Ferrari mostra o seu carro em Homenagem aos 90 anos da Empresa

A Ferrari mostrou seu carro no dia de ontem, Em uma apresentação de verdade, Tradicional e como manda o figurino das verdadeiras apresentações na sede da Ferrari, em Maranello. O SF90 é o nome do carro de 2019 em celebração dos 90 anos da Ferrari.

Vice-campeã em 2015, 2017 e 2018, Esse ano a Ferrari pretende terminar com o jejum de 11 anos sem vitória nos Construtores e 12 anos do Mundial de Pilotos. O SF90 não é uma evolução segundo Mattia Binotto, Porém eles trabalharam ainda mais sobre os conceitos do ano de 2018 para superar o desempenho do ano anterior. “Tivemos nossa melhor temporada, Mas ainda não alcançamos o grande objetivo” – Falou o novo chefe de equipe.

O carro fez as modificações do carro de 2018 para o carro de 2019 de acordo com o novo regulamento. Além disso foi feito um esforço para diminuir o peso das peças do novo carro. O rolo do Aro mais estreito e a Carroceria muito fina, Além disso foi usada tinta fosca para o novo carro. O Layout que era vermelho e branco do ano passado passou ao vermelho e preto sem brilho nenhum. A Red Bull foi a primeira a usar esse tipo de pintura na temporada de 2016.

O Direto-executivo, Louis Camilleri falou que Vettel continua motivado para alcançar suas ambições e que esta entusiasmado por ter Leclerc, Pelo seu talento, Maturidade, habilidade e velocidade em corrida que foram evidentes na temporada passada e que grandes conquistas aguardam para o Futuro.

Os testes de pré-Temporada começam nessa segunda-feira no Circuito da Catalunha em Barcelona.

Fotos:

Vídeo do Lançamento do Carro:

Ficha Técnica do Carro

Chassi: SF90 Composto de Fibra de Carbono, Com construção de Favos de Mel, equipado com o dispositivo de Proteção Halo sobre o Cockpit
Motor: Ferrari 064 V6 1.6 Litros
Capacidade Cúbica:1600 cc
RPM: 15000 (Máximo)
Taxa de Fluxo de Combustível: 100 kg / h máx
Tanque de Combustível: 110 kg
Configuração: V6 90 °
Válvulas: 24 (4 Por cilindro)
Injeção: Direto, 500 Bar (Máximo)
Sistema ERS
Energia da Bateria: 4 MJ
Força do MGU-K: 120 kW
MGU-K MAX RPM: 50.000
MGU-H MAX RPM: 125.000
Freios e Discos de Carbono: Brembo
Peso do Carro: 743 Kg
Motor: Ferrari 064
Transmissão: 8 Marchas + Marcha reversa
Combustível e Lubrificantes: Shell V-Power e Shell Helix Ultra
Pneus: Pirelli P Zero (Seco)
Pirelli Cinturato (Chuva)
Aro: rodas de magnésio forjadas da OZ Racing de 113 polegadas
Diretor Técnico: Mattia Binotto
Pilotos:
5. Sebastian Vettel (Alemanha)
16. Charles Leclerc (Mônaco)

Patrocinadores : Shell, Mission Winnow, Ray-ban, Kasperskys, Ups, Weichai, Hublot, AMD

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos e Vídeo: Ferrari

Especial Ligier : Temporada de 1978

Em sua terceira temporada a Ligier queria deixar de ser equipe Média para ser equipe Grande, pelo Terceiro ano Consecutivo o único piloto da Ligier era Jacques Laffite e o Motor era o Matra 12 Cilindros. A Equipe Usou ainda o JS7 nessa temporada, Mas construiu o Carro JS9 para a disputa desse Campeonato. O Ano começou de uma forma não muito boa para a Ligier mesmo com o 8ºlugar no grid do GP da Argentina.

O JS7 fez 6 corridas, sendo que a Ligier não conseguiu um grande grid mostrando que o carro parecia ultrapassado em relação a outros carros inclusive para o Lotus 79 que dominaram o ano. Laffite fez 6 pontos com esse carro, Sendo as três vezes em 5ºlugar, Na África do Sul, Long Beach e Bélgica aonde o JS7 definitivamente se aposentou dando Lugar ao JS9.

Com o JS9 o desempenho do carro melhorou. Laffite pode conseguir melhores desempenhos nos grid de largada. logo em sua primeira corrida com o JS9 Laffite largou em 10º e chegou em 3ºlugar conquistando o primeiro pódio do ano, O Segundo pódio foi na Alemanha onde Laffite largou em um ótimo 7ºposto e terminou em 3º subindo ao pódio pela segunda vez, Além disso Laffite pontuou na Áustria (5ºlugar) aonde conseguiu seu melhor grid do Ano e um 4ºlugar na Itália. Foram ao todo 7 Vezes na Zona de Pontuação. e Terminando 14 das 16 Corridas da Temporada de 1978. No Final de tudo terminou igual aos 2 anos anteriores com uma Classificação Mediana no Final. 19 Pontos, 2 Pódios e um 6ºLugar na Classificação do Campeonato.

Depois de Três temporadas no Meio na Classificação, estava na Hora da Ligier começar a almejar melhores Resultados.

Gps: 16
Vitórias: 0
Poles: 0
Pódios: 2
Pontos: 19
Motor: Matra MS 76/78
12 cilindros em V
2993 cm³
Potência: 520 cavalos a 12.300 RPM
Piloto:
Jacques Laffite
Número de voltas percorridas: 944

Ligier JS7
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Michel Beaujon (Design) e
Robert Choulet (Aerodinâmica)

Chassi: Monocoque em Fibra de Alumínio
Peso: 580 kg
Transmissão: Hewland TL 2-200- 6 Marchas
Combustível e Lubrificante: Shell
Tanque: 220 Litros

Suspensão: Braço, antebraço e molas (AV) / Arm, pernas e molas empurrados (AR)
Amortecedores: Koni
Freios: Lockheed / Girling
Comprimento
Distância entre eixos: 2608 mm
dianteira: 1536 mm
traseira: 1600 mm

Ligier JS7/9
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Michel Beaujon (Design)
e Robert Choulet (Aerodinâmica)
Chassi: Monocoque em Alumínio
Peso: 580 kg
Transmissão: Hewland FGA 400 – 6 marchas
Combustível e Lubrificante: Shell
Amortecedores: Koni
Freios: Lockheed / Girling

Ligier JS9
Projetistas: Gérard Ducarouge (Diretor Técnico), Michel Beaujon (Design)
e Robert Choulet (Aerodinâmica)
Chassi: Monocoque em Alumínio
Peso: 580 kg
Transmissão: Hewland FGA 400 – 6 marchas
Combustível e Lubrificante: Shell
Amortecedores: Koni
Tanque: 210 Litros
Freios: Lockheed / Girling
Distância entre eixos: 2800 mm
Dianteira: 1625 mm
Traseira: 1515 mm

Fotos:

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Especial Ligier : 1976 1977

Especial Ligier : Temporada de 1977

A Ligier vai para a sua segunda Temporada na Formula 1. Após promissora Temporada em 76 onde ela conseguiu pódios e até uma pole position com Jacques Laffite no GP da Itália. Ligier continua com apenas 1 carro. O Piloto Continua sendo Jacques Laffite. O Novo Chassi da Ligier era o JS7 e o Motor Continuava sendo o Motor Matra 12 Cilindros.

A Temporada da Ligier em 1977 não começa muito bem, com três Quebras nas três primeiras corridas, Mas na Quarta corrida Laffite consegue um 5ºLugar no Grid do GP Long Beach

Na corrida Laffite não consegue manter dentro dos 6 primeiros e Termina na 9ºPosição. o Mesmo aconteceu no GP da Espanha, em Jarama, Laffite Largou em 2ºLugar, Mas só terminou na 7ªPosição. Passado 7 Corridas a Ligier ainda não tinha nenhum ponto no Campeonato. Uma frustração para todos que tinham feito um ano tão bom em 1976.

No GP da Suécia a Equipe Francesa buscava seus primeiros pontos na temporada, A Ligier não só pontou como Conseguiu a sua primeira vitória da Equipe na Categoria. Laffite Largando da 8ªPosição fez uma corrida Brilhante e conseguiu uma Vitória para colocar seu nome na História, a Ligier Conquistava 9 pontos e sua primeira vitória da Categoria.

A Ligier vinha de uma temporada de altos e Baixos, na Verdade apesar da Vitória o Carro em termos de Treino era um carro melhor que 76, Mas em corrida tinha um desempenho bem menos satisfatório que na temporada de 76.

Laffite Conseguiu mais um Pódio, Um segundo Lugar no GP da Holanda. No GP do Japão, A Ligier pela primeira vez coloca 2 carros no Grid, o Segundo carro foi do Francês Jean-Pirrie Jarier.

Ainda o time marca pontos na Inglaterra com um 6ºlugar e na corrida final no Japão em 5ºlugar, tudo conquistado por Jacques Laffite.

A Temporada acabou com a Ligier conseguindo 18 Pontos, 1 Vitória e 2 pódios e uma Volta mais Rápida. Ficando em 8ºLugar, apesar da 1ªVitória, Um balde de água fria para a Equipe que estava esperando mais do que esse desempenho em 1977.

Gps: 18
Pontos: 18
Vitórias: 1
Poles: 0
Pódios: 2
Motor: Matra MS76
12 Cilindros em V
2 993 cm3
Potência: 520 cavalos a 12300 RPM
Pilotos:
Jacques Laffite
Jean-Pirrie Jarier
Número de voltas Completadas: 874

Chassi: Ligier JS7
Projetistas:
Gérard Ducarouge (Diretor Técnico)
Michel Beaujon (Design)
Robert Choulet (Aerodinâmica)

Chassi: Monocoque em Fibra de Alumínio
Peso: 580 kg
Transmissão: Hewland TL 2-200- 6 Marchas
Combustível e Lubrificante: Shell
Tanque: 220 Litros

Suspensão: Braço, antebraço e molas (AV) / Arm, pernas e molas empurrados (AR)
Amortecedores: Koni
Freios: Lockheed / Girling
Comprimento
Distância entre eixos: 2608 mm
dianteira: 1536 mm
traseira: 1600 mm

Fotos:

View post on imgur.com

Fonte das Fotos: Bestlap, Formel1mic

Texto: Deivison da Conceição da Silva

Especial Ligier: 1976