GP da Alemanha – Mundial de Motovelocidade 2023 – 3ªEtapa da Moto E

Moto E na Alemanha realizou a sua terceira rodada dupla, no complicado e travado circuito de Sachsenring.

A repescagem começou com a pista molhada e com os pilotos saindo com os pneus de pista de chuva. A partir dos 6:20 minutos para o final do Q1 até o final da sessão os tempos foram baixando cada vez mais. O piloto italiano Kevin Manfredi marcou 1:41.859 isso entre os primeiros tempos marcados com Luca Savadori na segunda posição.

Na reta final da sessão, Os melhores tempos desabaram em mais de 4 segundos em relação ao começo da sessão. Nicholas Spinelli com o tempo de 1:37.281 marcando com o cronometro zerado acabou com a primeira posição e o japonês Hikari Okubo acabou ficando com a segunda vaga após marcar o tempo de 1:37.525. Miguel Pons chegou a ficar na frente nos momentos finais, mas foi superado por Spinelli e Okubo e acabou ficando mesmo com a 11ªposição no Grid de largada.

Resultado do Q1:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati 01’37.281
2 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati 01’37.525
3 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati 01’37.647
4 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati 01’37.698
5 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’37.760
6 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati 01’38.003
7 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati 01’38.639
8 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’38.898
9 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati 01’39.217
10 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati 01’42.447

Com a pista um pouco melhor tivemos a definição da pole position no final da programação da sexta-feira. Os pilotos não decepcionaram e colocaram o tempo sempre para baixo até o termino dos 10 minutos de sessão.

Na primeira rodada de voltas, Nicholas Spinelli veio com tudo e marcou o melhor tempo com 1:37.644, seguido de Jordi Torres que fez o tempo antes de Spinelli, de Okubo e de Eric Granado que foi o primeiro desses quarto a marcar tempo. Ou seja, a pista estava melhorando volta após volta, tanto é que em sua segunda tentativa, Hector Garzó superou todos eles ao marcar o tempo de 1:37.626 a 4:40 do final do Q2.

A menos de 4 minutos do final, Granado com 1:37.042 foi para a liderança, mas em seguida foi superado por Okubo que fez 1:36.914 e por Jordi Torres que marcou 1:36.449 e assumiu a liderança da sessão. Nicholas Spinelli chegou a almejar a pole, mas perdeu tempo no trecho final e acabou marcando apenas o 4ºtempo. A 3:10 do final da Sessão, Hector Garzó pulou da 5ª para a segunda posição com o tempo de 1:36.735.

A 2:20 do final, Eric Granado pula para a ponta sendo o primeiro a entrar na casa do 1 minuto e 35 segundos (1:35.954), superando em 30 milésimos o tempo de Hikari Okubo que fez a volta na sequência e não conseguiu superar o piloto brasileiro, Jordi Torres ficou com o terceiro tempo.

O brasileiro ficou na liderança até que Hector Garzó da Dynavolt superou por pouco o seu tempo (1:35.931).

A 45 segundos do final, Granado marcou 1:35.235 e voltou a liderança, mas foi superado por Jordi Torres 10 segundos depois ao marcar 1:34.954. Com o cronometro zerado, Garzó marca 1:34.775 e pula para a liderança e Eric Granado não conseguiu superar o tempo do espanhol, marcando 1:34.920.

Jordi Torres acabou levando a pole position após marcar o tempo de 1:34.601, quase 7 segundos do primeiro tempo marcado na repescagem, mostras de que a pista melhorou bastante no decorrer da sessão das motos elétricas, mas a pista não permitiu o tempo ideial para esses pilotos. Torres vai largar na frente nas duas corridas do sábado. Ao seu lado vão estar os pilotos Hector Garzó, 3ºcolocado no Mundial vai largar na segunda posição e Eric Granado da LCR na 3ªposição, motivado após a vitória na segunda prova em Mugello.

Nicholas Spinelli que saiu do Q1 fez uma ótima classificação e foi recompensado com a 4ªposição. O piloto da Pons vai abrir a 2ªfila e terá a companhia do japonês Hikari Okubo e o italiano Mattia Casadei, seu companheiro de equipe na equipe de Sito Pons. O Top 10 será completado por Randy Krummenacher, Alessandro Zaccone, Tito Rabat e Matteo Ferrari que acabou desclassificado do Q2 por irregularidades em sua moto e caiu para a 10ªposição.

Grid de Largada:

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati 01’34.601
2 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati 01’34.775
3 51 Eric Granado LCR E-Team Ducati 01’34.920
4 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati 01’35.605
5 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati 01’35.703
6 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati 01’35.806
7 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati 01’36.309
8 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati 01’36.487
9 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati 01’38.783
10 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati 01’37.410
11 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati 01’37.647
12 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati 01’37.698
13 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’37.760
14 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati 01’38.639
15 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati 01’38.898
16 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati 01’39.217
17 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati 01’42.447
18 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati 01’38.003

A primeira corrida da rodada dupla foi disputada em pista seca, muito diferente do que foi a classificação na tarde do dia anterior. 10 voltas de várias disputas pela liderança e com final favorável para o líder do campeonato Jordi Torres.

Na largada, Hector Garzó pula muito bem e faz a curva 1 na frente, mas na curva 2, o jovem Nicholas Spinelli surpreendeu e tomou a ponta vindo da 4ªposição no grid de largada, deixando Garzó em segundo, Jordi Torres em 3º, Eric Granado em 4º e Hikari Okubo em 5º. Casadei, Krummenacher, Zaccone, Rabat e Ferrari fechavam o Top 10. Nas curvas 10 e 11, Eric passou Jordi Torres e assume a 3ªposição.

Já na segunda volta, Garzó aproveita uma brecha para passar Spinelli e tomar de novo a liderança. Spinelli da Pons foi superado por Granado e Torres caindo para a 4ªposição. A partir dai, Jordi Torres foi para o ataque de Eric Granado que segura a segunda posição na entrada da 3ªVolta.

No final da volta 3, Torres supera Granado e sobe para a segunda posição. Nicholas Spinelli tentou se aproveitar para passar o piloto brasileiro da LCR, mas Granado segurou bem na curva 1 para ficar por dentro na curva 2 para ficar com a 3ªposição. Os 4 primeiros colocados estavam disputando posições, Garzó segurando Torres que estava no ataque enquanto que Granado segura a 3ªposição dos ataques de Spinelli. Randy Krummenacher completa as 5 primeiras posições após chegamos a metade da prova.

Randy Krummenacher superou Casadei e sube para a 4ªposição, os pilotos da Pons acabaram advertidos por excederem os limites da pista. No final da volta 6 (Curva 12), Granado recuperou a segunda posição em cima de Jordi Torres.

Na 7ªVolta, Garzó que chegou a abrir 4 décimos passou a ser pressionado por Granado e Torres. O piloto brasileiro fez a mesma manobra para passar Torres, na curva 12 para passar Garzó e assumir a ponta. Torres também passou o piloto da Dynavolt e seguiu junto de Granado. Garzó caiu para 3º e estava logo a frente de Krummenacher, Spinelli e Matteo Ferrari que estava fazendo uma boa corrida de recuperação. Na 8ªVolta, Ferrari passou Spinelli e assumiu a 5ªposição.

Na penúltima volta, Torres teve de lutar com Garzó para manter a 2ªposição. No final da volta, Torres foi para cima de Granado e passou na curva 12. Jordi Torres entrou na última volta na frente, ai Eric Granado foi com tudo para passar Torres na curva 1, mas acabou errando, indo para a parte suja da pista e foi para o chão e acabou deixando a prova. Metros depois, Hector Garzó foi para o chão após ter sido tocado por Nicholas Spinelli.

Sorte de Jordi Torres que levou sua moto até a bandeirada e conquistou uma vitória que poderia lhe ser mais difícil do que foi. O espanhol se consolidou na liderança do Mundial após uma grande atuação e cruzando a linha de chegada, ao contraio de Granado e Garzó que correram muito bem, mas por erro ou por toque em outro piloto.

O pódio foi completado pelo suíço Randy Krummenacher da Dynavolt, o seu segundo pódio na temporada, passando o italiano Nicholas Spinelli da Pons que acabou na 3ªposição. Matteo Ferrari se recuperou bem, mas não passou da 4ªposição, perdendo 12 pontos em relação a Jordi Torres que tinha 14 pontos de vantagem para o piloto da Gresini na liderança. Alessandro Zaccone e Mattia Casadei completaram as primeiras posições.

Resultado do 7ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Alemanha – Sachsenring – Moto E – Corrida 1 – 10 voltas

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati 14’46.6360
2 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 0.778
3 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati a 0.962
4 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati a 1.014
5 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati a 1.370
6 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati a 3.550
7 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati a 4.772
8 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati a 4.850
9 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati a 5.282
10 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati a 6.481
11 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 7.318
12 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 7.949
13 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati a 13.567
14 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati a 18.576
15 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati a 18.761
16 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati a 21.661
4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 1 Volta
51 Eric Granado LCR E-Team Ducati a 1 Volta

A Segunda corrida da Moto E aconteceu logo após a corrida Sprint da MotoGP e ela acabou sendo prejudicada pela chuva que acabou caindo no decorrer da competição e que encurtou a mesma em algumas voltas.

Na largada, Hector Garzó repetiu a ótima largada, mas dessa vez o piloto espanhol da Dynavolt manteve a ponta com Torres, Casadei e Granado no primeiro pelotão, tentando fugir do restante da turma. Randy Krummenacher passou Nicholas Spinelli para ganhar a 5ªposição. Okubo, Ferrari, Zaccone e Mantovani completavam o Top 10.

Mattia Casadei até tentou passar Jordi Torres na 3ªvolta, mas não teve espaço para realizar a manobra e acabou esperando outro momento para fazer a manobra. Randy Krummenacher chegou no primeiro pelotão quando começou a chuviscar. No final da Volta 3, Garzó é superado por Jordi Torres que assume a liderança. O espanhol queria vencer a segunda bateria e disparar na liderança do Mundial.

Na entrada da 4ªVolta, Mattia Casadei fez uma ultrapassagem dupla  sobre Garzó e Torres passando da 3ª para a 1ªposição. O piloto da Pons que não foi tão bem na primeira corrida queria dá a volta por cima. Já Granado era pressionado por Krummenacher.

No final da 5ªVolta, Jordi Torres passou Mattia Casadei e voltou á ponta na curva 12, mas na curva seguinte, Casadei deu o troco em cima de Torres e terminou a volta 5 na ponta.

Na volta 6, Hector Garzó fez ultrapassagem dupla sobre Torres e Casadei para tomar a ponta. Krummenacher passou Granado e passou para a 4ªposição. Na curva 12, Granado deu o troco e voltou para a 4ªposição.

Na 7ªVolta a chuva se intensifica e a direção de corrida decide interromper a corrida e logo em seguida encerra a mesma com 2/3 de prova concluídas. Hector Garzó conquista a vitória por ter cruzado a linha de chegada na última volta válida. O pódio foi completado por Mattia Casadei que fez uma grande corrida na segunda corrida e por Jordi Torres da Aspar Martinez.

Eric Granado da LCR, Nicholas Spinelli da Pons e Randy Krummenacher da Dynavolt completou o Top 6 da 2ªprova da rodada Dupla do GP da Alemanha.

Resultado do 7ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Alemanha – Sachsenring – Moto E – Corrida 2 – 6 voltas

pos piloto Equipe Moto Tempo
1 4 Hector Garzo Dynavolt Intact GP MotoE Ducati 08’50.5070
2 40 Mattia Casadei HP Pons Los40 Ducati a 0.233
3 81 Jordi Torres Openbank Aspar Team Ducati a 0.290
4 51 Eric Granado LCR E-Team Ducati a 0.577
5 29 Nicholas Spinelli HP Pons Los40 Ducati a 0.779
6 3 Randy Krummenacher Dynavolt Intact GP MotoE Ducati a 0.802
7 11 Matteo Ferrari Felo Gresini MotoE Ducati a 0.857
8 78 Hikari Okubo Tech3 E-racing Ducati a 2.650
9 61 Alessandro Zaccone Tech3 E-racing Ducati a 2.657
10 9 Andrea Mantovani RNF MotoE Team Ducati a 2.770
11 77 Miquel Pons LCR E-Team Ducati a 2.880
12 21 Kevin Zannoni Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 5.312
13 34 Kevin Manfredi Ongetta SIC58 Squadracorse Ducati a 5.886
14 53 Tito Rabat Prettl Pramac MotoE Ducati a 6.155
15 8 Mika Perez RNF MotoE Team Ducati a 8.396
16 23 Luca Salvadori Prettl Pramac MotoE Ducati a 13.836
17 72 Alessio Finello Felo Gresini MotoE Ducati a 14.481
18 6 Maria Herrera OpenBank Aspar Team Ducati a 19.828

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

2ªEtapa da Moto E – Temporada 2021 – GP da França

Moto E teve um sábado de muita chuva e a classificação precisou ser feito em 12 minutos com todos na pista. Nessa classificação houve muita confusão, O melhor tempo ficou com Dominique Aegerter, mas a sua volta foi cancelada, não só a do piloto suíço, mas também de muitos pilotos, tudo devido a queda de vários pilotos na parte final da sessão.

Após várias mudanças a pole position acabou ficando nas mãos de Eric Granado da One Energy Racing.

No domingo,Novamente a Moto E foi colocada como a última corrida do dia de domingo. Devido as condições difíceis a prova passou a ter apenas 7 voltas.

Na largada, Granado segurou a ponta por 2 curvas, até que na chicane, Alessandro Zaccone passou a liderar a prova, o piloto Brasileiro acabou perdendo posições nas primeiras curvas. Na metade da primeira volta, Dominique Aegerter passou para a liderança e permanece na ponta até o começo da segunda volta, quando o japonês Hikari Okubo se tornou o 4ºpiloto a assumir a primeira posição. Curvas depois, Zaccone voltou à ponta da corrida.

No começo da 3ªvolta, o jovem Fermín Aldeguer acabou derrubando Hikari Okubo e ambos saíram da disputa pela vitória, enquanto o japonês deixou a prova o piloto da Aspar Martinez voltou para a corrida na última posição.

Após esse incidente, Zacconi voltou à liderança, seguido de Aegerter, Tulovic, Granado, Torres e Casadei nas 6 primeiras posições.

A 1 volta e meia do final, Granado começou sua caminhada para a vitória. Primeiro passou Tulovic na metade da 6ªvolta, ao final da volta, foi à vez de Dominique Aegerter ser superado por Granado. Agora teria 1 volta apenas para superar Alessandro Zacconi. Essa ultrapassagem acontece nas últimas curvas do circuito de Le Mans, foi quando Eric passou Zacconi e mesmo que o italiano tenha dado o X, o brasileiro foi melhor na aceleração e acabou ficando com a vitória, 1ª no ano e a 4ªvitória na Moto E que leva Granado de volta a disputa do título.

Zacconi acabou perdendo a segunda posição por ter passado do ponto na última curva da prova, com isso a segunda posição acabou nas mãos de Mattia Casadei da SIC58, restou ao líder do campeonato completar o pódio na 3ªposição.

Dominique Aegerter, Jordi Torres e Yonny Hernandez completaram as 6 primeiras posições. A próxima etapa da Moto E acontece no dia 6 de junho na Catalunha.

Resultado final da 2ªEtapa da Moto E
GP da França – 7 Voltas

pospilotoequipemototempo
151Eric GranadoOne Energy RacingEnergica12’23.012
227Mattia CasadeOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 0.306
361Alessandro ZacconeOcto Pramac MotoEEnergicaa 0.253
477Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergicaa 0.532
540Jordi TorresPons Racing 40Energicaa 0.640
668Yonny HernandezOcto Pramac MotoEEnergicaa 0.900
73Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 1.045
811Matteo FerrariIndonesian E-Racing Gresini MotoEEnergicaa 1.751
919Corentin PerolariTech 3 E-RacingEnergicaa 4.727
106Maria HerreraOpenBank Aspar TeamEnergicaa 4.999
1121Kevin ZannoniLCR E-TeamEnergicaa 15.509
1214Andre PiresAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 29.350
1318Xavi CardelusAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 29.485
1480Jasper IwemaPons Racing 40Energicaa 37.419
1554Fermín AldeguerOpenBank Aspar TeamEnergicaa 1’06.915
78Hikari OkuboAvant Ajo MotoEEnergicaa 5 Voltas
71Miquel PonsLCR E-TeamEnergicaNão Largou
9Andrea MantovaniIndonesian E-Racing Gresini MotoEEnergicaNão Largou

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto E – Aegerter e Ferrari vencem em Rimini e decisão do título

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
140Jordi TorresPons Racing 40Energica1’43.154
211Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’43.165
377Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergica1’43.297
451Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergica1’43.352
510Xavier SimeonLCR E-TeamEnergica1’43.417
635Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergica1’43.432
727Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergica1’43.502
863Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergica1’43.845
966Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergica1’43.850
1055Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergica1’43.906
1115Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergica1’43.990
1270Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergica1’44.133
137Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergica1’44.139
1418Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergica1’44.251
1516Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergica1’44.502
1661Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’44.591
176María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergica1’45.310
1884Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergica1’45.965

Na primeira prova do final de semana, Realizada no sábado, teve uma bela largada de Matteo Ferrari passando Jordi Torres, assumindo a liderança, com Torres e Simeon nas 3 primeiras posições. Aegerter caiu para 4º, Casadei e Granado completavam os 6 primeiros colocados na primeira volta.

No final da primeira volta, Jordi Torres foi para cima de Matteo Ferrari. Enquanto que Mike di Meglio acabou indo para o chão. Foi uma corrida de vários pilotos caindo. Um dos acidentados foi Eric Granado, que foi ao chão e levou com ele o Belga Xavier Simeon (Que perdeu posição para Aegerter), no que levou o abandono de Ambos.

Nessa altura do campeonato, a 5 voltas do final, Aegerter já esta na cola de Jordi Torres. Após a queda de Granado e Simeon, os 3 primeiros colocados (Ferrari, Torres, Aegerter) estavam bem a frente de Mattia Casadei. Alex de Angelis em 5º acabou caindo no final da 4ªVolta. Essa posição passou a ser de Alejandro Medina.

Na volta final, Dominique Aegerter estava em 3º e começou seu caminho para a vitória ao passar Torres na curva 1. Depois o piloto suíço foi para cima de Ferrari e nas curvas finais acabou superando o campeão de 2019 da Moto E, chegando a 2ªVitória na temporada. Ferrari acabou sendo penalizado e perdeu a segunda posição para Jordi Torres da Pons, deixando o piloto da Gresini na terceira posição.

Completando os 6 primeiros colocados ficaram: Mattia Casadei, Tommaso Marcon e Nicolo Canepa.

Resultado Final da 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto E – 7 Voltas – GP DELL’EMILIA ROMAGNA E RIVIERA DI RIMINI

posPilotoEquipeMotoTempo
177Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergica12:11.346
240Jordi TorresPons Racing 40Energicaa 0.103
311Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 0.075
427Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 2.531
570Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaa 6.578
67Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergicaa 7.695
755Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergicaa 8.277
816Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 8.336
918Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 8.553
1061Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 8.640
116María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaa 11.566
1284Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergicaa 16.973
1366Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergicaa 17.538
15Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 4 Voltas
10Xavier SimeonLCR E-TeamEnergicaa 5 Voltas
51Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 5 Voltas
35Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 7 Voltas
63Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 7 Voltas

O grid da corrida de domingo foi em decorrência do resultado da corrida do sábado. Aegerter era o pole position, com Jordi Torres e Matteo Ferrari. Na segunda fila estavam Mattia Casadei, Tommaso Marcon e Nicolo Canepa. Pilotos como Xavier Simeon e Eric Granado que largaram na frente na primeira corrida acabaram largando nas últimas posições.

Aegerter largou bem e mante a liderança, Matteo Ferrari ganhou a posição de Torres. Quem deu um bela largada foi o piloto Tommaso Marcon, que subiu da 5ª para a 3ªposição.

Na metade da primeira volta, Aegerter perdeu a liderança para Ferrari, mas isso não seria o pior para o piloto Suíço. O pior foi no começo da segunda volta, foi quando Macron tentou uma manobra impensada e desastrosa e acabou derrubando Aegerter, ambos foram para o chão. O líder do campeonato conseguiu voltar a corrida, bem longe do pelotão na última posição, com alguma esperança de marcar algum ponto.

Ferrari vinha na liderança mais tranquilo, com uma vantagem para Mattia Casadei e Jordi Torres, os dois disputavam a segunda posição, com o piloto da Pons atacando o piloto da SIC58. Na penúltima volta, Torres passou para a segunda posição, mas Casadei recuperou a segunda posição.

No final, Ferrari segurou a liderança e venceu com tranquilidade a segunda corrida do final de semana, que fez o italiano passar para a liderança do Mundial, restando apenas à rodada dupla de Le Mans. Dominique Aegerter não conseguiu chegar aos pontos, ficou apenas na 16ªposição.

O pódio foi completado por Mattia Casadei da SIC58 e Jordi Torres da Pons. Nicolo Canepa completou seu bom final de semana com mais um 4ºlugar. Alessandro Zaccone da Gresini e Mike di Meglio da Marc VDS completaram os 6 primeiros colocados. Eric Granado ficou em 7ª após ter largado das últimas posições.

Para a decisão do campeonato, 4 pilotos estão de fato na disputa do título: Matteo Ferrari com 86 pontos, Dominique Aegerter com 82 pontos, Jordi Torres com 79 pontos e Mattia Casadei com 71 pontos. Eric Granado com 43, Niccolo Canepa com 42 e Xavier Simeon com 37 tem chances apenas matemáticas de conquistarem o título.

Fotos:

Resultado Final da 5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
Moto E – 7 Voltas – GP DELL’EMILIA ROMAGNA E RIVIERA DI RIMINI

posPilotoEquipeMotoTempo
111Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica12’11.053
227Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 0.996
340Jordi TorresPons Racing 40Energicaa 1.098
47Niccolò CanepaLCR E-TeamEnergicaa 3.907
561Alessandro ZacconeTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 4.619
663Mike Di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergicaa 6.046
751Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 6.097
815Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 6.775
955Alejandro MedinaOpenbank Aspar TeamEnergicaa 6.672
1018Xavier CardelúsAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 7.042
116María HerreraOpenbank Aspar TeamEnergicaa 7.868
1266Niki TuuliAvant Ajo MotoEEnergicaa 11.514
1384Jakub KornfeilWithU MotorsportEnergicaa 12.652
1410Xavier SimeonLCR E-TeamEnergicaa 15.533
1535Lukas TulovicTech 3 E-RacingEnergicaa 27.210
1677Dominique AegerterDynavolt Intact GPEnergicaa 38.363
16Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 2 voltas
70Tommaso MarconTech 3 E-RacingEnergicaa 6 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP