4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade 2024 – GP da Espanha – Moto 3

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’43.710 Q2
2 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’44.679 Q2
3 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’44.762 Q2
4 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP 1’44.892 Q2
5 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’45.122 Q2
6 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’45.158 Q2
7 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’45.163 Q2
8 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’45.178 Q2
9 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’45.197 Q2
10 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’45.297 Q2
11 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’45.333 Q2
12 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’45.474 Q2
13 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’45.493 Q2
14 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’45.566 Q2
15 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’45.595 R
16 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’45.779 R
17 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’45.825 R
18 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’45.903 R
19 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’45.931 R
20 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’45.967 R
21 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’46.168 R
22 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’46.242 R
23 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’46.317 R
24 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’46.708 R
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’47.391 R
26 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1:58.301 R

Q2 – Classificados direto para o Q2
R – Disputam a repescagem

Em questão de poucos segundos todos os 12 postulantes as 4 vagas para o Q2 foram para a pista, com exceção de Xabi Zurutuza que saiu com 2 minutos de sessão. Os pilotos da Leopard Racing eram os principais candidatos a 2 dessas 4 vagas para o Q2.

Luca Lunetta foi para o chão na sua primeira tentativa e Adrían Fernández erra na curva 6 e tem sua volta arruinada. Com 4 minutos de sessão, o suíço Noah Dettwiler Da CIP Green marcou o melhor tempo com 1:51.039 ficando a frente de Matteo Bertelle e Tairo Furusato. Nicola Carraro da MTA marcou o segundo melhor tempo, mas teve sua volta rápida cancelada por exceder o limite da pista.

Com quase 6 minutos de sessão, Adrían Fernández pula para a ponta (1:49.554), mas logo foi superado em quase meio segundo por Nicola Carraro que marcou o tempo de 1:49.083. Filippo Farioli da SIC58 e Matteo Bertelle da Snipers completavam o Top 4, os pilotos da Leopard Racing ainda não tinham dado as caras na disputa.

Na terceira volta rápida, Nicola Carraro marca 1:48.064 e coloca meio segundo sobre Matteo Bertelle da Snipers que passou a segunda posição. Os dois pilotos da Leopard Racing apareceram com Piqueras na terceira posição e Adrián Fernández na bolha. Filippo Farioli acabou caindo para a 5ªposição seguido de Dettwiler, Furusato, Zurutuza, Whatley, Buasri, Lunetta e Vicente Peréz que substitui Jose Antonio Rueda.

A 5:30 do final, Tairo Furusato melhora seu tempo e sobe para a quinta posição, ao mesmo tempo em que Xabi Zurutuza vai para o chão. Quase 2 minutos depois, Adrían Fernández subiu para a segunda posição. Tairo Furusato foi para a quarta posição, mas segundos depois, Angel Piqueras subiu para 3ªposição e tirou o piloto japonês da zona de classificação.

No final da sessão, Matteo Bertelle pulou para a 3ªposição, mas o piloto da Snipers acabou ficando de fora do Q2 porque Angel Piqueras da Leopard Racing que estava fora da zona de classificação e acabou fazendo o melhor tempo da sessão (1:47.823) seguido de Filippo Farioli que passou a ser o terceiro colocado.

Piqueras, Carraro, Farioli e Adrían Fernández passaram para o Q2 deixando Bertelle, Lunetta e Furusato e mais 5 pilotos de fora do Q2 e com suas posições definidas entre a 19ª e a 26ªposição.

Resultado do Q1:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.823
2 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’48.064
3 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.249
4 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’48.296
5 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’48.406
6 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.579
7 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.651
8 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’49.203
9 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’49.228
10 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’49.523
11 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.340
12 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’51.460

Logo que começou o Q2, os dois pilotos da CF moto Aspar Martinez, David Alonso e Joel Esteban foram os primeiros a entrarem na pista. O piloto colombiano era o grande favorito a pole position já que vinha sendo o mais rápido das últimas 8 sessões de treinos e vencedor de 2 das 3 primeiras corridas da temporada.

O líder do campeonato, Daniel Holgado acabou caindo em um acidente violento. O piloto da Tech 3 Gas Gas não pode voltar para a sessão e teria de largar na 18ªposição.

Com quase 4 minutos de sessão, David Alonso marca 1:47.696 só sendo superado pelo espanhol David Muñoz da Boé que marcou o tempo de 1:47.553 que assumiu a liderança da sessão. Adrían Fernández, Joel Esteban e Filippo Farioli completa os 5 primeiros colocados.

O colombiano David Alonso em volta muito rápida marca 1:46.431, sobrando na turma na liderança em relação a concorrência. David Muñoz vinha em segundo com o tempo de 1:47.028. Piqueras vinha em excelente terceira posição com Adrían Fernández em 4º e Nicola Carraro em 5º, esses três vinham da repescagem.

Muitos dos pilotos foram para os boxes após 2 tentativas de volta, não foi o caso de Ryusei Yamanaka que partiu para a terceira volta rápida para marcar o 3ºtempo (1:47.028) a 7:15 do final da sessão. 30 segundos depois, Collin Veijer acabou com o domínio de David Alonso e assumiu a liderança com o tempo de 1:46.234. Ryusei Yamanaka manteve a terceira posição e Joel Kelso foi para a quarta posição.

A 5 minutos do final da sessão, o australiano Jacob Roulstone sofreu um forte acidente, a moto caiu sobre ele e o australiano também não pode voltar para a sessão. Que dia complicado para a Tech 3 que teve seus dois pilotos impossibilitados de disputarem boas posições no Grid de largada.

Já de volta a pista, David Alonso arrebentou com os cronômetros a 2:20 do final da sessão, com a marca de 1:42.232 o piloto colombiano voltou a liderança da sessão. Restando 1:25 do final da sessão, Stefano Nepa subiu para a 4ªposição, a mais de 2 segundos atrás de Alonso. A 1 minuto do final, Joel Kelso pulou para 3ªposição e Ryusei Yamanaka pulou para a 5ªposição.

David Alonso consolidou de vez a liderança e conquistou a pole com o tempo de 1:44.954 marcado a 40 segundos do final em um domínio quase que absoluto do piloto colombiano da CF Moto Aspar Martinez que larga na frente em busca da liderança do Mundial. David Muñoz conseguiu se aproximar de Alonso no final da sessão com o tempo de 1:45.174 e vai largar na segunda posição buscando sua primeira vitória na carreira no Mundial. O holandês Collin Veijer da Husqvarna completa a primeira fila. Muñoz e Veijer foram os únicos a ficarem na liderança além de David Alonso.

Joel Kelso da Boé larga na 4ªposição abrindo a segunda fila e se consolidando como um piloto de ponta na moto 3. Ryusei Yamanaka da MT Helmets buscando aproveitar o bom resultado em Austin vai partir da 5ªposição e Angel Piqueras em excelente classificação vai ficar a segunda fila.

Ivan Ortolá com a outra moto da MT Helmets larga em 7º, liderando a terceira fila que terá o estreante Joel Esteban da CF Moto Aspar Martinez e Tatsuki Suzuki da Husqvarna. A quarta fila será composta por Nicola Carraro e Stefano Nepa da MTA e Adrían Fernández da Leopard Racing.

Grid de Largada:

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’44.954
2 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’45.174
3 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’46.013
4 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP 1’46.053
5 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’46.152
6 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’46.477
7 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP 1’46.495
8 78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto 1’46.600
9 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 1’46.797
10 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’46.963
11 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP 1’47.018
12 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW 1’47.152
13 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW 1’47.182
14 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP 1’47.366
15 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’47.561
16 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’47.603
17 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP Sem Tempo
18 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP Sem Tempo
19 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW 1’48.406
20 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW 1’48.579
21 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’48.651
22 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW 1’49.203
23 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP 1’49.228
24 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’49.523
25 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW 1’50.340
26 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP 1’51.460

Abrindo o domingo em Jerez tivemos a corrida da Moto 3 que teve a queda do favorito a vitória e um duelo pela vitória nas voltas finais entre Collin Veijer e David Muñoz.

Na largada, David Muñoz pula melhor e sai na frente de David Alonso que fica na segunda posição. Joel Esteban faz grande largada pulando da 8ª para a 3ªposição, mas logo o japonês Ryusei Yamanaka ultrapassou Esteban e tomou a terceira posição.

Ainda na primeira volta, Alonso passou Muñoz e voltou para a ponta e parecia que iriamos ter mais um passeio do piloto colombiano, mas esse suposto passeio acabou na curva 13, foi lá onde David Alonso caiu e foi para o chão, voltando a corrida a 13 segundos atrás de David Muñoz que passou a liderar a prova seguido de Collin Veijer, Ivan Ortolá, Ryusei Yamanaka, Joel Kelso, Joel Esteban, Tatsuki Suzuki, Stefano Nepa, Nicola Carraró e Angel Piqueras nas 10 primeiras posições.

No final da segunda volta, Collin Veijer supera David Muñoz e passa a liderança em Jerez. Ainda tinha pontos que estavam com pontos molhados, se bem que não foi um grande problemas nessa categoria. Na terceira volta, Ivan Ortolá conquista a segunda posição sobre David Muñoz na rápida curva 5.

Rapidamente se formou o primeiro pelotão da prova liderado por Veijer e seguido de Ortolá, Muñoz, Yamanaka, Esteban e Kelso. Os 6 abriram vantagem sobre Nicola Carraró, líder do segundo pelotão. Daniel Holgado estava nesse grupo em uma corrida de recuperação vinha na 9ªposição atrás de Stefano Nepa.

Tatsuki Suzuki tem problemas em sua moto e foi obrigado a ir para os boxes. O piloto japonês voltou uma volta atrás dos lideres. Na 4ªVolta, David Muñoz passa Ortolá e recupera a segunda posição.

Após 5 voltas, Collin Veijer estava segurando a liderança das pressões de David Muñoz e Ivan Ortolá enquanto que Yamanaka, Esteban e Kelso vinham um pouco mais atrás, só aguardando o que iria acontecer nesse duelo pela ponta. No segundo pelotão, Nepa e Holgado passaram por Nicola Carraró e passaram a disputar a 7ªposição.

Na 7ªVolta, Ivan Ortolá passa David Muñoz e volta a ser o 2ºcolocado. Já lá atrás, David Alonso estava em corrida de recuperação e já se posicionava na 20ªposição logo após ultrapassar Luca Lunetta na curva 6. Nas voltas seguintes, Joel Kelso e Joel Esteban se afastaram do pelotão deixando a disputa pela vitória entre Veijer, Muñoz, Ortolá e Yamanaka.

As posições na frente se mantiveram até Ortolá é superado por Muñoz e acaba saindo da trajetória na curva 6 perdendo a terceira posição para Yamanaka, seu companheiro de equipe da MT Helmets que estava buscando o primeiro pódio no Mundial. Curvas depois, Ortolá recuperou a terceira posição.

Na 12ªVolta, Ortolá passou Muñoz voltando à segunda posição. A luta pela vitória era entre os 4 (Veijer, Ortolá, Muñoz e Yamanaka) os dois fugiram de Joel Esteban e Joel Kelso que passaram a lutar pela 5ªposição. Mais atrás, Daniel Holgado batalhava pela 7ªposição.

Na volta 13, David Muñoz aproveita o espaço que Ivan Ortolá deixa na curva 6 e retorna a 2ªposição. Mais atrás, Daniel Holgado passou Stefano Nepa assumindo a 7ªposição, mas estava bem longe de Esteban e Kelso estando o piloto da Tech 3 meio que condenado a ficar na 7ªposição. Lá atrás David Alonso chegou no 3ºpelotão e com muita paciência, se aproveitando das espalhadas dos seus adversários e do seu melhor equipamento o piloto da CF Moto Aspar Martinez conseguiu as ultrapassagens e passou para a 12ªposição, de onde em condições normais não iria ir mais a diante já que o mais próximo adversário vinha a 8 segundos atrás faltando 5 voltas do final da prova.

A 4 voltas do final, David Muñoz partiu para o ataque em cima de Collin Veijer em busca da primeira vitória na categoria. Apesar dos ataques do piloto da Boé, a velocidade da moto de Veijer na reta garantia o piloto holandês na liderança. A 3 voltas do final, Ivan Ortolá cola no David Muñoz e luta para voltar a segunda posição, mas Muñoz não só se livrou do piloto da MT Helmets como também voltou a se aproximar de Veijer.

Na volta final, Muñoz atacou Veijer de todas as maneiras, mas o piloto holandês segurou a pressão e acabou conquistando sua segunda vitória no Mundial de Motovelocidade e a primeira vitória na temporada. Collin Veijer largou na 3ªposição e se aproveitando da queda de Alonso e com a ultrapassagem em Muñoz na segunda volta além de uma pilotagem impecável acabou obtendo esse triunfo.

David Muñoz da Boé chegou na segunda posição, o espanhol teve um ótimo final de semana e talvez tenha essa a corrida onde ele ficou mais perto da primeira vitória no Mundial de Motovelocidade que já faz por merecer ela. O pódio foi completado por Ivan Ortolá da MT Helmets, o vencedor da prova no ano passado não conseguiu repetir o resultado do ano passado, mas consegue o seu segundo pódio na temporada de 2024. Ryusei Yamanaka novamente chega na 4ªposição e repete o resultado de Austin, ficando perto de um primeiro pódio da carreira.

Mais para trás, Joel Kelso e Joel Esteban perderam terreno para o segundo pelotão e passaram a ver a 5ª e 6ªposições em risco. Na curva final, Joel Esteban que vinha na 5ªposição acabou caindo na curva 13 e o resultado é que a 5ªposição ficou nas mãos do Australiano Joel Kelso da Boé Motorsports que teve seus dois pilotos classificados entre os 5 primeiros colocados.

O primeiro piloto com moto Honda foi Adrían Fernández da Leopard Racing que finalmente consegue um resultado decente ficando na 6ªposição. Daniel Holgado que chegou a ter dúvidas de sua participação na corrida acabou obtendo uma boa recuperação, terminando o dia na 7ªposição o piloto da Tech 3 sai no lucro por continuar na liderança do Mundial com 74 pontos colocando 6 pontos de frente para David Alonso que completou a corrida na 11ªposição.

Nicola Carraró, Stefano Nepa da MTA e Angel Piqueras da Leopard Racing fecharam o Top 10 em Jerez. David Alonso poderia ter vencido sua terceira corrida na temporada e ter tomado a liderança do Mundial. Tudo estava favorecendo ele, mas a queda colocou tudo a perder para o Colombiano que ainda conseguiu salvar alguns pontos com a 11ªposição. Alonso tem a melhor moto da temporada, mas precisa confirmar esse favoritismo com melhores resultados que seus rivais na luta pelo título.

Completaram a zona de pontuação: Jacob Roulstone da Tech 3, Filippo Farioli da SIC58 e Matteo Bertelle e David Almansa (Que fez sua primeira corrida na temporada) da Snipers.

Resultado final da 4ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
GP da Espanha – Jerez de la Fronteira – 19 Voltas – Moto 3

Pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 95  Collin Veijer  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP 33’29.725
2 64  David Muñoz  Boé Motorsports KTM RC250GP a 0.045
3 48  Iván Ortolá  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 0.871
4 6  Ryusei Yamanaka  MT Helmets – MSi KTM RC250GP a 4.849
5 66  Joel Kelso  Boé Motorsports KTM RC250GP a 10.178
6 31  Adrián Fernández  Leopard Racing Honda NSF250RW a 10.353
7 96  Daniel Holgado  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 10.400
8 10  Nicola Carraro  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 10.647
9 82  Stefano Nepa  LevelUp – MTA KTM RC250GP a 11.400
10 36  Ángel Piqueras  Leopard Racing Honda NSF250RW a 14.885
11 80  David Alonso  CFMoto Aspar Team CFMoto a 19.152
12 12  Jacob Roulstone  Red Bull GasGas Tech3 Gas Gas RC250GP a 19.921
13 7  Filippo Farioli  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 20.423
14 18  Matteo Bertelle  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 20.541
15 22 David Almansa  Rivacold Snipers Team Honda NSF250RW a 20.662
16 21 Vicente Perez  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 22.382
17 72  Taiyo Furusato  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 22.882
18 54  Riccardo Rossi  CIP Green Power KTM RC250GP a 23.186
19 19  Scott Ogden  MLav Racing Honda NSF250RW a 25.549
20 58  Luca Lunetta  Sic58 Squadra Corse Honda NSF250RW a 32.270
21 55  Noah Dettwiler  CIP Green Power KTM RC250GP a 32.483
22 85 Xabi Zurutuza  Red Bull KTM Ajo KTM RC250GP a 45.346
23 70  Joshua Whatley  MLav Racing Honda NSF250RW a 45.842
24 5  Tatchakorn Buasri  Honda Team Asia Honda NSF250RW a 46.845
25 24  Tatsuki Suzuki  Liqui Moly Husqvarna Intact GP Husqvarna FR250GP a 1 volta
78  Joel Esteban  CFMoto Aspar Team CFMoto a 1 volta

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Husqvarna/Boé Motorsports/MT Helmets/Leopard Racing/Tech 3/MTA/CF Moto/SIC58/Snipers/Ajo/Honda Asia Team/CIP Green/MLav/

Deixe um comentário