Tapa na cara! – Deivison da Conceição da Silva

Valentino Rossi não merece esse título, Ele perdeu moralmente esse merecimento em Sepang. A corrida estava apenas na entrada da segunda parte. Pra que derrubar Marquez, que estava agressivo porque ele é agressivo por natureza, e depois quando o Rossi começou a falar as besteiras que ele falou na entrevista da quinta-feira, Acabou afetando Marquez por causa dessas declarações. Na corrida, o jovem piloto espanhol com uma moto da Honda desequilibrada lutava com muita garra pelo terceiro lugar com o Rossi. A disputa estava fortíssima com o Rossi passando o Marquez e o Formiga Atômica revidando as ultrapassagens, Claro que MM estava segurando o ritmo do Rossi, não de forma intencional.

Na 7ªVolta,Valentino Rossi terminou a disputa da pior maneira possível. Ele poderia ter esperado ou o Marquez perder o rendimento de vez ou cair, mas ele preferiu se jogar para fora da trajetória e depois às declarações de que o Marquez pediu, isso são um incitação de que ele quis fazer isso. Só por isso, já se dar para analisar que foi branda demais a punição do Rossi. Se eu fosse o comissário e tivesse o poder de dar uma punição, daria 30 segundos de acréscimo de tempo na classificação final do piloto da Yamaha, e até mesmo uma desclassificação seria uma punição plausível. Se é para dar uma punição ao MM, eu daria a punição que deram ao Rossi, que foi largar em último na corrida final em Valência.

Marquez provocou a queda, Mas Rossi não deveria cair no jogo do Piloto da Honda.
Marquez provocou a queda, Mas Rossi não deveria cair no jogo do Piloto da Honda.

O Que o Rossi fez foi fazer o pessoal se impressionar de maneira negativa com ele. Foi o público ficar imobilizado com a atitude de um piloto que não precisava fazer isso. Era preferível que ele tivesse perdido o pódio do que ter ganhar da forma como ele ganhou. Se ele for o campeão ele vai ganhar perdendo, pois esse vai ser um título manchado. Se ele ganhar esse título mais uma vez vai mostrar que fazer o mal no esporte compensa e eu sou um lutador de que não aconteça isso em nenhum esporte. O que mais me choca é que os torcedores do Rossi não admitem o erro dele. Pior que isso, eles acabaram por culpar Marc Marquez, Esses torcedores estão cegos pelo fanatismo. Se analisarem bem, não tem como colocar a maior parte da culpa no Marquez que acabou irritado pelas declarações do Rossi de que ele queria mais o Lorenzo campeão por causa da Argentina e da Holanda, Uma grande bobagem por esses motivos.

Marquez não tem motivos para ajudar Lorenzo como diz Valentino Rossi
Marquez não tem motivos para ajudar Lorenzo como diz Valentino Rossi

Marc Marquez tem Rossi como ídolo

Marc Marquez esta na equipe Oficial da Honda, Ele vai ajudar alguém da Yamaha? Se fosse por isso porque então ele ganhou a corrida de Indianápolis passando o Lorenzo, orque ele não amenizou e deixou o Lorenzo ganhar, pois daí o Rossi teria apenas 2 pontos de distância na frente. Porque o Marquez não amansou contra ninguém? Porque o Marquez pilota nesse estilo e ele é apaixonante nesse estilo. Ou você tem coragem para dividir com ele ou você não segure, pois ele vai te passar de qualquer jeito ou cair tentando, mas tem uma coisa que muita gente não ver: Marc Marquez sabe fazer isso dentro do limite, Só vi o MM exagerar em 1 momento, foi em Jerez em 2013, quando ele jogou na última volta uma espécie de tudo ou nada para cima de Lorenzo e ele conseguiu executar a ultrapassagem sobre o Espanhol.

Lorenzo é rival de Marquez, Ele vai dar ajudar para um adversário ser tricampeão? Não, Claro que não.

Rossi não deveria fazer isso. Sem dúvida em Valência o clima vai ser muito tenso. Se depender de Torcida eu vou torcer para o Lorenzo ser o campeão do mundo. Agora só espero uma coisa: Que ninguém facilite nada para o doutor, porque se acontecer corpo mole dos outros pilotos a credibilidade da MotoGP e de quem fizer corpo mole vai estar definitivamente abalada.

Espero que seja tudo decidido na pista e não no tapetão como o Rossi quer levar o campeonato, pois a sua culpa não tem como voltar ao contraio do caso do Di Grassi que foi injustamente eliminado da prova de Berlin, Ai sim é que deveríamos ter tido apelação da equipe e do piloto que se tivessem apelado teria ganhado, até porque os argumentos da Formula E foram fracos demais para eliminar o Brasileiro. Eu uso esse caso para falar que os argumentos de Rossi são fracos para evitar uma punição que saiu barato demais para ele.

Quando era para revindicarem justiça ao Di Grassi ninguém levantou a bandeira, Quando é para o Rossi quando ele estava errado todo mundo levanta essa bandeira.
Quando era para revindicarem justiça ao Di Grassi ninguém levantou a bandeira, Quando é para o Rossi quando ele estava errado todo mundo levanta essa bandeira.

Eu chego a seguinte conclusão, Se você tem um filho que quer virar piloto, Peço um conselho, não deixe ninguém ensinar como se deve correr, vocês tem a obrigação de ensinar o que é honestidade e ética para seu filho, pois daí ele vai ter uma referência moral para correr em qualquer categoria do esporte a motor.

Não vou generalizar a todos, pois tem pilotos que não prezam o jogo sujo e prestam pelo jogo limpo, disputado, Até que possa ter um toque, mas que seja de corrida e se acontecer um acidente que seja aquele de corrida aonde ninguém saia culpado. Essa geração está perdida, eu acho que a geração de pilotos, não só no Brasil como no mundo em boa parte dos casos pode não ter mais jeito de recuperação. Devemos tentar mostrar aos futuros pilotos que o mal exemplo não pode ser uma normalidade no esporte e que um bom exemplo sempre vale mais do que um mal exemplo, Queremos formar novos grandes pilotos e não novos Nelsinhos Piquet da vida.

Casos como o de Nelsinho Piquet em Cingapura em 2008 é que a MotoGP não pode repetir.
Casos como o de Nelsinho Piquet em Cingapura em 2008 é que a MotoGP não pode repetir.

Por isso é que minha torcida é para o Lorenzo ser o campeão. Eu Não sou fã do Lorenzo, O acho muito sem graça, mas ele não se preocupa em jogar seu adversário e se foca em correr e não ficar falando o que o Rossi falou. Um Piloto de 36 anos parece uma criancinha mimada, que chora achando que ele pode tudo contra todos. Ele teve sorte até agora, mas o que Rossi construiu durante todo o campeonato em 2015 acabou destruindo tudo depois do GP da Malásia. Não importa o que aconteça em Valência, Valentino Rossi já perdeu essa Guerra, mesmo se vencer o campeonato ele vai Ganhar Perdendo!

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP/Motorsport

Iannone coloca a Ducati a pole position em Mugello em dia de Calvário da Honda

Uma pole de uma Moto Italiana com um piloto italiano em um circuito italiano, Foi tudo que os torcedores da Ducati, da Itália na Moto GP queria, A pole para o GP da Itália da MotoGP ficou com Andrea Iannone que marcou 1:46.489 e com as enormes retas a Ducati que vai ter Andrea Dovizioso em 3ºlugar completando a primeira fila que terá Jorge Lorenzo em 2º com a Yamaha, Terá Michele Pirro em 6ºlugar e Yonny Hernandez em 12º.

Para a Honda um dia para esquecer, Se Salvou Cal Crutchlow com o 4ºTempo, Mas Dani Pedrosa com a moto oficial da Honda ficou em 7ºlugar o que já é muito pouco para uma equipe de fábrica como, Pior foi Marc Marquez não se achou com a Moto nesse final de semana, Além de ficar para o Q1 para tentar vaga na fase final de treinamento ficando com o 13ªLugar no Grid de largada, A Honda perdeu a mão da sua moto de Vez mesmo pelo que parece em Mugello.

Amanhã a corrida vai acontecer as 6 da Manhã Horário de Brasília com a Moto 3, As 7 e 10 com a Moto 2 e as 9 da manhã a MotoGP.

Grid de largada do GP da Itália do Mundial de MotoGP:

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 29 Andrea Iannone Ducati Team Ducati 1’46.489
2 99 Jorge Lorenzo Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’46.584
3 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’46.610
4 35 Cal Crutchlow CWM LCR Honda Honda 1’46.657
5 41 Aleix Espargaro Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’46.854
6 51 Michele Pirro Ducati Team Ducati 1’46.870
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’46.875
8 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’46.923
9 25 Maverick Vinales Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’46.934
10 44 Pol Espargaro Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’47.050
11 38 Bradley Smith Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’47.090
12 68 Yonny Hernandez Octo Pramac Racing Ducati 1’47.423
13 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’47.240
14 9 Danilo Petrucci Octo Pramac Racing Ducati 1’47.497
15 8 Hector Barbera Avintia Racing Ducati 1’47.978
16 6 Stefan Bradl Athinà Forward Racing Yamaha Forward 1’48.047
17 45 Scott Redding EG 0,0 Marc VDS Honda 1’48.120
18 76 Loris Baz Athinà Forward Racing Yamaha Forward 1’48.133
19 69 Nicky Hayden Aspar MotoGP Team Honda 1’48.298
20 17 Karel Abraham AB Motoracing Honda 1’48.366
21 19 Alvaro Bautista Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’48.477
22 63 Mike Di Meglio Avintia Racing Ducati 1’48.503
23 43 Jack Miller CWM LCR Honda Honda 1’48.572
24 50 Eugene Laverty Aspar MotoGP Team Honda 1’48.638
25 15 Alex de Angelis E-Motion IodaRacing Team ART 1’49.198
26 33 Marco Melandri Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’51.391

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Foto: MotoGP

Dakar – Estágio 13 – Consagração dos campeões em Buenos Aires

Carros:

Num estágio bem curto que foi esse último estágio acabou consagrando a Robby Gordon e Johnny Campbell que levou o Hummer a vitória com direito a Salto da vitória e com giros na pista, Mas a festa verdadeira ficou para Nasser Al-Attiyah (Qatar)/Matthieu Baumel (França) com o 6ºlugar conquistou o Rally Dakar desse ano, é o segundo dele na sua carreira, Em um Dakar sem erros aonde predominou nas primeiras posições nos estágios e desde do primeiros dias ele ficou na liderança sem dar a menor chance para seus adversários além de alguns dos principais pilotos terem tido problemas como Nani Roma que já teve problemas no primeiro dia e acabou saindo do Dakar na parte final devido a um acidente, Já Stephane Peterhansel teve problemas com a Pegueot e terminou o Dakar apenas em 11ºlugar.

Sobrou para a Dupla Giniel de Villiers e Dirk von Zitzewitz que com a Toyota tentou tirar o Qatari do Topo, Mas ficou a mais em 2ºlugar a mais de 30 minutos dos vencedores apesar de um belo Dakar que essa dupla da Toyota fez, O pódio do Dakar foi completado pelos pilotos Krzysztof Holowczyc (Polônia)/Xavier Panseri (França) com o carro da Mini que dominou o Dakar ficando com o 4ºlugar Erik van Loon (Holanda)/Wouter Rosegaar (Holanda) MINI, Com o 5ºLugar com a Dupla Vladimir Vasilyev (Rússia)/Konstantin Zhiltsov (Rússia) e com o 9ºlugar de Aidyn Rakhimbayev (Cazaquistão)/Anton Nikolaev (Rússia) mostrando que a Mini mesmo sem pilotos como Peterhansel e com os problemas de Orlando Terranova que certamente chegaria entre os 10 primeiros colocados na Classificação Geral. O Único Brasileiro a chegar ao Final do Dakar foi Eduardo Sachs que foi copiloto de Ricardo Leal dos Santos que ficou em 25ºlugar com o carro da Nissan.

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 308 Robby Gordon (Estados Unidos)/Johnny Campbell (Estados Unidos) HUMMER 000:13:16
2 327 Leeroy Poulter (África do Sul)/Robert Howie (África do Sul) TOYOTA 000:13:41
3 316 Emiliano Spataro (Argentina)/Benjamin Lozada (Argentina) RENAULT 000:13:45
4 305 Orlando Terranova (Argentina)/Bernardo Graue (Argentina) MINI 000:13:47
5 303 Giniel de Villiers (África do Sul)/Dirk von Zitzewitz (Alemanha) TOYOTA 000:13:50
6 301 Nasser Al-Attiyah (Qatar)/Matthieu Baumel (França) MINI 000:13:55
7 315 Bernhard Ten Brinke (Holanda)/Tom Colsoul (Bélgica) TOYOTA 000:14:04
8 307 Krzysztof Holowczyc (Polônia)/Xavier Panseri (França) MINI 000:14:05
9 314 Erik van Loon (Holanda)/Wouter Rosegaar (Holanda) MINI 000:14:13
10 310 Vladimir Vasilyev (Rússia)/Konstantin Zhiltsov (Rússia) MINI 000:14:17
11 306 Carlos Souza (Portugal)/Paulo Fiuza (Portugal) MITSUBISHI 000:14:19
12 302 Stephane Peterhansel (França)/Jean Paul Cottret (França) PEUGEOT 000:14:22
13 309 Christian Lavielle (França)/Pascal Maimon (França) TOYOTA 000:14:37
14 329 Aidyn Rakhimbayev (Cazaquistão)/Anton Nikolaev (Rússia) MINI 000:14:52
15 320 Ronan Chabot (França)/Gilles Pillot (França) SMG 000:14:54
16 319 Boris Garafulic (Chile)/Filipe Palmeiro (Portugal) MINI 000:15:08
17 360 Ricardo Leal dos Santos (Portugal)/Eduardo Sachs (Brasil) NISSAN 000:15:24
18 332 Yong Zhou (China)/Andreas Schulz (Alemanha) MINI 000:15:29
19 326 Patrick Sireyjol (França)/Francois-Xavier Beguin (Bélgica) BUGGY 000:15:30
20 333 Pierre Lachaume (França)/Jean Brucy (França) BUGGY MD RALLYE 000:15:41
21 322 Cyril Despres (França)/Gilles Picard (França) PEUGEOT 000:15:46
22 328 Thierry Magnaldi (França)/Guy Leneveu (França) BUGGY DESSOUDE 000:16:09
23 380 David Bensadoun (Canadá)/Patrick Beaule (Canadá) OVERDRIVE 000:16:47
24 334 Stephan Schott (Alemanha)/Holm Schmidt (Alemanha) MINI 000:16:49
25 317 Federico Villagra(Argentina)/Andres Memi (Argentina) FORD 000:17:21
26 368 Piotr Beaupre (Polônia)/Jacek Lisicki (Polônia) BMW 000:19:17
27 362 Jerôme Pelichet (França)/Eugenie Decre (Chipre) TOYOTA 000:19:42
28 345 Nicolas Gibon (França)/Akira Miura (Japão) TOYOTA 000:19:52
29 343 Jun Mitsuhashi (Japão)/Alain Guehennec (França) TOYOTA 000:20:05
30 342 Rodrigo Javier Moreno Piazzoli (Chile)/Jorge Gabriel Araya Diaz (Chile) SAM-MERCEDES 000:20:26
31 383 Johan Van Staden (África do Sul)/Mike Lawrenson (África do Sul) NISSAN 000:22:30
32 340 Bauyrzhan Issabayev (Cazaquistão)/Vladimir Demyanenko (Rússia) TOYOTA 000:23:24
33 352 Jurgen Schroder (Alemanha)/Daniel Schroder (Alemanha) NISSAN 000:26:33
34 393 Kun Liu (China)/Min Liao (China) PROTO DESSOUDE 000:28:10
35 358 Peter Jerie(Austrália)/Laurent Lichtleuchter (França) TOYOTA 000:30:15
36 374 Evgeny Firsov (Rússia)/Vadim Filatov (Rússia) TOYOTA 000:31:16
37 387 Gilles Billaut (França)/Mayeul Barbet (França) BMW 000:34:13
38 311 Marek Dabrowski (Polônia)/ Jacek Czachor (Polônia) TOYOTA 000:36:18
39 378 Omar Alberto Campillay Rojas (Chile)/Maurice Andre Maurin Arevalo (Chile) SAM-MERCEDES 000:38:05
40 339 Benediktas Vanagas (Lituânia)/Andrei Rudnitski (Bielorrússia) TOYOTA 000:39:27

Motos:

podio_dakar_2015_motos

No Estágio final os dois pilotos eslovacos dominaram com a vitória de Ivan Jakes com Stefan Svitko em segundo lugar ambos de KTM, Svitko fechou o Dakar em 5ºlugar, O Chileno Pablo Quintanilla acabou em 4ºlugar na classificação geral e foi o melhor piloto sul-americano do Dakar na categoria Motos (8ºnno último estágio). Mas não foi o Bastante para ficar com o pódio e deter o Australiano Toby Price que fez seu primeiro Dakar nesse ano e acabou conquistando o 3ºlugar na Classificação geral o que foi o mesmo Lugar o que conquistou no 13ºEstágio, Paulo Gonçalves e Marc Coma completaram os 5 primeiros colocados.

Marc Coma venceu pela 5ªVez o Dakar na sua carreira (2006-2009-2011-2014-2015) com sua KTM confirmando seu nome como um dos maiores pilotos do Mundo e o maior em Termos de Rally de longa duração como o Dakar, Mas Coma também contou com a Sorte, pois se o Joan Barreda Bort não tivesse problemas possivelmente seria o vencedor do Dakar desse ano, A Honda mais uma vez ficou sem o título ficando com o Português Paulo Gonçalves como o melhor piloto da Honda no Dakar ficando com o vice-campeonato.

Destaque positivo para as Mulheres foi o desempenho de Laia Sanz que levou sua Honda a uma expressiva 9ªposição na Classificação Geral do Dakar, mostrando que as mulheres podem sim serem competitivas e brigarem a altura dos homens em quaisquer categorias do esporte a motor, Jean Azevedo nosso representante brasileiro fez apenas um Dakar Razoável ficando na 22ªPosição na geral.

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 21 Ivan Jakes (Eslováquia) KTM 000:52:06
2 18 Stefan Svitko (Eslováquia) KTM 000:52:51
3 26 Toby Price (Austrália) KTM 000:53:13
4 7 Paulo Gonçalves (Portugal) HONDA 000:53:21
5 1 Marc Coma (Espanha) KTM 000:55:17
6 37 Hans Vogels (Holanda) KTM 000:55:42
7 15 Frans Vergoeven (Holanda) YAMAHA 000:56:41
8 31 Pablo Quintanilla (Chile) KTM 000:56:58
9 44 Xavier de Soultrait (França) YAMAHA 000:58:00
10 29 Laia Sanz Pla-Giribert (Espanha) HONDA 001:00:01
11 3 Olivier Pain (França) YAMAHA 001:00:05
12 9 David Casteu (França) KTM 001:00:22
13 49 Emanuel Gyenes (Romênia) KTM 001:00:41
14 25 Fabien Planet (França) SHERCO TVS 001:01:19
15 32 Paolo Ceci (Itália) KTM 001:01:25
16 11 Ruben Faria (Portugal) KTM 001:01:28
17 38 Thomas Berglund (Suécia) KTM 001:01:57
18 22 Javier Pizzolito (Argentina) HONDA 001:02:54
19 79 Txomin Arana Cobeaga (Espanha) YAMAHA 001:03:12
20 160 Ondrej Klymciw (República Tcheca) KTM 001:04:16
21 73 Francisco Errazuriz (Chile) HUQSVARNA 001:05:26
22 34 David Pabiska (República Tcheca) KTM 001:07:19
23 45 Bruno da Costa (França) YAMAHA 001:07:33
24 24 Jean Azevedo (Brasil) HONDA 001:08:27
25 14 Alain Duclos (França) SHERCO TVS 001:08:47
26 65 Jurgen van der Goorberch (Holanda) KTM 001:09:45
27 35 Miran Stanovnik (Eslovênia) KTM 001:09:59
28 57 Laurent Lazard (Uruguai) KTM 001:10:58
29 151 Milan Engel (República Tcheca) KTM 001:12:21
30 156 Sakir Senkalayci (Turquia) KTM 001:12:43
31 60 Patricio Cabrera (Chile) KAWASAKI 001:12:55
32 161 Ariel Lopez Jove Esteban (Argentina) KAWASAKI 001:13:12
33 153 Sergio Miguel Petrone (Argentina) YAMAHA 001:15:49
34 63 Patrice Carillon (França) KTM 001:16:00
35 83 Boldbaatar Damdinkhorloo (Mongólia) KTM 001:17:17
36 92 Juan Sebastian Toro (Colômbia) KAWASAKI 001:17:27
37 51 Mart Meeru (Estônia) HONDA 001:19:01
38 46 Mauricio Javier Gomez (Argentina) YAMAHA 001:19:47
39 167 Jasper Riezebos (Holanda) KTM 001:19:55
40 128 Domingo Fernandez Mendez (Espanha) KTM 001:20:07

Quadriciclos:

casalecampeaopraticamente

A Vitória ficou para Willen Saaijman no último estágio do Dakar, Mas a festa ficou com o Polônes Rafal Sonik que quebra uma sequência de conquistas de pilotos sul americanos nos Quadriciclos que dominam o dakar desde de 2010 com o domínio de Alejandro Patronelli e de Marcos Patronelli e com o título de 2014 de Ignacio Casale Sonik ficou em 8º no estágio final do Dakar, Sonik contou com quebra do Quadriciclo do Campeão Ignacio Casale e do Acidente grave que teve o Uruguaio Sérgio Lafuente que disputaram o título com o Polonês. As os Argentinos tiveram motivos para comemorar com o vice-campeonato de Jeremias Gonzales Ferioli que fez belíssimo Dakar nesse ano, Em terceiro lugar ficou o Boliviano Walter Nosiglia para a alegria de Evo Morales.

Suguita_dakar

André Suguita resistiu ao Dakar conquistando na classificação Geral a 10ªposição com a CAM-AM, um motivo de muito orgulho para o Estreante brasileiro no Dakar sendo um dos 18 pilotos a completarem o evento aonde 45 pilotos começaram essa aventura.

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 286 Willen Saaijman (África do Sul) YAMAHA 001:05:05
2 260 Christophe Declerck (França) YAMAHA 001:05:11
3 270 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 001:05:14
4 278 Juan Carlos Carignani (Itália) YAMAHA 001:05:44
5 256 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Paraguai) YAMAHA 001:08:47
6 290 Pablo Luis Bustamante (Argentina) CAN-AM 001:10:21
7 257 Sebastian Palma (Chile) CAN-AM 001:13:00
8 251 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 001:13:21
9 283 Walter Nosiglia (Bolívia) HONDA 001:14:48
10 261 Jeremias Gonzales Ferioli (Argentina) YAMAHA 001:15:54
11 268 Giuliano Horário Giordana (Argentina) YAMAHA 001:18:21
12 265 Santiago Hansen (Argentina) HONDA 001:18:33
13 295 Andre Suguita (Brasil) CAN-AM 001:18:49
14 287 Christian Cajica Pinto (Colômbia) CAN-AM 001:26:01
15 259 Camelia Liparoti (França) YAMAHA 001:27:21
16 281 Carlos Alejandro Verza (Argentina) YAMAHA 001:31:42
17 277 Ricardo Vinet (Chile) CAM-AM 001:34:56
18 299 Paula Galvez (Chile) CAN-AM 001:37:05

Caminhões:

Campeões_caminhõesdakar2015

Nos caminhões domínio completo da Kamaz tendo os três primeiros lugares no pódio e 4 caminhões entre os 5 primeiros colocados. O título ficou com os Russos Airat Mardeev/Aydar Belyaev/Dmitriy Svistunov que ficaram em 3ºlugar no estágio vencido pelo Caminhão da Iveco do Trio Hans Stacey (Holanda)/Serge Bruynkens (Bélgica)/Bernard der Kinderen (Holanda), Superou seus companheiro de equipe Eduard Nikolaev/Evgeny Yakovlev/Ruslan Akhmadeev que ficaram em segundo lugar e do Trio Andrey Karginov/Andrey Mokeev/Igor Leonov que chegaram em terceiro lugar.

Os únicos que conseguiram classificação além da Kamaz entre os 5 primeiros colocados foi o Trio Ales Loprais (República Tcheca)/Marco Alcayna Ferran (Espanha)/Jan van der Vaet (Bélgica) com o Caminhão da MAN que ficou em 4ºlugar, Em quinto lugar ficou os pilotos da Kamaz Dmitry Sotnikov/Igor Devyatkin/Andrey Aferin. No Dakar na América do Sul acabou sendo um oásis russo de vitórias!

Resultado final do último estágio do Dakar: Rosario até Buenos Aires

1 504 Hans Stacey (Holanda)/Serge Bruynkens (Bélgica)/Bernard der Kinderen (Holanda) IVECO 000:20:31
2 508 Marcel van Vliet (Holanda)/Marcel Pronk (Holanda)/Artur Klein (Alemanha) MAN 000:21:52
3 507 Airat Mardeev (Rússia)/Aydar Belyaev (Rússia)/Dmitriy Svistunov (Rússia) KAMAZ 000:22:54
4 520 Dmitry Sotnikov (Rússia)/Igor Devyatkin (Rússia)/Andrey Aferin (Rússia) KAMAZ 000:23:16
5 502 Eduard Nikolaev (Rússia)/Evgeny Yakovlev (Rússia)/Ruslan Akhmadeev (Rússia) KAMAZ 000:24:03
6 506 Martin Kolomy (República Tcheca)/Rene Kilian (República Tcheca)/David Kilian (República Tcheca) TATRA 000:25:01
7 501 Gerard de Rooy (Holanda)/Darek Rodewald (Polônia)/ Jurgen Damen (Bélgica) IVECO 000:25:14
8 500 Andrey Karginov (Rússia)/Andrey Mokeev (Rússia)/Igor Leonov (Rússia) KAMAZ 000:25:14
9 513 Martin van den Brink (Holanda)/Peter Willemsen (Bélgica)/Richard Mouw (Holanda) RENAULT TRUCKS 000:26:51
10 510 Siarhei Viazovich (Bielorrússia)/Pavel Haranin (Bielorrússia)/Andrei Zhyhulin (Bielorrússia) MAZ 000:28:19
11 519 Pascal de Baar (Holanda)/Wouter de Graaff (Holanda)/Martin Roesink (Holanda) RENAULT TRUCKS 000:29:40
12 509 Pep Vila Roca (Espanha)/Xavi Colome Roqueta (Espanha)/Michel Huisman (Holanda) IVECO 000:29:47
13 535 Aleksandr Vasilevski (Bielorrússia)/Valery Kazlouski (Bielorrússia)/Anton Zaparoshchanka (Bielorrússia) MAZ 000:33:27
14 503 Ales Loprais (República Tcheca)/Marco Alcayna Ferran (Espanha)/Jan van der Vaet (Bélgica) MAN 000:33:48
15 532 Ton van Genugten (Holanda)/C.W.J. Van Limpt (Holanda)/Eric H.F. Van Gemert (Holanda) DAF 000:33:49
16 514 Frits van Eerd (Holanda)/Charly Cotlib (Bélgica)/Peter Vervoort (Holanda) DAF 000:33:58

Fotos:

 

Final do Dakar:

Parte 1:

Parte 2:

Parte 3:

Parte 4:

Parte 5:

Resumo do 13ºestágio

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar.com
Vídeos: TV Pública da Argentina

Dakar 2014 – Parte Final – Para a Alegria do Povo Casale é campeão nos quadriciclos

O Gran Finale dessa cobertura do Dakar só poderia ser com a competição dos Quadriciclos onde tivemos a festa chilena com o primeiro título de Ignacio Casale que ficou entre os primeiros colocados desde do primeiro estágio e esteve na hora certa sempre e se aproveitou dos Abandonos do Super Favorito Marcos Patronelli que era candidato fortíssimo ao Bicampeonato e do Uruguaio Sérgio Lafuente que liderou boa parte do Dakar desse ano, Casale no final do Dakar teve como única ameaça o Polonês Rafal Sonik que acabou ficando em 2ºlugar, O Pódio foi completado pelo Holandês Sebastian Husseini, Ao final da competição de 40 quadriciclos apenas 15 pilotos completaram o Dakar, uma carnificina de Quadriciclos que aconteceu nessa edição do Dakar.

Quadriciclos:

Resultado final do Estágio 13 – La Serena a Valparaíso

251 Ignacio Casale (Chile) YAMAHA 2:11:37
255 Sebastian Husseini (Holanda) HONDA 2:12:31
252 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 2:14:44
268 Victor Manuel Gallegos Lozic (Chile) HONDA 2:16:18
296 Sergey Karayakin (Russia) YAMAHA 2:20:24
276 Jeremias Gonzalez Ferioli (Argentina) YAMAHA 2:21:09
262 Alexis Hermandez (Peru) YAMAHA 2:22:15
267 Santiago Hansen (Argentina) YAMAHA 2:22:31
263 Mohammed Abu-Issa (Catar) HONDA 2:22:42
279 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Portugal) YAMAHA 2:24:18
266 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 2:25:33
259 Camelia Liparoti (Itália) YAMAHA 2:26:50

Classificação final do Dakar 2014

251 Ignacio Casale (Chile) YAMAHA 68:28:01
252 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 69:54:53
255 Sebastian Husseini (Holanda) HONDA 74:08:28
263 Mohammed Abu-Issa (Catar) HONDA 78:35:15
268 Victor Manuel Gallegos Lozic (Chile) HONDA 78:51:45
276 Jeremias Gonzalez Ferioli (Argentina) YAMAHA 80:18:21
296 Sergey Karayakin (Russia) YAMAHA 84:08:05
258 Daniel Mazzucco (Argentina) CAN-AM 86:15:52
267 Santiago Hansen (Argentina) YAMAHA 86:19:49
266 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 88:53:17
273 Mauro Almeida (Uruguai) YAMAHA 90:44:07
279 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Portugal) YAMAHA 106:34:10

Avaliação final do Dakar foi de uma competição disputada, Com muita emoção até o final, Duas categorias tendo o vencedor definido por um espaço menor que 5 minutos, Magina depois de 13 dias ganhar ou perder por 5 minutos, Foi bonito ver a  participação dos Bolivianos nesse evento sendo a primeira vez que o Dakar passa pelo país e que deus queira que o Dakar venha um dia para o Brasil, Por falar no Brasil, Achei a participação Brasileira muito pequena, deveríamos levar mais competidores, nesse Dakar as coisas não funcionaram para nossos pilotos que tinham chances de pelo menos se terminasse m o Dakar de lutar pelos top 10 tanto nos Carro como nas motos.

Foi ótimo Fazer esse Dakar e que 2015 seja melhor que 2014 para essa grande competição que já envergou mais não quebrou e encontrou na América uma nova esperança que se tornou realidade.

Fotos:

Fotos: Dakar.com

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Dakar – Estágio 12: O que aconteceu no penultimo dia do Rally Mais perigoso do mundo

Estágio 12:
El Salvador até La Serena

Motos:

Coma praticamente esta com o título nas mãos, O segundo lugar do Espanhol no 12ºdestágio visto em conta do desastre de Barreda que acabou tendo problemas em sua moto e perdeu mais de 2 horas ficando sem chances de título no Dakar. Coma tem quase 2 horas de diferença sobre Jordi Viladoms, A Vitória desse estágio ficou com Cyril Despres.

Resultado do 12ºEstágio das Motos:

1 Cyril Despres (França) YAMAHA 3:58:18
2 Marc Coma (Espanha) KTM 4:00:35
6 Olivier Pain (França) YAMAHA 4:04:11
7 Helder Rodrigues (Portugal) HONDA 4:05:39
4 Jordi Viladoms (Espanha) KTM 4:07:28
26 Daniel Gouet (Chile) HONDA 4:08:10
15 Jakub Przygonski (Polônia) KTM 4:09:03
9 David Casteu (França) KTM 4:09:21
16 Ivan Jakes (Eslováquia) KTM 4:10:22
14 Javier Pizzolito (Argentina) HONDA 4:11:07
30 Riaan van Niekerk (Africa do Sul) KTM 4:17:26
50 Laia Sanz (Espanha) HONDA 4:18:52
19 Stefan Svitko (Eslováquia) KTM 4:21:48
40 Juan Carlos Salvatierra (Bolívia) SPEEDBRAIN 4:31:20
31 Paolo Ceci (Itália) SPEEDBRAIN 4:32:16
57 Bruno da Costa (França) YAMAHA 4:32:25
36 Mario Patrão (Portugal) SUZUKI 4:37:08
28 Henk Knuiman (Holanda) KTM 4:37:58
103 Xavier De Soultrait (França) YAMAHA 4:38:20
52 Claúdio Rodriguez (Chile) HONDA 4:39:31
67 Robert van Pelt (Holanda) HONDA 4:48:07
34 Miran Stanvnik (Eslovênia) KTM 4:48:17
46 Pablo Rodriguez (Argentina) HONDA 4:49:30
69 Hugo Payen (França) YAMAHA 4:50:32
133 Toomas Triisa (Estônia) HONDA 4:50:48
74 Henricus Vogels (Holanda) KTM 4:51:35
41 Felipe Prohens (Chile) YAMAHA 4:52:24
39 David Pabiska (República Tcheca) KTM 4:52:40
65 Eduardo Heinrich (Peru) HONDA 4:55:18
165 Allan Roberts (Austrália) KTM 4:55:26

Carros:

As lamentáveis ordens de equipe podem macular o Dakar desse ano. A briga que esta entre Stephane Peterhansel e Nani Roma pelo título do Dakar. A Mini não precisava disso, jogo de equipe é uma coisa que eu luto contra faz muito tempo. E espero que isso não aconteça realmente, A se destacar o bom momento de Nasser al-Attiyah que esta fazendo grandes resultados nessa parte final do Rally Dakar.

300 Stephane Peterhansel (França) / Jean Paul Cottret (França) MINI 3:38:19
301 Nasser Al-Attiyah (Catar) / Lucas Cruz (Espanha) MINI 3:41:57
304 Nani Roma (Espanha) / Michel Perin (França) MINI 3:44:17
302 Giniel De Villiers (África do Sul) / Dirk von Zitzewitz (Alemanha) TOYOTA 3:49:07
309 Krzysztof Holowczyc (Polônia) / Konstantn Zhiltsov (Rússia) MINI 3:56:25
312 Ronan Chabot (França) / Gilles Pillot (França) SMG 3:56;43
317 Boris Garafulic (Chile) / Gilles Picard (França) MINI 4:03:45
308 Lucio Alvarez (Argentina) / Bernardo Graue (Argentina) FORD 4:04:34
307 Orlando Terranova (Argentina) / Paulo Fiuza (Portugal) MINI 4:08:09
315 Christian Lavieille (França) / Jean-Pierre Garcin (França) HAVAL 4:09:28
330 Federico Villagra (Argentina) / Jorge Perez Companc (Argentina) MINI 4:09:45
314 Vladimir Vasilyev (Rússia) / Vitaliy Yevtyekhov (Ucrânia) MINI 4:09:53
311 Bernhard ten Brinke (Holanda) / Matthieu Raumel (França) HRX 4:12:40
328 Marek Dabrowski (Polônia) / Jacek Czachor (Polônia) OVERDRIVE 4:18:26
319 Yong Zhou (China) / Hong Yu Pan (China) MINI 4:19:23
327 Emiliano Spataro (Argentina) / Benjamin Lozada (Argentina) RENAULT 4:19:49
371 Pierre Lachaume (França) / Jean Michel Polato (França) BUGGY MD RALLYE 4:20:49
332 Martin Kaczmarski (Polônia) / Filipe Palmeiro (Portugal) MINI 4:21:38
322 Adam Malysz (Polônia) / Rafal Marton (Polônia) OVERDRIVE 4:26:05
321 Patrick Sireyjol (França) / Francois-Xavier Beguim (Bélgica) BUGGY 4:29:07
342 Aidyn Rakhimbayev (Cazaquistão) / Vladmir Demyanenko (Rússia) OVERDRIVE 4:36:41
323 Leeroy Poulter (África do Sul) / Robert Howie (África do Sul) TOYOTA 4:42:27
404 Thomas Rundle (África do Sul) / Juan Mohr (África do Sul) TOYOTA 4:42:58
337 Stephan Schott (Alemanha) / Holm Schmidt (Alemanha) MINI 4:45:12
373 Benediktas Vanagas (Lituânia) / Andrei Rudnitski (Bielorrússia) OSC 4:48:33
338 Isabelle Patissier (França) / Thierry Delli-Zotti (França) BUGGY 4:49:20
354 Eric Bernard (França) TRIO II 4:53:12
349 Victor Mastromatteo (Argentina) / Emiliano Fuenzalida (Chile) CHEVROLET 4:54:00
374 Roman Briskindov (Rússia) / Konstantin Meshcheryakov (Rússia) NISSAN 4:55:23
345 Jun Mitsuhashi (Japão) / Alain Guehennec (França) TOYOTA 4:58:45

Quadriciclos:

251 Ignacio Casale (Chile) YAMAHA 5:05:08
255 Sebastian Husseini (Holanda) HONDA 5:10:13
296 Sergey Karayakin (Russia) YAMAHA 5:22:21
252 Rafal Sonik (Polônia) YAMAHA 5:24:18
268 Victor Manuel Gallegos Lozic (Chile) HONDA 5:29:20
263 Mohammed Abu-Issa (Catar) HONDA 5:43:51
273 Mauro Almeida (Uruguai) YAMAHA 5:47:45
267 Santiago Hansen (Argentina) YAMAHA 5:58:11
266 Daniel Domaszewski (Argentina) HONDA 6:01:38
276 Jeremias Gonzalez Ferioli (Argentina) YAMAHA 6:08:02
262 Alexis Hermandez (Peru) YAMAHA 6:20:23
279 Nelson Augusto Sanabria Galeano (Portugal) YAMAHA 6:26:44

Caminhões:

501 Gerard de Rooy (Holanda) / Tom Colsoul (Bélgica) / Darek Rodewald (Holanda) IVECO 4:10:24
506 Andrey Karginov (Rússia) / Andrey Mokeev (Rússia) / Igor Devyatkin (Rússia) KAMAZ 4:10:55
500 Eduard Nikolaev (Rússia) / Evgent Yakovlet (Rússia) / Vladimir Rybanov (Rússia) KAMAZ 4:13:42
545 Anton Shibalov (Rússia) / Robert Amatych (Rússia) / Almaz Khisamiev (Rússia) KAMAZ 4:16:03
549 Dmitry Sotnikov (Rússia) / Vyatchesla Mizyukaev (Rússia) / Andrew Aferin (Rússia) KAMAZ 4:21:54
529 Siarhei Viazovich (Bielorrússia) / Dzmitry Vikhrenka (Bielorrússia) / Aliaksei Neviarovich (Bielorrússia) MAZ 4:31:02
507 Hans Stacey (Holanda) / Detlef Ruf (Alemanha) / Bernard Der Kinderen (Holanda) IVECO 4:40:59
521 Aleksandr Vasilevski (Bielorrússia) / Valery Kazlouski (Bielorrússia) / Anton Zaparoshchanka (Bielorrússia) MAZ 4:48:40
516 Pep Vila Roca (Espanha) / Peter van Eerd (Holanda) / Roqueta Xavi Colome (Espanha) IVECO 4:51:26
511 Wuf van Ginkel (Holanda) / Hugo Kupper (Holanda) / Bert van Donkelaar (Holanda) GINAF 4:54:07
510 Rene Kuipers (Holanda) / Moises Torrallardona (Espanha) / Jan van der Vaet (Bélgica) MAN 4:56:08
542 Artur Ardavicius (Cazaquistão) / Alexey Nikizhev (Cazaquistão) /Radim Kaplanek (República Tcheca) TATRA 4:57:01