GP da Argentina – Mundial de Motovelocidade 2023 – 2ªEtapa da MotoGP

Hoje na Argentina. Tivemos a vitória de Marco Bezzecchi, numa corrida espetacular, o piloto italiano conquistou a primeira vitória dele e da equipe de Valentino Rossi na categoria principal.

Joan Mir foi considerado inapto para disputar o GP da Argentina, deixando o grid com apenas 17 pilotos. O dia foi sobre chuva em Termas de Rio Hondo.

Na largada, Marco Bezzecchi pulou muito bem e superou Alex Marquez para assumir a liderança. A Partir dai, começava o passeio do piloto da VR46 sobre a concorrência. Peppo Bagnaia e Franco Morbidelli completavam os 4 primeiros. Zarco, Marini, Aleix Espargaró, Rins, Martin e Quartararo fechavam o Top 10.

Ainda na primeira volta, Brad Binder cai após toque com Marevick Viñales que largou muito mal (Caindo da 5ª para a 13ª). E Fabio Quartararo sai da pista após levar um toque de Takaagi Nakagami e cai para a 17ªposição, só a frente de Brad Binder. Em ambos os casos, a direção de corrida interpretou como lances de corrida e não puniu nenhum piloto.

Na segunda volta, Zarco brigou, batalhou e levou a melhor sobre Aleix Espargaró levando a 5ªposição.

Bezzecchi abre 6 décimos de frente para Alex Marquez, Peppo Bagnaia e Franco Morbidelli. Os 4 primeiros abre vantagem para o segundo pelotão liderado por Zarco seguido de Fabio di Giannantonio, Alex Rins e Aleix Espargaró. Monentos depois, Zarco perde terreno para Fabio di Giannantonio e Alex Rins que sobem para a 5ª e 6ªposições respectivamente.

Na segunda metade da 5ªVolta, Jack Miller supera Zarco e ganha a 7ªposição. O australiano largou na 16ªposição e já estava levando a KTM a uma boa posição. No começo da volta seguinte, Jorge Martin superou Aleix Espargaró e passou a ser o nono colocado.

Quanto Marco Bezzecchi abria quase 2 segundos sobre Alex Marquez. Fabio Quartararo na 14ªposição estava sofrendo lá atrás, tentando uma prova de recuperação. Enquanto isso, Franco Morbidelli vinha na 4ªposição, observando a Alex Marquez e Peppo Bagnaia e estava muito tranquilo em relação a Fabio di Giannatonio e Alex Rins, duas boas surpresas da corrida que lutavam pela 5ªposição.

No final da 10ªVolta, Rins supera di Giannantonio e assume a 5ªposição.  Na volta seguinte, o segundo piloto da Gresini foi superado por Johann Zarco e caiu para a 7ªposição. Um pouco atrás, Jorge Martin supera Jack Miller e passa a ser o 9ºcolocado.

Na metade da corrida, Bezzecchi já estava 3.6 segundos de vantagem para Alex Marquez, Peppo Bagnaia e Franco Morbidelli que estava um pouco mais atrás de Alex e de Franco. Lá atrás, já a mais de 6 segundos atrás do ítalo-brasileiro, Johann Zarco superou Alex Rins e passou a ser o quinto colocado. Rins perderia a sexta posição para Jorge Martin na 14ªVolta. Os pilotos da Pramac começavam a crescer na corrida.

Na volta 15, Peppo Bagnaia supera Alex Marquez que chega a recuperar a segunda posição, mas Peppo ultrapassou o piloto da Gresini de novo pulando para a segunda posição e minimizando a perda de vantagem sobre Marco Bezzecchi que estava na frente.

Bagnaia vinha na segunda posição até que a 8 voltas do final, o piloto da Ducati vai ao chão, perde muito tempo e volta apenas na 16ªposição, fora da zona de pontos. Com isso, Bezzecchi tinha mais tranquilidade na frente para virar o líder do campeonato. Alex Marquez e Franco Morbidelli passaram a 2ª e 3ªposições respectivamente. Parecia que o pódio estava definido. Mais atrás, Fabio Quartararo estava na 8ªposição, se recuperando muito bem.

Franco Morbidelli começou a se aproximar de Alex Marquez. Porem, quem vinha muito rápido era Johann Zarco que se aproximava rapidamente dos dois pilotos. O Francês da equipe Pramac chegou em Morbidelli a três voltas do final, e acabou superando o piloto da Yamaha. Uma ultrapassagem facilitada por causa de uma escapadinha de Franco.

Zarco foi para cima de Alex Marquez. Com muito mais rendimento, o francês esperou o melhor lugar para superar o irmão de Marc Marquez. Essa ultrapassagem aconteceu na última volta que rendeu a Zarco a segunda posição.

Marco Bezzecchi levou sua Ducati de 2022 até a bandeirada, o piloto da VR46 foi o dominador do dia e conquistou a sua primeira vitória e deu a equipe VR46 também a primeira vitória desde de sua chegada a categoria principal. Os resultados fazem de Bezzecchi o novo líder do Mundial com 50 pontos ganhos contra os 41 pontos de Peppo Bagnaia.

Johann Zarco conquista a segunda posição e chega ao seu 16ºpódio na Categoria principal. O piloto da Pramac gerenciou muito bem a sua corrida no começo para ter um excelente desempenho na reta final de prova.

Alex Marquez em seu melhor final de semana depois de muito tempo e um dos melhores da sua carreira conseguiu seu lugar no pódio ao chegar na 3ªposição. A saída da LCR e a entrada na Gresini foi um acerto enorme na sua carreira.

Franco Morbidelli finalmente teve um grande final de semana, desde dos treinos livres, classificação, Corrida Curta e na corrida, o ítalo-brasileiro foi melhor que Fabio Quartararo (Seu companheiro de equipe) chegou em excelente 4ªposição.

Jorge Martin fez uma boa corrida, não tão boa como a corrida de Zarco, mas foi uma boa apresentação do espanhol que ficou na 5ªposição. Jack Miller que largou na 16ªposição teve uma bela recuperação na corrida e acabou o dia em uma importante 6ªposição, segurando a pressão de Fabio Quartararo na parte final da etapa.

Quartararo teve um final de semana muito difícil, na corrida, acabou sendo jogado para fora da pista, foi para muito atrás na classificação e demorou para começar a ser recuperar. No final da prova, Fabio teve um brilhante desempenho e ainda conseguiu salvar a 7ªposição. Luca Marini ficou em 8ºlugar, longe do desempenho de Bezzecchi.

Alex Rins fez um final de semana decente, chegando a ficar na 5ªposição por algumas voltas o piloto da LCR Honda ficou em 9ºlugar. Fabio di Giannantonio começou muito bem, chegando a ficar em 5ºlugar, mas depois perdeu posições e acabou ficando em uma decente 10ªposição. Porém chega até a ser muito pouco em relação ao companheiro de equipe, Alex Marquez que conquista o pódio com a mesma moto que você tem.

Na 11ªposição, o espanhol Augusto Fernandez fez uma boa corrida. Marevick Viñales acabou em uma frustrante 12ªposição em um dia ruim da Aprilla que prometia após uma sexta-feira de domínio, com os dois pilotos marcando os 2 primeiros tempos. Aleix Espargaró que venceu a corrida no ano passado ficou apenas na 15ªposição, ficando atrás de Takaagi Nakagami e Raúl Fernández.

Francesco Bagnaia e Brad Binder disputaram nos últimos momentos a 16ªposição e o piloto da Ducati acabou levando a melhor nessa disputa, mas nenhum deles marcou pontos. Não me lembro de uma corrida de MotoGP onde todos os competidores do grid que largaram acabaram recebendo a bandeirada, acho que é inédito na história da categoria rainha do Mundial de Motovelocidade.

Daqui a 2 semanas teremos a 3ªetapa do Mundial de Motovelocidade, o Grande Prêmio dos Estados Unidos no moderno circuito das Américas em Austin. Até lá, Bezzecchi tem a chance de desfrutar a liderança do Mundial, mas tem de pensar que o caminho para o título é bem longa, com mais 19 corridas longas e outras 19 corridas curtas. Sem dúvida Bagnaia e outros vão querer derrubá-lo da posição de líder do Mundial.

Resultado final da segunda etapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Argentina – Termas de Rio Hondo – 25 Voltas

pos piloto Equipe Moto Modelo Tempo
1 72  Marco Bezzecchi Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 44’28.5180
2 5  Johann Zarco Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 a 4.085
3 73  Alex Marquez Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 a 4.681
4 21  Franco Morbidelli Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 7.581
5 89  Jorge Martin Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP23 a 9.746
6 43  Jack Miller Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 10.562
7 20  Fabio Quartararo Monster Energy Yamaha MotoGP Yamaha YZR-M1 a 11.095
8 10  Luca Marini Mooney VR46 Racing Team Ducati Desmosedici GP22 a 13.694
9 42  Alex Rins LCR Honda CASTROL Honda RC213V a 14.327
10 49  Fabio Di Giannantonio Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP22 a 18.515
11 37  Augusto Fernandez GASGAS Factory Racing Tech3 Gas Gas RC16 a 19.380
12 12  Maverick Viñales Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 26.091
13 30  Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda RC213V a 28.394
14 25  Raul Fernandez CryptoDATA RNF MotoGP Team Aprilia RS-GP a 29.894
15 41  Aleix Espargaro Aprilia Racing Aprilia RS-GP a 36.183
16 1  Francesco Bagnaia Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP23 a 47.753
17 33  Brad Binder Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 48.106

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Deixe um comentário