Moto 2: Mattia Pasini conquista vitória em final de semana de piso Molhado na Argentina

Sob pista semi molhada quem começou bem foi os italianos Lorenzo Baldassari e Mattia Pasini que marcaram os melhores tempos da primeira parte do treinamento. Com Miguel Oliveira em 3ºlugar e um supriedente Remy Gardney com a sua Tech 3 em 4ºlugar, Quem estava mais ou menos era Alex Marquez, que começou o treino com uma queda e vinha atrás até mesmo de Joan Mir (Companheiro de Marquez na Marc VDS) que esta na sua segunda corrida na Moto 2 e já vinha se colocando entre os 10 primeiros colocados.

Essa situação de pista quem poderia se dar bem era o Malaio Khairul Idham Pawi, Vencedor da Prova de 2016 na Moto 3.

Sam Lowes e Isaac Viñales estavam progredindo na classificação ao restarem 25 minutos para o final do treino. O piloto da Swiss Innovative Investors marcou o 3º melhor tempo e o irmão de Marevick Viñales, Vinha colocando a Moto da SAG em 6ºlugar, A Frente do vencedor do GP do Qatar Francesco Bagnaia.

Diferente da Moto 3, Os tempos não vinham melhorando. Apesar de estar 7 posições na frente, Mir tinha problemas na curva 13, por duas vezes ele acabou escapando e teve sorte em não ter ido para o chão andando fora do traçado e sob o piso molhado. Fenati que não tinha tempo entrou na pista falando 13 minutos para o final do treino, Sua primeira volta acabou colocando o italiano em 30ºlugar, Quase 6 segundos do pole. Evidente que Fenati iria melhorar esse tempo.

Lowes vai para a pista ao faltar 9 minutos para o final do treino, Já Baldassarri era o único que estava nos boxes, Já que ele era o único que não precisava se arriscar, Ele estava com a pole position nas mãos. Os outros sim, teriam de ir para o tudo ou nada para roubar o primeiro lugar do piloto da Equipe Pons.

A 4 minutos do final Vierge sobe do 12º para o 6ºlugar e Navarro logo depois sobe do 12º para o 6ºlugar, O que fez o piloto da Dynavolt ser rebaixado para o 7ºlugar. Kent, Rosberg e Marquez melhoraram seus tempos. No final a pista começava a ficar mais rápida.

Baldassarri não saiu dos boxes a tempo de fazer uma volta, A Pons e ele mesmo Não acreditava que seu tempo iria ser superado por ninguém. A tática dele deu certo. Porém Xavi Vierge marcou no final do treino a marca de 1:56.137, Tomando a pole do piloto da Pons e dando ao espanhol sua primeira pole position no Mundial da Moto 2.  Primeira fila foi completada pelo Lorenzo Baldassarri e pelo Britânico Danny Kent com o Chassi da Speed UP.

Na segunda fila largavam Mattia Pasini, Jorge Navarro da Gresini e Sam Lowes com sua KTM da Swiss Innovative. (Mostrando que ele estava voltando ao melhor da sua forma) Miguel Oliveira da KTM Ajo e Alex Marquez da Marc VDS acabaram devendo e ficando em 7º e 8ºlugares. Remy Gardner que chegou a ficar em 4ºlugar fecha a 3ªfila com sua Tech 3.

E devemos fazer uma menção honrosa a NTS, que já coloca seu chassi bem posicionado no Grid do GP da Argentina. Joe Roberts larga em 10º e Steven Odendaal larga em 14ºlugar, Logo a frente de Bagnaia com a moto da SKY Racing Team VR46. Decepcionante treino de Héctor Barbera na 18ªposição. O Brasileiro Eric Granado larga em 24ºlugar, A bordo da sua Suter da equipe Forward Racing.

Grid de largada do Mundial de Motovelocidade
Moto 2 – 2ªEtapa – GP da Argentina (Termas de Rio Hondo)

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex 1’56.137
2 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex 1’56.408
3 52 Danny Kent MB Conveyors – Speed Up Racing Speed Up 1’56.536
4 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex 1’56.591
5 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 1’56.679
6 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 1’56.830
7 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 1’57.006
8 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex 1’57.070
9 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 1’57.166
10 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS 1’57.263
11 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM 1’57.582
12 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex 1’57.621
13 32 Isaac Vinales SAG Team Kalex 1’57.677
14 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS 1’57.813
15 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 1’57.891
16 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 1’57.898
17 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex 1’58.058
18 40 Hector Barbera Pons HP40 Kalex 1’58.342
19 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex 1’58.534
20 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex 1’58.585
21 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 1’58.614
22 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 1’58.673
23 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 1’58.813
24 51 Eric Granado Forward Racing Team Suter 1’58.991
25 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 1’59.630
26 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex 1’59.677
27 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 2’00.166
28 20 Fabio Quartararo MB Conveyors – Speed Up Racing Speed Up 2’00.295
29 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex 2’00.428
30 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 2’00.438
31 63 Muhammad Zulfahmi SIC Racing Team Kalex 2’01.770
32 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter 2’02.644

Domingo de pista molhada em Termas de Rio Hondo, Assim como no sábado seria uma corrida disputada. Mattia Pasini usou da sua enorme experiência para conquistar a vitória em Termas de Rio Hondo.

Na largada, O Espanhol Xavi Vierge largou bem, mantendo a liderança com Baldassarri e Miguel Oliveira que fez uma brilhante largada, subindo do 7º para o 3ºlugar e na segunda curva ele passa Baldassarri para assumir a 2ªposição, Porém essa volta o piloto Italiano da Pons daria um show. No final da reta oposta o italiano passou O dentista Miguel Oliveira da KTM assumindo o segundo lugar e no final da primeira volta a vitima foi Vierge, que fez ele assumir a liderança.

Mattia Pasini deu uma arrancada aonde ele passou Miguel Oliveira, Depois passou Vierge e finalmente tomou a liderança das mãos de Baldassarri logo na 3ªvolta, Com Vierge e Oliveira disputando o terceiro lugar. Brad Binder acabou fazendo uma manobra bem perigosa, Aonde ele bate na traseira do Espanhol Jorge Navarro, Cai para o chão e abandona, Com o escapamento fora do lugar, O piloto da Gresini foi obrigado a deixar a prova também.

No final da volta 4, O piloto da Dynavolt Intact GP tentou tomar o segundo lugar do piloto da Pons, Acabou por muito pouco não encontrando o chão. Vierge perde o traçado da curva, a moto desequilibra e se não fosse uma manobra salvadora que ele acabou fazendo (Caindo para o 5ºlugar), Sem a menor dúvida que a prova do piloto Espanhol terminaram na Curva 13.

Mais atrás, Alex Marquez, Joan Mir, Remy Gardney e Dominique Aegerter disputavam as posições intermediárias.

Chegando ao 2º terço de prova, O Português Miguel Oliveira parte para o ataque em cima de Pasini, Valendo a liderança com Baldassarri perto dos dois. Quem crescia muito nessa disputa era Alex Marquez que já estava na pressão em cima de Vierge, buscando o 4ºlugar. Quem começava a descer o pelotão nessa altura do campeonato era o Britânico Sam Lowes.

Oliveira tentava o ataque para cima de Pasini que segurava perfeitamente a ponta, Essa batalha permaneceu assim até a volta 13. Foi quando o piloto da KTM realizou a ultrapassagem sobre Pasini passando para a liderança, Que durou poucas curvas já que Pasini deu o troco e o Português foi para fora do traçado fazendo ele perder posições.

Pasini voltou a liderança, Com Baldassarri, Oliveira e Vierge que estava um pouco mais atrás, Mas vinha sendo o mais rápido da turma dos primeiros colocados e depois Alex Marquez em 5º. Oliveira voltou a briga pela vitória ao ultrapassar de Baldassarri e voltar ao 2ºlugar, Buscando a vitória que estava nas mãos de Pasini. Enquanto isso Mir, Gardner, Aegerter e Schrotter vinham mais atrás disputando o 6ºlugar.

Faltando 7 voltas para o final, Oliveira ataca de novo Pasini querendo a revanche enquanto isso Xavi Vierge ganha o terceiro lugar de Baldassarri e entra na disputa pela vitória, Já o piloto da Pons fica mais para o Espanhol Alex Marquez tendo de defender o 4ºlugar.

Pasini estava tendo uma defesa exemplar de posição. Até que a 6 voltas do final, Na reta oposta. Oliveira recupera a ponta, Mas essa liderança vai até o final da volta novamente. Pasini foi com tudo para cima do Português que perdeu a trajetória após o piloto da Italtrans colocar por dentro e não só perdeu a liderança para Pasini como também o segundo lugar para Vierge que viu a chance de colocar por dentro e executar a ultrapassagem.

Alex Marquez vinha na pressão para ultrapassar Baldassarri, Porém foi muito ao bote e exagerou, Perdeu tempo ao espalhar na curva, Foi o respiro para o piloto da Pons ficar na frente. Nas Voltas finais, Vierge nunca viu a chance da sua primeira vitória bater tão perto dele. Ele foi para cima de Pasini nas voltas finais. Porém Pasini resiste a pressão e conquista a vitória em Termas de Rio Hondo. Uma vitória merecida para o piloto que liderou a maior parte da prova.

Xavi Vierge acabou repetindo seu melhor resultado na Moto 2. Com o 2ºlugar após a pole conquistada no sábado marca o melhor final de semana do Espanhol que se coloca como candidato a vitórias nessa temporada. O pódio foi completado por Miguel Oliveira que liderou 2 vezes, Mas não conseguiu segurar essa posição, Se segurasse até poderia ter segurado a liderança e obter sua 3ªvitória na MotoGP.

Lorenzo Baldassarri da Pons, segurou no final a pressão de Alex Marquez, Obtendo o 4ºlugar. Já para o irmão da Formiga Atômica acabou não fazendo melhor do que o 5ºlugar. Fechando os 6 primeiros o Australiano Remy Gardner que depois de muito tempo de aprendizado parece que esse vai ser um bom ano para o Filho de Wayne Gardner na Moto 2. Joan Mir fazendo uma corrida melhor do que a do Qatar chega em 7ºlugar mostrando que vai dar trabalho em 2018. Dominique Aegerter marcou seus primeiros pontos com o 8ºlugar.

O vencedor da prova passada Francesco Bagnaia deixou a desejar o final de semana inteiro, Ficando apenas em 9º e Marcel Schrotter fecha os Top 10. Destaque para Iker Lecuona que fez um bom final de semana, Ficando em 11º. Danny Kent que largou em 3ºlugar não mostrou rendimento para ficar na parte da frente e só terminou a prova em 12º. A mesma coisa aconteceu com Sam Lowes que não se segurou nas primeiras posições, foi caindo, caindo, caindo até fechar a prova em 13ºlugar. Isaac Viñales e Andrea Locatelli fecharam a zona de pontuação.

Eric Granado que largou em 24º acabou a prova em 29ºlugar, Além da inexperiência a Suter não parece ter uma moto competitiva para brigar por boas posições nessa temporada. No dia 22 de Abril teremos a 3ªEtapa do Mundial de Motovelocidade, No Circuito de Austin no Texas.

Resultado final do Mundial de Motovelocidade
Moto 2 – 2ªEtapa – GP da Argentina (Termas de Rio Hondo)

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex 40’37.538
2 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex a 0.850
3 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM a 1.414
4 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex a 5.178
5 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 5.431
6 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 a 10.425
7 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex a 13.379
8 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM a 13.460
9 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex a 22.038
10 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex a 22.867
11 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM a 24.102
12 52 Danny Kent MB Conveyors – Speed Up Racing Speed Up a 25.972
13 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM a 26.010
14 32 Isaac Vinales SAG Team Kalex a 31.769
15 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 33.264
16 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex a 33.828
17 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 48.603
18 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS a 50.651
19 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex a 51.594
20 40 Hector Barbera Pons HP40 Kalex a 53.070
21 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter a 53.260
22 20 Fabio Quartararo MB Conveyors – Speed Up Racing Speed Up a 56.979
23 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 59.266
24 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 1’10.121
25 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS a 1’12.051
26 63 Muhammad Zulfahmi SIC Racing Team Kalex a 1’32.993
27 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 1’33.218
28 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 a 1’36.078
29 51 Eric Granado Forward Racing Team Suter a 1’38.951
9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 20 Voltas
41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 22 Voltas
95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex 22 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Crutchlow ganha prova maluca na Argentina e lidera o Campeonato

Uma prova maluca na Argentina, onde se não foi cômico, as atrapalhadas da direção de prova acabou sendo trágica em relação num todo ao regulamento que foi rasgado e pisado pela direção de prova.

Ao começar pelo atraso da largada de quase 20 minutos. Isso porque, todos os pilotos foram para os boxes minutos antes da largada para colocarem os pneus de pista seca, com exceção de Jack Miller, o pole position. Apesar da direção de corrida tentar realizar uma nova relargada, O chefe da equipe Pramac queria que o regulamento fosse cumprido. Por alguns minutos a discussão rolou solta até que chegaram a ideia de colocar Miller 50 metros a frente do resto da turma. Uma das ideias mais idiotas e sem qualquer critério que já vi a MotoGP fazer. Em um dos piores momentos, que fizeram lembrar as regras e posturas absurdas da Formula E.

Após toda essa discussão, os pilotos foram para a volta de apresentação. Com o grid formado para a largada, Marc Marquez tem problemas na sua moto, consegue fazer a sua Honda funcionar, mas t acaba não só andando pelo grid com a moto como virando sua moto em sentido contraio, Quando o certo é os fiscais levarem ele para o pit lane para largar dos boxes.

Porém, isso não foi feito e a largada foi efetivada, Miller com 50 metros a frente dos outros, teve tranquilidade para largar na frente, Já os outros tiveram que brigar por posições. Pedrosa ficou em 2º, Zarco ficou em 3º e Marquez pulou para a 4ªposição.

Na primeira volta Marquez passou Zarco e Pedrosa, Ganhando o 2ºlugar. Na penúltima curva da primeira volta, Zarco foi com tudo para cima de Pedrosa que a acabou sendo jogado para fora do traçado e segundo depois ele foi ejetado da sua moto, Abandonando após um bom final de semana.

Marquez foi para cima de Jack Miller, E ainda na segunda volta ultrapassou o piloto da Pramac para assumir a liderança. E começou a abrir distância de Miller e dos demais pilotos, Mas devido a condição pelo lado contraio do Circuito ao tentar fazer a moto Funcionar segundos antes da largada ele teve de passar pelos boxes. A Formiga Atômica logo cumpriu essa punição caindo para o 19ºlugar.

A partir dai o Tetra-campeão do Mundo teria de fazer uma prova de recuperação nas 18 voltas que restavam para o final da prova. Lá na frente, Miller estava na liderança com Zarco, Rins e Crutchlow por perto, Formando o primeiro pelotão que iria decidir a corrida. Já que Andrea Dovizioso teve dificuldades para superar Esteve Rabat e estava a mais de 10 segundos atrás, um pouco mais atrás vinham os dois pilotos da equipe oficial da Yamaha. Enquanto Zarco com o Chassi de 2016 lutava pela vitória a moto desse ano não conseguia ser competitiva.

Marquez começou uma recuperação, Passando por cima de todos e na Marra, foi como ele fez com Aleix Espargaró. O que rendeu uma punição pequena para o Espanhol (Ceder uma posição para um piloto, por considerarem a manobra de ultrapassagem sobre o piloto da Aprilla perigosa) depois de cumprida a punição, Marquez passava os pilotos da rabeira do Grid um a um sem qualquer resistência. O ritmo de corrida do piloto da Honda era muito superior ao ritmo de corrida dos outros pilotos.

Lá na frente, Miller tentava segurar a liderança sobre Alex Rins, com sua Suzuki, que era mais equilíbrio do que a Ducati de 2017 da Pramac, O Australiano começava a sofrer com o desgaste dos pneus. Por 3 voltas seguidas, Rins tentou a ultrapassagem sobre o piloto Australiano. Das primeiras duas vezes ele ultrapassou, mas perdeu a curva e permitiu o X de Miller. Na terceira, Rins ultrapassa, chega a espalhar na curva, fica lado a lado com Miller, e dessa vez, o piloto da Suzuki consegue a ultrapassagem. Parecia que seria a hora de Rins vencer pela primeira vitória na MotoGP…

…Porém, Rins erra a curva 9 e perde a liderança para Miller que tem serias dificuldades e manter a liderança para Cal Crutchlow que tomou a vice-liderança de Zarco. Era evidente as dificuldades do piloto da Pramac para manter a liderança.

Enquanto isso, Dovizioso sucumbiu ao ataque dos dois pilotos oficiais da Yamaha e caiu para a 7ªposição. A 8 voltas do final, Dovi teria Marc Marquez como seu adversário. O Formiga Atômica passou o piloto da Ducati a menos de 7 voltas do final e passou para a 7ªposição, Bradley Smith acabou caindo na Curva 7 o que pouco importava para a disputa pela vitória.

Miller não resiste à pressão, e erra na curva que antecedia a linha de chegada e cai para a 4ªposição. Crutchlow, Zarco e Rins ficaram na disputa pela vitória. Enquanto Miller sem ritmo para acompanhar essa disputa fica para trás.

Mais atrás Marc Marquez disputava a 6ºlugar com seu rival Valentino Rossi…

… Essa disputa foi à assinatura de uma corrida tão atrapalhada. A 4 voltas do final, Marquez tomba  com Rossi na curva 13, acaba perdendo a curva, e levando Rossi a ir para a grama e cai. Um acidente que mostrou a total falta de controle do Formiga Atômica em Termas de Rio Hondo.

Enquanto isso, Zarco tomou a liderança de Crutchlow. Mas a 3 voltas, nada estava definido entre os 3 primeiros colocados. Rins tenta o ataque para cima de Crutculow e assumiu a segunda posição, Curvas depois, Crutchlow da o troco em Rins e volta para à segunda posição.

O piloto da LCR Honda foi para cima de Zarco com sua Yamaha de 2016 da Tech 3. A menos de 2 voltas do final, Crutchlow passou Zarco na reta oposta, foi a ultrapassagem que definiu a corrida. Na volta final, Zarco tentou superar o piloto britânico, mas não o suficiente para evitar a 3ªVitória da carreira do piloto de 32 anos. Crutchlow assume a liderança do Mundial de Pilotos, Pelos menos nos últimos 10 anos, não me lembro de um piloto de equipe Satélite liderar o campeonato. A pequena LCR Honda passou para a liderança do Mundial de Equipes da MotoGP.

Pela terceira vez da sua carreira, Johann Zarco viu a vitória escapar das suas mãos ficando em 2ºlugar. Alex Rins em uma bela corrida poderia ter vencido a prova se não tivesse errado a 8 voltas do final, quando vinha na liderança. Mesmo assim, Rins conquistou seu primeiro pódio da carreira e a Suzuki volta ao pódio depois da apagada temporada de 2017.

Jack Miller que fez seu melhor final de semana na MotoGP, mas acabou ficando fora do pódio, na 4ªposição. Seus pneus não aguentaram a corrida inteira.

Marc Marquez acabou em 5ºlugar na pista, mas acabou punido em 30 segundos pelo empurrão dado no multicampeão Valentino Rossi. Com isso Marquez ficou apenas na 18ºlugar, fora da zona de pontuação. Foi uma punição justíssima. Pelo menos a direção da prova acertou alguma coisa num domingo de tantos erros!

Marevick Viñales acabou herdando a 5ªposição, seguido de Andrea Dovizioso, que não teve uma moto competitiva nas mãos, apesar de salvar a 6ºlugar, acabou perdendo a liderança do campeonato.

Esteve Rabat fez seu melhor final de semana na MotoGP, Largando na segunda fila e tirando tudo da sua limitada moto acabou ficando a meio segundo do vice-campeão da temporada 2017, Em 7ºlugar e meio segundo de frente de Andrea Iannone que ficou em 8ºlugar. Fechando os Top 10: O Malaio Hafizh Syahrin da Tech 3 e o Italiano Danilo Petrucci que decepcionou com sua Ducati de 2018.

A KTM e Aprilla marcaram seus primeiros pontos na temporada, com Pol Espargaró e Scott Redding fazendo boas corridas. O Japonês Takaagi Nakagami marcou seus primeiros pontos na MotoGP com o 13ºlugar, ajudando LCR a assumir a liderança do campeonato de equipes.

Franco Morbidelli teve um dia difícil, mas ainda assim salvou um 14ºlugar. Jorge Lorenzo em um dia terrível acabou ficando com o último lugar na zona de pontos. Daqui a 2 semanas teremos o GP dos Estados Unidos no circuito de Austin. Com um líder do campeonato improvável e com uma briga de gerações em ebulição novamente no cenário do Mundial de Motovelocidade.

Resultado Final do GP da Argentina – Termas de Rio Hondo
Mundial de Motovelocidade – MotoGP

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 40’36.342
2 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 0.251
3 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 2.501
4 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 4.390
5 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 14.941
6 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 22.533
7 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 23.026
8 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 23.921
9 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 24.311
10 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 26.003
11 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 31.022
12 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 31.891
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 32.452
14 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 42.061
15 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 42.274
16 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 42.625
17 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 43.350
18 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 43.860
19 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 52.082
20 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 1’03.944
21 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 1’10.144
38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 7 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 11 Voltas
26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 24 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Audácia de Miller dá a ele 1ª pole da carreira sob o piso molhado em Termas de Rio Hondo

A Classificação da MotoGP seguiu a risca o roteiro da Moto 2 e Moto 3. Com uma pista molhada, Todas as previsões de quem seria o pole acabaram indo para o saco com esse cenário.

Jack Miller apostou em pneus de pisca seca, que eles iriam ser mais eficientes no final do treino. Parecia que não iria dar certo e que Dani Pedrosa iria levar a pole position. Até que Jack Miller em uma volta sensacional marcou a 1ªpole position da sua Carreira. Na última volta, Quando ninguém mais esperava que o tempo de 1:47.330 de Pedrosa fosse superado, lá foi Miller marcar 1:47.153 e acabou fazendo a ousada e até louca tática desse certo. Foi a primeira pole do piloto Australiano que tem uma vitória conquistada sob chuva no GP da Holanda de 2016.

Dani Pedrosa com sua Honda e Johann Zarco com a Moto Yamaha com chassi de 2016 completam a primeira fila. Tito Rabat fez sua melhor classificação na categoria principal, conquistando a 4ºposição com sua moto da Avintia Ducati de 2017, fazendo mais do que ele fez em 2 anos na Marc VDS Honda. Alex Rins leva a primeira Suzuki ao 5ºlugar no grid.

Marc Marquez tentou a mesma tática de Miller, mas acabou acabou abortando a tática no final. Talvez ele tenha se arrependido depois da conquista de Miller. O Formiga atômica vai largar apenas na 6ªposição.

Vindos do Q1, Aleix Espargaró que eliminou Lorenzo da fase final e Andrea Dovizioso, Líder do campeonato largam em 7º e 8ºlugares respectivamente. A Crise da equipe Oficial da Yamaha continua: Viñales fecha a 3ªFila e Valentino Rossi larga apenas em 11ºlugar. Seria a hora da fabrica japonesa de Azul rever o seu projeto de moto??? Caso contraio, vai amargar mais um vexame como foi em 2017.

Pior foi para Jorge Lorenzo, O piloto que tem um gigante salário, teve um vexame tão gigante quanto ele ganha para correr na Ducati. Largando em 14ºlugar e sem estar totalmente adaptado, a previsão é de mais uma corrida bem difícil para o tricampeão do Mundo.

Grid de Largada do GP da Argentina – Termas de Rio Hondo
Mundial de motovelocidade – MotoGP

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’47.153
2 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’47.330
3 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’47.365
4 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’47.681
5 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’47.743
6 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’47.754
7 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’47.845
8 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’48.247
9 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’49.044
10 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’49.304
11 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’49.326
12 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’49.975
13 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’49.878
14 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’50.063
15 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’50.175
16 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’50.324
17 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’50.364
18 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’50.449
19 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’50.606
20 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’50.833
21 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’51.007
22 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’51.012
23 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’51.142
24 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’51.387

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Mais uma vez, O Estrategista Dovizioso parte de trás para vencer Marquez e conquista a vitória em Losail pela primeira vez

Na moto GP, No Q1 vimos que Maverick Viñales e Jack Miller se sobresairam dos demais pilotos e marcaram os melhores tempos classificando para o Q2. No final do treino o piloto Australiano que faz sua estreia na Ducati marca o melhor tempo da primeira parte da classificação de forma surpreendente. Com sua moto de 2017 sobre a Yamaha de 2018 que deveria ser uma moto melhor.

Destaques do treino foram Aleix Espargaro que leva a Aprilla acima do limite, Franco Morbidelli fez uma boa estreia nas classificações. E vale ressaltar o trabalho de Hafizh Syarhin que com pouco tempo de Moto ele consegue o 5ºlugar no Q1 e larga em 15ºlugar. Decepção foi Takaaki Nakagami que ficou a frente apenas de Xavier Simeon.

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’54.634
2 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’54.637
3 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.140
4 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.169
5 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’55.258
6 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’55.273
7 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.380
8 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.381
9 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’55.392
10 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.553
11 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’55.638
12 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.706
13 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’56.401
14 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’56.545

No Q2, Uma disputa forte pela pole position que em um primeiro momento teve Jorge Lorenzo que parecia que iria conseguir brigar pela pole position, Mas logo se viu que a disputa estava mais voltado para Andrea Dovizioso e Marc Marquez que assumiram os primeiros lugares. Com Cal Crutchlow, um surpreendente Jack Miller com a Pramac, Johann Zarco e Danilo Petrucci logo atrás.

Na parte final do Treino 5 pilotos em sua última volta estavam em parcial vermelha buscando a pole position, Zarco, Marquez, Dovizioso, Petrucci e Crutchlow vinham com parcial vermelha. No final do treino, Quem levou a melhor foi Johann Zarco, Com 1’53.680 o francês da Tech 3 com a Yamaha do ano de 2016 conquistou a pole position em cima de Marc Marquez, que tem o equipamento da Honda de 2018. O tetracampeão do Mundial de Motovelocidade da Honda Reysol e Danilo Petrucci da Pramac Ducati de 2018 completam a primeira fila.

Cal Crutchlow superou Andrea Dovizioso e vai largar em 4ºlugar, O piloto da Ducati que liderou boa parte do treino acabou perdendo a sua volta no final, Perdendo posições e conseguindo apenas o 5ºlugar no Grid de largada. Alex Rins com a Suzuki que promete melhorar em 2018 completa a 2ªFila. Dani Pedrosa, Valentino Rossi e Jorge Lorenzo largam na 3ªFila. Enquanto Rossi fez o que era possível com a Yamaha de 2018 que não dava pistas de ter moto para disputar vitória, Do outro lado, Lorenzo começava o ano como começou ano passado, Tomando tempo do Dovizioso.

Jack Miller larga em 10º e Andrea Iannone e Maverick Viñales completam a 4ªfila do GP do Qatar.

Grid de largada – Mundial de Motovelocidade
MotoGP – 1ªEtapa – GP do Qatar (Losail)

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’53.680
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda 1’53.882
3 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati 1’53.887
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda 1’54.072
5 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 1’54.074
6 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’54.339
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda 1’54.368
8 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’54.389
9 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati 1’54.431
10 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati 1’54.449
11 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 1’54.619
12 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 1’54.707
13 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.140
14 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.169
15 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha 1’55.258
16 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati 1’55.273
17 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 1’55.380
18 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda 1’55.381
19 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati 1’55.392
20 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.553
21 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati 1’55.638
22 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM 1’55.706
23 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda 1’56.401
24 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati 1’56.545

Dovizioso não deixou dúvidas de que ele é um dos principais pilotos da MotoGP nesse ano. Após uma corrida bem pensada, largando do 5ºlugar, Recuando 2 posições na Largada e subindo aos poucos até que no final da prova ele assumiu a liderança, E em Feroz disputa com o Espanhol Marc Marquez ele ganha a batalha com o piloto da Honda e leva a primeira etapa do Campeonato.

Na Largada, Zarco manteve a liderança com Marquez em Segundo. Pedrosa e Rossi subiram na largada. Quem caiu foi Petrucci, Dovizioso e Viñales. O piloto da Yamaha largou muito mal e ficou mais para trás. No final da primeira volta Zarco erra a curva final e Marquez assume a lideranda até o final da Reta quando Zarco recupera a liderança. Rossi que subiu de 8º para 5º e ganhou a posição para Petrucci foi para cima de Pedrosa e na segunda volta o Doutor passou o Samurai de Borracha e assumia o 3ºlugar.

Viñales em 14º e Lorenzo em 11º estavam muito mal. Os 10 primeiros colocados estavam no mesmo pelotão da frente. Com 5 voltas completadas o Italiano Andrea Dovizioso começou a dar as cartas, Passa para o 6ºlugar superando a Daniel Pedrosa que ficou para Alex Rins, Com sua Suzuki que melhorou sua moto para essa temporada. Na 7ªVolta Rossi ultrapassa Marquez e assume a segunda posição.

Na 9ªVolta, Andrea Dovizioso Faz uma ultrapassagem dupla em cima de Danilo Petrucci e de Cal Crutchlow e sobe para o 4ºlugar.

Rossi foi para cima de Zarco, O Doutor queria a liderança a todo o custo, Na 12ªVolta Rossi pega o vácuo do Francês, Parecia que o piloto da Yamaha ganharia o primeiro lugar, Porém foi Marquez que ultrapassou Rossi e assumiu o segundo lugar. Dovizioso também passou Rossi, Caindo para o 4ºlugar, e em Curvas depois Rossi acabou segurando os ataques de Petrucci que estava disputando posição com Crutchlow que ganhou o 5ºlugar no final da volta.

Dovizioso foi para cima de Marquez e o piloto da Ducati ultrapassou a Formiga atômica, Assumindo o 2ºlugar.

A 10 voltas do final Alex Rins caiu na curva 2 e Jorge Lorenzo caiu na volta 5 deixando a prova. Mais uma vez Lorenzo tomando pau do Dovizioso.

Marquez passou Dovizioso, recuperando o segundo lugar, Na volta seguinte o piloto da Ducati recupera o Segundo Lugar e partiu para cima de Zarco que liderava praticamente de ponta a ponta. A 7 voltas do final Marevick Viñales passou Andrea Iannone e após esta até em 15ºlugar o piloto da Yamaha já vinha para o 8ºlugar.

Zarco estava liderando a prova de forma segura, Até que a 5 voltas do final Andrea Dovizioso e Marc Marquez ultrapassaram Zarco e assumiram os 2 primeiros lugares, Rossi também passou o piloto da Tech 3 que perdeu de vez o rendimento (provavelmente acabaram os pneus) e foi ficando para os outros pilotos.

Dovizioso, Marquez e um pouco mais atrás Rossi brigavam pela vitória nas voltas finais. Em reta a Ducati levava vantagem sobre Marquez e Rossi. Na Volta final a Formiga atômica foi para cima de Dovi para tentar quebrar a vantagem que a Ducati tinha de reta. Na volta final Marquez fez tudo que era possível e acelerou o que pode para ter a chance de passar o piloto da Ducati na curva final. MM fez a manobra, Mas tomou o X de Dovizioso e cruza a linha de chegada. Vencendo em Losail. Prova aonde ele ficou em 2ºlugar em 2015, 2016 e 2017.

Marquez começa sua caminhada para buscar o pentacampeonato da MotoGP com o 2ºlugar com a Honda, Valentino Rossi completou o pódio, Após largar da 8ªposição e que apesar dos 38 para 39 anos o Italiano continua sendo um dos melhores pilotos da MotoGP até hoje.

Cal Crutchlow que terminou em baixa 2017 fez um belo final de semana com a moto da LCR Honda (Melhor piloto das equipes satélites) completando a prova em um honroso 4ºlugar. A frente de Danilo Petrucci que fez um grande final de semana com sua Ducati da equipe Pramac, O Italiano segurou Marevick Viñales que teve uma grande recuperação, Chegando a estar em 15ºlugar para terminar a prova em 6ºlugar.

Dani Pedrosa acabou a prova em 7ºlugar em uma corrida apagada. Johann Zarco que liderou 17 voltas acabou perdendo rendimento no final de corrida e foi rebaixado até o 8ºlugar com os pneus detonados. Completaram os 10 primeiros colocados o Italiano Andrea Iannone que ficou longe do primeiro grupo e do Australiano Jack Miller que estreou muito bem com a Pramac Ducati do ano de 2017.

Tito Rabat surpreendeu na sua estreia na Avintia, O piloto que foi muito mal no ano passado na Mard VDS obteve um bom 11ºlugar.

Franco Morbidelli foi o melhor dos estreantes, Com um desempenho consistente o Ítalo-Brasileiro completou a 1ªcorrida na MotoGP em 12ºlugar. Superando Hafish Syahrin que estreou na Tech 3 e teve um final de semana muito digno para quem pegou a moto a 1 mês atrás (Esta no Lugar de Jonas Folger que desistiu de correr nessa temporada por problemas de saúde) ficando em 14ºlugar.

Thomas Luthi e Takaaki Nakagami não conseguiram entrar na zona de pontuação, Ficaram em 16º e 17ºlugares. Álvaro Bautista em 13º e Karel Abraham em 15º, Ambos da equipe de Aspar Martinez que agora tem o nome de Angel Nieto Team completaram a zona de pontuação.

Próxima etapa acontece na Argentina no dia 8 de Abril, No circuito de Termas de Rio Hondo.

Resultado final do GP do Qatar
MotoGP – 1ªEtapa – Mundial de Motovelocidade

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 42’34.654
2 93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 0.027
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 0.797
4 35 Cal Crutchlow LCR Honda CASTROL Honda a 2.881
5 9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 3.821
6 25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 3.888
7 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 4.621
8 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 7.112
9 29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 12.957
10 43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 14.594
11 53 Tito Rabat Reale Avintia Racing Ducati a 15.181
12 21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 16.274
13 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 19.788
14 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 20.299
15 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 23.287
16 12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 24.189
17 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 24.554
18 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 31.704
19 41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 34.712
20 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 37.641
21 10 Xavier Simeon Reale Avintia Racing Ducati a 46.706
44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 7 Voltas
42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 10 Voltas
99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 10 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Francesco Bagnaia resiste a pressão de Baldassarri e conquista 1ªVitória na Moto 2

Alex Marquez sobra e conquista a pole em Losail

O Irmão de Marc Marquez mostrou que é um sério candidato ao campeonato da Moto 2 de 2018. Ele pulverizou toda a concorrência na classificação do GP do Qatar da MotoGP. O tempo de 2’00.299 feito no final do tempo foi avassalador, Seu tempo anterior a esse já por si daria o segundo lugar. Apenas Lorenzo Baldasserri alcançou esse tempo e se colocou em 2ºlugar, Na sua estreia na Pons. Jantando o experiente Hector Barbera que vai largar em 19ºlugar apenas.

Francesco Bagnaia completa a primeira Fila com a Moto da equipe de Valentino Rossi; Que ao contraio da Moto 3 acabou indo muito bem na categoria intermediária. Já que o piloto Luca Marini, apesar de 17ºlugar no Grid chegou a disputar os primeiros lugares. Miguel Oliveira, Um dos candidatos ao título dessa temporada larga em 4ºlugar com sua KTM que novamente vem com força para essa temporada.

O Estreante Romain Fenati e o Britânico Danny Kent surpreenderam e completam a 2ªFila. Um estreia pela equipe Marinelli Snipers Team e o outro esta na equipe Speed Up após um ano de 2017 sabático praticamente. Jorge Navarro também fez um bom treino e larga em 7º. Completando os 10 primeiros colocados: Mattia Pasini, Marcel Schrotter e Sam Lowes que volta a Moto 2 após um desastroso ano de 2017 na MotoGP. Xavi Vierge e Reny Gardney mostraram um bom serviço e ambos largam em boas posições.

Quem deixou a desejar nesse treino foi a Suter que parece ter feito uma moto ruim para esse ano. Stefano Manzi em 28º e Eric Granado em 30ºlugar vão precisar de muita melhora para sonharem pelo menos com zona de pontuação para a prova.

Grid de largada – Mundial de Motovelocidade
Moto 2 – 1ªEtapa – GP do Qatar (Losail)

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex 2’00.299
2 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex 2’00.607
3 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 2’00.843
4 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM 2’00.846
5 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex 2’00.899
6 52 Danny Kent Beta Tools – Speed Up Racing Speed Up 2’00.965
7 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex 2’01.038
8 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex 2’01.062
9 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex 2’01.129
10 22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 2’01.167
11 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex 2’01.176
12 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 2’01.252
13 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM 2’01.338
14 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 2’01.351
15 27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 2’01.355
16 20 Fabio Quartararo Beta Tools – Speed Up Racing Speed Up 2’01.404
17 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex 2’01.420
18 32 Isaac Vinales SAG Team Kalex 2’01.421
19 40 Hector Barbera Pons HP40 Kalex 2’01.482
20 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 2’01.562
21 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM 2’01.745
22 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS 2’01.936
23 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex 2’01.954
24 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex 2’02.324
25 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 2’02.433
26 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex 2’02.568
27 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS 2’03.233
28 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter 2’03.263
29 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex 2’03.453
30 51 Eric Granado Forward Racing Team Suter 2’03.516
31 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex 2’04.078
32 63 Muhammad Zulfahmi SIC Racing Team Kalex 2’04.780

Francesco Bagnaia resiste a pressão de Baldassarri e conquista 1ªVitória na Moto 2

O piloto da equipe de Valentino Rossi na Moto 2 Francesco Bagnaia conquistou ontem sua primeira vitória na Moto 2. Após uma corrida de onde ele saiu na pole e liderou por todo o tempo, e no final, Segura a pressão de Lorenzo Baldassarri para levar a sua primeira vitória na categoria Moto 2.

Na largada todo o domínio de Alex Marquez na disputa pela pole position foi anulado pela grande largada do piloto Italiano que pulou do 3º para o primeiro lugar. Baldassarri com a moto da Pons em 2º e Alex Marquez caindo para o terceiro lugar, Pior ficou para Miguel Oliveira que caiu para o 8ºlugar. Schrotter e Xavi Vierge largaram muito bem e estavam em 4º e 6ºcolocados. Entre eles vinha o Italiano Romano Fenati que logo depois começou a cair na Classificação.

Os três primeiros colocados começaram a abrir diferença do 2ºpelotão liderado por Mattia Pasini que vinha em 4ºlugar. Brad Binder disputou o 5ºlugar com Marcel Schrotter e conseguiu a 5ªposição do piloto da Dynavolt Intact GP, Miguel Oliveira e Xavi Vierge vinham logo atrás. No pelotão intermediário o Britânico Sam Lowes passou o estreante Joan Mir e depois ganhou posição do Italiano Luca Marini para ocupar o 9ºlugar em uma corrida de recuperação. Porém essa recuperação acabou após uma queda a 9 voltas do final. Nesse meio tempo Alex Marquez passou Baldassarri e assumiu o segundo lugar, Mas isso acabou durando pouco tempo. O piloto da Pons recupera o segundo lugar e o irmão de Marc Marquez acabou errando a curva e perdendo tempo para voltar a pista. Ainda volta em 3º, Mas começa a permitir que Pasini possa alcançar ele.

Enquanto que Schrotter tenta segurar a 5ºposição, pressionado pelos dois pilotos oficiais da KTM. Vierge em 8º e Marini e Jorge Navarro disputavam a 9ªposição.

Na reta final, Baldassarri foi para cima de Bagnaia nas voltas finais, Na penúltima curva o piloto da Pons consegue a ultrapassagem, Mas Peppo Bagnaia deu o X no piloto da Pons, Segura a liderança até a bandeirada e vence com 112 milésimos de frente para Lorenzo Baldassarri. Foi a primeira vitória na Moto 2 para o piloto da equipe de Valentino Rossi. Baldassarri pode vim como a surpresa da temporada como postulante ao campeonato.

Alex Marquez segurou o 3ºlugar e fechou o pódio, ficando 1 segundo a frente de Mattia Pasini que começa o ano bem com a moto da Italtrans. Os melhores pilotos sem usarem moto da Kalex que ficou com os 4 primeiros lugares vieram os dois pilotos da KTM Ajo com o Miguel Oliveira chegando a frente de Brad Binder na 5ºposição. Ambos superaram os dois pilotos Dynavolt Intact GP. Marcel Schrotter e Xavi Vierge terminaram a prova em 7º e 8ºlugares respectivamente.

Luca Marini levou a melhor na disputa pelo 9ºlugar na disputa com o Espanhol Jorge Navarro, O piloto da Gresini fechou os Top 10 da corrida. Joan Mir estreou na Moto 2 com o 11ºlugar após largar do 24ºlugar. Remy Gardner, Hector Barbera (em um final de semana muito apagado), Simone Corsi e Dominique Aegerter completaram a zona de pontuação.

Resultado final do GP do Qatar
Moto 2 – 1ªEtapa – Mundial de Motovelocidade

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 42 Francesco Bagnaia SKY Racing Team VR46 Kalex 40’19.802
2 7 Lorenzo Baldassarri Pons HP40 Kalex a 0.112
3 73 Alex Marquez EG 0,0 Marc VDS Kalex a 5.625
4 54 Mattia Pasini Italtrans Racing Team Kalex a 6.657
5 44 Miguel Oliveira Red Bull KTM Ajo KTM a 10.296
6 41 Brad Binder Red Bull KTM Ajo KTM a 10.344
7 23 Marcel Schrotter Dynavolt Intact GP Kalex a 11.419
8 97 Xavi Vierge Dynavolt Intact GP Kalex a 11.516
9 10 Luca Marini SKY Racing Team VR46 Kalex a 20.690
10 9 Jorge Navarro Federal Oil Gresini Moto2 Kalex a 20.961
11 36 Joan Mir EG 0,0 Marc VDS Kalex a 23.025
12 87 Remy Gardner Tech 3 Racing Tech 3 a 30.292
13 40 Hector Barbera Pons HP40 Kalex a 30.299
14 24 Simone Corsi Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 30.732
15 77 Dominique Aegerter Kiefer Racing KTM a 30.870
16 32 Isaac Vinales SAG Team Kalex a 31.052
17 52 Danny Kent Beta Tools – Speed Up Racing Speed Up a 31.958
18 64 Bo Bendsneyder Tech 3 Racing Tech 3 a 32.382
19 5 Andrea Locatelli Italtrans Racing Team Kalex a 35.228
20 20 Fabio Quartararo Beta Tools – Speed Up Racing Speed Up a 35.357
21 45 Tetsuta Nagashima IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 35.969
22 4 Steven Odendaal NTS RW Racing GP NTS a 42.545
23 89 Khairul Idham Pawi IDEMITSU Honda Team Asia Kalex a 42.776
24 13 Romano Fenati Marinelli Snipers Team Kalex a 44.562
25 16 Joe Roberts NTS RW Racing GP NTS a 56.077
26 62 Stefano Manzi Forward Racing Team Suter a 1’01.581
27 95 Jules Danilo Nashi Argan SAG Team Kalex a 1’01.853
28 63 Muhammad Zulfahmi SIC Racing Team Kalex a 1’11.618
29 21 Federico Fuligni Tasca Racing Scuderia Moto2 Kalex a 1’20.148
30 51 Eric Granado Forward Racing Team Suter a 1’26.192
22 Sam Lowes Swiss Innovative Investors KTM 10 Voltas
27 Iker Lecuona Swiss Innovative Investors KTM 13 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP