Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Itália – MotoGP – Classificação e Corrida Sprint

GP da Itália em Mugello, a 7ªetapa do Mundial de Motovelocidade.  Em um final de semana especial, principalmente para os pilotos italianos e para a Ducati que estava em sua casa, diante do seu público. Sobre o anuncio de quem seria o companheiro de Peppo Bagnaia na equipe oficial da Ducati para 2025, o anuncio foi adiado em mais alguns dias. Ou seja, a dúvida continua.

Já na pista, Peppo Bagnaia atrapalhou Alex Marquez na sessão de treino classificatório na sexta-feira e acabou punido com 3 posições no Grid de largada (para a corrida do Domingo). O que poderia ser sinal de que o final de semana do bicampeão do Mundo e atual campeão não seria muito bom. Na sessão de classificação da Sexta-feira tivemos Alex Rins da Yamaha como uma agradável surpresa, classificando na segunda posição e levando a moto Japonesa ao Q2 sem precisar da repescagem.

Resultado do Treino de Classificação da Sexta-feira:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’44.938 Q2
2 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’45.211 Q2
3 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’45.326 Q2
4 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’45.340 Q2
5 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’45.345 Q2
6 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’45.403 Q2
7 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’45.405 Q2
8 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’45.412 Q2
9 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’45.424 Q2
10 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’45.461 Q2
11 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’45.480 R
12 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’45.650 R
13 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’45.698 R
14 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’45.729 R
15 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’45.759 R
16 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’45.784 R
17 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’45.798 R
18 44 Pol Espargaró  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’46.078 R
19 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’46.079 R
20 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’46.514 R
21 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’46.584 R
22 32 Lorenzo Savadori  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’46.740 R
23 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’46.874 R
24 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’47.062 R

Q2: Classificados direto para o Q2:
R: Disputam a repescagem

Para os pilotos da VR46, era um vexame ambos estarem disputando a repescagem, diante dos olhos de Valentino Rossi (Dono da VR46), mas também não é tão surpresa visando que a Ducati de 2023 tem sido uma moto complicada para os dois pilotos, principalmente para Bezzecchi que não se achou com essa moto até agora. Além dos dois pilotos da VR46, Franco Morbidelli com a Ducati de 2024 também era um potencial candidato a uma das duas vagas para o Q2.

Franco Morbidelli foi o primeiro a marcar tempo (1:45.722) na repescagem com 3:45 de sessão percorridos. A marca do piloto ítalo-brasileiro resistiu por mais de um minuto até que Fabio di Giannantonio tom a ponta com o tempo de 1:45.494 ficando 228 milésimos a frente de Morbidelli. Marco Bezzecchi, Raúl Fernández, Fabio Quartararo e Takaagi Nakagami completavam as 6 primeiras posições nessa primeira rodada de voltas rápidas.

Com 5:30 de sessão, Franco Morbidelli melhora seu tempo para 1:45.465 e assume a liderança da sessão. Fabio Quartararo tentou uma volta para busca uma das posições na zona de classificação e acabou chegando perto, a 228 milésimos de Morbidelli na 3ªposição, mas logo é superado por Raúl Fernández da Trackhouse que marca uma ótima marca e fica a menos de 4º milésimos de Morbidelli e de di Giannantonio, os dois pilotos que estavam classificando para o Q2.

A 8 minutos do final, a classificação era: Morbidelli, Di Gianntonio, Raúl Fernández, Quartararo, Bezzecchi, Pol Espargaró, Miller, Zarco, Nakagami, Augusto Fernandez, Mir, Binder em péssima 12ªposição, Marini e Savadori.

Miller saiu a 7 minutos do final. O restante dos competidores do Q1 saiu aos poucos para as últimas tentativas de volta rápida.

A 3 minutos do final, Raúl Fernández da Trackhouse acertou uma grande volta de 1:44.868 e passou a liderar a sessão. 20 segundos depois, Brad Binder do nada marcou 1:44.994 e pulou para a segunda posição, o piloto sul-africano da KTM superou Fabio di Giannantonio (1:45.007) e Fabio Quartararo (1:45.076).

A 2 minutos do final, Franco Morbidelli que estava na 5ªposição fez melhorou seu tempo em mais de 7 décimos e marcou 1:44.726 assumindo de vez a liderança da sessão. A 1:20 do final, Pol Espargaró foi para o chão com sua KTM. Com isso, vários pilotos que estavam fazendo voltas rápidas acabaram perdendo a chance de melhorar o tempo devido a bandeira amarela no setor 3. Morbidelli e Raúl Fernández voltaram para os boxes. Ainda teve Fabio di Giannantonio tentando uma última volta rápida, mas nem mesmo seu tempo o piloto da VR46 conseguiu melhorar.

Franco Morbidelli da Pramac e Raúl Fernández da Trackhouse classificaram para a fase final da classificação. Os pilotos da VR46 não foram bem, Fabio di Gianntonio e Marco Bezzecchi teriam de largar na 14ª e 16ªposições respectivamente. Brad Binder da KTM não foi além da 13ªposição e teria uma missão difícil para obter bons resultados na corrida Sprint e na corrida do domingo. Fabio Quartararo em 15º é a mostra de que a Yamaha ainda precisava melhorar para estar a altura de Ducati, Aprilla e KTM.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’44.726
2 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’44.868
3 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’44.994
4 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’45.007
5 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’45.076
6 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’45.218
7 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’45.728
8 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’45.813
9 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’45.824
10 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’45.893
11 44 Pol Espargaró  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’45.943
12 32 Lorenzo Savadori  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’46.200
13 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’46.265
14 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’46.698

Com a definição da classificação de Franco Morbidelli e Raúl Fernández para o Q2, eram 6 representantes da Ducati, 4 representantes da Aprilla e 1 da KTM e da Yamaha. Jorge Martin, Franco Morbidelli, Peppo Bagnaia e Alex Rins foram os primeiros a partirem para a pista. Raúl Fernández e Marevick Viñales (ambos com motos da Aprilla) últimos a partirem para a pista com 45 segundos de sessão.

Os primeiros a marcarem volta foram Alex Marquez com 1:45.591 e Alex Rins com 1:45.812 com 3:50 de sessão. 30 segundos depois, Jorge Martin estraçalha a concorrência após marcar 1:44.504, mas Peppo Bagnaia com 1:44.547 e Marevick Viñlaes com 1:44.687 ficam perto do piloto da Pramac e estavam dispostos a lutarem por essa pole. Marc Marquez da Gresini e Franco Morbidelli da Pramac já vinham em 4º e 5º com certa distância para os 3 primeiros lugares.

A 9 minutos do final, Marc Marquez melhorou seu tempo para 1:44.784 o que o fez aproximar da luta pela pole position (ainda na 4ªposição). Enea Bastianini fez uma bela volta passando para a 5ªposição e Pedro Acosta da Tech 3 usou o vácuo do Formiga Atômica para ficar com a 6ªposição.  Franco Morbidelli e Aleix Espargaró caíram para a 7ª e 8ªposições apesar de terem melhorado seus tempos.

Após metade da sessão, Peppo Bagnaia e Raúl Fernández estavam na pista enquanto que todos os outros pilotos foram para os boxes.

Peppo Bagnaia vinha com ótimas parciais e estava encaminhando a pole position, mas no último setor o piloto da Ducati perde tempo e joga fora a chance de marcar tempo para conquistar a pole position a 4 minutos do final, ao mesmo tempo em que todos os outros pilotos já estavam na pista buscando melhores tempos.

A 2:40 do final, Marc Marquez caiu na curva 11 e com isso, praticamente mais ninguém conseguiu melhorar seu tempo até o final da sessão. Apenas Alex Marquez conseguiu uma melhora de tempo que o levou da 11ª para a 8ªposição.

Ao final das contas, Jorge Martin conquistou a pole position com uma sessão de classificação que acabou em anticlímax, mas isso não importava para o piloto da Pramac, líder do campeonato que vai partir na frente para a corrida Sprint e para a prova no domingo.

Peppo Bagnaia vai largar em 2ºna corrida Sprint, mas a punição de 3 posições que sofreu será cumprida no Grid da corrida do domingo e com isso Peppo vai largar na 5ªposição. Marevick Viñales será beneficiado e terá a chance de largar na segunda posição. Se o sistema de largada não o deixar na mão, Viñales que já venceu no Estados Unidos pode ser o principal adversário do esquadrão da Ducati. Marc Marquez que já largou na parte de trás em Le Mans e na Catalunha vai ter a chance de largar na terceira posição e na primeira fila.

Enea Bastianini da Ducati vai largar na 4ªposição, usando suas últimas fichas para tentar convencer a equipe oficial da Ducati a manter ele para 2025 ao lado de Peppo Bagnaia, que vai partir da 5ªposição na prova do domingo, mas teria a chance de largar em 2º na corrida Sprint. Franco Morbidelli fez um grande treinamento e acabou conquistando uma importante 6ªposição no grid de largada e vai fechar a segunda fila.

Pedro Acosta lutou para levar a KTM da Tech 3 até a 7ªposição no Grid de largada, abrindo a terceira fila. O estreante terá a companha de Alex Marquez da Gresini que arrumou um bom tempo no final da sessão para conquistar a 8ªposição no Grid de largada e de Aleix Espargaró da Aprilla. Alex Rins da Yamaha, Miguel Oliveira e Raúl Fernández da Trackhouse vão formar a 4ªfila.

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’44.504
2 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’44.547
3 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’44.687
4 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’44.784
5 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’44.880
6 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’44.896
7 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’45.028
8 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’45.208
9 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’45.236
10 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’45.296
11 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’45.377
12 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’45.458
13 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’44.994
14 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’45.007
15 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’45.076
16 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’45.218
17 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’45.728
18 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’45.813
19 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’45.824
20 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’45.893
21 44 Pol Espargaró  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’45.943
22 32 Lorenzo Savadori  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’46.200
23 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’46.265
24 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’46.698

Após as classificações da Moto 2 e Moto 3, tivemos o evento ápice do dia, com as 11 voltas Sprint Race em Mugello. Mais um final de sábado com muita disputa de posição, mas com certo domínio de Peppo Bagnaia que acabou sendo o vencedor do dia após ter feito grande largada para assumir a liderança logo após a largada para não perder mais sua posição de vencedor da prova.

Jorge Martin que partiu da pole não foi bem na largada,  Peppo aproveitou para assumir a liderança e Enea Bastianini pulou muito bem e foi da 5ª para a segunda posição. Jorge Martin caiu para a terceira posição. Quem fez uma brilhante largada foi Brad Binder da KTM que foi da 13ª para a 4ªposição deixando Marc Marquez, Maverick Viñales, Pedro Acosta, Franco Morbidelli, Aleix Espargaró e Fabio di Giannantonio completando o Top 10.

Jorge Martin partiu para o ataque sobre Enea Bastianini e conseguiu recuperar a segunda posição no final da primeira volta. Na mesma 1ªvolta, Marc Marquez chegou a passar Brad Binder na curva 9, mas tomou o troco do sul-africano na curva seguinte. Um pouco mais atrás, Pedro Acosta passou Marevick Viñales passando para a 6ªposição.

Ao começar a segunda volta, Marc Marquez usa a potência de sua Ducati, Binder espreme Marquez que mesmo assim realiza a ultrapassagem passando para a 4ªposição em uma ultrapassagem espetacular. Na metade da volta 2 (Setor 3), Miguel Oliveira caiu ao tentar passar Fabio Quartararo e acabou levando o francês junto. Fim de corrida para ambos.

Na 3ªVolta, Enea Bastianini foi com tudo para cima de Jorge Martin que passou na entrada da curva 1, mas perdeu a tangência da curva, Martin aproveitou para colocar por dentro e Enea tentou voltar. Resultado foi que os dois tocaram e Enea acabou indo para o chão abandonando a corrida.

Com isso, Marc Marquez assumiu a terceira posição enquanto que Pedro Acosta ataca Brad Binder, no final da 3ªvolta acontece a ultrapassagem do piloto da Tech 3 sobre o piloto da KTM, Acosta passa para a 4ªposição. Enquanto o piloto da Tech 3 foge, o piloto da KTM começava a fica para trás, começaria a ser pressionado por Fraco Morbidelli e Marevick Viñales. No final da 4ªVolta, Morbidelli passou Binder assumindo a 5ªposição.

Marc Marquez vai para cima de Jorge Martin, a disputa entre os dois pilotos que lutam para ser o companheiro de Peppo Bagnaia na temporada de 2025. Na 5ªVolta, Marc Marquez passou Jorge Martin, mas tomou o troco do piloto da Pramac. Na entrada da volta 6, Marc Marquez passou Jorge Martin e dessa vez segurou seu adversário passando para a segunda posição.

Marc Marquez tenta buscar Peppo Bagnaia que vinha com 1 segundo a frente na liderança. Mais atrás, Brad Binder segurava o resto do pelotão dando clara mostra de que seu equipamento não estava rendendo nada.

A 4 voltas do final, Jorge Martin vai para o chão na curva 1 e abandona a corrida. Era tudo que Bagnaia queria, uma vitória com Martin abandonando para tirar 12 pontos da vantagem que o seu rival na disputa pelo título possuía até aquele corrida.

Marc Marquez tentou se aproximar de Peppo Bagnaia, mas a vantagem de mais ou menos 1 segundo se manteve até o final da prova. Peppo Bagnaia conquistou a vitória em Mugello após se aproveitar da ruim largada de Martin e a partir da largada, Peppo assumiu a liderança e não a perdeu mais em um sábado que terminou de forma perfeita, tirando 12 pontos da vantagem que Jorge Martin tinha na frente.

Marc Marquez fez ótima corrida e acabou mais uma vez chegando na segunda posição na corrida Sprint, esse já é o sexto pódio seguido do Formiga Atômica desde do pódio da Corrida em Jerez, impressionante a sequência de grandes resultados de Marc Marquez.

Pedro Acosta herdou o pódio depois da queda de Jorge Martin e acabou o dia em ótima terceira posição chegando a mais um pódio na temporada de estreia do piloto da Tech 3. Franco Morbidelli fez uma ótima corrida, chega na 4ªposição e dá claros sinais de recuperação após uma fase muito ruim nos últimos anos.

Marevick Viñales passou Brad Binder nas voltas finais e acabou o dia com a 5ªposição, um bom resultado para o piloto da Aprilla. Já Brad Binder teve na sua largada o seu ponto alto na Sprint Race, mas depois ficou claro que o sul-africano não teve condições de lutar por posições melhores. No final de contas, Binder saiu no lucro com a 6ªposição.

Fabio di Giannantonio evoluiu bem na corrida, largou da 14ªposição e chegou na 7ªposição a frente de Alex Marquez da Gresini e de Aleix Espargaró da Aprilla que completaram a zona de pontuação. Raúl Fernández fechou o Top 10 da Sprint Race.

Resultado final da 7ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Itália – Mugello – MotoGP – Corrida Sprint – 11 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 19’30.251
2 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 1.469
3 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 4.147
4 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 5.421
5 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 7.693
6 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 8.271
7 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 8.571
8 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 8.846
9 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 8.984
10 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 10.085
11 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 10.199
12 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 13.988
13 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 14.137
14 44 Pol Espargaró  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 18.259
15 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 18.309
16 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 19.374
17 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 23.060
18 32 Lorenzo Savadori  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 24.596
19 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 25.587
89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 4 voltas
36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 7 voltas
23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 9 voltas
20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 10 voltas
88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 10 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ducati/Gresini/Tech 3/Pramac/Aprilla/KTM/VR46/Trackhouse/Yamaha/LCR/Honda

6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Catalunha – MotoGP

O GP da Catalunha foi marcado por muitas emoções nesse final de semana. Tivemos na manhã desse domingo uma sensacional disputa pela vitória entre Peppo Bagnaia e Jorge Martin. A vitória acabou com Peppo Bagnaia que acabou passando Jorge Martin nas últimas voltas. O piloto da Pramac largou da 7ªposição e continua na liderança do Mundial com certa folga. Marc Marquez novamente obteve ótima recuperação e completou o pódio.

Aleix Espargaró largou na pole, mas o controle de largada da Aprilia não permitiu que o piloto espanhol largasse bem. Peppo Bagnaia assume a liderança seguido de Pedro Acosta pulou da 5ª para a 2ªposição, Brad Binder em 3º, Jorge Martin ganhou 3 posições pulando da 7ª para a 4ªposição e Aleix Espargaró caiu da liderança para a 5ªposição. Na primeira curva, Alex Rins acabou passando reto e caindo para a última posição. Marevick Viñales também largou mal e caiu para a 19ªposição.

Antes do final da primeira volta, Jorge Martin passou Brad Binder passando a ser o terceiro colocado. Na segunda volta, Jack Miller dá uma escapada na curva 2, o bastante para Raúl Fernández tomar a 6ªposição do piloto da KTM. Marc Marquez vinha em 10º, pressionando Franco Morbidelli.

Pedro Acosta com sua opção de pneus mais arrojada foi a luta em cima de Peppo Bagnaia. Na 3ªVolta, o Tubarão em busca da primeira vitória acabou passando o piloto da Ducati na curva 10, mas tomou o troco na curva seguinte. Isso fez com que Jorge Martin chegasse nos dois primeiros colocados e que na curva 10 passasse Pedro Acosta passando a segunda posição. Na 4ªVolta, Jack Miller vai para o chão e abandona a corrida.

Na quinta volta, Raúl Fernández ultrapassa Aleix Espargaró e sobe para a 5ªposição no duelo de pilotos com moto Aprilia, sendo que Raúl esta com a moto de 2023 e estava em seu melhor final de semana na carreira na MotoGP.

Durante a 5ªVolta, Jorge Martin foi pra cima de Peppo Bagnaia e acabou passando para a liderança na mesma curva 10. Após 5 voltas, Jorge Martin estava na ponta com Peppo Bagnaia na mira de Pedro Acosta que queria mostrar serviço contra os favoritos ao título. Brad Binder vinha na 4ªposição com Raúl Fernández e Aleix Espargaró brigando pela 5ªposição. Um pouco mais atrás vinham Franco Morbidelli segurando Marc Marquez e Alex Marquez que superaram Enea Bastianini que caiu para a 10ªposição.

Na 6ªVolta, Pedro Acosta passou Peppo Bagnaia que não deu chances para o bicampeão do Mundo dar o troco. O piloto da Tech 3 não se contentaria com a segunda posição e foi a caça de Jorge Martin. Por outro lado, Augusto Fernandez, companheiro de equipe de Acosta acabou indo para o chão na mesma curva 10.

Acosta pressiona Martin pela liderança, os dois estavam na frente de Peppo Bagnaia que tinha ficado mais para Brad Binder da KTM. Ao começar a 8ªvolta, Aleix Espargaró supera Raúl Fernández recuperando a 5ªposição.

Peppo Bagnaia fugiu de Brad Binder que sofria pressão de Aleix Espargaró que foi para o ataque em cima do piloto da KTM. Peppo passou a ficar em posição de espera enquanto ver Martin e Acosta se digladiando pela liderança. Na 10ªVolta, Aleix Espargaró passa Brad Binder o final da reta ganhando a 4ªposição, Raúl Fernández aproveitou para também passar o piloto da KTM que passava a perder rendimento.

Acosta pressionava Jorge Martin, mas sua disputa com o piloto da Pramac acabaria com uma queda na curva 10. Pedro Acosta deixaria Martin mais sossegado na liderança com Peppo na segunda posição e Aleix Espargaró na terceira posição. Acosta voltou a prova na 20ªposição.

Binder passou a ser pressionado por Marquez e Morbidelli e não demora muito para o “Formiga Atômica” passasse de passagem ao guepardo sul-africano na curva 7 para ganhar a 5ªposição. Franco Morbidelli também ganharia a posição de Binder na mesma 12ªvolta onde Marc Marquez ganhou a posição de Binder.

Após 12 voltas completas, Martin liderava com 1 segundo de frente para Peppo Bagnaia que tinha se poupado por algumas voltas. Os dois abriram que 4 segundos de frente para Aleix Espargaró que vinha em terceiro, mas com Raúl Fernández não muito longe e com Marc Marquez começando a chegar nos dois pilotos da Aprilia.  Lá atrás, Enea Bastianini ao tentar passar Alex Marquez perdeu a tomada da curva 1 e acabou cortando a curva 2, por conta disso foi punido com a volta longa.

Peppo Bagnaia começava a tirar a vantagem que Jorge Martin volta após volta. A 8 voltas do final, após ignorar os avisos para cumprir a punição, a direção de corrida dobra a punição de Bastianini para dupla volta longa.

A 7 voltas do final da prova, Marc Marquez ultrapassa Raúl Fernández e pula para a 4ªposição em mais uma impressionante prova de recuperação. Franco Morbidelli acabou indo para o chão ao final da 18ªVolta.

Lá na frente, Peppo Bagnaia chegou em cima de Jorge Martin foi para cima do líder do campeonato e na 19ªVolta, na mesma curva 5 onde caiu na Sprint Race foi que Peppo ultrapassou Martin e assumiu a liderança. Mais atrás, Marc Marquez chegou em Aleix Espargaró na luta pelo pódio. A 3 voltas do final, O Formiga Atômica usa toda a potência de sua Ducati para tomar a terceira posição. Já Atrás, Pedro Acosta chegou na zona de pontuação e estava na 14ªposição, logo a frente de Takaagi Nakagami e Joan Mir que travavam um duelo pela última posição na zona de pontuação. Mais a frente, Enea Bastianini ignora a punição da dupla volta longa e poderia até mesmo ser desclassificado da prova.

Na última volta, Aleix Espargaró parte para um ataque final sobre Marc Marquez que estava sentindo o desgaste de seus pneus. Seu irmão Alex Marquez perdeu desempenho e estava na 7ªposição.

Peppo Bagnaia conquista sua terceira vitória na temporada e mais importante foi uma vitória em cima do Jorge Martin diante da torcida espanhola. Peppo fez uma apresentação poupando em determinada parte da corrida para um ataque certeiro no final da prova para levar a vitória na Catalunha.

Jorge Martin acabou fazendo uma grande largada e um grande começo de corrida, apesar de ter perdido a vitória nas voltas finais acabou tendo a cabeça para ficar na segunda posição e para manter uma confortável vantagem na liderança do Mundial, com 155 pontos contra 116 pontos de Francesco Bagnaia e 114 pontos de Marc Marquez.

Por falar em Marc Marquez, mais uma vez o Formiga Atômica fez uma grande corrida de recuperação, da 14ªposição no Grid de largada para mais uma brilhante 3ªposição, seu 5ºpódio seguido contando Sprint Race e corrida no Domingo. O piloto da Gresini ousou na sua tática de pneus, usando uma combinação que poderia ter dado errado acabou só sentindo esse desgaste nas últimas voltas, resistindo ao ataque final de Aleix Espargaró. Mais uma vez um pódio triplo da Ducati.

Aleix Espargaró teve um final de semana brilhante, com sexta-feira e sábado perfeito. Porém, a corrida foi outra história, uma largada não muito boa comprometeu suas chances de lutar pela vitória que no decorrer da corrida mostrou que a Aprilia não tinha equipamento para a vitória. Aleix tentou o pódio, mas saiu sem o pódio apesar de uma grande corrida e de um grande final de semana onde o próprio piloto anunciou que vai se encerrar a carreira na MotoGP dessa temporada.

Fabio di Giannantonio da VR46 fez uma corrida discreta, mas no final apareceu muito bem e acabou o dia na 5ªposição, foi mais um bom resultado para o piloto italiano. Raúl Fernández apesar de não ter obtido seu melhor resultado na MotoGP (piloto da Trackhouse terminou na 6ªposição) acabou realizando seu melhor final de semana na categoria principal. Raúl liderou a corrida Sprint até cair e na corrida chegou a andar perto do pódio, mas no fim acabou perdendo posição para Marquez e Di Giannantonio caindo para a 6ªposição. Alex Marquez não teve um desempenho tão bom como do Marc Marquez e acabou ficando na 7ªposição.

Brad Binder começou muito bem, mas começou a perder posições e ficar para trás terminando a prova na 8ªposição como o único piloto da KTM a receber a bandeirada. Enea Bastianini ignorou todas as punições que sofreu e cruzou a linha de chegada na 9ªposição, mas com a punição de 32 segundos sofrida depois do final da prova acabou jogando Enea na 18ªposição. Esse resultado e a atitude de ignorar a punição provavelmente é uma pá de cal em suas esperanças de ficar na equipe oficial da Ducati em 2025. Fabio Quartararo acabou conquistando a 9ªposição o que mostra melhora da Yamaha, mas que ainda precisa ter mais evolução para o piloto francês voltar a brigar pelas primeiras posições. Miguel Oliveira fechou o Top 10 em uma apresentação apenas decente, mas eclipsado pela grande performance de Raúl Fernández com a moto de 2023 em cima de Oliveira com a Moto de 2024.

Marco Bezzecchi fechou o dia na 11ªposição, bem atrás de Fabio di Giannantonio e bem pouco a frente de Marevick Viñales que não chegou nem mesmo no dedo miudinho do pé de Aleix Espargaró nesse final de semana.

Pedro Acosta conseguiu salvar 3 pontos ao terminar a prova na 13ªposição. Se não tivesse caído, o Tubarão iria lutar por posição no pódio, na pior das hipóteses. Takaagi Nakagami e Joan Mir lutaram pela 15ªposição na reta final da prova e nessa disputa acabou o piloto nipônico levando a melhor, mas com a Punição de Bastianini, Nakagami passou para 14º e Joan Mir acabou levando a última posição na zona de pontuação.

Semana que vem tem mais Mundial de Motovelocidade com o GP da Itália no tradicional Circuito de Mugello, na casa da Ducati e da Aprilia se espera mais um emocionante capítulo dessa temporada de 2024 da MotoGP e do Mundial de Motovelocidade como um todo.

Resultado Final da 6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – Montmeló – MotoGP – 24 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 40’11.726
2 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 1.740
3 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 10.491
4 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 10.543
5 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 15.441
6 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 15.916
7 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 16.882
8 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 18.578
9 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 20.477
10 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 20.889
11 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 21.023
12 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 22.137
13 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 31.967
14 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 32.987
15 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 33.132
16 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 34.554
17 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 36.689
18 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 50.615
19 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V a 55.295
20 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 1’03.428
21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 7 Voltas
37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 19 Voltas
43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 22 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ducati/Pramac/Gresini/Aprilia/VR46/Trackhouse/KTM/Yamaha/Tech 3/LCR/Honda

Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Catalunha – MotoGP – Classificação e Corrida Sprint

Em um dia fantástico para o Mundial de Motovelocidade, Aleix Espargaró teve um dia dos sonhos, o piloto da Aprilla conquistou a pole position na parte da manhã e se emocionou muito pela conquista. E para completar, uma Sprint Race imprevisível e incrivelmente disputada onde Aleix venceu a prova e completou o seu dia perfeito na Catalunha.

Na fase da repescagem (Q1), os favoritos a repescagem eram os dois pilotos da Gresini, principalmente Marc Marquez que fez grandes corridas de recuperação na França (Sprint Race e corrida no Domingo) partindo da 13ªposição.

Em sua primeira volta rápida com 3:25 de sessão, Marc Marquez marcou 1:39.142 enquanto que seu irmão Alex Marquez teve a primeira volta cancelada. Segundos depois, os pilotos da VR46 passaram a ser segundo e terceiro respectivamente sendo Fabio di Giannantonio a frente de Marco Bezzecchi. Com 4 minutos de sessão, Fabio Quartararo tomou a segunda posição, mas 15 segundos depois, Raúl Fernández da Trackhouse derruba o tempo do “Formiga Atômica” em 234 milésimos e vai para a ponta da sessão.

Com 5 minutos de sessão, Marc Marquez com 1:38.775 e Alex Marquez com 1:38.878 passaram a comandar as duas primeiras posições. Porém, Fabio Quartararo tirou Alex Marquez da segunda posição com 1:38.863 e com um pouco mais de 9 minutos do final da sessão, Raúl Fernández retorna a liderança com 1:38.750, 25 milésimos a frente de Marc Marquez.

Com metade da sessão concluída, os dois primeiros (Raúl Fernández e Marc Marquez) estariam avançando para o Q2, com Fabio Quartararo, Alex Marquez e Miguel Oliveira completando o Top 5 que estavam separados por apenas 180 milésimos. Fabio di Giannantonio, Bezzecchi, Zarco, Mir, Nakagami, Marini, Augusto Fernandez e Bradl completam a classificação do Q1.

Os primeiros a voltarem para a pista foram Bezzecchi, Nakagami e Raúl Fernández a menos de 6 minutos do final. A maioria voltou a pista com 4:30 do final.

A 2:40 do final, Raúl Fernández melhora seu tempo para 1:38.457 e amplia sua vantagem na liderança do Q1. 1 minuto depois, Miguel Oliveira passa para segundo com 1:38.551 e Quartararo passa a ser o terceiro. Marc Marquez não conseguiu melhorar seu tempo e caiu para a 4ªposição.

Marc Marquez foi para uma derradeira tentativa enquanto que Fabio di Giannantonio primeiro e depois Marco Bezzecchi a um minuto do final passaram para a 3ª e 4ªposições. A 35 segundos do final, Marc Marquez puxado pelo vácuo de Alex Marquez marcou 1:38.556 passando a segunda posição e entrando na zona de classificação.

Mas Marc Marquez acabaria por perder a posição para Fabio di Giannantonio que acabou em uma excelente volta de 1:38.208 passando para a 1ªposição e se classificado para o Q2. Raúl Fernández confirmou a segunda vaga para o Q2. Alex Marquez buscou passar para o Q2, mas tudo que conseguiu foi apenas superar seu irmão para ficar na 3ªposição. Marc Marquez largando da 14ªposição teria uma missão mais dura ainda do que na França para obter um grande resultado.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.208
2 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’38.453
3 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.530
4 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.536
5 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’38.551
6 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.662
7 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.705
8 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’38.978
9 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’39.120
10 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’39.156
11 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.524
12 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.621
13 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V 1’40.276

5 Motos da Ducati, 3 motos da Aprilia, 3 motos da KTM e 1 moto da Yamaha estavam na disputa pela pole position para a Sprint Race e para a corrida do domingo. As atenções estavam todas voltas para Aleix Espargaró que anunciou sua aposentadoria ao final da temporada e foi o mais rápido na sexta-feira e era um dos candidatos a pole na Catalunha.

Enea Bastianini, possível substituto de Aleix Espargaró na Aprilia marcou o primeiro tempo da sessão, mas era uma volta alta de 1:40.335 e foi superado por Brad Binder que também marcou uma volta alta de 1:40.144.

Com 4 minutos de sessão, Jorge Martin passa o trator na concorrência ao marcar o tempo de 1:38.401. Peppo Bagnaia passou a ser o segundo lugar e Franco Morbidelli para a terceira posição, isso com 4:3º de sessão.

Na segunda tentativa de volta, o aniversariante do final de semana Pedro Acosta passou a liderar com 1:38.369 com 5:20 de sessão. Martin foi para uma nova volta e não conseguiu superar o piloto da Tech 3, Martinator ficou 3 centésimos do líder.

A um pouco mais de 9 minutos do final, Peppo Bagnaia pula para a ponta após marcar o tempo de 1:38.221 deixando Acosta, Martin e Espargaró para trás. Depois vinham Di Giannantonio, Morbidelli, Bastianini, Binder, Viñales, Miller, Raúl Fernández e Rins. Naquela altura da sessão, todo mundo estava nos boxes.

Os primeiros a partirem para a pista de novo foram Raúl Fernández, Marco Bezzecchi e Pedro Acosta. Enquanto um grupo de pilotos estava buscando volta rápida, outro grupo ficou na espera até que saíram para a pista a 4:30 do final da sessão.

A 2:35 do final, Raúl Fernández aparece com sua Aprilia de 2023 e sobe para a 4ªposição. Poucos segundos depois, enquanto Brad Binder fazia uma grande volta passando para a segunda posição e Fabio di Giannantonio melhorava para a 4ªposição, os dois pilotos da Pramac, Jorge Martin e Franco Morbidelli acabaram indo para o chão na mesma curva 2, um desastre para a equipe que não tinha mais chances de conquistar a pole.

A 1 minuto do final, Aleix Espargaró passa a ser o segundo colocado, a poucos milésimos do tempo de Bagnaia. O piloto da Aprilia não se contentou com a segunda posição no Grid de largada e foi para a última, derradeira e certeira volta final para marcar o tempo de 1:38.190 e para levar a pole position em sua última corrida na Catalunha pelo Mundial de Motovelocidade. Aleix visivelmente emocionado saber da conquista em um final de semana que estava sendo incrível para ele por tudo que ocorreu até aquele momento.

Peppo Bagnaia parte da 2ªposição e em uma posição favorável com relação a Jorge Martin no grid de largada. O piloto da Ducati e bicampeão do Mundo precisava baixar a desvantagem que tem para Jorge Martin que lidera de forma tranquila o campeonato. Raúl Fernández da Trackhouse chegou a ter sua última e melhor volta anulada, mas o temo foi revalidado e o piloto espanhol conquista seu melhor grid da carreira ao largar na terceira posição.

Brad Binder que chegou a ser entrevistado como o terceiro colocado no Grid de largada acabou perdendo sua posição na primeira fila pela revalidação da volta da Raúl Fernández. O piloto da KTM vai liderar a 2ªfila que terá o espanhol Pedro Acosta da Tech 3 na 5ªposição e o italiano Fabio di Giannantonio da VR46 que vai largar da 6ªposição. Di Giannantonio e Raúl Fernández vieram do Q1 e foram muito bem no Q2 e vão largar em boas posições.

Jorge Martin não vai largar em uma posição muito favorável, o piloto da Pramac chegou a liderar a sessão, mas com a queda no final acabou ficando apenas com a 7ªposição no Grid de largada. Alex Rins fez ótima classificação e vai largar na 8ªposição, seu melhor resultado de grid com a Yamaha. Jack Miller da KTM completa a 3ªfila. Franco Morbidelli da Pramac, Enea Bastianini da Ducati e Marevick Viñales da Aprilia devem se sentir todos frustrados por terem apenas largarem da 4ªfila do Grid de largada.

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’38.190
2 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’38.221
3 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’38.261
4 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’38.334
5 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’38.369
6 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.400
7 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’38.401
8 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.692
9 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’38.763
10 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’38.778
11 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’38.860
12 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’38.972
13 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.530
14 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’38.536
15 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’38.551
16 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’38.662
17 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’38.705
18 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’38.978
19 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’39.120
20 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’39.156
21 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.524
22 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’39.621
23 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V 1’40.276

Depois das sessões de classificação da Moto 3 e Moto 2, o circuito de Montmeló na Catalunha viu possivelmente a mais incrível e louca corrida Sprint da história da MotoGP. Com três lideres caindo quando tinham a corrida nas suas mãos e que acabaram indo para o chão.

Aleix Espargaró que saiu na pole não largou muito bem e quem se aproveitou foi Peppo Bagnaia que pulou para a ponta. Logo atrás vinha Pedro Acosta que pulou da 5ª para a segunda posição. Raúl Fernández e Brad Binder mantiveram a 3ª e 4ªposições respectivamente e só depois vinha Aleix Espargaró já pressionado por Jorge Martin que passou da 7ª para a 6ªposição. Bastianini, Marc Marquez, Miller e Oliveira completavam os 10 primeiros colocados.

Ao final da primeira volta, Bagnaia, Acosta, Raúl Fernández e Binder abriram um pouco sobre Espargaró. Na entrada da curva 1, Pedro Acosta supera Peppo Bagnaia e assume a liderança no começo da segunda volta. Algumas curvas depois, Peppo deu o troco e voltou à liderança. Essa batalha pela ponta não tinha terminado por ai, pelo contraio, pois ela continuaria por mais algumas voltas…

… Na entrada da terceira volta, Acosta passa Peppo na mesma curva 1, ao tentar acompanhar o jovem piloto da Tech 3, Peppo erra e Raúl Fernández e Brad Binder acabaram ganhando posição sobre o piloto da Ducati que caia para a 4ªposição.

Na curva 5, Raúl Fernández jogou tudo para passar Pedro Acosta, nessa disputa houve toque entre os dois e o piloto da Trackhouse levou a melhor. O resultado dessa briga fez com que Acosta perdesse posição também para Brad Binder que pulou para a segunda posição.

Na 4ªVolta, Acosta passou Brad Binder e conseguiu recuperar a segunda posição, a meio segundo de Raúl Fernández que estava se sentindo muito a vontade na liderança, abrindo para 8 décimos sua vantagem para Acosta. Poderia ser o dia em que Raúl Fernández finalmente teria seu dia de Glória…

… Poderia, mas na curva 10, Raúl Fernández cai e seu sonho de uma primeira vitória na categoria Rainha foi-se para o chão junto do piloto. Pedro Acosta assumiu a liderança com Brad Binder em segundo, Peppo Bagnaia em 3º, Aleix Espargaró em 4º, Jorge Martin em 5º e Marc Marquez em 6º.

Brad Binder foi para cima de Pedro Acosta e passou a liderar a prova na 6ªvolta (Curva 1). O Sul-africano tinha uma chance de vencer a corrida, estava abrindo vantagem para Peppo Bagnaia que acabou ganhando a segunda posição após superar Pedro Acosta.

Mas na 7ªVolta, Binder acabou indo para o chão na curva 5 e perdendo uma grande chance de conquistar uma vitória importante para o piloto e para a KTM. A liderança cai no colo de Peppo Bagnaia seguido de Pedro Acosta, Aleix Espargaró, Marc Marquez e Jorge Martin. Marquez passou Martin na mesma sétima volta, o piloto da Gresini que largou na 14ªposição estava em 4ºlugar em impressionante prova de recuperação.

No começo da 8ªVolta, Aleix Espargaró em final de semana inspiradíssimo ultrapassa Pedro Acosta e começa a partir para cima de Peppo Bagnaia. Por outro lado, Pedro Acosta começa a ficar mais para Marc Marquez que estava sem uma das aletas aerodinâmicas na sua moto que já dava claros sinais de instabilidade.

Mais atrás, Johann Zarco caiu pela terceira vez nesse sábado. Ou seja, não foi o dia bom para o piloto francês. Na metade da 10ªVolta, Miguel Oliveira que vinha em uma boa corrida acabou caindo quando vinha na 7ªposição. 6 pilotos estavam advertidos: Francesco Bagnaia, Marc Marquez, Fabio di Giannantonio, Takaagi Nakagami, Alex Marquez e Joan Mir.

Na penúltima volta, Marc Marquez foi para cima de Pedro Acosta e com muita coragem e usando a potência da Ducati, o Formiga Atômica passou o Tubarão e subiu para a 3ªposição. Genial corrida do piloto da Gresini.

Peppo Bagnaia estava com a vitória nas suas mãos, mas na curva 5, Peppo Caiu e abandonou uma corrida onde tinha a vitória nas suas mãos.

A vitória acabou caindo nas mãos de Aleix Espargaró que conquistou a vitória na corrida Sprint, festa espanhola no circuito da Catalunha que ver um piloto que vai deixar as pistas ao final da temporada triunfar, com merecimento e correndo com muita garra. Aleix vive um final de semana dos sonhos, impecável até agora para o piloto da Aprilia.

Outro que fez uma estupenda corrida foi Marc Marquez, partindo da 14ªposição e chegando ao final na 2ªposição em mais uma espetacular recuperação do piloto da Gresini. Marc Marquez termina esse sábado na vice-liderança do Mundial. Pedro Acosta conquista mais um pódio na Sprint Race chegando a liderar por alguns momentos, mas o desgaste dos pneus acabaram por afastar o piloto da Tech 3 da disputa pela vitória, Acosta chegou a perder o pódio, mas recuperou essa 3ªposição com a queda de Bagnaia.

Jorge Martin fez uma corrida discreta e apagada, mas acabou se beneficiando da queda de Peppo Bagnaia e acabou conquistando a 4ªposição marcando 5 pontos importantes que o deixa muito confortável na liderança do Mundial.

Enea Bastianini fez uma corrida correta, largou bem e depois se aproveitou das quedas para chegar na 5ªposição. Fabio di Giannantonio da VR46 também fez uma prova correta e sem cometer erros acabou o dia com uma boa 6ªposição. Jack Miller salvou a 7ªposição para a equipe oficial da KTM, mas longe do desempenho de Pedro Acosta com a KTM de equipe satélite. Marevick Viñales chegou em 8º, mas nem chegou perto de Aleix Espargaró, teve um desempenho bem aquém do companheiro de equipe. Marco Bezzecchi completou a zona de pontuação da Sprint Race chegando a frente de Fabio Quartararo que ficou na 10ªposição. Na porta de entrar na zona de pontuação.

Amanhã, A partir das 6 da Manhã teremos a largada da Moto 3, As 7 e 15 da Manhã será a largada da Moto 2 e as 9 da manhã teremos a largada da MotoGP, a principal categoria do Mundial de Motovelocidade que a cada dia cresce mais em interesse e mais no coração do apaixonado por esporte a motor.

Resultado Final da 6ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – Montmeló – MotoGP – Corrida Sprint – 12 Voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 20’01.478
2 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 0.892
3 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 1.169
4 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 2.147
5 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 2.980
6 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 4.623
7 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 8.084
8 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 8.245
9 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 8.643
10 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 9.241
11 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 9.537
12 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 13.045
13 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 13.199
14 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 13.378
15 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 16.438
16 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 18.000
17 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 25.262
18 6 Stefan Bradl HRC Test Team Honda RC213V a 33.751
1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 1 volta
88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 3 voltas
5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 5 voltas
33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 6 voltas
25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 8 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Aprilla/Gresini/Tech 3/Pramac/Ducati/VR46/KTM/Yamaha/LCR Honda/Honda/Trackhouse/

5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da França – MotoGP

GP da França em Le Mans, muita história para contar, um final de semana perfeito de Jorge Martin e um duelo épico entre 3 dos melhores pilotos da MotoGP. Antes de tudo, queremos demonstrar toda a nossa solidariedade com as vitimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A maior tragédia ambiental que já existiu no país necessita de ações contundentes, para a reconstrução de todo um estado com a consciência ambiental e que não se viole mais a natureza que tanto é mal tratada e que agora esta reagindo fora do nosso controle.

   

Deixamos aqui algumas das campanhas que estão sendo realizadas para arrecadar recursos para as vitimas das enchentes. E só para encerrar, elogiar o trabalho da imprensa séria desse país pela cobertura (Globo News e ICL Notícias entre outros canais de imprensa) feita dessa tragédia. Elogiar as ações do governo federal que está verdadeiramente preocupado em ajudar o Rio Grande do Sul a se reerguer, ao exercito, bombeiros, entidades, cidadãos comuns, famosos que estão ajudando no resgaste de todas as vitimas.

Para encerrar, NÃO ACREDITEM EM FAKE NEWS! QUEM FAZ FAKE NEWS RELACIONADOS AS ENCHENTES DO RIO GRANDE DO SUL COMO UM TODO PARA NÓS ESTA FAZENDO UMA ATITUTE DE CRIMINOSO, POIS ESTA ATRAPALHANDO O RESGATE E ESTA ATRAPALHANDO AS CAMPANHAS DE SOLIDARIEDADE QUE O BRASIL INTEIRO ESTA AJUDANDO, UNIDO EM UMA CORRENTE DO BEM, ONDE O MAL JAMAIS IRA VENCER!

Em Le Mans sobre tempo nublado e com risco da chuva aparece tivemos um belo e grande duelo pela vitória do GP da França entre Peppo Bagnaia e Jorge Martin na maior parte da corrida e com Marc Marquez em excelente recuperação lutando pela vitória. A Vitória ficou com Jorge Martin da Pramac que teve um final de semana perfeito. Marc Marquez e Peppo Bagnaia completaram o pódio e proporcionaram um grande momento na temporada de 2024 na categoria Rainha.

Na largada, Peppo Bagnaia pulou melhor que Jorge Martin e assumiu a liderança. Marevick Viñales acabou furando a curva 3, mas não levou vantagem e não foi punido. Aleix Espargaró passou da 6ª para a 3ªposição, Fabio di Giannantonio da VR46 manteve a 4ªposição e Marevick Viñales foi da 3ª para a 5ªposição perdendo 2 posições. Pedro Acosta, Enea Bastianini, Marc Marquez, Marco Bezzecchi e Fabio Quartararo completam o Top 10. A melhor largada foi de Brad Binder que ganhou 9 posições, pulando da 22ª para a 13ªposição.

Logo na segunda volta, Jorge Martin passou a pressionar Peppo Bagnaia enquanto que Pedro Acosta foi para cima de Marevick Viñales e acabou passando o piloto da Aprilia na curva 5 subindo para a 5ªposição.

Na terceira volta, Aleix Espargaró lutava para se manter na frente de Fabio di Giannantonio que estava com rendimento melhor, os dois trocaram ultrapassagens na curva 6 e 7, nisso Pedro Acosta se anima e partiu para cima de Fabio di Giannantonio, mas o excesso de ímpeto acabou levando o piloto da Tech 3 ao chão. Acosta abandonou pela primeira vez uma corrida na categoria principal.

Na volta seguinte, Marco Bezzecchi vai para o chão na curva 6 quando tentava passar Enea Bstianini, terminando seu final de semana em Le Mans zerado.

Peppo Bagnaia continuava pressionado por Jorge Martin. Já Aleix Espargaró e Fabio di Giannantonio estava se aproximando dos dois primeiros colocados. Marc Marquez se aproximou de Marevick Viñales buscando a 5ªposição do piloto da Aprilia que vinha bem colocado com seus dois pilotos. Bastianini, Quartararo, Oliveira e Miller completava os 10 primeiros colocados.

Na 7ªVolta, Marc Marquez buscou ultrapassagem sobre Viñales e conseguiu na curva 3, mas Viñales deu o troco na curva 4 e manteve a 5ªposição. Diante da briga dos dois, Enea Bastianini se aproximou dos dois. O tempo em Le Mans estava nublado e havia chances de chuva a qualquer momento da prova, o que embolaria tudo.

Na 8ªVolta, Aleix Espargaró deu uma escapada e isso fez que Fabio di Giannantonio conseguisse a ultrapassagem, mas perdeu a trajetória da curva e com isso Aleix conseguiu retornar a posição. Com isso, Viñales e Marc Marquez chegaram nessa disputa pela 3ªposição com Enea Bastianini um pouco mais atrás.

Na 10ªVolta, Fabio di Giannantonio ultrapassa Aleix Espargaró passando a 3ªposição. O piloto da VR46 abril enquanto que o piloto da Aprilla ficou para Viñales, Marc Marquez e Bastianini, sem ritmo para brigar pelas primeiras posições. Na volta seguinte, Viñales aproveita o erro de Espargaró e toma posição do companheiro de equipe. Marc Marquez aproveitou e fez a ultrapassagem em cima de Espargaró que passou a ser pressionado por Bastianini.

Na 12ªVolta, Fabio di Giannantonio erra na curva 8 e Viñales se aproxima. Na mesma volta, Aleix Espargaró após ultrapassagem de Enea Bastianini que acabou ficando sem tomada. Resultado é que Enea ficou sem tomada e acabou cortando a curva 9 e Aleix Espargaró acabou saindo da pista e acabou voltando na 8ªposição, atrás de Fabio Quartararo. Devido ao incidente, Bastianini acabou sendo punido injustamente com a volta longa por cortar a curva 9. Enea cumpriu a punição na 14ªvolta caindo para a 9ªposição.

Marc Marquez passou Marevick Viñales na curva 8 e passou para a 4ªposição.

Nesse momento da prova, Peppo Bagnaia abriu 4 décimos de vantagem para Jorge Martin que estava 1.1 segundos a frente de Fabio di Giannantonio que teria a preocupação de ter Marc Marquez chegando nele… E advinha, foi isso que aconteceu a partir da 16ªvolta. Marquez passou na curva 3, mas Di Giannantonio deu o troco na curva seguinte. Viñales se aproximou dos dois e chegou a sonhar em brigar pelo pódio.

Na 17ªvolta, Fabio Quartararo que fazia uma grande corrida com a sua Yamaha acabou indo para o chão para a tristeza da torcida francesa que estava vendo o seu principal piloto se esforçando para obter um bom resultado. Na mesma volta, Jack Miller que já não vinha bem na corrida acaba indo para o chão.

Na 18ªVolta, Marc Marquez supera Fabio di Giannantonio e sobe para a 3ªposição. O piloto da VR46 ainda tentou retornar, mas acaba errando e cortando a curva  3 e 4 e cedeu posição para Marevick Viñales que vinha um pouco atrás dos dois pilotos. Além desse prejuízo, Fabio di Giannantonio tomou punição de volta longa e acabou perdendo a 5ªposição para Enea Bastianini.

Jorge Martin partiu para o ataque sobre Peppo Bagnaia. O piloto da Pramac foi decidido a passar seu grande rival na luta pelo título. Na 20ªVolta, Martin passa Peppo na curva 3 e leva o troco na curva seguinte. Na volta seguinte, Martinator passa novamente Peppo na curva 3, mas dessa vez o piloto da Pramac segura e ponta…

… Mas tinha o Marc Marquez que chegou em Martin e Bagnaia a menos de 7 voltas do final. A partir desse momento é que tivemos um dos momentos mais fantásticos recentes do Mundial de Motovelocidade. Na 22ªVolta, Marc Marquez partiu para cima de Peppo Bagnaia que também foi para cima de Jorge Martin. A corrida só iria se definir mesmo era nas curvas finais.

Mais atrás, Enea Bastianini chegou em Maverick Viñales e acabou conseguindo a ultrapassagem sobre o piloto da Aprilia que lhe rendeu a 4ªposição a 2 voltas do final.

Na ultima volta, Peppo Bagnaia foi para cima de Jorge Martin com Marc Marquez colando nos dois na curva 4. Os três pilotos ficaram bem próximos até que Marquez colocou por dentro de Peppo na curva 9 passando a segunda posição. Jorge Martin aproveitou para abrir a vantagem suficiente e para cruzar a linha de chegada na frente, a segunda vitória de Jorge Martin em final de semana perfeito do piloto da Pramac, com todos 37 pontos possíveis ganhos. O resultado leva Martinator a sair de Le Mans fortalecido na liderança do Mundial.

Marc Marquez fez um brilhante final de semana, reverteu a sua posição no Grid de largada (13ªposição) tanto no sábado como no domingo que acabou sendo finalizada com uma impressionante e decisiva ultrapassagem sobre Peppo Bagnaia, ultrapassagem que rendeu ao Formiga atômica a segunda posição e o segundo pódio na temporada. Se tivesse largado nas entre os primeiros lugares, Marc Marquez poderia ter vencido.

Peppo Bagnaia depois de liderar pela maior parte da corrida acabou sendo superado por Jorge Martin a 7 voltas do final e nas ultimas curvas foi superado por Marc Marquez e acabou por ficar apenas na 3ªposição, o piloto da Ducati completou o pódio e recuperou a vice-liderança do Mundial, mas acabou sendo derrotado pelo seu rival novamente que esta bem a frente na liderança do Mundial.

Completando a quadra da Ducati nas 4 primeiras posições, Enea Bastianini não teve sorte na classificação, acabou sendo punido injustamente com punição de volta longa, mas compensou sendo um piloto rápido e combativo tanto na corrida Sprint como na corrida do domingo e foi recompensado com a 4ªposição. Se Enea não continuar na Ducati sem dúvida vai ter equipe que vai querer seus serviços nas próximas temporadas.

Marevick Viñales foi o melhor piloto fora dos pilotos da Ducati, o piloto da Aprilia fez boa corrida e muito bom final de semana. Infelizmente para Viñales ele não pode lutar pela vitória e não teve equipamento obter algo melhor que a 5ªposição. Fabio di Giannantonio chegou a estar no pódio por algumas voltas, mas perdeu rendimento no final da prova e acabou ficando na 6ªposição, mas pelo menos conseguiu representar muito bem a VR46 que só obteve pontuação com Di Giannantonio já que Marco Bezzecchi caiu tanto no sábado como no domingo.

Franco Morbidelli finalmente conseguindo terminar uma corrida no domingo, apesar de ter ficado muito atrás de Jorge Martin o outro piloto da Pramac evoluiu em relação as outras corridas e completou a etapa francesa na 7ªposição. Brad Binder fez uma grande corrida de recuperação, partiu da 22ªposição e acabou o dia na 8ªposição e salvou o que poderia ter sido um final de semana desastroso para o piloto sul-africano da KTM.

Aleix Espargaró teve uma ótima largada e muita resistência para ficar na frente, mas não teve rendimento para isso e acabou perdendo posições na metade da corrida e se sustentando na 9ªposição. Alex Marquez fechou o Top 10, mas diferente de Marc Marquez não teve nenhum brilho nesse final de semana.

Raúl Fernández salvou alguns pontos para a Trackhouse com a 11ªposição. Já Miguel Oliveira acabou tendo problemas técnicos e abandonou quando estava no Top 10 na corrida. Johann Zarco mais uma vez foi o melhor piloto da Honda chegando na 12ªposição, o francês mostra comprometimento, mas mostra também as enormes deficiências da marca japonesa que já foi superada pela Yamaha.

Augusto Fernandez da Tech 3 ficou em 13º, Takaagi Nakagami da LCR e Alex Rins da Yamaha completaram a zona de pontuação. Luca Marini foi o 16º e último dos pilotos que terminaram a corrida, dos pilotos que disputam a temporada completa, o meio-irmão de Valentino Rossi é o único que não pontuou no Mundial.

Dia 27 de maio, a MotoGP realiza o GP da Catalunha com Jorge Martin na liderança, Peppo Bagnaia em 2º, Marc Marquez, Enea Bastianini e Marevick Viñales nas 5 primeiras posições lutando pelo título, com vantagem para o piloto da Pramac. E o que vai apontar Pedro Acosta que não teme ninguém com seu ímpeto de estreante na MotoGP. Será que veremos mais uma batalha como vimos na Espanha e principalmente em Le Mans?

Resultado final da 5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – MotoGP – 27 voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 41’23.709
2 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 0.446
3 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 0.585
4 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 2.206
5 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 4.053
6 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 9.480
7 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 9.868
8 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 10.353
9 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 11.392
10 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 13.442
11 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 24.201
12 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 26.809
13 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 27.426
14 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 30.026
15 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 30.936
16 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 40.000
20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 11 voltas
43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 11 voltas
88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 11 voltas
36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 13 voltas
72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 24 voltas
31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 25 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ducati/Pramac/Gresini/VR46/Aprilia/Trackhouse/Yamaha/Honda/LCR/KTM/Tech 3

 

Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da França – MotoGP – Classificação e Corrida Sprint

GP da França em Le Mans, muita história para contar, um final de semana perfeito de Jorge Martin e um duelo épico entre 3 dos melhores pilotos da MotoGP. Antes de tudo, queremos demonstrar toda a nossa solidariedade com as vitimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A maior tragédia ambiental que já existiu no país necessita de ações contundentes, para a reconstrução de todo um estado com a consciência ambiental e que não se viole mais a natureza que tanto é mal tratada e que agora esta reagindo fora do nosso controle.

Deixamos aqui algumas das campanhas que estão sendo realizadas para arrecadar recursos para as vitimas das enchentes. E só para encerrar, elogiar o trabalho da imprensa séria desse país pela cobertura (Globo News e ICL Notícias entre outros canais de imprensa) feita dessa tragédia. Elogiar as ações do governo federal que está verdadeiramente preocupado em ajudar o Rio Grande do Sul a se reerguer, ao exercito, bombeiros, entidades, cidadãos comuns, famosos que estão ajudando no resgaste de todas as vitimas.

Para encerrar, NÃO ACREDITEM EM FAKE NEWS! QUEM FAZ FAKE NEWS RELACIONADOS AS ENCHENTES DO RIO GRANDE DO SUL COMO UM TODO PARA NÓS ESTA FAZENDO UMA ATITUTE DE CRIMINOSO, POIS ESTA ATRAPALHANDO O RESGATE E ESTA ATRAPALHANDO AS CAMPANHAS DE SOLIDARIEDADE QUE O BRASIL INTEIRO ESTA AJUDANDO, UNIDO EM UMA CORRENTE DO BEM, ONDE O MAL JAMAIS IRA VENCER!

Resultado do Treino de Classificação:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’30.388 Q2
2 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’30.533 Q2
3 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’30.575 Q2
4 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’30.657 Q2
5 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’30.683 Q2
6 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’30.699 Q2
7 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’30.714 Q2
8 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’30.763 Q2
9 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’30.785 Q2
10 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’30.788 Q2
11 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’30.798 R
12 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’30.839 R
13 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’31.067 R
14 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’31.206 R
15 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’31.219 R
16 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’31.243 R
17 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’31.364 R
18 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’31.521 R
19 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’31.530 R
20 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’31.574 R
21 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’31.860 R
22 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’32.131 R

Q2: Classificados para o Q2
R: Disputam a repescagem

Enea Bastianini e Marc Marquez são os dois favoritos as 2 vagas no Q2.

Bastianini teve sua primeira tentativa cancelada por vazar as curvas 3 e 4. Enquanto isso, Alex Rins, Joan Mir e Takaagi Nakagami foram os primeiros a marcarem volta com uma vantagem muito grande para o piloto da Yamaha (Rins) que marcou 1:31.355. Com 3:45 de sessão, Miguel Oliveira fez o segundo tempo, mas a volta foi cancelada.

Com 4:20 de sessão, Marc Marquez marcou 1:30.586 e acabou triturando o tempo de Rins passando para a liderança.

Chegando ao segundo terço de sessão (5:10), Miguel Oliveira marcou o tempo de 1:30.632 indo para segunda posição. 20 segundos depois, Raúl Fernández subiu para a terceira posição (1:30.825). A 9 minutos do final, Enea Bastianini e Alex Marquez marcaram a 4ª e 5ªmarcas respectivamente. Enquanto isso, Brad Binder não conseguiu marcar um tempo, seu final de semana estava sendo terrível. O sul-africano caiu duas vezes na sexta-feira e não se sentia confiante.

A 8:20 do final, um determinado Johann Zarco da LCR Honda subiu da 7ª para 5ªposição e Alex Rons passou para a 6ªposição. Era muito para uma moto tão ruim como é a Honda nesse momento. Após a metade da sessão: Marc Marquez e Miguel Oliveira estavam classificando para o Q2 seguidos por Rául Fernández, Enea Bastianini, Johann Zarco, Alex Rins, Alex Marquez, Augusto Fernández, Joan Mir, Takaagi Nakagami, Luca Marini e Brad Binder.

A 6:30 do final, Raúl Fernández, Takaagi Nakagami e Brad Binder foram para a pista primeiro. O restante da turma saiu dois minutos depois. Todos estavam buscando a marca pelo menos de Miguel Oliveira para buscarem a classificação.

A 2:40 do final, Marc Marquez teve um desequilíbrio e acabou vazando as curvas 3 e 4 e perdendo a volta. Já Enea Bastianini não perdeu a chance e acabou marcando o tempo de 1:30.279 na 1ªvolta (a 1:25 do final) e não satisfeito, Enea marcou 1:30.233 e acabou ficando na primeira posição.

Nos últimos momentos, Marc Marquez não conseguiu melhorar sua volta e Miguel Oliveira aproveitou no último momento e classificou com o tempo de 1:30.478, tirando o Formiga Atômica do Q2 e entrando na fase final da classificação. Marc Marquez terá de partir da 13ªposição. Já Brad Binder teve uma classificação para esquecer, não conseguiu nada e vai largar da última posição.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’30.233
2 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’30.478
3 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’30.586
4 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’30.676
5 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’30.891
6 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’31.067
7 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’31.148
8 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’31.186
9 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’31.274
10 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’31.473
11 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’31.837
12 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’32.228

Decisão da pole position tem metade de pilotos da Ducati, 3 pilotos da Aprilia, 2 de KTM e 1 piloto de Yamaha que era justamente Fabio Quartararo, piloto da casa que estava se empenhando bastante para fazer um grande final de semana aos olhos dos torcedores em Le Mans.

Na primeira tentativa, Aleix Espargaró cortou as curvas 3 e 4 e teve a volta cancelada. Entre os primeiros pilotos que completaram a volta o melhor foi Marevick Viñales com o tempo de 1:30.685 que se manteve na liderança até que Jorge Martin pulou na frente ao marcar o tempo de 1:30.141 (Com 3:40 de sessão) seguido de Peppo Bagnaia que foi para segundo com 1:30.471 (que marcou o tempo 15 segundos depois do tempo de Martinator).

Marevick Viñales aproveitou bem a segunda volta e pulou para a segunda posição (1:30.439) se colocando a frente de Peppo Bagnaia. Já Enea Bastianini teve a volta cancelada após errar no terceiro setor da pista Le Mans Bugatti onde é realizada a prova de Motovelocidade. A prova onde é realizada às 24 horas de Le Mans acontece no circuito longo de La Sarthe, com percurso de  13.626 km por volta.

Segundos depois, Jorge Martin baixou seu tempo e passou a ser o primeiro a marcar tempo abaixo do 1 minuto e 30 segundos (1:29.919). 20 segundos depois, Peppo Bagnaia recuperou a segunda posição ao marcar 1:30.111.

Depois disso, todo mundo foi para os boxes, com exceção do determinado Fabio Quartararo que foi para a terceira volta lançada e acabou alcançando a 6ªposição após marcar 1:30.686. Após metade da classificação, Jorge Martin estava com a pole, seguido de Peppo Bagnaia, Marevick Viñales, Aleix Espargaró, Pedro Acosta, Fabio Quartararo, Fabio di Giannantonio, Franco Morbidelli, Marco Bezzecchi, Jack Miller e Miguel Oliveira.

A 6 minutos do final, pilotos começam a sair para a pista para as últimas tentativas de volta. Três pilotos (Marco Bezzecchi, Jorge Martin e Franco Morbidelli) tentaram seguir Peppo Bagnaia, mas essa tática acabou não dando certo.

Nesse meio tempo, Fabio di Giannantonio passou a ser o quarto colocado após uma ótima volta do piloto da VR46.

A 2:50 do final, Jorge Martin que estava na pole inaugurou a série de quedas na reta final da sessão. Pouco tempo depois foi a vez de Peppo Bagnaia, 2ºcolocando na sessão ir para o chão e para completar, Marevick Viñales, 3ºcolocado acabou indo para o chão. Com isso vários pilotos tiveram suas voltas canceladas. Só no final da sessão é que Marco Bezzecchi conseguiu um tempo melhor que permitiu ao italiano passar para a 5ªposição.

Com todas essas quedas, Jorge Martin da Pramac garantiu a pole position no GP da França, em busca da recuperação após a queda no GP da Espanha, duas semanas atrás. Peppo Bagnaia da Ducati vai largar na segunda posição, motivado por ter vencido a etapa passada e disposto a vencer novamente. Marevick Viñales fecha a primeira fila com a moto Aprilia.

Fabio di Giannantonio e Marco Bezzecchi da VR46 fizeram ótimas classificações e vão partir da 4ª e 5ªposições, comandando a segunda fila que ainda terá Aleix Espargaró com a outra Aprilia largando na 6ªposição.

Pedro Acosta que teve uma salvada muito bonita na sexta-feira mais uma vez se destaca com a melhor moto da KTM no Grid, o estreante vai largar na 7ªposição. Fabio Quartararo fez tudo que estava ao seu alcance com sua Yamaha que ainda deve em desempenho para a Ducati, KTM e Aprilla conseguindo a 8ªposição no Grid de largada. Franco Morbidelli da Pramac larga na 9ªposição, fechando a terceira fila.

Enea Bastianini foi muito atrapalhado, mas também se atrapalhou e acabou obtendo apenas a 10ªposição. Jack Miller da KTM e Miguel Oliveira da Trackhouse completam a 4ªfila.

Grid de largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’29.919
2 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’30.111
3 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’30.313
4 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’30.436
5 72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 1’30.553
6 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 1’30.572
7 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’30.650
8 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’30.686
9 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 1’30.782
10 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 1’30.786
11 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’31.007
12 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 1’31.075
3 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’30.586
4 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 1’30.676
5 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V 1’30.891
6 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 1’31.067
7 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 1’31.148
8 36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’31.186
9 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V 1’31.274
10 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 1’31.473
11 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V 1’31.837
12 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 1’32.228

Após as sessões de classificação da Moto 2 e Moto 3, foi realizada mais uma corrida Sprint do Mundial de MotoGP, Foram 13 voltas onde Jorge Martin largou, correu e recebeu a bandeirada na frente, vencendo de ponta a ponta em Le Mans.

Martin larga bem e segurou a liderança seguido de Marco Bezzecchi que passou da 5ª para a 2ªposição, Aleix Espargaró pulou da 6ª para 3ªposição. Maverick Viñales, Marc Marquez, Jack Miller, Fabio di Giannantonio, Fabio Quartararo, Enea Bastianini e Pedro Acosta. Já Peppo Bagnaia largou mal caindo para 14ªposição. Por outro lado, Brad Binder ganhou 6 posições e passou a ser o 16ºcolocado.

No final da 1ªVolta, Marc Marquez passou Viñales subindo para a 4ªposição. Foi uma largada brilhante e uma primeira volta também brilhante para o piloto da Gresini que largou na 13ªposição e ganhou 9 posições em espaço de apenas 1 volta.

Martin abriu 8 décimos a frente de Bezzecchi. Aleix Espargaró acabou queimando a largada e recebeu a punição da dupla volta longa. Sorte de Marc Marquez que herdaria a terceira posição.

Na metade da 3ªvolta, Peppo Bagnaia saiu da pista, com problemas na sua Ducati não teve outra alternativa para o bicampeão do Mundo se não ir para os boxes para deixar a prova.

Marco Bezzecchi começar a se aproximar de Jorge Martin na 4ªVolta. Nessa mesma volta, Aleix Espargaró cumpre a primeira volta longa e cai para a 5ªposição ficando logo a frente de Jack Miller. Para Joan Mir a corrida terminou na curva 8 após o piloto da Honda ter caído.

Na 6ªVolta, Enea Bastianini passou Jack Miller que na 7ªvolta acabou perdendo posições para Fabio di Giannantonio (na curva 3) e para Pedro Acosta (No final da volta) fazendo que o piloto da KTM caisse para a 9ªposição. Aleix Espargaró cumpriu a segunda volta longa e caiu para a 6ªposição. Alex Rins caiu na 7ªvolta.

Jorge Martin abriu 1.1 segundos de vantagem para Marco Bezzecchi e estava com a corrida sob controle. Quem vinha chegando em Bezzecchi era Marc Marquez que já tinha mais de 2 segundos de frente para Marevick Viñales. Mais atrás, Pedro Acosta supera Fabio di Giannantonio e sobe para a 7ªposição.

A 3 voltas e meia do final, Marco Bezzecchi vai ao chão e abandona uma corrida que certamente estaria no pódio. Marc Marquez assumiu a segunda posição e Marevick Viñales ganhou a 3ªposição e um lugar no pódio. Na volta final, Enea Bastianini chegou a tentar pressionar Viñlaes que já estava com a terceira posição sobre o seu controle.

Jorge Martin termina seu sábado com uma grande vitória em Le Mans de ponta a ponta. Martinator liderou a corrida inteira e ganhou mais uma medalha da Sprint Racing e mais 12 pontos que fazem o piloto da Pramac ampliar a liderança no Mundial.

Marc Marquez fez excecional 1ªvolta e saiu da 13ªposição na largada para a 4ªposição, Depois herdou posições de Aleix Espargaró que cumpriu punição da dupla volta e da queda de Marco Bezzecchi para conquistar a 2ªposição. O piloto da Gresini conquista mais um bom resultado. Marevick Viñales completou o pódio na 3ªposição, impedindo que o pódio fosse todo dominado por pilotos da Ducati.

Enea Bastianini teve uma boa recuperação na corrida, partiu da 9ªposição recuperando posições e no final chegou a se aproximar de Viñales, mas não chegou a ser suficiente para fazer um ataque em cima do piloto da Aprilia, mas foi um bom dia para Enea que voltou a vice-liderança do Mundial.

Aleix Espargaró fez boa corrida chegando na 5ªposição, apesar de ter queimado a largada que o fez pagar dupla volta longa não foi o suficiente para destruir a prova do piloto da Aprilia. Pedro Acosta chegou logo atrás na 6ªposição, com uma salvada no final da penúltima volta que o fez sair da pista depois da curva 13.

Fabio di Giannantonio não aproveitou muito bem a 4ªposição no Grid de largada e não foi além da 7ªposição. Jack Miller começou bem, perdeu algumas posições, mas ainda conseguiu se segurar na 8ªposição salvando o dia da equipe oficial da KTM. A zona de pontuação da corrida Sprint foi fechado por Raúl Fernández da Trackhouse. Fabio Quartararo que tinha largado na 7ªposição não conseguiu chegar á zona de pontuação, acabou ficando apenas na 10ªposição.

Resultado final da 5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – MotoGP – Corrida Sprint – 14 voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 19’49.694
2 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 2.280
3 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 4.174
4 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 4.798
5 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 7.698
6 31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 9.185
7 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 11.190
8 43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 11.516
9 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 12.257
10 20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 12.699
11 88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 13.492
12 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 15.578
13 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 16.439
14 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 16.816
15 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 16.969
16 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 19.123
17 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 23.618
18 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 27.854
72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 4 voltas
42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 7 voltas
36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 9 voltas
1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 10 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos:Ducati/Pramac/Gresini/VR46/Aprilia/Trackhouse/Yamaha/Honda/LCR/KTM/Tech 3