Formula 2 – Round 2 – GP da Estíria

Etapa realizada no último final de semana. A segunda batalha pelo campeonato e por um lugar na Formula 1 em 2021.

Na classificação na sexta-feira estava sol e com o tempo seco. Era o segundo final de semana no circuito da Áustria. A Classificação começa com os pilotos da Carlin sendo os primeiros a entrarem na pista. Depois, todos os outros foram atrás deles, com exceção os dois pilotos da Prema que vinham com uma estratégia diferente.

Com as tradicionais 3 voltas de aquecimento, o treino começou pra valer. Tanto Tsunoda com 1:15.132 como Daruvala com 1:15.412 fizeram belas voltas e ficaram na frente, até que Guanyu Zhou detonou o tempo da concorrência, com 1:14.933. Seu companheiro de equipe Callum Ilott acabou marcando o 4ºtempo, 15 milésimos atrás do inglês Jake Aitken.

Tudo mundo deu uma aliviada para tentarem uma nova volta. O japonês Yuki Tsunoda fez bela volta a 21 minutos do final, passando para a ponta com 1:14.803. O indiano Jehan Daruvala fez uma boa volta e subiu do 7º para o 3ºlugar. Quem surpreendeu foi Marino Sato que marcou uma boa volta com o carro da Trident e vinha em uma posição bastante aceitável no Top 10. Nikita Mazepin fez uma boa volta, mas por ter passado do limite da pista a volta acabou sendo anulada.

Depois de um terço da classificação, Tsunoda vinha com a pole, seguido de Callum Ilott, Guanyu Zhou, Luca Ghiotto, Jehan Daruvala, Christian Lundgaard, Marino Sato, Jake Aitken, Roy Nissany e Felipe Drugovich completando os 10 primeiros colocados. Enquanto os 20 pilotos foram para os boxes, Mick Schumacher e Robert Shwartzman foram para a pista para realizarem suas voltas rápidas. Na primeira volta, Schumacher não foi muito bem, mas Shwartzman marcou uma bela volta e passou para a sexta posição.  Na volta seguinte, o filho de Michael Schumacher deu uma boa subida, passando da 19ª para a 12ªposição. Já o campeão da Formula 3 do ano passado subiu do 6º para o 5ºlugar.

A tática da equipe Prema funcionou, mas ambos precisavam ir para a pista nos minutos finais se quisessem melhorar suas marcas e subirem na classificação. A um pouco mais de 10 minutos do final, os pilotos voltaram para a pista com o objetivo de tirar Tsunoda da primeira posição.

Depois das voltas de apresentação, Todo mundo partiu para as últimas tentativas de volta rápida. Giuliano Alesi  melhorou seu tempo, mas só subiu do 21º para o 19ºlugar. estava muito longe da briga o piloto da HWA. Christian Lundgaard ameaçou melhorar, mas teve um terceiro setor muito ruim e não saiu do 7ºlugar. Zhou vinha em brilhante volta, mas o Chinês foi atrapalhado e sua volta foi para o saco.

A 1 minuto e 20 segundos do final, Aitken fez 1:14.976, subindo do 9º para o 5ºlugar. Ilott e Zhou também melhoraram e o Chinês subiu para a segunda posição, com o 3ºmelhor setor da classificação.

Fim de papo, Tsunoda da equipe Carlin conquistou a pole position. Sua volta na primeira metade da classificação não foi superada até o final dos 30 minutos. Algo que raramente acontece na Formula 2. Guanyu Zhou da Uni-Virtuosi vai dividir a primeira fila com o Japonês. Na segunda fila largam o inglês Callum Ilott da Uni-virtuosi e o italiano Luca Ghiotto da novata Hitech, um bom trabalho de um dos pilotos mais experientes da categoria. Jack Aitken da Campos Racing e Robert Shwartzman da Prema dividem a 3ªfila. Completando os 10 primeiros colocados ficaram Jehan Daruvala da Carlin, Christian Lundgaard da ART Grand Prix, Mick Schumacher da Prema e Felipe Drugovich da MP motorsport.

Os 10 primeiros colocados ficaram separados por apenas 386 milésimos. O fato negativo da classificação foi o péssimo desempenho de Guilherme Samaia que ficou a 1.4 segundos do pole e foi o único a tomar mais de 1 segundo de Tsunoda, pior, tomou meio segundo do penúltimo colocado Giuliano Alesi.

Grid de Largada:

pospilotoEquipeTemponºVoltas
17 Yuki Tsunoda Carlin1:14.80314
23 Guanyu Zhou UNI-Virtuosi Racing1:14.84114
34 Callum Ilott UNI-Virtuosi Racing1:14.88814
425 Luca Ghiotto Hitech Grand Prix1:14.97414
59 Jack Aitken Campos Racing1:14.97614
621 Robert Shwartzman Prema Racing1:14.97813
78 Jehan Daruvala Carlin1:15.06314
86 Christian Lundgaard ART Grand Prix1:15.09914
920 Mick Schumacher Prema Racing1:15.14113
1015 Felipe Drugovich MP Motorsport1:15.18914
1123 Marino Sato Trident1:15.23014
125 Marcus Armstrong ART Grand Prix1:15.26514
1322 Roy Nissany Trident1:15.27414
1414 Nobuharu Matsushita MP Motorsport1:15.30414
152 Dan Ticktum DAMS1:15.30514
161 Sean Gelael DAMS1:15.33214
1712 Pedro Piquet Charouz Racing System1:15.39914
1811 Louis Delétraz Charouz Racing System1:15.49014
1924 Nikita Mazepin Hitech Grand Prix1:15.52814
2016 Artem Markelov BWT HWA Racelab1:15.68114
2117 Giuliano Alesi BWT HWA Racelab1:15.72114
2210 Guilherme Samaia Campos Racing1:16.28714

Diferente da sexta-feira, a prova longa do sábado foi debaixo de um temporal. Antes da largada, já na volta de ida para o grid, Artem Markelov acabou indo para a brita e se quiser largou para a corrida. Com 21 pilotos a prova iria começar com o Safety Car na pista, mas com a chuva e as péssimas condições de pista a prova foi suspensa até que se tivesse condições para realizarem as 36 voltas da prova longa do GP da Estíria.

Foram longos 50 minutos de uma programação já atrasada por causa do atraso da classificação da Formula 1, Os pilotos voltaram para a pista, com o Safety Car a frente deles e com as voltas contando a partir daquele momento.

Com a pista em melhor estado, depois de 4 voltas o carro de segurança sai da pista e a 3ªEtapa do campeonato da Formula 2 finalmente começou. Tsunoda manteve a liderança com Zhou, Ilott, Aitken e Shwartzman completando os 5 primeiros colocados. Ghiotto escapou na curva 9 perdendo posições. Na volta seguinte, o italiano superou Shwartzman, recuperando o 5ºlugar, curvas depois, Lundgaard se empolgou e também ganhou posição. O piloto da Prema caiu para a 7ªposição.

Tsunoda conseguia enchegar a pista, tinha pista livre. Já Guanyu Zhou em 2º enchegava razoavelmente, mas a partir do Ilott em diante, não enxergava praticamente nada. Só as luzes dos carros (luzes por trás) fazia não acontecer vários acidentes.

A se destacar o belo inicio de prova do dinamarquês Christian Lundgaard que superou Luca Ghiotto e marcou a melhor volta da prova. Um piloto rapidíssimo que fazia sua 3ªrodada dupla da Formula 2. Enquanto isso, Alesi, Ticknum e Pedro Piquet foram os primeiros a pararam nos boxes para a parada obrigatória.

Na 9ªVolta, Marino Sato acaba perdendo a trajetória da curva e Gelael tentou tomar a 11ªposição do piloto da Trident. Enquanto Deletraz tinha dificuldade de sair dos boxes após sua parada, Lundgaard estava colocando pressão em cima de Jack Aitken. A ultrapassagem era uma questão de tempo. Ghiotto e Shwartzman acompanhavam o piloto dinamarquês e brigavam pelo 6ºlugar. Mais atrás, Daruvala sofria pressão de Schumacher, mas o alemão não poderia se descuidar, atrás vinha o brasileiro Felipe Drugovich da MP motorsport.

Na 13ªVolta, Lundgaard e Ghiotto seguraram no braço para não rodarem. Shwartzman foi para cima de Ghiotto e acabou ganhando a 6ªposição, depois de algumas boas curvas de disputa com o piloto italiano.

Na 15ªVolta, Aitken deu bobeira e Lundgaard partiu para cima do inglês e acabou conquistando a 4ªposição, numa batalha que durou algumas curvas. Aitken ainda foi superado por Shwartzman e logo depois se encaminhou para sua parada nos boxes. Naquele momento da prova, Lundgaard já não era mais o melhor piloto da pista e sim Robert Schwartzman da Prema. Tsunoda continuava na frente, com Zhou e Ilott segundo o piloto da Carlin.

Quem sofria na pista era o brasileiro Felipe Drugovich, os seus freios estavam incandescentes mesmo na chuva, mesmo assim, ele tentava resistir na pista. Até que na 18ªvolta, Drugovich foi para sua troca. Ao tirar os pneus usados deu para ver o quanto estava quente os discos de freios, a parada foi totalmente prejudicada e o piloto perdeu muito tempo. Prejuízo total para o vencedor da corrida curta da semana passada.

Após a metade da prova, Tsunoda que era o líder, Zhou, Ilott, Lundgaard, Matsushita, Mazepin e Nissany ainda não tinham feito à troca de pneus obrigatória. O primeiro piloto dos que pararam era Jack Aitken, que vinha a 41.7 segundos da liderança. Na 21ªVolta, Lundgaard foi para a parada, voltou 3 segundos atrás de Aitken.

A 15 voltas do final, Zhou e Shwartzman foram para os boxes, voltando a frente do piloto principal da Campos Racing. Na volta seguinte (23ªVolta), foi à vez da parada de Ilott, que voltou a frente de Shwartzman, que não se contentou e foi para cima de Calum Ilott, o piloto da Prema colocou por fora na curva 4 para que na curva seguinte ficasse por dentro para executar a ultrapassagem com perfeição. Mais atrás, Lundgaard passou Aitken ganhando mais uma posição.

Na 25ªVolta, Marcus Armstrong foi com tudo para cima de Ghiotto, enquanto isso, Giuliano Alesi acabou punido em 5 segundos por exceder o limite de velocidade nos boxes. Na mesma volta, Zhou e Shwartzman passaram por Nissany (Que não tinha parado). Vendo que a sua diferença sobre os dois estava em 34 segundos, Yuki Tsunoda precisava ir para a troca de pneus de imediato e foi isso que o piloto da Carlin fez na 26ªVolta.

Essa parada não foi boa, Tsunoda caiu para o 4ºlugar e lutou muito para ficar a frente de Roy Nissany. Agora era partir para tentar recuperar a ponta. Que estava nas mãos de Zhou, mas que seria pressionado e ultrapassado por Robert Shwartzman. O russo passou para a liderança após a parada de Nobuharu Matsushita (último piloto a ter feito a parada obrigatória).

Tsunoda foi para cima de Ilott na volta 29, depois partiu para cima de Zhou superando ambos os pilotos da Uni-Virtuosi passando para o segundo lugar. O Japonês tinha ritmo para chegar e passar o campeão da Formula 3 de 2019. Enquanto isso, Armstrong passou para o 7ºlugar, superando Jake Aitken.

Christian Lundgaard foi para cima de Callum Ilott, mas foi de forma aforbada e acabou com isso indo para a brita na curva 7. Dessa forma, o dinamarquês perdeu posição para Mick Schumacher e quase perdeu posição para seu companheiro de equipe Marcus Armstrong. Outro que foi para a caixa de brita foi Jehan Daruvala, que ainda não se achou na Formula 2.

Tsunoda foi para cima de Shwartzman, mas ao contraio do que se imaginava, O Russo segurou a liderança até o final, vencendo pela primeira vez na Formula 2. Após dominar a corrida, Yuki Tsunoda acabou ficando frustrado com a segunda posição, um grande resultado, mas que poderia ter sido sua primeira vitória na categoria. Shwartzman teve muitos méritos pela vitória e não se deve tirar esse méritos do piloto da Prema. O pódio foi completado pelo Chinês Guanyu Zhou da Uni-virtuosi, que no final segurou o 3ºlugar da pressão de Mick Schumacher que chegou em 4ºlugar superando Callum Ilott.

Christian Lundgaard mesmo com o erro na parte final ainda ficou com o 6ºlugar. Marcus Armstrong da ART passou para o 7ºlugar e o inglês Dan Ticktum(DAMS) vai largar na pole position da prova curta ao completar a corrida longa em uma digna 8ªposição. Completaram a zona de pontuação: Jake Aitken da Campos e Sean Gelael da DAMS.

Resultado final da 3ªEtapa da Formula 2
GP da Estíria – 36 Voltas

pospilotoEquipeTempoMelhor Voltanº da Volta
121 Robert Shwartzman Prema Racing56:32.8401:27.47224
27 Yuki Tsunoda Carlina 1.5121:27.45731
33 Guanyu Zhou UNI-Virtuosi Racinga 18.2281:27.95823
420 Mick Schumacher Prema Racinga 18.3671:28.59531
54 Callum Ilott UNI-Virtuosi Racinga 20.7661:28.03625
66 Christian Lundgaard ART Grand Prixa 22.2711:27.84324
75 Marcus Armstrong ART Grand Prixa 24.7101:28.44920
82 Dan Ticktum DAMSa 28.8511:28.46436
99 Jack Aitken Campos Racinga 31.7381:29.03519
101 Sean Gelael DAMSa 32.1021:28.47333
1125 Luca Ghiotto Hitech Grand Prixa 33.0121:28.73117
128 Jehan Daruvala Carlina 35.4301:28.69319
1315 Felipe Drugovich MP Motorsporta 38.9631:28.94122
1424 Nikita Mazepin Hitech Grand Prixa 42.9781:27.84228
1522 Roy Nissany Tridenta 53.1221:27.03030
1623 Marino Sato Tridenta 54.2921:28.86522
1714 Nobuharu Matsushita MP Motorsporta 54.6591:27.37132
1812 Pedro Piquet Charouz Racing System1:02.4811:29.24131
1911 Louis Delétraz Charouz Racing System1:11.4981:28.99734
2010 Guilherme Samaia Campos Racinga 1 Volta1:30.06533
2117 Giuliano Alesi BWT HWA Racelaba 1 Volta1:30.05023
2216 Artem Markelov BWT HWA RacelabNão largou

Grid de Largada
GP da Estíria – 4ªEtapa da Formula 2

pospilotoEquipe
12Dan TicktumDAMS
25Marcus ArmstrongART Grand Prix
36Christian LundgaardART Grand Prix
44Callum Ilott UNI-Virtuosi Racing
520Mick SchumacherPrema Racing
63Guanyu Zhou UNI-Virtuosi Racing
77Yuki TsunodaCarlin
821Robert ShwartzmanPrema Racing
99Jack AitkenCampos Racing
101Sean GelaelDAMS
1125Luca GhiottoHitech Grand Prix
128Jehan DaruvalaCarlin
1315Felipe DrugovichMP Motorsport
1424Nikita MazepinHitech Grand Prix
1522Roy NissanyTrident
1623Marino SatoTrident
1714Nobuharu MatsushitaMP Motorsport
1812Pedro PiquetCharouz Racing System
1911Louis DelétrazCharouz Racing System
2010Guilherme SamaiaCampos Racing
2117Giuliano AlesiBWT HWA RACELAB
2216Artem MarkelovBWT HWA RACELAB

No dia seguinte ao dilúvio, um belo dia de sol para a disputa da prova curta do final de semana. Na largada da segunda prova, Dan Ticktum da DAMS manteve a liderança, Lundgaard acabou superando Armstrong e passou para o segundo lugar, Depois, o Dinamarquês foi para cima de Ticktum. Porém, o Safety Car virtual foi acionado, Já que o vencedor da prova de sábado, Robert Shwartzman rodou e acabou deixando a prova.

Após a retirada do carro do russo, a corrida recomeça no final da segunda volta, Ticktum tentou disparar na frente, mas Lundgaard foi para cima do inglês, colando no piloto da DAMS. Armstrong, Schumacher e Zhou completavam os 5 primeiros lugares.

Na 4ªVolta, Lundgaard superou Ticktum e assumiu a liderança. Melhor que isso foi que o piloto da ART Grand Prix fez por duas voltas seguidas a melhor volta da prova. Tsunoda em 7º, vinha segurando posição da pressão que Gelael,  Aitken e Mazepin estavam exercendo no japonês.

Armstrong decidido a brigar pela vitória com seu companheiro de equipe vai para cima de Ticktum, mas precisava se cuidar com Mick Schumacher e Guanyu Zhou.

Na 10ªVolta, Tsunoda sofre uma quebra de Rolamento e acabou deixando a prova. O israelita Roy Nissany foi para os boxes colocar pneus novos. Isso por que ele deu uma fritada que comprometeu os pneus (Se é que esses pneus já não estavam comprometidos).

Na 12ªVolta, Mick Schumacher superou Marcus Armstrong e subiu para a 3ªposição, mas 1 volta depois. O piloto da Prema teve problemas com a explosão de um extintor de incêndio e acabou indo para os boxes e abandona a prova. Uma pena. Pois tinha tudo para ganhar pelo menos o pódio.

Aitken lidera o segundo grupo, com 1 segundo de frente para Gelael, Mazepin, Daruvala e Ghiotto. 5 pilotos disputando os 3 últimos lugares da zona de pontuação. A corrida a partir dai se acalmou muito lá na frente. Lundgaard vinha na liderança, com boa vantagem para Ticktum, Armstrong, Zhou e Ilott. A 6 voltas do final, Deletraz superou Drugovich e passou para a 12ªposição.

Nas voltas finais, Lundgaard só administrou para vencer pela primeira vez na Formula 2. A terceira vitória de piloto novato em 4 corridas. A renovação da categoria até agora mostra que os novatos estão mandando muito bem (A maioria deles). O também novato Dan Ticktum conseguiu a segunda posição, levando mais um pódio na prova de Domingo.

Marcus Armstrong foi levemente pressionado pelos pilotos da Uni-Virtuosi, mas terminou com o 3ºlugar, subindo ao pódio. Zhou e Ilott ficaram com o 4º e 5ºlugares. Completando a zona de pontuação os pilotos Jake Aitken da Campos, Sean Gelael da DAMS e Nikita Mazepin da Hitech.

Ao final de duas provas, mesmo rodando na primeira volta, o russo Robert Shwartzman é o líder do campeonato com 48 pontos, 5 pontos atrás vem Christian Lundgaard e Callum Ilott dividindo a vice-líderança. Dan Ticktum com 36 e Marcus Armstrong com 34 completam os 5 primeiros lugares. Nesse final de semana vamos ter a 3ªrodada dupla da Formula 2. Dessa vez num cenário diferente. O circuito de Hungaroring, onde teremos o final de semana do GP da Hungria de Formula 1, Formula 2 e Formula 3.

Fotos:

Resultado final da 4ªEtapa da Formula 2
GP da Estíria – 28 Voltas

pospilotoEquipeTempoMelhor Voltanº da Volta
16 Christian Lundgaard ART Grand Prix36:51.5821:16.9005
22 Dan Ticktum DAMSa 2.0631:17.06515
35 Marcus Armstrong ART Grand Prixa 10.2261:17.0335
43 Guanyu Zhou UNI-Virtuosi Racinga 10.9441:17.32926
54 Callum Ilott UNI-Virtuosi Racinga 11.5341:17.15426
69 Jack Aitken Campos Racinga 20.4581:17.47828
71 Sean Gelael DAMSa 22.9551:17.5317
824 Nikita Mazepin Hitech Grand Prixa 23.6321:17.58412
98 Jehan Daruvala Carlina 24.1801:17.6158
1025 Luca Ghiotto Hitech Grand Prixa 27.7701:17.60810
1114 Nobuharu Matsushita MP Motorsporta 28.3921:17.56723
1211 Louis Delétraz Charouz Racing Systema 29.2471:17.42318
1315 Felipe Drugovich MP Motorsporta 32.7701:17.74927
1412 Pedro Piquet Charouz Racing Systema 34.1131:17.83921
1517 Giuliano Alesi BWT HWA Racelaba 41.8211:17.37328
1616 Artem Markelov BWT HWA Racelaba 49.2401:18.1668
1710 Guilherme Samaia Campos Racinga 50.8181:18.04426
1822 Roy Nissany Tridenta 1:11.3111:16.41925
1920 Mick Schumacher Prema Racinga 15 Voltas1:17.18112
207Yuki TsunodaCarlina 19 Voltas1:17.6917
2123Marino SatoTridenta 27 Voltas 
2221Robert ShwartzmanPrema Racinga 28 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: Carlin/Prema/ART/Carlin/Uni-Virtuosi/Campos/racemotor.com.br

MotoGP na Áustria – Dovizioso repete 2017, ultrapassa Marquez e conquista a vitória em Spielberg

Joan Mir não iria para a corrida, Eram 21 pilotos para a prova. Na repescagem, Os favoritos eram Cal Crutchlow, Franco Morbidelli, Francesco Bagnaia e Johann Zarco. Todo mundo vai para a pista para buscar essas duas vagas. Na primeira tentativa, muitos pilotos não fizeram uma tentativa pra valer. Zarco e Shayrin estavam nos dois primeiros lugares. A 10 minutos do final, Crutchlow começou a mostrar suas cartas, O Britânico marcou 1:24.389, Colocando quase meio décimo de frente para Miguel Oliveira.

Francesco Bagnaia antes da metade da classificação, foi fazer uma grande volta e colocou sua Ducati de 2018 da Pramac na frente, Superando o tempo de Crutchlow, Com 1:24.298. A diferença entre os dois era de 37 milésimos entre eles. Esteve Rabat da Avintia vinha em uma boa terceira posição. Que vinha mal era Franco Morbidelli, o piloto da Petronas era o 4ºlugar.

A 5 minutos e 40 segundos do final, A maioria dos pilotos foram para a pista, tentando destronar Bagnaia e Crutchlow das vagas. Os últimos pilotos a saírem dos boxes foram: Zarco, Bagnaia e Crutchlow…

… Rabat Morbidelli e Iannone melhoraram seus treinos e ficaram perto da classificação, Em 3º, 4º e 5ºlugares. Quem foi muito mal foi Stefan Bradl que não melhorou em nada seu tempo e continua nas últimas posições. Franco Morbidelli conseguiu passar para o segundo lugar, Nenhuma surpresa até ai, Mas Quem surpreendeu mesmo foi Miguel Oliveira da Tech 3, Que meteu um 1:24.130 e passou para a ponta. Superando Bagnaia, Morbidelli e Crutchlow.

Crutchlow tinha a sua situação complicada, ele só tinha uma única volta para entrar no Q2. E a volta foi perfeita, O Britânico da LCR Honda garantiu o primeiro lugar, Com 1:23.829, O outro classificado foi Francesco Bagnaia que marcou 1:23.928.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
135Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHonda1’23.829
263Francesco BagnaiaPramac RacingDucati1’23.928
388Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTM1’24.130
421Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.270
553Tito RaatReale Avintia RacingDucati1’24.389
65Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTM1’24.392
717Karel AbrahamReale Avintia RacingDucati1’24.423
829Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniAprilia1’24.526
941Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniAprilia1’24.749
1055Hafizh SyarhinRed Bull KTM Tech 3KTM1’24.759
116Stefan BradlRepsol Honda TeamHonda1’25.020

Antes do Q2. Três pilotos estavam esperando começar a classificação: Pol Espargaró, Marevick Viñales e Alex Rins. Era evidente a ansiedade dos pilotos para disputarem a pole position. Na primeira volta, Marevick Viñales começou na frente, Com 11:55 para o final da classificação. Com Rins, Pol e Rossi logo a seguir. Isso antes do Marquez fazer sua volta voadora. Nas três primeiras parciais  ele foi o mais rápido, Mas no final acabou perdendo para Viñales, Ficando com o segundo tempo por 30 milésimos de diferença.

Não satisfeito, Viñales foi para uma nova volta e melhorou seu tempo para 1:23.628, Com Valentino Rossi melhorando seu tempo também para o segundo lugar a 10 minutos do final. O Formiga Atômica acabou com a brincadeira, O piloto da Honda estraçalhou a concorrência com 1:23.359 passando para a ponta. Rebaixando Viñales para o 2ºlugar e Quartararo subindo para o 3ºlugar.

Até a metade do treino, A Ducati não aparecia na classificação. Miller vinha em 4º, Dovizioso vinha em 6º. Estava longe de disputar a pole position. A uns 5 minutos do final, Os pilotos vão para a tentativa final, Viñales e Pol Espargaró já estavam fazendo suas tentativas finais, O piloto da KTM subiu para o 7ºlugar a 4 minutos do final.

Na parte final da classificação, Andrea Dovizioso resolveu aparecer, Com 1:23.638 o italiano acabou passando para o 3ºlugar, a 3 minutos do final. Viñales melhorou sua volta 20 segundos depois.

Marc Marquez acabou liquidando a fatura. Com 1:23.027, Ninguém tirou mais o primeiro lugar e a pole position de número 59 do espanhol na MotoGP. Essa pole acaba fazendo Marquez o recordista de pole position da história da categoria principal. A primeira fila vai ser completada pelo Fabio Quartararo da Yamaha e pelo Italiano Andrea Dovizioso da Ducati, Na última volta dos dois, quem levou a melhor foi o piloto da Petronas.

Na segunda fila, larga o Espanhol Marevick Viñales da Yamaha, O Italiano Francesco Bagnaia da Pramac, Uma boa surpresa dessa classificação (A melhor classificação do piloto Italiano) e Takaaki Nakagami, que em uma bela volta, colocou sua Honda de 2018 até a 2ªfila. Na frente de Cal Crutchlow com a moto de 2019 da LCR Honda. O Britânico larga em 9º, Logo atrás de Alex Rins da Suzuki e de Jack Miller da Pramac na 3ªfila.

Completando os 10 primeiros colocados: Valentino Rossi da Yamaha, Pol Espargaró da KTM e Danilo Petrucci que acaba sendo uma enorme decepção em relação as outras Ducatis, Principalmente da Ducati de Dovizioso.

Fotos:

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
193Marc MarquezRepsol Honda TeamHonda1’23.027
220Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamaha1’23.461
34Andrea DoviziosoDucati TeamDucati1’23.515
412Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’23.523
563Francesco BagnaiaPramac RacingDucati1’23.652
630Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHonda1’23.669
742Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzuki1’23.681
843Jack MillerPramac RacingDucati1’23.688
935Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHonda1’23.754
1046Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamaha1’23.817
1144Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTM1’23.866
129Danilo PetrucciDucati TeamDucati1’23.964
1388Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTM1’24.130
1421Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamaha1’24.270
1553Tito RaatReale Avintia RacingDucati1’24.389
165Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTM1’24.392
1717Karel AbrahamReale Avintia RacingDucati1’24.423
1829Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniAprilia1’24.526
1941Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniAprilia1’24.749
2055Hafizh SyarhinRed Bull KTM Tech 3KTM1’24.759
216Stefan BradlRepsol Honda TeamHonda1’25.020

Na Categoria principal, Tivemos mais uma épica corrida com um épico final entre Andrea Dovizioso e Marc Marquez. Na Largada em Spielberg, Marquez manteve a liderança e Dovizioso superou Quartararo assumindo a 2ªposição. O piloto da Ducati foi para cima do Formiga Atômica. Na terceira curva, Ambos deram uma bobeada e Quartararo passou a liderar a prova, Com Rins subindo para a segunda posição. Dovizioso caiu para o 3ºlugar e Marquez para o 5ºlugar.

No começo da segunda volta, Rins foi escalado pelo Dovizioso e Miller na reta dos boxes e completando a 3ªcurva foi Marquez que superou o piloto da Suzuki passando para o 4ºlugar. Já Crutchlow foi para o chão na segunda volta e atingiu Pol Espargaró, que teve de deixar a prova também.

No primeiro grupo tinha 5 pilotos: Quartararo, Dovizioso, Marquez, Miller e Rossi. O piloto da Honda Repsol ultrapassou Miller e assumiu o terceiro lugar.

Quartararo resistiu até a 6ªVolta, Quando Dovizioso superou o Francês e passou para a ponta. Marquez foi para cima também e apesar de toda a luta, Quartararo não conseguiu se manter a frente do líder do campeonato e caiu para o terceiro lugar.

O Formiga Atômica iria para cima de Dovizioso, Estava em busca da primeira vitória em Spielberg. Os dois começaram a se distanciar de Quartararo, Miller e Rossi que estavam acompanhando os primeiros colocados, Até que o piloto principal da Pramac foi para o chão, Fim de prova para Miller. Na entrada da 9ªVolta, Marquez superou Dovi e assumiu a liderança da prova, O principal piloto da Ducati tentava recuperar a ponta e a cada volta, Marquez e Dovizioso deixaram Quartararo e os outros para trás.

Viñales superou Rins e assumiu o 5ºlugar ao mesmo tempo que Marquez e Dovizioso disputavam a ponta da prova. Bagnaia, Nakagami, Oliveira e Petrucci completavam os Top 10.

Os dois pilotos que lideravam a prova estavam numa disputa em particular pela vitória, Marquez queria dar o troco da prova de 2017, Dovizioso queria manter a invencibilidade da Ducati na Áustria. A disputa se manteve assim até que a 9 voltas do final, Andrea Dovizioso passando Marc Marquez e voltando a liderança. Agora era o piloto da Ducati a estar na frente.

Quartararo vinham tranquila em 3ºlugar, Enquanto que Rossi começava a ver sua 4ªposição ameaçada por Viñales e Rins. Francesco Bagnaia em 7ºlugar e Miguel Oliveira em 8ºlugar estavam fazendo boas corridas, As melhores deles na MotoGP. Enquanto isso, Esteve Rabat foi para o chão no começo do terço final de prova.

Dovizioso conseguia segurar a pressão sobre Marquez, que não via uma brecha para passar o piloto da Ducati, Até que a 2 voltas e meia do final o Formiga Atômica superou Dovizioso e assume a liderança da prova. Parecia que Marquez iria conseguir quebrar da sequencia de vitórias da Ducati, Mas Dovi não desistiu e acreditou até a última volta que ele poderia vencer pela segunda vez em 2019, No caso dele foi na curva final…

… Ele vai lançado na curva 10, Faz a manobra de ultrapassagem da corrida, Repetindo a prova de 2017, Andrea Dovizioso volta vencer em cima de Marc Marquez assim como foi em 2017, A Sequencia da Ducati esta mantida, O Campeonato continua muito favorável para Marquez, Mas Dovizioso ainda acredita no campeonato. Fabio Quartararo completou o pódio, Numa boa corrida do piloto da Petronas.

Valentino Rossi teve uma boa corrida também, Saindo do 10ºlugar para chegar a prova em uma competente 4ªposição, Ficando a frente do seu companheiro de equipe, Marevick Viñales que vinha em 5º e de Alex Rins que ficou com o 6ºlugar. Para um piloto da Suzuki que tem um motor mais fraco, foi um bom resultado.

Em suas melhores corridas na categoria principal, Chegaram bem próximos Francesco Bagnaia da Pramac Ducati 2018 e Miguel Oliveira com a KTM da Tech 3. Danilo Petrucci em 9ºlugar e Franco Morbidelli com a Petronas em 10ºlugar fizeram corridas bem lamentáveis, Isso se comparamos com os seus companheiros de equipe, que chegaram ao pódio, Ambos!

Takaagi Nakagami levou a LCR Honda a uma modesta 11ªposição, Johann Zarco ficou em 12ºlugar, Mas ele foi mais comentado pela sua saída da equipe KTM, Rompendo o contrato que iria ser de dois anos, O Francês que não se deu bem com a moto Austríaca só vai correr pela equipe oficial da KTM até a prova da Comunidade Valenciana no dia 17 de Novembro e depois ele se desvincula da equipe.

Outra corrida sem vergonha de Stefan Bradl, Muito ruim o 13ºlugar, com uma moto Honda Repsol ficar nessa posição é uma vergonha. Aleix Espargaró da Aprilla e Karel Abraham com a Avintia Ducati de 2018 completa a zona de pontuação.

Nesse final de semana teremos o GP da Inglaterra, No tradicional circuito de Silverstone.

Fotos:

Resultado final do GP da Áustria – Mundial de Motovelocidade
MotoGP

posPilotoEquipeMotoTempo
14Andrea DoviziosoDucati TeamDucati39’34.771
293Marc MarquezRepsol Honda TeamHondaa 0.213
320Fabio QuartararoPetronas Yamaha SRTYamahaa 6.117
446Valentino RossiMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 7.719
512Maverick ViñalesMonster Energy Yamaha MotoGPYamahaa 8.674
642Alex RinsTeam SUZUKI ECSTARSuzukia 8.695
763Francesco BagnaiaPramac RacingDucatia 16.021
888Miguel OliveiraRed Bull KTM Tech 3KTMa 16.206
99Danilo PetrucciDucati TeamDucatia 17.350
1021Franco MorbidelliPetronas Yamaha SRTYamahaa 20.510
1130Takaaki NakagamiLCR Honda IDEMITSUHondaa 22.273
125Johann ZarcoRed Bull KTM Factory RacingKTMa 25.503
136Stefan BradlRepsol Honda TeamHondaa 31.962
1441Aleix EspargaróAprilia Racing Team GresiniApriliaa 34.741
1517Karel AbrahamReale Avintia RacingDucatia 48.109
1629Andrea IannoneAprilia Racing Team GresiniApriliaa 1 Volta
NC53Tito RabatReale Avintia RacingDucatia 8 Voltas
NC43Jack MillerPramac RacingDucatia 21 Voltas
NC55Hafizh SyarhinRed Bull KTM Tech 3KTMa 26 Voltas
NC44Pol EspargaróRed Bull KTM Factory RacingKTMa 27 Voltas
NC35Cal CrutchlowLCR Honda CASTROLHondaa 27 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 2 na Áustria – Brad Binder conquista primeira vitória da temporada.

Depois da festa da MotoGP, Mais uma vez as sobras ficaram com a Moto 2, Que teve uma ótima classificação. No Q1, Os favoritos eram os dois pilotos da VR46, Sam Lowes e Fabio di Giannantonio para as 4 vagas da repescagem. No começo da Classificação, Dominique Aegerter chegou a liderar no comecinho. Com 10 minutos do final, Luca Marini tomou a ponta, Com Andrea Locatelli, Dominique Aegerter e Stefano Manzi.

O piloto da Italtrans na volta seguinte por 29 milésimos não tomou a ponta do piloto da VR46. Quem estava decepcionando era Sam Lowes em 6ºlugar e Fabio Di Giannantonio que estava em 7ºlugar, A 2 décimos do 4ºlugar e a 4 décimos do primeiro colocado. Bem longe do desempenho que teve em Brno.

Mas a 5 minutos e meio do final, O piloto da Speed UP reagiu e passou para a segunda posição, Com 1:29.382. Os três primeiros colocados vinham separados por 51 milésimos.

A 3 minutos e 50 segundos do final, O Espanhol Iker Lecuona em uma grande volta subiu para a liderança com 1:29.139. Jogando Andrea Locatelli para a bolha. Nisso o piloto da Italtrans teve de fazer uma volta para sair do sufoco, E ele conseguiu, Locatelli subiu para o 3ºlugar, deixando Di Giannantonio no sufoco, Mas o piloto da Speed UP iria se classificar, Já que os pilotos no final não conseguiram modificar os 4 classificados, Nicolo Bulega foi o que mais chegou perto, Mas o 5ºlugar não deu o direito do piloto Italiano de seguir na Classificação.

Depois, vieram os dois pilotos da MV Agusta, Com Aegerter na frente de Manzi. Os dois na frente de Jonas Folger, que substitui mais uma vez ao Malaio Pawi que continua machucado desde da parte inicial do ano.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
127Iker LecuonaAmerican Racing KTMKTM1’29.139
210Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalex1’29.346
35Andrea LocatelliItaltrans Racing TeamKalex1’29.374
421Fabio di GiannantonioBeta Tools Speed UpSpeed Up1’29.382
511Nicolo BulegaSKY Racing Team VR46Kalex1’29.410
677Dominique AegerterMV Agusta Temporary ForwardMV Agusta1’29.549
762Stefano ManziMV Agusta Temporary ForwardMV Agusta1’29.560
894Jonas FolgerPetronas Sprinta RacingKalex1’29.587
964Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTS1’29.632
1022Sam LowesFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’29.651
1172Marco BezzecchiRed Bull KTM Tech 3KTM1’29.809
1265Philipp OettlRed Bull KTM Tech 3KTM1’29.948
1396Jake DixonSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’30.071
144Steven OdendaalNTS RW Racing GPNTS1’30.101
1516Joe RobertsAmerican Racing KTMKTM1’30.728
163Lukas TulovicKiefer RacingKTM1’30.963
1719Teppei NagoeIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’31.008
1818Xavi CardelusSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’31.186

No Q2, Pelo grande momento que vivia, Alex Marquez era o grande favorito a pole position. Outros 17 pilotos teriam que tentar tirar a possível pole do piloto da Marc VDS. Quem começou bem foi Tetsura Nagashima, Com 1:28.981 o Japonês da SAG era o líder, Na frente de Xavi Vierge, Remy Gardner e Brad Binder. Enquanto que o Alemão Marcel Schrotter foi para o chão.

Binder chegou a voltar a liderança, Mas isso durou 7 segundos para Nagashima colocar a ordem de casa. A 9 minutos e 35 segundos do final, Lorenzo Baldassarri passou do 13º para o 4ºlugar.

A partir dai, Alex Marquez começou a entrar na brincadeira, Na sua primeira volta rápida o líder do campeonato marca o quinto tempo, Mas ela foi cancelada porque o piloto da Marc VDS excedeu o traçado da pista. Parece que esse cancelamento de volta foi um prenuncio que o dia de Sábado não era o dia do irmão de Marc Marquez. Na Metade do treino, Nagashima, Binder e Somtiak Chantra estavam formando a primeira fila. O piloto Tailandês estava fazendo um grande treino, Seu melhor treino na Moto 2.

Mattia Pasini em sua segunda corrida pela Tasca, vinha fazendo um bom trabalho, Melhorou sua volta para o 9ºlugar, Tirando Thomas Luthi da terceira fila. O Treino deu uma parada, até que Marquez e Chantra iniciaram suas voltas a minutos do final, Aos outros, todos os outros estavam saindo da pista para a reta final da classificação.

Locatelli não foi muito longe, Ele caiu a 2 minutos e 50 segundos do final, Movimentação ficou por conta das posições intermediárias. Apenas no final que o Suíço Thomas Luthi acabou fazendo uma bela volta e passou a ser o 4ºcolocado, Depois de zerar o cronometro, Enea Bastianini tomou o quarto lugar das mãos do piloto da Dynavolt.

A Pole ficou mesmo com Tetsura Nagashima, um piloto questionado no começo do ano e esta em um momento de crescimento no Campeonato. Na primeira fila só o Brad Binder na 2ºposição estava dentro da sua posição, Agora, Somtiak Chantra fez uma brilhante classificação. Com um terceiro lugar. Na segunda fila largam Enea Bastianini da Italtrans, Thomas Luthi da Dynavolt e Lorenzo Baldassarri da Pons.

Na terceira fila, largam Xavi Vierge da Marc VDS, Jorge Navarro da Speed UP e Remy Gardner da SAG. Luca Marini completou os dez primeiros colocados. O líder do Campeonato, Alex Marquez larga  em 11ºlugar.

Fotos:

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
145Tetsuta NagashimaONEXOX TKKR SAG TeamKalex1’28.718
241Brad BinderRed Bull KTM AjoKTM1’28.791
335Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’28.856
433Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalex1’28.903
512Thomas LuthiDynavolt Intact GPKalex1’28.924
67Lorenzo BaldassarriFLEXBOX HP 40Kalex1’28.948
797Xavi ViergeEG 0,0 Marc VDSKalex1’28.956
89Jorge NavarroBeta Tools Speed UpSpeed Up1’28.969
987Remy GardnerONEXOX TKKR SAG TeamKalex1’28.976
1010Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalex1’29.004
1173Alex MarquezEG 0,0 Marc VDSKalex1’29.012
1288Jorge MartinRed Bull KTM AjoKTM1’29.061
1340Augusto FernandezFLEXBOX HP 40Kalex1’29.067
1427Iker LecuonaAmerican Racing KTMKTM1’29.092
1554Mattia PasiniTasca Racing Scuderia Moto2Kalex1’29.118
1623Marcel SchrotterDynavolt Intact GPKalex1’29.437
175Andrea LocatelliItaltrans Racing TeamKalex1’29.538
1821Fabio di GiannantonioBeta Tools Speed UpSpeed Up1’29.682
1911Nicolo BulegaSKY Racing Team VR46Kalex1’29.410
2077Dominique AegerterMV Agusta Temporary ForwardMV Agusta1’29.549
2162Stefano ManziMV Agusta Temporary ForwardMV Agusta1’29.560
2294Jonas FolgerPetronas Sprinta RacingKalex1’29.587
2364Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTS1’29.632
2422Sam LowesFederal Oil Gresini Moto2Kalex1’29.651
2572Marco BezzecchiRed Bull KTM Tech 3KTM1’29.809
2665Philipp OettlRed Bull KTM Tech 3KTM1’29.948
2796Jake DixonSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’30.071
284Steven OdendaalNTS RW Racing GPNTS1’30.101
2916Joe RobertsAmerican Racing KTMKTM1’30.728
303Lukas TulovicKiefer RacingKTM1’30.963
3119Teppei NagoeIDEMITSU Honda Team AsiaKalex1’31.008
3218Xavi CardelusSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’31.186

A prova do domingo foi bem diferente do treino do Sábado, A Começar pelo anuncio da KTM em se dedicar a Moto GP, Ou seja, tirando o time de campo na Moto 2. Uma pena, pois a Kalex realmente teve uma concorrência forte dos chassis KTM nas últimas temporadas. Com 25 voltas e tempo nublado seria realizada a 11ªEtapa do Campeonato.

Nagashima foi engolido na largada pelo Brad Binder que assumiu a liderança, O Sul-Africano confirmado na MotoGP em 2020 pela Tech 3 começou muito bem, Com Xavi Vierge ganhando o segundo lugar do piloto Japonês da SAG no final da 1ªvolta. Luthi passou para o 4ºlugar após superar Enea Bastianini, Gardner, Chantra, Marini, Bastianini e Marquez completavam os 10 primeiros colocados.

Nagashima apesar de perder posições no começo, não se afastou dos primeiros colocados, Na terceira volta ele foi para cima de Vierge na curva 3 da 4ªVolta e passou para o segundo lugar. O piloto da Marc VDS não se conformou e tentou ir para cima do Japonês, Mas o espanhol numa manobra infeliz acabou atropelando Nagashima e levando não só ele mesmo como o piloto da SAG. Foi de prova para os dois pilotos. Com a besteira feita, Vierge tratou de ir aos boxes da Marc VDS para pedir desculpas ao piloto da SAG.

Com isso tudo, Bastianini passou a ser o segundo, Com Gardner e Luthi logo atrás duelando pelo terceiro lugar. Na sétima volta, O suíço da Dynavolt ganha o terceiro lugar do filho do Campeão de 1987 (Wayne Gardner) Remy Gardner passando a ser o terceiro lugar. Na volta seguinte, 4 pilotos ficaram lado a lado para disputar o segundo lugar. Luthi parecia ter se dado bem, Mas todos eles inclusive Luthi acabaram perdendo a curva. Quem se deu bem foi Gardner, que foi ousado e fazendo tudo correto passou para o segundo lugar. Enquanto que o piloto Suíço foi perdendo terreno e perdendo posições.

Ao mesmo tempo, Alex Marquez chegou em cima de Marini, Luthi e de Bastianini. Gardner tentou ir para cima de Binder, que até aquele momento estava liderando com certa tranquilidade.  Marquez passou Marini e na 11ªvolta, se aproveitando de uma tentativa não bem sucedida de ultrapassagem de Luthi sobre Bastianini, O Little Marquez supera Luthi e chega ao 4ºlugar. Na 13ªVolta, Gardner chegou de vez em Binder enquanto que Bastianini liderava um grupo de 7 pilotos, Que vinha até o 9ºcolocado, que estava nas mãos de Jorge Navarro da Speed UP.

Gardner chegou a assumir a ponta, mas logo depois, Binder recuperou a ponta de imediato. Enquanto que Jorge Navarro em 1 volta e meia passou do 9ºpara o 7ºlugar, Em contrapartida, Luthi sofreu muito para ficar com o 8ºlugar e acabou não conseguindo se sustentar a frente de Augusto Fernandez.

Binder e Gardner começavam a ter a companhia de Enea Bastianini a 10 voltas do final da prova e trazia com ele Alex Marquez que queria entrar na Briga. Mais atrás vinham Baldassarri, Marini e Navarro disputando o 5ºlugar. O piloto da VR46 superou Baldassarri e passou a tentar aproximação pelo primeiro grupo.

A 7 Volta do final, Gardner tenta de novo e ganha posição do Binder, que volta logo a seguir. Se tivesse um pouco mais de calma o Australiano poderia passar e ir embora para a inédita primeira vitória, Mas na entrada da 20ªVolta, Gardner vai um pouco além da primeira curva acaba sendo tocado por Marquez e indo direto para o chão. Fim de prova para o piloto da SAG, que poderia ter vencido a prova.

Bastianini, Marquez e Marini já tinham chegado à disputa pela vitória com Brad Binder. Marini superou Alex Marquez e foi para cima do piloto da Italtrans, Mas no final da 21ªVolta, Marini acabou caindo e derrubando Bastianini e acabaram ambos deixando a prova. Para ambos, lamentável e principalmente para o piloto da Italtrans que poderia conquistar um 2ºpódio seguido na Moto 2.

A Corrida ficou entre Binder e Alex Marquez, Nas voltas finais, o piloto da Marc VDS tentou um ataque sobre Binder, Mas o Gueopado Sul-Africano resistiu e acabou levando a vitória na cada da KTM e da Red Bull. Foi a primeira vitória de uma Moto que não fosse a poderosa Kalex que tinha levado tudo até agora. Alex Marquez fica em um satisfatório 2ºlugar e continua aumentando a diferença na liderança do campeonato para Thomas Luthi, Que fez uma prova regular e ficou com um 6ºlugar, Que achei quero Suíço ficou no Lucro.

O pódio foi completado pelo Espanhol Jorge Navarro da Speed UP, mesmo com todo o esforço do piloto da Pons, Que acabou a prova em 4ºlugar. Augusto Fernandez completou o bom final de semana da equipe de Sito Pons com o 5ºlugar, Chegando a frente de Luthi.

Jorge Martin teve um bom final de semana e conquistou uma importante 7ªposição, Completando os 10 primeiros colocados: Iker Lecuona, Marcel Schrotter e Mattia Pasini. Um bom final de semana de Somtiak Chantra, que se classificou muito bem, Só que na corrida ele ficou para trás, Mas chegou aos pontos pela segunda vez seguida com o 12ºlugar.

Nesse domingo, teremos o GP da Inglaterra do Mundial de Motovelocidade.

Fotos:

Resultado final do GP da Áustria – Moto 2

posPilotoEquipeMotoTempo
141Brad BinderRed Bull KTM AjoKTM37’24.963
273Alex MarquezEG 0,0 Marc VDSKalexa 0.330
39Jorge NavarroBeta Tools Speed UpSpeed Upa 1.839
47Lorenzo BaldassarriFLEXBOX HP 40Kalexa 2.183
540Augusto FernandeFLEXBOX HP 40Kalexa 3.303
612Thomas LuthiDynavolt Intact GPKalexa 4.645
788Jorge MartinRed Bull KTM AjoKTMa 5.200
827Iker LecuonaAmerican Racing KTMKTMa 5.285
923Marcel SchrotterDynavolt Intact GPKalexa 6.973
1054Mattia PasiniTasca Racing Scuderia Moto2Kalexa 9.428
115Andrea LocatelliItaltrans Racing TeamKalexa 11.203
1235Somkiat ChantraIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 12.252
1311Nicolo BulegaSKY Racing Team VR46Kalexa 13.099
1421Fabio di GiannantonioBeta Tools Speed UpSpeed Upa 13.886
1564Bo BendsneyderNTS RW Racing GPNTSa 18.684
1662Stefano ManziMV Agusta Temporary ForwardMV Agustaa 20.714
1777Dominique AegerterMV Agusta Temporary ForwardMV Agustaa 25.000
1894Jonas FolgerPetronas Sprinta RacingKalexa 25.226
1996Jake DixonSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 28.471
204Steven OdendaalNTS RW Racing GPNTSa 29.993
2116Joe RobertsAmerican Racing KTMKTMa 33.876
2265Philipp OettlRed Bull KTM Tech 3KTMa 34.746
2372Marco BezzecchiRed Bull KTM Tech 3KTMa 38.031
2422Sam LowesFederal Oil Gresini Moto2Kalexa 44.263
2519Teppei NagoeIDEMITSU Honda Team AsiaKalexa 1’00.320
2618Xavi CardelusSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 1’00.432
273Lukas TulovicKiefer RacingKTMa 1’00.934
NC33Enea BastianiniItaltrans Racing TeamKalex5 Voltas
NC10Luca MariniSKY Racing Team VR46Kalex5 Voltas
NC87Remy GardnerONEXOX TKKR SAG TeamKalex6 Voltas
NC45Tetsuta NagashimaONEXOX TKKR SAG TeamKalex18 Voltas
NC97Xavi ViergeEG 0,0 Marc VDSKalex22 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

Moto 3 na Áustria – O Renascimento de Romano Fenati

Todo mundo foi para a pista de cara, com exceção de Filip Salac, que partiu 1 minuto depois para a pista. O Treino da repescagem acabou sendo decidido na primeira parte da classificação. Romano Fenati começou a classificação na frente com Alonso Lopez, Stefano Nepa e Kasuki Mazaki nas 4 primeiras posições.

As 9 minutos e 40 segundos do final, Andrea Migno assumiu a ponta, com 1:37.158. Depois disso, Alguns pilotos foram para os boxes enquanto que outros marcaram uma nova volta, A 7 minutos e 50 segundos, Salac subiu para o 7ºlugar.

A 5 minutos para o final, Can Oncu e Deniz Oncu foram juntos para a pista, Os outros pilotos foram a seguir para realizarem suas últimas tentativas, Com exceção dos 4 primeiros colocados, Mais Dennis Foggia e Darryn Binder. Albert Arenas e Can Oncu ao tentarem melhorar as suas voltas acabaram indo para fora da pista na curva 4.

Vários pilotos que saíram dos boxes acabaram voltando para os boxes na volta seguinte. Não deu para entender essa! Eles voltaram para fazerem no máximo 2 tentativas. Com o trafego, ficou quase impossível a melhora dos tempos, Nesse caso de se buscar o vácuo, acabou sendo um tiro no pé.

Quem não seguiu isso e acabou se dando bem, foi Jaume Masia, Que acabou marcando o melhor tempo, Com 1:37.028 e Classificou para o Q2, Juntamente com Romano Fenati que subiu para o 2ºlugar, Andrea Migno e Alonso Lopez. Stefano Nepa fez um bom treino e acabou ficando a pouco de uma classificação a fase final em 5ºlugar, A frente de Dennis Foggia (Que se lamentou pela eliminação precoce) e Filip Salac.

Resultado do Q1:

posPilotoEquipeMotoTempo
15Jaume MasiaBester Capital DubaiKTM1’37.028
255Romano FenatiVNE SnipersHonda1’37.051
316Andrea MignoBester Capital DubaiKTM1’37.158
421Alonso LopezEstrella Galicia 0,0Honda1’37.278
582Stefano NepaReale Avintia Arizona 77KTM1’37.337
67Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTM1’37.409
712Filip SalacRedox PruestelGPKTM1’37.421
875Albert ArenasSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’37.695
922Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTM1’37.711
1052Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda1’37.714
1154Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Honda1’37.787
1211Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1’37.804
1373Maximilian KoflerSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’37.824
1461Can OncuRed Bull KTM AjoKTM1’37.876
1553Deniz OncuRed Bull KTM AjoKTM1’38.022
1640Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’38.083
1769Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTM1’39.945

Por volta da 1 da tarde, Os pilotos foram para pista na decisão pela pole position. Alguns pilotos antes de darem a 1 volta rápida acabaram indo aos boxes. Entre Eles, Tony Arbolino, Marcus Ramirez, Lorenzo Dalla Porta, Kaito Toba e Aron Canet fizeram isso. Dos que não fizeram isso e foram para a 1ªVolta, Jaume Masia com 1:37.055 começou na frente, Com Antonelli e McPhee em 2º e 3º respectivamente.

Na segunda tentativa, Celestino Vietti levou uma pequena chicoteada da sua KTM e acabou indo para o Chão, Felizmente ele pode voltar a classificação. Fenati, Raul Fernandez e Suzuki vinham em voltas melhores que a volta de Masia, A 9 minutos e 30 segundos do final, Suzuki levou a melhor sobre os 3 e passou para a ponta. O piloto da Sic 58 foi o primeiro a entrar na casa do 1 minuto e 36 segundos. Fenati e Fernandez completavam a primeira fila naquele momento.

90 segundos depois, Kaito Toba assumiu a liderança e terminou a primeira metade do Q2 como o líder, Já Tony Arbolino marcou o 4ºtempo. Até aquele momento dois japoneses faziam a dobradinha nipônica. Muita gente depois disso foi para os Boxes, Já Ramirez, Dalla Porta e Canet tentaram uma nova volta e ficaram exatamente em 10º,11º e 12º respectivamente. O líder do campeonato Aron Canet deu mais uma volta rápida, O Espanhol superou os pilotos da Leopard Racing e passou ao 10ºlugar.

Enquanto Canet foi para os boxes, Todos os outros pilotos foram para a pista, Na última tentativa de cada piloto, A 40 segundos do final, Vietti saltou do 14º para o 6ºlugar. Quem passasse antes do Zeramento do Tempo teria mais uma volta.

John McPhee fez um temporal, com 1:36.690 o escocês colocou o tempo para quem quisesse tirar a pole do piloto da Petronas. Um Desafio que acabou fazendo Romano Fenati superar e muito ao tempo do Escocês, Com 1:36.460 acabou o piloto da Snipers conseguindo a primeira pole do ano, Com o Japonês Ayumi Sasaki da Petronas em 2º e Jaume Masia da Bester completando a primeira fila em 3º.

Mas Fenati e outros pilotos foram punidos por condução irresponsável. Isso fez com que a pole voltasse as mãos de John McPhee,  A 1ªFila foi completada pelo Japonês Tatsuki Suzuki da SIC58 e pelo Italiano Romano Fenati. O Japonês Kaito Toba, Rápido, mas muito inconstante abriu a segunda fila, Com Tony Arbolino da Snipers e Celestino Vietti da VR46 no complemento da fila 2. Na terceira fila, largam Jaume Masia, Ayumi Suzuki e Marcos Ramirez (os dois primeiros foram punidos por condução indevida) e Ai Ogura completava os 10 primeiros colocados do Grid de largada. Aron Canet ficou mal colocado, ele larga em 18ºlugar.

Fotos:

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
117John McPheePetronas Sprinta RacingHonda1’36.690
224Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHonda1’36.788
355Romano FenatiVNE SnipersHonda1’36.814
427Kaito TobaHonda Team AsiaHonda1’36.847
514Tony ArbolinoVNE SnipersHonda1’36.850
613Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTM1’37.021
75Jaume MasiaBester Capital DubaiKTM1’37.055
871Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHonda1’37.272
942Marcos RamirezLeopard RacingHonda1’37.301
1048Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHonda1’37.330
1179Ai OguraHonda Team AsiaHonda1’37.589
1216Andrea MignoBester Capital DubaiKTM1’37.595
1325Raul FernandezSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’37.598
1484Jakub KornfeilRedox PruestelGPKTM1’37.690
1521Alonso LopezEstrella Galicia 0,0Honda1’37.721
1676Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTM1’37.787
1723Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaSem Tempo
1844Aron CanetSterilgarda Max Racing TeamKTMSem Tempo
1982Stefano NepaReale Avintia Arizona 77KTM1’37.337
207Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTM1’37.409
2112Filip SalacRedox PruestelGPKTM1’37.421
2275Albert ArenasSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’37.695
2322Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTM1’37.711
2452Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Honda1’37.714
2554Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Honda1’37.787
2611Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Honda1’37.804
2773Maximilian KoflerSama Qatar Angel Nieto TeamKTM1’37.824
2861Can OncuRed Bull KTM AjoKTM1’37.876
2953Deniz OncuRed Bull KTM AjoKTM1’38.022
3040Darryn BinderCIP Green PowerKTM1’38.083
3169Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTM1’39.945

Do sol da classificação do Sábado, para uma pista que sofreu com a chuva e que estava em um processo de secagem. Com uma trilha seca, Mas com boa parte do traçado molhado e um tempo nublado iriamos ter a consagração de um piloto que foi renegado a mais ou menos 1 ano atrás.

Fenati largou melhor que McPhee na largada e assumiu a liderança, Com Arbolino passando a segunda posição e McPhee caindo do primeiro para o terceiro lugar. Fenati não ficou muito tempo na ponta, Na quarta curva, seu ousado companheiro de equipe, Tony Arbolino tomou a ponta da prova. Os dois disputariam a corrida pela maior parte da corrida, Junto deles McPhee era o único a acompanhar os pilotos da Snipers.

Isso, porque os três primeiros colocados abriram uma boa vantagem para os dois pilotos da Leopard Racing. Lorenzo Dalla Porta e Marcos Ramirez lideravam o segundo Grupo, Com Makar Yurchenko da BOE Skull e Celestino Vietti da VR46. Ao contraio da maioria das corridas, Na Áustria, não tivemos grupos de mais de 10, 15 ou até 20 pilotos disputando o primeiro lugar.

Enquanto Fenati e Arbolino alternavam a liderança da prova, Tatsuki Suzuki foi para o chão. No final da 7ªVolta, Arbolino se aproveitou de uma pequena bobeada de Fenati para voltar a liderança. O Final da volta seguinte, Fenati deu o troco e retornou a liderança. Raul Fernandez foi outro piloto que foi ao chão.

Aron Canet não estava bem, Ele vinha disputando posição no terceiro Grupo. Aonde ele disputava posição com Niccolò Antonelli, Jakub Kornfeil e Albert Arenas.

A 13 voltas do final, Sergio Garcia foi ao chão, enquanto que John McPhee tentava superar Arbolino. Já no segundo pelotão, Os pilotos da Leopard Racing mais Celestino Vietti e Jaume Masia disputavam a 4ªposição. O Escocês da equipe Petronas até conseguiu superar Arbolino, Mas o piloto da Snipers usou o vácuo e antes de entrarem na curva 4, A ultrapassagem de McPhee na curva 3, foi devolvida.

Na briga pelo quarto lugar, Vietti e Masia superaram os pilotos da Leopard a menos de 9 voltas para o final, Enquanto que John McPhee voltou a passar Arbolino e ganhou o segundo lugar. Já Alonso Lopez foi punido pela volta longa. A corrida começava a ficar nas mãos de Romano Fenati, que já tinha uma boa vantagem sobre Arbolino e McPhee. Que estava vendo a diferença para Vietti e Masia caírem de 4 segundos para apenas 2.4 segundos a 6 voltas do final. E eles vinham chegando cada a vez mais e mais.

Arbolino recuperou o segundo lugar de McPhee, Mas o escocês não desistia da disputa, O mesmo faz o Espanhol Jaume Masia pelo 4ºlugar, Apesar dele ter sido advertido por passar do limite da pista. A 2 voltas do final, Masia supera Vietti e passa a se aproximar do McPhee e do Arbolino, Mas na curva 9 o Espanhol foi para o chão e deixou a corrida. Na volta final, Enquanto Fenati levava a sua moto com tranquilidade, Vietti chegava na disputa pelo menos pelo pódio.

O Final foi imprevisível, Não para Fenati que levou a 1ªvitória do ano e se redimiu depois do Negativamente marcante GP de San Marino de 2018, Quando ele tentou freiar a moto de Stefano Manzi na Moto 2. Isso fez que Fenati fosse demitido e até mesmo banido da Motovelocidade. Em Spielberg, O piloto Italiano parece ganhar uma nova vida para o Mundial de Motovelocidade.

Já a briga pelo segundo lugar foi definida no final, Tony Arbolino e John McPhee acabaram superando Celestino Vietti e completaram o pódio. A Snipers fez uma dobradinha e o Escocês fez uma brilhante corrida, O tempo todo acompanhando os primeiros colocados, Apesar do 4ºlugar, Uma belíssima prova do piloto da equipe de Valentino Rossi.

Marcos Ramirez e Lorenzo Dalla Porta chegaram em 5º e 6ºlugares, Os pilotos da Leopard não estavam com a melhor moto do final de semana, Mas pelo menos tiveram um melhor desempenho que Aron Canet, Uma atuação muito fraca do espanhol, Que ficou em 10ºlugar, Ficando atrás de Makar Yurchenko da Boe Skull (Foi sua melhor corrida do Cazaque na Moto 3), de Jakub Kornfeil da Pruestel e de Niccolò Antonelli da SIC58.

Nesse domingo, Teremos a 12ªEtapa do Mundial de Motovelocidade. Dessa vez a prova de Silverstone vão estar apenas as 3 categorias tradicionais: Moto 3, Moto 2 e MotoGP.

Fotos:

Resultado final do GP da Áustria – Moto 3

posPilotoEquipeMotoTempo
155Romano FenatiVNE SnipersHonda37’50.135
214Tony ArbolinoVNE SnipersHondaa 1.097
317John McPheePetronas Sprinta RacingHondaa 1.105
413Celestino ViettiSKY Racing Team VR46KTMa 1.120
542Marcos RamirezLeopard RacingHondaa 6.789
648Lorenzo Dalla PortaLeopard RacingHondaa 7.559
776Makar YurchenkoBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 17.880
884Jakub KornfeilRedox PruestelGPKTMa 17.902
923Niccolò AntonelliSIC58 Squadra CorseHondaa 17.936
1044Aron CanetSterilgarda Max Racing TeamKTMa 18.030
1175Albert ArenasSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 18.730
1279Ai OguraHonda Team AsiaHondaa 23.800
1371Ayumu SasakiPetronas Sprinta RacingHondaa 23.884
147Dennis FoggiaSKY Racing Team VR46KTMa 24.240
1540Darryn BinderCIP Green PowerKTMa 24.955
1621Alonso LopezEstrella Galicia 0,0Hondaa 25.595
1753Deniz OncuRed Bull KTM AjoKTMa 28.156
1827Kaito TobaHonda Team AsiaHondaa 40.414
1912Filip SalacRedox PruestelGPKTMa 40.668
2073Maximilian KolferSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 41.032
2152Jeremy AlcobaKömmerling Gresini Moto3Hondaa 43.327
2282Stefano NepaReale Avintia Arizona 77KTMa 48.553
2354Riccardo RossiKömmerling Gresini Moto3Hondaa 53.478
2422Kazuki MasakiBOE Skull Rider Mugen RaceKTMa 1’16.731
2569Tom Booth-AmosCIP Green PowerKTMa 1’20.178
2616Andrea MignoBester Capital DubaiKTMa 1’24.566
2711Sergio GarciaEstrella Galicia 0,0Hondaa 1 Volta
NC5Jaume MasiaBester Capital DubaiKTMa 2 Voltas
NC61Can OncuRed Bull KTM AjoKTMa 12 Voltas
NC25Raul FernandezSama Qatar Angel Nieto TeamKTMa 15 Voltas
NC24Tatsuki SuzukiSIC58 Squadra CorseHondaa 19 Voltas

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP

eP da Áustria teve domínio de Mike di Meglio

Em duas realidades diferentes aconteceu a segunda etapa da Copa do Mundo de Moto E, O primeiro campeonato da história do Mundial de Motovelocidade sem usar Gasolina. Realizado nos dias 9, 10 e 11 de Agosto.

Diferente da Moto GP, Moto 2 e Moto 3, A Classificação é com todos os 18 pilotos fazendo uma volta por vez. E assim foi feito, Desde do pior colocado nos treinos livres (Randt de Puniet) até o piloto Hector Garzo que foi o melhor dos treinos livres.

Os primeiros a pararem, De Puniet e Nicolas Terol tiveram suas voltas anuladas por passarem do limite da pista. Sete Gibernau fez um tempo apenas regular, Mas suficiente para assumir a liderança, com 1:36.613.

Lorenzo Salvadori foi o 5º a entrar e acabou chegando perto, Com 1:36.703. Gibernau continuava na pole, Até que Alex de Angelis caprichou na sua passagem, com 1:35.774 o piloto de San Marino assumiu a liderança da prova. Maria Herrera em sua volta (8ª a participar da classificação) marcou o 2ºmelhor tempo.

Tivemos polêmica, Jesko Raffin tinha passado para fora da pista, pisando na linha de limite. Ele acabou fazendo o melhor tempo, Mas teoricamente esse tempo seria cortado. Porém, o tempo do piloto suíço foi mantido. (Acredito que ele por ficar naquela linha de limite da pista, Raffin não foi punido)

Niccolò Canepa foi o 10ª a fazer volta e acabou marcando o 4ºtempo. Matteo Ferrari da Gresini foi outro que deu seu sangue para marcar o 2ºtempo, A 38 milésimos do pole. O Belga Xavier Simeon passou para a ponta, Companheiro de equipe de Eric Granado marcou 1:35.193, quase 2 décimos a frente de Jesko Raffin.

O Italiano Mattia Casadei acabou indo ao chão na sua tentativa e ficou de fora das primeiras posições. A Moto de pelo menos 250 kg não permitia uma volta rápida para a corrida. Sem muita perda de tempo, O Vencedor da prova da Alemanha Niki Tuuli fez uma boa volta, Mas só o suficiente para marcar o 3ºtempo.

Um dos favoritos, Bradley Smith fez uma grande volta, O piloto da One Energy marcou o 2ºtempo a 111 milésimos atrás de Raffin.

Eric Granado até tinha condições de conseguir um lugar nas primeiras filas, Mas uma balançada o obrigou a diminuir velocidade, Isso foi determinante para ficar com o 7ºtempo. Mike di Meglio foi o penúltimo a fazer sua volta, O Francês da Marc VDS acabou conquistando o melhor tempo e garantiu a pole position. Hectór Garzó não foi além do 6ºlugar.

Mike di Meglio da Marc VDS, Xavier Simeon da Avintia e Bradley Smith da One Energy vão largar na primeira fila do E-Prix da Áustria. Jesko Raffin em um contestável 4ºlugar abre a segunda fila, Com Niki Tuuli e Hector Garzó completando a 2ªFila.

Seguidos de Matteo Ferrari, Alex de Angelis, Eric Granado e Maria Herrera completando os 10 primeiros lugares.

Grid de Largada:

posPilotoEquipeMotoTempo
163Mike di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergica1’35.182
210Xavier SimeonAvintia Esponsorama RacingEnergica1’35.193
338Bradley SmithOne Energy RacingEnergica1’35.311
42Jesko RaffinDynavolt Intact GPEnergica1’35.365
566Niki TuuliAjo MotoEEnergica1’35.385
64Hector GarzoTech 3 E-RacingEnergica1’35.390
711Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’35.403
85Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergica1’35.774
951Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergica1’35.888
106Maria HerreraOpenBank Ángel Nieto TeamEnergica1’36.266
117Niccolo CanepaLCR E-TeamEnergica1’36.369
1215Sete GibernauJoin Contract Pons 40Energica1’36.613
1332Lorenzo SavadoriTRENTINO Gresini MotoEEnergica1’36.703
1416Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergica1’37.148
1578Kenny ForayTech 3 E-RacingEnergica1’37.500
1614Randy de PunietLCR E-TeamEnergicaSem Tempo
1718Nicolas TerolOpenBank Ángel Nieto TeamEnergicaSem Tempo
1827Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaSem Tempo

Sobre tempo molhado, A Moto E Teria um desafio bem grande, Eu imaginaria que a prova poderia não acontecer com uma moto Elétrica sobre chuva, Mas ela acabou acontecendo.

Di Meglio tentou manter a ponta na largada, Mas acabou perdendo a ponta para Simeon, O  Belga ficou na liderança até o contorno da curva 2, O piloto da Marc VDS recuperou a ponta. Na terceira curva, O Brasileiro Eric Granado pulou do 9º para o 3ºlugar. O Brasileiro foi para cima de Simeon enquanto Bradley Smith foi para a brita, fora da pista. No reta dos boxes, Granado passou Simeon e acabou passando para a 2ªposição, Já mirando em Di Meglio, Em busca da liderança. Isso aconteceu na 3ªcurva. O piloto da Avintia, do 9ºlugar passou para a ponta da corrida, Tentando abrir de Di Meglio e Simeon, Parecia que Granado iria para uma grande vitória…

… Mas o brasileiro cometeu um erro primário em pista seca, passar pela linha branca. O Resultado disso foi uma queda na curva 3. Um pena para o piloto Brasileiro. Di Meglio da Marc VDS volta a ponta, Seguido de Simeon e Garzó.  No final da 3ªVolta, o piloto da Tech 3 superou  Simeon e subiu para o 2ºlugar. Ao mesmo tempo, que Bradley Smith estava se recuperando muito bem, Já vinha em 7ºlugar e subindo cada vez mais.

Smith passou de uma só ver Ferrari e Gibernau, Subindo para o 5ºlugar. Na Penultima volta, O inglês foi para cima de Alex de Angelis e sem dificuldade superou o piloto da Pramac, passando a ser o 4ºcolocado. Enquanto isso, Ferrari e Gibernau se alternavam na disputa pelo 5ºlugar.

Na Volta final, Garzó foi para cima de Di Meglio com tudo, mas acabou errando toda a trajetória da curva 4 e acabou indo para a brita e para o chão, Deixando escapar no mínimo um 2ºlugar que vinha em suas mãos. O Francês Mike Di Meglio acabou com a vitória no E-Prix da Áustria, Uma vitória merecia do piloto da Marc VDS. Que pode não ter tido a melhor moto do final de semana, Mas acabou tendo competência para levar sua moto elétrica para a linha de chegada. (Coisa que Granado e Grazó não conseguiram)

Xavier Simeon levou o 2ºlugar e em Grande recuperação, Bradley Smith completou o pódio em 3ºlugar. Alex de Angelis da Pramac, Matteo Ferrari da Gresini e Sete Gibernau da Pons.

Mike di Meglio é o líder do campeonato com 41 pontos, Seguido de Bradley Smith com 36. Eles se destacam na disputa pelo título, Mas nada esta definido com 100 pontos em jogo. A próxima etapa acontece em San Marino, Em rodada dupla nos dias 14 e 15 de Setembro.

Fotos:

Resultado final da 2ªEtapa da Copa do Mundo da Moto E:

posPilotoEquipeMotoTempo
163Mike di MeglioEG 0,0 Marc VDSEnergica8’41.799
210Xavier SimeonAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 2.238
338Bradley SmithOne Energy RacingEnergicaa 4.368
45Alex de AngelisOCTO Pramac MotoEEnergicaa 5.071
511Matteo FerrariTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 5.155
615Sete GibernauJoin Contract Pons 40Energicaa 6.845
716Joshua HookOCTO Pramac MotoEEnergicaa 7.961
87Niccolo CanepaLCR E-TeamEnergicaa 10.331
92Jesko RaffinDynavolt Intact GPEnergicaa 8.907
1032Lorenzo SavadoriTRENTINO Gresini MotoEEnergicaa 11.637
1178Kenny ForayTech 3 E-RacingEnergicaa 16.446
1214Randy de PunietLCR E-TeamEnergicaa 18.062
1327Mattia CasadeiOngetta SIC58 SquadracorseEnergicaa 19.584
1418Nicolas TerolOpenBank Ángel Nieto TeamEnergicaa 21.244
1566Niki TuuliAjo MotoEEnergicaa 22.490
166Maria HerreraOpenBank Ángel Nieto TeamEnergicaa 25.746
1751Eric GranadoAvintia Esponsorama RacingEnergicaa 1’10.619
NC4Hector GarzoTech 3 E-RacingEnergicaa 1 Volta

Texto: Deivison da Conceição da Silva
Fotos: MotoGP