GP do Qatar – Mundial de Motovelocidade 2023 – 19ªEtapa da Moto 3

Resultado dos Treinos Livres Combinados:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’05.843
2 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’06.049
3 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’06.067
4 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’06.282
5 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 2’06.318
6 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’06.570
7 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 2’06.587
8 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’06.635
9 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’06.689
10 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’06.703
11 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’06.718
12 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’06.754
13 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’06.815
14 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.926
15 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’07.131
16 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’07.198
17 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’07.355
18 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.366
19 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’07.382
20 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’07.475
21 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’07.511
22 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’07.591
23 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’07.754
24 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’07.830
25 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’08.020
26 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’08.239
27 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 2’08.412
28 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’08.480

Classificados para o Q2:

Piloto Equipe Moto Modelo
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW
55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP
43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW

Estão na repescagem:

Piloto Equipe Moto Modelo
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP
6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW
27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP
31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW
7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP

Na noite de Losail, os pilotos da Moto 3 foram para a sessão de classificação do GP do Qatar.

Filippi Farioli e Taiyo Furusato foram os primeiros a entrarem na pista. Já os demais demoraram mais de 2 minutos para saírem dos boxes. Tudo isso porque eles queriam era pegar o vácuo de um piloto rápido.

Com 4:20 de sessão, Farioli marcou 2:07.298 e Furusato com 2:08.353 foram dois pilotos que não ficaram de palhaçada em parar a moto com o vácuo. Aos 5 minutos de sessão, o espanhol Adrian Fernández pulou para a ponta, usando o vácuo de Yamanaka (que marcou o terceiro tempo).

A 8:30 do final da sessão, Farioli melhora seu tempo para 2:06.860, mas Matteo Bertelle (2:06.342) e David Muñoz (2:06.761) superaram o piloto da Tech 3 e passaram as 2 primeiras posições. O malaio Azman passou a ser o quarto colocado deixando Adrian Fernández fora da zona de classificação na 5ªposição. Rossi, Whatley, Toba, Yamanaka, Furusato, Salvador e Fellon vinham logo a seguir. Mario Aji não marcou tempo e Stefano Nepa nem tinha ido para a pista.

Enquanto muitos pilotos foram para os boxes, os pilotos da CIP Green buscaram tempos melhores, Lorenzo Fellon foi para a 8ªposição e David Salvador subiu para a 10ªposição. A 5:45 do final, Adrian Fernández melhora seu tempo e pula para a 4ªposição deixando Azman para fora da zona de classificação.

A 3 minutos do final, todo mundo vai para uma última tentativa de volta. Nisso 7 pilotos ficaram esperando um piloto rápido partir para obter o vácuo para conseguir tempo. Essa praticamente precisa ser combatida já a partir da temporada que vem, pois isso acaba avacalhando as classificações do Mundial de Motovelocidade.

Taiyo Furusato e Filippo Farioli tiveram uma atitude correta de marcarem seus tempos. Com o cronometro zerado, Farioli é recompensado com o melhor tempo com 2:05.960 e  Furusato foi para segundo com 2:06.326. Bertelle e Muñoz completavam a zona de classificação, mas na tentativa final, Muñoz é superado por Adrian Fernández que pulou para a segunda posição com 2:06.106, Matteo Bertelle conseguiu ainda salvar sua vaga para o Q2 ao marcar o 4ºtempo. David Muñoz não só ficou de fora do Q2 como também perder posições para Ricciardo Rossi, Joshua Whatley e Stefano Nepa (que na sua única volta acabou ficando com a 7ªposição) caindo para a 8ªposição. O piloto da Boe terá muito trabalho para se recuperar na prova.

Filippo Farioli da Tech 3, Adrian Fernández da Leopard Racing, Taiyo Furusato da Honda Asia Team e Matteo Bertelle da Snipers seguiram para a fase final da classificação.

Resultado do Q1:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’05.960
2 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 2’06.106
3 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’06.326
4 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’06.342
5 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’06.459
6 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.578
7 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’06.727
8 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’06.761
9 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’07.074
10 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’07.368
11 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’07.386
12 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.573
13 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.808
14 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’09.449

Uma classificação Fundamental para Jaume Masia e Ayumu Sasaki, os dois concorrentes ao título da temporada de 2023 da Moto 3. Vários pilotos saíram nos primeiros segundos de sessão. Sasaki saiu com quase 1 minuto de sessão junto de Collin Veijer, seu companheiro de equipe e “suposto aliado” na luta pelo título já que Veijer venceu o GP da Malásia quando o mais sensato da parte dele seria ceder a vitória para Sasaki que teria 5 pontos a mais na classificação do Mundial.

Com 4:30 de sessão, os primeiros tempos são marcados e o italiano Matteo Bertelle saiu na frente com o tempo de 2:05.253 seguido de Ivan Ortolá e Jaume Masia no Top 3. Diogo Moreira marcou o 4ºtempo, a frente de Romano Fenati e Vicente Perez. Ayumu Sasaki marca o 4ºtempo com 5 minutos de sessão e fica exatamente atrás de Masia.

Na segunda tentativa de volta, Masia marca 2:05.476 e Sasaki marca 2:05.579, mas ambos perderam posições, para Deniz Oncü que marcou 2:05.374 a 7:50 do final (Pulando para a 2ªposição) e para Diogo Moreira (pulando para a 3ªposição). Masia e Sasaki se mantiveram na 4ª e 5ªposições. A liderança continuava nas mãos de Matteo Bertelle.

A menos de 6 minutos do final, Deniz Oncü passou a liderança, chegando a casa dos 2 minutos e 4 segundos (o turco fez o tempo de 2:04.894). Collin Veijer passou para a 5ªposição. 2 minutos depois, Ayumu Sasaki pula para a segunda posição ao marcar 2:05.066. Com tudo isso, Masia cai para a 5ªposição.

A 2:15 do final, Daniel Holgado com 2:04.742 e logo atrás, Diogo Moreira com 2:04.745 passaram por cima de Oncü e assumiram as 2 primeiras posições. Enquanto isso, Ayumu Sasaki foi para os boxes. Na parte final da sessão, Scott Odgen acabou indo para o chão.

Os momentos finais, Romano Fenati e Joel Kelso pularam para a 6ª e 7ªposições. Alguns outros pilotos superaram Masia que foi parar mais para trás no Grid de largada.

Daniel Holgado conquistou a pole position para o GP do Qatar. O piloto da Tech 3 ainda tem chances matemáticas de título e precisava da vitória e de uma combinação de resultados que o fizesse ter uma chance de disputar o título na corrida de Valencia. Enquanto isso, Diogo Moreira larga na segunda posição e busca mais uma vitória, já sem a pressão de disputar o título. Deniz Oncü completa a primeira fila, largando na terceira posição. O piloto da Ajo Motorsport tem uma remotíssima chance de título.

Na luta pelo título do Mundial, Ayumu Sasaki da Husqvarna levou a melhor sobre Jaume Masia da Leopard Racing e vai largar na 4ªposição, abrindo a segunda fila do Grid de largada em Losail. Já Masia vai largar apenas na 10ªposição, abrindo a 4ªfila.

Entre Sasaki e Masia estão o holandês Collin Veijer que tem a missão de ajudar Sasaki na briga com o Masia. Na 6ªposição, Romano Fenati fecha a segunda fila em sua penúltima corrida na Moto 3. Joel Kelso que vem sendo rápido em classificações mas sem grandes resultados em corrida vai abrir a terceira fila que terá a companhia de Matteo Bertelle da Snipers que liderou a primeira parte do Q2, mas depois acabou ficando na 8ªposição sem conseguir melhorar seu tempo inicial.

Ivan Ortola da Angeluss completa a terceira fila, logo a frente de Jaume Masia que terá trabalho para chegar a frente de Ayumu Sasaki nessa corrida. Filippo Farioli da Tech 3 e Vicente Perez da BOE completam a 4ªfila.

Grid de largada:

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’04.742
2 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’04.745
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’04.894
4 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’05.066
5 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’05.204
6 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’05.207
7 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’05.250
8 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’05.253
9 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’05.423
10 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 2’05.476
11 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’05.685
12 21 Vicente Perez BOE Motorsports KTM RC250GP 2’05.779
13 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’06.141
14 31 Adrian Fernández Leopard Racing Honda NSF250RW 2’06.187
15 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’06.404
16 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.474
17 72 Taiyo Furusatp Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’06.534
18 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’06.690
19 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’06.459
20 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’06.578
21 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’06.727
22 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’06.761
23 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’07.074
24 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’07.368
25 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 2’07.386
26 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.573
27 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’07.808
28 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’09.449

Domingo em Losail seria ou de decisão do campeonato a favor de Jaume Masia ou Ayumu Sasaki, Daniel Holgado e David Alonso conseguiriam levar a decisão do título para Valencia.

Antes mesmo da largada, Filippo Farioli e Mario Aji teriam de cumprir uma volta longa por condução irresponsável. Isso em nada mudava em relação a disputa do título já que Farioli e Aji largavam lá atrás.

Na largada, Deniz Oncü pulou da 3ª para a 1ªposição deixando Daniel Holgado, Ayumu Sasaki, Diogo Moreira e Joel Kelso para trás. Enquanto isso, Jaume Masia larga no meio do bolo e busca ganhar posições.

No decorrer da 1ªVolta, Diogo Moreira assumiu a liderança com Daniel Holgado em 2º que passaram Deniz Oncü. No final da primeira volta, Daniel Holgado passa Diogo Moreira e termina a primeira volta na liderança. Na entrada da segunda fila, Denis Oncü tem a informação de ter queimado a largada tomando dupla volta de punição. Isso poderia acabar arrebentando seu final de semana.

Sasaki assumiu a liderança na 2ªvolta com Moreira, Holgado,, Alonso e Masia que já vinha na 5ªposição. O piloto da Husqvarna ficou na frente até na entrada da terceira volta, quando Diogo Moreira volta a liderar a prova e Jaume Masia passar a ser o segundo colocado, mas Ayumu Sasaki acabou passando ambos e voltou a ponta com Masia e Alonso logo atrás.

Na metade da 3ªvolta surge a primeira polêmica da corrida, Foi quando Jaume Masia vai para cima de Ayumu Sasaki e acaba tocando e jogando seu rival para fora da pista. Com tudo isso, Masia e Sasaki perderam posições e a liderança caiu no colo de Daniel Holgado da Tech 3 que ainda sonhava com o título. Ivan Ortolá passou a ser o segundo colocado e Diogo Moreira da MT Helmets na terceira posição. Jaume Masia caiu para a 5ªposição e Ayumu Sasaki cai para a 8ªposição.

Na entrada da 4ªVolta, Moreira volta a liderar a prova usando o vácuo dos seus adversários, mas duas curvas depois, Holgado passou o piloto brasileiro e voltou a liderar a corrida com Moreira e David Alonso nas 3 primeiras posições. Masia e Sasaki voltaram a ficar juntos na 4ª e 5ªposições. Joel Kelso da CF Moto vinha no bolo, na 6ªposição e na frente de Veijer, Muñoz e Riccardo Rossi. Filippo Farioli que não estava tendo um bom final de semana acabou indo para o chão na curva 4 e foi o primeiro a abandonar a corrida.

Holgado segura a ponta na 5ªvolta. Dois 16 pilotos que estavam no primeiro pelotão estavam Masia e Sasaki na 3ª e 4ªposições só atrás de Holgado e Ortolá que lideravam a prova.

Na 6ªVolta, Ivan Ortolá passa Daniel Holgado e assume pela primeira vez a liderança no Qatar, Dennis Foggia aproveita para passar Holgado também e sobe para a segunda posição, por sua vez, Sasaki ficou em 4º, logo atrás de Holgado. Na mesma volta, Jose Antonio Rueda tomou punição de dupla volta longa por condução irresponsável.

Ayumu Sasaki reagiu a partir do final da 6ªvolta quando passou Jaume Masia e apesar de tomar o troco do piloto da Leopard Racing o piloto nipônico usou a potência da sua Husqvarna e passou para a ponta no começo da 7ªvolta seguido de perto de Masia da Leopard e de Muñoz da Boe. Ivan Ortolá caiu para a 5ªposição, ficando atrás de David Alonso. Daniel Holgado em 6º e Diogo Moreira recuaram bem na classificação após liderarem por alguns momentos a corrida.

Masia foi para cima novamente na curva 6 e acabou espalhando novamente em cima de Sasaki, pela segunda vez na mesma corrida. Era a hora dos comissários de darem uma advertência no mínimo se não para punir o piloto da Leopard com uma volta longa. Com esse incidente, David Muñoz assumiu a liderança, mas Ivan Ortolá tomou a ponta curvas depois. O piloto da Angeluss queria uma terceira vitória na sua penúltima volta pela equipe por onde correu por 2 felizes temporadas (Ortolá corre pela MT helmets em 2024).

Porém, Ortolá espalhou na curva 12 perdendo várias posições, mas não satisfeito acabou duas curvas depois jogando Diogo Moreira para o chão, o piloto brasileiro chegou a voltar a prova, mas já sem possibilidades de obter um bom resultado. Já Ivan Ortolá não saiu impune, acabou punido com a dupla volta longa, isso acabou comprometendo de vez a corrida do piloto da Angeluss que estava indo muito bem.

Na 8ªVolta, Daniel Holgado voltou a liderar a prova e tentou abrir vantagem em cima de Sasaki, David Alonso, Jaume Masia e David Muñoz. Na 9ªVolta, Sasaki passou Holgado e voltou para a ponta, mas quando chegou na reta dos boxes, o piloto da Husqvarna foi engolido por Daniel Holgado que voltou a liderança com Masia passou para segundo e Sasaki caiu para a 3ªposição. David Alonso e David Muñoz completavam os 5 primeiros colocados. Depois vinham, Collin Veijer, Adrian Fernández, Ricciardo Rossi, Joel Kelso, Tairo Furusato, Deniz Oncü, Vicente Perez, Romano Fenati, Matteo Bertelle e Kaito Toba nas 15 primeiras posições.

Na 11ªVolta, Holgado esta na liderança, mas tudo muda, pois Sasaki passa Holgado e vai para a ponta novamente. Masia, Alonso e Veijer lutando pela 4ªposição. Na curva 6, Holgado volta a ponta e tenta abrir vantagem de Sasaki que acaba perdendo a segunda posição para Masia, mas que algumas curvas depois acaba tomando ultrapassagem para Sasaki. Com 5 voltas para o final, a corrida estava longe de ser definida.

Sasaki trava duelo com Holgado para tomar a ponta e levar a decisão para Valencia, Já Masia tentativa ainda fechar a disputa mesmo em Losail. Até aquele momento, tudo iria ser decidido em solo espanhol.

Sasaki acabou tomando passada de Masia na metade da 12ªvolta e caiu para a terceira posição. Na reta final da volta, David Muñoz e Tairo Furusato acabaram indo para fora da pista e perderam a chance de lutarem pelas primeiras posições.

Faltando 4 voltas do final, Masia passa Holgado e pula para a liderança deixando o piloto da Tech 3 entre ele e Sasaki que fica na 3ªposição até que na curva 4 o piloto Japonês toma uma atitude e vai para a segunda posição e parte novamente para o ataque em cima de Masia e vai para a ponta na curva 12, Masia luta e volta a frente na curva seguinte. Ricciardo Rossi, novo personagem na luta pela vitória assume a terceira posição após ultrapassar Daniel Holgado.

3 Voltas para o final, Masia é superado por Sasaki na reta, mas na curva, Masia voltou a ponta enquanto que Sasaki cai para a quinta posição. Holgado, Rossi e Alonso vinham na frente do piloto da Husqvarna.

No momento decisivo da corrida, na curva 6, Sasaki escapa e acaba caindo para a 9ªposição. Os resultados davam o campeonato para Jaume Masia que vinha na liderança. Sasaki se complicou demais no primeiro terço da 14ªvolta e teria que lutar para pelo menos tentar levar a decisão para Valencia, mas já seria difícil Já que Masia, Holgado, Rossi, Alonso e Deniz Oncü que se recuperou brilhantemente na corrida após a punição da volta longa e vinha na 5ªposição.

Masia suporta a pressão de Holgado e mantem a liderança enquanto que Sasaki estava apenas na 9ªposição. E assim foi durante toda a volta. Quando começou a volta final, Masia era pressionado por Rossi e Alonso, mas ambos acabaram cedendo posição para Daniel Holgado que volta a segunda posição. Ayumu Sasaki vai para a 6ªposição após superar Vicente Perez. O japonês precisava ser o 4ºcolocado para não deixar Masia ser o campeão.

Na curva 6, David Alonso passa Deniz Oncü e assume a segunda posição. No final Oncü volta a segunda posição. Sasaki toma a 5ªposição, mas estava longe do 4ºcolocado.

Masia aguenta a pressão, conquista a vitória em Losail e com o 6ºlugar de Ayumu Sasaki, o piloto da Leopard Racing conquista o título da Moto 3. Após ter tido uma batalha contra o imenso domínio dos pilotos da KTM e suas filiadas do Grupo KTM que dominavam o grid e tinham motos melhores que as motos japonesas. Masia chegou aos 271 pontos e abriu 28 pontos de vantagem para Ayumu Sasaki que não poderia de forma nenhuma alcançar o piloto da Leopard Racing. Masia festejou muito a conquista de título após 19 corridas, 4 vitórias, 10 pódios e 6 pódios. Uma grande campanha do piloto espanhol.

O pódio foi completado por David Alonso, o melhor novato da temporada foi o segundo colocado na corrida, mais uma grande corrida do piloto colombiano. Deniz Oncü depois de cumprir a punição após queimar a largada acabou realizando uma recuperação fantástica, principalmente nas voltas finais quando acabou alcançando o 3ºlugar. Se não tivesse queimado a largada era muito possível que o turco pudesse vencer a prova.

Riccardo Rossi obteve uma ótima quarta posição, o piloto da SIC58 chegou a ter posição de pódio nas últimas voltas, mas acabou perdendo esse posicionamento. Vicente Perez fez uma ótima corrida de recuperação e acabou vencendo um duelo com Ayumu Sasaki nos últimos metros para ficar na 5ªposição, seu melhor resultado na carreira.

Ayumu Sasaki perdeu posições a três voltas do final e não conseguiu recuperar posições o suficiente para conseguir adiar essa decisão para Valencia. O 6ºlugar do piloto da Husqvarna foi fatal para que Masia pudesse comemorar o título da temporada.

Matteo Bertelli da Snipers levou sua moto da Honda para a 7ªposição, seguido de Kaito Toba que mais uma vez obteve resultado na zona de pontuação. Daniel Holgado acabou despencando de posição no final da prova e acabou caindo para a 9ªposição, um frustrante resultado para o piloto da Tech 3 que estava a maior parte da prova lutando pela vitória. Collin Veijer fechou o Top 10.

Dois pontos a falar dessa corrida: Jaume Masia teria que ter sido penalizado na segunda empurrada em cima de Ayumu Sasaki. Claro que isso pode não ter decidido o campeonato, mas se o Masia é punido, a história poderia ser outra a favor do piloto da Husqvarna.

Outro ponto a falar são os 5 pontos que Veijer acabou tomando de Sasaki na Malásia pesou para o título ser decidido em Losail. Se o holandês deixasse a vitória ficar com seu companheiro de equipe a vantagem de Masia só seria de 23 pontos. Portanto Sasaki teria uma chance de lutar pelo título em Valencia. A vitória de Veijer foi ótima para o novato, mas acabou fazendo falta na hora que Sasaki precisava.

O Portal Sportszone parabeniza a Jaume Masia pelo título do Mundial de Motovelocidade, categoria Moto 3.

Resultado final da 19ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP do Qatar – Losail – Moto 3 – 16 Voltas

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia  Leopard Racing Honda NSF250RW 33’50.694
2 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 0.068
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.163
4 54 Riccardo Rossi  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 0.285
5 21 Vicente Perez  BOE Motorsports KTM RC250GP a 1.553
6 71 Ayumu Sasaki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1.566
7 18 Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 1.725
8 27 Kaito Toba  SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1.846
9 96 Daniel Holgado  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 1.943
10 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 2.019
11 55 Romano Fenati  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 3.634
12 44 David Muñoz  BOE Motorsports KTM RC250GP a 4.003
13 66 Joel Kelso  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 4.060
14 72 Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 4.166
15 48 Ivan Ortolá  Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 4.228
16 99 José Antonio Rueda  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 4.707
17 31 Adrian Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 5.139
18 82 Stefano Nepa  Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 5.221
19 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 5.589
20 43 Xavier Artigas  CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 7.934
21 6 Ryusei Yamanaka  Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 8.140
22 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 22.445
23 38 David Salvador  CIP Green Power KTM RC250GP a 22.622
24 20 Lorenzo Fellon  CIP Green Power KTM RC250GP a 33.718
25 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 34.010
26 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 41.722
7 Filippo Farioli  Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 13 voltas
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW não correu

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Leopard/Gas Gas/Ajo/SIC58/Boe/Husqvarna/Snipers/Tech 3/CF Moto/Honda Asia Team/Angeluss/MT Helmets

GP de San Marino – Mundial de Motovelocidade 2023 – 12ªEtapa da Moto 3

Resultados da soma dos 3 treinos livres:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’41.614
2 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 1’41.655
3 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’41.845
4 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’41.870
5 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’41.890
6 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.942
7 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’41.952
8 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.958
9 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’41.962
10 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW 1’41.983
11 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’41.998
12 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’42.091
13 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’42.096
14 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’42.227
15 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’42.228
16 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’42.262
17 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’42.275
18 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’42.297
19 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’42.357
20 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’42.396
21 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’42.492
22 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’42.691
23 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’42.876
24 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’42.889
25 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’42.996
26 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 1’43.572
27 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’43.603
28 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 1’45.455

Classificados para o Q2:

piloto Equipe Moto Modelo
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW
80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW
48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP
55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP
24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP

Disputam a Repescagem:

piloto Equipe Moto Modelo
54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP
43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP

A questão é que novamente Daniel Holgado precisava passar da repescagem para poder disputar a pole position. O líder do campeonato era o principal favorito para ganhar uma das 4 vagas para o Q2.

Com 20 segundos de sessão, a maioria dos pilotos foram para a pista. Os dois últimos a saírem dos boxes foram Joshua Whatley e Joel Kelso.

Com quase 4 minutos de sessão, Holgado marcou o primeiro tempo com 1:43.031, o piloto da Tech 3 começa a sessão disposto a passar por cima dos seus adversários. Matteo Bertelle, Xavier Artigas e David Salvador completavam a zona de classificação após as primeiras voltas serem concluídas. Enquanto isso, David Muñoz da Boe foi para o chão e assim que a moto acidentada chegou aos boxes a equipe começou uma operação de emergência para recolocar a Moto em condições da participar da Classificação.

Com 5:40 de sessão, Ricciardo Rossi vai para a terceira posição, apenas 1 décimo de distância atrás de Holgado e Bertelle que estavam separados por apenas 86 milésimos. Xavier Artigas completa a zona de classificação. David Salvador, Scott Odgen, Joel Kelso, Lorenzo Fellon, Filippo Farioli e Mario Aji completam o Top 10.

Daniel Holgado saiu quando restava 6:40 para o final da sessão com o objetivo de marcar uma volta sem trafego. A tática deu certo já que o líder do campeonato marcou 1:42.467 a 3:10 do final da sessão, colocando 6 décimos em cima do segundo colocado. Ou seja, Holgado se garantiu no Q2, restavam as 3 outras vagas para o resto da turma que saiu quando faltava 5 minutos para o final da sessão.

Depois de muito trabalho e remendo na bolha da moto, David Muñoz volta a pista a 4 minutos do final para tentar uma classificação. Sua primeira tentativa foi muito boa, mas ainda assim ficou na 5ªposição. Com o cronometro zerado, Joel Kelso pulou para a segunda posição e logo depois, Riccardo Rossi recuperou a 2ªposição.

Muñoz foi para a volta final e acabou conseguindo tomar a 4ªposição no apagar das Luzes, tirando Matteo Bertelle da zona de classificação. Os classificados para o Q2 foram: Holgado, Rossi, Kelso e Muñoz.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’42.467
2 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’42.903
3 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’42.954
4 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’43.081
5 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’43.117
6 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’43.154
7 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’43.307
8 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’43.381
9 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’43.449
10 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’43.451
11 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 1’43.530
12 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’43.817
13 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’43.829
14 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 1’44.055

A maioria dos pilotos qualificados para o Q2 foram para a pista de imediato, nos primeiros segundos da fase final da Classificação. Não foi o caso de Diogo Moreira que só saiu após 1 minuto de sessão. Ayumu Sasaki caiu antes mesmo de abrir a primeira volta válida, mais um que teve de ir para os boxes para fazer reparos.

Ivan Ortolá, David Alonso e Ryusei Yamanaka foram os primeiros a marcarem tempos na sessão, com 3:50 de tempo percorrido. Pouco depois, Holgado e Muñoz passaram as 2 primeiras posições. Porém, Masia superou todo mundo com um pouco mais de 4 minutos de sessão percorrida, piloto da Leopard Racing marcou 1:42.183.

Com 5:20 de sessão, Kaito Toba passa para a segunda posição com 1:42.210, o piloto da SIC58 seria um dos grandes nomes do final de semana em Misano. David Alonso e Ryusei Yamanaka passaram para a 4ª e 6ªposições respectivamente.

Segundos depois, Deniz Oncü marca 1:42.122 e vai para a ponta. O turco é destronado da ponta segundos depois pelo brasileiro Diogo Moreira (que se recuperou brilhantemente da sexta para o sábado) O piloto da MT Helmets marcou 1:42.002 com Masia em segundo e Deniz Oncü em 3º, essa seria a primeira fila do grid na metade da sessão, os três eram seguidos de Toba, Ortolá, Holgado, Rueda, Muñoz, Furusato e Alonso completando os 10 primeiros colocados.

Ayumu Sasaki conseguiu voltar para a pista e partiu para as suas voltas rápidas enquanto o restante foi para os boxes com exceção de Collin Viejer que acabou atrapalhando Sasaki quando ele estava encaminhando o término da sua primeira volta rápida e marcou a 8ªposição. Na volta seguinte, Sasaki fez uma boa volta, mas só avançou 2 posições subindo para a sexta posição. Já seu companheiro de equipe, Collin Veijer marcou o 8ºtempo.

O resto dos pilotos saíram quando o cronometro marcava 3 minutos para o final, todos eles miravam no tempo de Diogo Moreira que estava com a chance de conquistar a segunda pole da carreira. A 1:30 do final, Collin Veijer pula para a 5ªposição.

A menos de um minuto do final a classificação foi uma loucura, Deniz Oncü melhorou o tempo, mas acabou ficando a 54 milésimos de Moreira que permanecia intocável na liderança, até que o japonês Kaito Toba baixou a marca de Moreira (1:41.900) usando o vácuo de Stefano Nepa.

O piloto da SIC58 teve nas mãos a pole position, mas no final acabou sendo superado por Ayumu Sasaki que marcou 1:41.881, mas a pole acabou indo para as mãos de Jaume Masia ao marcar o tempo de 1:41.638. Com isso, Masia leva a Leopard Racing e a Honda a uma pole position. Masia foi um dos mais rápidos na soma dos tempos e confirmou as expectativas ao conquistar essa pole, importante para ele baixar a vantagem de Daniel Holgado na liderança do Mundial.

Ayumu Sasaki da Husqvarna vai largar na segunda posição, o vice-líder do mundial tem a chance de tomar a liderança do Campeonato já que Daniel Holgado vai largar na 8ªposição. A primeira fila será completada pelo Japonês Kaito Toba da SIC58, seu melhor grid na temporada e a chance de reaparecer na disputa pela vitória no domingo.

Diogo Moreira que teve dificuldades na Sexta-feira se recupera muito bem, classifica direto para o Q2 e ficou a maior parte do tempo na pole position e só sendo superado por 3 pilotos na reta final. O piloto brasileiro larga na 4ªposição e abre a segunda fila e terá a companhia de Deniz Oncü da Ajo Motorsports e de David Alonso, ganhador do GP da Catalunha.

Abrindo a 3ªfila teremos David Muñoz da Boe Motorsports que caiu no Q1, se recuperou, passou para o Q2 no apagas das luzes e acabou conquistando uma digna 7ªposição. Daniel Holgado larga em 8º e busca se recuperar da queda no final do GP da Catalunha que aconteceu na semana anterior ao final de semana em Misano. Stefano Nepa da Angeluss fecha a 3ªfila largando na 9ªposição. Na quarta fila vão largar, Collin Veijer da Husqvarna, Joel Kelso da CFMoto e Ivan Ortolá da Angeluss.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 1’41.638
2 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’41.881
3 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.900
4 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’42.002
5 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’42.056
6 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’42.058
7 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’42.100
8 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’42.125
9 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’42.168
10 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’42.234
11 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’42.277
12 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’42.395
13 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’42.428
14 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.643
15 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP 1’42.657
16 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW 1’42.684
17 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’42.751
18 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’42.847
19 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’43.117
20 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’43.154
21 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’43.307
22 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’43.381
23 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’43.449
24 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’43.451
25 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 1’43.530
26 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’43.817
27 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 1’43.829
28 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 1’44.055

O domingo começa sempre com a corrida mais animada do dia, a Moto 3 proporcionou mais uma corrida sensacional que só se definiu nas últimas curvas das 20 voltas em Misano.

Foggia largou na pole, mas foi Sasaki que assumiu a liderança depois da largada. Porém essa liderança dura por pouco tempo já que Masia passou Sasaki e recuperou a liderança na curva 5. Curvas depois, Kaito Toba passou por Sasaki e tomou a segunda posição, logo depois Sasaki deu o troco em cima de Toba e Moreira também passou o piloto da SIC58. Ao final da primeira volta, Masia, Sasaki e Moreira estavam nas 3 primeiras posições, depois vinham Alonso, Toba, Oncü, Muñoz, Holgado, Nepa e Kelso.

Na segunda volta, Diogo Moreira passou Ayumu Sasaki e assume a segunda posição, apesar disso, Sasaki por algumas vezes deu o troco sobre o Brasileiro, mas no final da volta, Moreira tomou a segunda posição em definitivo. Ainda na segunda volta, David Salvador cai e acaba por deixar a corrida.

Na 3ªVolta, Jaume Masia abre 1 segundo de frente para Diogo Moreira. O piloto da Leopard Racing tinha a melhor moto do final de semana e queria disparar na frente. No final da 3ªvolta, Deniz Oncü passa Diogo Moreira e assume a segunda posição…

… A partir dai, Oncü e Moreira tentam fugir do pelotão, um estava puxando o outro para tentarem fugir do pelotão liderado por Ayumu Sasaki e que tinha também David Alonso, David Muñoz e Kaito Toba que perdeu posições e caiu para 7º.

Oncü e Moreira foram se puxando e se ajudando um ao outro com o objetivo de se aproximar de Masia. Assim que começou a 7ªvolta, Oncü e Moreira colaram em cima de Masia. A fuga do piloto da Leopard Racing tinha sido neutralizada.

Na metade da volta 8, depois da primeira reta oposta Oncü espalha e Diogo Moreira recupera a segunda posição. Nessa altura da prova os pilotos David Muñoz da Boe e David Alonso da Gas Gas tinham chegado no pelotão.

Na 9ªVolta, Moreira foi ultrapassado por Oncü, Muñoz e David Alonso caindo da 2ª para a 5ªposição. Ayumu Sasaki estava no segundo pelotão, brigando pela 6ªposição com Kaito Toba, Collin Veijer e Jose Antonio Rueda. Daniel Holgado estava na 10ªposição, mas longe de brigar pelas primeiras posições.

Na volta 11, Masia foi superado por Oncü, Muñoz e Alonso. Porém, Masia conseguiu recuperar a 3ªposição em cima do piloto da Gas Gas. Na volta 12, Oncü, Muñoz e Masia tentam abrir vantagem para Alonso, Moreira e Toba (que chegou nesse pelotão). No final da volta, Masia passou por Muñoz e recuperou a segunda posição.

A partir da volta 13, Oncü, Masia, Muñoz e Alonso fugiram de Diogo Moreira que perdia rendimento e ficava no segundo pelotão e passou a tentar lutar para manter a 5ªposição, mas logo o piloto Brasileiro começou a se escalado pelo segundo pelotão, sendo que Toba e Sasaki foram os primeiros e depois  Veijer e Rueda que escalou Moreira. Outro que despencava na classificação era Daniel Holgado, pressionado por Taiyo Furusato tentava manter a 13ªposilção nas voltas finais.

No final da 15ªVolta, David Muñoz superou Jaume Masia recuperando a segunda posição. Na volta seguinte, Masia tomou de volta a segunda posição, em uma ultrapassagem arriscada do piloto da Leopard Racing. Logo depois, Muñoz perdeu tempo ao se salvar de uma queda e perdeu a terceira posição para David Alonso.

A 3 voltas do final, Oncü continuava na frente com Masia, Alonso e Muñoz na sua cola, mas atrás o holandês C9ollin Veijer se livrou do segundo pelotão e estava em uma seguríssima 5ªposição.

Na volta final, Oncü, Masia e Alonso fugiram de Muñoz que acabou saindo da luta pela vitória. As posições foram as mesmas até que David Alonso passou Jaume Masia na curva de entrada da segunda reta oposta e passou para a segunda posição. Os três pilotos percorreram toda a reta oposta. Nas últimas curvas, Masia arriscou tudo e foi para a ultrapassagem sobre os dois pilotos na curva 14, o piloto da Leopard conseguiu a ultrapassagem, mas destracionou e nessa destracionada acabou que David Alonso passou para a ponta e acabou conquistando a 3ªvitória na temporada de 2023.

David Alonso liderou apenas os últimos 500 metros da corrida, mas foram os mais importantes para o piloto da Gas Gas conquistar a vitória. Apesar de ser estreante, o piloto colombiano esta na luta pelo título. Esse campeonato estava cada vez mais ganhando postulantes, muito devido aos recentes tropeços de Daniel Holgado que acabou fazendo uma corrida muito ruim e acabou cruzando a linha de chegada, sem marcar pontos pela segunda vez seguida. O piloto da Tech 3 que até corridas anteriores estava com um campeonato encaminhado agora precisa se recuperar para ainda ter capacidade de lutar pelo título.

Jaume Masia fica na segunda posição, mas uma vez ficando a poucos milésimos da vitória e a poucos milésimos atrás de David Alonso. Após duas corridas (Inglaterra e Áustria) sem pontuação, o piloto da Leopard Racing se recupera com 2 segundos colocados que recolocam na briga pelo título. Deniz Oncü terminou o dia na terceira posição, mas também ficou perto da vitória e também esta mais forte na luta pelo campeonato.

David Muñoz fez uma boa corrida, mas acabou ficando sem lugar no pódio. O jovem piloto da Boe renovou com sua equipe para 2024 ficou na 4ªposição. Collin Veijer da Husqvarna teve um bom final de semana e na corrida acabou evoluindo a tal ponto que acabou ficando em uma ótima quinta posição. Kaito Toba teve um grande final de semana, com uma ótima classificação, tanto é que larga na primeira fila e com uma boa corrida, chegando na 6ªposição, sendo competitivo o tempo inteiro. Apesar de não ter uma grande pontuação, o campeonato de Kaito Toba vem sendo consistente, pontuando em 11 das 12 corridas realizadas.

Ayumu Sasaki largou na primeira fila, mas não conseguiu acompanhar a turma da frente, foi ficando no 2ºpelotão e de lá não saiu mais, ficou na 7ªposição, mesmo assim conseguiu 9 pontos e tirou parte da desvantagem que tinha sobre Holgado. Ivan Ortolá pouco apareceu na corrida, mas evoluiu no final e acabou ficando na 8ªposição. José Antonio Rueda da Ajo e Romano Fenati da Snipers fecham o Top 10.

Destaque para a boa corrida de Taiyo Furusato, piloto japonês que terminou na 11ªposição, superando Diogo Moreira que tinha começado muito bem, mas que perdeu muito rendimento na segunda parte da corrida e foi ficando para trás ficando somente na 12ªposição.

Stefano Nepa da Angeluss, Ryusei Yamanaka da Gas Gas e Tatsuki Suzuki da Leopard Racing completaram a zona de pontuação. Daniel Holgado ficou na 16ªposição e não conseguiu margar ponto nenhum. Com 8 corridas pela frente, Holgado com 161 pontos ver sua liderança ameaçada por outros 4 pilotos, Ayumu Sasaki com 157 pontos, Jaume Masia com 149 pontos, Deniz Oncü com 144 pontos e David Alonso com 140 pontos são os adversários que perseguem Holgado e cada vez mais perto do piloto da Tech 3 que terá que reagir ou pode até mesmo ficar de fora dessa briga pelo título da Categoria de entrada do Mundial de Motovelocidade.

Resultado final da 12ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP de San Marino – Misano – Moto 3 – 20 Voltas

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP  34’04.490
2 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW a 0.036
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.237
4 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP a 0.764
5 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 4.800
6 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 7.782
7 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 7.862
8 48 Ivan Ortolá Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 8.072
9 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 8.167
10 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 8.353
11 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW a 8.402
12 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 9.075
13 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 9.107
14 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar Team Gas Gas RC250GP a 10.846
15 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW a 11.352
16 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 11.441
17 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 17.232
18 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 17.356
19 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 17.584
20 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 17.616
21 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 20.479
22 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 25.834
23 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 25.966
24 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP a 27.097
25 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 37.132
26 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 37.589
27 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP a 48.240
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP a 19 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Aspar Martinez/Leopard/Ajo/Boe/Husqvarna/SIC58/MT Helmets/Tech 3/Honda Asia Team/CF Moto

GP da Inglaterra – Mundial de Motovelocidade 2023 – 9ªEtapa da Moto 3

9ªetapa do Mundial de Moto 3, categoria de entrada do campeonato chegou com uma disputa em aberto, apesar do domínio de Daniel Holgado e dos pilotos da KTM, vinha Jaume Masia com sua Honda da equipe Leopard Racing na luta pelo título, motivado após vitória épica em Assen.

Resultado dos Treinos livres:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW  2’11.403
2 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW  2’11.516
3 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP  2’11.853
4 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP  2’12.028
5 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW  2’12.041
6 48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP  2’12.205
7 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP  2’12.235
8 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP  2’12.281
9 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP  2’12.289
10 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW  2’12.636
11 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW  2’12.804
12 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW  2’12.906
13 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW  2’12.971
14 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP  2’13.013
15 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP  2’13.114
16 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP  2’13.221
17 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP  2’13.263
18 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP  2’13.323
19 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW  2’13.446
20 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP  2’13.650
21 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW  2’13.791
22 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP  2’13.882
23 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP  2’14.049
24 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3  2’14.098
25 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP  2’14.154
26 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP  2’14.293
27 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW  2’14.480
28 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3  2’14.689

Classificados para o Q1:

piloto Equipe Moto Modelo
5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW
24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP
55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP

Disputaram a repescagem:

44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP
80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP
20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW
7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP
64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3

O Q1 começa com uma pista um pouco melhor após a classificação da MotoGP e a 1ªcorrida da Moto E. Além disso a chuva já não estava caindo e a pista iria melhorar a cada momento da sessão.

David Muñoz era o mais forte candidato a conquistar vaga para o Q2. Com a pista molhada, os primeiros tempos marcados foram feito com mais de 1 terço de sessão percorrida (9:35 minutos do Final Q2), Ana Carrasco marcou 2:34.852, tempo que foi facilmente superado pela concorrência. Xavier Artigas da CFMoto assumiu a ponta com 2:29.375 seguido de Collin Veijer, Filippo Fagioli e Tairo Furusato. Por outro lado, David Alonso foi ao chão e acabou não voltando para a sessão.

 

A menos de 7 minutos do final, os tempos baixaram com Ryusei Yamanaka da Gas Gas assumindo a ponta com 2:27.938, baixando a marca da pole em mais de 1.4 segundos em relação a primeira marca de pole. Joel Kelso vinha em segundo, Xavier Artigas passou de primeiro para 3º e Syarifuddin Azman completava a zona de classificação. David Muñoz foi para o chão nessa tentativa de volta, mas conseguiu voltar para a disputa.

A 4:#0 do final, Mario Aji marca um bom tempo e pula para a 3ªposição, alguns segundos depois o estreante Filippo Fagioli melhora seu tempo e pula para a segunda posição. A 4:05 do final, Xavier Artigas detona o tempo de Yamanaka (2:26.736) e vai para a ponta colocando 1.2 segundos em cima do piloto nipônico. Fagioli e Azman completavam a zona de classificação, mas ainda estava longe da definição do Q1, já que as marcas não paravam de baixarem seus tempos.

A 2 minutos do final, Tairo Furusato chega a marcar o segundo tempo, mas é superado por Ryusei Yamanaka que acaba sendo superado por Joel Kelso que assumiu a segunda posição, com Yamanaka em 3º e Furusato em 4º. Por outro lado, David Muñoz caiu pela segunda vez e saiu de vez do treino.

Com o tempo encerrado, Tairo Furusato, marcou 2:26.598 e pulou para a segunda posição, saindo do sufoco e classificando para o Q2. Ao final da sessão, Xavier Artigas da CFMoto passa com o melhor tempo da repescagem seguido de Furusato da Honda Asia Team, Kelso da CFMoto e Fagioli da Tech 3.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 43 Xavier Aartigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’26.187
2 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’26.598
3 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’26.739
4 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’26.740
5 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 2’27.019
6 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’27.839
7 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’27.963
8 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’28.267
9 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’28.968
10 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’29.404
11 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’30.471
12 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 2’31.889
13 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’32.181

Com a pista secando e favoritos da repescagem caindo e não passando para o Q2, não havia certeza de quem seria o pole position para a corrida de domingo. Os pilotos da Angeluss (Ortolá e Nepa) foram os primeiros a partirem para a pista. Xavier Artigas teve problemas na sua moto e demorou muito para a sua moto voltar a funcionar, dessa forma perdendo um tempo precioso da sessão.

Após 5 minutos, as primeiras marcas foram feitas e Daniel Holgado se destaca ao marcar o tempo de 2:28.041 muito na frente dos pilotos da Angeluss. Romano Fenati faz uma bela volta e pula para a segunda posição.

Porém, tudo muda a 8:55 do final, quando Jaume Masia marca 2:27,189 e vai para a ponta, seguido de Scott Odgen da Visiontrack, piloto da casa na segunda posição e de Tatsuki Suzuki da Leopard Racing completava o Top 3 dominado pela Honda, mas o esquadrão da KTM deu o troco com Holgado marcando 2:26.714 voltando para a ponta e Fagioli em segundo após marcar 2:27.178 a 7 minutos do final da sessão.

30 segundos depois, Ayumu Sasaki pula para a ponta baixando a marca da pole para o tempo de 2:26.012 com Suzuki em segundo com 2:26.234, Holgado caiu para terceiro e Scott Odgen continua muito bem na sessão fazendo para a alegria da torcida inglesa.

Com a 4:40 do final, Holgado baixa seu tempo (2:25.607) e pula para a ponta novamente, mas Masia deu o troco e marcou 2:25.072 e voltou a liderança e Scott Odgen pulou para segundo. Holgado caia para terceiro, mas não saia da primeira fila. Sasaki, Suzuki, Artigas, Fagioli, Nepa, Fenati e Kelso completavam os 10 primeiros lugares.

A 2:20 do final do Q2, Daniel Holgado tentou recuperar a pole, mas acabou caindo a poucos metros de completar a volta e perdeu a chance de lutar pela primeira posição. Tairo Furusato caiu a 1:30 do final, diga-se de passagem um acidente feio que por sorte o japonês não se feriu gravemente.

Com as bandeiras amarelas, todas as voltas rápidas que foram feitas acabaram sendo canceladas. A pole position fica mesmo com Jaume Masia da Leopard Racing, com a chance até mesmo de assumir a liderança do campeonato dependendo do resultado de Daniel Holgado que vai largar na terceira posição. Entre os dois líderes do campeonato vai estar Scott Odgen da Visiontrack, largando em 2º diante da sua torcida que espera um grande resultado.

Riccardo Rossi da SIC58 vai largar em uma excelente 4ªposição abrindo a competitiva segunda fila que será completada pelo australiano Joel Kelso da CFMoto e pelo Japonês Ayumu Sasaki da Husqvarna.

O jovem Ivan Ortolá tenta voltar a brilhar na categoria, vai abrir a 3ªfila largando na 7ªposição. Deniz Oncü da Ajo e Tatsuki Suzuki da Leopard Racing vão completar a composição da 3ªfila e Stefano Nepa numa digna 10ªposição, Xavier Artigas da CFMoto e Filippo Fagioli da Tech 3 completam as 12 primeiras posições.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 2’25.072
2 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’25.435
3 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’25.607
4 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’25.676
5 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’25.707
6 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 2’25.793
7 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’25.890
8 48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’25.983
9 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’26.185
10 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW 2’26.234
11 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 2’26.255
12 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 2’26.651
13 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 2’26.826
14 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’26.966
15 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 2’27.251
16 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 2’27.258
17 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’27.514
18 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’27.527
19 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 2’27.019
20 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 2’27.839
21 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 2’27.963
22 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 2’28.267
23 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 2’28.968
24 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 2’29.404
25 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP 2’30.471
26 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 2’31.889
27 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 2’32.181
28 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP Sem Tempo

Abrindo a programação de Domingo com a sempre emocionante Moto 3, com a pista seca  e com Scott Odgen largando em 2º. A expectativa era grande para os torcedores ingleses.

Porém, as esperanças foram despedaçadas assim que a moto de Odgen falha na volta de apresentação, isso faz com que o piloto da Visiontrack largar da última posição. Um balde de água fria para os britânicos.

Na largada, Masia briga com Holgado para manter a liderança, mas acaba sendo superado pelo líder do campeonato. Na primeira reta, Masia tentou voltar à ponta, mas após essa curva, Deniz Oncü  tomou a ponta. A primeira volta teve várias mudanças na liderança e ela terminou nas mãos do Turco Deniz Onçü da Ajo seguido de Masia, Sasaki, Holgado, Artigas, Ortolá, Rossi, Toba, Kelso e Nepa. As mais impressionantes recuperações foram de David Alonso que largou de ultimo e pulou para a 12ªposição e de Diogo Moreira que veio da 17ªposição e já estava na 8ªposição, tudo isso no decorrer da segunda volta.

Masia assumiu a liderança e estava disposto a lutar pela vitória, mas na 3ªvolta, o piloto da Leopard Racing abre demais na curva 4 e acabou caindo, Masia se levantou e voltou a corrida, mas a mais de 10 segundos atrás do pelotão e em último lugar. Não seria nada fácil uma recuperação na corrida.

Ao mesmo tempo, Diogo Moreira aparece em excelente 2ªposição, só atrás de Daniel Holgado que assumiu a liderança novamente e de David Alonso que estava na 4ªposição, logo atrás de Tatsuki Suzuki. Em poucas curvas, Alonso passou Suzuki e Moreira assumindo a segunda posição. Porém, aa classificação muda de novo na 4ªvolta e Moreira volta a segunda posição com Holgado na frente, Ayumu Sasaki em 3º e David Alonso de volta a 4ªposição. As melhores motos da Honda eram de Suzuki na 7ª e Fenati na 8ªposição.

Na reta oposta, Sasaki passa a liderar a prova com Alonso, Moreira, Oncü e Holgado na cola do piloto da Husqvarna, apesar disso, Ayumu Sasaki termina a 5ªvolta na frente. Quase 20 pilotos estavam no primeiro pelotão praticamente.

Tatsuki Suzuki fez uma bela manobra passando da quinta para a segunda posição, passa a atacar Sasaki, mas Deniz Oncü pega o nipônico no contrapé e leva a segunda posição. Enquanto isso, Daniel Holgado caiu para a 7ªposição, mas o líder do campeonato vai buscar a reação na corrida.

No final da 6ªVolta, David Alonso assume a liderança após largar na última posição, uma corrida espetacular do piloto colombiano. Naquela altura da corrida, 18 pilotos estavam no primeiro pelotão e Scott Odgen em 19º estava chegando no primeiro pelotão. Já Jaume Masia vinha tirando a diferença para o pelotão, mas estava ainda longe da briga, a 10 segundos dos líder na 26ªposição.

Na parte final da 7ªvolta, Deniz Oncü foi para cima de David Alonso, chega a passar o colombiano que dá o X e recupera a 1ªposição. A liderança muda de mãos na 8ªvolta quando Daniel Holgado volta a ficar na frente. Na 9ªVolta, Scott Odgen chegou ao enorme pelotão que passou a ser de 19 pilotos.

No final da mesma 9ªvolta, o italiano Romano Fenati da Snipers chegou a ficar na segunda posição e passou a lutar pela vitória, chegou por alguns segundos a ficar na liderança, mas Holgado, Alonso e Oncü passaram pelo piloto italiano que perderia posições para Sasaki e Ortolá caindo da ponta para a 5ªposição.

Entrando no terço final da corrida, Ivan Ortolá passa para a 3ªposição e começa a entrar na disputa pela vitória. Na realidade, os 19 pilotos poderiam vencer. Masia em 20º estava tirando vantagem, mas ainda estava a mais de 6 segundos dos líderes e precisava tirar mais de 1 segundo por volta para entrar na disputa por pontos pelo menos.

A 4 voltas do final, Sasaki volta a ficar na ponta, seguido de Oncü, Holgado, Ortolá, Moreira e Alonso. Todos com motos da KTM nas 6 primeiras posições. Mas as posições mudariam nas curvas seguintes, Romano Fenati caiu para a 19ªposição e praticamente ficava muito longe da luta pela vitória. A 3 voltas do final, Tatsuki Suzuki caiu e levou com ele o italiano Matteo Bertelle da Snipers que deixou a corrida, Suzuki ainda voltou, mas abandonou na volta seguinte.

Sasaki continuava na ponta na 13ªVolta, mas a liderança passou a ser de David Alonso no começo da penúltima volta com Holgado, Sasaki, David Muñoz que veio lá de trás, Collin Veijer e Oncü. Curvas depois Holgado, mas depois Sasaki foi para ponta e Collin Veijer pulou para segundo formando dobradinha da Husqvarna, mas que não durou muito tempo, em segundos a liderança muda de mãos e Veijer tem um desequilíbrio e cai para muito na classificação.

Na volta final, Holgado estava na frente com David Alonso e Deniz Oncü na luta para tomar a vitória do piloto da Ajo. Muñoz, Sasaki, Moreira, Salvador, Fenati e Rueda poderiam surpreender no final.

Na saída da curva 8 para 9, David Alonso ultrapassa Daniel Holgado e pula para a liderança a meia volta do final, mas nada estava definido pois ainda tínhamos a reta oposta.

Foi nessa reta oposta onde David Alonso se sustenta na frente e vai assim até a linha de chegada para conquistar uma primeira vitória no Mundial de Motovelocidade, na 11ªcorrida da carreira, e além de tudo uma primeira vitória épica do piloto colombiano. Primeiro piloto de seu país a vencer uma corrida no Mundial de Motovelocidade, vencendo uma corrida onde ele largou da última posição e fazendo uma monumental corrida que vai ficar na história do Mundial.

Ayumu Sasaki passou Daniel Holgado e acabou o dia na segunda posição e tirou pontos da liderança de Holgado que apesar do terceiro lugar e do lugar no pódio tem sua liderança do Mundial um pouco mais fragilizada. Holgado tem 141, Sasaki esta 22 pontos atrás em 2º, Masia caiu para terceiro com 109 pontos e Ivan Ortolá vem em 4º com 107 pontos. Jaume Masia acabou pagando pela queda no começo da prova e acabou ficando na 18ªposição.

Ivan Ortolá fez uma boa corrida e conquistou a 4ªposição para a Angeluss que se mostra uma equipe de qualidade nesse mundial, David Muñoz também fez uma brilhante corrida de recuperação, poderia ser o piloto do dia, mas a atuação de David Alonso ofuscou o espanhol da BOe que chegou em 5ºlugar.

David Salvador conquistou o melhor resultado da temporada ao alcançar a 6ªposição, beneficiado pela punição de 1 posição sofrida por Diogo Moreira (Punição por ter passado do limite da pista na última volta) que teve uma boa corrida de recuperação, chegando a lutar pela liderança em alguns bons momentos da corrida. José Antonio Rueda acabou em 8ºlugar seguido de Collin Viejer que tem uma última volta fantástica para sair da 16ª para a 9ªposição na linha de chegada.

Depois de todos esse pilotos, a primeira Honda aparece na 10ªposição com o italiano Romano Fenati da Snipers que chegou a brigar pela liderança por alguns pontos momentos. Deniz Oncü deu uma escapada na curva 16 e pagou por esse erro chegando apenas na 11ªposição.

Stefano Nepa da Angeluss, Ricciardo Rossi e Kaito Toba da SIC58 e Ryusei Yamanaka da Gas Gas fecharam a zona de pontuação. O herói da casa, Scott Odgen não conseguiu pontuar, até recuperou posições, mas ficou na 17ªposição e também foi punido em 1 posição por ter passado do limite da pista. O francês Lorenzo Ferron que voltou nesse final de semana ficou em 24ºlugar após ter acrescidos 3 segundos no tempo final de corrida após ter sido punido com a volta longa no final da prova, como não cumpriu a punição acabou mesmo sendo punido no tempo final de prova.

Resultado final da 9ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Inglaterra – Silverstone – Moto 3 – 15 voltas

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 33:35.396
2 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.152
3 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 0.203
4 48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 0.337
5 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP a 0.471
6 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP a 0.839
7 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 0.767
8 99 José Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.892
9 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.941
10 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 0.977
11 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 1.140
12 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 1.227
13 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1.331
14 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 1.386
15 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP a 1.572
16 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 2.270
17 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 1.902
18 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW a 11.314
19 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 14.167
20 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW a 14.274
21 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 17.646
22 64 Mario Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 17.825
23 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP a 17.986
24 20 Lorenzo Fellon CIP Green Power KTM RC250GP a 20.763
25 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 28.774
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 2 voltas
24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW a 3 voltas
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 4 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Aspar Martinez/Ajo/Dynavolt/Leopard/Visiontrack

GP da Holanda – Mundial de Motovelocidade 2023 – 8ªEtapa da Moto 3

Resultado dos 3 Treinos Livres:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 1’41.579
2 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’41.713
3 99 Jose Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’41.780
4 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 1’41.840
5 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’41.843
6 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’41.845
7 80 David Alonso Valresa GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 1’41.948
8 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’41.958
9 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’41.982
10 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 1’41.996
11 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’42.031
12 16 Andrea Migno CIP Green Power KTM RC250GP 1’42.074
13 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 1’42.074
14 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’42.137
15 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3  1’42.159
16 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP  1’42.250
17 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’42.252
18 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’42.331
19 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’42.350
20 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’42.373
21 31 Adrian Fernandez Leopard Racing Honda NSF250RW 1’42.556
22 48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP 1’42.675
23 6 Ryusei Yamanaka Valresa GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 1’42.776
24 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 1’42.923
25 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 1’42.924
26 64 Mario Suryo Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’43.303
27 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP  1’43.743

Classificados para o Q2:

piloto Equipe Moto Modelo
5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW
82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP
99 Jose Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
80 David Alonso Valresa GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP
71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP
55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP
18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW
16 Andrea Migno CIP Green Power KTM RC250GP
38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP
95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP

Disputam a Repescagem:

43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP
53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP
96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW
31 Adrian Fernandez Leopard Racing Honda NSF250RW
48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP
6 Ryusei Yamanaka Valresa GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW
7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP
64 Mario Suryo Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW
22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP

Uma repescagem diferente, com o líder do campeonato Daniel Holgado, com Ivan Ortolá (vencedor de duas corridas), Diogo Moreira (2 pódios na temporada), Deniz Oncü (Vencedor da etapa passada) estavam na repescagem junto de outros 9 pilotos lutando por 4 vagas para o Q2.

Com o cronometro disparado, os pilotos não saíram de imediato, perderam parte do tempo que tinham para marcarem seus tempos. Só a partir de 1:30 de sessão é que Mario Aji (primeiro a entrar na pista) foi para a pista e todos os demais seguiram o piloto japonês.

Daniel Holgado errou em sua primeira tentativa de volta. Com 5 minutos de sessão, o espanhol Ivan Ortolá marca o primeiro tempo com 1:42.271, seguido de Deniz Oncü, Adrian Fernández e Ryusei Yamanaka. Diogo Moreira vinha em 5º, na porta de entrada da zona de classificação.

Todos os pilotos queriam se posicionar logo atrás de Daniel Holgado para pegar o seu Vácuo, uma tática arriscada e que tinha chances consideráveis de não dá certo com qualquer piloto.

Com 8:15 para o final do Q1, Deniz Oncü passou para a ponta ao marca 1:42.267, 4 milésimos a frente de Ortolá. Adrian Fernández da Leopard Racing e Ryusei Yamanaka completam os 4 primeiros colocados. Apesar da 2ªposição, Ivan Ortolá teve problemas em sua moto e teve de ir para os boxes. Agora só restava ao piloto da Angeluss torcer para se manter no Top 4.

A menos de 3 minutos do final, todo mundo voltou para a pista e todo mundo tentou pegar o vácuo de Daniel Holgado. O brasileiro Diogo Moreira foi o piloto que conseguiu acompanhar o piloto da Tech 3. Nas duas primeiras parciais, os dois estavam melhorando suas marcas e com grandes possibilidades de ficarem com os dois melhores tempos, mas na reta final a volta dos dois desandou. Diogo Moreira chegou a melhorar o seu tempo, mas não conseguiu a vaga para o Q2 e Daniel Holgado teve a volta cancelada e acabou com o pior tempo entre os 13 pilotos da repescagem.

O mais rápido foi o Japonês Tairo Furusato da Honda Asia Team que não pegou vácuo e marcou o bom tempo de 1:42.036. Adrian Fernández da Leopard Racing ficou em 2º, Deniz Oncü ficou na zona de classificação em 3ºlugar e Kaito Toba acabou ficando com a última vaga para o Q2.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 01’42.0360
2 31 Adrian Fernandez Leopard Racing Honda NSF250RW 01’42.1190
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 01’42.1270
4 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 01’42.1700
5 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 01’42.2130
6 48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP 01’42.2710
7 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 01’42.4080
8 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 01’42.6450
9 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 01’42.7130
10 64 Mario Suryo Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 01’42.7760
11 6 Ryusei Yamanaka Valresa GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 01’42.8430
12 22 Ana CarrascoES BOE Motorsports KTM RC250GP 01’43.1720
13 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 01’43.2330

Depois da fase de repescagem, assim que foi acionado a contagem regressiva de 15 minutos, A maioria dos pilotos sem perda de tempo foram para a pista. Ayumu Sasaki e Collin Veijer saíram juntos para fazer a estratégia da equipe Husqvarna. Os dois foram os primeiros a marcarem tempo com 3:20 de sessão, mas David Salvador aproveitou o vácuo de ambos para assumir a liderança da sessão, até que Stefano Nepa aos 3:45 de Q2 marcou 1:42.118 e pulou para a 1ªposição.

Com 4:50 de sessão, Deniz Oncü que veio do Q2 marcou 1:41.987 e tomou a ponta que estava nas mãos de Nepa. Enquanto isso, David Alonso da Gas Gas acabou indo ao chão.

Oncü tentou melhorar sua volta, mas não conseguiu melhorar seu tempo. Na metade da sessão, Oncü seria o pole seguido de Nepa e Salvador que iriam fazer a primeira fila, Joel Kelso em 4º seguido de Sasaki, Toba, Muñoz, Masia, Odgen e Alonso completando os 10 primeiros colocados.

Alguns pilotos já estava de volta a pista a 6:30 do final, entre eles os dois pilotos da Husqvarna. Sasaki usou o vácuo de Veijer para marcar o tempo de 1:41.512 assumindo a liderança da sessão. Collin Veijer se beneficiou também e pulou da 14ª para a 4ªposição. O piloto da casa com certeza queria fazer uma grande corrida em Assen e uma classificação boa para Veijer será um grande passo a dar.

Mas a sessão não tinha terminado, Todo mundo buscava tirar Sasaki da pole position e partiram para a tentativa final. A 1:45 do final, Kaito Toba foi para 2º, Jose Antonio Rueda pulou para 3º e Andrea Migno passou para 4º, todos eles jogaram Deniz Oncü para a 5ªposição.

A segundos do final, David Muñoz marcou o tempo de 1:41.191 pulou para a primeira posição, de onde não saiu mais. O piloto da Boe conquistou sua primeira pole position na carreira, na 18ªparticipação de Grande Prêmio no Mundial de Motovelocidade e vai tentar buscar sua primeira vitória na Moto 3.

A primeira fila será completada pelo Australiano Joel Kelso da CFMoto que dessa vez vai mesmo largar em 2º. Kelso tinha conquistado a segunda posição em Mugello, mas foi punido e acabou largando lá de trás. Agora Kelso terá a chance de largar na primeira fila e no apagar das luzes, Riccardo Rossi da SIC58 marca um impressionante tempo e acabou conquistando a 3ªposição, seu melhor grid no ano e a chance de melhorar seu campeonato que esta muito ruim em 2023.

Largando da 4ªposição, o japonês Ayumu Sasaki vai abrir a segunda fila com sua Husqvarna, uma segunda fila pesada já que iria ter o turco Deniz Oncü da Ajo Motorsport e de Stefano Nepa da Angeluss. O Japonês Kaito Toba da SIC58 vai partir da 7ªposição e comandará a terceira fila. Jaume Masia em 8ºlugar, o vice-líder do campeonato tem a chance de tirar pontos que Daniel Holgado tem de vantagem na liderança do campeonato.

Collin Veijer, piloto da casa vai partir de uma boa 9ªposição. Romano Fenati da Snipers, Jose Antonio Rueda da Ajo e Andrea Migno da CIP Green completam a lista dos 12 primeiros colocados.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP 01’41.1810
2 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 01’41.4720
3 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 01’41.5100
4 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 01’41.5120
5 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 01’41.5200
6 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 01’41.5780
7 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 01’41.6020
8 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 01’41.7410
9 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 01’41.7580
10 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 01’41.7620
11 99 Jose Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 01’41.8010
12 16 Andrea Migno CIP Green Power KTM RC250GP 01’41.9770
13 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 01’42.0800
14 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 01’42.2150
15 31 Adrian Fernandez Leopard Racing Honda NSF250RW 01’42.4050
16 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 01’42.4860
17 80 David Alonso Valresa GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 01’42.7530
18 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW Sem tempo
19 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 01’42.2130
20 48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP 01’42.2710
21 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 01’42.4080
22 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 01’42.6450
23 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 01’42.7130
24 64 Mario Suryo Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 01’42.7760
25 6 Ryusei Yamanaka Valresa GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 01’42.8430
26 22 Ana CarrascoES BOE Motorsports KTM RC250GP 01’43.1720
27 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 01’43.2330

A Moto 3 começou as atividades das corridas no domingo em Assen. A Garotada não decepcionou o público que veio desde cedo para acompanhar todas as categorias e presenteou com mais uma corrida disputadíssima e decidida nas últimas curvas. Ivan Ortolá foi punido com a volta longa por não ter respeitado a bandeira preta com o circulo Laranja na sessão de classificação. Já Adrian Fernández foi punido com 2 voltas longas.

Na largada, Kelso tentou passar Muñoz, mas o piloto da Boe manteve a liderança seguido de Kelso da CFMoto, Rossi da SIC58, Nepa da Angeluss e Sasaki da Husqvarna. Na reta oposta, Sasaki passou Nepa e pulou para 4º e na curva 7ª, Joel Kelso passou David Muñoz na raça e assumiu a liderança. Pela primeira vez na sua carreira, o piloto australiano da CFMoto lidera uma volta no Mundial de Motovelocidade. Ainda na primeira volta, Daniel Holgado vai para o chão e demora muito tempo para voltar a pista.

Na segunda volta, David Muñoz recupera a liderança sobre Joel Kelso no final da reta oposta. Na terceira volta, Adrian Fernández e Joshua Whatley caíram e abandonaram a prova.

Na volta 4, Jaume Masia passou para a segunda posição, só ficando atrás de David Muñoz, na sequência vinham Joel Kelso, Stefano Nepa, Riccardo Rossi, Deniz Oncü, Ayumu Sasaki, Jose Antonio Rueda, Romano Fenati e Collin Veijer. No final da 4ªVolta, Ivan Ortolá que largou na 20ªposição já lutava por lugar entre os 10 primeiros lugares.

Masia passou Muñoz e assumiu a liderança na 5ªvolta, Sasaki vai para 3º, Nepa fica em 4º e Kelso cai para quinto. Ivan Ortolá cumpriu a volta longa e perdeu poucas posições. David Muñoz saiu da pista na metade da volta e caiu para a 6ªposição. No final dessa 5ªvolta, Deniz Oncü tomou a liderança com Sasaki e Nepa em 2 e 3º, todos eles deixaram Masia para trás.

Na 6ªVolta, foi a vez de Stefano Nepa brilhar, primeiro passando Sasaki e logo depois passar Deniz Oncü para tomar a ponta. Na volta seguinte, o piloto da Angeluss segura com muita garra a 1ªposição diante da pressão de Oncü, Muñoz e Sasaki. No meio de tantas KTM, apenas Masia em 6º e Romano Fenati em 8ºlugar. Lá atrás, o italiano Filippo Farioli corta a chicane e recebe punição da volta longa.

Na metade da 9ªvolta, Ivan Ortolá passa a ser o segundo colocado e formam a dobradinha da Angeluss com Nepa, isso após superar Deniz Oncü. Após 10 voltas de prova, Nepa e Ortolá nas duas primeiras posições, Muñoz em 3º, Oncü em 4º, Masia em 5º e depois vinha Sasaki, Fenati, Kelso, Veijer e Rueda nas 10 primeiras posições. 1.3 segundos atrás vinham Diogo Moreira liderando o segundo pelotão seguido de Xavier Artigas, David Alonso, Tairo Furusato e Ricciardo Rossi que tinha largado na primeira fila, Sendo que Moreira, Furusato e Rossi foram advertidos por passarem do limite da pista.

No final da volta 11, David Muñoz supera Ivan Ortolá e foi para segundo, mas quando tentou passar Nepa foi surpreendido pelo próprio Ortolá que recupera a segunda posição em ultrapassagem bastante arrojada e recupera a dobradinha da Angeluss.

No final da 12ªVolta, Muñoz recupera a segunda posição e Jaume Masia aproveitou para superar Ortolá e subir para a 3ªposição. Brigando pela 5ªposição estavam Ayumu Sasaki e Deniz Oncü, os dois protagonistas do GP da Alemanha.

Nepa tinha a pressão de Muñoz e Masia na frente, mas estava resistindo na liderança. Na volta 14, Masia passa Muñoz na curva 5, mas Muñoz recuperou rapidamente a segunda posição.

A Partir dai o italiano Romano Fenati aparece passando Muñoz e Masia no final da 15ªvolta e partiu para cima de Stefano Nepa. Ao final da 16ªvolta, Jaume Masia tomou a ponta e Romano Fenati em 2º, os dois pilotos de Honda estavam superando a toda a frota de pilotos da KTM e das filiais Husqvarna e CFMoto. Oncü, Ortolá, Muñoz e Nepa completavam as 6 primeiras posições.

Oncü tentou uma estilingada para a frente, chegando a passar Fenati, mas isso durou pouco tempo e o turco acabou caindo para 4º após perder posição para Fenati e para Muñoz que reconquistou posição no pódio. Só restava 3 voltas para o final e Muñoz superou Fenati e depois superou Masia para tomar a ponta na curva 6, mas na curva 7 o jovem piloto da Boe errou, sai da pista e perde várias posições caindo para o 7ºlugar.

Masia abrem vantagem de 4 décimos sobre Deniz Oncü que conseguiu dizimar essa diferença no decorrer da penúltima volta, mas quando ele foi buscar a ultrapassagem sobre Masia acabou que o turco foi superado por Ivan Ortolá que abriu a volta final logo atrás do piloto da Leopard Racing, mas na curva 1, Ortolá errou o momento de frear e saiu da pista, perdendo posições importante na reta final.

Masia continua na frente, mas nas últimas curvas Ayumu Sasaki passou Masia e assumiu a liderança, mas na curva final, Masia dá o bote em Sasaki, passa para a liderança e vence o GP da Holanda em um final sensacional do piloto da Leopard Racing.

Masia além da grande vitória que conquistou de forma merecidíssima tirou 25 pontos dos 41 pontos de vantagem que Daniel Holgado tinha sobre o piloto da Leopard Racing. O campeonato esta muito em aberto ainda na Moto 3 assim como em todas as outras categorias.

Ayumu Sasaki perdeu a vitória nos momentos finais pela segunda vez seguida, não foi dessa vez que o piloto da Husqvarna pode comemorar a 3ªvitória na categoria menor. O pódio foi completado por Deniz Oncü que batalhou pelas primeiras posições sempre e chegando perto do vencedor, mostras de maturidade do piloto turco que quebrou o jejum na corrida passada.

Ivan Ortolá perdeu a chance de lutar pela vitória, mas o piloto da Angeluss fez brilhante corrida de recuperação, após largar na 20ªposição e ter pagado uma volta longa e ter chegado em uma ótima 4ªposição não é para se menosprezar, vai sair para as férias como uma das grandes sensações da temporada até agora. Em 5ºlugar, o espanhol David Muñoz não conseguiu transformar a pole position que fez no sábado em vitória no domingo, apesar de ter corrido bem acabou cometendo alguns erros que não permitiu a Muñoz vencer.

Na 6ª e 7ªposições, Jose Antonio Rueda da Ajo e Collin Veijer da Husqvarna fizeram corridas no pelotão, mas não tiveram grandes destaques, mas seu cometerem erros acabaram na frente de Romano Fenati, Joel Kelso e Stefano Nepa. Fenati fez sua melhor corrida na temporada, mas nas curvas finais acabou saindo da pista e perdendo a chance de conquistar o pódio. Joel Kelso Largou em 2º, mas não teve ritmo para se sustentar na liderança. Já Stefano Nepa liderou a maior parte da corrida, mas perdeu posições no final e chegou apenas na 10ªposição, em numa corrida que poderia consagrar o piloto italiano com a vitória.

Os pilotos que completam a zona de pontos foram: Kaito Toba da SIC58, Diogo Moreira da MT Helmets, David Alonso da Gas Gas, Xavier Artigas da CFMoto e Ryusei Yamanaka da Gas Gas. Daniel Holgado teve um final de semana desastroso, largou em último, caiu na primeira volta e fechou o dia na 25ªposição, último colocado.

Resultado final da 8ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Holanda – Assen – Moto 3 – 20 Voltas

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 34’14.6190
2 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.081
3 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.276
4 48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 0.324
5 44 David Muñoz BOE Motorsports KTM RC250GP a 0.401
6 99 Jose Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 0.507
7 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.819
8 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 1.056
9 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 1.341
10 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 2.024
11 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 11.736
12 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 12.254
13 80 David Alonso Valresa GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP a 12.317
14 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 12.592
15 6 Ryusei Yamanaka Valresa GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP a 12.594
16 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 12.646
17 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW a 12.898
18 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 13.041
19 16 Andrea Migno CIP Green Power KTM RC250GP a 13.100
20 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP a 14.651
21 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 22.458
22 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 26.301
23 64 Mario Suryo Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 26.374
24 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP a 31.379
25 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 74.539
31 Adrian Fernandez Leopard Racing Honda NSF250RW a 16 voltas
70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 18 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da França– Mundial de Motovelocidade 2023 – 5ªEtapa da Moto 3

Abertura das atividades da Moto 3 foi com a sessão de treinos livres que definiu os 14 pilotos que passariam para o Q2 diretamente. Com o terceiro treino livre de sábado sobre chuva, os treinos de sexta acabaram valendo para a definição dessas posições.

Jaume Masia (Leopard), Ayumu Sasaki (Husqvarna), Xavier Artigas (CFMoto), Romano Fenati (Snipers), Daniel Holgado (Tech 3), Jose Antonio Rueda (Ajo), Ivan Ortolá (Angeluss), Diogo Moreira (MT Helmets), Joel Kelso (CFMoto), Deniz Oncü (Ajo), Felipe Fagioli (Tech 3), Syarifuddin Azman (MT Helmets), Ryusei Yamanaka (Gas Gas) e Mario Aji (Honda Asia Team) estavam esperando os 4 classificados que viriam da repescagem.

Os pilotos da repescagem em Le Mans eram esses: Scott Ogden (VisionTrack), Matteo Bertelle (Snipers), Ana Carrasco (BOE), Tairo Furusato (Honda Asia Team), Stefano Nepa (Angeluss), Andrea Migno (CIP Green), David Alonso (Gas Gas), Joshua Whatley (VisionTrack), Tatsuki Suzuki (Leopard), David Salvador (CIP Green), Riccardo Rossi (SIC58), Collin Veijer (Husqvarna) e Kaito Toba (SIC58).

O primeiro a sair para a pista foi Stefano Nepa com sua moto da Angeluss. Os outros só foram sair com 1 minuto e meio de sessão, quando Suzuki saiu, os outros pilotos foram junto dele. Mais o piloto da Leopard Racing blefou e deixou os demais sem a sua referência. Suzuki saiu 30 segundos depois da turma.

Nepa marcou o primeiro tempo da sessão, mas a marca de 1:44.601 era ruim e foi facilmente superado pelos outros pilotos que partiram pra valer para a primeira volta, Esse foi o caso de David Salvador ao marca 1:43.658 seguido de Andrea Migno, Scott Odgen e Matteo Bertelle. Tatsuki Suzuki tinha feito um tempo melhor que todo mundo, mas por ter passado além do traçado sua volta foi cancelada.

Na metade da sessão (7:40 de Q2), Andrea Migno foi para a liderança e Stefano Nepa para a 2ªposição. Os dois deixam David Salvador para trás na terceira posição. O japonês Tairo Furusato da Honda Asia Team fez um bom tempo e subiu para a 4ªposição. Restando 5 minutos e 50 segundos do final, Kaito Toba marcou sua primeira volta que só foi o bastante para levar até a 9ªposição. Nessa altura da sessão, praticamente todo mundo estava nos boxes.

A menos de 2:30 do final da sessão, praticamente todo mundo foi para pista para uma última volta, bem na frente Collin Veijen buscava uma última volta rápida e estava conseguindo a primeira e segunda melhores parciais, mas acabou caindo nas curvas finais da sessão.

Esse acidente atrapalha totalmente o final da sessão, Pois Vários pilotos fizeram sua melhor volta tiveram suas voltas canceladas.

Depois de toda a confusão com as voltas, os classificados terminaram sendo Andrea Migno como o melhor piloto da Sessão, seguido de Stefano Nepa, David Salvador e Tairo Furusato. Collin Veijer que atrapalhou todo mundo nos últimos momentos de sessão terminou ficando na 5ªposição.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 16 Andrea Migno CIP Green Power KTM RC250GP 01’42.6460
2 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 01’42.8180
3 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 01’43.2110
4 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 01’43.3760
5 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 01’43.7540
6 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 01’43.8160
7 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 01’43.8790
8 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 01’43.9660
9 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 01’44.0310
10 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW 01’44.0610
11 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 01’44.1810
12 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 01’44.4100
13 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 01’44.4780

Os primeiros pilotos a saírem para a fase final da classificação da Moto 3 foram os dois pilotos da CFMoto Pruestel, era uma estratégia para Xavier Artigas e Joel Kelso se ajudarem para conseguirem bons tempos.

Em principio a tática da CFMoto não adiantou muita coisa não, porque com 4:25 de sessão, Kelso Marcou o tempo de 1:43.135 e essa marca acabou sendo superado por Deniz Oncü que fez o tempo de 1:42.423, colocando 7 décimos em cima do piloto australiano. Ivan Ortolá marcou o segundo tempo e depois vinham Migno, Moreira, Masia e Furusato completando os 6 primeiros lugares.

Com 5:30 de sessão, Xavier Artigas faz uma belíssima volta e pula para a segunda posição, mas logo acabou sendo superado pelo rapidíssimo Ayumu Sasaki com sua Husqvarna.

Com 8:40 para o término da sessão, Diogo Moreira passou para a liderança, graças a uma excelente 4ªparcial que permitiu ao principal piloto da MT Helmets marcar o tempo de 1:42.530, 93 milésimos a frente de Deniz Oncü.

Na metade da sessão (com 7:10 de tempo restante), Daniel Holgado foi para a liderança com 1:42.211 e logo em seguida, Ayumu Sasaki da Husqvarna superou o líder do campeonato e assumiu a liderança com a volta de 1:42.023.

Os pilotos em sua maioria voltavam para os boxes para ajuste de motos. A 6 minutos do final, Sasaki, Holgado e Moreira formavam a primeira fila, Oncü, Migno e Artigas formavam a segunda fila, Ortolá, Masia e Fenati formavam a terceira fila e Yamanaka, Furusato e Nepa formavam a quarta fila.

Os dois pilotos da CF Moto sai juntos para a pista a 5:30 do final para tentarem puxar um ao outro para buscarem o melhor tempo. Todo mundo foi para pista a 3 minutos do final, buscando uma última volta. Ayumu Sasaki, o homem a ser batido voltou a pista a 2:40 do final, sozinho para realizar sua volta voadora.

A 2:10 do final, Artigas não conseguiu melhorar a ponto de sair da 6ªposição. A 1:20 do final, Jaume Masia melhorou a volta e pulou da 8ª para a 5ªposição.

Nos segundos finais, Holgado e Moreira melhoraram suas posições para 3ª e 4ª, superados logo depois por Andrea Migno, isso a poucos segundos do final da sessão. Com o cronometro zerado, Masia acabou ficando apenas com o 6ºtempo.

Ayumu Sasaki marcou uma volta ainda mais perfeito, com 1:41.630 o japonês conquistou a terceira pole position nesse ano. O piloto da Husqvarna teve mais um ótimo sábado, mas precisava traduzir isso em ótimos resultados no domingo para brigar pelo título da temporada.

A partir da segunda posição acabou ocorrendo uma enorme confusão em relação ao resultado. Andrea Migno tinha feito à segunda marca, seguido de Daniel Holgado e Diogo Moreira. Porém, alguns minutos depois as posições se inverteram e acabou que Moreira da MT Helmets acabou ficando com a segunda posição, Holgado ficou na mesma terceira posição e Migno caiu para a 5ªposição, ficando atrás até mesmo de Deniz Oncü, sem dúvida o piloto da CIP Green foi o mais prejudicado com essas mudanças.

Ivan Ortolá larga na 6ªposição seguido de Jaume Masia da Leopard Racing, o melhor dos pilotos da Honda, Xavier Artigas da CFMoto, Romano Fenati da Snipers e Syarifuddin Azman da Mt Helmets (o melhor resultado do piloto malaio em classificações).

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 01’41.6300
2 10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP 01’41.9390
3 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 01’41.9580
4 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 01’42.1010
5 16 Andrea Migno CIP Green Power KTM RC250GP 01’42.1280
6 48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP 01’42.3320
7 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW 01’42.3690
8 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 01’42.6190
9 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 01’42.6670
10 63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP 01’42.6850
11 99 Jose Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 01’42.6850
12 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP 01’42.7350
13 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP 01’42.7890
14 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 01’42.8780
15 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 01’43.0070
16 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 01’43.1350
17 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 01’43.4350
18 64 Mario Suryo Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW 01’43.4430
19 72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW 01’43.7540
20 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 01’43.8160
21 19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 01’43.8790
22 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 01’43.9660
23 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW 01’44.0310
24 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW 01’44.0610
25 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP 01’44.1810
26 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW 01’44.4100
27 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP 01’44.4780

No histórico domingo aconteceu a 1000ªcorrida da história das três categorias, sendo que a Moto 3 seria a primeira prova do dia. Devido a pista difícil, aquela corrida intensa de ultrapassagens não aconteceu e isso facilitou para Daniel Holgado conquistar sua segunda vitória na temporada.

Sasaki conseguiu manter a liderança após a largada, mas acabou sendo superado por Daniel Holgado, líder do campeonato que pulou da 3ª para a 1ªposição, seguido de Sasaki, Moreira, Oncü, Migno, Masia, Ortolá, Artigas, Salvador e Azman nas 10 primeiras posições.

Logo nas primeiras voltas, todos os pilotos se consentiram que era melhor se preservar na parte inicial das 20 voltas da etapa da categoria menor. Apenas 2 modificações aconteceram nas 2 primeiras voltas: Onçü passou Moreira e assumiu a terceira posição e Jaume Masia supera Andrea Migno para ganhar a 5ªposição.

Ao final da 3ªvolta, Syarifuddin Azman (que estava fazendo seu melhor final de semana) foi o primeiro a ir para o chão. Nas voltas seguintes, os pilotos ficaram mais na tática de apenas seguir seu adversário na frente e eram raras as tentativas de ultrapassagem, que nem se quer chegavam a ser ameaças reais, mas só mesmo tentativas. David Alonso que largou na 25ªposição já vinha na 12ªposição, piloto colombiano teve uma ótima recuperação nas primeiras voltas.

Na 7ªvolta, Scott Odgen e Andrea Migno acabaram indo para o chão. Enquanto isso, Diogo Moreira é superado por Ivan Ortolá e assumiu a 4ªposição. Antes disso, o próprio Ortolá tinha passado Jaume Masia.

Diogo Moreira perdeu posição para Jaume Masia na entrada da 10ªVolta, o seu desempenho definitivamente não era bom, o piloto brasileiro não conseguia reagir a essas ultrapassagens. Na volta 11, Moreira é superado por Xavier Artigas…

… Na parte final da mesma 11ªvolta, Moreira perde o controle da sua traseira e vai para o chão e em consequência o brasileiro da MT Helmets deixava a corrida. Foi nesse exato momento em que a corrida começou a ficar um pouco mais movimentada.

Sasaki vai para o ataque em cima de Holgado. O piloto da Tech 3 continuava na frente, sem dar brechas para o piloto da Husqvarna. Deniz Oncü vinha em 3º seguido de Masia em 4º após ter recuperado posição em cima de Ivan Ortolá que estava na 5ªposição. Xavier Artigas e Ryusei Yamanaka completavam os pilotos do primeiro pelotão. David Alonso vinha em excepcional 8ªposição após largar das últimas posições. Rueda, Salvador, Nepa, Kelso, Toba, Furusato e Suzuki completava as 15 primeiras posições.

A 6 Voltas do final, Jaume Masia, único piloto como moto da Honda a andar na frente aproveita uma pequena falha de Deniz Oncü (Na curva 8) para ganhar a terceira posição. No começo da 16ªvolta (Volta seguinte), Masia passou Sasaki na chicane e subiu para a segunda posição.

Sasaki não desistia da 2ªposição, partiu para cima de Masia para dar o troco. Com toda essa briga, Daniel Holgado abriu vantagem sobre os dois. A 3 voltas do final, Sasaki passou Masia e recuperou a segunda posição.

Sasaki, Masia e Ortolá se livraram de Oncü, Yamanaka e Artigas e anularam a vantagem que Holgado tinha aberto na penúltima volta. Na última volta, Sasaki e Holgado lutaram pela vitória e Masia lutava para manter o pódio dos ataques de Ivan Ortolá.

Holgado não deu chances a Sasaki e cruzou a linha de chegada na frente, conquistando a sua segunda vitória na temporada. Holgado em uma atuação impecável, dispara na liderança do Mundial de pilotos. Após algumas corridas sem grandes resultados, Ayumu Sasaki conseguiu seu primeiro pódio da temporada após terminar na segunda posição, a 150 milésimos do vencedor.

Jaume Masia conseguiu segurar a 3ªposição e salvou um lugar do pódio para uma moto da Honda. A Leopard Racing é sem dúvida é a melhor equipe com a moto japonesa e Masia é o melhor piloto com a moto da Honda já que Tatsuki Suzuki não consegue desenhos tão constantes como o piloto espanhol. Ivan Ortolá fica em 4º, mais um bom resultado do piloto da Angeluss que esta se destacando nesse começo de Mundial.

Ryusei Yamanaka obteve a 5ªposição e ficou a frente de Deniz Oncü, para o japonês foi o melhor resultado dele no ano e igualou o melhor resultado da carreira (Conquistada no GP de Mugello do ano passado), para o turco é esperar quase 1 mês para tentar sua primeira vitória no Mundial de Motovelocidade. Xavier Artigas fez uma boa corrida e levou a moto da CF Moto até a 7ªposição.

David Alonso foi um dos grandes destaques da corrida, largou da 25ªposição e se recuperou brilhantemente chegando em uma ótima 8ªposição, marcando pontos importantes e demonstrando que já esta totalmente adaptado ao Mundial de Motovelocidade. Jose Antonio Rueda da Ajo e Stefano Nepa da Angeluss completaram as 10 primeiras posições.

A lamentar a queda de Tairo Furusato a poucas curvas da bandeirada, o japonês vinha obtendo seu melhor resultado no Mundial de Motovelocidade. Joel Kelso, Kaito Toba, Tatsuki Suzuki, David Salvador e Collin Veijer completaram a zona de pontuação da corrida 1000 da Moto 3.

Resultado final da 5ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – 20 Voltas – Moto 3

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 96 Daniel Holgado Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP 34’07.1760
2 71 Ayumu Sasaki Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 0.150
3 5 Jaume Masia Leopard Racing Honda NSF250RW a 0.946
4 48 Ivan Ortola Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 1.113
5 6 Ryusei Yamanaka Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP a 2.409
6 53 Deniz Öncü Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 2.521
7 43 Xavier Artigas CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 3.280
8 80 David Alonso Gaviota GASGAS Aspar M3 Gas Gas RC250GP a 9.372
9 99 Jose Antonio Rueda Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 11.930
10 82 Stefano Nepa Angeluss MTA Team KTM RC250GP a 14.318
11 66 Joel Kelso CFMOTO Racing PruestelGP CFMoto Moto3 a 14.438
12 27 Kaito Toba SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 14.606
13 24 Tatsuki Suzuki Leopard Racing Honda NSF250RW a 15.077
14 38 David Salvador CIP Green Power KTM RC250GP a 16.937
15 95 Collin Veijer Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 16.969
16 54 Riccardo Rossi SIC58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 19.059
17 18 Matteo Bertelle Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 19.113
18 7 Filippo Farioli Red Bull KTM Tech3 KTM RC250GP a 19.410
19 55 Romano Fenati Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 19.665
20 22 Ana Carrasco BOE Motorsports KTM RC250GP a 30.369
21 64 Mario Suryo Aji Honda Team Asia Honda NSF250RW a 30.541
22 70 Joshua Whatley VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 30.794
72 Taiyo Furusato Honda Team Asia Honda NSF250RW a 1 volta
10 Diogo Moreira MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 10 voltas
19 Scott Ogden VisionTrack Racing Team Honda NSF250RW a 12 voltas
16 Andrea Migno CIP Green Power KTM RC250GP a 14 voltas
63 Syarifuddin Azman MT Helmets – MSI KTM RC250GP a 18 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP