GP da Catalunha – Mundial da Motovelocidade 2021 – Moto 3 – 7ªetapa

Em mais uma disputa incrível da moto 3 e com o final imprevisível, Sergio Garcia levou sua segunda vitória na temporada e começa a se candidatar a ser o principal adversário de Pedro Acosta na disputa pelo campeonato. O GP da Catalunha pode ter sido uma das melhores, se não foi a melhor corrida da temporada 2021 da categoria iniciante do Mundial de Motovelocidade.

Os dois lideres do campeonato estão no Q1, Tanto Pedro Acosta como Jaume Masia eram os favoritos a 2 das 4 vagas para o Q2. Outros fortes pilotos que estavam na repescagem eram Sergio Garcia, Andrea Migno e John McPhee.

Masia vai bem melhor que Acosta na sua primeira volta rápida, mas nem de longe os dois fazem bons tempos, ao final da primeira tentativa, o espanhol Sergio Garcia assumiu a liderança do Q1 a 11 minutos do final, marcando 1:49.090 contra 1:49.357 de John McPhee que vinha em 2º. Masia e Kunii eram os outros classificados.

Na volta seguinte (a 9 minutos e 20 segundos do final), McPhee baixa pra casa do 1 minuto e 48 segundos (1:48.875) e sobe para a liderança. Na Volta seguinte, o escocês voador baixa ainda mais seu tempo, a marca de 1:48.529 já era uma marca bastante significativa para conseguir a classificação ao Q2. Já Pedro Acosta vinha em 9º, muito longe da zona de classificação.

A 5 minutos e 30 segundos do final, os pilotos voltaram a pista para buscarem a classificação, principalmente Jaume Masia e Pedro Acosta que precisavam de um bom tempo para entrarem nos Top 4. Porém, isso não acontece nem para Masia e nem para Acosta. Quem melhora é Xavier Artigas, que pula para a segunda posição a 2 minutos do final da sessão.

No final da sessão, Masia e Rossi melhoraram seus tempos e conseguem a 3ª e 4ªposições ambos entrando no Q2. Já Acosta não conseguiu melhorar sua volta e ficou em 11ºlugar no Q1, o que da a ele a 25ºªposição no grid de largada.

John McPhee com sua moto da Petronas  termina o Q1 na frente, seguido de Artigas da Leopard Racing, Masia da Ajo e Rossi da equipe Owlride.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
117John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’48.529
243Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’48.902
35Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’48.921
454Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’49.000
511Sergio GarcíaSolunion GASGAS Aspar TeamGASGAS1’49.077
692Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’49.198
716Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’49.482
86Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’49.504
996Daniel HolgadoCIP Green PowerKTM1’49.645
1020Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’49.659
1137Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM1’49.743
1219Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’49.812
1332Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHonda1’49.852
1422Elia BartoliniAvintia Esponsorama Moto3KTM1’50.143

Assim que começou o Q2, o Sul-africano Darryn Binder foi o primeiro a entrar na pista, eram 15 minutos para a definição da pole position, mas poucos pilotos foram para a pista de inicio, ao contraio de muitas vezes quando todos vão para a pista juntos.

Binder teve sua volta cancelada, portanto o tempo de 1:49.165 de Izar Guevara da Gas Gas foi o primeiro a ser marcado, a 10 minutos e 40 segundos do final da sessão. Nessa altura, praticamente todos os 18 pilotos já estavam na pista.

Jeremy Alcoba faz o segundo tempo a 9 minutos do final, seu companheiro de equipe, Gabriel Rodrigo ficou irritado pelos adversários estarem atrás dele, só para pegar o vácuo da sua moto. A raiva dele foi descontada na sua volta rápida de 1:48.257, o que levou o Argentino para a liderança do treino. Jaume Masia e Niccolò Antonelli que vinham na 2ª e 3ªposições foram superados por John McPhee.

Enquanto todos foram para os boxes, John McPhee seguiu na pista em busca a ponta, a 4:50 do final, o escocês melhora o tempo, mas não supera Rodrigo.

Todos os pilotos saíram quase que em cima da hora para abrirem uma única volta. Muitas vezes costuma dá errado essa tática, mas dessa vez, todo mundo conseguiu abrir a volta. Nessa tentativa final, Gabriel Rodrigo marcou 1:42.597 e confirmou a sua 6ªpole position da carreira.

O outro piloto da Gresini, Jeremy Alcoba fez uma bela volta e completou a dobradinha da equipe nas 2 primeiras posições. Completando a primeira fila, Niccolò Antonelli da Avintia. Abrindo a segunda fila, uma outra surpresa, o italiano Stepano Nepa da Owlride que não costuma andar na parte da frente  vai largar em uma excelente 4ªposição.

Izan Guevara vai largar na 5ªposição em mais uma boa classificação da Gas Gas que já se mostra uma moto competitiva em sua 1ªtemporada na Moto 3. John McPhee completa a segunda fila ao largar na 6ªposição. Completando os 10 primeiros colocados: Darryn Binder da Petronas, Tatsuki Suzuki da Ongetta, Jaume Masia da KTM Ajo e Riccardo Rossi da Owlride.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
12Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’47.597
252Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’47.914
323Niccolo AntonelliAvintia Esponsorama Moto3KTM1’47.958
482Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’48.295
528Izan GuevaraSolunion GASGAS Aspar TeamGASGAS1’48.318
617John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’48.350
740Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda1’48.489
824Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’48.498
95Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’48.500
1054Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’48.552
1155Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’48.662
1253Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’48.717
1327Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’48.860
1471Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’48.957
1531Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’48.984
167Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’49.226
1712Filip SalačRivacold Snipers TeamHonda1’49.297
1843Xavier ArtigasLeopard RacingHonda1’49.421
1911Sergio GarcíaSolunion GASGAS Aspar TeamGASGAS1’49.077
2092Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’49.198
2116Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’49.482
226Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’49.504
2396Daniel HolgadoCIP Green PowerKTM1’49.645
2420Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’49.659
2537Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM1’49.743
2619Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’49.812
2732Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHonda1’49.852
2822Elia BartoliniAvintia Esponsorama Moto3KTM1’50.143

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Começando o dia de Domingo no Mundial de Motovelocidade, tivemos a Moto 3 com uma grande disputa pela vitória na Catalunha que acabou com Sergio Garcia da Gas Gas, o piloto de 19 anos esta vivendo seu melhor momento na categoria. A prova teve um final complicado, chegando a ser colocado sob judice o resultado devido a um grave acidente, mas o resultado foi confirmado e Garcia, Alcoba e Deniz Oncü foram ao pódio.

Na volta de apresentação, Ricardo Rossi que se classificou bem acabou indo para o chão e nem conseguiu largar. Quando dada a largada, Rodrigo manteve-se a frente de Antonelli, Alcoba e Nepa. Ainda na primeira volta, John McPhee, Izar Guevara e Darryn Binder superam Stefano Nepa e subiram para 4ª, 5ª e 6ªposições.

Ao entrarem na segunda volta, Izar Guevara foi para a liderança, à reta do circuito da Catalunha é bastante propícia para constantes ultrapassagens. Ao começar a terceira volta, Darryn Binder supera Izar Guevara e passa para a liderança, curvas depois, McPhee supera Guevara e vai para segundo, formando a dobradinha da Petronas.

Na 4ªVolta, John McPhee passa para a liderança após Sergio Garcia escorregar em uma das curvas do circuito. O escocês conseguiu segurar a liderança por 2 voltas. Na 6ªVolta, McPhee, Rodrigo e Binder chegaram a abrir vantagem sobre os demais do primeiro pelotão, mas logo essa fuga dos 3 primeiros acabou sendo anulada pelo restante do pelotão.

Na volta seguinte, Gabriel Rodrigo usa o vácuo para voltar a liderança, com Darryn Binder em 2º, Sergio Garcia em 3º, Jeremy Alcoba em 4º e John McPhee caindo para a 5ªposição. Pedro Acosta que largou na 25ªposição já estava na 10ªposição, entrando na disputa das primeiras posições.

Na 8ªVolta, A liderança passa a ser de Jeremy Alcoba, a Gresini continuava na frente, Garcia e McPhee deixaram Rodrigo na 4ªposição. Na volta 9, McPhee retorna a ponta seguido de Guevara, Sasaki, Rodrigo e Alcoba e dos mais 13 pilotos que estavam no pelotão.

O Escocês resistiu aos ataques dos seus adversários na reta dos boxes, mas no começo da 10ªvolta, McPhee foi para o chão na curva 2 e sua moto acabou atingindo as motos de Tatsuki Suzuki e Andrea Migno. Mais uma vez o escocês deixa a corrida, foi o 5ºabandono em 7 corrida, o que justifica sua pontuação tão baixa no Mundial.

Guevara ficou na frente, até que na 11ªVolta, Acosta que largou na 25ªposição assumiu a liderança, mas na volta seguinte, Romano Fenati acabou indo para a liderança. Num espaço de um pouco mais da metade da prova, as 4 marcas que disputam a moto 3 já tiveram motos liderando pelo menos um período da etapa da Catalunha.

A 7 voltas do final da 7ªetapa do Mundial, a corrida esta indefinida, Denis Oncü assumiu a liderança seguido de Rodrigo, Acosta, Toba e Guevara. Na volta seguinte, Acosta passa a liderança, Rodrigo manteve a segunda posição e Darryn Binder sobe para a 3ªposição.

A poucas voltas do final, Rodrigo foi para a ponta e tentou abrir uma vantagem para o restante do pelotão. Essa tentativa ajudou o Argentino a se manter na frente a 3 voltas do final, mas na penúltima volta, Rodrigo ao tentar desviar do vácuo acabou sendo engolido do mesmo jeito e acaba ficando para trás, A liderança passou a ficar para Jeremy Alcoba que manteve-se na ponta até a parte final da volta, até que muitos pilotos foram para se posicionar para buscarem a vitória na volta final.

Eis que Jaume Masia passou para a ponta, mas a prova estava indefinida e os outros pilotos foram para cima. Na curva 8, Ayumi Sasaki foi para o chão e levou Foggia e Artigas para o chão. Na curva 10, Izar Guevara tentou ir para a ponta, mas acabou indo para o chão.

Nessa altura do campeonato, Sergio Garcia foi para a liderança e acabou segurando o último ataque de Jeremy Alcoba da Gresini para conquista a vitória pela segunda vez na temporada de 2021, o espanhol vive um grande momento na sua carreira. O Pódio foi completado por Jeremy Alcoba da Gresini e pelo turco Deniz Oncü da Tech 3 que pela primeira vez subiu ao pódio na sua carreira. A prova chegou a ser colocado sobre judice por causa da bandeira vermelha na volta final, mas felizmente o resultado foi mantido.

Jaume Masia que chegou a frente de Oncü acabou penalizado por ter passado do limite da pista e acabou perdendo 1 posição e caiu para a 4ªposição. Darryn Binder com a moto da Petronas e Gabriel Rodrigo da Gresini tiveram chances de vencer a corrida, mas não conseguiram ficar em condições de vencerem a prova, o sul-africano ficou na 5ªposição e o Argentino acabou logo atrás na 6ªposição.

Pedro Acosta fez uma grande corrida de recuperação, mas acabou mal posicionado na reta final de prova e tudo que sobrou foi a 7ªposição. Sua vantagem caiu de 52 para 39 pontos para Sergio Garcia, o novo vice-líder do mundial. Niccolò Antonelli da Avintia, Kaito Toba da CIP Green e Stefano Nepa da Owlride completou as 10 primeiras posições. Elia Bartolini e Daniel Holgado marcaram seus primeiros pontos na Moto 3.

Resultado final da 7ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Catalunha – Moto 3 – 21 Voltas

pospilotoequipemototempo
111Sergio GarcíaSolunion GASGAS Aspar TeamGASGAS38’33.760
252Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 0.015
353Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 0.118
45Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTMa 0.079
540Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaa 0.204
62Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 0.317
737Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMa 0.380
823Niccolo AntonelliAvintia Esponsorama Moto3KTMa 0.798
927Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 0.933
1082Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 0.983
1155Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 3.334
1292Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 1 volta
1322Elia BartoliniAvintia Esponsorama Moto3KTMa 1 volta
146Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTMa 1 volta
1596Daniel HolgadoCIP Green PowerKTMa 1 volta
1620Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 1 volta
1719Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHondaa 1 volta
1832Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHondaa 1 volta
28Izan GuevaraSolunion GASGAS Aspar TeamGASGASa 1 volta
71Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 1 volta
7Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 1 volta
43Xavier ArtigasLeopard RacingHondaa 1 volta
12Filip SalačRivacold Snipers TeamHondaa 6 voltas
31Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 10 voltas
17John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 12 voltas
16Andrea MignoRivacold Snipers TeamHondaa 12 voltas
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 12 voltas
54Riccardo RossiBOE OwlrideKTMa 22 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da França – Mundial de motovelocidade 2021 – Moto 3

A primeira vitória da Gas Gas no Mundial de Motovelocidade na Moto 3 aconteceu nesse final de semana, numa atuação precisa do espanhol Sérgio Garcia em uma corrida bem difícil em Le Mans no circuito Bugatti.

A Classificação do Sábado começou no frio para a disputa de 4 vagas para o Q2. Xavier Artigas não iria para a pista devido a um acidente. Os outros 14 pilotos que estavam na repescagem foram para a pista. Entre eles, estava o líder disparado do campeonato, o espanhol Pedro Acosta da equipe Red Bull Ajo.

Na sua 1ªVolta, Kaito Toba começou na frente com 1:45.171 contra o 1:45.619 de Suzuki, 1:45.672 de Guevara e 1:45.757 de Salac. Na volta seguinte (a 9 minutos do final), Suzuki passou a liderança com, 1:43.848, uma bela melhorada em relação a primeira volta. Salac, Kunii e Takuma Matsuyama estavam na zona de classificação. O líder do campeonato, Pedro Acosta estava em apuros, na 11ªposição após 2 tentativas e por muito pouco o jovem piloto de 16 anos não foi ao chão durante as tentativas frustradas de volta.

A 6 minutos e 30 segundos do final, Toba volta a ponta com 1:43.539. Tatay sobe para segundo, Kunii e Izdihar como os classificados. Pedro Acosta caiu para a 12ªposição e não conseguia melhorar. Quem melhorou foi Dennis Foggia que acabou subindo para a 3ªposição.

Acosta foi com tudo para o desespero, a 3 minutos do final ele consegue entrar na zona de classificação ao marcar o 3ºtempo. Porém, Kaito Toba baixa o tempo para 1:43.290. Parecia que o piloto da Cip Green estaria garantido de vez para o Q2.

Porém, os tempos acabaram baixando no final e quem se beneficiou com isso foi o japonês Tatsuki Suzuki da SIC58 (Equipe de Paolo Simoncelli) que marcou 1:43.020 e foi o mais rápido da repescagem. Foram para o Q2 junto de Suzuki, Dennis Foggia da Leopard Racing, Filip Salac da Snipers e Jeremy Alcoba da Gresini. Pedro Acosta não passou da 7ªposição e acabou eliminado. Kaito Toba que foi rápido pela maior parte da sessão acabou ficando de fora do Q2 por 27 milésimos.

Resultado do Q1:

pospilotoequipemototempo
124Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’43.020
27Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’43.138
312Filip SalačRivacold Snipers TeamHonda1’43.188
452Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’43.263
527Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’43.290
699Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’43.303
737Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM1’43.376
873Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’43.393
992Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.636
1019Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’43.663
1132Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHonda1’44.284
1228Izan GuevaraGaviota GASGAS Aspar TeamGASGAS1’44.435
1320Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’44.784
1431Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’47.081
43Xavier ArtigasLeopard RacingHondaSem Tempo

Assim que a contagem regressiva começou, todo mundo foi para a pista, mas um minuto depois a chuva começa a cair e isso obriga a todos os pilotos a irem para os boxes, (com exceção de Andrea Migno que tentou marcar uma volta) para colocar pneus de pista molhada.

Os pilotos voltaram para a pista molhada. Ao mesmo tempo que a chuva parou e a pista começou a secar, Seria uma tônica no final de semana. O primeiro tempo marcado foi de Tatsuki Suzuki com 1:54.202, esse tempo foi batido pelo Argentino Gabriel Rodrigo da Gresini, quase 2 segundos a frente do japonês, com Sergio Garcia na segunda posição a 5 minutos e 20 segundos do final e Deniz Oncü em 3º a 99 milésimos de atraso para Rodrigo.

Andrea Migno foi para uma volta voadora e assumiu a liderança, com os pneus de pista seca o italiano fez uma aposta na pista seca e acabou sendo a aposta certa. Masia e McPhee chegaram a virar voltas mais rápidas, mas Migno sempre marcou tempos melhores.

Com o cronometro zerado, Ricardo Rossi surpreendeu e marcou o melhor tempo com 1:49.408, mas Migno tinha uma última volta para fazer e que volta, marcando a pole position com 1:47.407, colocando 2 segundos em relação a Rossi. Foi uma aposta certa do piloto da Snipers que rendeu a dianteira no Grid de largada.

Ricardo Rossi vai largar na segunda posição, seu melhor resultado em grid de largada e Jaume Masia completa a primeira fila, sendo o terceiro colocado. Na segunda fila largam John McPhee que estava zerado na classificação do Mundial, Gabriel Rodrigo da Gresini e Niccolò Antonelli da Avintia, vice-líder do campeonato que poderia tirar alguma coisa da vantagem que Pedro Acosta (Qual larga da 21ªposição).

Filip Salac larga na 7ªposição, abrindo a 3ªfila, seguido de Sergio Garcia, Tatsuki Suzuki e Romano Fenati. As 4 marcas (Honda, KTM, Gas Gas e Husqvarna) nas 10 primeiras posições, mostrando a competitividade desse campeonato.

Grid de Largada:

pospilotoequipemototempo
116Andrea MignoRivacold Snipers TeamHonda1’47.407
254Riccardo RossiBOE OwlrideKTM1’49.408
35Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTM1’49.611
417John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’49.640
52Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’49.684
623Niccolo AntonelliAvintia Esponsorama Moto3KTM1’49.894
712Filip SalačRivacold Snipers TeamHonda1’50.594
811Sergio GarcíaGaviota GASGAS Aspar TeamGASGAS1’50.786
924Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’50.927
1055Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’50.962
1182Stefano NepaBOE OwlrideKTM1’51.145
126Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTM1’51.303
1353Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’51.375
1450Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’51.510
1571Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’52.332
1640Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHonda1’52.511
1752Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Honda1’54.034
187Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’54.345
1927Kaito TobaCIP Green PowerKTM1’43.290
2099Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTM1’43.303
2137Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTM1’43.376
2273Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’43.393
2392Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’43.636
2419Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHonda1’43.663
2532Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHonda1’44.284
2628Izan GuevaraGaviota GASGAS Aspar TeamGASGAS1’44.435
2720Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHonda1’44.784
2831Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’47.081
2943Xavier ArtigasLeopard RacingHondaSem Tempo

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

No domingo, a corrida foi crítica, dramática, com a pista molhada e com muitas quedas aconteceu a 5ªetapa do Mundial de Motovelocidade, A Moto 3 novamente iria abrir os trabalhos.

Na largada, Migno e Rossi mantiveram suas posições, até que na curva 3, Jaume Masia para a liderança e liderou até a curva 7, foi quando Niccolò Antonelli da Avintia passou a liderar a prova, mas o vice-líder do campeonato não chegou ao final da 1ªVolta, ele caiu logo depois da curva de acesso aos boxes e abandonou a prova.

Ricardo Rossi herdou a ponta, algo que ele nunca fez na vida, seguido de Sergio Garcia. Tatsuki Suzuki, Jeremy Alcoba  e Jaume Masia foram para o não na segunda volta. Na terceira volta, Gabriel Rodrigo teve seu encontro com o chão e abandonou a prova.

Na 4ªVolta, Sergio Garcia da Gas Gas passou a liderança, com Filip Salac em 2º com sua Snipers. Os dois deixaram para trás Ricardo Rossi e passaram a disputar a corrida. Antes disso, Pedro Acosta que tinha subido da 21ªposição na largada para a 6ªposição acabou indo para o chão, mas logo fez a moto pegar de novo e voltou para a corrida na 21ªposição.

Enquanto Garcia e Salac brigavam pela vitória, Rossi procurava manter a terceira posição, com uma razoável vantagem para Ayumu Sasaki da tech 3 e John McPhee da Petronas. Mais atrás, mais quedas aconteciam acabando com a corrida de Darryn Binder e Kaito Toba. O líder do campeonato Pedro Acosta vinha se recuperando muito bem, na 11ªposição após superar Andrea Migno, o pole position que não estava com um bom rendimento, ainda mais se comparamos com Salac.

Por falar no Tcheco, a 10 voltas do final, Salac começava a encostar em Garcia e coloca pressão. Essa pressão dá certo, Garcia comete um erro na curva 8 e permite a Salac passar a liderança. Porém, Salac acabou sendo superado por Sergio Garcia na reta dos boxes, iniciando a 14ªvolta novamente à liderança. Enquanto isso, Pedro Acosta dava um show na sua recuperação, passando para a 8ªposição após superar os dois pilotos da equipe PruestelGP, mas teria que tirar uma vantagem considerável para Adrian Fernández e Xavier Artigas para brigar pela 6ªposição.

Nas últimas voltas, poucas coisas aconteceram e só uma mudança de posição, foi a de John McPhee que passou Ayumu Sasaki e subiu para a 4ªposição. De resto, todo mundo na frente manteve suas posições.

Sergio Garcia acabou conquistando sua segunda vitória no Mundial de Motovelocidade. Diga-se de passagem, muito da merecida já que ele conduziu brilhantemente sua Gas Gas em uma traçado em situação critica. De quebra levou a Gas Gas a sua primeira vitória na Moto 3, na 5ªcorrida da marca na categoria.

Filip Salac em 2º e Ricardo Rossi em 3º chegaram ao primeiro pódio de suas carreiras, um grande resultado para ambos, enquanto o tcheco brigou pela vitória com Sergio Garcia o piloto da equipe ROE suportou o ataque final de John McPhee da Petronas, que finalmente conseguiu pontuar seus primeiros 13 pontos com a 4ªposição conquistada em uma bela corrida do experiente piloto escocês.

Ayumu Sasaki levou a tech 3 a mais um bom resultado, chegando em 5ºlugar. Adrian Fernández fez uma bela corrida e venceu a batalha com Xavier Artigas e fechou a prova na 6ªposição, deixando o piloto da Leopard Racing com a 7ªposição.

Pedro Acosta se recuperou da classificação e depois se recuperou de um tombo para chegar a 8ªposição. A sorte do piloto de 16 anos é que os mais próximos perseguidores não foram nada bem, ou caíram ou chegaram mal colocados, com isso, Acosta tem confortáveis 54 pontos de vantagem para Sergio Garcia, novo vice-líder do campeonato.

Deniz Oncü da Tech 3 e Romano Fenati da Husqvarna completaram os 10 primeiros colocados.

Resultado final do GP da França
Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – 22 Voltas

pospilotoequipemototempo
111Sergio GarcíaGaviota GASGAS Aspar TeamGASGAS42’21.172
212Filip SalačRivacold Snipers TeamHondaa 2.349
354Riccardo RossiBOE OwlrideKTMa 5.589
417John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 7.158
571Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 14.882
631Adrian FernandezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 27.279
743Xavier ArtigasLeopard RacingHondaa 27.408
837Pedro AcostaRed Bull KTM AjoKTMa 29.880
953Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 35.098
1055Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 36.616
1116Andrea MignoRivacold Snipers TeamHondaa 42.347
126Ryusei YamanakaCarXpert PruestelGPKTMa 42.739
1350Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 42.756
1428Izan GuevaraGaviota GASGAS Aspar TeamGASGASa 50.891
1519Andi Farid IzdiharHonda Team AsiaHondaa 52.753
1673Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 53.054
1782Stefano NepaBOE OwlrideKTMa 53.568
187Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 1’18.995
1920Lorenzo FellonSIC58 Squadra CorseHondaa 1’19.103
2040Darryn BinderPetronas Sprinta RacingHondaa 1’54.124
2127Kaito TobaCIP Green PowerKTMa 1 volta
2252Jeremy AlcobaIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 4 voltas
99Carlos TatayAvintia Esponsorama Moto3KTMa 8 voltas
32Takuma MatsuyamaHonda Team AsiaHondaa 19 voltas
2Gabriel RodrigoIndonesian Racing Gresini Moto3Hondaa 20 voltas
5Jaume MasiaRed Bull KTM AjoKTMa 21 voltas
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 21 voltas
23Niccolo AntonelliAvintia Esponsorama Moto3KTMa 21 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 em Algarve: Raúl Fernández sobra e vence, Arenas conquista o título da categoria inferior

Raúl Fernández dominou a última etapa do campeonato mundial de Motovelocidade na Moto 3. Uma vitória acachapante sobre os seus adversários. Porém, a disputa que interessava era a disputa do Mundial, Arenas passou sufoco no final, mas acabou dando tudo certo para o piloto da Aspar Martinez, o campeão da temporada, com 4 pontos de diferença para Tony Arbolino da Snipers e Ai Ogura da Honda Asia Team.

Na volta de apresentação, Gabriel Rodrigo da Gresini teve problemas em sua moto e teve de largar dos boxes. Na largada, Fernández larga bem e preserva a liderança. Tatsuki Suzuki passa para segundo, Ogura em 3º e Arenas em 4º. Sasaki, Alcoba, Oncü, Masia, Antonelli e Garcia completava os 10 primeiros colocados. Na segunda volta, Ogura e Arenas passaram por Suzuki e passam a ser 2º e 3ºcolocados. Nessa 2ªVolta, Tony Arbolino ganhou 10 posições na largada, subindo para 17ªposição.

Albert Arenas superou Ai Ogura e ganhou a segunda posição. Porém, Jaume Masia e Jeremy Alcoba penetram nessa disputa e superam e chegam a passar Ogura e Arenas, mas Masia e Foggia precisavam cumprir 2 voltas longas de punição (cumprida na 4ª e na 7ªvolta), que acabou jogando ambos para a parte de trás da classificação.

Jeremy Alcoba começa a aparecer, passa Arenas e assume a segunda posição no começo da 5ªvolta (Curva 3). O jovem piloto da Gresini se torna um adversário muito interessante, diante da disputa do título da Moto 3. Alcoba liderava o Grupo que esta bem atrás de Fernández, mais de 3 segundos de diferença sobre Alcoba, Arenas, Garcia, Sasaki, Oncü, Suzuki e Ogura, com 8 Voltas das 21 voltas previstas em Alvarge. Tony Arbolino já vinha na 9ªposição, liderando o 2ºpelotão.

Fernández começa a abrir absurdos 6 segundos de vantagem com 9 voltas completadas. Na volta 10, Sasaki chega a superar Arenas que acaba dando o troco em cima do piloto da Tech 3. Já Arbolino estava tentando tirar a diferença para o primeiro grupo, ao mesmo tempo que Dennis Foggia e Jaume Masia estavam dando um trabalho para o piloto da Snipers, mas o objetivo de chegar no primeiro pelotão estava sendo bem sucedido.

A 10 voltas do final, liderados por Foggia, Masia e Arbolino, o segundo pelotão chegou em parte do pelotão da frente. Alcoba, Arenas e Suzuki abriram uma folga de Sergio Garcia, Ayumi Sasaki, Ai Ogura e Deniz Oncü.

Suzuki passa Arenas no final da 14ªVolta, passando a ser 3ºcolocado, O piloto da Aspar Martinez passou a ser pressionado por Foggia e Masia. Enquanto isso, Tony Arbolino supera Ai Ogura, ganhando a 9ªposição. Curvas depois, Sasaki foi superado por Arbolino e Ogura.

Na volta 15, os pilotos da Leopard Racing superaram Arenas que vinha em nítida queda de rendimento, enquanto que Arbolino vinha subindo na classificação desde da largada. Na 16ªVolta, Foggia e Masia passaram por Alcoba e Suzuki e assumiram a 2ª e 3ªposições.

A 5 voltas e meia do final, Arbolino chega em Arenas e travam o duelo mais importante da corrida e um dos mais importantes para o campeonato. Com muito mais moto, o piloto da Snipers supera o líder do campeonato. Ogura já vinha em desespero maior a poucas voltas do final.

A 4 Voltas do final, Ogura quase foi ao chão e se fosse, levaria Arenas junto. A sorte de Arenas que perdeu posições é que Arbolino vinha em 6º, mas a 2 segundos de Foggia, Alcoba, Suzuki e Garcia. Jaume Masia acabou indo para o chão a menos de 4 voltas do final. Além disso, Darryn Binder vinha dando trabalho para Arbolino, brigando pela posição.

Raúl Fernández vinha 9 segundos a frente do Foggia. A corrida estava tranquila para o piloto da Red Bull Ajo. Tatsuki Suzuki que vinha brigando pelo pódio, caiu na penúltima volta. Arbolino sobe para 5ªposição. Arenas vai para 7ªposição e Ogura para a 9ªposição.

Na última volta, Arenas perde posições, caindo para 12ªposição e sai da pista. Era uma chance para Arbolino e Ogura de que algo mudasse.

Raúl Fernández conquista a vitória, com toda a facilidade do mundo, de ponta a ponta, como quase nunca acontece na Moto 3. Dennis Foggia sofrendo 2 punições de volta longa, chegando a ficar fora da zona de pontuação acabou fazendo uma incrível prova de recuperação, na segunda posição. Jeremy Alcoba completou o pódio, o primeiro da carreira do jovem piloto da Gresini. Sergio Garcia terminou muito bem a sua temporada, com a 4ªcolocação em Alvarge.

Albert Arenas acabou conquistando o título, mesmo terminando na 12ªposição acabou sendo o suficiente para vencer o Mundial da Moto 3, com 4 pontos de frente para Tony Arbolino e Ai Ogura, que empataram em pontos e nesse caso o piloto da Snipers ficou com o vice-campeonato e o Nipônico ficou com a 3ªposição. Arbolino ficou com a 5ªposição e Ogura ficou na 9ªposição.

O Portalsportszone parabeniza o título de Albert Arenas da Aspar Martinez. Pelo campeonato tão difícil e complicado como foi o campeonato desse ano.

Fotos:

Resultado final do GP de Portugal
Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – 21 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 – GP da Comunidade Valenciana

Começando o Q1 com Albert Arenas na repescagem, o líder do campeonato precisava passar para o Q2. A Pista estava bem escorregadia no começo da sessão. Três pilotos caíram na primeira volta: Ricardo Rossi, Gabriel Rodrigo (Foi o Rossi que derrubou o piloto da Gresini) e Carlos Tatay.

Alonso Lopez foi o mais rápido na primeira volta. Nepa, Baltus e Kolfer eram os outros classificados. A 9 minutos do final, Arenas voltou para a pista, enquanto que outros pilotos continuavam a andar rápido.

A 7 minutos do final, Jason Dupasquier da Prustel foi para 2º, com Binder, Baltus e Yamanaka em 3º, 4º e 5ºlugares. Arenas tentou a melhor volta, mas não conseguiu, acabou ficando em 4ºlugar após ser superado por Darryn Binder da CIP Green.

Lopez continuava na liderança, com 1:41.889 feito na primeira volta. Até que a menos de 3 minutos do final, John McPhee faz 1:41.852 e passa a liderar a sessão. Porém, a marca foi dizimada por Arenas, com 1:40.598 passando a liderar a sessão a 2:10 do final do Q1. Yamanaka estava em 2º, McPhee e Lopez completavam os 4 primeiros colocados.

Alonso Lopez fez uma nova volta e subiu para a segunda posição a 1:20 do final da sessão, mas acabou superado pelo escocês John McPhee. A 30 segundos do final, Darryn Binder supera a marca de Arenas e passa para a ponta da sessão.

Com o cronometro Zerado, McPhee baixa sua marca para 1:39.996 (O primeiro a ficar abaixou do 1 minuto e 40 segundos) e depois Arenas com 1:39.677 melhoraram as marcas. A surpresa foi Ricardo Rossi que fica em 2º, entre Arenas que foi o mais rápido e McPhee que ficou em 3º. Darryn Binder acabou ficando com a última volta ao Q2. Stefano Nepa acabou ficando em 5ºlugar, ficando por pouco no Q1. Alonso Lopez ficou numa frustrante 7ªposição após ficar o tempo todo nas primeiras posições.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
175Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTM1’39.677
254Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’39.806
317John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’39.996
440Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’40.408
582Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTM1’40.634
66Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda1’40.665
721Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’40.727
873Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’40.802
950Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’40.927
1070Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTM1’41.081
119Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’41.142
1271Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’41.242
137Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’42.079
1489Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’42.774
152Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3HondaSem Tempo
1699Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMSem Tempo

Com a pista em melhores condições, a decisão de quem seria o pole começou com os 4 principais postulantes ao título dentro dessa disputa. Arenas, Ogura, Vietti e Albolino junto de outros 14 pilotos nessa briga.

Na primeira volta, Fenati foi o mais rápido, seguido de Tatsuki Suzuki e Ai Ogura nas 3 primeiras posições. Arenas vinha em 6º, atrás de Alcova e Masia, Vietti vinha em 14º e Arbolino vinha em 18º. Porém, tinha muito tempo pela frente a 10 minutos do termino da sessão.

Ogura foi com tudo e tomou a ponta de Fenati a 10 minutos do final da sessão, marcando o tempo de 1:38.578. Suzuki da SIC58 subiu para 2º, seguido de Kaito Toba e Raúl Fernández da KTM e de Arenas da Aspar Martinez. A 8 minutos do final, o líder do campeonato acabou superado pela bela volta de Deniz Önci da Tech 3.

A 5 minutos do final, Ogura liderava com 12 milésimos a frente de Suzuki. Toba, Fenait, Oncu, Arenas, Alcoba, Masia, Fernández e Migno. A 4 minutos do final, os pilotos começam a voltar para a pista, era a reta final da classificação.

Ogura estava resistindo na liderança, até que Darryn Binder, vindo do Q1 passou para a ponta a pouco mais de 1 minuto do final. Com o cronometro já zerado, Kaito Toba e Raúl Fernández colocam as motos da equipe Ajo na primeira fila, com a 2ª e a 3ªposições. Vietti tentou melhorar no final, mas acabou ficando com uma frustrante a 9ªposição.

Darryn Binder acabou com a pole position para a prova de domingo. O sul-africano da CIP Green marca a 1ªpole do ano. Os dois pilotos da KTM ajo completam a primeira fila, Kaito Toba com uma bela segunda posição e Raúl Fernández ficando com a 3ªposição.

Jaume Masia, o representante da Leopard Racing no Q2 vai largar na 4ªposição, seguido de Andrea Migno da VR46 e de Albert Arenas da Aspar Martinez. O líder do campeonato e o vice-líder do campeonato estariam juntos no Grid, já que o japonês Ai Ogura que tinha a pole nas suas mãos, perdeu posições no final e terminou o sábado na 7ªposição, abrindo a 3ªfila do grid de largada. Tatsuki Suzuki da Sic58, Celestino Vietti da VR46 e Niccolò Antonelli da Sic58 (Que chegou a ficar na 5ªposição na parte final) completam os 10 primeiros colocados.

Fotos:

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
140Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’38.286
227Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTM1’38.329
325Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTM1’38.447
45Jaume MasiáLeopard RacingHonda1’38.490
516Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTM1’38.572
675Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTM1’38.577
779Ai OguraHonda Team AsiaHonda1’38.578
824Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’38.590
913Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM1’38.670
1023Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’38.690
1153Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’38.737
1292Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’38.742
1314Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda1’38.811
1455Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’38.842
1552Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda1’38.979
1617John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’38.990
1711Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1’39.011
1854Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’39.101
1982Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTM1’40.634
206Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda1’40.665
2121Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’40.727
2273Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’40.802
2350Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’40.927
2470Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTM1’41.081
259Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’41.142
2671Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’41.242
277Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’42.079
2889Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’42.774
292Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3HondaSem Tempo
3099Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMSem Tempo

Abrindo o domingo no Mundial de Motovelocidade, a Moto 3 teve 23 voltas que definiram 3 pilotos que vão para Portimão com chances de Título. Isso não impediu que tivéssemos disputa com outros pilotos.

Kaito Toba larga bem e passou para a liderança, mas Darryn Binder voltou a ponta na curva 2, Raúl Fernández passou Toba e curvas depois passou Binder e assumiu a liderança. Arenas larga bem e sobe para 4º. Tony Arbolino teve uma brilhante largada, subindo para a 5ªposição. O piloto da Snipers tentou uma manobra ousada no final da volta, mas isso custou posições para Arbolino.

Na segunda volta, Toba caiu e acabou derrubando Tatsuki Suzuki na curva 5. Assim como na semana passada, Fernández começou a abrir vantagem sobre os demais. Tony Arbolino pulou para 2º, em 2 voltas apenas, o piloto que largou na 13ªposição. Arenas que deixou a prova passada, precisava ter cuidado. Algo que Celestino Vietti não teve. O piloto da VR46 caiu na curva 11 e acabou voltando na última posição.

Arbolino e Binder ficaram um pouco a frente de Arenas,Masia e Oncü. Começando a 6ªVolta, Oncü supera o piloto da Leopard Racing. Arenas não deu bobeira, foi pra cima do Binder e superou o piloto da CIP no final da volta 6, passando para a 3ªposição.

Sergio Garcia veio de surpresa e passou Binder e depois passou Arenas para chegar a 3ªposição. Já Ai Ogura superou Masia e ganhou a 8ªposição, já o piloto da Leopard Racing vinha caindo na tabela de classificação. No final da 8ªVolta (Curva 14), Gabriel Rodrigo e Alonso Lopez foram para chão e abandonaram.

Com 25 pilotos na pista, Fernández vinha na frente com 1.2 segundos de vantagem para Arbolino, Garcia, Arenas, Oncü e Binder. No terceiro grupo, disputando a 7ªposição estavam Andrea Migno, Ai Ogura e Jaume Masia. Na 11ªVolta, Ogura e Masia disputavam a 8ªposição. Enquanto isso, Oncü e Binder disputam a 5ªposição um pouco mais a frente. Isso fez com que Arbolino, Garcia e Arenas fugissem um pouco na frente, brigando pela 2ªposição.

No começo da 14ªVolta, Masia e Ogura superam Migno e passaram para 7ªe 8ªposições respectivamente. No final da volta, Ogura se aproveitou do erro de Masia e ganhou a 7ªposição.

A 9 Voltas do final, Oncü e Biner chegaram em Arenas. O piloto turco chegou a superar o líder do campeonato que acabou dando o troco e voltando a 4ªposição. Arbolino e Sergio Garcia aproveitaram para fugir de Arenas e  tentar se aproximar de Fernández que liderou desde das primeiras curvas da corrida.

Enquanto Oncü dava sufoco em Arenas, Ogura acabou sendo superado por Migno e Masia e caiu para a 9ªposição a 7 voltas do final.

A 5 Voltas do final, Arbolino e Garcia chegaram em Fernández, enquanto que Arenas tinha que segurar Deniz Oncü e Darryn Binder para manter a 4ªposição. Cada ponto importava na reta final do campeonato.

Raúl Fernández resistia na liderança, até que na penúltima volta, Tony Arbolino superou o piloto da KTM Ajo e assumiu a liderança e abriu vantagem na volta final. Já Fernández e Garcia disputaram a 2ªposição, com vantagem para o piloto da Estrella Galícia sobre o piloto da KTM Ajo.

Tony Arbolino vence após largar da 13ªposição, o resultado faz o piloto da Snipers na disputa do título, a apenas 11 pontos atrás de Albert Arenas. Diga-se de passagem, uma excelente corrida de Arbolino. Sergio Garcia repetiu o grande resultado da semana anterior e acabou o dia com a 2ªposição. Raul Fernandez que liderou a maior parte da corrida amargou a 3ªposição, apesar de ter conquistado o 3ºpódio seguido da temporada e da carreira.

Albert Arenas resistiu até o final aos ataques de Darryn Binder e levou uma importante 4ªcolocação que leva o piloto da Aspar Martinez a liderar o campeonato a 1 etapa do final  do campeonato. Darryn Binder e Deniz Oncü completaram os 6 primeiros colocados, principalmente o piloto turco da Tech 3 mostrou muito bom serviço e conquistou seu melhor resultado do ano.

Ai Ogura não conseguiu ficar a frente de Andrea Migno e fechou a etapa de Valencia na 8ªposição, chegando a frente de Jaume Masia da Leopard Racing. Jeremy Alcoba completa o Top 10.

Para a decisão desse domingo em Portimão. Arenas tem a vantagem, lidera com 170 pontos e pode ser o campeão chegando em 2ºlugar. Ai Ogura com 162 pontos e Tony Arbolino com 159 pontos tem boas chances de vencer.

Fotos:

Resultado Final
14ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 3

posPilotoEquipeMotoTempo
114Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda38’17.462
211Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 1.142
325Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTMa 1.297
475Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTMa 2.825
540Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 2.999
653Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 3.208
716Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMa 9.836
879Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 9.852
95Jaume MasiáLeopard RacingHondaa 9.864
1052Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Hondaa 12.802
1117John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 12.879
1255Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 14.513
1382Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTMa 15.340
1423Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 15.619
156Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 24.297
167Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 24.320
1770Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTMa 24.666
1892Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 24.690
1971Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 27.484
209Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 27.754
2199Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMa 28.093
2250Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 28.138
2354Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 30.718
2413Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 48.093
89Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHondaa 2 voltas
2Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 16 voltas
21Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 16 voltas
27Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMa 22 voltas
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 22 voltas
73Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 23 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 em Teruel – Masia Vence e entra na disputa do título

Na primeira corrida do domingo passado, a Moto 3 teve uma corrida brilhante e um resultado surpreendente que levou um piloto a entrar na disputa pelo título.

Na Largada, Tony Arbolino larga melhor que Raúl Fernández começa a primeira curva na frente, mas não por muito tempo, já que o piloto da KTM retorna a ponta curvas depois, Arenas e Vietti também superaram o piloto da Snipers e assumiram o 2º e 3ºlugares respectivamente, Arbolino cai para 4º, Rodrigo e Sasaki completavam os 6 primeiros lugares.

Ao final da primeira volta, Arenas supera Fernández e assume a liderança. Rodrigo passou para terceiro após passar Vietti. Alonso Lopéz, Barry Baltus e Khairul Idham Pawi foram punidos com a volta longa, o motivo foi a condução perigosa na sessão de classificação do sábado.

A disputa pela ponta nas primeiras voltas estava entre Raúl Fernández. Albert Arenas e Gabriel Rodrigo. Na 4ªVolta, Rodrigo passou para a liderança, mas no meio  da mesma volta, Celestino Vietti passou o piloto Argentino e assumiu a liderança, mas era tudo muito disputado e os pilotos da frente estavam muito juntos.

Darryn Binder após 4 voltas, já vinha em 2ºlugar, após largar em uma distante 15ªposição. N 6ªVolta, Arenas passou para a 1ªposição. Era tudo que ele queria, enquanto o piloto da Aspar Martinez vinha na frente, Ai Ogura vinha na 17ªposição. Arenas se consolidaria na liderança do Mundial. Se os resultados continuassem daquela forma.

Porém, Arenas teria desafiantes para deter-lo. Um deles era Kaito Toba, que chegou a tomar a liderança, o companheiro do japonês, Raúl Fernández tinha caído na classificação. Toba que não tinha feito nada o ano todo superou Arenas no final da 8ªVolta, mas é superado pelo mesmo no começo da volta seguinte. Já Jaume Masia chegou a subir para 3º, mas foi vencido pelo Sul-africano Darryn Binder que fazia uma ótima corrida. Sergio Garcia estava em 8ºlugar, ganhou 20 posições em 9 voltas. Era uma brilhante prova de recuperação. Enquanto isso, Ai Ogura vinha na 16ªposição.

No começo da 11ªVolta, Binder supera Toba e passa a ser o segundo colocado, Toba caiu para 6ªposição. A frente do piloto da equipe Ajo estavam Sakaki, Vietti e Masia. Garcia pelo contraio, acabou passando Toba e Sasaki, subindo para 5ªposição. Na 12ªVolta, Masia supera Binder e assume a segunda posição, logo atrás de Arenas. A 7 voltas do final, os 7 primeiros colocados começam a se separar do restante do pelotão.

Masia tenta superar Arenas, mas o líder do campeonato continuava na frente. Os dois continuavam a disputar a ponta nas próximas 2 voltas. No final da 15ªVolta, Binder passou Masia, que logo depois recupera a 2ªposição. Na curva 1 da 16ªVolta, John McPhee apareceu superando Darryn Binder, subindo para 3ªposição.

Masia conseguiu tomar a ponta do Arenas por duas vezes, mas pelas mesmas 2 vezes Arenas voltou a ponta e abriu a volta final na 1ªposição. Porém, Masia acabou superando Arenas na curva 1, o espanhol ficou na ponta até a curva 9, foi quando Arenas recuperou a ponta. O líder do campeonato estava prestes a vencer a prova, até que Masia, Sasaki e Toba superaram Arenas usando o vácuo da reta oposta.

Após 19 voltas de muita briga, Jaume Masia acabou conquistando a 2ªvitória seguida e a vitória de número 800 da Honda no Mundial de Motovelocidade. Masia Venceu as duas provas de Aragón. Com essas vitórias, o piloto da Leopard Racing entra na disputa pelo título. O pódio foi completado por dois Japoneses. Ayumi Sasaki da Tech 3 e Kaito Toba da KTM Ajo fizeram suas melhores corridas em 2020 e acabaram ficando em 2ª e 3ªposições. Brilhante a participação de ambos os pilotos.

Albert Arenas não ficou nada feliz em perder a vitória e seu lugar no pódio ao final da prova, mas ainda assim a 4ªposição dá ao espanhol um pouco mais de vantagem na liderança do Mundial de pilotos a 3 provas do término desse campeonato tão competitivo como esse. Celestino Vietti chega logo atrás, na 5ªposição e entra de vez na disputa pelo vice-campeonato com Ai Ogura.

John McPhee em mais uma boa prova de recuperação acabou chegando bem na 6ªposição, mas ficou um pouco mais longe da disputa do título. Assim como Tony Arbolino, que só ficou no 10ºlugar e ficou longe de Arenas na classificação.

Deniz Oncü leva a outra Tech 3 KTM até a 7ªposição, a frente de Darryn Binder que acabou dando uma recuada após briga por um bom tempo pelas primeiras posições. Ai Ogura andou o tempo todo mais fora dos pontos do que dentro, mas reagiu no final da corrida e terminou em 9ºlugar, segurando a vice-liderança do Mundial por apenas 1 ponto a frente de Vietti. Arenas vem a 19 pontos a frente Ogura e 20 pontos a frente de Vietti. Jaume Maria esta em 4º, a 24 pontos de distância para Arenas.

Faltando 75 pontos em jogo, o campeonato não esta definido, mas pelo andar da carruagem podemos dizer que Arenas é o mais forte candidato a ser o campeão da Moto 3 da temporada 2020. No dia 8 de Novembro será realizado o GP da Europa em Ricardo Torno, antepenúltima prova do Mundial de Motovelocidade.

Fotos:

Resultado final do GP de Teruel
12ªEtapa do Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – 19 Voltas

posPilotoEquipeMotoTempo
15Jaume MasiáLeopard RacingHonda37’44.602
271Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTMa 0.051
327Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMa 0.152
475Albert ArenasSolunion Aspar Team Moto3KTMa 0.296
513Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 0.331
617John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 0.372
753Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTMa 0.583
840Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 0.772
979Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 0.955
1014Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHondaa 2.259
1121Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 2.489
1225Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTMa 2.493
1312Filip SalacRivacold Snipers TeamHondaa 2.520
142Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Hondaa 2.686
1552Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Hondaa 2.745
167Dennis FoggiaLeopard RacingHondaa 2.895
1799Carlos TatayReale Avintia Moto3KTMa 3.019
1816Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMa 3.622
1955Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarnaa 5.448
2082Stefano NepaSolunion Aspar Team Moto3KTMa 5.620
2170Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTMa 5.680
2223Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 6.103
236Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Hondaa 16.543
2450Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTMa 21.606
2592Yuki KuniiHonda Team AsiaHondaa 21.716
269Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTMa 21.812
2789Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHondaa 32.799
2873Maximilian KoflerCIP Green PowerKTMa 33.600
24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 1 Volta
11Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 1 Volta

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP