Dakar 2024 – Especial 9 – Hail até Al Ula

9ªespecial do Dakar 2024 que chega no começo da reta final, na primeira prova do terço final de competição. A especial de 419 km que foi de Hail até Al Ula.

Na categoria Motos, tivemos mais uma vitória Adrien van Beveren da Honda chegando ao final dos 419 km em 4 horas, 36 minutos e 36 segundos. Se na especial passada ele acabou perdendo a vitória nos últimos km da especial, dessa vez acabou que Van Beveren ganhou uma especial no Km finais depois de ultrapassar a Ricky Brabec e a Palbo Quintanilla em um sensacional final, tirando mais de 3 minutos de diferença para o norte-americano Ricky Brabec (líder na soma dos tempos).

Ricky Brabec chegou na segunda posição e Pablo Quintanilla na terceira posição completando o domínio da Honda nessa especial dessa terça-feira. Toby Price levou sua KTM para a 4ªposição, mas esta por ver as chances dele e da equipe de conquistar o título do Dakar de 2024. Aliás, a KTM nunca esteve tão distante da conquista de um título como estar agora.

Ross Branch completa o Top 5, mas perde terreno em relação a Ricky Brabec que abriu mais de 7 minutos na liderança da soma dos tempos e 6 minutos e 27 segundos em relação a essa especial. O piloto botsuano vem mantendo a única moto Hero na disputa do Dakar e esta em posição ainda de lutar pelo título, mas em grande desvantagem numérica já que a Honda tem 3 pilotos nessa disputa.

Kevin Benavides chega na 6ªposição com a outra moto da KTM. Já o chileno Nacho Cornejo teve um dia não muito bom, chegou na 7ªposição, ficando mais de 10 minutos atrás do vencedor. Com esses resultados, Cornejo voltou a ficar de fora dos 3 primeiros colocados.

Luciano Benavides chegou na 8ªposição, quase 10 minutos atrás do vencedor. O eslovaco Stefan Svitko foi o melhor piloto de moto privada chegando na 9ªposição e Bradley Cox da BAS World KTM que acabou conquistando a vitória na Moto Rally 2, com mais uma grande atuação conquistando a 10ªposição na classificação geral, com 12 minutos e 54 segundos do vencedor da especial e acabou 15 segundos a frente do português Rui Gonçalves da Sherco que tinha feito uma ótima especial.

O líder da soma dos tempos da categoria Rally 2, Romain Dumontier acabou na 12ªposição e continua muito bem colocado, se aproximando do Top 10 na soma dos tempos. Outros pilotos do Rally 2 tiveram boas exibições como o francês Mathieu Doveze da Bas World KTM (13ªcolocado) e Jeanloup Lepan da Duust (15ªposição), mas principalmente deve-se destacar o desempenho do indiano Harith Noah que chegou a se posicionar na 7ªposição em determinado momento da especial. Apesar de perder posições na segunda metade da prova de 415 km, Noah ainda assim chegou na 14ªposição e esta na luta pelo título da Moto Rally 2, além de ser o melhor piloto da Sherco nesse Dakar.

Na 16ªposição, o australiano Daniel Sanders da GasGas teve um dia ruim e praticamente deu adeus a disputa do título (mais de 21 minutos atrás do vencedor da especial e quase 1 hora atrás de Ricky Brabec, líder da soma dos tempos). Toni Mulec, esloveno da Bas World KTM chegou na 17ªposição seguido de Martin Michek da Orion MRG, do polonês Konrad Dabroswi da Duust Rally e do Argentino Diego Llanos da Xraids fechando os 20 primeiros colocados. O norte-americano Jacob Argubright da Duust Rally que terminou na 15ªposição acabou punido em 15 minutos e acabou jogado para a 23ªposição.

Classificação da Categoria Motos – Geral após 9 especiais: 1ºBrabec (Honda) 40:53:49, 2ºBranch (Hero) +7:09, 3ºVan Beveren (Honda) +11:26, 4ºCornejo (Honda) +13:46, 5ºK.Benavides (KTM) +28:12, 6ºPrice (KTM) +35:12, 7ºL.Benavides (Husqvarna) +49:09, 8ºSanders (GasGas) +59:47, 9ºSvitko (Slovnaft) +1:23:49, 10ºMichek (Orion MRG) +2:20:35.

Classificação da Categoria Moto Rally 2 após 9 especiais: 1ºDumontier (Dumontier) 43:18:22, 2ºLepan (Duust) +10:56, 3ºNoah (Sherco) +11:18, 4ºCox (BAS World KTM) +17:48, 5ºMulec (BAS World KTM) +23:40, 6ºDoveze (BAS World KTM) +36:48, 7ºEbster (Kini) +3:06:57, 8ºMoore (HT Rally Raid) +3:07:03, 9ºLlanos (Xraids) +3:21:31 e 10ºGyenes (Autonet) + 3:43:10.

Nos carros, teve mais uma vitória do francês Sebastien Loeb junto do copiloto belga Fabian Lurquin da Prodrive em 4 horas, 17 minutos e 33 segundos. Essa é a 4ªvitória da dupla em especial desse Dakar e foi uma vitória absurda, mesmo com dois furos de pneus acabaram chegando 4 minutos e 24 segundos a frente de Carlos Sainz e de seu copiloto Lucas Cruz que chegaram na segunda posição e conseguiram diminuir o prejuízo que eles tiveram nessa especial ao máximo. Sainz e Cruz estão 20 minutos e 33 segundos a frente de Loeb e Lurquin. A Audi pode levar o primeiro título de um carro elétrico, mas Loeb é perigoso  e pode sim tirar essa vantagem a 3 etapas do Final dessa edição do Dakar.

Os franceses Mathieu Serradori e seu copiloto Loic Minaudier da Century Racing obtiveram o melhor resultado em especiais, 3ºcolocado, completando o pódio da especial de hoje, eles ficaram a 29 segundos atrás de Carlos Sainz. A 4ªposição, o belga Guillaume de Mevius e o copiloto Xavier Panseri manteve a 4ªposição por apenas 9 segundos a frente do sul-africano Guy David Botterill e do seu copiloto Brett Cummings da Toyota, os dois estão sendo as grandes revelações dessa edição do Dakar 2024 na categoria dos carros.

Stephane Peterhansel e seu copiloto Edouard Boulanger da Audi ficou na 6ªposição, não muito longe de De Mevius e Botterill e um pouco a frente do Brasileiro Lucas Moraes e o copiloto espanhol Armond Monleon da Toyota (11 minutos e 3 segundos atrás do vencedor do dia). O resultado mantem Moraes na terceira posição na soma dos tempos, com certa tranquilidade para Guillaume de Mevius, vantagem de 27 minutos e 54 segundos, mas a mais de 1 hora sobre Sainz e quase 52 Minutos sobre Loeb deixam a possibilidades de título do Brasileiro bem remotas.

Mattias Ekström e seu copiloto Emil Bergkvist da Audi ficaram na 8ªposição, 10 segundos de frente para os franceses Romain Dumas e seu copiloto Max Delfino da Rebellion Racing. O Top 10 é completado pelos tchecos Martin Prokop e seu copiloto Viktor Chytka piloto a Ford da equipe Orlen Jipocar Team.

Os sul-africanos Brian Baragwanath e o copiloto Leonard Cremer da Century Racing fechou o dia na 11ªposição seguidos dos espanhóis Nani Roma e o copiloto Alex Haro Bravo que retornaram a prova com seu carro da Ford.

Completaram os 15 primeiros colocados, o sul-africano Saood Variawa junto do copiloto francês Francois Cazalet, os franceses Guerlain Chicherit e o seu copiloto Alex Winocq e o norte-americano Seth Quintero e seu copiloto alemão Dennis Zenz, todos eles com carros da Toyota. O Lituânio Vaidotas Zala junto do seu copiloto português Paulo Fiuza acabaram deixando a disputa do Dakar após terem tido problemas, eles estavam levando a Mini a lutar por um Top 10 até a queda deles que começou no dia de ontem.

Classificação após 9 especiais do Dakar 2024: 1ºSainz/Cruz (Audi) 37:50:57, 2ºLoeb/Lurquin (Prodrive) +20:33, 3ºMoraes/Monleon (Toyota) +1:12:02, 4ºDe Mevius/Panseri (Overdrive) +1:39:56, 5º Serradori/Minaudier (Century) +2:03:44, 6ºChicherit/Winocq (Overdrive) +2:12:43, 7ºProkop/Chytka (Ford) +2:12:48, 8ºDe Villiers/Murphy(Toyota) +2:15:12, 9ºBotterill/Cummings (Toyota) +2:29:51, Vanagas/Sikk (Toyota) +2:59:35.

Nos quadricicilos, a vitória ficou com o francês Alexandre Giroud após quase 6 horas de batalha conta o argentino Manuel Andujar que esta na liderança na soma dos tempos. É evidente que os dois estão em outro nível em relação aos demais pilotos da categoria. Andujar 51:07:27 esta 6 minutos e 13 minutos a frente de Giroud. Juraj Varga que esta na terceira posição na soma dos tempos está a mais de 3 horas da liderança.

Na categoria Challenger tivemos a vitória dos Argentinos Nicolas Cavigliasso e da copiloto Valentina Pertegarini com o veiculo da Taurus após 4 horas, 47 minutos e 58 segundos, ficando 7 minutos e 5 segundos a frente dos Chilenos Francisco Lopez Contardo e do copiloto Juan Pablo Latrach da equipe Can-Am Factory que ficaram na segunda posição, com uma vantagem curta de 20 segundos para o lituano Rokas Baciuska e o copiloto espanhol Oriol Vidal com outro carro da Cam-Am Factory.

Cristina Gutierrez junto do seu copiloto Pablo Moreno chegou na 4ªposição e tirou 5 minutos e 28 minutos da vantagem que os norte-americanos Mitchell Guthrie e Kellon Walch que chegaram na 7ªposição e estão na liderança na soma dos tempos com 28 minutos e 35 segundos de vantagem para Cristina Gutierrez e Pablo Moreno Huete que estão na segunda posição. Os chilenos Francisco Lopez Contardo e Juan Pablo Latrach estão perto na terceira posição, com 36 minutos e 48 segundos atrás dos líderes.

Austin Jones e o copiloto Gustavo Gugelmin fecharam a especial na 5ªposição e estão na quinta posição na soma dos tempos, logo atrás de Rokas Baciuska e Oriol Vidal.

Nos SSV, a vitória ficou com o Brasileiro Cristian Batista junto do copiloto espanhol Fausto Mota da South Racing após 5 horas, 2 minutos e 30 segundos para a conclusão de todo o percurso. A dupla Hispo-brasileira colocou 9 minutos e 26 segundos de frente para os franceses Xavier de Soultrait e o copiloto Martin Bonnet que esta agora um pouco mais aliviado na liderança da soma dos tempos. Já que os portugueses João Ferreira e seu copiloto Filipe Palmeiro tiveram problemas durante o estágio e acabaram perdendo mais de 1 hora com relação aos ponteiros, liquidando assim com o sonhos dos portugueses de conquistarem o título.

Os espanhóis Gerard Farres Guell e o copiloto Diego Ortega Gil da South Racing fecharam o pódio nessa etapa. O suíço Jerome de Sadeleer e o copiloto francês Michael Metge e o saudita Yasir Seaidan e o copiloto francês Adrien Metge, ambos da equipe MMP fecharam o Top 5 do dia. Os norte-americanos Sara Price e Jeremy Gray acabaram na 8ªposição e perderam 28 minutos e 21 segundos com relação ao vencedor e quase 20 minutos com relação à De Soultrait e Bonnet. Esses resultados fazem a dupla da equipe de Sebastien Loeb ficar 28 minutos e 16 segundos a frente de Sara Price e Jeremy Gray que esta na disputa pela segunda posição com o suíço Jerome de Sadeleer e o copiloto francês Michael Metge que vem 31 minutos e 10 segundos atrás dos líderes. Yasir Seaidan e Adrian Metge da MMP e João Ferreira e Filipe Palmeiro da Can-Am completa o Top 5 da soma dos tempos.

Nos caminhões, tivemos trio diferente conquistando a vitória nessa 9ªespecial. Os holandeses Gert Huzink, Rob Buursen e Martin Roesink com seu Renault conquistou a vitória com o tempo de 5 horas, 4 segundos e 34 segundos, colocando 1 minuto e 32 segundos de frente para os tchecos Martin Macik, Frantisek Tomasek e David Svanda da MM Techonology que estão administrando sua vantagem na soma dos tempos. Os tchecos, Ales Loprais, Jaroslav Valtr Jr. e Jiri Stross da Instaforex Loprais Praga fechou na terceira posição completando o pódio do dia.

Martin Macik, Frantisek Tomasek e David Svanda estão na frente na soma dos tempos com quase 2 horas de frente para Ales Loprais, Jaroslav Valtr Jr. e Jiri Stross da Praga que recuperou a segunda posição deixando Mitchel van den Brink, Moises Torrallardona e Jarno van de Pol que ficou na 4ªposição, perdendo 24 minutos e 22 segundos sobre os vencedores do dia e quase 20 em relação ao trio da Praga, o que fez o trio perder a 2ªposição.

10ªEspecial do Dakar 2024 será realizada nessa quarta-feira com 371 km na cidade de Alula.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Deixe um comentário