GP da Inglaterra – Mundial de Motovelocidade 2023 – 5ªEtapa da Moto E

De volta das férias, o Mundial das Motos Elétricas foi para Silverstone para a 5ªetapa. Jordi Torres e Matteo Ferrari eram os dois postulantes mais fortes na luta pelo título. Porém, nenhum deles brilhou no final de semana. Eric Granado com a pole nos dois finais de semana e as vitórias ficando com Randy Krummenacher e Mattia Casadei tiveram o maior destaque em um final de semana que se mostrou chuvoso.

Resultado dos Tempos combinados dos treinos livres:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE DUCATI 2’11.333
2 51 Eric Granado LCR E-Team DUCATI 2’11.481
3 4 Héctor Garzó Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI 2’11.568
4 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI 2’11.586
5 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI 2’11.608
6 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI 2’11.799
7 29 Nicolas Spinelli HP Pons Los40 DUCATI 2’11.845
8 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team DUCATI 2’11.951
9 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI 2’12.034
10 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 DUCATI 2’12.039
11 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team DUCATI 2’12.062
12 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing DUCATI 2’12.296
13 77 Miquel Pons LCR E-Team DUCATI 2’12.604
14 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI 2’12.858
15 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE DUCATI 2’13.257
16 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI 2’13.673
17 8 Mika Pérez RNF MotoE Team DUCATI 2’14.082
18 6 María Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI 2’16.037

Classificados para o Q2:

piloto Equipe Moto
11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE DUCATI
51 Eric Granado LCR E-Team DUCATI
4 Héctor Garzó Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI
34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI
3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI
21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI
29 Nicolas Spinelli HP Pons Los40 DUCATI
81 Jordi Torres Openbank Aspar Team DUCATI

Disputam o Q1:

piloto Equipe Moto
53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI
40 Mattia Casadei HP Pons Los40 DUCATI
9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team DUCATI
61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing DUCATI
77 Miquel Pons LCR E-Team DUCATI
72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI
23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE DUCATI
78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI
8 Mika Pérez RNF MotoE Team DUCATI
6 María Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI

A sessão de classificação começa com repescagem de onde estava Mattia Casadei da Pons, o mais forte candidato a 1 das 2 vagas para o Q2. Com 10 minutos de sessão, os pilotos não perderam tempo e já foram para a pista.

O primeiro tempo da sessão só foi anotado com 5:20 do final pelo Tito Rabat marcando 2:12.040. 30 segundos depois, Mattia Casadei pula para a ponta com 2:10.884 seguido de Andrea Mantovani da RNF e Alessandro Zacconi da Tech 3. Rabat e Salvadori da Pramac completavam os Top 5.

A 3:15 do final, Rabat melhora sua marca para 2:11.821 e pulou para terceiro, porém, Zacconi recuperou a terceira posição ao marcar 2:11.524. Já Mattia Casadei melhora sua marca (2:10.064) e consolida ainda mais a liderança com Andrea Mantovani ainda na segunda posição. A 20 segundos do final, Mantovani da RNF consolida seu lugar no Q2 ao marcar 2:11.118. No final da sessão, Finello e Salvadori marcaram o 5º e 6ºtempos respectivamente.

Casadei e Mantovani classificaram para o Q2.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 DUCATI 2’10.884
2 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team DUCATI 2’11.118
3 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing DUCATI 2’11.524
4 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI 2’11.821
5 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI 2’11.981
6 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE DUCATI 2’12.236
7 77 Miquel Pons LCR E-Team DUCATI 2’12.336
8 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI 2’12.663
9 8 Mika Pérez RNF MotoE Team DUCATI 2’12.808
10 6 María Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI 2’13.981

Se o Q1 foi mais tranquilo, o Q2 foi bem caótico, com acidentes envolvendo os líderes do Mundial que resultaram em bandeira vermelha. O suíço Randy Krummenacher foi o primeiro a entrar na pista, seguido de Kevin Manfredi.

A 6:30 do final, Jordi Torres foi ao chão na curva 2. Seguidos depois, com a bandeira amarela o italiano Matteo Ferrari acabou caindo também. Ambos estavam fora da luta pela pole position. Dos pilotos que conseguiram fazer uma volta, Eric Granado foi o mais rápido com 2:10.912 a 5 minutos do final da sessão seguido de Casadei em 2º e Garzo na 3ªposição. Kevin Manfredi, Nicholas Spinelli e Randy Krummenacher completaram os 6 pilotos que marcaram tempo.

Com a demora a tirar as motos da brita foi acionada a bandeirava vermelha a 2:19 do final da sessão. Demorou mais de 15 minutos para a retirada da Moto de Torres e principalmente a moto de Ferrari que ficou totalmente destruída, os fiscais de pista tiveram dificuldades para retirar a moto da brita e precisaram de um guindaste para realizar essa difícil tarefa.

Após tudo isso, os 8 pilotos só esperaram a reinicio do Q2. A direção de prova acrescentou 41 segundos para que todo mundo pudesse fazer uma última tentativa. Nessa última tentativa, Kevin Manfredi e Kevin Zannoni superaram Hector Garzó e passaram a ser 3º e 4ºcolocados, mas Garzó recuperou seu lugar na primeira fila na sua derradeira tentativa.

A pole ficou com o brasileiro Eric Granado da LCR após uma sessão de classificação tão caótica das motos elétricas, seguido de Mattia Casadei que veio do Q1 e vai largar na segunda posição e Hector Garzó da Dynavolt em 3º fecha a primeira fila.

A segunda fila será iniciada pelo italiano Kevin Manfredi seguido de Kevin Zannoni, ambos da equipe SIC58. Randy Krummenacher da Dynavolt vai partir da 6ªposição finalizando a fila 2. Nicholas Spinelli ficou na 7ªposição e depois, Matteo Ferrari, Andrea Mantovani e Jordi Torres não marcaram tempos e completam o Top 10. Por não ter respeitado a bandeira amarela, Matteo Ferrari teria de cumprir uma volta longa na corrida de sábado.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 51 Eric Granado LCR E-Team DUCATI  2’10.912
2 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 DUCATI  2’11.135
3 4 Héctor Garzó Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI  2’11.238
4 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI  2’11.461
5 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI  2’11.572
6 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI  2’11.638
7 29 Nicolas Spinelli HP Pons Los40 DUCATI  2’11.702
8 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team DUCATI Sem Tempo
9 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE DUCATI Sem Tempo
10 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team DUCATI Sem Tempo
11 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing DUCATI 2’11.524
12 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI 2’11.821
13 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI 2’11.981
14 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE DUCATI 2’12.236
15 77 Miquel Pons LCR E-Team DUCATI 2’12.336
16 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI 2’12.663
17 8 Mika Pérez RNF MotoE Team DUCATI 2’12.808
18 6 María Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI 2’13.981

Sobre tempo bastante precário, com pista molhada e chuva aconteceu a 1ªcorrida das Motos Elétricas em Silverstone. A direção de prova ajustou a duração da corrida para apenas 5 voltas por causa da chuva, mas essa corrida um pouco menor não foi empecilho para a corrida deixasse de ser emocionante.

Eric Granado largou bem na largada e manteve a liderança, Nicholas Spinelli que largou muito bem foi para a segunda posição, mas não durou muito tempo a alegria do piloto da Pons, Hector Garzó da Dynavolt passou e tomou essa posição. Casadei, Krummenacher, Miguel Pons completavam as 6 primeiras posições. Matteo Ferrari que vinha em 8º teria de pagar uma volta longa por não ter respeitado a bandeira amarela na classificação de ontem. Na parte final da volta, Krummenacher passou Casadei e assumiu a 4ªposição e seu companheiro de equipe, Hector Garzó passou Nicholas Spinelli e assumiu a 2ªposição.

Na segunda volta, Krummenacher passou para 3º após superar Spinelli. Logo os dois pilotos da Dynavolt estavam na cola de Granado com sua moto da LCR. Kevin Manfredi estava muito bem no final de semana, assumiu a 4ªposição deixando Spinelli e Casadei para trás. Na Reta oposta, as duas motos da Dynavolt passaram Granado com Krummenacher na gente de Garzó (Ultrapassagem que aconteceu na parte do miolo).

Na entrada da 3ªVolta, Manfredi passou Granado e assumiu a terceira posição. Na frente, Garzó dá o troco em cima Krummenacher e assume a liderança. Mais atrás, Matteo Ferrari cumpriu a punição da volta longa caindo para a 9ªposição.

Kevin Manfredi foi para cima de Krummenacher e passou, Depois foi para cima de Garzó e também passou, mas logo Garzó da Dynavolt deu o troco nele e voltou à liderança. Os dois pilotos trocaram ultrapassagens até que na curva 2 da 4ªvolta, Randy Krummenacher acha uma brecha para passar os dois pilotos para assumir a liderança novamente. Por outro lado, o italiano Alessandro Zaccone foi para o chão no final da 3ªvolta.

Garzó passou Manfredi e retornou a 2ªposição voltando a fazer dobradinha para a Dynavolt. Na reta oposta, enquanto Krummenacher abriu vantagem, Manfredi deu o troco em Garzó na reta oposta passando para a segunda posição.

Na última volta, Eric Granado tentou ir para cima de Garzó, mas foi superado por Nicholas Spinelli que passou para 4ªposição e foi para cima de Garzó, mas o ímpeto do jovem estreante da Pons custou caro, Spinelli chegou a passar para 3º, mas acabou indo para o chão e deixou a lugar pelo pódio entre Garzó e Granado. Na entrada do Miolo, o piloto brasileiro supera o piloto da Dynavolt e leva a terceira posição.

Randy Krummenacher leva a moto da Dynavolt para a bandeirada conquistando sua primeira vitória na Moto E, piloto de 33 anos que correu algumas temporadas na Moto 2 (sem grandes destaques) esta se entendo muito bem com as motos elétricas em seu ano de estreia. Ótima corrida de Kevin Manfredi da SIC58 ao ficar na segunda posição e Eric Granado conseguiu salvar um pódio após largar da pole position depois da ultrapassagem sobre Hector Garzó, piloto que chegou a formar dobradinha com seu companheiro de equipe e até mesmo a liderar a prova, mas acabou ficando apenas na 4ªposição.

Jordi Torres fez uma corrida conservadora, mas angariou mais 11 pontos com a 5ªposição, ficando na frente de Matteo Ferrari que fechou a primeira corrida na 8ªposição, atrás de Casadei que ficou em 6º e Miguel Pons (companheiro de Granado na LCR) que ficou na 7ªposição.

Resultado final da 9ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Inglaterra – Silverstone – Moto E – Corrida 1 – 5 voltas

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI 12’17.994
2 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI a 0.142
3 51 Eric Granado LCR E-Team DUCATI a 1.089
4 4 Héctor Garzó Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI a 1.376
5 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team DUCATI a 1.639
6 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 DUCATI a 2.586
7 77 Miquel Pons LCR E-Team DUCATI a 9.574
8 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE DUCATI a 13.254
9 8 Mika Pérez RNF MotoE Team DUCATI a 13.706
10 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team DUCATI a 13.961
11 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI a 15.682
12 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI a 17.361
13 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI a 16.466
14 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI a 32.174
15 6 María Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI a 1’03.235
29 Nicolas Spinelli HP Pons Los40 DUCATI a 1 volta
23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE DUCATI a 1 volta
61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing DUCATI a 3 voltas

A Corrida 2 no final da programação foi em condições muito piores, mas a direção de corrida decidiu manter as 6 voltas previstas, algo que não deu para entender já que a chuva caiu pesada na hora da disputa (Depois da Sprint race).

Na largada, Mattia Casadei larga melhor que Eric Granado e assume a liderança com o brasileiro mantendo a segunda posição e Héctor Garzó mantendo a terceira posição. Na curva 1, Matteo Ferrari da Gresini dá um toque em Randy Krummenacher que foi ao chão e levou com ele Alessandro Zannone da Tech 3 (Final de semana para esquecer para Zaccone). Em outro lance, Tito Rabat, Kevin Zannone e no final da primeira volta, Miguel Pons da LCR caíram e deixaram a prova.

13 pilotos estava na corrida com apenas 1 volta completada, parecia que seria uma prova de sobrevivência, mas não foi isso que aconteceu. Eric Granado começou a buscar Mattia Casadei, mas precisava se defender dos ataques iniciais de Hector Garzó.

Um pouco mais atrás, Nicholas Spinelli passou Matteo Ferrari subindo para a 5ªposição. Nessa altura do campeonato Jordi Torres já se aproximava dos dois. Ao final da 3ªVolta, Torres passou Ferrari e assumiu a 6ªPosição.

Na volta seguinte, Spinelli e Torres superaram Andrea Mantovani que estava muito bem na corrida mas que começou a perder rendimento e foi ficando para trás, Inclusive sendo ultrapassado por Matteo Ferrari caindo para a 7ªposição.

Granado foi para cima de Casadei, no final da 4ªVolta. O brasileiro queria a vitória e precisava passar o piloto da Pons. Na curva 2, Eric passou, mas tomou o X de Casadei que voltou a liderança da prova para não perder mais e conquistar a vitória na difícil e complicada segunda corrida da moto E em Silverstone. Eric Granado ficou na segunda posição e foi o único a conseguir lutar com o piloto da Pons pela vitória e saiu da Inglaterra com pódio nas duas corridas, um bom trabalho do piloto Brasileiro.

Lá atrás, uma disputa intensa pela 3ªposição entre Garzó, Spinelli, Torres e Ferrari nas voltas finais. Na volta final Garzó é superado por Spinelli e Torres que passaram a lutar pelo pódio. Jordi Torres passou Spinelli nas curvas finais, parecia que o líder do campeonato iria levar o pódio, mas na última curva, Spinelli fez uma ultrapassagem espetacular por fora para conquistar o pódio muito merecido, diferente da queda da primeira corrida.

Mesmo perdendo o pódio no finalzinho, Jordi Torres que ficou com a 4ªposição, não tem muito do que reclamar, terminou a frente do seu rival na disputa pelo título nas duas corridas e permanece na liderança do Mundial agora com 168 pontos contra 153 de Matteo Ferrari que acabou sendo punido com 3 segundos de acréscimo no tempo final de corrida, por ter empurrado Krummenacher e provocado o acidente do piloto suíço na largada. Resultado foi que Ferrari caiu da 5ª para a 7ªposição, os beneficiados foram Garzó e Mantovani que completavam as 6 primeiras posições.

ERIC GRANADO BRA
LCR E-TEAM
MotoE

Resultado final da 9ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Inglaterra – Silverstone – Moto E – Corrida 2 – 6 voltas

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 DUCATI 14’07.906
2 51 Eric Granado LCR E-Team DUCATI a 1.108
3 29 Nicolas Spinelli HP Pons Los40 DUCATI a 6.776
4 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team DUCATI a 6.909
5 4 Héctor Garzó Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI a 7.724
6 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team DUCATI a 9.115
7 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE DUCATI a 10.359
8 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing DUCATI a 19.483
9 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI a 19.776
10 8 Mika Pérez RNF MotoE Team DUCATI a 19.846
11 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE DUCATI a 21.056
12 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE DUCATI a 1’05.854
13 6 María Herrera OpenBank Aspar Team DUCATI a 1’06.501
21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse DUCATI a 6 voltas
3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE DUCATI a 6 voltas
61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing DUCATI a 6 voltas
53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE DUCATI a 6 voltas
77 Miquel Pons LCR E-Team DUCATI a 6 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: LCR/Dynavolt/Pons/Moto E

GP da Itália – Mundial de Motovelocidade 2023 – 2ªEtapa da Moto E

Segunda etapa do campeonato, a segunda rodada dupla aconteceu no circuito de Mugello na Itália. Dessa vez com o grid completo já que Eric Granado foi liberado pelos médicos para participar de todo o final de semana.

O Brasileiro garantiu vaga direta para o Q2 na 6ªposição na soma dos treinos livres. Matteo Ferrari, Nicholas Spinelli, Mattia Casadei, Randy Krummenacher, Hector Garzó, Eric Granado, Andrea Mantovani e Kevin Mandravi classificados direto para o Q2.

Os concorrentes da repescagem eram: Jordi Torres, líder do campeonato, Miguel Pons, Alessandro Zacconi, Alessio Finello, Luca Salvadori, Tito Rabat, Kevin Zannoni, Mika Peréz e Maria Herrera.

Jordi Torres precisou de apenas uma volta rápida para garantir a classificação ao Q2, o piloto da Aspar Martinez marcou o tempo de 1:56.200. A segunda vaga ficou com Kevin Zannoni que também se garantiu na primeira volta rápida que fez.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati 01’56.200
2 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’56.333
3 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati 01’56.617
4 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati 01’56.786
5 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati 01’56.882
6 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati 01’56.953
7 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati 01’57.074
8 78 HikariO kubo Tech3 E-racing Ducati 01’57.265
9 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati 01’58.610
10 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati 01’59.525

No Q2, O piloto Matteo Ferrari garantiu a volta longo na sua primeira volta lançada ao marca o tempo de 1:57.532 a 5:30 do final da sessão. A segunda posição foi de Mattia Casadei da Pons e em 3º ficou o brasileiro Eric Granado, que largaria na primeira fila se não tivesse perdido a sua melhor volta por causa da pressão de pneus fora do regulamento. A sorte é que o piloto da LCR Honda só perdeu 1 posição que foi herdada pelo suíço Randy Krummenacher da Dynavolt.

Granado comanda a 2ªfila que terá as presenças de Andrea Mantovani e de Kevin Zannoni. Jordi Torres vai partir da 7ªposição para defender a liderança do Mundial. Kevin Manfredi, Hector Garzó e Nicholas Spinelli completam o Top 10.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati 01’55.752
2 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati 01’55.760
3 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati 01’56.343
4 51 Eric Granado LCR E-Team Ducati 01’56.377
5 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati 01’56.453
6 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’56.640
7 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati 01’56.649
8 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’56.834
9 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati 01’57.399
10 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati 01’58.810
11 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati 01’56.617
12 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati 01’56.786
13 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati 01’56.882
14 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati 01’56.953
15 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati 01’57.074
16 78 HikariO kubo Tech3 E-racing Ducati 01’57.265
17 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati 01’58.610
18 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati 01’59.525

Na primeira corrida que aconteceu depois da classificação da MotoGP e antes da classificação da Moto 3 e da Moto 2. A 1ªcorrida do dia teve duração de 7 voltas.

Matteo Ferrari largou bem e manteve a primeira posição, seguido de Casadei, Mantovani, Garzó que pulou da 9ª para a 4ªposição em excelente largada. Ao contraio de Granado que não fez boa largada caindo de 4ª para a 8ªposição.

Logo, Ferrari, Casadei e Mantovani abrem vantagem dos demais pilotos. Nicholas Spinelli e Hector Garzó brigavam pela 4ªposição.

Na segunda volta, Andrea Mantovani passou Mattia Casadei e assumiu a segunda posição. Na volta seguinte, Nicholas Spinelli foi tentar passar Hector Garzó, mas acabou indo para o chão na curva 1 e abandonou a corrida.

Lá na frente, O líder da corrida, Matteo Ferrari era pressionado por Andrea Mantovani. Mattia Casadei vinha 6 décimos atrás. Já pela Quarta volta, uma disputa dos dois pilotos da Dynavolt lutam pela 4ªposição e Eric Granado vinha pela 6ªposição.

Na 5ªVolta, Mantovani passou Ferrari e assumiu a liderança. Na volta seguinte, Ferrari tentou voltar a liderança, mas acabou levando no contra pé de Casadei e caiu para a terceira posição.

Na última volta, Matteo Ferrari foi para o ataque em cima de Mattia Casadei e conseguiu recuperar a segunda posição, mas não teve mais tempo para tentar uma ultrapassagem sobre Andrea Mantovani, diga-se de passagem, venceu com todo o merecimento a 1ªcorrida do dia. O piloto da RNF conquistou sua primeira vitória na carreira.

Matteo Ferrari da Gresini terminou a prova na segunda posição Mattia Casadei completou o pódio. A Luta dos pilotos da Dynavolt terminou com Garzó levando vantagem sobre Krummenacher e ganhando a 4ªposição, enquanto que o suíço fechou a prova na 5ªposição.

Eric Granado fechou sua primeira corrida na temporada em honrosa 6ªposição. Kevin Manfredi, Kevin Zannoni, Jordi Torres e Miguel Pons completou os 10 primeiros colocados.

Resultado final da 2ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Itália – Mugello – Moto E – Corrida 1 – 7 Voltas

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati 13’39.9490
2 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati a 0.152
3 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati a 0.488
4 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 3.058
5 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 3.085
6 51 Eric Granado LCR E-Team Ducati a 4.608
7 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 4.646
8 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 4.725
9 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati a 4.925
10 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati a 5.846
11 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati a 11.272
12 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati a 11.440
13 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati a 12.972
14 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati a 13.271
15 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati a 18.254
16 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati a 25.349
17 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati a 29.017
29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati a 5 Voltas

A corrida 2 foi sobre a chuva forte que ameaçou a cair por toda o sábado acabou caindo logo após a corrida Sprint da MotoGP. Uma complicação enorme para as motos elétricas, a corrida foi diminuía de 7 para 6 voltas. O grid de largada era exatamente o mesmo, com exersão dos dois pilotos da Pramac que largariam dos boxes.

Na largada, Ferrari e Casadei lutaram pela liderança que acabou ficando nas mãos de Casadei com a moto da Pons seguido de Ferrari, Krummenacher, Mantovani, Manfredi e Granado.

Na curva 9, Ferrari recuperou a ponta passando Mattia Casadei. Já Eric Granado já vinha na 4ªposição passando 2 pilotos, na curva 15, o piloto da LCR passou Randy Krummenacher e terminou a volta em 3º. Assim que começou a 2ªvolta, Granado passou Casadei e assumiu a segunda posição. Curvas depois, Miguel Pons foi para o chão, o companheiro de Eric Granado voltou à corrida, mas sua corrida ficou totalmente comprometida.

Eric Granado foi para cima de Matteo Ferrari, junto com o brasileiro vinha Kevin Manfredi da SIC58 que tinha feito a melhor volta da prova. Não satisfeito, Manfredi passa Granado na terceira volta, mas na volta seguinte, usando o vácuo, o piloto brasileiro recupera a segunda posição e parte de novo pra cima de Ferrari. Manfredi e Casadei vinham próximos dos dois primeiros.

No final da 4ªVolta, Eric Granado passou Matteo Ferrari para assumir a liderança, a partir dai o piloto brasileiro da LCR começou a abrir vantagem sobre seus adversários. Enquanto isso Kevin Manfredi assume a segunda posição passando Matteo Ferrari.

Ao final da 5ªVolta, Um acidente violentíssimo de Mattia Casadei, sua moto ficou destruída, mas o piloto nada sofreu felizmente. A corrida foi interrompida e encerrada com a vitória de Eric Granado, em sua primeira corrida na temporada o brasileiro marcou 35 pontos e esta dentro da luta pelo título da temporada graças a uma excelente corrida sobre a chuva em Mugello. A segunda posição ficou com Kevin Manfredi em uma grande atuação sobre a chuva. Matteo Ferrari fechou o pódio na 3ªposição. Certamente o piloto da Gresini preferiu a certeza de obter pontos para o campeonato do que se arriscar a vencer a corrida e ficar sem pontuar, o piloto da Gresini é um dos candidatos ao título e seu pensamento não é vencer a qualquer custo e sim conquistar o título pontuando sempre.

Com os abandonos de Casadei e Mantovani no final, Nicholas Spinelli foi promovido para a 4ªposição, seguido de Jordi Torres e Hector Garzó nas 6 primeiras posições. Randy Krummenacher, Mika Perez, Alessandro Zaccone e Kevin Zannone completa o Top 10. Torres esta na liderança do Mundial com 63 pontos, seguido de Ferrari com 61 e Garzó com 59 pontos.

Resultado final da 2ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Itália – Mugello – Moto E – Corrida 2 – 5 Voltas

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 51 Eric Granado LCR E-Team Ducati 11’25.5730
2 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 1.301
3 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati a 1.666
4 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati a 2.513
5 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati a 4.269
6 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 4.456
7 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 7.157
8 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati a 7.486
9 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati a 7.530
10 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 15.572
11 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati a 15.700
12 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati a 17.689
13 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati a 21.489
14 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati a 1 Volta
15 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati a 1 Volta
40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati a 1 Volta
72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati a 1 Volta
9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati a 1 Volta

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da França – Mundial de Motovelocidade 2023 – 1ªEtapa da Moto E

Abertura do campeonato Mundial de Motovelocidade na categoria das motos elétricas. Essa corrida é realizada na histórica corrida 1000 do Mundial, no Grande Prêmio da França no tradicional circuito de Le Mans Bugatti.

A rodada dupla inicial teria o desfalque importante de Eric Granado que sofreu um acidente grave no campeonato Mundial de SuperBike e não foi liberado pelos médicos para participar da abertura da Moto e.

Na sessão de classificação, a pole position ficou com o italiano Matteo Ferrari da Gresini seguido de Hector Garzó da Dynavolt e Jordi Torres da Aspar Martinez. As posições conquistadas na sessão de classificação valem para as duas corridas do final de semana. Randy Krummenacher, Kevin Manfredi, Nicholas Spinelli, Mattia Casadei, Kevin Zannoni, Miguel Pons e Andrea Mantovani completam as 10 primeira posições no Grid de largada.

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati 01’40.971
2 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati 01’40.993
3 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati 01’40.996
4 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati 01’41.480
5 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’41.497
6 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati 01’41.646
7 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati 01’41.690
8 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’41.714
9 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati 01’42.081
10 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati 01’42.261
11 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati 01’41.667
12 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati 01’41.753
13 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati 01’41.973
14 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati 01’42.642
15 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati 01’42.700
16 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati 01’42.928
17 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati 01’43.070

Corrida 1

A primeira largada do Mundial de Moto e aconteceu antes da sessão de classificação da Moto 3 e Moto 2. Os 17 pilotos começaram cedo suas atividades no sábado.

A largada da primeira etapa da Rodada Dupla começou, Matteo Ferrari larga bem, mas é superado por Hector Garzó que toma a liderança. Depois disso, começou a luta de Ferrari para reaver a liderança roubada Garzó em sua moto da Dynavolt. Jordi Torres, Nicholas Spinelli e Randy Krummenacher completavam as 5 primeiras posições.

Na curva 5, Matteo Ferrari se aproveita do erro de Garzó para recuperar a ponta. O piloto da Gresini ficou na liderança até o comecinho da 3ªvolta (Curva 1) quando Hector Garzó deu o troco em Ferrari e voltou a liderança. Na curva 11, Nicholas Spinelli foi ao chão e abandonou a corrida quando vinha disputando as primeiras posições.

Na volta 4, Andrea Mantovani, Mattia Casadei e Miguel Pons cairam. Após metade da corrida, apenas 13 pilotos estavam de pé. Garzó, Ferrari e Torres estavam lutando pela vitória, muito na frente de Krummenacher que liderava o segundo pelotão.

Na 5ªVolta, Matteo Ferrari passou Hector Garzó na curva 6, mas na curva seguinte o piloto da Gresini acabou indo para chão e abandonou a prova. Com isso a disputa da vitória ficou entre Garzó e Torres. Mais atrás, Randy Krummenacher passou para a terceira posição, mas essa posição no pódio estava sendo bem cobiçado pelo Kevin Manfreid da SIC58, Alessandro Zaccone da Tech3, Kevin Zannoni da SIC58 e Hikari Okubo da Tech 3. Ao final da prova Manfreid e Zaccone foram punidos com a volta longa por cortarem o traçado.

Na última volta, Garzó estava na liderança, mas Jordi Torres que estava se aproximando nas últimas voltas acabou passando o piloto da Dynavolt na chicane, assumiu a liderança e levou sua moto elétrica para a vitória na primeira etapa do Mundial de Moto e em Le Mans. O bi-campeão das motos elétricas (2020 e 2021) mostra que a temporada de 2022 prejudicada pelo acidente que sofreu é pagina virada para Jordi Torres que é um dos favoritos ao título.

Hector Garzó acabou chegando na segunda posição, com o espanhol ficou a maior parte do tempo na liderança. Ótima corrida do piloto espanhol da Dynavolt apesar de ter perdido a vitória na final.

O pódio foi completado pelo suíço Randy Krummenacher, na sua estreia nas motos elétricas o suiço fez uma bela corrida, segurando a posição sobre a pressão de Kevin Zannoni (4ºcolocado) e Hiraki Okubo (5ºcolocado). Esteve Rabat que fez sua estreia na Moto e ficou em uma boa 6ªposição. Os punidos Alessandro Zaccone e Kevin Mandreid ficaram na 7ª e 8ªposições respectivamente.

Resultado final da 1ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – 8 Voltas – Moto E – Corrida 1

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati 13’29.9470
2 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 0.092
3 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 7.539
4 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 7.827
5 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati a 9.138
6 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati a 10.933
7 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 11.198
8 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati a 12.488
9 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati a 14.578
10 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati a 14.818
11 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati a 18.177
12 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati a 24.739
11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati a 4 Voltas
9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati a 5 Voltas
77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati a 5 Voltas
40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati a 5 Voltas
29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati a 6 Voltas

Corrida 2:

A 2ªCorrida das motos elétricas aconteceu no final da programação de sábado do Mundial de Motovelocidade. Na largada da segunda corrida aconteceu a mesma coisa da primeira largada: Garzó passou para a liderança com Ferrari em 2º e Torres na 3ªposição. Nicholas Spinelli vinha em 4º disposto a se recuperar da queda na corrida da manhã. Krummenacher e Casadei completavam as 6 primeiras posições.

Matteo Ferrari já foi para o ataque em cima de Hector Garzó desde das primeiras curvas, já que ele acabou sendo punido em 1 volta longa. Essa punição poderia comprometer as chances de vitória. Por isso que Ferrari foi a luta e fez a ultrapassagem sobre Garzó na segunda volta…

… a partir desse momento, Matteo Ferrari começou a andar absurdamente rápido para abrir a vantagem necessária para ainda voltar com condições de vencer. Ao final da segunda volta, Esteba Rabat vai para o chão.

Na 3ªVolta, Jordi Torres passou Hector Garzó e subiu para a segunda posição e Mattia Casadei passou a ser o quarto colocado após ultrapassagem sobre Nicholas Spinelli.

Na 5ªVolta, Matteo Ferrari cumpriu a punição da volta longa e voltou em terceiro, mas estava perto de Torres e de Garzó. Ou seja, deu certo a tática e Ferrari com melhor moto foi para cima de Garzó e conseguiu a ultrapassagem no começo da 6ªVolta (Curva 2), ao mesmo tempo o piloto Kevin Manfredi foi para o chão.

Em busca da Vitória, Ferrari colou em Jordi Torres na penultima volta e teve a paciência para passar o espanhol no começo da volta final (Curva 1) e levou sua moto para uma vitória que se não fosse a volta longa seria muito mais fácil do que foi. A moto de Ferrari sobrou na turma e o piloto soube extrair desempenho desse melhor equipamento, se redimindo da queda da primeira corrida.

Jordi Torres que venceu a primeira corrida acabou ficando com a segunda posição, com os resultados, Torres (que esta em busca do tri-campeonato das motos elétricas) lidera o Mundial com seus 45 pontos conquistados. Um ótimo final de semana do piloto principal da equipe .

Hector Garzó completou o pódio e demonstrou que pode fazer uma bela temporada com a Dynavolt, sendo consistente na briga pelas primeiras posições em ambas as corridas.

Mattia Casadei obteve uma importante 4ªposição assim como Nicholas Spinelli que ficou na 5ªposição, os dois acabaram salvando o final de semana com esses resultados. Andrea Mantovani completou as 6 primeiras posições.

Resultado final da 1ªetapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – 8 Voltas – Moto E – Corrida 2

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati 13’28.0790
2 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati a 0.712
3 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 1.693
4 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati a 3.145
5 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati a 3.781
6 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati a 6.052
7 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 6.555
8 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 7.517
9 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati a 10.143
10 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati a 13.561
11 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati a 13.622
12 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati a 16.803
13 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati a 17.771
14 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati a 18.908
15 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati a 21.219
16 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati a 58.583
34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 3 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP