Corridas Históricas: GP da França de 1989

Grid de Largada:

pos Piloto Equipe Larrousse Chassis Motor Pneu Tempo Média
1 2 Alain Prost Honda Marlboro McLaren MP4/5 Honda RA109A 3.5 V10 Goodyear 1:07.203 204,259 km/h
2 1 Ayrton Senna Honda Marlboro McLaren MP4/5 Honda RA109A 3.5 V10 Goodyear 1:07.228 204.183 km/h
3 27 Nigel Mansell Scuderia Ferrari SpA SEFAC 640 Ferrari 035/5 3.5 V12 Goodyear 1:07.455 203.496 Km/h
4 19 Alessandro Nannini Benetton Formula Ltd B188 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:08.137 201.459 Km/h
5 5 Thierry Boutsen Canon Williams Team FW12C Renault RS1 3.5 V10 Goodyear 1:08.211 201.240 Km/h
6 28 Gerhard Berger Scuderia Ferrari SpA SEFAC 640 Ferrari 035/5 3.5 V12 Goodyear 1:08.233 201.075 Km/h
7 30 Philippe Alliot Equipe Larrousse LC89 Lamborghini 3512 3.5 V12 Goodyear 1:08.561 200.213 Km/h
8 6 Riccardo Patrese Canon Williams Team FW12C Renault RS1 3.5 V10 Goodyear 1:08.993 199.161 Km/h
9 3 Jonathan Palmer Tyrrell Racing Organisation 18 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:09.026 198.864 Km/h
10 15 Mauricio Gugelmin Leyton House March Racing Team CG891 Judd CV 3.5 V8 Goodyear 1:09.036 198.835 Km/h
11 37 Bertrand Gachot Moneytron Onyx Formula One ORE-1 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:09.122 198.588 Km/h
12 16 Ivan Capelli Leyton House March Racing Team CG891 Judd CV 3.5 V8 Goodyear 1:09.283 198.127 Km/h
13 36 Stefan Johansson Moneytron Onyx Formula One ORE-1 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:09.299 198.081 Km/h
14 9 Martin Donnelly Arrows Grand Prix International A11 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:09.524 197.440 Km/h
15 29 Eric Bernard Equipe Larrousse LC89 Lamborghini 3512 3.5 V12 Goodyear 1:09.596 197.235 Km/h
16 4 Jean Alesi Tyrrell Racing Organisation 18 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:09.668 197.032 Km/h
17 26 Olivier Grouillard Ligier Loto JS33 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:09.717 196.893 Km/h
18 25 Rene Arnoux Ligier Loto JS33 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:10.077 195.882 Km/h
19 12 Satoru Nakajima Camel Team Lotus 101 Judd CV 3.5 V8 Goodyear 1:10.119 195.764 Km/h
20 11 Nelson Piquet Camel Team Lotus 101 Judd CV 3.5 V8 Goodyear 1:10.135 195.720 Km/h
21 40 Gabriele Tarquini Automobiles Gonfaronnaises Sportives JH23B Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:10.216 195.494 Km/h
22 8 Stefano Modena Motor Racing Developments BT58 Judd EV 3.5 V8 Pirelli 1:10.254 195.388 Km/h
23 23 Pierluigi Martini Minardi Team SpA M189 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:10.267 195.352 Km/h
24 20 Emanuele Pirro Benetton Formula Ltd B188 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:10.292 195.283 Km/h
25 10 Eddie Cheever Arrows Grand Prix International A11 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:10.372 195.061 Km/h
26 21 Alex Caffi BMS Scuderia Italia F189 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:10.468 194.795 Km/h
27 22 Andrea de Cesaris BMS Scuderia Italia F189 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:10.591 194.455 Km/h
28 24 Luis Perez-Sala Minardi Team SpA M189 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:11.079 193.120 Km/h
29 38 Christian Danner Rial Racing ARC2 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:11.178 192.852 Km/h
30 31 Roberto Moreno Coloni SpA C3 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:11.372 192.328 Km/h
31 17 Nicola Larini Osella Squadra Corse FA1M Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:09.989 196.128 Km/h
32 7 Martin Brundle Motor Racing Developments BT58 Judd EV 3.5 V8 Pirelli 1:10.181 195.591 Km/h
33 39 Volker Weidler Rial Racing ARC2 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:11.059 193.175 Km/h
34 34 Bernd Schneider West Zakspeed Racing 891 Yamaha OX88 3.5 V8 Pirelli 1:11.098 193.069 Km/h
35 18 Piercarlo Ghinzani Osella Squadra Corse FA1M Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:11.528 191.908 Km/h
36 32 Pierre Henri Raphanel Coloni SpA C3 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:11.953 190.775 Km/h
37 35 Aguri Suzuki West Zakspeed Racing 891 Yamaha OX88 3.5 V8 Pirelli 1:12.031 190.568 Km/h
38 33 Gregor Foitek EuroBrun Racing ER188B Judd CV 3.5 V8 Pirelli 1:12.179 190.177 Km/h
39 41 Joachim Winkelhock Automobiles Gonfaronnaises Sportives JH23B Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:13.173 187.594 Km/h

Não Classificaram para o Grid:

pos Piloto Equipe Larrousse Chassis Motor Pneu Tempo Média
27 22 Andrea de Cesaris BMS Scuderia Italia F189 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:10.591 194.455 Km/h
28 24 Luis Perez-Sala Minardi Team SpA M189 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:11.079 193.120 Km/h
29 38 Christian Danner Rial Racing ARC2 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:11.178 192.852 Km/h
30 31 Roberto Moreno Coloni SpA C3 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:11.372 192.328 Km/h
31 17 Nicola Larini Osella Squadra Corse FA1M Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:09.989 196.128 Km/h
32 7 Martin Brundle Motor Racing Developments BT58 Judd EV 3.5 V8 Pirelli 1:10.181 195.591 Km/h
33 39 Volker Weidler Rial Racing ARC2 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:11.059 193.175 Km/h
34 34 Bernd Schneider West Zakspeed Racing 891 Yamaha OX88 3.5 V8 Pirelli 1:11.098 193.069 Km/h
35 18 Piercarlo Ghinzani Osella Squadra Corse FA1M Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:11.528 191.908 Km/h
36 32 Pierre Henri Raphanel Coloni SpA C3 Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Pirelli 1:11.953 190.775 Km/h
37 35 Aguri Suzuki West Zakspeed Racing 891 Yamaha OX88 3.5 V8 Pirelli 1:12.031 190.568 Km/h
38 33 Gregor Foitek EuroBrun Racing ER188B Judd CV 3.5 V8 Pirelli 1:12.179 190.177 Km/h
39 41 Joachim Winkelhock Automobiles Gonfaronnaises Sportives JH23B Ford Cosworth DFR 3.5 V8 Goodyear 1:13.173 187.594 Km/h

Prost Vence de Maneira tranquila em Paul Ricard e Alesi na sua estreia é Grande Destaque!

Em Paul Ricard, no fervente calor da França, Alain Prost fez brilhante corrida e aliada a quebra de Senna nos primeiros metros, correu tranquilo para a vitória na sua casa, Mas a corrida teve emoções na sua primeira largada. Antes da primeira largara Patrese já ficava no meio da pista, desse modo, não largando.
Na primeira largara um acidente muito forte, por uma impudência de Mauricio Gugelmim, que fez uma largara muito boa, mas foi rápido demais e se acidentou feio, envolveu Boutsen e Mansell na confusão, além do salseiro que houve nessa primeira curva, Alesi se acidentou com uma Ligier quebrou o aerofólio nessa confusão e outros pilotos ficaram parados. Não teve outra decisão que os comissários e o diretor de corrida para tomar se não a de largada cancelada, e dai eles formariam uma nova largada. Eram milhares os destroços dos carros, e o carro de Gugelmim ficou totalmente em pedaços, e por sorte Gugelmin estava inteiro acabou podendo largar para a segunda corrida.

Na Nova largada, nenhum incidente, Mas Ayrton Senna não conseguiu terminar a reta, pois seu carro teve problemas e acabou parando por ai, deixando a corrida de maneira muito fácil para Prost. Mansell teve de largar dos boxes, ele iria largar da 3ªPosição, teve de largar em último. Prost na ponta com Berger e Nannini logo atrás tentando acompanhar o Francês. na Segunda Volta: Prost, Berger, Nannini e Boutsen são os 4 primeiros, e depois Alliot, Patrese e Capelli, e depois as Tyrrell de Palmer e de Alesi que também era estreante. e depois os dois carros da Onxy (Gachot e Johansson). na Quarta Volta Gugelmin faz uma parada antecipada, mas o brasileiro tinha problemas na sua March-Judd.

Enquanto que Prost estava cada vez mais aumentando sua frente em cima de Berger, Nannini e Boutsen, Nigel Mansell estava fazendo uma corrida de recuperação agressiva, já esta lutando com Piquet pela 15ºPosição, após largar dos boxes. O Calor era tamanho em Paul Ricard, que até as imagens das câmeras dava impressão de que Paul Ricard era a anti-sala do Purgatório da Beleza e do caos, Rio de Janeiro em dias quentíssimos. Na nona volta Patrese fazia pressão em cima de Phillipe Alliot, mas estava difícil para o Italiano, Alliot queria fazer bonito na sua casa. após 10 voltas completadas: Prost na liderança tranquilo fazendo a alegria da Torcida, Berger em 2º, Nannini 3º, Boutsen em 4º, Capelli com a March-Judd em 5º e Alliot em 6º com Patrese em 7º. Capelli com a March nessa pista eram super rápidos, conceito de Adrian Newey, quem sabe do que estou falando conhece, mas quem não sabe outro dia eu conto para vocês, pode deixar que eu conte sim.

Gugelmin continuava os boxes, ele estava com muitos problemas mesmo, seria um dia de azar para ele? Essa corrida também estreou o Norte Irlandês Martin Donnelly com a Arrows, substituindo Derek Warwick, e no último pelotão, 8 carros estavam nele incluindo, Emanuelle Pirro, Gabriele Tarquini e entre outros com carros sofríveis. Nannini assumia a Segunda posição da corrida e Boutsen o Terceiro e logo depois Capelli já subia para a 4ºposição, Berger tinha problemas e Prost já começava a pegar seus primeiros retardatários. Mansell foi para a sua primeira parada bem cedo. Prost já tinha 8 segundos e meio em relação a Nannini e 23 Segundos em Relação à Alliot que era o 6ºColocado, isso tudo com 16 Voltas completadas. E Depois de muitas voltas, Alliot não resistiu à pressão de Patrese que com um carro mais forte assumia a 6ªPosição após a ultrapassagem no Francês da Lola-Lamborghini Berger nesse Momento já nem aparecia nem perto de Capelli, a corrida do Austríaco fosse para o Espaço. Arnoux, que fazia sua despedida da Formula 1 nesse ano e por consequência se despedia do GP Local abandonou na 14ªVolta por problemas de Câmbio. Com 20 Voltas: Prost, Nannini, Boutsen, Capelli, Patrese e Alliot formavam os seis primeiros colocados. Agora na 21ªVolta em diante Prost teve vida dura com vários e vários Retardatários na frente dele. que fizeram o Francês perder tempo. Mansell na volta 24 já estava na 8ªPosição após ter largado da Última posição e Prost não conseguia passar Com tanta rapidez os Retardatários. Eram 8 no total, na Volta 26 Prost conseguiria se livrar de todos.

Boutsen sofria para passar os Retardatários, Nannini que trocou os pneus já estava na quarta posição, tentando se aproximar dos lideres. Em 28 Voltas a Classificação era: Prost, Boutsen e Capelli brigando pelo segundo lugar, e depois Nannini Patrese e Alliot, os seis primeiros. Capelli na volta 28 Foi para a sua parada de Boxes, e voltou normalmente à pista, a March Trabalhou de maneira correta com o Italiano. E Berger Abandonaria a Corrida na Volta 29, com problemas no seu carro que vinham durando umas 15 Voltas que o Fizeram perder rendimento. Finalmente depois de muitas e muitas voltas o grupo infernal de Retardatários estava se discrepando, e um milagre de termos ainda 22 carros na pista e já estávamos se aproximando da metade da Corrida, pelo calor que estava era até pra ter quebrado mais gente. Com 31 Voltas: a Corrida estava o Seguinte posicionamento: Prost, Boutsen, Nannini, Capelli, Alesi na sua estréia e Alliot. Mas Alliot acabava parando para o desanimo da Torcida, pois ele vinha para um excelente resultado na corrida. Também abandonava nesse momento Gabriele Tarquini com a Fraca AGS, e na Volta Seguinte, foi a vez do Motor Ford de Pierluigi Martini abrir o Bico e quebrar deixando o Talismã da Minardi de fora da Corrida. E na Volta 35, Alain Prost fazia sua parada para troca de Pneus. A Classificação era: Prost, Nannini, Capelli, Alesi, Boutsen e Palmer. Sem Ferrari, e com 2 Tyrrell e 1 March na zona de pontos.

Prost Tinha uma segura vantagem de 6.2 em cima de Nannini que só via de longe Prost, mas tentava buscar o Francês e estragar a Festa, Na Volta 39 Alesi passava Capelli e assumia o terceiro lugar, mas volta depois o Jovem Francês foi para a sua parada de Troca de Pneus. Boutsen e Patrese estavam nos pontos, mas em 5º e 6ºLugares. e Na Volta 41 Nannini tinha a suspensão quebrava do nada e acabou rodando, fim de corrida para o Italiano da Simpática Benetton. e assim Prost ficava mais sossegado na ponta. Capelli num fantástico 2ºLugar com a March agora era o mais próximo perseguidor do Francês, a 16 Segundos de Prost. Palmer acabava fazendo confusão nos pits da Tyrrell. Alesi com a Outra Tyrrell na terceira posição, fazendo muito bonito na Estreia dele na Formula 1. Na Volta 44 Ivan Capelli parava com problemas do Motor, deixando um Alesi em 2º em um dia inspirado do Jovem Francês. Atrás Dele vinha as Duas Williams de Patrese e Boutsen e lá atrás como um louco vinha Mansell que estava buscando já os primeiros lugares.

Com 48 Voltas: Prost liderava com folga com 23 Segundos em cima de Alesi em 2º, Depois Patrese em 3º, Nigel Mansell que em uma excelente corrida estava em 4º, Boutsen e Bertrand Gachot com a Notava Onxy em 6ºLugar. Martin Donnelly passou reto na volta 49 depois da Reta dos Boxes e Demorou muito tempo para voltar a pista. 16 Carros estavam na corrida, que se pela liderança não teve disputas, lá a partir do Segundo lugar estava bem legal de se ver. Thierry Boutsen que estava nos pontos foi obrigado a abandonar a corrida por problemas de Câmbio, e Prost tinha 38 Segundos na Frente de Ricardo Patrese que era o segundo colocado. Voltas 52: o Líder era Prost, com Patrese em 2º, Mansell em 3º, mas bem pertinho do Italiano da Williams e Alesi em 4º com uma excelente corrida, e depois Eric Bernard na sua 1ªCorrida na Formula 1 em 5º e Olivier Grouillard em 6º com a Ligier-Ford, Piloto Francês e Equipe Francesa. Briga pelo Segundo lugar esquentava entre Patrese e Mansell e pelo 6ºLugar, Entre Stefan Johansson e Olivier Grouillard, Lá na Frente a Emoção aumentava entre Patrese e Mansell pelo 2ºPosto na corrida, na volta 57 esse era o pega da corrida naquele Momento.

Na Volta Seguinte, Patrese erra e Mansell assume a 2ªPosição, em uma corrida excelente do Leão, que teve um grande dia partindo da última posição e naquela Altura do Campeonato já estava em 2º. Depois disso, na Volta 63 a situação estava definida com o Pódio Formado por Prost, Mansell e Patrese, se nada acontecesse de Anormal. 15 Carros continuavam na corrida e o Sol já estava com poder mais fraco sobre a pista de Paul Ricard, mas ainda sufocante para os pilotos que se mantiveram na corrida. Na Volta 71 a classificação era: Prost, Mansell, Patrese, Alesi, Johansson e Grouillard.

Modena abandonava a corrida. De Destaque, Mauricio Gugelmin que acabou a 9 voltas do Líder, não se classificou na colocação final pois precisava ter terminado 90% da Corrida. Porém, fez a melhor volta da corrida.

Prost só administrou no Final para a sua 2ºVitória no ano e para distanciar na Liderança do Mundial de Formula 1. Mansell fez brilhante corrida de Recuperação e ficou com o 2ºLugar e Patrese ficou em 3º. Mas os verdadeiros destaques da Corrida Foram: Jean Alesi que estreou na sua casa e Brilhou intensamente, chegando na 4ªPosição, Stefan Johansson que marcou os primeiros pontos da sua Equipe, a Novata e Modesta Onxy. e Olivier Grouillard que fez boa corrida e conquistou um ponto para a Ligier que também é francesa. se contamos o patriotismo Francês. Patrese levou a Renault para o Pódio como motor. 14 Carros terminaram a corrida, mas apenas 13 foram os Classificados.

Resultado Final do GP da França de 1989

Fotos:

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Corridas Históricas: GP dos Estados Unidos de 1988

Grid de Largada:

1 Ayrton Senna (McLaren/Honda) 1’40.606
2 Gerhard Berger (Ferrari) 1’41.464
3 Michele Alboreto (Ferrari) 1’41.700
4 Alain Prost (McLaren/Honda) 1’42.019
5 Thierry Boutsen (Benetton/Ford) 1’42.690
6 Nigel Mansell (Williams/Judd) 1’42.897
7 Alessandro Nannini (Benetton/Ford) 1’43.117
8 Nelson Piquet (Lotus/Honda) 1’43.314
9 Derek Warwick (Arrows/Megatron) 1’43.799
10 Riccardo Patrese (Williams/Judd) 1’43.810
11 Philippe Streiff (AGS/Ford) 1’44.204
12 Andrea de Cesaris (Rial/Ford) 1’44.216
13 Mauricio Gugelmin (March/Judd) 1’44.474
14 Philippe Alliot (Lola/Ford) 1’44.590
15 Eddie Cheever (Arrows/Megatron) 1’44.948
16 Pierluigi Martini (Minardi/Ford) 1’45.048
17 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 1’45.268
18 Stefan Johansson (Ligier/Judd) 1’45.275
19 Stefano Modena (Euro Brun/Ford) 1’45.304
20 René Arnoux (Ligier/Judd) 1’45.437
21 Alex Caffi (Dallara/Ford) 1’45.750
22 Julian Bailey (Tyrrell/Ford) 1’46.286
23 Oscar Larrauri (Euro Brun/Ford) 1’46.390
24 Yannick Dalmas (Lola/Ford) 1’46.422
25 Luis Perez-Sala (Minardi/Ford) 1’46.593
26 Nicola Larini (Osella) 1’46.623

Não Classificou:

27 Satoru Nakajima (Lotus/Honda) 1’47.243
28 Bernd Schneider (Zakspeed) 1’48.249
29 Piercarlo Ghinzani (Zakspeed) 1’48.925
30 Gabriele Tarquini (Coloni/Ford) 1’47.312
31 Ivan Capelli (March/Judd) 1’45.544

Senna Conquista 3ªVitória consecutiva nas Ruas de Detroit

A 6ªEtapa do Mundial de 1988 seria no sol quente dos Estados Unidos, nas Ruas de Detroit, num belíssimo cenário, perto do Rio Michigan, Definitivamente não era uma pista muito boa para Capelli que sofreu um acidente forte e não pode correr, apesar de que tinha sobras para estar no Grid de largada. Incrivelmente Satoru Nakajima não largou para essa corrida com a Lotus-Honda.

Senna mais uma vez na pole, tendo ao seu lado Gerhard Berger com a Ferrari, depois na Segunda fila Alboreto com a Outra Ferrari e Prost com o Maravilhoso Mclaren MP4/4 projetado por Gordon Murray que estava até naquele momento invicto com 5 Vitórias na Temporada, 3 de Prost (Brasil, Mônaco e México) e 2 de Senna (San Marino e Canadá). Na largada Berger largou bem, mas Senna segura a ponta, Prost é que não largou bem, Boutsen passou para o 4ºlugar, ultrapassando nas Primeiras curvas. nas primeiras curvas Berger estava perto de Senna, Logo depois da primeira volta Prost voltava a ser o 4ºLugar, usando a Força do Motor Turbo da Honda contra o Ford DFR aspirado da Benetton. Jonathan Palmer logo na Segunda volta teve de ir aos Boxes complicando a corrida desde já. Prost estava agora na 3ªVolta perseguindo as Ferraris de Alboreto e Berger. As Benetton de Boutsen e de Nannini ocupavam 5ª e 6ª posições.

Nas primeiras voltas Senna abria uma importante vantagem para Berger e Alboreto que começavam a Sofrer pressão de Alain Prost, na briga pelo 2ºlugar. Prost sabia que deveria se livrar logo das Duas Ferraris, pois quanto mais tempo atrás delas, mas Senna iria se distanciar devido ao maior desempenho das Mclaren MP4/4. No Final da 5ªVolta Prost passava Alboreto e assumia a 3ªPosição. Agora Prost iria à caça de Berger. A Classificação após 5 Voltas era a Seguinte: Senna (8:52.932), Berger (a 3.878), Prost (a 5.449), Alboreto (a 5.989), Boutsen (a 6.838), Nannini (a 10.789).

Prost iria ao Ataque pra cima de Berger, Mais Berger perde rendimento e Prost passa a 2ªPosição, Berger sofre pressão de Alboreto e de Boutsen. E que logo Berger mostra problemas em seu carro e abandonava a corrida com problemas de Pneu. Alboreto sofria pressão de Boutsen que mostrava um desempenho melhor dos motores aspirados nesse tipo de Pista. Na 8ªVolta Boutsen passa Alboreto e assume a 3ªPosição. Nannini logo estava atrás de Alboreto em 5ºe Nigel Mansell em 6º. Nicola Larini com a patética Osella abandonaria a corrida, a pista era curta, por isso as bandeiras amarelas eram agitadas quando tinha perigo na pista ou alguém parado na pista. Nannini na Volta 9 Forçou ultrapassagem em cima de Alboreto que acabou rodando e perdendo muito tempo, Nannini assumia a 4ªPosição. Mansell e Patrese completavam os 6 primeiros, depois Warwick e De Cesaris em 7º e 8º lugares. Alboreto voltou uma volta atrás de Senna que era o Líder da corrida.

Depois de 10 Voltas a Classificação era a Seguinte: 12 Senna (17:40.307), 11 Prost (a 6.135), 20 Boutsen (a 17.038), 19 Nannini (a 22.291), 5 Mansell (23.259), 6. Patrese (28.284). Na 11ªVolta Senna passava já os primeiros retardatários e já tinha distância bastante confortável pra cima de Prost, tirando os Mclarens, do 3º ao 6º todos com motores Aspirados os Benettons de Ford DFR e os Williams de Judd CV V8. Mauricio Gugelmin era a única March na Corrida era o 11ºColocado, logo Atrás tinha Rene Arnoux, Pierluigi Martini, Alex Caffi em 12º, 13º e 14º respectivamente.

O Forte calor começava a fazer de vitimas os pilotos da Frente, Eddie Cheever da Arrows abandonava a corrida com problemas elétricos, na Mesma volta 15, Alessandro Nannini teve que ir aos boxes e abandonou a corrida com seu motor Ford Quebrado e abandonava a corrida quando estava em 4ºlugar. Na Volta Seguinte Phillipe Streiff que estava nos primeiros lugares perto da zona de pontuação também abandonava a corrida. Depois de 15 Voltas a Classificação era essa: Senna (26:35.398), Prost (8.158), Boutsen (18.032), Mansell (28.332), Patrese (36.037) e De Cesaris (1:01.039). Depois Warwick em 7º, Piquet em 8º, Gugelmin em 9º. Mas Gugelmin passou Piquet e assumiu a 8ªPosição, Piquet acabou perdendo rendimento e perdeu posições para Martini e Caffi e caindo para a 11ªposição. Enquanto isso Senna continuava liderando a corrida com tranquilidade e sem ser ameaçado com quase 6 segundos na frente de Prost que estava quase 15 segundos na frente de Boutsen. Na 18ªVolta Mansell abandonaria a corrida com problemas de motor. Deixando Gugelmin já nos pontos, Já que Warwick foi para os boxes 2 voltas anteriores. 1/3 de corrida e 19 pilotos estavam na corrida, a expectativa era de que poucos carros viriam a bandeira de Chegada nessa corrida. Na volta 21 Senna já dava volta em cima do 9ºlugar que era Nelson Piquet com a Lotus-Honda. Logo a Frente tinha Martini em 7º e Caffi em 8º.

Passadas 20 Voltas a Classificação era essa: Senna (35:28.711), Prost (a 9.641), Boutsen (a 26.056), Patrese (a 52.727), de Cesaris (a 1:23.612) e Gugelmin (a 1:43.560) o Posicionamento dos primeiros colocados estavam com espaços muito grandes um do outro, nenhum deles muito perto do outro. Na Volta 22 Senna daria volta em Mauricio Gugelmin, o 6ºcolocado da corrida, era incrível a superioridade da Mclaren em cima dos outros carros. Senna estava com 8 Segundos a frente de Prost e com uma vantagem, Prost teria que encarar como retardatários como Caffi, Martini e Gugelmin. e Senna tinha pista livre pela frente. Na Volta 23 a classificação era a seguinte: Senna, Prost, Boutsen, Patrese, De Cesaris, Gugelmin, Martini, Caffi, Piquet e Arnoux nas 10 primeiras posições.

Na Volta 24 Warwick estava lento e abandonando a corrida. Enquanto isso Senna e Prost estavam brigando volta a volta, Senna faz a ultrapassagem em cima de De Cesaris com a Rial-Ford DFZ, Piquet parava para os boxes e ficava mais atrás na corrida. Gugelmin estava em 6º, mas Martini perseguia de forma feroz para buscar o lugar nos pontos. Carro de Gugelmin estava sem a tampa do motor para que o motor não superaquecesse, Patrese abandonaria a corrida na volta 28, Piquet na mesma volta roda e também abandonaria a corrida. Na volta 28 a Classificação era a Seguinte: Senna, Prost, Boutsen, De Cesaris, Gugelmin e Martini. Na Mesma Volta do líder. Oscar Larrauri com a Nanica Eurobrun abandonou a corrida com problemas de Câmbio. Chegando na metade da corrida dos 26 que largavam, somente 15 pilotos estavam na corrida. Isso tudo com 29 Voltas completadas. Senna estava mantendo a vantagem de 10 segundos em cima de Prost, tinha hora que Prost conseguia baixar a diferença e hora que era um pouco maior a vantagem do Ayrton, Boutsen em 3ºEsperava que algo acontecesse, um dos Mclaren tivessem problemas ou as duas Mclaren tivessem problemas pois carro ele não tinha.

Depois de 30 Voltas a Classificação da Corrida era essa: Senna (53:17.198), Prost (12.6), Boutsen (1:00.625), De Cesaris (1 Volta), Gugelmin (1 Volta), Martini (1 Volta), Caffi (1 Volta). Michele Alboreto continuava na corrida também, mas estava longe dos primeiros lugares, e teria que remar para terminar nos pontos, Jonathan Palmer rodou em posição perigosa na Volta 32, mas voltou para a pista.

Warwick que voltava a corrida depois de um tempo parado na corrida Bateu e abandonou definitivamente a corrida. Senna passava o último colocado da corrida Stefano Modena com a outra Eurobrun. Senna estava dando 3 voltas em Modena. Após 35 Voltas a classificação era: Senna, Prost, Boutsen, De Cesaris, Gugelmin e Martini, com Caffi, Arnoux, Dalmas, e Alboreto completando as 10 primeiras posições. Na Volta seguinte Gugelmin teve problemas com o seu motor Judd e abandona a corrida. a Mclaren perigava a parada de pits para Senna ou Prost. Na Volta 37 Prost sinalizou para que fosse ele a parar nos boxes.

Depois de 36 Voltas a Classificação era essa: Senna (1:03.36.113), Prost (17.406), Boutsen (1:31.705), de Cesaris (1 Volta), Martini (1 Volta), Caffi (1 Volta), Arnoux (1 Volta), Gugelmin (2 Voltas), Dalmas (2 Voltas), Alboreto (2 Voltas), Palmer (2 Voltas), Bailey (2 Voltas), Sala (2 Voltas), Alliot (2 Voltas), Modena (3 Voltas), a Melhor Volta da Corrida era de Alain Prost com 1:44.836 na volta 4.

Tanto Senna, tanto Prost estavam com os pneus em péssimo estado, Prost com 21 segundos atrás de Senna para ele só restava a parada para a troca de pneus para ver se mudava alguma coisa na corrida. Impressionante Recuperação de Alboreto que assumiu até aquele momento a 8ªposição depois de rodar nas primeiras voltas da corrida. Caffi e Arnoux Brigavam pelo 6ºlugar na corrida, para os dois era a chance de pontuar na temporada, e que poderia ser a única no ano. Prost foi para a troca de pneus, mas a troca foi demorada e fez o Francês perder muito tempo, mas volta ainda na 2ªposição devido a enorme vantagem de Prost para Boutsen.

Na Volta 40 Senna foi para os Boxes para a sua parada, e a Mclaren fez uma boa troca, 10,71 segundos. Uma parada que sem duvida colocava Senna na Frente com mais vantagem para Prost. a Classificação em 40 Voltas era essa: Senna (1:13:11.821), Prost(a 31.920), Boutsen (a 1:28.871), De Cesaris (1 Volta), Martini (1 Volta), Caffi (2 Voltas), Arnoux (2 Voltas) e Alboreto (2 Voltas).

Nas Voltas Seguintes Prost não estava virando bem na corrida, enquanto isso Senna rodava bem e só aumentava a vantagem para Prost. Naquele momento só se Senna tivesse problemas ou Batesse para Prost almejar a vitória, pois a diferença já estava chegando aos 40 segundos. no Terço final de corrida entre os 4 primeiros colocados, não havia emoção nenhuma Senna, Prost, Boutsen e De Cesaris estavam garantidos nas suas posições. a Briga lá atrás pelos 2 últimos lugares dos pontos estava acirrada A Classificação após 45 Voltas: Senna, Prost, Boutsen, De Cesaris, Martini, Caffi, Arnoux, Alboreto, Palmer.

Na volta 45 Alboreto depois de se recuperar na corrida e de chegar perto, abandonou a corrida depois de Sofrer um acidente, Na Mesma volta Rene Arnoux com a Sua Ligier-Judd abandonava a corrida após excelente corrida com um equipamento tão ineficiente. No Momento em que Senna na Volta 49 Chegava aos 40 segundos de vantagem para Prost. Se Senna estava virando 1:50 e Prost 1:52 a 1:53, os outros mais lentos estavam entre 1:54, 1:55 e 1:56. Alliot com sua Lola-Ford também abandona a corrida. Outro que deixou a corrida foi Modena da Eurobrun que rodou. Restando menos de 15 voltas para o Final da corrida seria até piada dizer que 26 largaram, só tinha 11 carros na prova. e Prost estava aparentando problemas em seu motor, será que teria problemas, será que ele abandonaria a corrida e deixaria Senna encostar nele na classificação do campeonato. já que Prost estava com 39 e Senna com 24 pontos. a Classificação após 52 Voltas Era: Senna, Prost, Boutsen, De Cesaris, Martini, Palmer, Caffi e Dalmas. Palmer que depois de Rodar e de ir aos boxes no começo da corrida estava nos pontos, impressionante também a recuperação do piloto da Tyrrell-Ford. Na Volta 54 Palmer passa Martini e assume a 5ªPosição deixando Martini em 6º. Caffi roda, mas consegue voltar a corrida.

Restando apenas 9 voltas na corrida Senna virava 1:53 e Prost 1:55. não parecia só problemas no carro ou nos pneus, já poderia ser mais problemas do excessivo calor que estava fazendo em Detroit. chegava a ser até desumano eles correrem nessa pista. Com 54 Voltas: Senna (1:37.10.176), Prost (a 52.255), Boutsen (1 Volta), De Cesaris (1 Volta), Palmer (2 Voltas), Martini (2 Voltas), Dalmas (2 Voltas), Caffi (2 Voltas), Bailey (3 Voltas), Sala (3 Voltas) a Melhor volta era ainda de Alain Prost que na 4ºVolta fez um tempo em 1:44.836, na Volta 56 1:55 a 1:57. Mostrando que o calor estava afetando os pilotos, De Cesaris fez 1:51 e era o melhor de todos, mas a 7 Segundos do tempo de Prost. Sala com o Câmbio Quebrado abandona a corrida e dessa forma só tinha 9 Carros na corrida. de 26 pilotos. Caffi estava lento na pista. Poderia parar a qualquer momento. Após 58 Voltas Senna tinha 1 minuto na Frente de Prost, um enorme domínio do Brasileiro que quando o desgaste foi maior Senna abriu cada vez mais a vantagem, nas últimas voltas da corrida Senna reduziu drasticamente seu rendimento na corrida, só administrando e sem querer correr risco nenhum de perder os 9 pontos, e Comemorar a 3ªVitória no ano de 88. e encostar em Prost no campeonato. Na Volta Final Julian Bailey bateu e abandonou a corrida, mas ele foi computado com se tivesse terminado a corrida. O Mesmo pódio do Canadá foi estabelecido em Detroit: Senna, Prost e Boutsen. De Cesaris da Rial-Ford conquistava os primeiros pontos da história do Time Alemão, Palmer com o Tyrrell fazia mais 2 pontos para a equipe de Ken Tyrrell e Martini levava a Minardi ao seu primeiro ponto da sua história da Formula 1. Em Detroit foi marcado o domínio de Senna, mas essa corrida seria a última em Detroit, pois em 89 o GP dos Estados Unidos seria em Pheonix. Pois 9 pilotos terminarem a corrida e provavelmente todos com condições físicas lamentáveis.

GP dos Estados Unidos de 1988 – Resultado Final

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

Corridas Histórica: GP da Bélgica de 1987

Grid de Largada:

1 Nigel Mansell (Williams/Honda) 1’52.026
2 Nelson Piquet (Williams/Honda) 1’53.416
3 Ayrton Senna (Lotus/Honda) 1’53.426
4 Gerhard Berger (Ferrari) 1’53.451
5 Michele Alboreto (Ferrari) 1’53.511
6 Alain Prost (McLaren/TAG) 1’54.186
7 Thierry Boutsen (Benetton/Ford) 1’54.300
8 Riccardo Patrese (Brabham/BMW) 1’55.064
9 Teo Fabi (Benetton/Ford) 1’55.339
10 Stefan Johansson (McLaren/TAG) 1’55.781
11 Eddie Cheever (Arrows/Megatron) 1’55.899
12 Derek Warwick (Arrows/Megatron) 1’56.359
13 Andrea de Cesaris (Brabham/BMW) 1’57.101
14 Alessandro Nannini (Minardi/Motori Moderni) 1’58.132
15 Satoru Nakajima (Lotus/Honda) 1’58.649
16 René Arnoux (Ligier/Megatron) 1’59.117
17 Piercarlo Ghinzani (Ligier/Megatron) 1’59.291
18 Martin Brundle (Zakspeed) 2’00.433
19 Adrián Campos (Minardi/Motori Moderni) 2’00.763
20 Christian Danner (Zakspeed) 2’01.072
21 Ivan Capelli (March/Ford) 2’02.036
22 Philippe Alliot (Lola/Ford) 2’02.347
23 Philippe Streiff (Tyrrell/Ford) 2’03.098
24 Jonathan Palmer (Tyrrell/Ford) 2’04.677
25 Pascal Fabre (AGS/Ford) 2’07.361
26 Alex Caffi (Osella/Alfa Romeo) 2’12.086

Prost leva GP da Bélgica e se iguala a Jackie Stewart com 27 vitórias na carreira

Alain Prost, o Professor realizou mais um feito em sua carreira na formula 1, se igualou a Jackie Stewart, com 27 vitórias na Categoria com a vitória no GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps.

Após chuva durante os Treinos, A pole era de Mansell, com Piquet ao lado dele. Depois Senna e Berger na segunda fila e Alboreto e Prost na terceira Fila. Antes de alinhar para o Grid de largada, Capelli acabou tendo problemas em seu carro e teve que voltar aos boxes para Buscar o carro reserva. Depois da Volta de Apresentação os carros foram para a Largada.

Na largada quem foi melhor foi Mansell que se manteve na ponta, mas foi Senna que ganhou mais na Largada, ganhando a posição de Nelson Piquet e assumindo o 2ºlugar. Piquet no começo da corrida estava pressionado pelas duas Ferraris de Berger e de Alboreto, Arnoux não consegue largar. Os pilotos completaram a primeira volta, mas a confusão começou a partir que Berger parou no final da primeira volta, Boutsen acabou se chocando com o Austríaco da Ferrari, Mas o mais grave para o Desespero de Ken Tyrrell, Philippe Streiff e Jonathan Palmer acabaram se envolvendo em um acidente em que deu perda total para um dos carros e o outro teve muitos Danos. Resultado disso, Bandeira vermelha, a corrida iria começar de novo.

Na Relargada é Senna que pula na ponta da corrida numa largada brilhante de Senna com Mansell em Segundo, Berger em 3º e Piquet em 4º que acabou recuperando a 3ªPosição antes da Segunda Curva. Logo na parte de curvas na primeira volta Mansell tentou passar Senna só que Mansell mais uma vez avaliou errado uma ultrapassagem, Resultado: tanto Senna, tanto Mansell saíram da pista, Senna abandonou a corrida e Mansell voltou a corrida, mas muito longe dos lideres e em último lugar naquele momento da corrida. O Líder era o Piquet a partir da Segunda volta da corrida com Berger em 2º e Prost em 3º.

Berger no final da Segunda volta teve o seu motor Ferrari Turbo estourado. Classificação após 2 voltas: Piquet, Alboreto, Prost, Boutsen, Fabi e Patrese.

Alboreto iria começar a sentir a pressão de Alain Prost. Seria um alivio para Piquet que poderia ter duas opções, ou abrir vantagem para Alboreto ou segurar para poupar seu carro. Alboreto tenta seguir

Johansson fez uma grande ultrapassagem em cima de Teo Fabi e assumiu o 5ºluigar. Mansell era só o 18ºlugar.

Patrese acabou fora da corrida. Enquanto isso Alboreto estava segurando é muito bem as ameaças de Prost pelo Segundo lugar. Isso tudo tendo 8 voltas Classificação após 8 Voltas: Piquet, Alboreto, Prost, Fabi, Johansson, Boutsen.

Prost acabou tentando passar Alboreto, tentou a ultrapassagem, mas isso não foi o Suficiente para conseguir a ultrapassagem, Na volta seguinte teríamos uma demonstração da sorte de Alain Prost tinha na corrida. Alboreto Quebra e abandona a corrida, e segundos depois Piquet também teve problemas com o escapamento e Prost assumia a ponta da corrida. Com Fabi em Segundo e Johansson em 3º.

Depois de muito tempo Piquet foi para os Boxes, Mansell vinha junto para a parada de box, Piquet parou numa posição diferente do Mansell, o problema dele é mais sério. Com tudo isso em 11 Voltas tínhamos 15 carros na corrida apenas. Campos, Senna, Palmer, Nannini, Berger, Patrese, Warwick, Danner, Alboreto, Caffi estavam fora da corrida e Piquet praticamente fora da corrida. (Chegou a volta a prova, mas ficou mais uma volta na corrida e depois abandonou de vez).

Classificação após 13 Voltas: Prost, Fabi, Johansson e Boutsen eram os 4 primeiros colocados na corrida, Mclaren e Benetton dominando a corrida, Depois disso De Cesaris em 5º e Cheever em 6º.

Prost ira apertando o da direita para tentar abrir vantagem para fazer a parada e voltar ainda em primeiro lugar. Enquanto isso a March de Ivan Capelli com problemas de motor deixa a corrida. Isso com 16 voltas completadas E Fabi e Johansson Brigavam pelo 2ºlugar, e Johansson passou e assumiu a segunda posição. Começando a desenhar a Dobradinha da Mclaren, Prost em 1º e Johansson em 2º.

Classificação após 16 Voltas: Prost, Johansson, Fabi, Boutsen, De Cesaris e Chevver. Os seis primeiros colocados. Mas na volta seguinte Boutsen acabou tendo problemas em seu carro e abandonando a corrida. Prost na volta 18 iria para a sua parada, Prost acabou ainda assim voltando na frente de Johansson, e depois disso com Fabi em 3ºlugar. Um Ótimo trabalho da Mclaren nos boxes.

Com 19 Voltas completadas. Só tínhamos 13 carros na corrida, com um pouco menos da metade da corrida. 12 com o Abandono de Nigel Mansell. Caffi que estava a voltas e voltas dos lideres finalmente parou.

Johansson faz sua parada de boxes, Fabi reassume o segundo lugar, Johansson em 3º. Brundle foi mais um a abandonar com seu motor Zakspeed (Motorzinho Ruim esse hein) , e dai, só tínhamos 11 carros na corrida, com 21 voltas completadas.

Classificação: Prost, Fabi, Johansson , De Cesaris, Chevver, Arnoux, Ghinzani, Nakajima, Alliot, Streiff e Fabre. E só isso, exatamente 11 pilotos na corrida.

Os pilotos aos poucos faziam suas paradas nos boxes e as posições estavam sendo aos poucos moldadas, pois poucas disputas na pista por causa dos pouquíssimos carros ainda na corrida. E continuava o passeio de Alain Prost na liderança com 25 Voltas completadas. Com um Eficiente Johansson que largou em 10ºlugar em 2ºlugar, que estava 22 segundos atrás de Prost. Fabi em Terceiro e De Cesaris em 4º com a Brabham, mostrando que em dia que ele não resolve quebrar carros, Consegue resultados positivos para o time que ele defende. Cheever em 5º, já com uma volta atrás de Prost e Nakajima assumindo o 6ºlugar.

De Cesaris começava a buscar Teo Fabi para briga pelo Terceiro lugar na corrida, que Fabi também já não tinha mais desempenho para segurar De Cesaris, e nem tinha desempenho como o desempenho do inicio da temporada. E De Cesaris passava para o terceiro lugar no final da volta 30.

Na Volta 31 a Classificação era essa: Prost, Johansson, de Cesaris, Fabi, Cheever, Nakajima, Arnoux, Ghinzani, Alliot, Streiff e Fabre. Continuam 11 carros na pista.

4 Voltas depois Fabi acabou parando com problemas de motor, o Ford TEC V6 turbo não agüentou a corrida inteira em SPA. Com isso a corrida passava a ter essa classificação: Prost, Johansson, de Cesaris, Cheever, Nakajima, Arnoux, Ghinzani, Alliot, Streiff e Fabre.

Prost estava tranquilo para conquistar a 27ªVitória da carreira, e por quando viu Alliot com a Lola-Ford rodando e quase atingindo a Alain Prost na 39ªVolta. por Sorte o Francês estava com seu coelho da sorte em dia e nada aconteceu com ele.

No Final da corrida Fabre estava com problemas em seu carro e acabou parando no final da corrida, Streiff também tinha problemas no seu carro. Prost com apenas um susto em toda a sua corrida conquistou a vitória de número 27, empatando em número de vitórias com o Escocês Jackie Stewart. Johansson completou a dobradinha da Mclaren na Bélgica. De Cesaris parou no final da corrida com problemas de Combustível. Por sorte ninguém atrás dele estava na mesma volta que ele e portanto ficou em 3ºlugar num merecidíssmo pódio do Italiano da Brabham.

Cheever com a Arrows, Nakajima com a Lotus e Arnoux com a ligier completaram nos pontos, Ghinzani, Alliot, Streiff completaram a corrida, ou melhor, foram os sobreviventes que chegaram ao final. Fabre também completou a corrida, por que conseguiu completar os 90% da corrida e ficou em 10ºlugar.

Resultado final do GP da Bélgica de 1987

Fotos:

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Corridas Históricas: GP da Austrália de 1986

Grid de largada:

1     Nigel Mansell     Williams/Honda     1’18.403
2     Nelson Piquet     Williams/Honda     1’18.714
3     Ayrton Senna     Lotus/Renault     1’18.906
4     Alain Prost     McLaren/TAG     1’19.654
5     René Arnoux     Ligier/Renault     1’19.976
6     Gerhard Berger     Benetton/BMW     1’20.554
7     Keke Rosberg     McLaren/TAG     1’20.778
8     Philippe Alliot     Ligier/Renault     1’20.981
9     Michele Alboreto     Ferrari     1’21.709
10     Philippe Streiff     Tyrrell/Renault     1’21.720
11     Andrea de Cesaris     Minardi/Motori Moderni     1’22.012
12     Stefan Johansson     Ferrari     1’22.050
13     Teo Fabi     Benetton/BMW     1’22.129
14     Johnny Dumfries     Lotus/Renault     1’22.664
15     Alan Jones     Lola/Ford     1’22.796
16     Martin Brundle     Tyrrell/Renault     1’23.004
17     Patrick Tambay     Lola/Ford     1’23.008
18     Alessandro Nannini     Minardi/Motori Moderni     1’23.052
19     Riccardo Patrese     Brabham/BMW     1’23.230
20     Derek Warwick     Brabham/BMW     1’23.313
21     Jonathan Palmer     Zakspeed     1’23.476
22     Thierry Boutsen     Arrows/BMW     1’24.295
23     Huub Rothengatter     Zakspeed     1’25.181
24     Christian Danner     Arrows/BMW     1’25.233
25     Piercarlo Ghinzani     Osella/Alfa Romeo     1’25.257
26     Allen Berg     Osella/Alfa Romeo     1’27.208

Capa do GP da Austrália de 1986
Capa do GP da Austrália de 1986

Austrália – Adelaide, dia 26 de outubro de 1986

A decisão do Título seria na Austrália que receberia pela segunda vez a corrida de Formula 1 e pela primeira vez decidia um campeão. Mansell tinha 70 pontos, Prost tinha 64 pontos e Piquet com 63 pontos.
Na largada Mansell mantem a ponta da corrida com Senna passando Piquet e assumindo a segunda posição, só que na segunda curva Senna passa Mansell e assumiu a ponta, Piquet se aproveita e passa Mansell e na curva seguinte Rosberg se aproveita e também passa deixando Mansell em 4º. Piquet na grande reta da pista tenta passar Senna e consegue, já assumindo a ponta da corrida, Era o terceiro líder da corrida em menos de uma volta. Com esse resultado Piquet era o campeão do mundo. Na largada tivemos confusão entre Alboreto e Arnoux, Alboreto deixou a corrida por que sua suspensão quebrou e Arnoux teve de ir aos boxes para reparar danos no seu carro e caiu para a última posição.

Na segunda volta Piquet abria sobre Senna e os demais. Classificação Após 1 volta: Piquet 1:33.929 – Senna a 0.974 – Rosberg a 1.524 – Mansell a 3.258 – Prost a 3.728 – Berger a 4.255

Rosberg na segunda volta passa Ayrton Senna e já assumia a segunda posição, Rosberg queria fazer bonito em sua última corrida na Formula 1 abria demais do Senna que parecia não ter rendimento para acompanhar Piquet e Rosberg e com dificuldades de ficar na frente de Prost e Mansell e até de Berger. Piercarlo Ghinzani deixa a corrida com problemas de Transmissão (O que não é nada de novidade para a problemática Osella). Piquet continuava na frente, Mas Rosberg estava por perto, enquanto isso Mansell conseguiu passar Senna e assumia a terceira posição, com isso Mansell era o campeão do mundo.

Rosberg vai para o Ataque em cima de Piquet para lutar pelo primeiro lugar na corrida, Já bem longe em Terceiro Nigel Mansell e do Resto que era Senna, Prost e Berger. Classificação Após 5 voltas: Piquet 7:11.162 – Rosberg a 0.910 – Mansell a 9.764 – Senna a 10.667 – Prost a 11.265 – Berger a 12.644. Prost começava a atacar Senna mostrando que a Lotus não tinha rendimento para acompanhar os ponteiros. A melhor volta a corrida naquele momento era de Keke Rosberg com 1:22.828 – Média de 164.249 km/h – 102.059 MPH – e na volta 7 Rosberg assumia a ponta da corrida e começava a abrir de Piquet e Prost passou Senna e assumia a 4ªposição.

Rosberg começava a abrir de Piquet, num ritmo alucinante do Finlandês. Classificação após 10 Voltas: Rosberg (14:09.896), Piquet (a 3.372) , Mansell (a 10.825) , Prost (a 11.278) , Senna (a 17.108), Berger (a 24.947), Johansson, Streiff, Jones, Fabi.

Alessandro Nannini deixou a corrida na volta 11 sofreu um acidente e deixou a corrida, um belo estrago que Nannini fez em sua Minardi, enquanto isso Rosberg começava a pegar retardatários e Prost passou Mansell e assumiu a 3ªposição.

Em termos as Mclarens estão andando melhores do que os carros da Williams, Prost abriu sobre Mansell e começaria a tirar vantagem sobre Piquet que vinha na segunda posição, e em uma volta tira toda a diferença em cima do Piquet e vai para cima do Brasileiro para tentar o segundo lugar, Enquanto isso Jones tinha problemas em seu carro apesar de passar Berger ele acusava problemas na região do motor, com isso o dono da casa deixou a corrida.
Enquanto isso Prost continuava a pressionar Piquet na luta pelo segundo lugar e para Piquet a coisa se complica com dos retardatários que ele pega na curva, mas se livrou bem deles e como essa pista não é tão fácil assim a ultrapassagem para não dizer difícil e com carros iguais, Só mesmo com um erro de Piquet o que era bem difícil. Classificação após 20 Voltas: 1. Rosberg (28:06.260), 2. Piquet (a 14.210), 3. Prost (a 14.869), 4.Mansell (a 19.166), 5.Senna (a 37.706), 6. Johansson (a 56.177). Com esses resultados Mansell é o campeão até aquele momento da corrida.

Na Volta 23 Piquet acaba rodando quando tentava passar Alliot que era retardatário e acaba perdendo muito tempo e perdendo o 2ºlugar para Prost e o 3ºlugar para Mansell deixando Piquet para 4ºlugar e não se sabia se os pneus de Piquet estavam ainda bons ou se desgastaram totalmente? Isso pode provocar parada para Nelson Piquet e isso iria tranquilizar a Mansell na corrida. Enquanto isso Rosberg tinha 18 segundos sobre Prost.
Prost na volta 25 fazia a melhor volta da corrida com 1:25.544 – Média de 164.814 km/h (102.411 Mph) Classificação Após 25 voltas era Essa: Rosberg (35:01.329) – Prost (a 17.595) – Mansell (a 23.929) – Piquet (a 28.241) – Senna (a 51.697) – Johansson (a 1:09.968).

Na Volta 26 Prost faria 1:22.204 – Média de 165.496 Km/h – 102.834 Mph baixando seu tempo em meio segundo sua melhor volta e começava a querer chegar o Rosberg tanto que sua vantagem de 17 segundos caiu para 13 segundos. Rothengatter abandonou a corrida na volta 29 com problemas de Suspensão em sua Zakspeed.
E a corrida seguia com o seu mesmo panorama, com Rosberg em 1º mais com Prost chegando em Rosberg e Mansell e Piquet ficando mais atrás, parecia que o Título estava se encaminhando para Prost, já que Piquet poderia passar Mansell e Ele sem dúvida a Mclaren daria ordem para o Rosberg deixar Prost passar. Classificação após 30 Voltas:  1. Rosberg (42:00.947), 2. Prost (a 13.246) 3. Mansell (a 20.002) 4. Piquet (a 24.718), 5. Senna (a 58.815), 6. Johansson (a 1:20.031), Rosberg iria dar uma volta em cima de Johansson.

Prost, Bicampeão do mundo quando todos apostavam nos pilotos da Williams
Prost, Bicampeão do mundo quando todos apostavam nos pilotos da Williams

Mas Prost teria problemas, teria de fazer uma parada nos boxes, por que furou um dos seus pneus e a Mclaren fez um péssimo trabalho para desespero de Prost, com 17.13 segundos e com uma parada a mais com esse tempo perdido poderia ser o fim para o Francês na luta pelo Bicampeonato. Já Rosberg continuava na frente com muita diferença sobre Mansell que estava mais aliviado e Piquet em 3º, Mas a vantagem de Prost era que Rosberg, Mansell e Piquet teriam de ir para uma parada.

Enquanto isso a corrida vinha com os líderes colocando voltas em cima de retardatários como a Brabham de BMW e a Minardi de Andrea de Cesaris, Classificação Após 35 voltas completadas: Rosberg (48:55.143) – Mansell (a 25.253) – Piquet (a 32.460) – Prost (a 49.140) – Senna (a 1:09.811) – Johansson (a 1 Volta) Ao continuar esses resultados Mansell seria o campeão do mundo e a corrida chegava a metade, e via Mansell campeão, Mas nada tava decidido ainda.

Rosberg continuava em primeiro dominando a corrida, Mas a Mclaren estava pronta para a sua parada assim como a Williams e a Lotus além das outras equipes, Enquanto isso Prost começava a andar Rápido, Mais é Piquet que fazia a volta mais rápida da prova com 1:22.065 – Média de 165.276 Km/h – 103.008 Mph e começava a caça contra Nigel Mansell e Teo Fabi fazendo uma segunda para nos boxes.

Com Isso Piquet chegou em cima de Mansell que acabou não conseguindo passar Christian Danner com a sua Terrivel Arrows e Phillpe Streiff com a Tyrrell e além disso Piquet fazia de novo a melhor volta da corrida com 1:21.901 – Média de 166.108 km/h – 103.215 Mph na volta 40. Berger abandonava a corrida com problemas de motor, ele já vinha apagado na corrida devido ao desgaste do seu equipamento e continuava a briga entre Mansell e Piquet. Ayrton Senna fez sua parada nos boxes na volta 42.

Piquet esta pressionando Mansell e na volta 45 na reta dos boxes Piquet consegue a ultrapassagem para assumir a segunda posição. Mas dai teria que tirar 30 segundos de vantagem para Rosberg.
Ayrton Senna deixava a corrida, com problemas de Motor na volta 44, aliás, o Motor foi o maior problema da Lotus que tinha um motor beberrão que obrigava a Senna ter de poupar combustível na maioria das corridas, Enquanto isso De Cesaris com problemas de extintor. Piquet não conseguia fugir de Mansell enquanto Prost começava a tirar a diferença das Williams e para Piquet e Mansell um monte de trafego pela frente, muito pelo número de carros na corrida, 18 pilotos ainda vivos na corrida.

Rosberg continua a liderar a corrida tranquilamente, Piquet em segundo fazia de novo a volta mais rápida da corrida com 1:21.772 na volta 49 – média de 166.472 km/h – 103.411 Mph. Mas Mansell vinha por perto fazia 1:21.8 e Prost com 7 segundos atrás de Mansell e depois Johansson e Patrese em 5º e 6º e dai vem Streiff, Brundle, Warwick e Arnoux. Boutsen deixava a corrida com problemas de Motor e duas voltas depois Danner também abandonava a corrida com os mesmos problemas de motor. Prost enquanto isso fazia a melhor volta da corrida na volta 50 1:21.541 – Média de 166.841 Km/h – Média: 103.670 Mph.

Patrese passou Johansson e assumiu o 5ºlugar na 51ªvolta. Piquet tentava fugir de Mansell e Prost estava um pouco mais atrás em 4ºlugar esperando uma parada de Piquet e de Mansell, mas parece que cada vez mais que ambos os pilotos da Williams não irão para uma parada nos boxes e essa era a única atenuante para mudar resultado, pois problemas de combustível no carro não existe nessa pista por ser uma pista de velocidade média lenta. Prost na volta 53 marca a melhor volta com 1:21.526 – Média de 166.872 km/h – 103.689 Milhas e chegava cada vez mais próximo de Mansell e de Piquet e enquanto isso Dumfries, companheiro de Senna na Lotus continuava na luta com a outra Lotus.

436_australia_1986 (8)

Prost chegava de uma vez para cima de Mansell que tinha pneus desgastados com isso Piquet com pneus também desgastados iria tentar aumentar a sua vantagem em cima de Mansell e de Prost. Classificação após 57 Voltas: Rosberg (1:19:27.261), Piquet (a 25.973), Mansell (a 28.011), Prost (a 29.159), Patrese (a 1 Volta), Johansson (a 1 Volta). Warwick na volta 57 deixava a corrida.

A partir desse momento começaria a se definir o Título.

Piquet não conseguia abrir de Mansell e Prost estava no cangote de Mansell para tentar tomar o 3ºlugar do Inglês, e Piquet tentava fugir, Na Volta 60 a classificação era Rosberg (1:23.36.797), Piquet (a 21.842), Mansell (a 24.461), Prost (a 25.100), Patrese (a 1 Volta), Johansson (a 1 Volta)

A corrida vinha assim até a volta 63, quando Rosberg para com  problemas de pneu, era a última corrida de Rosberg na Formula 1, com isso Piquet era o líder da corrida com Mansell em 2º e Prost em 3º com isso Mansell era o Campeão, O jogo mudava a favor de Mansell, Mas Prost foi para a ultrapassagem em cima de Mansell e assumia a 2ªposição, mesmo assim Mansell seria o Campeão. Mas na volta seguinte tudo mudaria. Na volta 64 Prost em 2º e Mansell seguindo a Prost o Pneu de Mansell explode na grande Reta de Adelaide depois de passar o Alliot, com isso a suspensão quebra e Mansell esta fora da corrida. Com  isso Piquet e Prost teriam a chance de serem campeão, Mas Prost tinha pneus novos e Piquet já tinha pneus de 60 voltas, E depois do estouro de Mansell a Goodyear que tinha preparado pneus muito moles para a última corrida isso devido ao grande desempenho dos pneus Pirelli na corrida do México ordenou que todas as equipes com os pneus Goodyear trocassem de pneus, Foi isso que Piquet foi para os boxes e a Williams fez um grande Trabalho com 8.38 na parada e Piquet iria para as últimas 17 voltas com pneus melhores que Prost tinha que tentar diminuir a diferença de Prost e tentar a ultrapassagem do Título. Nesse mesmo tempo Riccardo Patrese abandonaria a corrida com problema elétrico no Problemático Brabham de 1986, Não só Piquet faria a sua parada, Johansson e Dumfries também fizeram as suas paradas.  Prost tinha 18 segundos na frente de Piquet.

No momento do Estouro do pneu de Nigel Mansell
No momento do Estouro do pneu de Nigel Mansell

Classificação Após 67 voltas: Prost (1:33:37.224), Piquet (a 18.979), Streiff (a 1 Volta), Brundle (a 1 Volta), Johansson (a 1 Volta), Dumfries (a 2 Voltas).
Mas na voltas seguintes Piquet não conseguia se aproximar de Alain Prost, pelo contraio ele conseguia até aumentar a sua vantagem para, mesmo com todo o esforço de Piquet parecia que Alain Prost tinha ainda pneus para continuar imprimindo um Ritmo de corrida Forte, Fora de uma briga pelo Título Phillipe Streiff e Martin Brundle tomavam o 3º e 4º colocações para a Tyrrell que se aproveitou de quebras e tinha um grande resultado em Adelaide. Prost na volta 69 fazia a melhor volta da corrida com 1:20.979 – Média de 167.999 Km/h – 104.390 Mph, Piquet tenta responder e faz 1:20.944 – Média de 168.072 km/h – 104.435 Mph e tenta diminuir a diferença sobre Prost.
Mas Piquet não conseguia diminuir mais do que 2 décimos por volta e Prost continuava tendo bom desempenho.

Classificação Após 70 Voltas: Prost (1:37:41.605), Piquet (a 18.226), Streiff (a 1 Volta), Brundle (a 1 Volta), Johansson (a 1 Volta), Dumfries (a 2 Voltas). Enquanto isso Johansson tentando se aproximar dos Tyrrell quase bateu no muro depois de escapar e ir por cima da Zebra. Na Volta 73 a diferença entre Prost e Piquet aumenta para 21.385 mostrando que Piquet não tinha carro mais para alcançar Prost e que só poderia contar com uma  quebra de Prost e Nigel Mansell ele teria de Torcer para uma Quebra de Prost ou de Piquet para ser campeão. O pódio parecia ser de Prost em 1º, Piquet em 2º e estava bem encaminhava para o 3ºlugar com o Tyrrell-Renault.

436_australia_1986 (10)

Piquet começaria a tirar diferença para Prost a partir da volta 77, Mas Prost estava mais que administrando a sua vantagem para Piquet do que Piquet tirando a diferença. Piquet lutava até a última volta e Streiff, Brundle, Johansson e Dumfries pontuando e depois Arnoux, Alliot, Palmer e Fabi completando os 10 primeiros e Tambay e Allen Berg estava a várias voltas e por isso não estavam classificados. Restando 3 voltas Prost diminuiu mesmo o Ritmo e Piquet tentou tudo para tentar uma vitória improvável, Mas não tinha mais tempo Prost tinha vantagem suficiente para tranquilamente completar a volta final e cruzar a linha de chegada para se consagrar bicampeão do mundo contra todos os prognósticos que apontavam para Mansell e Piquet que eram os favoritos ao título e que tinham o melhor motor da Categoria, Mas a Briga interna entre a parte inglesa e a parte a parte do Piloto Brasileiro foi decisivo para que Prost se aproveitasse disso.

Piquet chegou em 2ºlugar e Stefan Johansson acabou em 3ºlugar tomando posição de Brundle e se aproveitando da pane seca de Streiff que ficou atrás de Brundle que chegou em 4ºlugar e Dumfries termina a corrida e a carreira na Formula 1 em 6ºlugar, Uma das corridas mais inesquecíveis da história da Formula 1 que consagrou o Francês de 31 anos como Bicampeão do mundo.

Resultado final do GP da Austrália de 1986

Mundial de pilotos:

Mundial de Pilotos – Temporada 1986

1. Alain Prost (França) 72 Pontos
2. Nigel Mansell (Inglaterra) 70 Pontos
3. Nelson Piquet (Brasil) 69 Pontos
4. Ayrton Senna (Brasil) 55 Pontos
5. Stefan Johansson (Suécia) 23 Pontos
6. Keke Rosberg (Finlândia) 22 Pontos
7. Gerhard Berger (Áustria) 17 Pontos
8. Jacques Laffite (França) 14 Pontos
9. Michele Alboreto (Itália) 14 Pontos
10. Rene Arnoux (França) 14 Pontos
11. Martin Brundle (Inglaterra) 8 Pontos
12. Alan Jones (Austrália) 4 Pontos
13. Johnny Dumfries (Inglaterra) 3 Pontos
14. Phillipe Streiff (França) 3 Pontos
15. Teo Fabi (Itália) 2 Pontos
16. Partick Tambay (França) 2 Pontos
17. Ricardo Patrese (Itália) 2 Pontos
18. Christian Danner (Alemanha) 1 Ponto
19. Phillipe Alliot (França) 1 Ponto

Mundial de Construtores:

Mundial de Construtores – Temporada 1986

1. Williams – Honda RA166E V6 – 141 Pontos
2. Mclaren – Porsche P01 V6 – 96 Pontos
3. Lotus – Renault EF15B V6 – 58 Pontos
4. Ferrari – F186 V6 – 37 Pontos
5. Ligier – Renault EF4B/EF15 V6 – 29 Pontos
6. Benetton – BMW M12/13 S4 – 19 Pontos
7. Tyrrell – Renault EF4B/EF15 V6 – 11 Pontos
8. Lola – Ford – 6 Pontos
9. Brabham – BMW M12/13 S4 – 2 Pontos
10. Arrows – BMW M12/13 S4 – 1 Ponto

Fotos:

 

View post on imgur.com

Vídeo do Treino Oficial:

Vídeo da Corrida:

Pilotos para uma foto de Despedida
Pilotos para uma foto de Despedida

Fontes das fotos : Formel1mic, Bestlap
Fonte do Vídeo: https://www.youtube.com/user/twtakyllesRacing Channel
Texto: Deivison da Conceição da Silva

Patrocínio:
planatina_projeto_gif

 

Corridas Históricas: GP da Hungria de 1986

Grid de Largada:

1. Ayrton Senna (12) Lotus-Renault 1:29.450
2. Nelson Piquet (6) Williams-Honda 1:29.785
3. Alain Prost (1) Mclaren-Porsche 1:29.945
4. Nigel Mansell (5) Williams-Honda 1:30.072
5. Keke Rosberg (2) Mclaren-Porsche 1:30.628
6. Patrick Tambay (16) Lola-Ford 1:31.715
7. Stefan Johansson (28) Ferrari 1:31.850
8. Johnny Dumfries (11) Lotus-Renault 1:31.886
9. Rene Arnoux (25) Ligier-Renault 1:31.970
10. Alan Jones (15) Lola-Ford 1:32.401
11. Gerhard Berger (20) Benetton-BMW 1:32.491
12. Phillippe Alliot (26) Ligier-Renault 1:32.575
13. Teo Fabi (19) Benetton-BMW 1:32.707
14. Ricardo Patrese (7) Brabham-BMW 1:32.956
15. Michele Alboreto (27) Ferrari 1:33.063
16. Martin Brundle (3) Tyrrell-Renault 1:33.368
17. Alessandro Nannini (24) Minardi-Motori Moderni 1:33.656
18. Philippe Streiff (4) Tyrrell-Renault 1:34.414
19. Derek Warwick (8) Brabham-BMW 1:34.502
20. Andrea de Cesaris (23) Minardi-Motori Moderni 1:34.670
21. Christian Danner (17) Arrows-BMW 1:35.296
22. Thierry Boutsen (18) Arrows-BMW 1:35.392
23. Piercarlo Ghinzani (21) Osella-Alfa-Romeo 1:36.232
24. Jonathan Palmer (14) Zakspeed 1:36.485
25. Huub Rothengatter (29) Zakspeed 1:38.527
26. Allen Berg (22) Osella-Alfa Romeo 1:40.884

Piquet vence com ultrapassagem mítica em cima de Senna

O GP da Hungria, o primeiro de sua história escreveu uma das mais bonitas paginas da História da Formula 1. Senna largava na ponta com Piquet em Segundo, Prost e Mansell atrás, os quarto pilotos fantásticos em 1986. Na Larga Senna dispara na Frente e Piquet não conseguiu acompanhar e dessa formula teve que segurar o 2ºLugar. Tambay Largou bem e assumiu a 4ªPosição.

No Final da Primeira volta: Senna estava em primeiro, com Mansell em segundo, Piquet em 3º Tambay em 4º. A Osella de Allen Berg foi para o espaço por quebra de Motor. Prost estava em 5ºLugar, A Vantagem de Senna para Mansell era já de quase 2 segundos. Piquet tentava passar Mansell e Tambay, Prost e Jones brigavam pelo 4ºlugar Rottengatter abandonaria também a corrida na 3ªVolta, Lá pelo 4ºLugar era uma briga feroz, com menos carro Tambay segurava pelo menos uns 5 ou 6 pilotos. Dumfries e Rosberg estavam em sétimo e oitavo, depois Via Johansson, Patrese e Alboreto, completando os 11 primeiros. Prost na 6ªVolta passava Tambay e assumia a 4ªPosição da corrida. Na Volta 5 Piquet fazia a melhor Volta da Corrida: 1.35.237 que já estava na segunda posição na corrida, enquanto isso Ricardo Patrese Abandonava a corrida, outro que deixava a corrida era De Cesaris com sua Minardi (Existia Minardi em 1986) e a pressão de Piquet Sobre Senna era cada vez maior, em 7 Voltas: Senna liderava, com Piquet a 0.9 atrás em 2º, Mansell com 7 segundos, já bem longe em 3º, Prost em 4º (9.5), Jones em 5º (12.4) e sofrendo pressão de Rosberg que era o sexto colocado.

Na Volta 8 Piquet chega de Vez em cima de Senna, as Williams mostram o Melhor carro em cima da Lotus-Renault de Senna, e a partir dai Piquet foi só colocando o carro do Lado de Senna esperando que seu compatriota cometesse um erro, no final da Volta 9 os fiscais ainda tentavam tirar o carro de Patrese que estava sim em posição super perigosa. Alan Jones antecipou seu pit stop, com apenas 9 voltas completadas, mostrava que Hungaroring era cruel com os equipamentos e pneus.

Na Volta 11 Piquet passava para a ponta da Corrida em uma bonita ultrapassagem em cima de Senna, agora estava Piquet livre para abrir vantagem em cima de Senna, e Prost que estava já em 3º se aproximava de Senna, Mansell estava em 4º, bem longe de três primeiros, na volta 13 Prost abriu de vez fogo pra cima de Senna. Mas duas voltas depois Prost se afasta e Senna volta a respirar. Faltando 41 Voltas para o Final da Corrida apenas 14 carros na corrida. Prost, Alboreto e Teo Fabi, pilotos de times importantes tinham abandonado a corrida. Senna era o líder e levava 21 segundos de diferença para Piquet. Após 36 Voltas a classificação era essa: Senna, Piquet (21.6), Mansell (58.3), Berger (1 Volta), Brundle (1 Volta), Johansson (1 Volta). Para Piquet agora era uma perseguição de Gato e Rato, para tentar a vitória, Senna teria que tirar tudo e mais um pouco de sua Lotus para conseguir a 3ªVitória na temporada. Brundle parou na volta 38, e com isso o Conde Johnny Dumfries assumia a 6ªPosição e Johansson a 5ªPosição. agora era impressionante a Resistência dos motores Renault, os 6 motores ainda continuavam na corrida firmes e Forte e todos com chances de pontuar. Senna 2º, Dumfries 6º, Brundle 7º, Streiff 8º, Alliot 9º e Arnoux em 10º.

Senna faria sua parada na volta 42, com uma parada regular ele volta ainda em primeiro, mas tendo Piquet muito mais perto, e com possibilidades de vencer a corrida. Boutsen era outro que se arrastava na pista para abandonar a corrida na volta 43. Era agora que todos viriam o Show de Nelson Piquet e Ayrton Senna na briga pelo primeiro lugar, a Diferença de Senna para Piquet era de 7.6 Segundos.

Berger na Volta 44 abandonava a corrida quando vinha numa belíssima 4ªPosição. Mansell fazia sua segunda parada na volta 46, mas a posição dele já estava consolidada com 3º, a 1 volta atrás de Senna e Piquet. Senna conseguia abrir mais diferença para Piquet, a diferença já esta em 9 segundos, na Volta 48 estava assim: Senna, Piquet, Mansell, Johansson, Dumfries e Brundle.

Mas 2 Voltas depois Piquet se aproximou muito de Senna, o Lotus de Senna já não tinha o mesmo desempenho ou então o consumo do seu carro já estava muito critico. e na Volta 52 Piquet já estava colado em Senna, já sem o ritmo para suportar os ataques de Piquet, a ultrapassagem era questão de poucas voltas.

Na Volta 53 Piquet faz a ultrapassagem em cima de Senna. Mas Piquet perdeu a Freada e Senna com isso voltou a ponta da Corrida. e até Senna conseguiu um fôlego em cima de Piquet. Mas o que estava por Vir iria deixar todos arrepiados.

Na Volta 55 Piquet faz a maior ultrapassagem de sua carreira, no fim da Reta ultrapassa por fora, e Derrapa brilhantemente para se manter na pista e na Frente de Senna, um dos lances mais bonitos da História da Formula 1. a partir dai Piquet pode liderar sem problemas, já que o Carro de Senna já não dava mais sinais de que poderia esboçar reação. com 57 Voltas completadas: Piquet era o Líder, com Senna em 2º e bem Longe dos dois Mansell em 3º, Johansson em 4º, Dumfries em 5º e Brundle em 6º.

Com as posições praticamente definidas, caso não houvesse nada de anormal, uma quebra de quem estava na Frente, que era a Torcida de Streiff, Tambay, Alliot e Palmer, para tentarem arranjar um ponto no campeonato. Piquet abria 1 segundo por volta de Senna, e estava vendo até a possibilidade de dar uma volta em cima de Nigel Mansell, e isso aconteceu na Volta 64 Senna poderia ver isso como a ultima chance de tentar algo em cima de Piquet, mas Mansell não ofereceu tanta resistência e acabou deixando passar Piquet, e também deixou Senna passar, levando uma volta dos dois primeiros colocados da corrida.

Senna tinha 3.5 para tirar de Piquet a 12 Voltas do Final da Corrida, e Viu uma nova chance de se aproximar de Piquet, a 12 voltas do Final ele encostou em Piquet, Mas em termos de Motor Senna acabava ficando muito para Trás de Piquet. Nas Curvas Senna conseguira se aproximar muito de Piquet, mas nas Retas o Motor Honda Turbo era muito mais forte. Depois de 3 Tentativas Senna desistiu e tratou de Garantir os 6 pontos do 2ºlugar.

Piquet dessa forma se tranquilizou de vez na ponta. Mesmo com Senna Fazendo a melhor Volta da Corrida na Volta 71, a Corrida teria 78 Voltas, mas só restavam menos de 4 minutos para o Final de corrida. os Organizadores erraram na previsão de quando iria ser os tempos de corrida. os tempos eram 1:28 foi o melhor tempo do final de semana, Fazendo com que no ano seguinte a Pista fosse modificada. Piquet passava pela volta 75, pelo tempo restava apenas 1 volta para o Final da corrida, pois o tempo limite de 2 horas seria estourado. Senna ficava muito, provavelmente buscando terminar a corrida.

E no final do segundo terço da volta 76 a corrida atingiu às duas horas de corrida. e dessa Forma, com 76 Voltas de Corrida Piquet vencia, e Senna terminava em 2ºLugar. Um grande dia para o automobilismo Brasileiro, e também para a Formula 1, que viu Senna em Grande Forma, mas Piquet estava em um dos seus dias mais inspirados. Mansell completou o Pódio, mas se quer conseguiu chegar perto de lutar pela vitória, Johansson com a Ferrari, Dumfries (Primeiros pontos na Temporada) com a Segunda Lotus e Martin Brundle com a Tyrrell completaram a zona de pontuação. Tambay de Lola, Streiff de Tyrrell, Alliot de Ligier e Palmer de Zakspeed completaram a corrida.

Resultado Final do GP da Hungria de 1986

Fotos:

 

View post on imgur.com

Fontes das fotos : Formel1mic, Bestlap
Texto: Deivison da Conceição da Silva