Dakar 2023 – Especial 12 – Empty Quarter até Shaybah – Categoria Moto Rally GP

A 12ªetapa, antepenultima do Dakar 2023 teria largada em Empty Quarter e a chegada na cidade de Shaybah em uma especial de 185 km. Essa era a primeira parte da maratona de Duas dias onde os pilotos não teriam assistências das equipes. Ou seja, teriam de cuidar do equipamento bem ou teriam prejuízos enormes.

Luciano Benavides, Daniel Sanders, Toby Price, Skyler Howes e Pablo Quintanilla foram os primeiros a partirem para a pista.

Com 42 km de especial, ao passarem pelo 1ºcheckpoint a liderança estava nas mãos de Toby Price (24 minutos e 35 segundos) o australiano vinha 6 segundos a frente de Kevin Benavides que vinha na perseguição. Os dois pilotos da KTM abrem uma pequena vantagem para Jose Ignacio Cornejo Florimo da Honda, 3ºcolocado segurando a posição sobre o argentino Franco Caimi (4ºlugar) e do francês Adrien van Beveren com outra moto da Honda, separados por apenas 4 segundos entre os 3.

Os mesmos 4 segundos que Adrien van Beveren tinha sobre o australiano Daniel Sanders da GasGas, o 6ºcolocado,  2 segundos a frente de Pablo Quintanilla (Honda) e 5 segundos a frente de Sebastian Bühler (Hero). Ross Branch vinha em 9º e empatados em 10º estavam Skyler Howes da Husqvarna e Tosha Schareina da BAS. A diferença entre Price para Howes é de apenas 48 segundos.

Com 87 km de Especial (Já na metade da especial), Toby Price se manteve a frente com 17 segundos de vantagem para Kevin Benavides e 28 segundos a frente de Jose Cornejo Florimo com sua Honda. O chileno vinha tentando ir para cima dos pilotos da KTM. O pega estava forte pelo 4ºlugar entre Pablo Quintanilla e Franco Caimi que vinham separados por apenas 1 segundo entre eles.

Adrien van Beveren estava na sexta posição, 7 segundos a frente de Bühler e Sanders que vinham empatados em 7ºlugar e 10 segundos atrás de Skyler Howes que vinha na 9ªposição, 1 minuto e 16 segundos atrás de Price e 59 segundos atrás de Kevin Benavides. Matthias Walkner completa o Top 10 com 6 segundos a frente de Ross Branch que caiu para a 11ªposição.

No km 128km, o chileno Jose Cornejo Florimo aparece na primeira posição após superar os dois pilotos da KTM, tanto Kevin Benavides que se manteve na terceira posição como de Toby Price que caiu da primeira para a terceira posição, a vantagem entre os três era de 31 segundos. Em 4º estava Pablo Quintanilla, outro piloto chileno da Honda e Skyler Howes em boa recuperação estava na 5ªposição, a 1 minuto e 10 segudos de Benavides e a 59 segundos de Price. O piloto da Husqvarna estava buscando segurar a liderança na soma dos tempos.

Porém, Howes precisava ficar atento com Adrien van Beveren em 6º e Sebastian Bühler em 7º, muito próximos do piloto norte-americano (5 segundos separando os 3 pilotos). Franco Caimi, Daniel Sanders e Matthias Walkner perderam posições e ficaram na 9ª, 10ª e 11ªposições respectivamente.

No km 156, O líder Cornejo Florimo aumenta sua vantagem para Kevin Benavides para 38 segundos. Em 3ºlugar, Toby Price acabou ficando um pouco mais longe da liderança, estava em 3ª a 1 minuto e 25 segundos de Cornejo Florimo. As esperanças de Pablo Quintanilla de ganhar a posição de Price pareciam ascendidas já que a diferença entre os dois era de 19 segundos.

Também estavam acesas as esperanças de Howes (5ºcolocado) superar Price para administrar sua liderança na soma dos tempos, a vantagem entre os dois (Price para Howes) era de 26 segundos. Adrien van Beveren vinha em 6º a só 3 segundos atrás de Howes e 10 segundos atrás de Quintanilla. Ainda próximos vinham Sebastian Bülher (Hero) e Matthias Walkner (KTM) na 7ª e 8ªposições. Ross Branch e Franco Caimin completavam os 10 primeiros com as outras 2 motos da Hero.

Ao final da especial em Shaybah, o chileno Jose Cornejo Florimo acaba levando a vitória com sua Honda após uma boa especial, superando os pilotos da KTM que acabaram supriendidos com a presença do australiano Daniel Sanders que fez um incrivel final e acabou pulando da 11ª para a 2ªposição, 49 segundos atrás do vencedor.

Toby Price em 3º, Matthias Walkner em 4º e Kevin Benavides em 5º, os três pilotos da KTM chegaram logo a seguir dos 2 primeiros colocados. Eles ficaram um pouco a frente do norte-americano Skyler Howes que não perdeu muito tempo em relação aos oponentes a briga do título do Dakar. Howes ficou 56 segundos atrás de Price e 32 segundos atrás de Kevin Benavides, no que mantem o piloto da Husqvarna muito na briga pelo título.

Pablo Quintanilla acabou o dia na 7ªposição, parece que não dá mesmo para o chileno brigar pelo título, pois ficou muito longe dos primeiros lugares na classificação geral. Sebastian Bülher levou a Hero a uma boa 8ªposição (2 segundos atrás de Quintanilla). Completaram o Top 10, Adrien van Beveren da Honda e Ross Branch da Hero.

Toby Price da KTM voltou a liderança na soma dos tempos com 28 segundos de vantagem para Sykler Howes da Husqvarna e 2 minutos e 40 segundos a frente de Kevin Benavides com uma outra KTM. A luta pelo título estava entree os 3 primeiros definitivamente, faltando 2 especiais para o final do Dakar. Pablo Quintanilla e Adrien van Beveren vinham na 4ª e 5ªposições, mas a mais de 15 minutos dos líderes era praticamente impossivel a possibilidade de campeonato para os dois pilotos da Honda. Luciano Benavides vem na 6ªposição com sua Husqvarna. Daniel Sanders da GasGas, Jose Cornejo Florimo da Honda e Matthias Walkner da KTM completavam os 10 primeiros colocados.

Classificação final da décima segunda etapa do Dakar 2023
185 Km – Empty Quarter até Shaybah – Moto Rally GP

POS. número Piloto País Equipe Moto Tempo Diferença Penalidades
1 11 Jose Ignacio Cornejo Florimo Chile Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 01H 57′ 27”
2 18 Daniel Sanders Austrália Red Bull GasGas Factory Racing GasGas 450 Rally Factory 01H 58′ 16” + 00H 00′ 49”
3 8 Toby Price Austrália Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 01H 59′ 25” + 00H 01′ 58”
4 52 Matthias Walkner Áustria Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 01H 59′ 32” + 00H 02′ 05”
5 47 Kevin Benavides Argentina Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 01H 59′ 49” + 00H 02′ 22”
6 10 Skyler Howes Estados Unidos Husqvarna Factory Racing Husqvarna Factory Racing 02H 00′ 21” + 00H 02′ 54”
7 7 Pablo Quintanilla Chile Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 02H 00′ 33” + 00H 03′ 06”
8 14 Sebastian Bühler Alemanha Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 02H 00′ 35” + 00H 03′ 08”
9 42 Adrien van Beveren França Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 02H 00′ 43” + 00H 03′ 16”
10 16 Ross Branch Botsuana Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 02H 00′ 48” + 00H 03′ 21”
11 68 Tosha Schareina Espanha Bas World KTM Racing Team KTM 450 Rally 02H 01′ 26” + 00H 03′ 59”
12 77 Luciano Benavides Argentina Husqvarna Factory Racing Husqvarna 450 Rally Factory 02H 01′ 47” + 00H 04′ 20”
13 33 Franco Caimi Argentina Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 02H 01′ 57” + 00H 04′ 30”
14 142 Stefan Svitko Eslováquia Cross Team KTM 450 Rally Factory Replica 02H 02′ 21” + 00H 04′ 54”
15 12 Martin Michek República Tcheca Orion – Moto Racing Group KTM 450 Rally Replica 02H 02′ 38” + 00H 05′ 11”
16 15 Lorenzo Santolino Espanha Sherco Factory Sherco Factory 450 SEF Rally 02H 03′ 15” + 00H 05′ 48”
17 54 Daniel Nosiglia Jager Bolívia Rieju-Xraidsexperience KTM 450 Rally Factory Replica 02H 03′ 24” + 00H 05′ 57”
18 48 Joan Pedrero Garcia Espanha Rieju Team KTM 450 02H 11′ 30” + 00H 14′ 03”
19 25 Mohammed Balooshi EAU MX Ride Dubai Husqvarna FR450 02H 12′ 11” + 00H 14′ 44”
20 9 Mason Klein Estados Unidos Bas World KTM Racing Team KTM 450 Rally Raid 02H 23′ 16” + 00H 25′ 49”

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Dakar 2023 – Especial 10 – Haradh até Shaybah – Categoria Moto Rally GP

Começa a reta final do Dakar, com as 5 últimas etapas. A especial de apenas 114 km era bem difícil apesar de parece ser em curta. Ela iria passar pelas areias do deserto da Arábia Saudita e isso faria a etapa ficar mais lenta do que as demais. A largada foi em Haradh e a chegada em Shaybah.

No Km 29, o francês Adrien van Beveren estava na liderança após 22 minutos e 33 segundos de sessão. O piloto da Honda estava 5 segundos a frente de Kevin Benavides com sua KTM, o campeão de 2021 continuava com boas chances de título assim como Toby Price e Skyler Homes. Pablo Quintanilla vinha na terceira posição com sua Honda, seguido por Ross Branch da Hero que estava a 4 segundos do piloto chileno. Matthias Walkner completava os 5 primeiros colocados.

Em 6ºlugar, o boliviano Daniel Nosiglia Jager começa bem com a moto da Rieju colocando 9 segundos de frente para Mason Klein da BAS World KTM. 1 segundo depois vinha o argentino Franco Caimi, o melhor colocado da Hero na soma dos tempos. Daniel Sanders da GasGas e Tosha Schareina da Bas World KTM completavam os 10 primeiros lugares. Skyler Homes e Toby Price vinham na 11ª e 12ªposições, mesmo ganhando alguns segundos de bônus.

No Km 60, Adrien van Beveren seguia firme na liderança aumentando para 21 segundos a vantagem que ele tinha sobre o argentino Kevin Benavides e 23 segundos a frente de Ross Branch que chegou perto da disputa pela vitória na especial. Um pouco mais longe vinham Pablo Quintanilla da Honda em 4º e Matthias Walkner em 2º com sua KTM.

Daniel Sanders ganhou 3 posições entre os  2 checkpoint e foi para a 6ªposição, com 1 minuto e 33 segundos para tentar tirar sobre Adrien van Beveren. Mason Klein da BAS e Franco Caimin da Hero ficaram na 7ª e 8ªposições respectivamente. Quem caiu foi Daniel Nosiglia Jager que recuou da 5ª para a 9ªposição. Tosha Schareina manteve a 10ªposição, 10 segundos a frente de Jose Cornejo Florimo da Honda.

Ao chegar no Km 84, Adrien van Beveren mantem a liderança por 1 segundo de vantagem para Ross Branch que passou Kevin Benavides, mas o argentino também vinha bem perto, só 10 segundos atrás do francês e 9 segundos atrás do botsuano a 30 km do final da especial. Os três estavam mais ou menos 1 minuto a frente de Matthias Walkner da KTM que vinha na 4ªposição após superar Pablo Quintanilla por 16 segundos.

Mason Klein passou Daniel Sanders e assumiu a 6ªposição, a diferença entre os dois era de apenas 2 segundos. Franco Caimi da Hero continua em 8º, Jose Cornejo Florimo subiu da 11ª para a 9ªposição. Nosiglia Jager e Schareina caíram para a 10ª e 11ªposições. Skyler Howes vinha em 12º a mais de 5 minutos do líder da especial. Já Toby Price vinha em 17º, a mais de 6 minutos do primeiro colocado.

Ao final da curta, mas difícil especial de 114 km a vitória ficou com Ross Branch pela segunda vez no Dakar de 2023, é a segunda vitória da Hero em 2023 e a terceira vitória da marca indiana na sua história no evento. O Botsuano ficou 21 segundos a frente do francês Adrien van Beveren que liderou por 3 quartos da especial com sua moto da Honda. Ficando um pouco mais atrás, Kevin Benavides chegou na terceira posição a 1 minuto do vencedor e acabou levando a melhor sobre Skyler Howes e Toby Price que ficaram mais para trás na especial.

Matthias Walkner, Pablo Quintanilla e Mason Klein fizeram boas especiais e terminaram o dia na 4ª, 5ª e 6ªposições respectivamente. Jose Cornejo Flomiro acabou em 7º a 4 minutos e 4 segundos atrás de Branch. Franco Caimi ficou em 8º, só 3 segundos atrás do piloto da Honda e ficou 9 segundos a frente do boliviano Daniel Nosiglia Jager que obteve seu melhor resultado até esse momento do Dakar ao chegar na 9ªposição. Daniel Sanders acabou perdendo posições no final e acabou na 10ªposição, 16 segundos a frente de Luciano Benavides da Husqvarna, mesmo com os 2 minutos e 24 minutos de bônus não foram suficientes para ir além da 11ªposição.

Skyler Howes em 15º e Toby Price em 16º ficaram longe do vencedor da especial e longe de Kevin Benavides. Com o resultado de hoje, a classificação dos 10 primeiros na Moto Rally GP ficou dessa forma: Kevin Benavides assumiu a liderança com 1 minuto e 29 segundos a frente de Skyler Howes da Husqvarna e 2 minutos e 10 segundos a frente de Toby Price da KTM. Os três tem uma bela vantagem para o francês Adrien van Beveren que esta a 9 minutos e 52 segundos do líder da sessão, fazendo que as chances da Honda dee vencer o Dakar renascesse. Pablo Quintanilla com a Honda, Mason Klein da BAS World KTM, Jose Cornejo Florimo da Honda, Luciano Benavides da Husqvarna, Daniel Sanders da GasGas e Matthias Walkner da KTM.

Classificação final da décima etapa do Dakar 2023
114 Km – Haradh até Shaybah – Moto Rally GP

POS. número Piloto País Equipe Moto Tempo Diferença Penalidades
1 16 Ross Branch Botsuana Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 01H 44′ 00”
2 42 Adrien van Beveren França Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 01H 44′ 21” + 00H 00′ 21”
3 47 Kevin Benavides Argentina Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 01H 45′ 00” + 00H 01′ 00”
4 52 Matthias Walkner Áustria Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 01H 45′ 22” + 00H 01′ 22”
5 7 Pablo Quintanilla Chile Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 01H 46′ 43” + 00H 02′ 43”
6 9 Mason Klein Estados Unidos Bas World KTM Racing Team KTM 450 Rally Raid 01H 47′ 05” + 00H 03′ 05”
7 11 Jose Ignacio Cornejo Florimo Chile Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 01H 48′ 04” + 00H 04′ 04”
8 33 Franco Caimi Argentina Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 01H 48′ 07” + 00H 04′ 07”
9 54 Daniel Nosiglia Jager Bolívia Rieju-Xraidsexperience KTM 450 Rally Factory Replica 01H 48′ 16” + 00H 04′ 16”
10 18 Daniel Sanders Austrália Red Bull GasGas Factory Racing GasGas 450 Rally Factory 01H 50′ 02” + 00H 06′ 02”
11 77 Luciano Benavides Argentina Husqvarna Factory Racing Husqvarna 450 Rally Factory 01H 50′ 18” + 00H 06′ 18”
12 12 Martin Michek República Tcheca Orion – Moto Racing Group KTM 450 Rally Replica 01H 50′ 59” + 00H 06′ 59”
13 10 Skyler Howes Estados Unidos Husqvarna Factory Racing Husqvarna Factory Racing 01H 51′ 38” + 00H 07′ 38”
14 8 Toby Price Austrália Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 01H 52′ 16” + 00H 08′ 16”
15 14 Sebastian Bühler Alemanha Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 01H 52′ 36” + 00H 08′ 36”
16 142 Stefan Svitko Eslováquia Cross Team KTM 450 Rally Factory Replica 01H 52′ 47” + 00H 08′ 47”
17 48 Joan Pedrero Garcia Espanha Rieju Team KTM 450 01H 57′ 52” + 00H 13′ 52”
18 25 Mohammed Balooshi EAU MX Ride Dubai Husqvarna FR450 02H 01′ 20” + 00H 17′ 20”
19 68 Tosha Schareina Espanha Bas World KTM Racing Team KTM 450 Rally 02H 06′ 18” + 00H 22′ 18” 00H 15′ 00”
20 15 Lorenzo Santolino Espanha Sherco Factory Sherco Factory 450 SEF Rally 02H 06′ 26” + 00H 22′ 26” 00H 15′ 00”

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Dakar 2023 – Especial 9 – Riyadh até Haradh – Categoria Moto Rally GP

Após um dia de folga e de muito trabalho nos equipamentos, todo mundo voltava para a batalha, com as energias recarregadas para a 9ªespecial que começou em Riyadh e tinha a chegada na cidade de Haradh, a distância entre a largada e a chegada era de 358 km. Ou seja, seria uma duríssima luta pela vitória e para permanecer na luta pelo título na classificação geral. Ross Branch foi o primeiro a partir, seguido de Mason Klein e Daniel Sanders.

No km 16, Joan Barreda Bort foi ao chão e dessa vez não conseguiu voltar à disputa. Era o fim da linha para o piloto espanhol que tentava o primeiro título no Dakar, mas a queda fez com que a segunda vértebra lombar tivesse uma fratura. A Honda perde um soldado na luta contra as KTM e a concorrência.

Após o 1ºcheckpoint (km 43), a liderança estava nas mãos do australiano Toby Price da KTM com quase 28 minutos de sessão, 19 segundos a frente do argentino Luciano Benavides da Husqvarna. O francês Adrien van Beveren com a 1ªhonda estava na 3ªposição, 10 segundos a frente do chileno Pablo Quintanilla (Honda) e Kevin Benavides (KTM), empatados na 4ªposição. 10 segundos depois vinha Skyler Howes, o líder da soma de tempos.

Ganhando bons segundos nos bônus, Mason Klein vinha em 7º e Daniel Sanders em 8º, separados por 10 segundos entre os dois jovens pilotos. Daniel Nosiglia Jager levava a KTM da equipe Rieju até a 9ªposição (5 segundos atrás de Sanders) e Franco Caimi da Hero completava as 10 primeiras posições.

Aos 85 km de sessão completadas, Luciano Benavides ultrapassa Toby Price e assume a liderança por 3 segundos de vantagem para o piloto australiano da KTM. Seu irmão Kevin Benavides pulou para a terceira posição, se livrando de Pablo Quintanilla que estava empatado no 4ºlugar e ultrapassando a Adrien van Beveren que acabou sendo superado não só pelo piloto da KTM como também pelo companheiro de equipe (Quintanilla) na Honda caindo para a 5ªposição a 57 segundos do líder da especial.

Perto de Van Beveren, vinha Skyler Howess na 6ªposição, 7 segundos atrás do francês da Honda e 7 segundos a frente do australiano Daniel Sanders da GasGas que estava 7 segundos a frente do boliviano Nosiglia Jager da Rieju (8ºcolocado) que vinha a 8 segundos do chileno Jose Cornejo da Honda e Franco Caimi da Hero empatados na 9ºposição. Matthias Walkner vinha perto dos 9ºcolocados, apenas 7 segundos atrás.

No Km 123 (3ºcheckpoint), Toby Price retorna a liderança da especial, não só passando como colocando mais de 1 minuto em cima de Luciano Benavides da Husqvarna. Mostras da força da KTM e do piloto australiano que estava a fim de mais um campeonato. O Chileno Jose Cornejo Florimo pulou da 9ª para a 3ªposição, impressionante os 38 km que Cornejo Florimo fez para ganhar 6 posições e para colocar sua Honda nessa posição, mas tinha que tirar 3 minutos e 48 segundos se quisesse pegar a liderança da especial e ainda tinha Luciano Benavides a mais de 2 minutos de distância.

Skyler Howes subiu da 6ª para a 4ªposição. O norte-americano da Husqvarna perderia a liderança na soma dos tempos, portanto era isso que Howes precisava reagir na especial para manter a liderança. Kevin Benavides vinha na 5ªposição, 30 segundos atrás de Howes e a 28 segundos do 6ºcolocado, o tcheco Martin Michek da Orion fazendo uma excelente especial.

Franco Caimi subiu 2 posições e foi para a 7ªposição. O boliviano Daniel Nosiglia Jager manteve a 8ªposição, isso já a mais de 8 minutos atrás de Price (líder da especial). Quem caiu bastante foi Adrien van Beveren, da 5ª para a 9ªposição. Stefan Svitko da Cross Team completavam os 10 primeiros colocados.

No Km 163, Toby Price manteve a liderança, mas sua vantagem foi diminuía para apenas 25 segundos pelo argentino Luciano Benavides, o seu mais próximo seguidor. Skyler Howes superou Jose Cornejo Florimo e passou para a terceira posição. O piloto da Honda ficou a 13 segundos do piloto da Husqvarna. Kevin Benavides manteve a 5ªposição.

Franco Caimi supera Martin Michek e assume a 6ªposição, nessa altura o argentino da Hero Motorsport vinha a mais de 6 minutos de Toby Price e Luciano Benavides. Em busca da recuperação, Adrien van Beveren supera Daniel Nosiglia Jager e sobe da 9ª para a 8ªposição. 40 segundos atrás do piloto boliviano vinha o eslovaco Stefan Svitko, 23 segundos a frente de Lorenzo Santolino da Sherco e 34 segundos a frente de Tosha Schareina da Bas World KTM, o 12ºcolocado da especial.

Com 202 km completados, Luciano Benavides leva sua Husqvarna de volta a liderança a apenas 7 segundos a frente de Toby Price da KTM em um belo duelo pela liderança e pela vitória na especial. As outras posições no Top 10 permaneceram inalteradas. Skyler Homes vinha em 3º, a 2 minutos e 47 segundos do primeiro colocado. O 4ºcolocado permanecia com o chileno Jose Cornejo Florimo. Depois a seguir vinham Kevin Benavides, Franco Caimi, Martin Michek, Adrien van Beveren, Daniel Nosiglia Jager e Stefan Svitko.

Com 239 km completados, Luciano Benavides na liderança, estava abrindo 22 segundos de vantagem para Toby Price e 2 minutos e 56 segundos de frente para Skyler Howes, norte-americano e companheiro de equipe Husqvarna. As posições não só dos três primeiros como as posições de Cornejo Flomino (Honda), Kevin Benavides (KTM), Franco Caimi (Hero) e Martin Michek (Orion) estava inalteradas.

Tosha Schareina deu um bom salto na classificação, foi da 12ª para a 8ªposição após passar 4 pilotos, sendo que Adrien van Beveren continua na sua cola, só 3 segundos atrás. A 10ªposição passou a ser do espanhol Lorenzo Santolino que superou Stefan Svitko por 15 segundos de diferença. O Chileno Pablo Quintanilla que tinha começado bem a especial já estava longe dos primeiros colocado, na 12ªposição e com prejuízo de quase 15 minutos em relação aos líderes da especial. No km 282, tivemos só uma mudança nas 10 primeiras posições, com Van Beveren ganhando a 8ªposição sobre Schareina.

No km 318, Luciano Benavides abre sobre Toby Price a vantagem de 49 segundos, a maior vantagem entre os dois na especial o que poderia ser crucial na reta final da especial. Skyler Howes não conseguia de forma nenhuma tirar os aproximadamente 3 minutos que Luciano Benavides mantia sobre o piloto norte-americano com a mesma Husqvarna. Depois vinham Cornejo Florimo, Kevin Benavides, Franco Caimi, e Martin Michek mantendo as posições da 4ª a 7ªposição. A mudança foi Lorenzo Santolino que pulou para a 8ªposição, ficando 3 segundos a frente de Tosha Schareina que manteve o 9ºlugar ao ultrapassar Adrien van Beveren que caiu da 8ª para a 10ªposição.

Após os últimos 40 km de especial, a vitória ficou mesmo com o argentino Luciano Benavides da Husqvarna, uma vitória brilhante e de muita competência após uma dura e longa batalha com o australiano Toby Price da KTM. A vantagem do piloto argentino foi de 1 minuto e 2 segundos para o piloto australiano. Em 3ºlugar chegou o norte-americano Skyler Howes que não conseguiu de forma nenhuma tirar os 3 minutos de diferença que Luciano Benavides colocou nele e não conseguiu tirar um pouco menos de 2 minutos que Toby Price colocou na frente de Howes.

A surpresa da especial foi o espanhol Tosha Schareina da BAS World KTM, em uma ótima quarta colocação após um grande final de especial passando 5 pilotos. O primeiro piloto da Honda foi o chileno Jose Ignacio Cornejo Florimo na 5ªposição seguido do argentino Kevin Benavides que viu seu irmão ficar 7 minutos e 53 segundos a frente dele. Não era a especial que o campeão de 2021 sonhava, mas que não retira de forma nenhuma da luta pelo título. Martin Michek é outra surpresa agradável ao levar a KTM da Orion a uma respeitável 7ªposição, 9 segundos a frente de Franco Caimi que leva a Hero a um lugar honroso que é a 8ªposição na especial.

Lorenzo Santolino da Sherco terminou o dia na 9ªposição, mas com 13 minutos e 13 segundos de atraso para o ganhador do dia. Stefan Svitko fechou o Top 10 da especial. Adrien van Beveren e Pablo Quintanilla não foram nada bem com as motos da Honda, fecharam na 11ª e 13ª respectivamente e complicaram as possibilidades de levarem a moto japonesa para o terceiro título do Dakar em 4 anos de disputa na Arábia Saudita.

Por um milagre é que Skyler Howes continua na liderança, apenas 3 segundos a frente de Toby Price. É uma disputa extremamente apertada entre os dois pilotos pelo título. Kevin Benavides vinha em 3º a 5 minutos e 9 segundos do líder. Adrien van Beveren em 4º e Pablo Quintanilla em 5º ficaram mais afastados da briga pelo título, a mais de 15 minutos da liderança no caso do francês e mais de 18 minutos no caso do Chileno. Mason Klein também foi mal e caiu para a 6ªposição. Completam os Top 10: Luciano Benavides que ganhou tempo e subiu consideravelmente na classificação, Jose Cornejo Florimo, Daniel Sanders e Lorenzo Santolino.

Classificação final da nona etapa do Dakar 2023
358 Km – Riyadh até Haradh – Moto Rally GP

POS. número Piloto País Equipe Moto Tempo Diferença Penalidades
1 77 Luciano Benavides Argentina Husqvarna Factory Racing Husqvarna 450 Rally Factory 03H 18′ 44”
2 8 Toby Price Austrália Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 03H 19′ 46” + 00H 01′ 02”
3 10 Skyler Howes Estados Unidos Husqvarna Factory Racing Husqvarna Factory Racing 03H 21′ 41” + 00H 02′ 57”
4 68 Tosha Schareina Espanha Bas World KTM Racing Team KTM 450 Rally 03H 23′ 37” + 00H 04′ 53”
5 11 Jose Ignacio Cornejo Florimo Chile Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 03H 24′ 56” + 00H 06′ 12”
6 47 Kevin Benavides Argentina Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 03H 26′ 37” + 00H 07′ 53”
7 12 Martin Michek República Tcheca Orion – Moto Racing Group KTM 450 Rally Replica 03H 28′ 42” + 00H 09′ 58”
8 33 Franco Caimi Argentina Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 03H 28′ 51” + 00H 10′ 07”
9 15 Lorenzo Santolino Espanha Sherco Factory Sherco Factory 450 SEF Rally 03H 31′ 57” + 00H 13′ 13”
10 142 Stefan Svitko Eslováquia Cross Team KTM 450 Rally Factory Replica 03H 33′ 04” + 00H 14′ 20”
11 42 Adrien van Beveren França Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 03H 34′ 32” + 00H 15′ 48”
12 14 Sebastian Bühler Alemanha Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 03H 35′ 39” + 00H 16′ 55”
13 7 Pablo Quintanilla Chile Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 03H 37′ 20” + 00H 18′ 36”
14 18 Daniel Sanders Austrália Red Bull GasGas Factory Racing GasGas 450 Rally Factory 03H 38′ 25” + 00H 19′ 41”
15 9 Mason Klein Estados Unidos Bas World KTM Racing Team KTM 450 Rally Raid 03H 40′ 10” + 00H 21′ 26”
16 48 Joan Pedrero Garcia Espanha Rieju Team KTM 450 03H 40′ 11” + 00H 21′ 27”
17 54 Daniel Nosiglia Jager Bolívia Rieju-Xraidsexperience KTM 450 Rally Factory Replica 03H 40′ 51” + 00H 22′ 07” 00H 01′ 00”
18 52 Matthias Walkner Áustria Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 03H 43′ 42” + 00H 24′ 58”
19 16 Ross Branch Botsuana Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 03H 44′ 40” + 00H 25′ 56”
20 25 Mohammed Balooshi EAU MX Ride Dubai Husqvarna FR450 04H 01′ 24” + 00H 42′ 40”

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Dakar 2023 – Especial 6 – Ha’il até Riyadh – Categoria Moto Rally GP

Após 3 dias em Ha’il, todos os competidores se despediram da cidade e foram rumo a estrada para a 6ªespecial de 358 km com a chegada na cidade de Riyadh. Na categoria motos a Husqvarna deu as cartas com Luciano Benavides e Skyler Howes fazendo a dobradinha da fábrica sueca. Os primeiros a largaram para a especial foram Adrien van Beveren, Jose Cornejo Florimo e Toby Price seguido dos demais pilotos.

Em começo bem apertado, o chileno Jose Cornejo Florimo foi favorecido pelo bônus de 29 segundos e passou na liderança da especial no km 31 (1ºcheckpoint) após 22 minutos e 54 segundos, Com 5 segundos de frente para o líder da soma dos Tempos, o norte americano Skyler Howes da Husqvarna na segunda posição. Muito próximos vinham também Kevin Benavides em 3º a 2 segundos de Howes, Luciano Benavides em 4º a 1 segundo do irmão, Toby Price e Adrien van Beveren empatados em 5ºlugar e a 1 segundo de Luciano Benavides. Os 6 primeiros colocados estavam separados por apenas 9 segundos.

O restante vinha perto dos líderes: Matthias Walkner a 15 segundos do líder em 7º, Lorenzo Santolino em 8º estava a 17 segundos do líder, Pablo Quintanilla vinha em 9º a 25 segundos do líder e Daniel Sanders em 10º estava 27 segundos do líder. Os 15 primeiros colocados, de Cornejo Florimo até Stefan Svitko que vinha na 15ªposição estavam separados por apenas 57 segundos. Muito equilibrado o começo da sessão.

No segundo checkpoint, Skyler Howes assume a liderança (49 minutos e 53 segundos) após 84 km completados. O norte-americano deixou o chileno Cornejo Florimo para trás abrindo 29 segundos sobre o piloto da Honda. Muito próximos de Cornejo Florimo estava Keven Benavides em 3º, Luciano Benavides em 4º, Pablo Quintanilla em 5º, Mathias Walkner em 6º e Toby Price em 7º, todos eles separados por apenas 15 segundos entre eles. Sanders com GasGas, um recuperado Joan Barreda Bort e Adrien van Beveren de Honda completam os 10 primeiros.

Com 121 km completados, Ainda na liderança, Skyler Howes com a Husqvarna abre 1 minuto e 2 segundos de vantagem para Jose Cornejo Florimo com sua moto da Honda. Kevin Benavides acabou perdendo 3 posições, para o seu irmão Luciano Benavides de Husqvarna, Pablo Quintanilla com a Honda e Joan Barreda Bort também com a Honda. Kevin Benavides estava na 6ªposição ainda a frente dos outros dois pilotos da equipe oficial da KTM, Toby Price e Matthias Walkner vinham empatados em 1 hora, 12 minutos e 25 segundos na 7ªposição.

Daniel Sanders vinha em 9º, 8 segundos atrás de Price e Walkner. Do segundo colocado que era Cornejo Florimo para Daniel Sanders em 9º a diferença era de apenas 29 segundos. Adrien van Beveren estava em 10º com mais de 1 minuto atrás do piloto da GasGas e sob pressão de Martin Michek da Orion, Mason Klein da BAS e Stefan Svitko da Cross Team.

No km 163, Howes continua em primeiro e para completar o domínio da Husqvarna o argentino Luciano Benavides passou para a segunda posição, 1 minuto atrás do companheiro de equipe e abrindo uma pequena vantagem sobre de 3 pilotos da Honda: Pablo Quintanila passou para 3º seguido de Joan Barreda Bort e Jose Ignácio Cornejo caiu da segunda para a 5ªposição.

Logo atrás do trio da Honda estava o trio da KTM na 6ª, 7ª e 8ªposições com Walkner, Price e Kevin Benavides. Do 3º para o 8ºcolocado a diferença era de míseros 18 segundos e se contamos o australiano Daniel Sanders essa diferença vai para apenas 31 segundos. Já mais isolado, Stefan Svitko vinha na 10ªposição, longe de ameaçar Sanders, mas também razoavelmente tranquilo em relação para Mason Klein que vinha na 11ªposição (43 segundos atrás do eslovaco).

Com 207 km completados de especial, Howes e Luciano Benavides continuavam no comando da especial, o norte-americano tinha 54 segundos de vantagem para o piloto argentino que estava abrindo mais vantagem para os adversários da montadora sueca. Toby Price pulou da 7ª para a terceira posição, ajudando pelo bônus de 1 minuto e 36 segundos que o australiano foi premiado, foi isso que o permitiu ter um pulo de um pouco mais de 30 segundos para Joan Barreda Bort que manteve a 4ªposição.

Daniel Sanders em 5º e Kevin Benavides em 6ºsubiram de posições, ao contraio de Pablo Quintanila e Matthias Walkner que perderam posições e caíram para a 7ª e 8ªposições. A luta pelas primeiras posições ainda era bem apertada, com os pilotos da Husqvarna ligeiramente na frente, enquanto tinha uma grande briga pela terceira posição sendo que do 3º ao 8ºlugar a diferença era de menos de 1 minuto. Svitko e Cornejo Florimo completavam as 10 primeiras posições.

No km 236, Howes em 1º abria 43 segundos sobre Luciano Benavides. O piloto argentino diminuiu um pouco a vantagem do Norte-americano na frente e vinha um pouco mais de 1 minuto a frente de Toby Price que estava mantendo a 3ªposição.

32 segundos depois, vinha Kevin Benavides em 4ºlugar, ele ganhou 2 posições, mas estava pressionado pelo chileno Pablo Quintanilla que estava na sua cola, a 3 segundos do campeão de 2021. Outra briga que estava ocorrendo era entre Daniel Sanders da GasGas e Joan Barreda Bort da Honda pela 6ªposição e também estavam separados por apenas 3 segundos.

Stefan Svitko melhora sua classificação para o 8ºlugar com 5 segundos de frente para o austríaco Matthias Walkner que caiu para a 9ªposição. e o chileno Jose Cornejo Florimo completava as 10 primeiras posições. No km 304, somente uma modificação aconteceu entre os 10 primeiros colocados, foi à ultrapassagem de Barreda Bort sobre Daniel Sanders que lhe rendeu a 5ªposição na especial. O resto das posições ficou inalterado.

A Husqvarna venceu uma dura e disputada especial e fez dobradinha. Ao final da etapa o argentino Luciano Benavides teve um ritmo impressionante para vencer a 6ªespecial do Dakar com 56 segundos de frente para o norte-americano Skyler Homes que liderou a maior parte da sessão e terminou apenas na segunda posição. Toby Price segurou a 3ªposição por 9 segundos de vantagem para o espanhol Joan Barreda Bort que aparentava estar recuperadíssimo do acidente no dia anterior. O fato é que Price que chegava na frente de Barreda Bort foi que ajudou o piloto espanhol a se levantar para voltar a competição, um símbolo da cooperação e solidariedade que existe entre os pilotos no Dakar.

Kevin Benavides com sua KTM oficial chegou na 5ªposição, ganhando a batalha contra o chileno Pablo Quintanilla por 11 segundos. Foram duas disputas acirradas pela 3ª e 5ªposições e que terminou com os pilotos da KTM um pouco a frente dos pilotos da Honda.

O australiano Daniel Sanders ficou em 7º, a 8 segundos de Quintanilla e conseguiu ficar a pouco a frente do também chileno Jose Cornejo Florimo que chegou a liderar a especial no começo. Stefan Svitko da Cross Team e Matthias Walkner da KTM fechou os Top 10 da sessão.

Adrien van Beveren, o vencedor da especial anterior não conseguiu ir além da 11ªposição, mas com um detalhe, mesmo com o resultado aparentemente fraco, o francês só ficou a 4 minutos e 22 segundos do vencedor. Então para relação a soma dos tempos não chegou a ser um prejuízo tão grande para o piloto da Honda e para os demais que não ficaram tão a frente dos pilotos da Husqvarna.

Na soma dos tempos, Skyler Howes segue na frente, mas abriu um pouco mais de vantagem para o australiano Toby Price que estava na segunda posição. A diferença entre os 2 era de 3 minutos e 31 segundos. O Argentino Kevin Benavides estava em 3º a praticamente 7 minutos do líder. A seguir vinha 3 pilotos da Honda, Joan Barreda Bort, Adrien van Beveren e Pablo Quintanilla. Mason Klein, Daniel Sanders, Luciano Benavides e Jose Cornejo Florimo completam as 10 primeiras posições.

Classificação final da sexta etapa do Dakar 2023
358 Km – Ha’il até Riyadh – Moto Rally GP

POS. número Piloto País Equipe Moto Tempo Diferença Penalidades
1 77 Luciano Benavides Argentina Husqvarna Factory Racing Husqvarna 450 Rally Factory 03H 14′ 19”
2 10 Skyler Howes Estados Unidos Husqvarna Factory Racing Husqvarna Factory Racing 03H 15′ 15” + 00H 00′ 56”
3 8 Toby Price Austrália Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 03H 16′ 39” + 00H 02′ 20”
4 5 Joan Barreda Bort Espanha Monster Energy JB Team Honda CRF 450 Rally 03H 16′ 48” + 00H 02′ 29”
5 47 Kevin Benavides Argentina Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 03H 17′ 00” + 00H 02′ 41”
6 7 Pablo Quintanilla Chile Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 03H 17′ 11” + 00H 02′ 52”
7 18 Daniel Sanders Austrália Red Bull GasGas Factory Racing GasGas 450 Rally Factory 03H 17′ 19” + 00H 03′ 00”
8 11 Jose Ignacio Cornejo Florimo Chile Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 03H 17′ 34” + 00H 03′ 15”
9 142 Stefan Svitko Eslováquia Cross Team KTM 450 Rally Factory Replica 03H 17′ 46” + 00H 03′ 27”
10 52 Matthias Walkner Áustria Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 03H 18′ 27” + 00H 04′ 08”
11 42 Adrien van Beveren França Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 03H 18′ 41” + 00H 04′ 22”
12 9 Mason Klein Estados Unidos Bas World KTM Racing Team KTM 450 Rally Raid 03H 21′ 49” + 00H 07′ 30”
13 15 Lorenzo Santolino Espanha Sherco Factory Sherco Factory 450 SEF Rally 03H 22′ 07” + 00H 07′ 48”
14 12 Martin Michek República Tcheca Orion – Moto Racing Group KTM 450 Rally Replica 03H 23′ 19” + 00H 09′ 00”
15 33 Franco Caimi Argentina Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 03H 23′ 56” + 00H 09′ 37”
16 14 Sebastian Bühler Alemanha Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 03H 24′ 52” + 00H 10′ 33”
17 68 Tosha Schareina Espanha Bas World KTM Racing Team KTM 450 Rally 03H 27′ 28” + 00H 13′ 09”
18 54 Daniel Nosiglia Jager Bolívia Rieju-Xraidsexperience KTM 450 Rally Factory Replica 03H 28′ 05” + 00H 13′ 46”
19 48 Joan Pedrero Garcia Espanha Rieju Team KTM 450 03H 36′ 34” + 00H 22′ 15”
20 16 Ross Branch Botsuana Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 03H 40′ 14” + 00H 25′ 55” 00H 15′ 00”
21 25 Mohammed Balooshi EAU MX Ride Dubai Husqvarna FR450 04H 09′ 09” + 00H 54′ 50” 00H 12′ 00”

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Dakar 2023 – Especial 5 – Ha’il – Categoria Moto Rally GP

Mais uma especial que tem a largada e a chegada na cidade de Ha’il, com 375 km cronometrados, um pequeno respiro em relação a ontem, mas não em relação a dificuldade dessa especial.

Seguindo o regulamento, Joan Barreda Bort, Pablo Quintanilla e Skyler Howes, os três primeiros do dia anterior foram os primeiros a largarem seguido dos demais pilotos da Rally GP, Rally 2 e Quadriciclos.

Chegando ao primeiro checkpoint aos 37 km, Jose Cornejo Florimo estava na liderança da sessão com 20 minutos e 13 segundos percorridos e com uma pequena vantagem de 10 segundos para Toby Price da KTM em 2º e 12 segundos a frente do austríaco Matthias Walkner na terceira posição. Mason Klein vinha em 4º levando a melhor sobre Luciano Benavides da Husqvarna, Kevin Benavides da KTM, Stefan Svitko da Crossteam e Skyler Homes da Husqvarna que estavam separados por apenas 9 segundos entre os 5 pilotos da 4ª até a 8ªposição.

Pablo Quintanilla vinha se mantendo a 9ªposição com míseros 1 segundo de vantagem para Daniel Sanders da GasGas e Ross Branch da Hero. Como era a primeira parcial tudo ainda estava muito embolado.

No km 90, o quadro muda de situação e Toby Price assumiu a ponta após superar é muito ao chileno da Honda Jose Cornejo Florimo em 55 segundos. A vice-liderança foi para Pablo Quintanilla, o outro chileno da equipe Honda que foi beneficiado com um bônus de 1 minuto e 27 segundos e pulou para segundo a 28 segundos de Price. Skyler Homes também ganhou bons que foi de 43 segundos de pulou para a terceira posição e deixando Cornejo Florimo em 4º.

Luciano Benavides melhorou sua posição e se encontrava na 5ªposição, seguido de perto (4 segundos atrás) por Matthias Walkner e Adrian van Beveren (8 segundos atrás). Não muito longe estavam na perseguição Mason Klein da Bas e Kevin Benavides da KTM. Fechando o Top 10, o australiano Daniel Sanders da GasGas.

No km 140, Price se manteve na liderança abrindo quase 2 minutos de vantagem para Quintanilla (2ºcolocado) e Howes (3ºcolocado). Quem subiu de posição foi Mason Klein que pula da 8ª para a 4ªposição, deixando Jose Cornejo Florimo em 5º a 7 segundos do piloto norte-americano da BAS World KTM.

Em 6º, Adrien van Beveren com a Honda estava 4 segundos a frente de Luciano Benavides o 7ºcolocado. Disputando a 8ªposição, Kevin Benavides e Matthias Walkner estavam separados por apenas 1 segundo. Daniel Sanders acabou despencando da 10ª para a 15ªposição. O Botsuano Ross Branch herdou essa posição.

Com 182 km de disputa, a vantagem de Price sobre Howes aumenta para 2 minutos e 43 segundos, a vitória estava começando a ficar nas mãos do piloto da KTM sobre seus adversários. Mason Klein supera Pablo Quintanilla e alcança a terceira posição e pelo ritmo que estava imprimindo não seria surpresa que o jovem superasse seu compatriota, Skyler Homes.

Adrien van Beveren vinha em 5º com 9 segundos atrás de Quintanilla e a 4 segundos a frente de Cornejo Florimo, sendo que os 3 estavam com as motos da Honda. Um pouco mais longe vinham em sequência: Matthias Walkner, Kevin Benavides e Luciano Benavides na 7ª, 8ª e 9ªposições. Lorenzo Santolino supera Ross Branch e assumiu a 10ªposição na luta particular entre a Sherco e a Hero.

28 km depois o quadro mudou totalmente e Mason Klein assumiu a liderança da sessão enquanto que Toby Price perdeu mais de 7 minutos e caiu da liderança para a 6ªposição. Klein vinha 30 segundos a frente de Jose Ignacio Cornejo que voltou a figurar na segunda posição e na disputa pela vitória na especial. Adrien van Beveren sobe para a terceira posição, Matthias Walkner subiu da 7ª para a 4ªposição e o espanhol Lorenzo Santolino da Sherco subiu da 10ª para a 5ªposição.

Toby Price caiu para a sexta posição a quase 5 minutos atrás de Mason Klien. O Alemão Sebastian Bühler pulou 4 posições passando da 11ª para a 7ªposição, 10 segundos a frente do eslováquio Stefan Svitko da Cross Team. Rui Gonçalves da Hero vinha em 9º e Skyler Howes que teve uma queda violenta, foi de 2ª para a 10ªposição a quase 8 minutos do líder da especial. O tcheco Martin Michek da Orion vinha em 11º a 29 segundos atrás do piloto da Husqvarna. No km 234, as 10 primeiras posições praticamente não se alteraram, somente a troca de posição entre Stefan Svitko que passou a Sebastian Bühler assumindo a posição de número 7.

Com 282 km completados, Jose Cornejo Florimo volta a assumir a liderança, isso com a especial durando praticamente 3 horas e 10 minutos (3 horas, 9 minutos e 41 segundos) e ainda um quarto de especial em disputa. Adrian van Beveren vinha em 2º, a 45 segundos do piloto chileno e 4 segundos a frente do norte-americano Mason Klein que estava na liderança no último Checkpoint e ainda na briga pela vitória na especial. Matthias Walkner e Toby Price completavam o Top 5 da especial com suas motos da KTM.

Lorenzo Santolino vinha em uma surpreendente 6ªposição, com 59 segundos a frente de Stefan Svitko que estava fazendo uma boa especial com sua KTM da independente equipe CrossTeam. Skyler Howes subiu para a 8ªposição seguido de Bühler da Hero e Rui Gonçalves com a outra Sherco. Kevin Benavides estava na 11ª posição e Pablo Quintanilla que chegou a estar na 2ªposição estava na 12ªposição a quase 10 minutos do seu compatriota e companheiro de equipe na Honda.

No checkpoint dos 326 km, os três primeiros colocados: Cornejo Florimo, van Beveren e Klein continuaram com suas posições. Enquanto isso, Toby Price passou Matthias Walkner e ganhou a 4ªposição. Skyler Howes sobe da 8ª para a 6ªposição após superar Lorenzo Santolino (7ºcolocado nesse momento) e Stefan Svikto que acabou caindo para a 9ªposição após ser superado pelo Argentino Kevin Benavides por 5 segundos de distância entre os 2. Rui Gonçalves completava o Top 10.

Na chegada da especial, o francês Adrien van Beveren aproveitou os 41 segundos ganhos em bônus para conquistar a vitória nos km finais da sessão, em cima do chileno Jose Cornejo Florimo que ficou a apenas 13 segundos do companheiro de equipe na Honda. A fábrica japonesa teve um saldo muito positivo com uma dobradinha na especial. Em 3º, chegou Toby Price com sua KTM a quase 4 minutos do vencedor do dia. O piloto australiano se esforçou muito para recuperar terreno para chegar 17 segundos a frente do jovem Mason Klein que continua firme e forte na luta pelo título do Dakar. Ainda perto dos dois pilotos com a KTM, o norte-americano Skyler Howes completou o dia na 5ªposição na especial.

Um pouco mais distante, Matthias Walkner acabou com a 6ªposição a 7 minutos e meio de Adrien van Beveren. O piloto austríaco ficou quase 1 minuto a frente do chileno Pablo Quintanilla que se recuperar muito bem na última parte da especial. Kevin Benavides acabou o dia com uma frustrante 8ªposição e com mais de 10 minutos em relação ao vencedor, e isso não era nada bom para o campeão de 2021.

Lorenzo Santolino e Rui Gonçalves levam a Sherco as duas últimas posições do Top 10 da especial. Stevan Svitko e Luciano Benavides vieram logo a seguir na 11ª e 12ªposições.

A se destacar a luta e a raça de Joan Barreda Bort que acabou o dia na 14ªposição, mas não foi pela posição, mas pelo incidente que ocorreu na parte final da especial.

Barreda Bort se acidentou e ficou inconsciente no chão do trajeto da especial. Logo que viu essa cena, Toby Price foi acordar Barreda Bort. Assim que acordou, o piloto da Honda voltou a moto e foi até o final da especial. Essa cena e essa história dá a todos nós duas lições do que representa o Rally Dakar: 1ªdelas é a insistência de um piloto de voltar ao campo de batalha depois de um incidente que parecia o parar de forma definitiva e que teve garra e sorte para voltar a batalha.

E a segunda lição é a cooperação dos pilotos e solidariedade entre eles assim que um deles sofreu um acidente ou esta em dificuldades sérias. Esse inclusive é uma das marcas do maior e mais perigoso Rally da face da Terra.

Na soma dos tempos, Skyler Howes da Husqvarna assumiu a liderança seguindo de Toby Price e Kevin Benavides com suas motos da KTM. Mason Klein da Bas World KTM esta em 4º e é o melhor piloto independente. A Honda surge com Adrien van Beveren em 5º, Joan Barreda Bort em 6º e Pablo Quintaniila em 7º. Sanders, Cornejo Florimo e Luciano Benavides completa os 10 primeiros colocados.

Classificação final da Quinta etapa do Dakar 2023
375 Km – Há’il – Moto Rally GP

POS. número Piloto País Equipe Moto Tempo Diferença Penalidades
1 42 Adrien van Beveren França Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 04H 27′ 28”
2 11 Jose Ignacio Cornejo Florimo Chile Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 04H 27′ 41” + 00H 00′ 13”
3 8 Toby Price Austrália Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 04H 31′ 24” + 00H 03′ 56”
4 9 Mason Klein Estados Unidos Bas World KTM Racing Team KTM 450 Rally Raid 04H 32′ 41” + 00H 05′ 13”
5 10 Skyler Howes Estados Unidos Husqvarna Factory Racing Husqvarna Factory Racing 04H 33′ 01” + 00H 05′ 33”
6 52 Matthias Walkner Áustria Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 04H 34′ 58” + 00H 07′ 30”
7 7 Pablo Quintanilla Chile Monster Energy Honda Team Honda CRF 450 Rally 04H 35′ 55” + 00H 08′ 27”
8 47 Kevin Benavides Argentina Red Bull KTM Factory Racing KTM 450 Rally Factory 04H 37′ 45” + 00H 10′ 17”
9 15 Lorenzo Santolino Espanha Sherco Factory Sherco Factory 450 SEF Rally 04H 38′ 44” + 00H 11′ 16”
10 19 Rui Gonçalves Portugal Sherco Factory Sherco Factory 450 SEF Rally 04H 39′ 50” + 00H 12′ 22”
12 77 Luciano Benavides Argentina Husqvarna Factory Racing Husqvarna 450 Rally Factory 04H 40′ 21” + 00H 12′ 53”
13 14 Sebastian Bühler Alemanha Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 04H 41′ 07” + 00H 13′ 39”
14 5 Joan Barreda Bort Espanha Monster Energy JB Team Honda CRF 450 Rally 04H 41′ 28” + 00H 14′ 00”
15 12 Martin Michek República Tcheca Orion – Moto Racing Group KTM 450 Rally Replica 04H 44′ 16” + 00H 16′ 48”
16 68 Tosha Schareina Espanha Bas World KTM Racing Team KTM 450 Rally 04H 46′ 36” + 00H 19′ 08”
17 18 Daniel Sanders Austrália Red Bull GasGas Factory Racing GasGas 450 Rally Factory 04H 54′ 24” + 00H 26′ 56”
18 33 Franco Caimi Argentina Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 04H 56′ 42” + 00H 29′ 14”
19 48 Joan Pedrero Garcia Espanha Rieju Team KTM 450 04H 59′ 32” + 00H 32′ 04”
20 54 Daniel Nosiglia Jager Bolívia Rieju-Xraidsexperience KTM 450 Rally Factory Replica 05H 00′ 09” + 00H 32′ 41”
21 25 Mohammed Balooshi EAU MX Ride Dubai Husqvarna FR450 05H 43′ 58” + 01H 16′ 30” 00H 01′ 00”
22 16 Ross Branch Botsuana Hero Motosports Team Rally Hero 450 Rally 06H 08′ 18” + 01H 40′ 50”

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar