GP da França – Mundial de Motovelocidade 2021 – Corrida da Moto 2

Raúl Fernández conseguiu sua segunda vitória na categoria, o piloto da KTM mesmo perdendo a ponta no começo acabou mantendo a calma e recuperando a liderança, a partir dai, o espanhol levou com primazia sua moto até a bandeirada. Foi uma corrida cheia de quedas, Sam Lowes foi um dos pilotos que foram ao chão e ficou mais distante da briga pelo título. Remy Gardner e Marco Bezzecchi completaram o pódio.

Na largada, Bezzecchi foi melhor que Fernández e tomou a frente. Joe Roberts manteve a 3ªposição, Canet que vinha em 4º acabou caindo na curva 9, deixando uma corrida que poderia ter muito boa para ele. Bezzecchi e Fernández abrem vantagem dos demais pilotos. Na segunda volta, Augusto Fernandez que superou Roberts e vinha em uma ótima terceira posição acabou indo ao chão na curva 11, Joe Roberts retornou a essa posição, com Garzó, Bendsneyder, Baldassarri, Vierge, Lowes e Gardner.

Em uma tentativa de ultrapassagem imprudente, Sam Lowes acabou derrubando Xavi Vierge e atrapalhando Lorenzo Baldassarri (que volta nas últimas posições) tanto o piloto da Marc VDS como o piloto da Petronas abandona na 4ªvolta. Na volta seguinte, Joe Roberts foi para o chão na curva 9.

Diante dessas quedas, Raúl Fernández superou Marco Bezzecchi e voltou para a ponta. Bo Bendsneyder vinha em uma ótima terceira posição, Remy Gardner e Tony Arbolino vinham logo atrás do piloto holandês da SAG.  Hector Garzó vinha na 6ªposição e estava na frente de Fabio di Giannantonio, mas na 7ªvolta, di Giannantonio provoca a queda de Garzó que abandona a prova.

Esse acidente leva Fabio di Giannantonio a levar a punição da volta longa, essa punição levaria o piloto da Gresini na 11ªposição, mas di Giannantonio cometeu um erro ao cumprir a punição. Resultado é que ele teve de fazer novamente a volta longa. Depois de tudo isso, o piloto da Gresini caiu para a 14ªposição atrás de Thomas Luthi.

Lá na frente, Fernández começava a abrir vantagem sobre Bezzecchi que liderava a disputa da 2ª a 5ªposição, Bendsneyder segurava o quanto podia a 3ªposição dos ataques de Gardner e Arbolino (Piloto que largou da 19ªposição e que estava já colocado em 5ºlugar). Em sexto vinha Cameron Beaubier, mas já vinha a mais de 10 segundos atrás e com Ogura, Schrotter, Dalla Porta e Chantra atrás dele completando os 10 primeiros colocados.

No final da 16ªVolta, Gardner passou Bendsneyder e sobe para 3ªposição. Curvas depois foi a vez de Arbolino superar o piloto da SAG e ganhar a 4ªposição.

Raúl Fernández vinha com a corrida sob controle lá na frente, com 1.3 segundos a frente de Bezzecchi que tinha Gardner na sua cola, o australiano queria a segunda posição. Diante da pressão, o piloto da VR46 não resistiu, acabou errando a curva 8 e perdendo a posição para o líder do campeonato.

Nas ultimas voltas, Beaubier acabou caindo e perdendo a chance de conquistar seu melhor resultado na Moto 2. Nas voltas finais, muita disputa pela 6ªposição para trás. A se destacar a ótima recuperação de Fabio di Giannatonio e de Simone Corsi que ganharam posições.

Raúl Fernández abriu mais de 2 segundos de frente para Remy Gardner. Com tranquilidade, o piloto espanhol acabou conquistando a 2ªvitória na temporada e na Moto 2 e ficando a 1 ponto da liderança do campeonato. Liderança essa continua nas mãos de Gardner que ficou na segunda posição, dobradinha da Red Bull Ajo em Le Mans. Marco Bezzecchi completou o pódio, levando a VR46 em mais uma boa corrida.

Tony Arbolino fez uma grande corrida de recuperação, ganhando 15 posições para chegar a uma ótima 4ªposição, seu melhor resultado na sua curta trajetória na Moto 2 e um dos melhores resultados da Dynavolt nos últimos anos. Bo Bendsneyder se segurou na frente, apesar de não conseguir o pódio acabou levando a moto da SAG para a uma ótima 5ªposição. o melhor resultado do piloto Holandês na Moto 2.

Bem longe, O Alemão Marcel Schrotter da Dynavolt foi o melhor do resto da turma, chegando na 6ªposição, na frente de Ai Ogura que ficou até o finalzinho na 6ªposição, o japonês acaba colocado na 7ªposição.

Fabio di Giannantonio e Simone Corsi se recuperaram na reta final, chegando na 8ª e 9ªposições respectivamente. O piloto da Gresini tomou praticamente 2 punições de volta longa, já o outro leva a MV Agusta ao melhor resultado da temporada. O Espanhol Jorge Navarro completa os 10 primeiros colocados.

Lorenzo Dalla Porta da Italtrans, Somkiat Chantra da Honda Asia Team, Nicolò Bulega da Gresini, Marcos Ramirez da American Racing e Albert Arenas da Aspar Martinez chegou a zona de pontuação.

Resultado final do GP da França
Mundial de Motovelocidade – Moto 2 – 25 Voltas

pospilotoequipemototempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKalex40’46.101
287Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 1.490
372Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 4.599
414Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 7.503
564Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 11.887
623Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalexa 27.829
779Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 27.975
821Fabio Di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 28.112
924Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 28.204
109Jorge NavarroMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 28.432
1119Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 28.989
1235Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 28.749
1311Nicolo BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 29.316
1442Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 31.605
1575Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuroa 32.080
1655Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 32.571
1770Barry BaltusNTS RW Racing GPNTSa 33.309
187Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 39.036
1996Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalexa 41.069
2013Celestino Vietti RamusSKY Racing Team VR46Kalexa 45.599
2110Tommaso MarconMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 1’19.160
6Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 5 voltas
12Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 11 voltas
40Hector GarzoFlexbox HP40Kalexa 19 voltas
16Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 21 voltas
97Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 22 voltas
22Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 22 voltas
62Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 23 voltas
2Alonso LópezMB Conveyors Speed UpBoscoscuroa 23 voltas
37Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 24 voltas
44Arón CanetInde Aspar TeamBoscoscuroa 25 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

GP da Espanha – Mundial da Motovelocidade – Moto 2

Pela primeira vez na Moto 2, Fabio di Giannantonio chegou na frente, uma corrida definida na largada onde ele tomou a ponta de Remy Gardner e não perdeu mais a ponta. Após isso, pouca coisa aconteceu em temos de briga pelas primeiras posições.

Gardner que tinha a chance de emplacar uma vitória e o 5ºpódio seguido não conseguiu manter a ponta, o italiano Fabio di Giannantonio passou para a liderança. Marco Bezzecchi chega a subir para 3ªposição, mas logo é superado por Augusto Fernandez da Marc VDS. Sam Lowes não largou bem e caiu para 7º, atrás de Raúl Fernández e Xavi Vierge. No final da 1ªvolta, Bezzecchi cai para 7ªposição.

Lowes vai pra cima de Vierge, na primeira tentativa o britânico não conseguiu superar o piloto da Petronas. Na nova tentativa na curva 8 (2ªVolta), Lowes passou para a 5ªposição. Um pouco a frente, Raúl Fernández foi direto e passou Augusto Fernandez para ocupar o 3ºlugar. Pior ficou para o companheiro de Lowes, que na volta 3 cai e abandona a prova. Segundos depois, Nicoló Bulega também foi ao chão. 2 voltas depois, Hector Garzó foi o terceiro a cair na curva 6.

Enquanto isso, lá na frente, Di Giannantonio já tinha aberto 1.5 segundos sobre Remy Gardner, o australiano já pressionado por Fernández, Lowes e Bezzecchi. Já mais atrás, Vierge e Ogura brigavam pela 6ªposição.

Na volta 8, acontecem duas ultrapassagens: Bezzecchi passou Lowes e assumiu a 4 ªposição, a segunda mudança foi curva 8 quando Gardner é superado por Raúl Fernández que leva a segunda posição. Naquela altura do campeonato, Di Giannantonio abria 2.5 segundos a frente.

Bezzecchi partiu para cima de Gardner, após uma bela disputa de posição acabou o piloto da VR46 levando a 3ªposição. Voltas depois, foi a vez de Fernández ser superado por Bezzecchi que passa a ser o segundo colocado. Nesse meio tempo, Lowes superou Gardner e assumiu a 4ªposição.

A poucas voltas do final, Fernández perde a trajetória da curva 6 e Lowes se aproveita para tomar o terceiro lugar, nessa altura do campeonato, Di Giannantonio estava com a vitória nas suas mãos. Nas voltas finais, Gardner tentou tomar o pódio do piloto da Marc VDS.

Após 37 GPs na categoria intermediária, Fabio di Giannantonio conquistou sua primeira vitória, merecida, com um desempenho impecável do piloto da Gresini (A Equipe não vencia a muito tempo na Moto 2). Foi a 3ªvitória no Mundial de Motovelocidade (contando as 2 vitórias que ele obteve na Moto 3). Marco Bezzecchi que chegou a cair para a 7ªposição acabou se recuperando bem e chegou na segunda posição, o melhor resultado da temporada.

O pódio foi completado pelo Britânico Sam Lowes da Marc VDS, suportando o ataque final de Remy Gardner e conquistando uma importante 3ªposição. Já o piloto Australiano perdeu a sequência de 4 pódios seguidos, mas acabou ficando em 4ºlugar e sai de Jerez ainda na ponta do campeonato Raúl Fernández desgastou demais os pneus e isso acabou por fazer o jovem piloto espanhol perder posições o que renegou até a 5ªposição.

Na disputa entre Vierge e Ogura acabou o piloto da Petronas levando a melhor e ficando com o 6ºlugar, com o japonês da Honda Asia Team em 7º e logo atrás, Joe Roberts da Italtrans em 8º. Aron Canet é a primeira moto não Kalex que cruzou a linha de chegada na 9ªposição. Marcel Schrotter da Dynavolt completou os 10 primeiros colocados.

Marcos Ramirez salvou o dia da Americano Racing (Que viu Cameron Beaubier cair a curvas o final da prova) e acabou na 11ªposição. Os outros pilotos que fecharam a zona de pontuação foram Jorge Navarro da Speed UP, Stefano Manzi da Pons, Lorenzo Baldassarri da MV Agusta e Bo Bendsneyder da SAG.

Daqui a 2 semanas teremos o GP da França, a 5ªetapa do Mundial de Motovelocidade.

Resultado final da 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Espanha – Jerez de la Fronteira

posPilotoEquipeMotoTempo
121Fabio di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex39’07.396
272Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 1.722
322Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalexa 2.229
487Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalexa 3.019
525Raul FernandezRed Bull KTM AjoKalexa 8.571
697Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 12.181
779Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 12.313
816Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalexa 12.523
944Aron CanetInde Aspar TeamBoscoscuroa 14.407
1023Marcel SchorotterLiqui Moly Intact GPKalexa 17.152
1142Marcos RamirezAmerican RacingKalexa 18.071
129Jorge NavarroLightech Speed UpBoscoscuroa 18.720
1362Stefano ManziFlexbox HP40Kalexa 25.775
147Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 25.896
1564Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 27.326
1619Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 31.359
1755Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTSa 35.845
1813Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalexa 36.433
1912Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalexa 38.197
205Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuroa 39.789
2114Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalexa 40.083
2232Taiga HadaNTS RW Racing GPNTSa 1’02.980
2310Tommaso MarconMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 1’20.544
6Cameron BeaubierAmerican RacingKalexa 1 volta
24Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 10 voltas
75Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuroa 12 voltas
40Hector GarzoFlexbox HP40Kalexa 18 voltas
35Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 20 voltas
37Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalexa 21 voltas
11Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 21 voltas

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Sessão de Classificação do GP da Espanha – Mundial da Motovelocidade – Moto 2

Remy Gardner conquistou a pole position para a etapa de amanhã, o Australiano deu fim a sequência de 3 poles seguidas de Sam Lowes que vai largar na 5ªposição. A frente do britânico largam Fabio di Giannantonio, Marco Bezzecchi e Raul Fernandez.

No Q1, os primeiros a entrarem na pista foram Hector Garzo e Thomas Luthi, mas nenhum dos dois fez grandes marcas. Quem se destacou na primeira tentativa foi Bo Bendsneyder da SAG e Stefano Manzi da Pons, justamente os companheiros de equipe de Luthi e Garzo.

O Norte-Americano Cameron Beaubier fez uma estupenda marca e assumiu a liderança da repescagem, seguido de Manzi, Bendsneyder e Chantra que estavam classificados na metade da sessão. Até que Garzo a 7:30 do final pula da 5ª para a 3ªposição. Após isso, tivemos bons minutos sem mudanças no que se encaminhava para a classificação de Beaubier, Manzi, Garzo e Bendsneyder.

Porém, nos minutos finais tudo isso muda. A 1:17 do final, Nicolò Bulega pulou da 13ª para a 3ªposição. A 30 segundos do final, Marcos Ramirez que também estava lá atrás passou para a segunda posição. Na Reta final, Bendsneyder e Bulega confirmaram suas classificações em 3º e 4ºlugar respectivamente. Quem se deu mal foi Manzi, o piloto da Pons acabou rodando da classificação para o Q2 com a 5ªposição.

Beaubier e Ramirez da American Racing fizeram a dobradinha e junto de Bendsneyder da SAG e Bulega da Gresini se juntaram aos pré-classificados para o Q2.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
16Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’41.308
242Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’41.351
364Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’41.352
411Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’41.403
562Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’41.483
640Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’41.521
77Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’41.557
835Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’41.601
919Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’41.636
1014Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’41.675
1124Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’41.705
1212Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’41.841
135Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuro1’41.974
1455Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’42.124
1513Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’42.159
1632Taiga HadaNTS RW Racing GPNTS1’43.014
1710Tommaso MarconMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’43.271

A decisão da pole position foi rápida, logo na primeira volta o Australiano Remy Gardner marcou o recorde do circuito, com 1:40.667. Esse tempo não seria superado por mais ninguém, O piloto da KTM Ajo vinha seguido de Fabio di Giannantonio da Gresini e Marco Bezzecchi da VR46.

A pista que parecia bem melhor estranhamente acabou não proporcionando a melhora dos tempos nas primeiras posições. Xavi Vierge melhorou um pouco a 7:15 do final e subiu da 7ª para a 5ªposição, ao mesmo tempo que Aron Canet foi para o chão. Outros que acabaram indo de encontro ao chão foram Joe Roberts e Jake Dixon.

Sam Lowes tentou de tudo para tirar a pole das mãos de Gardner, chega a fazer grandes parciais, mas acaba balançando e perdendo décimos importantes e marcando o 4ºtempo, na volta seguinte o britânico foi para o chão e ainda por cima, Raúl Fernández tomou o 4ºlugar.

Remy Gardner acabou levando a pole position, o líder do campeonato com 3 pódios em 3 corridas pode ter dado um passo importante para uma possível vitória e para a consolidação da liderança do campeonato. Completando a primeira fila, o italiano Fabio di Giannantonio que volta a atuar muito bem com sua Gresini e o consistente Marco Bezzecchi com sua VR46.

Raúl Fernández que vem de vitória em Portugal larga na 4ªposição e abre a segunda fila. Vindo de um acidente em Portugal, Sam Lowes tenta a recuperação e larga na 5ªposição. Xavi Vierge da Petronas completa a segunda fila em um bom treino do piloto espanhol. Na terceira fila largam Augusto Fernandez da Marc VDS, Joe Roberts da Italtrans e Ai Ogura da Honda Asia Team e na quarta fila largam Jake Dixon (Petronas), Aron Canet (Aspar Martinez) e Jorge Navarro (Speed UP). A etapa da moto vai acontecer as 7:20 da manhã.

Grid de largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
187Remy GardnerRed Bull KTM AjoKalex1’40.667
221Fabio di GiannantonioFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’40.738
372Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalex1’40.753
425Raul FernandezRed Bull KTM AjoKalex1’40.808
522Sam LowesElf Marc VDS Racing TeamKalex1’40.833
697Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalex1’41.038
737Augusto FernandezElf Marc VDS Racing TeamKalex1’41.210
816Joe RobertsItaltrans Racing TeamKalex1’41.235
979Ai OguraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’41.251
1096Jake DixonPetronas Sprinta RacingKalex1’41.266
1144Aron CanetInde Aspar TeamBoscoscuro1’41.329
129Jorge NavarroLightech Speed UpBoscoscuro1’41.458
1311Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’41.521
1442Marcos RamirezAmerican RacingKalex1’41.704
1564Bo BendsneyderPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’41.714
166Cameron BeaubierAmerican RacingKalex1’41.736
1775Albert ArenasInde Aspar TeamBoscoscuro1’41.933
1823Marcel SchrotterLiqui Moly Intact GPKalex1’41.945
1962Stefano ManziFlexbox HP40Kalex1’41.483
2040Hector GarzoFlexbox HP40Kalex1’41.521
217Lorenzo BaldassarriMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’41.557
2235Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’41.601
2319Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalex1’41.636
2414Tony ArbolinoLiqui Moly Intact GPKalex1’41.675
2524Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’41.705
2612Thomas LuthiPertamina Mandalika SAG TeamKalex1’41.841
275Yari MontellaLightech Speed UpBoscoscuro1’41.974
2855Hafizh SyahrinNTS RW Racing GPNTS1’42.124
2913Celestino ViettiSKY Racing Team VR46Kalex1’42.159
3032Taiga HadaNTS RW Racing GPNTS1’43.014
3110Tommaso MarconMV Agusta Forward RacingMV Agusta1’43.271

Fotos:

image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host image host

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 em Algarve: Raúl Fernández sobra e vence, Arenas conquista o título da categoria inferior

Raúl Fernández dominou a última etapa do campeonato mundial de Motovelocidade na Moto 3. Uma vitória acachapante sobre os seus adversários. Porém, a disputa que interessava era a disputa do Mundial, Arenas passou sufoco no final, mas acabou dando tudo certo para o piloto da Aspar Martinez, o campeão da temporada, com 4 pontos de diferença para Tony Arbolino da Snipers e Ai Ogura da Honda Asia Team.

Na volta de apresentação, Gabriel Rodrigo da Gresini teve problemas em sua moto e teve de largar dos boxes. Na largada, Fernández larga bem e preserva a liderança. Tatsuki Suzuki passa para segundo, Ogura em 3º e Arenas em 4º. Sasaki, Alcoba, Oncü, Masia, Antonelli e Garcia completava os 10 primeiros colocados. Na segunda volta, Ogura e Arenas passaram por Suzuki e passam a ser 2º e 3ºcolocados. Nessa 2ªVolta, Tony Arbolino ganhou 10 posições na largada, subindo para 17ªposição.

Albert Arenas superou Ai Ogura e ganhou a segunda posição. Porém, Jaume Masia e Jeremy Alcoba penetram nessa disputa e superam e chegam a passar Ogura e Arenas, mas Masia e Foggia precisavam cumprir 2 voltas longas de punição (cumprida na 4ª e na 7ªvolta), que acabou jogando ambos para a parte de trás da classificação.

Jeremy Alcoba começa a aparecer, passa Arenas e assume a segunda posição no começo da 5ªvolta (Curva 3). O jovem piloto da Gresini se torna um adversário muito interessante, diante da disputa do título da Moto 3. Alcoba liderava o Grupo que esta bem atrás de Fernández, mais de 3 segundos de diferença sobre Alcoba, Arenas, Garcia, Sasaki, Oncü, Suzuki e Ogura, com 8 Voltas das 21 voltas previstas em Alvarge. Tony Arbolino já vinha na 9ªposição, liderando o 2ºpelotão.

Fernández começa a abrir absurdos 6 segundos de vantagem com 9 voltas completadas. Na volta 10, Sasaki chega a superar Arenas que acaba dando o troco em cima do piloto da Tech 3. Já Arbolino estava tentando tirar a diferença para o primeiro grupo, ao mesmo tempo que Dennis Foggia e Jaume Masia estavam dando um trabalho para o piloto da Snipers, mas o objetivo de chegar no primeiro pelotão estava sendo bem sucedido.

A 10 voltas do final, liderados por Foggia, Masia e Arbolino, o segundo pelotão chegou em parte do pelotão da frente. Alcoba, Arenas e Suzuki abriram uma folga de Sergio Garcia, Ayumi Sasaki, Ai Ogura e Deniz Oncü.

Suzuki passa Arenas no final da 14ªVolta, passando a ser 3ºcolocado, O piloto da Aspar Martinez passou a ser pressionado por Foggia e Masia. Enquanto isso, Tony Arbolino supera Ai Ogura, ganhando a 9ªposição. Curvas depois, Sasaki foi superado por Arbolino e Ogura.

Na volta 15, os pilotos da Leopard Racing superaram Arenas que vinha em nítida queda de rendimento, enquanto que Arbolino vinha subindo na classificação desde da largada. Na 16ªVolta, Foggia e Masia passaram por Alcoba e Suzuki e assumiram a 2ª e 3ªposições.

A 5 voltas e meia do final, Arbolino chega em Arenas e travam o duelo mais importante da corrida e um dos mais importantes para o campeonato. Com muito mais moto, o piloto da Snipers supera o líder do campeonato. Ogura já vinha em desespero maior a poucas voltas do final.

A 4 Voltas do final, Ogura quase foi ao chão e se fosse, levaria Arenas junto. A sorte de Arenas que perdeu posições é que Arbolino vinha em 6º, mas a 2 segundos de Foggia, Alcoba, Suzuki e Garcia. Jaume Masia acabou indo para o chão a menos de 4 voltas do final. Além disso, Darryn Binder vinha dando trabalho para Arbolino, brigando pela posição.

Raúl Fernández vinha 9 segundos a frente do Foggia. A corrida estava tranquila para o piloto da Red Bull Ajo. Tatsuki Suzuki que vinha brigando pelo pódio, caiu na penúltima volta. Arbolino sobe para 5ªposição. Arenas vai para 7ªposição e Ogura para a 9ªposição.

Na última volta, Arenas perde posições, caindo para 12ªposição e sai da pista. Era uma chance para Arbolino e Ogura de que algo mudasse.

Raúl Fernández conquista a vitória, com toda a facilidade do mundo, de ponta a ponta, como quase nunca acontece na Moto 3. Dennis Foggia sofrendo 2 punições de volta longa, chegando a ficar fora da zona de pontuação acabou fazendo uma incrível prova de recuperação, na segunda posição. Jeremy Alcoba completou o pódio, o primeiro da carreira do jovem piloto da Gresini. Sergio Garcia terminou muito bem a sua temporada, com a 4ªcolocação em Alvarge.

Albert Arenas acabou conquistando o título, mesmo terminando na 12ªposição acabou sendo o suficiente para vencer o Mundial da Moto 3, com 4 pontos de frente para Tony Arbolino e Ai Ogura, que empataram em pontos e nesse caso o piloto da Snipers ficou com o vice-campeonato e o Nipônico ficou com a 3ªposição. Arbolino ficou com a 5ªposição e Ogura ficou na 9ªposição.

O Portalsportszone parabeniza o título de Albert Arenas da Aspar Martinez. Pelo campeonato tão difícil e complicado como foi o campeonato desse ano.

Fotos:

Resultado final do GP de Portugal
Mundial de Motovelocidade – Moto 3 – 21 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Em Portugal, Fernández conquista 6ªpole do ano, Ogura e Arenas largam na 2ªfila na decisão do campeonato

Raúl Fernández conquistou hoje a 6ªpole da carreira, o recordista de poles na temporada. Arenas e Ogura vão largar lado a lado na segunda fila. Tony Arbolino se deu mal e vai largar das últimas posições. Jeremy Alcoba da Gresini e Amuyi Sasaki da Tech 3 largam ao lado de Fernández na primeira fila em Portimão.

Ogura e Arbolino estavam na repescagem com outros 15 pilotos. Os adversários de Arenas precisavam ocupar as vagas para o Q2. Muitos pilotos precisavam pagar punição da volta longa: Lopez, Binder, Dupasquier, Kolfer, Kunii e Tatay. Já Masia, Foggia e Pawi iriam pagar 2 voltas longas. Tudo isso por condução perigosa no FP2.

O primeiro a fechar volta foi Ryusei Yamanaka da estrela Galícia. Tatsuki Suzuki superou facilmente seu compatriota com mais de 2 segundos à frente a 11 minutos do final. Enquanto isso, Ogura foi para os boxes para ajustes em sua moto. O tempo de Suzuki não é alcançável, até que Stefano Nepa com 1:42.989 e John MePhee na casa do 1:43.0 chegam perto da bela marca de Suzuki.

A 6 minutos e meio do final, Niccolò Antonelli passa para a liderança com 1:48.600. 11 milésimos atrás vinha Romano Fenati da Husqvarna, superando Suzuki que estava nos boxes naquele momento. Kolfer completava os 4 primeiros colocados.

Ogura tentou uma volta rápida de novo, mas acabou voltando pela segunda vez aos boxes a apenas 4 minutos do final. Ficava difícil a situação para o vice-líder do campeonato, mas para Arbolino a situação também não era boa, ele não vinha conseguindo boas marcas. Na sua melhor tentativa, acabou saindo da pista e perdendo essa volta.

A poucos minutos do final, Antonelli, Fenati, Kolfer e Lopez estavam classificados, mas Ogura estava disposto a entrar no Q2 e acabou conseguindo na 3ªposição, ficando atrás apenas de Darryn Binder com uma grande volta e Tatsuki Suzuki que confirmou o bom acerto da SIC58 que levou também Antonelli para o Q2. Já para Tony Arbolino foi terrível, não foi além da 13ªposição e só vai largar em 27º, muito longe da disputa do bloco da frente. A se mencionar o espanhol Adrian Fernandez que estreia na Moto 3 e já de cara, conseguiu a 6ªposição no Q1.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
140Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’47.635
224Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’47.934
379Ai OguraHonda Team AsiaHonda1’48.410
423Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’48.478
517John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’48.488
631Adrián FernándezRivacold Snipers TeamHonda1’48.548
789Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’48.592
882Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTM1’48.616
955Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’48.621
1073Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’48.704
1154Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’48.724
1221Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’48.923
1314Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda1’49.148
149Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’49.398
1599Carlos TatayReale Avintia Moto3KTM1’49.489
1650Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’49.667
176Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda1’49.847

3 minutos praticamente foram o tempo em que demoraram para os 18 pilotos entrarem na pista para a decisão da pole position. Os primeiros a marcarem volta foram Ayumi Sasaki e Raúl Fernández. Porém, era Alcoba com 1:48.790 e Rodrigo que marcaram os dois primeiros tempos, logo a frente de Masia, Antonelli e Arenas. Já Ogura acabou indo para os boxes, nem completando a primeira volta rápida.

Andrea Migno foi o primeiro piloto a cair na sessão de classificação. Depois disso, Rodrigo também foi para o chão algum tempo depois.

Raúl Fernández passou para a liderança com 1:48.051 a 6:10 do final, Arenas marcou o segundo tempo, Sasaki o terceiro tempo. A 4 minutos do final, Ogura foi para a pista, ele e outros 6 pilotos (Toba, Garcia, Baltus, Kunii, Binder e Suzuki) não tinham marcado voltas rápidas.

A menos de 2 minutos do final, vários pilotos saíram para a pista tentarem a última volta rápida, mas acabaram não conseguindo, quando cruzaram a linha, a bandeirada já estava sendo dada. Era fim de treino para Arenas e outros pilotos.

Ogura teria uma última volta rápida, essa volta rápida foi bem aproveitada e levou o piloto da Honda Asia team para a 5ªposição, superando Albert Arenas e se posicionando na segunda fila.

Raúl Fernández conquista a 6ªpole da temporada, o campeão de poles na Moto 3 em 2020 vai largar na frente, Jeremy Alcoba tem seu melhor posição de largada, partindo da segunda posição e o japonês Ayumi Sasaki completando a primeira fila com sua Tech 3.

A Segunda fila é composta por Tatsuki Suzuki da Sic58 e dos dois principais postulantes a disputa pelo título. Ai Ogura na 5ªposição e Albert Arenas na 6ªposição, já partem com grande vantagem em relação a Tony Arbolino que vai partir da 27ªposição.

Niccolò Antonelli abre a 3ªfila, mostrando que a SIC58 teve um bom acerto de moto para Portimão. Completando os 10 primeiros colocados ficaram Foggia e Masia da Leopard Racing e Gabriel Rodrigo da Gresini, mesmo com a queda que ele teve na metade do Q2.

As 8 da manhã de amanhã, teremos a decisão do Mundial de Motovelocidade na moto 3, Arenas e Ogura são os principais favoritos, mas com 22 Voltas, tudo pode acontecer na corrida.

Fotos:

Grid de Largada
GP de Portugal – Moto 3

posPilotoEquipeMotoTempo
125Raúl FernándezRed Bull KTM AjoKTM1’48.051
252Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda1’48.236
371Ayumu SasakiRed Bull KTM Tech 3KTM1’48.291
424Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’48.342
579Ai OguraHonda Team AsiaHonda1’48.366
675Albert ArenasGaviota Aspar Team Moto3KTM1’48.478
723Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHonda1’48.529
87Dennis FoggiaLeopard RacingHonda1’48.893
95Jaume MasiáLeopard RacingHonda1’48.910
102Gabriel RodrigoKömmerling Gresini Moto3Honda1’48.920
1153Deniz ÖncüRed Bull KTM Tech 3KTM1’48.925
1211Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1’49.005
1370Barry BaltusCarXpert PruestelGPKTM1’49.050
1413Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM1’49.538
1592Yuki KuniiHonda Team AsiaHonda1’49.896
1616Andrea MignoSKY Racing Team VR46KTMSem Tempo
1727Kaito TobaRed Bull KTM AjoKTMSem Tempo
1840Darryn BinderCIP Green PowerKTMSem Tempo
1917John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’48.488
2031Adrián FernándezRivacold Snipers TeamHonda1’48.548
2189Khairul Idham PawiPetronas Sprinta RacingHonda1’48.592
2282Stefano NepaGaviota Aspar Team Moto3KTM1’48.616
2355Romano FenatiSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’48.621
2473Maximilian KoflerCIP Green PowerKTM1’48.704
2554Riccardo RossiBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’48.724
2621Alonso LópezSterilgarda Max Racing TeamHusqvarna1’48.923
2714Tony ArbolinoRivacold Snipers TeamHonda1’49.148
289Davide PizzoliBOE Skull Rider Facile EnergyKTM1’49.398
2999Carlos TatayReale Avintia Moto3KTM1’49.489
3050Jason DupasquierCarXpert PruestelGPKTM1’49.667
316Ryusei YamanakaEstrella Galicia 0,0Honda1’49.847

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP