Dakar 2024 – Especial 8 – Al Duwadimi até Hail

8ªEtapa do Dakar, entre as cidades de Al Duwadimi até Hail. A especial que era para ser de 458 km acabou sendo reduzida para 279 km.

Nas motos, Ricky Brabec liderou a primeira parte da especial, mas cedeu a liderança para Adrian van Beveren faltando um quarto da sessão. Mas a vitória ficou com o Argentino Kevin Benavides que foi muito bem na segunda parte da especial e acabou a especial encurtada em 3 horas, 35 minutos e 3 segundos. Seu irmão, Luciano Benavides ficou em 2º a 31 segundos do vencedor. Os dois pilotos superaram o francês Adrien Van Beveren da Honda que acabou perdendo mais de 2 minutos nos últimos 10 km e acabou ficando na 3ªposição, a 1 minuto e 27 segundos de Kevin Benavides.

Em 4ºlugar chegou o chileno Nacho Cornejo com a moto da Honda a 14 segundos de Van Beveren e na 3ªposição na soma dos tempos. Toby Price da KTM fechou o top 5 da especial. 6 segundos depois, o português Rui Gonçalves obteve um ótimo resultado, o piloto da Sherco terminou o dia na 6ªposição (Na soma dos tempos esta sem chances de obter um resultado significativo).

Em relação a disputa do título, Ricky Brabec chegou 41 segundos (na 7ªposição na especial) a frente de Ross Branch que ficou na 8ªposição na especial. Com isso a classificação na soma dos tempos tinha Brabec na ponta com 42 segundos a frente de Ross Branch que esta ainda na segunda posição. Quem se aproximou foi o chileno Nacho Cornejo que esta na 3ªposição, a 4 minutos e 21 segundos.

Daniel Sanders da Gas Gas e Stefan Svitko da Slovnaft completaram as 10 primeiras posições. A se falar da ótima apresentação do Indiano Harith Noah da Sherco que se destacou e acabou levando uma ótima 11ªposição e acabou conquistando a vitória no Moto Rally 2 na especial de hoje ficando 1 minuto e 25 segundos a frente do francês Jeanloup Lepan da Duust, segundo colocado em sua categoria. O esloveno Toni Mulec (13ªposição na especial) completou o pódio no Rally 2. Os 13 primeiros colocados da especial de hoje ficaram em um espaço de menos de 10 minutos.

Pablo Quintanilla teve mais um dia difícil, chegou a liderar a especial, mas perdeu tempo e acabou ficando na 14ªposição, a 10 minutos e 10 segundos do vencedor do dia e um pouco a frente (12 Segundos) do sul-africano Bradley Cox da BAS World KTM.

Jacob Argubright da Duust Rally ficou na 16ª seguidos de Mathieu Doveze (Bas World KTM), Diego Llanos (Xraids), Romain Dumontier (Dumontier) e Martin Michek (Orion MRG) que fechou o Top 20. Uma pequena menção honrosa para o português Bruno Santos que não foi nada mal na especial de hoje, 22ªposição a 25 minutos e 7 segundos do vencedor de hoje.

Classificação dos 10 primeiros após 8 especiais (Classificação Geral): 1ºBrabec (Honda) 36:16:31, 2ºBranch (Hero) +0:42, 3ºCornejo (Honda) +4:21, 4ºVan Beveren (Honda) +11:58, 5ºK.Benavides (KTM) +20:31, 6ºPrice (KTM) +29:10, 7ºSanders (GasGas) +38:43, 8ºL.Benavides (Husqvarna) +39:35, 9ºSvitko (Slovnaft) +1:11:53 e 10ºMichek (Orion MRG) +1:56:53

Classificação dos 10 primeiros após 8 especiais (Rally 2): 1ºDumontier (Dumontier) 38:27:11, 2ºLepan (Duust) +6:13, 3ºNoah (Sherco) +8:53, 4ºMulec (BAS World KTM) +14:45, 5ºCox (BAS World KTM) +19:19, 6ºDoveze (BAS World KTM) +34:46, 7ºMoore (HT Rally Raid) +2:30:31, 8ºEbster (Kini) +2:51:13, 9ºGyenes (Autonet) +3:00:53, 10ºLlanos (Xraids) +3:08:14.

Na categoria Carros, tivemos uma definitiva baixa do Qatari Nasser Al-Attiyah e seu copiloto Mathieu Baumel tiveram problemas de motor no km 62 quando vinham disputava a liderança da especial. O campeão de 2023 desistiu e abandonou o Dakar 2024.

Loeb teve um grande desempenho, liderando a maior parte da especial, mas perdeu muito tempo e acabou deixando a vitória escapar. A vitória ficou com o sueco Mattias Ekström e seu copiloto Emil Bergkvist da Audi após 3 horas, 17 minutos e 15 segundos. Stephane Peterhansel junto do copiloto Edouard Boulanger conquistaram a segunda posição, 2 minutos e 45 segundos atrás do vencedor e 25 segundos a frente Guerlain Chicherit e Alex Winocq da Overdrive, outra dupla francesa que se destacou e conquistou o pódio, evitando a Trio da Audi do pódio, já que Carlos Sainz e seu copiloto Lucas Cruz com a Audi fechou o dia na 4ªposição.

Apesar do 4º, Carlos Sainz e Lucas Cruz abriram 5 minutos e 47 segundos sobre Sebastien Loeb e Fabian Lurquin que ficaram na 10ªposição. A vantagem do piloto espanhol na soma dos tempos aumenta para 24 minutos e 47 segundos sobre o piloto francês da Prodrive.

O norte-americano Seth Quintero junto do copiloto alemão Dennis Zenz fez uma ótima especial e que acabou culminando com uma ótima 5ªposição, a frente do belga Guillaume de Mevius e o copiloto francês Xavier Pansei (49 segundos atrás de Quinteiro) e de Lucas Moraes junto do copiloto espanhol Armand Monleon com o carro da Toyota (ficando 1 minuto e 59 segundos de Quinteiro e 1 minuto e 10 segundos de Guillaume de Mevius).

Os franceses Romain Dumas e o copiloto Max Delfino da Rebellion (8ºcolocado) e os sul-africanos Giniel de Villiers e o copiloto Dennis Murphy da Toyota (9ºcolocado) ficaram a frente de Sebastien Loeb e do copiloto Fabian Lurquin, os pilotos da Prodrive tiveram a chance de vencer a especial e de tirar vantagem para Carlos Sainz, mas acabaram perdendo tempo precioso no final da especial e acabou terminando o dia na 10ªposição, 11 minutos atrás de Ekström e Bergkvist que foram os vencedores da especial.

Os franceses Mathieu Serradori e o copiloto  Loic Minaudier da Century Racing tiveram uma sessão decente e acabaram na 11ªposição, 8 segundos a frente de Deniz Krotov e Konstantin Zhiltsov da Overdrive Racing (12ªposição) e 15 segundos a frente do argentino Juan Cruz Yacopini e do copiloto espanhol Daniel Oliveras Carreras com outro carro da Overdrive Racing (13ªposição).

Os tchecos Martin Prokop e o copiloto Viktor Chytka da Ford chegou na 14ªposição (15 minutos e 56 segundos atrás dos vencedores do dia), mantendo-se nos Top 10 na soma dos tempos. A especial de hoje não teve atrasos absurdos com relação em relação a outras especiais. Isso também se explica devido a diminuição da especial de 458 km para 279 km.

Os franceses Lionel Baud e Lucie Baud da Overdrive Racing fechou o Top 15 da especial. Quem levou um grande prejuízo foi o lituânio Vaidotas Zala e o seu copiloto português Paulo Fiuza que acabou perdendo mais de 1 hora e 10 minutos (1:19:34) chegando na 48ªposição.

Classificação dos 10 primeiros colocados nos carros com 8 especiais completadas: 1ºSainz/Cruz (Audi) 33:29:10, 2ºLoeb/Lurquin (Prodrive) +24:47, 3ºMoraes/Monleon (Toyota) +1:05:13, 4ºDe Mevius/Panseri (Overdrive) +1:34:18, 5ºDe Villiers/Murphy (Toyota) +1:45:12, 6ºChicherit/Winocq(Overdrive) +1:56:37, 7ºProkop/Chytka (Ford) +2:01:23, 8ºSerradori/Minaudier (Century) +2:03:15, 9ºBotterill/Cummings (Toyota) +2:24:04 e 10ºVaagas/Sikk (Toyota) +2:34:24.

Nos Quadriciclos, a vitória ficou com o Argentino Manuel Andujar com vantagem de 5 minutos e 6 segundos de vantagem em cima de Alexandre Giroud e 15 minutos e 39 segundos a frente do eslovaco Juraj Varga. A classificação na soma dos tempos é a mesma da especial, Andujar vem na frente, 18 minutos de vantagem para Alexandre Giroud a 4 especiais do final do Dakar. Juraj Varga esta em 3º a 2:43:25 do líder.

Na categoria Challenger, o saudita Saleh Alsaif junto do copiloto qatari Nasser Alkuwari conquistaram a vitória na especial encurtada de hoje. A dupla da Dark Horse Team chegou em 3 horas, 35 minutos e 28 segundos, 3 minutos e 22 segundos a frente dos norte-americanos Mitchell Guthrie e do copiloto Kellon Walch que ficaram na segunda posição com o carro da Taurus. O resultado mantem a dupla na liderança na soma dos tempos em cima de Cristina Gutierrez e do copiloto Pablo Moreno Huete da Red Bull que esta na segunda posição na soma dos tempos e que terminou o dia na terceira posição na especial de hoje.

Os chilenos Francisco Lopez Contardo junto do copiloto Juan Pablo Latrach da Can-Am e os argentinos Nicolas Cavigliasso e a copiloto Valentina Pertegarini da Taurus completaram o Top 5 da especial de hoje. Guthrie/Walch tem 34 minutos e 3 segundos de vantagem para Gutierrez/Moreno Huete (2ªposição) e 42 minutos e 51 segundos sobre Lopez Contardo/Latrach (3ªposição).

Na categoria SSV, mais uma vitória dos portugueses João Ferreira e do copiloto Filipe Palmeiro da Can-am Factory e assumindo a segunda posição na soma dos tempos, apenas 7 minutos e 41 segundos atrás de Xavier de Soultrait e do copiloto Martin Bonnet que curiosamente foi a segunda colocada na especial de segunda-feira, a 3 minutos e 43 segundos atrás dos vencedores do dia.

Os espanhóis Gerard Farres Guell e o copiloto Diego Ortega Gil, os norte-americanos Sara Price e o copiloto Jeremy Gray e o Brasileiro Cristiano Bastista junto do copiloto espanhol Fausto Mota, completaram os 5 primeiros colocados, Todos perte equipe South Racing Can-Am. Sara Price e Jeremy Gray completam a lista dos três primeiros colocados na soma dos tempos. Ainda com boas chances de título, o suíço Jerome de Sadeleer e o copiloto francês Michael Metge (29 minutos e 46 segundos atrás do líder) e o saudita Yasir Seadian com o copiloto Adrien Metge (31 minutos e 26 segundos atrás do líder) completam a lista dos 5 primeiros colocados.

Nos caminhões, o trio formado por Mitchell van den Brink (Holanda), Moises Torrallardona (Espanha) e Jarno van de Pol (Holanda) da Eurol Rallysport após especial de mais de 3 horas e meia de duração, com vantagem de 1 minuto e 18 segundos sobre os tchecos Martin Macik, Frantisek Tomasek e David Svanda, os virtuais campeões do Dakar com seu caminhão Iveco da MM Technology. O trio abriu mais de 12 segundos para Ales Loprais, Jaorslav Valtr Jr. e Jiri Stross da Praga que foram 3ºcolocados na especial de segunda-feira e foram superados na soma dos tempos por Mitchell van den Brink Moises Torrallardona e Jarno van de Pol que passaram a segunda posição por 2 minutos e 17 segundos.

A especial dessa terça-feira será entre as cidades de Hail até ALula com 417 km cronometrados.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar

Deixe um comentário