GP da Catalunha – Mundial de Motovelocidade 2023 – 7ªEtapa da Moto E

A penúltima rodada dupla seria marcada pela virada de Mattia Casadei em cima de Jordi Torres no Mundial de pilotos.

Os 3 principais candidatos ao título, Jordi Torres, Mattia Casadei e Matteo Ferrari estavam classificados para o Q2. O Favorito no Q1 era Eric Granado que teve problemas nas sessões de treinos livres que determinavam e acabou ficando com a 17ªposição nos tempos combinados.

Resultado dos Treinos Livres:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 DUCATI 1’48.832
2 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE DUCATI 1’49.356
3 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 DUCATI 1’49.438
4 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team DUCATI 1’49.458
5 4 Hector Garzó Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI 1’49.485
6 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team DUCATI 1’49.682
7 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing DUCATI 1’49.690
8 77 Miguel Pons LCR E-Team DUCATI 1’49.761
9 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI 1’49.830
10 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI 1’49.865
11 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI 1’49.886
12 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI 1’49.890
13 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI 1’49.973
14 99 Oscar Gutierrez Prettl Pramac MotoE DUCATI 1’50.096
15 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI 1’50.232
16 8 Mika Perez RNF MotoE Team DUCATI 1’50.716
17 51 Eric Granado LCR E-Team DUCATI 1’50.886
18 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI 1’52.235

Os primeiros 40 segundos ninguém saiu da pista até que o Suíço Randy Krummenacher foi o primeiro a sair para marcar tempo. Com 2 minutos de sessão, todos já estavam na pista.

Krummenacher fez a primeira marca (1:49.642) aos 4:20 do Q2. O suíço liderou a sessão até Eric Granado concluir a sua volta em 1:48.928. Kevin Zannoni foi para a segunda posição a 241 milésimos atrás do piloto Brasileiro. Enquanto isso, Hikari Okubo foi para o chão e Tito Rabat voltou para os boxes sem tempo.

A menos de 3 minutos do final, Oscar Gonzalez marca uma ótima terceira posição. O piloto espanhol esta em seu segundo final de semana no Mundial das Motos Elétricas substituindo a Luca Salvadori.

Eric Granado foi para os boxes a 2 minutos do final, já confiante de que conseguiu tempo suficiente para classificar para o Q2. E foi isso realmente que aconteceu. Randy Krummenacher fez duas boas voltas e até mesmo melhorou sua marca, mas não foi suficiente se quer passar Kevin Zannoni que garantiu a segunda vaga para o Q2.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 51 Eric Granado LCR E-Team DUCATI 1’48.928
2 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI 1’49.169
3 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI 1’49.350
4 99 Oscar Gutierrez Prettl Pramac MotoE DUCATI  1’49.511
5 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI 1’49.877
6 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI 1’50.337
7 8 Mika Perez RNF MotoE Team DUCATI 1’50.552
8 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI 1’51.398
9 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI Sem Tempo
10 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI Sem Tempo

Matteo Ferrari, um dos postulantes ao título foi o primeiro a sair para a pista, logo atrás  veio o resto da turma, com exceção de Eric Granado que só saiu com 3 minutos de sessão…

… Assim que Granado foi  fazer a primeira curva ele acabou sendo catapultado da moto e indo parar no chão. Foi um acidente sério, mas Eric Granado saiu andando. Apesar disso, esse acidente iria comprometer o final de semana do piloto brasileiro.

O primeiro tempo da sessão foi marcado por Matteo Ferrari com 1:49.123 com 6:15 de sessão pela frente. 30 segundos depois, Mattia Casadei tomou a ponta de Ferrari ao marcar 1:48.858 levando com ele Kevin Zannoni que superou o tempo de Ferrari passando a segunda posição.

A 5:15 do final, Jordi Torres, o líder do campeonato foi para a liderança do Q2 ao marcar o tempo de 1:48.731. Foi essa volta que garantiu a pole position para o piloto da Aspar Martinez, começando bem o seu final de semana na Catalunha.

Mattia Casadei, vice-líder do Mundial vai largar em 2º e Andrea Mantovani da RNF vai largar em 3º. Kevin Zannoni abre a segunda fila com a moto da SIC58 seguido de Miguel Pons da LCR e Matteo Ferrari da Gresini que vai fechar a segunda fila. O terceiro colocado do campeonato ficou em posição mas critica em relação a Torres e Casadei.

Os 10 primeiros colocados são completados por Hector Garzó, Nicholas Spinelli, Alessandro Zaccone e Eric Granado.

Grid de largada:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team DUCATI 1’48.731
2 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 DUCATI 1’48.824
3 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team DUCATI 1’48.926
4 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI 1’48.971
5 77 Miguel Pons LCR E-Team DUCATI 1’49.004
6 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE DUCATI 1’49.104
7 4 Hector Garzó Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI 1’49,234
8 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 DUCATI 1’49.284
9 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing DUCATI 1’49.470
10 51 Eric Granado LCR E-Team DUCATI Sem Tempo
3 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI 1’49.350
4 99 Oscar Gutierrez Prettl Pramac MotoE DUCATI  1’49.511
5 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI 1’49.877
6 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI 1’50.337
7 8 Mika Perez RNF MotoE Team DUCATI 1’50.552
8 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI 1’51.398
9 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI Sem Tempo
10 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI Sem Tempo

O sábado foi o dia das duas corridas das Motos Elétricas na Catalunha e foram essas corridas que fizeram o campeonato mudar de rumo a favor de Mattia Casadei da equipe Pons.

A primeira corrida que foi realizada pela manhã. Jordi Torres manteve a liderança, seguido por Mattia Casadei, um dos seus adversários na luta pelo Mundial. No final da 1ªcurva, Eric Granado sai da pista e volta na ultima posição. Kevin Zannoni que tinha uma boa posição no grid caiu para a 12ªposição.

Após a primeira volta, Torres estava na frente seguido de Casadei, Garzo, Mantovani, Spinelli e Miguel Pons. O companheiro de Eric Granado recuperou a 5ªposição após superar Nicholas Spinelli.

Na segunda volta, Torres e Casadei estava na frente com Hector Garzó e Andrea Mantovani a 4 décimos dos dois primeiros colocados. No final da 2ªVolta, Tito Rabat foi para o chão.

Na terceira volta, Nicholas Spinelli e Matteo Ferrari lutavam pela 6ªposição.

Na 4ªVolta, Mattia Casadei passa a pressionar Jordi Torres que segura à liderança. Com isso, Andrea Mantovani e Mattia Casadei chegaram nos dois primeiros colocados. Mantovani já tinha passado para a terceira posição após superar Hector Garzó. A menos de 3 voltas do final, Matteo Ferrari chegou nesse pelotão.

Na curva 10, Mattia Casadei supera Jordi Torres e assume a liderança da corrida. Na entrada da penúltima volta, Torres pega o vácuo de Casadei e consegue recuperar a liderança e fica na frente até Casadei voltar a passar o piloto da Aspar Martinez na mesma curva 10 para recupera a primeira posição.

Jordi Torres que tinha a liderança do Campeonato foi para cima de Casadei na reta dos boxes para tentar vencer a corrida, mas acabou não só não conseguindo passar o piloto da Pons como também passou reto e foi para fora da pista. Resultado, Jordi Torres perdeu várias posições caindo para a 6ªposição.

Casadei passou a liderar a corrida, mas acabou sendo superado por Andrea Mantovani. O jovem piloto italiano conquistou a segunda vitória na temporada e impediu temporariamente que Casadei assumisse a liderança do Mundial. Por outro lado, o resultado foi muito positivo para Casadei que estava a 4 pontos atrás de Jordi Torres que acabou a corrida apenas na 7ªposição.

O pódio foi completado pelo espanhol Hector Garzó da Dynavolt. Matteo Ferrari não conseguiu ir além da 4ªposição. Nicholas Spinelli da Pons e Randy Krummenacher da Dynavolt completaram o Top 6 da primeira corrida do dia.

Resultado final da 11ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – Moto E – Corrida 1 – 7 Voltas

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team DUCATI 12’47.539
2 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 DUCATI a 0.044
3 4 Hector Garzó Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI a 0.230
4 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE DUCATI a 0.950
5 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 DUCATI a 1.011
6 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI a 2.129
7 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team DUCATI a 2.524
8 77 Miguel Pons LCR E-Team DUCATI a 2.962
9 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing DUCATI a 3.102
10 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI a 3.379
11 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI a 6.106
12 51 Eric Granado LCR E-Team DUCATI a 9.173
13 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI a 11.958
14 99 Oscar Gutierrez Prettl Pramac MotoE DUCATI a 12.075
15 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI a 12.197
16 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI a 16.270
8 Mika Perez RNF MotoE Team DUCATI a 3 voltas
53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI a 7 voltas

A segunda corrida não teve a transmissão da Espn no Brasil (Somente pela Star) e não achamos em nenhum outro local essa transmissão. Pedimos desculpas por não poder comentar a corrida, logo uma corrida que foi decisiva para a decisão do campeonato.

Mattia Casadei venceu a corrida e com o abandono de Jordi Torres a 2 voltas do final fez com que Casadei abrisse 21 pontos de frente para Torres. Uma situação que até algumas rodadas atrás parecia ser uma realidade distante para Casadei.

O pódio foi completado por Andrea Mantovani que teve um final de semana muito positivo, com uma vitória na primeira corrida e um segundo lugar na segunda corrida e por Nicholas Spinelli da Pons (Companheiro de equipe de Casadei). Matteo Ferrari também não foi muito bem e acabou ficando na 5ªposição, atrás de Hector Garzó, que ainda tem uma pequena chance de conquistar o título.

Casadei iria para Misano com a liderança nas mãos e com possibilidade real de conquistar seu primeiro título no Mundial das Motos elétricas.

Resultado final da 11ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – Moto E – Corrida 2 – 7 Voltas

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 DUCATI 12’47.019
2 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team DUCATI a 0.072
3 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 DUCATI a 0.388
4 4 Hector Garzó Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI a 0.424
5 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE DUCATI a 0.498
6 77 Miguel Pons LCR E-Team DUCATI a 1.071
7 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI a 1.208
8 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing DUCATI a 1.801
9 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI a 2.596
10 51 Eric Granado LCR E-Team DUCATI a 4.458
11 99 Oscar Gutierrez Prettl Pramac MotoE DUCATI a 4.654
12 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI a 6.389
13 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI a 11.180
14 8 Mika Perez RNF MotoE Team DUCATI a 11.236
15 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI a 15.523
16 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI a 15.670
81 Jordi Torres Openbank Aspar Team DUCATI a 2 voltas
53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI a 3 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoE

 

GP da França – Mundial de Motovelocidade 2023 – 1ªEtapa da Moto E

Abertura do campeonato Mundial de Motovelocidade na categoria das motos elétricas. Essa corrida é realizada na histórica corrida 1000 do Mundial, no Grande Prêmio da França no tradicional circuito de Le Mans Bugatti.

A rodada dupla inicial teria o desfalque importante de Eric Granado que sofreu um acidente grave no campeonato Mundial de SuperBike e não foi liberado pelos médicos para participar da abertura da Moto e.

Na sessão de classificação, a pole position ficou com o italiano Matteo Ferrari da Gresini seguido de Hector Garzó da Dynavolt e Jordi Torres da Aspar Martinez. As posições conquistadas na sessão de classificação valem para as duas corridas do final de semana. Randy Krummenacher, Kevin Manfredi, Nicholas Spinelli, Mattia Casadei, Kevin Zannoni, Miguel Pons e Andrea Mantovani completam as 10 primeira posições no Grid de largada.

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati 01’40.971
2 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati 01’40.993
3 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati 01’40.996
4 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati 01’41.480
5 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’41.497
6 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati 01’41.646
7 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati 01’41.690
8 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’41.714
9 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati 01’42.081
10 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati 01’42.261
11 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati 01’41.667
12 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati 01’41.753
13 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati 01’41.973
14 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati 01’42.642
15 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati 01’42.700
16 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati 01’42.928
17 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati 01’43.070

Corrida 1

A primeira largada do Mundial de Moto e aconteceu antes da sessão de classificação da Moto 3 e Moto 2. Os 17 pilotos começaram cedo suas atividades no sábado.

A largada da primeira etapa da Rodada Dupla começou, Matteo Ferrari larga bem, mas é superado por Hector Garzó que toma a liderança. Depois disso, começou a luta de Ferrari para reaver a liderança roubada Garzó em sua moto da Dynavolt. Jordi Torres, Nicholas Spinelli e Randy Krummenacher completavam as 5 primeiras posições.

Na curva 5, Matteo Ferrari se aproveita do erro de Garzó para recuperar a ponta. O piloto da Gresini ficou na liderança até o comecinho da 3ªvolta (Curva 1) quando Hector Garzó deu o troco em Ferrari e voltou a liderança. Na curva 11, Nicholas Spinelli foi ao chão e abandonou a corrida quando vinha disputando as primeiras posições.

Na volta 4, Andrea Mantovani, Mattia Casadei e Miguel Pons cairam. Após metade da corrida, apenas 13 pilotos estavam de pé. Garzó, Ferrari e Torres estavam lutando pela vitória, muito na frente de Krummenacher que liderava o segundo pelotão.

Na 5ªVolta, Matteo Ferrari passou Hector Garzó na curva 6, mas na curva seguinte o piloto da Gresini acabou indo para chão e abandonou a prova. Com isso a disputa da vitória ficou entre Garzó e Torres. Mais atrás, Randy Krummenacher passou para a terceira posição, mas essa posição no pódio estava sendo bem cobiçado pelo Kevin Manfreid da SIC58, Alessandro Zaccone da Tech3, Kevin Zannoni da SIC58 e Hikari Okubo da Tech 3. Ao final da prova Manfreid e Zaccone foram punidos com a volta longa por cortarem o traçado.

Na última volta, Garzó estava na liderança, mas Jordi Torres que estava se aproximando nas últimas voltas acabou passando o piloto da Dynavolt na chicane, assumiu a liderança e levou sua moto elétrica para a vitória na primeira etapa do Mundial de Moto e em Le Mans. O bi-campeão das motos elétricas (2020 e 2021) mostra que a temporada de 2022 prejudicada pelo acidente que sofreu é pagina virada para Jordi Torres que é um dos favoritos ao título.

Hector Garzó acabou chegando na segunda posição, com o espanhol ficou a maior parte do tempo na liderança. Ótima corrida do piloto espanhol da Dynavolt apesar de ter perdido a vitória na final.

O pódio foi completado pelo suíço Randy Krummenacher, na sua estreia nas motos elétricas o suiço fez uma bela corrida, segurando a posição sobre a pressão de Kevin Zannoni (4ºcolocado) e Hiraki Okubo (5ºcolocado). Esteve Rabat que fez sua estreia na Moto e ficou em uma boa 6ªposição. Os punidos Alessandro Zaccone e Kevin Mandreid ficaram na 7ª e 8ªposições respectivamente.

Resultado final da 1ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – 8 Voltas – Moto E – Corrida 1

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati 13’29.9470
2 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 0.092
3 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 7.539
4 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 7.827
5 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati a 9.138
6 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati a 10.933
7 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 11.198
8 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati a 12.488
9 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati a 14.578
10 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati a 14.818
11 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati a 18.177
12 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati a 24.739
11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati a 4 Voltas
9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati a 5 Voltas
77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati a 5 Voltas
40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati a 5 Voltas
29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati a 6 Voltas

Corrida 2:

A 2ªCorrida das motos elétricas aconteceu no final da programação de sábado do Mundial de Motovelocidade. Na largada da segunda corrida aconteceu a mesma coisa da primeira largada: Garzó passou para a liderança com Ferrari em 2º e Torres na 3ªposição. Nicholas Spinelli vinha em 4º disposto a se recuperar da queda na corrida da manhã. Krummenacher e Casadei completavam as 6 primeiras posições.

Matteo Ferrari já foi para o ataque em cima de Hector Garzó desde das primeiras curvas, já que ele acabou sendo punido em 1 volta longa. Essa punição poderia comprometer as chances de vitória. Por isso que Ferrari foi a luta e fez a ultrapassagem sobre Garzó na segunda volta…

… a partir desse momento, Matteo Ferrari começou a andar absurdamente rápido para abrir a vantagem necessária para ainda voltar com condições de vencer. Ao final da segunda volta, Esteba Rabat vai para o chão.

Na 3ªVolta, Jordi Torres passou Hector Garzó e subiu para a segunda posição e Mattia Casadei passou a ser o quarto colocado após ultrapassagem sobre Nicholas Spinelli.

Na 5ªVolta, Matteo Ferrari cumpriu a punição da volta longa e voltou em terceiro, mas estava perto de Torres e de Garzó. Ou seja, deu certo a tática e Ferrari com melhor moto foi para cima de Garzó e conseguiu a ultrapassagem no começo da 6ªVolta (Curva 2), ao mesmo tempo o piloto Kevin Manfredi foi para o chão.

Em busca da Vitória, Ferrari colou em Jordi Torres na penultima volta e teve a paciência para passar o espanhol no começo da volta final (Curva 1) e levou sua moto para uma vitória que se não fosse a volta longa seria muito mais fácil do que foi. A moto de Ferrari sobrou na turma e o piloto soube extrair desempenho desse melhor equipamento, se redimindo da queda da primeira corrida.

Jordi Torres que venceu a primeira corrida acabou ficando com a segunda posição, com os resultados, Torres (que esta em busca do tri-campeonato das motos elétricas) lidera o Mundial com seus 45 pontos conquistados. Um ótimo final de semana do piloto principal da equipe .

Hector Garzó completou o pódio e demonstrou que pode fazer uma bela temporada com a Dynavolt, sendo consistente na briga pelas primeiras posições em ambas as corridas.

Mattia Casadei obteve uma importante 4ªposição assim como Nicholas Spinelli que ficou na 5ªposição, os dois acabaram salvando o final de semana com esses resultados. Andrea Mantovani completou as 6 primeiras posições.

Resultado final da 1ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – 8 Voltas – Moto E – Corrida 2

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati 13’28.0790
2 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati a 0.712
3 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 1.693
4 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati a 3.145
5 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati a 3.781
6 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati a 6.052
7 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 6.555
8 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 7.517
9 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati a 10.143
10 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati a 13.561
11 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati a 13.622
12 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati a 16.803
13 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati a 17.771
14 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati a 18.908
15 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati a 21.219
16 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati a 58.583
34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 3 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP