GP de Aragón – Moto 2 – Mundial de Motovelocidade 2022

Em Aragón, a vitória ficou com Pedro Acosta que passou a liderar a partir da metade da corrida e não perdeu mais até a bandeirada. Em relação a disputa do título, Augusto Fernandez começou na frente, mas perdeu ritmo de prova a partir do 2ºterço de corrida e acabou sendo superado por Aron Canet no final da corrida, ficando na 3ªposição. Ai Ogura teve que suar muito para conquistar a 4ªposição nas últimas voltas. A disputa pelo título parece cada vez ficar mais e mais para Fernandez e Ogura.

Fernandez largou muito bem e disparou na frente com Dixon, Arenas e Canet logo atrás. Nas primeiras curvas, Alonso Lopez foi para o chão na curva 3 e abandonou, em uma corrida em que poderia disputar as primeiras posições. Marcel Schrotter também foi ao chão e 4 pilotos foram para fora da pista para evitar caírem também. Um começo de corrida confusa demais.

Na segunda volta, Albert Arenas foi perdendo posições na classificação até ter ido para o chão na curva 12. Mais um final de semana que terminou mal para o piloto espanhol da Aspar Martinez. Manuel Gonzalez e Jemery Alcoba caíram na mesma curva 12 e ambos abandonaram.

Briga pela terceira posição na 3ªvolta entre Canet e Acosta. A disputa durou pela volta inteira até que na entrada da 4ªvolta, Pedro Acosta passou Aron Canet e assumiu a 3ªposição. A batalha ainda não tinha terminado e Canet tentou retomar a posição.

No final da 4ªVolta, Dixon cedeu ultrapassagem para Acosta e Canet e logo depois cedeu o 4ºlugar para Tony Arbolino. O piloto britânico não tinha condições físicas de correr em 2º devido a um acidente grave que sofreu no Warm UP. Na volta 5, Ogura passou a pressionar Dixon e parecia que iria ser uma ultrapassagem fácil. Porém o piloto britânico estava resistindo a pressão do piloto japonês.

Na 8ªVolta, Canet se aproveita de um erro de Acosta para ganhar a segunda posição do jovem piloto da Ajo e parte para buscar Augusto Fernandez que liderava desde da largada. Tony Arbolino ficou um pouco para trás na disputa. Ogura chegou a passar Dixon, mas a curva 1 acaba perdendo a curva e Dixon pode voltar a 5ªposição.

Nesse momento da corrida, o desempenho de Fernandez começou a guinar para baixo e isso permitiu que Acosta, Canet e Arbolino chegasse nele. No final da 10ªVolta, Acosta supera seu companheiro de equipe e assume a liderança da prova e Tony Arbolino passou Canet e passou a ser o terceiro colocado.

Arbolino e Canet duelam pela 3ªposição por toda a 11ªvolta, até que Canet passou o piloto da Marc VDS no final da volta recuperando a terceira posição. Acosta e Fernandez abriram vantagem na frente de Acosta e Arbolino.

Depois de muitas voltas, Ai Ogura finalmente conseguiu a ultrapassagem sobre Jake Dixon, subindo para a 5ªposição a 8 voltas do final. Nessa altura da corrida, Pedro Acosta estava 8 décimos a frente de Augusto Fernandez. Aron Canet vinha chegando em Fernandez para lutar pela 2ªposição. Tony Arbolino ficou para trás e passou a ficar na alça de mira de Ogura.

A 4 voltas do final, Canet passou a atacar Fernandez e em questão de uma volta é que o piloto da Pons superou o piloto da equipe Ajo. Canet assumia a segunda posição, acabando com a dobradinha da equipe Ajo. Uma volta antes, Taira Haga e Keimith Kubo se acidentaram e foram para o chão.

Ogura partiu para o ataque em cima de Arbolino nas últimas voltas da corrida. Na metade da penúltima volta (Curva 12) o japonês conseguiu a ultrapassagem, mas a luta não tinha terminado. Ao começar a volta final, Arbolino deu o troco e recuperou a 4ªposição.

Ogura não se deu por vencido, foi para cima de Arbolino e na mesma curva 12 foi que o piloto da Honda Asia Team realizou a ultrapassagem importante não só pelo 4ºlugar como também para a briga pelo título da temporada. No mesmo momento, Jake Dixon acabou caindo e indo para o chão e jogando fora uma heroica 6ªposição.

Pedro Acosta venceu pela 2ªvez na temporada e pela segunda vez na categoria intermediária. A promessa vinda da Moto 3 vez se consolidando como um grande e combativo piloto de ponta e despontando como favorito ao título da Moto 2 em 2023.

Aron Canet mais uma vez chegou na segunda posição e ainda tem sonhos não só na são sonhada e almejada primeira vitória que esta demorando para vim como ainda mira o título da temporada. O espanhol da equipe Pons esta fazendo boas corridas nessa segunda metade de campeonato e foi fundamental ter superado Augusto Fernandez para continuar sua luta pelo título.

Augusto Fernandez parecia que iria disparar para a vitória, mas não teve tanto equipamento para levar mais uma vitória. O espanhol que vai correr para a Gas Gas (Tech 3) na MotoGP em 2023 tentou manter a segunda posição, mas foi superado por Canet e acabou ficando na 3ªposição e completou o pódio.

Ai Ogura conseguiu diminuir os prejuízos com o 4ºlugar, estava na cara que o japonês não tinha equipamento a altura para lutar por um pódio e por isso que a 4ªposição é para ser considerada uma boa posição para Ogura. A diferença entre Fernandez e Ogura é de 7 pontos, tudo pode acontecer na 5 etapas restantes.

Tony Arbolino fez uma bela primeira metade de corrida, mas perdeu rendimento na 2ªmetade de corrida e não conseguiu segurar posição sobre Ai Ogura e acabou o dia na 5ªposição. Fermín Aldeguer levou a Boscoscuro ao 6ºlugar salvando o final de semana da Speed UP. Em 7ºlugar, Somkiat Chantra fez uma corrida consistente, seguido de Jorge Navarro da Pons e de Joe Roberts da Italtrans.

Celestino Vietti teve um final de semana ruim, Caiu na classificação e não conseguiu ir muito além na corrida no que resultou em uma 10ªposição. Com o momento ruim que vive no campeonato, Vietti praticamente saiu da disputa do título.

Cameron Beaubier da American Racing, Lorenzo Dalla Porta da Italtrans, Barry Baltus da RW Racing, Alessandro Zaccone da Gresini e Bo Bendsneyder da SAG completaram a zona de pontuação.

Resultado Final da 15ªetapa do Mundial de Motovelocidade – Temporada 2022
GP de Aragón – Teruel – 21 Voltas – Moto 2

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 51 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex 39’35.3370
2 40 Aron Canet Flexbox HP40 Kalex a 2.612
3 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex a 3.799
4 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 7.736
5 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 7.803
6 54 Fermín Aldeguer CAG Speed Up Boscoscuro a 8.620
7 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 14.893
8 9 Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex a 20.014
9 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex a 26.758
10 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex a 31.360
11 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex a 31.501
12 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex a 31.876
13 7 Barry Baltus RW Racing GP Kalex a 31.952
14 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex a 32.178
15 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 32.895
16 8 Senna Agius Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 33.396
17 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex a 42.998
18 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 45.314
19 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 50.088
20 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex a 53.382
21 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex a 1:02.499
96 Jake Dixon Shimoko GASGAS Aspar Team Kalex a 1 volta – acidente
29 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 5 voltas – acidente
81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 5 voltas – acidente
84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex a 15 voltas – acidente
52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex a 20 voltas – acidente
18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 20 voltas – acidente
75 Albert Arenas Shimoko GASGAS Aspar Team Kalex a 20 voltas – acidente
21 Alonso Lopez CAG Speed Up Boscoscuro a 21 voltas – acidente
23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex a 21 voltas – acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Deixe um comentário