Verstappen repete vitória no México e Hamilton conquista o campeonato após o 4ºlugar.

Max Verstappen Repetiu a dose do ano passado e conquistou ontem a sua 5ªVitória da Carreira e a segunda no México. Uma atuação impecável que o coloca na disputa pelo 3ºlugar no Mundial de Pilotos. Max comandou a Festa com DJ, Já Lewis Hamilton foi o outro grande vencedor da prova. Precisando somente de um 7ºlugar, O piloto inglês fez uma corrida apagada, Mas que foi o suficiente para terminar em 4ºlugar e o título pela 5ªVez em sua Carreira.

Na largada, Quem largou mal foi Daniel Ricciardo. Hamilton se aproveitou disso e foi para cima do piloto Australiano. Porém quem passou para a liderança foi Max Verstappen que fez grande largada e assumiu a liderança. Com Hamilton em segundo, Ricciardo em 3º, Vettel em 4º recuperando na chicane a posição em cima de Bottas. Raikkonen caiu para o 7ºlugar, Sendo superado pelo espanhol Carlos Sainz jr. Atingidos na primeira volta, Ocon e Hartley foram para os boxes. O Francês acabou trocando os bico do seu carro além dos pneus.

Na segunda volta, Raikkonen ultrapassa Sainz jr. Tomando o 6ºlugar. Fernando Alonso com problemas abandona a prova, Ele acabou pegando um pedaço do carro do Ocon que ficou preso ao assoalho e essa peça danificou o carro.

Verstappen nas primeiras voltas abriu vantagem sobre Hamilton que não precisava vencer para ser o campeão, Daniel Ricciardo vinha se aproximando do virtual campeão mundial . Enquanto que Bottas e Raikkonen se distanciavam de Sainz e dos outros pilotos do Grupo intermediário.

Na 12ªVolta, Hamilton reclamando dos pneus acabou indo para a sua primeira parada, Também foi para a parada seu companheiro de equipe. Tanto para Lewis como para Bottas o trabalho foi muito bem feito. Na volta seguinte foi à vez de Verstappen e de Ricciardo pararem para suas primeiras paradas. Vettel e Raikkonen assumiram os 2 primeiros lugares.

Raikkonen e Vettel continua. Na mesma volta, Perez ultrapassa Ericsson e ganha o 7ºlugar, Fazendo a alegria da torcida Mexicana. Raikkonen vinha à frente de Hamilton e Ricciardo, Podendo ajudar Vettel ao segurar ambos. Com os pneus gastos, Raikkonen foi para a parada na 17ªVolta e o piloto Alemão para na volta seguinte. Com as paradas, Verstappen era o líder com Hamilton, Riccardo, Vettel, Bottas e Raikkonen. Ou seja, nada mudou desde das primeiras voltas. Sergio Perez continuava na pista enquanto os outros pilotos pararam, O Mexicano queria fazer só uma parada.

A prova prosseguia. Verstappen continuava disparado na frente, Ricciardo tenta se aproximar do Hamilton querendo a dobradinha da Red Bull. Vettel em 4ºlugar começava a chegar na briga. Na 31ªVolta, Carlos Sainz jr. teve problemas de suspensão e acabou tendo de deixar a prova.

O Safety Car foi acionado, Vettel estava perto de Ricciardo, Na relargada ele perdeu contato para Ricciardo. Com isso o piloto da Ferrari teve que se reaproximar do piloto Australiano, O Alemão partia para o tudo ou nada para tentar a vitória. Na 34ªVolta, Vettel usa o vácuo e o DRS para ultrapassar o piloto da Red Bull, Ganhando o 3ºlugar.

Perez na volta seguinte passou por fora Charles Leclerc, A corrida do piloto Mexicano anima os torcedores na arquibancada.

Vettel partiu para cima de Hamilton com tudo, Na 39ªVolta ele ataca o líder do campeonato que não resistiu. Afinal era ele que precisava da vitória e mesmo assim o Inglês seria campeão com o resultado que ele estava naquele momento. A diferença entre o 6ºlugar (Raikkonen) para o Nico Hulkenberg que estava em 7ºlugar, era de 1 minuto e 10 segundo. Isso com um pouco mais de 30 voltas para o final da prova. Impressionante a gritante vantagem das 3 equipes grandes para o resto do pelotão.

Na volta 41, Sergio Perez abandona a prova. Os freios do carro da Force India acabaram e o Mexícano deixa a prova.  É a primeira vez que o piloto de casa não chegou ao final da prova. Os torcedores ficaram tristes com desfecho da prova do Chevo.

Enquanto Vettel tentou tirar os 10 segundos de vantagem para cima do Verstappen. Hamilton estava sofrendo com seus pneus. Ele foi pressionado pelo Daniel Ricciardo, Tanto é que na volta 47, O piloto da Mercedes não consegue fazer a curva do final da reta e vai para a grama. Enquanto Ricciardo ganhou o terceiro lugar, Os pneus de Hamilton estavam na lona. A Mercedes se preveniu e acabou fazendo a segunda troca de pneus na volta seguinte. Tava na cara que era pura precaução para se evitar uma quebra da Mercedes de Lewis Hamilton.

Na volta 48 Bottas e Vettel pararam. O piloto Finlandês sofria também com os pneus, Tanto que ele ao defender posição da pressão de Kimi Raikkonen ele acabou saindo da pista e indo para a brita no mesmo final de reta, A Mercedes em geral vinha sofrendo com os pneus.

Verstappen também fez a parada nos boxes assim como Kimi Raikkonen. Porém Daniel Ricciardo arrisca tudo em se manter na pista para fazer só uma parada até o final da prova. Vettel foi com tudo para cima de Ricciardo. Parecia que o destino era mesmo que o piloto da Ferrari voasse para cima do Australiano, Mas o que se viu foi o piloto da Red Bull fazendo volta mais rápida e abrindo diferença.

Na Volta 63, Uma reviravolta: Motor acaba deixando Daniel Ricciardo na mão. Foi o 7ºabandono do ano para ele. Novamente o Safety Car Virtual entrou na pista para a retirada do carro do Australiano. Não tem como ele dar sorrisos com um final de ano tão problemático como esse.

Nas voltas finais, Os carro das Haas sofriam com os pneus, Chegando a virar 6, 7 segundos mais lento do que os carro da frente. Os pneus foram um sério problema no Circuito de Hermanos Rodriguez.

Verstappen dominou a prova e assim como no ano passado, Conquistou a vitória. Que deu de vez o pentacampeonato para Lewis Hamilton. O piloto Holandês conquistou sua 5ªvitória na sua carreira e 2ª da temporada, A Red Bull superou as deficiências do motor com um carro muito bom na baixa aderência.

O pódio foi completada pelo Sebastian Vettel, Que lutou com todas as forças para manter a disputa pelo campeonato vivo, O 2ºlugar serve como consolo pela luta que teve o alemão. Kimi Raikkonen completou o pódio em 3ºlugar.

Lewis Hamilton, Em uma corrida estranha para a Mercedes pelo desgaste dos pneus ficou em 4ºlugar, Mas isso era o suficiente para que Hamilton conquistasse seu 5ºtítulo de sua carreira. Se juntando a Juan Manuel Fangio e só ficando atrás de Michael Schumacher no número de campeonatos Mundial de Formula 1, escrevendo mais um capitulo da riquíssima história da sua carreira.

Apesar de não ter ido para o pódio, O inglês fez sua festa, Inclusive com uma placa dourada ao parar seu carro no estádio.

Seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas ficou em 5ºlugar, a 1 volta do vencedor.

O Alemão Nico Hulkenberg foi o melhor do resto, ele levou seu carro da Renault para o 6ºlugar e deu um importante passo para o 7ºlugar do Mundial de Pilotos. Charles Leclerc levou de novo a Sauber para um grande resultado com o 7ºlugar de hoje.

Stoffel Vandoorne após 14 corridas sem pontuar, acabou em 8º. Seu melhor resultado do ano para o Belga que deixa a categoria ao final da temporada. Na mesma situação de não ter Cockpit em 2019 esta Marcus Ericsson, Que levou a segunda Sauber para o 9ºlugar e ajudou a Sauber a ultrapassar a Toro Rosso na disputa do 8ºlugar do Mundial de Construtores.

Pierre Gasly fez uma bela prova de recuperação e foi recompensado com o 10ºlugar, fechando a zona de pontuação. Esteban Ocon que se envolveu em dois lances que acabou danificando seu carro acabou de fora dos pontos, A Racing Point Force India pode ter perdido a chance de passar a Mclaren no mundial de Construtores com esse resultado de hoje. Lance Stroll em 12º e Sergei Sirotkin em 13º levaram a Williams a posições acima do que se esperava. Ambos Superaram a Brendon Hartley que ficou em 14ºlugar. Certamente isso não ajudou em nada na sua luta para se manter na Toro Rosso e na Formula 1.

Agora, Fim de semana para a Haas esquecer, Seus dois pilotos no final sofreram com o desempenho dos pneus, Kevin Magnussen e Romain Grosjean ficaram nas últimas posições na Classificação Geral da prova. (Dos pilotos que terminaram a prova)

Parabéns a Lewis Hamilton pelo seu 5ºtítulo Mundial de Formula 1. Um dos maiores pilotos da História do Automobilismo Mundial.

Logo mais vou falar sobre o GP do Brasil e do que nós vamos fazer nesse evento.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final do GP do México de Formula 1
19ªEtapa do Campeonato de 2018

Pos Piloto Equipe Chassis Motor Voltas Tempo Grid
1 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 71 1:38:28.851 2
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 71 a 17.316s 4
3 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 71 a 49.914s 6
4 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 71 a 1:18.738s 3
5 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 70 a 1 volta 5
6 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 69 a 2 voltas 7
7 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 69 a 2 voltas 9
8 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 69 a 2 voltas 15
9 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 69 a 2 voltas 10
10 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 69 a 2 voltas 20
11 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 69 a 2 voltas 11
12 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 69 a 2 voltas 17
13 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 69 a 2 voltas 19
14 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 69 a 2 voltas 14
15 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 69 a 2 voltas 16
16 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 68 a 3 voltas 18
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 61 Hidralico 1
11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 38 Freios 13
55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 28 Elétrico 8
14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 3 acidente 12

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Red Bull/Ferrari/Mercedes/Renault/Force India/Sauber/Toro Rosso

Com muita sorte, Hamilton conquista vitória em Baku e vira líder do Mundial

Em sua 3ªEdição, O GP do Azerbaijão mais uma vez se mostrou imprevisível, Até o final da corrida não se pode dar por certo quem vai ganhar. Baku tem seus mistérios, Essa edição tinha tudo para esta nas mãos de Sebastian Vettel e de Valtteri Bottas, Mas foi Lewis Hamilton quem acabou levando a vitória. (63ªVitória da sua carreira)

Vettel largou bem, Com Hamilton e Bottas logo a seguir. Verstappen e Ricciardo disputavam o 4ºlugar. Lá atrás, Muita confusão. Primeiro, Sergei Sirotkin toca na traseira de Perez e seu bico dianteiro quebra. Segundos depois Sirotkin acaba espremido por Hulkenberg e Alonso, Com isso a suspensão do Russo quebra. Um pouco mais a frente, Raikkonen que perdeu a posição para Ocon, que foi para cima do Francês que tentou manter a 6ªposição e acabou se chocando com  o homem de gelo, Levando a pior e indo parar no Muro.

O Safety Car entrou na pista. Raikkonen teve de ir para os boxes, Assim como alguns pilotos que se envolveram na confusão. A imagem do começo da prova foi Fernando Alonso tendo de ir aos boxes com 2 pneus furados, 1 com a borracha dechapando e o outro no aro apenas. Foi um milagre o Espanhol não ter abandonado pelos danos que teve em seu assoalho do seu Mclaren-Renault.

Foram 5 voltas para limparem a pista, Na 6ªVolta a corrida recomeça. Verstappen foi para o ataque e passou Ricciardo que por excesso de precaução, Perdeu posição para Carlos Sainz jr.

Vettel vinha na liderança e abria de Hamilton que abria de Bottas. Os 3 abriam diferença para os dois da Red Bull que vinham sendo pressionados por Sainz jr (Verstappen). e Hulkenberg (Ricciardo). Com pneus mais duros e com problemas na recarga de energia os dois viraram alvo fácil para os pilotos da equipe Francesa que passaram ao mesmo tempo. Destaço que a disputa entre Verstappen e Sainz jr. que ficaram 3 voltas trocando posição. Na 10ªVolta, Hulkenberg passou Verstappen para ganhar o 5ºlugar.

Porém, A prova do piloto Alemão acabaria na volta 11, Quando ele acaba saindo de traseira e acabou indo para o Muro, Danificando sua posição e abandonando a prova. Enquanto isso Raikkonen já aparecia entre os 10 primeiros lugares, Já atrás de Stroll e Leclerc. Enquanto isso quem vinha abrindo diferença era

Na volta 15, Verstappen passou Sainz que aproveitou e foi para a primeira parada nos boxes, Colocando os pneus mais duros para completar a prova. Enquanto isso Leclerc vinha muito bem, Superou Lance Stroll se destacando na corrida. Ao contraio de seu companheiro de equipe. Marcus Ericsson acabou passando reto e perdendo muito tempo, E ainda por cima ele acabou tomando penalização de 10 segundo por um incidente com Magnussen. (Como eu não vi, Não tem como dar uma opinião)

Continuava a disputa entre Verstappen e Ricciardo pelo 4ºlugar, Trocando de posição em intensa disputa. Raikkonen passou Stroll e e também passou pelo Leclerc, Na volta 17, o finlandês passou para o 6ºlugar. Na volta 21, O mexicano Sergio Perez em belíssima corrida de recuperação ultrapassa Lance Stroll que acabou alongando a primeira curva e perdendo algum tempo.

Na volta seguinte, Hamilton que vinha tirando aos poucos a vantagem de Sebastian Vettel, Acabou também alongando a curva, travando os pneus e deixando esses pneus quadrados. A parada foi antecipada, Na 23ªVolta com os pneus médio que teriam de aguentar 28 voltas até o final da prova. Vettel vinha agora 13 segundos de frente para Bottas e 30 segundos a frente do Hamilton. A Corrida estava se encaminhando para as mãos do líder do campeonato.

A corrida chegava na sua metade. Os pneus estavam durando muito, O Desgaste dos pneus que já é baixo. Com o tempo encoberto e frio era mais baixo ainda. Grosjean que largou do último lugar já vinha em 8ºlugar, logo após a parada de Charles Leclerc da Sauber. Todos os pilotos iriam para 1 única parada nos boxes.

Na 27ªVolta, Ricciardo tenta o ataque em cima de Verstappen, Consegue passar na curva 1, O jovem piloto Holandês voltou pra cima do Australiano e deu o troco, Voltando ao 4ºlugar.

Enquanto isso, Alonso perde tempo e perdeu o 11ºlugar para Stroll, Era um final de semana bem difícil para a Mclaren. Vandoorne vinha em 16º, 1 volta atrás dos líderes.

Vettel, Bottas, Verstappen e Ricciardo ainda não tinham parado nos boxes, poderiam tentar fazerem a parada e irem para os pneus mais macios para ganharem a corrida. Na volta 30 é Vettel, O líder para para colocar os pneus mais duros. Bottas assume a liderança com 11 segundos de frente para Vettel que vinha 8.3 a frente de Hamilton.

Os pneus mais novos demoravam para renderem bem, algo muito estranho. Já que a tendência é os pneus é geralmente os mais novos renderem melhor do que os mais novos. Bottas fez a melhor volta da prova. Com pneus de mais de 35 voltas de uso. O Finlandês teria de parar nos boxes assim como Verstappen e Ricciardo.

Na volta 35, Ricciardo foi para uma nova tentativa de ultrapassagem sobre Verstappen e por fora realizou a ultrapassagem e levou a 4ªposição. E assim quando ele começou a abrir diferença praticamente poderíamos concluir que era assunto encerrado em relação a essa disputa.

Na Volta 38, Ricciardo foi para a sua única parada, Colocando os pneus ultrasoft. Na Volta seguinte foi a vez de Verstappen ir para os pneus ultrasoft e devido a demora dos pneus de Ricciardo esquentarem. O holandês ganhou a posição de número 4. Enquanto que Valtteri Bottas faz melhor volta da corrida com os pneus mais gastos. Mesmo assim, quando parar Vettel teria 8 segundos.

Até que Ricciardo foi para cima de Verstappen que sutilmente muda duas vezes a trajetória e acabou o Australiano atropelando Verstappen e acabou ambos saindo reto. Provocando uma bandeira amarela. Isso facilitou a vida de Bottas que foi aos boxes colocarem os pneus mais macios. A corrida estava nas mãos do piloto da Mercedes. Vettel, Raikkonen, Alonso e outros pilotos foram fazer a parada para colocarem pneus mais macios. (Ultrasoft)

Após 3 voltas para limparem a pista e deixarem todos os retardatários recuperarem a volta, Quando parecia que iriamos ter a relargada, Na volta 44: Romain Grosjean conseguiu a façanha de bater quando esquentava os pneus. Jogou fora o 6ºlugar para a Haas e afundando ainda mais no seu inferno astral sem qualquer bom resultado em 2018. Esse acidente prolongou o safetycar. Mais 4 voltas para limpar a pista. Muita gente não ficou feliz com o que o Francês fez, Ao voltar aos boxes, Grosjean atirou a sua luva que quase acertou um dos membros da equipe. O Clima não esta bom para ele que disse que foi o Ericsson que tocou nele (Aonde????, Em qual universo isso aconteceu???) O Sueco estava 1 volta atrás e ele tinha recuperado volta.

Com 4 voltas para o final a corrida recomeça e Vettel foi para cima de Bottas que deixou o Alemão passar, Provavelmente prevendo que o Alemão iria travar os pneus. E foi isso que aconteceu. Tanto é que Hamilton e Raikkonen ganharam posições. Bottas voltou a liderança.

O piloto da Ferrari com os pneus quadrados perdia rendimento. A Dobradinha da Mercedes estava nas mãos. Até que no final da volta 48, Bottas passa por cima de um detrito e logo depois acaba furando o seu pneu, Após uma corrida impecável, Bottas não tinha nada mais a fazer. Apenas encostar o carro dele e abandonar.

Hamilton ganhou a liderança de graça, Com Raikkonen em segundo e Perez praticamente ao mesmo tempo Bottas teve a infelicidade ele conquistava a posição em cima de Vettel. De 5º para um lugar no pódio com a Force India que não vive seus melhores momentos.

O piloto Inglês que vinha apenas para tentar manter o pódio acabou levando uma vitória nas ruas de Baku. Essa pista tem mistérios que não se pode explicar. A 63ªVitória da carreira do piloto da Mercedes e a liderança do campeonato após um começo de ano difícil. Kimi Raikkonen que teve um dia que começou difícil acabou ficando em 2ºlugar e Sergio Perez que vinha sem marcar pontos, Lavou a alma da Force India com o 3ºlugar. Um grande final de semana da equipe indiana que passou do penúltimo lugar para o  6ºlugar no Mundial de Construtores.

Sebastian Vettel sai derrotado em Baku, o 4ºlugar tira o piloto Alemão da liderança do Campeonato. Com 70 pontos, Hamilton passa a liderar o campeonato, 4 pontos de frente de Vettel.

Carlos Sainz jr. teve um belo final de semana, acabou ficando em 5ºlugar em uma prova combativa. E um corridão de Charles Leclerc com a Sauber, Um incrível 6ºlugar para o piloto de Mônaco. Também corridão de Alonso, que depois ter de levar o seu carro com 2 pneus furados para os boxes na primeira volta ainda consegue levar a Mclaren para o 7ºlugar, Um final de semana bem ruim para o time de Woking.

Lance Stroll consegue levar a Williams aos primeiros pontos do ano, Em 8ºlugar. Stoffel Vandoorne no final chegou ao improvável 9ºlugar após ficar 1 volta atrás do líder em penúltimo lugar em certo momento da prova. E mais improvável foi o 10ºlugar de Brendon Hartley que marcou assim o primeiro ponto na Formula 1.

Marcus Ericsson ainda levou a outra Sauber para o 11ºlugar, Pierre Gasly começou muito bem, Chegando a ficar em 7ºlugar, Porém acabou só em 12º e Kevin Magnussen ficou em 13º com a única Haas que marcou pontos no ano. Valtteri Bottas que chorou depois de abandonar a prova ainda terminou qualificado em 14º.

Esperamos que Baku não saia do calendário do campeonato, Porém que a pista deveria ter uma limpeza melhor dos detritos, Isso sim! Daqui a 2 semanas teremos a primeira corrida da fase europeia. No circuito da Catalunha, Em Barcelona veremos mais uma disputa emocionante pela vitória e pelo título do 69ºCampeonato Mundial de Formula 1!

Resultado final do GP do Azerbaijão
Circuito de Rua de Baku – 4ªEtapa do Mundial de Formula 1

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Voltas Tempo/Abandono Grid
1 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 51 1h 43:44.291 2
2 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 51 a 2.460 6
3 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 51 a 4.024 8
4 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 51 a 5.329 1
5 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 51 a 7.515 9
6 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 51 a 9.158 13
7 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 51 a 10.931 12
8 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 51 a 12.546 10
9 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 51 a 14.152 16
10 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 51 a 18.030 19
11 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 51 a 18.512 18
12 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 51 a 24.720 17
13 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 51 a 30.663 15
14 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 48 Pneu Furado 3
15 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 42 Acidente 20
16 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 39 Colisão 5
17 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 39 Colisão 4
18 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 10 Acidente 14
19 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 0 Acidente 7
20 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 0 Acidente 11

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Ferrari/Williams/Force India/Red Bull/Toro Rosso/Sauber/Mclaren

Vettel conquista vitória espetacular praticamente sem pneus no Bahrein

Antes de qualquer comentário sobre a corrida do Bahrein, Sem sombra de dúvida a prova foi bem mais disputada e emocionante do que a etapa da Austrália e com um final incrível entre Sebastian Vettel e Valtteri Bottas que estavam sem os pneus. O alemão com uma situação bem pior, Acabou se segurando e vencendo a 2ªcorrida marcando 50 pontos em 50 disputados.

Na largada Vettel manteve a liderança com Bottas ganhando o 2ºlugar na largada em cima de Kimi Raikkonen. Gasly ganha o 4ºlugar de Ricciardo que recuperou a posição na reta oposta. Quem subiu foi Alonso que foi do 13º para o 9ºlugar a frente de Lewis Hamilton que preferiu uma largada mais conservadora. Max Verstappen pulou do 15º para o 11ºlugar. Brendon Hartley acabou tocando em Sergio Perez que acabou  rodando e voltando nas últimas posições.

A segunda volta foi para a Red Bull esquecer. Verstappen foi para cima de Hamilton, acabou tocando em Hamilton passando o piloto inglês, Porém, logo depois ele fica lento com o pneu furado. Segundos depois Daniel Ricciardo com problemas de Motor acaba abandonado a prova. Safety Car virtual acionado. Verstappen acabou indo para os boxes fazer a parada e tentar voltar a corrida.

Na relargada Magnussen tenta passar Gasly e acabou indo para fora da pista, Por muito pouco o Dinamarquês não perdia posição. Na Volta seguinte, Hamilton foi para cima de Alonso e aproveitando a disputa entre Hulkenberg e Ocon acabou passando não só o Espanhol como os outros dois pilotos. Em uma só manobra Lewis pulou do 9º para o 6ºlugar. Verstappen acabou parando e abandonando a prova. Um dia para a Red Bull Esquecer.

Hamilton foi para cima de Magnussen e 2 voltas depois passou Pierre Gasly e já estava em 4ºlugar. A 14 segundos do Vettel. A partir dai o piloto Inglês tentou diminuir a distância para Raikkonen. Galsy se mantia muito bem em 4ºlugar, Com Magussen, Hulkenberg e Alonso completando os 8 primeiros lugares. Mais atrás Hartley foi considerado culpado pelo incidente com Perez e teria de pagar 10 segundos parado nos boxes na hora da sua parada nos boxes.

Na volta 18, Vettel é o primeiro dos líderes a fazer a parada nos boxes, A Mercedes flertou a parada de um dos seus pilotos. Raikkonen parou na volta seguinte. Ambos colocaram pneus macios. Bottas foi o primeiro a fazer a parada dos pilotos da Mercedes e colocou os pneus médios. Hamilton passou a liderança. A tática da Mercedes era para seguir até o final da prova assim como era do Alonso e do Perez.

Marcus Ericsson também adotou a parada única na 24ªVolta, Chegando a levar a Sauber até o 6ºlugar. O que é muito para um carro ainda no começo de desenvolvimento. Hamilton seria o último a parar, Antes disso Vettel passou Hamilton na entrada da 26ªVolta e voltou a liderança. Já Hamilton na 26ªvolta foi para a sua única parada nos boxes, Colocando nos pneus médios. A Ferrari com o Vettel era o líder, Mas precisava parar nos boxes pela segunda vez enquanto que a Mercedes iria com os pneus médios até o final.

Os pneus médios rendiam melhor para os pilotos da Mercedes enquanto que a Ferrari tentava abrir diferença para ter condições de colocar os pneus mais macios para a tática funcionar. Gasly vinha muito bem em 5ºlugar com a Toro Rosso-Honda. Enquanto isso por muito pouco quase a Haas não perdia seus dois pilotos da corrida através de um toque que Grosjean e Magnussen poderiam dar em cima um do outro. O Carro do piloto Francês vinha perdendo peças e o desempenho não era muito bom, Ao contraio de Magnussen que vinha tendo um belo desempenho. Lá atrás estava os dois piloto da Williams, Muito mal e sem expectativa de que iriam subir no final da prova.

Na volta 36, Raikkonen vai para a parada. E dai a Ferrari se atrapalha toda, Um dos pneus não foi trocado, Raikkonen sai quando acionada o sinal verde e acaba atingindo a perna do mecânico que teve acabou quebrando a perna. Raikkonen parou metros depois, Fim de prova do piloto Finlandês, Acima disso estava em questão o acidente e do estado de saúde do mecânico da Ferrari. Ainda tendo em vista que Vettel precisava fazer a parada.

Alonso desistiu da tática de andar com os pneus médio e para pela segunda vez e volta atrás de Hulkenberg que esta na frente de Alonso o tempo inteiro. Já Marcus Ericsson vinha se beneficiando da sua tática de paradas, Mas o carro ainda não é tão competitivo para manter posições. O piloto da Sauber perdeu posição para Hulkenberg, Alonso e Vandoorne na parte final da prova.

Na reta final da prova, Vettel decide não fazer a parada. Ao mesmo tempo Valtteri Bottas que estava a 11 segundos a frente de Lewis Hamilton partiu para o ataque em cima do piloto da Ferrari. Era a chance de Bottas se recuperar da prova ruim que ele fez na Austrália. Hamilton ainda tentava se aproximar dessa briga, Porém não era o bastante para buscar a vitória.

Nas Voltas finais, Bottas tirou os 5 segundos da vantagem que Vettel tinha sobre ele, Ela previsível que o piloto da Mercedes iria conseguir a ultrapassagem, Porém Vettel segurou até a última curva e sem pneus, Com pneus macios de 39 voltas ele conquista a 2ªVitória na temporada e abre agora 17 pontos para cima de Lewis Hamilton. Além disso é uma vitória para levantar a moral.

Valtteri Bottas se recupera do seu fraco desempenho do Bahrein e por muito pouco ele não consegue a sua 4ªVitória na sua carreira, Ficando com o 2ºlugar. Lewis Hamilton que largou do 9ºlugar acabou completando o pódio e diminuindo o seu prejuízo em relação ao Vettel. Além de ter feito uma das mais bonitas e ousadas ultrapassagens dos últimos anos.

Pierre Gasly foi o herói do final de semana, Colocando o Toro Rosso com os Motores Honda em 4ºlugar, Com autoridade e sem se quer ser ameaçado em nenhum momento da corrida (Não contando com a ultrapassagem de Lewis Hamilton)  Após a corrida todos os mecânicos da equipe comemoraram muito esse resultado. O melhor resultado da Honda desde da sua volta a Formula 1.

Kevin Magnussen repete o melhor resultado da história da Haas na Formula 1. Com o 5ºlugar, Marcando os primeiros pontos da equipe na temporada. Nico Hulkenberg que fez uma corrida correta e na frente de Alonso o tempo inteiro levou a Renault para mais uma classificação entre os Top 6.

Fernando Alonso no final da prova tomou uma volta dos líderes, Terminando em 7ºlugar ele esta em 4ºlugar no Mundial de Pilotos e junto do 8ºlugar de Stoffel Vandoorne a Mclaren assume o 3ºlugar no Mundial de Construtores. Pelo menos até o GP da China no próximo domingo a Mclaren volta a ser uma das 3 melhores equipes da Formula 1.

Marcus Ericsson após dois anos volta a marcar pontos com a Sauber, O surpreendente 9ºlugar com o carro da Sauber usando a tática de uma parada nos boxes, Com esse a estratégia funcionou perfeitamente. Completando a zona de pontuação ficou o Francês Esteban Ocon que superou nas voltas finais passando Carlos Sainz jr. Dando para a Force India o primeiro ponto no ano de 2018.

Carlos Sainz acabou fora dos pontos em 11ºlugar, Seguido de Sergio Perez com a outra Force India. Brendon Hartley acabou em 13º, A Punição de 10 segundos parado nos boxes foi crucial para seu resultado. Charles Leclerc e Romain Grosjean (que teve um dia e um final de semana bem ruim em Sakhir) vieram logo a seguir.

E Finalmente fechando de forma melancólica a Equipe Williams… Lance Stroll ficou a quase 20 segundos de Romain Grosjean e a apenas 7 décimos de Sergei Sirotkin que fechou a Classificação dos pilotos que completaram a prova. Além disso a Williams esta na última posição do Mundial de Construtores. Nem nos piores sonhos de Frank Williams, Nem mesmo na Fase da PDVSA com Pastor Maldonado a equipe de Grove não se encontrava nessa lamentável situação!

Semana que vem teremos a 3ªEtapa do Mundial de Formula 1 com a Etapa da China. Vamos ver se a Ferrari busca a 3ªVitória em 3 corridas ou a Mercedes vai reagir ou teremos a Red Bull reagindo triunfalmente depois do desastre desse final de semana. Teremos a resposta na Manhã do domingo da Semana que vem.

Resultado final da 2ªEtapa do 69ºCampeonato Mundial de Formula 1
GP do Bahrein – Sahkir

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Grid
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:32:01.940 1
2 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ a 0.699 3
3 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ a 6.512 9
4 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H a 1:02.234 5
5 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO a 1:15.046 6
6 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 a 1:39.024 7
7 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 a 1 Volta 13
8 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 a 1 Volta 12
9 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO a 1 Volta 17
10 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ a 1 Volta 8
11 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 a 1 Volta 10
12 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO a 1 Volta 19
13 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO a 1 Volta 16
14 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ a 1 Volta 20
15 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ a 1 Volta 18
16 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ a 1 Volta 14
17 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H a 1 Volta 11
7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO a 22 Voltas – Abandono 2
33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer a 54 Voltas – Suspensão 15
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer a 56 Voltas – Eletrico 4

Sergio Perez e Brendon Hartley foram punidos em 30 segundos acrescentados no tempo final de corrida.

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ferrari/Mercedes/Toro Rosso/Sauber/Haas/Williams/Renault

Vettel acaba vencendo em Albert Park ao aproveitar o Safety Car Virtual

Uma nova temporada começa e o vencedor foi o mesmo do ano passado. Apesar disso a emoção foi diferente para Sebastian Vettel que largou em 3ºlugar e acabou parando na hora certa por causa do inacreditável problema com a parada dos dois pilotos da equipe Haas e resistindo aos ataques do Hamilton na hora certa.

Na largada tudo foi calmo. Hamilton manteve a liderança com Raikkonen e Vettel logo atrás e Kevin Magnussen que largou muito bem e acabou passando Max Verstappen, Grosjean completava os 6 primeiros lugares. Uma largada limpa em Melborne, Algo raro de acontecer. Apenas Brendon Hartley da Toro Rosso que deve ter tido algum toque e por isso ele parou nos boxes para uma parada antecipada.

Na 6ªVolta a primeira ação de prova acontece, Com a ultrapassagem de Daniel Ricciardo sobre Hulkenberg, Ultrapassagem valeu o 7ºlugar, Já Verstappen não estava conseguindo nem se quer fazer uma tentativa em cima de Magnussen. O Russo Serguei Sirotkin com a Williams e o Sueco Marcus Ericsson (que fez um 3ºtreino aproveitando da secagem da pista no FP3) com a Sauber acabaram por deixar a prova ainda no começo.

Na 10ªVolta, Max Verstappen roda após passar a roda na grama e perdeu 3 posições. Grosjean, Ricciardo e Hulkenberg se beneficiaram desse erro e acabou jogando o piloto da Red Bull para o 8ºlugar. 1 volta antes disso: Bottas ultrapassou Ocon e estava em 13ºlugar.

Na Volta 15, Gasly acusa os problemas de motor Honda e acaba indo para os boxes bem lentamente para abandonar a prova. Enquanto isso Hamilton mantinha 3 segundos de vantagem para Kimi Raikkonen que começava a forçar o ritmo de prova para baixar a diferença entre os dois, Vettel estava 2 segundos atrás, No 3ºlugar, Sem dar mostras de partir para cima dos dois. Enquanto isso, Trabalho exemplar de Magnussen e Grosjean estavam em 4º e 5ºlugar, ficando na frente de Ricciardo que não conseguia ainda realizar uma tentativa de ultrapassagem sobre o piloto Francês, Tanto mais para o Dinamarquês.

Na volta 18 Raikkonen vai para os boxes, Esse foi o aviso para Hamilton também entrar nos boxes na volta seguinte. Isso garantiu que o inglês ficasse na frente de Raikkonen. Vettel assumiu a liderança e tentaria ficar algumas voltas a mais para tentar algo que desse a possibilidade de disputar o 2º ou até mesmo a liderança mais tarde.

Sem conseguir sair do 8ºlugar, Verstappen vai para a sua troca na 22ªVolta e volta em 14ºlugar. A partir dai, O resto da turma vai para os boxes nessa parte da prova. E ai acontece algo que eu considero absolutamente inacreditável.

Na 23ªVolta, Kevin Magnussen foi para a sua parada, Tudo normal e ele volta a pista. Só que metros depois ele fica lento na pista e acaba encostando na área de escape da curva 4. 2 voltas depois foi a vez de Grosjean fazer a parada e aconteceu a mesma coisa, Ele saiu dos boxes, Ficou lento e encostou após a curva 2. Algo que nunca vi acontecer, A equipe ficou desesperada, Era a possibilidade do melhor resultado da história da escuderia norte-americana.

O Safety Car virtual foi acionado, Os pilotos que não tinham parado foram para os boxes. Vettel aproveitou a hora certa, Na volta 26 ele foi para os boxes, Fez a parada e acabou voltando a frente de Lewis Hamilton e retornou a liderança. Outros beneficiados foram Fernando Alonso da Mclaren e Valtteri Bottas com a Mercedes que ganharam posições por causa dessa parada com o SCV que se tornou Safety Car devido à posição do carro da Haas.

Com isso, todos se juntam e Hamilton poderia tentar ultrapassar Vettel. Alonso reclamou com razão da manobra do piloto Holandês que depois de algum tempo acabou devolvendo a posição ao Príncipe das Astúrias.

Na 32ªVolta, A prova reiniciou com Hamilton tentando a aproximação em cima de Vettel. Mais atrás Hulkenberg tenta aproximação em cima de Verstappen, Mas logo o Holandês começou a pressionar Alonso, buscando o 5ºlugar. Pela distância de carro poderia ser fácil essa missão…

… Mas Alonso de forma nenhuma iria facilitar mesmo tendo um carro 1 segundo por volta mais lento que o carro da Equipe Austríaca.

Lá na frente Hamilton buscava atacar Vettel, Mas voltas depois é avisado que o seu Motor estava superaquecendo e que ele deveria dar um respiro lá na frente, Já Daniel Ricciardo pressionava Raikkonen. Queria fazer pódio na sua casa, Já Alonso não deixava Verstappen ter qualquer chance de ultrapassá-lo. Continuava firme e forte em um 5ºlugar que a Mclaren não conseguiu no ano passado com o Motor Honda.

Vettel fez a volta mais rápida na 45ªVolta: 1:26.785, Na Volta seguinte Hamilton respondeu com 1:26.523 e foi para cima de Vettel, Na Volta 47, Porém o inglês trava os pneus na curva 8 do Circuito e acaba perdendo 2.5 segundos do piloto Alemão que ganhava um respiro na liderança. Hamilton teria de buscar de novo a diferença e lutar pela vitória. Lewis Hamilton tenta alcançar Vettel, Chegou a baixar a vantagem para 1.2 segundos…

… Mas os seus pneus começam a apresentar problemas e ele trata de salvar o segundo lugar que começava a ficar ameaçado por Raikkonen que segurava Ricciardo, Faminto pelo pódio (Fazendo a volta mais rápida da prova: 1:25.945). Enquanto Verstappen buscava suas últimas fichas para superar Alonso.

Vettel foi tranquilo no final para a sua vitória de número 48 da carreira e o seu 100ºpódio da carreira (Primeiro pódio foi na Vitória do GP da Itália em 2008) E larga na frente na disputa do título de 2018. Lewis Hamilton segurou o 2ºlugar, Um pouco mais de 1 segundo a frente de Kimi Raikkonen que segurou a 3ªposição.

Por muito pouco o Australiano Daniel Ricciardo não chega ao pódio na sua casa, O 4ºlugar em uma bela prova de recuperação após largar do 8ºlugar. O seu tão sonhado pódio em casa(Sem contar o pódio que tiraram dele em 2014 com a desclassificação do 2ºlugar em 2014) vai ter de esperar por mais uma temporada.

Fernando Alonso conseguiu segurar por 26 voltas ao jovem Max Verstappen e mostra com menos carro que ainda é o bicampeão e um dos melhores pilotos da categoria. Verstappen em 6ºlugar foi o ponto negativo da prova. Após a rodada e sem fazer uma tentativa decisiva de ultrapassagem ele ficou até no lucro com essa posição

Nico Hulkenberg levou a Renault a uma boa 7ªposição e Valtteri Bottas que largou do 15ºlugar chegou em 8º. Esperava uma recuperação melhor do piloto da Mercedes.

Stoffel Vandoorne com a Mclaren e Carlos Sainz com a Renault tiveram corridas corretas e completaram a zona de pontuação. A Force India diferente dos outros anos começa o ano de forma discreta, Sergio Perez e Esteban Ocon levaram seus carros para o 11º e 112ºlugar.

Charles Leclerc com a Sauber, mostrou seu talento provado com o título da Formula 2 no ano passado. Ficando na frente de Lance Stroll com a lamentável Williams que pode substituir a Mclaren-Honda como a gigante que fica dando fiasco. O 14ºlugar e desesperador para um time que tem a dupla mais inexperiente do Grid. Brendon Hartley com a Toro Rosso-Honda fez uma corrida apagada, mas levou o carro até o final no que é importante para o estágio que esta a Honda e a equipe nesse ano de experimento.

Daqui a 2 semanas teremos a segunda etapa do Campeonato: GP do Bahrein,No circuito de Sahkir.

Resultado final do GP da Austrália de Formula 1
58 Voltas – Melbourne – Albert Park

Pos Piloto Equipe Chassi Motor Tempo Grid
1 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 1:29:33.283 3
2 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ a 5.036s 1
3 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO a 6.309s 2
4 3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer a 7.069s 8
5 14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 a 27.886s 10
6 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer a 28.945s 4
7 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 a 32.671s 7
8 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ a 34.339s 15
9 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 a 34.921s 11
10 55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 a 45.722s 9
11 11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ a 46.817s 12
12 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ a 1:00.278s 14
13 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO a 1:15.759s 18
14 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ a 1:18.288s 13
15 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H a 1 Volta 16
8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO a 34 Voltas 6
20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO a 36 Voltas 5
10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H a 45 Voltas 20
9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO a 53 Voltas 17
35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ a 54 Voltas 19

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Ferrari/Mercedes/Mclaren/Toro Rosso/Renault/Haas/Williams/Red Bull

GP2 Series – 1ªEtapa – GP do Bahrein 2015

Grid de Largada:

1 Stoffel Vandoorne (ART Grand Prix) 1’39.237
2 Nobuharu Matsushita (ART Grand Prix) 1’39.545
3 Alex Lynn (DAMS) 1’39.599
4 Arthur Pic (Campos Racing) 1’39.630
5 Raffaele Marciello (Trident) 1’39.645
6 Jordan King (Racing Engineering) 1’39.770
7 Norman Nato (Arden International) 1’39.857
8 Alexander Rossi (Racing Engineering) 1’39.872
9 Pierre Gasly (DAMS) 1’39.877
10 Sergey Sirotkin (Rapax) 1’39.887
11 Artem Markelov (RUSSIAN TIME) 1’39.955
12 Rio Haryanto (Campos Racing) 1’39.961
13 Mitchell Evans (RUSSIAN TIME) 1’39.999
14 Robert Visoiu (Rapax) 1’40.128
15 Richie Stanaway (Status Grand Prix) 1’40.251
16 Julián Leal (Carlin) 1’40.353
17 Sergio Canamasas (MP Motorsport) 1’40.434
18 Marco Sørensen (Carlin) 1’40.444
19 André Negrão (Arden International) 1’40.634
20 Daniël de Jong (MP Motorsport) 1’40.653
21 Nathanaël Berthon (Lazarus) 1’40.654
22 Rene Binder (Trident) 1’40.773
23 Marlon Stöckinger (Status Grand Prix) 1’40.995
24 Zoel Amberg (Lazarus) 1’41.690

No Bahrein no Circuito de Sahkir foi realizada a primeira etapa da GP2 Series, Com a novidade agora da Asa Movel introduzida nos carros Dallara da categoria. A disputa pelo título deve estar entre Stoffen Vandroome, Mitch Evans, Alexander Rossi e Raffaele Marciello, Mas sempre podendo ter algum piloto que Seja a supresa desse campeonato, Nos Treinos oficiais Stoffen Vandroome conquistou a pole position com muita tranquilidade em cima dos seus outros adversários, Em 2ºlugar teria seu companheiro de equipe o Japonês Nobuharu Matsushita. Alex Lynn campeão da GP3 Series em 2014 larga em 3ºlugar com a melhor equipe do campeonato ultimamente a DAMS. O Único piloto brasileiro que esta no grid era André Negrão que correria pela Arden International e sairia de uma difícil 19ªposição.

Na Largada largou bem o Belga Vandoorne mantendo a liderança da corrida, Ao contraio do seu companheiro de equipe o Japonês Nobuharu Matsushita acabou nem largando direito e caindo lá para o meio do pelotão, Alex Lynn que estreia na GP2 na equipe DAMS assumiu a segunda posição. Quem se deu bem na largada foram Norman Nato que pulou de 7º para o 3ºlugar e de Pierre Gasly que saiu do 9º para o 5ºlugar, O piloto Francês da Arden não tinha rendimento para segurar o terceiro lugar e começou a ser pressionado por Raffaele Marciello da Trident, Como o Francês estava segurando a posição se aproveitou o Francês Arthur Pic que passou ambos e assumiu o 3ºlugar.

A Disputa entre Nato e Marciello durou até a Quinta Volta quando Marciello tentou passar Nato que acabou perdendo a freada e e tocando em Arthur Pic e Marciello também tentou passar aonde ainda não era a Hora e foi envolvido e Pierre Gasly que não tinha a ver em nada com isso acabou quebrando o bico do seu carro se chocando com Pic que também não teve culpa nessa história toda.

Com o engavetamento de 4 carros o Safety Car entrou na pista para que todos os carros nesse acidente fossem retirados, Gasly, Nato e Pic abandonaram a corrida, Marciello conseguiu ir aos boxes, mas abandonou a corrida na volta seguinte, Marco Sorensen acabou com problemas de suspensão abandonou a corrida também. A Partir dai um grupo que começou com o Inglês Alex Lynn e que entre eles tinha o brasileiro André Negrão foram para a parada obrigatória imediatamente. Stefan Vandromme, Rio Haryanto, Nobuharu Matsushita, Rosbert Visoiu, Artem Markelov e mais alguns não fizeram essa opção de ir aos boxes. Depois 4 voltas inteiras com Safety Car acabou saindo da pista após ótimo trabalho dos fiscais de pista que tiraram os carros de forma bastante rápida, Na Relargada Vandoorne continuou na ponta da corrida com Haryanto em 2º e os demais que não fizeram a parada no Safety Car.

O Norte-Americano Alexander Rossi com a Racing Engineering conseguiu fazer os pneus renderem e foi fazendo várias ultrapassagens ao contraio do Inglês Alex Lynn que não conseguiu fazer os pneus renderem e foi ficando para trás. La na Frente Vandroorne e Haryanto conseguiram abrir uma boa diferença do pelotão.

Faltando umas 14 voltas os pilotos que não foram para os boxes no Safety Car na pista começaram a parar nos boxes, A 10 voltas do final o Líder Vandoorne foi para os boxes e acabou indo para trás assim como Haryanto, Visolu e Matsushita. Mas Vandroome com muito mais pneu do que o pelotão com pneus desgastados, Restando 3 voltas para o final o piloto Belga que é protegido pela Mclaren foi para cima do Líder Alexander Rossi que não teve chances de se defender, Com pneus novos Vandroome assumiu a liderança da corrida, No final da prova os pilotos que tinham trocado os pneus na reta final da corrida estavam subindo.

Vandroome venceu a corrida com Rio Haryanto em 2ºlugar conquistado na última curva em cima de Alexander Rossi que conseguiu o 3ºlugar completando o pódio. Jordan King com o outro carro da Racing Engineering e piloto reserva da Manor por ser filho de um dos donos da equipe ficou em 4ºlugar, Robert Visoiu em bela Estreia chegou em 5ºlugar, Mitch Evans com a Russian Time ficou em 6º, Berthon, Leal e Negrão fizeram belas corridas de recuperação terminando a corrida nos pontos em 7º, 8º e 9ºlugares respectivamente com o piloto da Colômbia da equipe Carlin sendo o pole no dia seguinte e completando a zona de pontuação o Japonês Nobuharu Matsushita que conseguiu fazer uma boa corrida de recuperação em sua estreia após a desastrosa largada que ele teve.

Resultado da primeira etapa da GP2 Series – temporada 2015

1 Stoffel Vandoorne (ART Grand Prix) 1:01:23.306 em 32 Voltas
2 Rio Haryanto (Campos Racing) 5.056
3 Alexander Rossi (Racing Engineering) 5.497
4 Jordan King (Racing Engineering) 12.322
5 Robert Visoiu (Rapax) 20.048
6 Mitchell Evans (RUSSIAN TIME) 25.543
7 Nathanaël Berthon (Lazarus) 27.729
8 Julián Leal (Carlin) 28.463
9 André Negrão (Arden International) 29.502
10 Nobuharu Matsushita (ART Grand Prix) 29.664
11 Marlon Stöckinger (Status Grand Prix) 36.875
12 Sergey Sirotkin (Rapax) 38.516
13 Artem Markelov (RUSSIAN TIME) 41.021
14 Sergio Canamasas (MP Motorsport) 41.391
15 Richie Stanaway (Status Grand Prix) 43.375
16 Zoel Amberg (Lazarus) 44.062
17 Rene Binder (Trident) 44.682
18 Daniël de Jong (MP Motorsport) 48.421
19 Alex Lynn (DAMS) 1:05.572

Não Completaram a corrida:

Raffaele Marciello (Trident) a 27 Voltas
Norman Nato (Arden International) a 28 Voltas
Arthur Pic (Campos Racing) a 28 Voltas
Pierre Gasly (DAMS) a 28 Voltas
Marco Sørensen (Carlin) a 28 Voltas

Na segunda corrida realizada no domingo, a prova curva de 23 voltas teve como pole o piloto Julian Leal da Colômbia com o Nathanaël Berthon da Lazarus em segundo lugar, Evans, Visolu, King, Rossi, Haryanto e Vandroome completavam os 8 primeiros colocados, André Negrão largou em 9ºlugar.

Na largada Leal manteve a liderança da prova com Evans em segundo e Haryanto em 3º. O Colombiano da Equipe Carlin liderou as primeiras voltas da corrida, Mas perdeu desempenho e Rio Haryanto após passar Evans ele passou também a Leal e assumiu a liderança da prova e dai foi abriu diferença enquanto Leal arrastou-se pela pista e Evans tentou atacar de todo o jeito mas acabou não conseguindo passar Leal e ainda mais tomou do Visolu e acabou furando um pneu e com isso teve de ir aos boxes e com isso sua corrida ficou totalmente comprometida. Antes disso Sergio Caramasas acabou tocando em Jordan King prejudicando o desempenho do piloto Inglês, Caramasas deixou a corrida após esse incidente o que é normal para um piloto do calibre dele (de falta de talento e desastroso)

A ART Grand Prix teve seus dois pilotos andando muito bem, primeiro foi o Japonês Nobuharu Matsushita que passou Visolu que começou a também ficar lento e assumiu o segundo lugar e ficou por lá por algumas voltas, Mas na parte final da corrida Matsushita perdeu rendimento e acabou caindo para trás e perdendo posições para Vandoone, Rossi, Leal e Berthon, Enquanto isso Berthon acabou subindo o seu desempenho e conseguiu passar Matsushita, Leal e Rossi e conseguiu o 3ºlugar completando o pódio.

Vandroome foi para cima de Haryanto, Mas já não havia mais tempo e o piloto Indonésio da equipe Campos Racing conseguiu sua primeira vitória no campeonato após uma grande exibição com Stoffen Vandroome em 2ºlugar saiu do Bahrein como o Líder do campeonato.

André Negrão mesmo com um motor fraco ele conseguiu se segurar em 8ºlugar o que deixou o piloto da Arden com 3 pontos no campeonato. A próxima corrida foi em Barcelona na Espanha nos dias 9 e 10 de Maio.

Resultado da segunda etapa da GP2 Series – temporada 2015

1 Rio Haryanto (Campos Racing) 41:35.490 em 23 Voltas
2 Stoffel Vandoorne (ART Grand Prix) 3.004
3 Nathanaël Berthon (Lazarus) 5.639
4 Alexander Rossi (Racing Engineering) 6.258
5 Julián Leal (Carlin) 13.945
6 Nobuharu Matsushita (ART Grand Prix) 15.923
7 Robert Visoiu (Rapax) 19.794
8 André Negrão (Arden International) 20.159
9 Jordan King (Racing Engineering) 21.101
10 Arthur Pic (Campos Racing) 25.690
11 Richie Stanaway (Status Grand Prix) 32.040
12 Artem Markelov (RUSSIAN TIME) 33.200
13 Daniël de Jong (MP Motorsport) 34.335
14 Sergey Sirotkin (Rapax) 34.361
15 Alex Lynn (DAMS) 35.050
16 Norman Nato (Arden International) 39.501
17 Mitchell Evans (RUSSIAN TIME) 39.536
18 Zoel Amberg (Lazarus) 41.084
19 Marlon Stöckinger (Status Grand Prix) 43.390
20 Raffaele Marciello (Trident) 47.545
21 Marco Sørensen (Carlin) 49.715
22 Pierre Gasly (DAMS) 56.504

Não Completaram a corrida:

Sergio Canamasas (MP Motorsport) a 19 Voltas
Rene Binder (Trident) a 21 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: GP2 Series