GP da Malásia – Mundial de Motovelocidade 2023 – 18ªEtapa da MotoGP

No domingo em Sepang a chuva não veio e tivemos tempo seco, e muito calor, mas com as melhores condições possíveis para as 20 voltas na categoria rainha. O italiano Enea Bastianini conquistou sua primeira vitória na equipe oficial da Ducati, com uma atuação que faz muito tempo não conseguia fazer muito por causa das lesões que sofreu nessa temporada.

Na largada, Enea Bastianini passou para a liderança superando a Peppo Bagnaia. Jorge Martin espalha na primeira curva e cai para a 5ªposição. Alex Marquez da Gresini sobe para a segunda posição com Peppo Bagnaia e Marco Bezzecchi logo atrás do irmão de Marc Marquez.

No final da primeira volta (Curva 14), Jorge Martin ultrapassa Marco Bezzecchi e assume a 4ªposição e já partia para o ataque em cima de Peppo Bagnaia. A vantagem entre os dois era de apenas 11 pontos.

Na segunda volta, Martinator atacava Peppo que se defendia muito bem desses ataques, isso fazia Enea e Alex Marquez abrirem vantagem na frente. No final da terceira volta, na curva 14, Jorge Martin passou Peppo Bagnaia, mas logo Peppo mostrou do porque está na defesa do título e recuperou rapidamente a 3ªposição.

Na volta seguinte, na curva 4, Martin ultrapassou por dentro Bagnaia, mas na curva seguinte, Peppo faz uma espetacular ultrapassagem por fora e recupera a terceira posição. Uma ultrapassagem digna de um Campeão do Mundo.

Joan Mir vai para o chão na 5ªvolta, foi o primeiro piloto a abandonar a prova. Após a luta dos dois principais candidatos ao título, Peppo Bagnaia abre 7 décimos de vantagem para Jorge Martin. A partir desse momento, as 4 primeiras posições começavam a estar estabilizadas com Bastinini e Alex Marquez na frente, com boa distância de Bagnaia e Martin.

Já mais atrás Marco Bezzecchi estava segurando de maneira precária a 5ªposição dos ataques de Jack Miller, Fabio Quartararo, Fabio di Giannantonio, Brad Binder e Luca Marini. Na 5ªVolta, Joan Mir vai para o chão.  Outro que abandonou na mesma volta foi Miguel Oliveira da RNF Racing. A equipe deixaria a corrida mais cedo com Raúl Fernández, abandonando a prova por problemas mecânicos.

A corrida lá na frente estava mais calma, as movimentações aconteciam no segundo pelotão. Na 9ªVolta, Aleix Espargaró vai para o chão e abandona a prova, esse foi um terrível final de semana para o piloto da Aprilla.

Na metade da corrida, 11ªvolta, Fabio Quartararo pressiona Jack Miller, mas é pressionado por Fabio di Giannantonio e Brad Binder que estavam visando a posição do piloto francês. Franco Morbidelli passou Luca Marini subindo para a 10ªposição. Na volta seguinte, Brad Binder vai para o chão e abandona a prova também.

Lá na frente, Enea Bastinini abre 1.4 segundos de vantagem para Alex Marquez e quase 3 segundos de vantagem para Peppo Bagnaia. O líder do campeonato estava em posição de pódio, de forma muito segura já que Jorge Martin vinha 2.1 segundo atrás do piloto da Ducati e não parecia ter rendimento para alcançar Peppo na reta final de corrida.

Na 13ªvolta, Fabio Quartararo supera Jack Miller e sobe para a 6ªposição. Ótima corrida do piloto da Yamaha. Na mesma volta, Takaagi Nakagami vai para o chão na curva 13. Mais um péssimo final de semana para o piloto da LCR Honda.

Quartararo partiu para cima de Marco Bezzecchi, já praticamente fora da disputa do título o piloto da VR46 para lutar pela 5ªposição. Com melhor rendimento, não foi nada difícil para o francês superar Bezzecchi. Era a pá de cal para o piloto da VR46 com relação ao título da temporada de 2023.

A corrida praticamente se estagnou nas últimas voltas, exceto a ultrapassagem de Franco Morbidelli sobre Fabio di Giannantonio valendo a 8ªposição.

Após 1 temporada extremamente problemática e cheia de lesões, Enea Bastianini finalmente tem um final de semana muito feliz, o piloto conquistou sua primeira vitória pela equipe oficial da Ducati. Foi a primeira vitória de Enea na temporada e a 4ªvitória na categoria principal, mostrando que ele esta disposto a dá a volta por cima na próxima temporada e que a vitória em Sepang é um recomeço.

Alex Marquez teve um grande final de semana, com a vitória na corrida Sprint e com a segunda posição na corrida. Ou seja, em um final de semana quase perfeito para o piloto da Gresini.

Peppo Bagnaia teve um bom domingo, completou o pódio e conseguiu chegar a frente de Jorge Martin. Além disso, realizou uma das mais bonitas ultrapassagens da temporada, se não uma das mais bonitas ultrapassagens dos últimos anos. Jorge Martin teve um domingo discreto, com um desempenho fraco, principalmente na segunda metade da corrida e ficando bem longe de Bagnaia. O piloto da Pramac acabou mantendo 4ªposição.

Fabio Quartararo fez uma brilhante corrida de recuperação, mesmo com uma Yamaha ainda sem condições de lutar pela vitória deu para perceber uma melhora da moto japonesa. O francês ficou em uma ótima 5ªposição, chegando na frente de Marco Bezzecchi da VR46 que acabou com a 6ªposição ficando definitivamente fora da luta pelo título. Bagnaia com 412 pontos e Martin com 398 pontos são os únicos que podem ser campeão da temporada. Bezzecchi com 323 pontos já não pode mais alcançar nem Peppo e nem Martin na classificação.

Franco Morbidelli passou Jack Miller na volta final e acabou ficando com a 7ªposição. Jack Miller fechou o dia na 8ªposição salvando o final de semana da KTM. Fabio di Giannantonio da Gresini obteve a 9ªposição e Luca Marini da VR46 fechou os 10 primeiros colocados.

Marevick Viñales teve um final de semana apagado salvando apenas a 11ªposição ficando a frente de Johann Zarco da Pramac, também em corrida apagada. Marc Marquez em sua antepenúltima corrida na Honda ficou na 13ªposição. A zona de Pontuação foi completada por Augusto Fernández e Pol Espargaró, ambos os pilotos da Tech 3.

A duas provas do final, Bagnaia e Martin terão 74 pontos em jogo no Qatar e em Valencia para a definição de quem vai levar a taça de campeão da temporada da MotoGP em 2023.

Resultado final da 18ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Malásia – Sepang – MotoGP – 20 voltas

pos. Piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 23 Enea Bastianini Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 39’59.137
2 73 Alex Marquez Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 a 1.535
3 1 Francesco Bagnaia Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 a 3.562
4 89 Jorge Martin Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 a 10.526
5 20 Fabio Quartararo Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 15.000
6 72 Marco Bezzecchi Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 16.946
7 21 Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 18.553
8 43 Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 19.204
9 49 Fabio di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 a 19.399
10 10 Luca Marini Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 19.740
11 12 Maverick Viñales Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 21.189
12 5 Johann Zarco Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 a 23.598
13 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda RC213V a 27.079
14 37 Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 KTM RC16 a 28.940
15 44 Pol Espargaró GASGAS Factory Racing Tech3 KTM RC16 a 29.849
16 27 Iker Lecuona LCR Honda CASTROL Honda RC213V a 50.960
17 19 Alvaro Bautista Aruba.it Racing Ducati Desmosedici GP23 a 53.564
18 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V a 1’42.162
33 Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 9 voltas
41 Aleix Espargaró Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 12 voltas
25 Raúl Fernández CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP a 14 voltas
88 Miguel Oliveira CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP a 15 voltas
36 Joan Mir Repsol Honda Team Honda RC213V a 16 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Pramac/Gresini/Ducati/VR46/Honda/LCR/Aprilla/RNF/Yamaha/KTM/Gas Gas/

Deixe um comentário