Em Algarve, Remy Gardner vence 1ªcorrida da carreira e Bastianini conquista o título da Moto 2

Remy Gardner em um final heroico acabou conquistando sua primeira vitória no Mundial de motovelocidade, levou a SAG a sua primeira vitória na história da equipe de Eduardo Pelares. Festa também para Enea Bastianini, que administrou bem sua vantagem para Lowes, Marini e Bezzecchi e acabou com o campeonato, chegando na 5ªposição.

Marini largou muito bem e assume a ponta. Porém, Gardner recuperou a ponta na terceira curva, Bastianini sobe para segundo e Marini cai para 3º. Ao fazer a primeira curva, Fabio di Giannantonio cai e Bulega não consegue desviar e também cai. Ambos deixaram a corrida. Aron Canet por queimar a largada toma a punição da dupla volta longa.

Marini tentava passar Bastianini, enquanto que Sam Lowes supera Jorge Martin, ganhando a 4ªposição. Na 4ªVolta, Marini e Lowes superaram Bastianini e assumiram a 2ª e 3ªposições respectivamente.

Enquanto isso, Jorge Martin perdeu a 5ªposição para Augusto Fernandez no começo da 5ªVolta. Enquanto Fernandez avançava, o piloto da KTM começava a ser alvo de Marco Bezzecchi, que subiu 5 posições desde da largada e já deslumbrava a 6ªposição, que foi alcançada na volta seguinte pelo piloto da VR46. logo a frente, Fernandez supera Bastianini e ganha a 5ªposição. Mesmo perdendo posições, Bastianini seria o campeão com 9 pontos a frente de Marini e Lowes.

Marini e Lowes superaram Gardner e assumiram as duas primeiras posições, isso dava 1 ponto de vantagem para o piloto da VR46 em relação ao piloto Britânico. Já Bastianini começava a ver o título ficar em perigo, ainda mais com Bezzecchi na sua cola. Caso Lowes passasse Marini com o resultado de Bastianini, ele seria o campeão naquele momento. Na metade da 9ªVolta, Augusto Fernandez passa lindamente Gardner por fora, ganhando a 3ªposição do piloto da SAG.

Na 10ªVolta, Bastianini viveu seu pior momento na prova, foi superado por Bezzecchi e por Jorge Martin. Sua vantagem agora era de 2 pontos para Marini e 3 pontos para Lowes. Porém, o líder do campeonato conseguia recuperar a 6ªposição, retornando a frente de Martin.

Remy Gardner começou a reagir na 12ªVolta, passou Augusto Fernandez e voltou à posição de pódio. Já de imediato passou a pressionar Lowes, a ultrapassagem acabou acontecendo no começo da volta seguinte. Remy era o segundo colocado e com chances de passar Marini e de vencer pela primeira vez.

Marco Bezzecchi supera Augusto Fernandez e passa a ser o 4ºcolocado, Já Enea Bastianini travava um duelo duro para manter a 6ªposição dos ataques de Jorge Martin. A 9 voltas do final, Martin erra a curva e Bastianini passa a ficar mais tranquilo para poder atacar Augusto Fernandez, A 7 voltas do final, o piloto da Italtrans supera Fernandez e ganha a 5ªposição, ficando mais tranquilo em relação ao título.

Remy Gardner foi pra cima de Luca Marini, os dois se livraram de Sam Lowes e travaram um duelo particular pela vitória. A disputa entre os dois foi decidida na curva 3 da penúltima volta, com Gardner passando Marini por fora, ganhando a liderança e levando a Kalex da equipe SAG a primeira vitória dele e da equipe de Eduardo Pelares no Mundial de Motovelocidade.

O filho de Wayne Gardner finalmente trinfou no Mundial de motovelocidade, depois de muitos anos sempre caindo ou perdendo rendimento no final, Remy teve seu dia de gloria. Luca Marini fez de tudo, mas não pode evitar o avanço de Gardner, acabou com a segunda posição na corrida e conquistou o vice-campeonato favorecido pelo critério de desempate. Sam Lowes completou o pódio, ficando na 3ªposição no Mundial.

Marco Bezzecchi fez uma bela prova de recuperação, chegando em 4ºlugar após largar da 12ªposição.

Enea Bastianini conquista o título após chegar na 5ªposição, numa corrida até de certo modo segura, mas em alguns momentos dramática para o piloto da Italtrans. O piloto mais regular do ano, se não teve a melhor moto, teve a melhor cabeça e um campeonato mais equilibrado, Ano que vem, Bastianini vai estar na MotoGP pela Avintia. Marini e Martin também sobem para a categoria principal em 2021.

Jorge Martin fechou o ano na 6ªposição e fecha a temporada na 5ªposição, Logo atrás chegaram o Norte-Americano Joe Roberts da American Racing e Augusto Fernandez da Marc VDS. Completaram os 10 primeiros colocados: Lorenzo Baldassarri da Pons e Xavi Vierge da Petronas.

O Portalsportszone parabeniza o título de Enea Bastianini da Italtrans. Pelo campeonato tão difícil e complicado como foi o campeonato desse ano.

Fotos:

Resultado final do GP de Portugal
Mundial de Motovelocidade – Moto 2 – 23 Voltas

posPilotoEquipeMotoTempo
187Remy GardnerOnexox TKKR SAG TeamKalex39’35.476
210Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalexa 1.609
322Sam LowesEG 0,0 Marc VDSKalexa 3.813
472Marco BezzecchiSKY Racing Team VR46Kalexa 8.437
533Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalexa 8.646
688Jorge MartínRed Bull KTM AjoKalexa 8.899
716Joe RobertsTennor American RacingKalexa 8.956
837Augusto FernándezEG 0,0 Marc VDSKalexa 9.568
97Lorenzo BaldassarriFlexbox HP 40Kalexa 10.367
1097Xavi ViergePetronas Sprinta RacingKalexa 11.084
1142Marcos RamírezTennor American RacingKalexa 11.199
1223Marcel SchrötterLiqui Moly Intact GPKalexa 16.864
1364Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTSa 16.998
1445Tetsuta NagashimaRed Bull KTM AjoKalexa 18.550
1544Aròn CanetPull&Bear Aspar Team Moto2Speed Upa 20.169
1612Thomas LuthiLiqui Moly Intact GPKalexa 22.918
1719Lorenzo Dalla PortaItaltrans Racing TeamKalexa 27.141
1835Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 27.303
1962Stefano ManziMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 27.340
2077Dominique AegerterNTS RW Racing GPNTSa 44.924
2155Hafizh SyahrinPull&Bear Aspar Team Moto2Speed Upa 51.163
24Simone CorsiMV Agusta Forward RacingMV Agustaa 3 Voltas
27Fabio Di GiannantonioIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 6 Voltas
57Edgar PonsFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 11 Voltas
99Kasma KasmayudinOnexox TKKR SAG TeamKalexa 13 Voltas
9Jorge NavarroBETA Tools Speed UpSpeed Upa 18 Voltas
40Héctor GarzóFlexbox HP 40Kalexa 18 Voltas
21Fabio Di GiannantonioBETA Tools Speed UpSpeed Upa 23 Voltas
11Nicolò BulegaFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 23 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Deixe uma resposta