GP da Itália – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 2 – 6ªetapa

Com uma leve garoa, os 17 pilotos foram para o Q1 com a pista em situação crítica. Nas primeiras marcações de volta, Simone Corsi da MV Agusta saiu na frente com 1:52.303, seguido de Chantra da Honda Asia Team, Sharyin da NTs e Manzi da Pons.

A 8:30 do final, o piloto malaio da NTS supera Corsi em 16 milésimos e passa a liderar a sessão de repescagem, mas não fica muito tempo na frente, pois poucos momentos depois é superado pelo Tailandês Somkiat Chantra, o primeiro a fazer tempo na casa do 1 minuto e 51 segundos (1:51.824), Garzó também superou Syarhin e passou a 2ªposição, Corsi estava em 4º, na bolha na metade da classificação.

A partir dai, o jovem Fermín Aldeguer de 16 anos, com sua moto da Speed Up começou a se destacar com brilhantismo, A 6:40 do final, passou a liderar a sessão com 1:51.710.

Nos minutos finais, não tivemos muitas modificações na frente, apenas Marcos Ramirez passou para 3º e o Holandês Bo Bendsneyder passou para 4ªposição. Isso fez com que Garzo e Syahrin perdessem seus lugares na zona de classificação.

Bulega, Luthi e Vietti melhoraram seus tempos, mas não foram mudanças significantes para mudar os 4 primeiros colocados, o estreante Fermín Aldeguer passou na primeira posição, junto do piloto da Speed UP se classificaram Chantra, Ramirez e Bendsneyder.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
154Fermín AldeguerMB Conveyors Speed UpBoscoscuro1’51.710
235Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’51.824
342Marcos Ramirez American RacingKalex1’52.006
464Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG TeamKalex1’52.126
540Hector Garzo Flexbox HP40Kalex1’52.160
655Hafizh Syahrin NTS RW Racing GPNTS1’52.287
724Simone Corsi MV Agusta Forward RacingMV Agusta1’52.303
896Jake Dixon Petronas Sprinta RacingKalex1’52.368
962Stefano Manzi Flexbox HP40Kalex1’52.382
1011Nicolo Bulega Federal Oil Gresini Moto2Kalex1’52.455
117Lorenzo Baldassarri MV Agusta Forward RacingMV Agusta1’52.863
126Cameron Beaubier American RacingKalex1’53.008
1313Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’53.111
1412Thomas Luthi Pertamina Mandalika SAG TeamKalex1’53.130
1570Barry Baltus NTS RW Racing GPNTS1’53.564
1675Albert Arenas Kipin Energy Aspar TeamBoscoscuro1’54.566
1710Tommaso Marcon MV Agusta Forward RacingMV Agusta1’54.649

Quando começou o Q2 a pista estava tão complicada como no Q1, nada que impedisse de se realizar a decisão da pole position da Moto 2. Joe Roberts começou na frente com 1:52.897 e se sustentar na frente até que os dois pilotos da KTM tomaram a frente. Segundos depois, San Lowes marcou o segundo tempo e ficou entre os dois pilotos da equipe de Nikias Ajo.

Porém, Gardner acabou tendo sua primeira volta cancelada e caiu para último. Bo Bendsneyder passou para 3º, mas acaba superado por Joe Roberts da Italtrans na sua segunda volta.

A liderança troca de mãos em poucos segundos, Marco Bezzecchi chega a liderar com 1:51.630, mas é superado pelo líder do campeonato Remy Gardner com 1:51.306, depois, com 8 minutos e 30 segundos do final, Lowes baixa o tempo para 1:51.088 e passa a ser o líder do Q2.

Com a chuva ameaçando a cair de vez, Raúl Fernández foi com tudo para tomar a ponta do piloto britânico, e acabou conseguindo ao fazer 1:50.723, o primeiro a romper a casa do 1 minuto e 51 segundos, colocando quase meio segundo em cima de Lowes. Gardner e Navarro vinham em 3º e 4ºlugares, o piloto da Speed Up acaba sendo superado por Fabio di Giannantonio e sua belíssima volta que levou o piloto da Gresini da 9ª para a 4ªposição.

Lowes melhora o tempo, mas o tempo de 1:50.990 não é o bastante para superar Fernández, nesse momento a chuva começa a cair um pouco mais forte e os tempos começam a não melhorar. A não ser por Jorge Navarro, que na penúltima volta, pula de 7º para 6º e na última volta, pulou de 6º para 3º e puxou o tapete de Gardner na primeira fila.

Raúl Fernández conquistou a pole position em Mugello, mais uma vez o jovem piloto espanhol mostra sua enorme capacidade de pilotagem, junto a uma moto da melhor qualidade e consegue um resultado sensacional. Sam Lowes com a Marc VDS e Jorge Navarro da Speed UP, com o chassi Boscoscuro completam a primeira fila, destaque principalmente para Navarro que fez um brilhante trabalho para melhorar sua marca, sob condições muito desfavoráveis.

Remy Gardner da Red Bull ficou frustrado com a 4ªposição, abrindo a segunda fila do grid de largada. Fabio di Giannantonio da Gresini larga em 5º e Tony Arbolino embalado pela ótima corrida em Le Mans (onde o piloto Italiano chegou na 4ªposição) larga na 6ªposição, fechando a segunda fila.

Marco Bezzecchi da VR46 larga em 7º, seguido de Xavi Vierge da Petronas e de Marcel Schrotter da Dynavolt completando a 3ªfila. Joe Roberts completou os 10 primeiros colocados e comandava  a 4ªfila, que teria o companheiro de equipe Lorenzo Dalla Porta e Ai Ogura da Honda Asia Team.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
125Raúl Fernández Red Bull KTM AjoKalex1’50.723
222Sam Lowes Elf Marc VDS Racing TeamKalex1’50.990
39Jorge Navarro MB Conveyors Speed UpBoscoscuro1’51.097
487Remy Gardner Red Bull KTM AjoKalex1’51.306
521Fabio Di Giannantonio Federal Oil Gresini Moto2Kalex1’51.355
614Tony Arbolino Liqui Moly Intact GPKalex1’51.448
772Marco Bezzecchi SKY Racing Team VR46Kalex1’51.462
897Xavi Vierge Petronas Sprinta RacingKalex1’51.497
923Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GPKalex1’51.504
1016Joe Roberts Italtrans Racing TeamKalex1’51.541
1119Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing TeamKalex1’51.793
1279Ai Ogura IDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’51.884
1337Augusto Fernandez Elf Marc VDS Racing TeamKalex1’51.917
1442Marcos Ramirez American RacingKalex1’52.066
1554Fermín AldeguerMB Conveyors Speed UpBoscoscuro1’52.191
1664Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG TeamKalex1’52.480
1744Arón Canet Kipin Energy Aspar TeamBoscoscuro1’52.937
1835Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’53.527
1940Hector Garzo Flexbox HP40Kalex1’52.160
2055Hafizh Syahrin NTS RW Racing GPNTS1’52.287
2124Simone Corsi MV Agusta Forward RacingMV Agusta1’52.303
2296Jake Dixon Petronas Sprinta RacingKalex1’52.368
2362Stefano Manzi Flexbox HP40Kalex1’52.382
2411Nicolo Bulega (Não Largou)Federal Oil Gresini Moto2Kalex1’52.455
257Lorenzo Baldassarri MV Agusta Forward RacingMV Agusta1’52.863
266Cameron Beaubier American RacingKalex1’53.008
2713Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’53.111
2812Thomas Luthi (Não Largou)Pertamina Mandalika SAG TeamKalex1’53.130
2970Barry Baltus NTS RW Racing GPNTS1’53.564
3075Albert Arenas Kipin Energy Aspar TeamBoscoscuro1’54.566
3110Tommaso Marcon MV Agusta Forward RacingMV Agusta1’54.649

A Moto 2 iria largar sobre o choque da notícia de Jason Dupasquier, os pilotos não souberam da notícia, por isso foram para a pista como se não tivesse acontecido nada. Mais uma vez, os dois pilotos da KTM Ajo dominaram a corrida e só foram ameaçados pelo britânico Sam Lowes que caiu a 6 voltas do final. A definição do vencedor da prova até a bandeirada entre Raúl Fernández e Remy Gardner.

Na Largada, Raúl Fernández largou bem melhor que Sam Lowes e assumiu a liderança, Remy Gardner em 2º, Tony Arbolino em 3º, Jorge Navarro em 4º e Sam Lowes que caiu da primeira para a quinta posição. Nas primeiras curvas caiu Lorenzo Dalla Porta, Na curva 10, Augusto Fernández acabou caindo e também abandonando a prova. Enquanto que Simone Corsi faz excelente largada, pulando da 21ª para a 13ªposição.

Logo na segunda volta, Lowes e Di Giannantonio superam Navarro deixando o piloto da Speed UP na 6ªposição. Logo o britânico foi pra cima de Tony Arbolino, a Ultrapassagem de Lowes acontece na terceira volta. Fabio di Giannantonio foi pra cima do piloto da Dynavolt e acabou ganhando a 4ªposição no começo da volta posterior.

Lowes começou a se aproximar de Remy Gardner e de Raúl Fernández. Por outro  lado, Tony Arbolino vinha descendo na classificação caindo para 7ªposição após perder posição para Marco Bezzecchi. Na 5ªVolta, Jorge Navarro foi para o chão e abandonou a prova.

Fernández, Gardner e Lowes fugiram na frente, com Di Giannantonio em 4º, Bezzecchi em 5º, Arbolino em 6º pressionado por Joe Roberts, Schrotter, Ogura e Ramirez completam os Top 10. Ao final da 7ªvolta, detrito na curva 15, algo muito perigoso para os pilotos, mas certamente esse detrito acabou sendo retirado do circuito.

Lowes se aproximava de Gardner, com a briga dos dois, Raúl Fernández aproveitou para abrir 1.4 segundos dos dois. Fabio di Giannantonio se afastou do segundo pelotão e estava em confortável 4ªposição.

Na 10ªVolta, Lowes e Gardner brigavam pela segunda posição, após algumas boas curvas o britânico conseguiu a ultrapassagem e assumiu a segunda posição e começou a tentar partir pra cima de Fernández. Enquanto que Joe Roberts passou Tony Arbolino subindo para a 6ªposição.

No final da 12ªVolta, Fabio di Giannantonio acabou indo para o chão e abandonando a corrida para a tristeza da Gresini. Marco Bezzecchi herdou a 4ªposição, mas com Roberts já visando essa posição, depois vinham Schrotter, Arbolino, Ogura, Ramirez e Garzo.

Joe Roberts foi pra cima de Bezzecchi e acabou passando o piloto da VR46 na 15ªvolta. Sam Lowes já vinha próximo de Fernández e levando com ele o australiano Remy Gardner, mas tudo mudou na 16ªVolta, foi quando Lowes foi ao chão e abandonou uma corrida em que era o único piloto a combater o domínio da KTM Ajo.

Depois disso, a corrida ficou toda nas mãos de Fernández e Gardner. 7.5 segundos atrás vinha Joe Roberts na 3ªposição, mas ameaçado por Marco Bezzecchi.

A poucas voltas do final, Gardner partiu para cima de Fernández com os pneus mais desgastados. Enquanto que Bezzecchi ataca Roberts para recuperar o pódio.

Fernández sustenta a liderança até que na curva 11, o filho de Wayne Gardner foi com tudo para superar seu companheiro de equipe e levar sua moto para a primeira vitória na temporada e a sua segunda vitória na carreira, conseguindo com o resultado continuar na liderança do Mundial, com 6 pontos a frente de Raúl Fernández que liderou a maior parte da prova, mas acabou perdendo a vitória por detalhes e por um desgaste de pneus maior que o Remy.

Joe Roberts acabou na frente de Marco Bezzecchi, mas acabou sendo penalizado por ter passado do limite da pista e acabou deixando a posição no pódio para Bezzecchi da VR46, um bom resultado para a equipe de Valentino Rossi.

Marcel Schrotter conseguiu seu melhor resultado na temporada ao alcançar a 5ªposição a bordo da moto da Dynavolt, seguido de Ai Ogura da Honda Asia Team que largou da 12ªposição para a 6ªposição. Tony Arbolino acabou perdendo posições na corrida e acabou ficando ainda com uma boa 7ªposição em sua 6ªcorrida na Moto 2.

Na reta final de corrida, uma bela disputa pela 8ªposição e ela foi conquistada pelo Norte-americano Cameron Beaubier da American Racing que acabou nos metros finais superando o malaio Hafizh Syarhin da NTS que conquistou seu melhor resultado na temporada. Stefano Manzi da Pons completa os Top 10.

A se destacar o espanhol Fermín Aldeguer que fez um final de semana muito bom, na sua primeira aparição na Moto 2 acabou fazendo uma boa classificação e uma boa corrida, levando a sua Boscoscuro para a 12ªposição.

Resultado final da 6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Itália – Mugello – Moto 2 – 21 Voltas

pospilotoequipemototempo
187Remy Gardner Red Bull KTM AjoKalex39’17.667
225Raúl Fernández Red Bull KTM AjoKalexa 0.014
372Marco Bezzecchi SKY Racing Team VR46Kalexa 8.021
416Joe Roberts Italtrans Racing TeamKalexa 8.004
523Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GPKalexa 12.343
679Ai Ogura IDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 23.170
714Tony Arbolino Liqui Moly Intact GPKalexa 23.764
86Cameron Beaubier American RacingKalexa 34.825
955Hafizh Syahrin NTS RW Racing GPNTSa 34.849
1062Stefano Manzi Flexbox HP40Kalexa 34.965
1144Arón Canet Kipin Energy Aspar TeamBoscoscuroa 35.250
1254Fermín AldeguerMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 35.300
1340Hector Garzo Flexbox HP40Kalexa 35.450
1496Jake Dixon Petronas Sprinta RacingKalexa 36.161
1564Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG TeamKalexa 40.700
1613Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalexa 46.263
1770Barry Baltus NTS RW Racing GPNTSa 46.403
1835Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 48.566
1910Tommaso Marcon MV Agusta Forward RacingMV Agustaa 1’16.213
42Marcos Ramirez American RacingKalexa 3 voltas
22Sam Lowes Elf Marc VDS Racing TeamKalexa 6 voltas
21Fabio Di Giannantonio Federal Oil Gresini Moto2Kalexa 10 voltas
24Simone Corsi MV Agusta Forward RacingMV Agustaa 10 voltas
75Albert Arenas Kipin Energy Aspar TeamBoscoscuroa 10 voltas
97Xavi Vierge Petronas Sprinta RacingKalexa 16 voltas
9Jorge Navarro MB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 17 voltas
7Lorenzo Baldassarri MV Agusta Forward RacingMV Agustaa 19 voltas
19Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing TeamKalexa 21 Voltas
37Augusto Fernandez Elf Marc VDS Racing TeamKalexa 21 Voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da França – Mundial de Motovelocidade 2021 – Corrida da Moto 2

Raúl Fernández conseguiu sua segunda vitória na categoria, o piloto da KTM mesmo perdendo a ponta no começo acabou mantendo a calma e recuperando a liderança, a partir dai, o espanhol levou com primazia sua moto até a bandeirada. Foi uma corrida cheia de quedas, Sam Lowes foi um dos pilotos que foram ao chão e ficou mais distante da briga pelo título. Remy Gardner e Marco Bezzecchi completaram o pódio.

Na largada, Bezzecchi foi melhor que Fernández e tomou a frente. Joe Roberts manteve a 3ªposição, Canet que vinha em 4º acabou caindo na curva 9, deixando uma corrida que poderia ter muito boa para ele. Bezzecchi e Fernández abrem vantagem dos demais pilotos. Na segunda volta, Augusto Fernandez que superou Roberts e vinha em uma ótima terceira posição acabou indo ao chão na curva 11, Joe Roberts retornou a essa posição, com Garzó, Bendsneyder, Baldassarri, Vierge, Lowes e Gardner.

Em uma tentativa de ultrapassagem imprudente, Sam Lowes acabou derrubando Xavi Vierge e atrapalhando Lorenzo Baldassarri (que volta nas últimas posições) tanto o piloto da Marc VDS como o piloto da Petronas abandona na 4ªvolta. Na volta seguinte, Joe Roberts foi para o chão na curva 9.

Diante dessas quedas, Raúl Fernández superou Marco Bezzecchi e voltou para a ponta. Bo Bendsneyder vinha em uma ótima terceira posição, Remy Gardner e Tony Arbolino vinham logo atrás do piloto holandês da SAG.  Hector Garzó vinha na 6ªposição e estava na frente de Fabio di Giannantonio, mas na 7ªvolta, di Giannantonio provoca a queda de Garzó que abandona a prova.

Esse acidente leva Fabio di Giannantonio a levar a punição da volta longa, essa punição levaria o piloto da Gresini na 11ªposição, mas di Giannantonio cometeu um erro ao cumprir a punição. Resultado é que ele teve de fazer novamente a volta longa. Depois de tudo isso, o piloto da Gresini caiu para a 14ªposição atrás de Thomas Luthi.

Lá na frente, Fernández começava a abrir vantagem sobre Bezzecchi que liderava a disputa da 2ª a 5ªposição, Bendsneyder segurava o quanto podia a 3ªposição dos ataques de Gardner e Arbolino (Piloto que largou da 19ªposição e que estava já colocado em 5ºlugar). Em sexto vinha Cameron Beaubier, mas já vinha a mais de 10 segundos atrás e com Ogura, Schrotter, Dalla Porta e Chantra atrás dele completando os 10 primeiros colocados.

No final da 16ªVolta, Gardner passou Bendsneyder e sobe para 3ªposição. Curvas depois foi a vez de Arbolino superar o piloto da SAG e ganhar a 4ªposição.

Raúl Fernández vinha com a corrida sob controle lá na frente, com 1.3 segundos a frente de Bezzecchi que tinha Gardner na sua cola, o australiano queria a segunda posição. Diante da pressão, o piloto da VR46 não resistiu, acabou errando a curva 8 e perdendo a posição para o líder do campeonato.

Nas ultimas voltas, Beaubier acabou caindo e perdendo a chance de conquistar seu melhor resultado na Moto 2. Nas voltas finais, muita disputa pela 6ªposição para trás. A se destacar a ótima recuperação de Fabio di Giannatonio e de Simone Corsi que ganharam posições.

Raúl Fernández abriu mais de 2 segundos de frente para Remy Gardner. Com tranquilidade, o piloto espanhol acabou conquistando a 2ªvitória na temporada e na Moto 2 e ficando a 1 ponto da liderança do campeonato. Liderança essa continua nas mãos de Gardner que ficou na segunda posição, dobradinha da Red Bull Ajo em Le Mans. Marco Bezzecchi completou o pódio, levando a VR46 em mais uma boa corrida.

Tony Arbolino fez uma grande corrida de recuperação, ganhando 15 posições para chegar a uma ótima 4ªposição, seu melhor resultado na sua curta trajetória na Moto 2 e um dos melhores resultados da Dynavolt nos últimos anos. Bo Bendsneyder se segurou na frente, apesar de não conseguir o pódio acabou levando a moto da SAG para a uma ótima 5ªposição. o melhor resultado do piloto Holandês na Moto 2.

Bem longe, O Alemão Marcel Schrotter da Dynavolt foi o melhor do resto da turma, chegando na 6ªposição, na frente de Ai Ogura que ficou até o finalzinho na 6ªposição, o japonês acaba colocado na 7ªposição.

Fabio di Giannantonio e Simone Corsi se recuperaram na reta final, chegando na 8ª e 9ªposições respectivamente. O piloto da Gresini tomou praticamente 2 punições de volta longa, já o outro leva a MV Agusta ao melhor resultado da temporada. O Espanhol Jorge Navarro completa os 10 primeiros colocados.

Lorenzo Dalla Porta da Italtrans, Somkiat Chantra da Honda Asia Team, Nicolò Bulega da Gresini, Marcos Ramirez da American Racing e Albert Arenas da Aspar Martinez chegou a zona de pontuação.

Resultado final do GP da França
Mundial de Motovelocidade – Moto 2 – 25 Voltas

pospilotoequipemototempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex40’46.101
287Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 1.490
372Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 4.599
414Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 7.503
564Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 11.887
623Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalexa 27.829
779Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 27.975
821Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 28.112
924Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 28.204
109Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 28.432
1119Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 28.989
1235Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 28.749
1311Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 29.316
1442Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 31.605
1575Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuroa 32.080
1655Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 32.571
1770Barry BaltusNTS RW Racing GPNTSa 33.309
187Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 39.036
1996Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 41.069
2013Celestino Vietti RamusSKY Racing Team VR46Kalexa 45.599
2110Tommaso MarconMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 1’19.160
6Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 5 voltas
12Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 11 voltas
40Hector GarzoFlexbox HP40Kalexa 19 voltas
16Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 21 voltas
97Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 22 voltas
22Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 22 voltas
62Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 23 voltas
2Alonso LópezMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 23 voltas
37Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 24 voltas
44Arón CanetInde Aspar TeamBoscoscuroa 25 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 em Algarve: Raúl Fernández sobra e vence, Arenas conquista o título da categoria inferior

Raúl Fernández dominou a última etapa do campeonato mundial de Motovelocidade na Moto 3. Uma vitória acachapante sobre os seus adversários. Porém, a disputa que interessava era a disputa do Mundial, Arenas passou sufoco no final, mas acabou dando tudo certo para o piloto da Aspar Martinez, o campeão da temporada, com 4 pontos de diferença para Tony Arbolino da Snipers e Ai Ogura da Honda Asia Team.

Na volta de apresentação, Gabriel Rodrigo da Gresini teve problemas em sua moto e teve de largar dos boxes. Na largada, Fernández larga bem e preserva a liderança. Tatsuki Suzuki passa para segundo, Ogura em 3º e Arenas em 4º. Sasaki, Alcoba, Oncü, Masia, Antonelli e Garcia completava os 10 primeiros colocados. Na segunda volta, Ogura e Arenas passaram por Suzuki e passam a ser 2º e 3ºcolocados. Nessa 2ªVolta, Tony Arbolino ganhou 10 posições na largada, subindo para 17ªposição.

Albert Arenas superou Ai Ogura e ganhou a segunda posição. Porém, Jaume Masia e Jeremy Alcoba penetram nessa disputa e superam e chegam a passar Ogura e Arenas, mas Masia e Foggia precisavam cumprir 2 voltas longas de punição (cumprida na 4ª e na 7ªvolta), que acabou jogando ambos para a parte de trás da classificação.

Jeremy Alcoba começa a aparecer, passa Arenas e assume a segunda posição no começo da 5ªvolta (Curva 3). O jovem piloto da Gresini se torna um adversário muito interessante, diante da disputa do título da Moto 3. Alcoba liderava o Grupo que esta bem atrás de Fernández, mais de 3 segundos de diferença sobre Alcoba, Arenas, Garcia, Sasaki, Oncü, Suzuki e Ogura, com 8 Voltas das 21 voltas previstas em Alvarge. Tony Arbolino já vinha na 9ªposição, liderando o 2ºpelotão.

Fernández começa a abrir absurdos 6 segundos de vantagem com 9 voltas completadas. Na volta 10, Sasaki chega a superar Arenas que acaba dando o troco em cima do piloto da Tech 3. Já Arbolino estava tentando tirar a diferença para o primeiro grupo, ao mesmo tempo que Dennis Foggia e Jaume Masia estavam dando um trabalho para o piloto da Snipers, mas o objetivo de chegar no primeiro pelotão estava sendo bem sucedido.

A 10 voltas do final, liderados por Foggia, Masia e Arbolino, o segundo pelotão chegou em parte do pelotão da frente. Alcoba, Arenas e Suzuki abriram uma folga de Sergio Garcia, Ayumi Sasaki, Ai Ogura e Deniz Oncü.

Suzuki passa Arenas no final da 14ªVolta, passando a ser 3ºcolocado, O piloto da Aspar Martinez passou a ser pressionado por Foggia e Masia. Enquanto isso, Tony Arbolino supera Ai Ogura, ganhando a 9ªposição. Curvas depois, Sasaki foi superado por Arbolino e Ogura.

Na volta 15, os pilotos da Leopard Racing superaram Arenas que vinha em nítida queda de rendimento, enquanto que Arbolino vinha subindo na classificação desde da largada. Na 16ªVolta, Foggia e Masia passaram por Alcoba e Suzuki e assumiram a 2ª e 3ªposições.

A 5 voltas e meia do final, Arbolino chega em Arenas e travam o duelo mais importante da corrida e um dos mais importantes para o campeonato. Com muito mais moto, o piloto da Snipers supera o líder do campeonato. Ogura já vinha em desespero maior a poucas voltas do final.

A 4 Voltas do final, Ogura quase foi ao chão e se fosse, levaria Arenas junto. A sorte de Arenas que perdeu posições é que Arbolino vinha em 6º, mas a 2 segundos de Foggia, Alcoba, Suzuki e Garcia. Jaume Masia acabou indo para o chão a menos de 4 voltas do final. Além disso, Darryn Binder vinha dando trabalho para Arbolino, brigando pela posição.

Raúl Fernández vinha 9 segundos a frente do Foggia. A corrida estava tranquila para o piloto da Red Bull Ajo. Tatsuki Suzuki que vinha brigando pelo pódio, caiu na penúltima volta. Arbolino sobe para 5ªposição. Arenas vai para 7ªposição e Ogura para a 9ªposição.

Na última volta, Arenas perde posições, caindo para 12ªposição e sai da pista. Era uma chance para Arbolino e Ogura de que algo mudasse.

Raúl Fernández conquista a vitória, com toda a facilidade do mundo, de ponta a ponta, como quase nunca acontece na Moto 3. Dennis Foggia sofrendo 2 punições de volta longa, chegando a ficar fora da zona de pontuação acabou fazendo uma incrível prova de recuperação, na segunda posição. Jeremy Alcoba completou o pódio, o primeiro da carreira do jovem piloto da Gresini. Sergio Garcia terminou muito bem a sua temporada, com a 4ªcolocação em Alvarge.

Albert Arenas acabou conquistando o título, mesmo terminando na 12ªposição acabou sendo o suficiente para vencer o Mundial da Moto 3, com 4 pontos de frente para Tony Arbolino e Ai Ogura, que empataram em pontos e nesse caso o piloto da Snipers ficou com o vice-campeonato e o Nipônico ficou com a 3ªposição. Arbolino ficou com a 5ªposição e Ogura ficou na 9ªposição.

O Portalsportszone parabeniza o título de Albert Arenas da Aspar Martinez. Pelo campeonato tão difícil e complicado como foi o campeonato desse ano.

Fotos:

Resultado final do GP de Portugal
Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – 21 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 – GP da Comunidade Valenciana

Começando o Q1 com Albert Arenas na repescagem, o líder do campeonato precisava passar para o Q2. A Pista estava bem escorregadia no começo da sessão. Três pilotos caíram na primeira volta: Ricardo Rossi, Gabriel Rodrigo (Foi o Rossi que derrubou o piloto da Gresini) e Carlos Tatay.

Alonso Lopez foi o mais rápido na primeira volta. Nepa, Baltus e Kolfer eram os outros classificados. A 9 minutos do final, Arenas voltou para a pista, enquanto que outros pilotos continuavam a andar rápido.

A 7 minutos do final, Jason Dupasquier da Prustel foi para 2º, com Binder, Baltus e Yamanaka em 3º, 4º e 5ºlugares. Arenas tentou a melhor volta, mas não conseguiu, acabou ficando em 4ºlugar após ser superado por Darryn Binder da CIP Green.

Lopez continuava na liderança, com 1:41.889 feito na primeira volta. Até que a menos de 3 minutos do final, John McPhee faz 1:41.852 e passa a liderar a sessão. Porém, a marca foi dizimada por Arenas, com 1:40.598 passando a liderar a sessão a 2:10 do final do Q1. Yamanaka estava em 2º, McPhee e Lopez completavam os 4 primeiros colocados.

Alonso Lopez fez uma nova volta e subiu para a segunda posição a 1:20 do final da sessão, mas acabou superado pelo escocês John McPhee. A 30 segundos do final, Darryn Binder supera a marca de Arenas e passa para a ponta da sessão.

Com o cronometro Zerado, McPhee baixa sua marca para 1:39.996 (O primeiro a ficar abaixou do 1 minuto e 40 segundos) e depois Arenas com 1:39.677 melhoraram as marcas. A surpresa foi Ricardo Rossi que fica em 2º, entre Arenas que foi o mais rápido e McPhee que ficou em 3º. Darryn Binder acabou ficando com a última volta ao Q2. Stefano Nepa acabou ficando em 5ºlugar, ficando por pouco no Q1. Alonso Lopez ficou numa frustrante 7ªposição após ficar o tempo todo nas primeiras posições.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
175Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTM1’39.677
254Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’39.806
317John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’39.996
440Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’40.408
582Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTM1’40.634
66Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda1’40.665
721Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’40.727
873Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’40.802
950Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’40.927
1070Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTM1’41.081
119Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’41.142
1271Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’41.242
137Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’42.079
1489Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’42.774
152Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3HondaSem Tempo
1699Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMSem Tempo

Com a pista em melhores condições, a decisão de quem seria o pole começou com os 4 principais postulantes ao título dentro dessa disputa. Arenas, Ogura, Vietti e Albolino junto de outros 14 pilotos nessa briga.

Na primeira volta, Fenati foi o mais rápido, seguido de Tatsuki Suzuki e Ai Ogura nas 3 primeiras posições. Arenas vinha em 6º, atrás de Alcova e Masia, Vietti vinha em 14º e Arbolino vinha em 18º. Porém, tinha muito tempo pela frente a 10 minutos do termino da sessão.

Ogura foi com tudo e tomou a ponta de Fenati a 10 minutos do final da sessão, marcando o tempo de 1:38.578. Suzuki da SIC58 subiu para 2º, seguido de Kaito Toba e Raúl Fernández da KTM e de Arenas da Aspar Martinez. A 8 minutos do final, o líder do campeonato acabou superado pela bela volta de Deniz Önci da Tech 3.

A 5 minutos do final, Ogura liderava com 12 milésimos a frente de Suzuki. Toba, Fenait, Oncu, Arenas, Alcoba, Masia, Fernández e Migno. A 4 minutos do final, os pilotos começam a voltar para a pista, era a reta final da classificação.

Ogura estava resistindo na liderança, até que Darryn Binder, vindo do Q1 passou para a ponta a pouco mais de 1 minuto do final. Com o cronometro já zerado, Kaito Toba e Raúl Fernández colocam as motos da equipe Ajo na primeira fila, com a 2ª e a 3ªposições. Vietti tentou melhorar no final, mas acabou ficando com uma frustrante a 9ªposição.

Darryn Binder acabou com a pole position para a prova de domingo. O sul-africano da CIP Green marca a 1ªpole do ano. Os dois pilotos da KTM ajo completam a primeira fila, Kaito Toba com uma bela segunda posição e Raúl Fernández ficando com a 3ªposição.

Jaume Masia, o representante da Leopard Racing no Q2 vai largar na 4ªposição, seguido de Andrea Migno da VR46 e de Albert Arenas da Aspar Martinez. O líder do campeonato e o vice-líder do campeonato estariam juntos no Grid, já que o japonês Ai Ogura que tinha a pole nas suas mãos, perdeu posições no final e terminou o sábado na 7ªposição, abrindo a 3ªfila do grid de largada. Tatsuki Suzuki da Sic58, Celestino Vietti da VR46 e Niccolò Antonelli da Sic58 (Que chegou a ficar na 5ªposição na parte final) completam os 10 primeiros colocados.

Fotos:

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
140Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’38.286
227Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTM1’38.329
325Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTM1’38.447
45Jaume MasiáLeopard RacingHonda1’38.490
516Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTM1’38.572
675Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTM1’38.577
779Ai OguraHonda Team AsiaHonda1’38.578
824Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’38.590
913Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM1’38.670
1023Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’38.690
1153Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’38.737
1292Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’38.742
1314Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda1’38.811
1455Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’38.842
1552Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda1’38.979
1617John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’38.990
1711Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1’39.011
1854Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’39.101
1982Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTM1’40.634
206Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda1’40.665
2121Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’40.727
2273Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’40.802
2350Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’40.927
2470Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTM1’41.081
259Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’41.142
2671Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’41.242
277Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’42.079
2889Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’42.774
292Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3HondaSem Tempo
3099Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMSem Tempo

Abrindo o domingo no Mundial de Motovelocidade, a Moto 3 teve 23 voltas que definiram 3 pilotos que vão para Portimão com chances de Título. Isso não impediu que tivéssemos disputa com outros pilotos.

Kaito Toba larga bem e passou para a liderança, mas Darryn Binder voltou a ponta na curva 2, Raúl Fernández passou Toba e curvas depois passou Binder e assumiu a liderança. Arenas larga bem e sobe para 4º. Tony Arbolino teve uma brilhante largada, subindo para a 5ªposição. O piloto da Snipers tentou uma manobra ousada no final da volta, mas isso custou posições para Arbolino.

Na segunda volta, Toba caiu e acabou derrubando Tatsuki Suzuki na curva 5. Assim como na semana passada, Fernández começou a abrir vantagem sobre os demais. Tony Arbolino pulou para 2º, em 2 voltas apenas, o piloto que largou na 13ªposição. Arenas que deixou a prova passada, precisava ter cuidado. Algo que Celestino Vietti não teve. O piloto da VR46 caiu na curva 11 e acabou voltando na última posição.

Arbolino e Binder ficaram um pouco a frente de Arenas,Masia e Oncü. Começando a 6ªVolta, Oncü supera o piloto da Leopard Racing. Arenas não deu bobeira, foi pra cima do Binder e superou o piloto da CIP no final da volta 6, passando para a 3ªposição.

Sergio Garcia veio de surpresa e passou Binder e depois passou Arenas para chegar a 3ªposição. Já Ai Ogura superou Masia e ganhou a 8ªposição, já o piloto da Leopard Racing vinha caindo na tabela de classificação. No final da 8ªVolta (Curva 14), Gabriel Rodrigo e Alonso Lopez foram para chão e abandonaram.

Com 25 pilotos na pista, Fernández vinha na frente com 1.2 segundos de vantagem para Arbolino, Garcia, Arenas, Oncü e Binder. No terceiro grupo, disputando a 7ªposição estavam Andrea Migno, Ai Ogura e Jaume Masia. Na 11ªVolta, Ogura e Masia disputavam a 8ªposição. Enquanto isso, Oncü e Binder disputam a 5ªposição um pouco mais a frente. Isso fez com que Arbolino, Garcia e Arenas fugissem um pouco na frente, brigando pela 2ªposição.

No começo da 14ªVolta, Masia e Ogura superam Migno e passaram para 7ªe 8ªposições respectivamente. No final da volta, Ogura se aproveitou do erro de Masia e ganhou a 7ªposição.

A 9 Voltas do final, Oncü e Biner chegaram em Arenas. O piloto turco chegou a superar o líder do campeonato que acabou dando o troco e voltando a 4ªposição. Arbolino e Sergio Garcia aproveitaram para fugir de Arenas e  tentar se aproximar de Fernández que liderou desde das primeiras curvas da corrida.

Enquanto Oncü dava sufoco em Arenas, Ogura acabou sendo superado por Migno e Masia e caiu para a 9ªposição a 7 voltas do final.

A 5 Voltas do final, Arbolino e Garcia chegaram em Fernández, enquanto que Arenas tinha que segurar Deniz Oncü e Darryn Binder para manter a 4ªposição. Cada ponto importava na reta final do campeonato.

Raúl Fernández resistia na liderança, até que na penúltima volta, Tony Arbolino superou o piloto da KTM Ajo e assumiu a liderança e abriu vantagem na volta final. Já Fernández e Garcia disputaram a 2ªposição, com vantagem para o piloto da Estrella Galícia sobre o piloto da KTM Ajo.

Tony Arbolino vence após largar da 13ªposição, o resultado faz o piloto da Snipers na disputa do título, a apenas 11 pontos atrás de Albert Arenas. Diga-se de passagem, uma excelente corrida de Arbolino. Sergio Garcia repetiu o grande resultado da semana anterior e acabou o dia com a 2ªposição. Raul Fernandez que liderou a maior parte da corrida amargou a 3ªposição, apesar de ter conquistado o 3ºpódio seguido da temporada e da carreira.

Albert Arenas resistiu até o final aos ataques de Darryn Binder e levou uma importante 4ªcolocação que leva o piloto da Aspar Martinez a liderar o campeonato a 1 etapa do final  do campeonato. Darryn Binder e Deniz Oncü completaram os 6 primeiros colocados, principalmente o piloto turco da Tech 3 mostrou muito bom serviço e conquistou seu melhor resultado do ano.

Ai Ogura não conseguiu ficar a frente de Andrea Migno e fechou a etapa de Valencia na 8ªposição, chegando a frente de Jaume Masia da Leopard Racing. Jeremy Alcoba completa o Top 10.

Para a decisão desse domingo em Portimão. Arenas tem a vantagem, lidera com 170 pontos e pode ser o campeão chegando em 2ºlugar. Ai Ogura com 162 pontos e Tony Arbolino com 159 pontos tem boas chances de vencer.

Fotos:

Resultado Final
14ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 3

posPilotoEquipeMotoTempo
114Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda38’17.462
211Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 1.142
325Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTMa 1.297
475Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTMa 2.825
540Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 2.999
653Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 3.208
716Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMa 9.836
879Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 9.852
95Jaume MasiáLeopard RacingHondaa 9.864
1052Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Hondaa 12.802
1117John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 12.879
1255Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 14.513
1382Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTMa 15.340
1423Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 15.619
156Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 24.297
167Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 24.320
1770Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTMa 24.666
1892Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 24.690
1971Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 27.484
209Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 27.754
2199Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMa 28.093
2250Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 28.138
2354Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 30.718
2413Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 48.093
89Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHondaa 2 voltas
2Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 16 voltas
21Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 16 voltas
27Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMa 22 voltas
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 22 voltas
73Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 23 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 – GP da Europa – Raúl Fernández vence pela primeira vez. Arenas cai e briga pelo título fica mais acirrada

Sobre pista seca, a prova da Moto 3 foi dominada por Raúl Fernández, que se aproveitou de um grande acidente, que tirou Vietti, Lopez e Arenas de uma só vez, abriu uma boa vantagem e fez uma corrida tranquila e venceu pela primeira vez na carreira.

Na largada, John McPhee largou muito mal e cai para 9º, Celestino Vietti passou a lidera, com Alonso Lopez pulando de 6º para 2º. Arenas e Rossi completam os 4 primeiros colocados. No meio da primeira volta, Arenas chega a ocupar a segunda posição, mas acaba levando o troco de Lopez e Fernandez,  jogando o líder do campeonato a 4ªposição.

No começo da 2ªVolta, Vietti chega a ser superado por Fernandez e Lopez, mas o piloto da VR46 retornou a ponta. Porém, na curva 5, Vietti caiu e Alonso Lopez acabou indo para o chão. Nisso, Arenas teve sua moto atingida e acabou perdendo o rendimento. Apesar de não ter caído, era praticamente fim de corrida para o piloto da Aspar Martinez.

Com tudo isso, Raúl Fernández disparou na liderança, com quase 2 segundos de vantagem sobre Ricardo Rossi, que logo foi superado pelo Japonês Ai Ogura. Era a chance do japonês até assumir a liderança do campeonato, mas não seria tão fácil assim. Na 3ªVolta, Tony Arbolino superou Rossi e no final da mesma volta, superou Ogura e assumiu a segunda posição.

Após 4 voltas de corrida, Rossi ficou para trás, Arbolino, Binder, Ogura e Sergio Garcia se destacaram do resto do pelotão e começaram a se distanciar dessa turma do meio. Na 5ªVolta John McPhee foi ao chão e praticamente deu adeus as chances de título. Albert Arenas voltou a pista, mas com muitas voltas de atraso, sem nada para fazer na corrida.

Após 6 voltas, Fernandez vinha tranquilo na liderança, com 2.780 segundos a frente de Tony Arbolino e sua turma composta por Garcia, Binder, Ogura e um pouco mais atrás o espanhol da Avintia Carlos Tatay. Todos eles abriram boa vantagem para Kaito Toba, 7ºcolocado que liderava o 3ºgrupo.

Na volta 8, Sergio Garcia vai para cima de Tony Arbolino, os dois brigavam e Ogura e Binder ficavam só de olho nessa briga. Enquanto isso, Toba, Rodrigo, Rossi, Sasaki, Fenati, Migno, Suzuki e Salac brigavam pela 7ªposição. Rossi faz uma bela manobra, superado Kaito Toba e Gabriel Rodrigo passando para a liderança do pelotão, mas Rodrigo superou o piloto da RBE Skull na curva 1 da volta seguinte.

Jaume Masia foi ao chão e abandonou a prova, foi um péssimo final de semana do piloto da Leopard Racing. Alias, um péssimo final de semana da equipe no geral. Seu outro piloto que foi punido com a volta longa não cumpriu a punição nas 3 voltas seguintes e acabou tendo de pagar 2 voltas longas.

Ao começar a 11ªVolta, Ogura passou Garcia, ganhando a 3ªposição, enquanto que Romano Fenati teve de cumprir a volta longa por ter exceder o limite da pista. Na 13ªVolta, Arbolino, Ogura e Garcia disputavam a 2ªposição. Já Binder estava ficando para trás, Arenas ficou a frente dele mesmo sem ter o que fazer na corrida. Apesar disso, injusta a desclassificação do líder do campeonato, poderiam obrigar ele ir aos boxes, pois ele só atrapalhou a corrida do irmão de Brad Binder, não teve pilotagem irresponsável, se tivesse, teria que ter derrubado um piloto ou ter comprometido seriamente a prova de um dos favoritos e isso não aconteceu.

Tatsuki Suzuki foi ao chão também e deixou a corrida, outro piloto foi para o chão foi Dennis Foggia da Leopard Racing. Enquanto Fernández continuava muito na frente, 2.5 segundos depois vinham Arbolino, Garcia e Ogura brigando pelo 2ºlugar. Binder em 5º já vinha um pouco mais atrás e Carlos Tatay em 6º vinha mais atrás do sul-africano. Lá atrás, tinha um pega pra capar pela 7ªposição.

A 7 voltas do final, Niccolò Antonelli vai ao chão e abandona a prova. Enquanto que Ogura volta ao pódio após superar Sergio Garcia. Porém, o piloto da Estrella Galicia não desistiu e tentou recuperar posição. Ogura e Garcia ficaram lado a lado por várias curvas e nessa briga, o japonês levou vantagem sobre o espanhol. Na volta seguinte, foi a vez de Garcia retornar a 3ªposição.

Com essa briga toda, Arbolino conseguia diminuir a vantagem para Fernández que ainda era segura. A 3 voltas do final, as 2 outras posições do pódio estavam indefinidas. Garcia passou Ogura e partiu para cima de Arbolino, que chegou a ganhar um pouco de folego.

Porém, não foi o suficiente para evitar o ataque e posteriormente a ultrapassagem do piloto da Estrella Galícia, passando para 2ªposição, numa ultrapassagem brilhante na entrada da volta final. Ogura precisava do pódio e acabou conseguindo passar Arbolino e garantir a posição no pódio.

Raúl Fernández, o piloto que mais poles conquistou no ano conquistou sua primeira vitória na carreira na Moto 3. Uma grande vitória, a mais tranquila de um piloto no ano de disputas bem apertadas na categoria, Apesar de ser rápido, só agora Fernández começa a colher grandes resultados em 2020.

Sergio Garcia leva a Estrella Galícia ao 1ºpódio do ano, em 2ºlugar, numa corrida muito aguerrida. Ai Ogura foi um dos vencedores do final de semana, além em ficar em uma ótima terceira posição, o Japonês se aproxima de Arenas na disputa pelo título. Os dois primeiros colocados estão agora separados por 3 pontos de distância. Tony Arbolino que ficou por muito tempo em 2º, acabou perdendo o pódio na última volta e terminou a prova na 4ªposição.

Darryn Binder segurou no final os ataques de Carlos Tatay e terminou a prova na 5ªposição. O piloto da Avintia conquistou seu melhor resultado na Moto 3. O companheiro de equipe de Arenas foi muito bem, Stefano Nepa ganhou a disputa no pelotão intermediário e acabou a prova em 7ºlugar, Seguido de Jeremy Alcoba, Filip Salac e Ayumu Sasaki. Apesar de ter tomado 2 punições de volta longa, Romano Fenati conseguiu marcar pontos, em 13ºlugar.

Semana que vem tem mais corrida em Valência (Etapa da Comunidade Valenciana), Arenas pode ser campeão, mas é muito improvável que isso aconteça. A decisão da Moto 3 se encaminha para Portimão no dia 29 de Novembro.

Fotos:

Resultado final da 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 3
GP da Europa – Ricardo Torno – 23 voltas

posPilotoEquipeMotoTempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTM38’29.140
211Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 0.703
379Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 1.005
414Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHondaa 1.037
540Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 13.392
699Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMa 13.424
782Stefano NepaValresa Aspar Team Moto3KTMa 16.719
852Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Hondaa 16.824
912Filip SalacRivacold Snipers TeamHondaa 16.964
1071Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 17.088
1154Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 17.344
1216Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMa 17.467
1355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 17.589
1453Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 18.191
152Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 18.358
166Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 18.441
1792Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 19.128
1850Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 19.583
199Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 27.457
2070Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTMa 27.836
2173Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 31.328
2289Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHondaa 31.661
2313Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 1’20.533
23Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 7 voltas
27Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMa 7 voltas
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 10 voltas
7Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 10 voltas
5Jaume MasiáLeopard RacingHondaa 14 voltas
17John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 19 voltas
21Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 21 voltas
75Albert ArenasValresa Aspar Team Moto3KTMDesclassificado

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP