GP da Argentina – Moto 2 – Mundial de Motovelocidade 2022

A categoria intermediária começou sua classificação com um Q1 com o norte-americano Cameron Beaubier o principal favorito a uma das 4 vagas para disputar o Q2. Após 1 minuto de espera, todos foram para a pista, agora os pilotos tinham que aproveitar cada segundo que restava.

Com quase 5 minutos de sessão, o italiano Lorenzo Dalla Porta vinha na frente, seguido de Zonta van der Goodberch da RW Racing, Jeremy Alcoba da Intact GP e Simone Corsi da MV Agusta completando os 4 primeiros colocados.

Na volta seguinte, o holandês Zona van der Goodberch de apenas 16 anos foi para a ponta, com 1:44.213, apenas 31 milésimos a frente de Dalla Porta. Simone Corsi deu um belo pulo e foi para a 3ªposição. E Marcel Schrotter completava a zona de classificação a 8 minutos do final. O dono da casa, Gabriel Rodrigo vinha em 5ºlugar, mas a quase 250 milésimos de Schrotter, ainda longe do tempo do piloto alemão.

A 6:25 do final, Marco Ramirez puxa o tapete de Marcel Schrotter e passa a 4ªposição. Outro que superou o piloto alemão, Manuel Gonzalez foi para a 5ªposição. Já fora da zona de classificação, Schrotter precisava responder a altura… e foi exatamente que ele fez, marcou 1:44.397 e pulou da 6ª para a 3ªposição.

A 4:30 do final, Cameron Beaubier começa a confirmar o seu favoritismo, passa para a ponta e leva com ele Manuel Gonzalez que passa a segunda posição. Isso deixa ameaçadas as classificações de Van der Goodberch e Dalla Porta para o Q2. Schrotter melhorou sua marca, mas não saiu da 5ªposição. O piloto da Intact GP vinha 144 milésimos atrás do piloto da Italtrans.

Zonta van der Goorbergh flertou com o melhor tempo, mas acabou ficando em 3ºlugar, mas melhorando sua marca a apenas 53 milésimos de Beaubier.

Dalla Porta estava na bolha, mas garantindo a sua vaga ao Q2, até que Schrotter tirou uma volta da sua cartola e pulou para 4º, com o cronometro zerado. O 1:44.199 foi o suficiente para Schrotter tomar a última vaga e eliminar Dalla Porta da classificação. O piloto da casa ficou com a 6ªposição, seguido dos dois pilotos da MV Agusta (Corsi e Ramirez). Salac da Gresini e Antonelli da VR46.

Resultado do Q1:

pos piloto equipe moto tempo
1 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex 01’44.132
2 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’44.156
3 84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex 01’44.185
4 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 01’44.199
5 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 01’44.244
6 2 Gabriel Rodrigo Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’44.390
7 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Team MV Agusta 01’44.431
8 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Team MV Agusta 01’44.445
9 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex 01’44.501
10 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’44.521
11 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 01’44.652
12 5 Romano Fenati Lightech Speed Up Boscoscuro 01’44.671
13 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 01’44.798
14 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 01’44.798
15 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’44.876

Sam Lowes e Manuel Gonzalez foram os primeiros a entrarem na pista, com 1 minuto de sessão. Os outros pilotos começaram a entrar, mas aos poucos, sem muita pressa. Vietti entrou com 1 minuto e 30 segundos de sessão. Os dois pilotos da KTM Ajo entram com 2 minutos de sessão.

Com 3 minutos de sessão, Fermin Aldeguer da Speed UP entra na pista, como um dos favoritos a pole.

Sam Lowes marcou o primeiro tempo da sessão com 1:44.079 com 4 minutos e 30 segundo de sessão. Ogura vinha em uma grande volta, mas errou no terceiro setor e perdeu a chance de passar a liderança. Essa liderança foi para Bo Bendsneyder da SAG, seguido de Aron Canet da Pons. Ainda assim Ogura passou para a 3ªposição.

Bendsneyder e outros pilotos vinham em voltas melhores do que as primeiras voltas. Manuel Gonzalez passou a liderança e Somkiat Chantra, embalado pela vitória na Indonésia passou a segunda posição, com 8 minutos e 20 segundos de sessão pela frente. Aron Canet faz bom tempo e mantem à terceira posição.

20 segundos depois, Celestino Vietti bota a ordem da casa e marca 1:43.758 e passa a ser o primeiro colocado, mas isso não foi o ponto final da sessão, pelo contraio, fez com que os adversários fossem atrás… E de fato, não só foram como conseguiram superar Vietti. Primeiro foi Augusto Fernandez a 7:20 do final e 35 segundos depois, Fermin Aldeguer passou para a liderança com 1:43.437, o jovem espanhol colocando a Boscoscuro no topo da tabela.

Augusto Fernandez em segundo vinha buscando recuperar a liderança, com uma ótima volta até o 3ºsetor, mas perdendo tempo no último dos 4 setores, o piloto da equipe Ajo não consegue se quer melhorar sua marca. Enquanto isso, a 5:30 do final, Tony Arbolino subiu para a terceira posição. Albert Arenas vinha em uma ótima 4ªposição, seguido de Bendsneyder, Ogura, Vietti, Gonzalez, Lowes e Dixon nas 10 primeiras posições.

Jake Dixon tinha tudo para assumir a liderança, mas perdeu tempo no último setor e perdendo a chance, mas pelo menos o britânico deu um salto da 10ª para a 5ªposição a 4 minutos do final. Fermin Aldeguer melhorou sua marca (1:43.306) e aumentou suas chances de conquistar a pole position. A menos de 3 minutos do final, Chantra subiu da 13ª para a 6ªposição e Ogura subiu da 8ª para a 7ªposição.

Vietti foi para uma última tentativa de melhorar seu tempo. Seu esforço levou o piloto da VR46 a subir 3 posições, passando a 6ªposição a 1 minuto do final.

Fermin Aldeguer não teve sua liderança ameaçada, o piloto da Speed UP conquista a pole position, confirmando o favoritismo que teve através das sessões dos treinos livres onde conseguiu o melhor tempo. O piloto espanhol vai ter uma dura missão de superar seus adversários com a moto da Kalex, que tem esmagadora maioria do grid da Moto 2. O espanhol Augusto Fernandez da KTM Ajo e o italiano Tony Arbolino da Marc VDS completam a primeira fila.

Dia muito bom para os pilotos da Aspar Martinez, Albert Arenas e Jake Dixon vão largar na 4ª e 5ªposições. O líder do campeonato Celestino Vietti vai completar a segunda fila, na 6ªposição. Vindo da vitória na Indonésia, Somkiat Chantra larga na 7ªposição, seguindo por Ai Ogura, companheiro de equipe do tailandês na Honda Asia Team e pelo Holandês Bo Bendsneyder da SAG. Os três formaram a 3ªfila.

Manuel Gonzalez da Yamaha VR46 vai largar em uma ótima 10ªposição, na frente de Sam Lowes que deixou a desejar no sábado. Aron Canet vai fechar a 4ªfila, o piloto da Pons foi outro que não foi muito bem na classificação.

Grid de Largada:

pos piloto equipe moto tempo
1 54 Fermín Aldeguer Lightech Speed Up Boscoscuro 01’43.306
2 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex 01’43.456
3 14 Tony Arbolino ELF Marc VDS Racing Team Kalex 01’43.513
4 75 Albert Arenas Autosolar GASGAS Aspar Team Kalex 01’43.615
5 96 Jake Dixon Autosolar GASGAS Aspar Team Kalex 01’43.622
6 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’43.645
7 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 01’43.671
8 79 Ai Ogura Idemitsu Honda Team Asia Kalex 01’43.710
9 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’43.727
10 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’43.761
11 22 Sam Lowes ELF Marc VDS Racing Team Kalex 01’43.787
12 40 Aron Canet Flexbox HP40 Kalex 01’43.810
13 9 Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex 01’43.839
14 84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex 01’44.068
15 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 01’44.189
16 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex 01’44.189
17 51 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex 01’44.205
18 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 01’44.554
19 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 01’44.244
20 2 Gabriel Rodrigo Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’44.390
21 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Team MV Agusta 01’44.431
22 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Team MV Agusta 01’44.445
23 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex 01’44.501
24 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’44.521
25 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 01’44.652
26 5 Romano Fenati Lightech Speed Up Boscoscuro 01’44.671
27 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 01’44.798
28 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 01’44.798
29 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’44.876

Na categoria intermediaria, mais uma bela exibição de Celestino Vietti que conquistou sua 2ªvitória na moto 2 e na temporada, consolidando a liderança no Mundial. Os dois pilotos da Honda Asia Team completaram o pódio.

Na largada, o jovem Fermin Aldeguer larga bem e segura à liderança. A corrida termina cedo para Augusto Fernandez que tomou por trás da Moto de Ai Ogura e caiu na primeira curva. Manuel Gonzalez que foi tão bem na classificação acabou prejudicado pela queda de Fernandez e caiu para as últimas posições.

Aldeguer na frente, seguido de Tony Arbolino da Marc VDS, Celestino Vietti da VR46, Somkiat Chantra da Honda Asia Team e Albert arenas da Aspar Martinez. Sean Kelly da American Racing e Niccolò Antonelli da VR46 foram ao chão e abandonaram a prova. Um começo difícil para ambos na moto 2.

Ao final da 1ªVolta, Vietti já chega pra cima de Arbolino e sem perda de tempo passou para 2º após superar o piloto da Marc VDS. Canet passou Arenas e subiu para a 5ªposição. Na segunda volta, Zonta van der Goodberch caiu. No começo da 3ªvolta, Chantra passou Arbolino e pulou para a terceira posição. O italiano da Marc VDS passou a sofrer pressão de Canet que estava muito rápido. Sem perder muito tempo, na última curva, Aron Canet passa Arbolino e assume a 4ªposição.Um pouco mais a frente, Vietti chegou em Aldeguer e não demorou muito para assumir a liderança, no começo da 4ªvolta (Curva 1).

Depois da ultrapassagem, o líder do campeonato esperava abrir vantagem para o atrevido piloto da Speed UP, mas Aldeguer não estava longe e não queria desistir da ponta. Os dois abriram quase 8 décimos para Somkiat Chantra (3ªposição). Canet e Arbolino completava as 5 primeiras posições. Ai Ogura vinha em 6º e completando os 10 primeiros? Dixon, Bendsneyder, Arenas e Beaubier. Alessandro Zacconi da Gresini estava nos boxes, com sérios problemas mecânicos na sua moto.

Andando do jeito que ele gosta, Pedro Acosta vinha na 10ªposição. O campeão da Moto 3 ainda estava se adaptando ao estilo da moto 2. Ao começar a 7ªVolta, Ai Ogura já estava com a 5ªposição em suas mãos. A Marc VDS não estava em uma corrida feliz, Sam Lowes vinha na 12ªposição.

Ao final da volta, Vietti perde a curva e ao voltar para a trajetória, toca em Fermin Aldeguer que vai ao chão e abandona a prova. O lance poderia dar em punição ao piloto da VR46, já que foi visível o erro de trajetória, a volta e o toque que fez o piloto da Speed UP caísse.

Se não tivesse punição, Vietti estava mais tranquilo na frente, mas Chantra vinha chegando na briga, com 9 décimos atrás do piloto italiano. Aron Canet era o terceiro, Ai Ogura e Tony Arbolino completavam os 5 primeiros colocados.

Chantra vai para cima de Vietti, embalado após sua primeira vitória no GP passado. No final da volta 11, Vietti espalha e Chantra aproveita para tomar a liderança. Poderia esse ser o lance da corrida e o tailandês poderia abrir vantagem para Vietti, mesmo com a pressão do piloto italiano. Ao final da 12ªvolta, no mesmo ponto, Chantra erra o ponto da curva e Vietti volta a liderança.

Nesse meio tempo, Filip Salac foi para o chão (no primeiro setor da volta anterior) e abandonou a prova. Era fim de corrida para a Gresini, o outro piloto da equipe, Alessandro Zacconi acabou abandonando com problemas mecânicos na sua moto. Na metade da 12ªVolta, Ai Ogura passou Aron Canet e pulou para a 3ªposição.

Chantra tenta voltar para a batalha pela vitória. Enquanto isso, Ogura não tinha o pódio assegurado a 10 voltas do final. Arbolino em 5º estava ficando para trás. Mais atrás, Jake Dixon da Aspar Martinez tentava chegar no pelotão da frente, mas ainda tinha 2 segundos para tirar de Arbolino para chegar na disputa.

Canet passou Ogura no final da 14ªvolta e voltou à terceira posição. Esse pega pelo pódio iria continuar, o piloto japonês não estava disposto a se entregar sem lutar.

Após muita pressão, Ogura consegue superar Canet. Ao final da 17ªVolta, piloto da Honda Asia Team voltava ao pódio. Agora era Canet que iria para a caça e Ogura seria o alvo do piloto da Pons. Mais atrás, No 1 terço da 18ªvolta, Acosta passou Bendsneyer e subiu para a 7ªposição. Até aquele momento, era o melhor resultado do piloto da Ajo na Moto 2. Na volta seguinte, foi a vez de Arenas superar o piloto principal da SAG.

Para a tristeza dos argentinos, Gabriel Rodrigo caiu a 4 voltas do final e não consegue completar a corrida em sua casa. Mas os olhos do mundo estavam na disputa entre Ogura e Canet pelo pódio. Na frente, Chantra se aproxima de Vietti, visando um último ataque pra cima do piloto da VR46. A 3 voltas do final, Jake Dixon passa Tony Arbolino e sobe para a 5ªposição. Jorge Navarro e Lorenzo Dalla Porta acabaram encontrando o chão na 21ªvolta.

Vietti abre 1 segundo a frente de Chantra, o suficiente para administrar a sua vitória e foi assim que ele fez. 2ª Vitória de Celestino Vietti em 3 corridas disputadas. Dando o recado de que brigaria pelo título dessa temporada. Quem quisesse brigar com ele, teria que desde de já correr atrás do prejuízo, pois Vietti já tinha 70 pontos conquistados em 75 pontos disputados.

Novamente com ótima atuação, Somkiat Chantra foi o único a conseguiu ameaçar a vitória de Vietti. Não resta a menor dúvida que o 2ºcolocado do GP da Argentina vive seu melhor momento da carreira.

Ai Ogura e Aron Canet brigaram até a curva final pelo último lugar no pódio. Na volta final, Canet chegou a passar por 2 vezes Ogura, mas o japonês conseguiu voltar a frente nas duas oportunidades e acabou conquistando a 3ªposição e o duplo pódio para a Honda Asia Team. Canet acabou ficando com a 4ªposição, dessa vez o espanhol acabou fora do pódio.

Jake Dixon fez uma bela corrida e foi galgando posições com o decorrer da corrida e acabou o dia em uma significativa 5ªposição. Tony Arbolino começou muito bem, mas não tinha rendimento para lutar pelos primeiros lugares. Ainda por cima, foi superado por Dixon e o piloto italiano teve de se contentar com uma modesta 6ªposição. Porém, foi o melhor que a Marc VDS pode fazer no domingo. Sam Lowes, não passou de uma deplorável 10ªposição.

Pedro Acosta teve seu melhor final de semana na Moto 2, ignorando as ordens da equipe, o espanhol acabou pilotando do jeito que ele gosta de pilotar e acabou colhendo uma boa 7ªposição. Albert Arenas chega em 8ºlugar e dá mostras de evolução na categoria intermediária. O holandês Bo Bendsneyder fez uma boa corrida, pena que no final perdeu posições para Acosta e Arenas, isso rebaixou o piloto da SAG para a 9ºposição. Nada deu certo para Sam Lowes, uma classificação fraca e uma corrida também fraca levaram o britânico para a 10ªposição, se afastando da briga pelo título.

Cameron Beaubier ficou em 11º, em uma corrida solitária, sem ameaçar ninguém, mas sem ser ameaçado por Marcel Schrotter da Intact GP (12ºcolocado).

Joe Roberts da Italtrans, Manuel Gonzalez da Yamaha VR46 e Marcos Ramirez da MV Agusta completaram a zona de pontuação. Destaque para Manuel Gonzalez que se recuperou do atraso que teve na primeira volta e ainda assim conseguiu marcar pontos. Marcos Ramirez levou a MV Agusta para o primeiro ponto na temporada.

Resultado Final da 3ªetapa do Mundial de Motovelocidade – Temporada 2022
GP da Argentina – Termas de Rio Hondo – 23 Voltas – Moto 2

pos piloto equipe moto tempo
1 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex 39’44.0980
2 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 1.538
3 79 Ai Ogura Idemitsu Honda Team Asia Kalex a 5.703
4 40 Aron Canet Flexbox HP40 Kalex a 5.880
5 96 Jake Dixon Autosolar GASGAS Aspar Team Kalex a 6.584
6 14 Tony Arbolino ELF Marc VDS Racing Team Kalex a 7.538
7 51 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex a 12.177
8 75 Albert Arenas Autosolar GASGAS Aspar Team Kalex a 12.418
9 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 13.656
10 22 Sam Lowes ELF Marc VDS Racing Team Kalex a 14.254
11 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex a 20.077
12 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex a 25.736
13 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex a 28.317
14 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 29.784
15 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Team MV Agusta a 30.270
16 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex a 37.884
17 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Team MV Agusta a 37.956
18 5 Romano Fenati Lightech Speed Up Boscoscuro a 38.325
19 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 1:04.858
9 Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex a 3 Voltas – Acidente
19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex a 3 Voltas – Acidente
2 Gabriel Rodrigo Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 4 Voltas – Acidente
12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex a 12 Voltas – Acidente
61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex a 16 Voltas – Mecânico
54 Fermín Aldeguer Lightech Speed Up Boscoscuro a 17 Voltas – Acidente
84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex a 22 Voltas – Acidente
37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex a 23 Voltas – Acidente
28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex a 23 Voltas – Acidente
4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex a 23 Voltas – Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Comunidade Valenciana – 18ªEtapa – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 2

A decisão começava na Sessão de Classificação. Remy Gardner e Raúl Fernández brigam pelo título da Moto 2 até a etapa final. Porém, eles ainda teriam de esperar a repescagem acontecer para que 4 pilotos possam se juntar aos 14 pré-classificados para o derradeiro Q2 da temporada de 2021.

Praticamente todos os pilotos entraram nos primeiros segundos do Q1, com exceção do jovem Fermín Aldeguer um pouco mais tarde. OS dois pilotos da SAG foram os primeiros pilotos a marcarem volta, com 3:25 de sessão. O holandês Bo Bendsneyder foi mais rápido que Thomas Luthi. 30 segundos depois, Joe Roberts passa para 2º, superando o piloto suíço que fazia sua última corrida na carreira. Garzó da Pons, Chantra da Honda Asia Team e Baldassarri da MV Agusta completavam os 6 primeiros.

Com 5 minutos de sessão, Simone Corsi assumiu a liderança com 1:35.290, seguido de Roberts, Bendsneyder e Aldeguer. A 8:25 do final, Thomas Luthi fez um tempo melhor e pulou para a 4ªposição, Hafizh Syarhin sobe para a 5ªposição. Na sua terceira tentativa, o jovem Fermín Aldeguer pulou da 6ª para a 2ªposição, se colocando como um dos favoritos a uma das vagas para o Q2. Porém, o piloto de 17 anos acabou indo para o chão na curva 3.

A 6:20 do final, Simone Corsi leva a sua MV Agusta para a liderança. Stefano Manzi chegou a ter uma volta com perspectivas de marcar o melhor tempo, mas perdeu tempo na última parcial e acabou ficando com o 5ºtempo.

A 6 minutos do final, Syarhin melhora e marca um brilhante segundo tempo, só ficando atrás de Corsi. Segundos depois, Hector Garzó voltou a se posicionar na 3ªposição. A 5 minutos do final, Joe Roberts supera Garzó e assume a 3ªposição, enquanto que Corsi faz 1:35.155 e se consolida na frente.

A 3:15 do final, Roberts chegou a marcar o 2ºmelhor tempo, mas sua volta foi cancelada por ter passado do limite da pista na curva 12, o mesmo caso aconteceu com Thomas Luthi que teve de fazer uma nova volta e que acabou sendo melhor, colocando o suíço na segunda posição e conseguindo a classificação para o Q2. Os pilotos da Pons acabaram ficando com o 5º e 6ºtempos.

Simone Corsi da MC Agusta foi o mais rápido da sessão, junto com Luthi da SAG, Syarhin da NTS e Roberts da Italtrans. Passaram para a próxima fase.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta 1’35.155
2 12 Thomas Luthi Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 1’35.208
3 55 Hafizh Syarhin NTS RW Racing GP NTS 1’35.270
4 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 1’35.323
5 40 Hector Garzó Flexbox HP40 Kalex 1’35.368
6 62 Stefano Manzi Flexbox HP40 Kalex 1’35.468
7 54 Fermín Aldeguer Termozeta Speed Up Boscoscuro 1’35.477
8 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 1’35.508
9 96 Jake Dixon Petronas Sprinta Racing Kalex 1’35.528
10 11 Nicolò Bulega Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 1’35.620
11 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’35.818
12 75 Albert Arenas Inde Aspar Team Boscoscuro 1’35.916
13 14 Tony Arbolino Liqui Moly Intact GP Kalex 1’36.218
14 7 Lorenzo Baldassarri MV Agusta Forward Racing MV Agusta 1’36.418
15 20 Dimas Ekky Pramata Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 1’37.476
70 Barry Baltus NTS RW Racing GP NTS Sem Tempo

O momento da luta pelo título chegou, começando pela sessão do Q2. Remy Gardner com 305 pontos e Raúl com 282 pontos teriam outros 16 pilotos para a disputa da última pole da temporada.

Os primeiros pilotos a entrarem na pista foram os pilotos da VR46, Marcel Schrotter e Hafizh Syarhin. Remy e Raúl saíram 30 segundos depois. Os primeiros tempos marcados, Joe Roberts fez a melhor marca e ficou por 40 segundos na frente, até que a liderança foi tomada pelo espanhol Augusto Fernández da Marc VDS. Aron Canet foi para segundo a 10:50 do final e Celestino Vietti foi para 3º. Na sua primeira volta, Rául Fernández fez o 8ºtempo e Remy Gardner o 16ºtempo.

Na 2ªtentativa, Schrotter e Luthi fizeram ótimas voltas e assumiram as 2 primeiras posições a 9 minutos e 40 segundos do término da sessão. Raúl Fernández (tempo de 1:35.036) foi para a liderança 25 segundos depois. Fabio di Giannantonio da Gresini e Aron Canet da Aspar Martinez foram para 2ª e 3ªposições. Remy Gardner subiu 8 posições e foi para 8ªposição. Na metade da sessão, Jorge Martin subiu para a quarta posição.

Com metade da sessão percorrida, Raúl Fernández, Fabio di Giannantonio e Aron Canet faziam a primeira fila. Jorge Navarro, Marcel Schrotter, Thomas Luthi, Augusto Fernandez, Simone Corsi, Celestino Vietti e Marco Bezzecchi completava os 10 primeiros colocados. Logo depois, Augusto Fernandez pulou para a ponta com o tempo de 1:35.033, apenas 3 milésimos a frente de Raúl. Simoni Corsi subiu da 8ª para 5ªposição.

A 5 minutos e 15 segundos do final, Celestino Vietti pula para a pole com a marca de 1:35.005. com o tempo ficando escasso, o piloto da VR46 poderia conquistar sua primeira pole na Moto 2. Porém, Simone Corsi com sua Mv Agusta acabou indo para a liderança, com 1:34.956 Surpreendente, restando 4 minutos do final.

Fernández e Gardner estava na pista para melhorarem suas posições de largada. A 3:30 do final, Raúl foi para o chão na curva 2, praticamente sem chance de melhorar da 2ªposição, era a chance para Remy melhorar, mas o australiano não passava da 12ªposição.

Augusto Fernandez fez boa volta e subiu para a 3ªposição, a 107 milésimos de Corsi. Fabio di Giannantonio  chegou a fazer o melhor tempo, mas a sua volta acabou sendo cancelada e o piloto da Gresini teve de ir para a última tentativa, o italiano melhora seu tempo, avançando da 6ª para a 4ªposição.

Terminada a sessão, Simoni Corsi leva a MV Agusta a primeira pole position depois de mais de 40 anos das grandes conquistas da fábrica italiana. Uma classificação brilhante para o veterano de 34 anos que ainda tinha esperanças de permanecer na equipe para a temporada de 2022. Celestino Vietti teve uma classificação brilhante e conquistou seu melhor grid da sua temporada de estreia na Moto 2. Augusto Fernandez da Marc VDS completava a primeira fila.

Fabio di Giannantonio que poderia ter a pole position iria comandar a segunda fila, largando na 4ªposição. Raúl Fernández levou a melhor sobre Remy Gardner na classificação, mas largando da 5ªposição teria que ser agressivo para concluir o objetivo de vencer para ter a chance de ser campeão. Em sua despedida das pistas, Thomas Luthi teve seu melhor grid do ano e vai largar na 6ªposição.

Remy Gardner vai largar na 8ªposição, atrás de Aron Canet da Aspar Martinez e na frente de Jorge Navarro da Speed UP. Esse resultado para o australiano bastava para ser o campeão da categoria intermediária. Marco Bezzecchi da VR46 completava os 10 primeiros colocados.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta 1’34.956
2 13 Celestino Vietti SKY Racing Team VR46 Kalex 1’35.005
3 37 Augusto Fernandez Elf Marc VDS Racing Team Kalex 1’35.026
4 21 Fabio di Giannantonio Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 1’35.034
5 25 Raúl Fernández Red Bull KTM Ajo Kalex 1’35.036
6 12 Thomas Luthi Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 1’35.091
7 44 Aron Canet Inde Aspar Team Boscoscuro 1’35.103
8 87 Remy Gardner Red Bull KTM Ajo Kalex 1’35.117
9 9 Jorge Navarro Termozeta Speed Up Boscoscuro 1’35.153
10 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex 1’35.179
11 72 Marco Bezzecchi SKY Racing Team VR46 Kalex 1’35.232
12 97 Xavi Vierge Petronas Sprinta Racing Kalex 1’35.242
13 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 1’35.244
14 55 Hafizh Syarhin NTS RW Racing GP NTS 1’35.410
15 45 Tetsuta Nagashima Italtrans Racing Team Kalex 1’35.496
16 42 Marcos Ramirez American Racing Kalex 1’35.575
17 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 1’35.620
18 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex 1’35.961
19 40 Hector Garzó Flexbox HP40 Kalex 1’35.368
20 62 Stefano Manzi Flexbox HP40 Kalex 1’35.468
21 54 Fermín Aldeguer Termozeta Speed Up Boscoscuro 1’35.477
22 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 1’35.508
23 96 Jake Dixon Petronas Sprinta Racing Kalex 1’35.528
24 11 Nicolò Bulega Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 1’35.620
25 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’35.818
26 75 Albert Arenas Inde Aspar Team Boscoscuro 1’35.916
27 14 Tony Arbolino Liqui Moly Intact GP Kalex 1’36.218
28 7 Lorenzo Baldassarri MV Agusta Forward Racing MV Agusta 1’36.418
29 20 Dimas Ekky Pramata Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 1’37.476
30 70 Barry Baltus NTS RW Racing GP NTS Sem Tempo

Domingo, dia de homenagens a Valentino Rossi, as atenções estavam todas voltadas para o Doutor. Porém, ainda havia um campeonato para ser decidido entre Remy Gardner que tinha uma vantagem enorme de 23 pontos sobre Raúl Fernández. Para o espanhol só a vitória interessava  e além desse resultado era torcer para Gardner ter um dia desastroso e não chegar no 13ºlugar (Que garantia sem depender de ninguém o título da Moto 2).

Simone Corsi vivia seu momento de glória ao largar na pole position. Na largada, o piloto da MV Agusta segura a liderança, Raúl Fernández pulou bem na largada e foi da 5ªposição até superar Fabio di Giannantonio na curva 2 e assumir a segunda posição, Remy vinha em 8º.

Entre a curva 2 e 3, Xavi Vierge, Marco Bezzecchi e Lorenzo Baldassarri caíram. A moto do piloto da VR46 vazou líquidos e acabou por provocar uma bandeira vermelha e a paralisação da corrida. Todo mundo voltou para os boxes e aguardou a pista ser limpa do fluido que caiu na pista. Isso durou mais ou menos 20 minutos para ser feito.

Nesse meio tempo, Bezzecchi volta aos boxes com sua moto para sua equipe fazer o milagre de colocarem a moto em condições de disputarem a corrida. Pior que a equipe VR46 conseguiu, a moto foi ajeitada nesse meio tempo, mas não foi suficiente para devolver Bezzecchi para a sua posição no grid de largada, obrigando Marco a largar dos boxes.

Na volta de apresentação, Simone Corsi tem problemas na sua moto e acaba nem conseguindo largar. O lugar na primeira posição ficou vazio para a segunda largada. O número de voltas foi reduzida para 16 voltas.

Na 2ªLargada, Augusto Fernandez pulou para a liderança, seguido de Raúl Fernández que largou muito bem foi para segundo. Fabio di Giannantonio, Aron Canet, Thomas Luthi, Marcel Schrotter, Celestino Vietti que largou mal e Xavi Vierge. Remy Gardner vinha na 9ªposição.

Raúl já foi para cima de Augusto Fernandez, somente a vitória interessava para o piloto espanhol da equipe Ajo. Na curva 7 da 2ªVolta, Raúl passa Augusto Fernandez e assume a liderança, mas isso não era o bastante. Gardner estava em 9º e estava levando o título de campeão.

Augusto Fernandez e Raúl Fernández duelam pela liderança por algumas boas curvas da 3ªVolta, o piloto da equipe Ajo manteve a frente do piloto da Marc VDS. Na volta 4, Fabio di Giannantonio supera os dois Fernandez e assume a liderança, Raúl passou Augusto Fernadez que tinha tomado posição no mesmo momento do ataque ao piloto da Gresini. Mais uma vez o espanhol teria de buscar a liderança.

Na 6ªVolta, Gardner já pressionado acabou superado por Jorge Navarro e Sam Lowes, caindo para a 11ªposição, que ainda daria o campeonato ao australiano, mas o momento era crítico e o filho de Wayne Gardner (Que estava no Autódromo Ricardo Torno) tinha que ter calma e se manter frio para conquistar o título.

Enquanto Fabio di Giannantonio lutava com Raúl Fernández e Augusto Fernandez para manter a liderança, Remy Gardner tinha Thomas Luthi logo à frente, mas atrás tinha o perigoso Tetsuta Nagashima que substituía Lorenzo Dalla Porta e fazia seu melhor final de semana da temporada. Remy precisava passar alguns pilotos para respirar.

Na 9ªVolta, Nagashima chegou a passar Remy que recuperou a posição curvas depois. Com Luthi sem o ritmo das primeiras voltas, Gardner tinha que passar o suíço de imediato. A 6 voltas do final, Remy passou Luthi e subiu para 10ªposição. O problema foi Nagashima se aproveitar e também passar o piloto suíço. Porém, Gardner tinha a chance de fugir do pelotão a partie desse momento.

Enquanto que Rául foi para cima de Di Giannantonio, pelo menos para vencer a corrida. Na volta 13, acontece a ultrapassagem de Fernández sobre di Giannantonio e assumiu a liderança, deixando o piloto da Gresini mais para Augusto Fernandez para uma disputa final pela segunda posição.

Raúl Fernández conquistou a 8ªvitória na temporada, mas não foi o bastante para o espanhol. Remy Gardner chegou na 10ªposição, era mais do que suficiente para o australiano se tornar o campeão do mundo de 2021. Uma corrida de muito controle e sem grandes riscos, por isso que a posição não foi uma posição de destaque, até porque não precisava fazer muita coisa para confirmar o campeonato. Remy se tornou o segundo filho de campeão que conseguiu o campeonato. O primeiro foi Kenny Roberts jr. em 2000, filho de Kenny Roberts, campeão das 500cc de 1977,1979 e 1980. Wayne Gardner foi campeão das 500cc em 1987.

O pódio foi completado pelo Italiano Fabio di Giannantonio da Gresini que sobe para a MotoGP em 2022 e Augusto Fernandez da Marc VDS. Celestino Vietti fez mais uma bela corrida, apesar da largada ruim acabou se recuperando e ficando em 4ºlugar. Certamente em 2022 vai brigar por pódios constantemente. Em 5ºlugar, Aron Canet se despede da Aspar Martinez com mais uma boa corrida. Xavi Vierge se despede da Moto 2 com a 6ªposição, numa corrida surpreendente boa. O espanhol vai para a SuperBike em 2022 e a equipe Petronas encerrava suas atividades nessa corrida.

Sam Lowes tentou se recuperar, mas o tempo encurtado de corrida acabou levando o britânico a não passar da 7ªposição. Jorge Navarro da Speed UP, Marcel Schrotter da Dynavolt e Remy Gardner da KTM Ajo completaram as 10 primeiras posições.

Boa corrida de Tetsuta Nagashima, chegando na 11ªposição. Além disso, o japonês não fez nenhuma manobra que comprometesse a disputa do título, o comportamento dele foi correto.
Apesar da 12ªposição, Thomas Luthi teve seu melhor final de semana da temporada, largando na frente e resistindo nas primeiras voltas de prova, depois acabou perdendo rendimento e posições. O suíço mereceu esse final digno de carreira. Stefano Manzi da Pons, Marcos Ramirez da American Racing e Hafizh Syarhin da NTS completaram a zona de pontuação.

O Portal Sportszone parabeniza Remy Gardner pelo título da Moto 2, pela pilotagem, pela regularidade e pelo controle para confirmar o campeonato a favor dele, um merecidíssimo campeonato.

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 25 Raúl Fernández Red Bull KTM Ajo Kalex 25’38.612
2 21 Fabio di Giannantonio Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 0.517
3 37 Augusto Fernandez Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 0.786
4 13 Celestino Vietti SKY Racing Team VR46 Kalex a 2.393
5 44 Aron Canet Inde Aspar Team Boscoscuro a 4.978
6 97 Xavi Vierge Petronas Sprinta Racing Kalex a 5.091
7 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 5.415
8 9 Jorge Navarro Termozeta Speed Up Boscoscuro a 5.808
9 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex a 7.941
10 87 Remy Gardner Red Bull KTM Ajo Kalex a 9.112
11 45 Tetsuta Nagashima Italtrans Racing Team Kalex a 9.420
12 12 Thomas Luthi Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 10.355
13 62 Stefano Manzi Flexbox HP40 Kalex a 11.898
14 42 Marcos Ramirez American Racing Kalex a 12.088
15 55 Hafizh Syahrin NTS RW Racing GP NTS a 12.361
16 96 Jake Dixon Petronas Sprinta Racing Kalex a 13.982
17 54 Fermín Aldeguer Termozeta Speed Up Boscoscuro a 14.022
18 70 Barry Baltus NTS RW Racing GP NTS a 14.145
19 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 17.111
20 72 Marco Bezzecchi SKY Racing Team VR46 Kalex a 19.273
21 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex a 19.426
22 75 Albert Arenas Inde Aspar Team Boscoscuro a 19.608
23 14 Tony Arbolino Liqui Moly Intact GP Kalex a 19.986
24 11 Nicolò Bulega Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 23.805
25 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 31.559
40 Hector Garzo Flexbox HP40 Kalex a 5 voltas
20 Dimas Ekky Pramata Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 14 voltas
24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 16 voltas
7 Lorenzo Baldassarri MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 16 voltas

Resultado final da 19ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Comunidade Valenciana – 16 voltas – Moto2

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Áustria – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 2 – 11ªetapa

Etapa realizada no dia 15 de Agosto e que deixou o campeonato mais aberto entre os dois pilotos da KTM Ajo. Q1: Sem esperar muito, todos os 17 pilotos da repescagem foram para a pista, alguns esperaram alguns segundos para entrar. Esse foi o caso de Albert Arenas da Aspar Martinez.

Após a primeira volta, o malaio Hafizh Syarhin surpreendeu, não pela capacidade do piloto malaio, mas muito mais pela frágil moto da NTS. O malaio com o tempo de 1:29.483 liderou até que Stefano Manzi marcou o tempo de 1:29.428 e passou a liderar aos 3:40 de sessão. O próprio Syarhin, Jake Dixon e Hector Garzó vinham completando os 4 primeiros lugares.

A 10:15 do final, Vierge chega a se colocar na segunda posição, mas é superado por Fabio di Giannantonio com 1:29.452 e Hector Garzó com 1:29.457, O piloto da Petronas é jogado para o 4ºlugar e Shayrin é jogado para fora da zona de classificação.

A 8:25 do final, di Giannantonio chega a primeira posição com 1;29.237, uma liderança que durou segundos porque Manzi da Pons com 1:29.164 e Dixon da Petronas com 1:29,217 superaram o piloto da Gresini. Joe Roberts era o 4º naquele momento, visando essa última posição de classificado para o Q2 estavam Garzó em 5º, Arenas em 6º, Vierge em 7º. Sharyin, Bulega e Beaubier completavam as 10 primeiras posições.

Na metade da sessão, Bulega faz uma boa volta e pula da 9ª para a 5ªposição. A 6:40 do final, Arenas marca 1:29.375 e sobe para a 4ªposição, se classificando no limite. Vierge chega a ameaçar a posição do piloto da Aspar Martinez (Fazendo o 5ºtempo), mas é Bulega que toma a 4ªposição que estava Arenas. A diferença entre os dois era de apenas 10 milésimos.

Arenas tentou recuperar a 4ªposição, mas tudo que conseguiu foi ter ido ao chão na curva 6 a 4 minutos do final da sessão. Os tempos praticamente não melhoraram nos últimos minutos de Q1, no que ajudou a definir a classificação de Stefano Manzi da Pons, Jake Dixon da Petronas, Fabio di Giannantonio e Nicolò Bulega da Gresini. Arenas, Vierge e outros acabaram terminando seu dia no Q1 mesmo.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
162Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’29.164
296Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’29.182
321Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’29.237
411Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’29.365
575Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuro1’29.375
697Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’29.393
716Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’29.409
840Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’29.457
914Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’29.470
1055Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’29.483
116Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’29.504
1264Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’29.507
1324Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’29.694
145Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuro1’29.786
157Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’29.815
1670Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’29.841
1729Taiga HadaPertamina Mandalika SAG TeluruKalex1’30.327

Para a disputa da pole, tivemos uma bela de uma reviravolta e um piloto que voltou a ser pole, isso após algumas corridas com resultados complicados.

Marcel Schrotter é o primeiro a entrar na pista no Q2, seguido de perto por Celestino Vietti e Remy Gardner, líder do campeonato. O vice-líder Raúl Fernández (Que vai disputar a MotoGP pela Tech 3) entrou 50 segundos depois.

Apesar de Schrotter ter sido o primeiro a abrir volta, as atenções estavam voltadas para Remy Gardner. O Australiano não decepciona e faz 1:29.509 a 11:35 do final da sessão, se colocando na frente e seguido por Vietti e Schrotter, os dois, superados 20 segundos depois por Aron Canet (1:29.532) e Augusto Fernandez (1:29.594). Os 3 primeiros estavam separados por menos de 1 décimo de segundo. Porém, Fernández acabou tendo sua volta cancelada.

Na segunda tentativa, Schrotter reage e faz 1:29,659 subindo para a 3ªposição. Em um período muito curto, a pole muda de mãos por 3 vezes. Ao começar por Gardner melhorando sua marca para 1:29.433, mas Canet com 1:29.015 e Fernandez com 1:29.030 passaram o rodo no líder do campeonato a menos de 10 minutos do final.

A pole muda de mãos e passa a ser de Ai Ogura. O Japonês tem a honra de ser o primeiro piloto a fazer tempo na casa do 1 minuto e 28 segundos, mas sua liderança dura 10 segundos. Foi  quando Sam Lowes da Marc VDS faz 1:28.879 e supera o piloto da Honda Asia Team por 23 milésimos. Gardner que era líder no minuto anterior, agora estava apenas na 8ªposição.

A 8 minutos do final, a vingança de Ai Ogura, o japonês passa a frente de Sam Lowes com a marca de 1:28.802, colocando 24 milésimos de frente para o piloto britânico. Canet vinha em 3º, seguido de Augusto Fernandez, Somkia Chantra que parece que se deu muito bem com Spielberg e Lorenzo Dalla Porta que também fazia uma grande classificação. Luthi da SAG, Dixon da Petronas, Navarro da Speed UP e Ramirez da American Racing completam os Top 10.

Marco Bezzecchi foi ao chão e provocou uma bandeira amarela na curva 9, isso impediu que os pilotos melhorassem suas marcas. Alguns pilotos foram para os boxes, outros pilotos como Remy Gardner ficaram na pista para buscarem melhores voltas.

Celestino Vietti deu um pulo enorme após marca boa volta, subindo da 16ª para a 6ªposição. A 3 minutos e 40 segundos do final, Remy Gardner que vinha fora dos 10 primeiros colocados subiu e subiu muito, foi para a 3ªposição, com 1:29.003. Com Bezzecchi em 15º e Raúl Fernández em 16º, parecia que tudo estava dando muito certo para Remy.

A 2:25 do fim da sessão, Augusto Fernandez melhora bem seu tempo e sobe para a segunda posição, ficando entre Ogura e Lowes. Raúl Fernández que vinha bem sumido da sessão acabou subindo para a 7ªposição.

A 20 segundos do final, Lowes marca o tempo de 1:28.659 e ai, ninguém mais conseguiu superar o piloto da Marc VDS, que comemora de novo uma pole position na temporada, o britânico que se reencontrar com as vitórias nessa temporada. No apagar das luzes, Raúl Fernández tira uma volta incrível da cartola (1:28.727) e conquista a segunda posição. Isso inverte toda a vantagem que Gardner tinha a minutos do final da sessão. Ai Ogura completa a primeira fila. O japonês vinha na pole até os últimos segundos da sessão.

Na segunda fila, vão largar Augusto Fernandez da Marc VDS, um frustrado Remy Gardner na 5ªposição e Aron Canet, levando a Boscoscuro as primeiras posições no grid. O Tailandês Somkiat Chantra vai abrir a 3ªfila, com uma ótima apresentação e sempre na parte da frente. Celestino Vietti larga em 8º e pelo menos nessa sessão, acabou sendo o protagonista da VR46.

Lorenzo Dalla Porta com a moto da Italtrans e Thomas Luthi da SAG não vinham se destacando no mundial, mas conseguiram belos desempenhos e vão largar na 9ª e 10ªposições. Marcel Schrotter da Dynavolt e Marcos Ramirez da American Racing completam a 4ªfila.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
122Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex1’28.659
225Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex1’28.727
379Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’28.802
437Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex1’28.811
587Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex1’28.961
644Arón CanetAspar Team Moto2Boscoscuro1’29.015
735Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’29.059
813Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’29.199
919Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’29.220
1012Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’29.283
1123Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’29.333
1242Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’29.355
1396Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’29.359
149Jorge NavarroLightech Speed UpBoscoscuro1’29.380
1521Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’29.450
1672Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’29.488
1762Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’29.563
1811Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’29.624
1975Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuro1’29.375
2097Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’29.393
2116Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’29.409
2240Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’29.457
2314Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’29.470
2455Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’29.483
256Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’29.504
2664Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’29.507
2724Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’29.694
285Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuro1’29.786
297Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’29.815
3070Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’29.841
3129Taiga HadaPertamina Mandalika SAG TeluruKalex1’30.327

Na largada, Lowes consegue manter a liderança. Na 1ªCurva, Jorge Navarro e Stefano Manzi foram para chão e praticamente abandonaram a prova.

Ao fim da primeira volta, Lowes lidera com Rául Fernández em 2º, Ogura em 3º e Augusto Fernandez em 4º. Canet, Chantra e Dalla Porta vinham logo a seguir. No final da segunda volta, Albert Arenas abandona.

Chegando a 3ªVolta, Fernández partiu pra cima de Lowes e passou a liderar após ultrapassagem na curva 3. O britânico passou a ser pressionado por Ai Ogura. Enquanto isso, Marcel Schrotter supera Aron Canet e sobe para a 5ªcolocação. Chantra, Vietti, Bezzecchi e Gardner completava os 10 primeiros.

Ogura supera Lowes na 5ªvolta, o piloto da Honda Asia Team sobe para 2ªposição. Deixando os pilotos da Marc VDS para travarem um duelo pela terceira posição. Na Volta seguinte, Augusto Fernandez supera Sam Lowes e sobe para 3ªposição. Mais atrás, Marco Bezzecchi erra a curva 3 e acabou superado por Remy Gardner que passou a ser o 9ºcolocado.

Fernández da Equipe Ajo e Ogura da Honda Asia Team disputavam a ponta da prova, eles abriram um pouco de vantagem para Augusto Fernandez e Sam Lowes. Marcel Schrotter que vinha fazendo uma grande corrida, acabou indo ao chão na 9ªvolta. Com isso, Celestino Vietti e Somkiat Chantra passaram a disputar a 5ªposição. Canet vinha em 7º com sua Boscoscuro, Remy Gardner tentava chegar no espanhol das Aspart Martinez e completando os 10 primeiros: Marco Bezzecchi da VR46 e Thomas luthi da SAG

Vietti passou Chantra a 11ªvolta. Porém, o piloto tailandês não se entregava e continuava por perto do piloto da VR46. Na mesma volta, Barry Baltus acaba indo ao chão, abandona quando vinha em razoável posição com sua NTS.

Raúl Fernández e Ai Ogura vinham na frente dos pilotos da Marc VDS. A partir da 12ªVolta, Augusto Fernández tenta uma aproximação sobre os lideres. Os tempos deles eram praticamente iguais. Sam Lowes vinha um pouco mais atrás em 4º. Chantra e Vietti brigam pela 5ªposição. Remy Gardner superou Aron Canet e assumiu a 7ªposição, apesar do piloto da Aspar dar o troco na 15ªVolta, o líder do campeonato conseguiu tomar essa posição na volta seguinte. Marco Bezzecchi era pressionado por Thomas Luthi que estava fazendo seu melhor final de semana em 2021.

Marcos Ramirez da American Racing e Yari Montella da Speed UP foram ao chão e abandonaram.  Luthi superou Bezzecchi e assumiu  a 9ªposição, a menos de 10 voltas do final da prova.

A 6 voltas do final, Ai Ogura tentou brigar pela vitória com Raúl Fernández, mas o piloto da KTM tinha reservas para segurar a pressão e até abrir um pouco de vantagem em cima do Japonês. Enquanto isso, Augusto Fernandez ficava para trás e Sam Lowes tentava subir para o pódio.

Raúl Fernández conquistou a vitória na 2ªetapa em Spielberg. Em uma corrida onde só não foi de ponta a ponta, porque não foi o pole e só conseguiu a liderança a partir da 3ªvolta, dai por diante, o espanhol teve de correr com Ogura na sua cola, mas não cometeu erros e quando precisou, apertou o ritmo e mostrou que a prova estava sob controle.

Ai Ogura conseguiu o seu primeiro pódio na Moto 2, com uma grande exibição em todo o final de semana, assim como foi na semana passada, mas o resultado dessa prova foi mais feliz. Na disputa dos pilotos da Marc VDS, Augusto Fernandez levou a melhor sobre Sam Lowes e acabou levando o seu 3ºpódio seguido na 3ªposição. O pole position do GP da Áustria acabou o dia na 4ªposição e fora do pódio.

A disputa entre Vietti e Chantra terminou com o italiano na frente, mas por causa de uma infração, Vietti acabou cedendo a 5ªposição para Somkiat Chantra, com seu melhor resultado da carreira, numa grande corrida que ele fez e num grande final de semana que a equipe Honda Asia Team fez. O piloto da VR46 acabou o dia na 6ªposição, mas com uma exibição digna de aplausos.

Remy Gardner teve uma corrida bem complicada, tudo devida a uma largada ruim, chegando a cair para a 11ªposição. Dai ficou bem difícil uma recuperação. De fato, o australiano acabou o dia numa decepcionante 7ªposição. Aron Canet não teve uma grande apresentação ficando com uma modesta 8ªposição, perto do que foi no GP da Estíria, essa corrida foi modesta para o piloto da Aspar Martinez.

Thomas Luthi enfim fez uma boa corrida, com uma belíssima 9ªposição, o suíço alcança seu melhor resultado na temporada. Dias depois, revelou que vai deixar de pilotar para ser diretor esportivo da PruestelGP a partir da temporada que vem. Marco Bezzecchi acabou tendo um tombo enorme de uma semana para outra, indo de vitória na semana anterior para uma desapontadora 10ªposição.

Jake Dixon acabou o dia na 11ªposição, sem muito destaque para o piloto da Petronas. Fabio di Giannantonio da Gresini, Tony Arbolino da Dynavolt, Xavi Vierge da Petronas e Hector Garzó da Pons completaram a zona de pontuação.

Resultado final da 11ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Áustria – Spielberg – 25 Voltas – Moto 2

pospilotoequipemototempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex37’19.890
279Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 0.845
337Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 2.747
422Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 4.412
535Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 8.850
613Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalexa 8.782
787Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 13.657
844Arón CanetAspar Team Moto2Boscoscuroa 16.499
912Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 17.108
1072Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 19.588
1196Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 21.283
1221Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 21.703
1314Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 21.866
1497Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 27.146
1540Hector GarzoFlexbox HP40Kalexa 29.128
1616Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 33.058
1764Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 38.235
1855Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 38.357
1924Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 38.643
206Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 44.344
2129Taiga HadaPertamina Mandalika SAG TeluruKalexa 46.490
2211Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 47.560
2323Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalexa 1’05.584
2462Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 1’09.436
5Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuroa 10 voltas
42Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 12 voltas
70Barry BaltusNTS RW Racing GPNTSa 15 voltas
19Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 20 voltas
75Albert ArenasAspar Team Moto2Boscoscuroa 24 voltas
9Jorge NavarroLightech Speed UpBoscoscuroa 25 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Catalunha – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 2 – 7ªetapa

O GP da Catalunha na Moto 2 se resumiu em uma disputa entre os dois pilotos da Equipe Ajo, Remy Gardner acabou levando a melhor, conquistando a pole position no sábado e vencendo Raúl Fernández em um belo duelo. A dobradinha da equipe mostra a superioridade da equipe oficial da KTM na categoria intermediária.

No sábado, começando a classificação o Q1 tinha 18 pilotos para 4 vagas no Q2, com o maior grid do ano da categoria intermediária.

Thomas Luthi começou muito bem e marcou o melhor tempo com 1:44.191, seguido de Hector Garzó com 1:44.438, Fabio di Giannantonio e Celestino Vietti. Na Volta seguinte, Luthi marcou tempo 1 décimo mais rápido, mas acabou sendo derrubado da zona de classificação.

Fabio di Giannantonio marcou 1:43.912 e assumiu a liderança da repescagem seguido de Garzó, Chantra e Navarro. A 7 minutos do final, Navarro com a Speed UP e Di Giannantonio da Gresini duelaram pela ponta na terceira volta rápida de ambos, nessa disputa foi Navarro levou a melhor e subiu para a liderança com 1:43.684 contra o 1:43.824 de Fabio di Giannantonio. Chantra continuava em 3º e Nicolò Bulega com a outra Gresini passou para a 4ªposição.

Quem poderia ter mudado essa classificação era Thomas luthi que acabou marcando o 4ºtempo, mas acabou com a volta cancelada e voltou para a 8ªposição (Onde ele estava). Fora isso, não houve mudanças nas posições de classificação, Navarro, Di Giannantonio, Chantra e Bulega foram para o Q2.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
19Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpBoscoscuro1’43.684
221Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’43.824
335Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’43.858
411Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’43.898
540Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’43.926
655Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’43.934
775Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuro1’44.055
824Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’44.076
912Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’44.098
107Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’44.321
1113Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’44.335
1270Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’44.409
1362Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’44.528
146Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’44.720
152Alonso LópezMB Conveyors Speed UpBoscoscuro1’45.463
1681Keminth KuboVR46 Master Camp TeamKalex1’45.535
1774Piotr BiesiekirskiPertamina Mandalika SAG EuvicKalex1’45.914
1896Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’50.609

O primeiro piloto a entrar na pista foi o alemão Marcel Schrotter da Dynavolt, que na tentativa de volta rápida salva sua moto de uma queda, que poderia ter sido feia. Os dois pilotos da equipe Ajo começaram na frente, primeiro com Remy Gardner marcando 1:43.761 e depois com Raúl Fernández baixando o tempo para 1:43.574.

A 9minutos do final, Marco Bezzecchi supera Fernández e assume a liderança após marcar 1:43.372, mas sua volta foi cancelada por passar do limite da pista. Somkiat Chantra faz uma bela marca e chegou a subir para a 3ªposição. Bendsneyder marcou uma bela volta, mas também sua volta foi cancelada por passar do limite de pista.

Bo Bendsneyder fez uma nova volta e deu um pulo enorme, passando de 15º para a 2ªposição. Só atrás de Remy Gardner. O quadro se manteve até que Raúl Fernández marcou 1:43.135 e tomou a ponta do treino, deixando Gardner em 2º e Bendsneyder em 3º.

Sam Lowes vinha na 7ªposição e precisava melhorar sua marca se ainda quisesse pensar na pole. Seu companheiro de equipe Augusto Fernandez marcou o 4ºtempo a 4:40 do final.

Remy Gardner precisava dar o troco, precisava mostrar do porque era o líder do campeonato, foi isso que o australiano fez, a 2 minutos do final, Remy volta a liderar a sessão ao marcar 1:43.099 e na volta seguinte melhorou sua marca para 1:42.977. Dessa forma, Remy Gardner confirmou a pole position para a corrida de domingo, melhor que isso é dá uma resposta ao rapidíssimo companheiro de equipe na Ajo, Raúl Fernández larga na segunda posição.

A surpresa é o Holandês Bo Bendsneyder que conseguiu a 3ªposição e vai largar pela segunda vez na 1ªfila. A segunda fila vai ser composta por Augusto Fernandez da Marc VDS (4 posições a frente de Sam Lowes), Fabio di Giannantonio que veio do Q1 para levar a moto da Gresini para a 5ªposição e Xavi Vierge que no final subiu da 11ª para a 6ªposição, ótima volta do piloto espanhol da Petronas.

Sam Lowes vai largar na 8ªposição, entre Ai Ogura e Somkiat Chantra, ambos pilotos da Honda Asia Team. Não foi boa a classificação do piloto britânico que precisa se redimir da queda que ele teve na etapa passada em Mugello. Enquanto isso, Ogura e Chantra foram muito bem e tem grandes chances de fazerem uma grande corrida. Marco Bezzecchi ficou devendo na classificação, vai largar na 10ªposição.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
187Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex1’42.977
225Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex1’43.135
364Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’43.400
437Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex1’43.501
521Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’43.566
697Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’43.567
779Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’43.609
822Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex1’43.693
935Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’43.716
1072Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’43.738
1144Arón CanetInde Aspar TeamBoscoscuro1’43.774
129Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpBoscoscuro1’43.904
1323Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’44.031
1414Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’44.063
1519Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’44.102
1611Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’44.158
1716Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’44.346
1842Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’44.498
1940Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’43.926
2055Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’43.934
2175Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuro1’44.055
2224Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’44.076
2312Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’44.098
247Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’44.321
2513Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’44.335
2670Barry BaltusNTS RW Racing GPNTS1’44.409
2762Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’44.528
286Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’44.720
292Alonso LópezMB Conveyors Speed UpBoscoscuro1’45.463
3081Keminth KuboVR46 Master Camp TeamKalex1’45.535
3174Piotr BiesiekirskiPertamina Mandalika SAG EuvicKalex1’45.914
3296Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’50.609

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Após o show da MotoGP, tivemos o show da equipe Ajo na Moto 2, com seus dois pilotos brigando pela vitória, melhor para Remy Gardner que soube atacar Raúl Fernández na hora certa e preservou melhor sua moto para conquistar sua segunda vitória na temporada, O Filho de Wayne Gardner abre 11 pontos de frente para Fernández. Xavi Vierge da Petronas voltou ao pódio.

Gardner largou bem e manteve a ponta, seguido de Fernández, Bendsneyder e Vierge que subiu da 6ª para a 4ªposição. O Holandês Bo Bendsneyder chegou a superar Fernández por algumas curvas, mas o jovem piloto da equipe Ajo conseguiu a recuperação e recuperou a 2ªposição.

Sam Lowes não começou muito bem, caiu da 7ª para a 12ªposição e precisava se recuperar, estava atrás de Chantra e de Fabio di Giannantonio. Na 3ªVolta, Bezzecchi supera Augusto Fernandez e sobe para a 5ªposição.

Gardner abriu vantagem para Fernández no começo, depois disso, o espanhol começou a baixar diferença para o companheiro de equipe. Enquanto isso, Augusto Fernandez e Aron Canet disputavam a 6ªposição. Sam Lowes estava na 10ªposição.

Fernández e Gardner vinham disputando a ponta, mas o piloto da SAG, Bo Bendsneyder continuava a acompanhar ambos de forma surpreendente para um piloto de equipe pequena com é a equipe de Eduardo Pelarez.

Sam Lowes ganha 2 posições passando para a 8ªposição, primeira pela queda de Aron Canet e depois por ter superado Fabio di Giannantonio da Gresini. Marcos Ramirez também vai ao chão na 8ªVolta.

Fernández colou em Gardner na 10ªVolta, e na volta 12, o espanhol usa o vácuo para tomar a ponta da corrida no final da reta dos boxes. Se imaginou que Raúl iria abrir e partir para a vitória. Porém Gardner não desistiu da batalha e foi pra cima de Fernández buscar a 2ªVitória no campeonato. Já mais atrás, Bo Bendsneyder vinha com dificuldades de manter a terceira posição, Vierge e Bezzecchi já vinham perto do piloto da SAG. Augusto Fernandez em 6º, já estava longe da disputa. Ogura e Lowes vinham em 7º e 8º respectivamente e Fabio di Giannantonio e Hector Garzó brigavam pela 9ªposição.

Vierge abriu fogo pra cima de Bendsneyder, na 16ªVolta, o piloto da Petronas supera o piloto da SAG e assume a 3ªposição. Bendsneyder também acaba sendo superado por Bezzecchi na volta seguinte, ou seja, o rendimento do Holandês caiu na parte final de prova.

A poucas voltas do final, Fernández e Gardner brigavam pela vitória. Os dois vinham bem próximos, com a moto do Australiano tendo mais rendimento. Ao entrarem na volta 20, Gardner foi pra passar Fernández e o último momento, Remy arriscou tudo e superou seu rival em uma linda ultrapassagem, assumindo a liderança e abrindo de vez vantagem sobre Fernández. No final, ocorreram algumas quedas importante, como foi a queda de Ai Ogura que vinha bem colocado e o acidente entre Fabio di Giannantonio e Hector Garzó que, diga-se de passagem, acabou com a culpa sendo do piloto da Pons.

Gardner abriu vantagem e acabou navegando com sua moto até a bandeirada, foi a sua segunda vitória na temporada e a 3ªvitória na carreira. O Filho de Wayne Gardner que já tem lugar na MotoGP em 2022 pela Tech 3 abre 11 pontos de diferença para Raúl Fernández que mais uma vez acabou traído pelo desgaste de pneus e acabou na segunda posição e continua próximo de Gardner na classificação do Mundial, isso é um mérito do estreante na Moto 2.

Xavi Vierge após 43 corridas volta ao pódio, após segurar Marco Bezzecchi nas voltas finais e acaba conquistando uma importante 3ªposição, principalmente para um piloto que vinha em ostracismo na Moto 2. Marco Bezzecchi dessa vez acabou ficando mesmo com a 4ªposição e fica sem o pódio.

Augusto Fernandez fez um bom final de semana, ficando na 5ªposição conquistada nas voltas finais após superar Bo Bendsneyder. O piloto Holandês teve seu grande final de semana na Moto 2, Após largar na primeira fila, ficou uma boa parte da corrida perto dos pilotos da KTM, mas depois os pneus de desgastaram e o piloto da SAG ficou para trás e acabou o dia na 6ªposição.

Sam Lowes não teve um bom final de semana, sua classificação foi abaixo do esperado e a corrida também, o 7ºlugar foi o que deu para salvar nesse final de semana, mas o acaba deixando mais distante da luta pelo título que estava cada vez virando uma briga particular entre os dois pilotos da equipe Ajo.

Marcel Schrotter teve uma corrida discreta, mas foi ganhando posições na reta final e acabou ficando com uma boa 8ªposição, a frente de Somkiat Chantra que fez um bom final de semana ao largar na frente e chegar na 9ªposição. Joe Roberts completou os Top 10, num desempenho bem abaixo do que ele teve em Mugello.

Jorge Navarro ficou com a 11ªposição após vencer duelo particular das Boscoscuro com Albert Arenas da Aspar Martinez. Tony Arbolino da Dynavolt, Celestino Vietti da VR46 e Thomas Luthi da SAG completaram a zona de pontuação.

O Mundial de Motovelocidade volta daqui a duas semanas com a Etapa da Alemanha, na complicada e compacta pista de Sachsenring.

Resultado final da 7ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – Moto 2 – 22 Voltas

pospilotoequipemototempo
187Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex38’22.284
225Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalexa 1.872
397Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 2.866
472Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 3.207
537Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 3.899
664Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 4.541
722Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 4.875
823Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalexa 15.973
935Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 17.515
1016Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 19.838
119Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 20.571
1275Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuroa 22.512
1314Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 22.558
1413Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalexa 23.238
1512Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 23.958
1624Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 25.099
1711Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 31.344
1896Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 37.129
196Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 37.895
2055Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 38.438
212Alonso LópezMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 40.247
2270Barry BaltusNTS RW Racing GPNTSa 40.674
237Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 40.784
2462Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 48.588
2574Piotr BiesiekirskiPertamina Mandalika SAG EuvicKalexa 49.640
2681Keminth KuboVR46 Master Camp TeamKalexa 49.694
40Hector GarzoFlexbox HP40Kalexa 2 voltas
21Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 2 voltas
79Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 3 voltas
19Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 4 voltas
42Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 15 voltas
44Arón CanetInde Aspar TeamBoscoscuroa 16 voltas

Fotos:

imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox imgbox

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da França – Mundial de Motovelocidade 2021 – Corrida da Moto 2

Raúl Fernández conseguiu sua segunda vitória na categoria, o piloto da KTM mesmo perdendo a ponta no começo acabou mantendo a calma e recuperando a liderança, a partir dai, o espanhol levou com primazia sua moto até a bandeirada. Foi uma corrida cheia de quedas, Sam Lowes foi um dos pilotos que foram ao chão e ficou mais distante da briga pelo título. Remy Gardner e Marco Bezzecchi completaram o pódio.

Na largada, Bezzecchi foi melhor que Fernández e tomou a frente. Joe Roberts manteve a 3ªposição, Canet que vinha em 4º acabou caindo na curva 9, deixando uma corrida que poderia ter muito boa para ele. Bezzecchi e Fernández abrem vantagem dos demais pilotos. Na segunda volta, Augusto Fernandez que superou Roberts e vinha em uma ótima terceira posição acabou indo ao chão na curva 11, Joe Roberts retornou a essa posição, com Garzó, Bendsneyder, Baldassarri, Vierge, Lowes e Gardner.

Em uma tentativa de ultrapassagem imprudente, Sam Lowes acabou derrubando Xavi Vierge e atrapalhando Lorenzo Baldassarri (que volta nas últimas posições) tanto o piloto da Marc VDS como o piloto da Petronas abandona na 4ªvolta. Na volta seguinte, Joe Roberts foi para o chão na curva 9.

Diante dessas quedas, Raúl Fernández superou Marco Bezzecchi e voltou para a ponta. Bo Bendsneyder vinha em uma ótima terceira posição, Remy Gardner e Tony Arbolino vinham logo atrás do piloto holandês da SAG.  Hector Garzó vinha na 6ªposição e estava na frente de Fabio di Giannantonio, mas na 7ªvolta, di Giannantonio provoca a queda de Garzó que abandona a prova.

Esse acidente leva Fabio di Giannantonio a levar a punição da volta longa, essa punição levaria o piloto da Gresini na 11ªposição, mas di Giannantonio cometeu um erro ao cumprir a punição. Resultado é que ele teve de fazer novamente a volta longa. Depois de tudo isso, o piloto da Gresini caiu para a 14ªposição atrás de Thomas Luthi.

Lá na frente, Fernández começava a abrir vantagem sobre Bezzecchi que liderava a disputa da 2ª a 5ªposição, Bendsneyder segurava o quanto podia a 3ªposição dos ataques de Gardner e Arbolino (Piloto que largou da 19ªposição e que estava já colocado em 5ºlugar). Em sexto vinha Cameron Beaubier, mas já vinha a mais de 10 segundos atrás e com Ogura, Schrotter, Dalla Porta e Chantra atrás dele completando os 10 primeiros colocados.

No final da 16ªVolta, Gardner passou Bendsneyder e sobe para 3ªposição. Curvas depois foi a vez de Arbolino superar o piloto da SAG e ganhar a 4ªposição.

Raúl Fernández vinha com a corrida sob controle lá na frente, com 1.3 segundos a frente de Bezzecchi que tinha Gardner na sua cola, o australiano queria a segunda posição. Diante da pressão, o piloto da VR46 não resistiu, acabou errando a curva 8 e perdendo a posição para o líder do campeonato.

Nas ultimas voltas, Beaubier acabou caindo e perdendo a chance de conquistar seu melhor resultado na Moto 2. Nas voltas finais, muita disputa pela 6ªposição para trás. A se destacar a ótima recuperação de Fabio di Giannatonio e de Simone Corsi que ganharam posições.

Raúl Fernández abriu mais de 2 segundos de frente para Remy Gardner. Com tranquilidade, o piloto espanhol acabou conquistando a 2ªvitória na temporada e na Moto 2 e ficando a 1 ponto da liderança do campeonato. Liderança essa continua nas mãos de Gardner que ficou na segunda posição, dobradinha da Red Bull Ajo em Le Mans. Marco Bezzecchi completou o pódio, levando a VR46 em mais uma boa corrida.

Tony Arbolino fez uma grande corrida de recuperação, ganhando 15 posições para chegar a uma ótima 4ªposição, seu melhor resultado na sua curta trajetória na Moto 2 e um dos melhores resultados da Dynavolt nos últimos anos. Bo Bendsneyder se segurou na frente, apesar de não conseguir o pódio acabou levando a moto da SAG para a uma ótima 5ªposição. o melhor resultado do piloto Holandês na Moto 2.

Bem longe, O Alemão Marcel Schrotter da Dynavolt foi o melhor do resto da turma, chegando na 6ªposição, na frente de Ai Ogura que ficou até o finalzinho na 6ªposição, o japonês acaba colocado na 7ªposição.

Fabio di Giannantonio e Simone Corsi se recuperaram na reta final, chegando na 8ª e 9ªposições respectivamente. O piloto da Gresini tomou praticamente 2 punições de volta longa, já o outro leva a MV Agusta ao melhor resultado da temporada. O Espanhol Jorge Navarro completa os 10 primeiros colocados.

Lorenzo Dalla Porta da Italtrans, Somkiat Chantra da Honda Asia Team, Nicolò Bulega da Gresini, Marcos Ramirez da American Racing e Albert Arenas da Aspar Martinez chegou a zona de pontuação.

Resultado final do GP da França
Mundial de Motovelocidade – Moto 2 – 25 Voltas

pospilotoequipemototempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex40’46.101
287Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 1.490
372Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 4.599
414Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 7.503
564Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 11.887
623Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalexa 27.829
779Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 27.975
821Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 28.112
924Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 28.204
109Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 28.432
1119Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 28.989
1235Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 28.749
1311Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 29.316
1442Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 31.605
1575Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuroa 32.080
1655Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 32.571
1770Barry BaltusNTS RW Racing GPNTSa 33.309
187Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 39.036
1996Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 41.069
2013Celestino Vietti RamusSKY Racing Team VR46Kalexa 45.599
2110Tommaso MarconMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 1’19.160
6Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 5 voltas
12Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 11 voltas
40Hector GarzoFlexbox HP40Kalexa 19 voltas
16Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 21 voltas
97Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 22 voltas
22Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 22 voltas
62Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 23 voltas
2Alonso LópezMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 23 voltas
37Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 24 voltas
44Arón CanetInde Aspar TeamBoscoscuroa 25 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP