No Oval de Sakhir, erro grotesco da Mercedes em parada leva Sergio Perez a primeira vitória na Formula 1

Em mais uma corrida inacreditável onde todo o roteiro original acabou mudado, a Mercedes que tinha a chance de fazer uma dobradinha acabou com um Safety car , onde fizeram uma das paradas mais desastrosas que se possa ver. Trocaram os pneus de Russell errado com os pneus de Bottas e com o finlandês, foram inacreditáveis 27 segundos que comprometeram a corrida de ambos. A Vitória caiu nas mãos de Sergio Perez que tinha largado na frente, foi tocado, caindo para a última posição e partiu para a recuperação. Não se imaginava que essa recuperação se resultasse nesse resultado, num momento tão decisivo da sua carreira.

Na largada, Bottas foi superado por George Russell que largou melhor e assumiu a ponta. O finlandês acabou saindo de frente por 2 vezes, tendo de segurar a segunda posição dos ataques de Sergio Perez e Max Verstappen. No final da 4ªVolta, Sergio Perez é tocado por trás por Charles Leclerc, nessa confusão toda, Verstappen não consegue desviar e acaba indo para o muro junto de Leclerc. Ambos deixaram a prova e o safety car entrou na pista. Perez aproveitou para fazer uma parada nos boxes.

Após 7 voltas, a corrida recomeça, Sainz jr. ataca Bottas e até consegue a ultrapassagem, mas o espanhol escapa e o piloto da Mercedes recupera a segunda posição. Russell seguiu na liderança. Ricciardo em 4º, Kvyat em 5º, Stroll em 6º, Gasly em 7º e Ocon em 8º. Lando Norris fez uma senhora largada, da 19ª para a 10ªposição. Na volta seguinte, Norris supera Vettel e ganha a 9ªposição. Na volta seguinte, o britânico passou Vettel e ganhou a 9ªposição.

Na 11ªVolta, Vettel é superado por Albon e Perez. O mexicano que caiu para a última posição superou Albon na volta seguinte e assumiu a 10ªposição. Lá na frente, os dois pilotos da Mercedes sobravam na turma, Russell colocava 2.1 segundos em cima de Bottas e 5.7 segundos em cima de Carlos Sainz jr. Depois disso, era Ricciardo, Kvyat, Stroll e Gasly muito próximos um do outro.

Na 19ªVolta, Norris passa a ser pressionado por Albon e Perez. Na volta seguinte, o piloto da Red Bull supera o piloto da Mclaren e logo depois é a vez do piloto mexicano ter superado o britânico que foi para os boxes. Na volta 21, Perez supera Albon e ganha a 9ªposição. Que prova de recuperação do piloto mexicano. Russell e Bottas já tinham livrado mais de 10 segundos dos demais pilotos.

Danill Kvyat foi o primeiro a parar nos boxes na 28ªVolta, Na volta seguinte pararam Sainz jr. e Gasly. Na volta 30, parou Ricciardo e acabou voltando atrás de Kvyat, Essa foi a única mudança que aconteceu diante dessas paradas. Lance Stroll estava na 3ªposição, seguido de Estaban Ocon, Sergio Perez e Alexander Albon. Sainz era o primeiro piloto dos que pararam nos boxes, a 38 segundos de Russell e 36 segundos de Bottas.

Ricciardo pressionava Kvyat, era o pega da corrida no começo do segundo terço de corrida. Após 38 voltas, só Stroll estava com os pneus macios, mostrando que dava para andar bem com os pneus macios por muito tempo. Ocon parou na 42ªvolta, Stroll parou na volta seguinte e chegou a voltar a frente do piloto francês, mas Ocon conseguiu recuperar a posição se aproveitando dos pneus mais aquecidos.

George Russell fez sua parada na 46ªVolta e coloca os pneus duros. Bottas vai para a liderança, poderia estar pintando uma tática diferente para o piloto finlandês, mas 3 voltas depois, Bottas vai para a sua parada e coloca os pneus duros também.  A vantagem entre os dois que estava em 3 segundos passou a ser de 8 segundos, uma enorme vantagem para Russell.

Perez e Albon pararam na 48ªVolta. Após as paradas, a classificação dos 10 primeiros: Russell, Bottas, Sainz jr., Kvyat, Ricciardo, Gasly, Ocon, Stroll, Perez e Norris.

Gasly parou pela segunda vez na 52ªvolta, volta em 12º. Ao mesmo tempo praticamente, Albon passou Norris e assumiu a 9ªposição. Enquanto isso, Ricciardo voltava a pressionar Kvyat pela 4ªposição. Ocon era pressionado pelo Stroll, disputando a 6ªposição. Na volta 54, Kvyat parou pela segunda vez.

Na 55ªVolta, Nicholas Latifi acabou parando seu carro na área de escape, isso fez com que o Safety Car virtual fosse acionado. Nisso, Sainz jr., Ricciardo, Ocon aproveitaram para fazerem uma 2ªparada nos boxes. O Safety Car Virtual foi desligado na volta 56. Com essas paradas, Ocon passou a ser o terceiro colocado, Perez superou Stroll e assumiu a 4ªposição, não satisfeito, Perez passou Ocon e assumiu a terceira posição. Grande forma do piloto da Racing Point.

Bottas vinha tirando a diferença para Russell, na 62ªVolta, Jack Aitken acaba rodando depois da curva 11, bate e danifica a asa dianteira que fica na pista. Safety Car entra na pista…

… E ai a Mercedes faz uma tremenda de uma besteira. Na Parada de Russell, eles colocaram os pneus que eram do Bottas, na parada do Bottas, demoraram 27.3 segundos. Pior que isso, foi ter colocado os mesmos pneus para o finlandês o jogando para a 5ªposição. 4 voltas depois, Russell teve de trocar os pneus para os Médios destinados a ele.

Depois de toda essa confusão, o líder era Serio Perez, com Esteban Ocon e Lance Stroll na frente de Valtteri Bottas e George Russell. Sainz jr. vinha em 6º, Ricciardo em 7º, Kvyat 8º, Gasly em 9º e Albon na 10ªposição.

Na volta 69, tivemos a relargada, as posições foram todas mantidas de começo. Na volta seguinte, Bottas sente o desgaste dos pneus, alonga demais a curva 4 e permite a ultrapassagem de Russell que ganha a 4ªposição. Na volta seguinte, o jovem passou Stroll e depois passou Ocon na volta 72.

A partir dai, eram 15 voltas para Russell chegar em Perez, ele vinha conseguindo e iria conseguir a ultrapassagem. Porém a 9 voltas do final, Russell tem um furo no pneu e vai para os boxes para colocar novos pneus, volta na 14ªposição. Perez tinha a vitória nas suas mãos. Bottas também não estava com bom desempenho, apesar de ainda tentar superar Stroll, Os pneus velhos estavam comprometendo seu trabalho. O finlandês foi superando por Sainz jr., Ricciardo, Albon e Kvyat caindo para a 8ªposição.

Da última posição depois de ter sido atingido na, Sergio Perez conquistou a 1ªVitória da carreira após 190 Grandes Prêmios disputados, numa brilhante corrida de recuperação acaba cortejado pela sorte e pela completa incompetência da Mercedes no começo do Safety Car para conquistar esse triunfo. Importante para um piloto que esta lutando pela sua sobrevivência na Formula 1.

Esteban Ocon conquistou seu primeiro pódio da carreira, numa corrida que estava sendo discreta em muitos momentos, mas que na hora certa sobre aproveitar o momento e se sustentar na segunda posição. Lance Stroll espantou a má fase de resultados e completou o pódio com a 3ªposição. Um grande dia para a Racing Point que fica perto do 3ºlugar no Mundial de Construtores.

Carlos Sainz jr. que tinha a chance de ir ao pódio acabou traído pela tática de paradas e acabou o dia na 4ªposição, seguido de Daniel Ricciardo da Renault e Alexander Albon da Red Bull. A vitória de Perez não ajuda em nada o piloto tailandês a renovar seu contrato para o ano que vem. Outro que correu muito bem e que foi prejudicado pela tática de paradas foi Daniil Kvyat, ao chegar na 7ªposição. O Russo chegou perto de andar no pódio por um bom tempo e resistindo aos ataques de Daniel Ricciardo.

Valtteri Bottas deve esta completamente frustrado pelo domingo, a largada não muito boa poderia ter comprometido a possibilidade de vitória, mas os problemas na sua parada na entrada do Safety Car acabou com a sua corrida. Isso comprometeu o seu desempenho na reta final, chegando apenas em 8ºlugar e adiando a definição do vice-campeonato para Abu Dhabi.

George Russell usou os pneus novos e acabou fazendo todo o possível para recuperar os prejuízos. Acabou conseguindo no final a 9ªposição e a melhor volta da corrida. Sem os erros da Mercedes, Russell era o provável vencedor e Bottas o segundo colocado e com o vice-campeonato garantido. Uma tristeza ver uma equipe 7 vezes campeã Mundial comprometendo a corrida dos seus dois pilotos.

Lando Norris completou a zona de pontuação, superando o francês Pierre Gasly na reta final de corrida. O Francês que se destacou na temporada, dessa vez não teve um dia feliz e ficou em 11º. Sebastian Vettel acabou limitado pelo motor ruim e pelo carro ruim, acabou ficando na 12ªposição.

Antonio Giovinazzi e Kimi Raikkonen não foram além da 13ª e 14ªposições, Assim como Kevin Magnussen em sua penúltima corrida na Haas que ficou em 15ªposição. Os estreantes Jake Aitken da Williams e Pietro Fittipaldi da Haas fizeram corridas discretas e acabaram em 16º e 17ºlugares respectivamente. Semana que vem, teremos a última etapa do Mundial de Formula 1. O GP de Abu Dhabi fecha a temporada desse ano tão complicado como foi o ano de 2020.

Fotos:

Resultado do GP de Sakhir
16ªEtapa do Mundial de Formula 1 – 87 Voltas

posPilotoEquipeChassiMotorTempo
111Sergio Perez  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes1:31:15.114 
231Esteban Ocon  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 20+10.518s 
318Lance Stroll  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes+11.869s 
455Carlos Sainz  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 20+12.580s 
53Daniel Ricciardo  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 20+13.330s 
623Alexander Albon  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H+13.842s 
726Daniil Kvyat  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H+14.534s 
877Valtteri Bottas  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M11+15.389s 
963George Russell  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M11+18.556s 
104Lando Norris  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 20+19.541s 
1110Pierre Gasly  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H+20.527s 
125Sebastian Vettel  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 065+22.611s 
1399Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 065+24.111s 
147Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 065+26.153s 
1520Kevin Magnussen  Haas F1 TeamVF-20Ferrari 065+32.370s 
1689Jack Aitken  Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M11+33.674s 
1751Pietro Fittipaldi  Haas F1 TeamVF-20Ferrari 065+36.858s 
6Nicholas Latifi  Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M11a 35 Voltas
33Max Verstappen  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620Ha 87 Voltas – Acidente
16Charles Leclerc  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 065a 87 Voltas – Acidente

Melhor Volta de cada piloto – George Russell marcou 1 ponto pela melhor volta da prova

posPilotoEquipeChassiMotorTemponº da volta
163George Russell  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M1155.40480
277Valtteri Bottas  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M1156.56360
311Sergio Perez  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes56.78969
499Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 06556.88756
55Sebastian Vettel  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 06556.90556
63Daniel Ricciardo  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 2056.97957
726Daniil Kvyat  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H57.00180
823Alexander Albon  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H57.05652
955Carlos Sainz  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 2057.16580
1010Pierre Gasly  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H57.22053
114Lando Norris  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 2057.27085
1231Esteban Ocon  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 2057.35075
137Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 06557.37556
1418Lance Stroll  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes57.38885
1589Jack Aitken  Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M1157.39256
1620Kevin Magnussen  Haas F1 TeamVF-20Ferrari 06557.51657
1751Pietro Fittipaldi  Haas F1 TeamVF-20Ferrari 06557.74256
186Nicholas Latifi  Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M1158.20629

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Mclaren/Renault/Alpha Tauri/Racing Point/Alfa Romeo/Haas/Williams

Bottas conquista a pole em treino disputadíssimo no oval de Sahkir

Em um final de semana que a sensação era George Russell, substituindo Lewis Hamilton que acabou contraindo Covid-19 após o GP do Bahrein, tivemos uma das mais apertadas da história da Formula 1. Após uma sexta-feira complicada, o finlandês Valtteri Bottas conquistou a pole position, numa sessão muito apertada entre ele, George Russell e Max Verstappen.

Pietro Fittipaldi e Kevin Magnussen foram os primeiros a entrarem na pista no Q1, A Haas tentava o milagre de colocar pelo menos 1 dos seus pilotos para o Q2 com o fraco motor Ferrari. Após 6 minutos, os pilotos da Mercedes entraram na pista. Kvyat se manteve na liderança com 54.785 até que Valtteri Bottas passou para a liderança com 54.607 e Russell em 2º com 54.777. Porém, Verstappen a 8:40 do final, marcou 54.037, com os pneus macios.

A minutos do final, Gasly  que vinha em 17ºlugar e estaria eliminado. Por isso o francês voltou a pista e fez uma grande volta, saindo da situação incomoda. Ao final do Q1, Kevin Magnussen, Nicholas Latifi, Jake Aitken, Kimi Raikkonen e Pietro Fittipaldi. Valtteri Bottas acabou fazendo o melhor tempo, sendo o único a virar na casa dos 53 segundos.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeChassiMotorTempo
177Valtteri Bottas  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M1153.904
233Max Verstappen  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H54.037
363George Russell  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M1154.160
44Lando Norris  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 2054.194
510Pierre Gasly  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H54.207
611Sergio Perez  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes54.236
716Charles Leclerc  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 06554.249
85Sebastian Vettel  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 06554.301
931Esteban Ocon  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 2054.309
1026Daniil Kvyat  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H54.346
113Daniel Ricciardo  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 2054.388
1255Carlos Sainz  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 2054.450
1399Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 06554.523
1418Lance Stroll  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes54.595
1523Alexander Albon  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H54.620
1620Kevin Magnussen  Haas F1 TeamVF-20Ferrari 06554.705
176Nicholas Latifi  Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M1154.796
1889Jack Aitken  Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M1154.892
197Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 06554.963
2051Pietro Fittipaldi  Haas F1 TeamVF-20Ferrari 06555.426

Após 1 minuto e meio sem nada ter acontecido, Carlos Sainz jr. foi o primeiro a partir e marcar volta no Q2. O tempo de 54.514 do piloto da Mclaren foi facilmente superado pelo Pierre Gasly com 54.130, sendo o melhor tempo até que Bottas e Russell fizeram os melhores tempos, com Verstappen a 209 milésimos atrás. Com os carros da Renault andando muito bem, Ricciardo e Ocon em 5º e 6ºcolocados.

Essa situação continuou até a 7:45 do final, foi quando Sergio Perez com os pneus macios, marca 53.782 e tira as Mercedes da Liderança. Outro que melhorou foi Carlos Sainz jr. que  estava de fora do Q2 para ficar em 3º, na frente de George Russell. A 4 minutos do final: Perez, Bottas, Sainz jr., Russell, Stroll, Leclerc, Verstappen, Albon, Kvyat e Ricciardo vinham sendo os classificados.

No final da sessão, Verstappen voa baixo com os pneus macios e faz o melhor tempo, com 53.647, o melhor tempo do final de semana. Tirando Perez da ponta do Q2. Bottas em 3º e Russell em  5º vão largar com os pneus médios e terão uma vantagem na corrida.

Os eliminados foram Esteban Ocon da Renault, Alexander Albon da Red Bull, Sebastian Vettel da Ferrari, Antonio Giovinazzi da Alfa Romeo e Lando Norris da Mclaren.

Resultado do Q2:

posPilotoEquipeChassiMotorTempo
133Max Verstappen  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H53.647
211Sergio Perez  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes53.787
377Valtteri Bottas  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M1153.803
455Carlos Sainz  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 2053.818
563George Russell  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M1153.819
616Charles Leclerc  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 06553.825
718Lance Stroll  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes53.840
826Daniil Kvyat  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H53.856
93Daniel Ricciardo  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 2053.871
1010Pierre Gasly  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H53.941
1131Esteban Ocon  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 2053.995
1223Alexander Albon  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H54.026
135Sebastian Vettel  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 06554.175
1499Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 06554.377
154Lando Norris  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 2054.693

Começando o Q2, logo os dois pilotos da Mercedes foram para a pista com os pneus macios já rodados. Tanto Bottas (53.760) como Russell (53.972) fizeram bons tempos, mas que acabaram estraçalhados pelo tempo de Max Verstappen, o piloto da Red Bull fez 53.591. A surpresa foi Charles Leclerc, o piloto da Ferrari ficou a 22 milésimos do piloto holandês.

A 7 minutos do final, Perez faz o 4ºtempo, a milésimos atrás de Bottas. A 6 minutos do final, Bottas e Russell entraram pela segunda vez, dessa vez com os pneus macios zero que fizeram toda a diferença. Bottas marcou o melhor tempo com 53.377, Russell subiu para segundo, com 53.519. A primeira fila estava nas mãos da Mercedes, com Verstappen, Leclerc, Perez, Ricciardo, Sainz jr., Stroll, Gasly e Kvyat logo a seguir.

A 2 minutos do final, todos vão para a pista, com exceção de Leclerc, já fora do carro e consciente de que tirou tudo que o carro poderia oferecer.

Bottas não conseguiu melhorar seu tempo, Russell e Verstappen baixaram seus tempos, mas não o suficiente para tirar a 16ªpole da carreira das mãos do piloto finlandês. Por apenas 26 milésimos a frente de George Russell, Bottas cumpriu sua missão no sábado, com dificuldade, não só pelo Verstappen, mas também pelo Russell. O piloto que substitui Lewis Hamilton mostrou competitividade, larga em 2º e pode sim sonhar com vitória.

Max Verstappen larga em 3ºlugar, o piloto da Red Bull terá ao seu lado, o monegasco Charles Leclerc da Ferrari. Foi uma excelente classificação para Leclerc, muito acima das expectativas. Na terceira fila, largam Sergio Perez com a Racing Point, um dos carros que pode incomodar os favoritos. Danill Kvyat larga em 6º, seu melhor grid de largada do ano, conseguido com uma única volta no final da sessão.

Na quarta fila, largam Daniel Ricciardo e Carlos Sainz jr.. Completando os 10 primeiros colocados, Pierre Gasly e Lance Stroll vão largar na 5ªfila. Amanhã, a partir das 14:00, teremos a largada da penúltima etapa do Mundial de Formula 1. O GP do Sahkir, no anel externo do circuito de Sahkir.

Fotos:

Grid de largada
GP do Sahkir – 16ªEtapa do Mundial de Formula 1 – 2020

posPilotoEquipeChassiMotorTemponºvoltas
177Valtteri Bottas  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M1153.37724
263George Russell  Mercedes-AMG Petronas F1 TeamF1 W11Mercedes-AMG F1 M1153.40325
333Max Verstappen  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H53.43317
416Charles Leclerc  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 06553.61321
511Sergio Perez  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes53.79017
626Daniil Kvyat  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H53.90626
73Daniel Ricciardo  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 2053.95715
855Carlos Sainz  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 2054.01020
910Pierre Gasly  Scuderia AlphaTauriAT01Honda RA620H54.15428
1018Lance Stroll  BWT Racing Point F1 TeamRP20BWT Mercedes54.20019
1131Esteban Ocon  Renault DP World F1 TeamR.S.20Renault E-Tech 2053.99513
1223Alexander Albon  Aston Martin Red Bull RacingRB16Honda RA620H54.02612
135Sebastian Vettel  Scuderia FerrariSF1000Ferrari 06554.17517
1499Antonio Giovinazzi Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 06554.37714
154Lando Norris  McLaren F1 TeamMCL35Renault E-Tech 2054.69315
1620Kevin Magnussen  Haas F1 TeamVF-20Ferrari 06554.7059
176Nicholas Latifi  Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M1154.79611
1889Jack Aitken  Williams RacingFW43Mercedes-AMG F1 M1154.8929
197Kimi Räikkönen Alfa Romeo Racing ORLENC39Ferrari 06554.96311
2051Pietro Fittipaldi  Haas F1 TeamVF-20Ferrari 06555.42611

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Mclaren/Renault/Alpha Tauri/Racing Point/Alfa Romeo/Haas/Williams

Formula 2 – GP do Bahrein

Reta final de campeonato na Formula 2. A Classificação foi realizada entre os dois treinos livres de sexta-feira da Formula 1.Assim que o relógio disparou, todo mundo foi para  pista de imediato com exceção de Callum Ilott, o inglês foi para a pista 2 minutos depois de todo mundo.

Após as 2 voltas de aquecimento, Drugovich e os outros começaram a pisar forte para marcar suas voltas. O próprio piloto brasileiro foi o primeiro a marcar uma volta rápida, mas seu tempo de 1:42.107 foi superado pelo Neozelandês Marcus Armstrong da ART Grand Prix. Assim a classificação ficou até que Callum Ilott marcou uma brilhante marca de 1:41.479, sobrando na turma. Ao mesmo tempo, Yuki Tsunoda rodou por causa de problemas no seu carro, apesar do esforço do japonês de tentar voltar a andar, o carro praticamente não andava. Bandeira vermelha a 21 minutos do final.

Não ocorreu grandes problemas, com a retirada do carro da Carlin da pista o treino recomeça com Ilott, Armstrong, Drugovich, Ticktum e Nissany nas 5 primeiras posições. Muita gente não tinha feito uma volta verdadeiramente rápida. Nessa nova tentativa, Drugovich e Ticktum passaram para 2ª e 3ªposições, mas Ilott mantinha liderança segura sobre os dois.

Depois disso, a maioria dos pilotos foram para os boxes na metade da classificação. Apenas Sean Gelael e Guilherme Samaia que vinham em posições de intermediária para baixa.

Os pilotos de ponta mesmo voltaram para a pista a menos de 12 minutos do final da sessão. Liderados pelos pilotos da Trident (Sato e Nissany). Após as tradicionais 2 voltas de aquecimento de pneus é que começou pra valer a reta final da classificação. Mick Schumacher tentava sair da incomoda 12ªposição. Em sua segunda volta rápida, o líder do campeonato até conseguiu subir para a 6ªposição, mas 4 pilotos melhoraram seus tempos e superaram o piloto alemão que caiu para a 10ªposição.

Quando Ilott, Drugovich e outros pilotos vinham tentando melhorar o tempo, O motor do carro de Giuliano Alesi quebra e obriga o piloto da MP motorsport a parar o carro na área de escape, mas não foi o bastante para se evitasse a bandeira vermelha a 1 minuto do final. Isso fez com que a classificação terminasse.

Calum Ilott conquistou a pole position com o tempo da primeira tentativa, uma excelente volta do piloto inglês da Uni-Virtuosi, levando uma super vantagem com relação a Mick Schumacher da Prema, o 10ºcolocado do Grid de largada. Felipe Drugovich da MP Motorsport divide a primeira fila com o piloto inglês, um ótimo treino do piloto Brasileiro.

Na segunda fila, largam Daniel Ticktum da DAMS e o Neozelandês Marcus Armstrong da ART, pode ser que o vice-campeão da F3 de 2019 possa reaparecer nas brigas pelos primeiros lugares na reta final de campeonato. Na terceira fila vão largar Guanyu Zhou da Uni-Virtuosi e Giuliano Alesi, que mesmo com a quebra conseguiu uma importante 6ªposição, seu melhor grid da temporada. Nikita Mazepin, Jehan Daruvala, Christian Lundgaard e Mick Schumacher completaram os 10 primeiros colocados.

Grid de Largada:

POSPilotoEquipeTemponºVoltas
14Callum IlottUNI-Virtuosi1:41.4799
215Felipe DrugovichMP Motorsport1:41.87012
32Dan TicktumDAMS1:42.04711
45Marcus ArmstrongART Grand Prix1:42.0529
53Guanyu ZhouUNI-Virtuosi1:42.06510
614Giuliano AlesiMP Motorsport1:42.07411
724Nikita MazepinHitech Grand Prix1:42.1399
88Jehan DaruvalaCarlin1:42.19110
96Christian LundgaardART Grand Prix1:42.2599
1020Mick SchumacherPrema Racing1:42.2839
1111Louis DelétrazCharouz Racing System1:42.31612
1222Roy NissanyTrident1:42.3389
1312Pedro PiquetCharouz Racing System1:42.48112
1421Robert ShwartzmanPrema Racing1:42.65412
159Jack AitkenCampos Racing1:42.84810
1617Théo PourchaireBWT HWA RACELAB1:42.96710
1723Marino SatoTrident1:43.17011
181Sean GelaelDAMS1:43.19111
1910Guilherme SamaiaCampos Racing1:43.28610
2025Luca GhiottoHitech Grand Prix1:43.3668
2116Artem MarkelovBWT HWA RACELAB1:44.01911
7Yuki TsunodaCarlin1:57.0482

Prova longa do sábado confirmou o ótimo final de semana de Felipe Drugovich, que conseguiu sua primeira vitória em corridas longas em 2020 e a terceira na temporada, superando o inglês Callum Ilott. Na largada, o piloto brasileiro superou o pole position na segunda curva. Daniel Ticktum larga muito mal e cai para a 8ªposição. Armstrong subiu para 3ªposição, Mick Schumacher deu um pulo enorme, passando da 10ª para a 5ªposição. Curvas depois, o piloto da Prema passa Zhou, que tem um toque no carro de Mick que acabou danificando a asa dianteira do piloto chinês, obrigado a ir para os boxes e fazer uma parada prematura.

Schumacher chegou a superar Armstrong ao começar a segunda volta. Porém, o neozelandês recuperou a 3ªposição curvas a frente. Na 4ªVolta, Drugovich vinha na frente e Ilott tentava se aproximar. Armstrong, Schumacher, Alesi, Daruvala, Ticktum, Nissany, Mazepin e Lundgaard completavam as 10 primeiras posições.

Na 5ªVolta, Daruvala acabou sendo superado por Roy Nissany e Nikita Mazepin. Na volta seguinte, Drugovich, Ilott, Armstrong e Schumacher ficam mais próximos nas 4 primeiras posições e se distanciam muito de Giuliano Alesi, que vinha na 5ªposição. Na volta 7, Ticktum arriscou tudo para superar Roy Nissany e ganhar a 6ªposição.

Na 8ªVolta, Marcus Armstrong passou Callum Ilott e subiu para segunda posição, na volta seguinte, Mick Schumacher superou Callum Ilott subindo para 3ªposição, quando se acreditava que o piloto inglês da Uni-Virtuosi estava com os pneus mais desgastados acabou que Armstrong erra a curva 9 e isso faz com que Schumacher superasse o piloto da ART, o filho de Michael Schumacher assumia a segunda posição.

Na 10ªVolta, Robert Shwartzman vai para os boxes. Na volta 11, Nikita Mazepin usa toda a reta dos boxes para superar Ticktum obtendo a 6ªposição. Lá na frente, Drugovich abre 3 segundos sobre Mick Schumacher, 6 segundos sobre Armstrong e 7.3 segundos sobre Ilott, depois vinham Alesi, Mazepin, Ticktum, Nissany, Lundgaard e Daruvala.

Na 13ªVolta, Ilott, Ticktum, Daruvala e Ghiotto foram para a parada obrigatória. Na volta 14, foi a vez de Sean Gelael ir para a troca de pneus. Dos que não fizeram a parada, Pedro Piquet pressionava Christian Lundgaard, em uma batalha dura, o brasileiro da Charouz supera o piloto dinamarquês da ART e ganha a 7ªposição. Depois disso, Piquet foi embora e deixou Lundgaard segurando o pelotão inteiro, nele estava Yuki Tsunoda que vez uma bela ultrapassagem sobre Jake Aitken da Campos Racing.

Felipe Drugovich e Christian Lundgaard fizeram a parada na 16ªVolta, Schumacher assumiu a liderança. Nikita Mazepin superou Giuliano Alesi e passou a ser o terceiro colocado. Na volta 17, Armstrong, Alesi, Aitken e Deletraz pararam. Schumacher vinha com grande folga sobre Mazepin na liderança. Roy Nissany em 3º, Pedro Piquet em 4º, Yuki Tsunoda em 5º, Théo Pourchaire em 6º e Guilherme Samaia em 9º ainda não tinham feito a parada obrigatória. Os primeiros pilotos que fizeram a parada eram Callum Ilott e Felipe Drugovich.

Ilott passa a ser pressionado por Drugovich, na mesma 19ªVolta, Pourchaire realiza a sua parada. Na volta 20, Schumacher e Tsunoda pararam. Ao mesmo tempo, Felipe Drugovich de forma decisiva ultrapassa Callum Ilott e assume a ponta. Jehan Daruvala vinha em uma ótima terceira posição, Marcus Armstrong vinha em 4º, Shwartzman, Schumacher, Ticktum, Ghiotto, Zhou e Gelael eram os 10 primeiros a 12 voltas do final. Na volta 21, Mick Schumacher supera Robert Shwartzman passando a ser 5ºcolocado. O líder do campeonato continuava no ataque, superou também Armstrong subindo para a quarta posição.

Mazepin passou Ticktum na 24ªVolta, ganhando a 7ªposição. Outro que vinha subindo bem no final era Yuki Tsunoda, largando da última posição, já tinha detonando no meio do pelotão. A 5 voltas do final, Mazepin já estava na 6ªposição após superar seu compatriota Robert Shwartzman.

Yuki Tsunoda subia cada vez mais, a cada volta que restava para o final da corrida, superando Ticktum e Shwartzman subindo para a 7ªposição.Mick Schumacher partiu para uma enorme pressão em cima de Jehan Daruvala a 3 voltas do final, apesar disso, o piloto indiano resistiu a todos esses ataques e se segurou na 3ªposição.

Felipe Drugovich vence pela 3ªvez na temporada, pela primeira vez vencendo na corrida longa. O Brasileiro chegou a 14 segundos a frente de Callum Ilott, um segundo lugar que ajuda a diminuir a diferença para Mick Schumacher. O pódio foi completado por Jehan Daruvala da Carlin. O Bravo indiano resistiu aos ataques de Schumacher para conquista seu primeiro pódio da carreira na Formula 2. Mick Schumacher ficou em 4ºlugar, continuando na liderança do campeonato.

Nikita Mazepin fez uma bela corrida e conquistou a 5ªposição, mas não tão boa como a corrida de Yuki Tsunoda que partiu da última posição para ficar na 6ªposição. Além disso, o nipônico marcou os 2 pontos da melhor volta da corrida. Marcus Armstrong ficou com a 7ªposição após ser superado pelo piloto da Carlin. Robert Shwartzman sofreu no final, ainda assim ficou em 8ºlugar e largaria na pole position na prova curva de domingo. Completou a zona de pontuação Daniel Ticktum da DAMS e Jake Aitken da Campos Racing.

Resultado final da 21ªcorrida da Formula 2
GP do Bahrein – 32 Voltas

POSPilotoEquipeTempoMelhor voltanº da Volta
115Felipe DrugovichMP Motorsport58:24.0041:46.80817
24Callum IlottUNI-Virtuosia 14.8331:46.48015
38Jehan DaruvalaCarlina 19.3761:47.03915
420Mick SchumacherPrema Racinga 20.2701:47.00121
524Nikita MazepinHitech Grand Prixa 28.2931:47.26920
67Yuki TsunodaCarlina 28.5901:46.31621
75Marcus ArmstrongART Grand Prixa 31.3611:47.7204
821Robert ShwartzmanPrema Racinga 43.8681:46.59511
92Dan TicktumDAMSa 46.9591:47.50114
109Jack AitkenCampos Racinga 47.3271:46.65319
1112Pedro PiquetCharouz Racing Systema 49.1741:47.78520
1225Luca GhiottoHitech Grand Prixa 49.2941:46.15515
131Sean GelaelDAMSa 50.5901:47.57516
143Guanyu ZhouUNI-Virtuosia 53.7751:46.31322
1522Roy NissanyTridenta 53.8161:47.88919
1611Louis DelétrazCharouz Racing Systema 55.9571:47.28419
1714Giuliano AlesiMP Motorsporta 1:01.4881:46.52618
1817Théo PourchaireBWT HWA RACELABa 1:01.8391:47.96621
196Christian LundgaardART Grand Prixa 1:03.0861:47.01818
2023Marino SatoTridenta 1:05.5761:47.93016
2110Guilherme SamaiaCampos Racinga 1:06.7561:48.09919
2216Artem MarkelovBWT HWA RACELABa 1:16.0191:47.1638

Grid de Largada da 22ªcorrida da Formula 2

POSPilotoEquipe
121Robert ShwartzmanPrema Racing
25Marcus ArmstrongART Grand Prix
37Yuki TsunodaCarlin
424Nikita MazepinHitech Grand Prix
520Mick SchumacherPrema Racing
68Jehan DaruvalaCarlin
74Callum IlottUNI-Virtuosi
815Felipe DrugovichMP Motorsport
92Dan TicktumDAMS
109Jack AitkenCampos Racing
1112Pedro PiquetCharouz Racing System
1225Luca GhiottoHitech Grand Prix
131Sean GelaelDAMS
143Guanyu ZhouUNI-Virtuosi
1522Roy NissanyTrident
1611Louis DelétrazCharouz Racing System
1714Giuliano AlesiMP Motorsport
1817Théo PourchaireBWT HWA RACELAB
196Christian LundgaardART Grand Prix
2023Marino SatoTrident
2110Guilherme SamaiaCampos Racing
2216Artem MarkelovBWT HWA RACELAB

Prova do domingo foi tranquila em relação ao vencedor, mas deve muita disputa e muita confusão, típica das provas curtas da categoria de acesso da Formula 1.

Quase um desastre para Nikita Mazepin, o russo teve problemas para partir, mas conseguiu em tempo ir para a volta de apresentação e retornar a posição dele no grid de largada.

Na largada, Shwartzman manteve a liderança, seguido de Tsunoda que ganhou a 2ªposição, mas a boa posição do piloto Japonês não durou muito, ele perdeu rendimento e teve de ir para os boxes no final da primeira volta, muito provavelmente com um furo nos pneus. Marcus Armstrong herdou a segunda posição, depois vinha Daruvala, Schumacher, Mazepin, Aitken, Ilott, Zhou, Piquet e Ticktum nas 10 primeiras posições.

Mazepin começou a atacar Schumacher e superou, mas Mick conseguiu reverter a ultrapassagem e continuar em 4ºlugar. Na volta seguinte, Mazepin repete a ultrapassagem, mas agora sem chances de Mick se defender.

Na 5ªvolta, foi a vez de Daruvala ser superado pelo piloto russo da HiTech. Calum Ilott não poderia ficar muito longe de Mick Schumacher, sem perder tempo superou Jack Aitken e assumiu a 6ªposição, logo atrás do piloto da Prema e adversário na disputa pelo campeonato.

Na 6ªVolta, O Safety Car entra na pista. O motivo foi à parada do carro de Théo Pourchaire da HWA. Aitken, Deletráz e Tsunoda pararam nos boxes nesse meio tempo.

Na 8ªVolta, o Safety Car sai da pista e a corrida recomeça, com Shwartzman tranquilamente na liderança. Armstrong não tem facilidade para segurar a segunda posição, sofreu pressão de Mazepin. Na curva 9 é que aconteceu uma manobra desastrosa de Callum Ilott, que acabou tentando passar de uma vez Schumacher e Daruvala e dessa forma, atingiu o piloto Indiano que rodou e abandonou a prova. Foi uma manobra precipitada que acabou tirando o piloto da corrida e acabou ocasionando a punição do vice-líder do campeonato voltas depois. O Virtual Safety Car foi acionado para arrumar toda essa confusão.

Após isso, o SCV foi desligado e a corrida pode continuar no final da 9ªVolta. Enquanto Shwartzman, Mazepin e Armstrong continuavam nas 3 primeiras posições, Pedro Piquet se aproveitou de toda aquela confusão e subiu para 4ªposição, na frente de Mick Schumacher. Zhou, Lundgaard, Drugovich, Markelov e Alesi completavam os 10 primeiros colocados.

Ao começar a 11ªVolta, Mazepin se aproveita da espalhada de curva de Armstrong e assume a segunda posição após ultrapassagem sobre o piloto Neozelandês. Na volta seguinte, foi a vez de Piquet superar Armstrong, subindo para a 3ªposição, que já seria o melhor resultado da carreira do piloto brasileiro na categoria.

Guanyu Zhou colocou pressão em Schumacher por algumas voltas, até que na volta 15 a pressão surtiu efeito e o piloto Chinês passou para 5ªposição, superando Mick que começou a ficar mais para Lundgaard e Drugovich, 7º e 8ºcolocados respectivamente, Por duas vezes, o vencedor da prova de sábado (Drugovich) não superou o piloto da ART Grand Prix nessa disputa entre os dois.

Nas voltas seguintes, Deletraz que vinha em 9ºlugar começou a dar seu show lá na frente. O Suíço passou Drugovich a 5,5 voltas do final, depois passou Lundgaard. Na 20ªVolta passou Schumacher, depois passou Zhou na volta seguinte e passou Armstrong na penúltima volta. Ainda por cima, contou com o abandono de Pedro Piquet (com problemas mecânicos) para alcançar um improvável pódio.

Shwartzman venceu de ponta a ponta, sem deixar qualquer dúvida com relação ao seu desempenho no domingo. O Russo ainda tem alguma chance de título da Formula 2. Nikita Mazepin da Hi Tech fechou a prova na segunda posição e o pódio foi completado pelo Suíço Louis Deletráz da Charouz, largando da 16ªposição para alcançar o pódio merecidíssimo.

Marcus Armstrong teve um final de semana sólido, mas ficou fora do pódio chegando atrás de Deletráz, na 4ªposição. Guanyu Zhou fez uma corrida de recuperação muito feliz no domingo chegando em 5ºlugar. Christian Lundgaard superou Mick Schumacher na última volta e completou a prova na 6ªposição. Enquanto que Mick Schumacher marcou 2 pontos importantes que o fazem ficar na liderança do campeonato, com 205 pontos, 14 pontos a frente de Callum Ilott. Felipe Drugovich no seu melhor final de semana na Formula 2 completa a zona de pontuação.
Nesse final de semana vamos ter a última etapa do campeonato, no anel externo do complexo de Sahkir. É dai que veremos quem vai ser o campeão da Formula 2 em 2020.

Fotos:

F2_bahrein2020

 Resultado final da 22ªcorrida da Formula 2
GP do Bahrein – 23 Voltas

POSPilotoEquipeTempoMelhor voltanº da Volta
121Robert ShwartzmanPrema Racing43:15.9921:46.5452
224Nikita MazepinHitech Grand Prixa 5.2831:46.6834
311Louis DelétrazCharouz Racing Systema 6.4721:45.11410
45Marcus ArmstrongART Grand Prixa 10.6551:46.8802
53Guanyu ZhouUNI-Virtuosia 15.1331:47.33510
66Christian LundgaardART Grand Prixa 18.5641:47.3084
720Mick SchumacherPrema Racinga 20.7411:47.17910
815Felipe DrugovichMP Motorsporta 23.5101:47.20910
922Roy NissanyTridenta 25.3521:48.0494
1016Artem MarkelovBWT HWA RACELABa 31.1501:47.5254
1123Marino SatoTridenta 31.8481:48.3753
122Dan TicktumDAMSa 39.8241:46.87511
1314Giuliano AlesiMP Motorsporta 43.9041:48.45710
141Sean GelaelDAMSa 44.4271:46.85011
157Yuki TsunodaCarlina 49.1481:46.14010
164Callum IlottUNI-Virtuosia 1:03.4631:46.00612
179Jack AitkenCampos Racinga 1 Volta1:47.11511
1810Guilherme SamaiaCampos Racinga 1 Volta1:46.11710
1912Pedro PiquetCharouz Racing Systema 2 Voltas1:47.08710
25Luca GhiottoHitech Grand Prixa 14 Voltas1:47.8573
8Jehan DaruvalaCarlina 16 Voltas1:47.2054
17Théo PourchaireBWT HWA RACELABa 18 Voltas1:48.6422

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MP motorsport/Uni-Virtuosi/Prema/Charouz/HiTech/Carlin/HWA

Petrov e o pensamento ultrapassado e conservador de um país

Nas últimas duas semanas, um dos principais assuntos da Formula 1 foi a manifestação de Lewis Hamilton no pódio do GP de Mugello.

O piloto inglês se manifestou pedindo cadeia para os policiais que mataram Breonna Taylor durante uma operação que envolvia um ex-namorado suspeito de trafico de Drogas e que já teria sido condenado. Em uma operação brutal, os policiais deram 8 tiros na jovem que tinha 26 anos e que estava dormindo no momento da sua morte. Os policiais disseram que chamaram ela várias vezes, mas vizinhos de condomínio disseram que os policiais chamara polícia só uma vez e depois arrobaram a porta do apartamento de Breonna e deram os tiros que mataram a técnica de emergências médicas que tinha sonho de ser enfermeira.

Esse manifesto chegou a ser investigado pela FIA, por ter violado o artigo 1.2 do seu estatuto, o órgão diz que “vai evitar se manifestar sobre discriminação por raça, cor, gênero, orientação sexual, etnia, idioma, religião, filosofia, política, situação familiar ou deficiência em suas atividades”. Lewis Hamilton disse que não iria parar com as manifestações. A entidade acabou recuando na investigação.

Parecia que esse episódio já tinha sido pagina enviada. Porém, nessa semana o piloto Vitaly Petrov, primeiro russo a correr na Formula 1 (Renault 2010-2011 e Caterham 2012)  disse ao site “Championat” que Lewis Hamilton “foi longe demais quando pediu a todos que se ajoelhassem” Petrov que corre pela SMP Racing pelo endurance disse que metade dos adeptos não sabiam nem do que aconteceu até que tivesse uma explicação… E ai, o que ele falou a seguir é inacreditável. “E se um piloto admitir que é homossexual, Hamilton irá usar uma bandeira arco-íris para incentivar todos a serem homossexuais também? Acho que a FIA não vai permitir mais este tipo de comportamento”.

Petrov falou que no seu país as coisas são diferentes e que é preciso respeitar as leis de cada país. Na Rússia, Atleta ou adepto que seja homossexual ou defensor dos direitos LGBT pode ser preso por 14 dias. Caso seja estrangeiro, o cidadão pode ser expulso se ficar provado de envolvimento na divulgação de propaganda homossexual.

Petrov se posicionou contra o movimento ‘Black Lives Mater’, depois falou sobre as tradições russas: “Segundo as nossas tradições, só se pode ajoelhar em duas ocasiões: num tempo perante Deus e quando pedimos a nossa namorada em casamento. Na Rússia, temos uma mentalidade diferente e não temos os problemas [de racismo] de que Hamilton fala. Tem que haver respeito por todos”

Os Russos não se ajoelham por uma questão histórica. Eles interpretam o ato de se ajoelhar como um sinal de submissão. Isso, se monta entre o século 13 e 14, quando as terras russas foram dominadas pelo Império Mongol e pela Horda de Ouro. Quando o governante mongol e fundador da Horda Dourada, Batu Khan, invadiu a Rus Kievana, no período de 1237-1242, os príncipes russos se tornaram politicamente dependentes da vontade do cã. os príncipes Russos eram forçados a se ajoelhar ao soberano que dominou as suas terras. De certo modo, Isso fazia a reedição da tradição medieval de homenagem, uma cerimônia em que um vassalo promete sua lealdade, reverência e submissão ao seu senhor feudal. Parte desse texto foi pego do site: https://br.rbth.com/estilo-de-vida/84104-por-que-russos-nao-ajoelham-protesto (Russia Beyond BR)

Minha opinião: Tudo bem que a Rússia temos uma tradição e um contexto histórico diferente. Porém, a Rússia esta em termos de costumes atrasado em mais de 100 anos. Na maioria do mundo as coisas mudaram não se pode e nem devemos admitir discursos violentos de pessoas conservadoras e retrogradas. Sobre o Petrov, além de ser contra a um momento legitimo ele acabou sendo grosseiramente homofóbico. A fala dele se retratando caso tivéssemos um homossexual na Formula 1 (Até parece que nunca tivemos ou não temos piloto, engenheiro ou mecânico Gay trabalhando entre as 10 equipes ou no circo da Formula 1) é de uma grosseria sem tamanho, em grande parte do mundo Petrov iria para a cadeia, já que homofobia é crime. Infelizmente no Brasil, esse piloto seria chamado de mito e de representante da extrema direita no esporte a motor.

O esporte a motor no Brasil é ultraconservador, na maioria dos casos os pilotos são pessoas grosseiras, preconceituosas, não conseguem dialogar com a realidade. Alguns pilotos são adesistas ao governo que destroem florestas e se alinham a uma linha negacionista da realidade. Logo que Hamilton falou sobre as queimadas da Floresta amazônica, o piloto Lucas di Grassi questionou Hamilton e outros pilotos brasileiros começaram a implicar com Lewis. No começo da temporada da Formula 1, um outro piloto (no qual não cito o nome dele, mas é um piloto medíocre da Stock Car que apoiou Bolsonaro e até tirou foto) de forma tendenciosa questionou a manobra de Hamilton com Alexander Albon no final do GP da Áustria, 1ªetapa da temporada. Pelo menos, um piloto não passa pano para esse obscurantismo, ele se chama João Paulo de Oliveira.

Não tem justificativa para proibir uma manifestação racista ou tentar inibir os manifestos mais do que justos de Lewis Hamilton. Prestes a superar o recorde de vitórias de Michael Schumacher, o único piloto negro a disputar a Formula 1 nos seus 70 anos de história esta enfrentando essa frente de trabalho que não é fácil de lutar. Acreditem nisso, Hamilton não tem o apoio da FIA pra valer. A Federação Internacional de Automobilismo negocia com países como Arábia Saudita para levar o circo da categoria até lá. Um país que vive uma ditadura, condenável e que viola os direitos humanos. Tem corridas em países onde não se vive democracia e que os direitos humanos são violados. Além de ter corridas em Bahrein, Abu Dhabi e Turquia que são países aonde se viola direitos humanos e tem cerceamento de liberdades.

O que eu quero dizer, se Hamilton não lutasse, não se manifestasse contra o racismo a FIA nada iria fazer, não iria nem tocar no assunto. Em suma, a FIA continua sendo a mesma de antes, a Formula 1 muda de dono, mas a essência elitista e totalmente sem qualquer empatia com quem mais precisa. O que importa para eles é apenas o verde das notas e não o verde das florestas. É a hipocrisia completa de uma entidade que de frente se mostra aberta as pautas necessárias para um mundo melhor, mas por debaixo dos panos, vêm todas as negociatas com ditaduras, com petrodólares e riquezas banhadas de muito sangue de pessoas inocentes, mortas por violarem regras ultrapassadas e inaceitáveis em pleno século XXI.

A Formula 1 Corre no Bahrein – mesmo diante dos manifesto de 2012

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Latuff/Grupo Sinos/BestLap (forum antigo)

Leclerc domina corrida, Mas motor perde potência e Hamilton conquista vitória no Bahrein

Em uma das corridas mais movimentadas dos últimos anos, Um domínio enorme do Monegasco Charles Leclerc que tinha tudo para levar sua primeira vitória na carreira. Porém, Com a perda de potência nas últimas 10 voltas acabou por tirar a vitória das mãos dele e quem herdou a vitória foi Lewis Hamilton com a Mercedes que não contava nem com a Vitória e muito menos com a dobradinha nesse domingo, Valtteri Bottas ficou em 2º e Charles Leclerc ainda conseguiu ficar com um lugar no pódio.

Com tempo ruim e ventando foi iniciada a prova no Barhein, Na Largada foi Vettel que assumiu a liderança, Leclerc segurou o segundo lugar do ataque de Valtteri Bottas, Mas na segunda curva acabou sendo ultrapassado pelo piloto da Mercedes. Mais atrás Lance Stroll tocou em Romain Grosjean e Ambos foram para os boxes lentamente, Um para trocar o pneu furado e outro para trocar o aerofólio dianteiro.

No começo da segunda volta, Bottas acaba perdendo a segunda posição para Leclerc e logo depois a 3ªposição para Hamilton, Pela forma que foi possível poderia ter tido algum problema com o carro. O Jovem Charles Leclerc não se intimidou com a largada ruim que ele fez (Normal para quem esta estreando) foi para cima de Vettel e acabou na volta 6 ultrapassando o Alemão e reconquistando a liderança para suas mãos. Duas voltas antes, Carlos Sainz jr. foi para cima de Max Verstappen e o holandês acabou tocando no pneu dianteiro de Sainz, que acabou furando e obrigando o Espanhol a ir para os Boxes.

Leclerc lá na frente começou a abrir vantagem para Vettel. Hamilton vinha tentando acompanhar os dois em 3º enquanto Bottas estava tentando abrir vantagem para Verstappen que vinha perto do finlandês. Perez foi o primeiro a fazer a parada na 9ªVolta. As 1ªParadas estavam sendo muito cedo, Por conta do excessivo desgaste que essa pista proporciona.

Dos líderes, O primeiro a fazer a parada foi Verstappen na 12ªVolta, Essa parada do piloto Holandês acabou fazendo ele ganhar a posição do Bottas que fez sua parada na volta seguinte. Só que a Alegria do piloto da Red Bull não durou muito tempo não, Bottas conseguiu a ultrapassagem na volta 14 por fora e recuperou a posição. Na mesma volta Charles Leclerc e Lewis Hamilton foi para os boxes, O inglês colocou os pneus macios enquanto Leclerc colocou pneus médios.

Vettel fez a parada na 15ªVolta, A liderança passa a ser de Daniel Ricciardo que durou poucas curvas. Leclerc voltou a liderança, Antes disso, Kvyat foi atingido pelo Antonio Giovinazzi antes da sua parada. Mas para o Russo isso não foi o pior que aconteceu, Por ter passado do limite de velocidade ele acabou punido em 5 segundos para serem compridos na parada seguinte.

Hamilton em 2º tinha a vantagem dos pneus mais macios sobre Leclerc, Mas o que aconteceu na pista foi que a vantagem entre os dois aumentou e Vettel começava a chegar no seu Arquirrival, Hamilton estava arriscando tudo, Tanto é que ele saia de pista na 19ªVolta e perdendo tempo.

Vettel chegou em Hamilton, Os pneus macios do inglês já tinham se desgastado em excesso enquanto Vettel tinha os pneus melhores. Na volta 23, sem grandes dificuldades Vettel recupera o segundo lugar das mãos de Hamilton. Leclerc aproveitou muito bem essa briga e já tinha aberto 7 segundos a frente dos dois. Enquanto Vettel abriu do Hamilton, Ricciardo foi para a sua única parada na 24ªvolta.

Lando Norris foi para cima de Kimi Raikkonen e o piloto da Mclaren conquistou a 7ªposição. Bela prova do queridinho da Inglaterra que só estava atrás de Nico Hulkenberg nessa disputa pelo melhor piloto do Segundo pelotão.

Verstappen foi o primeiro dos pilotos a fazerem a 2ªtroca de pneus na 33ªVolta. Com a expectativa de voltar a frente de Bottas que já tinha uma vantagem razoavelmente boa para o piloto da Red Bull. Lewis Hamilton com os pneus desgastados foi para os boxes na volta 35 e colocou os pneus médios para tentar ganhar a posição de Vettel. Sem perda de tempo, O piloto da Ferrari vai para os boxes na volta seguinte.

Na volta 36, Hamilton chega em Vettel e começa a atacar o piloto da Ferrari, Na Volta seguinte tanto Vettel como Hamilton passaram Bottas que se encaminhou para os boxes na Volta 38. Foi num respiro dessa briga, Hamilton foi para cima de Vettel de novo (Foram 2 tentativas de ultrapassagens) Na primeira, Hamilton e Vettel dividiram curva e o piloto da Ferrari manteve a frente, Só que na volta seguinte Hamilton consegue a ultrapassagem e Vettel acaba Rodando sozinho. Com isso, Lewis praticamente garantiu o segundo lugar e Vettel poderia ainda assim voltar em 3ºlugar. Mas o problema foi do Tetracampeão do Mundo foi que curvas depois ele se troca com um dos retardatários e acaba quebrando o bico e furando um dos pneus o que fez ele fazer uma terceira parada e voltar apenas em 9ºlugar.

Vettel não teve grandes problemas para conseguir recuperar posições sobre Raikkonen, Norris, Ricciardo e Hulkenberg. Em poucas voltas o Alemão da Ferrari já vinha em 5ºlugar, Mas a partir dai só mesmo com algum problema para Vettel melhorar sua posição, Verstappen tinha mais de 20 segundos de diferença em 4ºlugar.

Enquanto Hulkenberg estava firme e forte em 6ºlugar, O Austráliano Daniel Ricciardo começou a perder rendimento, Perdendo posições para Norris e Raikkonen caindo para o 9ºlugar. Ao mesmo tempo Charles Leclerc começou a perder rendimento do seu motor, A Parte da bateria acabou falhando e o piloto de Mônaco perdeu potência e suas voltas ficaram bem mais lentas do que os tempos de Hamilton. A Sua vantagem virou pó e no final da volta 48 o inglês passou o jovem Charles e acabou assumindo a liderança da prova.

Enquanto Hamilton disparava para uma vitória inesperada, Leclerc perdia cada vez mais tempo e ficava cada vez mais ameaçado por Valtteri Bottas que vinha em uma prova bem discreta. Na 54ªVolta, Bottas tomou o segundo lugar de Leclerc que certamente não iria segurar Verstappen ao restar 4 voltas para o final…

… Mas eis que a 3 voltas do final, Os dois pilotos da Renault abandonaram ao mesmo tempo. Hulkenberg acabou tendo seu motor quebrado e Ricciardo com problemas elétricos. O Safety Car entrou na pista e Acabou a prova já que o Regime de Safety Car durou até a bandeirada. Lewis Hamilton levou a prova pela 74ªVez na carreira, Uma vitória bem inesperada e muito mais o segundo lugar de Valtteri Bottas mais inesperado ainda. O Finlandês mantem a liderança do campeonato com espaço de um ponto de diferença.

Charles Leclerc salvou o pódio graças ao Safety Car, Uma judiação para o melhor piloto do final de semana. Até mesmo Lewis Hamilton reconheceu isso e acabou depois da prova esperando Leclerc sair do carro para abraçar ele. Além de ter lamentado por ele ao falar pela equipe na volta de desaceleração.  O 3ºlugar de hoje não reflete o respeito que o piloto de Mônaco ganhou com o mundo da Formula 1, Conquistada pela brilhante atuação que obteve.

Max Verstappen parece que vai nesse começo de ano carregar a Red Bull nas costas, Acabou a corrida em 4ºlugar e ocupa o 3ºlugar no campeonato de pilotos, Só atrás dos pilotos da Mercedes e na frente dos dois pilotos da Ferrari.

Sebastian Vettel acabou pelos seus erros saindo do pódio e ficando apenas em 5ºlugar, Algo precisa ser trabalhado na cabeça dele ou corre o risco de começar a ver a Ferrari trabalhar para Leclerc daqui a algumas corridas.

Outro jovem que fez um belo trabalho hoje foi Lando Norris, O Inglês conseguiu fazer uma bela corrida levando a Mclaren os primeiros pontos do ano e mostrando que tanto ele como a Mclaren possam fazer um belo campeonato, Favorecido pela quebra de Hulkenberg no final da corrida. Kimi Raikkonen em 7ºlugar, Numa boa corrida. Mesmo não tendo uma Alfa Romeo muito forte nas suas mãos. Com os pontos de hoje e com os pontos da Austrália ele sai do Bahrein como o 6ºlugar no Mundial de Pilotos e a Alfa esta em 4ºlugar no Mundial de Construtores.

Pierre Gasly fez uma corrida mão muito boa, Mas conseguiu chegar na zona de pontuação com o 8ºlugar, Mas ainda esta muito longe do seu companheiro de equipe. Alexander Albon fez uma boa corrida e marcou seus primeiros pontos com o 9ºlugar. A Toro Rosso pode estar confirmando a boa surpresa desse ano pelas 2 primeiras corridas do ano. Quem fechou a zona de pontuação foi Sergio Perez com a Racing Point.

Antonio Giovinazzi deixou a desejar, Ficou atrás de Raikkonen (Bem atrás), Acabou jogando o carro de Kvyat para fora da pista (Aonde ele deveria ter sido punido) e acabou dando uma sorte por ter terminado a prova em 11ºlugar perto dos pontos, A frente de Danill Kvyat que acabou tocado pelo piloto da Alfa Romeo, Mas o russo acabou não se ajudando, pois acabou punido por ter passado do limite de velocidade e acabou longe dos pontos em 12ºlugar.

Kevin Magnussen em dia irreconhecível da Haas acabou ficando em 13ºlugar, Alguma coisa aconteceu com esse carro de Sábado para o Domingo. Só ficou na frente de Lance Stroll que se complicou ao tocar no começo em Romain Grosjean e dos dois pilotos da Williams. (Russell na frente de Kubica) Ainda se classificaram: Hulkenberg, Ricciardo e Sainz jr. por terem terminado 90% da prova.

Daqui a 2 semanas teremos a história corrida de número 1000 do Mundial de Formula 1. No GP da China no Circuito de Xangaí.

Fotos:

Resultado final do GP do Bahrein de Formula 1
2ªEtapa da Temporada de 2019

posPilotoEquipeChassisMotorVoltasTempoMelhor VoltaVoltaPontos
144Lewis HamiltonMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+571:34:21.2951:33.5283625
277Valtteri BottasMercedes AMG Petronas MotorsportF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+57a 2.980s1:33.4113818
316Charles LeclercScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 06457a 6.131s1:34.2094216
433Max VerstappenAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H57a 6.408s1:35.3114712
55Sebastian VettelScuderia Ferrari Mission WinnowSF90Ferrari 06457a 36.068s1:34.8954310
64Lando NorrisMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 1957a 45.754s1:35.777148
77Kimi RäikkönenAlfa Romeo RacingC38Ferrari 06457a 47.470s1:35.589456
810Pierre GaslyAston Martin Red Bull RacingRB15Honda RA619H57a 58.094s1:35.291424
923Alexander AlbonRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H57a 1:02.697s1:36.752392
1011Sergio PerezSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes57a 1:03.696s1:36.330511
1199Antonio GiovinazziAlfa Romeo RacingC38Ferrari 06457a 1:04.599s1:35.237420
1226Daniil KvyatRed Bull Toro RossoSTR14Honda RA619H56a 1 Volta1:34.934400
1320Kevin MagnussenRich Energy Haas F1 TeamVF-19Ferrari 06456a 1 Volta1:35.892410
1418Lance StrollSportPesa Racing Point F1 TeamRP19BWT Mercedes56a 1 Volta1:37.037310
1563George RussellROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+56a 1 Volta1:37.313140
1688Robert KubicaROKiT Williams RacingFW42Mercedes M10 EQ Power+55a 2 Voltas1:37.903130
1727Nico HulkenbergRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 1953a 4 Voltas1:35.215140
183Daniel RicciardoRenault F1 TeamR.S.19Renault E-Tech 1953a 4 Voltas1:36.697420
1955Carlos SainzMcLaren F1 TeamMCL34Renault E-Tech 1953a 4 Voltas1:35.586420
OUT8Romain GrosjeanRich Energy Haas F1 TeamVF-19Ferrari 06416a 41 Voltas1:37.26230

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Mclaren/Alfa Romeo/Toro Rosso/Racing Point