Miguel Oliveira vence de ponta a ponta em Algarve, Morbidelli conquista vice-campeonato da MotoGP

Miguel Oliveira domina a última etapa do Mundial de Motovelocidade, vencendo a etapa de Portugal, fechando com chave de ouro a sua ótima temporada de 2020. Jack Miller e Franco Morbidelli completaram o pódio. O piloto Ítalo-brasileiro conquistou o vice-campeonato sem grandes problemas.

Oliveira manteve a ponta na largada, com Morbidelli e Miller mantendo as suas posições. Cal Crutchlow, Pol Espargaró, Alex Rins, Stefan Bradl, Fabio Quartararo, Johann Zarco e Marevick Viñales completavam as 10 primeiras posições. Francesco Bagnaia teve problemas e acabou abandonando na primeira volta, Brad Binder acabou indo para o chão na 3ªVolta.

A disputa ficou longe das 3 primeiras posições, A partir da 4ªposição, Cal Crutchlow brigava com o Stefan Bradl e Pol Espargaró pela posição. Um pouco mais atrás, Johann Zarco liderava um grande pelotão que disputavam essa posição.

Na 5ªVolta, Pol Espargaró passou Stefan Bradl e subiu para a 5ªposição. Enquanto lá na frente, Oliveira abria muito de Morbidelli e Miller, Alex Rins e Fabio Quartararo disputavam a 8ªposição. Na 7ªVolta, Pol supera Crutchlow e passa para a 4ªposição.

Quartararo e Nakagami travaram um bom duelo pela 9ªposição que foi conquistada pelo piloto nipônico. Já o piloto da Petronas começou a cair mais e mais, enquanto que Nakagami começou a lutar por posições mais a frente.

Na 12ªVolta, Pol Espargaró chega a perder a 4ªposição para Crutchlow, mas recupera a posição curvas depois. 2 voltas depois, Zarco supera Bradl e sobe para 6ªposição. Fabio Quartararo caia cada vez mais, vinha em uma decepcionante 13ªposição. A 10 voltas do final, Mir abandona com problemas na sua Suzuki, mas não tinha mais do que se preocupar, era o campeão da temporada independente do resultado.

Miller tentava chegar em cima de Morbidelli nas voltas finais. No bloco de trás, muita briga pela 5ªposição. Zarco chegou a ocupar essa posição, mas acabou sendo superado por outros pilotos, assim como Cal Crutchlow que errou a curva e a partir dai foi caindo na classificação. Andrea Dovizioso fez uma bela manobra, passando a ocupar a 5ªposição na entrada da 22 volta, mas acabou sendo superado por Takaagi Nakagami a 3 voltas do final.

Na volta final, Miller supera Quartararo e passa para segunda posição.

Miguel Oliveira vence de ponta a ponta, sua segunda vitória na categoria, em uma temporada totalmente diferente de tudo que aconteceu nos últimos anos. O Português fez a festa na sua casa, uma pena não ter nenhum público para a comemoração, mas foi por motivos de força maior. A Europa vive uma segunda onda do Covid-19 e isso impossibilitou a presença de público no circuito.

Jack Miller conquista a segunda posição, se despedindo da Pramac com grandes atuações e já dando o seu cartão de visitas para um grande ano na equipe oficial da Ducati. Franco Morbidelli não vinha que reclamar de perder a 2ªposição na volta final, o ítalo-brasileiro conquistou o vice-campeonato com facilidade. Seus adversário na disputa não foram nada bem na corrida. Seu principal concorrente, Alex Rins ficou com a melancólica 15ªposição.

Pol Espargaró fechou bem sua trajetória na KTM, com uma bela prova e uma merecida 4ªposição. Takaaki Nakagami ficou na 5ªposição, uma bela temporada do piloto da LCR Honda.

Andrea Dovizioso se defendeu bem dos ataques de Stefan Bradl e conquistou a 6ªposição, no que pode ter sido sua última participação no Mundial de Motovelocidade. Já o piloto alemão teve sua melhor atuação no ano, Bradl ficou com uma boa 7ªposição, mesma posição que ele largou no grid de largada.

Aleix Espargaró lutou com muita garra com sua Aprilla e acabou sendo recompensado com a 8ªposição. Completando os 10 primeiros colocados: Alex Marquez e Johann Zarco.

A Temporada do Mundial de Motovelocidade se encerra, mesmo com todas as dificuldades, os pilotos deram o show nas pistas e tivemos um grande campeonato nas 3 categorias. Fica a expectativa para que a temporada de 2021 seja bem melhor e que não tenhamos mais pandemia, para que os pilotos possam correr com mais calma e que o público volte a encher os autódromos e a colorir o cenário da MotoGP

Fotos:

Resultado final do GP de Portugal
Mundial de Motovelocidade – Moto GP – 25 Voltas

posPilotoEquipeMotoTempo
188Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTM41’48.163
243Jack MillerPramac RacingDucatia 3.193
321Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 3.298
444Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 12.626
530Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 13.318
64Andrea DoviziosoDucati TeamDucatia 15.578
76Stefan BradlRepsol Honda TeamHondaa 15.738
841Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 16.034
973Álex MárquezRepsol Honda TeamHondaa 18.325
105Johann ZarcoEsponsorama RacingDucatia 18.596
1112Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 18.685
1246Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 18.946
1335Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHondaa 19.159
1420Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 24.376
1542Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 27.776
169Danilo PetrucciDucati TeamDucatia 34.266
1782Mika KallioRed Bull KTM Tech 3KTMa 48.410
1853Tito RabatEsponsorama RacingDucatia 48.411
32Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniApriliaa 3 Voltas
36Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 10 Voltas
33Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTMa 23 Voltas
63Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 25 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Miguel Oliveira conquista pole position em Algarve

O Português Miguel Oliveira conquista a pole em sua casa, mesmo sem torcida, foi gratificante para o piloto da tech 3 fazer a pole na sua casa. Em clima de fim de festa da MotoGP, onde o campeão da temporada Joan Mir não foi além da 20ªposição.

No Q1, Franco Morbidelli passou sufoco para passar no Q2, Mesmo com a melhor moto da repescagem, o ítalo-brasileiro que disputa o vice-campeonato acabou ficando na segunda posição, tendo de torcer para Brad Binder no final não andar mais rápido. Por muito pouco o Gueopado sul-africano não tira Franco do Q2. Cal Crutchlow que se despede da categoria foi o mais rápido no Q1.

Binder em 3ºlugar, fez uma boa participação no Q1, assim como o espanhol Aleix Espargaró com sua Aprilla, terminando em 4ºlugar.

No Q2, Quartararo começou muito bem, fazendo o melhor tempo nos primeiros minutos, mas isso não durou muito. Franco Morbidelli assumiu a ponta seguido de Jack Miller da Pramac. Oiutro que se destacava demais era Johann Zarco, mas ele foi para o chão na metade da sessão.

Na reta final, Morbidelli faz mais uma brilhante volta, mas Cal Crutchlow chegou bem perto, a 13 milésimos de distância na sua primeira tentativa. A 1 minuto do final, Morbidelli baixou seu tempo. Parecia que a pole estava garantida para ele, mas do nada veio Miguel Oliveira, a 35 segundos do final marcando o tempo de 1:38.892.

O Português não foi alcançado por mais ninguém e Miguel Oliveira fez história, conquista a primeira pole de um Português na categoria principal. O piloto da tech 3 vai largar na frente, com Franco Morbidelli da Petronas e Jack Miller da Pramac completando a primeira fila.

Cal Crutchlow levou a LCR Honda a 4ªposição na sua corrida de despedida, Fabio Quartararo larga em 5º com a outra moto da Petronas. Stefan Bradl fez sua melhor classificação e tem tudo para fazer a melhor corrida do ano, completando a 2ªfila.

Mesmo caindo no Q2, Johann Zarco ainda teve força para ficar na 7ªposição, abrindo a 3ªfila do grid, que terá Marevick Viñales e Pol Espargaró. Completando os 12 primeiros colocados, Alex Rins, Takaagi Nakagami e Andrea Dovizioso.  

Fotos:

Grid de Largada
GP de Portugal – Moto GP

posPilotoEquipeMotoTempo
188Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTM1’38.892
221Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamaha1’38.936
343Jack MillerPramac RacingDucati1’39.038
435Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHonda1’39.156
520Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamaha1’39.199
66Stefan BradlRepsol Honda TeamHonda1’39.204
75Johann ZarcoEsponsorama RacingDucati1’39.238
812Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’39.260
944Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTM1’39.284
1042Álex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’39.467
1130Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’39.531
124Andrea DoviziosoDucati TeamDucati1’39.587
1333Brad BinderRed Bull KTM Factory RacingKTM1’39.390
1441Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniAprilia1’39.762
1563Francesco BagnaiaPramac RacingDucati1’40.019
1673Álex MárquezRepsol Honda TeamHonda1’40.049
1746Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’40.058
189Danilo PetrucciDucati TeamDucati1’40.091
1932Lorenzo SavadoriAprilia Racing Team GresiniAprilia1’40.174
2036Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’40.290
2153Tito RabatEsponsorama RacingDucati1’40.427
2282Mika KallioRed Bull KTM Tech 3KTM1’41.753

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Marc Marquez vence pela 10ªVez em Saschenring e completa uma década de vitórias na Alemanha

Um piloto vencer 10 vezes seguidas no mesmo lugar! Ninguém tinha conseguido fazer isso até o dia de hoje no Mundial de Motovelocidade. Marc Marquez conseguiu esse feito. Conquistando a 10ªvitória seguida. É um número impressionante para um piloto com 26 anos de idade, Marquez fez uma corrida tranquila, Muito pouco ameaçado no começo da prova e depois disso, acabou abrindo diferença muito grande sobre Rins primeiro e depois com a queda do piloto da Suzuki a vantagem aumentou mais ainda para Viñales, que ficou a maior parte da prova se defendendo de Cal Crutchlow.

Na largada, Mesmo por fora, Marquez acabou mantendo a liderança, com Viñales, Miller, Rins e Crutchlow atrás dele. Fabio Quartararo caiu para o 6ºlugar. Na curva 12, Viñales tentou superar a Formiga Atômica que segurou a posição. Na segunda volta, Quartararo foi para o chão e abandonou a prova Alemã.

Alex Rins superou Miller e chegou pra cima dos dois primeiros colocados. (Marquez e Viñales) Miguel Oliveira e Johann Zarco caiu, Os dois em temporada muito fraca de ambos. Cada vez mais, Miller vinha ficando para trás, Perderia a  4ªposição para Crutchlow da LCR Honda. Petrucci e Dovizioso vinha em 7º e 8ºlugares. No final da 4ªVolta, Rins com sua Suzuki superou Vinales e assume o 2ºlugar.

Marc Marquez abriu 1 segundo sobre Alex Rins, Apesar da ótima ciclística da Suzuki, A superioridade de Marquez era evidente. No começo da 7ªVolta, Dovizioso supera seu companheiro de equipe e assumiu o 6ºlugar. Enquanto o vice-líder do campeonato abria , Danilo Petrucci segurava o pelotão que vinha atrás dele, Com Danilo Petrucci, Valentino Rossi, Joan Mir e um pouco mais atrás Aleix Espargaró.

Marquez passou a ter 2 segundos sobre Rins que ainda tentava oferecer resistência, Viñales em 3º estava sendo pressionado pelo Inglês Cal Crutchlow. Lá atrás, Miller vinha sendo pressionado pelos pilotos da equipe oficial da Ducati. Na 14ªVolta, Petrucci volta a ficar na frente de Dovizioso. Numa disputa valendo também a briga pela vice-liderança do Mundial.

2 voltas depois, Miller foi superado por Petrucci e perdeu o 5ºlugar, Na 17ªVolta, foi a vez de Dovi superar o piloto da Pramac que já estava com seus pneus desgastados. Pior situação era de Valentino Rossi foi superado pelo jovem Joan Mir e vinha em uma lamentável 10ªposição.

A 12 voltas do final, Rins vai para o chão na curva 11. Com isso, Marquez agora tinha uma vida realmente tranquila para Viñales, O piloto da Yamaha tinha que se preocupar mais com Crutchlow e não tentar o milagre de tirar 5 segundos de frente que Marquez tinha.

Tinha uma bela disputa pelo 4ºlugar, Joan Mir chegou a disputar o 4ºlugar com Petrucci. Em um determinado momento. Dovizioso, disposto a tentar ficar com o maior número de pontos possível acabou retornando a 4ªposição a 4 voltas do final, Após largar da 13ªposição.

Petrucci recuperou posição de Dovizioso na volta seguinte. No meio dessa briga, O Australiano Jack Miller tenta superar ambos em uma tacada, Ele consegue superar Petrucci, Mas Dovi recupera posição na curva 2. Na penúltima volta, Aleix Espargaró que vinha fazendo uma boa corrida acaba indo ao chão.

Na Volta final, Petrucci recupera a 4ªposição sobre seu companheiro de equipe. Enquanto que Viñales acabou abrindo vantagem para Crutchlow. (O Britânico estava com lesão na perna e acabou nas 2 voltas finais seu ritmo de prova piorando, Mas o pódio para o piloto da LCR Honda estava garantido)

Marc Marquez conquista sua 10ªvitória seguida. Desde de 2010, O líder do campeonato (Abrindo 58 pontos de frente para Andrea Dovizioso) e vai para as férias como o homem a ser batido para a segunda metade de campeonato. 10 poles e 10 vitórias em 10 apresentações, Sendo 7 delas na MotoGP, 2 na Moto 2 e 1 nas 125cc.

Marevick Viñales acabou segurando a segunda posição e leva a Yamaha ao pódio. O Espanhol deu um belo salto na classificação do campeonato. O pódio foi completado pelo inglês Cal Crutchlow, Uma bela corrida do piloto da equipe de Lucio Cecchinello mesmo sem estar 100% fisicamente.

Danilo Petrucci acabou ficando com o 4ºlugar, Em duelo particular dos pilotos da Ducati o novato levou a melhor em cima do primeiro piloto Andrea Dovizioso, Que veio do 13ºlugar para ficar em 5ªposição. A diferença entre os dois caiu para 6 pontos. Em 6ºlugar ficou o Australiano Jack Miller, Que acabou se superando para acabar bem colocado com sua Pramac.

Joan Mir com a Suzuki que cruzou a linha de chegada acabou na frente de Valentino Rossi em 7ºlugar. Apesar de voltar a marcar pontos, a fase do piloto de 40 anos de idade é a pior da sua carreira, Principalmente no Momento que poderia haver uma troca entre Quartararo e Rossi. No que significa que Rossi iria correr na Petronas e o Francês para a moto ocupada pelo The Doctor.

Franco Morbidelli teve uma atuação burocrática e acabou em 9ºlugar. Stefan Bradl, dentro de suas limitações foi até melhor que Jorge Lorenzo. O Alemão fez um trabalho decente e completou os 10 primeiros colocados.

Esteve Rabat  que largou da última posição fez uma boa corrida de recuperação e dentro das suas limitações acabou em 11ºlugar. Pol Espargaró acabou decepcionando, A KTM não teve um desempenho esperado e o comandante da Fábrica Austríaca ficou em 12ºlugar. Andrea Iannone com a Aprilla, Takaagi Nakagami (Que sofre ainda com lesão pelo acidente no GP da Holanda) e Karel Abraham completaram a zona de pontuação.

O Mundial de Motovelocidade vai para as férias de Julho e só volta no dia 4 de Agosto, Com a etapa da República Tcheca, no Circuito de Brno. Lá vamos descobrir se Marquez vai continuar imbatível ou alguém vai conseguir desafiar o piloto da Honda e tentar evitar o 6ºcampeonato da Formiga Atômica na categoria principal.

Fotos:

Resultado Final da 9ªEtapa do Mundial de Motovelocidade
MotoGP – GP da Alemanha

pospilotoEquipeMotoTempo
193Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda41’08.276
212Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 4.587
335Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHondaa 7.741
49Danilo PetrucciDucati TeamDucatia 16.577
54Andrea DoviziosoDucati TeamDucatia 16.669
643Jack MillerPramac RacingDucatia 16.836
736Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 17.156
846Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 19.110
921Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 20.634
106Stefan BradlRepsol Honda TeamHondaa 22.708
1153Tito RabatReale Avintia RacingDucatia 26.345
1244Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 26.574
1329Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniApriliaa 32.753
1430Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 32.925
1517Karel AbrahamReale Avintia RacingDucatia 37.934
1655Hafizh SyarhinRed Bull KTM Tech 3KTMa 41.615
1763Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 56.189
1888Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTMa 57.377
x41Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 2 Voltas
x42Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 12 Voltas
x5Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTMa 28 Voltas
x20Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 29 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Marquez faz largada impecável, conquista vitória em Jerez e Retorna a ponta do campeonato

A Formiga Atômica não se intimidou com os dois pilotos da SRT Petronas e acabou fazendo uma grande largada, Passando a liderança até o final da prova. Uma vitória categórica do piloto da Honda que volta a liderança do campeonato.

Na largada, Marquez largou melhor e assumiu a liderança, Com Franco Morbidelli superando Fábio Quartararo para assumir o segundo lugar. Dovizioso e Viñales completavam os 5 primeiros lugares. As primeiras voltas foram as mais difíceis para Marquez, O Ítalo-brasileiro Franco Morbidelli partiu para cima em busca da inédita liderança. A Yamaha e a Suzuki vinham com melhor desempenho do que da Honda e Ducati. Os 3 primeiros colocados estavam se distanciando de Viñales que vinha com uma boa vantagem para Dovizioso e Rins.

Rins vinha pressionando Dovizioso querendo o 5ºlugar. Apesar do esforço do líder do campeonato de manter-se a frente do piloto da Suzuki, Rins que esta em um momento iluminado na MotoGP superou Dovi e passou ao 5ºlugar. O piloto da Suzuki vinha sendo o piloto mais rápido da prova.

Marquez abriu vantagem na liderança de Morbidelli que começava a segurar Quartararo, Com Viñales se aproximando em 4º seguido de Rins, Dovizioso. Na 9ªVolta, Rins ganha o 4ºlugar superando Viñales. Momentos depois, Quartararo passou Morbidelli assumindo a 2ªposição.

Logo Quartararo vinha tirando alguma vantagem sobre Marquez, Até que na 12ºVolta, Problemas mecânicos acabou por tirar o Francês da prova. Ao mesmo tempo, Rins superou Morbidelli subindo do 4º para o 2ºlugar em apenas 1 volta. O Rendimento da Yamaha de Morbidelli estava caindo no decorrer da prova.

A Situação estava muito mais facilitada para a Formiga Atômica, Rins estava a mais de 3 segundos atrás. A Vitória estava nas mãos do piloto da Honda. Na 16ªVolta, Viñales superou Morbidelli. Não demorou muito para Dovizioso e Petrucci superarem o piloto que Restou da Petronas. Os pilotos da Ducati assumiram o 4º e 5ºlugares respectivamente.

Valentino Rossi na parte final da prova começou a reagir, O piloto de 40 anos estava em 9ºlugar superou na parte final Jack Miller, Cal Crutchlow e Franco Morbidelli passando ao 6ºlugar. Na fase final, Dovizioso  tentou um ataque final pra cima de Maverick Viñales para tomar o pódio e continuar liderando o campeonato.

Marc Marquez após sua queda nos Estados Unidos acabou conquistando a vitória para voltar a liderança do mundial de Motovelocidade. Em uma exibição impecável e liderando praticamente de ponta a ponta. Além de levar com primazia a Honda nas costas. (Depois de Marquez, O Segundo piloto da Honda foi Cal Crutchlow que ficou em 8ºlugar)

Alex Rins acabou ficando em excelente segunda posição e uma bela corrida de recuperação, depois de largar do 9ºlugar. O pódio foi completado pelo espanhol Marevick Viñales que segurou Dovizioso e acabou conquistando o primeiro pódio da temporada de 2019, Com a Yamaha oficial que acabou superando a equipe Satelite que humilhou a equipe oficial na Classificação do Sábado.

Andrea Dovizioso fez mais uma corrida com a tabela na mão, Acabou ficando com o 4ºlugar, Fora do pódio e perdendo a liderança do campeonato. A Diferença entre os 4 primeiros colocados é de apenas 9 Pontos. Marquez com 70 pontos, Rins com 69, Dovizioso com 67 e Rossi com 61 pontos. Danilo Petrucci chegou em 5ºlugar, Melhorando um pouco em relação os 3 Resultados em 6ºlugar nas primeiras corridas do ano.

Valentino Rossi que largou na 13ªposição fez uma boa prova de recuperação, Terminando em 6ºlugar. Porém, longe de pretender resultados melhores.

Franco Morbidelli que teve um começo tão bom, Mas acabou perdendo rendimento ficando apenas em 7ºlugar. Cal Crutchlow ficou em 8ºlugar seguido de seu companheiro de equipe Tagaaki Nakagami, Um bom dia para a LCR Honda. Completando os Top 10, O Alemão Stefan Bradl que correu nesse final de semana para testar um chassis de Carbono.

Jorge Lorenzo em mais uma corrida decepcionante acabou colocado em 12ºlugar, Atrás do piloto da Aprilla Aleix Espargaró. Chegando a frente de dos dois pilotos da KTM: Pol Espargaró na frene de Johann Zarco (que a 2 semanas do GP da França esta praticamente esquecido pela mídia) e de Esteve Rabat que completou a Zona de Pontuação.

Daqui a duas semanas teremos o GP da França, No circuito de Le Mans Bugatti. Lá, Marquez vai tentar sua terceira vitória no ano. Será que ele consegue esse feito ou Quartararo e outros pilotos vão tentar impedir a Formiga Atômica? Vamos esperar até o dia 19 de Maio para sabemos a resposta.

Fotos:

Resultado Final
GP da Espanha – Jerez de la Fronteira

PosPilotoEquipeMotoTempo
193Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda41’08.685
242Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 1.654
312Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 2.443
44Andrea DoviziosoMission Winnow DucatiDucatia 2.804
59Danilo PetrucciMission Winnow DucatiDucatia 4.748
646Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 7.547
721Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 8.228
835Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHondaa 10.052
930Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 10.274
106Stefan BradlTeam HRCHondaa 13.402
1141Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 15.431
1299Jorge LorenzoRepsol Honda TeamHondaa 18.473
1344Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 20.156
145Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTMa 26.706
1553Tito RabatReale Avintia RacingDucatia 28.513
1617Karel AbrahamReale Avintia RacingDucatia 36.858
1738Bradley SmithAprilia Factory RacingApriliaa 41.390
1888Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTMa 41.570
1955Hafizh SyarhinRed Bull KTM Tech 3KTMa 50.568
x43Jack MillerPramac RacingDucatia 3 Voltas
x36Joan MirTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 5 Voltas
x20Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 12 Voltas
x63Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 19 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Dovizioso fecha temporada com vitória na Chuva e Pol Espargaró leva KTM ao seu primeiro pódio na MotoGP

Sob chuva e uma corrida dividida por dois, O vice-campeão do Mundo de 2018 Andrea Dovizioso terminou a Temporada com uma importante vitória para a Ducati. (Que tinha ganho pela última vez em Ricardo Torno em 2008)

A largada sob chuva leve, O Espanhol Alex Rins assumiu a liderança com sua Suzuki, Seguidos de Viñales, Dovizioso, Pol Espargaró e Marc Marquez. Rossi que tinha largado do 16ºlugar ganhou 6 posições, subindo para o 10ºlugar. No começo da segunda volta, Dovi deixa Viñales para trás e ganha o segundo lugar e Marquez deixa Espargaró da KTM para trás, Ganhando o 4ºlugar.

Nas primeiras voltas ficou demonstrado o quanto Viñales não tinha um bom ritmo de corrida sob a chuva. Logo Marc Marquez e Pol Espargaró passaram pelo piloto da Yamaha. Marquez e Pol Espargaró disputam o 3ºlugar, Com o piloto da KTM mostrando resistência. Naquele momento de prova Rossi já tinha passado por Viñales.

Ao mesmo tempo começava o festival de caídas em Ricardo Torno. A começar pelo Aleix Espargaró e Jack Miller. Na 7ªVolta foi à vez de Danilo Petrucci ir para o Chão assim como Thomas Luthi. Logo depois, Pol Espargaró que vinha disputando o 3ºlugar com Marquez acabou indo ao Chão. Parecia que todas as possibilidades de um bom resultado foram para o saco, mesmo com o piloto da KTM voltando à pista.

Marc Marquez na volta 10 foi para o Chão, Deslocando de novo o ombro, A Formiga Atômica fez bem em não ter continuado a correr, Agora vai usar suas férias para ajeitar seu ombro para a temporada de 2019.

Alex Rins liderou com tranquilidade as primeiras voltas, Parecia que seria uma passeio do piloto da Suzuki. Porém, Dovizioso começou a tirar a diferença para o líder e estava puxando a Valentino Rossi que vinha em uma recuperação fantástica.

Andrea Iannone se despede da Suzuki com uma queda na volta 11. A chuva aperta cada vez mais, E Dovizioso e Rossi chegaram de forma definitiva em cima do Alex Rins, que piorou o seu rendimento. Na metade da prova, Rins erra e com isso Dovizioso e Rossi passaram por ele e assumiram as duas primeiras posições. Na volta anterior caíram Viñales e Morbidelli. O Ítalo-brasileiro vinha em sua melhor corrida na MotoGP quando poderia ocupar o 4ºlugar.

Com a chuva caindo forte, Dovizioso levantou a mão pedido para a corrida ser paralisada e foi isso que aconteceu. A prova parou com 13 voltas completas. Se acabasse naquele momento Rins seria o vencedor com metade dos pontos.

Mas a organização esperou por 30 minutos aproximadamente para ver se a situação da pista melhorava. Ela melhorou e a corrida foi reiniciada com essa formação de grid:

Resultado das primeiras 13 voltas do GP da Comunidade Valenciana

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 22’31.583
2 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati a 0.749
3 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 1.070
4 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 18.244
5 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 21.317
6 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 26.244
7 19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 36.985
8 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 37.561
9 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 41.923
10 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 43.670
11 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 45.668
12 6 Stefan Bradl LCR Honda CASTROL Honda a 46.197
13 51 Michele Pirro Ducati Team Ducati a 59.903
14 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 1’01.718
15 81 Jordi Torres Reale Avintia Racing Ducati a 1’07.942
16 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 1 Volta
25 Maverick Vinales Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 2 Voltas
21 Franco Morbidelli EG 0,0 Marc VDS Honda a 2 Voltas
29 Andrea Iannone Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 5 Voltas
93 Marc Marquez Repsol Honda Team Honda a 7 Voltas
9 Danilo Petrucci Alma Pramac Racing Ducati a 8 Voltas
12 Thomas Luthi EG 0,0 Marc VDS Honda a 8 Voltas
43 Jack Miller Alma Pramac Racing Ducati a 9 Voltas
41 Aleix Espargaro Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 11 Voltas

Na relargada, Rins manteve a frente, Com Dovizioso, Rossi, Pedrosa, Nakagami e Pol Espargaró que passou do 6º para o 4ºlugar em apenas 1 volta. No final da primeira volta da relargada, Dovizioso colocou por dentro de Rins e assumiu a liderança.

Logo os 3 primeiros colocados começaram a fugir do resto do pelotão. Espargaró e Pedrosa disputavam o 4ºlugar. Lá atrás, Michele Pirro fazia uma grande prova de recuperação, já assumindo o 7ºlugar em determinado momento da corrida.

A 9 Voltas do final, Dovizioso abre 1 segundo de Rins que sofria pressão do Doutor Valentino Rossi. Enquanto que Pol Espargaró se sustentava na 4ªposição e abriu vantagem para Pedrosa que começava a sofrer pressão de Michele Pirro.

Na Curva 4 a 8 Voltas do final, Rossi passou Rins e tomou a segunda posição. Rossi tentou partir para cima de Dovizioso e ele tinha sim desempenho para passar o piloto da Ducati no final de prova. A 7 Voltas do final, Pirro ultrapassa Pedrosa e ganha o 5ºlugar.

A 5 voltas do final, Rossi foi para o chão e perdeu a última chance de ganhar corrida em 2018. Isso acabou sendo um alívio para Dovizioso que tinha agora tranquilidade para levar sua moto para a bandeirada. Para a KTM, A queda de Rossi acabou levando Pol Espargaró ao 3ºlugar, O 1ºpódio estava nas mãos dos Austríacos e do piloto Espanhol.

Foram momentos de tensão até o final da prova. Não muito para Andrea Dovizioso, que acabou levando a sua 4ªVitória na temporada, Fechando o ano de 2018 muito bem e dando mais uma vez as cartas na Ducati diante de Jorge Lorenzo. Alex Rins em uma bela corrida, Onde tinha possibilidades de vitória acabou com o segundo lugar e levou seu 5ºpódio em 2018.

Festa para a KTM e para Pol Espargaró, Que suportou a pressão e conseguiu levar a moto Austríaca sã e Salva para o 3ºlugar, Conquistando não só seu primeiro pódio do ano como o primeiro pódio da KTM na história do Mundial de Motovelocidade.  Chegando 1.2 segundos atrás terminou o Italiano Michele Pirro conquistando seu melhor resultado na MotoGP, O competente piloto de testes da Ducati chegou a ocupar os últimos lugares para se destacar na segunda parte da prova.

Dani Pedrosa encerra sua trajetória na Honda Repsol e da sua carreira com um discreto e honroso 5ºlugar. A frente do Japonês Takaaki Nakagami com sua LCR Honda, Também foi o melhor resultado do piloto estreante em 2018. Johann Zarco termina sua trajetória na Tech 3 Yamaha de 2016 com o 7ºlugar. Bradley Smith se despede da KTM com o bom 8ºlugar.

Stefan Bradl teve um digno 9ºlugar com a LCR Honda de Cal Crutchlow (de Fora do resto do campeonato por lesão desde do GP da Austrália) e Hafizh Syahrin não conseguiu tomar o campeonato de novatos de Franco Morbidelli. O 10ºlugar não foi o bastante para o Maláio que precisava do 6ºlugar para conseguir esse feito.

Scott Redding fecha em 11º com a Aprilla que sobrou na pista e se despede da MotoGP. Jorge Lorenzo acaba de maneira melancólica sua passagem na Ducati com o 12ºlugar, A frente de Valentino Rossi que acabou pelo 3ºano na moto GP não conquistando vitória em uma temporada. (Ele não venceu em 2011 e 2012 quando estava na equipe Ducati)

A Zona de pontuação terminou com Karel Abraham da Aspar Martinez (Que deixa a MotoGP) e com o Espanhol Jordi Torres que marca um ponto com o 15ºlugar, Resistindo a corrida.

Com o termino do campeonato do Mundial de Motovelocidade, Os pilotos agora pensam em suas novas equipes e pensam em treinar e também descancarem. Em Dezembro vamos mostrar uma avaliação completa de cada piloto e de cada equipe que correu na temporada de 2018. Além da avaliação da temporada como um todo.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado Final da última etapa do Mundial de Motovelocidade
MotoGP – GP da Comunidade Valenciana

pos Piloto Equipe Moto Tempo
1 4 Andrea Dovizioso Ducati Team Ducati 24’03.408
2 42 Alex Rins Team SUZUKI ECSTAR Suzuki a 2.750
3 44 Pol Espargaro Red Bull KTM Factory Racing KTM a 7.406
4 51 Michele Pirro Ducati Team Ducati a 8.647
5 26 Dani Pedrosa Repsol Honda Team Honda a 13.351
6 30 Takaaki Nakagami LCR Honda IDEMITSU Honda a 32.288
7 5 Johann Zarco Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 32.806
8 38 Bradley Smith Red Bull KTM Factory Racing KTM a 33.111
9 6 Stefan Bradl LCR Honda CASTROL Honda a 36.376
10 55 Hafizh Syahrin Monster Yamaha Tech 3 Yamaha a 37.198
11 45 Scott Redding Aprilia Racing Team Gresini Aprilia a 44.326
12 99 Jorge Lorenzo Ducati Team Ducati a 46.146
13 46 Valentino Rossi Movistar Yamaha MotoGP Yamaha a 52.809
14 17 Karel Abraham Angel Nieto Team Ducati a 1’10.628
15 81 Jordi Torres Reale Avintia Racing Ducati a 1’16.739
19 Alvaro Bautista Angel Nieto Team Ducati a 7 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP