulando para o segundo lugar. Power caiu para 3º Rahal pulou do 6º para o 4º. Dixon em 5º partiu para cima do piloto da Rahal Letterman conseguindo a ultrapassagem e subindo de posição, No final da primeira volta o Neozelandês foi para cima de Power por fora disputando já pelo terceiro lugar. Castroneves e Newgarden abriram uma vantagem para os demais. Na parte de Trás Hunter-Reay foi tocado por trás pelo Spencer Pigot.

Rahal que tinha largado muito bem chegando a ficar em 4ºlugar já tinha perdido posição para Dixon, Pagenaud e para Chilton que ganhou o 6ºlugar de Rahal. E logo depois Kimball também passou Rahal e assumiu o 7ºlugar. Definitivamente o norte-americano não tinha um bom começo em Elhkart Lake. Castroneves tinha uma vantagem segura para Newgarden que não conseguia atacar seu companheiro de equipe. Power conseguiu algum folego em 3ºlugar já que o australiano era atacado de todo o jeito pelo piloto da Ganassi.

Na 7ªVolta Alexander Rossi foi para a primeira parada mudando totalmente sua tática de paradas assim como Hildebrand da equipe Carpenter. Dixon tentou de novo por fora em cima de Power que se sustentou novamente a frente. Rahal e Aleshin fizeram a 1ªparada na volta 8.

Marco Andretti que vive um ano muito ruim acabou saindo da pista enquanto que Kannan e Daly foram para a parada na Volta 9. Castroneves abriu 2.2 segundos do Newgarden e liderava sem problemas. Na 12ªVolta Carlos Muñoz e Spencer Pigot pararam. Helio abriu 4 segundos de frente para Newgarden. Power, Dixon e Pagenaud completavam os 5 primeiros colocados.

Na 13ªVolta o líder Castroneves vai para a sua primeira parada juntos foram Power, Pagenaud e Chilton. Newgarden, Dixon e Kimball ficaram na pista e assumiram as 3 primeiras posições por uma volta. Na 14ªVolta eles três pararam nos boxes e Castroneves com os pneus mais duros voltou a liderança da prova com Newgarden em 2 a 1.2 segundos de diferença, Dixon vinha em terceiro a quase 5 segundos do líder, Alexander Rossi com uma tática diferente estava em 4ºlugar e Pagenaud vinha em 5º. Kimball, Kannan, Chilton completavam as 8 primeiras posições.

Rossi foi para os boxes pela segunda vez na 19ªvolta. Newgarden foi para cima do Helinho na 19ªVolta. Com a vantagem dos pneus mais macios o norte-americano foi para cima do Brasileiro e na entrada da 20ªVolta por fora Newgarden faz bela ultrapassagem e assume a liderança. Em pouco tempo ele abria diferença para 2 segundos de diferença. Rahal parou na 20ªVolta e Kannan fizeram na 21ªVolta.

Dixon logo chegou em Castroneves que teria que segurar esse momento de dificuldade na prova enquanto que Newgarden abria diferença mais e mais. A Penske tinha seus 4 pilotos nas 5 primeiras posições e o Neozelandês era o intruso da turma da Penske.

Dixon tentou passar Castroneves que se defendeu bem. Pigot parou pela 2ªVez na volta 25. Para quem quer fazer 3 paradas os pilotos teriam de fazer 14 voltas por jogo de pneus e combustível, Com 25 voltas e duas paradas seria difícil fazer 3 trocas. No final da 27ªVolta Castroneves, Power e Pagenaud pararam nos boxes e na volta seguinte parou Newgarden e Dixon. Exatamente nesse momento o Japonês Takuma Sato acabou rodando, Batendo de leve no muro e parando em ponto perigoso da pista que obrigou a acionar pela primeira vez a bandeira amarela em todo o circuito. Nisso os pilotos que foram para uma tática diferente acabaram fazendo uma parada nova para entrarem na tática dos líderes como o Rossi e o Kannan.

Takuma Sato voltou a corrida com uma volta de atraso e foi para os boxes para reparar o carro dele. Praticamente a corrida dele estava liquidada. A classificação estava assim: Newgarden, Dixon, Castroneves, Pagenaud, Kimball, Chilton e Power os 7 primeiros lugares.

Na 31ªVolta tivemos a relargada e Scott Dixon foi para cima de Newgarden e por fora conseguiu a ultrapassagem passando para a liderança em cima do domínio dos carros da Penske. Curvas depois no final da reta oposta Hélio Castroneves passou Newgarden e recuperou a 2ªposição. Mas atrás Hinchcliffe tentou passar Power, Mas foi tocado na suspensão e pareceu que essa suspensão tivesse quebrado, Mas o canadense teve danos e teve de ir para os boxes para reparar possíveis danos em seu carro.

Esteban Gutierrez perdia posições na corrida caindo para os últimos lugares. Como a Dale Coyne teve a coragem de colocar um piloto tão abaixo para substituir Sebastien Bourdais? (Por mim eu colocaria o Tristan Vautier até o final da temporada)
Dixon que deu um nó na Penske abria uma diferença de 2.7 segundos para Castroneves que vinha segurando o segundo lugar com 1.1 segundos a frente do Newgarden que vinha em terceiro. Pagenaud, Kimball, Chilton e Power nas 7 primeiras posições colocado 3 dos 4 carros da Ganassi e dos 4 pilotos da Penske nessas posições. Muñoz em 8ºlugar com o carro da Foyt, Ryan Hunter-Reay da Andretti em 9º e Ed Jones da Dale Coyne em 10ºlugar.

Graham Rahal era pressionado pelo JR Hildebrand na zona intermediária para trás na corrida. Will Power foi para cima de Chilton e de Kimball querendo voltar ao 5ºlugar pelo menos. Carlos Muñoz foi para os boxes na 37ªVolta o que enterrou a sua tática ao se colocar com a tática de 4 paradas que estava fadado ao fracasso.

Dixon com 4 segundos de frente para Castroneves ele estava com a corridas nas mãos, Porém Dixon precisava usar os pneus duros e por isso ele precisava abrir uma boa vantagem para ter tranquilidade no final da prova. Na volta 42 para 43 Castroneves foi para os boxes para a ultima parada. Nisso falaram que era para o Brasileiro dar mais uma volta nos boxes. Com a parada Castroneves teria de andar as 14 voltas finais (Era possível fazer 14 voltas com 1 tanque) com esse tanque o que obrigaria ele a economizar para terminar a corrida e com isso praticamente sairá da disputa da vitória.

Dixon, Power, Pagenaud e Newgarden foram para os boxes na 43ªVolta deixando Charlie Kimball na liderança na 44ªVolta. Ao final da volta ele foi para os boxes e com isso Dixon voltou a liderança com Newgarden, Castroneves, Pagenaud e Power completando as 5 primeiras posições.

Castroneves estava em apuros tendo de poupar combustível e sendo pressionado pelo campeão de 2016 Simon Pagenaud. Até que a sorte sorriu para o brasileiro com um acidente fortíssimo de um outro Brasileiro. Tony Kannan que vinha mais atrás disputava posição com Alexander Rossi quando passou reto e bateu no muro provocando a segunda bandeira amarela da prova. Castroneves pode economizar o combustível para conseguir terminar a corrida tranquilamente.
Após a retirada do carro de Kannan e limpeza da pista a corrida recomeçou na 49ªVolta e Dixon continuou na liderança, Mas teria de aguentar os ataques de Newgarden com os pneus mais duros. Mais atrás Aleshin ganhava posição de Rossi que acabaria descendo a ladeira na corrida. Outro piloto com problemas no final da corrida foi Ryan Hunter-Reay que com o bico danificado perdeu posições ficando mais atrás. Ou seja, Mais uma corrida fracassada da Poderosa (Nem Tanto assim) Andretti Autosport.

Newgarden começou a pressionar Dixon nas voltas finais. Mas o Neozelandês segurou e conquistou a sua primeira vitória na temporada de 2017 consolidando a liderança do campeonato, Uma corrida impecável do piloto da Ganassi que superou o absoluto domínio das Penske.

Josef Newgarden e Hélio Castroneves completaram o pódio. Em uma corrida muito boa do norte-americano e uma corrida não tão boa do Castroneves. Simon Pagenaud e Will Power completaram os 5 primeiros colocados sendo que do 2º até o 5ºlugar foram pilotos da Penske. Só não conseguiram transformar o domínio por vitória por causa muito mais de uma genial corrida do piloto de 36 anos de idade que é um dos sérios candidatos ao título.

A de destacar as boas corridas de Charlie Kimball que ficou em uma boa 6ªposição, de Ed Jones em 7ºlugar com a Dale Coyne que funciona hoje e Graham Rahal em uma corrida de Altos e baixos na 8ªposição.

Vídeo da Corrida:

Resultado final do GP de Road America – 10ªetapa
Formula Indy – 55 Voltas

Pos Pilotos Equipe Chassi/Motor Tempo
1 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1h 47:18.9870
2 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet a 0.5779
3 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet a 4.1918
4 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet a 4.9721
5 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet a 5.7227
6 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda a 14.7178
7 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda a 21.6338
8 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda a 22.2273
9 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda a 23.3076
10 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda a 24.3586
11 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet a 26.1402
12 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet a 33.4983
13 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda a 38.1370
14 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda a 39.8433
15 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet a 43.1988
16 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet a 1:16.5039
17 Esteban Gutierrez Dale Coyne Racing Dallara/Honda a 1:28.4634
18 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda a 1 Volta
19 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda a 1 Volta
20 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda a 2 Voltas
21 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda a 11 Voltas – Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar
Vídeo: IndyCar

Formula indy Fotos IndyCar 2017

Graham Rahal conquista dupla vitória em Detroit e entra na disputa do titulo

Published by:

Grid de largada da 7ªEtapa da Formula Indy
GP de Detroit – Belle Isle

Pos. piloto Equipe Chassi/Motor Tempo Fase
1 15 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 1’13.9681 Q3
2 3 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 1’14.0414 Q3
3 26 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 1’14.0428 Q3
4 98 Alexander Rossi Andretti-Herta Dallara/Honda 1’14.0875 Q3
5 5 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1’14.1801 Q3
6 9 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’14.2855 Q3
7 1 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 1’14.3150 Q2
8 8 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’14.9991 Q2
9 2 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 1’14.3805 Q2
10 83 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’15.0664 Q2
11 12 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 1’14.6312 Q2
12 28 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 1’15.0991 Q2
13 27 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 1’14.6719 Q1
14 14 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1’15.2060 Q1
15 10 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’15.2668 Q1
16 4 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1’15.2228 Q1
17 20 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1’15.6261 Q1
18 21 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1’15.2334 Q1
19 18 Esteban Gutierrez Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1’15.6276 Q1
20 7 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1’15.2430 Q1
21 19 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1’15.8343 Q1
22 16 Oriol Servia Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 1’15.2758 Q1

1ªCorrida da Rodada Dupla da Formula Indy

Graham Rahal largou bem e manteve a liderança com Hélio Castroneves em 2º seguido de Sato, Rossi e Dixon. Na primeira curva o Canadense James Hinchcliffe acabou rodando e provocando de cara uma bandeira amarela em Detroit. Conor Daly, Ed Carpenter, Mikhall Aleshin, James Hinchcliffe e Oriol Servia foram para os boxes, Já que estavam lá atrás eles arriscaram uma tática diferente mesmo que seja com uma diferença de 2 voltas de tanque.

Na 4ªVolta a corrida recomeça com Rahal largando bem mantendo a frente sobre Castroneves, Sato e Rossi logo a seguir enquanto que havia um tiroteio no meio do pelotão com vários pilotos tentando ganhar uma posição que seja. Na Volta 6 um esquilo teve de desviar dos carros para não ser atropelado. Tony Kannan vendo que estava muito mal na corrida antecipou sua parada nos boxes e mudando a sua estratégia.

Enquanto os primeiros colocados continuavam na pista, outros como Marco Andretti foram antecipar a sua parada para melhorar sua colocação. Graham Rahal chegou a ser pressionado de leve pelo Brasileiro Hélio Castroneves, Mas começou a aumentar a vantagem em cima do piloto da Penske.

Helinho foi para os boxes na 14ªVolta mudando a sua tática de corrida visando vencer a prova se tudo desse certo. James Hinchcliffe vinha em uma boa recuperação após a rodada na primeira volta, disputando o 9ºlugar com o Norte-americano J.R.Hildebrand. Mais a frente Max Chilton embalado por uma bela corrida em Indianapolis estava disputando o 6ºlugar com o Conor Daly da A.J.Foyt.

Sato vai para os boxes na 16ªVolta. Enquanto que Hinchcliffe passou Hildebrand e passou para o 9ºlugar. Rahal, Rossi, Dixon, Power, Daly e Aleshin não tinham feito a parada nos boxes. O Resto já tinha parado e adotado a tática de 3 paradas. Para fazerem duas paradas era necessário duas pernas de 23 voltas e uma de 24 voltas, Mas o grande desafio era conseguir fazer 2 paradas já que o tanque de combustível mal dava para fazer essas 23 voltas o que significa que quem fosse para esse caminho ou conta com a bandeira amarela ou então tem de tirar o pé em algum momento da prova.

Power tentava um ataque em cima de Dixon buscando a 3ªposição. O Neozelandês estava sentindo mais o desgaste dos pneus. Power foi para os boxes na volta 20 praticamente jogando fora a tática de 2 paradas no lixo. Daly parou na volta 21 também indo para o grupo de quem iria fazer 3 paradas nos boxes. Charlie Kimball ultrapassa o novato Esteban Gutierrez (A Dale Coyne substitui Bourdais para colocar esse pilotinho???) que iria tomar um monte de ultrapassagens.

Rahal parou nos boxes na volta 23 podendo seguir na tática de uma parada assim como Alexander Rossi também parou nessa volta. Na Volta 24 parou Scott Dixon fazendo com que os dois pilotos da Schmidt na liderança com o Russo na frente do Canadense. Na Volta 25 ambos foram para os boxes e Castroneves assumiu a liderança o que poderia fazer a sua tática funcionar Com Rahal, Sato, Rossi e Hinchcliffe que caiu para o último lugar já estava em 5º em menos da metade da prova.

Na volta 26 Charlie Kimball e Conor Daly acabaram parando na pista provocando uma bandeira amarela. O que poderia complicar a tática de Castroneves. Newgarden, Kanna, Hunter-Reay entre outros pilotos foram para os boxes para uma nova parada e uma nova nuance de uma estratégia.

Na 31ªVolta ocorreu a relargada e Castroneves tentou abrir uma bela diferença para Rahal que estava em segundo lugar para a tática do piloto da Penske desse resultado esperado. Mais atrás Will Power foi para cima de Pagenaud ganhando a posições do Francês que se assustou com a manobra de certo modo ousada do seu companheiro de equipe e perdeu mais duas posições (Para Chilton e Hildebrand) caindo para o 11ºlugar.Mais atrás todos passavam Esteban Gutierrez (Fail na Formula 1 e Fail na Formula Indy) que definitivamente esta em um desempenho sofrível com o carro da Dale Coyne.

Em 3 voltas Castroneves abria 3 segundos sobre Rahal e 5.3 segundos sobre Sato que estava no terceiro lugar, Mas ainda faltavam mais uns 17 segundos para parar e voltar em condições de disputar a vitória no que não seria possível devido que o piloto da Penske só tinha tanque para o máximo 4 voltas. Pagenaud faz a parada na volta 36 o que levaria o francês certamente para 3 paradas assim como Castroneves que foi para os boxes fazer a segunda parada e voltar em 12ºlugar. Rahal voltava a liderança com Sato em 2º a 4.5 segundos de distância. Rossi da Andretti-Herta, Hinchcliffe, Dixon, Aleshin, Power, Chilton, Newgarden e Jones completavam as 10 primeiras posições.

O Desempenho de Graham Rahal era impressionante com um desempenho devastador abria vantagem para a concorrência. Marco Andretti, Ryan-Hunter Reay e Tony Kannan estão lá atrás disputando os últimos lugares em Detroit. Takuma Sato faz a segunda parada na volta 42.

Will Power fez a parada na 45ªvolta o que poderia fazer ele ir para 2 paradas, Mas poupando combustível. Rahal na 49ªvolta foi para os boxes para a segunda e última parada. O piloto da Rahal estava fazendo uma corrida tão tranquila que não tinha usado o push to pass enquanto que os outros estavam com o dispositivo ou na metade ou com 60% a 70% já gastos.

Na mesma volta 49 parou Alexander Rossi que iria para o final da prova com 2 paradas. Rahal voltou a frente de Castroneves que já via a sua tática ir por água abaixo, Tanto é que o Brasileiro vai para a 3ª e última parada na volta 50. A Bandeira Amarela prejudicou o brasileiro e favoreceu muito a James Hinchcliffe que estava nas primeiras posições. O último a fazer a parada foi Scott Dixon na 51ªVolta. Após essas paradas Rahal era o líder com Scott Dixon em 2º, James Hinchcliffe, Alexander Rossi, Josef Newgarden nas 5 primeiras posições. Aleshin, Sato, Chilton, Castroneves e Jones nas 10 primeiras posições.

A vitória estava nas mãos de Rahal que conduziu o carro dele até o final com primazia levando de uma maneira tranquila a vitória na primeira prova do final de semana. Com Scott Dixon depois do impressionante acidente que deixou sequelas na sua perna com pequena lesão nela consegue levar o segundo lugar para a Ganassi e o pódio foi completado pelo Canadense James Hinchcliffe que após uma rodada na primeira volta acabou o piloto da Schmidt.

Resultado Final da 7ªEtapa do Mundial de Formula Indy
Detroit – Belle Isle – 70 Voltas

Pos. piloto Equipe Chassi/Motor Voltas Tempo
1 15 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 70 1h 35:48.7028
2 9 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 70 6.1474
3 5 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 70 9.1688
4 2 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 70 10.0930
5 98 Alexander Rossi Andretti-Herta Dallara/Honda 70 25.5556
6 7 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 70 31.3644
7 3 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 70 33.1052
8 26 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 70 47.4696
9 19 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 70 53.6531
10 20 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 70 54.0726
11 8 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 70 55.2547
12 27 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 70 58.3402
13 28 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 70 59.1348
14 14 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 70 1:00.7310
15 10 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 70 1:01.9596
16 1 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 70 1:02.1492
17 21 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 70 1:06.0717
18 12 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 69 1 Volta
19 18 Esteban Gutierrez Dale Coyne Racing Dallara/Honda 69 1 Volta
20 16 Oriol Servia Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 69 1 Volta
21 83 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 69 1 Volta
22 4 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 25 Mecânica

Grid de largada da 8ªEtapa da Formula Indy
GP de Detroit – Belle Isle

Pos. piloto Equipe Chassi/Motor Tempo Fase
1 26 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 1’13.6732 Q3
2 28 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 1’15.2833 Q3
3 15 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 1’13.8105 Q3
4 3 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 1’15.5279 Q3
5 5 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1’13.8264 Q3
6 7 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1’16.0371 Q3
7 12 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 1’13.9449 Q2
8 9 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’16.1727 Q2
9 27 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 1’14.0339 Q2
10 4 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1’16.1732 Q2
11 1 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 1’14.0765 Q2
12 83 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’16.1800 Q2
13 2 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 1’14.1814 Q1
14 98 Alexander Rossi Andretti-Herta Dallara/Honda 1’16.2884 Q1
15 10 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’14.3287 Q1
16 8 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1’16.5150 Q1
17 19 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1’14.7786 Q1
18 21 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1’18.6272 Q1
19 18 Esteban Gutierrez Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1’15.0055 Q1
20 16 Oriol Servia Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 1’21.4485 Q1
21 20 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1’15.8491 Q1
22 14 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet Sem Tempo Q1

A prova de Domingo com um dia ensolarado teve como pole position o Japonês Takuma Sato que vinha em belo final de semana após a grande conquista das 500 milhas de Indianapolis.

Ryan Hunter-Reay larga em 2º completando a primeira fila da Andretti. Na Segunda fila largam Graham Rahal e Hélio Castroneves e na terceira fila largam a Dupla da Schmidt Peterson James Hinchcliffe e Mikhall Aleshin.

Na largada Sato manteve a liderança com Hunter-Reay, Rahal, Castroneves e Hinchcliffe mantendo as 5 primeiras posições e lá atrás várias disputas na busca de melhora de posições para os pilotos do fundo do pelotão. Ao contraio da prova de Sábado não tivemos ocorrência nenhuma.

O J.R Hildebrand da Ed Carpenter foi para os boxes na segunda volta mudando sua tática logo de cara o que poderia dar muito certo numa pista como a de Detroit.

Josef Newgarden passou Marco Andretti e assumiu a 12ªposição, Mas tomou o X do filho de Michael Andretti que vinha segurando a todos com um ritmo de prova lento. segurando a Newgarden, Kannan, Kimball, Jones, Muñoz, Chilton e Gutierrez. Lá na Frente Sato tentava abrir diferença para Hunter-Reay nas primeiras voltas da corrida.

Marco Andretti foi para os boxes na 7ªVolta buscando melhorar o seu desempenho mudando a sua tática de paradas nos boxes. A partir da 8ªvolta Hunter-Reay começa a perder o seu ritmo de corrida e vai ficando para atrás sendo pressionado por Graham Rahal que tinha muito mais carro naquela altura da corrida. Por fora e em uma curva difícil Rahal assumiu a segunda posição numa bela ultrapassagem.

Castroneves partiu para cima de Hunter-Reay e ultrapassou o piloto da Andretti, Mas tocou sua roda no bico dianteiro do carro do piloto Norte-americano e acabou levando a pior furando o seu pneu. certamente a corrida do piloto Brasileiro estava comprometida. E também a corrida de Hunter-Reay que já estava ruim em desempenho acabou ficando pior ainda sendo engolido por Power e Aleshin. Com tudo isso o piloto da Andretti Autosport foi para os boxes na 13ªVolta trocando o bico dianteiro e fazendo troca de pneus e reabastecimento. Tanto Castroneves como Hunter-Reay voltaram nas ultimas posições.

Scott Dixon partiu para a tática diferente parando algumas voltas depois. Sato não conseguia abrir diferença para Rahal que já tinha vencido no sábado e estava disposto a vencer a prova de domingo também, Alexander Rossi disputava a 5ªposição com Aleshin que estava perdendo rendimento em seu carro.

Will Power na volta 21 chegou na disputa pela liderança da prova com Sato e Grahal na frente do piloto da Penske. Os três tinham 3 segundos de vantagem para o 4ºlugar que estava nas mãos de Simon Pagenaud que foi para a sua parada na 23ªVolta. Sato e Power pararam na 24ªVolta e Graham Rahal parou na 25ªvolta.

Com isso Newgarden que estava em tática totalmente diferente dos líderes assumiu a liderança. Rahal que superou Sato nas paradas assumiu o segundo lugar deixando o japonês voador para o 3ºlugar. Dixon e Power completavam as 5 primeiras posições. A liderança de Newgarden durou 1 volta, Castroneves parou pela segunda vez na 26ªVolta, A sua corrida estava bem comprometida nessa altura do campeonato.

Newgarden buscava abrir distância para a turma da frente para fazer sua tática funcionar. Na 30ªVolta o piloto da Penske foi para os Boxes e Rahal voltou a liderança com 7.6 segundos para Takuma Sato em 2º. Power, Pagenaud e Newgarden completava o trio da Penske e os Top 5. Depois vinham Kannan, Rossi, Daly, Muñoz e Dixon completando os 10 primeiros colocados. Mais atrás o piloto da Dale Coyne Ed Jones fez uma bela ultrapassagem assumindo o 13ºlugar sobre Max Chilton que teve de ceder a ultrapassagem para não bater no muro.

Sato continuava sendo pressionado por Power e Pagenaud e já vinha logo depois de ambos o norte-americano Josef Newgarden querendo subir logo na classificação para a sua tática desse certo.

Ed Jones jogou duro com JR Hildebrand e ambos se deram mal. O piloto da Carpenter acabou furando o pneu e o piloto da Dale Coyne com uma parte do bico dianteiro pendurado de maneira perigosa teve de ir aos boxes para substituir o bico e fazer uma parada de reabastecimento. Ambos ficaram muito para trás e ficaram sem qualquer possibilidade de se recuperar na corrida.

Enquanto que Newgarden tentava passar Pagenaud. Graham Rahal só aumentava volta após volta a sua vantagem para Sato aproximadamente meio segundo a 1 segundo de diferença. Newgarden não conseguia se livrar de Pagenaud. A Tática do piloto da Penske poderia esta indo para o saco com o panorama da prova que já passava da metade e chegando perto da 2ª Janela de paradas dos boxes.

Pagenaud foi o primeiro a fazer a segunda parada na 47ªvolta. Na Volta seguinte pararam Sato e Power. Rahal também tinha parado nos boxes na volta 48. Isso deixou Newgarden na liderança tentando abrir diferença para tentar voltar em primeiro, Mas isso era praticamente impossível já que ele não tinha muito tanque para andar. Na 51ªVolta percebendo que não iria conseguir realizar tal feito o piloto da Penske foi para os Boxes. Rahal voltou a liderança da corrida e se nada acontecesse de diferente o piloto da equipe de seu pai Bobby Rahal não teria como não vencer a corrida já que ele tinha 15 segundos de Frente para Newgarden que tomou o segundo de Sato que perdeu posição também para Will Power que assumiu o 3ºlugar. Completava os 5 primeiros colocados o Francês Simon Pagenaud.

A partir dai Rahal passou a administrar a sua enorme vantagem que ele tinha sobre Newgarden que passou a andar mais rápido tirando até 1 segundo por volta. Poderia o piloto da Penske  tentar um ataque no final da prova. Já o piloto da Rahal Letterman poderia ter um gás para se defender desse ataque na reta final. A 8 voltas do Final Ed Jones passa reto em uma das curvas e acaba abandonando a corrida.

Dai não houve bandeira amarela, Mas a 5 Voltas do final o Canadense James Hinchcliffe acabou com problemas de motor abandona a corrida provocando uma bandeira amarela. Uma volta depois o motor de Spencer Pigot simplesmente fumou. Essa explosão de motor provocou a bandeira vermelha paralisando a corrida até que toda a pista fosse limpa e o possível derramamento de fluido fosse dissipado para apenas 2 voltas de bandeira verde.

Depois disso os pilotos voltaram para a pista para terminarem a corrida. A 2 voltas do final foi dada a bandeira verde, Mas nada mudou na frente de Graham Rahal conquistou a vitória também no domingo. foi o final de semana inteiro praticamente prefeito para o filho de Bobby Rahal que de todos os pontos possíveis ele só não fez o ponto da pole position da corrida do Domingo que ficou com Takuma Sato. Esse resultado fez com que Rahal voltasse a disputa pelo título..

Josef Newgarden que largou em 13ºlugar fez uma bela corrida. Com uma tática arriscada e muito audaciosa levou o seu Penske a um brilhante 2ºlugar. Will Power completou o pódio da corrida de Domingo seguido por Takuma Sato da Andretti e de Simon Pagenaud da Penske que teve três dos 4 pilotos nas 5 primeiras posições.

Scott Dixon não teve o mesmo sucesso de hoje, Mas o 6ºlugar levou o piloto da Ganassi para a liderança do campeonato. Alexander Rossi, Charlie Kimball, Hélio Castroneves que ainda conseguiu chegar em 9ºlugar após uma corrida dura de recuperação. Tony Kannan que acabou sendo penalizado por passar por cima de um equipamento acabou a etapa em 10ºlugar.

Resultado Final da 8ªEtapa do Mundial de Formula Indy
Detroit – Belle Isle – 70 Voltas

Pos. piloto Equipe Chassi/Motor Voltas Tempo
1 15 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 70 1h 33:36.3769
2 2 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 70 1.1772
3 12 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 70 2.6228
4 26 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 70 3.8535
5 1 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 70 4.0810
6 9 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 70 4.6005
7 98 Alexander Rossi Andretti-Herta Dallara/Honda 70 6.1978
8 83 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 70 6.6823
9 3 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 70 6.8439
10 10 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 70 7.7201
11 14 Carlos Munoz A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 70 8.1160
12 4 Conor Daly A. J. Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 70 8.7847
13 27 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 70 9.6103
14 18 Esteban Gutierrez Dale Coyne Racing Dallara/Honda 70 13.1325
15 8 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 69 1 Volta
16 7 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 69 1 Volta
17 28 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 69 1 Volta
18 21 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 69 1 Volta
19 16 Oriol Servia Rahal Letterman Lanigan Racing Dallara/Honda 69 1 Volta
20 5 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 65 Mecânico
21 20 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 65 Mecânico
22 19 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 60 Mecânico

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos Indy 500 IndyCar 2017

Takuma Sato vence a mais disputa 500 milhas da história e leva Japão pela 1ªVez ao topo de Indianapolis

Published by:

A 101ªEdição das 500 milhas de Indianapolis foi uma das mais disputadas da História e teve como vencedor um piloto que correu na Formula 1, Mas não foi Fernando Alonso. Acabou sendo o Japonês Takuma Sato que chegou a vitória com um carro muito competitivo da Andretti Autosport. Foi a primeira vitória de um piloto Nipônico na Indy 500.

Na largada Dixon manteve a liderança, Quem largou muito bem foi Will Power que pulou do 9º para o segundo lugar e Tony Kannan que subiu de 7º para o 5ºlugar. No começo da prova os principais pilotos da Ganassi tinham um carro competitivo para disputarem a vitória. Kannan subiu posição por posição até passa Scott Dixon na 10ªVolta e assumiu a liderança da prova e ficou por boas 15 voltas na ponta com seu companheiro de equipe em 2ºlugar enquanto isso Fernando Alonso começava a subir e ganhar posição após posição.

Na entrada da 1ªjanela de paradas nos boxes Dixon começou a perder algumas posições indicando que os pneus desgastados o carro do Neozelandês não rendia mesmo. Kannan foi o primeiro a fazer a parada na volta 28 e a partir dai todos os outros pilotos começaram a ir para os boxes entre a 28 até a volta 33. No final da primeira rodada de paradas Fernando Alonso estava em 3ºlugar e acabou crescendo na corrida passando Ed Carpenter e na volta 37 Alonso passou o Vencedor de 2016, Norte-americano Alexander Rossi assumindo a liderança da prova.

O Espanhol que veio da Formula 1 para disputar a Indy 500 acabou por liderar por 6 voltas até tomar ultrapassagem do Rossi que voltou a liderar a corrida. Na volta 53 Jaw Howard que vinha com voltas de atraso devido a uma pane seca que ele sofreu acabou batendo no muro de leve e Scott Dixon sem qualquer possibilidade de reação acabou batendo no carro da Schmidt e sofrendo um dos acidentes mais impressionantes da história das 500 milhas de Indianapolis. Seu carro bateu no muro de dentro e capotou se desmanchando por completo. Dixon saiu de seu carro que ficou quase que destruído por completo apenas mancando a perna. A Bandeira amarela não bastou nesse caso, Tiveram que interromper a prova para a limpeza da pista a reconstrução da cerca de proteção que teve uma parte danificada pela batida.

Hélio Castroneves acabou por muito pouco se envolvendo na batida. O Carro de Dixon no ar ficou em cima do carro da Penske. O Brasileiro teve um prejuízo mínimo de ter perdido uma peça de seu carro. Algo que a equipe decidiu manter do jeito que estava.

A Relargada aconteceu depois de mais de meia hora de atraso com Alonso na liderança da prova. Já Hélio Castroneves da Penske estava lá atrás na mesma volta do Líder. Para falar da Penske deve considerar que em momento nenhum a equipe teve em posição forte de vencer a prova de 2017. Na Volta 65 Conor Daly ao tentar ganhar posição acaba batendo de leve e aciona a segunda bandeira amarela da prova. Jack Harvey também roda e deixa a corrida.

Essa bandeira amarela não foi tão dramática como as outras bandeiras amarelas, Após a limpeza a bandeira verde foi acionada de novo e seguia a disputa com Alonso lutando pelos primeiros lugares, Mas tinha grandes adversários como o Brasileiro Tony Kannan, Ryan-Hunter Reay, Takuma Sato, Ed Carpenter, Alexander Rossi, Will Power e sempre contar com algum piloto que podesse ou mudar a tática de corrida ou que estivesse escondendo o jogo.

Helinho percebeu que com a tática normal não iria levar a Penske a vitória de jeito nenhum e com isso decidiu mudar sua estratégia no que fez o piloto Brasileiro partir para os primeiros lugares da corrida. Essa mudança de tática acabou dando certo para o piloto Brasileiro.

Mais uma bandeira amarela na volta 121 com a batida forte de Buddy Lazier de 49 anos de idade e vencedor das 500 milhas de 1996. Sage Karam com problemas mecânicos nos boxes deixava a corrida também. Ocorreram novas bandeiras amarelas por detritos na pista como na volta 130.

Na Volta 137 um dos favoritos a vitória o Norte-Americano Ryan Hunter-Reay tem seu motor Honda fumando e abandona a prova. Se tínhamos um favorito a deixar a corrida tínhamos 2 outros que apareciam do nada. Eram os pilotos da Ganassi Max Chilton e Charlie Kimball que também arriscaram uma tática diferente de paradas para entrarem na disputa pela vitória.

Hélio Castroneves com essa bandeira amarela conseguiu se alinhar a todos os outros pilotos que estavam em tática. Ed Carpenter que poderia disputar a vitória acabou escorregando e batendo em Mikhall Aleshin. Ambos tiveram que ir aos boxes para consertarem danos em seus respectivos carros.

A Reta final da corrida estava chegando e Chilton, Kimball e James Davison que estava no lugar de Sebastien Bourdais vinham entrando na disputa da corrida já que eles estavam fazendo seus tanques de combustível durarem bastante ajudados pelas bandeiras amarelas que estavam acontecendo em sequência.

Chilton parou nos boxes após completar 41 voltas no seu tanque de combustível. Praticamente ao mesmo tempo Charlie Kimall e Zack Veach tiveram problemas de motor provocando nova bandeira amarela. Nisso todos fizeram suas paradas nos boxes e com isso todos estavam na mesma tática. Com Max Chilton na liderança seguido de Ed Jones, James Davison e Hélio Castroneves e mais atrás tínhamos fortíssimos Tony Kannan, Takuma Sato e Fernando Alonso na disputa pela vitória.

As últimas 30 voltas de corrida o Brasileiro Hélio Castroneves estava lutando contra o batalhão de pilotos com os motores Honda e sendo o único da Penske que estava na disputa pela vitória. Chilton manteve a liderança enquanto Takuma Sato começava a aparecer na corrida para disputar a vitória. A 20 voltas do final o Motor Honda de Fernando Alonso quebra fazendo o piloto espanhol parar. Ao sair do carro Alonso é muito aplaudido por todos o público de Indianapolis. A principal estreia da 101ªEdição das 500 milhas de Indianapolis abandonou a prova.

A menos de 20 voltas do final tudo indefinido com Chilton na liderança seguido de Sato e Castroneves. Na relargada Servia ao tentar passar Davison acaba tocando no piloto inglês que vai para o muro e provoca um acidente com 5 pilotos. Will Power, James Hinchcliffe e Josef Newgarden acabaram sendo envolvidos. Os fiscais de pista tinham que trabalhar rápido para garantir o final em bandeira verde o que acabou acontecendo.

A 11 voltas do final a luta pela vitória ficou resumida em Chilton, Sato, Castroneves e Jones. O Brasileiro da equipe Penske foi para cima de Chilton e depois foi para cima de Sato e a 5 voltas do final o Brasileiro estava na liderança das 500 milhas e parecia que seria o dia da 4ª conquista do piloto da Penske na Indy 500.

Mas Sato também disposto a fazer história e com mais carro que o brasileiro faz a ultrapassagem e volta a liderança, Chilton perdeu posição para Ed Jones que passou para o terceiro lugar e conseguiu acompanhar os dois que disputaram a vitória nas últimas voltas.

Castroneves tentou até o final tirar de Sato a vitória, Mas o dia era do Samurai voador que aos 40 anos e em sua 8ªTemporada na Formula Indy ele leva o Japão a sua maior conquista do automobilismo mundial ao vencer as 500 Milhas de Indianapolis. Uma vitória que coroa uma carreira nos Estados Unidos que teve seus altos e baixos e que premia a Andretti pelo seu desempenho nos treinos e na corrida de hoje.

Hélio Castroneves viu de novo a vitória escapar por pouco, Mas com o carro que ele teve nas mãos que não estava a altura de vencer a corrida acabar em 2ºlugar e liderar o campeonato após o mês de maio de eventos em Indianapolis e algo a se comemorar. O Brasileiro foi o único da Penske que realmente disputou a vitória.

Ed Jones em sua primeira vez nas 500 milhas ficou em 3ºlugar repetindo o feito de Nigel Mansell em 1993. O piloto dos EAU com uma Dale Coyne fez uma brilhante corrida assim como Max Chilton que alcança seu melhor resultado de sua carreira com o 4ºlugar. Tony Kannan andou muito bem a corrida inteira, Mas faltou alguma coisa no carro ou nele para disputar a vitória o que fez o vencedor de 2013 terminar em 5ºlugar.

Juan Palbo Montoya levou o Penske ao 6ºlugar em uma corrida discreta aonde ele apareceu apenas quando liderou a prova no começo durante a primeira rodada de paradas nos boxes. Alexander Rossi ficou em 7ºlugar, Dessa vez não deu para o norte-americano disputar a vitória apesar de ter brigado no começo de prova pelo bicampeonato. Marco Andretti continua a sina da maldição da Andretti nas 500 milhas ficando em 8ºlugar.

Gabby Chaves em uma corrida sem erros levou o modestíssimo carro da Harding ficou em 9ºlugar, Talvez um dos melhores pilotos da corrida mesmo sem qualquer condição de equipamento e fechando os 10 primeiros colocados Carlos Muñoz que até fez mais do que era possível com o carro da Foyt que nem de longe estava a altura do talento do piloto Colombiano.

Sato definitivamente escreve seu nome na história. Mas o campeonato continua e no próximo sábado teremos a etapa dupla em Detroit em Belle Island.

Resultado final das 500 milhas de Indianapolis
Edição 101 – 200 Voltas

pos Piloto Equipe Chassi/Motor Tempo Grid
1 Takuma Sato 26 Andretti Autosport Dallara/Honda 3h 13:03.3584 4
2 Helio Castroneves 3 Team Penske Dallara/Chevrolet 0.2011 19
3 Ed Jones 19 Dale Coyne Racing Dallara/Honda 0.5278 11
4 Max Chilton 8 Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1.1365 15
5 Tony Kanaan 10 Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1.6472 8
6 Juan Pablo Montoya 22 Team Penske Dallara/Chevrolet 1.7154 18
7 Alexander Rossi 98 Andretti Herta Dallara/Honda 2.4222 3
8 Marco Andretti 27 Andretti Autosport Dallara/Honda 2.5410 8
9 Gabby Chaves 88 Harding Racing Dallara/Chevrolet 3.8311 25
10 Carlos Munoz 14 A.J.Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 4.5319 24
11 Ed Carpenter 20 Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 4.6228 2
12 Graham Rahal 15 Rahal Lettermann Dallara/Honda 5.0310 14
13 Mikhail Aleshin 7 Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 5.6993 13
14 Simon Pagenaud 1 Team Penske Dallara/Chevrolet 6.0513 23
15 Sebastian Saavedra 17 Juncos Racing Dallara/Chevrolet 12.6668 31
16 J.R. Hildebrand 21 Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 33.2191 6
17 Pippa Mann 63 Dale Coyne Racing Dallara/Honda a 1 Volta 28
18 Spencer Pigot 11 Juncos Racing Dallara/Chevrolet a 6 Voltas 29
19 Josef Newgarden 2 Team Penske Dallara/Chevrolet a 14 Voltas 22
20 James Davison 18 Dale Coyne Racing Dallara/Honda a 17 Voltas – Acidente 33
21 Oriol Servia 16 Rahal Lettermann Dallara/Honda a 17 Voltas – Acidente 12
22 James Hinchcliffe 5 Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda a 17 Voltas – Acidente 17
23 Will Power 12 Team Penske Dallara/Chevrolet a 17 Voltas – Acidente 9
24 Fernando Alonso 29 Andretti Autosport Dallara/Honda a 21 Voltas – Mecânico 5
25 Charlie Kimball 83 Chip Ganassi Racing Dallara/Honda a 34 Voltas – Mecânico 16
26 Zach Veach 40 A.J.Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet a 45 Voltas – Mecânico 32
27 Ryan Hunter-Reay 28 Andretti Autosport Dallara/Honda a 64 Voltas – Mecânico 10
28 Sage Karam 24 Dreyer & Reinbold Racing Dallara/Chevrolet a 75 Voltas – Mecânico 21
29 Buddy Lazier 44 Lazier Partners Dallara/Chevrolet a 82 Voltas – Acidente 30
30 Conor Daly 4 A.J.Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet a 135 Voltas – Acidente 26
31 Jack Harvey 50 Andretti Autosport Dallara/Honda a 135 Voltas – Acidente 27
32 Scott Dixon 9 Chip Ganassi Racing Dallara/Honda a 148 Voltas – Acidente 1
33 Jay Howard 77 Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda a 155 Voltas – Acidente 20

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar
Vídeo: F1 Racers (Youtube)

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos IndyCar 2017

Indycar no Alabama: Com Fernando Alonso visitando a Indy Josef Newgarden conquista 1ªVitória pela Penske

Published by:

Grid de largada:

pos. Piloto Equipe Chassi/Motor Tempo Fase
1 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 1m06.9614s Q3
2 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 1m07.1429s Q3
3 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 1m07.3817s Q3
4 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m07.5817s Q3
5 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 1m07.6851s Q3
6 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1m07.8710s Q3
7 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 1m07.5941s Q2
8 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1m07.9467s Q2
9 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m07.9788s Q2
10 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m08.0305s Q2
11 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1m08.2034s Q2
12 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1m08.2726s Q2
13 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 1m07.5405s Q1
14 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 1m07.6928s Q1
15 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m07.7033s Q1
16 Carlos Munoz AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1m07.7007s Q1
17 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1m07.9211s Q1
18 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 1m07.7483s Q1
19 Zach Veach Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1m08.4681s Q1
20 Conor Daly AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1m08.0104s Q1
21 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 1m08.0499s Q1

Terceira etapa do campeonato da Formula Indy ainda com a badalada notícia do Bicampeão nas 500 Milhas no Circuito do Alabama

Fernando Alonso o iluste convidado para a etapa do Alabama sobre um dia nublado aonde a Penske fez o que quis nos treinos com a pole position ficando com Will Power que vinha de um ano com muitíssimo azar. Hélio Castroneves em segundo, Simon Pagenaud em 3º e Newgarden em 7º. Entre Pagenaud e Newgarden estavam Scott Dixon da Chip Ganassi, Ryan Hunter-Reay da Andretti e James Hinchcliffe da Schmidt. Aleshin, Chilton e Kannan completam os 10 primeiros colocados. O piloto Zach Veach estreava em Alabama substituindo JR Hildebrand que quebrou o pulso e teve de operar sua mão almejando voltar o mais rápido possível. O Estreante larga em 19ºlugar.

Antes da Largada o Norte-Americano Marco Andretti teve problemas em seu carro e teve de ir aos boxes para resolver esses problemas. Não começa nada bem o ano do filho de Michael Andretti.

Na largada Will Power continuou na primeira posição com Hélio Castroneves em 2º. Dixon, Pagenaud, Hunter-Reay e Hinchcliffe logo a Seguir. Destaque para Tony Kannan que ganhou 2 posições na largada subindo para o 8ºlugar. No final da primeira volta Josef Newgarden passou Hinchcliffe assumindo o 6ºlugar e não satisfeito o jovem norte-americano em sua 3ªcorrida pela Penske passou Hunter-Reay passando para o 5ºlugar.

Tony Kannan tentou passar de uma vez Hunter-Reay e Hinchcliffe em uma trajetória diferente, Acabou dando errado e o Brasileiro da Chip Ganassi passou pela grama na curva 5 perdendo 2 posições para Aleshin e Sato. A posição do Japonês acabou sendo recuperada pelo piloto Brasileiro na curva seguinte. Uma peça de carro do Ryan Hunter-Reay que se soltou estava na pista o que provocou uma bandeira amarela. Nesse meio tempo o piloto da Andretti Autosport Marco Andretti largou com 4 voltas de Atraso. Hunter-Reay teve de ir aos boxes para trocar o aerofólio e indo para os últimos lugares.

Na 6ªVolta tivemos a relargada com Power continuando na liderança com Castroneves, Dixon, Pagenaud e Newgarden nos Top5. 4 deles eram da Penske com um solitário Scott Dixon com a Chip Ganassi como recheio de um bolo todo com o sabor do jeito que Roger Penske gostava. O Líder do campeonato Sebastian Bourdias vinha em uma boa 10ªposição enquanto que Graham Rahal, Zach Veach e Ed Jones pararam nos boxes buscando irem lá para a frente com uma tática diferente dos líderes.

Castroneves pressiona Power de inicio na luta pela liderança, Já Pagenaud era pressionado por Newgarden na luta pelo 4ºlugar. Já Tony Kannan passou Mikhall Aleshin passando para a 7ªposição numa corrida bem promissora do piloto Brasileiro.

Newgarden por muito pouco não conseguiu passar Pagenaud, O jovem norte-americano vinha com apetite e disposto a mostrar serviço. Power conseguiu abrir diferença para Castroneves que agora era pressionado por Dixon, Pagenaud e Newgarden. Na volta 18 Carlos Muñoz faz sua primeira parada nos boxes enquanto que Newgarden passou o campeão de 2016 Simon Pagenaud passando para o 4ºlugar, Uma evolução grande em se tratando de Alabama ganhando 3 posições em menos de 20 voltas.

Aleshin e Hunter-Reay foram para os boxes na 19ªvolta, Na Volta seguinte pararam Newgarden, Kannan e Rahal. Simon Pagenaud parou na 21ªVolta. Power com 4 segundos de vantagem para Castroneves, O piloto Australiano parou na 22ªVolta deixando a liderança para o piloto Brasileiro que para na 24ªVolta para a sua primeira parada. Dixon assumiu a liderança provando ser um piloto eficiente em poupar combustível. O Neozelandês parou na 25ªVolta.

Will Power voltou a liderança com Newgarden em segundo e Zach Veach em 3ºlugar que parou voltas depois já que ele vinha de uma tática diferente de corrida. Com isso Dixon voltaria ao 3ºlugar com Castroneves e Pagenaud completando os 5 primeiros lugares. Castroneves, Pagenaud e Hinchcliffe disputando o 4ºlugar.

Max Chilton disputa o 13ºlugar com o Colombiano Carlos Muñoz. Na Volta 32 o inglês da Chip Ganassi passa Muñoz que acaba saindo de pista e perdendo posição para Carlos Muñoz. Enquanto isso Alexander Rossi, Tony Kannan, Sebastien Bourdais e Spencer Pigot disputavam o 7ºlugar.

Scott Dixon pressiona Josef Newgarden buscando ganhar o 2ºlugar do piloto da Penske. O primeiro a parar nos boxes para a 2ªparada foi Rossi na volta 40 o que certamente faria ele fazer 3 paradas nos boxes. Dixon partiu para o ataque em cima de Newgarden. Na volta 43 o piloto da Ganassi tentou por fora sem sucesso uma ultrapassagem. Na mesma volta pararam Kannan e Hunter-Reay.

Na Volta 44 Dixon ganha o 2ºlugar pela parada do Newgarden nos boxes, Na Volta 45 o líder Will Power e o vice-lider Scott Dixon foi para os boxes. Na Volta aos boxes Power voltou na frente com Newgarden passando Dixon que voltou atrás dos piloto da Penske. Hinchcliffe, Castroneves, Kimball, Aleshin eram os 7 primeiros colocados na metade da prova.

Power é lider com 2 segundos de diferença para Newgarden que segurava posição sobre as pressões de Dixon. Já Tony Kannan era ameaçado por Alexander Rossi na disputa pelo 7ºlugar. A 35 voltas do final Newgarden e Dixon se aproximaram de Will Power que começava a ver a sua liderança ameaçada. A diferença entre os 3 era de 2 segundos de diferença.

Ao contraio dos 3 primeiros o Francês Simon Pagenaud vinha tranquilo em 4ºlugar  e sem ser ameaçado por ninguém, Mas também sem ameaçar ninguém.

Na Volta 62 Tony Kannan e Sebastian Bourdais brigavam pelo 8ºlugar quando na curva 5 o piloto da Dale Coyne passou o piloto Brasileiro que usou o Push to pass logo em seguida e recuperou a posição do piloto Francês, Um belo exemplo de como a potência extra se bem usada pode sim levar pilotos a ganharem posições.

Na volta 63 o piloto Spencer Pigot acabou com problemas parando o seu carro provocando assim uma nova bandeira amarela o que poderia mudar toda a história da corrida já que todos os pilotos iriam se juntar. O momento era propício para os pilotos fazerem a última parada nos boxes com exceção de Charlie Kimball que resolveu ficar na pista e apostar em andar rápido até a hora da parada dele (O que para mim jogava praticamente a corrida no lixo a não ser que o norte-americano voasse na pista)

Tudo bem, Mas dai caem alguns pingos de chuva o que poderia mudar tudo até mesmo a favor de Kimball. Na relargada na volta 69 com Kimball na liderança seguido de Power, Dixon e Newgarden nas 4 primeiras posições. No final da volta Newgarden passou Dixon passando para o terceiro lugar. Mal sabia que as coisas iriam mudar bem rápido em favor do piloto recém-chegado da Penske.

Na volta 76 Charlie Kimball parou para a sua parada, Logo a seguir Will Power acabou sendo comunicado pelo Rádio que teria de fazer uma parada porque seu pneu estava perdendo pressão. Na Volta 77 o piloto Australiano foi para os boxes e Newgarden assumiu a liderança a partir da 78ªVolta com Dixon e Pagenaud colado no piloto norte-americano. Mais atrás Hinchcliffe acabou perdendo posições deixando o 4ºlugar para Hélio Castroneves, Alexander Rossi completava as 5 primeiras posições fazendo mais uma ótima corrida assim como foi o caso de Long Beach.

Mesmo com toda a pressão do Neozelandês acabou mesmo Newgarden vencendo pela primeira vez pela equipe Penske e a 4ªVitória na carreira com Dixon e Pagenaud completando o pódio. Hélio Castroneves ficou em 4ºlugar com a Penske. Mas fica bem claro que dos 4 pilotos da equipe de Roger Penske ele parece ser o mais fraco dos pilotos. Alexander Rossi levou o carro da Andretti-Herta em 5ºlugar largando na 18ªposição em uma grande corrida do norte-americano.

James Hinchcliffe teve um belo desempenho, Mas acabou caindo no final ficando em 6ºlugar. Tony Kannan numa corrida de altos e baixos o piloto da Ganassi evoluiu 3 posições chegando em 7ºlugar. Completando os 10 primeiros lugares os pilotos Sebastien Bourdais que mantem a liderança do campeonato, Takuma Sato em 9º e Mikhall Aleshin em 10ºlugar.

A Se lamentar a Will Power que liderou a corrida inteira praticamente e por causa de um problema interno o Australiano que provavelmente venceria a prova acabou a prova apenas em 14ºlugar o que não é nada bom para um piloto que em 3 corridas do campeonato só teve problemas até agora. O Estreante Zach Veach acabou a prova em 19ºlugar.

Resultado final do GP do Alabama
4ªEtapa do Mundial de Formula Indy

Pos. Tempo Equipe Chassi/Motor Tempo Grid
1 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 1h54m08.7076s 7
2 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1.0495s 4
3 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 2.5706s 3
4 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 11.1592s 2
5 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 12.0469s 18
6 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 12.5905s 6
7 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 15.4105s 10
8 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 16.0651s 12
9 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 20.1764s 14
10 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 20.7064s 8
11 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 22.2061s 5
12 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 22.9713s 9
13 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 24.3457s 21
14 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 26.3177s 1
15 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 35.4868s 15
16 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 39.5644s 11
17 Carlos Munoz AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 50.3679s 16
18 Conor Daly AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 51.2029s 20
19 Zach Veach Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 56.2545s 19
20 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1 Volta 17
21 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 3 Voltas 13

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Automobilismo Internacional Automobilismo Norte-americano Formula indy Fotos IndyCar 2017

Indy Car em Long Beach: Hinchcliffe volta a vencer depois de 2 anos duríssimos na categoria

Published by:

Grid de Largada:

Pos. Piloto Equipe Chassi-Motor Tempo Fase
1 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 1m06.2254s Q3
2 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m06.4123s Q3
3 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 1m06.4401s Q3
4 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1m06.5291s Q3
5 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 1m06.5595s Q3
6 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 1m06.7562s Q3
7 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m06.5404s Q2
8 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 1m06.6074s Q2
9 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 1m06.6145s Q2
10 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 1m06.6222s Q2
11 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m06.6262s Q2
12 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1m06.7853s Q2
13 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1m07.5832s Q1
14 Carlos Munoz AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1m07.3783s Q1
15 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1m07.6931s Q1
16 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1m07.3893s Q1
17 Conor Daly AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1m07.7977s Q1
18 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 1m07.4699s Q1
19 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1m07.8442s Q1
20 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1m07.5333s Q1
21 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 1m08.0439s Q1

Long Beach marcou a vitória do Canadense James Hinchcliffe que desde da sua última vitória em 2015 no circuito de Louisiana  foi uma dura jornada aonde ele quase perdeu sua vida em um acidente terrível no período de treinos das 500 Milhas de Indianapolis. O Final de semana começou muito bem para Hélio Castroneves que marcou a pole position com Scott Dixon na segunda posição. Ryan Hunter-Reay da Andretti, James Hinchcliffe da Schmidt-Peterson, Alexander Rossi da Andretti-Herta e Graham Rahal da Rahal Letterman completavam as 6 primeiras posições.

Mas na Largada tudo acaba virando pó para Castroneves que perde várias posições em uma largada horrível do piloto Brasileiro perdendo 5 posições Dixon assumiu a liderança com Hinchcliffe e Hunter-Reay logo a seguir. Nas primeiras curvas do Circuito Kimball e Power disputavam posição e acabaram batendo na tentativa de ultrapassagem de Power acabou ambos batendo e provocando a primeira bandeira amarela da prova. O piloto da Chip Ganassi abandonou e o piloto da Penske com o bico dianteiro quebrado foi para os boxes reparar o carro e colocar um novo bico dianteiro. Na minha opinião o Power poderia ter mais calma naquela hora. Para mim o piloto da Penske errou.

Alguns pilotos foram para os boxes fazerem uma parada mudando a tática de corrida entre eles o Brasileiro Tony Kannan. Na relagada na volta 5 Dixon manteve a liderança enquanto que Ryan Hunter-Reay pressionava Hinchcliffe na disputa pelo 2ºlugar. Na volta seguinte foi a vez de Hinchcliffe pressionar o líder Scott Dixon.

Enquanto isso Simon Pagenaud que largou na última posição já estava em 13ºlugar em uma bela recuperação na parte inicial da prova, O Francês campeão de 2016 partiu para cima de Aleshin e tomou o 12ºlugar do piloto Russo. Na volta 13 Pagenaud resolve ir para os boxes na 13ªVolta mudando sua tática de corrida.

Marco Andretti começou a ter problemas em seu carro que ficou bem lento. O norte-americano foi para os boxes e não voltou mais deixando a prova na volta 17.

Duas voltas antes o Brasileiro Hélio Castroneves foi para os boxes, A sua corrida estava praticamente detonada após a péssima largada. Ed Jones parou na volta 16. Na Volta 17 Dixon e Newgarden foram para os boxes. Com isso Hunter-Reay era o líder com menos de 1 segundo de distância para Hinchcliffe que vinha buscando uma disputa pela liderança com o piloto da Andretti Autosport. Um  segundo depois vinha o piloto da Andretti-Herta Alexander Rossi. Dos que pararam o melhor colocado era Scott Dixon em 7ºlugar na frente de Newgarden, Pagenaud e Castroneves da equipe Penske todos eles. Power estava apenas em 18ºlugar. O Acidente na primeira volta comprometeu demais sua corrida.

Na volta 27 Hunter-Reay era realmente pressionado por Hinchcliffe que tinha que se cuidar também com um possível ataque de Rossi que vinha bem perto dos dois. Rahal e Bourdais que estavam em 4º e 5ºlugares vinham mais longe da turma da liderança da prova.

Na Volta 29 Hinchcliffe e Rossi foram fazer a parada nos boxes para troca de pneus e reabastecimento com o Canadense voltando a frente do vencedor das 500 milhas de 2016. Na volta 30 parou o líder Hunter-Reay que voltou na frente de Hinchcliffe e Rossi. O piloto da Schmidt que tinha voltado atrás de Pagenaud acabou passando o piloto da Penske voltando a 4ºlugar. Bourdais o líder do campeonato parou na volta 31.

Dixon dessa forma volta a liderança com Hunter-Reay em 2º, Hinchcliffe em 3º,Pagenaud em 4º, Depois vinham Newgarden, Castroneves, Rossi, Aleshin, Muñoz e Kannan.

Pagenaud vai para a segunda parada nos boxes enquanto que Hunter-Reay continuava pressionado por Hinchcliffe. Kannan foi para a segunda parada na volta 36, Muñoz parou na volta seguinte e Castroneves para na 38ªvolta. Todos eles tentando uma tática diferente de paradas para tentarem dar o pulo do Gato. Em Termos de Push to Pass o norte-americano Ryan Hunter-Reay estava com apenas 32 segundos usados tendo em vista que ele tinha 200 segundos no começo da corrida. Enquanto que alguns pilotos já tinham gastos quase metade do tempo de ganho de potência. Isso poderia ser uma grande para o piloto da Andretti no final da prova.

Enquanto isso Scott Dixon aumentava volta após volta a sua vantagem que já estava em 9 segundos para Hunter-Reay. Mas com toda essa vantagem o neozelandês na volta 41 o piloto da Chip Ganassi vai para os boxes fazer uma nova parada revelando a sua tática de 3 paradas nos boxes. Dixon volta na 5ªPosição a frente de Rahal e de Pigot na entrada da reta oposta, Ainda assim ele vinha detonando seu companheiro de equipe J.R. Hildebrand que não sei porque ele esta como o titular da Ed Carpenter em 2017.

Na Volta 54 o Canadense James Hinchcliffe continuava a pressionar Ryan Hunter-Reay na luta pela liderança e Rossi a menos de 2 segundos cada vez estava mais perto e estavam chegando os retardatários, Muitos deles para os 3 primeiros lugares. o Neozelandês Scott Dixon com 15 segundos atrás vinha tirando a diferença por volta e se aproximando de Graham Rahal na disputa pelo 4ºlugar.

Hunter-Reay e Rossi pararam na volta 57 o que poderia ser a última parada de ambos os pilotos já Dixon iria ter de parar mais uma vez certamente, Hinchcliffe parou na volta seguinte. Antes disso Alexander Rossi tinha conseguido a ultrapassagem no piloto da Schmidt assumindo o 2ºlugar naquele momento. Sebastian Bourdais parou na volta 59 fazendo que Scott Dixon voltasse a liderança com o Norte-americano Josef Newgarden na segunda posição que pressionava o piloto da Ganassi até a 62ªVolta quando o piloto da Penske foi para fazer a sua ultima parada.

Na mesma volta parou o Brasileiro Hélio Castroneves. Scott Dixon vai para a última parada na volta 63. Enquanto isso o Norte-americano Alexander Rossi que vinha nas primeiras posições com possibilidades de vitória acabou com problemas de Motor parando e deixando a prova. Bandeira Amarela acionada.

Hinchcliffe assumiu a liderança com Hunter-Reay em segundo, Bourdais, Newgarden e Dixon nas 5 primeiras posições sendo que Dixon teria em teoria o melhor carro entre os primeiros colocados. Na volta 70 a corrida foi reiniciada. O Canadense James Hinchcliffe disparava na liderança com Hunter-Reay em 2ºlugar com os pneus mais duros o que iria fazer ele ficar mais lento no começo, Mas poderia se beneficiar no final da prova. Dixon era pressionado pelo Graham Rahal disputando o 5ºlugar, Mas de olho em Simon Pagenaud que estava em ótima 7ªposição após largar da última posição.

Na parte final de prova o piloto Hunter-Reay foi diminuindo a diferença para Hinchcliffe em busca de uma briga pela vitória. Tony Kannan passou Mikhall Aleshin, Mas acabou tocando no bico do carro do Russo o que causa um furo de pneu e o piloto da Ganassi que já não estava muito bem acabou tendo sua corrida totalmente comprometida. Takuma Sato abandonou a 7 voltas do final.

Na Volta seguinte o piloto Ryan Hunter-Reay deixa a prova, Todos os pilotos da Andretti com problemas mecânicos na prova de Long Beach. Um papelão do time de Michael Andretti. A Bandeira Amarela de novo e acionada e nas voltas finais o Francês Sebastian Bourdais tentaria um ataque em Hinchcliffe.

A três voltas do final a corrida e reiniciada e Hinchcliffe manteve firme a liderança nas voltas finais enquanto que Bourdais teve de suportar a pressão de Newgarden que buscava ainda o segundo lugar com Dixon e Pagenaud logo atrás. A vitória ficou com James Hinchcliffe que passou 2 anos por maus bocados na Formula Indy tendo sofrido quase um acidente fatal nos preparativos das 500 milhas de Indianapolis de 2015, Uma vitória merecida para a mediana Schmidt Peterson.

Sebastien Bourdais não pode reclamar da vida, O segundo lugar manteve a liderança do campeonato. Josef Newgarden completou o pódio na terceira posição com a Penske (Primeiro pódio na Penske) ficando na frente de Scott Dixon que fez um corridão na Chip Ganassi sendo que ele foi o melhor piloto da prova ficando em 4ºlugar.

Simon Pagenaud fez uma grande corrida largando do 21ºlugar chegando em 5ºlugar. Depois o novato Ed Jones fazendo uma bela corrida ficando em 6ºlugar. Muñoz, Pigot, Castroneves e Rahal completaram os 10 primeiros lugares.

JR Hildebrand se acidentou no final da prova quebrando a sua mão. Resultado disso, Ele teve de operar a mão ficando de fora do GP do Alabama, Mas isso nós vamos contar no próximo post da Formula Indy falando sobre a 3ªEtapa do campeonato.

Resultado Final da 2ªEtapa da Formula Indy
Long Beach

Pos. Piloto Equipe Chassi-Motor Tempo Grid
1 James Hinchcliffe Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1h50m28.9818s 4
2 Sebastien Bourdais Dale Coyne Racing Dallara/Honda 1.4940s 12
3 Josef Newgarden Team Penske Dallara/Chevrolet 2.3160s 8
4 Scott Dixon Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 2.7832s 2
5 Simon Pagenaud Team Penske Dallara/Chevrolet 3.3934s 21
6 Ed Jones Dale Coyne Racing Dallara/Honda 5.7951s 13
7 Carlos Muñoz AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 6.9393s 14
8 Spencer Pigot Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 9.0570s 20
9 Helio Castroneves Team Penske Dallara/Chevrolet 9.3403s 1
10 Graham Rahal Rahal Letterman Lanigan Dallara/Honda 17.8632s 6
11 J.R. Hildebrand Ed Carpenter Racing Dallara/Chevrolet 1 Volta – Acidente 15
12 Mikhail Aleshin Schmidt Peterson Motorsports Dallara/Honda 1 Volta 16
13 Will Power Team Penske Dallara/Chevrolet 1 Volta 9
14 Max Chilton Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1 Volta 19
15 Tony Kanaan Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 1 Volta 11
16 Conor Daly AJ Foyt Enterprises Dallara/Chevrolet 1 Volta 17
17 Ryan Hunter-Reay Andretti Autosport Dallara/Honda 6 Voltas – Elétrico 3
18 Takuma Sato Andretti Autosport Dallara/Honda 7 Voltas – Mecânico 18
19 Alexander Rossi Andretti Herta Dallara/Honda 23 Voltas – Motor 5
20 Marco Andretti Andretti Autosport Dallara/Honda 71 Voltas – Elétrico 10
21 Charlie Kimball Chip Ganassi Racing Dallara/Honda 85 Voltas – Acidente 7

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar