Mercedes domina os treinos de Sexta e se coloca como a Grande Favorita em Albert Park

A Mercedes começou muito bem os treinos, Muito bem mesmo com Bottas liderando por uma boa parte do treino e Hamilton liderando o restante do Treino quando ele virou a volta em 1:23.599. Depois vieram Verstappen, Leclerc e Vettel. O Piloto Holandês mostrando força não só do seu carro como da Honda. E depois com Leclerc e Vettel com a Ferrari. Se não tínhamos a certeza de quem dominaria o primeiro dia de treinos depois da primeira sessão, Isso acabou ficando muito claro na segunda sessão de o quanto a Mercedes esta na frente das outras equipes.

Lewis Hamilton foi o mais rápido na segunda sessão de treinamentos Marcando 1:22.600, 48 milésimos mais lento veio seu companheiro de equipe Valtteri Bottas, Ambos fizeram 33 voltas na segunda sessão. A Ferrari na segunda sessão não parece ter jogado todas as cartas na mesa. Vettel ficou em 5º a 873 milésimos de frente para Hamilton e o Monegasco Charles Leclerc ficou o com 9ºtempo, (1.154 segundos acima do tempo mais rápido) Até porque se essa for a força da Ferrari, Então podemos dizer que a equipe italiana é a maior decepção dos últimos anos em temos de expectativa para uma temporada depois dos testes de Pré-Temporada.

Já a Red Bull parece ter começado um final de semana promissor, Pierre Gasly que não figurou entre os 6 primeiros na primeira sessão acabou bem colocado em 4ºlugar. A 42 milésimos atrás de Max Verstappen. Será que a Honda finalmente começou a realmente a achar o caminho para voltar a ser um motor vencedor na categoria? Eu acho que no começo do ano eles estão razoavelmente no mesmo estágio do começo do ano passado e que uma vitória só aconteceria em caso de chuva ou de uma situação muito parecida com que aconteceu no GP da China do ano passado.

Os Desempenhos de Kimi Raikkonen com a Alfa Romeo e Danill Kvyat com a Toro Rosso impressionaram muito na primeira sessão. Eles foram muito bem e mostraram que ambos os carros já demonstram qualidades nesse começo de temporada. Na segunda sessão, A Renault mostrou força com Hulkenberg em 7º e Daniel Ricciardo em 8ºlugar. Isso confirma as expectativas de que a Renault desponta como a 4ªforça do Mundial. Isso se Raikkonen não tiver confirmado a expectativa de que a Alfa Romeo vem muito forte nessa disputa. Pelo menos o Homem de Gelo esta levando a antiga Sauber aos primeiros lugares. Ai é necessário ver se é o carro que é muito bom ou então Raikkonen esta tirando mais do que o carro pode dar, Visto que Antonio Giovinazzi ficou em 11º na primeira sessão e num modesto 15ºlugar na segunda sessão.

Na parte de Baixo, a Williams esta disparada como a pior equipe. Os tempos da equipe Inglesa são pelo menos 1 segundo e meio mais lentos por volta do que o 18ºlugar (Lando Norris nas 2 sessões de Treinamentos) Nem eu mesmo acreditava em um carro tão ruim e tão lento como esse que esta se mostrando o FW42 nesse começo. Se algo não melhorar imediatamente, Não vai existir nenhuma chance de George Russell e Robert Kubica se quer marcar pontos nesse ano, Algo que nunca aconteceu com a equipe de Frank Williams.

A Mclaren e Racing Point parece não ter se dado muito bem hoje, Não conseguiram entrar entre os 10 primeiros nas sessões de Sexta-feira. Porém, acho que ainda podem melhorar o desempenho ou acharem um acerto melhor e brigarem pelo Q3 na Classificação. A Haas conseguiu um bom desempenho e sem dúvida vai estar nessa briga entre os 10 primeiros colocados.

O Mico do dia foi o Tailandês Alexander Albon que apanhou muito nas suas sessões de treinamentos. Na primeira sessão ele quebrou o aerofólio dianteiro em uma batida, Na segunda sessão ele passou reto na grama. Os estreantes na maioria tiveram dificuldades. Na Alfa Romeo, Giovinazzi acabou rodando na 2ªmetade da 2ªsessão. Charles Leclerc a 2 minutos do final acabou rodando e ficando do lado contraio da pista, Mas nada de mais grave tivemos nesse primeiro dia de Treinamentos.

De hoje para amanhã, A meia noite no circuito de Albert Park teremos a 3ªSessão de Treinos Livres. E as 3 da manhã a Classificação para definir o Grid da etapa de abertura do Mundial de Formula 1.

Resultado dos treinos livres – GP da Austrália

1ªSessão

posPilotoEquipeChassiMotorTempoVoltas
144Lewis HamiltonMercedesF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:23.59926
25Sebastian VettelFerrariSF90Ferrari 0641:23.63718
316Charles LeclercFerrariSF90Ferrari 0641:23.67318
433Max VerstappenRed Bull RacingRB15Honda RA619H1:23.79222
577Valtteri BottasMercedesF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:23.86630
67Kimi RäikkönenAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:24.81618
726Daniil KvyatScuderia Toro RossoSTR14Honda RA619H1:24.83230
810Pierre GaslyRed Bull RacingRB15Honda RA619H1:24.93223
920Kevin MagnussenHaasVF-19Ferrari 0641:24.93424
1027Nico HulkenbergRenaultR.S.19Renault E-Tech 191:25.01511
1199Antonio GiovinazziAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:25.16623
128Romain GrosjeanHaasVF-19Ferrari 0641:25.22418
1323Alexander AlbonScuderia Toro RossoSTR14Honda RA619H1:25.23021
1455Carlos SainzMcLarenMCL34Renault E-Tech 191:25.28519
1518Lance StrollRacing PointRP19Mercedes M10 EQ Power+1:25.28826
1611Sergio PerezRacing PointRP19Mercedes M10 EQ Power+1:25.49821
173Daniel RicciardoRenaultR.S.19Renault E-Tech 191:25.63416
184Lando NorrisMcLarenMCL34Renault E-Tech 191:25.96631
1988Robert KubicaWilliamsFW42Mercedes M10 EQ Power+1:27.91425
2063George RussellWilliamsFW42Mercedes M10 EQ Power+1:28.74025

2ªSessão

posPilotoEquipeChassiMotorTempoVoltas
144Lewis HamiltonMercedesF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:22.60033
277Valtteri BottasMercedesF1 W10 EQ Power+Mercedes M10 EQ Power+1:22.64833
333Max VerstappenRed Bull RacingRB15Honda RA619H1:23.40033
410Pierre GaslyRed Bull RacingRB15Honda RA619H1:23.44231
55Sebastian VettelFerrariSF90Ferrari 0641:23.47335
67Kimi RäikkönenAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:23.57240
727Nico HulkenbergRenaultR.S.19Renault E-Tech 191:23.57437
83Daniel RicciardoRenaultR.S.19Renault E-Tech 191:23.64431
916Charles LeclercFerrariSF90Ferrari 0641:23.75435
108Romain GrosjeanHaasVF-19Ferrari 0641:23.81437
1126Daniil KvyatScuderia Toro RossoSTR14Honda RA619H1:23.93336
1220Kevin MagnussenHaasVF-19Ferrari 0641:23.98827
1318Lance StrollRacing PointRP19Mercedes M10 EQ Power+1:24.01138
1455Carlos SainzMcLarenMCL34Renault E-Tech 191:24.13326
1599Antonio GiovinazziAlfa Romeo RacingC38Ferrari 0641:24.29337
1611Sergio PerezRacing PointRP19Mercedes M10 EQ Power+1:24.40134
1723Alexander AlbonScuderia Toro RossoSTR14Honda RA619H1:24.67540
184Lando NorrisMcLarenMCL34Renault E-Tech 191:24.73326
1963George RussellWilliamsFW42Mercedes M10 EQ Power+1:26.45332
2088Robert KubicaWilliamsFW42Mercedes M10 EQ Power+1:26.65533

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mercedes/Alfa Romeo

“Nós avançamos sem medo, como sempre.” – Esse é o lema da Mclaren no lançamento do MCL34 para a temporada 2019

O novo carro da Mclaren – O MCL34 fez sua primeira aparição na semana passada, O laranja tradicional da equipe de Bruce Mclaren continua junto do azul com um layout um pouco diferente do ano passado. Mclaren Racing depois de 12 anos troca inteiramente de pilotos (Em 2007 eles tiveram Fernando Alonso e do novato Lewis Hamilton substituindo Kimi Raikkonen e Pedro de la Rosa ) e pelo segundo ano seguido usa os motores Renault.

6ºLugar no Mundial de Construtores, A Mclaren contará com o Espanhol Carlos Sainz jr. e com o novato Lando Norris de 19 anos. A equipe planeja continuar com seu programa de recuperação para 2019.

O Espanhol Carlos Sainz e o Inglês Lando Norris falaram sobre o novo carro e as expectativas para a temporada de 2019.

Carlos Sainz: Estou com muita vontade de andar nos testes e muito entusiasmado com visual do Carro da Mclaren. Estou consciente de que todo mundo trabalhou muito na fábrica ao longo do inverno para nós preparamos para essa temporada. Eu acho que a equipe fez um ótimo trabalho com o MCL34.

De minha parte estou muito concentrado em minha preparação. Mudei minha rotina de treinamento e dieta, eu tenho realizado sessões específicos no simulador e passei mais tempo com os engenheiros para desenvolver e ajustar algumas características do carro para as minhas preferências. A fábrica tornou minha segunda casa desde de quando me mudei para a Inglaterra. Sabemos que enfrentamos um grande desafio, Mas antes devemos avaliar em qual patamar que estamos após os testes. A partir daí, não vejo a hora para começar a competir e avançar com a equipe pelo resto da temporada.

Lando Norris: “Serio, Eu não posso esperar para entrar no volante do carro nos testes de Barcelona. Eu trabalhei duro durante o inverno para me preparar para essa chegada a Formula 1, Passei muito tempo com a equipe na fábrica, aprendendo tudo que for possível para me preparar para 2019”

“Tem sido meu sonho chegar a Formula 1 desde de quando eu era criança. Tive a oportunidade de ganhar experiência participando de várias sessões de treinamento no ano de 2018, Agora estou ansioso em começar a carreira pela Mclaren. O MCL34 parece ser um carro fantástico e eu quero realmente pilotara-lo.

O CEO da Mclaren Zak Brown, também comentou sobre sua expectativa sobre a temporada

“O MCL34 é o resultado de muitíssimo trabalho e dedicação de toda a equipe. Todos estamos comprometidos, Motivados e Unidos nessa mesma ambição de tornar a Mclaren voltar a ser competitivo. O MCL34 a apenas o começo desse processo”.

“Temos uma nova dupla de pilotos representando uma nova geração de pilotos talentosos na Formula 1, Eles são uma parte fundamental da equipe no nosso esforço de fazer a equipe progredir.” … “A Família Mclaren não é só composta apenas por pessoas e motoristas, Mas também pelos nossos patrocinadores e fãs incríveis. Temos uma forte comunidade de patrocinadores que continua crescendo e um número enorme de fãs que permanecem fiéis e nos apoiam nos melhores e nos piores momentos e querem agradecer a eles antes de começar a temporada de 2019.”

“Nós avançamos sem medo, como sempre.” 

Dados técnicos

Chassi: MCL34 Monoposto composto de fibra de carbono que incorpora controles do motorista e célula de combustível
Estruturas de Segurança: A célula de sobrevivência de cabine incorpora uma estrutura resistente ao impacto e painéis anti-penetração, estrutura de impacto frontal, estruturas de impacto lateral em conformidade com os regulamentos, estrutura de impacto traseira integrada, estruturas de proteção frontal e traseira de capotamento e o componente de segurança Halo

Carroçaria: Composto de fibra de carbono que inclui a tampa do motor, pontões, piso, nariz, spoiler dianteiro e traseiro com DRS dirigido pelo piloto

Suspensão dianteira e traseira: Garfo de fibra de carbono duplo com elementos de suspensão pushrod que operam a barra de torção interna e sistema de amortecedor
Peso total do veículo: 743kg (incluindo piloto, excluindo combustível) A distribuição do peso é entre 45,4% e 46,4%
Eletrônica: McLaren Technologies. Incluindo controle do chassi, controle da unidade de potência, aquisição de dados, sensores, análise de dados e telemetria.
Instrumentos   
Painel de controle: McLaren Applied Technologies
Sistema de freio: Pinças e cilindros de freio Akebono
Pastilhas e discos de freio de carbono
Pneus:Pirelli P Zero
Pneus Aro:Enkei
Radio: Kenwood
Pintura: AkzoNobel Car
Sistemas de refrigeração: Calsonic Kansei          
Fabricação avançada: Mazak Advanced Technology Solutions

Unidade de Potência

Motor: Renault E-Tech 19
Peso mínimo: 145 kg

Componentes principais  da unidade de potência          

Motor de combustão interna (ICE)
Motogerador – Kinetic (MGU-K) 
Motogerador – Calor (MGU-H)
Armazém de energia (ES)
Turbocompressor
Sistemas de controle eletrônico

Motor de combustão interna

Capacidade: 1,6 litros
Cilindros: 6
Ângulo de inclinação: 90 graus
Número de válvulas: 24
Rotações máxima: 15.000 rpm
Taxa máxima de fluxo de combustível :100 kg / hora (mais de 10.500 rpm)
Limite de consumo de combustível/Capacidade de combustível:  110 kg
Injeção de combustível: Injeção direta, um único injetor por cilindro, máximo de 500 bar Carregamento de pressão: Compressor de um estágio e turbina de exaustão, eixo comum

Sistema de recuperação de energia

Arquitetura : Recuperação de energia híbrida integrada através de motores-geradores

MGU-K elétrico conectado ao virabrequim
MGU-H elétrico conectado ao turbocompressor
Armazém de energia: Bateria de iões de lítio entre 20 e 25 kg
Armazenamento máximo de energia: 4 MJ por volta
MGU-K – Rotação máxima: 50.000 rpm
Potência máxima: 120 kW
Máxima recuperação de energia: 2 MJ por volta
Alimentação máxima: 4 MJ por volta
MGU-H – Velocidade máxima: 100.000 rpm
Potência máxima: ilimitada
Recuperação máxima de energia: ilimitado
Fonte de alimentação máxima: ilimitado
Caixa de câmbio: Compartimento principal composto de fibra de carbono, montado longitudinalmente com Marchas: 8 Marchas + Marcha Reversa
Logística de Transporte feito pelos caminhões da Volvo
Transporte: Caminhões Volvo
Designers: Pat Fry (Diretor de Motores) e Peter Prodromou (Chefe de Aerodinâmica)

Pilotos:

55. Carlos Sainz jr. (Espanha)
4. Lando Norris (Inglaterra)

Patrocinadores: Estrella Galícia, Petrobras, Richard Miller, Hilton, FxPro, Dell, Sap, CNBC

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Mclaren

Renault quer continuar a evolução com o R.S.19

Rumo aos primeiros lugares a Renault F1 apresentou seu carro para a temporada de 2019. O R.S.19 é o carro que terá como missão não só se consolidar como a 4ªForça como tentar entrar na disputa pelos 3 primeiros lugares no Mundial de Construtores. Desde da sua volta em 2016 a Renault tem progredido na classificação dos construtores. No ano passado alcançaram a 4ªposição no Mundial com 122 pontos.

O presidente da Renault Sport Racing Jérome Stoll Falou do compromisso futuro da Renault com o Esporte: “Na Renault, somos apaixonados pelo automobilismo. Nossa história na F1 continuou ininterrupta por mais de 40 anos. A Fórmula 1 é um espetáculo, é  entretenimento, mas também é o mais alto nível do automobilismo. A paixão pela Fórmula 1 é uma metáfora do espírito de luta, da determinação, da resiliência, mas também do progresso, graças à inovação sem limites que inspira o esporte. Mas essa paixão deve ser temperada com uma dose saudável de realidade. A F1 faz sentido para a Renault, É um laboratório para a nossa futura tecnologia da as ruas, Visto a nova designação de motor – Renault E-Tech 19. É um momento muito emocionante fazer parte da F1. ”

Desde seu retorno à F1 em 2016, a Renault investiu pesado em sua instalações técnicas em Enstone, no Reino Unido, e em Viry-Châtillon, na França.

Em Enstone, a equipe aumentou significativamente a capacidade de produção, com máquinas-ferramentas atualizadas. O que fez a força de trabalho crescer cerca de 50% desde 2016.

Em Viry, um dyno recém-reformado acaba de ser comissionado e será usado durante toda a temporada para desenvolver a unidade de energia, enquanto um programa de construção ambicioso para a construção de novas unidades, departamentos de confiabilidade e um departamento de lojas automatizadas começou recentemente, com conclusão prevista para o ano de 2020.

O Diretor-Geral Cyril Abiteboul falou sobre o objetivo da equipe em 2019: “Lançar todos esses projetos enquanto disputavam o campeonato foi um desafio incrível. nono em 2016 com oito pontos, sexto em 2017 com 57 pontos e quarto no ano passado com 122 pontos. Entramos nesta temporada com o objetivo de manter esse ímpeto forte e medido. Nós não temos como alvo essa ou aquela posição assim como um número de pontos: o que eu quero é ver a equipe continuar sua trajetória de progressão em relação as outras equipes do topo da tabela.

Cyril falou sobre a motivação da dupla de pilotos: “O impulso adicional da parceria Daniel-Nico traz confiança para a equipe nesta temporada. Acredito que temos uma das mais fortes – se não a mais forte dupla de pilotos da Formula 1. Daniel traz experiência comprovada em corrida e conhecimento de uma equipe de ponta, enquanto Nico está com fome. Ele é extremamente subestimado – ele é rápido, determinado e um motivador para a equipe. Individualmente eles são muito fortes e sinto que os 2 se complementam perfeitamente. A energia que eles trazem para a equipe é muito agradável e eu espero que possamos dar um carro competitivo para os dois mostrarem seu talento”.

Em sua 3ªTemporada Nico Hulkenberg vai fazer dupla com o recém-chegado a Renault Daniel Ricciardo que até o ano passado estava na Red Bull.

“Como equipe, Nós desenvolvemos muito desde do inicio do ano de 2017. Quando cheguei, a infraestrutura ainda era muito nova, Percorremos um longo caminho desde de então, com muito progresso. Eu quero extrair o melhor de mim mesmo e Maximizar o potencial da equipe e do novo carro. O importante é que damos um bom salto para a frente como equipe e estamos nos apresentando de maneira mais consistente. Queremos que a tendência de crescimento continue para cima”.

O Recém-Chegado Daniel Ricciardo, Que ganhou 7 corridas pela Red Bull esse ano se junta a Renault: “A Renault tem uma história enorme no automobilismo, Por isso, fazer parte da equipe nesse novo momento é um desafio empolgante. Estou aqui para fazer meu trabalho na pista e pilotar o mais rápido possível. Mas também gostaria de trazer a minha energia para a equipe, ser uma mola nos passos de todos, Porque isso faz parte do meu trabalho e do meu caráter. Eu pretendo ser capaz de fazer a equipe trabalhar um pouco mais, com mais esforço. Eu gostaria de ser um catalisador de energia positiva para todos”.

Com novas instalações e novos motoristas reforçando a confiança, 2019 promete ser um ano interessante dentro e fora da pista para a Renault.

O Layout do carro foi mantido, com bem poucas modificações e os patrocinadores também se mantiveram. Se o carro melhorar e a Red Bull não tiver o motor ainda competitivo pode ser que a Renault almeje mais do que o 4ºlugar dos construtores e quem sabe conseguir o primeiro pódio desde da volta em 2016.

Fotos:

Ficha Técnica:

Chassis: (Renault R.S.19) Fibra de carbono moldada e monocoque composto de favo de mel de alumínio, fabricado pela Renault F1 Team e projetado para máxima resistência com peso mínimo.
Suspensões dianteiras e traseiras: composto de Triângulos feitos de fibra de carbono, rodas de magnésio OZ Racing.
Transmissão: Caixa de câmbio de carbono semiautomática de oito marchas com marcha reversa. Sistema “Quickshift” em operação para maximizar a velocidade das mudanças de marchas.
Sistema de combustível: Célula a combustível de borracha reforçada com Kevlar pela ATL.
Elétrico: Unidade de Controle Eletrônico Padrão da MES-Microsoft.
Sistema de freios: Discos de carbono e almofadas. (Brembo)
Cockpit: Banco do condutor removível feito de composto de carbono anatomicamente formado, com cinto de segurança de seis pontos. O volante integra toda a função eletrônica do carro, Com as pás de troca de marchas, as pás da embreagem e o DRS.

Dimensões:

Dianteira: 1600mm
Traseira: 1550mm
Comprimento total: 5480mm
Altura total do carro: 950mm
Largura Geral: 2000mm
Motor: Renault E-Tech 19
Capacidade do Motor: 1600 Cilindradas (1.6 L)
Numero de cilindros: 6
Número de Válvulas: 24 (4 por Cilindro)
Limite de RPM: 15.000
Carregamento de pressão: Turbocompressor simples, pressão de aumento ilimitada a 5 bar (Atmosfera)
Limite de fluxo de combustível: 100 kg / h
Quantidade de combustível permitida por corrida: 110 kg
Ângulo: 90°

Sistema de Recuperação de Energia:

Rpm MGU-K: Máximo de 50.000 rpm
Potência de MGU-K: Max 120kW
Energia recuperada pela MGU-K: Max 2 MJ / colo
Energia liberada pela MGU-K: Max 4 MJ / volta
MGU-H rpm: 100.000 rpm
Energia recuperada pela MGU-H: Ilimitado
Peso do carro: 743 kg
Peso do motor: Mínimo de 145 kg
Potência total: Mais de 950 hp(Cavalos)
Combustível: BP
Lubrificante: Castrol EDGE
Diretores Técnicos
Chassis: Nick Chester
Motor: Rémi Taffin
Aerodinâmica: Marcin Budkowski

Pilotos:

27. Nico Hulkenberg (Alemanha)
3. Daniel Ricciardo (Austrália)
Patrocinadores: Castrol, Genii, Castrol Edge, Renault, RCi Bank And Services, Infiniti, BP Ultimate,Mapfre, Microsoft

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Renault/F1

Dakar 2019 – Lista de Inscritos – Categoria Caminhões

Piloto País Data Nascimento Equipe
500 Eduard Nikolaev Rússia 21/08/1984 KAMAZ – Master
Evgeni Iakovlev Rússia 22/02/1980 Kamaz 4326
Vladimir Rybakov Rússia 25/04/1971
501 Siarhei Viazovich Bielorussia 29/04/1979 MAz-Sportauto
Pavel Haranin Bielorussia 29/05/1984 MAZ 5309RR
Andrei Zhyhulin Bielorussia 04/11/1989
502 Airat Mardeev Rússia 01/01/1987 KAMAZ-Master
Akhmet Galiautdi Rússia 13/12/1987 Kamaz 43509
Dmitriy Svistunov Rússia 15/08/1981
503 Gerard de Rooy Holanda 21/06/1980 Petronas Team de Rooy Iveco
Moises Torrallar Espanha 13/09/1966 Iveco Powerstar
Darek Rodewald Polônia 28/06/1983
504 Martin Macik República Tcheca 23/04/1989 Big Shock Racing
Frantisek Tomasek República Tcheca 10/08/1982 LIAZ 111.154
Lucas Kalanka Eslovênia 30/04/1989
505 Federico Villagra Argentina 02/05/1969 Infinia Diesel Team de Rooy YPF
Adrian Arturo Yacopini Argentina 09/08/1970 Iveco Powerstar
Ricardo Adrian To Argentina 31/07/1985
506 Martin Van Der Brink Holanda 23/07/1970 Mammoet Rallysport
Wouter de Graff Holanda 23/04/1975 Renault Trucks K520
Mitchel Van Den Brink Holanda 14/01/2002
507 Ales Loprais República Tcheca 10/01/1980 Instaforex Loprais Team
Petr Pokora República Tcheca 18/06/1979 Tatra Jamal – Queen 69
Ferran Marco Alcanya Espanha 04/03/1976
508 Martin Kolomy República Tcheca 26/05/1973 Tatra Buggyra Racing
Rostislav Plny República Tcheca 10/09/1978 Tatra Phoenix
Jiri Stross República Tcheca 10/01/1981
509 Ton Van Genugten Holanda 21/01/1983 Petronas Team de Rooy Iveco
Peter Willemsen Bélgica 03/12/1966 Iveco Powerstar
Bernard der Kinde Holanda 25/11/1960
510 Teruhito Sugawara Japão 13/07/1972 Hino Team Sugawara
Katsumi Hamura Japão 03/09/1966 Hino 500 Series
511 Aliaksei Vishneuski Bielorussia 11/06/1992 MAz-Sportauto
Maksim Novikau Bielorussia 20/03/1986 MAZ 5309RR
Andrei Neviarovich Bielorussia 19/04/1986
512 Gert Huzink Holanda 21/01/1972 Riwald Dakar Team
Rob Buursen Holanda 23/03/1973 Renault K520
Martin Boesink Holanda 02/01/1964
513 Maurik Van der Heuvel Holanda 14/07/1971 Petronas Team de Rooy Iveco
Martin Van Rooji Holanda 01/11/1978 Iveco Powerstar
Peter Kuijpers Holanda 02/02/1968
514 Dmitry Sotnikov Rússia 29/05/1985 KAMAZ-Master
Ilnur Mustafin Rússia 30/08/1981 Kamaz 43509
Dmitri Nikitin Rússia 19/09/1984
515 Martin Soltys República Tcheca 19/03/1973 Tatra Buggyra Racing
David Schovanek República Tcheca 20/07/1978 Tatra Phoenix
Tomas Sikola República Tcheca 06/04/1986
516 Alberto Herrero Espanha 14/01/1974 Quadafons Trucks Racing Team
Martin Pina Gonz Espanha 28/05/1969 MAN 525-S
Paulo Fiuza Portugal 19/04/1975
517 Yoshimasa Sugawara Japão 31/05/1941 Hino Team Sugawara
Ahito Sakurai Japão 21/03/1981 Hino 500 Series
518 Andrey Karginov Rússia 23/02/1976 KAMAZ-Master
Igor Leonov Rússia 23/08/1974 Kamaz 43509
Andrey Mokeev Rússia 12/12/1972
519 Aleksandr Vasilev Bielorussia 17/01/1966 MAz-Sportauto
Dzmitry Vikhrenka Bielorussia 23/03/1975 MAZ 5309RR
Anton Zaparoshc Bielorussia 06/01/1986
520 Mathias Behringer Alemanha 21/09/1973 South Racing
Stefan Henken Alemanha 14/06/1981 MAN SX
Sean Berriman Africa do Sul 17/01/1992
521 Jordi Juvanteny Espanha 06/04/1960 Epsilon
Jose Luis Criado Espanha 28/07/1957 MAN TGA 26.480
Xavier Domenech Espanha 20/06/1962
522 Gerrit Zuurmond Holanda 20/11/1962 Rainbow Truck Team
Klaas Kwakkel Holanda 09/11/1974 MAN H51
Jasper Riezebos Holanda 10/01/1994
523 Peter Van Delm Bélgica 31/08/1962 VDR Truck Racing Powered by Ford Otosan
Steven Vaesen Bélgica 24/02/1971 Ford CAR40
Kurt Keysers Bélgica 29/11/1967
524 Claudio Bellina Itália 21/07/1962 Italtrans
Bruno Gotti Itália 03/11/1961 Ginaf X2223
Giulio Minelli Itália 23/09/1963
525 William de Groot Holanda 27/08/1964 Team de Groot
Bem Van de Laar Holanda 26/09/1991 DAF FT XF105
Bert Van Valkenb Holanda 06/03/1971
528 Richard de Groot Holanda 07/07/1969 Firemen Dakar Team
Van den Elshout Raph Holanda 13/07/1986 DAF CF
Hulsebosch Jan Holanda 02/04/1963
529 Jose Martins Portugal 07/10/1967 Team Boucou
Jean-Jacques Martinez França 27/12/1958 DAF 75CF
Jordi Celma Obiols Espanha 20/07/1979
530 Yves Rutten Bélgica 10/05/1975 VDR Truck Racing Powered by Ford Otosan
Peter Convents Bélgica 04/01/1970 Ford CAR40
Christophe Franco Bélgica 18/02/1971
531 Janus van Kasteren Holanda 10/09/1986 Mammoet Rallysport
Frank van Hoof Holanda 27/01/1971 Renault Trucks K520
Erwin Van Den Bosch Holanda 25/07/1987
532 Ed Wigman Holanda 21/03/1964 Riward Dakar Team
Hendrik Elisabert Holanda 12/07/1962 MAN H51
Joel Ebbers Holanda 04/08/1978
533 Rafael Tibau Maynou Espanha 11/02/1953 Quadafons Trucks Racing Team
Philipp Beier Alemanha 13/02/1984 Man TGA-13
Rafael Tibau Roura Espanha 21/06/1992
534 Dave Berghmans Bélgica 29/09/1976 Overdrive Toyota
Bob Geens Bélgica 22/05/1976 Iveco Trakker
Damien Colin Bélgica 06/03/1990
535 Zsolt Darzsi Hungria 27/03/1969 PH-Sport
Geoffrey Thalgott França 29/12/1984 Man TGA
Fabien Catherine França 17/04/1990
536 Richard Gonzalez França 09/04/1962 Sodicars Racing
Jean-Philippe Salviat França 20/08/1965 DAF CF
Franck Maldonado França 09/06/1966
537 Michel Boucou França 16/01/1966 Team Boucou
Jean-François Cazeres França 06/08/1967 IVECO
Armando Loureiro Portugal 05/06/1967
538 Cesare Gianfranco Rickler del Mare Itália 18/03/1987 R TEAM
Dragos Razvan Buran Romênia 12/05/1973 Iveco Eurocargo
539 Filip Skrobanek República Tcheca 29/05/1991 MP-Sports
Radim Baculik República Tcheca 25/12/1977 MAN TGA
Petr Lesak República Tcheca 28/07/1974
540 Jordi Ginesta Romênia 03/01/1959 Team Boucou
Frances Ester Fernandez Espanha 01/01/1980 MAN TGA
Marc Dardaillon França 16/09/1969
541 Ahmed Benbekhti Argélia 24/07/1965 Easy Rally
Samir Benekhti Argélia 08/09/1974 MAN TGA
Ramzi Osmani Argélia 14/07/1975
542 Sylvian Besnard França 10/12/1965 Team SSP
Sylvian Laliche França 22/01/1980 MAN TGA114
Florence Derouce França 23/07/1966

Verstappen repete vitória no México e Hamilton conquista o campeonato após o 4ºlugar.

Max Verstappen Repetiu a dose do ano passado e conquistou ontem a sua 5ªVitória da Carreira e a segunda no México. Uma atuação impecável que o coloca na disputa pelo 3ºlugar no Mundial de Pilotos. Max comandou a Festa com DJ, Já Lewis Hamilton foi o outro grande vencedor da prova. Precisando somente de um 7ºlugar, O piloto inglês fez uma corrida apagada, Mas que foi o suficiente para terminar em 4ºlugar e o título pela 5ªVez em sua Carreira.

Na largada, Quem largou mal foi Daniel Ricciardo. Hamilton se aproveitou disso e foi para cima do piloto Australiano. Porém quem passou para a liderança foi Max Verstappen que fez grande largada e assumiu a liderança. Com Hamilton em segundo, Ricciardo em 3º, Vettel em 4º recuperando na chicane a posição em cima de Bottas. Raikkonen caiu para o 7ºlugar, Sendo superado pelo espanhol Carlos Sainz jr. Atingidos na primeira volta, Ocon e Hartley foram para os boxes. O Francês acabou trocando os bico do seu carro além dos pneus.

Na segunda volta, Raikkonen ultrapassa Sainz jr. Tomando o 6ºlugar. Fernando Alonso com problemas abandona a prova, Ele acabou pegando um pedaço do carro do Ocon que ficou preso ao assoalho e essa peça danificou o carro.

Verstappen nas primeiras voltas abriu vantagem sobre Hamilton que não precisava vencer para ser o campeão, Daniel Ricciardo vinha se aproximando do virtual campeão mundial . Enquanto que Bottas e Raikkonen se distanciavam de Sainz e dos outros pilotos do Grupo intermediário.

Na 12ªVolta, Hamilton reclamando dos pneus acabou indo para a sua primeira parada, Também foi para a parada seu companheiro de equipe. Tanto para Lewis como para Bottas o trabalho foi muito bem feito. Na volta seguinte foi à vez de Verstappen e de Ricciardo pararem para suas primeiras paradas. Vettel e Raikkonen assumiram os 2 primeiros lugares.

Raikkonen e Vettel continua. Na mesma volta, Perez ultrapassa Ericsson e ganha o 7ºlugar, Fazendo a alegria da torcida Mexicana. Raikkonen vinha à frente de Hamilton e Ricciardo, Podendo ajudar Vettel ao segurar ambos. Com os pneus gastos, Raikkonen foi para a parada na 17ªVolta e o piloto Alemão para na volta seguinte. Com as paradas, Verstappen era o líder com Hamilton, Riccardo, Vettel, Bottas e Raikkonen. Ou seja, nada mudou desde das primeiras voltas. Sergio Perez continuava na pista enquanto os outros pilotos pararam, O Mexicano queria fazer só uma parada.

A prova prosseguia. Verstappen continuava disparado na frente, Ricciardo tenta se aproximar do Hamilton querendo a dobradinha da Red Bull. Vettel em 4ºlugar começava a chegar na briga. Na 31ªVolta, Carlos Sainz jr. teve problemas de suspensão e acabou tendo de deixar a prova.

O Safety Car foi acionado, Vettel estava perto de Ricciardo, Na relargada ele perdeu contato para Ricciardo. Com isso o piloto da Ferrari teve que se reaproximar do piloto Australiano, O Alemão partia para o tudo ou nada para tentar a vitória. Na 34ªVolta, Vettel usa o vácuo e o DRS para ultrapassar o piloto da Red Bull, Ganhando o 3ºlugar.

Perez na volta seguinte passou por fora Charles Leclerc, A corrida do piloto Mexicano anima os torcedores na arquibancada.

Vettel partiu para cima de Hamilton com tudo, Na 39ªVolta ele ataca o líder do campeonato que não resistiu. Afinal era ele que precisava da vitória e mesmo assim o Inglês seria campeão com o resultado que ele estava naquele momento. A diferença entre o 6ºlugar (Raikkonen) para o Nico Hulkenberg que estava em 7ºlugar, era de 1 minuto e 10 segundo. Isso com um pouco mais de 30 voltas para o final da prova. Impressionante a gritante vantagem das 3 equipes grandes para o resto do pelotão.

Na volta 41, Sergio Perez abandona a prova. Os freios do carro da Force India acabaram e o Mexícano deixa a prova.  É a primeira vez que o piloto de casa não chegou ao final da prova. Os torcedores ficaram tristes com desfecho da prova do Chevo.

Enquanto Vettel tentou tirar os 10 segundos de vantagem para cima do Verstappen. Hamilton estava sofrendo com seus pneus. Ele foi pressionado pelo Daniel Ricciardo, Tanto é que na volta 47, O piloto da Mercedes não consegue fazer a curva do final da reta e vai para a grama. Enquanto Ricciardo ganhou o terceiro lugar, Os pneus de Hamilton estavam na lona. A Mercedes se preveniu e acabou fazendo a segunda troca de pneus na volta seguinte. Tava na cara que era pura precaução para se evitar uma quebra da Mercedes de Lewis Hamilton.

Na volta 48 Bottas e Vettel pararam. O piloto Finlandês sofria também com os pneus, Tanto que ele ao defender posição da pressão de Kimi Raikkonen ele acabou saindo da pista e indo para a brita no mesmo final de reta, A Mercedes em geral vinha sofrendo com os pneus.

Verstappen também fez a parada nos boxes assim como Kimi Raikkonen. Porém Daniel Ricciardo arrisca tudo em se manter na pista para fazer só uma parada até o final da prova. Vettel foi com tudo para cima de Ricciardo. Parecia que o destino era mesmo que o piloto da Ferrari voasse para cima do Australiano, Mas o que se viu foi o piloto da Red Bull fazendo volta mais rápida e abrindo diferença.

Na Volta 63, Uma reviravolta: Motor acaba deixando Daniel Ricciardo na mão. Foi o 7ºabandono do ano para ele. Novamente o Safety Car Virtual entrou na pista para a retirada do carro do Australiano. Não tem como ele dar sorrisos com um final de ano tão problemático como esse.

Nas voltas finais, Os carro das Haas sofriam com os pneus, Chegando a virar 6, 7 segundos mais lento do que os carro da frente. Os pneus foram um sério problema no Circuito de Hermanos Rodriguez.

Verstappen dominou a prova e assim como no ano passado, Conquistou a vitória. Que deu de vez o pentacampeonato para Lewis Hamilton. O piloto Holandês conquistou sua 5ªvitória na sua carreira e 2ª da temporada, A Red Bull superou as deficiências do motor com um carro muito bom na baixa aderência.

O pódio foi completada pelo Sebastian Vettel, Que lutou com todas as forças para manter a disputa pelo campeonato vivo, O 2ºlugar serve como consolo pela luta que teve o alemão. Kimi Raikkonen completou o pódio em 3ºlugar.

Lewis Hamilton, Em uma corrida estranha para a Mercedes pelo desgaste dos pneus ficou em 4ºlugar, Mas isso era o suficiente para que Hamilton conquistasse seu 5ºtítulo de sua carreira. Se juntando a Juan Manuel Fangio e só ficando atrás de Michael Schumacher no número de campeonatos Mundial de Formula 1, escrevendo mais um capitulo da riquíssima história da sua carreira.

Apesar de não ter ido para o pódio, O inglês fez sua festa, Inclusive com uma placa dourada ao parar seu carro no estádio.

Seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas ficou em 5ºlugar, a 1 volta do vencedor.

O Alemão Nico Hulkenberg foi o melhor do resto, ele levou seu carro da Renault para o 6ºlugar e deu um importante passo para o 7ºlugar do Mundial de Pilotos. Charles Leclerc levou de novo a Sauber para um grande resultado com o 7ºlugar de hoje.

Stoffel Vandoorne após 14 corridas sem pontuar, acabou em 8º. Seu melhor resultado do ano para o Belga que deixa a categoria ao final da temporada. Na mesma situação de não ter Cockpit em 2019 esta Marcus Ericsson, Que levou a segunda Sauber para o 9ºlugar e ajudou a Sauber a ultrapassar a Toro Rosso na disputa do 8ºlugar do Mundial de Construtores.

Pierre Gasly fez uma bela prova de recuperação e foi recompensado com o 10ºlugar, fechando a zona de pontuação. Esteban Ocon que se envolveu em dois lances que acabou danificando seu carro acabou de fora dos pontos, A Racing Point Force India pode ter perdido a chance de passar a Mclaren no mundial de Construtores com esse resultado de hoje. Lance Stroll em 12º e Sergei Sirotkin em 13º levaram a Williams a posições acima do que se esperava. Ambos Superaram a Brendon Hartley que ficou em 14ºlugar. Certamente isso não ajudou em nada na sua luta para se manter na Toro Rosso e na Formula 1.

Agora, Fim de semana para a Haas esquecer, Seus dois pilotos no final sofreram com o desempenho dos pneus, Kevin Magnussen e Romain Grosjean ficaram nas últimas posições na Classificação Geral da prova. (Dos pilotos que terminaram a prova)

Parabéns a Lewis Hamilton pelo seu 5ºtítulo Mundial de Formula 1. Um dos maiores pilotos da História do Automobilismo Mundial.

Logo mais vou falar sobre o GP do Brasil e do que nós vamos fazer nesse evento.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Resultado final do GP do México de Formula 1
19ªEtapa do Campeonato de 2018

Pos Piloto Equipe Chassis Motor Voltas Tempo Grid
1 33 Max Verstappen Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 71 1:38:28.851 2
2 5 Sebastian Vettel Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 71 a 17.316s 4
3 7 Kimi Räikkönen Ferrari SF71H Ferrari 062 EVO 71 a 49.914s 6
4 44 Lewis Hamilton Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 71 a 1:18.738s 3
5 77 Valtteri Bottas Mercedes F1 W09 EQ Power+ Mercedes M09 EQ Power+ 70 a 1 volta 5
6 27 Nico Hulkenberg Renault R.S.18 Renault R.E.18 69 a 2 voltas 7
7 16 Charles Leclerc Sauber C37 Ferrari 062 EVO 69 a 2 voltas 9
8 2 Stoffel Vandoorne McLaren MCL33 Renault R.E.18 69 a 2 voltas 15
9 9 Marcus Ericsson Sauber C37 Ferrari 062 EVO 69 a 2 voltas 10
10 10 Pierre Gasly Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 69 a 2 voltas 20
11 31 Esteban Ocon Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 69 a 2 voltas 11
12 18 Lance Stroll Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 69 a 2 voltas 17
13 35 Sergey Sirotkin Williams FW41 Mercedes M09 EQ Power+ 69 a 2 voltas 19
14 28 Brendon Hartley Scuderia Toro Rosso STR13 Honda RA618H 69 a 2 voltas 14
15 20 Kevin Magnussen Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 69 a 2 voltas 16
16 8 Romain Grosjean Haas VF-18 Ferrari 062 EVO 68 a 3 voltas 18
3 Daniel Ricciardo Red Bull Racing RB14 TAG Heuer 61 Hidralico 1
11 Sergio Perez Force India VJM11 Mercedes M09 EQ Power+ 38 Freios 13
55 Carlos Sainz Renault R.S.18 Renault R.E.18 28 Elétrico 8
14 Fernando Alonso McLaren MCL33 Renault R.E.18 3 acidente 12

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Red Bull/Ferrari/Mercedes/Renault/Force India/Sauber/Toro Rosso