Formula 1 na lama da manipulação – O show que matou a credibilidade da categoria em 2021

A FIA e a Liberty Media jogou no lixo o resto de credibilidade que a Formula 1 tinha segurado. 18 dias após a decisão do título, ou como vocês preferirem a farsa ou a armação que aconteceu no dia 12 de Dezembro de 2021. Quando um diretor corrupto chamado Michael Mais optou em rasgar o regulamento e gerar um resultado completamente injusto.  Se o objetivo era proporcionar o show em detrimento do esporte o tiro acabou saindo pela culatra, por vários motivos:

Nas últimas 4 corridas, ficou bem claro que a Formula 1 favoreceu demais Verstappen, muito além da conta. Principalmente pelas punições não aplicadas ao piloto da Red Bull e quando foram aplicadas foram muito brandas. Exemplo disso foi o Brake Test que o piloto holandês fez em cima de Lewis Hamilton em Jeddah, em que sua punição foi de 10 segundos quando deveria ter levado uma bandeira vermelha. A intenção de Verstappen nas últimas corridas do ano era tentar provocar um acidente para tirar seu rival de uma corrida, assim como fez de forma irresponsável no GP da Itália. E ainda teve gente que defendeu Max e ainda culpou Lewis pelo incidente.

Depois da corrida, a revolta da maioria dos fãs da Formula 1 pelo mundo se espalhou, todos eles pedindo justiça para Lewis Hamilton e acusaram Mais de violar as regras para privilegiar o espetáculo em detrimento do esporte. Criou-se até uma petição pedindo para que o resultado seja anulado e que Lewis Hamilton tenha seu título de volta, até esse presente momento tem mais de 39 mil assinaturas – Link para assinarem a petição: https://www.change.org/p/f1-motorsport-spectators-overturn-the-decision-of-the-abu-dhabi-grand-prix-lewis-should-be-the-winner

A Mercedes estava disposta a apelar do resultado no tribunal do esporte. Porém, não o fez e depois de alguns dias veio à explicação. Que se partisse para uma guerra judicial no Tribunal do esporte, que é comandada pela FIA, não teria imparcialidade para julgar o caso. Se fosse para a justiça comum, mesmo que ganhe de causa, a FIA iria ignorar a decisão da justiça comum e manteria o resultado do campeonato manipulado. Além disso, poderia provocar sansões e até mesmo exclusão da equipe nos campeonatos organizados pela Federação Internacional de Automobilismo.

A Reação da Mercedes foi o não comparecimento de Hamilton e de Toto Wolff na festa de gala da FIA e a Mercedes não participou da foto oficial da FIA para os carros campeões e da festa de gala.

Volta 56: Masi não autorizou a ultrapassagem dos retardatários.

Jlv93ipn o

Chegamos a volta 57, com ainda os retardatários entre Hamilton e Verstappen. Só haveria 2 opções: Ou a corrida recomeçava com os retardatários ou todos os retardatários passavam e recuperavam a volta e dai não daria para a corrida recomeçar.

Qqh2mfx1 o

A Red Bull reclama do procedimento e pressiona Masi.

80yzlixa o

Ai, Na curva 9 da 57ªVolta, Masi ordenou que só os pilotos que estavam entre Lewis e Verstappen recuperassem a volta. (Norris, Alonso, Ocon, Leclerc e Vettel). Dai o primeiro erro do diretor de prova. Segundo o regulamento, todos os pilotos que estavam uma volta atrás passar. O Sainz jr. que estava em 3º não tinha o direito de buscar passar Verstappen e Hamilton?

Ypcxxk6i o

Masi ordena o reinicio da prova na última volta, um procedimento que rasga o regulamento por completo. Quando os pilotos recuperam a volta, o safety car tem que esperar os competidores a se juntar ao bloco para ai sim ser ordenada a relargada. Como só tinhamos mais uma volta de corrida, então não haveria relargada.Eersphe4 o

Apesar de todo esse escândalo, ainda vemos jornalistas coniventes que disseram que o final da temporada de Formula 1 foi emocionante, se negando a falar que ouve uma polêmica pelo menos para não falar que foi um resultado manipulado. A cobertura da Band foi lamentável, dizendo que seria lamentável terminar o campeonato com Safety Car, quando souberam que os pilotos retardatários entre Hamilton e Verstappen iriam recuperar sua volta e que a corrida iria começar na volta final, estavam vibrando, pois teria um final de campeonato emocionante em 1 volta. Ou seja, um péssimo exemplo de jornalismo que não me surpreendeu nem um pouco, já que eu considero o nível de cobertura da categoria na Band uma droga, com um trabalho de jornalismo que chegava a beirar o deboche.

A maioria dos pilotos defenderam Verstappen, o antigo chefe da Formula 1, Bernie Ecclestone, no auge da sua ignorância dos seus 91 anos, Além de ter um discurso a favor de Max Verstappen, tem um discurso para tentar diminuir Hamilton, desde de mentiras (Como falar que Lewis estava fazendo joguinho psicológico em cima do piloto da Red Bull) até mesmo o absurdo de ironizar os manifestos antirracistas que existem antes das corridas. Também falou que o Mais fez o certo e que Lewis não deveria culpa-lo. Dai faço uma pergunta: Porque ainda ouvimos um velho senil? Só por que é cheio do dinheiro? Puxa-saquismo? Ou é pra ter visualização? Pois ele deveria ficar calado por tanta besteira que anda falando ou que sempre falou (Bernie já elogiou Adolf Hitler).

A Formula 1 sai muito menor ao final da temporada de 2021. Saí com a imagem arranhada, com um campeão de papel, feito com bases de Netflix ao invés de um campeão na pista. Isso com toda a ajuda e conivência que os comissários de corrida tiveram com Max nas últimas corridas da temporada… Como não ter punição no GP do Brasil, após ter jogado Lewis para fora da pista ou quando não deram bandeira preta pelo Break Test no GP da Arábia Saudita. E no final, não satisfeitos, o Grand Finale do circo, fechando com chave de lata toda essa farsa o final do GP de Abu Dhabi. Se a FIA tivesse vergonha na cara, eles deveriam contar o resultado final da corrida pela classificação na Volta 52. Ou seja, anular todas as 6 últimas voltas para não macular o resultado que foi feito na pista. Também deveria não só demitir de imediato Michael Masi pelo seu incompetente trabalho, como também investigar as contas bancarias do diretor de corrida da FIA. De repente, pode ter rolado sim uma compensação $$$ para que Masi rasgasse as regras para privilegiar Verstappen e o chamado show ao invés de manter a credibilidade do esporte.

A Formula 1 não é o maior evento do Mundo, até porque é uma mentira, pois existem as Olimpíadas e a Copa do Mundo que contradizem essa afirmação de Christian Horner. Nem mesmo o maior evento esportivo do Mundo. Esse título já foi para o Mundial de Motovelocidade. Aliás, uma coisa que a Liberty Media deveria fazer é baixar a bola e aprender algo com a Dorna como se faz um evento. A Formula 1 hoje, com seu formato não é muito atraente, ao contraio da MotoGP que tem um formato bem mais chamativo.

Um campeão de papel, com uma vitória em uma corrida de 3 voltas, uma vitória manipulada em Abu Dhabi e um Brake Test em Jeddah. A FIA Fabricou de forma hipócrita o campeão de 2021
Um campeão de papel, com uma vitória em uma corrida de 3 voltas, uma vitória manipulada em Abu Dhabi e um Brake Test em Jeddah. A FIA Fabricou de forma hipócrita o campeão de 2021

Para mim, Verstappen não merece as palmas, acho até que fizeram parte desse problema. Tenho saudades daquela Red Bull que tinha coisas tão legais no começo de sua história infelizmente virou uma equipe Ordinária, uma equipe sem sal, sem graça. Arrogante na aparência, uma moedora de carne de jovens pilotos sem qualquer escrúpulo. Em fim, poderia colocar um milhão de adjetivos que me dão razão de questionar a Red Bull de hoje.

Outra questão muito grave são os sites de apostas! Certamente tem muita gente que está pedindo seu dinheiro de volta, pois se sentiu lesado por ter perdido dinheiro por causa da manipulação da Formula 1. Prejuízo de milhões ou até mesmo de bilhões de dólares para quem apostou. É provável que não, mas se as empresas de apostas tiverem um pouco de honestidade devolveriam o dinheiro para todos os apostadores que apostaram nesse evento que foi fraudado aos olhos do mundo inteiro.

Lewis Hamilton é um campeão dentro da pista em 2021, mesmo com todo o favorecimento que a FIA, Liberty Media e seus asseclas a Max Verstappen, com um carro inferior a maior parte dessa temporada. Lewis também é um campeão fora das pistas com seus manifestos e suas causas igualitárias no meio de uma estrutura muito racista.

Lewis Hamilton sai muito maior dessa temporada, com um carro inferior ao carro da Red Bull, com a FIA jogando contra, sempre favorecendo Verstappen na cada dura e nas últimas corridas do campeonato isso ficou mais e mais evidente esse favorecimento. Mesmo com tudo isso, não conseguiram levar Verstappen vencer o mundial em condições normais. A FIA, a Liberty Media e o diretor de prova precisaram rasgar as regras para realizarem o objetivo que eles queriam. Todo mundo sabe que o campeão da temporada 2021 foi Lewis Hamilton, dentro das regras e contra tudo e contra todos da organização que comanda a categoria. E não adianta ficar falando – Ah, mais é muito triste acabar o campeonato com Safety Car na pista! Eu como resposta vou dizer: É muito triste acabar o campeonato com um resultado manipulado!

Lewis Hamilton tem todo o direito de decidir se vingar em 2022 ou abandonar a carreira na Formula 1. Caso decida pela segunda decisão, Lewis sairia como uma lenda do esporte e a Formula 1 vai sair perdendo muito. Ou seja, praticamente em todas as áreas a categoria vai sair no prejuízo.

Só resta agora, para quem acredita no esporte que haja uma pressão dos fãs da Formula 1 por duas causas que são urgente: 1. A Saída imediata de Michael Masi da direção de corrida e 2. O Encerramento da corrida contando o resultado na volta 52. Essas duas medidas vão consertar a situação que a Formula 1 se colocou. E pedimos para o público que realmente varioliza o esporte que assine a petição, não seja conivente com o que a FIA, a Liberty Media e Michael Masi fizeram. Se você quer mudar o mundo, comece a mudar essa situação agora, pois isso não tá legal não, não tá tudo bem não ao contraio de muita gente que acha que esta tudo bem!

Link para assinarem a petição: https://www.change.org/p/f1-motorsport-spectators-overturn-the-decision-of-the-abu-dhabi-grand-prix-lewis-should-be-the-winner

Resultado final do GP de Abu Dhabi após 52 voltas – O resultado da Pista (Antes da batida de Nicholas Latifi e sem o descumprimento do regulamento por parte de Michael Masi)

pos piloto equipe chassis motor Voltas Tempo
1 44 Lewis Hamilton Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 52 1:17.23.000
2 33 Max Verstappen Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 52 a 11.909
3 11 Sergio Perez Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 52 a 38.691
4 55 Carlos Sainz Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 52 a 1:07.780
5 77 Valtteri Bottas Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 52 a 70.520
6 22 Yuki Tsunoda Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 52 a 78.582
7 10 Pierre Gasly Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 52 a 81.296
8 4 Lando Norris McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 51 a 1 volta
9 14 Fernando Alonso Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 51 a 1 volta
10 31 Esteban Ocon Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 51 a 1 volta
11 3 Daniel Ricciardo McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 51 a 1 volta
12 16 Charles Leclerc Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 51 a 1 volta
13 5 Sebastian Vettel Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 51 a 1 volta
14 18 Lance Stroll Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 51 a 1 volta
15 47 Mick Schumacher Uralkali Haas F1 Team VF-21 Ferrari 065/6 51 a 1 volta
16 6 Nicholas Latifi Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 50 a 2 voltas – acidente
17 99 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 33 a 19 voltas
18 63 George Russell Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 26 a 26 voltas
19 7 Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 25 a 27 voltas

Mundial de Pilotos – Campeonato decidido na pista:

pos piloto equipe chassis motor pontos
1 44 Lewis Hamilton Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 394.50
2 33 Max Verstappen Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 388.50
3 77 Valtteri Bottas Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 228
4 11 Sergio Perez Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 205
5 55 Carlos Sainz Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 161.50
6 4 Lando Norris McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 158
7 16 Charles Leclerc Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 158
8 3 Daniel Ricciardo McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 115
9 10 Pierre Gasly Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 106
10 14 Fernando Alonso Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 79
11 31 Esteban Ocon Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 73
12 5 Sebastian Vettel Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 43
13 18 Lance Stroll Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 34
14 22 Yuki Tsunoda Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 28
15 63 George Russell Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 16
16 7 Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 10
17 6 Nicholas Latifi Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 7
18 99 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 3

Mundial de Construtores – Campeonato decidido na pista:

pos equipe chassis motor pontos
1 Mercedes-AMG Petronas F1 Team F1 W12 Mercedes-AMG F1 M12 622.5
2 Red Bull Racing Honda RB16B Honda RA621H 593.5
3 Scuderia Ferrari Mission Winnow SF21 Ferrari 065/6 319.5
4 McLaren F1 Team MCL35M Mercedes-AMG F1 M12 273
5 Alpine F1 Team A521 Renault E-Tech 20B 152
6 Scuderia AlphaTauri Honda AT02 Honda RA621H 134
7 Aston Martin Cognizant F1 Team AMR21 Mercedes-AMG F1 M12 77
8 Williams Racing FW43B Mercedes-AMG F1 M12 23
9 Alfa Romeo Racing Orlen C41 Ferrari 065/6 13

Link para assinarem a petição: https://www.change.org/p/f1-motorsport-spectators-overturn-the-decision-of-the-abu-dhabi-grand-prix-lewis-should-be-the-winner

Obs:

Não propagamos nenhuma fake News nesse texto, só queremos que se faça justiça e que o resultado deixe de ser manipulado pela FIA, Liberty Media e Michael Mais.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Screens: Formula 1 – Sky Sports F1 – Mercedes – Red Bull