GP do Qatar – Mundial de Motovelocidade 2023 – 19ªEtapa da Moto 3

Resultado dos Treinos Livres Combinados:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’05.843
2 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’06.049
3 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’06.067
4 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’06.282
5 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 2’06.318
6 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’06.570
7 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 2’06.587
8 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’06.635
9 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’06.689
10 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’06.703
11 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’06.718
12 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’06.754
13 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’06.815
14 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.926
15 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’07.131
16 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’07.198
17 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’07.355
18 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.366
19 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’07.382
20 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’07.475
21 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’07.511
22 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’07.591
23 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’07.754
24 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’07.830
25 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’08.020
26 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’08.239
27 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 2’08.412
28 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’08.480

Classificados para o Q2:

Piloto Equipe Moto Modelo
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW
55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP
43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW

Estão na repescagem:

Piloto Equipe Moto Modelo
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP
6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW
27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP
31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW
7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP

Na noite de Losail, os pilotos da Moto 3 foram para a sessão de classificação do GP do Qatar.

Filippi Farioli e Taiyo Furusato foram os primeiros a entrarem na pista. Já os demais demoraram mais de 2 minutos para saírem dos boxes. Tudo isso porque eles queriam era pegar o vácuo de um piloto rápido.

Com 4:20 de sessão, Farioli marcou 2:07.298 e Furusato com 2:08.353 foram dois pilotos que não ficaram de palhaçada em parar a moto com o vácuo. Aos 5 minutos de sessão, o espanhol Adrian Fernández pulou para a ponta, usando o vácuo de Yamanaka (que marcou o terceiro tempo).

A 8:30 do final da sessão, Farioli melhora seu tempo para 2:06.860, mas Matteo Bertelle (2:06.342) e David Muñoz (2:06.761) superaram o piloto da Tech 3 e passaram as 2 primeiras posições. O malaio Azman passou a ser o quarto colocado deixando Adrian Fernández fora da zona de classificação na 5ªposição. Rossi, Whatley, Toba, Yamanaka, Furusato, Salvador e Fellon vinham logo a seguir. Mario Aji não marcou tempo e Stefano Nepa nem tinha ido para a pista.

Enquanto muitos pilotos foram para os boxes, os pilotos da CIP Green buscaram tempos melhores, Lorenzo Fellon foi para a 8ªposição e David Salvador subiu para a 10ªposição. A 5:45 do final, Adrian Fernández melhora seu tempo e pula para a 4ªposição deixando Azman para fora da zona de classificação.

A 3 minutos do final, todo mundo vai para uma última tentativa de volta. Nisso 7 pilotos ficaram esperando um piloto rápido partir para obter o vácuo para conseguir tempo. Essa praticamente precisa ser combatida já a partir da temporada que vem, pois isso acaba avacalhando as classificações do Mundial de Motovelocidade.

Taiyo Furusato e Filippo Farioli tiveram uma atitude correta de marcarem seus tempos. Com o cronometro zerado, Farioli é recompensado com o melhor tempo com 2:05.960 e  Furusato foi para segundo com 2:06.326. Bertelle e Muñoz completavam a zona de classificação, mas na tentativa final, Muñoz é superado por Adrian Fernández que pulou para a segunda posição com 2:06.106, Matteo Bertelle conseguiu ainda salvar sua vaga para o Q2 ao marcar o 4ºtempo. David Muñoz não só ficou de fora do Q2 como também perder posições para Ricciardo Rossi, Joshua Whatley e Stefano Nepa (que na sua única volta acabou ficando com a 7ªposição) caindo para a 8ªposição. O piloto da Boe terá muito trabalho para se recuperar na prova.

Filippo Farioli da Tech 3, Adrian Fernández da Leopard Racing, Taiyo Furusato da Honda Asia Team e Matteo Bertelle da Snipers seguiram para a fase final da classificação.

Resultado do Q1:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’05.960
2 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 2’06.106
3 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’06.326
4 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’06.342
5 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’06.459
6 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.578
7 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’06.727
8 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’06.761
9 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’07.074
10 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’07.368
11 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’07.386
12 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.573
13 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.808
14 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’09.449

Uma classificação Fundamental para Jaume Masia e Ayumu Sasaki, os dois concorrentes ao título da temporada de 2023 da Moto 3. Vários pilotos saíram nos primeiros segundos de sessão. Sasaki saiu com quase 1 minuto de sessão junto de Collin Veijer, seu companheiro de equipe e “suposto aliado” na luta pelo título já que Veijer venceu o GP da Malásia quando o mais sensato da parte dele seria ceder a vitória para Sasaki que teria 5 pontos a mais na classificação do Mundial.

Com 4:30 de sessão, os primeiros tempos são marcados e o italiano Matteo Bertelle saiu na frente com o tempo de 2:05.253 seguido de Ivan Ortolá e Jaume Masia no Top 3. Diogo Moreira marcou o 4ºtempo, a frente de Romano Fenati e Vicente Perez. Ayumu Sasaki marca o 4ºtempo com 5 minutos de sessão e fica exatamente atrás de Masia.

Na segunda tentativa de volta, Masia marca 2:05.476 e Sasaki marca 2:05.579, mas ambos perderam posições, para Deniz Oncü que marcou 2:05.374 a 7:50 do final (Pulando para a 2ªposição) e para Diogo Moreira (pulando para a 3ªposição). Masia e Sasaki se mantiveram na 4ª e 5ªposições. A liderança continuava nas mãos de Matteo Bertelle.

A menos de 6 minutos do final, Deniz Oncü passou a liderança, chegando a casa dos 2 minutos e 4 segundos (o turco fez o tempo de 2:04.894). Collin Veijer passou para a 5ªposição. 2 minutos depois, Ayumu Sasaki pula para a segunda posição ao marcar 2:05.066. Com tudo isso, Masia cai para a 5ªposição.

A 2:15 do final, Daniel Holgado com 2:04.742 e logo atrás, Diogo Moreira com 2:04.745 passaram por cima de Oncü e assumiram as 2 primeiras posições. Enquanto isso, Ayumu Sasaki foi para os boxes. Na parte final da sessão, Scott Odgen acabou indo para o chão.

Os momentos finais, Romano Fenati e Joel Kelso pularam para a 6ª e 7ªposições. Alguns outros pilotos superaram Masia que foi parar mais para trás no Grid de largada.

Daniel Holgado conquistou a pole position para o GP do Qatar. O piloto da Tech 3 ainda tem chances matemáticas de título e precisava da vitória e de uma combinação de resultados que o fizesse ter uma chance de disputar o título na corrida de Valencia. Enquanto isso, Diogo Moreira larga na segunda posição e busca mais uma vitória, já sem a pressão de disputar o título. Deniz Oncü completa a primeira fila, largando na terceira posição. O piloto da Ajo Motorsport tem uma remotíssima chance de título.

Na luta pelo título do Mundial, Ayumu Sasaki da Husqvarna levou a melhor sobre Jaume Masia da Leopard Racing e vai largar na 4ªposição, abrindo a segunda fila do Grid de largada em Losail. Já Masia vai largar apenas na 10ªposição, abrindo a 4ªfila.

Entre Sasaki e Masia estão o holandês Collin Veijer que tem a missão de ajudar Sasaki na briga com o Masia. Na 6ªposição, Romano Fenati fecha a segunda fila em sua penúltima corrida na Moto 3. Joel Kelso que vem sendo rápido em classificações mas sem grandes resultados em corrida vai abrir a terceira fila que terá a companhia de Matteo Bertelle da Snipers que liderou a primeira parte do Q2, mas depois acabou ficando na 8ªposição sem conseguir melhorar seu tempo inicial.

Ivan Ortola da Angeluss completa a terceira fila, logo a frente de Jaume Masia que terá trabalho para chegar a frente de Ayumu Sasaki nessa corrida. Filippo Farioli da Tech 3 e Vicente Perez da BOE completam a 4ªfila.

Grid de largada:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’04.742
2 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’04.745
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’04.894
4 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’05.066
5 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’05.204
6 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’05.207
7 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’05.250
8 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’05.253
9 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’05.423
10 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 2’05.476
11 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’05.685
12 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 2’05.779
13 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’06.141
14 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 2’06.187
15 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’06.404
16 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.474
17 72 Taiyo Furusatp Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’06.534
18 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’06.690
19 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’06.459
20 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.578
21 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’06.727
22 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’06.761
23 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’07.074
24 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’07.368
25 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’07.386
26 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.573
27 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.808
28 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’09.449

Domingo em Losail seria ou de decisão do campeonato a favor de Jaume Masia ou Ayumu Sasaki, Daniel Holgado e David Alonso conseguiriam levar a decisão do título para Valencia.

Antes mesmo da largada, Filippo Farioli e Mario Aji teriam de cumprir uma volta longa por condução irresponsável. Isso em nada mudava em relação a disputa do título já que Farioli e Aji largavam lá atrás.

Na largada, Deniz Oncü pulou da 3ª para a 1ªposição deixando Daniel Holgado, Ayumu Sasaki, Diogo Moreira e Joel Kelso para trás. Enquanto isso, Jaume Masia larga no meio do bolo e busca ganhar posições.

No decorrer da 1ªVolta, Diogo Moreira assumiu a liderança com Daniel Holgado em 2º que passaram Deniz Oncü. No final da primeira volta, Daniel Holgado passa Diogo Moreira e termina a primeira volta na liderança. Na entrada da segunda fila, Denis Oncü tem a informação de ter queimado a largada tomando dupla volta de punição. Isso poderia acabar arrebentando seu final de semana.

Sasaki assumiu a liderança na 2ªvolta com Moreira, Holgado,, Alonso e Masia que já vinha na 5ªposição. O piloto da Husqvarna ficou na frente até na entrada da terceira volta, quando Diogo Moreira volta a liderar a prova e Jaume Masia passar a ser o segundo colocado, mas Ayumu Sasaki acabou passando ambos e voltou a ponta com Masia e Alonso logo atrás.

Na metade da 3ªvolta surge a primeira polêmica da corrida, Foi quando Jaume Masia vai para cima de Ayumu Sasaki e acaba tocando e jogando seu rival para fora da pista. Com tudo isso, Masia e Sasaki perderam posições e a liderança caiu no colo de Daniel Holgado da Tech 3 que ainda sonhava com o título. Ivan Ortolá passou a ser o segundo colocado e Diogo Moreira da MT Helmets na terceira posição. Jaume Masia caiu para a 5ªposição e Ayumu Sasaki cai para a 8ªposição.

Na entrada da 4ªVolta, Moreira volta a liderar a prova usando o vácuo dos seus adversários, mas duas curvas depois, Holgado passou o piloto brasileiro e voltou a liderar a corrida com Moreira e David Alonso nas 3 primeiras posições. Masia e Sasaki voltaram a ficar juntos na 4ª e 5ªposições. Joel Kelso da CF Moto vinha no bolo, na 6ªposição e na frente de Veijer, Muñoz e Riccardo Rossi. Filippo Farioli que não estava tendo um bom final de semana acabou indo para o chão na curva 4 e foi o primeiro a abandonar a corrida.

Holgado segura a ponta na 5ªvolta. Dois 16 pilotos que estavam no primeiro pelotão estavam Masia e Sasaki na 3ª e 4ªposições só atrás de Holgado e Ortolá que lideravam a prova.

Na 6ªVolta, Ivan Ortolá passa Daniel Holgado e assume pela primeira vez a liderança no Qatar, Dennis Foggia aproveita para passar Holgado também e sobe para a segunda posição, por sua vez, Sasaki ficou em 4º, logo atrás de Holgado. Na mesma volta, Jose Antonio Rueda tomou punição de dupla volta longa por condução irresponsável.

Ayumu Sasaki reagiu a partir do final da 6ªvolta quando passou Jaume Masia e apesar de tomar o troco do piloto da Leopard Racing o piloto nipônico usou a potência da sua Husqvarna e passou para a ponta no começo da 7ªvolta seguido de perto de Masia da Leopard e de Muñoz da Boe. Ivan Ortolá caiu para a 5ªposição, ficando atrás de David Alonso. Daniel Holgado em 6º e Diogo Moreira recuaram bem na classificação após liderarem por alguns momentos a corrida.

Masia foi para cima novamente na curva 6 e acabou espalhando novamente em cima de Sasaki, pela segunda vez na mesma corrida. Era a hora dos comissários de darem uma advertência no mínimo se não para punir o piloto da Leopard com uma volta longa. Com esse incidente, David Muñoz assumiu a liderança, mas Ivan Ortolá tomou a ponta curvas depois. O piloto da Angeluss queria uma terceira vitória na sua penúltima volta pela equipe por onde correu por 2 felizes temporadas (Ortolá corre pela MT helmets em 2024).

Porém, Ortolá espalhou na curva 12 perdendo várias posições, mas não satisfeito acabou duas curvas depois jogando Diogo Moreira para o chão, o piloto brasileiro chegou a voltar a prova, mas já sem possibilidades de obter um bom resultado. Já Ivan Ortolá não saiu impune, acabou punido com a dupla volta longa, isso acabou comprometendo de vez a corrida do piloto da Angeluss que estava indo muito bem.

Na 8ªVolta, Daniel Holgado voltou a liderar a prova e tentou abrir vantagem em cima de Sasaki, David Alonso, Jaume Masia e David Muñoz. Na 9ªVolta, Sasaki passou Holgado e voltou para a ponta, mas quando chegou na reta dos boxes, o piloto da Husqvarna foi engolido por Daniel Holgado que voltou a liderança com Masia passou para segundo e Sasaki caiu para a 3ªposição. David Alonso e David Muñoz completavam os 5 primeiros colocados. Depois vinham, Collin Veijer, Adrian Fernández, Ricciardo Rossi, Joel Kelso, Tairo Furusato, Deniz Oncü, Vicente Perez, Romano Fenati, Matteo Bertelle e Kaito Toba nas 15 primeiras posições.

Na 11ªVolta, Holgado esta na liderança, mas tudo muda, pois Sasaki passa Holgado e vai para a ponta novamente. Masia, Alonso e Veijer lutando pela 4ªposição. Na curva 6, Holgado volta a ponta e tenta abrir vantagem de Sasaki que acaba perdendo a segunda posição para Masia, mas que algumas curvas depois acaba tomando ultrapassagem para Sasaki. Com 5 voltas para o final, a corrida estava longe de ser definida.

Sasaki trava duelo com Holgado para tomar a ponta e levar a decisão para Valencia, Já Masia tentativa ainda fechar a disputa mesmo em Losail. Até aquele momento, tudo iria ser decidido em solo espanhol.

Sasaki acabou tomando passada de Masia na metade da 12ªvolta e caiu para a terceira posição. Na reta final da volta, David Muñoz e Tairo Furusato acabaram indo para fora da pista e perderam a chance de lutarem pelas primeiras posições.

Faltando 4 voltas do final, Masia passa Holgado e pula para a liderança deixando o piloto da Tech 3 entre ele e Sasaki que fica na 3ªposição até que na curva 4 o piloto Japonês toma uma atitude e vai para a segunda posição e parte novamente para o ataque em cima de Masia e vai para a ponta na curva 12, Masia luta e volta a frente na curva seguinte. Ricciardo Rossi, novo personagem na luta pela vitória assume a terceira posição após ultrapassar Daniel Holgado.

3 Voltas para o final, Masia é superado por Sasaki na reta, mas na curva, Masia voltou a ponta enquanto que Sasaki cai para a quinta posição. Holgado, Rossi e Alonso vinham na frente do piloto da Husqvarna.

No momento decisivo da corrida, na curva 6, Sasaki escapa e acaba caindo para a 9ªposição. Os resultados davam o campeonato para Jaume Masia que vinha na liderança. Sasaki se complicou demais no primeiro terço da 14ªvolta e teria que lutar para pelo menos tentar levar a decisão para Valencia, mas já seria difícil Já que Masia, Holgado, Rossi, Alonso e Deniz Oncü que se recuperou brilhantemente na corrida após a punição da volta longa e vinha na 5ªposição.

Masia suporta a pressão de Holgado e mantem a liderança enquanto que Sasaki estava apenas na 9ªposição. E assim foi durante toda a volta. Quando começou a volta final, Masia era pressionado por Rossi e Alonso, mas ambos acabaram cedendo posição para Daniel Holgado que volta a segunda posição. Ayumu Sasaki vai para a 6ªposição após superar Vicente Perez. O japonês precisava ser o 4ºcolocado para não deixar Masia ser o campeão.

Na curva 6, David Alonso passa Deniz Oncü e assume a segunda posição. No final Oncü volta a segunda posição. Sasaki toma a 5ªposição, mas estava longe do 4ºcolocado.

Masia aguenta a pressão, conquista a vitória em Losail e com o 6ºlugar de Ayumu Sasaki, o piloto da Leopard Racing conquista o título da Moto 3. Após ter tido uma batalha contra o imenso domínio dos pilotos da KTM e suas filiadas do Grupo KTM que dominavam o grid e tinham motos melhores que as motos japonesas. Masia chegou aos 271 pontos e abriu 28 pontos de vantagem para Ayumu Sasaki que não poderia de forma nenhuma alcançar o piloto da Leopard Racing. Masia festejou muito a conquista de título após 19 corridas, 4 vitórias, 10 pódios e 6 pódios. Uma grande campanha do piloto espanhol.

O pódio foi completado por David Alonso, o melhor novato da temporada foi o segundo colocado na corrida, mais uma grande corrida do piloto colombiano. Deniz Oncü depois de cumprir a punição após queimar a largada acabou realizando uma recuperação fantástica, principalmente nas voltas finais quando acabou alcançando o 3ºlugar. Se não tivesse queimado a largada era muito possível que o turco pudesse vencer a prova.

Riccardo Rossi obteve uma ótima quarta posição, o piloto da SIC58 chegou a ter posição de pódio nas últimas voltas, mas acabou perdendo esse posicionamento. Vicente Perez fez uma ótima corrida de recuperação e acabou vencendo um duelo com Ayumu Sasaki nos últimos metros para ficar na 5ªposição, seu melhor resultado na carreira.

Ayumu Sasaki perdeu posições a três voltas do final e não conseguiu recuperar posições o suficiente para conseguir adiar essa decisão para Valencia. O 6ºlugar do piloto da Husqvarna foi fatal para que Masia pudesse comemorar o título da temporada.

Matteo Bertelli da Snipers levou sua moto da Honda para a 7ªposição, seguido de Kaito Toba que mais uma vez obteve resultado na zona de pontuação. Daniel Holgado acabou despencando de posição no final da prova e acabou caindo para a 9ªposição, um frustrante resultado para o piloto da Tech 3 que estava a maior parte da prova lutando pela vitória. Collin Veijer fechou o Top 10.

Dois pontos a falar dessa corrida: Jaume Masia teria que ter sido penalizado na segunda empurrada em cima de Ayumu Sasaki. Claro que isso pode não ter decidido o campeonato, mas se o Masia é punido, a história poderia ser outra a favor do piloto da Husqvarna.

Outro ponto a falar são os 5 pontos que Veijer acabou tomando de Sasaki na Malásia pesou para o título ser decidido em Losail. Se o holandês deixasse a vitória ficar com seu companheiro de equipe a vantagem de Masia só seria de 23 pontos. Portanto Sasaki teria uma chance de lutar pelo título em Valencia. A vitória de Veijer foi ótima para o novato, mas acabou fazendo falta na hora que Sasaki precisava.

O Portal Sportszone parabeniza a Jaume Masia pelo título do Mundial de Motovelocidade, categoria Moto 3.

Resultado final da 19ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP do Qatar – Losail – Moto 3 – 16 Voltas

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia  Leopard Racing Honda NSF250RW 33’50.694
2 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 0.068
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.163
4 54 Riccardo Rossi  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 0.285
5 21 Vicente Perez  BOE Motorsports KTM RC250GP a 1.553
6 71 Ayumu Sasaki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1.566
7 18 Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 1.725
8 27 Kaito Toba  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1.846
9 96 Daniel Holgado  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 1.943
10 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 2.019
11 55 Romano Fenati  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 3.634
12 44 David Muñoz  BOE Motorsports KTM RC250GP a 4.003
13 66 Joel Kelso  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 4.060
14 72 Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 4.166
15 48 Ivan Ortolá  Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 4.228
16 99 José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 4.707
17 31 Adrian Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 5.139
18 82 Stefano Nepa  Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 5.221
19 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 5.589
20 43 Xavier Artigas  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 7.934
21 6 Ryusei Yamanaka  Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 8.140
22 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 22.445
23 38 David Salvador  CIP Green Power KTM RC250GP a 22.622
24 20 Lorenzo Fellon  CIP Green Power KTM RC250GP a 33.718
25 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 34.010
26 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 41.722
7 Filippo Farioli  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 13 voltas
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW não correu

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Leopard/Gas Gas/Ajo/SIC58/Boe/Husqvarna/Snipers/Tech 3/CF Moto/Honda Asia Team/Angeluss/MT Helmets

GP da Tailândia – Mundial de Motovelocidade 2023 – 17ªEtapa da Moto 3

Resultado dos Treinos Livres:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 53 Denis Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’41.907
2 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’41.932
3 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’42.034
4 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 1’42.144
5 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’42.210
6 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’42.255
7 99 Jose Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’42.337
8 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’42.430
9 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.457
10 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’42.463
11 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’42.469
12 9 Nicola Carraro Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’42.558
13 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’42.565
14 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’42.574
15 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’42.575
16 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’42.677
17 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’42.721
18 33 Tatchakorn Buasri Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.832
19 19 Scott Odgen VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’42.856
20 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’42.866
21 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’43.040
22 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 1’43.069
23 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’43.098
24 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 1’43.146
25 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 1’43.397
26 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’43.450
27 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’43.496
28 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’43.555
29 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’43.747
30 32 Krittapat Keankum Yamaha Thailand Racing – BOE KTM RC250GP 1’45.723

Classificados para o Q2 direto:

Piloto Equipe Moto Modelo
53 Denis Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
99 Jose Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW
48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP
96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
9 Nicola Carraro Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW

Disputam a repescagem:

Piloto Equipe Moto Modelo
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP
82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP
33 Tatchakorn Buasri Honda Team Asia Honda NSF250RW
19 Scott Odgen VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP
21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP
43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW
20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
32 Krittapat Keankum Yamaha Thailand Racing – BOE KTM RC250GP

Após ter falhado na missão de arrumar lugar no Q2 de forma direta, David Muñoz foi o primeiro a entrar na pista, com os demais saindo para a pista 30 segundos depois.

Após darem uma volta de aquecimento, a maioria da turma voltou para os boxes. Muñoz era um dos poucos pilotos que foram marcar a primeira volta rápida e acabou sendo o mais rápido, com o tempo de 1:43.771 com 3:40 minutos de sessão. Os outros marcaram tempos muito altos. Com 5 minutos de sessão, apenas David Salvador e marcaram tempos juntamente do piloto da Boe.

Os outros pilotos só estavam esperando que um piloto puxasse o pelotão para os outros pegassem o vácuo. O tailandês Krittapat Keankum (piloto convidado que conseguiu tempo para participar da corrida) melhora sua marca para 1:47.214 com quase 6 minutos de sessão. Lógico que para o piloto convidado as esperanças de classificação eram praticamente nulas.

A 8 minutos do final, todo o resto do pelotão partiu para a pista. Na metade da sessão, David Salvador marcou 1:44.566 e passa a ser o segundo colocado. A 6:30 do final do Q1, a bandeira indicando chuva começava a ser balançada pelos fiscais de pista, poderia ser até o fim da sessão, com apenas 3 pilotos marcando volta, mas tudo acabou sendo um alarme falso e a sessão continuou normalmente.

A 5 minutos do final, o australiano Joel Kelso da CF Moto (1:42.450) e David Muñoz da Boe (1:42.826) assumiram as duas primeiras posições , com Stefano Nepa e Adrian Fernández completando os 4 primeiros colocados. Por incrível que pareça ninguém conseguiu melhorar esses tempos e os classificados para o Q2 foram Kelso da CF Moto, Muñoz da Boe, Nepa da Angeluss e Fernández da Leopard Racing. No final, Krittapat Keankum foi para o chão e Scott Odgen, Lorenzo Fellon e Vicente Perez tiveram suas voltas canceladas.

Resultado do Q1:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’42.450
2 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’42.826
3 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’43.000
4 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 1’43.027
5 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’43.103
6 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’43.483
7 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’43.588
8 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’43.603
9 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 1’43.804
10 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’43.905
11 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’43.948
12 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’44.051
13 33 Tatchakorn Buasri Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’44.520
14 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’44.566
15 32 Krittapat Keankum Yamaha Thailand Racing – BOE KTM RC250GP 1’46.158
16 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP Sem Tempo

Na decisão da pole position, 13 dos 18 pilotos incluindo, Deniz Oncü, Daniel Holgado, David Alonso e Diogo Moreira saíram nos primeiros segundos de Q2. Já os dois pilotos da Leopard Racing, os dois pilotos da Husqvarna e David Muñoz continuaram nos boxes. Masia saiu com 1:40 de Q2. 30 segundos depois, Sasaki, Veijer, Adrian Fernández e Muñoz saíram para a pista.

Os primeiros tempos foram marcados com 3:30 de sessão. O Brasileiro Diogo Moreira com 1:42.118 e Taiyo Furusato com 1:42.471 foram os mais rápidos após a primeira rodada de voltas rápidas, logo atrás vinham Jose Antonio Rueda, Matteo Bertelle e Daniel Holgado completando os 5 primeiros lugares. Com 3:50 de sessão, Ryusei Yamanaka da Gas Gas pula para segunda posição com 1:42.267.

Denis Oncü e Riccardo Rossi tiveram suas voltas canceladas por saírem do limite da pista, no caso do piloto Turco foi bem visível a saída dele.

Aos 5:15 de sessão, Jaume Masia marcou o 6ºtempo com 1:42.685, mas acabou sendo superado por Ayumu Sasaki e Adrian Fernández que marcaram o 6º e 7ºtempos deixando o líder do campeonato na 8ªposição. Uma parte dos pilotos foi para os boxes, Diogo Moreira era o líder, mas Ryusei Yamanaka marcou um tempo melhor (1:42.225) e se aproximou do piloto Brasileiro.

8 minutos do final, Daniel Holgado pula para a 5ªposição com 1:42.541. Segundos depois, o holandês Collin Veijer da Husqvarna  passa para a 3ªposição, Rueda da Ajo Motorsport pula para 5º e  David Muñoz da Boe foi para a 6ªposição.

Após essas mudanças de posição, a classificação dos 10 primeiros era a seguinte: Moreira, Yamanaka, Veijer, Furusato, Rueda, Muñoz, Holgado, Alonso, Sasaki e Adrian Fernández. Jaume Masia vinha na 12ªposição a 7 minutos do final do Q2.

Alguns pilotos voltam para a pista a 6 minutos do final. 10 segundos depois, Ayumu Sasaki faz uma grande volta a fica a apenas 1 milésimo do tempo de Diogo Moreira (1:42.119) pulando da 9ª para a segunda posição. Adrian Fernández melhora e pula da 10ª para a 6ªposição.

A 4 minutos do final da sessão, Daniel Holgado e Ryusei Yamanaka voltam para a pista.

A 3:15 do final do Q2, Deniz Oncü desbanca Diogo Moreira e vai a liderança com o tempo de 1:42.061. O mesmo não pode se dizer de Riccardo Rossi que estava próximo de completar uma grande volta, mas acabou indo para o chão na curva 12 e deixou a chance de obter uma primeira fila escapar.

No final da sessão tivemos uma série de quedas que impediram que os pilotos melhorassem seus tempos. Joel Kelso e Tairo Furusato caíram na curva 8. Outro que caiu foi Ryusei Yamanaka que deu sorte por ninguém poderia melhorar seu tempo e lhe tomar a 4ªposição no Grid de largada.

Deniz Oncü acabou conquistando a pole position para o GP da Tailândia. O Turco só precisou de uma volta para ficar na primeira posição, disposto a voltar a briga direta pelo título da temporada de 2023 da categoria menor. Diogo Moreira parecia imbatível na primeira posição, mas acabou perdendo a pole para Oncü e vai largar na segunda posição, esperando repetir o desempenho da Indonésia onde conquistou sua primeira vitória no Mundial. Ayumu Sasaki, vice-líder do campeonato vai completar a 1ªfila. O piloto da Husqvarna ficou a 1 milésimo de Moreira, mas esta bem a frente de Jaume Masia e tem tudo para voltar a liderança do campeonato.

Antigo companheiro de Moreira na MT Helmets, Ryusei Yamanaka abre a segunda fila. o piloto Japonês já tem como certo que não vai continuar na equipe na temporada que vem e vai precisar procurar uma nova equipe para 2024. Seguido do holandês Collin Veijer da Husqvarna e de Taiyo Furusato da Honda Asia Team, o piloto japonês que larga na sexta posição vem vivendo um bom momento na temporada.

Jaume Masia acabou prejudicado no final com as quedas que ocorreram, o piloto da Leopard Racing vai largar na 7ªposição e precisa fazer uma grande corrida para não sair da Tailândia sem a liderança do Mundial. Seu companheiro de equipe, Adrian Fernández fez uma boa classificação e larga na 8ªposição.

O espanhol Jose Antonio Rueda completa a terceira fila com a outra KTM da equipe Ajo. David Muñoz da Boe, Daniel Holgado da Tech 3 e David Alonso da Gas Gas completam a 4ªfila e o Top 12 do Grid.

Grid de Largada:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’42.061
2 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’42.118
3 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’42.119
4 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’42.225
5 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’42.318
6 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.471
7 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 1’42.474
8 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 1’42.501
9 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’42.523
10 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’42.531
11 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’42.541
12 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’42.585
13 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’42.618
14 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’42.695
15 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’42.951
16 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’43.065
17 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’43.108
18 9 Nicola Fabio Carraro Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’44.527
19 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’43.103
20 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’43.483
21 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’43.588
22 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’43.603
23 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 1’43.804
24 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’43.905
25 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’43.948
26 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’44.051
27 33 Tatchakorn Buasri Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’44.520
28 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’44.566
29 32 Krittapat Keankum Yamaha Thailand Racing – BOE KTM RC250GP 1’46.158
30 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP Sem Tempo

A 17ªetapa do Mundial de Motovelocidade na categoria de entrada, primeira atração do dia entrega uma grande corrida e uma reviravolta em relação a classificação do sábado em relação a disputa do título.

Deniz Oncü pula bem e mantem a liderança, já Ayumu Sasaki passou Diogo Moreira assumindo a segunda posição. Ryusei Yamanaka vinha em 4º. Usando a potência da sua Husvarna, Sasaki passou Oncü e assumiu a liderança em questão de poucas curvas.

Nas curvas seguintes, Jaume Masia que largou na 8ªposição já estava na 2ªposição, na cola de Sasaki, Diogo Moreira manteve a terceira posição e Taiyo Furusato vinha na 4ªposição. Deniz Oncü caiu para a quinta posição e David Alonso que largou em 12º já estava na 6ªposição. Veijer, Yamanaka, Ortolá e Muñoz completam as 10 primeiras posições.

Ao final da primeira volta, Moreira passou Sasaki e Masia e assumiu a liderança e permaneceu na frente até o final da 1ªreta oposta quando foi superado por Jaume Masia que passa a liderar a prova. Na metade da 2ªVolta, David Muñoz e Ayumu Sasaki acabaram caindo e deixando a corrida. Era a chance de Jaume Masia de disparar na liderança do Mundial. Daniel Holgado também foi envolvido nesse acidente e caiu para as últimas posições.

Após 3 voltas completadas, Masia era o líder seguido de Furusato, Veijer, Alonso e Moreira nas 5 primeiras posições. Surpresa positiva Taiyo Furusato na luta direta pela liderança. Oncü, Ortolá, Bertelle, Yamanaka e Rueda completavam as 10 primeiras posições.

Na metade da 4ªVolta, Collin Veijer passou Furusato, foi para a luta com Masia e assumiu a ponta da corrida. No começo da volta seguinte tudo muda e Masia recupera a ponta com o colombiano David Alonso na segunda posição na sua cola. Collin Veijer voltou a 3ªposição com Furusato, Moreira, Oncü, Ortolá, Bertelle e Yamanaka no primeiro pelotão da corrida.

O tailandês Busari foi para o chão, mas conseguiu voltar para a corrida. Na sexta-volta, Masia foi superado por Collin Veijer que passou de 6ª para 1ª em meia volta, David Alonso e Diogo Moreira caindo para a quarta posição. Após 6 voltas, Daniel Holgado marcou a melhor volta da prova, em recuperação o piloto da Tech 3 já estava na 16ªposição.

Masia chegou a voltar a ponta, Diogo Moreira também chegou a liderar novamente a corrida, mas acabaram caindo para a segunda e terceira posições. Collin Veijer conseguiu recuperar a liderança, mostrando o seu talento e a força da Husqvarna. Furusato e Oncü vinham na 4ª e 5ªposições.

Na 8ªVolta, Furusato e Moreira que vinham na 3ª e 4ªposições foram superados por David Alonso, Denis Oncü e Ivan Ortolá e caíram para a 6ª e 7ªposições. Collin Veijer e Jaume Masia continuavam nas duas primeiras posições.

Na 9ªVolta, David Alonso passou Jaume Masia assumindo a segunda posição, mas isso não dura por muito tempo não, Masia deu o troco no piloto Colombiano retornando a segunda posição.

Na 10ªVolta, Masia toma a ponta de Veijer, mas pouco tempo depois acabou superado por Deniz Oncü que vai a liderança, David Alonso, Collin Veijer e Taiyo Furusato. Masia caiu para a 5ªposição.

Ao final da 11ªVolta, Collin Veijer aproveita um erro de David Alonso para recuperar a segunda posição, mas no final da reta oposta, a classificação muda por completo. A liderança passou a ser de Collin Veijer seguido de David Alonso, Diogo Moreira, Taiyo Furusato, Deniz Oncü e Jaume Masia.

Na 13ªVolta, o quadro mudou com Taiyo Furusato passando por Diogo Moreira e assumiu a terceira posição. Na volta seguinte, o jovem piloto da Honda Asia Team (Furusato) passou a liderar a corrida pela primeira vez no Mundial depois da primeira reta oposta, mas logo foi superado por David Alonso que assume a liderança.

A 5 voltas do final, a classificação mudava de novo e Jaume Masia recuperava a liderança após ultrapassar Alonso e Furusato na reta oposta. Os cinco primeiros colocados (Masia, Alonso, Veijer, Furusato e Oncü) formam o primeiro pelotão. Na 6ªposição, Diogo Moreira estava ficando para o segundo pelotão.

Ao final da 15ªVolta, David Alonso estava na liderança, mas essa liderança foi tomada por Collin Veijer que passou Masia primeiramente e depois passando o piloto da Gas Gas. Enquanto isso, Daniel Holgado se recupera muito bem na corrida, já estava a apenas 1.1 segundos da liderança, apesar da 9ªposição.

A 3 voltas do final, a luta pela vitória ficou entre Collin Veijer, David Alonso, Taiyo Furusato e Jaume Masia. Ao final da 17ªVolta, o japonês Taiyo Furusato passou da 3ª para a 1ªposição. No começo da penúltima volta, Collin Veijer recupera a liderança com David Alonso, Jaume Masia e Taiyo Furusato. Mais atrás, Matteo Bertelle da Snipers e Daniel Holgado da Tech 3 lutavam pela 5ªposição.

Collin Veijer abriu a última volta na liderança com Masia, Alonso e Furusato na cola, doidos para tirar o holandês da 1ªposição. No final da reta oposta, David Alonso assumiu a liderança e Jaume Masia assumiu a segunda posição. O piloto da Leopard Racing foi para o ataque em cima do piloto Colombiano. O holandês Collin Veijer quase foi para o chão e acabou perdendo posição para Taiyo Furusato e saiu da luta pela vitória.

David Alonso resistiu aos ataques de Masia e conquista a sua 4ªvitória na sua temporada de estreia, voltando a disputa do título em uma grande corrida do piloto que leva a Colômbia mais uma vez para o lugar mais alto do pódio.

Passando Jaume Masia nos últimos momentos da prova, Taiyo Furusato conquistou o seu primeiro pódio da carreira ao cruzar a linha de chegada na 2ªposição. O piloto japonês fez por merecer esse grande resultado desde da sessão de classificação e pela corrida que realizou em solo Tailandês.

Jaume Masia acabou ficando na quarta posição, abre uma boa vantagem em relação a Ayumu Sasaki na liderança do Mundial, mesmo que tenha visto seu lugar no pódio escapar diante dos seus dedos nos últimos momentos da corrida.

Chegando na 5ªposição, o turco Deniz Oncü da Ajo Motorsports foi o pole position, mas não conseguiu transformar seu resultado do sábado em uma vitória no domingo, chegando na frente do espanhol Daniel Holgado que fez uma grande corrida de recuperação, onde o piloto da Tech 3 acabou caindo para as últimas posições após envolvimento no acidente de Sasaki e Muñoz e teve de remar tudo de novo e conseguiu uma grande 6ªposição que ainda o mantem na disputa do título.

Matteo Bertelle da Snipers conquistou a 7ªposição, seu melhor resultado na sua carreira, seguido de Ricciardo Rossi da SIC58, Ryusei Yamanaka da Gas Gas e de Kaito Toba com a outra moto da SIC58.

Ivan Ortolá da Angeluss chegou a lutar pelas primeiras posições, mas acabou perdendo terreno terminando o dia na 11ªposição. Outro piloto que acabou perdendo terreno no final foi Diogo Moreira que teve problemas físicos na parte final de prova e acabou apenas na 13ªposição depois de ter chegado por alguns breves momentos na liderança e ficando no primeiro pelotão na maior parte da prova. Entre Ortolá e Moreira chegou Joel Kelso na 12ªposição.

Xavier Artigas da CF Moto e Adrian Fernández da Leopard Racing completaram a zona de pontuação. A Classificação do campeonato a 3 corridas do final esta desse modo: Jaume Masia com 230 pontos, Ayumu Sasaki com 213 pontos, David Alonso e Daniel Holgado com 205 pontos e Deniz Oncü com 191 pontos.

Resultado final da 17ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Tailândia – Chang – Moto 3 – 19 Voltas

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP  32’45.307
2 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW a 0.266
3 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.359
4 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW a 0.382
5 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.557
6 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 1.133
7 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 1.288
8 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1.307
9 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 1.413
10 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1.445
11 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 1.468
12 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 2.337
13 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 2.409
14 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 6.497
15 31 Adrian Fernandez Leopard Racing Honda NSF250RW a 6.663
16 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 6.813
17 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 6.972
18 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP a 14.484
19 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 15.922
20 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 16.441
21 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP a 18.035
22 9 Nicola Fabio Carraro Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 28.738
23 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 31.758
24 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 33.894
25 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP a 34.011
26 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 34.104
27 32 Krittapat Keankum Yamaha Thailand Racing – BOE KTM RC250GP a 1’15.028
28 33 Tatchakorn Buasri Honda Team Asia Honda NSF250RW a 1 volta
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP a 10 voltas
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 11 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: GasGas/Honda Asia Team/IntactGP/Leopard Racing/Ajo Motorsports/tech 3/Snipers/SIC58/Angeluss/CF Moto/Mt Helmets/BOE

GP da Austrália – Mundial de Motovelocidade 2023 – 16ªEtapa da Moto 3

Resultado dos Treinos Livres:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’36.403
2 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’36.537
3 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’36.566
4 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 1’36.786
5 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’36.816
6 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’36.864
7 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’36.935
8 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’36.977
9 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’37.071
10 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 1’37.081
11 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’37.111
12 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’37.163
13 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’37.286
14 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 1’37.383
15 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’37.411
16 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’37.552
17 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’37.554
18 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’37.623
19 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’37.674
20 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’37.713
21 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’37.738
22 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’37.902
23 9 Nicola Fabio Carraro Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’37.922
24 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’38.005
25 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 1’38.105
26 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’38.106
27 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’38.866
19 Scott Odgen VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’46.460

Classificados para o Q2:

Piloto Equipe Moto Modelo
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP
82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP
27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP

Disputam a Repescagem:

48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP
6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
9 Nicola Fabio Carraro Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP
43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3

Antes da sessão de classificação da categoria menor, tivemos algumas ocorrências, pra começar, Xavier Artigas terá de pagar dupla volta longa na corrida por condução irresponsável. Joshua Whatley teve uma pena mais branda, pagar uma volta longa no dia da corrida por condução irresponsável. Já Scott Odgen só teve problemas em sua moto e não conseguiu arrumar nem se quer tempo para esta qualificado a participar da classificação e da corrida do domingo.

Daniel Holgado, Ivan Ortolá e Tairo Furusato eram os grandes favoritos a conquistarem as vagas para o Q2. Os primeiros tempos saíram aos 3:30 de sessão com o japonês Ryusei Yamanaka com o melhor tempo (1:37.562) seguido de Filippo Farioli, Nicola Carraro e Mario Ajo completando o Top 4, Whatley e Furusato vinham logo atrás na 5ª e 6ªposições.

Com 5 minutos e 20 segundos de sessão, Furusato (1:37.858) e Holgado (1:37.884) melhoram os tempos e pulam para a 3ª e 4ªposições. Carrarro e Aji saíram da zona de classificação.

A 8 minutos do final, Daneil Holgado passou para a ponta após marcar o tempo de 1:37.538 superando Yamanaka em 24 milésimos. David Salvador e Ivan Ortolá subiram para a 5ª e 6ªposições. Nessa altura da sessão, a maioria dos pilotos foram para os boxes e os classificados para o Q2 eram: Holgado, Yamanaka, Farioli e Furusato.

Holgado e Furusato não foram para os boxes, eles continuaram na pista sozinhos até que a turma toda saiu para uma última tentativa de volta rápida, com a maior parte deles buscando o vácuo do piloto da frente.

No último momento da sessão, Ivan Ortolá conseguiu tomar a 4ªposição e levou a última para o Q2 sobrou para Furusato que acabou perdendo posição para Azman e Rueda caindo para a 7ªposição da repescagem. Passaram para o Q2: Daniel Holgado da Tech 3, Ryusei Yamanaka da GasGas, Filippo Farioli da Tech 3 e Ivan Ortolá da Angeluss.

Resultado do Q1:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’37.538
2 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’37.562
3 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’37.631
4 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’37.694
5 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’37.779
6 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’37.814
7 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’37.858
8 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’37.888
9 9 Nicola Fabio Carraro Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’38.088
10 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’38.098
11 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 1’38.124
12 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’38.224
13 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’38.497

Partindo para o começo da decisão da pole position, o australiano Joel Kelso foi o primeiro a entrar na pista, a torcida estava toda com ele. O resto ficou nos boxes por 2 minutos até saírem para a pista. Já os pilotos da Husqvarna saíram dos boxes com 3 minutos de sessão.

Joel Kelso marcou 1:37.863 e ficou na primeira posição até quando David Alonso superou ao marcar 1:37.146, 7 décimos a frente do piloto australiano. O espanhol Vicente Perez  passou para a segunda posição e os dois pilotos da Angeluss (Ortolá e Nepa) completavam as 4 primeiras posições.

A 8:15 do final, Ayumu Sasaki marca 1:36.654, um grande tempo que o leva a liderança da sessão. Denis Oncü foi para terceiro, Adrian Fernández da Leopard Racing foi para 4º e Collin Veijer foi para a 6ªposição após sua primeira volta. A maioria dos pilotos voltaram para os boxes, com exceção de Veijer que melhorou seu tempo e pulou para a primeira fila na 3ªposição. Só atrás de Sasaki e David Alonso.

A 4:30 do final saíram dos boxes Masia, Perez, Muñoz e Ortolá para buscarem suas últimas e decisivas voltas. O restante da turma foi para a pista a 3 minutos do final da sessão.

30 segundo antes, Joel Kelso que saiu antes para a pista subiu para a segunda posição com uma impressionante volta de 1:36.742, mas não o bastante para assustar Sasaki que baixou seu tempo para 1:36.539. A menos de 3 minutos do final, David Alonso cai e deixa a disputa pela pole position.

Jaume Masia voltou para os boxes para que ninguém pegasse seu vácuo, uma boa ideia, mas quando voltou a pista já não tinha tempo para abrir uma volta rápida.

As posições nas duas primeiras posições ficaram consolidadas, com Sasaki e Kelso na frente. Com o cronometro zerado tivemos muitas mudanças onde Stefano Nepa se deu bem e conquistou a terceira posição, seguido de Diogo Moreira e Matteo Bertelle.

Ayumu Sasaki confirmou a pole position em Phillip Island após marcar seu tempo na primeira tentativa. Uma posição importante para o piloto da Husqvarna que busca o título da temporada. Joel Kelso larga em 2º, um grande resultado no sábado que precisava fazer com que o piloto da Casa fizesse um grande resultado na corrida do domingo. Stefano Nepa completa a primeira fila, um ótimo resultado para a Angeluss.

Diogo Moreira que vem de vitória na Indonésia larga em uma ótima quarta posição, o piloto da MT Helmets não apareceu na sessão praticamente em tempo algum. Matteo Bertelle da Snipers e Collin Veijer da Husqvarna, dois pilotos jovens e promissores completam a segunda fila.

Denis Oncü vai abrir a 3ªfila, o piloto da Ajo Motorsport precisava vencer para manter suas chances de título. Custou caro a queda para David Alonso que acabou caindo para a 8ªposição no Grid de largada. O Espanhol Adrian Fernández da Leopard Racing completa a terceira fila.

Vicente Perez, piloto que substitui Ana Carrasco vai partir da 10ªposição, liderando a 4ªfila  que será completada por Daniel Holgado da Tech 3 e Ivan Ortolá da Angeluss.

Grid de largada:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’36.539
2 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’36.675
3 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’36.755
4 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’36.860
5 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’36.978
6 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’37.008
7 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’37.030
8 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’37.146
9 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 1’37.286
10 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 1’37.293
11 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’37.303
12 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’37.378
13 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 1’37.399
14 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’37.465
15 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’37.513
16 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’37.519
17 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’37.661
18 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’38.002
19 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’37.779
20 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’37.814
21 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’37.858
22 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’37.888
23 9 Nicola Fabio Carraro Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’38.088
24 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’38.098
25 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 1’38.124
26 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’38.224
27 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’38.497

No domingo as previsões de chuva se confirmaram. Na ida para o grid de largada, Daniel Holgado, Matteo Bertelle e Diogo Moriera foram para o chão. Vicente Perez acabou indo para a grama, mas voltou sem sofrer danos em sua moto.

Todo mundo conseguiu consertar suas motos e largarem em suas posições, menos Diogo Moreira que acabou largando dos boxes.

Ayumu Sasaki manteve a liderança na largada, seguido de Joel Kelso, Collin Viejer e Adrian Fernández. A chuva era intensa para todo mundo. Em um começo bem corajoso, Adrian Fernández passou para a segunda posição após superar Veijer e Kelso. Quando chegou em Sasaki e até conseguiu passar, mas errou a curva 10, permitindo que Sasaki voltasse a liderança.

Na segunda volta, Fernández passou para a Liderança após precisa ultrapassagem sobre Sasaki. Na curva 4, David Alonso foi para o chão e David Muñoz foi punido com a dupla volta longa por queimar a largada. Fernández é o líder seguido de Sasaki, Veijer, Oncü, Kelso, Masia e Mario Aji que largou na 23ªposição e estava na 7ªposição, bastante confiante em pilotar sobre a chuva e com a melhor volta da prova. Pouco tempo depois, Aji passou Masia e subiu para a sexta posição.

Na 4ªVolta, Adrian Fernández abriu 1.1 segundos sobre Deniz Oncü, seu mais próximo perseguidor que estava liderando o pelotão com Sasaki, Kelso, Veijer e Aji. Holgado vinha na 7ªposição, mas foi superado pelo japonês Taiyo Furusato que assumiu essa posição na volta 5. David Muñoz cumpriu a punição e caiu para a 15ªposição.

Após 6 voltas completadas, Fernández continuava na frente com Oncü, Kelso, Sasaki e Veijer nas 5 primeiras posições. Mario Aji já vinha em 6º a 3 segundos do pelotão. O piloto indonésio estava bem a frente de Furusato que vinha segurando a 7ªposição do grande pelotão intermediário. Quem vinha em maus lençóis era Jaume Masia que vinha na 14ªposição, bem longe das disputas pela liderança.

Diogo Moreira foi para os boxes, ele abandonou a corrida quando viu que não tinha a menor chance de obter algum resultado. Na 8ªvolta, Filippo Farioli da Tech 3 e Ivan Ortolá da Angeluss caíram e abandonaram a disputa.

Na entrada da 11ªVolta, Ayumu Sasaki passou Joel Kelso assumindo a terceira posição. Mais atrás, David Muñoz que vinha se recuperando acabou indo para o chão, era mais um que deixava a prova.

Pouco tempo depois, Joel Kelso recuperou a 3ªposição sobre Ayumu Sasaki. Na frente do piloto australiano vinham Adrian Fernández na ponta com Deniz Oncü em segundo. Em 5ºlugar, Collin Veijer estava também no primeiro pelotão. Mario Aji já vinha 6.3 segundos atrás dos 5 primeiros colocados. Furusato, Fellon, Rossi e Salvador completavam o Top 10 da prova. Jaume Masia vinha na 11ªposição, só faltava mais 3 voltas para computar os pontos totais da prova.

Na 12ªVolta, Mario Aji cai e abandona, perdendo a chance de obter seu melhor resultado na carreira. Na volta seguinte, foi a vez de David Salvador da CIP Green de ir para o chão.

A corrida chega no seu terço final, Sasaki passou Kelso e recuperou a terceira posição. Adrian Fernández continuava na frente, liderando desde da segunda volta com Oncü, Sasaki, Kelso e Veijer nas 5 primeiras posições. Na metade da 15ªvolta, Deniz Oncü tem um desequilíbrio e acaba perdendo posição para Sasaki e Kelso e o turco cai para a 4ªposição.

Na 16ªVolta, Azman vai para o chão e abandona, terminando o domingo nada glorioso da MT Helmets. Ao final da volta, Adrian Fernández vai ao chão e perde a liderança. Pelo menos o piloto da Leopard Racing consegue levantar a moto e voltar na corrida na 5ªposição. Collin Veijer fica para trás na 4ªposição.

Nas voltas finais, Sasaki voltava a liderança seguido de Deniz Oncü que passou a segunda posição após ultrapassar Joel Kelso. Deniz Oncü passou a brigar pela vitória com Ayumu Sasaki que estava doido para vencer a primeira corrida no ano. Na reta final de prova, Vicente Perez e Xavier Artigas vão para o chão e abandonam a prova.

Sasaki abriu a volta final na frente, mas nas curvas finais, Deniz Oncü consegue a ultrapassagem sobre o piloto da Husqvarna, passa para a primeira posição, cruza a linha de chegada e vence pela 3ªvez no ano. O piloto turco se redimiu de uma exibição ruim na Índia e de uma queda no Japão para tentar voltar a briga pelo campeonato. Com uma chuva dessas, Oncü fez uma excelente corrida.

Ayumu Sasaki viu a vitória escapar mais uma vez de suas mãos, mas se o segundo lugar foi frustrante de um lado, para o outro lado, o piloto japonês teve uma segunda posição importantíssima na disputa pelo título, já que Jaume Masia acabou ficando em uma posição bem ruim (8ªposição) deixando Sasaki com 213 pontos, apenas 4 pontos atrás de Jaume Masia que tem 217 pontos no campeonato.

O Australiano Joel Kelso fez um brilhante final de semana e conquistou seu primeiro pódio na sua carreira no Mundial de Motovelocidade com a terceira posição após se manter no pelotão da frente por toda a corrida. Collin Veijer acabou ficando para trás na reta final de prova e ficou na 4ªposição. Não foi dessa vez que o holandês conquistou seu primeiro pódio no Mundial, mas esse pódio não vai demorar para acontecer, ele estar para chegar.

Adrian Fernández fez uma corridaça, liderou a maior parte da prova e poderia ter vencido de não tivesse caído, foi uma pena a queda, mas o piloto da Leopard Racing se levantou e conseguiu voltar a prova chegando a 5ªposição.

Das disputas na parte de trás, Riccardo Rossi conseguiu uma boa 6ªposição após superar os adversários desse grupão como Filippo Farioli que conseguiu fazer uma boa corrida e chegou na 7ªposição. O líder do campeonato, Jaume Masia não foi bem, mas apesar do modesto 8ºlugar o piloto da Leopard continua na liderança do Mundial com 4 pontos a frente de Ayumu Sasaki.

Matteo Bertelle da Snipers e Lorenzo Fellon da CIP Green fecharam as 10 primeiras posições. Fellon marcou seus primeiros pontos na temporada com esse Top 10. Nicola Carraro também fez seus primeiros pontos com a 11ªposição. Stefano Nepa da Angeluss, Daniel Holgado da Tech 3, Joshua Whatley da Visiontrack e Ryusei Yamanaka da Gas Gas fecharam a zona de pontuação. Holgado teve mais um resultado ruim e fica cada vez mais alijado da luta pelo título da temporada da categoria de entrada do Mundial de Motovelocidade.

Resultado final da 16ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Austrália – Phillip Island – Moto 3 – 21 Voltas

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 39’57.919
2 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.407
3 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 4.392
4 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 23.062
5 31 Adrián Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW a 31.661
6 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 31.702
7 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW a 32.236
8 5 Jaume Masià Leopard Racing Honda NSF250RW a 32.923
9 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 33.379
10 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP a 35.375
11 9 Nicola Carraro Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 46.470
12 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 53.566
13 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 1’02.607
14 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 1’02.880
15 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 1’16.638
16 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 1’30.027
17 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1’52.035
18 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 1 volta
21 Vicente Pérez BOE Motorsports KTM RC250GP a 3 voltas
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 7 voltas
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP a 9 voltas
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 10 voltas
80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 11 voltas
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP a 12 voltas
48 Iván Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 13 voltas
7 Filippo Farioli Red Bull KTM RC250GP a 13 voltas
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 16 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Leopard Racing/Ajo Motorsport/Husqvarna/CF Moto/SIC58/Honda/CIP Green/tech 3/Snipers/MT Helmets

GP do Japão – Mundial de Motovelocidade 2023 – 14ªEtapa da Moto 3

Final de semana na casa dos japoneses e na casa da Honda. A opção dos japoneses por pilotos estava depositado em Ayumu Sasaki,Tatsuki Suzuki, Kaito Toba, Ryusei Yamanaka e Taiyo Furusato. Também tinha a opção de torcer pelas motos da Honda contra o imenso poderio dos pilotos da KTM e suas filiadas.

Resultados dos treinos livres – Tempos combinados:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 1’56.148
2 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’56.632
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’56.660
4 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’56.661
5 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’56.813
6 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’56.900
7 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’56.942
8 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’57.007
9 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’57.028
10 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’57.131
11 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW 1’57.156
12 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’57.171
13 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’57.176
14 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’57.250
15 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’57.252
16 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’57.315
17 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’57.350
18 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’57.532
19 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’57.784
20 92 David Aamansa Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’57.812
21 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’57.843
22 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’58.030
23 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’58.179
24 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’58.354
25 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 1’58.765
26 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’58.933
27 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 1’59.016

Classificados para o Q1:

piloto Equipe Moto Modelo
5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW
96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP
80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP
24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP

Disputam a repescagem:

piloto Equipe Moto Modelo
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW
99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
92 David Aamansa Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP
7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP

Para a repescagem, Taiyo Furusato um piloto que esta em evolução na Moto 3 tinha a obrigação moral e até mesmo pela torcida de levar uma das 4 vagas para o Q2. Os pilotos da CFMoto (Artigas e Kelso) e Ricciardo Rossi da SIC58 são os principais favoritos a conquistarem as vagas para o Q2.

Logo após ter saído para a volta de aquecimento, o australiano Joel Kelso e alguns outros pilotos foram para os boxes para ajuste das suas motos.

Dos pilotos que ficaram na pista, Taiyo Furusato começou na frente ao marcar 1:57.701 com 4 minutos de sessão com Scott Odgen, Mario Aji, Jose Antonio Rueda e Ana Carrasco nas 5 primeiras posições. Na segunda volta rápida, Furusato ultrapassou o limite da pista e sua volta foi cancelada.

Faltando 8:10 do final da sessão, Filippo Farioli marcou 1:58.197 e subiu para a segunda posição, depois disso o piloto da tech 3 foi para o chão na curva 2. A 7 minutos do final, Furusato melhora seu tempo para 1:57.564. 30 segundos depois, Joel Kelso assumiu a liderança da sessão ao marcar 1:57.422.

A 5 minutos do final, Furusato marcou 1:57.528 e fica a 106 milésimos de Kelso. Já Xavier Artigas subiu para a terceira posição, ficando a 235 milésimos do líder. Esses três estavam bem seguros em relação a Filippo Farioli que estava a mais de meio segundo dos 3 primeiros e estava na bola. Para Scott Odgen e Mario Aji que vinham em 5º e 6º a situação era pra mais de 1 segundo de vantagem.

A 2:10 do final, Ricciardo Rossi faz excepcional volta de 1:57.161 e pula para a liderança colocando mais de 2 décimos em cima de Kelso. Ao mesmo tempo, Jose Antonio Rueda pula para a 4ªposição. Artigas e Farioli rodaram da zona de classificação.

No final, nem Artigas e nem ninguém conseguiu entrar entre os 4 primeiros colocados. O Quadro de Ricciardo Rossi, Joel Kelso, Taiyo Furusato e Jose Antonio Rueda não se alterou e fez com que esses 4 carimbarem o passaporte para o Q2.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’57.161
2 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’57.422
3 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’57.530
4 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’57.585
5 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’57.657
6 92 David Aamansa Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’57.908
7 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’58.151
8 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’58.197
9 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’58.371
10 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’58.442
11 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 1’58.735
12 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 1’58.760
13 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’58.859

Assim que o cronometro foi zerado, grande maioria dos pilotos foram para a pista para marcarem as primeiras marcas do Q2, com exceção de alguns pilotos como Ayumu Sasaki, o principal piloto Japonês na categoria hoje.

A primeira marca a ser marcada foi de Ryusei Yamanaka da Gas Gas com 1:58.556 com um pouco mais de 4 minutos. O japonês foi superado por todo mundo que marcou volta na primeira tentativa. Desses, o italiano Matteo Bertelle da Snipers assumiu a liderança com 1:57.366, tempo muito melhor do que o tempo de Yamanaka. Ivan Ortolá, Jose Antonio Rueda, Diogo Moreira e David Alonso completavam as 5 primeiras posições. Daniel Holgado vinha na 6ªposição.

A 8:30 do final, David Muñoz da BOE marca 1:56.892 e passa a liderar a sessão colocando 188 milésimos de frente para Ayumu Sasaki. Detalhe, Muñoz pegou o vácuo de Sasaki para conquistar o primeiro tempo provisório. Na volta seguinte, Sasaki baixa seu tempo (1:56.965), mas não sai da segunda posição. A 6 minutos do final, Joel Kelso marca 1:57.315 e pula para a 3ªposição.

A 5 minutos do final, Ricciardo Rossi sofre uma queda feia, mas o piloto não sofre consequências mais graves.

A 4:55 do final, o quadro muda com Jaume Masia marcando 1:56.744, o piloto da Leopard estraçalhou a marca de David Muñoz e assumiu a liderança seguido de Denis Oncü com 1:56.864 e de Kaito Toba da SIC58. Muñoz e Sasaki caíram para a 4ª e 5ªposições.

A 3 minutos do final, os 5 primeiros colocados melhoraram seus tempos, Masia continuou na ponta seguido de Oncü, Muñoz, Sasaki e Toba. A diferença foi Muñoz e Sasaki terem superado Kaito Toba. 30 segundos depois, Collin Veijer foi para a 4ªposição. A 2:10 do final da sessão, Matteo Bertelle usou o vácuo de Diogo Moreira para conquistar a 3ªposição.

Nos minutos finais, Sasaki e Holgado tentaram tirar a pole de Masia, mas não obtiveram sucesso em suas voltas e ainda por cima, Stefano Nepa e Ivan Ortolá melhoraram e alcançaram a 4ª e 5ªposições respectivamente.

Jaume Masia conquistou a pole no GP do Japão, o melhor representante das Motos da Honda, o piloto espanhol esta em uma arrancada impressionante desde GP da Catalunha, de onde conquistou 3 pódios, sendo 2 segundos lugares e 1 vitória na corrida passada. O piloto da Leopard Racing é o favorito a vitória no domingo. Deniz Oncü larga em 2º e busca a recuperação após seu final de semana ruim na Índia para ainda ter condições de lutar pelo título.

Matteo Bertelle pela segunda vez seguida larga na primeira fila, o piloto da Snipers tem demonstrado muita velocidade nas classificações, mas precisa de fato conquistar resultados melhores nas corridas, mesmo tendo uma moto inferiorizada como é a Moto da Honda em relação as KTM.

A Angeluss teve uma belíssima sessão de classificação. Tanto Stefano Nepa que larga em 4º como Ivan Ortolá que larga na 5ªposição tem tudo para obterem bons resultados na corrida. Largando da 6ªposição, o espanhol Daniel Holgado vai precisar fazer uma grande corrida para manter a liderança do Mundial, o piloto da Tech 3 esta na liderança do Mundial desde do começo da temporada, mas corre o risco de sair de Motegi sem a liderança da Moto 3 pela primeira vez nessa temporada.

Ayumu Sasaki abre a 3ªfila e terá uma missão difícil para conquistar a primeira vitória na temporada e de dar a alegria da torcida nipônica que gosta tanto de velocidade. O piloto da Husqvarna vai liderar a fila 3, que será completada por David Muñoz que ficou por com a pole nas suas mãos em boa parte da sessão e por David Alonso da Gas Gas. O holandês Collin Veijer da Husqvarna, o japonês Kaito Toba da SIC58 e o também japonês Ryusei Yamanaka da Gas Gas formam a 4ªfila.

Grid de largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 1’56.331
2 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’56.539
3 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’56.651
4 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’56.695
5 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’56.759
6 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’56.776
7 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’56.804
8 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’56.892
9 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’56.928
10 95 Collin Veijer* Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’56.797
11 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’56.972
12 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’57.121
13 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’57.129
14 10 Diogo Moreira * MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’56.960
15 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’57.289
16 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW 1’57.739
17 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW Sem Tempo
18 66 Joel Kelso* CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’57.153
19 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’57.657
20 92 David Aamansa Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’57.908
21 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’58.151
22 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’58.197
23 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’58.371
24 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’58.442
25 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 1’58.735
26 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 1’58.760
27 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’58.859

*Collin Veijer, Diogo Moreira e Joel Kelso foram punidos em 3 posições no Grid de Largada por terem pilotado com uma só mão para ganhar velocidade na reta.

O domingo em Motegi começou com pista seca e com tempo ameno, sem sol e com pista seca para a primeira corrida do dia. A Moto 3 teria duração de 17 voltas que foram bem disputadas e com bons pegas envolvendo os principais candidatos ao título da temporada desse ano.

Na largada, Masia não foi bem na largada e perdeu posições. Denis Oncü assumiu a liderança com Stefano Nepa chegando a ficar na segunda posição por momentos até que Daniel Holgado tomou a posição do piloto da Angeluss. Masia caiu para a 4ªposição. Outro que largou mal foi Matteo Bertelle que caiu da 3ª para a 9ªposição, o piloto da Snipers estava atrás de Ivan Ortolá, Ayumu Sasaki, David Alonso e David Muñoz. Ao final da primeira volta, David Alonso partiu para cima de David Muñoz (que foi superado por Sasaki) disputando a 6ªposição.

Na 2ªvolta (Curva 4), Jaume Masia passa para a terceira posição após superar Stefano Nepa . Curvas depois é a vez de Sasaki ultrapassar Nepa e assumir a 4ªposição. Diogo Moreira faz um ótimo começo de corrida, já na 7ªcolocação após largar da 14ªposição em pouco mais de 2 voltas completadas. Moreira passou a lutar pela 7ªposição com David Muñoz, ambos trocando ultrapassagens no decorrer dessa disputa.

Na 4ªVolta, Sasaki ultrapassa Masia e conquista a 3ªposição. Nessa altura da corrida, os 4 primeiros colocados: Oncü, Holgado, Sasaki e Masia já estavam se destacando dos demais pilotos. Depois vinham Stefano Nepa e Ivan Ortolá lutando pela 5ªposição em uma briga particular dos pilotos da Angeluss. Moreira e Muñoz lutava pela 7ªposição e depois vinham Veijer, Alonso, Toba e Furusato completando as 12 primeiras posições.

Na 5ªVolta, Sasaki ultrapassa Holgado e sobe para a segunda posição, pouco depois, Jaume Masia passou Holgado e algumas curvas depois o piloto da Leopard Racing passou Sasaki e assumiu a segunda posição em questão de algumas curvas.

Masia passou a pressionar Oncü até que na 7ªvolta (curva 1), o piloto da Leopard Racing passou a liderar a corrida após ultrapassagem sobre o piloto Turco. Na curva 2, Sasaki passou Oncü que caiu da ponta para a terceira posição.

Na metade da corrida, Masia, Sasaki, Oncü e Holgado estavam no primeiro pelotão disputando a vitória. 1 segundo atrás vinham Stefano Nepa e Ivan Ortolá brigando pela 5ªposição. Mais atrás, Diogo Moreira segurava a 7ªposição sobre o 3ºpelotão que tinha David Muñoz e Kaito Toba como seus principais adversários.

Na 9ªVolta, Deniz Oncü se recupera pegou Ayumu Sasaki no contra pé, ultrapassando o japonês, voltando a ser o segundo colocado, mas na decida, Sasaki joga duro, coloca por dentro e espalha para fazer a curva na frente de Oncü e recuperar a segunda posição. Mais atrás continua a luta entre Diogo Moreira e David Muñoz pela 7ªposição.

Na 11ªVolta, Daniel Holgado aproveita a briga entre Sasaki e Oncü para tomar duas posições de uma vez só em uma genial ultrapassagem. A luta pela segunda posição não acabou, pois na curva 3 foi a vez de Sasaki (que caiu para a 4ªposição) passar dois pilotos de uma vez, Oncü e Holgado para voltar a segunda posição.

Curvas depois, Oncü passou Sasaki e foi para a segunda posição, mas na curva 9, o piloto turco foi para o chão e acabou por abandonar a corrida. Era tudo que não poderia acontecer para Oncü que dessa forma se afasta da luta pelo título. Outro piloto que foi para o chão foi Matteo Bertelle que já não estava tão bem na corrida, longe de lutar pelas primeiras posições.

Na 12ªVolta, ao tentar passar Ayumu Sasaki, o espanhol Daniel Holgado toca a roda dianteira na toda traseira do seu adversário. Com isso, Ivan Ortolá e Stefano Nepa se aproximaram dos dois, podendo ter uma briga de 4 pilotos pela segunda posição, mas logo Sasaki e Holgado abriram meio segundo dos pilotos da Angeluss e voltaram a se consolidar na 2ªposição. Já Masia na liderança abriu 1.1 segundo de Sasaki e Holgado, vantagem confortável a 5 voltas do final.

Nas voltas finais as brigas ficaram resumidas a segunda posição entre Sasaki e Holgado, pela 4ªposição entre Ortolá e Nepa e pela sexta posição que envolvia Diogo Moreira, Collin Veijer, Kaito Toba, Ryusei Yamanaka, David Muñoz, David Alonso, Jose Antonio Rueda e Tairo Furusato.

A 2 voltas do final, Sasaki faz um último esforço para chegar em Jaume Masia, mas passa a ser pressionado por Holgado. Na volta final, o piloto da Tech 3 passou a pressionar Sasaki, buscando a segunda posição.

Após uma excelente corrida, o espanhol Jaume Masia conquista a segunda vitória seguida. O piloto espanhol fez a festa da Honda com a vitória em casa, contra o poderio da KTM e suas motos filiadas. Com esse resultado, Masia assume a liderança do Mundial, colocando 6 pontos de vantagem sobre Ayumu Sasaki e 9 pontos em cima de Daniel Holgado que perde a liderança do Mundial.

A decisão de quem ficou na segunda posição só aconteceu nos últimos momentos. Na descida, a poucas curvas do final, Holgado passou Sasaki e parecia que a segunda posição estava definido… Mas na curva final, Holgado não traciona bem e Sasaki retomou velocidade mais rapidamente para conquistar a segunda posição, a 56 milésimos a frente de Daniel Holgado que completou o pódio.

Stefano Nepa levou a melhor na disputa pela 4ªposição em cima de Ivan Ortola, o seu companheiro de equipe na Angeluss. Nepa uma ótima corrida assim como Ortolá.

Diogo Moreira acabou perdendo 8 posições ao final da corrida e acabou na 14ªposição depois de ficar a maior parte da corrida segurando a liderança do terceiro pelotão. Sorte de David Muñoz que acabou conquistando a 6ªposição, seguido de David Alonso da Gas Gas, de Kaito Toba da SIC58, de Ryusei Yamanaka da Gas Gas e de Jose Antonio Rueda da Ajo completando o Top 10.

Fecharam a zona de pontos: Collin Veijer da Husqvarna, Tairo Furusato da Honda Asia Team terminando na 12ªposição em bom final de semana, Ricciardo Rossi da SIC58, Diogo Moreira da MT Helmets e Joel Kelso da CFMoto.

Resultado final do Mundial de Motovelocidade
GP do Japão – Motegi – Moto 3 – 17 voltas

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 33’30.018
2 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1.546
3 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 1.602
4 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 5.200
5 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 5.230
6 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP a 8.900
7 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 8.959
8 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 9.253
9 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 9.629
10 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 9.734
11 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 9.804
12 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW a 10.195
13 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 10.874
14 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 11.577
15 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 13.905
16 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 16.674
17 92 David Aamansa Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 31.109
18 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 31.282
19 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 31.478
20 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 31.551
21 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP a 31.587
22 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP a 32.969
23 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 38.000
24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW a 4 Voltas
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 7 Voltas
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 7 Voltas
43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 8 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Leopard Racing/Husqvarna/Tech 3/Angeluss/BOE/SIC58/Honda Asia Team/Ajo/MT Helmets/CFMoto

 

GP da Índia – Mundial de Motovelocidade 2023 – 13ªEtapa da Moto 3

O Mundial de Motovelocidade fez sua primeira corrida em solo indiano, O GP da Índia foi inesquecível para todos os envolvidos. Foi cheio de histórias e cheio de disputas na pista.

A Moto 3 foi a primeira categoria do domingo, mas antes tivemos a sessão de treinos livres que determinou os 14 primeiros que foram para o Q2. Deniz Oncü foi punido por não ir fazer exames médicos após um acidente que ele sofreu e também não respeitou a bandeira preta quanto estava fazendo uma volta rápida.  O turco iria pagar volta longa e largar dos boxes.
Romano Fenati não estava apto a correr o GP da Índia por lesionar o tornozelo e o Queixo nos treinos livre.

Resultado dos treinos livres – Tempos combinados:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’59.375
2 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’59.438
3 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’59.516
4 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’59.586
5 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’59.627
6 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 1’59.752
7 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’59.775
8 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’59.837
9 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’59.859
10 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’59.951
11 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’59.976
12 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’59.977
13 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’00.090
14 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’00.154
15 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’00.177
16 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’00.199
17 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’00.446
18 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’00.607
19 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’00.665
20 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’00.751
21 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW 2’00.804
22 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’00.806
23 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’01.025
24 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’01.164
25 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’01.221
26 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’01.521
27 57 Daniel Shahril Petronas MIE/MLav Racing Honda NSF250RW 2’01.898
28 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 2’01.919
3 Kadai Yaseen Ahamed Petronas MIE/MLav Racing Honda NSF250RW 2’06.082

Pilotos Classificados para o Q2:

piloto Equipe Moto Modelo
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW
99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP
82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP

Disputam a repescagem:

27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW
43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP
57 Daniel Shahril Petronas MIE/MLav Racing Honda NSF250RW
22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP

Indiano Kadai Yaseen Ahamed não conseguiu se qualificar dentro dos 105% do melhor tempo para se qualificar para a sessão de classificação e para a corrida.

Fase da repescagem, os pilotos foram para a pista com Deniz Oncü e Daniel Holgado sendo favoritos a 2 das 4 vagas para o Q2. O piloto indiano Kadai Yaseen Ahamed não vai correr o GP da Índia por não ter superado o tempo de 105% do melhor tempo nos treinos livres.

O primeiro a marcar tempo foi o espanhol Xavier Artigas da CFMoto com 2:01.440 marcado quando a sessão marcava 4:10. A liderança de Artigas dura por 20 segundos até que Kaito Toba passa a liderança seguido de Joshua Whatley e Ryusei Yamanaka.
Oncü, punido com a volta longa e obrigado a largar dos boxes marca 1:59.977 e começa o seu domínio no Q1. Juntamente com o piloto Turco, Scott Odgen da Visiontrack usou o vácuo para passar a terceira posição.

A 8:20 do final, Daniel Holgado, líder do campeonato sobe para a segunda posição com 2:00.041. 50 segundos depois, Scott Odgen pula para terceiro e o Malaio Azman sobe para a 5ªposição.

Com 6:45 do final, Xavier Artigas continua a sua luta inglória de tentar entrar na disputa, mas além de não se aproximar dos primeiros colocados acabou caindo para a 9ªposição, tudo graças a boa volta do italiano Fillipo Farioli da Tech 3 que subiu para a 6ªposição.

A 6 minutos do final, os pilotos em sua maioria foram para os boxes, mas alguns pilotos ficaram na pista. A 5:30 do final, Oncü baixou seu tempo para 1:59.774, Scoot Odgen melhora o tempo e pula para segundo, superando Daniel Holgado.

A 3:20 do final, Deniz Oncü baixa seu tempo para 1:59.622 aumentando a barra que os outros pilotos teriam de alcançar para superar o piloto da Ajo Motorsport. Praticamente ao mesmo tempo em que os pilotos começaram a sair para a última tentativa de volta rápida.

A menos de 1:30 do final, Oncü baixa seu tempo para 1:59.070. A primeira posição estava garantido, a briga era pelas outras três vagas para o Q2.

No apagar das luzes, Daniel Holgado pulou para segundo, Ryusei Yamanaka pulou para terceiro, Kaito Toba chegou a pular para quarto, mas Scott Odgen recuperou posição na zona de classificação e tirou o piloto da SIC58 do Q2…

… Ou teria tirado, já que depois da repescagem, os comissários anularam a volta final de Holgado por ter passado do limite da pista, com isso Holgado acabou caindo fora do Q2 e Kaito Toba herdou a última vaga disponível no Q2. Deniz Oncü sobrou na turma e ficou na frente.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’59.070
2 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’59.930
3 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’59.969
4 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’59.981
5 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’00.041
6 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’00.237
7 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’00.465
8 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’00.611
9 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’00.662
10 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’01.032
11 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 2’01.146
12 57 Daniel Shahril Petronas MIE/MLav Racing Honda NSF250RW 2’01.257
13 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’01.393
24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW Sem Tempo

Assim que o Q1 terminou, caiu o maior pé D’água em cima do circuito Internacional de Buddh o que impossibilitou a realização do Q2. Os pilotos tiveram que esperar mais de 40 minutos para a pista ter melhora de condições.

Durante esse tempo, os pilotos tiveram que arrumar atividades extracurriculares para passar o tempo. Os dois pilotos da Yamaha foram jogar basquete com resultados interessantes para Fabio Quartararo.

Após todo o atraso e após várias vindas do Safety Car a pista foi liberada para os 17 pilotos disputarem a pole position, já que Romano Fenati foi considerado inapto para disputar o GP da Índia por causa de um acidente na sexta-feira.

Todo mundo foi para a pista de maneira calma, sem forçar pois não se sabia como estava exatamente a pista naquele momento.

Tairo Furusato com 2:15.916 e Diogo Moreira com 2:16.347 marcaram bons tempos quando chegavam perto do primeiro terço do Q2. A 9:45 da sessão, Jaume Masia quebrou os cronômetros, marcou 2:14.515 e colocou mais de um segundo sobre Furusato e mais de um segundo e meio em Diogo Moreira, o terceiro colocado após a primeira volta completada.

Com o decorrer da sessão, os tempos foram baixando. Na metade da sessão, Masia já baixava seu tempo para a marca de 2:11.985. O piloto da Leopard Racing dominava a sessão, estava colocando mais de 1 segundo de vantagem para Matteo Bertelle que pulou para segundo após marcar o tempo de 2:13.025 e mais de 1.5 segundo de Diogo Moreira com 2:13.578. Scott Odgen da VisionTrack vinha na quarta posição seguido de Veijer, Sasaki, Salvador, Ortolá, Yamanaka e Nepa fechando o Top 10.

A 5:40 de sessão, Tairo Furusato marcou um bom tempo (2:11.939) passando a liderança por alguns segundos (10 Segundos) já que Matteo Bertelle marcou 2:11.731 indo para a ponta, mas Masia veio para acabar com a festa dos seus adversários ao marcar 2:11.266.

Na volta seguinte, Masia baixou sua marca para 2:10.033 colocando mais de 1 segundo sobre Bertelle que tinha caído para terceiro por causa da bela volta de Scott Odgen que costuma andar muito bem na chuva.  Masia, Ogden, Bertelle formavam a primeira fila de pilotos da Honda seguido de Sasaki, Moreira e Furusato completando o Top 6.

Praticamente foi uma sessão sem grandes problemas, sobre quedas ocorreu apenas 1, com Ryusei Yamanaka caindo logo após ter marcado um bom 6ºtempo.

Na final da sessão, Jaume Masia com o tempo de 2:09.336 acabou conquistando a pole position merecidamente para o piloto da Leopard Racing que dominou totalmente a sessão por completo. O piloto da Honda tem a chance de se aproximar ainda mais da liderança do Mundial e tem a melhor moto do final de semana ou uma das melhores motos.

Matteo Bertelle da Snipers vai largar na segunda posição, seu melhor resultado de grid da sua carreira em uma excelente sessão de classificação do jovem piloto italiano. A primeira fila é completado por Ayumu Sasaki da Husqvarna, o japonês tem tudo para tomar a liderança do campeonato que esta nas mãos de Daniel Holgado.

Scott Odgen aproveita a sua grande habilidade em tempo molhado e vai abrir a segunda fila. O piloto da Visiontrack busca seu melhor resultado na categoria. Kaito Toba que vem de bom resultado e bom final de semana em Misano vai largar na 5ªposição. Quem fecha a segunda fila será o brasileiro Diogo Moreira da MT Helmets que fez o melhor tempo nos treinos livres e ficou praticamente o tempo inteiro nas primeiras posições no Q2.

Stefano Nepa da Angeluss larga na 7ªposição, vai abrir a terceira fila que terá o japonês Taiyo Furusato da Honda Asia Team (em um brilhante desempenho do próprio) e Collin Veijer da Husqvarna. David Salvador da CIP Green, Ryusei Yamanaka da Gas Gas e Ivan Ortolá da Angeluss.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 2’09.336
2 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’10.063
3 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’10.104
4 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’10.126
5 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’10.735
6 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’10.783
7 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’10.852
8 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’10.867
9 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’10.968
10 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’11.018
11 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’11.282
12 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’11.330
13 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’11.347
14 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’11.963
15 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’13.350
16 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’13.606
17 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’14.181
18 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’14.408
19 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’00.041
20 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’00.237
21 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’00.465
22 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’00.611
23 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’00.662
24 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’01.032
25 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 2’01.146
26 57 Daniel Shahril Petronas MIE/MLav Racing Honda NSF250RW 2’01.257
27 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’01.393
28 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW Sem Tempo

Após o sábado complicado na Moto 3, o domingo foi bem tranquilo, pelo menos para Jaume Masia que confirmou o seu favoritismo e conquistou a vitória de ponta a ponta do Primeiro Grande Prêmio da Índia. O piloto da Honda chegou a ter o incomodo de Ayumi Sasaki por uma boa parte da corrida, mas nas voltas finais a moto de Masia se sobressaiu e a moto de Sasaki perdeu rendimento e passou a lutar para manter a segunda posição.

Na largada, Masia larga bem e mantem a liderança, Sasaki pula para segunda posição. Curvas depois, Diogo Moreira que largou em 6ª pulou para a terceira posição com Matteo Bertelle e Scott Odgen completando as 5 primeiras posições.

Após a primeira volta: Masia era o primeiro seguido de Sasaki que junto do piloto da Leopard Racing começaram a fugir dos demais pilotos. Moreira em 3º já começava a sofrer pressão de Matteo Bertelle que vinha fazendo um grande final de semana. Toba, Furusato, Nepa, Odgen, Holgado e Salvador. Na terceira volta, Stefano Nepa saiu fora da pista na curva 1 e caiu para a 13ªposição.

Deniz Oncü que largou da última posição cumpriu a volta longa. A partir dai o turco começaria sua corrida de recuperação.

Na terceira volta, Matteo Bertelle passou Diogo Moreira e assumiu a terceira posição, mas ao final da reta, o piloto da Snipers acabou indo para o chão. A corrida para o italiano acabava por ai e terminava o domingo da equipe Snipers já que Romano Fenati não correu por esta lesionado.

Porém, Moreira não durou na terceira posição já  que na reta oposta foi superado por Kaito Toba que pulou para a terceira posição. Enquanto que o piloto japonês na SIC58 fugia, o piloto brasileiro da MT Helmets sofria pressão de Collin Veijer, Daniel Holgado e David Alonso. Além disso, Ivan Ortolá, Taiyo Furusato e Ricciardo Rossi estava chegando do pelotão. No final da 5ªvolta, David Salvador foi para o chão.

Aos poucos, Moreira foi ficando para trás, o brasileiro foi superado por Collin Veijer por David Alonso, Daniel Holgado e Ivan Ortolá caindo para a 8ªposição após a 6ªvolta completada.

Na 8ªvolta, Masia e Sasaki abriram 2.3 segundos de vantagem para Collin Veijer que estava abrindo para Kaito Toba na luta pelo pódio. David Alonso e Daniel Holgado que lideram o terceiro pelotão. Diogo Moreira tomou punição da volta longa por passar do limite da pista, Assim que ele cumpre a punição, Moreira caiu para a 13ªposição. A corrida do piloto brasileiro foi para o saco de vez.

Na volta 10, Taiyo Furusato acabou indo para o chão. O piloto Japonês vinha fazendo um bom final de semana, mas acabou vitima do traçado indiano.

A 5 voltas do final, o desempenho de Sasaki piora e Masia começa a abrir vantagem sobre o piloto da Husqvarna. Na mesma volta, Scott Odgen caiu e Tatsuki Suzuki não teve tempo de desviar e acabou indo para o chão. Ambos abandonaram a corrida.

Com a corrida chegando ao seu final, Sasaki começava a ficar na alça de mira de  Veijer e de Toba. Com a velocidade da Honda de Toba, Collin Veijer precisou ser o escudeiro de Sasaki que estava na luta pelo título. Porém, o piloto holandês não conseguiu resistir a pressão de Toba por muito tempo, o piloto da SIC58 passou para a terceira posição no segundo terço da 14ªvolta.

Na penúltima volta, Toba passou Sasaki na reta, usando a potência da Honda, mas Sasaki deu o troco em cima de Toba e recupera a segunda posição.

A volta final foi sensacional na disputa pela segunda posição, Toba foi para a reta tentar passar Sasaki, ele consegue, mas Sasaki da novamente o troco sobre o piloto da SIC58 e se aproveitando da situação, Collin Veijer também superou Toba. Quando se imaginaria que Veijer iria ficar de escudeiro, nós enganamos, o piloto holandês foi com tudo para passar Sasaki e chegar a ganhar a segunda posição…

Sasaki tem de lutar para ficar na segunda posição. A curvas do final, Collin Veijer toca a roda dianteira na roda traseira de Sasaki e acaba indo para o chão. Essa atrapalhada do piloto holandês acabou fazendo com que Toba passasse Sasaki para ganhar a segunda posição.

Jaume Masia dominou todas as 16 voltas do GP da Índia e conquistou uma brilhante vitória, de forma absolutamente merecida. O piloto da Leopard Racing vive um grande momento no Campeonato e passou a ser o Colíder do campeonato junto de Daniel Holgado com 174 pontos.

A única diferença que faz a liderança continuar sendo de Holgado é que o piloto da Tech 3 tem 3 vitória contra 2 de Masia, mas com 7 corridas ainda pela frente, tudo pode acontecer nessa disputa… Quando digo tudo é tudo mesmo já que Ayumu Sasaki que poderia sair da Índia como líder se tivesse ficado com a segunda posição que foi perdida no final da prova, mesmo assim o 3ºlugar de Sasaki o deixa a 1 ponto de Holgado e Masia. Entre os dois postulantes ao título, o japonês Kaito Toba da SIC58 chegou em 2º fazendo uma excelente corrida e um excelente final de semana do piloto que esta em franca ascensão no campeonato.

Daniel Holgado em 4º e David Alonso em 5º tiveram grandes corridas de recuperação, além disso travaram um belo duelo por posição que acabou com o líder do campeonato levando a vantagem nessa disputa. Holgado mesmo vindo de resultados ruins nas últimas corridas ainda consegue sair do GP da Índia na liderança por causa do número de vitórias. Já David Alonso continua vivo na luta pelo título.

David Muñoz alcança o 6ºlugar, mas um bom resultado do jovem piloto espanhol, chegando à frente de Ricciardo Rossi da SIC58 que acabou na 7ªposição, um dos seus melhores resultados na temporada. Ivan Ortolá e Stefano Nepa da Angeluss chegaram a 8 décimos entre os dois na 8ª e 9ªposições. O Top 10 foi completado por Jose Antonio Rueda da Ajo Motorsports.

Filippo Farioli da Tech 3, Xavier Artigas da CFMoto, Diogo Moreira da MT Helmets, Denis Oncü da Ajo Motorsports e Ryusei Yamanaka da Gas Gas fecharam a zona de pontuação.

Resultado final da 13ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Índia – Buddh – Moto 3 – 16 voltas

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 31’58.245
2 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 5.477
3 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 5.784
4 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 8.117
5 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 8.240
6 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP a 9.426
7 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 9.430
8 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 11.635
9 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 12.409
10 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 16.106
11 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 16.323
12 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 16.431
13 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 19.304
14 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 22.933
15 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 26.053
16 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 30.601
17 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP a 35.035
18 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 35.196
19 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP a 35.375
20 57 Danial Shahril Petronas MIE/MLav Racing Honda NSF250RW a 44.212
21 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 48.431
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1 volta
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW a 5 voltas
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 6 voltas
24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW a 6 voltas
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP a 12 voltas
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 13 voltas
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 15 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Leopard Racing/SIC58/Husqvarna/Ajo Motorsport/Aspar Martinez/Snipers/MT Helmets/Honda Asia Team