Preview do GP da Espanha de 2019 – Formula 1

A Cena mais bonita dos últimos anos na Formula 1

Review da Prova de 2018:

Dados do Circuito:

Circuito da Catalunha
Localização: Montmeló, Espanha
Voltas: 66
Percurso: 4.655km ou 2.892 milhas
Total: 307.104 km ou 190.825 milhas
Curvas:16
Recorde (Pole) Lewis Hamilton 1:16.173 em 2018
Volta mais rápida em Prova: Daniel Ricciardo: 1:18.441 em 2018

Vencedores:

Na CatalunhaPilotoEquipe
2018Lewis HamiltonMercedes
2017Lewis HamiltonMercedes
2016Max VerstappenRed Bull
2015Nico RosbergMercedes
2014Lewis HamiltonMercedes
2013Fernando AlonsoFerrari
2012Pastor MaldonadoWilliams
2011Sebastian VettelRed Bull
2010Mark WebberRed Bull
2009Jenson ButtonBrawn
2008Kimi RäikkönenFerrari
2007Felipe MassaFerrari
2006Fernando AlonsoRenault
2005Kimi RäikkönenMclaren
2004Michael SchumacherFerrari
2003Michael SchumacherFerrari
2002Michael SchumacherFerrari
2001Michael SchumacherFerrari
2000Mika HäkkinenMclaren
1999Mika HäkkinenMclaren
1998Mika HäkkinenMclaren
1997Jacques VilleneuveWilliams
1996Michael SchumacherFerrari
1995Michael SchumacherBenetton
1994Damon HillWilliams
1993Alain ProstWilliams
1992Nigel MansellWilliams
1991Nigel MansellWilliams
Em Jerez
1990Alain ProstFerrari
1989Ayrton SennaMclaren
1988Alain ProstMclaren
1987Nigel MansellWilliams
1986Ayrton SennaLotus
Em Jarama
1981Gilles VilleneuveFerrari
1980Alan JonesWilliams
1979Patrick DepaillerLigier
1978Mario AndrettiLotus
1977Mario AndrettiLotus
1976James HuntMclaren
1974Niki LaudaFerrari
1972Emerson FittipaldiLotus
1970Jackie StewartMarch
1968Graham HillLotus
1967Jim ClarkLotus
Em Montjuïc
1975Jochen MassMclaren
1973Emerson FittipaldiLotus
1971Jackie StewartTyrrell
1969Jackie StewartMatra
Em Pedralbes
1954Mike HawthornFerrari
1951Juan Manuel FangioAlfa Romeo

Corridas Históricas:

GP da Espanha de 1986

Previsão do Tempo

Sexta

Sábado

Domingo

Escolha dos pneus

Desgaste dos Pneus:

Asphalt Grip 4/5
Downforce 4/5
Asphalt Abrasion 3/5
Tyre Stress 4/5
Lateral 4/5
Desgaste dos Pneus:Alto

2014

2015

2016

2017

2018

Quais perguntas ficam no ar para a etapa da Espanha?

Mercedes:
Hamilton e Bottas em busca da 5ªdobradinha em 5 corridas!

Ferrari:
Vettel e Leclerc em disputa feroz pela preferência da equipe.

Red Bull:
Esperar que o Chassis possa diminuir a diferença entre a equipe Austríaca das 2 principais equipes

Mclaren:
Após um bom resultado em Baku. Mclaren quer fazer boa corrida em Barcelona e se consolidar na 4ªposição dos Construtores.

Racing Point:
Será que Perez e Stroll terão um bom carro para lutar pelos pontos?

Alfa Romeo:
Será que Raikkonen vai continuar carregando o time nas costas ou a equipe vai dar um bom carro para os pilotos e Giovinazzi vai finalmente marcar os primeiros pontos da carreira.

Renault:
Em Crise, Equipe Francesa esta pressionada por bom resultado. Será que vão conseguir se sair bem na Espanha?


Toro Rosso:
Motor Honda vai ajudar ou atrapalhar Kvyat e Albon na busca por pontos?

Williams:
Desenvolvimento da equipe para essa prova vai tornar o FW42 um carro minimamente competitivo para Russell e Kubica?

Programação:

Evento – Horário ESHorário BR
Practice 11ºTreino Livre11:00 as 12:3006:00 as 07:30
Practice 22ºTreino Livre15:00 as 16:3010:00 as 11:30
Practice 33ºTreino Livre12:00 as 13:0007:00 as 08:00
QualifyingClassificação15:00 as 16:0010:00 as 11:00
RaceCorrida15:10 – 66 Voltas10:10 – 66 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Informações: F1-Gears / Formula 1
Previsão do Tempo: Clima
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Renault/Haas/Mclaren/Racing Point/Alfa Romeo/Toro Rosso/Williams
Vídeo: Formula 1

Cassidy vence a Etapa de Abertura da Super Formula 2019

Grid de largada:

posPilotosEquipeMotorVoltas
165Tadasuke MakinoTCS NAKAJIMA RACINGHONDA/M-TEC HR-417E1’36.060
264Alex PalouTCS NAKAJIMA RACINGHONDA/M-TEC HR-417E1’36.089
31Naoki YamamotoDOCOMO TEAM DANDELION RACINGHONDA/M-TEC HR-417E1’36.312
45Nirei FukuzumiDOCOMO TEAM DANDELION RACINGHONDA/M-TEC HR-417E1’36.388
519Yuhi SekiguchiITOCHU ENEX TEAM IMPULTOYOTA/TRD Biz-01F1’36.436
63Kenta YamashitaKONDO RACINGTOYOTA/TRD Biz-01F1’36.730
720Ryo HirakawaITOCHU ENEX TEAM IMPULTOYOTA/TRD Biz-01F1’36.824
818Kamui Kobayashicarrozzeria Team KCMGTOYOTA/TRD Biz-01F1’36.849
94Yuji KunimotoKONDO RACINGTOYOTA/TRD Biz-01F1’37.232
1016Tomoki NojiriTEAM MUGENHONDA/M-TEC HR-417E1’37.342
1150Lucus AuerB-Max Racing with motoparkHONDA/M-TEC HR-417E1’37.562
1237Nick CassidyVANTELIN TEAM TOM’STOYOTA/TRD Biz-01F1’37.930
138Kazuya OshimaUOMO SUNOCO TEAM LEMANSTOYOTA/TRD Biz-01F1’38.927
1438Hiroaki IshiuraJMS P.MU/CERUMO・INGINGTOYOTA/TRD Biz-01F1’39.078
1517Tristan CharpentierREAL RACINGHONDA/M-TEC HR-417E1’39.514
1615Daniel TicktumTEAM MUGENHONDA/M-TEC HR-417E1’41.436
1751Harrison NeweyB-Max Racing with motoparkHONDA/M-TEC HR-417E1’48.655
1839Sho TsuboiJMS P.MU/CERUMO・INGINGTOYOTA/TRD Biz-01F2’02.278
1936Kazuki NakajimaVANTELIN TEAM TOM’STOYOTA/TRD Biz-01F11’07.789
207Artem MarkelovUOMO SUNOCO TEAM LEMANSTOYOTA/TRD Biz-01F11’22.469

No Treino de Classificação da Abertura do campeonato, Domínio dos dois pilotos da Nakajima Racing. A Pole position é o Japonês Tadasuke Makino, vindo da Formula 2. Completando a primeira fila o Espanhol Alex Palou que estreia na Super Formula.

Na segunda fila, estavam os Japoneses Naoki Yamamoto e Nirei Fukuzumi, Ambos da Docomo. Na terceira fila largam Yuhi Sekiguchi da Impul e Kenta Yamashita da Kondo Racing, Completando os 10 primeiros colocados estavam: Ryo Hirakawa, Kamui Kobayashi, Yuji Kunimoto e Tomoki Nojiri.

A prova foi realizada no dia 21 de Abril em Suzuka. Makino manteve a ponta na largada, Com uma bela largada do especialista em Suzuka, Naoki Yamamoto ultrapassasou a Alex Palou e assumiu o 2ºlugar, mas não demorou muito para o piloto Espanhol ultrapassar Palou e voltar para o 2ºlugar. O Problema era que Makino abriu 2 segundos apenas com essa volta.

Yamamoto com os pneus médios sofria pressão de Yuhi Sekiguchi e Ryo Hirakawa, Ambos pilotos da Impul. Os pneus macios eram bem melhores em desempenho. O outro piloto da Docomo Nirei Fukuzumi largou muito mal caindo para o 7ºlugar, Também com os pneus Médios estava sofrendo mais ainda com o rendimento no começo da prova.

Após a 3ªVolta, Sekiguchi e Hirakawa ultrapassou Yamamoto, Mais atrás Tomoki Nojiri da Mugen e Kamui Kobayashi da KCMG superaram Fukuzumi , Alex Palou em poucas voltas tirou os 2 segundos de diferença e partiu para cima de Makino, Disputa interna da Nakajima Racing pela primeira posição. Na 6ªvolta, O Neozelandês Nick Cassidy foi para os boxes. (Mal sabia que essa parada iria beneficiar o piloto da Tom’s) Na 8ªVolta, Kazuya Oshima da Team Lemans foi para os boxes para fazer a parada obrigatória.

Na 9ªVolta, Alex Palou foi para os boxes, para cumprir uma punição, por um dos seus mecânicos da equipe tinha ficado na pista após se levantar a placa de 1 minuto antes da volta de apresentação. Makino dessa forma tinha mais tranquilidade na liderança. No final da 8ªvolta, Um acidente entre Tristan Charpentier e Ryo Hirakawa provocou a primeira das 4 bandeiras amarelas. Todos os pilotos na volta 10 foram para os boxes. Com Exceção de Kamui Kobayashi e Yuji Kunimoto que ocupavam as duas primeiras posições. Na Volta seguinte, Sekiguchi foi para os boxes bem lento, O Carro dele teve problemas de tração e acabou deixando a prova.

A corrida recomeçou na 12ªVolta, Kobayashi manteve-se na frente, Já Alex Palou não toma conhecimento de Kunimoto e assumiu o 2ºlugar. Enquanto que o piloto da KCMG disparava na ponta. Logo depois foi a vez de Cassidy passar o piloto da Fuji, que não tinha ritmo de corrida.

Na Volta 15, Entre a Degner e a curva dos 130º Graus Kazuki Nakajima acabou rodando e junto dele foi-se também o piloto da B-MAX, Harrison Newey. Segunda vez que o Safety Car entra na pista. Daniel Ticktum e Hiroaki Ishiura foram para os boxes, Infelizmente o campeão de 2015 da Categoria acabou ficando nos boxes e deixando a prova. Em 15 voltas, apenas 14 pilotos estavam na pista: Kobayashi, Palou, Cassidy, Yamamoto, Makino, Nojiri, Yamashita, Kunimoto, Oshima, Tsuboi, Fukuzumi, Markelov, Auer e Ticktum.

Relargada na 18ªVolta, Palou foi com tudo para cima de Kobayashi que não deu chance para o Espanhol tomar a ponta dele. Curvas depois, O piloto da Nakajima acabou ficando bem lento pela pista e parando na grama no final da parte da cobrinha do circuito, Apesar disso não evitou em mais uma vez o safety Car entrar na pista.

Para Kamui Kobayashi, essas paradas na corrida vinham sido muito prejudiciais para a sua tática de prova. Na 22ªVolta a corrida recomeça, Kobayashi voava na pista para tentar colocar pelo menos uns 30 segundos para voltar ainda em condições de vencer a prova.

Oshima vinha sendo pressionado pelo Japonês Sho Tsuboi da Cerumo, Logo atrás vinha o Russo Artem Markelov da mesma equipe de Oshima disputando o 7ºlugar. Um pouco mais a frente, Kenta Yamashita chega em Tadasuke Makino para disputar o 4ºlugar. Na 25ªVolta, Kamui abria 4.1 segundos de Nick Cassidy, Com o ritmo de corrida do Japonês ainda era possível uma disputa pela vitória. Enquanto isso, Lucas Auer e Daniel Ticktum disputavam uma distante 11ªposição.

Na 27ªVolta, Makino que vinha pressionado pelo Yamashita acabou indo para o muro na entrada da reta oposta, Provocando uma 4ªbandeira amarela. Agora sim as chances de vitória de Kobayashi foram por terra, Todo mundo iria se juntar e a vantagem que ele abriu sobre o resto do pelotão virou pó. Agora é que a KCMG deveria mandar o piloto para os boxes, Mas acabaram decidindo que Kobayashi deveria ficar na pista e fazer a parada na volta final. Kunimoto foi para os boxes nesse Safety Car.

Na volta 32 a corrida recomeça, Kobayashi em primeiro precisava fazer o impossível, Colocar 30 segundos para fazer a parada obrigatória evencer a prova. (3 segundos por volta) Cassidy vinha com a corrida na mão, Seguido de Yamamoto, Yamashita e de Nojiri em 3º, 4º e 5ºlugares respectivamente. Markelov foi para os boxes para parar de novo, Oshima tentava manter o 6ºlugar dos ataques de Tsuboi.

Quem vinha com os pneus bem melhores era Yuji Kunimoto, que partiu para cima de Tickman e de Auer e conquistou a ultrapassagem sobre os dois pilotos da Red Bull. Voltando a zona de pontuação. Oshima tentava buscar o 5ºlugar de Nojiri,  que segurava bem a posição. Yamashita foi para cima de Yamamoto em busca do 3ºlugar, que logo iria ser segundo com a parada de Kobayashi.

Na Entrada da última volta, Kobayashi foi para os boxes, Seus 10 segundos a frente de Cassidy não foi suficientes. O Neozelandês da Tom’s assumiu a liderança para levar seu carro para a vitória me Suzuka no Japão. Em segundo ficou Naoki Yamamoto com o carro da Docomo e Kenta Yamashima completou o pódio com o carro da Kondo Racing.

Nojiri ficou em 4ºlugar com o carro da Team Mugen, Sho Tsuboi levou a Cerumo para os pontos em 5ºlugar Beneficiado pela de 30 segundos para Kazuya Oshima que vinha cruzado em 5º e ficou em 12º e último dos pilotos que completaram a prova.

Yuji Kunimoto, Lucas Auer e Daniel Ticktum completaram a zona de pontuação. Kamui Kobayashi acabou ficando em 9ºlugar, Não conseguindo se quer ficar na zona de pontuação. Uma pena, Mas se a equipe tivesse pensado um pouco mais na situação da última das bandeiras amarelas, Eles poderiam pelo menos ter salvado um bom resultado.

Artem Markelov fez uma prova até decepcionante e ficou apenas em 10ºlugar, Só a frente de Nirei Fukuzumi e Kazuya Oshima.

Nos dias 18 e 19 de Maio teremos a segunda Etapa da Super Formula, No circuito de Okayama (Mesmo circuito que acabou sendo realizado o GP do Pacifico de 1994 e 1995)

Vídeo da Prova:

Vídeo: LETS GO RACING

Resultado final do GP de Suzuka
Super Formula – 1ªEtapa de 2019

posPilotosEquipeMotorVoltasTempo/Diferença
137Nick CassidyVANTELIN TEAM TOM’STOYOTA/TRD Biz-01F431:28’21.635
21Naoki YamamotoDOCOMO TEAM DANDELION RACINGHONDA/M-TEC HR-417E43a 1.749
33Kenta YamashitaKONDO RACINGTOYOTA/TRD Biz-01F43a 2.399
416Tomoki NojiriTEAM MUGENHONDA/M-TEC HR-417E43a 8.265
539Sho TsuboiJMS P.MU/CERUMO・INGINGTOYOTA/TRD Biz-01F43a 10.522
64Yuji KunimotoKONDO RACINGTOYOTA/TRD Biz-01F43a 10.825
750Lucus AuerB-Max Racing with motoparkHONDA/M-TEC HR-417E43a 13.989
815Daniel TicktumTEAM MUGENHONDA/M-TEC HR-417E43a 15.097
918Kamui Kobayashicarrozzeria Team KCMGTOYOTA/TRD Biz-01F43a 30.912
107Artem MarkelovUOMO SUNOCO TEAM LEMANSTOYOTA/TRD Biz-01F43a 37.082
115Nirei FukuzumiDOCOMO TEAM DANDELION RACINGHONDA/M-TEC HR-417E43a 37.977
128Kazuya OshimaUOMO SUNOCO TEAM LEMANSTOYOTA/TRD Biz-01F43a 39.057
1365Tadasuke MakinoTCS NAKAJIMA RACINGHONDA/M-TEC HR-417E26a 17 Voltas
1464Alex PalouTCS NAKAJIMA RACINGHONDA/M-TEC HR-417E17a 26 Voltas
1538Hiroaki IshiuraJMS P.MU/CERUMO・INGINGTOYOTA/TRD Biz-01F15a 28 Voltas
1636Kazuki NakajimaVANTELIN TEAM TOM’STOYOTA/TRD Biz-01F14a 29 Voltas
1751Harrison NeweyB-Max Racing with motoparkHONDA/M-TEC HR-417E14a 29 Voltas
1819Yuhi SekiguchiITOCHU ENEX TEAM IMPULTOYOTA/TRD Biz-01F10a 33 Voltas
1920Ryo HirakawaITOCHU ENEX TEAM IMPULTOYOTA/TRD Biz-01F7a 36 Voltas
2017Tristan CharpentierREAL RACINGHONDA/M-TEC HR-417E7a 36 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: @sana_sakura_skr / @da_silva_24 / @SUPER_FORMULA / @DanTicktum / Instagram – Super Formula / kamuikobayashi

Alexandre Rossi repete passeio de 2018 e conquista nova vitória em Long Beach

Grid de Largada:

POSPilotosEquipeMotorTempoFase
127Alexander RossiAndretti AutosportHonda1m06.4811sQ3
29Scott DixonChip Ganassi RacingHonda1m06.7479sQ3
312Will PowerTeam PenskeChevrolet1m06.8748sQ3
42Josef NewgardenTeam PenskeChevrolet1m06.9096sQ3
522Simon PagenaudTeam PenskeChevrolet1m07.1877sQ3
615Graham RahalRahal Letterman LaniganHonda1m07.3052sQ3
728Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportHonda1m07.1520sQ2
830Takuma SatoRahal Letterman LaniganHonda1m07.2626sQ2
931Patricio O’WardCarlinChevrolet1m07.2764sQ2
1088Colton HertaHarding RacingHonda1m07.7721sQ2
1198Marco AndrettiAndretti HertaHonda1m08.3746sQ2
1210Felix RosenqvistChip Ganassi RacingHonda1m08.4410sQ2
1319Santino FerrucciDale Coyne RacingHonda1m08.1008sG1
1418Sebastien BourdaisDale Coyne RacingHonda1m07.3135sG2
155James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsHonda1m08.1811sG1
1659Max ChiltonCarlinChevrolet1m07.4577sG2
1720Ed JonesEd Carpenter RacingChevrolet1m08.7711sG1
1860Jack HarveyMeyer Shank RacingHonda1m07.5287sG2
197Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsHonda1m08.9516sG1
204Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesChevrolet1m07.7317sG2
2114Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesChevrolet3m22.3800sG1
2226Zach VeachAndretti AutosportHonda1m07.7822sG2
2321Spencer PigotEd Carpenter RacingChevrolet1m07.8763sG1

Nos anos 90, Al Unser jr. se tornou o rei do circuito de rua de Long Beach. 20 anos depois, Um novo piloto se torna o novo dominador desse circuito tradicional. O Norte-Americano Alexander Rossi marcou a pole position e conquistou de maneira incontestável o GP de Long Beach.

No Sábado ele marcou a pole position, O vice-campeão de 2018 teria do seu lado o Neozelandês Scott Dixon da Chip Ganassi. A segunda fila pertenceu aos 2 pilotos da Penske. Will Power larga em 3º e Josef Newgarden logo a seguir larga em 4º. Na terceira fila larga Simon Pagenaud completando o trio da Penske e do Norte-Americano Graham Rahal da equipe do seu pai. (Que vinha de vitória no Alabama) Completando os 10 primeiros colocados: Ryan-Hunter Reay, Takuma Sato, Patricio O’Ward e Colton Herta.

Na largada, Dixon tentou tomar a ponta de Rossi. O norte-americano segurou bem a ponta. Power, Newgardan e Rahal completava os 5 primeiros colocados. Mais atrás tivemos o incidente que provocou a única bandeira amarela: Zach Veach tocou na traseira do Brasileiro Matheus Leist, Isso foi uma reação em cadeia para Pigot bater em Veach e o inglês Jack Harvey passar pela grama e pelo canteiro de rosas. Esse incidente também fez que o sueco Marcus Ericsson fosse envolvido.

Safety Car na pista, Os 4 pilotos que se envolveram nesse incidente tiveram que ir aos boxes, para reparos em seus carros.

Relargada na volta 5, Dixon vai por fora para fazer uma nova tentativa de voltar a ponta, Mas Rossi não deu a chance para o piloto da Ganassi assumir a liderança. A partir dai, O Norte-Americano começou a construir seu domínio. Mais atrás, Colton Herta foi pra cima do Mexicano Particio O’Ward na volta seguinte. Os dois ficaram lado a lado por 2 curvas, até que na curva do jardim que estava machucado o piloto da Harding conquistou a 9ªposição do piloto da Carlin.

Depois disso O’Ward teve problemas de rendimento do seu carro, Começou a perder muitas posições.

Com 11 voltas, Ed Jones parou nos boxes. Tony Kannan também parou cedo, certamente para fazer 3 paradas. A maioria dos pilotos partiram para 2 paradas. Rossi estava 1 segundo e meio de vantagem para Dixon. A partir dai, O piloto da Andretti disparou na ponta. A vantagem em cima do piloto da Ganassi passou para 4 segundos na 19ªVolta. Will Power se aproximou de Dixon, Em 4ºvinha Newgarden que estava longe de Power. Completando os 6 primeiros colocados: Graham Rahal e Ryan Hunter-Reay em 5º e 6ºlugares estava longe um do outro, sem qualquer briga entre eles, Não ameaçando ninguém e sem ser ameaçado por ninguém.

Na Volta 25, com James Hinchcliffe começaram as paradas dos pilotos que fariam 2 paradas, Alexander Rossi foi para a parada na 27ªVolta junto de Scott Dixon. Will Power passou para a liderança por 2 voltas. Na 29ªVolta o Australiano parou nos boxes. Newgarden liderou essa volta e foi parar na 30ªvolta.

Com as paradas, Rossi continua na liderança, Com 5 segundos a frente de Josef Newgarden. O piloto da Penske deu um nó em Will Power e Scott Dixon e assumiu o 2ºlugar. Power superou Dixon durante as paradas e assumiu a 3ªposição. Graham Rahal completava os 5 primeiros colocados.

Na volta 34, Dixon foi para cima de Power, E O Australiano sentiu a pressão e acabou errando, passando reto no final da reta e perdendo 5 posições. Enquanto que Dixon assumiu o 3ºlugar, Seguido de Rahal e Reay Hunter-Reay.

Enquanto os outros brigavam, Rossi abria 8.4 segundos de Josef Newgarden, Era uma prova tranquila e sem adversários para Alexander Rossi. Tony Kannan fez sua segunda parada na 37ªVolta, A corrida estava totalmente comprometida para o líder do piloto da Foyt.

A prova chegou na sua metade e Rossi vinha abrindo mais e mais vantagem para os seus adversários mais próximos. Nada aconteceu na prova durante 14 voltas. Até que na 51ªVolta, Colton Herta perde o controle do carro no final da reta oposta e bate no muro, Danificando sua asa dianteira e um dos eixos do seu carro. Fim de corrida para o jovem piloro da Harding. Não acionaram a bandeira amarela para a sorte de Rossi, Que vinha a mais de 11 segundos a frente de Newgarden.

Na volta 56, Ryan Hunter-Reay foi o primeiro dos líderes a fazer a última parada. Certamente daria para levar na boa 30 voltas do final essa quantidade de combustível a partir daquele momento. O Líder Alexander Rossi parou na 57ªVolta, Igualmente fez o Neozelandês Scott Dixon que acabou tendo problemas com a Mangueira de combustível,  perdendo tempo precioso nessa parada.

Os líderes, Newgarden parou por último, na volta 58. Depois das paradas, Apesar dos retardatários, Rossi vinha na liderança com 9 segundos de frente para Newgarden. Se nada desse errado a prova estava nas mãos do norte-americano. Newgarden vinha em 2ºlugar, levando a Penske nas costas para manter a liderança do campeonato. Com boa vantagem para Graham Rahal, Ryan Hunter-Reay e Scott Dixon. Esses três fizeram uma pela disputa pelo terceiro lugar no final da prova.

Parecia que Dixon não teria muito que fazer, A ultrapassagem era bem difícil. Até que a 3 voltas do final, Hunter-Reay escorrega na entrada da reta oposta, foi essa é a chance para Dixon usar a potência do Push to Pass para ganhar o 4ºlugar no final da reta. O Neozelandês foi para cima de Graham Rahal, O piloto da Rahal estava sofrendo muito com o desgaste de pneus.

Na Volta final, Dixon atacou como pode Rahal. Lá na frente, Rossi levou pela segunda vez seguida em Long Beach. Foi um domínio imenso do piloto da Andretti, A Adaptação de Rossi com esse circuito de rua é impressionante. Foram 20 segundos a frente de Josef Newgarden, O piloto da Penske fez uma bela corrida, mas longe, muito longe mesmo de disputar a vitória.

E ai veio a grande controversa da corrida, Graham Rahal na parte final acabou fritando os pneus, Dixon tentou passar no começo da reta dos boxes e o Filho de Bobby Rahal fechou a porta e segurou o 3ºlugar. Porém, Os comissários da corrida tiraram o pódio de Rahal e deram para Dixon. O motivo foi que o piloto Norte-Americano violou o regulamento, fechando de forma ilegal o piloto da Chip Ganassi.

Na minha opinião, Punição não foi justa. Não vi um lance desleal de Rahal em Relação à Dixon, Era uma volta final e Graham jogou duro. Porém, dentro da esportividade e sem mudar a sua posição duas vezes. Pelo menos, Podemos dizer que Dixon conseguiu recuperar a posição que ele chegaria sem os problemas técnicos que teve na sua segunda parada.

Ryan-Hunter Reay ficou em 5ºlugar, Com Simon Pagenaud terminando a prova a frente de Will Power, que teve um dia frustrante em Long Beach. Completaram os 10 primeiros colocados a prova mais chata da temporada: Takuma Sato da Rahal, James Hinchcliffe da Schmidt e Felix Rosenquist da Chip Ganassi. O Sueco fez uma corrida bem apagada.

A Formula Indy vai dar uma parada de quase um mês, Para as duas corridas em Indianápolis. A primeira será no circuito misto no dia 11 de Maio. No dia 26 do mesmo mês, Teremos a corrida de número 103 das 500 milhas.

Fotos:

Resultado final do GP de Long Beach
Formula Indy – 2019

POSPilotosEquipeMotorVoltaTempo/Abandono
127Alexander RossiAndretti AutosportDallara/Honda851h41m35.5999s
22Josef NewgardenTeam PenskeDallara/Chevrolet85a 20.2359s
39Scott DixonChip Ganassi RacingDallara/Honda85a 25.5745s
415Graham RahalRahal Letterman LaniganDallara/Honda85a 26.4589s
528Ryan Hunter-ReayAndretti AutosportDallara/Honda85a 29.3447s
622Simon PagenaudTeam PenskeDallara/Chevrolet85a 31.5193s
712Will PowerTeam PenskeDallara/Chevrolet85a 33.0529s
830Takuma SatoRahal Letterman LaniganDallara/Honda85a 34.2879s
95James HinchcliffeSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda85a 40.4643s
1010Felix RosenqvistChip Ganassi RacingDallara/Honda85a 41.3241s
1118Sebastien BourdaisDale Coyne RacingDallara/Honda85a 49.9110s
1231Patricio O’WardCarlinDallara/Chevrolet84a 1 Volta
1398Marco AndrettiAndretti HertaDallara/Honda84a 1 Volta
1459Max ChiltonCarlinDallara/Chevrolet84a 1 Volta
154Matheus LeistAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet84a 1 Volta
1620Ed JonesEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet84a 1 Volta
1726Zach VeachAndretti AutosportDallara/Honda84a 1 Volta
1821Spencer PigotEd Carpenter RacingDallara/Chevrolet84a 1 Volta
1914Tony KanaanAJ Foyt EnterprisesDallara/Chevrolet83a 2 Voltas
207Marcus EricssonSchmidt Peterson MotorsportsDallara/Honda83a 2 Voltas
2119Santino FerrucciDale Coyne RacingDallara/Honda83a 2 Voltas
2260Jack HarveyMeyer Shank RacingDallara/Honda82a 3 Voltas
2398Colton HertaHarding RacingDallara/Honda50Acidente

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: IndyCar

Preview GP da China – 1000ªCorrida da Formula 1

Vencedores

Ano Piloto Equipe
2004 Rubens Barrichello Ferrari
2005 Fernando Alonso Renault
2006 Michael Schumacher Ferrari
2007 Kimi Raikkonen Ferrari
2008 Lewis Hamilton Mclaren
2009 Sebastian Vettel Red Bull
2010 Jenson Button Mclaren
2011 Lewis Hamilton Mclaren
2012 Nico Rosberg Mercedes
2013 Fernando Alonso Ferrari
2014 Lewis Hamilton Mercedes
2015 Lewis Hamilton Mercedes
2016 Nico Rosberg Mercedes
2017 Lewis Hamilton Mercedes
2018 Daniel Ricciardo Red Bull

Circuito de Xangai (Vídeo: Formula 1)

https://www.youtube.com/watch?v=Mz_8gXRaFNE

Pneus que cada piloto vai usar (Informação: F1-Gears)

PilotoC2C3C4
44Lewis Hamilton148
77Valtteri Bottas238
5Sebastian Vettel247
16Charles Leclerc157
33Max Verstappen238
10Pierre Gasly247
3Daniel Ricciardo148
27Nico Hulkenberg238
20Kevin Magnussen238
8Roman Grosjean148
55Carlos Sainz jr.229
4Lando Norris229
11Sergio Perez238
18Lance Stroll238
7Kimi Raikkonen238
99Antonio Giovinazzi328
26Danill Kvyat238
23Alexander Albon238
63George Russell157
88Robert Kubica247

Previsão do Tempo

Sexta


Sábado


Domingo

Horários

Practice 1Quinta23:00 a 00:30
Practice 2Sexta03:00 a 04:30
Practice 3Sabado00:00 a 01:00
QualifySabado03:00 a 04:00
RaceDomingo03:10 – 56 Voltas

Matérias dos anos anteriores

2014

2015

2016

2017

2018

O que esperar de cada equipe para o GP da China

Mercedes que venceu o GP do Bahrein, Mas não tem o melhor carro do ano. Será que Hamilton e Bottas terão um carro capaz de vencer?

Ferrari vai traduzir o seu domínio no Bahrein em vitória? Leclerc poderá sonhar com sua primeira vitória ou Vettel vai reagir?

Red Bull terá um motor melhor em Xangai ou sofrerá com a falta de Potência nas Retas? Verstappen poderá tirar algo a mais do carro? Gasly vai correr melhor nesse final de semana?

Alfa Romeo vai continuar sendo a melhor das médias? Raikkonen vai carregar a equipe nas costas ou Giovinazzi vai começar a reagir?

Renault vai andar bem e chegar ao final da corrida com os dois carros? Ricciardo tem alguma chance de bom resultado nesse final de semana?

Mclaren na China, Vai andar bem e confirmar sua boa fase nesse começo de temporada? Sainz jr. vai finalmente liderar a equipe ou Norris continuara dando as cartas?

Toro Rosso vai conseguir pontuar na China, Os motores Honda vão deixar Kvyat e Albon fazerem uma boa corrida?

Racing Point vai se aproveitar das retas para fazer a melhor corrida em 2019? Perez vai liderar a equipe a partir de agora? Stroll vai ser o piloto do GP da Austrália que marcou 2 pontos ou o piloto que criou confusão no Bahrein?

Haas, O Desempenho do Bahrein foi um ponto fora da Curva ou é para preocupar a equipe Norte-Americana? Grosjean vai terminar uma corrida esse ano?

Williams vai se tornar competitiva em 2019? Kubica vai terminar a temporada??

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Red Bull/Alfa Romeo/Renault/Haas/Mclaren/Toro Rosso/Racing Point/Williams

Resumo final do Dakar 2019

Transmissão do Pódio do Dakar 2019

Nas Motos, O Fato lamentável foi ver pela 18ªVez seguida uma marca vencer o Dakar. Eu não sou a favor da alternância de campeões vejo isso como preocupante para o Futuro do Rally nas Motos. Tá na cara que essa moto não é a mais rápida moto e nem a melhor. Já vejo a Honda, Husqvarna e Yamaha como motos superiores as motos Austríacas. O que faz essas motos ganharem todo o ano é a resistência da moto, O que é de melhor que oferece essa moto.

E soube os pilotos, Eu não acho que o Toby Price foi o melhor piloto desse ano. Teve 2 pilotos que me foram superiores ao Australiano. Um dele foi o Pablo Quintanilla, Que se não tivesse problemas em uma das Especiais do Dakar e não tivesse uma lesão no último dia poderia ter ganho o campeonato sem qualquer duvida. O outro foi o Norte-Americano Ricky Brabec, que vinha fazendo um Dakar muito bom. Liderava a Geral quando sua moto quebrou na 8ªEspecial e dai o sonho de título foi para o espaço.

Para terminar o Assunto KTM, De certo modo é nítido que existe um favorecimento do Dakar a marca KTM. Pode não ser explicito e eles fazem de uma forma aonde não se discute. Sunderland teve uma punição de 1 hora acrescentada no seu tempo de corrida, que no último dia acabou sendo devolvido esse tempo. Ao mesmo tempo não é devolvida a punição bizarra dada a Kevin Benavides de 3 horas de acréscimo de tempo. Nem se isso fosse proibido a punição se justifica esse tempo todo que tirou o Argentino da briga pelos primeiros lugares.

Apesar dos problemas e das quedas de seus pilotos a marca japonesa pode falar que mais uma vez foi roubada. Assim como eu acho que em 2017 eles também foram roubados quando eles venceram por tempo, Mas acabaram punidos em 1 hora por supostamente reabastecer suas motos em local proibido. Então, Tá muito chato a competição das motos e algo tem que ser feito. Não dá mais para a melhor moto ou melhor piloto não conseguindo a vitória, Isso desmotiva  as outras marcas. Daqui a pouco teremos um Dakar apenas com motos da KTM já que pelas regras e pela consistência da moto é praticamente impossível de vencer eles.

Gostei muito do Desempenho de alguns pilotos que eu destaco, O Norte-Americano Andrew Short que para mim ficou acima da expectativas, Eu achei que ele iria ficar entre os 10 primeiros lugares. Porém, Um 5ºlugar foi uma surpresa muito positiva para o piloto da Husqvarna. Os Sul-Americanos Jose Ignacio Cornejo e Luciano Benavides e o Francês Xavier de Soultrait também tiveram seus melhores desempenhos no Dakar, São jovens e tem tudo para serem o futuro do Dakar. Além do Boliviano Daniel Nosiglia Jager levando a bandeira da Bolívia e sua Honda privada até o 10ºlugar.

Ross Branch de Botsuana foi o melhor Rookie do ano, Chegando em 13ºlugar com sua KTM da BAS Dakar Team. Desempenho da Sherco foi muito interessante, Chegando a ganhar 1 especial e revelando o Espanhol Lorenzo Santorini como um dos melhores estreantes do ano, Até sofrer o acidente na 5ªEspecial. Porém a falta de confiabilidade acabou complicando o Resultado Final. Já a Hero não teve velocidade, Mas conseguiu ter a confiabilidade necessária para colocar o Espanhol Oriol Mena de novo entre os 10 primeiros lugares.

A Yamaha também sofreu com a falta de confiabilidade, Adrien van Beveren que vinha disputando o campeonato acabou quebrando no Penúltimo dia do Dakar e acabou de Fora. Assim como Franco Caimi e Rodney Faggoter. Somente 1 moto oficial da marca terminou o Evento.

Nos Quadriciclos, Eu juro que nesses 5 anos que acompanho eu nunca vi nenhum domínio  tão grande de um piloto como foi desse ano com Nicolas Cavigliasso. Sem dúvida ele é um dos principais personagens do Dakar de 2019. Que ele era um dos favoritos ao campeonato dos Quadriciclos isso era bem claro, Ao visto que ele foi o vice-campeão de 2018 e que não teria Os irmãos Patronelli, Nem o Chileno Ignacio Casale (que foi para o SxS) assim como o Russo Sergei Kariakin e Rakal Sonic.

Porém, As 9 vitórias em 10 especiais foi assombroso. O maior domínio de um piloto campeão, As quase 2 horas de vantagem para Jeremias Gonzalez Ferioli não refletem o Domínio desse piloto Argentino. O Vice-campeão de 2015 não foi se quer páreo e acabou com o Vice-campeonato. Pelo menos participou com destaque do domínio Argentino nos Quadriciclos. Com os 3 lugares do pódio, O Terceiro colocado foi Gustavo Gallego, e 4 pilotos entre os 5 primeiros colocados. Com Manuel Andujar em 5ºlugar. Ainda tiveram mais 3 pilotos Argentinos que terminaram o Dakar. (Julio Estanguet, Carlos Alejandro Verza e Gaston Ariel Mattarucco)

O Francês Alexandre Giroud foi o único a furar a fila dos Argentinos ao terminar em 4ºlugar, Mas a 4 horas dos vencedores. Em termos de veículos, Os 5 primeiros colocados são da Yamaha, Marca dominadora hoje. O primeiro CAN-AM ficou em 6º com Kamil Wisniewski da Polônia. Foram 26 pilotos largando e 15 terminando o Dakar. O que mostra um certo esvaziamento dos Quadriciclos, É preciso ser feito algo para que isso não aconteça um completo esvaziamento. A SxS cresceu demais com os principais pilotos dos Quadris que perderam competidores.

Nos Carros, A Disputa ficaria entre dos pilotos da Mini e da Toyota a principio, Sem o apoio oficial a Pegueot ficaria para trás. Ford e Buggy vinham mais atrás. Stephan Peterhansel, Carlos Sainz e Nasser Al-Attiyah eram os principais favoritos ao campeonato.

Nas primeiras Especiais, Sainz acabou saindo da disputa com problemas, Porém o Francês Sebastien Loeb com seu Peugeot acabou entrando nessa disputa junto de Peterhansel e de Al-Attiyah. Apesar de suas 4 vitórias em especiais. A Consistência de Nasser Al-Attiyah e a confiabilidade do seu Toyota Hilux acabou por levar o piloto do Qatar o Campeonato do Dakar.

A Toyota acabou conquistando seu primeiro campeonato na categoria carros. Após anos de espera a marca Japonesa conquistou o primeiro campeonato no Dakar. Com um carro que é contra o conceito de um Semi-Buggy que era os carros da Pegueot e os carros da equipe oficial da Mini (Pilotos como Nani Roma, Jakub Pryzgonski usavam o carro mais convencional) Por curioso, O vice-campeão foi o Nani Roma com o Mini mais convencional.

Sebastian Loeb teve um desempenho brilhante ao usar o carro de equipe Privada da Pegueot, Pena que os problemas que ele teve em algumas especiais afastaram da disputa pelo título. Acho que o 3ºlugar nessas condições é algo para se admirar. O multicampeão do WRC mostrou todo o seu valor em seu melhor Dakar desde da sua estreia.

O Trio de Ferro da Mini acabou com problemas não conseguindo conquistar o título. Cyril Despres chegou em 5ºlugar, Mas não esta a altura dos melhores pilotos dos Carros. Carlos Sainz acabou tendo um dia catastrófico na primeira metade e na segunda metade ficou com outros dias difíceis, O que fez ele ficar de Fora dos 10 primeiros colocados. O Francês Stephane Peterhansel vinha sendo um dos principais Rivais de Nasser Al-Attiyah. Não acho que ele venceria dessa vez por causa de alguns problemas que ele teve, Mas ele vinha para um possível vice-campeonato. Até que na penúltima prova o Co-piloto e Navegador David Castera teve uma lesão, Que obrigou a lenda do Dakar a abandonar.

O Polonês Jakub Pryzgonski foi muito bem, Também vindo das motos ele levou seu Mini ao 4ºlugar. Outro destaque é o 6ºlugar do Tcheco Martin Prokop da Ford, Fazendo um Dakar muito Regular em 2019 e sendo o único piloto a terminar entre os 10 primeiros fora do Trio de Ferro (Mini-Toyota-Pegueot). Os lituânios tiveram um desempenho melhor nesse Dakar. Por muito pouco (Apenas 5 segundos) não pintou o Top 10 para Benediktas Vanagas com seu Toyota. Na posição seguinte terminou Vaidotas Zala também de Toyota. É evidente a evolução deles em relação ao Dakar passado.

Nicholas Fuchs chegou a fazer bonito em sua casa e terminou em uma digna 16ªposição. Duas posições a Frente do Argentino Juan Silva com um CAN-AM e pilotando sem co-piloto. (O único a correr dessa forma nos carros) E a Dupla da Mongolia que disputou o Dakar conseguiu chegar ao final do Evento com seu CAN-AM em 32ºlugar Byambatsogt Udiikhuu/Byambadelger Udiikhuu. 56 pilotos completaram o Dakar desse ano nos carros que marcou a inédita vitória da Toyota.

Nos SxS pelo 3ºano no Dakar vimos um bom número de competidores, A disputa foi boa e pelo menos 5 pilotos almejaram o Campeonato desse ano. Na defesa do Campeonato vinham Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin. Porém, Tinha fortíssimos adversários pela vitória. Os principais eram Gerard Farres Guell, Sergei Kariakin e Casey Currie com Ignacio Casale brigando por fora.

Na primeira semana, O Brasileiro vinha na tocada para disputar o campeonato, Mas dai aparece o Chileno Francisco Lopez Contardo que não aparecia entre os cotados para a vitória e começou a aparecer como candidato ao triunfo na competição. Durante as provas, Ele viu Ignacio Casale cair, Sergei Kariakin com seu BRP ter problemas, Gerard Farres Guell também perder tempo e o Brasileiro Reinaldo Varela ter um dia problemático para o Chileno assumir a liderança para não perder mais a vitória na Geral.

Pela primeira vez o título não ficou com um Brasileiro, Mas mesmo assim Isso não vai sair da América do Sul que domina em número de campeonatos. Os Chilenos terão a honra de até o começo de 2020 de serem os defensores do Dakar no SxS. Reinaldo Varela Fez um belíssimo trabalho, Acho que ele não tivesse problemas no 8ºSetor ele poderia ter vencido e virado o Bicampeão da Categoria.

E devo Salientar a bela estreia de Gerard Farres Guell, Que em seu primeiro Dakar nos SxS acabou muito bem colocado com o Vice-campeonato. O Espanhol ficou a 1 hora do vencedor e a 3 minutos dos Campeões do ano passado. Mostras de que esse piloto que ficou em 3ºlugar no Dakar de 2017 vai ter uma bela carreira nos SxS. Pelo que me parece. Casey Currie (Que não brigou em nenhum momento pela vitória) e Rodrigo Javier Moreno Piazzoli completaram os 5 primeiros colocados.  20 competidores terminaram o Dakar.

Nos caminhões, Muitas quebras aconteceram essa edição do Dakar, Foram 14 caminhões que terminaram nessa edição. Pelo 16ªvez a Kamaz levou o campeonato e o 4ºCampeonato da Kamaz. Dá para se dizer que venceram na primeira parte do Evento. Nos 4 primeiros dias foram 4 vitórias de Caminhões Russos. A tropa de 4 caminhões diminuiu para 2: A desistência de Airat Mardeev e a Desclassificação de Andrey Karginov complicou um pouco a trajetória dos Russos.

Na segunda metade do Dakar, O Holandês Gerard de Rooy e a Iveco reagiram, Com alguns problemas dos caminhões russos deram a esperança para de Rooy tomar o campeonato dos Russos. Porém não foi o bastante para isso acontecer e Eduard Nikolaev confirmou o campeonato, Com Dmitry Sotnikov em 2ºlugar ao completar a dobradinha da Kamaz. A Iveco parece ser o único caminhão que consegue competir com os Russos. Porém, só levaram 2 títulos nos últimos 10 anos de Dakar. Gerard de Rooy ficou com o 3ºlugar e Cheio de problemas, Mas conseguindo o Quarto lugar o Argentino Federico Villagra. Completando os 5 primeiros colocados o Tcheco Ales Loprais da Tatra.

Quem decepcionou foi o vice-campeão de 2018 Siahrei Viazovich da MAz, Muito mais pelos problemas do caminhão Bielorrusso acabou ficando longe da vitória. Apesar da dureza que foi a disputa do Dakar devo dizer que os pilotos, Copilotos e Mecânicos estão de parabéns pela competição.

Para encerrar, Essas imagens são maravilhosas. O Campeão do Dakar de 2019 Nicolas Cavigliasso pediu sua namorada em Casamento. Um momento incrível e inesquecível para esse Dakar. Sabe, Digno de final de filmes de ação quando o herói da História chega ao final da batalha com a vitória ele pede sua mão da sua amada para ser a minha mulher.

Essa é para mim a melhor coisa do Ano que aconteceu e o que mais me marcou nessas 6 edições do Dakar que o Portalsportszone cobriu em sua História

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Dakar/Martín Bellido López
Vídeo: Dakar