Petrucci segura Marquez e conquista primeira vitória na MotoGP

Após 124 largada e por ter passado por equipes CRT em 2012 como a Ioda e por ter andado tanto tempo pela Pramac, vendo as possibilidades de vitória escaparem diante dos seus dedos. Final o Italiano Danilo Petrucci alcança a sua primeira vitória da carreira. Em uma espetacular exibição no Circuito de Mugello, Segurando os ataques de Marc Marquez e de Andrea Dovizioso. Numa corrida excelente como o Mundial de Motovelocidade sabe proporcionar a todo o seu público.

Marquez manteve a liderança, Com uma excelente largada de dois pilotos. Dovizioso que saiu do 9ºlugar pulou para o 3ºlugar atrás de Cal Crutchlow que subiu para o 2º e Alex Rins subindo do 13ºlugar para o 5ºlugar. Do outro lado, Fabio Quartararo foi engolido pelo pelotão da frente caindo para o 9ºlugar e Franco Morbidelli perdendo 6 posições caindo para o 10ºlugar.

No final da primeira volta, Dovizioso e Petrucci passaram de uma vez Crutchlow e assumiram o 2º e 3ºlugares. Na segunda volta, Jack Miller entrou na briga, ultrapassando Crutchlow e Petrucci assumindo o 3ºlugar.

A se destacar o excelente começo de prova de Alex Rins, Em 3 voltas e meia. Ele passou para o terceiro lugar, Superando Jack Miller e Danilo Petrucci. A Suzuki não tinha potência, mas compensava com sua ciclística. (Na Qual considero a melhor ciclística entre as motos da MotoGP) Principalmente sua ultrapassagem sobre Miller, que se aproveitou da briga dele com Petrucci.

No começo da 5ªVolta, Petrucci e Miller devolveram Rins para o 5ºlugar. No final da 5ªVolta, Petrucci foi para cima de Dovi e realizou a ultrapassagem assumindo o 2ºlugar. O piloto da Ducati iria para cima de Marquez que não conseguia abrir do pelotão.

Na 6ªVolta, Petrucci passou Marquez, A Formiga Atômica acabou se desconcentrando e levou ultrapassagem de Dovizioso, Miller e Rins caindo para o 5ºlugar. As dificuldades de Marc Marquez não pararam por ai, Na Volta seguinte ele passou Rins na reta com facilidade, Mas quando foi passar Miller, Não encontrou nenhuma facilidade. O piloto da Pramac deu uma fechada e protegeu muito bem essa posição.

Os 5 primeiros colocados estavam muito juntos, Um pouco mais atrás vinha Crutchlow em 6ºlugar, O inglês liderava o pelotão que tinha Bagnaia, Nakagami e Quartararo. Eles estavam chegando na turma do pelotão de frente. Lá atrás, Valentino Rossi acabou indo ao chão, Depois de um péssimo treinamento e de ter se envolvido em confusão com Joan Mir, acabou Rossi tendo seu final de semana encerrado na caixa de brita de Mugello.

Rins superou Petrucci na parte das curvas. Porém nas retas, o espanhol não tinha potência e as Ducati conseguira superar a moto da Suzuki com facilidade. Apesar disso, Rins conseguiu a liderança passando Petrucci no final da 9ªvolta. Na Reta, Rins foi engolido pelas Ducati e pelo Marc Marquez. Nas Curvas Rins recupera muito bem, Supera Marquez e vai para cima de Petrucci e Dovizioso.

Na metade da corrida, Francesco Bagnaia que vinha na sua melhor corrida na MotoGP caiu e deixou a prova.

A 10 voltas do final, Marquez superou Dovizioso alcançando o segundo lugar. Petrucci, Marquez, Dovizioso e Rins juntos com Miller um pouquinho afastado da turma em 5º. Crutchlow em 6º, sofria pressão de Nakagami. Enquanto isso Syarhin foi para o chão no final da 14ªVolta.

Marquez buscou o vácuo para tentar superar Petrucci que queria de qualquer jeito a vitória e estava decidido a vencer. Nakagami passou Crutchlow e subiu para o 6ºlugar (O Japonês corre com a Honda de 2018 e o inglês corre com a Honda de 2019). A 8 voltas do final, Jack Miller vai ao chão e abandona a prova.

Marquez tentou baixar a diferença para poder atacar Petrucci usando o vácuo. Ele conseguiu isso, Mas a potência da Ducati era muito forte e impossibilitava a Formiga Atômica de retomar a liderança. A 4 voltas do final, Dovizioso passou Petrucci e volta a liderança. Naquela altura da prova Dovi sairia de Mugello na liderança do Mundial por 1 ponto em relação a Marquez. Só que Petrucci voltou a liderança, Estava decidido a vencer de qualquer maneira.

Na volta final, Marquez pegou todo o vácuo possível e acabou superando os dois pilotos da Ducati, Na curva um, Dovi e Marquez abriram um pouco na curva, Foi ai que Petrucci se aproveitou e passou ambos. Marquez foi feito doido para superar Petrucci, Mas não tinha jeito. O dia era mesmo de Danilo Petrucci. Após 124 corridas, ele finalmente viu a linha de chegada na frente. Foi a sua primeira vitória e praticamente a consolidação do seu bom trabalho na Ducati até agora.

Marc Marquez acabou com o segundo lugar e agora esta com o jejum de 5 anos sem vencer em Mugello. Mesmo assim sai na liderança do Mundial, Agora com 12 pontos de frente para Andrea Dovizioso, que poderia também ter vencido a prova, por alguns detalhes ficou com o 3ºlugar. Alex Rins fez mais do que poderia se imaginar, Terminando a prova em 4ºlugar com uma Suzuki sem potência, Mas compensando tudo isso na parte das curvas e da sua ciclística.

O Japonês Takaagi Nakagami fez uma corridaça, Um 5ºlugar que acabou não só sendo seu melhor resultado como sua melhor atuação na MotoGP. A frente de Marevick Viñales, Salvando um 6ºlugar para a Yamaha. É muito pouco para quem tem pilotos do Nivel de Rossi e do próprio Viñales.

O Convidado Michele Pirro mostrou sua coragem em Mugello e acabou sendo compensado com o 7ºlugar. O piloto de Testes da Ducati voltou ao circuito italiano após um gravíssimo acidente no ano passado. Cal Crutchlow teve uma atuação decepcionante, Perdendo para seu companheiro de equipe (com equipamento inferior) ficando em 8ºlugar. Completando os 10 primeiros colocados vieram: Pol Espargaró com sua KTM e Fabio Quartararo da Yamaha Petronas. Após o segundo lugar no Grid de largada o que se pode dizer da atuação do francês é que foi uma tragédia.

Aleix Espargaró de Aprilla ficou em 11ºlugar. Joan Mir acabou muito longe de Alex Rins em 12º, Acho que foi cedo demais a entrada dele na MotoGP visto o seu desempenho até agora.

Jorge Lorenzo em mais uma atuação lamentável acabou a prova em uma triste 13ªposição. Não seria a hora de Lorenzo tentar voltar a Yamaha e tentar reconquistar o seu espaço ou então, Admitir que não tem mais capacidade de correr na MotoGP e partir ao Super Bike ou se aposentar.  Karel Abraham e Andrea Iannone completaram a zona de Pontuação.

Daqui a duas semanas, O Circuito da Catalunha voltara a receber um evento importante. Dessa vez com a 7ªEtapa do Mundial de Motovelocidade. Um campeonato que vem disputado e agora conta com um novo personagem entre os grandes pilotos. Parabéns Petrucci!

Fotos:

Resultado final do GP da Itália
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

PosPilotoEquipeMotoTempo
19Danilo PetrucciMission Winnow DucatiDucati41’33.794
293Marc MarquezRepsol Honda TeamHondaa 0.043
34Andrea DoviziosoMission Winnow DucatiDucatia 0.338
442Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 0.535
530Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 6.535
612Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 7.481
751Michele PirroMission Winnow DucatiDucatia 13.288
835Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHondaa 13.937
944Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 16.533
1020Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 17.994
1141Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 20.523
1236Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 20.544
1399Jorge LorenzoRepsol Honda TeamHondaa 20.813
1417Karel AbrahamReale Avintia RacingDucatia 27.298
1529Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniApriliaa 28.051
1688Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTMa 30.101
175Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTMa 41.857
x43Jack MillerPramac RacingDucatia 8 Voltas
x63Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 12 Voltas
x55Hafizh SyarhinRed Bull KTM Tech 3KTMa 14 Voltas
x46Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 16 Voltas
x21Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 18 Voltas
x53Tito RabatReale Avintia RacingDucatia 23 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Preview do GP da Comunidade Valenciana – Mundial de Motovelocidade

Circuito da Comunidade Valenciana

Circuito de Ricardo Torno, Nunca realizou provas na Formula 1, Apesar de ser por várias vezes palco dos testes de pré-temporada. Na MotoGP essa é uma das provas mais curtas do calendário, Um circuito de média, Com curvas desafiadoras como as curvas 13 e 14.

Distância : 4.005 Km (2.488 Milhas) Por volta Completada

Previsões para a prova que encerra o campeonato do Mundial de motovelocidade:

Marquez tenta a vitória para fechar com Chave de ouro

Pedrosa em sua última prova na Honda que a 7ªVitória em Ricardo Torno

Ducati quer acabar com o Jejum de 12 anos sem vitória do circuito espanhol

Suzuki busca uma vitória inédita em Ricardo Torno

Tom Luthi tem última chance de evitar zerar a temporada toda

Rossi quer a vitória para não passar em branco em 2018

Na moto 2: A última prova de Francesco Bagnaia, Miguel Oliveira, Fábio Quartararo, Joan Mir. Em 2019 eles serão promovidos a MotoGP.

Na Moto 3: Disputa pelo vice-campeonato entre Marco Bezzecchi e Fabio di Giannantonio

Lista de Inscritos:

Piloto País Equipe Moto
4 Andrea Dovizioso Itália Ducati Team Ducati
5 Johann Zarco França Monster Yamaha Tech 3 Yamaha
6 Stefan Bradl Alemanha LCR Honda CASTROL Honda
9 Danilo Petrucci Itália Alma Pramac Racing Ducati
10 Xavier Simeon Bélgica Reale Avintia Racing Ducati
12 Thomas Luthi Suíça EG 0,0 Marc VDS Honda
17 Karel Abraham República Tcheca Angel Nieto Team Ducati
19 Alvaro Bautista Espanha Angel Nieto Team Ducati
21 Franco Morbidelli Itália EG 0,0 Marc VDS Honda
25 Maverick Viñales Espanha Movistar Yamaha MotoGP Yamaha
26 Dani Pedrosa Espanha Repsol Honda Team Honda
29 Andrea Iannone Itália Team SUZUKI ECSTAR Suzuki
30 Takaaki Nakagami Japão LCR Honda IDEMITSU Honda
38 Bradley Smith Inglaterra Red Bull KTM Factory Racing KTM
41 Aleix Espargaró Espanha Aprilia Racing Team Gresini Aprilia
42 Alex Rins Espanha Team SUZUKI ECSTAR Suzuki
43 Jack Miller Austrália Alma Pramac Racing Ducati
44 Pol Espargaró Espanha Red Bull KTM Factory Racing KTM
45 Scott Redding Inglaterra Aprilia Racing Team Gresini Aprilia
46 Valentino Rossi Itália Movistar Yamaha MotoGP Yamaha
51 Michele Pirro Itália Ducati Team Ducati
55 Hafizh Syahrin Malásia Monster Yamaha Tech 3 Yamaha
81 Jordi Torres Espanha Reale Avintia Racing Ducati
93 Marc Marquez Espanha Repsol Honda Team Honda
99 Jorge Lorenzo Espanha Ducati Team Ducati

Moto 2

Piloto País Equipe Moto
2 Jesko Raffin Suíça SAG Team Kalex
3 Lukas Tulovic Alemanha Forward Racing Team Suter
4 Steven Odendaal África do Sul NTS RW Racing GP NTS
5 Andrea Locatelli Itália Italtrans Racing Team Kalex
7 Lorenzo Baldassarri Itália Pons HP40 Kalex
9 Jorge Navarro Espanha Federal Oil Gresini Moto2 Kalex
10 Luca Marini Itália SKY Racing Team VR46 Kalex
14 Hector Garzo Espanha Tech 3 Racing Tech 3
16 Joe Roberts Estados Unidos NTS RW Racing GP NTS
18 Xavi Cardelus Andorra Marinelli Snipers Team Kalex
20 Fabio Quartararo França HDR Heidrun – Speed Up Speed Up
21 Federico Fuligni Itália Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex
22 Sam Lowes Inglaterra Swiss Innovative Investors KTM
23 Marcel Schrotter Alemanha Dynavolt Intact GP Kalex
24 Simone Corsi Itália Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex
27 Iker Lecuona Espanha Swiss Innovative Investors KTM
32 Isaac Viñales Espanha Forward Racing Team Suter
36 Joan Mir Espanha EG 0,0 Marc VDS Kalex
40 Augusto Fernandez Espanha Pons HP40 Kalex
41 Brad Binder África do Sul Red Bull KTM Ajo KTM
42 Francesco Bagnaia Itália SKY Racing Team VR46 Kalex
44 Miguel Oliveira Portugal Red Bull KTM Ajo KTM
45 Tetsuta Nagashima Japão IDEMITSU Honda Team Asia Kalex
54 Mattia Pasini Itália Italtrans Racing Team Kalex
66 Niki Tuuli Finlândia Petronas Sprinta Racing Kalex
70 Tommaso Marcon Itália HDR Heidrun – Speed Up Speed Up
73 Alex Marquez Espanha EG 0,0 Marc VDS Kalex
77 Dominique Aegerter Suíça Kiefer Racing KTM
87 Remy Gardner Austrália Tech 3 Racing Tech 3
89 Khairul Idham Pawi Malásia IDEMITSU Honda Team Asia Kalex
95 Jules Danilo França Nashi Argan SAG Team Kalex
97 Xavi Vierge Espanha Dynavolt Intact GP Kalex

Moto 3

Piloto País Equipe Moto
5 Jaume Masia Espanha Bester Capital Dubai KTM
10 Dennis Foggia Itália SKY Racing Team VR46 KTM
12 Marco Bezzecchi Itália Redox PruestelGP KTM
14 Tony Arbolino Itália Marinelli Snipers Team Honda
16 Andrea Migno Itália Angel Nieto Team Moto3 KTM
17 John McPhee Escócia CIP – Green Power KTM
19 Gabriel Rodrigo Argentina RBA BOE Skull Rider KTM
21 Fabio DI Giannantonio Itália Del Conca Gresini Moto3 Honda
22 Kazuki Masaki Japão RBA BOE Skull Rider KTM
23 Niccolò Antonelli Itália SIC58 Squadra Corse Honda
24 Tatsuki Suzuki Japão SIC58 Squadra Corse Honda
25 Raul Fernandez Espanha Angel Nieto Team KTM
26 Izam Ikmal Malásia Petronas Sprinta Racing Honda
27 Kaito Toba Japão Honda Team Asia Honda
31 Celestino Vietti Itália SKY Racing Team VR46 KTM
33 Enea Bastianini Itália Leopard Racing Honda
40 Darryn Binder África do Sul Red Bull KTM Ajo KTM
41 Nakarin Atiratphuvapat Tailândia Honda Team Asia Honda
42 Marcos Ramirez Espanha Bester Capital Dubai KTM
44 Aron Canet Espanha Estrella Galicia 0,0 Honda
48 Lorenzo Dalla Porta Itália Leopard Racing Honda
61 Can Oncu Turquia Red Bull KTM Ajo KTM
65 Philipp Oettl Alemanha Sudmetal Schedl GP Racing KTM
71 Ayumu Sasaki Japão Petronas Sprinta Racing Honda
72 Alonso Lopez Espanha Estrella Galicia 0,0 Honda
75 Albert Arenas Espanha Angel Nieto Team Moto3 KTM
77 Vicente Perez Espanha Reale Avintia Academy 77 KTM
81 Stefano Nepa Itália CIP – Green Power KTM
84 Jakub Kornfeil República Tcheca Redox PruestelGP KTM
88 Jorge Martin Espanha Del Conca Gresini Moto3 Honda

Previsão do Tempo:

Sexta-Feira

Sábado

Domingo

Prova de 2013

Lorenzo ganha em Valencia, Mas é Marquez que entra na História e é o Campeão Mais Jovem da MotoGP

Prova de 2014

Marquez resiste a deslealdade de Miller e conquista título da Moto 3 diante de sua Torcida

Rabat deixa vitória escapar no final, Luthi fecha a temporada com Vitória em Ricardo Torno

Marquez fecha ano com vitória em Valência e supera recorde de Doohan, Valentino Rossi conquista vice!

Prova de 2015

Rabat conquista vitória em sua despedida da moto 2 em Valencia

Lorenzo conquista o tricampeonato na MotoGP após segurar os pilotos da Honda, Rossi ultrapassa 22 pilotos e fica em 4º

Prova de 2016

No Fim da Temporada da Moto 3 Binder vive um quase Review de Jerez, se recupera e vence em Valência

Moto 2: Zarco fecha temporada com Chave de ouro vencendo em Ricardo Torno

Lorenzo sobra em sua despedida da Yamaha e conquista vitória em Valência

Prova de 2017

Jorge Martin conquista sua primeira vitória na Motovelocidade em Valencia

Oliveira fecha campeonato com 3ªVitória seguida, Granado faz boa prova em preparação da Decisão do Europeu de Moto 2

Marquez conquista o título na Decisão de Valencia, Pedrosa Vence e Lorenzo tira chance de Dovizioso brigar pelo Campeonato

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Lorenzo domina final de semana na Catalunha e emplaca segunda vitória seguida pela Ducati

MotoGP

16 pilotos disputando 2 vagas para o Q2. Entre eles estava o líder do Campeonato. O Espanhol Marc Marquez que ficou fora dos 10 primeiros colocados na soma dos 3 treinos livre. A Formiga Atômica era o franco favorito para o Q2 e os outros 15 que disputem a segunda vaga.

Rins e Bradley Smith largaram na frente, Essa realidade não durou muito tempo. Marc Marquez a 9 minutos e meio do final faz 1:39.439 e abriu 4 décimos a frente de Jack Miller que fez 1:39.876 e de Sharyin com 1:40.042.

A primeira vaga na repescagem já estava nas mãos de Marquez. A segunda vaga estava ainda em disputa. A Formiga Atômica melhorou ainda mais sua marca, para 1:39.374. A 4 minutos do final, começa a surgir o Japonês Takaaki Nakagami no treino. A sua primeira volta já o levou o piloto da LCR Honda para o quarto lugar. Alex Rins segundos depois passou para o terceiro lugar. O piloto da Suzuki visava a posição de Jack Miller.

Porém, Foi Nakagami que superou Miller com 1:39.663 e garantiu a segunda vaga. Pela primeira vez o Japonês iria para o Q2 nesse ano de estreia. Marquez consolidou o primeiro lugar, Com 1:39.213.

Classificação do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’39.217
2 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’39.663
3 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’39.732
4 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’39.879
5 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’39.918
6 41 Bradley Smith Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.010
7 38 Franco Morbidelli Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.019
8 21 Pol Espargaro EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.058
9 44 Aleix Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.178
10 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.300
11 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’40.449
12 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’40.524
13 36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.572
14 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.590
15 50 Sylvain Guintoli Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’40.834
16 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’41.369

Parte final do treino, Quase todos os pilotos foram para a pista imediatamente para a pista. Valentino Rossi e Jorge Lorenzo foram para a pista fora do grupo de pilotos. Na primeira tentativa, Lorenzo marcou 1:39.331 assumindo a liderança. Porém vários pilotos não fizeram a primeira volta rápida. Entre eles vindo do Q2, Marc Marquez foi para a sua volta rápida assim como vários outros pilotos fizeram suas voltas rápidas.

Ninguém superou Lorenzo, com exceção de Marquez, Que quebrou os cronômetros fazendo 1:38.886 e com Valentino Rossi marcando o segundo tempo com 1:39.278. Na metade do treinamento a primeira fila seria formada pelos maiores Rivais de Marquez. Com Andrea Iannone, Marevick Viñales e Cal Crutchlow fazendo a segunda fila. Na metade da classificação.

A 5 minutos do final, todos vão para a pista. Lorenzo repete o ritual de sair em posição diferente dos outros pilotos. O Espanhol embalado pela vitória em Mugello queria marcar uma nova pole position. Seu companheiro de equipe Andrea Dovizioso a 2 minutos e 40 do final apareceu marcando o segundo melhor tempo com 1:38.923.

Marquez melhorou sua marca para 1:38.746. O que não foi suficiente para deter Jorge Lorenzo, O Espanhol tomou a pole de Marquez com 1:38.680. Marc Marquez com a Honda e Andrea Dovizioso com a Ducati. Na Segunda fila largam Maverick Vinales com a melhor moto da Yamaha, Andrea Iannone de Suzuki e Danilo Petrucci com a Pramac Ducati.

Valentino Rossi com a Yamaha larga em 7ºlugar e abre a terceira fila. Johann Zarco com a Moto de 2016 larga em 8 e em mais um treino muito bom, Esteve Rabat iria largar em 9ºlugar. Completando os 12 primeiros colocados: Cal Crutchlow, Dani Pedrosa e Takaaki Nakagami.

Grid de Largada do GP da Catalunha
Moto GP – 7ªEtapa

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’38.680
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’38.746
3 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’38.923
4 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’39.145
5 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’39.148
6 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’39.178
7 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’39.266
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’39.331
9 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’39.504
10 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’39.556
11 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’39.695
12 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’39.888
13 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’39.732
14 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’39.879
15 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’39.918
16 41 Bradley Smith Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.010
17 38 Franco Morbidelli Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.019
18 21 Pol Espargaro EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.058
19 44 Aleix Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.178
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’40.300
21 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’40.449
22 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’40.524
23 36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’40.572
24 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’40.590
25 50 Sylvain Guintoli Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’40.834
26 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’41.369

Domingo, Lorenzo queria confirmar o seu final de semana maravilhoso que ele estava tendo, Marquez queria a 4ªvitória e Dovizioso buscava repetir a vitória no ano anterior.

Na largada, Marquez assumiu a liderança, Com uma bela largada de Andrea Iannone que partiu do 5ºlugar no Grid para a 2ªposição. Lorenzo tinha caído para o 3ºlugar. Dovizioso, Rossi e Pedrosa completavam os 6 primeiros colocados.

O piloto da Suzuki foi com tudo para cima de Marquez. Iannone passou o piloto da Honda, Mas logo depois tomou o X do Marquez e perdeu posição para Lorenzo Para Dovizioso e no começo da volta 2 para Valentino Rossi que ganhou a 4ªposição. No final da primeira volta Lorenzo acabou ultrapassando Marquez e assumiu a liderança.

A partir dai começou o duelo entre os dois pilotos, Dovizioso vinha perto deles e um pouco mais atrás vinha Valentino Rossi. Mais atrás, Andrea Iannone perdeu mais duas posições. Para Dani Pedrosa e para Danilo Petrucci e caiu para o 7ºlugar. Já o piloto da Reysol e da Pramac disputando o 5ºlugar.

Na volta 5, Lorenzo fez a melhor volta da prova, Com Marquez na sua cola e Dovizioso se afastando um pouco mais da briga em 3ºlugar, Sem ser pressionado por Rossi. Mas atrás Petrucci estava com vontade de lutar com Pedrosa pela 5ªposição. Crutchlow e Viñales pressionavam Iannone pelo 7ºlugar. Johann Zarco da Tech 3 e Jack Miller com a segunda Pramac vinham em 10º e 11º respectivamente.

Lorenzo continuava vento Marquez na sua cola, Fazendo a melhor volta da prova, Com 1:40.023 na 10ªvolta. Na Volta seguinte, Andrea Dovizioso acabou caindo pela terceira vez em 4 corridas. O que complica demais as possibilidades de título para o Italiano. A corrida ficaria definitivamente entre Lorenzo e Marquez. Rossi em 3º estava longe dos dois primeiros e não sendo ameaçado pelos demais.

Aos poucos Lorenzo foi mantendo o ritmo e deixando Marc Marquez para trás. Cal Crutchlow passou Petrucci e assumiu a 5ªposição. Zarco, Viñales, Jack Miller e Iannone que chegou a disputar a liderança com o Marquez completavam os 10 primeiros colocados. A Briga daquele momento era mesmo pela 4ªposição.

Até a metade da prova, Eram 7 pilotos que tinham deixado a prova dos 26 pilotos que largaram para a corrida.

A 11 voltas do final Crutchlow partiu para cima de Pedrosa em busca do 4ºlugar. Johann Zarco subiu muito e aparecia em 6ºlugar com sua Yamaha 2016 da Tech 3. Viñales ganhou a 7ªposição do Danilo Petrucci. Um pouco mais atrás, ao tentar ultrapassar Bradley Smith, O Japonês Takaaki Nakagami acaba caindo e levando com ele o piloto da KTM. Ambos fizeram coisa positivas nesse final de semana. O piloto da LCR Honda passou para o Q2 pela primeira vez no ano e Bradley Smith fez uma brilhante largada. (Do 16ºlugar para o 7º em 3 curvas) Depois pela limitações da KTM ele ficou mais para trás.

Viñales partiu para cima de Zarco, Briga valendo o 6ºlugar. Enquanto que continuava a briga de Crutchlow para passar Pedrosa pelo 4ºlugar. A  7 Voltas do final após boa disputa, O piloto da LCR Honda passou o piloto da Repsol ganhando o 4ºlugar. Enquanto isso, O Espanhol Jorge Lorenzo estava com 2 segundos a frente de Marc Marquez e se encaminhando para a segunda vitória seguida.

A 6 Voltas do final, Um azar lamentável com Esteve Rabat que fez um belo final de semana e estava bem colocado. O motor da Ducati de 2017 da Avintia acabou estourando, Ele teve de deixar a prova com a moto pegando fogo.

A 5 Voltas do final, Jack Miller cai e deixa a prova, Franco Morbidelli também tem o chão como destino. Porém ele acaba continuando na prova se arrastando praticamente. A 4 Voltas do final Hafish Sharyin acabou caindo e sua moto ficou em ponto perigoso na minha opinião. O piloto Malaio vinha em uma boa posição.

Jorge Lorenzo levou tranquilo sua Ducati para a segunda vitória seguida, O gladiador do Asfalto que esta contratado para correr na Honda Repsol em 2019 ao lado de Marc Marquez que terminou a prova na segunda posição.

O Pódio foi completado pelo Italiano Valentino Rossi que esta na vice-liderança no campeonato. 27 pontos atrás de Marc Marquez.

Cal Crutchlow tem um bom dia, Em uma corrida sólida o Inglês ficou em 4ºlugar. A frente do piloto da equipe oficial da Honda. Daniel Pedrosa, que esta com os dias contados na equipe Honda Repsol e quem sabe também da MotoGP. Ele conseguiu segurar a Marevick Viñales que fez mais uma largada ruim e teve de reagir na parte final da prova e ficou em 6ºlugar a frente de Johann Zarco com sua Tech 3.

Danilo Petrucci começou bem, Mas não manteve o ritmo e acabou perdendo posições. Terminando a prova em 8ºlugar. Andrea Iannone foi um autêntico fogo de palha. Chegou a passar Marquez na disputa pela liderança acabou depois caindo e caindo volta após volta. O Final foi um com chave de ouro (Só que não) Foi ultrapassado pelo Alvaro Bautista que deixou Iannone apenas em 10ºlugar.

Pol Espargaró com a KTM, Scott Redding com a Aprilla, Karel Abraham da Aspar Martinez e Franco Morbidelli a 2 voltas do Vencedor com a Marc VDS completaram a zona de pontuação.

Dia primeiro de Julho teremos o GP da Holanda. No circuito de Assen, Catedral da Motovelocidade.

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 40’13.566
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 4.479
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 6.098
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 9.805
5 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 10.640
6 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 10.798
7 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 13.432
8 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 15.055
9 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 22.057
10 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 24.141
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 36.560
12 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 38.229
13 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 1’21.526
14 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 3 Voltas
55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 4 Voltas
53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 6 Voltas
43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 7 Voltas
38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 11 Voltas
30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 11 Voltas
42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 13 Voltas
4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 16 Voltas
10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 17 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 20 Voltas
12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 21 Voltas
50 Sylvain Guintoli Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 22 Voltas
36 Mika Kallio Red Bull KTM Factory Racing KTM a 24 Voltas

Resultado final do GP da Catalunha
Moto GP – 7ªEtapa – 24 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

 

Crutchlow ganha prova maluca na Argentina e lidera o Campeonato

Uma prova maluca na Argentina, onde se não foi cômico, as atrapalhadas da direção de prova acabou sendo trágica em relação num todo ao regulamento que foi rasgado e pisado pela direção de prova.

Ao começar pelo atraso da largada de quase 20 minutos. Isso porque, todos os pilotos foram para os boxes minutos antes da largada para colocarem os pneus de pista seca, com exceção de Jack Miller, o pole position. Apesar da direção de corrida tentar realizar uma nova relargada, O chefe da equipe Pramac queria que o regulamento fosse cumprido. Por alguns minutos a discussão rolou solta até que chegaram a ideia de colocar Miller 50 metros a frente do resto da turma. Uma das ideias mais idiotas e sem qualquer critério que já vi a MotoGP fazer. Em um dos piores momentos, que fizeram lembrar as regras e posturas absurdas da Formula E.

Após toda essa discussão, os pilotos foram para a volta de apresentação. Com o grid formado para a largada, Marc Marquez tem problemas na sua moto, consegue fazer a sua Honda funcionar, mas t acaba não só andando pelo grid com a moto como virando sua moto em sentido contraio, Quando o certo é os fiscais levarem ele para o pit lane para largar dos boxes.

Porém, isso não foi feito e a largada foi efetivada, Miller com 50 metros a frente dos outros, teve tranquilidade para largar na frente, Já os outros tiveram que brigar por posições. Pedrosa ficou em 2º, Zarco ficou em 3º e Marquez pulou para a 4ªposição.

Na primeira volta Marquez passou Zarco e Pedrosa, Ganhando o 2ºlugar. Na penúltima curva da primeira volta, Zarco foi com tudo para cima de Pedrosa que a acabou sendo jogado para fora do traçado e segundo depois ele foi ejetado da sua moto, Abandonando após um bom final de semana.

Marquez foi para cima de Jack Miller, E ainda na segunda volta ultrapassou o piloto da Pramac para assumir a liderança. E começou a abrir distância de Miller e dos demais pilotos, Mas devido a condição pelo lado contraio do Circuito ao tentar fazer a moto Funcionar segundos antes da largada ele teve de passar pelos boxes. A Formiga Atômica logo cumpriu essa punição caindo para o 19ºlugar.

A partir dai o Tetra-campeão do Mundo teria de fazer uma prova de recuperação nas 18 voltas que restavam para o final da prova. Lá na frente, Miller estava na liderança com Zarco, Rins e Crutchlow por perto, Formando o primeiro pelotão que iria decidir a corrida. Já que Andrea Dovizioso teve dificuldades para superar Esteve Rabat e estava a mais de 10 segundos atrás, um pouco mais atrás vinham os dois pilotos da equipe oficial da Yamaha. Enquanto Zarco com o Chassi de 2016 lutava pela vitória a moto desse ano não conseguia ser competitiva.

Marquez começou uma recuperação, Passando por cima de todos e na Marra, foi como ele fez com Aleix Espargaró. O que rendeu uma punição pequena para o Espanhol (Ceder uma posição para um piloto, por considerarem a manobra de ultrapassagem sobre o piloto da Aprilla perigosa) depois de cumprida a punição, Marquez passava os pilotos da rabeira do Grid um a um sem qualquer resistência. O ritmo de corrida do piloto da Honda era muito superior ao ritmo de corrida dos outros pilotos.

Lá na frente, Miller tentava segurar a liderança sobre Alex Rins, com sua Suzuki, que era mais equilíbrio do que a Ducati de 2017 da Pramac, O Australiano começava a sofrer com o desgaste dos pneus. Por 3 voltas seguidas, Rins tentou a ultrapassagem sobre o piloto Australiano. Das primeiras duas vezes ele ultrapassou, mas perdeu a curva e permitiu o X de Miller. Na terceira, Rins ultrapassa, chega a espalhar na curva, fica lado a lado com Miller, e dessa vez, o piloto da Suzuki consegue a ultrapassagem. Parecia que seria a hora de Rins vencer pela primeira vitória na MotoGP…

…Porém, Rins erra a curva 9 e perde a liderança para Miller que tem serias dificuldades e manter a liderança para Cal Crutchlow que tomou a vice-liderança de Zarco. Era evidente as dificuldades do piloto da Pramac para manter a liderança.

Enquanto isso, Dovizioso sucumbiu ao ataque dos dois pilotos oficiais da Yamaha e caiu para a 7ªposição. A 8 voltas do final, Dovi teria Marc Marquez como seu adversário. O Formiga Atômica passou o piloto da Ducati a menos de 7 voltas do final e passou para a 7ªposição, Bradley Smith acabou caindo na Curva 7 o que pouco importava para a disputa pela vitória.

Miller não resiste à pressão, e erra na curva que antecedia a linha de chegada e cai para a 4ªposição. Crutchlow, Zarco e Rins ficaram na disputa pela vitória. Enquanto Miller sem ritmo para acompanhar essa disputa fica para trás.

Mais atrás Marc Marquez disputava a 6ºlugar com seu rival Valentino Rossi…

… Essa disputa foi à assinatura de uma corrida tão atrapalhada. A 4 voltas do final, Marquez tomba  com Rossi na curva 13, acaba perdendo a curva, e levando Rossi a ir para a grama e cai. Um acidente que mostrou a total falta de controle do Formiga Atômica em Termas de Rio Hondo.

Enquanto isso, Zarco tomou a liderança de Crutchlow. Mas a 3 voltas, nada estava definido entre os 3 primeiros colocados. Rins tenta o ataque para cima de Crutculow e assumiu a segunda posição, Curvas depois, Crutchlow da o troco em Rins e volta para à segunda posição.

O piloto da LCR Honda foi para cima de Zarco com sua Yamaha de 2016 da Tech 3. A menos de 2 voltas do final, Crutchlow passou Zarco na reta oposta, foi a ultrapassagem que definiu a corrida. Na volta final, Zarco tentou superar o piloto britânico, mas não o suficiente para evitar a 3ªVitória da carreira do piloto de 32 anos. Crutchlow assume a liderança do Mundial de Pilotos, Pelos menos nos últimos 10 anos, não me lembro de um piloto de equipe Satélite liderar o campeonato. A pequena LCR Honda passou para a liderança do Mundial de Equipes da MotoGP.

Pela terceira vez da sua carreira, Johann Zarco viu a vitória escapar das suas mãos ficando em 2ºlugar. Alex Rins em uma bela corrida poderia ter vencido a prova se não tivesse errado a 8 voltas do final, quando vinha na liderança. Mesmo assim, Rins conquistou seu primeiro pódio da carreira e a Suzuki volta ao pódio depois da apagada temporada de 2017.

Jack Miller que fez seu melhor final de semana na MotoGP, mas acabou ficando fora do pódio, na 4ªposição. Seus pneus não aguentaram a corrida inteira.

Marc Marquez acabou em 5ºlugar na pista, mas acabou punido em 30 segundos pelo empurrão dado no multicampeão Valentino Rossi. Com isso Marquez ficou apenas na 18ºlugar, fora da zona de pontuação. Foi uma punição justíssima. Pelo menos a direção da prova acertou alguma coisa num domingo de tantos erros!

Marevick Viñales acabou herdando a 5ªposição, seguido de Andrea Dovizioso, que não teve uma moto competitiva nas mãos, apesar de salvar a 6ºlugar, acabou perdendo a liderança do campeonato.

Esteve Rabat fez seu melhor final de semana na MotoGP, Largando na segunda fila e tirando tudo da sua limitada moto acabou ficando a meio segundo do vice-campeão da temporada 2017, Em 7ºlugar e meio segundo de frente de Andrea Iannone que ficou em 8ºlugar. Fechando os Top 10: O Malaio Hafizh Syahrin da Tech 3 e o Italiano Danilo Petrucci que decepcionou com sua Ducati de 2018.

A KTM e Aprilla marcaram seus primeiros pontos na temporada, com Pol Espargaró e Scott Redding fazendo boas corridas. O Japonês Takaagi Nakagami marcou seus primeiros pontos na MotoGP com o 13ºlugar, ajudando LCR a assumir a liderança do campeonato de equipes.

Franco Morbidelli teve um dia difícil, mas ainda assim salvou um 14ºlugar. Jorge Lorenzo em um dia terrível acabou ficando com o último lugar na zona de pontos. Daqui a 2 semanas teremos o GP dos Estados Unidos no circuito de Austin. Com um líder do campeonato improvável e com uma briga de gerações em ebulição novamente no cenário do Mundial de Motovelocidade.

Resultado Final do GP da Argentina – Termas de Rio Hondo
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 40’36.342
2 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 0.251
3 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 2.501
4 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 4.390
5 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 14.941
6 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 22.533
7 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 23.026
8 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 23.921
9 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 24.311
10 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 26.003
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 31.022
12 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 31.891
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 32.452
14 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 42.061
15 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 42.274
16 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 42.625
17 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 43.350
18 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 43.860
19 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 52.082
20 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 1’03.944
21 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 1’10.144
38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 7 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 11 Voltas
26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 24 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP