GP de San Marino – Moto 2 – Mundial de Motovelocidade 2022

A consagração do espanhol Alonso Lopez da Speed UP, o jovem piloto conquistou sua primeira vitória no Mundial de Motovelocidade e levaram a Boscoscuro a primeira vitória após 4 anos (última vitória no GP da Espanha com Fabio Quartararo ainda com o nome de Speed UP).

Na sessão de classificação começa com a repescagem. Bo Bendsneyder teria de treinar bem porque foi punido com a volta longa por pilotagem irresponsável no 3ºtreino livre, assim como seria punido o tailandês Keimith Kubo da Yamaha VR46.

Manuel Gonzalez da Yamaha VR46 e Alessandro Zacconi da Gresini foram os primeiros a marcarem tempos com 3 minutos e 25 segundos de sessão percorridos e ficaram na frente até que o holandês Bendsneyder da SAG marcou 1:37.020, passando a ser o líder da sessão. Gonzalez, Barry Baltus que passou para a terceira posição e jogou Zacconi para a bolha. Joe Roberts que seria um dos candidatos a entrar no Q2 vinha em 5º, seguido de Schrotter e Alcoba (pilotos da IntactGP). Simone Corsi que vinha na 11ªposição foi para o chão.

Com 1 terço de sessão (9:55 do final), Alessandro Zacconi passa da 4ª para a 2ªposição. Enquanto isso os dois pilotos da Italtrans tiveram suas voltas canceladas.

Manuel Gonzalez chegou a ficar na liderança com quase 7 minutos de sessão por percorrer (1:36.973), mas não demora muito para Bo Bendsneyder voltar a liderança com o tempo de 1:36.747. Além disso, Lorenzo Dalla Porta passou para a segunda posição na metade da sessão.

A menos de 6 minutos do final, Dalla Porta pula para a liderança com 1:36.720 e Joe Roberts passa para a terceira posição. Os pilotos da Italtrans empurram Gonzalez e Baltus para fora do Q2. Schrotter tinha entrado na zona de classificação, mas estava na bolha, com sua 4ªposição sendo visada por muitos outros pilotos.

A partir dai até o final nenhuma mudança nas 4 primeiras posições. Lorenzo Dalla Porta, Bo Bendsneyder, Joe Roberts e Marcel Schrotter estavam classificados para o Q2. De Manuel Gonzalez até o último colocado já tiveram definidas suas posições no grid de largada.

Resultado do Q1:

pos piloto equipe moto Tempo
1 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 01’36.720
2 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’36.747
3 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 01’36.814
4 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 01’36.932
5 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’36.960
6 7 Barry Baltus RW Racing GP Kalex 01’37.054
7 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 01’37.066
8 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 01’37.152
9 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’37.221
10 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex 01’37.481
11 8 Senna Agius Elf Marc VDS Racing Team Kalex 01’37.567
12 84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex 01’37.826
13 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta 01’37.884
14 29 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’38.018
15 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 01’38.435
16 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta 01’38.523
17 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’38.588

Partindo para a hora da verdade na disputa da pole position em Misano. Os primeiros a partirem para a pista são Celestino Vietti da VR46 e Alonso Lopez da Speed UP. Os outros 16 postulantes a pole position saíram para a pista rapidamente. Com 2 minutos de sessão, já estava todo mundo na pista.

Em casa e em busca da recuperação no campeonato, Celestino Vietti marca 1:37.038 com quase 3:30 de Q2. Em 2ª vinha Fermín Aldeguer que chegou perto doa marca de Vietti (34 milésimos).

Na sua 1ªtentativa de volta rápida, Jake Dixon que vinha de um ótimo momento no campeonato acabou caindo nas últimas 2 curvas. Foi um acidente perigoso, a moto do britânico ficou no meio da pista e atrapalhou alguns pilotos a marcarem suas voltas e por consequência, alguns pilotos tiveram seus tempos cancelados.

Com 7 minutos da sessão percorridas a primeira fila era formada por Mattia Pasini (Convidado pela segunda vez na temporada pela Gas Gas),  Somkiat Chantra e Ai Ogura da Honda Asia Team.

Fermín Aldeguer toma a liderança com 1:36.482 perto da metade da sessão. O piloto da Speed UP foi superado por Albert Arenas e o surpreendente Lorenzo Dalla Porta a 7 minutos do final. Aron Canet aparece na sessão e faz o 4ºtempo ficando atrás do Aldeguer. A 5:15 do final Aron Canet e Tony Arbolino subiram para a 2ª e 3ªposições respectivamente.

Nessa altura da sessão, Celestino Vietti vinha em uma apagada 14ºposição, mas na reta final sua situação mudou para água para o vinho. A menos de 3 minutos do final, Vietti pula para a segunda posição e na volta seguinte, Vietti supera Arenas com a marca de 1:35.996 e acaba conquistando a pole position em Misano, era o primeiro passo para buscar a vitória que o devolveria a disputa do título.

Em 2º larga Albert Arenas que mais uma vez bateu na trave para conquistar a sua primeira pole na Moto 2. A 1ªfila é completada pelo espanhol Alonso Lopez, o piloto da Speed UP conquistou a terceira posição nos últimos minutos da sessão.

A segunda fila vai ser aberta pelo espanhol Aron Canet da Pons, seguido de Tony Arbolino da Marc VDS e de Lorenzo Dalla Porta da Italtrans, uma surpresa visto que os desempenhos do piloto italiano estão sendo abaixo da média desde de quando ele integrou a categoria intermediária.

Fermín Aldeguer larga na 7ªposição e vai abrir uma fila que tem os dois primeiros colocados do Mundial. Ai Ogura em 8º e Augusto Fernandez em 9º estão separados por apenas 1 ponto a favor do piloto da Honda Asia Team, mas os dois precisavam chegar mais a frente para evitar uma aproximação de Celestino Vietti dos dois na classificação.

O convidado Mattia Pasini da Aspar Martinez, o tailandês Somkiat Chantra da Honda Asia Team e Marcel Schrotter da IntactGP completam as 12 primeiras posições.

Grid de Largada:

pos piloto equipe moto Tempo
1 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’35.996
2 75 Albert Arenas Inde GASGAS Aspar Team Kalex 01’36.097
3 21 Alonso Lopez Ego Speed Up Boscoscuro 01’36.186
4 40 Aron Canet Flexbox HP40 Kalex 01’36.373
5 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex 01’36.397
6 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 01’36.467
7 54 Fermín Aldeguer Ego Speed Up Boscoscuro 01’36.482
8 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 01’36.489
9 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex 01’36.527
10 11 Mattia Pasini Inde GASGAS Aspar Team Kalex 01’36.567
11 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 01’36.575
12 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 01’36.639
13 51 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex 01’36.658
14 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’36.681
15 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 01’36.762
16 9 Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex 01’36.894
17 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex 01’37.260
18 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex Sem Tempo
19 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’36.960
20 7 Barry Baltus RW Racing GP Kalex 01’37.054
21 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 01’37.066
22 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 01’37.152
23 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’37.221
24 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex 01’37.481
25 8 Senna Agius Elf Marc VDS Racing Team Kalex 01’37.567
26 84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex 01’37.826
27 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta 01’37.884
28 29 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’38.018
29 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 01’38.435
30 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta 01’38.523
31 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’38.588

No começo da tarde do domingo em Misano, Alonso Lopez fez uma brilhante largada e uma brilhante corrida para conquistar sua primeira vitória no Mundial de Motovelocidade. Canet e Augusto Fernandez completaram o pódio. Por falar em Fernandez, o piloto da equipe KTM Ajo volta a liderança do Mundial com 4 pontos a mais que o nipônico Ai Ogura que chegou na 5ªposição.

Na largada, Vietti não vai bem e é superado por Arenas, mas quando se achou que o piloto da Aspar Martinez iria levar a liderança Alonso Lopez superou os dois companheiros de primeira fila e tomou a frente da corrida. Para Jake Dixon o domingo terminou na segunda curva após uma queda. Ainda na primeira volta, Kubo e Zonta van der Goodbergh foram ao chão. Era um sintoma de que seria uma corrida com muitas e muitas quedas.

Alonso Lopez termina a primeira volta na frente seguido de perto por Albert Arenas. Os dois primeiros abriram uma pequena vantagem para Vietti, Canet e Ogura, sendo que os dois últimos estavam pressionando o pole position em Misano.

Na segunda volta, tivemos o incidente de Manuel Gonzalez dando um ponto final para a corrida da Yamaha VR46 e a ultrapassagem de Augusto Fernandez sobre Fermín Aldeguer fazendo o espanhol subir para a 6ªposição.

Alonso Lopez começa a abrir vantagem para Albert Arenas, por sua vez o piloto da Aspar Martinez começava a ser pressionado pelo Celestino Vietti e com Aron Canet perto dele. Ai Ogura faz a melhor volta da corrida e começa a se aproximar dos dois. Na 5ªVolta, tivemos quedas de Jorge Navarro da Pons e de Filip Salac da Gresini.

Augusto Fernandez tenta chegar ao primeiro pelotão formado por Lopez, Arenas, Vietti, Canet e Ogura. Essa classificação se modificou quando o Aron Canet ultrapassou por fora Celestino Vietti, em um lindo momento do piloto da Pons que passou a ser o terceiro colocado. Fermín Aldeguer que foi punido com uma volta longa acabou indo ao chão, era mais um a deixar a corrida.

Canet foi para cima de Albert Arenas e passou, mas o piloto da Aspar Martinez não desistiu e recuperou a segunda posição na reta oposta. Com essa luta pela segunda posição, Alonso Lopez aproveita e abre 0.6 segundos de frente. Não só o piloto da Speed UP que se aproveitou dessa briga, Celestino Vietti tratou de recuperar a 3ª, mas na curva 4, o piloto da VR46 acaba balançando e permitindo a Canet voltar ao 3ºlugar.

Na 10ªVolta, Vietti foi ao chão na curva 4 e abandona a luta pela vitória… Dá para se dizer que pode ter abandonado é a luta pelo título da temporada de 2022 com essa queda.

A partir daquele momento, Ai Ogura e Augusto Fernandez travavam um duelo não só pela 4ªposição como pela liderança do Mundial. Não demorou muito para Fernandez passar Ogura, a ultrapassagem do piloto da equipe Ajo dava não só a posição como também devolveria a liderança para as suas mãos. 6º e 7ºlugares, Mattia Pasini e Tony Arbolino vinham chegando no pelotão.

Porém, a corrida para Pasini terminou na 13ªvolta caindo na fatídica curva 4 que já tinha sido palco de alguns pilotos deixando a corrida. Praticamente ao mesmo tempo Aron Canet supera Albert Arenas e assume a segunda posição, dessa vez o piloto da Pons segurou a posição.

A menos de 10 voltas do final: Lopez era o líder, seguido de Canet, Arenas, Fernandez, Ogura, Arbolino, Acosta, Roberts, Chantra e Alcoba completando os 10 primeiros colocados.

Alonso Lopez vinha tranquilo na liderança, 1.5 segundos de frente para Canet. A 8 voltas do final o piloto da Speed UP toma uma advertência por sair do limite da pista. Nessa altura da corrida já tinha piloto penalizado com a volta longa, foi o caso de Marcel Schrotter que passou do limite da pista por duas vezes. Augusto Fernandez, Pedro Acosta, Jeremy Alcoba e Barry Baltus também estavam sendo advertidos.

O piloto Belga da RW Racing (Baltus) não demorou muito para ser punido com a volta longa por passar do limite da pista. A 7 Voltas do final, Celestino Vietti que não tinha chances de marcar pontos (estava na 19ªposição) foi para os boxes e abandonou de vez a corrida.

Augusto Fernandez tirava aos poucos a vantagem para cima de Albert Arenas. A 5 Voltas do fina, Arenas erra e Fernandez toma o terceiro lugar, mas na reta oposta o próprio Arenas mostrou que ainda tinha um pouco de folego para voltar a 3ªposição. Apesar do esforço do piloto da Aspar Martinez, Augusto Fernandez acabou voltando a tomar a 3ªposição e dessa vez não dando chance de retorno de Arenas.

Até o final as posições se consolidaram nas 3 primeiras posições. A vitória foi do jovem Alonso Lopez, a primeira da sua carreira no Mundial de Motovelocidade (Não venceu corridas na Moto 3) e a primeira do chassi Boscoscuro desde de 2018 quando ainda se chamava de Speed UP não vencia uma corrida na categoria intermediária. Diga-se de passagem uma belíssima vitória de Lopez que mostra ser um dos melhores pilotos da temporada de 2022 apesar de ter chegado a categoria apenas na 7ªetapa do Campeonato (GP da França).

Em 2ºlugar chegou Aron Canet, o piloto da Pons fez uma bela corrida e mais uma vez ficou perto da tão sonhada primeira vitória na Moto 2. Completando o pódio ficou com Augusto Fernandez, novamente Líder do Campeonato com 4 pontos de frente para Ai Ogura que chegou na 5ªposição. Uma corrida muito boa do piloto da Equipe Ajo, embora não tivesse a moto dominadora de algumas corridas atrás.

Albert Arenas finalmente conquistou um importante e merecidíssmo resultado na Moto 2, apesar pódio ter escapado a poucas voltas do final após ficar o tempo todo na 2ª e 3ªposição. O piloto da Aspar Martinez precisava de um resultado como o 4ºlugar em Misano. Ai Ogura fez uma boa corrida, mas não teve moto para lutar de igual para igual com Fernandez e acabou com a 5ªposição. Pedro Acosta completou os 6 primeiros colocados, com uma corrida mais discreta que seu companheiro de equipe.

Tony Arbolino chegou na 7ºposição, o piloto italiano se torna cada mais e mais o líder da equipe Marc VDS. Somkiat Chantra acabou o dia na 8ªposição, marcando mais alguns pontos para manter sua posição entre os 10 primeiros no Mundial. Joe Roberts teve uma recuperação considerável na corrida e terminou o dia na 9ªposição e o novato Jeremy Alcoba completou os 10 primeiros colocados.

Marcel Schrotter e Barry Baltus pagaram por terem sido punidos e acabaram ficando na 11ª e 13ªposições respectivamente.  Entre eles ficou o holandês Bo Bendsneyder da SAG. Cameron Beaubier da American Racing e Alessandro Zaccone completaram a zona de pontuação.

Resultado Final da 13ªetapa do Mundial de Motovelocidade – Temporada 2022
GP de San Marino – Misano – 25 Voltas – Moto 3

pos piloto equipe moto Tempo/Diferença
1 21 Alonso Lopez Ego Speed Up Boscoscuro 40’35.3320
2 40 Aron Canet Flexbox HP40 Kalex a 1.253
3 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex a 3.305
4 75 Albert Arenas Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 4.615
5 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 9.166
6 51 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex a 10.339
7 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 10.434
8 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 12.377
9 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex a 18.242
10 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex a 19.560
11 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex a 27.896
12 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 28.452
13 7 Barry Baltus RW Racing GP Kalex a 30.991
14 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex a 38.371
15 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex a 41.690
16 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 42.209
17 29 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 1:09.174
4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex a 7 voltas – Acidente
13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex a 11 voltas – Acidente
11 Mattia Pasini Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 13 voltas – Acidente
54 Fermín Aldeguer Ego Speed Up Boscoscuro a 16 voltas – Acidente
28 Niccolò Antonell Mooney VR46 Racing Team Kalex a 14 voltas – Acidente
84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex a 16 voltas – Acidente
24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 16 voltas – Mecânico
19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex a 19 voltas – Acidente
8 Senna Agius Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 20 voltas – Acidente
12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex a 21 voltas – Acidente
9 Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex 21 a voltas – Acidente
81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 25 voltas – Acidente
18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 25 voltas – Acidente
96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 25 voltas – Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Deixe um comentário