GP da Tailândia – Moto 2 – Mundial de Motovelocidade 2022

No circuito de Chang, a Moto 2 vive o momento de decisão entre Augusto Fernandez e Ai Ogura. Com 100 pontos em jogo e 4 corridas para sabemos quem será o grande campeão da categoria intermediária.

Na repescagem, Keminth Kubo estava no Q1 e como piloto da casa tinha a obrigação de pelo menos fazer uma boa participação. Logo nos primeiros segundos os pilotos saíram para a pista, não ficaram esperando como esperavam os pilotos da Moto 3.

Fermín Aldeguer fez o primeiro tempo da sessão com 3:15 percorridos. O piloto da Speed UP foi superado por Alessandro Zaccone da Gresini por 198 milésimos. 15 segundos depois, Bo Bendsneyder e Marcel Schrotter passaram para as 2 primeiras posições, passaram mais alguns segundos e as duas primeiras posições passaram para Celestino Vietti e Keminth Kubo, isso com 4 minutos de sessão.

Com 5 minutos de sessão, Zaccone e Aldeguer melhoraram, mas não chegaram nem perto dos primeiros colocados. Marcel Schrotter melhora seu tempo e sobre da 4ª para a 7ªposição, mas logo depois retornou ao 7ºlugar após Joe Rosbert, Sam Lowes e Lorenzo Dalla Porta terem superado o piloto da IntactGP. Dalla Porta tentou uma nova volta, mas acabou perdendo tempo nos 2 últimos setores e jogando fora essa chance de entrar nas 4 primeiras posições.

A 5 minutos do final, Vietti vinha na frente com confortáveis 4 décimos de vantagem para Kubo, o piloto da casa. Bo Bendsneyder e Joe Roberts completavam a zona de classificação. Lowes, Dalla Porta, Schrotter, Baltus, Van der Goodbergh e Zaccone completavam os 10 primeiros colocados.

Keminth Kubo foi ao chão a menos de 5 minutos do final. O piloto da casa teria de torcer para ninguém superar o seu tempo. Nos últimos minutos de sessão, não ocorreram mudanças nas 4 primeiras posições, Vietti foi o mais rápido seguido de Kubo, Bendsneyder e Roberts que passaram para o Q2. Sam Lowes chegou perto, mas acabou ficando pelo caminho, assim como Lorenzo Dalla Porta, Fermín Aldeguer e Marcel Schrotter.

Resultado do Q1:

pos. piloto equipe moto tempo
1 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’36.038
2 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’36.166
3 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’36.231
4 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 01’36.343
5 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex 01’36.360
6 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 01’36.474
7 54 Fermín Aldeguer Beta Tools Speed Up Boscoscuro 01’36.507
8 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 01’36.567
9 7 Barry Baltus RW Racing GP Kalex 01’36.732
10 84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex 01’36.816
11 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 01’36.869
12 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 01’37.074
13 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta 01’37.206
14 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’37.264
15 29 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’37.279
24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta Sem Tempo

Começa a fase final de classificação com Alonso Lopez, Jake Dixon, Cameron Beaubier, Bo Bendsneyder e Joe Roberts indo para a pista primeiro. Os outros partiram em partes. Ai Ogura junto de Somkiat Chantra, a grande estrela do final de semana entraram com 2 minutos de sessão. Keminth Kubo vai a pista pouco tempo depois, com a moto recuperada e pronta para a batalha pela pole position.

Com 3:20 de sessão, Alonso Lopez marca o primeiro tempo da sessão, ao mesmo tempo em que Aron Canet acabou indo para o chão, um indicio de que poderia ser mais um final de semana desastroso para o piloto da Pons. Com 3:50 de sessão, Jake Dixon assume a ponta com 1:36.428, com Filip Salac com uma ótima volta vai para segundo e Augusto Fernandez foi para a 3ªposição. Isso faria que Ogura tivesse que alcançar o piloto da equipe Ajo.

Com quase 5 minutos de sessão, Alonso Lopez voltou a liderança com 1:35.987, mas acabou superado pelo tailandês Somkiat Chantra por mais de 3 décimos (1:35.625) seguido de Tony Arbolino e Celestino Vietti jogando Lopez para a 4ªposição. Era tudo que os tailandeses queriam. Enquanto isso, Augusto Fernandez, Pedro Acosta e Cameron Beaubier foram para os boxes.

A 8:25 do final do Q2, Tony Arbolino melhora o tempo e permanece na 2ªposição e Ai Ogura foi para a 4ªposição com 1:35.979. Pouco depois, um acidente entre Albert Arenas e Joe Roberts na curva 5, os dois acabaram se chocando e caíram juntos. Por sorte nada sofreram. Manuel Gonzalez faz uma bela volta e alcança a 6ªposição.

Tony Arbolino foi para uma nova volta e buscou a pole position e acabou chegando perto, ficando a 85 milésimos de Chantra, enquanto que Ai Ogura supera Vietti e assume a 3ªposição a menos de 5 minutos do final da sessão.

A 4:15 do final, Augusto Fernandez foi para a 6ªposição. A 2:50 do final da sessão, Pedro Acosta subiu para a 4ªposição, Jake Dixon subiu para a 7ªposição e Jorge Navarro sobe para a 9ªposição.

Com o término da sessão, A pole foi para Somkiat Chantra, à primeira pole da carreira diante de sua torcida que ficou feliz com o resultado do seu piloto. O piloto da Honda Asia Team terá seu companheiro de equipe Ai Ogura na 3ªposição, sem situação muito melhor que a situação de Augusto Fernandez que só iria largar na 3ªfila, na 8ªposição. Tony Arbolino esta entre os dois pilotos da Honda Asia Team e larga na segunda posição.

Na segunda fila estarão Pedro Acosta da equipe Ajo, Celestino Vietti da VR46 que busca uma reabilitação e de Alonso Lopez da Speed UP. Augusto Fernandez vai largar na 8ªposição e vai precisar avançar para buscar Ai Ogura. O líder do campeonato vai largar atrás de Jake Dixon da Aspar Martinez e na frente de Jorge Navarro da Pons que fecha a 3ªfila.

Manuel Gonzalez fez um belo trabalho e vai largar na 10ªposição, seguido de Cameron Beaubier da American Racing e Filip Salac da Gresini. Os três pilotos vão formar a 4ªfila da corrida de domingo.

Grid de Largada:

pos. piloto equipe moto tempo
1 35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 01’35.625
2 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex 01’35.710
3 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 01’35.889
4 51 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex 01’35.956
5 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’35.973
6 21 Alonso Lopez Beta Tools Speed Up Boscoscuro 01’35.987
7 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex 01’36.106
8 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex 01’36.130
9 9 Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex 01’36.264
10 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’36.316
11 6 Cameron Beaubier American Racing Kalex 01’36.558
12 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex 01’36.672
13 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’36.809
14 52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex 01’36.843
15 75 Albert Arenas Inde GASGAS Aspar Team Kalex 01’36.914
16 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex 01’37.360
17 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex 01’38.065
18 40 Aron Canet Flexbox HP40 Kalex Sem Tempo
19 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex 01’36.360
20 19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex 01’36.474
21 54 Fermín Aldeguer Beta Tools Speed Up Boscoscuro 01’36.507
22 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex 01’36.567
23 7 Barry Baltus RW Racing GP Kalex 01’36.732
24 84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex 01’36.816
25 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex 01’36.869
26 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex 01’37.074
27 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta 01’37.206
28 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex 01’37.264
29 29 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex 01’37.279
30 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta Sem Tempo

Se o sábado foi um dia tranquilo e de festa para os tailandeses, o domingo foi totalmente diferente, a corrida estava para começar, mas momentos antes da largada a chuva começa a cair e o planejamento da corrida cai por terra. Logo a organização da corrida cortou 8 voltas da corrida e adiou a largada para os mecânicos colocarem os pneus de pista molhada.

Após uns 20 minutos de atraso, tivemos a volta de apresentação. Lorenzo Dalla Porta, Albert Arenas e Manuel Gonzalez iriam partir dos boxes.

Na largada Chantra foi superado por Arbolino e Ogura. Na curva um, Chantra seguiu na linha e conseguiu voltar a liderança,  Alonso Lopez pulou para segundo e Cameron Beaubier para a terceira posição. Salac e Ogura completavam os 5 primeiros lugares. Na curva 5, Beaubier passa Lopez, mas passa por cima da zebra molhada e acaba indo ao chão. O norte-americano perdeu uma bela chance de conseguir um grande resultado, quem sabe o primeiro pódio na Moto 2.

Salac se destaca na primeira volta e chega a ocupar a 3ªposição, mas no final da volta acaba recuando novamente para a 5ªposição. Quem subiu bem foi Aron Canet que já vinha na terceira posição no começo da 2ªvolta.

Chantra vinha abrindo vantagem na liderança, mas sua corrida e a chance da vitória em casa acabaram na curva 5, Chantra perdeu o controle da moto e foi ao chão, para a tristeza dos tailandeses que estavam na expectativa de ver seu piloto vencer diante dos seus olhos.

Alonso Lopez assume a ponta e Aron Canet foi para segundo. Dixon e Salac vinham logo atrás, com o piloto tcheco da Gresini na pressão sobre o britânico. Tony Arbolino e Ai Ogura completavam as 6 primeiras posições. Augusto Fernandez lutava para superar Joe Roberts, uma briga valendo a 7ªposição. Em 9º Keminth Kubo em bela corrida na sua casa e Albert Arenas completando o Top 10. Outro destaque era Sean Dylan Kelly na 11ªposição, o norte-americano se adaptou bem ao piso molhado.

Na 4ªVolta, Lopez perde a liderança para Aron Canet, mas não só a liderança como perdeu posições para Salac que ganhou a posição de Jake Dixon que acabou permanecendo na 3ªposição. Na volta 5, Arbolino vai buscando tomar a 4ªposição de Alonso Lopez e trazia com ele Ai Ogura que estava querendo só mais uma ultrapassagem para assumir a liderança do Mundial, já que Augusto Fernandez continuava na 8ªposição.

Ao final da 5ªVolta, Filip Salac toma a liderança após superar Aron Canet. Uma corrida brilhante do piloto da Gresini. Na parte final da 6ªVolta, Tony Arbolino que passou Alonso Lopez na volta anterior passou também da Jake Dixon. Não satisfeito com o 3ºlugar, o piloto da Marc VDS foi para cima de Canet.

Na 7ªVolta, Canet não foi páreo para Arbolino que assumiu a segunda posição. O ritmo de corrida de Tony Arbolino era muito melhor que o ritmo de corrida de Filip Salac e logo ele chegou no piloto da Gresini. Na metade final da 8ªVolta, Augusto Fernandez supera Joe Roberts e assume a 7ªposição.

Ao final da 8ªVolta, Salac erra a curva 12 e Arbolino assume a ponta. Segundos depois, Salac e Arbolino levantaram a mão, a pista estava em péssimas condições por causa da chuva. A bandeira vermelha foi acionada e todos os pilotos foram para os boxes.

A direção da corrida tentou reiniciar a corrida, esperou por algum tempo para ver se a pista dava uma melhorada, os pilotos chegaram a voltar a pista, mas não foi possível a corrida continuar e não restou outra solução se não dá por encerrada a corrida.

Tony Arbolino venceu a corrida ao cruzar a linha de chegada na frente após a 8ªvolta e levou metade dos pontos já que a corrida não teve 2/3 da prova completada. Ótima corrida do piloto da Marc VDS após não ter tido uma largada muito boa, mas que se recuperou no decorrer da corrida até chegar a vitória.

Filip Salac foi o grande destaque da corrida, se aproveitando da sua boa posição de largada e se sentindo muito bem na chuva o tcheco chegou a liderança e se não fosse o erro no final da volta 8, Salac poderia ter vencido a corrida e se acontecesse essa vitória seria pra lá de merecida essa vitória. Aron Canet completou o pódio e se redimiu da queda que teve na etapa passada no Japão. Esse é o 8ºpódio do piloto espanhol da Pons nessa temporada e ainda alimenta alguma chance de título, mesmo com 43.5 pontos de atraso para Augusto Fernandez e 42 pontos de atraso para Ai Ogura.

Em 4ºlugar, Jake Dixon obteve mais um bom resultado após uma atuação consistente. Alonso Lopez que chegou a liderar a corrida por umas 2 voltas, mas perdeu posições e acabou ficando com a 5ªposição.

Ai Ogura chegou em 6º, uma posição a frente de Augusto Fernandez que chegou na 7ªposição após ter superado Joe Roberts na penúltima volta da corrida. Mas como a corrida não chegando a 66% do total acaba que a vantagem de Fernandez cai apenas 0,5 ponto e a vantagem agora entre os dois é de apenas 1,5 ponto. Agora certamente não teremos um empate na pontuação, até porque será difícil que tenhamos mais uma corrida com a pontuação pela metade.

Joe Roberts acabou ficando com o 8ºlugar, logo a frente de Keminth Kubo que se aproveitou da chuva e do bom conhecimento da pista para terminar em uma belíssima classificação para os torcedores tailandeses. Celestino Vietti acabou em uma apática 10ªposição e praticamente deu adeus de vez a disputa do título que já teve em suas mãos em determinado momento do campeonato.

A se destacar a bela corrida de Sean Dylan Kelly que acabou na 11ªposição e de Taira Hada que ficou na 13ªposição. No caso do piloto da SAG acabou sendo seus primeiros pontos no Mundial de Motovelocidade. Barry Baltus na 12ªposição está entre os dois pilotos que geralmente não frequentam a zona de pontuação. Albert Arenas que largou dos boxes e Marcel Schrotter completaram a zona de pontuação.

Resultado Final da 17ªetapa do Mundial de Motovelocidade – Temporada 2022
GP da Tailândia – Chang International Circuit – 8 Voltas – Moto 2

pos. piloto equipe moto tempo
1 14 Tony Arbolino Elf Marc VDS Racing Team Kalex 15’10.8540
2 12 Filip Salac Gresini Racing Moto2 Kalex a 0.251
3 40 Aron Canet Flexbox HP40 Kalex a 3.112
4 96 Jake Dixon Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 3.268
5 21 Alonso Lopez Beta Tools Speed Up Boscoscuro a 4.137
6 79 Ai Ogura IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 5.715
7 37 Augusto Fernandez Red Bull KTM Ajo Kalex a 9.862
8 16 Joe Roberts Italtrans Racing Team Kalex a 1 volta
9 81 Keminth Kubo Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 1 volta
10 13 Celestino Vietti Mooney VR46 Racing Team Kalex a 1 volta
11 4 Sean Dylan Kelly American Racing Kalex a 1 volta
12 7 Barry Baltus RW Racing GP Kalex a 1 volta
13 29 Taiga Hada Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 1 volta
14 75 Albert Arenas Inde GASGAS Aspar Team Kalex a 1 volta
15 23 Marcel Schrotter Liqui Moly Intact GP Kalex a 1 volta
16 51 Pedro Acosta Red Bull KTM Ajo Kalex a 1 volta
17 84 Zonta Van Den Goorbergh RW Racing GP Kalex a 1 volta
18 64 Bo Bendsneyder Pertamina Mandalika SAG Team Kalex a 1 volta
19 22 Sam Lowes Elf Marc VDS Racing Team Kalex a 1 volta
20 9 Jorge Navarro Flexbox HP40 Kalex a 1 volta
21 61 Alessandro Zaccone Gresini Racing Moto2 Kalex a 1 volta
22 28 Niccolò Antonelli Mooney VR46 Racing Team Kalex a 1 volta
23 42 Marcos Ramirez MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 1 volta
24 24 Simone Corsi MV Agusta Forward Racing MV Agusta a 1 volta
25 18 Manuel Gonzalez Yamaha VR46 Master Camp Team Kalex a 2 voltas
19 Lorenzo Dalla Porta Italtrans Racing Team Kalex a 3 voltas – mecânico
52 Jeremy Alcoba Liqui Moly Intact GP Kalex a 4 voltas – Acidente
35 Somkiat Chantra IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 7 voltas – Acidente
54 Fermín Aldeguer Beta Tools Speed Up Boscoscuro a 7 voltas – Acidente
6 Cameron Beaubier American Racing Kalex a 8 voltas – Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Deixe um comentário