5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da França – MotoGP

GP da França em Le Mans, muita história para contar, um final de semana perfeito de Jorge Martin e um duelo épico entre 3 dos melhores pilotos da MotoGP. Antes de tudo, queremos demonstrar toda a nossa solidariedade com as vitimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A maior tragédia ambiental que já existiu no país necessita de ações contundentes, para a reconstrução de todo um estado com a consciência ambiental e que não se viole mais a natureza que tanto é mal tratada e que agora esta reagindo fora do nosso controle.

   

Deixamos aqui algumas das campanhas que estão sendo realizadas para arrecadar recursos para as vitimas das enchentes. E só para encerrar, elogiar o trabalho da imprensa séria desse país pela cobertura (Globo News e ICL Notícias entre outros canais de imprensa) feita dessa tragédia. Elogiar as ações do governo federal que está verdadeiramente preocupado em ajudar o Rio Grande do Sul a se reerguer, ao exercito, bombeiros, entidades, cidadãos comuns, famosos que estão ajudando no resgaste de todas as vitimas.

Para encerrar, NÃO ACREDITEM EM FAKE NEWS! QUEM FAZ FAKE NEWS RELACIONADOS AS ENCHENTES DO RIO GRANDE DO SUL COMO UM TODO PARA NÓS ESTA FAZENDO UMA ATITUTE DE CRIMINOSO, POIS ESTA ATRAPALHANDO O RESGATE E ESTA ATRAPALHANDO AS CAMPANHAS DE SOLIDARIEDADE QUE O BRASIL INTEIRO ESTA AJUDANDO, UNIDO EM UMA CORRENTE DO BEM, ONDE O MAL JAMAIS IRA VENCER!

Em Le Mans sobre tempo nublado e com risco da chuva aparece tivemos um belo e grande duelo pela vitória do GP da França entre Peppo Bagnaia e Jorge Martin na maior parte da corrida e com Marc Marquez em excelente recuperação lutando pela vitória. A Vitória ficou com Jorge Martin da Pramac que teve um final de semana perfeito. Marc Marquez e Peppo Bagnaia completaram o pódio e proporcionaram um grande momento na temporada de 2024 na categoria Rainha.

Na largada, Peppo Bagnaia pulou melhor que Jorge Martin e assumiu a liderança. Marevick Viñales acabou furando a curva 3, mas não levou vantagem e não foi punido. Aleix Espargaró passou da 6ª para a 3ªposição, Fabio di Giannantonio da VR46 manteve a 4ªposição e Marevick Viñales foi da 3ª para a 5ªposição perdendo 2 posições. Pedro Acosta, Enea Bastianini, Marc Marquez, Marco Bezzecchi e Fabio Quartararo completam o Top 10. A melhor largada foi de Brad Binder que ganhou 9 posições, pulando da 22ª para a 13ªposição.

Logo na segunda volta, Jorge Martin passou a pressionar Peppo Bagnaia enquanto que Pedro Acosta foi para cima de Marevick Viñales e acabou passando o piloto da Aprilia na curva 5 subindo para a 5ªposição.

Na terceira volta, Aleix Espargaró lutava para se manter na frente de Fabio di Giannantonio que estava com rendimento melhor, os dois trocaram ultrapassagens na curva 6 e 7, nisso Pedro Acosta se anima e partiu para cima de Fabio di Giannantonio, mas o excesso de ímpeto acabou levando o piloto da Tech 3 ao chão. Acosta abandonou pela primeira vez uma corrida na categoria principal.

Na volta seguinte, Marco Bezzecchi vai para o chão na curva 6 quando tentava passar Enea Bstianini, terminando seu final de semana em Le Mans zerado.

Peppo Bagnaia continuava pressionado por Jorge Martin. Já Aleix Espargaró e Fabio di Giannantonio estava se aproximando dos dois primeiros colocados. Marc Marquez se aproximou de Marevick Viñales buscando a 5ªposição do piloto da Aprilia que vinha bem colocado com seus dois pilotos. Bastianini, Quartararo, Oliveira e Miller completava os 10 primeiros colocados.

Na 7ªVolta, Marc Marquez buscou ultrapassagem sobre Viñales e conseguiu na curva 3, mas Viñales deu o troco na curva 4 e manteve a 5ªposição. Diante da briga dos dois, Enea Bastianini se aproximou dos dois. O tempo em Le Mans estava nublado e havia chances de chuva a qualquer momento da prova, o que embolaria tudo.

Na 8ªVolta, Aleix Espargaró deu uma escapada e isso fez que Fabio di Giannantonio conseguisse a ultrapassagem, mas perdeu a trajetória da curva e com isso Aleix conseguiu retornar a posição. Com isso, Viñales e Marc Marquez chegaram nessa disputa pela 3ªposição com Enea Bastianini um pouco mais atrás.

Na 10ªVolta, Fabio di Giannantonio ultrapassa Aleix Espargaró passando a 3ªposição. O piloto da VR46 abril enquanto que o piloto da Aprilla ficou para Viñales, Marc Marquez e Bastianini, sem ritmo para brigar pelas primeiras posições. Na volta seguinte, Viñales aproveita o erro de Espargaró e toma posição do companheiro de equipe. Marc Marquez aproveitou e fez a ultrapassagem em cima de Espargaró que passou a ser pressionado por Bastianini.

Na 12ªVolta, Fabio di Giannantonio erra na curva 8 e Viñales se aproxima. Na mesma volta, Aleix Espargaró após ultrapassagem de Enea Bastianini que acabou ficando sem tomada. Resultado é que Enea ficou sem tomada e acabou cortando a curva 9 e Aleix Espargaró acabou saindo da pista e acabou voltando na 8ªposição, atrás de Fabio Quartararo. Devido ao incidente, Bastianini acabou sendo punido injustamente com a volta longa por cortar a curva 9. Enea cumpriu a punição na 14ªvolta caindo para a 9ªposição.

Marc Marquez passou Marevick Viñales na curva 8 e passou para a 4ªposição.

Nesse momento da prova, Peppo Bagnaia abriu 4 décimos de vantagem para Jorge Martin que estava 1.1 segundos a frente de Fabio di Giannantonio que teria a preocupação de ter Marc Marquez chegando nele… E advinha, foi isso que aconteceu a partir da 16ªvolta. Marquez passou na curva 3, mas Di Giannantonio deu o troco na curva seguinte. Viñales se aproximou dos dois e chegou a sonhar em brigar pelo pódio.

Na 17ªvolta, Fabio Quartararo que fazia uma grande corrida com a sua Yamaha acabou indo para o chão para a tristeza da torcida francesa que estava vendo o seu principal piloto se esforçando para obter um bom resultado. Na mesma volta, Jack Miller que já não vinha bem na corrida acaba indo para o chão.

Na 18ªVolta, Marc Marquez supera Fabio di Giannantonio e sobe para a 3ªposição. O piloto da VR46 ainda tentou retornar, mas acaba errando e cortando a curva  3 e 4 e cedeu posição para Marevick Viñales que vinha um pouco atrás dos dois pilotos. Além desse prejuízo, Fabio di Giannantonio tomou punição de volta longa e acabou perdendo a 5ªposição para Enea Bastianini.

Jorge Martin partiu para o ataque sobre Peppo Bagnaia. O piloto da Pramac foi decidido a passar seu grande rival na luta pelo título. Na 20ªVolta, Martin passa Peppo na curva 3 e leva o troco na curva seguinte. Na volta seguinte, Martinator passa novamente Peppo na curva 3, mas dessa vez o piloto da Pramac segura e ponta…

… Mas tinha o Marc Marquez que chegou em Martin e Bagnaia a menos de 7 voltas do final. A partir desse momento é que tivemos um dos momentos mais fantásticos recentes do Mundial de Motovelocidade. Na 22ªVolta, Marc Marquez partiu para cima de Peppo Bagnaia que também foi para cima de Jorge Martin. A corrida só iria se definir mesmo era nas curvas finais.

Mais atrás, Enea Bastianini chegou em Maverick Viñales e acabou conseguindo a ultrapassagem sobre o piloto da Aprilia que lhe rendeu a 4ªposição a 2 voltas do final.

Na ultima volta, Peppo Bagnaia foi para cima de Jorge Martin com Marc Marquez colando nos dois na curva 4. Os três pilotos ficaram bem próximos até que Marquez colocou por dentro de Peppo na curva 9 passando a segunda posição. Jorge Martin aproveitou para abrir a vantagem suficiente e para cruzar a linha de chegada na frente, a segunda vitória de Jorge Martin em final de semana perfeito do piloto da Pramac, com todos 37 pontos possíveis ganhos. O resultado leva Martinator a sair de Le Mans fortalecido na liderança do Mundial.

Marc Marquez fez um brilhante final de semana, reverteu a sua posição no Grid de largada (13ªposição) tanto no sábado como no domingo que acabou sendo finalizada com uma impressionante e decisiva ultrapassagem sobre Peppo Bagnaia, ultrapassagem que rendeu ao Formiga atômica a segunda posição e o segundo pódio na temporada. Se tivesse largado nas entre os primeiros lugares, Marc Marquez poderia ter vencido.

Peppo Bagnaia depois de liderar pela maior parte da corrida acabou sendo superado por Jorge Martin a 7 voltas do final e nas ultimas curvas foi superado por Marc Marquez e acabou por ficar apenas na 3ªposição, o piloto da Ducati completou o pódio e recuperou a vice-liderança do Mundial, mas acabou sendo derrotado pelo seu rival novamente que esta bem a frente na liderança do Mundial.

Completando a quadra da Ducati nas 4 primeiras posições, Enea Bastianini não teve sorte na classificação, acabou sendo punido injustamente com punição de volta longa, mas compensou sendo um piloto rápido e combativo tanto na corrida Sprint como na corrida do domingo e foi recompensado com a 4ªposição. Se Enea não continuar na Ducati sem dúvida vai ter equipe que vai querer seus serviços nas próximas temporadas.

Marevick Viñales foi o melhor piloto fora dos pilotos da Ducati, o piloto da Aprilia fez boa corrida e muito bom final de semana. Infelizmente para Viñales ele não pode lutar pela vitória e não teve equipamento obter algo melhor que a 5ªposição. Fabio di Giannantonio chegou a estar no pódio por algumas voltas, mas perdeu rendimento no final da prova e acabou ficando na 6ªposição, mas pelo menos conseguiu representar muito bem a VR46 que só obteve pontuação com Di Giannantonio já que Marco Bezzecchi caiu tanto no sábado como no domingo.

Franco Morbidelli finalmente conseguindo terminar uma corrida no domingo, apesar de ter ficado muito atrás de Jorge Martin o outro piloto da Pramac evoluiu em relação as outras corridas e completou a etapa francesa na 7ªposição. Brad Binder fez uma grande corrida de recuperação, partiu da 22ªposição e acabou o dia na 8ªposição e salvou o que poderia ter sido um final de semana desastroso para o piloto sul-africano da KTM.

Aleix Espargaró teve uma ótima largada e muita resistência para ficar na frente, mas não teve rendimento para isso e acabou perdendo posições na metade da corrida e se sustentando na 9ªposição. Alex Marquez fechou o Top 10, mas diferente de Marc Marquez não teve nenhum brilho nesse final de semana.

Raúl Fernández salvou alguns pontos para a Trackhouse com a 11ªposição. Já Miguel Oliveira acabou tendo problemas técnicos e abandonou quando estava no Top 10 na corrida. Johann Zarco mais uma vez foi o melhor piloto da Honda chegando na 12ªposição, o francês mostra comprometimento, mas mostra também as enormes deficiências da marca japonesa que já foi superada pela Yamaha.

Augusto Fernandez da Tech 3 ficou em 13º, Takaagi Nakagami da LCR e Alex Rins da Yamaha completaram a zona de pontuação. Luca Marini foi o 16º e último dos pilotos que terminaram a corrida, dos pilotos que disputam a temporada completa, o meio-irmão de Valentino Rossi é o único que não pontuou no Mundial.

Dia 27 de maio, a MotoGP realiza o GP da Catalunha com Jorge Martin na liderança, Peppo Bagnaia em 2º, Marc Marquez, Enea Bastianini e Marevick Viñales nas 5 primeiras posições lutando pelo título, com vantagem para o piloto da Pramac. E o que vai apontar Pedro Acosta que não teme ninguém com seu ímpeto de estreante na MotoGP. Será que veremos mais uma batalha como vimos na Espanha e principalmente em Le Mans?

Resultado final da 5ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da França – Le Mans Bugatti – MotoGP – 27 voltas

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 89  Jorge Martín  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 41’23.709
2 93  Marc Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 0.446
3 1  Francesco Bagnaia  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 0.585
4 23  Enea Bastianini  Ducati Lenovo Team Ducati Desmosedici GP24 a 2.206
5 12  Maverick Viñales  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 4.053
6 49  Fabio Di Giannantonio  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 9.480
7 21  Franco Morbidelli  Prima Pramac Racing Ducati Desmosedici GP24 a 9.868
8 33  Brad Binder  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 10.353
9 41  Aleix Espargaró  Aprilia Racing Aprilia RS-GP24 a 11.392
10 73  Álex Márquez  Gresini Racing MotoGP Ducati Desmosedici GP23 a 13.442
11 25  Raúl Fernández  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP23 a 24.201
12 5  Johann Zarco  Castrol Honda LCR Honda RC213V a 26.809
13 37  Augusto Fernández  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 27.426
14 30  Takaaki Nakagami  Idemitsu Honda LCR Honda RC213V a 30.026
15 42  Álex Rins  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 30.936
16 10  Luca Marini  Repsol Honda Team Honda RC213V a 40.000
20  Fabio Quartararo  Monster Energy Yamaha MotoGP Team Yamaha YZR-M1 a 11 voltas
43  Jack Miller  Red Bull KTM Factory Racing KTM RC16 a 11 voltas
88  Miguel Oliveira  Trackhouse Racing Aprilia RS-GP24 a 11 voltas
36  Joan Mir  Repsol Honda Team Honda RC213V a 13 voltas
72  Marco Bezzecchi  Pertamina Enduro VR46 MotoGP Team Ducati Desmosedici GP23 a 24 voltas
31  Pedro Acosta  Red Bull GasGas Tech3 KTM RC16 a 25 voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ducati/Pramac/Gresini/VR46/Aprilia/Trackhouse/Yamaha/Honda/LCR/KTM/Tech 3

 

Deixe um comentário